rede ex aequo

Olá Visitante17.out.2019, 03:42:49

Sondagem

Acham que a nivel nacional a reacção à homossexualidade é igual, ou seja, pensam que as atitudes das pessoas diferem muito, nomeadamente, no que diz respeito à sociedade/mentalidade do norte vs do centro/sul?

Não diferem
6 (5.8%)
Sim, diferem
51 (49%)
diferem um pouco
47 (45.2%)

Votos totais: 73

Autor Tópico: A homossexualidade a nível nacional  (Lida 8903 vezes)

 
A homossexualidade a nível nacional
#40

Offline Boni

  • *****
  • Membro Ultra
  • Género: Masculino
  • Xiii, O bar da praia tá demais mano!
é a porcaria de mundo em k nós vivemos... :-\ :o

Eu não vejo as coisas de um modo tão pessimista, hoje em dia qualquer um consegue viver a sua orientação sexual com dignidade.

Há quarenta, trinta ou mesmo vinte anos, os membros da alta sociedade portuguesa que eram homossexuais ou bissexuais iam a Paris, Sitges, Londres ou Mykonos para terem relações sexuais com outros homens, não o faziam em Portugal. Nos anos 80 já havia alguma vida gay em Lisboa, mas antes disso, e também na província, os gays que não tinham dinheiro para viajar (ou seja, a larga maioria), para procurar companheiro, eram obrigados a frequentar locais de engate, onde poderiam ser presos ou alvos de violência verbal ou física. No vale do Ave, nos arredores do Porto, nas quintas do Douro e do Alentejo ou na Margem Sul muitos industriais e proprietários endinheirados faziam chantagem com rapazes, por vezes menores de idade, em troca de favores sexuais, especialmente com aqueles com achavam «menos masculinos», se bem me entendes. Quando não se era de boas famílias, o p*n*l*iro era tratado ao nível da put* e do «vadio». A homossexualidade só era «perdoada» aos ricos e influentes, aos artistas ou aos escritores, debaixo da condição de serem discretos e não provocarem «escândalo público».

Actualmente as coisas mudaram muito, não achas?

EDIT: e muitas famílias, quando «topavam» que o rapaz era mais «delicado», colocavam-no no seminário.

eu nao sei se as coisas mudaram muito :-\ eu vou fazer agr 19 anos , n sei muito...
mas sim, se for cm tu dizes entao as coisas mudaram muito (em relação passado-presente)
somos nos (esta geração) que temos k fazer este pais mudar... ;)
    "Viver é a coisa mais rara do mundo. A maioria das pessoas apenas existe"

    A homossexualidade a nível nacional
    #41

    Offline MuscleCub

    • *****
    • Membro Ultra
    Estes últimos dez anos foram extraordinários em termos de evolução de mentalidades, ainda assim Portugal continua a ser um país muito paradoxal, por um lado temos uma das legislações mais avançados do mundo em termos de direitos civis concedidos às minorias sexuais, por outro lado a sociedade Portugal ainda não consegue lidar com o tema como a sociedade francesa, holandesa, britânica ou alemã, países que, com excepção da Espanha, não estão muito mais avançados que nós em termos de direitos civis.

    Para a «revolução» que houve em Portugal, destaco o papel da internet e das novas tecnologias, o facto de termos uma população mais urbana, as melhorias na instrução dos portugueses, a influência dos nossos vizinhos europeus, a abertura da comunicação social, o papel da ficção televisiva, cinema e música pop, e muito importante, o trabalho das organizações de defesa dos direitos LGBT.

    Agora é lutar para que os direitos adquiridos fiquem bem sedimentados na sociedade, e de resto, daqui a uns anos, «o costume será lei incontestável». Destaco que há umas décadas o divórcio não era bem aceite socialmente, e os filhos de pais divorciados, ou as mulheres que pediam o divórcio, eram alvo de descriminação social. Hoje isso já não acontece.

