rede ex aequo

Olá Visitante31.out.2020, 04:51:29

Autor Tópico: E o transgenerismo?  (Lida 42265 vezes)

 
E o transgenerismo?
#140

Offline SafeLight

  • *****
  • Membro Vintage
  • Género: Masculino
  • Sinto-me ex aequo com o resto do mundo!
    • SafeLight Vídeos
Vladimir Luxuria no Parlamento em Itália, eis algo que deveremos seguir de perto.

Soube da possibilidade, mas inda n sabia k efectivamente se concretisou..

Apesar da polámica parece-me algo importante k devemos ter em conta e analisar como um sinal de uma igualdade crescente! ou por outra, é mais um sinal de k a desigualdade está mais na nossa própria cabeça do k em kkr outro lugar! ;)

E o transgenerismo?
#141

Offline HLuso

  • *****
  • Membro Elite
  • Género: Masculino
  • Nós somos as palavras que escrevemos....
O que prova é qua a Italia tem condições tao adversas de preconceito homofobico, especialmente pela igreja, que tem deste modo de tomar posições radicais desta ordem...independentemente se o vladimir será bom ou não deputado, o que interessa é o combate pela homofobia, e esta é uma maneira bem radical e positiva de se o fazer...por isso gosto dos italianos, são muito verdadeiros, tanto no bem como no mal... e ao menos fogem desta pasmaceira nacional.
    Nascer HOMOSSEXUAL num Pais tão homofobico, foi destino!!!....Alguem ainda ha-de cantar este fado...!!!;)

    E o transgenerismo?
    #142

    Offline SafeLight

    • *****
    • Membro Vintage
    • Género: Masculino
    • Sinto-me ex aequo com o resto do mundo!
      • SafeLight Vídeos
    ESPANHA: Aprovada nova lei de identidade de género

    Os transexuais espanhóis poderão mudar os dados pessoais nos seus documentos sem precisarem se submeter a cirurgias de reajuste de sexo, estabelece um projecto de lei aprovado hoje pelo Conselho de Ministros espanhol.
    A lei, que irá ainda este ano ao Parlamento para sua aprovação definitiva, será aplicada de maneira retroactiva.
    Para mudar o nome e o sexo nos documentos, um médico deverá certificar a "disforia de género" (i.e. situação em que a pessoa não se revê no seu sexo biológico) e a pessoa transexual deverá demonstrar que há pelo menos dois anos se submete e tratamentos hormonais.
    "A transexualidade é uma realidade social que precisa de uma resposta por parte do legislador", disse a vice-presidente, Maria Teresa Fernández de la Vega.

    Agência ANSA (Itália)

    E o transgenerismo?
    #143

    stef-ftm-gay

    • Visitante
    TRANS / GÉNERO /SEXUAIS QUE É ISSO?

    O "transexualismo" não é nem um fantasma, nem uma sexualidade, nem uma perversão, nem uma doença mental. Nenhum psicoterapeuta, psicanalista, nenhum tratamento pode mudá-la. Ainda que a transexualidade não seja uma doença, numerosas experiências foram tentadas nesse sentido: electrochoques, lobotomias, tratamentos virilizantes para as trasexuais com vocação feminina, feminizantes para os trasexuais com vocação masculina, internamentos psiquiátricos, tratamentos de todo o tipo: a evidência é que a única resposta obtida que não seja uma tortura continua a ser a transição.

    FPM = Feminino para Masculino MPF = Masculino para Feminino

    Não deve ser confundido o "género" (H ou F), com identidade sexual (sexo anatómico), orientação sexual, feminilidade/masculinidade

     O Género: situa-se no cérebro. Estrutura-se de forma irreversível muito cedo na infância.

    Identidade sexual: tomada de consciência do seu sexo anatómico (macho ou fêmea), ou seja, a constatação e o reconhecimento dos seus órgãos genitais externos.

    Orientação sexual: hetero, homo, bi etc .. De facto, identidade e orientação são processos diferentes. Identidade masculina ee feminina podem sentir-se atraídas por homens, mulheres, por homens e mulheres, tal como, eventualmente, não sentir nenhuma atracção particular por homens ou por mulheres. A mesma coisa se passa com @s trasexuais.  féminilidade ou/e masculinidade: presente de maneira mais ou menos variável em cada pessoa, com flutuações ao longo da vida. Pode ser-se uma mulher masculina ou um homem feminino, sem que, no entanto, se duvide de se ser uma mulher ou um homem.

