rede ex aequo

Olá Visitante19.set.2019, 05:18:54

Autor Tópico: Notícias  (Lida 25051 vezes)

 
Heath Ledger (Brokeback Mountain) morreu.
#80

Offline centro_da_gravidad

  • *****
  • Membro Ultra
  • Banido
  • Género: Masculino
  • Maçã Gravitacional!
    • Alforreca Empalhada
Tenho pena do senhor, mas é somente mais um a morrer! A diferença é que este era famoso!
    Ninguém consegue escapar ao efeito da gravidade!
    Se a gravidade fosse um estado de alma eu era uma maçã!
    Novo centro gravitacional - O meu umbigo!

    Heath Ledger (Brokeback Mountain) morreu.
    #81

    Offline messy.mind

    • *****
    • Membro Ultra
    • Género: Feminino
    Wow...estas coisas assim d repente... [smiley=confuso.gif]

    Pena por ter falecido, mais pena ainda por n ter ido descansado....Era um bom actor  :-\

    Spoiler (clica para mostrar/esconder)

      Notícias
      #82

      Offline Zão

      • *****
      • Membro Ultra
      • Género: Feminino
      Preservativos com defeito estão à venda no mercado
      Diário de Noticias
      Patrícia Jesus

      Saúde. O Infarmed mandou retirar do mercado um lote de preservativos que não cumpria os critérios de qualidade. Estes contraceptivos são apenas submetidos a uma fiscalização pelas próprias marcas. Ontem, o DN conseguiu comprar em Lisboa uma embalagem dos preservativos defeituosos

      Lote não passou nos testes em laboratório

      O incumprimento das regras de pressão e volume de rebentamento levou a Autoridade Nacional do Medicamento (Infarmed) a suspender ontem a venda de um lote de preservativos da marca Style. O alerta foi lançado ao princípio da tarde, mas horas depois o DN ainda encontrou preservativos do lote referido pelo Infarmed à venda num hipermercado em Lisboa (o lote NWM07022003 com validade até Janeiro de 2012, referência Natural).

      A empresa responsável pela distribuição da marca em Portugal, a PHP Importação e Exportação, procedeu à recolha voluntária do lote e assegura que todos os clientes foram avisados. Entre ontem e hoje todos os preservativos serão recolhidos, garantiu fonte da empresa, que não conseguiu esclarecer qual a quantidade em causa.

      O Infarmed descobriu o problema numa "acção de supervisão de rotina do mercado, realizada por iniciativa da instituição", explica ao DN Carlos Pires. "Os testes são efectuados em ambiente laboratorial, no Laboratório Militar, com a finalidade de testar as várias especificações do produto", diz. Os preservativos da Style falharam nos testes de determinação de pressão e volume de rebentamento e, por isso, o Infarmed emitiu o alerta.

      Só as marcas controlam

      Carlos Pires esclarece que cabe à empresa responsável pelo produto garantir que este têm qualidade e está de acordo com as especificações exigidas.

      A Deco explica que os preservativos são submetidos a um processo de controlo de qualidade pelas próprias marcas, como, aliás, acontece em quase todos os produtos, diz Rita Pinto Rodrigues. "Não há fiscalização por entidades exteriores", explica a porta-voz da Deco. "É o processo de qualidade de cada marca que determina o estado dos produtos que saem para o mercado e não há efectivamente a garantia total de segurança em todos os lotes".

      A porta-voz da Deco esclarece que os utilizadores dos preservativos com má qualidade terão dificuldades em provar eventuais consequências do defeito.

      Em 2002, a Deco testou 21 modelos de preservativos e concluiu que a maioria tinha boa qualidade. Desde então, a associação tem notado "um maior cuidado no controlo de qualidade, visível no facto de notícias sobre problemas como este serem cada vez mais raras", diz.

      Fonte:
      http://dn.sapo.pt/2008/07/18/sociedade/preservativos_defeito_estao_a_venda_.html
        Amo, logo existo.

        Notícias
        #83

        Passer

        • Visitante
        Pedro Magalhães, Uma experiência para Lisboa, hoje no Público. Excertos:



        «Eram sete horas da manhã do dia 17 de Fevereiro de 2003 quando ocorreu uma mudança histórica na cidade de Londres. A partir desse momento, todos os veículos que quisessem circular ou estacionar no centro da cidade durante os dias de semana passaram a pagar uma “taxa de congestão”, que é hoje de oito libras (nove euros). Os residentes têm direito a um desconto de 90 por cento e estão isentos de pagar a taxa se estacionarem em garagens ou zonas designadas. Veículos com baixas emissões de CO2, de emergência ou usados por deficientes, transportes colectivos, assim como motos e bicicletas estão também isentos. O cumprimento destas regras é aferido através de câmaras que identificam automaticamente as matrículas, que são diariamente confrontadas com o registo dos pagamentos feitos.

        Quais os efeitos deste medida? Num artigo de Outubro de 2006 do Journal of Economic Perspectives, Jonathan Leape resume as conclusões dos estudos existentes. O número de veículos privados que circulam na zona central baixou em 30 por cento. Mais de metade dos indivíduos que deixaram de usar o carro para entrar na zona central passaram a usar transportes públicos. [...]