    EDIT

    E no contexto europeu, diria que a sociedade portuguesa está no meio-termo, não é das mais tolerantes mas também não é das mais retrógradas, a situação em Itália, Polónia, Rússia ou Malta é bem pior. 
    « Última modificação: 17 de Dezembro de 2010 por MuscleCub »
      Monárquico, conservador-liberal, capitalista, sem seita, loja ou templo.

      A homossexualidade a nível nacional
      #42

      Offline Radiant_Jaguar

      • ****
      • Membro Sénior
      • Género: Masculino
      Hoje vai dar na RTP2 um pequeno documentário sobre os Dark Horses.
      Começa pelas 21:07 e tem como nome "Boys Just Wanna Have Fun"

      Não percam e avisem os vossos amigos!
      « Última modificação: 2 de Janeiro de 2011 por Radiant_Jaguar »

        A homossexualidade a nível nacional
        #43

        Offline Boni

        • *****
        • Membro Ultra
        • Género: Masculino
        • Xiii, O bar da praia tá demais mano!
        Hoje vai dar na RTP2 um pequeno documentário sobre os Dark Horses.
        Começa pelas 21:07 e tem como nome "Boys Just Wanna Have Fun"

        Não percam e avisem os vossos amigos!

        hum...vou tentar ver...parece-me k a causa deles é bem bacana!
          "Viver é a coisa mais rara do mundo. A maioria das pessoas apenas existe"

          A homossexualidade a nível nacional
          #44

          Offline Ticas:

          • *****
          • Associad@
          • Membro Ultra
          • Género: Masculino
          Hoje vai dar na RTP2 um pequeno documentário sobre os Dark Horses.
          Começa pelas 21:07 e tem como nome "Boys Just Wanna Have Fun"

          Não percam e avisem os vossos amigos!

          hum...vou tentar ver...parece-me k a causa deles é bem bacana!

          Tarde de mais, repara na data da resposta... foi ontem.  :-\

          Se tivesse lido o comentário ontem não teria perdido.

            A homossexualidade a nível nacional
            #45

            Offline CineLorde

            • *****
            • Membro Ultra
            • Género: Masculino
            • Ren Visual
            Eu acho que Portugal apresenta uma incrível falta de visibilidade LGBT na televisão. De momento, a novela "Sedução" contém o Paulo Rocha a fazer de "falso gay". Esse género de piada deixou de ter graça nos anos 90, mas pelos vistos, a TVI pensa de forma contrária.
            Portugal não é um país homofóbico no verdadeiro sentido da palavra. Acho que é mais uma questão de não entenderem e de haver uma necessidade de aprendizagem. Há gente que usa o palavrão p******* e nem sequer tem noção das conotações negativas da palavra. Precisamos de um GLAAD português. Uma associação que levanta a voz quando a homofobia é apresentada.  

              A homossexualidade a nível nacional
              #46

              Offline portoboy

              • ****
              • Membro Sénior
              • Género: Masculino
              • Vive como gostas e te apetece ;)
                • Facebook
              Já ouvi falar que no norte o pessoal costuma se mais homofóbico mas eu pessoalmente acho que é diferente, sempre me senti à vontade e estou aqui em pleno Porto por isso, não considero o norte ( da parte que eu conhece e frequento) homofóbico AT ALL. 
                " Those who mind , don't matter
                And those who matter, don't mind"

                :)

                A homossexualidade a nível nacional
                #47

                Offline kustom

                • ****
                • Membro Sénior
                • Género: Masculino
                Se há mais no norte no centro ou no sul, não me interessa. O que interessa é que ainda há discriminação, e muita.
                O meu problema é não ver nenhum movimento para parar a discriminação. Há que banalizar a homossexualidade. Na televisão, no cinema, em nós próprios.
                Parece quase um 'impingir' a homossexualidade na sociedade, dizer 'estamos aqui agora calem-se, continuem com a vossa vida e não me chateiem'.

