rede ex aequo

Olá Visitante25.ago.2019, 16:32:53

Sondagem

Praticas sexo seguro? Em caso negativo, porquê?

Sou bissexual  pratico sexo seguro só com rapazes.
7 (16.7%)
Sou bissexual e pratico sexo seguro tanto com rapazes como com raparigas (apenas com aquelas que ainda conheço mal, com as minhas namoradas não preciso de ter essa preocupação)
4 (9.5%)
Sou bissexual e pratico sexo seguro tanto com rapazes como com raparigas (todas elas, independentemente de estar numa relação duradoura ou de estar com uma rapariga que tenha conhecido há pouco tempo)
6 (14.3%)
Sou bissexual e não pratico sexo seguro com raparigas porque os materiais são inviáveis e despropositados
0 (0%)
Sou bissexual e não pratico sexo seguro porque os materiais são caros
0 (0%)
Sou bissexual e não pratico sexo seguro porque os materiais são inacessiveis e nem são comercializáveis
1 (2.4%)
Sou bissexual e não pratico sexo seguro pelos motivos apontados nas 3 opções acima.
3 (7.1%)
Sou lésbica e pratico sexo seguro  (apenas com raparigas que ainda conheço mal, com as minhas namoradas não preciso de ter essa preocupação
3 (7.1%)
Sou lésbica e pratico sexo seguro tanto com uma namorada de longa duração como com uma rapariga que tenha conhecido há pouco tempo.
2 (4.8%)
Sou lésbica e não pratico sexo seguro com raparigas porque os materiais são inviáveis e despropositados
5 (11.9%)
Sou lésbica e não pratico sexo seguro porque os materiais são caros
0 (0%)
Sou lésbica e não pratico sexo seguro porque os materiais são inacessiveis e nem são comercializáveis
2 (4.8%)
Sou lésbica e não pratico sexo seguro pelos motivos apontados nas 3 opções acima.
9 (21.4%)

Votos totais: 30

Autor Tópico: As lésbicas/bissexuais e o sexo seguro  (Lida 10967 vezes)

 
As lésbicas/bissexuais e o sexo seguro
#0

Offline x-pressiongirl

  • ****
  • Membro Sénior
  • Género: Feminino
  • Olá, nós somos os ursinhos maus!
    • sembikini
Julgava que já existia um tópico sobre o sexo seguro entre lésbicas mas o único que encontrei sobre sexo seguro aborda-o de forma bem mais generalizada. Intriga-me um bocado a votação do tópico que mencionei porque não acredito que haja assim tantas lésbicas a praticarem sexo seguro. Incluo, por isso, esta nova votação somente dirigidas a raparigas (a participação dos rapazes parece-me salutar, no entanto, penso que seria melhor que se abstivessem da votação para que os resultados sejam o mais fiéis possível.
Como gostaria de obter alguns conselhos e partilha de experiências (atenção, não procuro palpites de quem não pratica sexo seguro mas sabe recomendar sites e panfletos, isso eu também sei procurar) de les/bis que REALMENTE pratiquem sexo seguro e partilhem o que acham, quais os materiais que recomendam, que erros não se devem cometer, etc. Experiências pessoais e dicas, ok?
Na votação, focar-me-ei nos motivos que levam as lésbicas/bissexuais a não se protegerem.

saudações (in)seguras   :-*

x-pressiongirl   8-)

P.S. - A única que pode (e deve) votar em duas opções é aquela que votar na opção 1: "sou bi e só faço sexo seguro com rapazes". Livrem-se que eu descubra que alguém mentiu ou fez batota na votação!!!
Ah, outra coisa, qualquer pessoa pode alterar o seu voto, porque as pessoas são livres de mudar de opinião.  8-)





« Última modificação: 15 de Abril de 2008 por x-pressiongirl »
    "In Europe, it doesn't matter if you're a boy or a girl. We make love with anyone we find attractive."
    M. Dietrich
    "Apareço para ter sexo contigo às cinco. Se me atrasar, começa sem mim"
    Tallulah Bankhead
    "O que eu uso na cama? Chanel nº 5, é claro"
    M. Monroe  http://sembikini.blogspot.com

    As lésbicas/bissexuais e o sexo seguro
    #1

    Offline bluejazz

    • *****
    • Associad@ Honorári@
    • Membro Vintage
    • Género: Feminino
      • Homofobia
    Creio que existe alguma informação importante/relevante já neste tópico a partir deste post (e volta a ser abordado em páginas mais à frente, mais que uma vez):

    Praticas sempre sexo seguro?
    http://www.ex-aequo.web.pt/forum/index.php?topic=8073.msg25469#msg25469

    A única diferença que noto neste novo tópico é que sendo só dirigido a mulheres inclui mais variáveis de resposta.