        Estocolmo é ainda melhor exemplo de uma capital europeia que introduziu um esquema deste tipo, protegendo uma área central de 30 km2. Foi em Agosto de 2007, precedido de um período experimental na primeira metade de 2006, ao qual se seguiu um referendo local. As formas de pagamento são bastante mais fáceis que em Londres e incluem um sistema tipo “via verde”. Em Março passado, a revista Transportation Research dedicou um número inteiro ao assunto. Conclusões? Efeitos iguais ou maiores que em Londres: diminuição do tráfego e do tempo de viagem; ausência de efeitos negativos no comércio; transferência de viajantes para transportes públicos; ausência de efeitos regressivos ou progressivos em termos de equidade na distribuição dos custos; e redução de acidentes, poluição e custos de manutenção da via pública. [...]

        Eu sei que votar numa eleição não é fácil e há muita coisa a considerar. Mas espero que os mais de 500.000 eleitores que podem votar nas autárquicas em Lisboa aceitem deste seu concidadão um critério que simplificará muito a nossa decisão. Irão dizer-vos que a rede de transportes públicos em Lisboa não permite que se impeça a entrada de carros. Mas vocês sabem, como eu, que isso não é verdade. Vocês vêem, como eu, autocarros vazios em hora de ponta, parados por detrás de um mar de carros nos eixos centrais por onde se passa quando se entra e sai de Lisboa. É preciso melhorar? Sim, e irão dizer-vos que não há dinheiro. [...]

        Vão também dizer-vos que aqueles que vêm para a cidade não têm bons meios para cá chegar sem ser o carro particular. Mas mesmo que isso fosse inteiramente verdade — e vocês sabem bem que não é —, pensem de quem será a responsabilidade, e como o actual estado de coisas desresponsabiliza as câmaras dos concelhos limítrofes de melhorarem os transportes públicos nos seus próprios municípios e os governos de investirem em melhores maneiras de chegar à nossa cidade. Pensem nos custos — em tempo, produtividade, saúde, segurança, vida familiar, conforto — que todos pagamos pelo actual estado de coisas. Vocês sabem tão bem como eu que muitos dos candidatos que temos tido à Câmara de Lisboa a vêem como mero degrau para outros cargos políticos e que, por isso, têm medo de hostilizar o eleitorado dos concelhos vizinhos. Mas isso tem sido um problema nosso que, felizmente, a democracia ajuda a que possamos fazer com que seja apenas um problema deles. É simples: candidato que não proponha uma maneira séria e radical de impedir a entrada de carros na nossa cidade não merece um único dos nossos votos. Vamos fazer essa experiência? Vão ver que funciona.»

          Notícias
          #84

          Kiko20

          • Visitante
          A ditadura dos bons costumes está de volta em pleno século XXI


          Fecho do estabelecimento foi anulado
          Dona de loja erótica de Coimbra ganha processo à ASAE
          02.06.2009 - 12h05 José Bento Amaro
          A ASAE mandou fechar e o Tribunal ordenou a reabertura. Esta é a história de uma "erotik shop" instalada num centro comercial de Coimbra que esteve de portas fechadas durante mais de três meses em consequência de uma determinação fundamentada por dois pontos de um decreto-lei de 1976. A juíza concluiu agora que o estabelecimento não exercia nenhuma actividade obscena, conforme era sustentado na acusação.

          A 20 de Fevereiro deste ano a dona da loja, Marta Ferreira, viu os inspectores da ASAE mandar-lhe fechar o negócio pois, da inventariação do material para ser comercializado e em exposição, constavam “vibradores e objectos fálicos, de diversos tipos e tamanhos, bem como outros brinquedos atinentes à exploração da sexualidade, como baloiços, máquinas de vibração, aparelhos insufláveis, preservativos, anéis, cremes, correntes e bolas destinados a serem utilizados como apoio ao acto sexual ou como aparelhos de auto-estimulação próprios do tipo de bens comercializáveis em exclusivo em 'sex shops', que carecem, legalmente, de licenciamento específico”, conforme transcreve o jornal Diário de Coimbra.

          Para sancionar tamanho crime, a ASAE pretendia que fosse paga uma coima que podia oscilar entre os 200 e os 1.000 euros. Marta Ferreira não pagou um tostão e a juíza do 3º juízo do Tribunal Criminal de Coimbra, a julgar pela sua sentença, também não o teria feito, pois não só declarou a legalidade do negócio, como ainda informou a ASAE que a sua conduta não se encontra justificada em nenhum diploma.

          Na defesa em tribunal, a lojista fez prova de que os produtos em causa não eram exibidos ou comercializados de forma atentatória. Quanto à proximidade de um templo (neste caso da Igreja Universal do Reino de Deus), a comerciante conseguiu provar dedicar-se a um negócio de sensualidade e não de pornografia e obsceno. Além do mais, conforme ficou demonstrado, 15 meses antes da chegada dos fiéis ao local já existia a "erotik shop."

          A hipótese de a comerciante vir a agora a reclamar uma indemnização à ASAE não está posta de parte.

          http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1384520
          « Última modificação: 2 de Junho de 2009 por Kiko20 »

            Notícias LGBT
            #85

            Agamemnon

            • Visitante
            Qualquer notícia sobre direitos humanos, é LGBT:

            Francesa multada por usar burka escandaliza o país

            O caso da mulher multada em França por conduzir com um véu islâmico está longe do fim. Depois de o governo francês ter proibido a burka em locais públicos, prepara-se agora para retirar a nacionalidade ao marido da motorista, acusado de poligamia.

