rede ex aequo

Olá Visitante03.mar.2021, 03:24:51

Autor Tópico: As vossas histórias de discriminação  (Lida 19200 vezes)

 
As vossas histórias de discriminação
#40

Offline Xandrinha

  • *****
  • Membro Ultra
  • Género: Feminino
  • Love is suicide
Bem vou contar algo que se passou ontem...
Ontem como era o meu aniversário resolvi ir para lisboa ter com 1rapariga com quem ando envolvida...andávamos de maos dadas quando nos assentavamos converssavamos mais do que nos beijavamos...(nao era assim nada muito vistoso só quem ficasse muto tempo a olhar pra nós) tavamos nós assentadas lá naquela praçazinha do terreiro do paço (távamos ai já á bastante tempo) de vez em quanto claro que havia beijos e tavamos abraçadas mas já disse nada de mais,é algo que faço constantemente...quando nos iamos a levantar pra ir embora 1senhor já velho vira-s pra nos de bengala na mao e começa a gritar "suas lesbicassss,venham cá pra levarem ca bengala nas ventas,suas lesbicasss,suas lesbicas (mais de 20vezes) e depois começou a vir atras de nós mas como era velho nao consseguia acompanhar) depois ouviamos comentarios de varias pessoas em relaçao a sermos lesbicas mas a comentarios ja tou tao habituada que já tento nem ligar.
Passado algum tempo fomos para o cais do sodré assentarmoNos ao pé da agua a falar mais 1pouco e alguns beijinhos mas nada de mais (algo que já tinhamos feito e nao ouve problemas ) e tava lá outro senhor de idade que tava constantemente a olhar...e odeio quando se poe a olhar fixamente....atao já tava naquela de ir falar com o homem mas ela lá me acalmou e disse pra nao ligar ao homem e ele mesmo quando se foi embora parou a olhar pra nós >:(
Passado algum tempo levantamoNos pra ir jantar e fikamos 1pouco em pé abraçada e a brincar,tavam lá 2sujeitos que fizeram o mesmo (levantaram-se e foram embora) nos em vez de darmos 1volta grande fizemos corta mato até á estrada e lá estavam eles mas nao ligámos penssamos que iam pró mesmo sitio que nós,passado algum tempo passamos pra 1lado da rua e eles do lado oposto mas  caminhar n mesma direcçao e passaram pró nossso lado sempre a olhar pra nós... eu disse a ela pra nos assentarmos 1pouco praa ver o que eles faziam e deixa-los seguir pra nós andarmos... eles pararam muito mais á frente e ficaram lá á espera,resolvemos levantarmoNos e quando nos iamos a passar no outro lado da rua de onde eles tavam,eles passaram ao pé de nós e disseram algo que nao percebemos,atao em vez de seguirmos o caminho habitual pós armazens do chiado seguimos em frente vi 1policia olhei pra trás mas como eles ja nao tavam atras de nós nao lhe disse nada,quando iamos a fazer a curva eles tinham ido plo outro lado da rua atao encontramoOs de frente pra nós e peguei nela e fui falar com o policia e disse "olhe boa noite tao ai 2sujeitos que nos tao a seguir já desde o cais do sodré,ja nos assentamos a ver  s os senhores seguiam mas eles ficaram á nossa espera mais á frente" e o policia assim "mas sao vossos namoradas?amigos ou nao os conhecem" e nos dissemos que nao conheciamos (era pra ter dito que eu e ela eramos 1casal e que eles andavam atras d nós por causa disso mas resolvi ficar calada nao ia o policia tambem nao gostar de lgbt's) o policia disse pra descrevermos os homens e perguntou onde eles estavam, eles tinham seguido essa tal rua e tinham dado a volta pros tras de uns predios pra virem outra vez atras de nós o policia viu-os e disse "eu agora trato disto podem seguir com  a vossa vida "  >:( >:( >:( >:( fiquei logo com o meu dia de anos estragado por causa de pessoas destas  >:( >:( o povo portugues cada vez tá pior.....nem quero penssar se nao tivesse lá o policia... :-\ enfim...
    If I die tomorrow,as the minutes fade away,i can't remember...have I said all I can say?

