rede ex aequo

Olá Visitante26.mai.2020, 00:15:28

Autor Tópico: Relatos de Infância: A 1ª vez que ouvi falar...  (Lida 22741 vezes)

 
Relatos de Infância: A 1ª vez que ouvi falar...
#0

Offline cacao

  • *****
  • Associad@ Honorári@
  • Membro Vintage
  • Género: Feminino
  • "There´s no sin, but stupidity" Oscar Wilde
    • Mais sobre mim...
Lembrei-me que todos devemos ter algumas histórias - Herstories too! - das primeiras vezes que ouvimos ou vimos algo relacionado com homossexualidade.

Na 1ª classe depois de ouvir várias vezes a palavra maricas perguntei à minha mãe o que significava. Respondeu-me que eram dois homens que gostavam um do outro. Bem sei que esta definição está longe de ser a correcta, e o facto de omitir a possibilidade de existirem duas mulheres a gostar uma da outra deixa a desejar, mas hoje reconheço que o que me disse foi algo neutro e sem homofobia alguma ou sequer juízo de valor.

Os anos foram passando, e de facto a homossexualidade para mim era sempre conotada a dois homens e jamais a duas mulheres. No princípio da adolescência comecei a ouvir algumas bocas umas mais tortas que outras, e no meu 9º ano descubri que a minha professora de francês vivia com outra mulher. Deve ter sido nesse contexto que ouvi pela primeira vez f.u.f.a - Expressão que tanto acarinho. NOT!

À medida que cresci ouvi diversas vezes histórias ou boatos, mas FELIZMENTE nunca vivi nenhuma experiência muito negativa com respeito ao assunto. Tinha dúvidas em relação a dois amigos de liceu que ainda hoje são dos meus melhores amigos, mas nunca me contaram nada assim que ainda hoje não sei se têm ou não algo entre os dois, mas esta situação levou-nos [a alguns amigos] a viver com respeito os outros, sobretudo os amigos...
    Another one will bite the dust...

    "Se não houvesse nem mar nem amor, ninguém escreveria livros." -  Duras

    "A felicidade é o livre uso das nossas capacidades". - V. Woolf

    Relatos de Infância: A 1ª vez que ouvi falar...
    #1

    Offline Strigo

    • ***
    • Membro Total
    • Género: Masculino
    A primeira vez que ouvi falar em homossexualidade tinha 9 ou 10 anos, estava no recreio com dois colegas mais novos e a educadora (não sei se é este o termo correcto, era a rapariga que tomava conta de nós à tarde, quando não tinhamos aulas) e um chamou homossexual ao outro. A educadora zangou-se e ele perguntou "Mas não é asneira, pois não?", ela fingiu que não o ouviu. "Mas não é asneira, pois não? Mas não é asneira, pois não?" quando percebeu que ele não ia desistir lá respondeu "Não, não é asneira".

    Se não era asneira podia perguntar à minha mãe o que era, pensei eu, e assim o fiz.
    Não me lembro da resposta da minha mãe, mas sei que foi uma resposta correcta, sem homofobia. Mesmo assim achei que devia haver alguma coisa errada com a homossexualidade, talvez pela forma como ouvi falar dela (o meu colega não estava obviamente a elogiar o outro e o embaraço da educadora era suspeito) mas acho que principalmente por nunca ter ouvido falar dela antes.

    Eu tinha lido aqueles livros de sexualidade para crianças e em nenhum deles falavam de homossexualidade, eram sempre relações entre um homem e uma mulher. O mesmo acontecia com as explicações dos adultos.
    O meu comentário à resposta da minha mãe foi algo como "Isso é uma palermice, nem podem ter filhos!"
    Os livros de sexualidade para crianças são na verdade (ou pelo menos eram) livros de de-onde-vêm-os-bébés acho que demorei um bom tempo a perceber que as relações sexuais não são algo que se pratica exclusivamente quando se quer ter filhos e claro que vendo as coisas neste contexto era difícil perceber a homossexualidade.