            O caso ocorreu no passado dia 2 de Abril, quando um agente policial aplicou uma multa de 22 euros a uma francesa de 31 anos que usa a burka desde criança, alegando que o véu é perigoso porque lhe reduz o campo de visão.

            A mulher convocou uma conferência de imprensa para denunciar o caso, contrariou o argumento da segurança no trânsito e acrescentou que a multa é a negação dos direitos humanos. Estava lançada a polémica.

            Dois dias depois, o presidente francês Nikolas Sarkozy anunciou um projecto de lei para proibir o uso do véu integral em locais públicos, deixando a questão de estar apenas circunscrita ao trânsito.

            E, logo a seguir, o ministro do Interior, Brice Hortefeux, pediu ao ministro da Imigração para estudar a possibilidade de tirar a nacionalidade francesa do marido da motorista, por ser suspeito de poligamia - terá quatro mulheres e 12 filhos - e fraude nas prestações sociais francesas.

            O homem, nascido em Argel, naturalizou-se francês quando casou, em 1999. E, de acordo com Hortefeux, poderia pertencer "à órbita radical do movimento Tabligh", um movimento religioso fundado na Índia.

            As acusações deverão ser alvo de investigação, mas o procurador da república de Nantes, Xavier Ronsin, já informou que até hoje, domingo, ninguém apresentou qualquer queixa.

            O procurador pediu ainda prudência, uma vez que, lembrou, "o adultério já não é castigado por lei", o que significa que "um homem  pode ter cinco amantes". Além disso, reiterou, "adultério e fraude não são as causas pelas quais se retira a nacionalidade a um cidadão."

            Alguns líderes de esquerda já denunciaram a "exploração polítca" do caso da motorista de nantes e dos eu marido.

            http://jn.sapo.pt/PaginaInicial/Sociedade/Interior.aspx?content_id=1553133

              Notícias LGBT
              #86

              Offline _Margot_

              • *****
              • Membro Elite
              • Género: Feminino
              • The show must go on!
              Qualquer notícia sobre direitos humanos, é LGBT:

              Francesa multada por usar burka escandaliza o país

              O caso da mulher multada em França por conduzir com um véu islâmico está longe do fim. Depois de o governo francês ter proibido a burka em locais públicos, prepara-se agora para retirar a nacionalidade ao marido da motorista, acusado de poligamia.

              O caso ocorreu no passado dia 2 de Abril, quando um agente policial aplicou uma multa de 22 euros a uma francesa de 31 anos que usa a burka desde criança, alegando que o véu é perigoso porque lhe reduz o campo de visão.

              A mulher convocou uma conferência de imprensa para denunciar o caso, contrariou o argumento da segurança no trânsito e acrescentou que a multa é a negação dos direitos humanos. Estava lançada a polémica.

              Dois dias depois, o presidente francês Nikolas Sarkozy anunciou um projecto de lei para proibir o uso do véu integral em locais públicos, deixando a questão de estar apenas circunscrita ao trânsito.

              E, logo a seguir, o ministro do Interior, Brice Hortefeux, pediu ao ministro da Imigração para estudar a possibilidade de tirar a nacionalidade francesa do marido da motorista, por ser suspeito de poligamia - terá quatro mulheres e 12 filhos - e fraude nas prestações sociais francesas.

              O homem, nascido em Argel, naturalizou-se francês quando casou, em 1999. E, de acordo com Hortefeux, poderia pertencer "à órbita radical do movimento Tabligh", um movimento religioso fundado na Índia.

              As acusações deverão ser alvo de investigação, mas o procurador da república de Nantes, Xavier Ronsin, já informou que até hoje, domingo, ninguém apresentou qualquer queixa.

              O procurador pediu ainda prudência, uma vez que, lembrou, "o adultério já não é castigado por lei", o que significa que "um homem  pode ter cinco amantes". Além disso, reiterou, "adultério e fraude não são as causas pelas quais se retira a nacionalidade a um cidadão."

              Alguns líderes de esquerda já denunciaram a "exploração polítca" do caso da motorista de nantes e dos eu marido.

              http://jn.sapo.pt/PaginaInicial/Sociedade/Interior.aspx?content_id=1553133


              Sabia que  aBélgica andava a pensar proibir o uso da burka, não sabia que a França já o tinha feito. De qualquer das formas, declaração dos direitos humanos é a obrigaçao do uso da burka. Se não forem os países "civilizados" a dar o exemplo de que a mulher deve ser tratada como um ser humano e não como um objecto condutor de pecado, quem o irá fazer? Os países tradicionalmente extremistas islâmicos?
                "Be anything but a coward, a pretender, an emotional crook, a whore: I'd rather have cancer than a dishonest heart." Truman Capote - Breakfast at Tiffany's

                Notícias LGBT
                #87

                Offline Boreas

                • *****
                • Moderação Sénior
                • Membro Vintage
                • Género: Masculino
                • "Tu és rato!"
                Mas é um símbolo religioso que muitos ostentam com orgulho... é como se alguém te proibisse de andar com uma cruz ao pescoço.
                Acho profundamente desrespeituoso que o proíbam apesar de ser ateu.
                  Just live!!! WILL POWER HOPE COMPASSION LOVE

                  Notícias LGBT
                  #88

                  Offline Symphonic

                  • *****
                  • Orador(a)
                  • Membro Elite
                  • Género: Masculino
                  • "Does your mother know that you're out?"
                    • Facebook
                  Mas é um símbolo religioso que muitos ostentam com orgulho... é como se alguém te proibisse de andar com uma cruz ao pescoço.
                  Acho profundamente desrespeituoso que o proíbam apesar de ser ateu.
                  O véu e a Burka não são símbolos religiosos.