                Estou farto de ouvir gente parva sempre a lutar contra os homossexuais! Ah vão destruir o conceito de família! Ah o pudor! Ai que é pecado e vamos todos arder no inferno!
                Epá calem-se! Só dizem m*rda e ainda há quem vos oiça.

                Estou farto de ver jovens (e não só) homossexuais com depressões, oprimidos, escondidos, agredidos física e psicologicamente por estes idiotas. Que mal faço ao mundo por andar de mão dada com outro homem, de o beijar e de o amar? Porque é que ei de ser oprimido? Porque é que não posso constituir uma família? Por aquilo que os outros acham de mim? Quem são eles para dizerem o que faço com a minha vida?

                Sinceramente cada vez odeio mais a sociedade em que vivemos. E se calhar também não sou melhor que os demais, mas porra estou farto!

                  A homossexualidade a nível nacional
                  #48

                  x3na

                  • Visitante
                  Se há mais no norte no centro ou no sul, não me interessa. O que interessa é que ainda há discriminação, e muita.
                  O meu problema é não ver nenhum movimento para parar a discriminação. Há que banalizar a homossexualidade. Na televisão, no cinema, em nós próprios.
                  Parece quase um 'impingir' a homossexualidade na sociedade, dizer 'estamos aqui agora calem-se, continuem com a vossa vida e não me chateiem'.

                  Estou farto de ouvir gente parva sempre a lutar contra os homossexuais! Ah vão destruir o conceito de família! Ah o pudor! Ai que é pecado e vamos todos arder no inferno!
                  Epá calem-se! Só dizem m*rda e ainda há quem vos oiça.

                  Estou farto de ver jovens (e não só) homossexuais com depressões, oprimidos, escondidos, agredidos física e psicologicamente por estes idiotas. Que mal faço ao mundo por andar de mão dada com outro homem, de o beijar e de o amar? Porque é que ei de ser oprimido? Porque é que não posso constituir uma família? Por aquilo que os outros acham de mim? Quem são eles para dizerem o que faço com a minha vida?

                  Sinceramente cada vez odeio mais a sociedade em que vivemos. E se calhar também não sou melhor que os demais, mas porra estou farto!
                  Concordo contigo Kustom! Esta sociedade doente ainda tem muito para aprender...

                    A homossexualidade a nível nacional
                    #49

                    Buwayh

                    • Visitante
                    Se há mais no norte no centro ou no sul, não me interessa. O que interessa é que ainda há discriminação, e muita.
                    O meu problema é não ver nenhum movimento para parar a discriminação. Há que banalizar a homossexualidade. Na televisão, no cinema, em nós próprios.
                    Parece quase um 'impingir' a homossexualidade na sociedade, dizer 'estamos aqui agora calem-se, continuem com a vossa vida e não me chateiem'.

                    Estou farto de ouvir gente parva sempre a lutar contra os homossexuais! Ah vão destruir o conceito de família! Ah o pudor! Ai que é pecado e vamos todos arder no inferno!
                    Epá calem-se! Só dizem m*rda e ainda há quem vos oiça.

                    Estou farto de ver jovens (e não só) homossexuais com depressões, oprimidos, escondidos, agredidos física e psicologicamente por estes idiotas. Que mal faço ao mundo por andar de mão dada com outro homem, de o beijar e de o amar? Porque é que ei de ser oprimido? Porque é que não posso constituir uma família? Por aquilo que os outros acham de mim? Quem são eles para dizerem o que faço com a minha vida?

                    Sinceramente cada vez odeio mais a sociedade em que vivemos. E se calhar também não sou melhor que os demais, mas porra estou farto!
                    Concordo contigo Kustom! Esta sociedade doente ainda tem muito para aprender...

