rede ex aequo

Olá Visitante12.dez.2019, 19:23:48

Autor Tópico: Notícias  (Lida 26460 vezes)

 
Re:Noticias
#20

Offline Azuth

  • *****
  • Membro Elite
  • Género: Feminino
    • No one is there!
                  "Entre a Ficção e a Realidade"


A estreia de um filme e a política Israelita adoptada para o tratamento dos mortos Palestinianos.

http://www.hamoked.org/items/99_Cc2_CaptiveCorpses_eng.pdf



Re:Noticias
#21

tugidaq

  • Visitante
Os Vikings
 
Sobre os bárbaros noruegueses


Sobre a visita de Jorge Sampaio à Noruega... que dizer dos Bárbaros Noruegueses?

Na Noruega, o horário de trabalho começa cedo (às 8 horas) e acaba cedo (às 15.30). As mães e os pais noruegueses têm uma parte significativa dos seus dias para serem pais, para proporcionar aos filhos algo mais do que um serão de televisão ou videojogos. Têm um ano de licença de maternidade e nunca ouviram falar de despedimentos por gravidez.

A riqueza que produzem nos seus trabalhos garante-lhes o maior nível salarial da Europa. Que é também, desculpem-me os menos sensíveis ao argumento, o mais igualitário. Todos descontam um IRS limpo e transparente que não é depois desbaratado em rotundas e estatuária kitsh , nem em auto-estradas ( só têm 200 quilómetros dessas «alavancas de progresso»), nem em Expos e Euros.

É tempo de os empresários portugueses constatarem que, na Noruega, a fuga ao fisco não é uma «vantagem competitiva». Ali, o cruzamento de dados «devassa» as contas bancárias, as apólices de seguros, as propriedades móveis e imóveis e as «ofertas» de património a familiares que, em Portugal, país de gentes inventivas, garantem anonimato aos crimes e «confundem» os poucos olhos que se dedicam ao combate à fraude económica.

Mais do que os costumeiros «bons negócios», deviam os empresários portugueses pôr os olhos naquilo que a Noruega tem para nos ensinar. E, já agora, os políticos. Numa crónica inspirada, o correspondente da TSF naquele país, afiança que os ministros não se medem pelas gravatas nem pela alta cilindrada das suas frotas. Pelo contrário, andam de metro, e não se ofendem quando os tratam por tu.

Aqui, cada ministério faz uso de dezenas de carros topo de gama, com vidros fumados para não dar lastro às ideias de transparência dos cidadãos. Os ministros portugueses fazem-se preceder de batedores motorizados, poluem o ambiente, dão maus exemplos e gastam a rodos o dinheiro que escasseia para assuntos verdadeiramente importantes.

Mais: os noruegueses sabem que não se «projecta o nome do país» com despesismos faraónicos, basta ser-se sensato e fazer da gestão das contas públicas um exercício de ética e responsabilidade. Arafat e Rabin assinaram um tratado de paz em Oslo. E, que se saiba, não foi preciso desbaratarem milhões de contos para que o nome da capital norueguesa corresse mundo por uma boa causa.

Até os clubes de futebol noruegueses, que pedem meças aos seus congéneres lusos em competições internacionais, nunca precisaram de pagar aos seus jogadores quatrocentos salários mínimos por mês para que estes joguem à bola.

Nas gélidas terras dos vikings conheci empresários portugueses que ali montaram negócios florescentes. Um deles, isolado numa ilha acima do círculo polar Árctico, deixava elogios rasgados à «social-democracia nórdica». Ao tempo para viver e à segurança social.

Ali, naquele país, também há patos-bravos. Mas para os vermos precisamos de apontar binóculos para o céu. Não andam de jipe e óculos escuros. Não clamam por messias nem por prebendas. Não se queixam do «excessivo peso do Estado», para depois exigirem isenções e subsídios.

É tempo de aprendermos que os bárbaros somos nós. Seria meio caminho andado para nos civilizarmos.

    Re:Noticias
    #22

    tugidaq

    • Visitante

    dêem uma saltada  ;)

    http://diarioeuro2004.pt.vu/

      Re:Notícias LGBT
      #23

      Offline joão paulo (PG)

      • ****
      • Membro Sénior
      • Género: Masculino
      • Porquê o medo que os outros ajudem alguém?
        • PortugalGay.PT
      http://ultimahora.publico.pt/comentarios.asp?Origin=Via%20Tecla&id=1187758&idCanal=10

      Sociedade   05-03-2004 - 12h56  
       
      Campanha choca pais, associações de planeamento familiar e activistas anti-aborto
      Folhetos com imagens e mensagens chocantes contra o aborto distribuídos nas escolas

      Lusa, PUBLICO.PT

      A associação SOS Vida, contra a interrupção da gravidez em qualquer situação, distribuiu milhares de folhetos com mensagens anti-aborto e imagens de fetos em escolas portuguesas, o que indignou a Confederação Nacional das Associações de Pais (Confap), a Associação para o Planeamento da Família (APF) e a Associação Portuguesa dos Direitos dos Cidadãos, que classificam a campanha como "terrorismo psicológico". O PCP já pediu explicações ao Governo.

