rede ex aequo

Olá Visitante10.ago.2020, 20:29:55

Autor Tópico: Religião e questões de orientação sexual e identidade de género  (Lida 65049 vezes)

 
Religião e a Homossexualidade
#380

Offline τοRoyalSizeΚΞ

  • *****
  • Orador(a)
  • Membro Vintage
  • Género: Masculino
http://cnn.com/video/?/video/bestoftv/2011/01/24/piers.osteen.homosexuality.cnn

isto 'tá lindo lol

"É o que as escrituras dizem"+ "eu não entendo os desígnios de Deus plenamente" + "a homossexualidade é um pecado"+ "eu não sou juiz de ninguém"

...um sistema de ideias, seja de que cariz for, que seja estanque será sempre redutor, preconceituoso e perigoso, e ainda mais revoltante é a desresponsabilização que dali decorre, de uma arrogância e cobardia incríveis.

Alguém reparou que ele não disse NADA de jeito? LOOL

    Religião e a Homossexualidade
    #381

    Offline zigo

    • ****
    • Membro Sénior
    • Género: Masculino
    • "Só o Amor é Real"
    Pinga Fogo 1971 Homossexualismo


    Chico Xavier debate sobre o tema "Homossexualismo"
      "Dream as if you´ll live forever, live as if you´ll die today" James Dean

      Religião e a Homossexualidade
      #382

      Offline τοRoyalSizeΚΞ

      • *****
      • Orador(a)
      • Membro Vintage
      • Género: Masculino
      Pinga Fogo 1971 Homossexualismo

      Chico Xavier debate sobre o tema "Homossexualismo"

      Ena, que fixe :)

      Por acaso na última reunião sobre "Religião e Doutrinas" no grupo de Cascais abordou-se a religião Espírita.
      Também é bom ver que o interlocutor imediatamente se refere à bissexualidade e não só homossexualidade, sendo consistente ao longo do discurso. Que bom^^

        LGBT e a igreja
        #383

        Small Ice

        • Visitante
        Olá pessoal :)

        Hoje decidi criar este tópico para saber qual a vossa opinião sobre a igreja na temática LGBT.
        Passo por vos falar da minha experiência pessoal. Nasci numa familia católica e desde cedo fui habituada a ouvir dizer que a comunidade LGBT era só constituida por pessoas "anti-natura". Se por um lado isto me levou a reprimir a minha verdadeira maneira de ser, por outro, levou-me a desenvolver uma verdadeira repulsa pela Igreja (e aqui não falo em acreditar ou não em Deus).
        Pessoalmente, acho que no nosso país a igreja tem ajudado a dificultar a aceitação do povo em relação à comunidade LGBT. Verdade é, que somos um país maioritariamente católico, não deveria ser a igreja também uma alavanca à evolução social de um país? Somos retratados como "anti-natura", "anormais", "gente do pecado" e enquanto formos caracterizados assim mais dificil se torna sermos aceites. Há ainda um caminho longo por fazer, mentalidades para mudar e, na minha opinião, a igreja devia ser muito mais activa. E com isto não estou a pedir que a igreja aceite fazer casamentos homossexuais, não o estou a pedir (a igreja é uma INSTITUIÇÃO que tem os seus principios). O que eu estou a pedir é que a igreja ACEITE esta realidade que é a homossexualidade/transexualidade!

        Fica aqui a minha opinião. Quero saber as vossas :) stay cool

          LGBT e a igreja
          #384

          Buwayh

          • Visitante
          A minha opinião é que burro velho não aprende línguas. Não devemos esperar milagres. O Catolicismo parou no tempo.

          O problema é que as pessoas não sabem pensar por si próprias. Antes das primeiras religiões nascerem, o Universo já era velho. O planeta Terra idem. Já existia vida. E essas formas de vida não precisaram de venerar um Deus nem de seguir as regras de um manual de costumes para se desenvolverem sadiamente. Porque raio é que nós, humanos, precisamos? O que ganhamos em limitar a nossa consciência e liberdade aos valores fechados de uma religião? Não deviamos ser mais críticos e filtrar a informação que recebemos? Os valores que o catolicismo defende não são universais. Há um Mundo fora desse círculo.