                    Notícias LGBT
                    #89

                    Offline _Margot_

                    • *****
                    • Membro Elite
                    • Género: Feminino
                    • The show must go on!
                    Mas é um símbolo religioso que muitos ostentam com orgulho... é como se alguém te proibisse de andar com uma cruz ao pescoço.
                    Acho profundamente desrespeituoso que o proíbam apesar de ser ateu.
                    O véu e a Burka não são símbolos religiosos.
                    E não é a mesma coisa usar uma cruz ao pescoço que andar sem pele nenhuma à vista.
                      "Be anything but a coward, a pretender, an emotional crook, a whore: I'd rather have cancer than a dishonest heart." Truman Capote - Breakfast at Tiffany's

                      Notícias LGBT
                      #90

                      Agamemnon

                      • Visitante
                      Mas é um símbolo religioso que muitos ostentam com orgulho... é como se alguém te proibisse de andar com uma cruz ao pescoço.
                      Acho profundamente desrespeituoso que o proíbam apesar de ser ateu.
                      O véu e a Burka não são símbolos religiosos.
                      E não é a mesma coisa usar uma cruz ao pescoço que andar sem pele nenhuma à vista.

                      Pronto! Então não uses a burka! Agora não impeças quem quer de a usar. E não me venham com a conversa de que elas são obrigadas pelos machistas a cobrirem-se. Não é verdade!

                      Se alguém as forçar a usar, então acho bem que as protejam. Agora se elas pretendem cobrir-se, é a modéstia delas e TEM de ser respeitada. Essas senhoras sentem-se nuas se lhes tirarem o véu.

                        Notícias LGBT
                        #91

                        Offline Atzecs

                        • *****
                        • Membro Vintage
                        • Género: Masculino
                        Mas é um símbolo religioso que muitos ostentam com orgulho... é como se alguém te proibisse de andar com uma cruz ao pescoço.
                        Acho profundamente desrespeituoso que o proíbam apesar de ser ateu.

                        O véu e a Burka não são símbolos religiosos.

                        E não é a mesma coisa usar uma cruz ao pescoço que andar sem pele nenhuma à vista.


                        Pronto! Então não uses a burka! Agora não impeças quem quer de a usar. E não me venham com a conversa de que elas são obrigadas pelos machistas a cobrirem-se. Não é verdade!

                        Se alguém as forçar a usar, então acho bem que as protejam. Agora se elas pretendem cobrir-se, é a modéstia delas e TEM de ser respeitada. Essas senhoras sentem-se nuas se lhes tirarem o véu.


                        Ainda há pouco tempo tive esta discussão com a minha mãe.

                        A proíbição da Burka e do véu é um aberração liberdade. Haverá, certamente, mulheres maltratadas e oprimidas através da Burka, mas a verdade é que há também uma maioria que, criada desde a infância com a Burka, se sente despida e impura com a Burka - talvez não esteja correcto, mas se é a sua vontade e a maneira como se sentem, quem somos nós para regular dizendo-lhes que não se podem sentir assim?

                        2 coisas:

                        Falando de sentir (e não tendo com base origens, visto que só de uma parte se conhecem), se alguém regular que não se podem sentir atraídos por pessoas do mesmo sexo - ou melhor, que não o podem manifestar exteriormente - que diriam vocês? DISCRIMINAÇÃO! Trata-se do mesmo. No caso em que, de livre vontade as mulheres usam a Burka, que legitimidade temos de as proibir? Admito que a minha argumentação seja falílvel, mas agradeço que me expliquem sem entrarem em contradição com o que disse acima ;)

                        Outra coisa, e cito uma coisa que é muito querida a muitos LGBT's portugueses:

                        Responder
                        Artigo 13.º
                        Princípio da igualdade

                        1. Todos os cidadãos têm a mesma dignidade social e são iguais perante a lei.

                        2. Ninguém pode ser privilegiado, beneficiado, prejudicado, privado de qualquer direito ou isento de qualquer dever em razão de ascendência, sexo, raça, língua, território de origem, religião, convicções políticas ou ideológicas, instrução, situação económica, condição social ou orientação sexual.

                        via Parlamento.pt

                        Para bom entendedor...