    http://www.newgrounds.com/portal/view/243164

    As vossas histórias de discriminação
    #41

    Ange

    • Visitante
    Eu gostava de falar aqui numa coisa... não sei se consideram o sitio indicado, mas trata-se de um acto discriminatório... Sinto que não sou levada a sério quando falo da minha bissexualidade. Não que duvidem da minha orientação, mas confudem-na, metem-na num grau de complexificação exagerado e incomodativo! Fico cansada disto. Nunca tive grandes problemas em relação a raparigas lésbicas ou bissexuais, até agora aquelas que souberam da minha orientação nunca me puseram de lado, e consegui, inclusive, manter relações com mulheres que sabiam que era bi.
    Relativamente aos homens tem sido muito complicado... Quando conheço um homem que me atrai, ou pelo qual me vou sentido atraida, mal este sabe da minha orientação (é algo que revelo, não faço intenções de o esconder) tenho sempre receio de me deparar (novamente e novamente... e noavemente ! ) com esta situação: "Ah és bissexual... aquelas coisas a 3 e tal". Cai tudo por terra. Ok, os que não chegam a dizer isto imediatamente após a "revelação" ainda levam com a minha ressalva:"sou bissexual mas isso não é sinónimo de perversão. Sou capaz de ter uma relação com uma mulher, estar com ela, amá-la, e sou capaz de estar com um homem, estar com ele, amá-lo... é tudo igual, nada muda... são pessoas que amo. Se estou com uma pessoa do sexo masculino é porque o amo, e quero estar com essa pessoa... não implica nada a nivel de comportamento sexual... "(E vice versa).
    MAS... mesmo assim... não dá... tenho ficado mm mt desiludida por me interessar por homens que... simplesmente não conseguem passar aquele estúpido e irritante degrau do estereótipo.

      As vossas histórias de discriminação
      #42

      ^_~

      • Visitante
      Eu gostava de falar aqui numa coisa... não sei se consideram o sitio indicado, mas trata-se de um acto discriminatório... Sinto que não sou levada a sério quando falo da minha bissexualidade. Não que duvidem da minha orientação, mas confudem-na, metem-na num grau de complexificação exagerado e incomodativo! Fico cansada disto. Nunca tive grandes problemas em relação a raparigas lésbicas ou bissexuais, até agora aquelas que souberam da minha orientação nunca me puseram de lado, e consegui, inclusive, manter relações com mulheres que sabiam que era bi.
      Relativamente aos homens tem sido muito complicado... Quando conheço um homem que me atrai, ou pelo qual me vou sentido atraida, mal este sabe da minha orientação (é algo que revelo, não faço intenções de o esconder) tenho sempre receio de me deparar (novamente e novamente... e noavemente ! ) com esta situação: "Ah és bissexual... aquelas coisas a 3 e tal". Cai tudo por terra. Ok, os que não chegam a dizer isto imediatamente após a "revelação" ainda levam com a minha ressalva:"sou bissexual mas isso não é sinónimo de perversão. Sou capaz de ter uma relação com uma mulher, estar com ela, amá-la, e sou capaz de estar com um homem, estar com ele, amá-lo... é tudo igual, nada muda... são pessoas que amo. Se estou com uma pessoa do sexo masculino é porque o amo, e quero estar com essa pessoa... não implica nada a nivel de comportamento sexual... "(E vice versa).
      MAS... mesmo assim... não dá... tenho ficado mm mt desiludida por me interessar por homens que... simplesmente não conseguem passar aquele estúpido e irritante degrau do estereótipo.