    O Género é atribuído à nascença, em função do sexo anatómico. Uma pessoa que nasce com uma vagina será automaticamente caracterizada como mulher; uma pessoa que nasce com um pénis é automaticamente caracterizada como homem.

    Na maioria dos casos, esta atribuição é justa, mas nos casos trans, não. O seu género não corresponde ao género atribuído em função do seu sexo anatómico. A maioria d@s trans experimentaram de forma vã viver, tornar-se os homens ou as mulheres que eram supostos tornar-se. Todos esses esforços são realmente vãos, restando a transição.  -Um/uma trans pode estar na rua ou ser rica, prostituir-se (como rapariga ou rapaz) ou trabalhar em investigação, ateia ou crente, de origem étnica muito diversa, gorda ou magra, fazer a transição aos 15 ou aos 65 anos, andar em cadeira de rodas ou ser surda, ter sido abusada sexualmente durante a infância ou não, ter sido violada ou agredida, seja por um homem ou por uma mulher (e trans ou não), ou ter sido mesmo ele/a um/a agressor/a. -Um/uma trans pode ter vindo de qualquer meio social ou cultural. Pode ser hetero, homo ou bisexual, pode ser uma filha efeminada ou masculina, pode ter tido crianças.  -Um FPM pode ter feito parte do meio lésbico durante anos, e mesmo aí continuar, enquanto outro pode nunca o ter frequentado. -A mesma coisa para uma MPF, que pode ter ou não frequentado o meio gay, e aí continuar ou não. -Certos FPM nunca se consideraram como mulheres, enquantos outros se consideraram de facto como mulheres antes de fazer a transição. Certas MPF nunca se consideram homens, outras sim...

    Partamos do princípio de que uma pessoa trans MPF é de sexo masculino e de género feminino, e iremos então respeitar a identidade da pessoa e falar desta no feminino. E falar de um FPM no masculino, tenha esta pessoa sido operada ou não, tome hormonas ou não, tenha obtido a troca do H pelo F, ou vice-versa, nos seus documentos de identificação, ou não.

     Qual é a diferença entre transsexuais e travestis? Um/uma travesti é uma pessoa que tem necessidade de se vestir com roupas do sexo oposto sem apelar a modificações corporais. No caso travesti (H ou F), o seu género corresponde ao seu corpo. Uma pessoa travestida pode ser um homem ou uma mulher  pode ser hetero, homo ou bi. Uma pessoa transsexual tem a necessidade absoluta de viver no seu género, o que implica na maior parte do tempo uma hormonoterapia, e cirurgia.


      E o transgenerismo?
      #144

      Offline SafeLight

      • *****
      • Membro Vintage
      • Género: Masculino
      • Sinto-me ex aequo com o resto do mundo!
        • SafeLight Vídeos
      COREIA: Trans autorizadas a mudar sexo em documentos

      http://mixbrasil.uol.com.br/mp/upload/noticia/11_101_50002.shtml

      E o transgenerismo?
      #145

      Offline meteorito

      • ***
      • Membro Total
      • Género: Masculino
      O canal Odisseia vai transmitir vários documentários de temática lgbt, e entre eles vai ser exibido:

      "Transsexuales hoje"

      "A marcha do orgulho gay, lésbico e transexual do passado dia 2 de Julho de 2005 representou uma festa e uma celebração pela aprovação da emblemática lei que aproxima este colectivo à igualdade social pela qual lutam há vários anos. No entanto, há ainda muito caminho para percorrer, em óbvia referência à batalha que tem que travar o colectivo transexual, composto por mais de oito mil pessoas, de acordo com a estimativa da associação Transexualia. O objectivo social destas pessoas é o mesmo de toda a gente: ter um trabalho, aceitação social e poder viver normalmente com o sexo que consideram ser o seu, isto é, o psicológico e não o biológico. A sua batalha legal é a chamada Lei da Identidade de Género, que inclui o reconhecimento à alteração do nome e do sexo no registo, e um passo que consideram fundamental: que o Estado financie a operação de mudança de sexo, assim como os tratamentos psicológicos e hormonais que todo o transexual precisa. O canal Odisseia apresenta-lhes este mês um interessante e polémico documentário que irá situá-los na realidade social que vive a Espanha do Século XXI."