          Se a homossexualidade fosse contra-natura ela não existia, não só entre nós, como entre animais. Os católicos defendem a procriação, mas não censuram os relacionamentos entre homens e mulheres que não podem ter filhos. Que hipocrisia.

          Não se preocupem com a igreja. Eles não têm qualquer tipo de crédito. Passam o tempo a contradizer-se. Querem mais patético do que isso? :P

            Religião e a Homossexualidade
            #385

            sadyworld

            • Visitante
            Alguem consegue ajudar-me em relaçao a igreja Ortodoxa Ocidental? Igreja Católica Apostólica Ortodoxa ?

              Religião e a Homossexualidade
              #386

              Offline τοRoyalSizeΚΞ

              • *****
              • Orador(a)
              • Membro Vintage
              • Género: Masculino
              Alguem consegue ajudar-me em relaçao a igreja Ortodoxa Ocidental? Igreja Católica Apostólica Ortodoxa ?
              Ortodoxa Ocidental? A grega e a eslava? Só conheço estas, mas creio que não são ocidentais. Não sei nada sobre a sua posição quanto à homossexualidade e transgenerismo ou transsexualidade.
              Mas de certeza que encontras algo se pesquisares na internet ;)

                Religião e a Homossexualidade
                #387

                Offline Reborn

                • *****
                • Membro Ultra
                • Género: Masculino
                Pinga Fogo 1971 Homossexualismo

                Chico Xavier debate sobre o tema "Homossexualismo"

                Ena, que fixe :)

                Por acaso na última reunião sobre "Religião e Doutrinas" no grupo de Cascais abordou-se a religião Espírita.
                Também é bom ver que o interlocutor imediatamente se refere à bissexualidade e não só homossexualidade, sendo consistente ao longo do discurso. Que bom^^


                Mesmo! Só faz pena aquelas cortinas ondulantes no backgroung, todo um atrofio...
                             

                  Sou, o verbo que me prerrogo, complemento de outro sujeito.

                  Religião e a Homossexualidade
                  #388

                  aleal

                  • Visitante
                  Muito bom video! Acho que foi tudo dito ;) de facto as religiões tem que evoluir e adaptar-se aos tempos modernos porque as religiões são para as pessoas e no fundo Deus não é assim tão punitivo, mau, vingativo e discriminador como eles bem apregoam.... Hoje vi nas noticias a visita do Bento XVI e fiquei enojado com o discurso dele.... O que é k o raio da criatura tem a ver com a vida privada dos seus crentes? até porque qualquer familia já pode fazer a "imaculada concepção" que ele tanto defende..... As religiões tendem a ser algo hipocritas... o que é uma vergonha para Deus e para a sociedade.... Eu por exemplo tive o cumulo de numa dessas igrejas evangelicas (n digo o nome para não levantar polemicas) de ouvir na cara que eu estava possuido pelo demónio... oh por amor de Deus... isso é que é amor ao próximo? Sou menos que os outros? por acaso não sou religioso mas e se fosse? não teria direito a se-lo? só porque o Homem o disse? Estas religioes expansionistas tem que evoluir porque a filosofia de um povo infeliz é facilmente governavel não lhes fica nada bem.... E depois só pregam falacias e informações incorrectas... por exemplo a biblia não condena a homossexualidade, o alcorao tambem não, no entanto porque se continua a matar pessoas e depois nas esquinas a "cometer o pecado"? Não é hipocrita? De facto a unica religiao não agressiva é o budismo e aceita cada pessoa como cada qual sendo cada uma a criação de Deus onde cada caracteristica intrinseca dessa pessoa serve para se aperfeiçoar e aproximar-se mais no contacto com Deus de forma a ser feliz.... Porque é que não se espalha o Budismo? (pois lá está, o povo ficaria feliz e ingovernavel) entao há que lavar cerebralmente as pessoas com as baboseiras das religiões agressivas como a cristã e a islamica que parece que a unica preocupação deles é a genitália... muito triste de facto... As religiões tem que perder o seu poder... o que felizmente ja vai acontecendo :D não podemos tolerar mais crimes à luz da religiao....

                  Abraços,

                  Rfthunder.
                  Alguem consegue ajudar-me em relaçao a igreja Ortodoxa Ocidental? Igreja Católica Apostólica Ortodoxa ?

