rede ex aequo

Olá Visitante21.ago.2019, 16:46:29

Autor Tópico: A minha maior história de amor....  (Lida 21839 vezes)

 
Como começou a tua história de amor?
#120

Offline Cesso

  • ***
  • Membro Total
  • Género: Masculino
Bem, teria de voltar 3 anos no tempo, foi quando o vi pela primeira vez. Uma amiga em comum fez um jantar de anos e nós fomos dos poucos convidados. Na altura eu namorava, pelo que não lhe dei muita atenção e ele andava com uma "paixão platónica" pela amiga, pelo que também não me passou cartão  lol

Nunca mais nos vimos durante 3 anos. Apenas tínhamos estado juntos essa única vez.

Este ano essa mesma amiga em comum fez novamente um jantar de anos, em que fomos novamente dos poucos convidados.
Mas desta vez foi diferente!
Eu já não namorava há bastante tempo (2 anos e tal) e ele (segundo me contou mais tarde) já não tinha a tal paixão platónica. Como sempre tive a ideia de que ele era hétero, tive algum receio no tipo de conversas que poderia ter com ele, além do mais estávamos num grupo com mais pessoas e não iria começar a falar de gajos e coisas afins. Contrariamente ele sabia que eu era gay, essa nossa amiga contou-lhe, pelo que ele estava em "vantagem" sobre mim. O problema é que ele achava que eu sabia que ele era gay. Uma mistura de ideias algo controversa que nos dificultou um pouco o contacto entre nós dois.
Eu tenho o defeito de ser bastante tímido com pessoas que não conheço, por isso estou quase sempre calado, raramente lhe dirigia a palavra lol. Depois do jantar fomos a um bar em que fiquei ao lado dele. O meu coração batia mais forte e eu não sabia bem o porque, até porque mal falava com ele e evitava a todo custo olhar-lhe nos olhos (olhos verdes e lindos já agora :D)
Quando saímos do bar para ir embora, fomos até a zona onde deixámos os carros e começámos as despedidas. não aconteceu nada de mais, mas houve ali uma troca de olhares entre nós dois, devido a uma conversa que estava a haver sobre mim (algo constrangedora na altura LOL) e foi quando eu realmente me apercebi que ali havia qualquer coisa de diferente.

E foi assim que começou a nossa história de amor, com essa troca de olhares :)

    Como começou a tua história de amor?
    #121

    13

    • Visitante
    A minha grande história de amor (até agora) começou no verão de 2005. Ele era colega de turma de uma das minhas melhores amigas e calhou um dia irmos à praia em grupo e conhecemo-nos assim. Realmente nós já nos tínhamos visto de passagem algumas vezes e ele até tinha dito à nossa amiga comum que tinha ficado curioso em relação em mim. Eu não tinha dito nada porque geralmente sou assim, não digo nada.

    Nesse verão fomos várias vezes à praia e saímos à noite juntos, quase sempre em grupo, e depois houve uma noite em que ficámos só os dois a caminhar no Bairro Alto durante horas sem entrar em nenhum bar porque não tínhamos dinheiro. Lembro-me de que, entre outras coisas, conversámos sobre: a infância, os estudos, as viagens, a música, a família, os amigos, deus.

    Depois um dia estávamos a ver compulsivamente episódios do Sete Palmos de Terra em DVD e pronto, aconteceu ;)

    Isto foi no verão de 2005 e estivemos juntos até vários anos mais tarde...

    PS: Adoro ler as histórias deste tópico! É importante falarmos de coisas boas :)

      Como começou a tua história de amor?
      #122

      Draco

      • Visitante
      Era uma vez...
      Não, dizia ele aos seus pretendentes. Tudo porque sentia algo inexplicável por outro, que não era um dos seus inúmeros ( :devil lol ) pretendentes. Na realidade ele nem sequer conhecia a criatura, mas sentia uma forte empatia e estava disposto a percorrer vários reinos para a encontrar. Mas antes de iniciar a sua odisseia ele enviou um pombo negro, com uma mensagem, para que a criatura amada percebesse que ele sabia da sua existência, e que iria ao seu encontro. Mas a criatura amada "matou o pombo" . :-X
      Ele percebeu que deveria ter enviado um pombo branco, mas agora era tarde para arrependimentos. Ele não chorou a morte do pombo e pensou que agora mais do que nunca deveria iniciar a sua viagem, para honrar a memória daqueles que perderam as suas vidas para o ajudar na sua mui nobre história de amor.
      Ele decidiu fazer uma pausa e escrever o início da sua história de amor num fórum da internet no seu diário de viagem.

      E a minha história de amor ainda só vai aqui.
      Spoiler (clica para mostrar/esconder)

        Como começou a tua história de amor?
        #123

        13

        • Visitante
        Uau, Draco, fazes a vida das outras pessoas parecer aborrecida lol

        Como "matou o pombo"?! Enquanto defensor dos animais, fiquei confuso...