       - retirado de http://www.odisea-odisseia.com/

      Quinta-feira:  17:00 e 22:00
      Sexta-Feira:   11:00
        "Abre-te Sésamo
        Cessa-me o castigo"

        E o transgenerismo?
        #146

        stef-ftm-gay

        • Visitante
        Responder
        um passo que consideram fundamental: que o Estado financie a operação de mudança de sexo, assim como os tratamentos psicológicos e hormonais que todo o transexual precisa.

        tous les trans ne désirent  pas Etre opérés, les trans n'ont pas plus besoin de psichologues que d'autres personnes , nous sommes psychiatrisés de force ! pas par besoin ou par choix!
        de même ici au Portugal , pour pouvoir suivre le protocole trans a des cirtéres:
        être hétéro
        ne pas etre marié
        ne pas avoir d'enfants
        vouloir se faire operer
        ne pas avoir plus de ..je ne sais plus quel age

          E o transgenerismo?
          #147

          Offline Phoenix

          • *****
          • Membro Elite
          • Género: Masculino
          • Non ducor, duco
          Se bem que surge, já agora, a questão de se haverá variações de preconceito de acordo com qual a natureza do transgénero. Mas talvez não seja este o sítio para o examinar. xD

          Peço desculpas pelo off topic mas considero importante resposder.  ;D

          Por exemplo, penso que um Crosdresser possa sentir um tipo de preconceito diferente de um Transexual.

          Crosdressers são indivíduos que tendem a se vestir como indivíduos do sexo oposto, não necessariamente assumindo a bissexualidade ou a homossexualidade. Não utilizam hormônios nem cirurgias plásticas para se assemelharem ao sexo oposto, pois no dia-a-dia portam-se segundo seu sexo biológico.
          fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Crossdresser

          Uma pessoa transexual é aquela que possui uma identidade de gênero oposta ao sexo designado (normalmente no nascimento). Homens e mulheres transexuais fazem ou pretendem fazer uma transição do seu sexo de nascimento para o sexo oposto com alguma ajuda médica (terapia de redesignação de gênero) para seu corpo. A explicação estereotipada é de "uma mulher presa em um corpo masculino" ou vice-versa, ainda que muitos membros da comunidade transexual, assim como pessoas de fora da comunidade, rejeitem esta formulação.
          fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Transexual


          Sim, a questão a explicitar é capaz de ser mais qual a diferença de tratamento do que o facto de existir...

          (Estou de cabeça mole. Se calhar devia afastar-me de la discussion.  :-X)


          Não percebi muito bem o que quiseste dizer com diferença de tratamento mas espero estar a responder nesse sentido.

          Por exemplo um transexual M-F pode ter dificuldades numa colocação profissional porque o seu genero não corresponde ao que diz os seus documentos (inclusive nome) mas no entanto um crossdresser normalmente não passa por isso.
                

            E o transgenerismo?
            #148

            stef-ftm-gay

            • Visitante
            je me ré-excuse pour mon inccapacité á écrire en Portugais