                   :inq Igreja Católica Apostólica Ortodoxa não existe  :P Existe a Igreja Católica Apostólica Romana isso sim. As Igrejas Cristãs são 3: A Católica (porque se diz universal) Apostólica (provém dos apóstolos) Romana (pq tem sede em Roma), a Ortodoxa e a Protestante.(Séc. XVI)

                  O equívoco da "Igreja Ortodoxa Ocidental" é legítimo porque esta Igreja divide-se nas várias zonas que a recebem.(Grega, Eslava, Russa) mas não tem expressão de zona em termos de Ocidente. Aliás a Igreja Ortodoxa surge do cisma que acontece, nos primórdios do Cristianismo, entre o Oriente e o Ocidente.
                  Mas quer no Oriente quer no Ocidente as posições e o direito eclesial é o mesmo, ou seja, um rotundo não a tudo o que tenha a ver com a homossexualidade e trangenerismo. Julgo até que no direito eclesial Ortodoxo assumir-se homossexual ainda vale a exoneração (excomunhão). O mesmo acontecia na Igreja Católica até há bem pouco tempo.

                  E que é um facto que aconteceram muitos crimes em nome de uma "Fé", lá isso é. Porque nos registos mais soturnos da Inquisição, dão-se conta de mortes na fogueira, forca e etc. de homens cuja única punição descrita era "enfeminatus et diabolicus possessionis" ou seja, era uma possessão demoníaca dizia-se. Muitos desses NMR (Novos Movimentos Religiosos) ou as popularmente conhecidas seitas, a única coisa que fazem é pegar no que mais lhe iinteressa das várias religiões e usar isso como arma de arremesso. Vejam o livro das regras de uma seita tipo Testemunhas de Jeová e o livro das regras do Santo Ofício e vão ver que a diferença não é muita.

                  O grande problemas das Religiões em aceitar a homossexualidade está, sobretudo, no facto de ter que haver uma reforma litúrgica, pastoral e mesmo em termos da moral social, que não agrada minimamente às hierarquias. Sejam eles papas, rabinos, patriarcas, shemãs etc.

                  E ainda há este medo entranhado, principalmente na Igreja Católica, de abrir uma discussão teológica, pastoral, social sobre as questões respeitantes aos LGBT. O suporte bíblico em que alguns srs. se apoiam para atacar os homossexuais é ilegítimo!  >:( Quase todos conhecem o célebre episódio de Sodoma e Gomorra, no Antigo Testamento. Este serve à religião Judaica. Os católicos vão, por exemplo, às cartas de São Paulo, onde ele condena a homossexualidade. Ora, isto é também um problema de hermenêutica quer para Judeus quer para Católicos, por causa das traduções, como já falei noutro tópico.

                  Por vezes dá-me a impressão que as pessoas, nomeadamente os cristãos e concretamente os católicos, apontam o dedo aos homossexuais porque convém que não se lembrem da passagem transcrita. No livro de Ezequiel pode ler-se "Eis em que consistiu o crime de Sodoma [...]: orgulho, abundância de alimentos e insolências; estas foram as faltas que cometeu [...]: não socorreram o pobre e o indingente" (Ezequiel 16:49); pelo contrário na carta do apóstolo Paulo aos Coríntios pode-se ler "Não sabeis que os injustos não herdarão o reino de Deus? Não vos enganeis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas" (I Coríntios 6:9); o mesmo trecho na tradução Basic English (1965) a referência a "sodomita" foi substituída por "aqueles que fazem mau uso dos homens".

                  Algumas traduções bíblicas colocam que Deus recriminou a relação homossexual, o que é um equívoco para os investigadores, pois no livro dos Juízes, capítulo 19, encontramos uma história semelhante à ocorrida em Sodoma, porém, com uma tradução e desfecho totalmente diferentes. A destruíção de Sodoma teria ocorrido pela falta de hospitalidade e ganância e não por questões homossexuais.
                  Portanto, não se pode afirmar que existam evidências de que a Bíblia reprove o comportamento homossexual, na história de Sodoma, existem indícios de que os pecados daquela cidade teriam sido a conduta perversa, sem afeição natural e ingrata.