          Como começou a tua história de amor?
          #124

          Draco

          • Visitante
          Uau, Draco, fazes a vida das outras pessoas parecer aborrecida lol

          Como "matou o pombo"?! Enquanto defensor dos animais, fiquei confuso...
          Matou-o com uma ratoeira. :'( :devil lol (NOT!)

          O texto está escrito no sentido metafórico, alegórico e "simbolista". Por isso é ambíguo/confuso/"estranho" para quase todas as pessoas que o lêm.
          Faço quase sempre isso quando falo da minha vida privada no fórum.
          Spoiler (clica para mostrar/esconder)

          Spoiler (clica para mostrar/esconder)

            Como começou a tua história de amor?
            #125

            Offline Centaur

            • **
            • Membro Júnior
            Conhecemo-nos sensivelmente há 3 anos num jantar de aniversário de uma amiga em comum. Éramos poucos. Antes de ir ao jantar perguntei à nossa amiga quem ia. Ela disse-me que iam mais duas pessoas que eu não conhecia porque eram do trabalho e que um deles era gay. Eu perguntei se namorava e ela não me soube responder mas disse-me "acho que sim". A nossa amiga disse-me sobre ele mas nunca lhe disse nada sobre mim.

            Cheguei ao jantar com algum receio mas falei muito como sempre. A meio do jantar decidi ir fumar e convidei-o para vir comigo visto que além de mim era o único fumador da mesa. Ele responde-me secamente que não acompanhado daquela cara que eu agora conheço que diz "mas quem é este que sem me conhecer de lado nenhum me convida para fumar?! Mas que confianças! Fumar como tudo o resto são coisas muito pessoais para se partilhar com estranhos! Nem te aproximes!". Fiquei um pouco supreendido pelo gelo e fui fumar. Entretanto a nossa amiga vem ter comigo fazer-me companhia e ele vem atrás.

            Nunca mais o vi desde esse dia. Nessa altura, penso que nenhum dos dois estava emocionalmente disponível e não houve rigorosamente nada e acho que até houve alguma faísca ou colisão entre nós mesmo que nada visível para o exterior.

            Este ano volto a reencontrá-lo no jantar de aniversário da mesma amiga e curiosamente com as mesmas pessoas. Foi diferente. Ele estava muito mais sorridente apesar de quase não dizer palavra (e eu tagarela como sempre...) e estava muito bonito, como aliás, sempre foi. No final da noite, houve uma altura em que começamos a comentar que ele estava com "caparro" do ginásio, há uma troca de olhares entre nós e foi a partir daí que eu percebi que estava tudo muito diferente e para melhor...

            Nessa altura estava para abalar de viagem mas ainda nos vimos antes de eu abalar. Disfarçadamente, pedia à minha amiga para o convidar para vir connosco sempre que combinávamos alguma coisa e ele fazia o mesmo. Quando vim de férias marco um encontro com a nossa amiga e faço questão na presença dele. Trago-lhe uma prendinha e continuamos sempre a encontrar-nos e tivemos a oportunidade de estar uma ou outra vez sozinhos um pouco por acaso ou por pressão dissimulada minha/dele para que assim acontecesse. Falávamos muitas vezes pelo FB em que eu jogava o "isco" e ao mesmo tempo dava a entender justamente o contrário.

            O passo final foi na Semana Académica e com um "empurrãozinho" de algum álcool circulante. Durante o concerto ele deu-me a mão sem ninguém ver. Quando saimos do recinto alguém decidiu meter-se no carro para irmos à praia. Estava com sono encostei a cabeça no ombro dele e dei-lhe a mão. Não sei como porque duas das pessoas que estavam connosco no carro não sabiam de nenhum dos dois. No dia seguinte convido-o para jantar. Foi engraçado porque durante o jantar ele ia-me colocando garfadas de comida na boca com o restaurate todo a olhar para nós. Voltámos à praia, ele traz-me Skittles (que eu adoro), abraça-me e damos o primeiro beijo. Ainda hoje penso o quão desastrado fui! Quase o mordi e bati-lhe com os dentes muitas vezes. Eu tremia por todo o lado e ele começa-se a rir quando coloca a mão no peito e sente o meu coração quase a sair pela boca.

            Ainda demorou algum tempo porque eu sou tendencialmente muito difícil mas fico contente que ele tenha tido a paciência suficiente para não desistir com os meus avanços e recuos, tenha persistido e percebido os sinais que eu ia semeando.