                          Notícias LGBT
                          #92

                          Offline _Margot_

                          • *****
                          • Membro Elite
                          • Género: Feminino
                          • The show must go on!
                          As mulheres que usam burka e foram educadas e usar burka desde pequenas, foram educadas por uma sociedade extremista e machista. A religião é uma desculpa. É a mesma história que dizer que a culpa do pecado orginal na religião cristã é das mulheres, elas são educadas a andar completamente todas cobertas como se fossem uns fantasmas porque se alguém lhes vir os pulsos, elas são as culpadas de enlouquecer os homens! Isto é machismo PURO e lavagem cerebral.
                          Se uma mulheres não se sente bem na rua de outra forma, existem outras "vestimentas" que pelo menos permitem ter um ângulo de visão.

                          Mantenho o meu ponto de vista. O uso da burka é um autêntico atentado aos direitos humanos e deve ser erradicado.
                            "Be anything but a coward, a pretender, an emotional crook, a whore: I'd rather have cancer than a dishonest heart." Truman Capote - Breakfast at Tiffany's

                            Notícias LGBT
                            #93

                            Offline zigo

                            • ****
                            • Membro Sénior
                            • Género: Masculino
                            • "Só o Amor é Real"
                            As mulheres que usam burka e foram educadas e usar burka desde pequenas, foram educadas por uma sociedade extremista e machista. A religião é uma desculpa. É a mesma história que dizer que a culpa do pecado orginal na religião cristã é das mulheres, elas são educadas a andar completamente todas cobertas como se fossem uns fantasmas porque se alguém lhes vir os pulsos, elas são as culpadas de enlouquecer os homens! Isto é machismo PURO e lavagem cerebral.
                            Se uma mulheres não se sente bem na rua de outra forma, existem outras "vestimentas" que pelo menos permitem ter um ângulo de visão.

                            Mantenho o meu ponto de vista. O uso da burka é um autêntico atentado aos direitos humanos e deve ser erradicado.


                            Concordo  >:(
                              "Dream as if you´ll live forever, live as if you´ll die today" James Dean

                              Notícias LGBT
                              #94

                              Offline Atzecs

                              • *****
                              • Membro Vintage
                              • Género: Masculino
                              As mulheres que usam burka e foram educadas e usar burka desde pequenas, foram educadas por uma sociedade extremista e machista. A religião é uma desculpa. É a mesma história que dizer que a culpa do pecado orginal na religião cristã é das mulheres, elas são educadas a andar completamente todas cobertas como se fossem uns fantasmas porque se alguém lhes vir os pulsos, elas são as culpadas de enlouquecer os homens! Isto é machismo PURO e lavagem cerebral.
                              Se uma mulheres não se sente bem na rua de outra forma, existem outras "vestimentas" que pelo menos permitem ter um ângulo de visão.

                              Mantenho o meu ponto de vista. O uso da burka é um autêntico atentado aos direitos humanos e deve ser erradicado.

                              E eu mantenho o meu: erradicar algo que dá conforto ao ser humano sem prejudicar os outros é aberrante à liberdade.

                              Concordemos em discordar :)

                              (nota que não discordo que se controle a obrigatoriedade do uso da Burka, também ela um atentado à liberdade...)

                                Notícias LGBT
                                #95

                                Offline Symphonic

                                • *****
                                • Orador(a)
                                • Membro Elite
                                • Género: Masculino
                                • "Does your mother know that you're out?"
                                  • Facebook
                                As mulheres que usam burka e foram educadas e usar burka desde pequenas, foram educadas por uma sociedade extremista e machista. A religião é uma desculpa. É a mesma história que dizer que a culpa do pecado orginal na religião cristã é das mulheres, elas são educadas a andar completamente todas cobertas como se fossem uns fantasmas porque se alguém lhes vir os pulsos, elas são as culpadas de enlouquecer os homens! Isto é machismo PURO e lavagem cerebral.
                                Se uma mulheres não se sente bem na rua de outra forma, existem outras "vestimentas" que pelo menos permitem ter um ângulo de visão.

                                Mantenho o meu ponto de vista. O uso da burka é um autêntico atentado aos direitos humanos e deve ser erradicado.

                                Se a mulher que a usa a quiser continuar a usar, és tu que lhe vais tirar a burka dizendo que sabes o que é melhor para ela?

                                As pessoas têm o direito a fazer as suas próprias escolhas, sempre que não interfiram com os outros, quer tu concordes com a sua ideologia ou não.

                                  Notícias LGBT
                                  #96

                                  Agamemnon

                                  • Visitante
                                  As mulheres que usam burka e foram educadas e usar burka desde pequenas, foram educadas por uma sociedade extremista e machista. A religião é uma desculpa. É a mesma história que dizer que a culpa do pecado orginal na religião cristã é das mulheres, elas são educadas a andar completamente todas cobertas como se fossem uns fantasmas porque se alguém lhes vir os pulsos, elas são as culpadas de enlouquecer os homens! Isto é machismo PURO e lavagem cerebral.
                                  Se uma mulheres não se sente bem na rua de outra forma, existem outras "vestimentas" que pelo menos permitem ter um ângulo de visão.

                                  Mantenho o meu ponto de vista. O uso da burka é um autêntico atentado aos direitos humanos e deve ser erradicado.

                                  Todos nós fomos educados a muita coisa. Fomos educados que monogamia é que é. Fomos educados que não andamos nus na rua. Fomos educados que dois rapazes não podem ir à casa de banho juntos.