    Falta só aquelas que namoram e fazem sempre sexo seguro na mesma (mesmo que possa parecer pouco provável, é uma variável possível, nomeadamente tendo em conta que uma ou ambas pode ter alguma IST incurável).
    « Última modificação: 16 de Abril de 2008 por bluejazz »
      "I cannot be, as Bourdieu suggests, a fish in water that 'does not feel the weight of the water, and takes the world about itself for granted'" - Felly Simmonds

      As lésbicas/bissexuais e o sexo seguro
      #2

      Offline x-pressiongirl

      • ****
      • Membro Sénior
      • Género: Feminino
      • Olá, nós somos os ursinhos maus!
        • sembikini
      Pronto bluejazz, já me estragaste a surpresa, agora já toda a gente sabe que não pratico sexo seguro.
      De qualquer forma, penso que este tópico, apesar de estar muito próximo desse (como tive o cuidado de mencionar quando abri este) distancia-se claramente pelo facto de se focar nos motivos k levam uma pessoa a não se proteger. Além disso, parece-me útil obter informações junto de pessoas que, descomplexadamente, queiram partilhar a sua experiência de sexo seguro. É que no tópico mencionado, 12.5% das votantes lésbicas afirmam praticar sexo seguro, 5% afirma que só pratica às vezes. Quanto à votação das bissexuais nesse tópico não as tenho em conta porque parto do principio que a maioria so pratica sexo seguro com rapazes. Este tópico é um filhinho do tópico anterior, sem dúvida.
      Ora bem, descontando os rapazes e as bissexuais. Somando apenas o universo de lesbicas votantes encontro depois a percentagem de lesbicas k afirmam fazer sexo seguro: 35,35% . Ena, tantas!!!  :o Pelo menos até agora 35 meninas votaram nestas opções e se o fizeram verdadeira e conscientemente é de louvar!
      O que é necessário agora, parece-me, é partir de uma reflexão conjunta sobre a viabilidade ou inviabilidade daqulo que temos à nossa disposição neste momento e, mais tarde, com o enriquecimento da reflexão partir-se para propostas construtivas, baseando-nos não na intuição, mas sim na experiência daquelas que estiverem dispostas a participar activamente com a sua visão de uma coisa que conhecem e que praticam. Abster-me-ei de dar palpites sobre uma coisa com a qual não tive grande contacto (pelos 3 motivos apontados na votação) e gostaria, com franqueza, que alguém experiente soubesse orientar-me, a mim e à maioria das lésbicas/bissexuais que não fazem sexo seguro, nesse sentido.

      saudações x-pressivas  :-*

      x-pressiongirl  8-)
      « Última modificação: 16 de Abril de 2008 por x-pressiongirl »
        "In Europe, it doesn't matter if you're a boy or a girl. We make love with anyone we find attractive."
        M. Dietrich
        "Apareço para ter sexo contigo às cinco. Se me atrasar, começa sem mim"
        Tallulah Bankhead
        "O que eu uso na cama? Chanel nº 5, é claro"
        M. Monroe  http://sembikini.blogspot.com

        As lésbicas/bissexuais e o sexo seguro
        #3

        Offline bluejazz

        • *****
        • Associad@ Honorári@
        • Membro Vintage
        • Género: Feminino
          • Homofobia
        Vale, da minha parte não tenho nada a trazer de novo que não tenha já sido amplamente conversado no outro tópico. :)

        Neste tópico também podem encontrar informação sobre HIV e mulheres lésbicas:

        HIV & outras DST's
        http://www.ex-aequo.web.pt/forum/index.php?topic=6591.msg92763#msg92763
        http://www.ex-aequo.web.pt/forum/index.php?topic=6591.msg396736#msg396736

        e neste também:

        És HIV+?
        http://www.ex-aequo.web.pt/forum/index.php?topic=2450.msg109302#msg109302
          "I cannot be, as Bourdieu suggests, a fish in water that 'does not feel the weight of the water, and takes the world about itself for granted'" - Felly Simmonds

          Sexo (in)seguro entre raparigas
          #4

          Offline x-pressiongirl

          • ****
          • Membro Sénior
          • Género: Feminino
          • Olá, nós somos os ursinhos maus!
            • sembikini
          Ai que votação tão pobrezinha...
          Amanhã, Sábado, iremos debater este tema "Sexo (in)seguro entre lésbicas" no "Chá das 5".