              Como começou a tua história de amor?
              #126

              Offline JoanaWildy

              • *****
              • Membro Vintage
              • Género: Feminino
              A minha história de amor começou aqui no forum.
              Numa noite, que por acaso era a passagem de ano, eu não tinha para onde ir (nem estava muito interessada em sair de casa, tempos difíceis). Então resolvi estar sentada na cama, com uma garrafa de vinho do Porto ao lado, chocolates milka e o pc ligado.
              Liguei-me ao forum e deixei-me estar a comentar tópicos, just for fun.
              Uma das pessoas a comentar foi ela. E tudo começou aí.
              Começamos na brincadeira, em que nos riamos bastante com o que ambas dizíamos, até que passou à troca de números e conversas mais sérias. Tudo pelo telefone e via internet.
              Num certo dia, convidou-me para o seu aniversário e eu aceitei, mandei-me para Setúbal (eu era do Porto) e conheci-a.
              Criamos uma grande cumplicidade e uma grande amizade.
              Depois os encontros foram aconteceram com maior frequência, aconteceram muitas coisas até ao dia que lhe pedi em namoro, ela aceitou e começamos a namorar. Faz já 2 anos e 2 meses.
              Entretanto há 1 ano atrás acabei a minha licenciatura e tomei a decisão de sair da minha cidade e vir viver para uma nova, até porque ela também me perguntou se queríamos dar esse passo e juntas achamos que estava na altura.
              Hoje vivemos juntas e temos uma vida em comum.
              Sinto-me a pessoa mais feliz do mundo (um grande cliché, como é óbvio) e sei que é com ela que quero estar para o resto da minha vida.  [smiley=enamorado.gif] [smiley=amor.gif] [smiley=enamorado.gif] 
                "Someone once said if you want something very badly, set it free... If it comes back to you, it's yours forever. If it doesn't, it was never yours to begin with."

                Como começou a tua história de amor?
                #127

                Offline Bobby

                • *
                • Novo Membro
                • Género: Masculino
                Ohh essa história é tão bonita!  :-[ Fiquei mesmo comovido! As maiores felicidades do mundo para vocês... a distância podia ter sido um grande obstáculo, mas vocês fizeram dela um belo desafio!

                  Como começou a tua história de amor?
                  #128

                  Marta Avó

                  • Visitante
                  A minha história de amor, a melhor delas, e sempre o será, podem passar mil anos .
                  Começou tudo aqui, uma coisa talvez estranha . Eu sendo tagarela como sempre, tinha a mania de mandar mensagens em privado para as pessoas todas, mesmo sem as conhecer, mas não tinha qualquer intenção de "engate",nem pensar. Um dia, um sinal, não sei bem o que foi, algo me chamou atenção para um nome aqui do fórum, não fazia ideia se podia ser rapariga ou rapaz, mas o que é certo é que mandei uma mensagem em privado. Sim fomos falando, por mensagens aqui, (aliás guardei todas elas, para recordação), mas um dia, ela pede-me o msn, e eu estava a gostar tanto de falar com ela, que obviamente que só lhe podia ter dado. Ela é super divertida, já não falando no seu sentido de simpatia, eu adorava a maneira como ela falava, uma coisa diferente sabem? aventurei-me a pedir-lhe o número de telemóvel, mas ela rapidamente o recusou. No inicio, senti-me confusa, fiquei de facto sem saber se ela estava a gostar de falar comigo, então sempre que entrava no msn, nunca lhe falava, á procura que ela tivesse o interesse de o fazer, mas ela fazia sempre, falávamos tanto, tanto, era tão bom . Até que a uma sexta feira, ela apenas disse - supresa - 91xxxxxx :D, e eu não poderia ter ficado mais contente. Começamos a falar, todos os dias, ainda me lembro da primeira chamada, eu fazia-lhe rir tanto, tanto :), adorava a gargalhada dela, a voz dela, ainda hoje é assim . Tentamos marcar, o famoso encontro em que de facto a iria conhecer, mas ela uma pessoa muito estudiosa, decidiu cancelar, antes um pouco de dias, e eu triste lá tive que aceitar, mesmo estando com uma vontade enorme, para estar com ela, para sentir, enfim, tudo . Finalmente chegou o dia, eu não dormi, posso dizer, eu estava tão ansiosa, que simplesmente isso se apoderou de mim. Chega de manhã, preparo as coisas, e vou, chego ao destino,  e vejo-a sentada, e olho, eu estava a tremer, quando começo a caminhar, até mandei uma mensagem a uma grande amiga minha, a dizer que me ia dar um ataque, xD porque estava a tremer, como nunca estive . Ela veio ao meu encontro, sorriu, e como sempre só podia dizer, Olá tudo bem? xD. Fomos almoçar, e eu estava completamente perdida na beleza dela, também estava perdida, porque não sabia o que raio pensar, mas eu sabia, que era ela o que queria. E nesse dia, ela beijou-me ,  e posso dizer que foi o melhor beijo da minha vida, porque nunca vai existir um beijo assim, com ninguém. Senti e sinto todas as vezes que ela me beija, é como se fosse exactamente a primeira vez, é inexplicável. Quando cheguei a casa, os meus olhos brilhavam, ai, ainda me lembro da sensação, de tudo. As coisas foram avançando, e pedi-lhe em namoro, :) ela aceitou . E hoje ainda estamos juntas, quando no inicio ela queria uma coisa de verão, e agora quer isto para o resto da vida, tal como eu . Mesmo com a distancia, com a faculdade, com tudo, eu gosto dela, não existe nada que eu queira mais, do que passar o resto da minha vida com ela, porque sei, que este amor, este amor, é infinito. eu tenho tantas coisas para lhe mostrar, mas uma coisa, já mostrei, ela é a mulher da minha vida, e sempre, sempre o será! <3 . És inexplicável, R <3