                  Por isso não se deixem levar por histórias de possessões demoníacas. Se têm fé procurem mantê-la e respeitem quem não tem. Quem não tem, respeite quem tem e não se preocupe que, se houver céu ou "juízo final", vamos todos tomar um café quando nos encontrarmos lá.  ;D
                  « Última modificação: 31 de Março de 2011 por aleal »

                    Religião e a Homossexualidade
                    #389

                    Offline Azula

                    • *****
                    • Associad@
                    • Membro Elite
                    • Género: Feminino
                    • Voluntary Simplicity
                      • Hábitos Alimentares e Sexualidade
                    Vatican addresses UN debate on sexual orientation

                    Below we publish the statement by Archbishop Silvano M. Tomasi, Permanent Representative of the Holy See to the United Nations in Geneva at the 16th Session of the Human Rights Council – General Debate Geneva, 22 March 2011, on sexual orientation:

                    Mr. President, the Holy See takes this opportunity to affirm the inherent dignity and worth of all human beings, and to condemn all violence that is targeted against people because of their sexual feelings and thoughts, or sexual behaviours.

                    We would also like to make several observations about the debates regarding “sexual orientation”.

                    First, there has been some unnecessary confusion about the meaning of the term “sexual orientation,” as found in resolutions and other texts adopted within the UN human rights system. The confusion is unnecessary because, in international law, a term must be interpreted in accordance with its ordinary meaning, unless the document has given it a different meaning. The ordinary meaning of “sexual orientation” refers to feelings and thoughts, not to behaviour.

                    Second, for the purposes of human rights law, there is a critical difference between feelings and thoughts, on the one hand, and behaviour, on the other. A state should never punish a person, or deprive a person of the enjoyment of any human right, based just on the person’s feelings and thoughts, including sexual thoughts and feelings. But states can, and must, regulate behaviours, including various sexual behaviours. Throughout the world, there is a consensus between societies that certain kinds of sexual behaviours must be forbidden by law. Paedophilia and incest are two examples.

                    Third, the Holy See wishes to affirm its deeply held belief that human sexuality is a gift that is genuinely expressed in the complete and lifelong mutual devotion of a man and a woman in marriage. Human sexuality, like any voluntary activity, possesses a moral dimension : it is an activity which puts the individual will at the service of a finality; it is not an “identity”. In other words, it comes from the action and not from the being, even though some tendencies or “sexual orientations” may have deep roots in the personality. Denying the moral dimension of sexuality leads to denying the freedom of the person in this matter, and undermines ultimately his/her ontological dignity. This belief about human nature is also shared by many other faith communities, and by other persons of conscience.

                    And finally, Mr. President, we wish to call attention to a disturbing trend in some of these social debates: People are being attacked for taking positions that do not support sexual behaviour between people of the same sex. When they express their moral beliefs or beliefs about human nature, which may also be expressions of religious convictions, or state opinions about scientific claims, they are stigmatised, and worse -- they are vilified, and prosecuted. These attacks contradict the fundamental principles announced in three of the Council’s resolutions of this session. The truth is, these attacks are violations of fundamental human rights, and cannot be justified under any circumstances.

                    Thank you, Mr. President.

                    Fonte
                      Acreditas no trabalho da rede ex aequo e queres participar activamente na vida da associação? Torna-te sóci@! ;-) Consulta http://www.rea.pt/inscricao.htm

                      A finalidade humana deveria ser a de amar a Vida - todos os problemas se extinguiriam se admitíssemos esta realidade.

                      Religião e a Homossexualidade
                      #390

                      Offline JDelgado

                      • *****
                      • Membro Elite
                      • Género: Masculino
                      • Simply lost
                        • Facebook
                      Vatican addresses UN debate on sexual orientation

                      Below we publish the statement by Archbishop Silvano M. Tomasi, Permanent Representative of the Holy See to the United Nations in Geneva at the 16th Session of the Human Rights Council – General Debate Geneva, 22 March 2011, on sexual orientation:

                      Mr. President, the Holy See takes this opportunity to affirm the inherent dignity and worth of all human beings, and to condemn all violence that is targeted against people because of their sexual feelings and thoughts, or sexual behaviours.

                      We would also like to make several observations about the debates regarding “sexual orientation”.

                      First, there has been some unnecessary confusion about the meaning of the term “sexual orientation,” as found in resolutions and other texts adopted within the UN human rights system. The confusion is unnecessary because, in international law, a term must be interpreted in accordance with its ordinary meaning, unless the document has given it a different meaning. The ordinary meaning of “sexual orientation” refers to feelings and thoughts, not to behaviour.