    Mais tarde claro que vieram as asneiras com que os rapazes gostam de se "mimar" uns aos outros (referências a homossexualidade feminina eram quase inexistentes) que não ajudam nada a que se tenha uma imagem positiva da homossexualidade, mesmo assim acho que nunca tive uma imagem negativa da mesma, apenas algumas imagens erradas que foram sendo corrigidas.

      Relatos de Infância: A 1ª vez que ouvi falar...
      #2

      Offline [Marcus]

      • ****
      • Membro Sénior
      • Género: Masculino
      • Anti Social
        • Naruto Yaoi forum
      Aonde eu morava chamar os outros de gays desde pequenos foi sempre um gozo.

      Relatos de Infância: A 1ª vez que ouvi falar...
      #3

      Offline cacao

      • *****
      • Associad@ Honorári@
      • Membro Vintage
      • Género: Feminino
      • "There´s no sin, but stupidity" Oscar Wilde
        • Mais sobre mim...
      Aonde eu morava chamar os outros de gays desde pequenos foi sempre um gozo.

      Mas é um gozo carregado de ofensa, preconceito, homofobia e heterossexismo [Ufa...!] porque ao se chamar gay outro homem/ rapaz estás a pôr em causa a sua virilidade, e com isso não se brinca! ;) :-\

      Assim, esse gozo de que falas não me parece outra coisa senão algo extremamente negativo.

      Strigo,

      É uma verdade que os livros para crianças são fraulein und frauboy mit bebé! - Citado do "Diário de Bridget Jones 2"
        Another one will bite the dust...

        "Se não houvesse nem mar nem amor, ninguém escreveria livros." -  Duras

        "A felicidade é o livre uso das nossas capacidades". - V. Woolf

        Relatos de Infância: A 1ª vez que ouvi falar...
        #4

        ana

        • Visitante
        Bem, infelizmente desde miúda as referências que me chegavam relacionadas com o tema foram sempre carregadas de um forte teor negativo... tive que ouvir das coisas mais aberrantes que certamente terão servido para pôr à prova uma possível costela homofóbica minha...
        Como poderia ser diferente toda esta imagem negativa se os próprios gays que conhecia (havia alguns bem assumidos, pelo menos eles sabiam que toda a gente sabia que eles o eram, recohecidos por manterem um estilo tipo "variações") transmitiam uma imagem negativa da sua própria homossexualidade, diziam no fundo não gostarem de ser assim...
        Havia um que, nunca percebi bem porquê, costumva vir "desabafar" com a minha mãe-não é que ela o ajudasse de forma alguma, tinha um discurso mesmo muito retro- mas sempre permitiu-me ficar a conhecer a forma de ele ver as coisas... se calhar por acharem que er demasiado tótó para me aperceber daquilo que diziam, continuavam a falar comigo por perto. Ao ouvir aquilo que ele dizia, pensava que ser-se m.a.r.i.c.a.s devia ser uma coisa muito má pois ele chorava muito, falava em querer mudar, mas n conseguir, como todos os relacionamentos que tinha poucos dias duravam e ainda serviam para o pôr mais em baixo... o que a minha mãe lhe dizia, já nem e lembro, marcou-me mais o sofrimento dele, a chacota que lhe faziam na rua... enfim...
        Emigrou para o EUA, soube que há poucos anos casou com uma mulher...
        Que lhe terá acontecido para acabar casado......?

