rede ex aequo

Olá Visitante02.mar.2021, 14:14:07

Autor Tópico: Relações "Abertas" & Poliamor no meio LGBT  (Lida 60466 vezes)

 
Relações "Abertas" & Poliamor no meio LGBT
#360

Offline dummie

  • *****
  • Membro Vintage
  • Género: Feminino
Eu acho que é possível amar mais do que uma pessoa. Porque não?!
No entanto, isso nunca me aconteceu e espero que não me aconteça porque não iria saber como agir nessa situação.

Quanto a relações abertas, não penso em praticá-las. Não me cabe a mim concordar ou não com elas, porque cada um sabe de si e eu respeito toda a gente. O que me interessa é que as pessoas sejam felizes, como o são só a elas diz respeito  :)
    They say you find love in every corner... Well, my life must be a circle!

    Relações "Abertas" & Poliamor no meio LGBT
    #361

    Offline Soulmate

    • *****
    • Membro Ultra
    • Género: Feminino
    • Tudo é provisório, inclusive nós.
    Acho que não faz sentido eu estar com alguém e manter outras relações. Primeiro porque não é honesto nem para comigo nem para com ela. Mas cada um sabe de si.
      Traumatismo craniano fruto de mergulhos profundos em pessoas rasas.

      Relações "Abertas" & Poliamor no meio LGBT
      #362

      Offline chloe_

      • **
      • Membro Júnior
      • Género: Feminino
      Eu acho que é possível amar mais do que uma pessoa. Porque não?!
      No entanto, isso nunca me aconteceu e espero que não me aconteça porque não iria saber como agir nessa situação.

        Relações "Abertas" & Poliamor no meio LGBT
        #363

        Offline Forbidden

        • *****
        • Membro Ultra
        • Género: Masculino
        Acho que não faz sentido eu estar com alguém e manter outras relações. Primeiro porque não é honesto nem para comigo nem para com ela. Mas cada um sabe de si.

        Não e honesto porque? Se a outra pessoa souber e concordar não vejo o problema...

          Relações "Abertas" & Poliamor no meio LGBT
          #364

          Offline theone111

          • *****
          • Membro Ultra
          • Género: Masculino
          Mas cada um sabe de si.

          Não troco uma vírgula.
            E acredita, a vida é bastante melhor com bolachas! lol

            Relações "Abertas" & Poliamor no meio LGBT
            #365

            dre_o

            • Visitante
            « Última modificação: 9 de Setembro de 2013 por dre_o »

              Relações "Abertas" & Poliamor no meio LGBT
              #366

              Offline Prysma

              • *
              • Novo Membro
              • Género: Masculino
              Estão muitos fatores aqui interligados. Educação, Cultura, Sexualidade, etc.
              Acho perfeitamente normal estarmos apaixonados por mais que uma pessoa ao mesmo tempo. Os nossos impulsos são difíceis de controlar, mesmo que os neguemos é inevitável deixa-los de lado.

                Relações "Abertas" & Poliamor no meio LGBT
                #367

                V24

                • Visitante
                Vade retro ;D
                Agora quem o quiser fazer por mim está no seu direito

                  Relações "Abertas" & Poliamor no meio LGBT
                  #368

                  Offline TiagoLiz

                  • *
                  • Novo Membro
                  • Género: Masculino
                  A centralidade da monogamia e da heterossexualidade, num ponto de vista jusnaturalista, nos seres humanos é uma construção cultural.

                    Relações "Abertas" & Poliamor no meio LGBT
                    #369

                    Cardo

                    • Visitante
                    A centralidade da monogamia e da heterossexualidade, num ponto de vista jusnaturalista, nos seres humanos é uma construção cultural.

                    A monogamia e poligamia, é uma opção, uma escolha, isto se nos centrarmos apenas no "acto" sexual, e não nos sentimento que vão muito para alem das meras relacoes sexuais. 

                    No entanto, quatro universidades – University College London (UCL), Universidade de Manchester, Universidade de Oxford, da Inglaterra, e da Universidade de Auckland, na Nova Zelândia em pesquisas recentes dizem que a Monogamia é o resultado da evolução do Homem. Nestas pesquisas, comprovou-se que graças à monogamia, os homens tornaram-se mais cuidadores das suas crianças.

                    Eu gosto da monogamia, e não a trocava por nada, mas isto não se deve ao que o aspecto cultura behaviorista me obrigou, mas sim, ao que sempre analise na minha vida, amigos, familiares... Portanto, independentemente destes estudos que mostrei, bem como os que defendem que a poligamia é um aspecto de evolução, para mim, nada valem, porque penso por mim proprio, e estudos não passam mesmo disso, afinal somos todos diferentes.