            Por exemplo, penso que um Crosdresser possa sentir um tipo de preconceito diferente de um Transexual
            oui et non
            Pour un crossdresser,ce rejet se fait uniquement quand il s'habille de vêtements de "femme "
            La est la différence donc à ce niveau le vécu est complétement différent , il ne va pas se présenter , a l'hopital ,au travil ,ou pour louer un appartement vêtu de vêtements de femmes , ni n'est psychiatrisé de force vu qu'il n'a pas besoin d'avoir reccours aux hormones .
            Non , car quand il est habillé enfemme ,il n'a pas affaire ál'homophobie mais bien á la transphobie.
            effectivement il trangresse les normes atribuées au genre ..on l'agresse non pas parce ácause de son orientation sexuelle mais bien pour ses vêtements qui normativement ne corresponde pas à son genre .
            "não necessariamente assumindo a bissexualidade ou a homossexualidade."
            Effectivement ,les crossdresser peuvent avoir n'importe quelle orientation sexuelle.
            Uma pessoa transexual é aquela que possui uma identidade de gênero oposta ao sexo designado (normalmente no nascimento). Homens e mulheres transexuais fazem ou pretendem fazer uma transição do seu sexo de nascimento para o sexo oposto
            Non faux
            d'abord c'est "oublier " nombres de trans qui ne se sentent ni hommes ni femmes ou les 2 ...
            de plus nombre de trans ne désirent pas faire "l'opération " sexuelle
            cela dépend ( entre autres ) de l'identité anatomique , ou de la maniére dont ils/elles identifient leur organes anatomiques sexuels.
            Personellement je connais un ftm  qui identifie son vagin comme étant son organe sexuel masculin .C'est le cas aussi pour certaines mtf qui identifient leur pénis comme étant leur sexe féminin ..







              E o transgenerismo?
              #149

              Offline Phoenix

              • *****
              • Membro Elite
              • Género: Masculino
              • Non ducor, duco
              Por exemplo, penso que um Crosdresser possa sentir um tipo de preconceito diferente de um Transexual
              oui et non

              Justamente por isso é que escrevi "possa sentir" e não "sente";)
                    

                E o transgenerismo?
                #150

                stef-ftm-gay

                • Visitante
                Por exemplo, penso que um Crosdresser possa sentir um tipo de preconceito diferente de um Transexual
                oui et non

                Justamente por isso é que escrevi "possa sentir" e não "sente";)
                desculpe ... ;)

                  E o transgenerismo?
                  #151

                  E o transgenerismo?
                  #152

                  biki

                  • Visitante
                  Pessoal, desculpem lá, mas já não estou a perceber nada disto.

                  Se percebi bem, os transgéneros adoptam um comportamento diferente do que se espera, ou seja, se uma pessoa adoptar comportamentos do sexo oposto é transgénera?

                  Vejam o meu caso (acho que vou dizer uma grande asneira): Eu visto me de rapaz, tenho cabelo curto, adoro jogar futebol (pronto, cá está a asneira..), etc etc etc.
                  Digam me uma coisa: então eu sou o quê??

                    E o transgenerismo?
                    #153

                    Offline candy cane

                    • *****
                    • Membro Vintage
                    • Género: Feminino
                    • Orquídea azul (ex nóvózélica)
                      • não estou in the mood
                    Vejam o meu caso (acho que vou dizer uma grande asneira): Eu visto me de rapaz, tenho cabelo curto, adoro jogar futebol (pronto, cá está a asneira..), etc etc etc.
                    Digam me uma coisa: então eu sou o quê??

                    :) És possívelmente transgénera (não confundir com transexual). Se te sentes mulher mas gostas de usar roupa de rapaz estás a ir contra a ideia que a sociedade tem das mulheres, estás a quebrar as barreiras de género. Ser transgénero é quebrar as regras que a nossa sociedade impõe aos homens e às mulheres. Há uns anos era impensável um homem ter cabelo comprido. Os primeiros homens que começaram a usar cabelo comprido eram transgéneros pois tinham uma determinada característica (neste caso o cabelo comprido) que não era associada aos homens. O mesmo com as primeiras mulheres que começaram a usar calças. Hoje já são duas coisas tão normais que quem as usa já não é transgénero, já não está a quebrar nenhuma "regra".

                    É importante ter em conta que uma pessoa transexual ou transgénera não tem necessariamente de ser homossexual. Identidade de género e orientação sexual são coisas diferentes. Eu posso ser mulher, preferir ou sentir-me mais confortável em roupas de homem e ser homossexual, bissexual ou heterossexual.
                      Though nothing can bring back the hour
                      Of splendor in the grass, of glory in the flower
                      We will grieve not, but rather find
                      Strength in what remains behind

                      Wordsworth
                      | www.naoestouinthemood.blogspot.com |

                      E o transgenerismo?
                      #154

                      biki

                      • Visitante
                      Vejam o meu caso (acho que vou dizer uma grande asneira): Eu visto me de rapaz, tenho cabelo curto, adoro jogar futebol (pronto, cá está a asneira..), etc etc etc.
                      Digam me uma coisa: então eu sou o quê??