          Sugiro às participantes que tragam ideias e/ou materiais que considerem importantes (livros, preservativos femininos, luvas de látex...).
          O ponto de encontro será às 16:45 à saída do metro da baixa-chiado (a mais próxima do café "a brasileira").
          Mais informações sobre o chá poderão ser encontradas aqui:

          http://sembikini.blogspot.com/2008/06/falta-de-ch.html

          saudações (in)seguras  :-*

          x-pressiongirl  8-)
            "In Europe, it doesn't matter if you're a boy or a girl. We make love with anyone we find attractive."
            M. Dietrich
            "Apareço para ter sexo contigo às cinco. Se me atrasar, começa sem mim"
            Tallulah Bankhead
            "O que eu uso na cama? Chanel nº 5, é claro"
            M. Monroe  http://sembikini.blogspot.com

            As lésbicas/bissexuais e o sexo seguro
            #5

            Offline Bleu

            • *
            • Novo Membro
            Olá!

            Esta é o meu primeiro post neste fórum, apesar de o consultar regularmente.
            A minha questão e esta surgiu principalmente após ter lido a Com’Out, tem a ver com o sexo seguro praticado entre mulheres.
            Inclusivamente é mais a título de curiosidade a par de um sentimento que não sei bem se será de mal-estar que colocarei esta questão.
            Ao falarem de cunninlingus e aninlingus , penetração com os dedos ou objectos, mencionam como melhor prática o corte de um preservativo a servir de obstáculo à troca de fluidos.
            No meu caso estas não são as práticas mais frequentes, ainda que façam parte do todo. Porque será que nunca encontrei nada relativo ao contacto directo entre órgãos genitais? É uma prática completamente segura? É assim tão rara que não é alvo de interesse?
            A única coisa que me faz duvidar disto é conhecer o modo de propagação do vírus HIV…mas perante total ausência de menção a esta prática, questiono-me se não estarei em erro. A experiência leva-me a crer que a estimulação clictoriana e/ou vaginal durante este acto leva à troca de fluidos e mais “gravemente” ainda quando uma ou ambas estão menstruadas.
            A questão do preservativo aberto coloca-se aqui da mesma forma? Não se correrá o risco iminente que ele se desloque na movimentação?

            Obrigada!

              As lésbicas/bissexuais e o sexo seguro
              #6

              Offline Isobel

              • ***
              • Membro Total
              • Género: Feminino
                • Há Fogo na Lua
              Pelo que li
              Olá!

              Esta é o meu primeiro post neste fórum, apesar de o consultar regularmente.
              A minha questão e esta surgiu principalmente após ter lido a Com’Out, tem a ver com o sexo seguro praticado entre mulheres.
              Inclusivamente é mais a título de curiosidade a par de um sentimento que não sei bem se será de mal-estar que colocarei esta questão.
              Ao falarem de cunninlingus e aninlingus , penetração com os dedos ou objectos, mencionam como melhor prática o corte de um preservativo a servir de obstáculo à troca de fluidos.
              No meu caso estas não são as práticas mais frequentes, ainda que façam parte do todo. Porque será que nunca encontrei nada relativo ao contacto directo entre órgãos genitais? É uma prática completamente segura? É assim tão rara que não é alvo de interesse?
              A única coisa que me faz duvidar disto é conhecer o modo de propagação do vírus HIV…mas perante total ausência de menção a esta prática, questiono-me se não estarei em erro. A experiência leva-me a crer que a estimulação clictoriana e/ou vaginal durante este acto leva à troca de fluidos e mais “gravemente” ainda quando uma ou ambas estão menstruadas.
              A questão do preservativo aberto coloca-se aqui da mesma forma? Não se correrá o risco iminente que ele se desloque na movimentação?