                    Como começou a tua história de amor?
                    #129

                    Offline gravity

                    • ****
                    • Membro Sénior
                    • Género: Feminino
                      • Facebook
                    Adoro ler as histórias que com final mais ou menos triste  vão sendo escritas por aqui. Por isso partilho uma das minhas também!

                    Andava já no secundário e já tinha tido "o meu primeiro amor" no básico. E lá ia eu, toda decidida de que tinha sido uma casualidade ter-me apaixonado por uma rapariga e que isso não ia de modo nenhum voltar a acontecer!
                    No primeiro dia de aulas, só conhecia dois colegas de turma o que nos obrigou a começar logo a criar laços com o resto da turma. Na primeira aula prática de Biologia o meu turno era diferente do desses dois colegas, e tive de fazer grupo com duas raparigas. Eramos três: uma delas apresentou-se logo a ela e à amiga, e a A demorou  um bocadinho mais entrar na conversa, mas sei que saímos daquela sala já com uma empatia invisível, que só me fazia querer voltar a falar mais e mais com a A.
                    Na aula de TIC ficámos juntas por sermos o número 1 e 2 da turma e depois disso era parte de todos os meus grupos.
                    Foi rápido de nos chamarmos de melhores amigas, até passarmos todos os momentos juntas, até me aperceber o que me estava a acontecer de novo. E como tinha uma intimidade tão grande com ela chegou o dia em que decidi que tinha de lhe contar, por mais que me custasse.
                    Contei e correu bem por um lado porque ela não me afastou por completo e mal por outro porque decidiu defender-se e dizer que gostava do meu melhor amigo. E apesar de me ter caído tudo já tinha cabeça suficiente para saber que não podia interferir e que, como melhor amiga de ambos até devia de os ajudar.
                    Então suportei, com lágrimas bem longe deles, as descrições de abraços, mensagens, encontros, primeiro beijo... até me doer tanto que me decidi em focar-me na aulas, nas outras amizades e continuar a ser a pessoa pela qual achava que a A se tinha apaixonado. E foi então que comecei a notar os ciúmes que a A tinha de um colega meu que fazia par comigo, nas danças em Ed. Física. Não vou esconder que usei isso a meu favor e ouvia-me a tecer-lhe elogios para ver a reação dela. Até que foi a vez dela de ir lutando por mim, e daí a começar a estudar sozinha a casa dela foi um instante, e daí a fazermos de tudo menos estudar outro, e daí a vermos um filme no sofá para que, no escuro, tivéssemos a tímida coragem para nos beijarmos, mais um bocadinho.
                    E depois disso foi a descoberta para ela do que era uma relação assim, e para mim uma confirmação de que não tinha sido só um acaso de novo. De todo!
                    Entre altos e baixos namorámos quase um ano e já acabámos há uns quatro. Ficou uma grande amizade reconstruída devagar e memórias boas de tudo o que passou.

                    Eu sei que não é uma história "para sempre" e não é assim tão invulgar o "melhor amiga, pimbas" mas gostei muito de deixar também aqui o meu bocadinho de história de amor.

                    Boas histórias para todos  :)
                    « Última modificação: 11 de Setembro de 2012 por gravity »

                      Como começou a tua história de amor?
                      #130

                      Spring

                      • Visitante
                      Gosto tanto de ler as vossas histórias de amor. ::) ;D

                      Spoiler (clica para mostrar/esconder)

                        Como começou a tua história de amor?
                        #131

                        Offline gravity

                        • ****
                        • Membro Sénior
                        • Género: Feminino
                          • Facebook
                        Gosto tanto de ler as vossas histórias de amor. ::) ;D

                        Spoiler (clica para mostrar/esconder)

                        Deixa a tua também  :)

                          Como começou a tua história de amor?
                          #132

                          Spring

                          • Visitante
                          Gosto tanto de ler as vossas histórias de amor. ::) ;D

                          Spoiler (clica para mostrar/esconder)

                          Deixa a tua também  :)

                          Spoiler (clica para mostrar/esconder)

                            Como começou a tua história de amor?
                            #133

                            Everlasting

                            • Visitante
                            Um dos primeiros tópicos que comentei há sensivelmente seis anos, quando me inscrevi no fórum, estava relacionado com este tema. Na altura tinha dúvidas e receios, como todos nós temos quando passamos pela fase do "descobrimento". Hoje leio o que escrevi e rio-me, porque entretanto já aconteceu taaaaanta coisa que vejo o quão inocente era naquela altura.

