rede ex aequo

Olá Visitante18.set.2020, 20:06:47

Autor Tópico: Fizeram de tudo para descobrir minha orientação.  (Lida 2108 vezes)

 
Fizeram de tudo para descobrir minha orientação.
#0

Offline 7man

  • **
  • Membro Júnior
Olá a todos!
Bem, ando à meio ano com um rapaz 20 e muitos anos mais velho que eu. Só que na escola, como não podia sair com o pessoal e etc, resolvi dizer que andava com uma rapariga. Há sempre uns pequenos descuidos, e na minha turma, algumas meninas que já desconfiavam, conseguiram o número do telemóvel do rapaz com quem namoro, através duma mensagem que enviei a ele, mas apaguei... O azar é que aquilo ficou em "números recentemente utilizados". Elas ligaram-lhe. Ele atendeu mas as raparigas que estavam no outro lado não vieram com conversas de gays e etc. Hoje uma  das minhas colegas foi sincera comigo e contou-me o que fizeram. Ela disse que se olhasse para mim que nunca diria que era gay por ser bonito e masculino, mas perguntou-me se era gay.. Eu não tive coragem de lhe dizer. Ela disse que no fundo toda a gente sabe , mas não ouvi ninguém tirar bocas nem nada que se pareça.. Fiquei muito triste, pois para além de me terem faltado ao respeito, acho que foram longe de mais.
A minha colega ainda disse que já tinham andado na minha mochila a ver se encontravam alguma coisa, e disse também que quando não lá estou falam sempre de mim... Enfim
O que posso fazer para que nada disto me afecte?

    Fizeram de tudo para descobrir minha orientação.
    #1

    Offline blueboy

    • *****
    • Associad@
    • Membro Vintage
    • Género: Masculino
    • Smile!
    Bem, antes de mais, é uma enorme falta de respeito os teus colegas andarem a remexer nas tuas coisas e terem ligado para o número. Uma grande invasão da privacidade, e seja o que fizeres, tens de deixar isso bem claro e exigir que não se repita.

    Quanto ao problema em si, que dependendo do ponto de vista nem chega a ser um problema, tu tens de fazer o que achares melhor para ti. Não sei que idade tens, mas pela forma que descreveste a situação, presumo que frequentes o ensino secundário. Não te sintas pressionado a ter de assumir a tua orientação sexual nem tão pouco com quem te relacionas a quem quer que seja. As coisas na escola podem tornar-se complicadas, principalmente quando não se tem uma boa rede de amigos (como pelos vistos acontece contigo) e um ambiente de segurança/confiança. Se sentires que o melhor a fazer é contar, muita força. Mas pensa, se o que te levar a contar é a pressão, e de certa maneira, o bullying psicológico, dos teus colegas, provavelmente as atitudes deles não vão mudar quando souberem, simplesmente será mais um motivo para se meterem contigo nesse aspecto.
    Mas também há a hipótese das tuas colegas serem muito tuas amigas e terem sido bisbilhoteiras desta vez, mas apoiarem-te e só querem conhecer-te melhor. Enfim, não dá para perceber pelo que escreveste.

    Quanto a falarem pelas costas... Vais aprender que toda a gente fala, seja o motivo que for. Não penso que seja propriamente mau, depende do tipo de conversas. Mas é normal os jovens falarem das "novidades" e do que é estranho para eles, não por maldade, mas por curiosidade e desconhecimento. Se nunca te ofenderam directamente nem te prejudicaram, não te rales muito com isso  :)

    Abraços e força!
      Ainulindalë

      Fizeram de tudo para descobrir minha orientação.
      #2

      Bc

      • Visitante
      Concordo com o blueboy...

      A pior coisa que se pode fazer é invadir a esse nivel a privacidade de alguem. No entanto já é um primeiro passo assumi-lo.

      QUanto aos boatos, e aos "diz que disse", não te deves afectar. Deves manter-te firme sempre com uma postura que transmita segurança, onde não permitas faltas de respeito muito menos agressões fisico-psicológicas.
      Ao transmitires que estás bem contg e com os outros, e que estás feliz, as outras pessoas têm muito mais dificuldade em encontrarem pontos fracos para te atacar.
      Hoje em dia os jovens já têm uma mente mais aberta, mas há sempre excepções claro.
      Não precisas de ter na testa escrito que és gay, por isso não tens necessidade que te assumir a quem quer que seja, a menos que os teus amigos sejam merecedores disso.
      Resta-me dar-te força...