                                  Se não gostas das burkas e sua simbologia, vai conversar com as mulheres que as usam e procura persuadi-las da tua opinião. Pode ser que consigas mudar algumas mentalidades. Pode ser que a tua mude. Agora dizer-lhes que elas não podem vestir-se à sua maneira porque a tua cultura condena a simbologia por detrás da vestimenta, desculpa mas é violação da dignidade delas.

                                  És bem intencionada e eu partilho da tua opinião estética. Mas não posso de todo concordar contigo quanto ao uso da força.

                                    Notícias LGBT
                                    #97

                                    Offline _Margot_

                                    • *****
                                    • Membro Elite
                                    • Género: Feminino
                                    • The show must go on!
                                    As mulheres que usam burka e foram educadas e usar burka desde pequenas, foram educadas por uma sociedade extremista e machista. A religião é uma desculpa. É a mesma história que dizer que a culpa do pecado orginal na religião cristã é das mulheres, elas são educadas a andar completamente todas cobertas como se fossem uns fantasmas porque se alguém lhes vir os pulsos, elas são as culpadas de enlouquecer os homens! Isto é machismo PURO e lavagem cerebral.
                                    Se uma mulheres não se sente bem na rua de outra forma, existem outras "vestimentas" que pelo menos permitem ter um ângulo de visão.

                                    Mantenho o meu ponto de vista. O uso da burka é um autêntico atentado aos direitos humanos e deve ser erradicado.

                                    E eu mantenho o meu: erradicar algo que dá conforto ao ser humano sem prejudicar os outros é aberrante à liberdade.

                                    Concordemos em discordar :)

                                    (nota que não discordo que se controle a obrigatoriedade do uso da Burka, também ela um atentado à liberdade...)
                                    As mulheres que usam burka e foram educadas e usar burka desde pequenas, foram educadas por uma sociedade extremista e machista. A religião é uma desculpa. É a mesma história que dizer que a culpa do pecado orginal na religião cristã é das mulheres, elas são educadas a andar completamente todas cobertas como se fossem uns fantasmas porque se alguém lhes vir os pulsos, elas são as culpadas de enlouquecer os homens! Isto é machismo PURO e lavagem cerebral.
                                    Se uma mulheres não se sente bem na rua de outra forma, existem outras "vestimentas" que pelo menos permitem ter um ângulo de visão.

                                    Mantenho o meu ponto de vista. O uso da burka é um autêntico atentado aos direitos humanos e deve ser erradicado.

                                    Se a mulher que a usa a quiser continuar a usar, és tu que lhe vais tirar a burka dizendo que sabes o que é melhor para ela?

                                    As pessoas têm o direito a fazer as suas próprias escolhas, sempre que não interfiram com os outros, quer tu concordes com a sua ideologia ou não.
                                    As mulheres que usam burka e foram educadas e usar burka desde pequenas, foram educadas por uma sociedade extremista e machista. A religião é uma desculpa. É a mesma história que dizer que a culpa do pecado orginal na religião cristã é das mulheres, elas são educadas a andar completamente todas cobertas como se fossem uns fantasmas porque se alguém lhes vir os pulsos, elas são as culpadas de enlouquecer os homens! Isto é machismo PURO e lavagem cerebral.
                                    Se uma mulheres não se sente bem na rua de outra forma, existem outras "vestimentas" que pelo menos permitem ter um ângulo de visão.

                                    Mantenho o meu ponto de vista. O uso da burka é um autêntico atentado aos direitos humanos e deve ser erradicado.

                                    Todos nós fomos educados a muita coisa. Fomos educados que monogamia é que é. Fomos educados que não andamos nus na rua. Fomos educados que dois rapazes não podem ir à casa de banho juntos.

                                    Se não gostas das burkas e sua simbologia, vai conversar com as mulheres que as usam e procura persuadi-las da tua opinião. Pode ser que consigas mudar algumas mentalidades. Pode ser que a tua mude. Agora dizer-lhes que elas não podem vestir-se à sua maneira porque a tua cultura condena a simbologia por detrás da vestimenta, desculpa mas é violação da dignidade delas.

                                    És bem intencionada e eu partilho da tua opinião estética. Mas não posso de todo concordar contigo quanto ao uso da força.
                                    Mas a monogamia não prejudica a saúde a ninguém! Nem andarmos vestidos, nem dois rapazes não irem juntos à casa de banho. O meu problema com a burka não é puramente estético como também funcional. Não digo para deixarem de usar burka e andarem todas de mini-saia e top com o umbigo à mostra, mas existem alternativas que pelo menos deixam os olhos a descoberto. Havia de ver se fossem voces a ter o corpo todo tapado e a espreitar por um bocado de renda! Acho impossível conversar com elas e fazê-las mudar de ideias, possivelmente serão mais machistas que o Zezé Camarinha e acham que não podem mostrar o corpo porque lhes foi transmitido a vida toda que são impuras sendo mulheres. Falamos de uma multa de 30€, não de prisão efectiva. Tem de ser feita alguma coisa e tem de começar nos países "civilizados", senão daqui a 100 anos as netas dessa mulher ainda vão andar de burka.
                                      "Be anything but a coward, a pretender, an emotional crook, a whore: I'd rather have cancer than a dishonest heart." Truman Capote - Breakfast at Tiffany's

                                      Notícias LGBT
                                      #98

                                      Agamemnon

                                      • Visitante
                                      As mulheres que usam burka e foram educadas e usar burka desde pequenas, foram educadas por uma sociedade extremista e machista. A religião é uma desculpa. É a mesma história que dizer que a culpa do pecado orginal na religião cristã é das mulheres, elas são educadas a andar completamente todas cobertas como se fossem uns fantasmas porque se alguém lhes vir os pulsos, elas são as culpadas de enlouquecer os homens! Isto é machismo PURO e lavagem cerebral.
                                      Se uma mulheres não se sente bem na rua de outra forma, existem outras "vestimentas" que pelo menos permitem ter um ângulo de visão.