                      :) És possívelmente transgénera (não confundir com transexual). Se te sentes mulher mas gostas de usar roupa de rapaz estás a ir contra a ideia que a sociedade tem das mulheres, estás a quebrar as barreiras de género. Ser transgénero é quebrar as regras que a nossa sociedade impõe aos homens e às mulheres. Há uns anos era impensável um homem ter cabelo comprido. Os primeiros homens que começaram a usar cabelo comprido eram transgéneros pois tinham uma determinada característica (neste caso o cabelo comprido) que não era associada aos homens. O mesmo com as primeiras mulheres que começaram a usar calças. Hoje já são duas coisas tão normais que quem as usa já não é transgénero, já não está a quebrar nenhuma "regra".

                      É importante ter em conta que uma pessoa transexual ou transgénera não tem necessariamente de ser homossexual. Identidade de género e orientação sexual são coisas diferentes. Eu posso ser mulher, preferir ou sentir-me mais confortável em roupas de homem e ser homossexual, bissexual ou heterossexual.

                      Obrigada pela informação  ;)  ;D

                        E o transgenerismo?
                        #155

                        Offline Phoenix

                        • *****
                        • Membro Elite
                        • Género: Masculino
                        • Non ducor, duco
                        A leitura da brochura "Sermos nós própri@s" disponível aqui poderá eventualmente esclarecer algumas duvidas.

                         ;)
                              

                          E o transgenerismo?
                          #156

                          stef-ftm-gay

                          • Visitante
                          Vous confondez role / culturel / social attribué normativement au genre avec le genre.
                          Par ex une femme peut etre hyper masculine , avoir comportements "normalement " attribués a un homme et se sentir femme / du genre femme
                          L'inverse pour un homme .
                          Personne ne connait la cause qui fait de nous des trans ,
                          dire que la cause est une rupture de role est faux,  (cela serait sans doute alors psychiatriquement guerrisable )
                          nombre de personnes sont en rupture totale avec les roles sociaux atribués au genre sans etre transgenre , nombres de trans ne se conforment pas/ sont en rupture  avec les  rôles sociaux de leur genre ( genre réel pas attribué par l'anatomie de naissance ) .
                          Ainsi que d'autres s'y conforment totalement ..ce de la meme maniére que les personnes non trans .

                          « Última modificação: 26 de Fevereiro de 2007 por stef-ftm-gay »

                            E o transgenerismo?
                            #157

                            Offline Azula

                            • *****
                            • Associad@
                            • Membro Elite
                            • Género: Feminino
                            • Voluntary Simplicity
                              • Hábitos Alimentares e Sexualidade
                            Vous confondez role / culturel / social attribué normativement au genre avec le genre.
                            Par ex une femme peut etre hyper masculine , avoir comportements "normalement " attribués a un homme et se sentir femme / du genre femme
                            L'inverse pour un homme .
                            Personne ne connait la cause qui fait de nous des trans ,
                            dire que la cause est une rupture de role est faux,  (cela serait sans doute alors psychiatriquement guerrisable )
                            nombre de personnes sont en rupture totale avec les roles sociaux atribués au genre sans etre transgenre , nombres de trans ne se conforment pas/ sont en rupture  avec les  rôles sociaux de leur genre ( genre réel pas attribué par l'anatomie de naissance ) .
                            Ainsi que d'autres s'y conforment totalement ..ce de la meme maniére que les personnes non trans .