                            Mas bem, por mais pessoas que tenham já passado na minha vida, continuo a considerar esta a minha "grande história de amor" (talvez porque foi graças a ela que me apercebi de quem realmente era).

                            Tudo começou no Básico. Foi no meu 5.º ano que reparei numa rapariga, muito bonita por sinal, com uns cabelos enormes, encaracolados e loiros (se calhar é por isto que hoje em dia tenho "queda" para meninas com cabelo aos caracóis lol), mas com um ar tal de arrogante que a odiei desde o primeiro instante. Via-a constantemente mas nunca calhou de nos cruzarmos, até então. Chamemos-lhe J.

                            Três anos depois, recebi um computador e passava horas a explorar este mundo que é a internet. Nessa altura estava muito em vogue o mIRC e foi aí que conheci a F, num canal/chat da escola. A F era um ano mais velha que eu (e da turma da J) e adorava-me. Comecei a frequentar a casa dela, a sair com os amigos e afins. Ela sabia do meu "ódio" pela J, mas, ainda assim, decidiu convidá-la para sair connosco um dia. Escusado será dizer que adorei a J.

                            Houve uma química instantânea sem igual. No dia em que nos conhecemos, parecia que tínhamos crescido juntas. Sei que, a partir daí, começámos a trocar sms, telefonemas e a sair todos os dias e que depressa comecei a sentir algo que considerava estranho naquela altura. Tinha 13 anos e já não conseguia viver sem ela. A distância sufocava-mem e sempre que nos chateávamos o mundo caía, pelo menos para mim.
                            Sendo das pessoas mais giras da escola, tinha os rapazes todos atrás dela. E eu, lá tinha de ouvir os dramas dela sobre os seus namorados e ficar roída de ciúmes. Tanto chorei por causa dela. E sentia-me inexplicavelmente bem quando me tocava.

                            Quando ela passou para o Secundário, arranjou um namorado, o R, 3 anos mais velho. Acabou por se afastar porque eu era contra aquele namoro. Ficámos um ano sem falar, até que ela percebeu que eu tinha razão em relação a ele e me pediu desculpa. Voltámos a falar mas nada era como dantes.

                            Entretanto fui para a mesma escola e lembro-me perfeitamente de termos deixado de falar e, de a ver com um rapazito novo. Na altura também comecei a namorar com um colega e recordo-me de ir para perto deles para lhe meter ciúmes.  lol  lol O tempo passou e perdemos contacto (eu comecei a conhecer pessoas e a afastar o meu pensamento dela).

                            Três anos depois, entrei para a faculdade. Mudei de cidade e não tinha sequer o seu contacto. Certa noite recebo uma sms de um número desconhecido. Era ela. Após alguma conversa confessou-me que sempre gostou de mim, que na altura tinha tido muitas dúvidas e, por isso, é que se tinha envolvido com o ex namorado -- para contornar o que sentia; queria saber se eu tinha sentido o mesmo e queria estar comigo. Contou-me que já tinha estado com uma rapariga, mas que pensava muito em mim.

                            Acabei por me encontrar com ela e ainda nos beijámos. Foi tão estranho, mas tãããão estranho. Durante anos gostei dela e não pensava noutra pessoa e, quando ela quis, eu já não sentia nada. Aliás, hoje acho mesmo que não nos íamos encaixar, porque temos estilos de vida completamente opostos e formas de pensar (e de ver as coisas) bastante diferentes.

                            E pronto, hoje somos amigas, apesar de já não estar com ela há um ano. E é isto. Apesar de tudo, foi graças a ela que pus em questão a minha orientação sexual e foi com ela que tudo começou. :)
                            « Última modificação: 12 de Setembro de 2012 por Everlasting »

                              Como começou a tua história de amor?
                              #134

                              nuninhaa.