          Relatos de Infância: A 1ª vez que ouvi falar...
          #5

          Offline DeViL

          • **
          • Membro Júnior
          • Género: Masculino
          • Can´t hold us Down....!!!
          Bem (quase) desde que me entendo por gente ouvia os rapazes da minha rua, da minha escola, do meu mundo a chamar-me: maricas, panaleiro, rabiló... entre uma infindável lista de outros lindos nomes!!! lol
          Porque eu ñ jogava á bola, ñ ía apalpar as raparigas etc...
          Por ixo desde mto cedo ouvi falar dexes nomes impróprios... Eu sabia k a razão a qual eles m gozavam era por eu ter demasiados gestos femininos.. :P
          Mas nunca os homens m tinham atraido.... ;)...
          Bem mais tarde já no 9º ano entrou para a minha turma um rapaz k fazia o Castelo Branco parecer o Van Dame!!! (se m permitem a comparação), então eu foi para o esquecimento, pois agora era ele o motivo de gozo e de xacota perante uma escola de 600 e tal alunos... Ele dizia abertamente d quem gostava e eu na penumbra admirava a sua coragem, mas os rapazes de kem ele "gostava" acabavam sempre por lhe dar uma tareia!!!!
          Claro k eu ficava traumatizado.....
          Nesse mesmo ano um rapaz despertou-me a atenção o mesmo k ele gostava (coincidência ;D)!!! Então comexei a pesquisar em livros (nem sempre continham a informação desejada), começei a procurar na net....
          Acabou o 9º ano e nunca + o vi....sei k candidatou-se a presidente da associação na escola para onde foi e ganhou....mais tarde....viu no jornal a defender a escola num problema kker e disse-lhe....e disse a mim mesmo OBRIGADO!!! (por abrir-me os olhos) ::)
            When you are sad and helpless, a ligth will guide u..... just believe it... ;-)

            Relatos de Infância: A 1ª vez que ouvi falar...
            #6

            I

            • Visitante
            Bem (quase) desde que me entendo por gente ouvia os rapazes da minha rua, da minha escola, do meu mundo a chamar-me: maricas, panaleiro, rabiló... entre uma infindável lista de outros lindos nomes!!! lol

             Não era/és o unico.. comigo a história é semelhante... agora mudei para outra escola onde estou á cerca de 3anos... e como a turma é quase sempre a mesma já tão comigo nas puras... habituaram-s a mim e vice versa dámo-nos bem  lol se bem que mal saio da sala de aula oiço coisas como por exemplo "Que florzinha" á qual a resposta é qualquer coisa do tipo "ai k kidooooo" ao qual param, sim porque se baixar a cabeça é o mesmo todos os dias... agora até gozo com a cituação (o meu deus eles acreditaram que eu tinha comprado uma saia rosa-choque... e eu nme gosto de rosa LOL  :devil) enfim...


              Relatos de Infância: A 1ª vez que ouvi falar...
              #7

              Offline magnotico

              • *
              • Novo Membro
              • Género: Masculino
                • Desp@chos - versão on-line (Blog)
              A primeira vez que ouvi a palavra gay foi na música dos falecidos Mamonas assassinas.

              Na altura procurei saber, junto da minha irmã, o significado, ao que ela me respondeu que aprenderia depois... Não me recordo, no entanto, de quando alcancei o verdadeiro significado da palavra...

              Ainda que já soubesse o que queria dizer maricas e outras palavras menos "próprias", que não valem realmente a pena relembrar, não é?

              Quanto ao lésbica, lesbianismo, entre outras afamiliarizadas, só quando realmente entrei para o mundo gay tomei conta da sua existência e significado... Ou seja, há cerca de 5 anos atrás [smiley=nao.gif]. Poder-se-à concluir, por aqui, o quão fechada é a sociedade portuguesa? Claro que sim!

              Falando nisto... Força com o projecto de educação da rede!  :D

              Beij@s ;)
                magus nocti

                Relatos de Infância: A 1ª vez que ouvi falar...
                #8

                Offline Planta xerófila

                • *****
                • Membro Elite
                • Género: Feminino
                A 1ª vez deve ter sido a ouvir falar de um dos 2 gds amigos da minha mae q sao gays, ou entao foi um mimo trocado entre os meus irmãos ::)

                com conteudo ofensivo, fui ouvindo na escola, ofenderem um ou outro rapaz tb p ser efeminado em gestos ou hábitos.

                1ª vez q ouvi a referencia a homossexualidade feminina, penso q foi qd se "descobriu" q uma antiga aluna (ex-namorada de um dos meus irmaos ao q vim a descobrir recentemente lol) namorava com a professora de ingles... acho q n era usado nenhum termo em especial (pq eu acho-os todos tao feios q de certeza q me teria ficado), dizia-se apenas q andavam. :)
                  A cynic is one who knows the price of everything and the value of nothing.

                  O c antes do e e do i não[/u] leva cedilha!!!!