      Qualquer coisa, é só dispores.

        Fizeram de tudo para descobrir minha orientação.
        #3

        Offline 7man

        • **
        • Membro Júnior
        Bem, antes de mais, é uma enorme falta de respeito os teus colegas andarem a remexer nas tuas coisas e terem ligado para o número. Uma grande invasão da privacidade, e seja o que fizeres, tens de deixar isso bem claro e exigir que não se repita.

        Quanto ao problema em si, que dependendo do ponto de vista nem chega a ser um problema, tu tens de fazer o que achares melhor para ti. Não sei que idade tens, mas pela forma que descreveste a situação, presumo que frequentes o ensino secundário. Não te sintas pressionado a ter de assumir a tua orientação sexual nem tão pouco com quem te relacionas a quem quer que seja. As coisas na escola podem tornar-se complicadas, principalmente quando não se tem uma boa rede de amigos (como pelos vistos acontece contigo) e um ambiente de segurança/confiança. Se sentires que o melhor a fazer é contar, muita força. Mas pensa, se o que te levar a contar é a pressão, e de certa maneira, o bullying psicológico, dos teus colegas, provavelmente as atitudes deles não vão mudar quando souberem, simplesmente será mais um motivo para se meterem contigo nesse aspecto.
        Mas também há a hipótese das tuas colegas serem muito tuas amigas e terem sido bisbilhoteiras desta vez, mas apoiarem-te e só querem conhecer-te melhor. Enfim, não dá para perceber pelo que escreveste.

        Quanto a falarem pelas costas... Vais aprender que toda a gente fala, seja o motivo que for. Não penso que seja propriamente mau, depende do tipo de conversas. Mas é normal os jovens falarem das "novidades" e do que é estranho para eles, não por maldade, mas por curiosidade e desconhecimento. Se nunca te ofenderam directamente nem te prejudicaram, não te rales muito com isso  :)

        Abraços e força!

        Mas eu nunca tive problemas de socialização em nenhum lado. Apesar de ser esta a pior escola em termos de pessoas onde andei, nunca tive problemas com ninguém. Eu dou-me muito bem com as pessoas que andaram a invadir a minha privacidade, mas sinceramente nunca gostei muito da personalidade infantil de duas delas. Apenas uma das três é que admitiu o que fez ( e é a rapariga com quem me dou melhor na turma), disse que gostava muito de mim e que não tinha problemas com homossexuais e que podia contar com ela.. Sim, tenho 17 anos e ando no secundário.
        Hoje ouvi uma boca, foi na brincadeira, mas fingi que não ouvi.. Isto por apenas estar a ajudar um colega de turma.
        Hoje senti que todos me olhavam, mas felizmente, ou não, ninguém tem coragem de me confrontar com isso.
        Os poucos amigos que sabem a minha orientação dizem todos que não devo de ligar, mas estar ali sem nenhum deles é um pouco complicado, faz-me sentir diferente de todos eles.

          Fizeram de tudo para descobrir minha orientação.
          #4

          Offline Equilibrium

          • *****
          • Orador(a)
          • Membro Sénior
          • Género: Masculino
          • Get your game on, go play.
          Tenho de concordar com o Blueboy, a verdade é que as pessoas falam de tudo aquilo que é inesperado, desconhecido ou apenas pura novidade. E isso acontece tanto para o bem como para o mal.

          Felizmente, pelo menos até agora, este parece ser um caso em que os comentários não são mais do que resultado da curiosidade.
          Percebo o desconforto que deve causar quando te sentes observado e comentado, mas também acho que estás a ter uma atitude saudável; levar assuntos pessoais de forma tranquila e confiante e desvalorizar possíveis intimidações ou constrangimentos ajuda muito para que as pessoas percebam que não há nada de extraordinário a acontecer à sua volta e que nada podem fazer em relação a isso.
          Ter o apoio dos amigos que estão a par da situação seria óptimo, mas não deixes que isso seja um elemento de isolamento. Não és diferente de ninguém por causa da tua orientação sexual, ela não te torna melhor nem pior. É só uma característica como qualquer outra. 

          Confiança e cabeça bem erguida! ;)
            It doesn't make sense not to live for fun, your brain gets smart but your head gets dumb.