                    Em relação à centralidade da heterossexualidade, depende, por um lado temos uma percentagem muito maior de heterossexuais vs LGBT (por muito que muitos digam o contrario, isso é um facto, não adiante tentar rotular tudo de homossexual ou lesbica só porque convem), por outro lado a homossexualidade sempre existiu, e mesmo quando ela era visivelmente aceite, a mesma nunca foi "centralizada". o deve-se talvez à pouca visibilidade, uma vez que varios estudos referem LGBT na ordem dos  a %, no entanto, claro, existirá sempre estudos que afirmam o contrario, e que 80% da população é bissexual, uma vez que se liga bissexualidade ao facto de qualquer pessoa poder sentir atração por pessoas do mesmo sexo e sexo oposto.

                    Spoiler (clica para mostrar/esconder)





                      Relações "Abertas" & Poliamor no meio LGBT
                      #370

                      Offline TiagoLiz

                      • *
                      • Novo Membro
                      • Género: Masculino
                      Olá Cardo Novamente,

                      Estou a ver que gostas de bons debates e eu não os perco por nada deste mundo.

                      Vamos lá a ver, o género é uma construção social ou biológica? Quando um homem não pode usar saias, ou melhor, não deve usar saias é porque existe um código de conduta no senso-comum, pois não existe nada na constituição ou na lei que me impeça de sair à rua com uma bela mini-saia. Esta «regra» é uma construção social que respeitamos, porque é de forma IMPLICITA imposta e aceite entre nós para boa «socialização» o senso-comum entre outras coisas serve a isso mesmo. Existem milhentas de regras de boa educação, ou regras implicitas sem canone pelas quais nos regemos, um bom exemplo é que quando me servem um bitoque num restaurante eu como com os talheres e não agarro a febra pelas mãos e meto  à boca LOL.

                      No jusnaturalismo, ou se preferires, direito natural, ou também se preferires nas origens do chamado logos spermatikoi estóico, a monogamia e a heterossexualidade eram uma espécie de regra universal de costumes humanos, algo como a lei da gravidade, da qual todos os humanos estariam confinados e onde a excepção não seria possível. A igreja católica pegou nisso mesmo quando começou a 'ostracizar' (até tou a dizer uma palavra leve) todos aqueles que não obedeciam a ela. Mas preferiam os não-heterossexuais aos não-monogamicos, vamos lá perceber porquê ;)

                      O problema é que a centralidade da monogamia e da heterossexualidade, se observados segundo o jusnaturalismo, erro das sociedades tradicionais, vem-se revelar não como uma lei natural universal a que todos devemos obedecer e moldarmo-nos mas antes como uma construção cultural;)

                      Esquece lá esses estudos cientificos, ou melhor não esqueças. O evolucionismo é importante, e algumas hipoteses cientificas dão que pensar. MAS CUIDADO, elas TÊM LIMITES.

                      Segundo um ponto de vista evolucionista, nós podemos ser considerados umas verdadeiras aberrações, isso mesmo, umas aberrações, uns «enganos da natureza». Isso mesmo, you got it. Porque segundo esse ponto de vista, todas as alterações sofridas pelos organismos obedecem a umas quantas regras tão similares como aquelas medievais e gregas do logo spermatikois LOLOL. Parece confuso? Parece um Ouroboro, mas NÃO É.

                      O problema é um que foi muito bem descrito pelo G.E. Moore na sua famosa 'FALÁCIA NATURALISTA' - Isso mesmo falácia naturalista, trocando por miúdos o problema de reduzir tudo a um minimo denominador, you got it, como uma lei natural não?!? Isso mesmo, mas existem excepções às regras e leis, e são essas que não provando a universalidade das mesmas, provam que nem tudo pode ser reduzido a um minimo denominador.

                      Depois explico melhor, fica para a parte 2 e já agora donde és?

                      Beijox.

                        Relações "Abertas" & Poliamor no meio LGBT
                        #371

                        Cardo

                        • Visitante
                        Olá Cardo Novamente,

                        Estou a ver que gostas de bons debates e eu não os perco por nada deste mundo.

                        Vamos lá a ver, o género é uma construção social ou biológica? Quando um homem não pode usar saias, ou melhor, não deve usar saias é porque existe um código de conduta no senso-comum, pois não existe nada na constituição ou na lei que me impeça de sair à rua com uma bela mini-saia. Esta «regra» é uma construção social que respeitamos, porque é de forma IMPLICITA imposta e aceite entre nós para boa «socialização» o senso-comum entre outras coisas serve a isso mesmo. Existem milhentas de regras de boa educação, ou regras implicitas sem canone pelas quais nos regemos, um bom exemplo é que quando me servem um bitoque num restaurante eu como com os talheres e não agarro a febra pelas mãos e meto  à boca LOL.