                              • Visitante
                              Bem , a minha história de amor é engraçada até ...
                              Fez há pouco tempo um ano que nos conhecemos , no ínicio notei logo que ela era muito maria-rapaz e isso mas era cagativo porque eu era hetero até a conhecer :t
                              Uns dias depois da apresentação lá na escola sentámo-nos todos nas escadas e por acaso ela ficou ao pé de mim e falávamos todos uns com os outros , mas uma altura ela vira-se 'Então e dás-me o teu número ?' e eu olhei para ela e ouve aquela ligação estranha , mas nem liguei a isso nem ela , e dei-lhe o número a partir daí começámos a falar e a certa altura apercebi-me que ela significava mais para mim do que uma simples amiga mas tentei não dar importância a isso.. a gente tinha aquelas brincadeiras estúpidas e ela estava sempre a irritar-me na escola e tudo o mais até que a uma certa altura ela confessou-me que gostava de uma pessoa e dei a entender que era uma menina e disse que essa pessoa tinha ciúmes de mim e que se eu não me importasse que tínhamos de cortar em certas brincadeiras e essa pessoa e ela , entretanto começaram a namorar (essa pessoa vivia longe , sendo o namoro à distãncia) , e eu fiquei afectada , tinha ciúmes e foi nessa altura que percebi que gostava dela de outra maneira mas ela tava com outra e decidi que a ia esquecer e na altura aproveitei o facto de ter um moço atrás de mim para ver se ficava a gostar dele e a esquecia mesmo , e tentei , até houve um beijo , e ela soube de tudo e eu apercebia-me que ela tinha ciúmes o que me dava um certo gozo para ser sincera , porque eu apesar de tudo gostava mesmo dela , passado três semanas de namoro ela e a outra acabaram porque a outra não aguentou o facto de ser à distância mas ela não desistiu da outra e fez de tudo para voltarem mas foi em vão , nessa altura eu terminei o que ainda não havia com o outro , porque eu não me sentia bem com a situação toda e preferi esquecê-la sem pôr ninguém ao barulho , e como estavam quase a chegar as férias do Natal seria mais fácil.. até ter chegado as férias ela apegou-se muito a mim , dizia que sentia um carinho especial por mim e essas cenas mas ela estava carente e eu tentei não ter esperanças , no último dia de aulas eu deixei de lhe falar por mensagens para a esquecer , ela de vez em quando mandava mensagens , e foi então que dois dias depois a minha antiga melhor amiga que sabia de tudo me disse que ela lhe tinha mandado mensagem a saber se sabia alguma coisa de mim e ela disse-lhe que eu estava sem mensagens o que era mentira obviamente , foi nesse dia que contei à minha actual melhor amiga que gostava dela , ela conhecia e era da mesma turma e tudo e disse que achava que a gente devia de estar juntas nas férias e então combinou um encontrou entre amigas em que ela e eu estavamos incluídas , nesse dia ela não me largou , e estava sempre a olhar para mim de uma maneira especial , quando era para ir embora ela disse que tinha saudades de ver o meu cão e perguntou se podia levar-me a casa e eu disse que sim , e ela fez uma cara de felicidade absoluta , mas depois eu disse 'a cláudia - antiga melhor amiga - também vem vê-lo' e ela fez uma cara de infelicidade pura o que foi engraçado :tt
                              Quando chegámos a minha casa sentàmo-nos as três no sofá , mas ela agarrou-me e fez-me ficar próxima dela , e a minha ex-melhor amiga sentiu (e muito bem) que estava a mais e foi 'à casa de banho' , a Inês aproximou-me ainda mais dela , via-se que ela me queria beijar mas perdia a coragem , então ela encostou os lábios dela aos meus e eu beijei-a  e ela disse 'tu também ?' e eu disse 'sim' e então continuámos a beijar-nos mas ela estragou tudo ao dizer 'mas sabes que tenho uma pessoa na minha vida , quem me dera não ter , mas não quero falar disso agora , falamos mais tarde' e eu concordei , quando ela se foi embora falámos por mensagens sobre o que tinha acontecido e ela pediu para estarmos juntas de novo , e estivemos , mas até ao início das aulas não estivemos de novo juntas , e quando estivemos tivemos de fingir que não havia nada o que era fácil porque realmente ainda havia muito pouco zx
                              No dia 4/1/2012 ela pediu-me em namoro e desde aí que estamos juntas :$
                              Enfim , mas como já disse havia a outra (a ex-namorada dela) e passado duas semanas de estarmos juntas ela viu foto da outra e a outra ligou.lhe e ela lembrou-se e então ficou 'coise' , isto foi numa quarta , na quinta eu acabei tudo e não nos vimos mais nesse dia embora falassemos por sms's mas eu não lhe dava confianças nenhumas , no dia seguinte na escola não falámos nada , mas eu estava bem ao contrário dela , numa aula de Português em que estávamos a dar Camões , 'Verdes são os campos' , ela mandou indirectas para mim mas na altura eu nem percebi que eram direccionadas para mim e então não dei importância , no caminho para casa a minha actual melhor amiga mostrou-me uma mensagem que a Inês lhe tinha enviado na tal aula , 'Não consigo parar de olhar para a Inês (eu)' , e eu disse apenas 'pois' e quando a Inês soube o que eu tinha dito pensou que eu não queria saber mais dela , mas a minha actual melhor amiga deu-lhe força e ela mandou-me mensagem e falámos muito , e às 00:04 da noite ela mandou uma mensagem que nunca vou esquecer : 'Volta para mim Inês :x' , e claro que eu não voltei logo , estava magoada mas toda a gente me disse 'segue o teu coração' e essas ceninhas e eu segui.. como ela joga futsal e ama aquilo comprei uma bola média de futebol com as cores das chuteiras dela (predator) e colei um papel a dizer 'eu volto :$' na bola que escondi na mala dela e quando ela viu , puxou-me à parte e dei-me um beijo que me tirou o fôlego :$
                              A partir daí ela tratou-me com muito mais respeito porque tinha medo de me voltar a perder , mais tarde ela teve de ver a ex-namorada e depois de ter estado com ela mandou-me um texto a dizer que tinha sido a maior prova de amor dela porque não sentia nada por ela , e aliás durante todo o tempo que esteve com ela , falou de mim , o que fez com que a nossa confiança fosse maior :$
                              Antes de fazermos dois meses ela contou-me o maior segredo dela , que gostava de ser um homem , e na altura eu não compreendi isso e pensei que ela com o tempo se aceitaria e então tentava não pensar muito nisso , mas a partir dos nossos três meses comecei a pesquisar sobre isso e vi um documentário que finalmente me fez compreender tudo , e desde ai que a tento ajudar nesse problema :s
                              Assumi-me perante a minha mãe quando tinhamos 5 meses e ela reagiu bem até , a Inês assumiu-se pouco depois aos pais dela mas eles nunca aceitaram :x
                              Entretanto eu e a minha antiga melhor amiga deixamos de ter uma amizade solida , ela mudou e deixou de querer estar comigo e mentia-me e eu estava muito magoada , e só tinha a Inês e ela apoiou-me melhor que ninguém , cuidou mesmo de mim :s
                              Depois vieram as férias do Verão e eu tive de ir para Espanha o que nos impossibilitava de falar a toda a hora como antes... s:
                              Eu e o meu pai não nos damos bem nem a minha madrasta , o ambiente era péssimo o que me deitava muito abaixo , tive três semanas com eles e sai de la emocionalmente em baixo e descarreguei nela , a gente teve uma grande discussao e a melhor amiga dela tirou-lhe o telemovel e disse-me coisas muito feias e deu o telemovel a mae dela que não a deixou mais falar comigo s:
                              Obrigaram-na a acabar comigo e pelo pc ela acabou comigo , e eu deixei de lhe falar para a esquecer , tinhamos 7 meses o  que ja e muito tempo e estava magoada :x
                              no mesmo dia em que acabamos ela veio falar comigo mais tarde mas eu nao respondi e ela insistiu tanto que acabei por responder s: , ela pediu-me desculpa e explicou-me toda a situação e pediu para tentar-mos de novo mas às escondidas , mas como já disse estava magoada e então não voltei para ela , mas continuamos a falar.. :s
                              Passados alguns dias decidimos voltar mas sabiamos que ia ser diferente desta vez porque ela nem mensagens ia ter a partir do início da escola e como os amigos são contra e estão na escola tinhamos de ter cuidado , mais cuidado que antes para nem eles perceberem :x
                              Já começaram as aulas e agora estamos quase nos nove meses , não falamos por mensagens mas escrevemos cartas e um diário que entregamos as sextas , na escola disfarçamos mas sempre que existe um olhar entre nós , o ambiente muda porque há mesmo muita quimica e pronto é estranho , tentamos não dar mesmo nada nas vistas mas ela na verdade dá mais que eu porque não consegue não sorrir ao me ver ou ás vezes tocar-me , dar-me a mão , etc. e eu até fico feliz por isso porque assim estamos bem , os amigos não desconfiam nem os pais e apesar de haverem muitos ciumes e as vezes birrinhas estamos bem , neste momento estou nostálgica porque este foi o primeiro fim de semana que passei sem falar com ela , e pronto é triste , ainda me estou a habituar , mas faz parte não é ? :s
                              Amanhã já nos vemos e vai ser bom matar saudades e talvez na sexta ela possa vir cá a casa porque ela na semana passada disse que achava que podia , eu não sei , apenas sei que pode ser dificil mas que é uma história de amor bonita :$