      Segundo uma investigação da Agência Lusa, milhares de folhetos com imagens de fetos e mensagens que descrevem com pormenor o aborto estão a ser distribuídas em escolas portuguesas sem o consentimento dos encarregados de educação.

      Os folhetos são da responsabilidade da associação cívica SOS Vida, cujo principal promotor é o padre Jerónimo Gomes, que confirma a distribuição de quantidades "indeterminadas" destes desdobráveis, em "escolas privadas e públicas". O movimento é uma associação de apoio à grávida que surgiu em 1999, por iniciativa do bispo Algarve, Manuel Madureira Dias, e tem como principal dinamizador o padre Jerónimo Gomes.

      Nos folhetos, intitulados "Amor precisa-se", lê-se que, num aborto, "a criança vai sendo torturada, desmembrada, desarticulada, esmagada e destruída pelos insensíveis instrumentos de aço do abortista".

      O desdobrável termina com um exemplo de como "o dinheiro, o poder e outros interesses e conveniências falam mais alto do que a ciência e a razão, - matam-se dois bebés por segundo, mais que todas as guerras juntas - e no hospital de Taiwan até se compram bebés mortos a 50/70 dólares para churrasco!!!". Ao lado, uma imagem de um alegado feto num prato, numa mesa onde um oriental, com os talheres na mão, se prepara para comer.

      O padre responsável pela campanha diz que "estas imagens não são chocantes" e argumenta que "tudo se pode dizer (às crianças) desde que seja científico e de maneira simples". Os folhetos serão do conhecimento das autoridades religiosas, visto que o padre Feitor Pinto, coordenador da Pastoral da Saúde, pediu que fossem enviados mais de dez mil exemplares para a última reunião nacional sobre saúde em Fátima para os vários profissionais presentes no encontro. "O padre Feitor Pinto até me enviou uma carta elogiando a felicidade do título, o aspecto científico, a estrutura e os conteúdos do folheto", pormenorizou o sacerdote.

      Críticas de pais, cidadãos e associações anti-aborto

      Confrontado com os folhetos, Albino Almeida, presidente da Confap, considerou "lamentável que, seja em nome de que valores forem, se violente desta forma as crianças", numa campanha que classifica de "terrorista". O representante das associações de pais diz que os desdobráveis "são profundamente desadequados" e que "chegam mesmo a colocar em dúvida se instituições que defendem a vida não atentam contra a vida de quem já existe".

      A presidente da APF, Maria José Alves, critica o "desrespeito" pelos alunos que é evidenciado com estas campanhas, que "chegam a ser terrorismo", porque "não visam informar mas apenas chocar e desinformar da maneira mais imprópria". Para a responsável e médica obstetra, a campanha é de uma "enorme desonestidade intelectual".

      O advogado Garcia Pereira, presidente da Associação Portuguesa dos Direitos dos Cidadãos, não hesitou em descrever a campanha como "terrorismo psicológico" e "um atentado à integridade moral das crianças" destinatárias. Relativamente à mensagem do folheto, Garcia Pereira considerou "indecente" servirem-se das crianças para fazer chegar uma mensagem, porque as crianças são um universo especial".

      Mesmo a Federação Portuguesa pela Vida, que agrega várias associações contra a despenalização do aborto, criticou a utilização de "imagens chocantes" na campanhas. José Areia de Carvalho, presidente da FPV, admitiu ter conhecimento do folheto, mas esclareceu que o SOS Vida "é um movimento cívico, que não está juridicamente constituído".

      Questionado pela Lusa sobre a utilização de mensagens como a que surge no folheto, José Areia de Carvalho enfatizou que, apesar do "apreço e respeito pelo padre Gomes e a sua obra notável no apoio às grávidas, tem de se fugir de todo o tipo de campanha com imagens chocantes".

      "A Federação Portuguesa pela Vida nunca participará em qualquer campanha com imagens chocantes, nem me parece correcto a sua utilização como conceito de distribuição de massas", frisou.

      PCP quer ouvir Governo sobre campanha com "argumentos terroristas"

      O PCP já pediu explicações ao Ministério da Educação sobre os folhetos anti-aborto do movimento SOS Vida, considerando-os "uma campanha com argumentos terroristas e violência psicológica".

      "O Ministério da Educação não pode dizer que se trata de uma decisão autónoma das escolas, tem que dizer se admite este tipo de campanha, quando soube e que medidas irá tomar", argumentou o líder parlamentar do PCP, Bernardino Soares, em declarações aos jornalistas.

      Em requerimento entregue na Assembleia da República, os comunistas questionam o Ministério da Educação sobre "quando teve conhecimento da existência e exibição destes materiais de propaganda com conteúdos de violência psicológica" e se "aceita a distribuição nas escolas portuguesas de qualquer material de propaganda independentemente do seu conteúdo".