                      Second, for the purposes of human rights law, there is a critical difference between feelings and thoughts, on the one hand, and behaviour, on the other. A state should never punish a person, or deprive a person of the enjoyment of any human right, based just on the person’s feelings and thoughts, including sexual thoughts and feelings. But states can, and must, regulate behaviours, including various sexual behaviours. Throughout the world, there is a consensus between societies that certain kinds of sexual behaviours must be forbidden by law. Paedophilia and incest are two examples.

                      Third, the Holy See wishes to affirm its deeply held belief that human sexuality is a gift that is genuinely expressed in the complete and lifelong mutual devotion of a man and a woman in marriage. Human sexuality, like any voluntary activity, possesses a moral dimension : it is an activity which puts the individual will at the service of a finality; it is not an “identity”. In other words, it comes from the action and not from the being, even though some tendencies or “sexual orientations” may have deep roots in the personality. Denying the moral dimension of sexuality leads to denying the freedom of the person in this matter, and undermines ultimately his/her ontological dignity. This belief about human nature is also shared by many other faith communities, and by other persons of conscience.

                      And finally, Mr. President, we wish to call attention to a disturbing trend in some of these social debates: People are being attacked for taking positions that do not support sexual behaviour between people of the same sex. When they express their moral beliefs or beliefs about human nature, which may also be expressions of religious convictions, or state opinions about scientific claims, they are stigmatised, and worse -- they are vilified, and prosecuted. These attacks contradict the fundamental principles announced in three of the Council’s resolutions of this session. The truth is, these attacks are violations of fundamental human rights, and cannot be justified under any circumstances.

                      Thank you, Mr. President.

                      Fonte


                      Muito triste sinceramente... :(
                        Mesmo na mais escura da escuridão, haverá sempre uma luz a brilhar para nos guiar.
                        Basta saber encontra-la

                        Religião e a Homossexualidade
                        #391

                        Offline _Pipoca_

                        • *****
                        • Membro Ultra
                        • Género: Feminino
                        Vatican addresses UN debate on sexual orientation

                        Below we publish the statement by Archbishop Silvano M. Tomasi, Permanent Representative of the Holy See to the United Nations in Geneva at the 16th Session of the Human Rights Council – General Debate Geneva, 22 March 2011, on sexual orientation:

                        Mr. President, the Holy See takes this opportunity to affirm the inherent dignity and worth of all human beings, and to condemn all violence that is targeted against people because of their sexual feelings and thoughts, or sexual behaviours.

                        We would also like to make several observations about the debates regarding “sexual orientation”.

                        First, there has been some unnecessary confusion about the meaning of the term “sexual orientation,” as found in resolutions and other texts adopted within the UN human rights system. The confusion is unnecessary because, in international law, a term must be interpreted in accordance with its ordinary meaning, unless the document has given it a different meaning. The ordinary meaning of “sexual orientation” refers to feelings and thoughts, not to behaviour.

                        Second, for the purposes of human rights law, there is a critical difference between feelings and thoughts, on the one hand, and behaviour, on the other. A state should never punish a person, or deprive a person of the enjoyment of any human right, based just on the person’s feelings and thoughts, including sexual thoughts and feelings. But states can, and must, regulate behaviours, including various sexual behaviours. Throughout the world, there is a consensus between societies that certain kinds of sexual behaviours must be forbidden by law. Paedophilia and incest are two examples.

                        Third, the Holy See wishes to affirm its deeply held belief that human sexuality is a gift that is genuinely expressed in the complete and lifelong mutual devotion of a man and a woman in marriage. Human sexuality, like any voluntary activity, possesses a moral dimension : it is an activity which puts the individual will at the service of a finality; it is not an “identity”. In other words, it comes from the action and not from the being, even though some tendencies or “sexual orientations” may have deep roots in the personality. Denying the moral dimension of sexuality leads to denying the freedom of the person in this matter, and undermines ultimately his/her ontological dignity. This belief about human nature is also shared by many other faith communities, and by other persons of conscience.

                        And finally, Mr. President, we wish to call attention to a disturbing trend in some of these social debates: People are being attacked for taking positions that do not support sexual behaviour between people of the same sex. When they express their moral beliefs or beliefs about human nature, which may also be expressions of religious convictions, or state opinions about scientific claims, they are stigmatised, and worse -- they are vilified, and prosecuted. These attacks contradict the fundamental principles announced in three of the Council’s resolutions of this session. The truth is, these attacks are violations of fundamental human rights, and cannot be justified under any circumstances.