                                Como começou a tua história de amor?
                                #135

                                Offline Spektrum

                                • *****
                                • Membro Elite
                                • Género: Feminino
                                • [P]oiesis.
                                A minha história de amor...
                                Spoiler (clica para mostrar/esconder)

                                Contudo, houve uma menina que me fez muuuito feliz e me ajudou a descobrir o que sou hoje. Daí resultou uma grande amizade... e um amor enorme. Eis a história que nunca contei:

                                Algures em Março de 2010, resolvi baixar os meus muros e meter conversa com uma rapariga que conhecera num fórum LGBT... trocamos contactos, a conversa proporcionou-se durante mais algumas semanas. E então, encontrei um "abrigo", uma pessoa a quem podia contar tudo o que me atormentava, todos os segredos que nunca tinha exposto.

                                Lembro-me perfeitamente do momento em que me pediu em namoro. Eram 9h50 da manhã, estava eu numa aula de Matemática A, perdida em equações, quando recebo uma mensagem - "Queres namorar comigo?" - não hesitei. Julgava já a conhecer o suficiente para saber a resposta. Disse que sim! Foi a primeira vez que alguém me tinha feito aquela pergunta... entrava eu no mundo do amor. Os meses passaram, as promessas de nos encontrarmos perduravam... até que no dia 1 de Janeiro de 2011, decidiu ela que já não resultava, que já não via amor em mim. Entrava eu num estado de obsessão.