                                      Mantenho o meu ponto de vista. O uso da burka é um autêntico atentado aos direitos humanos e deve ser erradicado.

                                      E eu mantenho o meu: erradicar algo que dá conforto ao ser humano sem prejudicar os outros é aberrante à liberdade.

                                      Concordemos em discordar :)

                                      (nota que não discordo que se controle a obrigatoriedade do uso da Burka, também ela um atentado à liberdade...)
                                      As mulheres que usam burka e foram educadas e usar burka desde pequenas, foram educadas por uma sociedade extremista e machista. A religião é uma desculpa. É a mesma história que dizer que a culpa do pecado orginal na religião cristã é das mulheres, elas são educadas a andar completamente todas cobertas como se fossem uns fantasmas porque se alguém lhes vir os pulsos, elas são as culpadas de enlouquecer os homens! Isto é machismo PURO e lavagem cerebral.
                                      Se uma mulheres não se sente bem na rua de outra forma, existem outras "vestimentas" que pelo menos permitem ter um ângulo de visão.

                                      Mantenho o meu ponto de vista. O uso da burka é um autêntico atentado aos direitos humanos e deve ser erradicado.

                                      Se a mulher que a usa a quiser continuar a usar, és tu que lhe vais tirar a burka dizendo que sabes o que é melhor para ela?

                                      As pessoas têm o direito a fazer as suas próprias escolhas, sempre que não interfiram com os outros, quer tu concordes com a sua ideologia ou não.
                                      As mulheres que usam burka e foram educadas e usar burka desde pequenas, foram educadas por uma sociedade extremista e machista. A religião é uma desculpa. É a mesma história que dizer que a culpa do pecado orginal na religião cristã é das mulheres, elas são educadas a andar completamente todas cobertas como se fossem uns fantasmas porque se alguém lhes vir os pulsos, elas são as culpadas de enlouquecer os homens! Isto é machismo PURO e lavagem cerebral.
                                      Se uma mulheres não se sente bem na rua de outra forma, existem outras "vestimentas" que pelo menos permitem ter um ângulo de visão.

                                      Mantenho o meu ponto de vista. O uso da burka é um autêntico atentado aos direitos humanos e deve ser erradicado.

                                      Todos nós fomos educados a muita coisa. Fomos educados que monogamia é que é. Fomos educados que não andamos nus na rua. Fomos educados que dois rapazes não podem ir à casa de banho juntos.

                                      Se não gostas das burkas e sua simbologia, vai conversar com as mulheres que as usam e procura persuadi-las da tua opinião. Pode ser que consigas mudar algumas mentalidades. Pode ser que a tua mude. Agora dizer-lhes que elas não podem vestir-se à sua maneira porque a tua cultura condena a simbologia por detrás da vestimenta, desculpa mas é violação da dignidade delas.

                                      És bem intencionada e eu partilho da tua opinião estética. Mas não posso de todo concordar contigo quanto ao uso da força.
                                      Mas a monogamia não prejudica a saúde a ninguém! Nem andarmos vestidos, nem dois rapazes não irem juntos à casa de banho. O meu problema com a burka não é puramente estético como também funcional. Não digo para deixarem de usar burka e andarem todas de mini-saia e top com o umbigo à mostra, mas existem alternativas que pelo menos deixam os olhos a descoberto. Havia de ver se fossem voces a ter o corpo todo tapado e a espreitar por um bocado de renda! Acho impossível conversar com elas e fazê-las mudar de ideias, possivelmente serão mais machistas que o Zezé Camarinha e acham que não podem mostrar o corpo porque lhes foi transmitido a vida toda que são impuras sendo mulheres. Falamos de uma multa de 30€, não de prisão efectiva. Tem de ser feita alguma coisa e tem de começar nos países "civilizados", senão daqui a 100 anos as netas dessa mulher ainda vão andar de burka.

                                      E se andarem? É a cultura delas... Eu não gosto, tu não gostas. Tu chamas-lhes machistas, elas chamam-me sodomita! E agora? ;)

                                        Notícias LGBT
                                        #99

                                        Offline _Margot_

                                        • *****
                                        • Membro Elite
                                        • Género: Feminino
                                        • The show must go on!
                                        As mulheres que usam burka e foram educadas e usar burka desde pequenas, foram educadas por uma sociedade extremista e machista. A religião é uma desculpa. É a mesma história que dizer que a culpa do pecado orginal na religião cristã é das mulheres, elas são educadas a andar completamente todas cobertas como se fossem uns fantasmas porque se alguém lhes vir os pulsos, elas são as culpadas de enlouquecer os homens! Isto é machismo PURO e lavagem cerebral.
                                        Se uma mulheres não se sente bem na rua de outra forma, existem outras "vestimentas" que pelo menos permitem ter um ângulo de visão.