                        No jusnaturalismo, ou se preferires, direito natural, ou também se preferires nas origens do chamado logos spermatikoi estóico, a monogamia e a heterossexualidade eram uma espécie de regra universal de costumes humanos, algo como a lei da gravidade, da qual todos os humanos estariam confinados e onde a excepção não seria possível. A igreja católica pegou nisso mesmo quando começou a 'ostracizar' (até tou a dizer uma palavra leve) todos aqueles que não obedeciam a ela. Mas preferiam os não-heterossexuais aos não-monogamicos, vamos lá perceber porquê ;)

                        O problema é que a centralidade da monogamia e da heterossexualidade, se observados segundo o jusnaturalismo, erro das sociedades tradicionais, vem-se revelar não como uma lei natural universal a que todos devemos obedecer e moldarmo-nos mas antes como uma construção cultural;)

                        Esquece lá esses estudos cientificos, ou melhor não esqueças. O evolucionismo é importante, e algumas hipoteses cientificas dão que pensar. MAS CUIDADO, elas TÊM LIMITES.

                        Segundo um ponto de vista evolucionista, nós podemos ser considerados umas verdadeiras aberrações, isso mesmo, umas aberrações, uns «enganos da natureza». Isso mesmo, you got it. Porque segundo esse ponto de vista, todas as alterações sofridas pelos organismos obedecem a umas quantas regras tão similares como aquelas medievais e gregas do logo spermatikois LOLOL. Parece confuso? Parece um Ouroboro, mas NÃO É.

                        O problema é um que foi muito bem descrito pelo G.E. Moore na sua famosa 'FALÁCIA NATURALISTA' - Isso mesmo falácia naturalista, trocando por miúdos o problema de reduzir tudo a um minimo denominador, you got it, como uma lei natural não?!? Isso mesmo, mas existem excepções às regras e leis, e são essas que não provando a universalidade das mesmas, provam que nem tudo pode ser reduzido a um minimo denominador.

                        Depois explico melhor, fica para a parte 2 e já agora donde és?

                        Beijox.

                        Se a poligamia fosse algo inerente ao ser humano, não haveria pessoas que pretendessem para a sua vida a plena monogamia.
                        Se por um lado há quem seja feliz com a poligamia, haverá também quem o seja com a monogamia, sendo que na poligamia vs monogamia haverá sempre quem não se identifica com o outro lado, e não se reveja fora do contexto do tipo de relação que pretenderam.

                        Eu por exemplo não me revejo numa relação "poliamorosa", até porque não acredito no poliamor (não dizendo que não possa existir, mas para a minha realidade não existe, sendo que cada qual é como cada qual com diferenças e experiencias de vida totalmente diferentes).

                        Ainda há uns dias atrás ouvia alguém que tinha uma relação aberta dizer: Amo tanto o meu companheiro/a, que abrir a relação é prova desse mesmo amor....   - Não duvido que haja amor, mas para mim (volto a repetir para a minha realidade, porque cada um é cada qual), o verdadeiro amor revejo na relação de 60 anos dos meus avós, que aos 80 e poucos anos, se amam cada vez mais, nunca tendo caido numa rotina falaciosa que os pro polioamor tanto incutem. Hoje amam-se mais do que no inicio, e nunca precisaram nem de trair, muito menos de colocar terceiras pessoas na relação, e isso eu acho tão lindo e tão perfeito que sei que uma relação monogama seria a unica forma de eu ser feliz, completo ;).

                         



                           

                          Tópicos relacionados

                            Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
                          "Engates" no meio LGBT

                          Iniciado por Galena « 1 2 ... 24 25 » Geral

                          492 Respostas
                          138913 Visualizações
                          Última mensagem 24 de Agosto de 2013
                          por Cardo
                          Quantas "relações" antes "DA Relação"?

                          Iniciado por woman_2 « 1 2 3 4 » Geral

                          79 Respostas
                          23767 Visualizações
                          Última mensagem 12 de Outubro de 2014
                          por searching_the_love
                          Relações Abertas

                          Iniciado por WideOpen « 1 2 3 » Outras Conversas

                          56 Respostas
                          8527 Visualizações
                          Última mensagem 29 de Maio de 2013
                          por RLUZ
                          37 Respostas
                          8329 Visualizações
                          Última mensagem 15 de Maio de 2016
                          por Odra
                          43 Respostas
                          6083 Visualizações
                          Última mensagem 25 de Maio de 2017
                          por Cristina Lemos