                  Relatos de Infância: A 1ª vez que ouvi falar...
                  #9

                  Whisper

                  • Visitante
                  A primeira vez que eu ouvi falar sobre a homossexualidade foi quando estava na primaria, foi na 3a ou 4a classe! Foi lá um padre e uma freira e estavama a falar sobre deus e etc entretanto escreveram no quadro homossexuais, heterossexuais, bissexuais e explicaram o que queria dizer, foi então ai que eu me aprecebi do que realmente era pois já lhe conseguia dar um nome. Antes disso eu achava normalissimio sentir o que sentia por raparigas, foi ai que me aprecebi que era "diferente" pois nunca me tinham explicado que homossexualidade existia.

                    Relatos de Infância: A 1ª vez que ouvi falar...
                    #10

                    Offline barthez

                    • *****
                    • Associad@ Honorári@
                    • Membro Vintage
                    • Género: Feminino
                    • k os números nunca te façam eskecer as pessoas
                    engraçado... :inq eu n me lembro de qd ouvi pela primeira vez alguma coisa relacionada com homossexualidade... :-X o q até é uma coisa positiva pois se n me lembro é porque provavelmente n ouvi nada de negativo... ;D

                    lembro-me de se falar de q havia homossexualidade no futebol feminino (e eu comecei a jogar por volta dos 12 anos) mas penso q já sentia mais ou menos q eu tb era e prontos n foi nada q me tivesse marcado.

                    Na escola n me lembro de se gozar ninguém por causa de tiques (gozava-se com outras coisas) nem de se falar de homossexualidade... mas tb confesso q às vezes as coisas passam-me um bocado ao lado lol por isso n posso garantir q n se passasse algo q eu n tenha visto ;)

                    n me lembro de falar com os meus pais (ou aliás com qq outra pessoa) a n ser qd já sabia q era (e tinha aceitado bem depois de algum tempo a pensar a sério no q sentia) :)

                    uma coisa q acho piada nisto tudo é q sempre associei a palavra maricas, n a homossexual masculino, mas a alguém cagarolas, fraquito, etc, etc... mas isso é defeito meu :P ligo sempre mais ao significado q as pessoas querem dar às palavras do q ao significado literal dessas palavras ;)
                      "people should be allowed to fall in love with whoever they want! I mean... otherwise what's the point of living?!" once and again

                      Relatos de Infância: A 1ª vez que ouvi falar...
                      #11

                      Offline koyodu

                      • *****
                      • Membro Ultra
                      • Género: Masculino
                      • Bleach/Naruto... qual o melhor?
                      Bom eu lembro-me de estar á mesa de jantar com a minha irmã, pai e mãe (tinha aproximadamente 10 anos). Durante a janta tem-se sempre o telejornal ligado... e passou uma reportagem numa pequena aldeia, da qual não lembro o nome (penso que era do interior), que falava basicamente numa familia que expulsou o filho de casa, porque este se assumiu perante eles como homossexual.

                      Após a reportagem, o meu pai diz que concordava totalmente com a atitude da familia, e a minha mãe, indignada perguntou-lhe se ele também faria o mesmo caso fosse um filho dele, e qual foi a resposta??? Pois é, um SIM muito decidido  :(

                      De qualquer das formas não sei porque me lembro dessa situação, era muito novo e nem colocava a hipotese de realmente ser gay...  :P

                        Relatos de Infância: A 1ª vez que ouvi falar...
                        #12

                        Offline man_from_mars

                        • ****
                        • Membro Sénior
                        • Género: Masculino
                        • hoje é o resultado do que vivemos ontem
                        A primeira vez que ouvi falar em homossexualidade tb foi na tv. Ao perceber o que era e que se relacionava comigo, lembro-me de ter ficado muito embaraçado porque estava ao pé dos meus pais que, ainda hoje, não sabem nada sobre a minha orientação sexual.
                          sem mais nada de momento subscrevo-me com os melhores cumprimentos. :p

                                            man_from_mars

                          Relatos de Infância: A 1ª vez que ouvi falar...
                          #13

                          Whisper

                          • Visitante
                          uma coisa q acho piada nisto tudo é q sempre associei a palavra maricas, n a homossexual masculino, mas a alguém cagarolas, fraquito, etc, etc... mas isso é defeito meu :P ligo sempre mais ao significado q as pessoas querem dar às palavras do q ao significado literal dessas palavras ;)