      O PCP considera que os folhetos "têm imagens chocantes supostamente referenciadas a abortos que nada têm a ver com o esclarecimento para a opinião livre sobre a interrupção voluntária da gravidez e têm consequências na formação pessoal e intelectual destas crianças - com idades a partir dos seis anos - e jovens" e exige saber em que escolas públicas ou privadas e com a autorização de quem estes foram exibidos e distribuídos.  



      Comentário que envei (e foi publicado on-line)

      A ciência e a religião
      Já devíamos achar comum estas confusões de fundamentalistas religiosos em relação à ciência, mas este caso além da violência sobre as crianças toca os limites do ridículo. Já agora vejam o artigo no El País: http://www.el-mundo.es/cronica/2003/377/1041933831.html
      João Paulo (PortugalGay.PT) (Porto)

        Re:Noticias
        #24

        Offline azithro

        • ****
        • Membro Sénior
        • Género: Feminino
        • all star
          • eu e o território
        É tempo de aprendermos que os bárbaros somos nós. Seria meio caminho andado para nos civilizarmos.

        ai como eu te entendo!
          we are all made of stars

          Re:Noticias
          #25

          tugidaq

          • Visitante
          Antpower (From Wikipedia, the free encyclopedia)

          The antpower is a unit of power, named by analogy with the more usual horsepower.
          It can be estimated that one ant can generate 0.000015 watts (on the basis that one strong ant can lift 50 times its weight). It follows that it takes 67 million ants to generate a kilowatt, and about 51 million ants to generate one horsepower.

          The conversion factor is therefore 1 hp = 51 Map.

          Note: the antpower is not a SI unit, and should not be used in scientific articles if one wants to be taken seriously. But it can be used to show with efficacy how strong an ant really is.

          The original calculation was as follows (quoted with explicit permission from the original author, but with corrections made by Wikipedia), from a discussion about hypothetical ant-powered power plants:

          Start with a 3-milligram ant about typical for a leafcutter, which is commonly shown lifting much larger leaves. Ants can lift 10 to 50 times their weight; being generous, let's say these ants were selected from the high side of that, and can thus lift 0.15 grams each. And let's also say the ant would need exactly 1 second to lift this weight [through a distance of 1 cm].

          So, an ant could generate 0.00015 kg × 1 g × 0.01 mor about 0.000 015 joule per second, which is 0.000 015 watts or about 0.000 000 02 horsepower. Inverting that, you'd need about 50 [million] ants to generate one horsepower, assuming perfect conversion of lifting power to whatever output form (electricity, rotary motion) you desire. In reality, conversion losses would multiply that.

          When you consider the volume needed to store, harness, feed, motivate, et al. that many ants, it might be more efficient to say nothing of far cheaper to get that 1 horsepower from a horse

          Retrieved from "http://en.wikipedia.org/wiki/Antpower"

            Re:Noticias
            #26

            Offline joão paulo (PG)

            • ****
            • Membro Sénior
            • Género: Masculino
            • Porquê o medo que os outros ajudem alguém?
              • PortugalGay.PT
            http://jornal.publico.pt/publico/2004/03/10/Sociedade/S22.html

            Abstinência Não Evita Doenças Sexualmente Transmissíveis Por AP
            Quarta-feira, 10 de Março de 2004

            São adolescentes norte-americanos, defendem a abstinência sexual e a virgindade até ao casamento - uma teoria que o Presidente George W. Bush também apoia -, mas têm índices de contágio de doenças sexualmente transmissíveis (DST) muito semelhantes aos que têm vida sexual activa.

            As conclusões foram ontem apresentadas, em Filadélfia, num congresso sobre DST. O estudo concentrou-se sobre a vida sexual de 12 mil adolescentes, entre os 12 e os 18 anos. Segundo os dados, os jovens que defendem a abstinência atrasam o início da sua vida sexual até ao momento em que contraem matrimónio, casam mais cedo, têm menos parceiros, mas nem por isso estão protegidos de uma infecção. Foi o que os autores confirmaram, seis anos depois, quando voltaram a inquirir os mesmos adolescentes.

            As estatísticas de DST entre estes jovens e os que têm vida sexual activa são semelhantes, dizem os investigadores. O estudo refere que a taxa de infecção de DST entre adolescentes brancos abstinentes é de 2,8 por cento e de 3,5 para os sexualmente activos. Entre os hispânicos é de 6,7 para 8,6 por cento. Entre os jovens negros a taxa é de 18,1 para os abstinentes e 20,3 para os outros. E, por fim, entre os asiáticos, os defensores da virgindade têm uma média mais alta que os outros: 10,5 contra 5,6 por cento.

            Do ponto de vista estatístico, os números são iguais para os dois grupos, defende Peter Bearman, da Universidade de Columbia, co-autor do inquérito com Hannah Bruckner, de Yale.