              Obrigada!


              Pelo que li - em sites relativamente seguros em termos informativos -, é a prática mais perigosa. Não há muitos estudos acerca do assunto mas supostamente o risco é menor do que nas relações homem-mulher ou homem-homem. De qualquer maneira, não existe uma forma de protecção neste caso, só a não-prática. Trocam-se realmente muitos fluidos no contacto vaginal mas, segundo os escassos estudos já feitos, a presença do vírus é em menor percentagem nos fluidos vaginais mas existe. E como os estudos são tão poucos, não há grandes provas ou conclusões.
              Mas, bem, não sou médica, só estou a contar aquilo que li em sites cuja informação é fidedigna.
                "Cheguei à conclusão que de manhã só estou bem na caminha" Marco Fortes

                As lésbicas/bissexuais e o sexo seguro
                #7

                Offline corema

                • *****
                • Membro Elite
                • Género: Feminino
                Os médicos e algumas outras pessoas com quem já falei recomendam o uso de um preservativo cortado por forma a ficar aberto no caso do contacto directo entre os orgãos genitais ou sexo oral. No caso da estimulação com os dedos recomendam que se use luvas, como as que se usam nos laboratórios ou hospitais.
                O vírus do HIV transmite-se pelo contacto de fluidos genitais e sangue. No caso dos homens o problema de contágio é maior porque o esperma tem uma concentração muito elevada de vírus. No caso das mulheres, no entanto também existe o risco de contágio, contrariamente ao que muitas pessoas pensam. Qualquer lesão mesmo sem que a notemos pode ser razão de contágio.

                  As lésbicas/bissexuais e o sexo seguro
                  #8

                  Offline Isobel

                  • ***
                  • Membro Total
                  • Género: Feminino
                    • Há Fogo na Lua
                  Seria excelente existir mais e mais informação. Eu, por exemplo, só há pouco tempo é que tomei consciência dos perigos. Criou-se, no passado, uma ideia de imunidade que não é real. Seria bom que existisse também mais investigação científica e muito mais abrangente veiculação de informação - que já começa a circular mais, e ainda bem. A internet é um excelente modo de passar a mensagem, sobretudo com as gerações mais novas.
                    "Cheguei à conclusão que de manhã só estou bem na caminha" Marco Fortes

                    As lésbicas/bissexuais e o sexo seguro
                    #9

                    Offline Blackdi

                    • *****
                    • Membro Vintage
                    • Género: Feminino
                    • "Na vida nada acontece por acaso."
                      • Criatura da Noite
                    Duvido que a esmagadora maioria das mulheres que praticam sexo com outras mulheres, o façam de uma forma segura.  :inq

                    As lésbicas/bissexuais e o sexo seguro
                    #10

                    Offline Bleu

                    • *
                    • Novo Membro
                    Obrigada pelas informações.

                    Realmente, como disse, já tinha pesquisado, mas nunca tinha encontrado nada. Nem mesmo em documentos escritos por lésbicas supostamente entendidas no assunto. Daí ter pensado que tvz fosse uma prática assim tão rara que ninguém a abordava.

                    No caso específico que mencionei existe tb o risco de, pela zona, haver pequenas areas de receptividade ao vírus. A depilação muitas vezes pode deixar pequenas feridas que com o movimento e a húmidade ficam abertas e em contacto directo com sangue ou líquido vaginal.

                    O sexo anal é a prática mais perigosa porque a mucose do intestino é extremamente absorvente e frágil o que faz com que, em qq penetração ocorrem sempre pequenas fisuras, logo porta aberta para uma contaminação.

                    A mucose vaginal é menos absorvente e mais resistente, daí a % de infecções por contacto com o vírus ser menor do que no sexo anal.