                        Thank you, Mr. President.

                        Fonte


                        Muito triste sinceramente... :(



                        O mesmo digo :/

                          Religião e a Homossexualidade
                          #392

                          Offline filipepaulo

                          • *****
                          • Membro Elite
                          • 9 Julho 2011 - MOP + Porto Pride - foi liiiiiiido!
                            • PortugalGay.pt
                          isto é um bocadinho off-topic, mas não encontrei melhor local aqui no fórum...

                          FRANÇA: Piss Christ de Andres Serrano destruída por manifestantes católicos
                          Segunda-feira, 18 Abr 2011 18:18 (17:18Z)
                          PortugalGay.PT (Portugal)

                          O trabalho controverso Piss Christ pelo fotógrafo de Nova York, Andres Serrano foi destruído numa galeria em França depois de semanas de protestos.


                          ler mais
                            PortugalGay.pt - desde 1996 o site para todos os LGBTH em Português.

                            Religião e a Homossexualidade
                            #393

                            Offline Coolbuble

                            • **
                            • Membro Júnior
                            • Género: Masculino
                            • There is a light for every heart!
                            Pinga Fogo 1971 Homossexualismo

                            Chico Xavier debate sobre o tema "Homossexualismo"


                            K fixe ver k há aki pessoal Espirita, eu sou Espirita Cristão. :D
                              Don't live a lie, be who you are! ;)

                              Religião e a Homossexualidade
                              #394

                              MRPEC

                              • Visitante
                              Pinga Fogo 1971 Homossexualismo

                              Chico Xavier debate sobre o tema "Homossexualismo"


                              K fixe ver k há aki pessoal Espirita, eu sou Espirita Cristão. :D


                              Aqui no forum existem poucos espíritas Cristãos. No entanto mesmo os que não são, são boas pessoas :)

                                Religião e a Homossexualidade
                                #395

                                Offline paulosabino

                                • *****
                                • Associad@
                                • Membro Vintage
                                • Género: Masculino
                                Será que a Igreja vê na possibilidade de uma maioria de direita a anulação de progressos já conseguidos?

                                Conferência Episcopal renova críticas a legislação que atenta contra a família

                                "A Igreja Católica renovou hoje as críticas à legislação que considera atentar contra a família, para a qual pediu novo “enquadramento legislativo” que inclua apoios à natalidade e à educação.
                                “Não podemos ignorar o contributo contraproducente das medidas legislativas tomadas nos anos mais recentes, entre as quais a equiparação do matrimónio às uniões de pessoas do mesmo sexo, a facilitação do divórcio e a consagração legal da liberalização do aborto”, afirmou o presidente da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP), Jorge Ortiga.

                                Em Fátima, na abertura da 177.ª Assembleia Plenária da CEP, o arcebispo de Braga disse não ter dúvidas de que estas medidas “enfraquecem” a estrutura da família, que considerou “o termómetro ético de toda e qualquer sociedade”.

                                “A sociedade civil precisa de colocar a família na agenda política”, sob pena de hipotecar o seu futuro, acrescentou o prelado, defendendo “um novo enquadramento legislativo” para a família “com vertentes especiais, nomeadamente nas políticas sociais de apoio à natalidade e à educação escolar de todas as crianças e jovens”.

                                As críticas do arcebispo de Braga estenderam-se, também, ao “conjunto de medidas que pretendem regular aspectos da biologia e da medicina”, considerando que tem “evidentes reflexos nefastos na estrutura matrimonial e na parentalidade”.

                                Discursando na reunião magna do episcopado português, onde se sentaram, pela primeira vez, o reitor do Santuário de Fátima e futuro bispo de Coimbra, e o novo bispo auxiliar do Porto, Jorge Ortiga deixou reparos à produção de “legislação avulsa, não precedida de debate e fruto de pressões de grupos minoritários”, que “tem marcado a agenda política”, como a “mudança de sexo”, “a adopção de crianças por casais homossexuais”, a designada “barriga de aluguer”, a criação de embriões para fins científicos ou o testamento vital.