                                        Mantenho o meu ponto de vista. O uso da burka é um autêntico atentado aos direitos humanos e deve ser erradicado.

                                        E eu mantenho o meu: erradicar algo que dá conforto ao ser humano sem prejudicar os outros é aberrante à liberdade.

                                        Concordemos em discordar :)

                                        (nota que não discordo que se controle a obrigatoriedade do uso da Burka, também ela um atentado à liberdade...)
                                        As mulheres que usam burka e foram educadas e usar burka desde pequenas, foram educadas por uma sociedade extremista e machista. A religião é uma desculpa. É a mesma história que dizer que a culpa do pecado orginal na religião cristã é das mulheres, elas são educadas a andar completamente todas cobertas como se fossem uns fantasmas porque se alguém lhes vir os pulsos, elas são as culpadas de enlouquecer os homens! Isto é machismo PURO e lavagem cerebral.
                                        Se uma mulheres não se sente bem na rua de outra forma, existem outras "vestimentas" que pelo menos permitem ter um ângulo de visão.

                                        Mantenho o meu ponto de vista. O uso da burka é um autêntico atentado aos direitos humanos e deve ser erradicado.

                                        Se a mulher que a usa a quiser continuar a usar, és tu que lhe vais tirar a burka dizendo que sabes o que é melhor para ela?

                                        As pessoas têm o direito a fazer as suas próprias escolhas, sempre que não interfiram com os outros, quer tu concordes com a sua ideologia ou não.
                                        As mulheres que usam burka e foram educadas e usar burka desde pequenas, foram educadas por uma sociedade extremista e machista. A religião é uma desculpa. É a mesma história que dizer que a culpa do pecado orginal na religião cristã é das mulheres, elas são educadas a andar completamente todas cobertas como se fossem uns fantasmas porque se alguém lhes vir os pulsos, elas são as culpadas de enlouquecer os homens! Isto é machismo PURO e lavagem cerebral.
                                        Se uma mulheres não se sente bem na rua de outra forma, existem outras "vestimentas" que pelo menos permitem ter um ângulo de visão.

                                        Mantenho o meu ponto de vista. O uso da burka é um autêntico atentado aos direitos humanos e deve ser erradicado.

                                        Todos nós fomos educados a muita coisa. Fomos educados que monogamia é que é. Fomos educados que não andamos nus na rua. Fomos educados que dois rapazes não podem ir à casa de banho juntos.

                                        Se não gostas das burkas e sua simbologia, vai conversar com as mulheres que as usam e procura persuadi-las da tua opinião. Pode ser que consigas mudar algumas mentalidades. Pode ser que a tua mude. Agora dizer-lhes que elas não podem vestir-se à sua maneira porque a tua cultura condena a simbologia por detrás da vestimenta, desculpa mas é violação da dignidade delas.

                                        És bem intencionada e eu partilho da tua opinião estética. Mas não posso de todo concordar contigo quanto ao uso da força.
                                        Mas a monogamia não prejudica a saúde a ninguém! Nem andarmos vestidos, nem dois rapazes não irem juntos à casa de banho. O meu problema com a burka não é puramente estético como também funcional. Não digo para deixarem de usar burka e andarem todas de mini-saia e top com o umbigo à mostra, mas existem alternativas que pelo menos deixam os olhos a descoberto. Havia de ver se fossem voces a ter o corpo todo tapado e a espreitar por um bocado de renda! Acho impossível conversar com elas e fazê-las mudar de ideias, possivelmente serão mais machistas que o Zezé Camarinha e acham que não podem mostrar o corpo porque lhes foi transmitido a vida toda que são impuras sendo mulheres. Falamos de uma multa de 30€, não de prisão efectiva. Tem de ser feita alguma coisa e tem de começar nos países "civilizados", senão daqui a 100 anos as netas dessa mulher ainda vão andar de burka.

                                        E se andarem? É a cultura delas... Eu não gosto, tu não gostas. Tu chamas-lhes machistas, elas chamam-me sodomita! E agora? ;)

                                        Agora vamos passar multa às mulherezinhas e tu vais para uma arena ser apedrejado. :P
                                          "Be anything but a coward, a pretender, an emotional crook, a whore: I'd rather have cancer than a dishonest heart." Truman Capote - Breakfast at Tiffany's

                                           

                                          Tópicos relacionados

                                            Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
                                          4235 Respostas
                                          476850 Visualizações
                                          Última mensagem 14 de Agosto
                                          por Dannymully
                                          233 Respostas
                                          63061 Visualizações
                                          Última mensagem 30 de Dezembro de 2012
                                          por oasisgirl
                                          7 Respostas
                                          7499 Visualizações
                                          Última mensagem 1 de Dezembro de 2008
                                          por b_lu_e
                                          4 Respostas
                                          1259 Visualizações
                                          Última mensagem 3 de Janeiro de 2017
                                          por VannerMZK
                                          4 Respostas
                                          756 Visualizações
                                          Última mensagem 27 de Janeiro de 2018
                                          por inker