            O problema, refere o estudo, é que os defensores da virgindade usam menos preservativos do que os outros. "A mensagem é simples: Dizer 'não' pode funcionar a curto prazo, mas não a longo", declara Peter Bearman.

            Assim que as primeiras conclusões do estudo chegaram a público, os críticos à abstinência levantaram-se na defesa dos benefícios da educação sexual nas escolas. Afinal, os miúdos que têm vida sexual activa usam preservativo, argumentam. "É uma tragédia quando sonegamos informação aos jovens sobre como se pode apanhar uma DST ou engravidar", lamenta Dorothy Mann, directora executiva da associação de planeamento familiar norte-americana.

              Re:Notícias LGBT
              #27

              Offline Edy

              • ***
              • Membro Total
              • Género: Feminino
              Única mulher primeiro-ministro do país morreu aos 74 anos
              Pintasilgo: Portugal perdeu "uma grande mulher"
               
              Maria de Lurdes Pintasilgo morreu esta madrugada, aos 74 anos,
              depois de uma vida dedicada à política e às questões sociais do
              país. Recordada por várias personalidades, são a grandiosidade e
              generosidade que destacam naquela que foi a primeira e única mulher
              portuguesa a assumir a chefia do Governo.

              Numa nota emitida pela Presidência da República, Jorge Sampaio diz
              ter sido "com muito pesar e tristeza" que recebeu a notícia da morte
              de Maria de Lurdes Pintasilgo, "de quem era velho amigo e
              admirador", apresentando "sentidas condolências aos que lhe eram
              próximos".

              "Perdemos assim uma cidadã notável, que serviu Portugal nos mais
              altos cargos e funções, sempre com grande talento, dedicação
              inexcedível e numa atitude permanentemente inovadora", afirma o
              Presidente da República, que na última semana tinha recebido a
              antiga primeira-ministra no âmbito das consultas efectuadas sobre a
              crise política criada com a demissão do primeiro-ministro.

              Jorge Sampaio destaca ainda que Pintasilgo, "como primeira-
              ministra, embaixadora, deputada ao Parlamento Europeu, marcou a sua
              acção por um sentido ímpar de serviço à comunidade, pela energia
              contagiante e mobilizadora, pela originalidade de propostas e
              métodos de trabalho, que sacudiam as rotinas do pensamento e os
              hábitos instalados, pela militância nas grandes causas emancipadoras
              e solidárias do nosso tempo".

              O primeiro-ministro cessante, Durão Barroso, manifestou também o seu
              pesar pela morte de Pintasilgo, sublinhando que "é-lhe devido o
              maior tributo por ter dado o seu melhor ao serviço do país, com a
              sua sensibilidade e com as suas convicções", numa mensagem enviada à
              família da primeira mulher que chefiou um governo em Portugal.

              Também o líder do PSD, Pedro Santana Lopes, recordou Pintasilgo e
              manifestou o "pesar pelo desaparecimento de uma grande senhora, uma
              senhora com causas, convicções, sempre preocupada com os mais
              desfavorecidos", que "esteve sempre com elegância" ao longo da sua
              vida pública, e que o "respeito pelos adversários" era a sua imagem
              de marca. "Serviu sempre o nosso país de modo distinto. Portugal
              fica a perder", concluiu o líder dos social-democratas.

              Já o secretário-geral do CDS-PP, Luís Pedro Mota Soares, afirmou
              que, "independentemente das diferenças ideológicas, o CDS-PP mostra
              o seu respeito pela convicção com que Maria de Lurdes Pintasilgo
              dirigiu toda a sua vida, dedicada às causas em que acreditava, e no
              serviço que colocou à causa pública".

              Ferro Rodrigues deixou igualmente o seu lamento pela morte de
              Pintasilgo, a quem se referiu como "uma grande portuguesa". "Maria
              de Lurdes Pintasilgo manteve, até ao fim da sua vida, uma
              intervenção cívica sempre guiada por um princípio básico: uma luta
              intransigente e incessante pelos desfavorecidos", sublinhou.

              Por sua vez, o secretário-geral do PCP, Carlos Carvalhas, salientou
              que Portugal "perdeu uma mulher combativa, uma democrata e uma
              lutadora". "Foi com grande tristeza que soube da morte de Maria de
              Lurdes Pintasilgo, uma amiga com quem estive nos governos
              provisórios e lado a lado em muitos acontecimentos da nossa vida
              política e colectiva", disse Carvalhas.

              O Bloco de Esquerda lembrou a "generosidade" e o "mérito" de
              Pintasilgo, com Francisco Louçã a frisar que a ex-primeira-ministra
              foi uma pessoa que "marcou muito Portugal". "Foi a primeira mulher
              com grande destaque na democracia, e com grande mérito", afirmou o
              dirigente bloquista, concluindo que "a sua generosidade tem de ser
              uma marca na política portuguesa".