                          Es como eu! Alias eu muitas vez uso a palavra maricas, e logico que não é com intenções de chamar homossexual mas apenas maneira de brincar! Eu acho que as palavras so tem importancia se tu acreditares nelas... É a mesma quando fazem 1 dedo... epah para min é um dedo, se eles vem la outra coisa...força lol

                            Relatos de Infância: A 1ª vez que ouvi falar...
                            #14

                            Offline koyodu

                            • *****
                            • Membro Ultra
                            • Género: Masculino
                            • Bleach/Naruto... qual o melhor?
                            lol Pois é,  mas uma coisa é a importancia que a palavra tem para ti... outra coisa é importancia que a palavra tem para quem foi dirigida  ;)

                              Relatos de Infância: A 1ª vez que ouvi falar...
                              #15

                              name16

                              • Visitante
                              olhem ja eu praticava actos homossexuais (seja la como se diz) antes de "saber o que era (significava)"

                              nao sei se estou fora de topico hehe.

                                Relatos de Infância: A 1ª vez que ouvi falar...
                                #16

                                Offline cacao

                                • *****
                                • Associad@ Honorári@
                                • Membro Vintage
                                • Género: Feminino
                                • "There´s no sin, but stupidity" Oscar Wilde
                                  • Mais sobre mim...
                                Mas comportamentos homossexuais não fazem de ti homossexual necessariamente...
                                  Another one will bite the dust...

                                  "Se não houvesse nem mar nem amor, ninguém escreveria livros." -  Duras

                                  "A felicidade é o livre uso das nossas capacidades". - V. Woolf

                                  Relatos de Infância: A 1ª vez que ouvi falar...
                                  #17

                                  name16

                                  • Visitante
                                  cacao: hmmm... comportamentos? ... agora fico meio lixado isso significa ou inclui mesmo uma relacao (sexual) homossexual? hehe

                                    Relatos de Infância: A 1ª vez que ouvi falar...
                                    #18

                                    Offline cacao

                                    • *****
                                    • Associad@ Honorári@
                                    • Membro Vintage
                                    • Género: Feminino
                                    • "There´s no sin, but stupidity" Oscar Wilde
                                      • Mais sobre mim...
                                    Comportamento são muitas vezes vividos pontualmente, por exemplo, durante a adolescência, ou nas prisões, ou até em algumas culturas árabes que as raparigas têm contacto fisico com outras raparigas para salvaguardar a virgindade.

                                    Uma relação é sempre uma relação! ;)
                                      Another one will bite the dust...

                                      "Se não houvesse nem mar nem amor, ninguém escreveria livros." -  Duras

                                      "A felicidade é o livre uso das nossas capacidades". - V. Woolf

                                      Relatos de Infância: A 1ª vez que ouvi falar...
                                      #19

                                      superstar

                                      • Visitante
                                      hummm....eu tb dd mt cedo q ouvia as comuns expressoes (maricas, p...., etc.)....e sabia q eram "meninos q gostavam d meninos". ms a primeira vez q percebi de facto que era 1a coisa real foi por volta dos 10 anos com o videoclip da musica "secretly" dos skunk anansie... lembrome q qdo davam esse mm videoclip nao censurado os 2 rapazes s beijavam....

                                         

                                        Tópicos relacionados

                                          Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
                                        0 Respostas
                                        1085 Visualizações
                                        Última mensagem 3 de Outubro de 2009
                                        por MT
                                        43 Respostas
                                        9824 Visualizações
                                        Última mensagem 10 de Janeiro de 2012
                                        por TiagoJ
                                        14 Respostas
                                        2016 Visualizações
                                        Última mensagem 11 de Maio de 2015
                                        por Fiii.w
                                        0 Respostas
                                        3510 Visualizações
                                        Última mensagem 11 de Fevereiro de 2019
                                        por anadeoli
                                        0 Respostas
                                        3502 Visualizações
                                        Última mensagem 22 de Março de 2019
                                        por Fernando Pinheiro