            Fizeram de tudo para descobrir minha orientação.
            #5

            JoanaBanana

            • Visitante
            Sim dúvida foi uma falta de respeito enorme mexerem no teu telemóvel, é um bem privado teu que não deve ser invadido. Mas talvez teres dito que namoravas com uma rapariga não foi muito correcto. Sou da opinião que mais vale omitir que mentir. E então como tão as coisas agora?

              Fizeram de tudo para descobrir minha orientação.
              #6

              Offline Lambuças

              • *****
              • Membro Elite
              • Género: Feminino
              • Encarar a vida com um sorriso é o melhor remédio
              Não precisaram de fazer nada de especial porque antes de perguntarem ou fazerem quaisquer observações eu conto o que sinto e por quem sinto

                Fizeram de tudo para descobrir minha orientação.
                #7

                Offline oediv

                • *
                • Novo Membro
                Isso é mesmo muito mau.
                Aconteceu-me uma coisa parecida quando estudava no secundário na minha terra. Eu no início negava a toda a gente, mas as pessoas não eram burras pois eu tornei-me melhor amigo do gay mais assumido da minha antiga escola.
                Até que pronto, ao fim de algum tempo acabei por admitir aos meus amigos. Foi um pequeno choque no início pois eu tinha tido 1 namorada há relativamente pouco tempo mas eu preferi assim. Valorizaram a minha coragem e elogiaram-me dizendo que não tinha tiques e que sou muito masculino (enfim, a sociedade adora estereotipar).
                E pronto, na altura contei a umas 4 pessoas. Sendo uma delas a minha melhor amiga que me disse logo: "Eu desde o 7º ano que sabia! Eu sabia! Conheço-te melhor que ninguém!" e deu-me um grande abraço. A partir daí a nossa relação só cresceu. Quem me dera que a minha mãe tivesse reagido da mesma forma...



                E agora falando do presente.. Pois bem, tenho a dizer que encontro-me numa escola profissional de teatro num curso de Iluminação. A minha turma resume-se a 10 rapazes incluindo eu, não havendo portanto nenhuma figura feminina nas aulas.
                No inicio estranhei imenso visto que sempre me relacionei mais com raparigas. Ir para uma cidade diferente, uma escola onde não se conhece ninguém e uma turma de rapazes.
                Foi mesmo estranho, passei o meu 1º ano completamente isolado, indo sempre almoçar com o meu namorado ou almoçava sozinho.
                Tinha receio que não fosse aceite pelos meus colegas, que eles descobrissem que eu era gay através de alguém dos outros cursos.

                Foi então que tudo mudou no dia em que vi 2 raparigas e 1 rapaz da turma de interpretação do meu ano num bar gay. Pedi-lhes por tudo para não contarem nada na escola.
                No fim desse mesmo ano uma delas chega a minha beira e diz-me: "Não sei se tu sabes mas já toda a escola sabe. Desculpa, não deu mesmo para evitar. Um rapaz da tua turma ouviu-nos a falar." Vim mais tarde a saber que uma delas foi contar a um colega meu de propósito e ele contou logo aos outros como sendo a grande novidade da escola.

                Esta situação arrastou-se até ao inicio do 2º ano quando o meu ex-namorado foi falar com um colega da minha turma. Contou-lhe o que se passava comigo, como eu me sentia. Esse meu colega falou comigo, disse que todos sabem e que não há problema nenhum. Que me aceitam tal como eu sou e que valorizam o facto de eu ser masculino.
                A partir daí começei a almoçar com eles, sair com eles a conviver o máximo de vezes possível.


                Agora no fim do 2º ano sinto-me feliz e ao mesmo tempo triste por nao ter me aproximado deles desde o inicio. Somos todos uma turma bastante unida, eu posso estar com o meu namorado a frente deles na boa, posso falar com eles sobre tudo e inclusive pediram-me para os levar a ver um show travesti. ;D


                Esconder para que?  ;)

                   

                  Tópicos relacionados

                    Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
                  31 Respostas
                  11525 Visualizações
                  Última mensagem 10 de Janeiro de 2010
                  por Fetch!
                  31 Respostas
                  8850 Visualizações
                  Última mensagem 25 de Abril de 2010
                  por Sou_uma_alface
                  4 Respostas
                  2326 Visualizações
                  Última mensagem 27 de Janeiro de 2010
                  por oriol_16
                  6 Respostas
                  1613 Visualizações
                  Última mensagem 2 de Dezembro de 2015
                  por searching_the_love
                  5 Respostas
                  1206 Visualizações
                  Última mensagem 23 de Agosto de 2019
                  por complicado