              A deputada e líder do Partido Ecologista "Os Verdes", Isabel de
              Castro, recordou Pintasilgo como "uma mulher singular e,
              seguramente, na sua marca diferenciada, um património da
              esquerda", "uma mulher de causas que se bateu apaixonadamente em
              defesa da igualdade entre mulheres e homens e por uma justiça social
              e ambiental no mundo".

              Maria de Lurdes Pintasilgo morreu esta madrugada na sua casa, em
              Lisboa, vítima de paragem cardíaca. O seu corpo encontra-se em
              câmara ardente a partir das 16h00 na Basílica da Estrela, em
              Lisboa.  
                Eu sou a imagem  daqueles que passaram por mim!!!

                Edy Vasques

                Re:Notícias
                #28

                Offline HLuso

                • *****
                • Membro Elite
                • Género: Masculino
                • Nós somos as palavras que escrevemos....
                A Eng. Maria de Lurdes Pintassilgo soi sem duvida uma grande mulher!!!

                Portugal esta de luto mais uma vez!
                  Nascer HOMOSSEXUAL num Pais tão homofobico, foi destino!!!....Alguem ainda ha-de cantar este fado...!!!;)

                  Notícias
                  #29

                  Offline bluejazz

                  • *****
                  • Associad@ Honorári@
                  • Membro Vintage
                  • Género: Feminino
                    • Homofobia
                  Author wins The Matrix Copyright Infringement Case

                  This little known story has met a just conclusion, as Sophia
                  Stewart, African American author of The Matrix will finally receive
                  her
                  just due from the copyright infringement of her original work!!!
                  Monday, October 4th 2004 ended a six-year dispute involving Sophia
                  Stewart, the Wachowski Brothers, Joel Silver and Warner Brothers.
                  Stewart's allegations, involving copyright infringement and
                  racketeering, were received and acknowledged by the Central District
                  of
                  California, Judge Margaret Morrow residing. Stewart, a New Yorker who
                  has resided in Salt Lake City for the past five years, will recover
                  damages from the films, The Matrix I, II and III, as well as The
                  Terminator and its sequels. She will soon receive one of the biggest
                  payoffs in the history of Hollywood, as the gross receipts of both
                  films and their sequels total over 2.5 billion dollars.


                  Stewart filed her case in 1999, after viewing the Matrix, which she
                  felt had been based on her manuscript, "The Third Eye," copyrighted in
                  1981. In the mid-eighties Stewart had submitted her manuscript to an
                  ad
                  placed by the Wachowski Brothers, requesting new sci-fi works.

                  According to court documentation, an FBI investigation discovered
                  that more than thirty minutes had been edited from the original film,
                  in an attempt to avoid penalties for copyright infringement. The
                  investigation also stated that "credible witnesses employed at Warner
                  Brothers came forward, claiming that the executives and lawyers had
                  full knowledge that the work in question did not belong to the
                  Wachowski Brothers." These witnesses claimed to have seen Stewart's
                  original work and that it had been "often used during preparation of
                  the motion pictures." The defendants tried, on several occasions, to
                  have Stewart's case dismissed, without success.

                  Stewart has confronted skepticism on all sides, much of which comes
                  from Matrix fans, who are strangely loyal to the Wachowski Brothers.
                  One on-line forum, entitled Matrix Explained has an entire section
                  devoted
                  to Stewart.  Some who have researched her history and writings are
                  open
                  to her story. Others are suspicious and mocking. "It doesn't bother
                  me," said Stewart in a phone interview last week, "I always knew what
                  was true."

                  Some fans, are unaware of the case or they question its legitimacy,
                  due to the fact that it has received little to no media coverage.
                  Though the case was not made public until October of 2003, Stewart has
                  her own explanation, as quoted at aghettotymz.com:

                  "The reason you have not seen any of this in the media is because
                  Warner Brothers parent company is AOL-Time Warner... this GIANT owns
                  95
                  percent of the media... let me give you a clue as to what they own in
                  the media business... New York Times papers/magazines, LA Times
                  papers/magazines, People Magazine, CNN news, Extra, Celebrity Justice,
                  Entertainment Tonight, HBO, New Line Cinema, Dreamworks,  Newsweek,
                  Village Roadshow...many, many more!... They are not going to report on
                  themselves. They have been suppressing my case for years..."

                  Fans who have taken Stewart's allegations seriously, have found
                  eerie mythological parallels, which seem significant in a case that
                  revolves around the highly metaphorical and symbolic Matrix series.
                  Sophia, the Greek goddess of wisdom has been referenced many times in
                  speculation about Stewart. In one book about the Goddess Sophia, it
                  reads, "The black goddess is the mistress of web creation spun in her
                  divine matrix"

                  Although there have been outside implications as to racial injustice
                  (Stewart is African American), she does not feel that this is the
                  case. "This is all about the Benjamins," said Stewart. "It's not about
                  money with me. It's about justice."

                  Stewart's future plans involve a record label, entitled Popsilk
                  Records, and a motion picture production company, All Eyez On Me, in
                  reference to God. "I wrote The Third Eye to wake people up, to remind
                  them why God put them here. There's more to life than money," said
                  Stewart. "My whole to the world is about God and good and about
                  choice,
                  about spirituality over  'technocracy'."