                      As lésbicas/bissexuais e o sexo seguro
                      #11

                      Offline Atma

                      • **
                      • Membro Júnior
                      • Género: Feminino
                      • Oiiiiii!!!!! Sou brasileira, mas moro na Hungria..
                      Votei na opcao: faco seguro com hmones e mulheres sempre, mas lendo as informacoes, percebi que, na verdade, desde a última vez em que tive relacoes sexuais com uma mulher, (há muito tempo...) ele nao foi de todo seguro, pois, a época, eu nao sabia como faze-lo e pensava estar a agri corretamente... Pergunto: quanto ao sexo oral, que cuidados devo usar? Nunca usei luvas na estimulacao, nem muito menos preservativos abertos para tocar ou ser tocada pela parceira... Meus cuidados resumiam-se a evitar o contato direto com os fluidos vaginais, o que, devo dizer, nem sempre era fácil, até mesmo por que o "clima" o mais das vezes impedia esse tipo de preocupacao! Com os homens, usei sempre preservativo, em todas as ocasioes, mas com as parceiras, parece-me que pouco ou nada fiz para manter a sseguranca da relacao... Que saco!!! Um abraco e obrigada por todas as informacoes!!!
                        Atma Felho-Hungria.

                        As lésbicas/bissexuais e o sexo seguro
                        #12

                        Fetch!

                        • Visitante
                        NHS review calls for clearer cervical cancer guidance for lesbians
                        By Jessica Geen • January 21, 2010 - 14:36

                        An NHS review on cervical cancer has said that more should be done to raise awareness of cervical cancer in lesbians.

                        Historically, it was believed that the HPV virus, one of the causes of cervical cancer, could only be transmitted through sexual contact with men. However, research has found that it can be transmitted through sexual contact between women as 80 per cent of lesbians are estimated to have slept with a man at some point in their lives.

                        A 2008 Stonewall survey on health found that one in five lesbian and bisexual women were told that they did not need a smear test. It was estimated that 37,000 lesbian and bisexual women had been refused access to screening, despite requesting it. The NHS Cervical Screening Programme 2009 annual review looked at the "myths" around lesbians and cervical cancer.

                        Dr Julie Fish, a lecturer at De Montfort University, was commissioned to research how likely lesbians are to suffer cervical cancer and what information should be given to them. She said that a 2001 American study found the HPV virus present in 19 per cent of samples from lesbians.

                        Dr Fish said: “The main problem concerns mixed messages. It is wrongly assumed that HPV is only transmitted by men. This view often prevails among lesbians, practice nurses and GPs. Although some lesbians may never have had a relationship with a man, there is a strong chance a partner may have, at which point they could have contracted the infection. Any exchange of bodily fluids can pass the HPV between two people. So a woman can contract the infection from her girlfriend.” She cited evidence showing that while lesbians were not actively barred from cervical cancer screening, they were sometimes unintentionally discouraged by health workers who asked questions about male partners.

                        Samantha Days, a community services manager from the Lesbian and Gay Foundation, was also cited in the report. Days said her organisation had since an increase in cervical cancer enquiries since TV star Jade Goody died from the disease. She said: "We always encourage callers to go and be screened, and also suggest they challenge doctors or nurses who imply that it isn’t necessary. It can be a problematic issue because sexuality is not an easy thing to talk about in an appointment. A lot depends on the relationship between the individual and their nurse or doctor.”

                        Dr Fish added: “Younger women in particular spoke of a lack of information. Lesbian groups have found that advice on sexual health is popularly requested because the information simply isn’t out there, particularly when compared to material available for gay men. It is not easily accessible and tends not to be well distributed.” She recommended easier access to information targeted at lesbians, which has been developed by the NHS into a national screening leaflet.

                        http://www.pinknews.co.uk/2010/01/21/nhs-review-calls-for-clearer-cervical-cancer-guidance-for-lesbians/


                        NHS Cervical Screening Programme Leaflet
                        Cervical screening for lesbian and bisexual women ---- >
                          http://www.cancerscreening.nhs.uk/cervical/publications/lesbian-bisexual-leaflet-sep09.pdf

                           

                          Tópicos relacionados

                            Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
                          58 Respostas
                          28435 Visualizações
                          Última mensagem 28 de Fevereiro de 2015
                          por T-Rex
                          265 Respostas
                          46639 Visualizações
                          Última mensagem 3 de Janeiro de 2011
                          por Bc
                          441 Respostas
                          59866 Visualizações
                          Última mensagem 11 de Dezembro de 2015
                          por NekoCroft
                          60 Respostas
                          11296 Visualizações
                          Última mensagem 9 de Dezembro de 2012
                          por Lana.Maur
                          10 Respostas
                          1968 Visualizações
                          Última mensagem 4 de Setembro de 2014
                          por Kaiser