                            «Estão a confundir identidade de género com género. Por exemplo, uma rapariga pode ser hiper masculina, mostrar comportamentos associados "normalmente" aos homens, mas sentir-se mulher. De igual modo, o inverso pode acontecer com um homem. Ninguém conhece a origem da transsexualidade, mas dizer que a causa é a ruptura com os papeis sociais/culturais é falso (isso faria com que a transsexualidade fosse psiquiatricamente "curável"[ e, assim sendo, uma doença]). Muitas pessoas estão em ruptura total com os papeis sociais atribuidos ao seu género e não são transgéneras, assim como bastantes transsexuais não se conformam/estão em ruptura com os papeis sociais do seu género (género real, não o biológico), e existem aqueles que se conformam totalmente...da mesma maneira que as pessoas não transsexuais.»
                            _______________________________________________________________________________________________________________________

                            Concordo plenamente. O problema continua a ser a ser mesmo a expectativa e caracteristicas que a sociedade tem estipuladas para cada género. Esta ideia deveria desaparecer...Mas percebo a confusão quanto aos transsexuais porque, afinal, quando julgamos o outro (e ainda por cima diferente do "grupo" a que pertencemos) servimo-nos do estereotipo, dessa mesma expectativa.

                            Contudo, não percebo uma coisa...o que queres dizer com "ruptura com os os papeis sociais"? Usar gravata, calças largas e cabelo curto faz de mim uma transgénera, certo? Mas quando estou em ruptura com os papeis sociais atribuidos ao meu género?
                              Acreditas no trabalho da rede ex aequo e queres participar activamente na vida da associação? Torna-te sóci@! ;-) Consulta http://www.rea.pt/inscricao.htm

                              A finalidade humana deveria ser a de amar a Vida - todos os problemas se extinguiriam se admitíssemos esta realidade.

                              E o transgenerismo?
                              #158

                              Offline bluejazz

                              • *****
                              • Associad@ Honorári@
                              • Membro Vintage
                              • Género: Feminino
                                • Homofobia
                              A questão é que a palavra transgénero não é igual a transexual. Transexual é só uma das situações no transgenderismo. E de todas as outras, com a excepção talvez da intersexualidade, a transexualidade é aquela mais distinta e diferente. Daí aliás há quem use TT e não só T: transexuais e transgéneros. O quebrar do papel social diz mais respeito a todos os restantes tipos de transgenderismo do que à transexualidade e intersexualidade, que dizem respeito a condições diferentes, sendo a última biológica. A questão é tão simples como esta.

                              Penso ser útil consultar a definição da APA sobre identidade de género, que foi publicada em Novembro do ano passado, e curiosamente coincide com aquela adoptada na rede ex aequo desde a sua existência:

                              http://www.ex-aequo.web.pt/forum/index.php?topic=11265.0

                              De qualquer modo penso que há situações em que a discussões terminológicas podem ser bastante inconsequentes, sendo mais importante independentemente de definições diferentes ver que estamos a falar do mesmo tipo de pessoas e que se quer melhorar a situação dessas pessoas, ou seja, o importante é agir e não perder tempo (excessivo, pelo menos) em debates teóricos contra-producentes e infrutíferos.
                                "I cannot be, as Bourdieu suggests, a fish in water that 'does not feel the weight of the water, and takes the world about itself for granted'" - Felly Simmonds

                                E o transgenerismo?
                                #159

                                stef-ftm-gay

                                • Visitante
                                "Usar gravata, calças largas e cabelo curto faz de mim uma transgénera, certo? Mas quando estou em ruptura com os papeis sociais atribuidos ao meu género?"
                                non pas spécialement .
                                lçe genre ce n'«est pas non plus un role social , bien qu'efectivement un role social est arbitrairement attribué aux genres .
                                Un homme "biologique" peut tres bien etre en rupture totale avec son role social d'honme sans pour cela etre trans.


                                D'autre part , peu importe le vocabulaire ,trans"sexuel" ou trans "genre " la signification de ces termes varient non seulement d'un pays a l'autre , mais d'une région a l'autre ainsi que d'une personne a l'autre .D'ou l'adoption du terme trans compris par touTEs .
                                Parfois transgenre est entendu comme trans n'ayant pas fait d'operation de reassignation sexuelle , d'autre fois comme une personne dont le genre fluctue ( de homme a femme selon les périodes )
                                Ces discutions de base ne sont pas vraiment une perte de temps ,elles ont aussi lçeur importance , agir n'empeche +pas de reflechir ni de discuter ni l'inverse

                                   

                                  Tópicos relacionados

                                    Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
                                  2 Respostas
                                  1231 Visualizações
                                  Última mensagem 29 de Fevereiro de 2012
                                  por Boreas