                  If Stewart represents spirituality, then she truly has prevailed
                  over the "technocracy" represented in both the Terminator and the
                  Matrix, and now, ironically, by their supposed creators.

                  Stewart is currently having discussions with CBS about a possible
                  exclusive story and has several media engagements in the near future
                  to
                  nationally publicize her victory. June 13th 2004. Sophia Stewart's
                  Press release read:

                  "The Matrix & Terminator movie franchises have made world history and
                  have ultimately changed the way people view movies and how Hollywood
                  does business, yet the real truth about the creator and creation of
                  these films continue to elude the masses because the hidden secret of
                  the matter is that these films were created and written by a Black
                  woman... a Black woman named Sophia Stewart. But Hollywood does not
                  want you to know this fact simply because it would change history.
                  Also
                  it would encourage our Black children to realize a dream and that
                  is...
                  nothing is impossible for them to achieve!"

                  MORE CONTROVERSY (RACIST AND OTHERWISE)
                  http://www.matrix-explained.com/php/forum-25.html&sid=16784e72c2c82275
                  582dad69ee163869
                    "I cannot be, as Bourdieu suggests, a fish in water that 'does not feel the weight of the water, and takes the world about itself for granted'" - Felly Simmonds

                    Notícias
                    #30

                    Offline Wolf

                    • *****
                    • Membro Ultra
                    • Género: Masculino
                    • Lucky
                    WWOOWW

                    desde akela noticia da nomeação do bush pó nobel, k ñ fikava tão espantado. filhos da mãe dos irmão wakowski .

                    o apocalipse vem aí! eu smp soube  :P
                      "Agora tens o coração nas mãos.
                      Agora podes morder-lhe, ficar com o meu sangue e matar-me devagar.
                      Agora, se quiseres."

                      Notícias Diversas e "Faits Divers"
                      #31

                      EYre

                      • Visitante
                      Tópico onde podemos comentar notícias várias do dia-a-dia e faits divers. Uma espécie de "Conversas de Café" mas dedicado exclusivamente a notícias que vão surgindo aqui e ali.

                      Para começar, parece que os comentários do Prof. Marcelo na RTP vão ter uma outra interlocutora, nomeadamente a Maria Flôr Pedroso, jornalista da Antena 1...

                        Notícias Diversas e "Faits Divers"
                        #32

                        Tiago

                        • Visitante

                        Pois é.
                        Pergunto-me por que será. Será que dispensaram a senhora por ela ser... como hei-de-dizer... algo "mole"? Soporífera?

                        Deviam era ter colocado a Judite de Sousa com o Marcelo Rebelo de Sousa e a Ana Sousa Dias com o António Vitorino.

                          Notícias Diversas e "Faits Divers"
                          #33

                          EYre

                          • Visitante

                          Hum... Pelo que li foi ela que pediu para deixar o projecto para se dedicar mais tempo aos seus projectos na 2. Mas de facto parece pertinente a escolha da Maria Flôr Pedroso que tem um estilo mais agressivo...

                          Quando foi o Dia Internacional da Mulher, a 8 de Março, eu li uma crónica do Joaquim Fidalgo no jornal Público em que ele criticava o modelo dos comentadores que temos dizendo que é sexista na medida em que as mulheres são sempre interlocutoras e nunca elas próprias comentadoras (por acaso acho que a Constança Cunha e Sá e a do Independente, não me lembro o nome, são comentadoras...). O que ele dizia é que no modelo que temos as mulheres fazem as perguntas e os homens dão as respostas...

                            Notícias Diversas e "Faits Divers"
                            #34

                            EYre

                            • Visitante
                            Em Itália o Primeiro-Ministro Berlusconi veio dizer que na época de Mao os comunistas não comiam as criancinhas, como havia dito antes, mas coziam-nas para as usarem como fertilizante para a terra. :-\

                              Notícias Diversas e "Faits Divers"
                              #35

                              moon_head

                              • Visitante
                              Em Itália o Primeiro-Ministro Berlusconi veio dizer que na época de Mao os comunistas não comiam as criancinhas, como havia dito antes, mas coziam-nas para as usarem como fertilizante para a terra. :-\

                               :o :o :o :o
                              que horror  >:(

                                Notícias
                                #36

                                EYre

                                • Visitante
                                O Ministro dos Negócios Estrangeiros português, Freitas do Amaral, foi ao Canadá por causa da deportação de que têm sido alvo alguns portugueses. As críticas ao ministro têm sido muitas, por seu lado ele declara-se satisfeito com os resultados da sua viagem aquele país.