       [smiley=nao.gif] :-[ :-\

      Não me canso de tentar vincular essa diferença. . .  [smiley=sim.gif]

        As vossas histórias de discriminação
        #43

        Offline bluejazz

        • *****
        • Associad@ Honorári@
        • Membro Vintage
        • Género: Feminino
          • Homofobia
        Xandrinha,

        Infelizmente o que viveram é uma cenário que muitos casais de 2 raparigas sofrem. Fizeram muito bem em recorrer ao polícia. :)
          "I cannot be, as Bourdieu suggests, a fish in water that 'does not feel the weight of the water, and takes the world about itself for granted'" - Felly Simmonds

          As vossas histórias de discriminação
          #44

          Offline cacao

          • *****
          • Associad@ Honorári@
          • Membro Vintage
          • Género: Feminino
          • "There´s no sin, but stupidity" Oscar Wilde
            • Mais sobre mim...
          Xandrinha,

          Infelizmente o que viveram é uma cenário que muitos casais de 2 raparigas sofrem. Fizeram muito bem em recorrer ao polícia. :)

          Casais de raparigas e não só! >:( >:( >:( Diga-se que alguns homens são bem basicos e primitivos. Enfim! >:(
            Another one will bite the dust...

            "Se não houvesse nem mar nem amor, ninguém escreveria livros." -  Duras

            "A felicidade é o livre uso das nossas capacidades". - V. Woolf

            As vossas histórias de discriminação
            #45

            Kata_Rokar

            • Visitante
            Tenho estado a ler aquilo que todos descreveram até agora neste tópico e fiquei profundamente chocada, apesar de já saber que a maior parte das pessoas e, sobretudo, dos homens não passa de grunhos...
            Um dia destes estava numas obras do gás no Príncipe Real (estou a fazer acompanhamento arqueológico) e ouvi o telefonema do encarregado para um colega, a combinar o síto para o outro vir ter: "É aqui ao pé do sítio onde vivem os p*********"... nessa altura, como em tantas outras em que ouço este tipo de comentários, fico muito em baixo, muito triste, não compreendo como é que alguém pode ser tratado como um monte de m#"$a baseado nisso. Sei de pessoas que suspeitam da minha homossexualidade e se afastam.. não a assumi mesmo às claras, mas de vez em quando algo se sabe e já vejo que as mulheres têm medo que lhes salte em cima :( Eu tenho gostos, não salto em cima de ninguém, até sou respeitadora e nunca na vida invadi o gosto de alguém. É duro e nada do que vivi se compara com as agressões de que tantos de vós falam... é algo que magoa muito até para quem não viveu na pele.
            Mas é a tal coisa, temos de continuar a mostrar aos mais ignorantes que não somos monstros, vamos às compras, temos amigos, vamos ao cinema, temos família, ouvimos música, trabalhamos... não compreendo como é que por apenas uma característica nossa, inerente como o é para todos, possa transformar tudo.

              As vossas histórias de discriminação
              #46

              Offline SafeLight

              • *****
              • Membro Vintage
              • Género: Masculino
              • Sinto-me ex aequo com o resto do mundo!
                • SafeLight Vídeos
              Diga-se que alguns homens são bem basicos e primitivos. Enfim! >:(