                                “(…) São alguns dos casos que colocam em causa a ética da vida e da dignidade humana”, sustentou, lembrando que “a missão da Igreja no mundo é estar ao serviço da dignificação da vida humana”.

                                A situação das escolas particulares e cooperativas com contrato de associação com o Estado e a educação sexual nos estabelecimentos de ensino foram outras questões suscitadas pelo prelado no seu último discurso à frente da CEP.

                                “A celebração de contratos de associação entre o Estado e as escolas particulares e cooperativas, no serviço público de educação que prestam, não pode ser concebido a prazo e manter-se apenas enquanto o ensino público não se estende a todo o território nacional”, declarou, considerando que no âmbito da educação sexual é “imprescindível a auscultação das famílias e o respeito pelos seus valores”."

                                Fonte aqui


                                  - Vai chover...   
                                   - Vai tu!!!!!!!!!!

                                  Religião e a Homossexualidade
                                  #396

                                  Offline Nicodemos

                                  • ***
                                  • Membro Total
                                  • Género: Masculino
                                  • Menos com menos dá mais
                                  Será que a Igreja vê na possibilidade de uma maioria de direita a anulação de progressos já conseguidos?

                                  Não me parece... A própria Igreja sabe que há processos irreversíveis, pelo menos a médio prazo. E mesmo os partidos de direita não apresentam qualquer intenção de retroceder nessa legislação. Recordemos que o PSD não apoiou o casamento mas propôs uma alternativa quase igual, semelhante à legislação existente em países como a Alemanha e o Reino Unido.

                                  De resto, os bispos, como de costume não disseram nada de novo. Limitaram-se a repetir o que já conhecido como a posição da Igreja em relação a estas matérias.

                                    Religião e a Homossexualidade
                                    #397

                                    Offline filipepaulo

                                    • *****
                                    • Membro Elite
                                    • 9 Julho 2011 - MOP + Porto Pride - foi liiiiiiido!
                                      • PortugalGay.pt
                                    EUA: Igreja Presbiteriana poderá ter pastores gays e lésbicas
                                    Quarta-feira, 11 Mai 2011 11:15 (10:15Z)
                                    PortugalGay.PT (Portugal)

                                    Mais de 30 anos de debates culminaram terça-feira com a ratificação de uma medida que permite a ordenação de pastores gays e lésbicas e líderes leigos, dando aos órgãos regionais liberdade sobre a questão.


                                    ler mais
                                      PortugalGay.pt - desde 1996 o site para todos os LGBTH em Português.

                                      Religião e a Homossexualidade
                                      #398

                                      Offline Azula

                                      • *****
                                      • Associad@
                                      • Membro Elite
                                      • Género: Feminino
                                      • Voluntary Simplicity
                                        • Hábitos Alimentares e Sexualidade
                                      Igreja Episcopal Anglicana do Brasil reconhece a decisão do Supremo como avanço na superação da discriminação

                                      IGREJA EPISCOPAL ANGLICANA DO BRASIL

                                      Dom Maurício José Araújo de Andrade Bispo Primaz

                                      Brasília, 11 de maio de 2011.


                                      Comprometidos com a Dignidade Humana


                                      "... o que o SENHOR pede de ti: que pratiques a justiça, e ames a misericórdia,

                                      e andes humildemente com teu Deus."Miqueias 6. 8.

                                      - Recebemos com serenidade a recente decisão unânime do STF sobre o reconhecimento jurídico das uniões estáveis de pessoas homoafetivas. Tal aprovação representa um importante avanço em nossa sociedade na busca pela superação de todas as formas de preconceito e um aperfeiçoamento no conceito de igualdade e cidadania numa sociedade marcada pela pluralidade, mas também por profundas desigualdades e discriminações;

                                      - Nosso reconhecimento é feito com base em sólida tradição de defesa da separação entre igreja e estado (e entre religiões e estado), que não significa a sujeição de um campo ao outro, nem a substituição de um pelo outro, mas a necessária junção da autonomia institucional e legal com a liberdade de expressão e o pluralismo. Ou seja, a IEAB sente-se perfeitamente à vontade para expressar sua posição porque sua prática a recomenda e porque entende que o estado deve ser continuamente acompanhado em suas decisões, em qualquer esfera de poder, aprovando-o ou questionando-o em suas ações;