                                  Notícias
                                  #37

                                  Offline Scorpio_Angel

                                  • *****
                                  • Membro Vintage
                                  • Género: Feminino
                                  • I faced it all and I stood tall; And did it My Way
                                    • My Way

                                  Para quem ainda acha que pirataria é só venda ilegal de conteúdos:


                                  PJ «à caça» de downloads ilegais
                                  [/size]

                                  Associação Fonográfica Portuguesa declara guerra aberta à partilha ilícita de música na Internet. Já há 28 processos-crime. Judiciária tem meios para descobrir os piratas informáticos


                                  "A Associação Fonográfica Portuguesa (AFP) anunciou esta terça-feira que foram apresentadas 28 queixas-crime contra utilizadores portugueses dos serviços ilegais de partilha de ficheiros. Esta é a primeira vez que tal sucede no nosso país, numa acção conjunta com a IFPI (Federação Internacional da Indústria Fonográfica), que em colaboração com 18 países já levou a cabo mais de 5.500 acções cíveis e criminais.

                                  As queixas-crime são contra desconhecidos e foram entregues à Polícia Judiciária (PJ), que iniciará agora as investigações de modo a identificar os prevaricadores. Eduardo Simões, director-geral da AFP afirmou que, embora os utilizadores estejam protegidos por um aparente anonimato, «a PJ tem os meios adequados» para essa identificação.

                                  Eduardo Simões adiantou ainda que os 28 utilizadores visados por esta acção única em Portugal «partilhavam dezenas de milhares de músicas de géneros sem qualquer sequência ou sentido». Kazaa, BearShare, eDonkey/eMule, DirectConnect, Bit Torrent, WinMX e SoulSeek são alguns dos serviços de partilha de ficheiros via Internet (os chamados Peer-to-Peer - P2P) que foram investigados no decorrer desta acção.

                                  Na conferência de imprensa desta terça-feira, no Fórum Telecom, moderada por David Ferreira, presidente da AFP, esteve presente John Kennedy, presidente e director-geral da IFPI, que alertou para a urgência na tomada de medidas que previnam o declínio da indústria discográfica em Portugal, extremamente afectada pelo download e partilha ilegais de ficheiros de música. Segundo a AFP, esta indústria sofreu uma quebra de 47 por cento entre 2000 e 2005.


                                  «Mas os CD estão cada vez mais caros!...»

                                  David Ferreira falou também noutra das questões que rodeiam a pirataria digital: o preço dos discos em Portugal. Segundo dados da AFP, a ideia de que os CD estão cada vez mais caros é puramente falsa. Por exemplo, no que respeita aos CD de novidades, os preços desceram consideravelmente desde 1993, passando dos 9,58 euros para os actuais 8,47 euros (preço das editoras às lojas).

                                  Eduardo Simões realçou ainda o facto da partilha ilegal de ficheiros na Internet ser considerada um crime tão grave como o roubo de um CD numa loja. Foi também chamada a atenção, por parte de John Kennedy, para o valor médio das indemnizações pagas pelos utilizadores em falta, que ronda os 2.600 euros.

                                  Paula Andrade, inspectora-geral do IGAC (Inspecção Geral das Actividades Culturais) referiu que «desde 2003 houve um crescendo na fiscalização» em relação à venda e utilização de material digital pirateado, mostrando que este problema está a ser atacado em todas as frentes.

                                  A AFP tinha anunciado, no passado dia 13 de Março, o lançamento do Plano de Combate à Pirataria Digital, a publicação de um guia informativo («Os Jovens, a Música e a Internet») dedicado a pais e educadores e de um site (www.pro-music.com.pt) sobre o download de música na Internet."


                                  http://www.portugaldiario.iol.pt/noticia.php?id=666250&div_id=291



                                  Compreendem agora melhor o cuidado a ter, inclusive em posts aqui no fórum?  ;)
                                    ~ Journey Towards Angel Wings ~

                                    "People should be allowed to fall in love with whoever they want. I mean, otherwise what's the point of living?..." - O&A

                                    "A vontade, se não quer, não cede; é como a chama ardente, que se eleva com mais força quanto mais se tenta abafá-la." - Dante Alighieri

                                    Notícias
                                    #38

                                    Offline Hain

                                    • *****
                                    • Membro Elite
                                    • Género: Masculino
                                    • God help the outcasts
                                    Supremo considera lícitos "correctivos" corporais dados a crianças deficientes

                                    http://www.publico.clix.pt/shownews.asp?id=1253706


                                    O Supremo Tribunal de Justiça considerou como "lícito" e "aceitável" o comportamento da responsável de um lar de crianças com deficiências mentais, acusada de maus tratos a vários menores.

                                    A mulher tinha sido indiciada por diversas situações: daria palmadas e estaladas às crianças, fechá-las-ia em quartos escuros quando estas se recusavam a comer. Foi condenada por apenas um caso (o tribunal considerou que, pelo menos por duas vezes, amarrou os pés e as mãos de um menino de sete anos, como forma de evitar que saísse da cama e perturbasse o seu sono), tendo sido condenada com pena suspensa.

                                    O Ministério Público recorreu, mas não lhe foi dada razão. O Supremo disse, aliás, que fechar crianças em quartos é um castigo normal de um "bom pai de família". E que as estaladas e as palmadas, se não forem dadas, até podem configurar "negligência educacional".