                                Dois meses mais tarde, era internada (novamente)... por tentativa de suicido. Retiraram-me o telemóvel, tudo o que me permitisse comunicar com o mundo exterior. Tentava eu arranjar forma de lhe dizer que estava bem, morria de saudades da companhia não-presente dela. Houve uma noite em que, por um erro médico, entrei em coma; quando recuperei a consciência, pensei: "ia morrendo sem conhecer o meu (primeiro) amor" e prometi a mim própria ir ao encontro dela assim que tivesse alta. No meu último dia de internamento, descobri que havia uma carta dela no hospital para mim. Quando saí e liguei o telemóvel tinha mensagens dela: "Amo-te" e "Feliz Aniversário... gostava de estar aí contigo...beijinho"


                                O tempo foi passando, com a incompatibilidade do horário escolar e a enorme distância que nos separava (432km), aliado ao facto de sermos "menores" e das nossas mães não nos deixarem viajar para tão longe sozinhas... nunca nos encontramos. Guardo todas as cartas que trocamos, os presentes que enviamos, algumas mensagens, os e-mails... mas sobretudo, guardo tudo aquilo que me ensinaste! Foste o único "Amo-te" que não me arrependo de dizer, o mais verdadeiro. Ensinaste-me a sorrir, a ser mais optimista, a confiar... graças a ti aprendi os vários significados da palavra Amar, e mesmo nunca estando contigo, és das melhores amizades que alguma vez tive. Entretanto, passaram dois anos e meio e nunca te pude dar um abraço...

                                A ti, Rita... um OBRIGADA por estares a meu lado quando mais precisei! :) Pudesse eu ter-te por perto...
                                  “Always be a poet, even in prose.”
                                  ― Charles Baudelaire

                                  Como começou a tua história de amor?
                                  #136

                                  sadyworld

                                  • Visitante
                                  Poderia por aqui um grande testamento...

                                  Mas o meu grande amor começou aqui no dia 1 de novembro 2011... dia 7 de novembro nos conhecemos pessoalmente passado 7 dias estava mesmo apaixonada por ela dia 14 depois dela fugir nos beijamos foi como uma explosão ela tinha medo mas queria estar perto de mim continuamos a sair passamos o meu aniversario na praia a namorar ate as tantas e ela foi por-me a casa passado um tempo as coisas começaram a correr mal... tinha lhe pedido em namoro ela nunca aceitou criava insegurança mas eu queria estar ao lado dela cheguei a lhe pedir em casamento mas ela não respondeu... e chegou uma altura que acabamos fiquei mesmo mal 1 semana de cama depois passar de eu começar a tentar avançar ela volta a falar comigo e acabamos por voltar a sair... mas foi tudo um nevoeiro com altos e baixos  :-\ Mas sempre a amei mesmo que certas atitudes minhas de desinteresse por andar exausta com tudo na minha vida era ela que tocava o meu coração e dava força... até que um dia acabou tudo de vez... e até hoje é um pouco complicado lidar com isso... foram mais ou menos 9 meses... foram dos melhores meses da minha vida apesar de algumas vezes terem sido muito doloroso...

                                    Como começou a tua história de amor?
                                    #137

                                    Devillica

                                    • Visitante
                                    A minha história de amor começou quando aprendi a mexer no computador pela primeira vez. A partir daí, nunca mais o larguei. E não, não sou nerd...

                                      Como começou a tua história de amor?
                                      #138

                                      Offline Pulse

                                      • *****
                                      • Membro Vintage
                                      • Género: Masculino
                                      • After all, losing all hope was freedom.
                                      Quando acontecer eu venho cá contar. ;)
                                        And my head told my heart, let love grow. But my heart told my head, this time no, this time no.

                                        A minha maior história de amor....
                                        #139

                                        Draco

                                        • Visitante
                                        Para mim todas as minhas histórias de Amor são grandes (à sua maneira). :)

                                           

                                          Tópicos relacionados

                                            Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
                                          História dos LGBT e LGBTs na história

                                          Iniciado por XATE « 1 2 ... 6 7 » Geral

                                          126 Respostas
                                          55279 Visualizações
                                          Última mensagem 23 de Agosto de 2013
                                          por PsyGirl_Av
                                          121 Respostas
                                          10618 Visualizações
                                          Última mensagem 11 de Fevereiro de 2016
                                          por haka
                                          A minha história

                                          Iniciado por couple_pt Apoio

                                          8 Respostas
                                          1978 Visualizações
                                          Última mensagem 5 de Julho de 2010
                                          por So
                                          3 Respostas
                                          1134 Visualizações
                                          Última mensagem 15 de Agosto de 2014
                                          por senhorcolcheia
                                          7 Respostas
                                          1031 Visualizações
                                          Última mensagem 18 de Setembro de 2014
                                          por rk