                                      - A decisão do STF levanta sérios desafios a todos os cristãos de todas as igrejas, pois requer abertura para reconhecer que as relações homoafetivas são parte do jeito de ser da
                                      sociedade e do próprio ser humano. A partir de agora, os direitos desse grupo tornaram-se iguais aos de todas as outras pessoas. Reconhecemos que há ainda muito que fazer nesse campo, pastoral e socialmente, para afirmar a dignidade da pessoa humana e seus direitos. Sabemos que um profundo e longo debate deve acontecer na sociedade brasileira a este respeito, e a IEAB não está isenta de nele participar, com profunda seriedade e compromisso de entender as implicações do evangelho de Jesus Cristo em nosso tempo e lugar;

                                      - Reconhecemos que tal decisão é resposta à prece que sempre fazemos em nossos ritos de Oração Matutina/Vespertina: "
                                      Ó Senhor, que nos governas... ao teu misericordioso cuidado encomendamos nossa Pátria... concede a todas as Autoridades, sabedoria e força para conhecer e praticar a tua vontade. Enche-os de amor à verdade e à justiça..." (Livro de Oração Comum, pg. 38). Assim, afirmamos nosso compromisso pastoral para com essas pessoas. Cremos que a promessa declarada no rito do batismo: "És de Cristo para sempre!" (Livro de Oração Comum pag. 169) repousa sobre todos nós e, portanto, não nos cabe decidir quem pertence ou não a Deus.

                                      - Neste momento de mudança, reafirmamos nosso compromisso de ser uma Igreja que
                                      Acolhe e Serve, reconhecendo o sensus fidelium declarado na última CONFELIDER: defender os Direitos Humanos e o Direito à Cidadania plena. Entendemos que esse compromisso é decorrência dos votos que fazemos perante o altar em nossa confirmação: "Defenderás a justiça e a paz para todos, respeitando a dignidade de todo ser humano" (Livro de Oração Comum pg 179);

                                      - Louvamos a Deus pelos avanços conquistados, entendendo que fazem parte da sutil e gradativa inspiração do Espírito Santo para transformar nossa sociedade. Conclamamos todos os anglicanos e as anglicanas a acolher as pessoas que nos buscam, a orar por elas e acompanhá-las
                                      pastoralmente, entendendo que a Igreja é um edifício ainda em construção e que a totalidade de sua membresia só é conhecida pelo próprio Cristo, Senhor da Igreja.

                                      - No amor inclusivo de Jesus Cristo, nosso Senhor e Rei e supremo juiz dos vivos e mortos,

                                      Dom Maurício Andrade.

                                      Bispo Primaz

                                      Igreja Episcopal Anglicana do Brasil

                                      (retirado de: http://gospelgay.blogspot.com/2011/05/igreja-episcopal-anglicana-do-brasil.html )
                                        Acreditas no trabalho da rede ex aequo e queres participar activamente na vida da associação? Torna-te sóci@! ;-) Consulta http://www.rea.pt/inscricao.htm

                                        A finalidade humana deveria ser a de amar a Vida - todos os problemas se extinguiriam se admitíssemos esta realidade.

                                        Religião e questões de orientação sexual e identidade de género
                                        #399

                                        aleal

                                        • Visitante
                                        Há com cada uma...

                                        "Masturbação é uma forma de homossexualidade, diz pastor norte-americano"

                                        ver: http://dezanove.pt/256748.html

                                           

                                          Tópicos relacionados

                                            Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
                                          154 Respostas
                                          56681 Visualizações
                                          Última mensagem 15 de Novembro de 2014
                                          por danielfbento
                                          2 Respostas
                                          10389 Visualizações
                                          Última mensagem 28 de Setembro de 2017
                                          por DianaSalvado
                                          Identidade de Género Não-Binária

                                          Iniciado por JoãoSalvado Trans

                                          4 Respostas
                                          1566 Visualizações
                                          Última mensagem 9 de Setembro de 2016
                                          por JoãoSalvado
                                          Identidade Sexual

                                          Iniciado por Lchaim Apoio

                                          3 Respostas
                                          1084 Visualizações
                                          Última mensagem 16 de Novembro de 2016
                                          por Sinvastatina
                                          0 Respostas
                                          664 Visualizações
                                          Última mensagem 15 de Julho de 2017
                                          por Dita J