                                    "Qual é o bom pai de família que, por uma ou duas vezes, não dá palmadas no r*** dum filho que se recusa ir para a escola, que não dá uma bofetada a um filho (...) ou que não manda um filho de castigo para o quarto quando ele não quer comer? Quanto às duas primeiras, pode-se mesmo dizer que a abstenção do educador constituiria, ela sim, um negligenciar educativo. Muitos menores recusam alguma vez a escola e esta tem - pela sua primacial importância - que ser imposta com alguma veemência. Claro que, se se tratar de fobia escolar reiterada, será aconselhável indagar os motivos e até o aconselhamento por profissionais. Mas, perante uma ou duas recusas, umas palmadas (sempre moderadas) no r*** fazem parte da educação", dizem os juízes, num acórdão proferido na semana passada.

                                    Tribunal deu como provadas diversas agressões

                                    O caso: a arguida era a responsável pelo lar residencial do Centro de Reabilitação Profissional, uma instituição que funcionava como valência da Associação de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental de Setúbal. O tribunal deu como provado que, entre 1990 e 2000, a arguida trabalhou naquele lar e que pelo menos desde 1992 fechou frequentemente um menor de sete anos (que sofria de psicose infantil muito grave) na despensa, com a luz apagada, para que aquele ficasse menos activo.

                                    Também foi dado como provado (e validado pelo Supremo) que a referida educadora pelo menos duas vezes "amarrou os pés e as mãos do B [do menor] à cama para evitar que acordasse os restantes utentes do lar e para não perturbar o seu descanso matinal".

                                    Dizem ainda os juízes que a arguida dava frequentemente bofetadas à mesma criança e que, "por uma ou duas vezes, deu palmadas no r*** a outra menina quando não queria ir para a escola e uma vez deu uma bofetada a outro [menor] por este lhe ter atirado com uma faca".

                                    Os mesmos tribunais (o de Setúbal e o Supremo) consideraram ainda que se tinha provado que um quarto menor deficiente ficou "de castigo num quarto sozinho quando não quis comer a salada à refeição, tendo aquele ficado a chorar por ter medo". Mesmo assim, disseram os juízes que era tudo normal e que não se podia falar de comportamento reiterado.

                                    Mulher trabalhava sem folgas

                                    A argumentação do Ministério Público, que defendia tratar-se de "tratamento cruel" às crianças, não foi dada como válida, nem-tão pouco a existência do crime de maus tratos.

                                    "A gravidade inerente às expressões maus tratos e tratamento cruel constitui, ela sim, o elemento que nos leva à improcedência deste recurso. É que, quanto a estes menores, não só não se atinge tal gravidade, como os actos imputados à arguida devem, a nosso ver, ser tidos como lícitos. Na educação do ser humano justifica-se uma correcção moderada que pode incluir alguns castigos corporais ou outros. Será utópico pensar o contrário e cremos bem que estão postas de parte, no plano científico, as teorias que defendem a abstenção total deste tipo de castigos moderados", concluem os juízes, mantendo então a pena aplicada pelo tribunal de primeira instância à arguida, por ter amarrado os pés e as mãos da criança: dezoito meses de prisão, suspensos por um ano.

                                    O tribunal teve ainda em consideração, na pena que aplicou, o facto de a arguida não ter cadastro, nem agora estar a tomar conta de crianças. Outra atenuante foi ter-se provado que trabalhava sem qualquer dia de folga, o que terá levado a juíza de instrução a considerar, segundo o recurso também apresentado pela defesa, que seria a arguida, e não as crianças, a verdadeira "vítima de maus tratos".
                                      A life without passion would be a life barely worth living.

                                      Notícias
                                      #39

                                      Eyre

                                      • Visitante


                                      Praia sem fumo
                                      As medidas anti-tabágicas decretadas um pouco por toda a Europa estão a endurecer. Este cartaz a proibir a entrada a fumadores foi colocado na praia de Miranda, localidade de Escala, província de Girona (Catalunha). A câmara municipal da cidade tomou esta medida afirmando que os cigarros poluem e sujam a praia. Foto: Robin Townsend/EPA

                                      Fonte: Público online

                                         

                                        Tópicos relacionados

                                          Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
                                        4235 Respostas
                                        488405 Visualizações
                                        Última mensagem 14 de Agosto
                                        por Dannymully
                                        233 Respostas
                                        63923 Visualizações
                                        Última mensagem 30 de Dezembro de 2012
                                        por oasisgirl
                                        7 Respostas
                                        7581 Visualizações
                                        Última mensagem 1 de Dezembro de 2008
                                        por b_lu_e
                                        4 Respostas
                                        1329 Visualizações
                                        Última mensagem 3 de Janeiro de 2017
                                        por VannerMZK
                                        4 Respostas
                                        823 Visualizações
                                        Última mensagem 27 de Janeiro de 2018
                                        por inker