              completamente! :-\

              As vossas histórias de discriminação
              #47

              ShaKy

              • Visitante
              Bem, encontrei este tópico mesmo por acaso e, não sei se já contei esta história, mas cá vai.
              Isto passou-se no meu 9º ano. (Nesta altura, eu já sentia algo por uma rapariga minha amiga, a J, mas achava que era apenas amizade e nem nunca tinha supeitado poder ser bi. Acho que mal sabia o que isso era.) E então, nesse ano, entrou uma rapariga para a minha turma com a qual simpatizei, a M, mas só passados uns 3 meses é que começamos a falar. Ela gostava dum rapaz mas, devido a um mal entendido, ele ficou a pensar que ela o tinha trocado por outro. Adiante, duas raparigas da nossa turma, que eram muito amigas do tal rapaz que, supostamente, foi trocado, armaram o maior escândalo e chegaram mesmo a querer agredir fisicamente a M. Foi uma altura um pouco complicada. Bem, passados uns dias, por eu andar sempre com ela, (ia a casa dela, etc) essas raparigas começaram a dizer que eramos lésbicas. E rapidamente se espalhou. E houve mesmo um dia em que eu estava, com as minhas colegas, a ver uns posters que estavam lá afixados na escola e, para surpresa minha, oiço assim: "olha aquela ali é f***" e eu olhei, e, mais surpreendente ainda, foi que a rapariga que disse isso, era minha conhecida na altura ( e hoje damo-nos mt bem ). Mas decidi ignorar. Mas a M, não ignorou, e decidiu ir falar com ela (e com as outras que a acompanhavam) e perguntou-lhes: " quem é que é f***? " e elas tipo a tremer: " ah. essa aí. Não é ? Pelo menos contaram-nos que era... " ao que ela respondeu: "Não, não é. E digam a quem vos contou isso que se vá f****" ... E Pronto. A partir daqui nunca mais disseram nada, nunca mais ouvi comentários, porque entretanto comecei a namorar com um rapaz, até ao inicio do meu 10º ano.
              Já no meu 10º ano foi quando percebi que estava mesmo apaixonada por aquela amiga que falei no principio, a J, que já conhecia há 2 anos, mas que tinhamos deixado de falar durante 3 meses. Durante esse ano nada aconteceu, e no final do meu 10º ano, a J, disse-me que queria namorar comigo, mas foi sol de pouca dura, porque ela tinha (e ainda tem o mesmo) namorado. E acabámos por nos afastar novamente. Foi nesta altura que fiquei mais confusa que nunca. E foi quando comecei a ver L Word, e conheci muitas lésbicas, bi e gays, incluindo a minha actual namorada. E, uma das les que conheci, era também conhecida de uma rapariga desta minha escola. Ora, eu, como ja sabia que essa rapariga ia acabar por saber mais cedo ou mais tarde, contei-lhe. E ela na altura prometeu que não contava a ninguém da escola (até porque ela é muito popular). E eu confiei. Hoje, no 11º ano, eu nem lhe falo porque tenho assim um bocado de vergonha. Não sei se ela contou a alguém, mas talvez sim, mas se contou, ninguém disse nada, e mesmo as amigas dela que são minhas amigas não se afastaram. Portanto... Por enquanto está tudo bem.
              Ah, falta salientar que quem me conhece acha que sou uma tarada por gajos. Porque passo a vida a falar de gajos. Enfim... Coisas da vida. x)

                As vossas histórias de discriminação
                #48

                Offline Safira

                • *****
                • Membro Elite
                • Género: Feminino
                • "Tempus Omnia Revelat"
                O meu caso é estranho pois não envolve a orientação sexual.
                Tive professores que me adoravavm, elogiavam e me viam como um exemplo e tive professores que simplesmente nem me podiam ver e parece que faziam de tudo pra me lixar a vida.

                Nunca dei motivos de professores me expulsarem da sala nem de dizerem que eu era mal educada etc.
                Mas a certa altura deparei-me com 2 professores (um e uma) que eram super amigos (best friends mesmo..) e que se viraram contra mim...

                Chegou ao ponto de me expulsarem da sala por eu demorar a fazer uma auto-avaliação (e no entanto não fui a ultima a acabar). Nesse momento fui ao conselho executivo e quem se lixou não fui eu. Bem feito.

                Chegaram a tentar humilhar-me (sem sorte, tive uma turma 5estrelas), a forçar-me a mudar o meu visual, a proibir-me de usar certos acessorios etc.
                Fui terrivelmente discriminada no projecto final juntamente com um colega meu..
                Pra terem noção, ele teve 8 e depois recorreu á drec e teve 17.
                Eu não me dei a tal trabalho, tive positiva era o quanto me chegava -__-

                  "Tempus Omnia Revelat"

                   

                  Tópicos relacionados

                    Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
                  502 Respostas
                  80720 Visualizações
                  Última mensagem 29 de Julho de 2013
                  por livre_na_mente
                  12 Respostas
                  4174 Visualizações
                  Última mensagem 18 de Março de 2009
                  por MeninO do MaR
                  20 Respostas
                  5042 Visualizações
                  Última mensagem 25 de Outubro de 2016
                  por carolinalg
                  6 Respostas
                  1898 Visualizações
                  Última mensagem 15 de Novembro de 2020
                  por unfold
                  0 Respostas
                  850 Visualizações
                  Última mensagem 16 de Agosto de 2014
                  por senhorcolcheia