                    Às vezes penso que vivo na Idade Média, onde o geocentrismo era apoiado e a inquisição queimava pessoas na fogueira porque sim. A comunidade hétero-normativa, que representa cerca de 90% da sociedade, não só acredita nos preconceitos que defende como faz valer a sua suposta superioridade moral de formas macabras: insultos, tareias, homocídios… é este o Mundo pelo qual lutam. Um Mundo podre.

                      A homossexualidade a nível nacional
                      #50

                      TheEchoOfNight

                      • Visitante
                      Às vezes penso que vivo na Idade Média, onde o geocentrismo era apoiado e a inquisição queimava pessoas na fogueira porque sim. A comunidade hétero-normativa, que representa cerca de 90% da sociedade, não só acredita nos preconceitos que defende como faz valer a sua suposta superioridade moral de formas macabras: insultos, tareias, homocídios… é este o Mundo pelo qual lutam. Um Mundo podre.

                      Ser-se heterossexual não é ser-se heteronormativo.
                      De resto, só dizer que acho o teu comentário extremamente exagerado.

                        A homossexualidade a nível nacional
                        #51

                        Buwayh

                        • Visitante
                        Às vezes penso que vivo na Idade Média, onde o geocentrismo era apoiado e a inquisição queimava pessoas na fogueira porque sim. A comunidade hétero-normativa, que representa cerca de 90% da sociedade, não só acredita nos preconceitos que defende como faz valer a sua suposta superioridade moral de formas macabras: insultos, tareias, homocídios… é este o Mundo pelo qual lutam. Um Mundo podre.

                        Ser-se heterossexual não é ser-se heteronormativo.

                        Eu não disse isso.
                        « Última modificação: 28 de Setembro de 2013 por Boreas »

                          A homossexualidade a nível nacional
                          #52

                          TheEchoOfNight

                          • Visitante
                          Às vezes penso que vivo na Idade Média, onde o geocentrismo era apoiado e a inquisição queimava pessoas na fogueira porque sim. A comunidade hétero-normativa, que representa cerca de 90% da sociedade, não só acredita nos preconceitos que defende como faz valer a sua suposta superioridade moral de formas macabras: insultos, tareias, homocídios… é este o Mundo pelo qual lutam. Um Mundo podre.

                          Ser-se heterossexual não é ser-se heteronormativo.

                          Eu não disse isso.

                          Pensa-se que 10% da população será homossexual, sendo que ainda temos os bissexuais. Esses teus 90% não deixam espaço aos heterossexuais que não vêem o mundo a preto e branco. É um valor extremamente elevado, mas, como disse, o teu comentário peca exactamente pelo excesso. Portugal, por exemplo, está longe de corresponder à pintura negra que fizeste do globo. Alguns países encaixarão na descrição, mas a generalização é absolutamente indevida. Falaste em tareias e homicídios, note-se.
                          « Última modificação: 28 de Setembro de 2013 por Boreas »

                            A homossexualidade a nível nacional
                            #53

                            Buwayh

                            • Visitante
                            Eu só quis salientar que a esmagadora maioria da sociedade é preconceituosa. A percentagem que referi não era para ser levada à letra.

                            A minha postura não é muito diferente da tua.
                            « Última modificação: 28 de Setembro de 2013 por Boreas »

                              A homossexualidade a nível nacional
                              #54

                              carlasouto88

                              • Visitante
                              Sim difere, nomeadamente nas gerações mais velhas, é difícil aceitarem, hoje em dia as gerações mais novas já compreendem melhor e aceitam de outra forma. (ao dizer isto não estou a meter tudo no mesmo saco, porque tem tudo haver com as mentalidades e as educações, mas é mais provável uma pessoa de 20 anos aceitar a homossexualidade do que uma pessoa de 60)

                                A homossexualidade a nível nacional
                                #55

                                Offline jakejus1

                                • **
                                • Membro Júnior
                                • Género: Masculino
                                • Change starts first always inside
                                Cada pessoa tem a sua experiência a este respeito. E a resposta será sempre influenciada por isso. Há quem tenha mais sorte, há quem tenha menos. Eu por exemplo, acho que se devia tentar mostrar que a comunidade LGBT existe e que não tem nada de mal em ser LGBT. As pessoas só olham de lado para um rapaz beijar um rapaz ou uma rapariga beijar uma rapariga, porque não é comum, porque nunca se viu. Acredito que seja um choque. Eu, por incrível que pareça, às vezes também o acho.

                                Basicamente acho que fomos programados pela sociedade para ver uma coisa. Enquanto não se vir outra, é um pouco difícil aceitar. Acho que só temos de mostrar. (Mas tenho sempre receio que haja algum homofóbico extremo que leve as coisas à força, e as coisas possam correr mal). Mas acho que devíamos ser nós. Não há mal nenhum.
                                  Courage doesn’t always roar. Sometimes courage is the quiet voice at the end of the day that says, “I will try again tomorrow.”—Mary Anne Radmacher

                                  A homossexualidade a nível nacional
                                  #56

                                  Buwayh

                                  • Visitante
                                  Que não tem mal, já nós sabemos. O problema são as consequências, que podem ir dos olhares indiscretos à violência física, passando, às vezes, pela perda de emprego. Estes são alguns dos cenários mais prováveis, sendo que também pode não acontecer nada. É uma questão de sorte, como disseste. Eu nunca namorei e, sinceramente, teria algum receio de beijar/abraçar um rapaz em público, pelo menos em certos locais. Penso que é um receio legítimo, apesar de concordar que a invisibilidade não é solução.

                                    A homossexualidade a nível nacional
                                    #57

                                    Offline O'Connell

                                    • *****
                                    • Membro Elite
                                    • Género: Masculino
                                    O preconceito existe, não só em relação à homossexualidade, como a muitas outras temáticas.
                                    Respeito é necessário em todas as situações.
                                    Quando vivemos em sociedade, há um conjunto de deveres e de direitos que devem ser respeitados.

                                    Às vezes penso que vivo na Idade Média, onde o geocentrismo era apoiado e a inquisição queimava pessoas na fogueira porque sim. A comunidade hétero-normativa, que representa cerca de 90% da sociedade, não só acredita nos preconceitos que defende como faz valer a sua suposta superioridade moral de formas macabras: insultos, tareias, homocídios… é este o Mundo pelo qual lutam. Um Mundo podre.

                                    Na minha opinião, o teu comentário é um pouco exagerado: a comparação com a Idade Média, os 90% da sociedade, etc. Se assim o fosse já estarias na fogueira, né?

                                    Sim difere, nomeadamente nas gerações mais velhas, é difícil aceitarem, hoje em dia as gerações mais novas já compreendem melhor e aceitam de outra forma. (ao dizer isto não estou a meter tudo no mesmo saco, porque tem tudo haver com as mentalidades e as educações, mas é mais provável uma pessoa de 20 anos aceitar a homossexualidade do que uma pessoa de 60)

                                    Não concordo. O adjectivo troll tem alguma razão de ser... lol

                                    Cada pessoa tem a sua experiência a este respeito. E a resposta será sempre influenciada por isso. Há quem tenha mais sorte, há quem tenha menos. Eu por exemplo, acho que se devia tentar mostrar que a comunidade LGBT existe e que não tem nada de mal em ser LGBT. As pessoas só olham de lado para um rapaz beijar um rapaz ou uma rapariga beijar uma rapariga, porque não é comum, porque nunca se viu. Acredito que seja um choque. Eu, por incrível que pareça, às vezes também o acho.

                                    Basicamente acho que fomos programados pela sociedade para ver uma coisa. Enquanto não se vir outra, é um pouco difícil aceitar. Acho que só temos de mostrar. (Mas tenho sempre receio que haja algum homofóbico extremo que leve as coisas à força, e as coisas possam correr mal). Mas acho que devíamos ser nós. Não há mal nenhum.

                                    Estou de acordo contigo.
                                    Se estamos nesta situação é mesmo por causa da nossa "invisibilidade". Mas temos que fazer as coisas com calma.
                                    Não é necessário um esbanjar de "orgulho" (ser humilde ainda é uma característica que me fascina), mas também não deve haver "vergonha" e invisibilidade.
                                    Já o sábio dizia que no meio é que está a virtude, e tanto a modéstia como a sensatez, não tiram a nossa razão.
                                    Argumentos a favor e contra existem, e sabemos que são aceites por ambas as partes, pois quando as pessoas estão "cegas" só vêem o que lhes convém.
                                    Desta forma, quando tentamos impor alguma coisa, estamos a ser ainda mais tolos... ;)

                                    Eu só quis salientar o facto de a esmagadora maioria da sociedade ser preconceituosa. A percentagem que referi não era para ser levada à letra.

                                    A minha postura não é muito diferente da tua.

                                    Que não tem mal, já nós sabemos. O problema são as consequências, que podem ir dos olhares indiscretos à violência física, passando, às vezes, pela perda de emprego. Estes são alguns dos cenários mais prováveis, sendo que também pode não acontecer nada. É uma questão de sorte, como disseste. Eu nunca namorei e, sinceramente, teria algum receio de beijar/abraçar um rapaz em público, pelo menos em certos locais. Penso que é um receio legítimo, apesar de concordar que a invisibilidade não é solução.

                                    Respondes apenas se quiseres obviamente, mas... Se nunca namoraste, que fazes tu às claras, para ter tanto receio?
                                    « Última modificação: 28 de Setembro de 2013 por Boreas »
                                      «No, no, not my car! [menacingly] Oh I hate mummies!» by myself  lol

                                      A homossexualidade a nível nacional
                                      #58

                                      Buwayh

                                      • Visitante
                                      Vamos por partes:

                                      Na minha opinião, o teu comentário é um pouco exagerado: a comparação com a Idade Média, os 90% da sociedade, etc. Se assim o fosse já estarias na fogueira, né?

                                      Comparei a época em que vivemos à Idade Média porque o irracionalismo ainda predomina na sociedade.

                                      O Geocentrismo foi usado como exemplo porque, tal como a homofobia, apoiava-se em ideias que não correspondiam à realidade e não tinham bases científicas.

                                      Algumas pessoas foram queimadas na fogueira porque eram consideradas demónios por defenderem teorias não-consensuais. Essa associação de ideias resultava da ignorância que predominava naquela altura, assim como a homofobia.

                                      Estes exemplos eram comparações, por isso não deviam ter sido interpretados literalmente. Espanta-me que duas pessoas inteligentes como tu e o Eco da Noite não tenham percebido isso.  ;)


                                      Respondes apenas se quiseres obviamente, mas... Se nunca namoraste, que fazes tu às claras, para ter tanto receio?

                                      Isso nem parece teu. Se leres com atenção percebes que falei de coisas diferentes nos dois comentários.
                                      « Última modificação: 28 de Setembro de 2013 por Boreas »

                                         

                                        Tópicos relacionados

                                          Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
                                        23 Respostas
                                        5933 Visualizações
                                        Última mensagem 23 de Novembro de 2010
                                        por btsferreira
                                        24 Respostas
                                        4572 Visualizações
                                        Última mensagem 29 de Janeiro de 2016
                                        por DeLpHi
                                        174 Respostas
                                        43234 Visualizações
                                        Última mensagem 12 de Junho de 2012
                                        por ivan919
                                        4 Respostas
                                        1465 Visualizações
                                        Última mensagem 8 de Fevereiro de 2013
                                        por Semper-Cogitare
                                        29 Respostas
                                        3146 Visualizações
                                        Última mensagem 19 de Fevereiro de 2014
                                        por compulsions