rede ex aequo

Olá Visitante19.set.2019, 07:29:15

Autor Tópico: gostar de ser traído  (Lida 1859 vezes)

 
gostar de ser traído
#0

Offline MPCMC

  • *
  • Novo Membro
  • Género: Masculino
Olá a todos,
Aviso já que o post pode parecer estranho para muitos porque não é nada politicamente correcto, mas preciso de ouvir opiniões e não sei com quem falar:
Tenho uma relação já considerada de grande duração, de alguns anos, e nos dois ultimos anos começámos a querer experimentar coisas diferentes a nivel sexual, threesomes, coisas mais kinky do género ter relações sexuais com um homem e um de nós ficar apenas a ver sem interagir, relações sexuais a dois com um terceiro e só no fim é que o outro de nós aparece, coisas deste estilo. Ultimamente a coisa foi evoluindo, eu ganhei um determinado prazer em "ser traído" e pedi ao meu namorado que o fizesse, se ele gostasse que não haveria problema. Agora soube que ele anda em contacto com alguns homens e que de facto já aconteceram bastantes coisas e contou-me. Mas pela primeira vez não me conta quem são as pessoas e o que fizeram e quando estão juntos, coisas que até aqui eram normais. Ou seja, objectivamente não há traição, porque foi tudo com consentimento meu, é mais role playing, porém, ultimamente começo a sentir-me um pouco frustrado e o prazer já não é tão grande nisto, por não saber o que de facto eles fazem e quando estão juntos. Por ter sido eu a autorizar e incentivar, tenho medo que ele agora se chateie comigo, por ter uma personalidade dificil e forte. Apesar de parecer que temos uma relação estranha, gosto imenso dele e ele de mim, e é exactamente por isso que não quero que ele fique chateado, gostava de manter este nosso divertimento, mas não nas proporções e da forma que agora tem. Acham que pode ser prejudicial para o nosso desenvolvimento pessoal, ou para a relação este tipo de coisas? Conhecem casos semelhantes? Resumindo, é normal, ou sou o primeiro ser humano a gostar de algo deste género? Obrigado e peço desculpa pelo testamento. Manuel :)
« Última modificação: 12 de Outubro de 2018 por MPCMC »

    gostar de ser traído
    #1

    Offline asfugasdotempo

    • *
    • Novo Membro
    • Género: Feminino
    Olá a todos,
    Aviso já que o post pode parecer estranho para muitos porque não é nada politicamente correcto, mas preciso de ouvir opiniões e não sei com quem falar:
    Tenho uma relação já considerada de grande duração, de alguns anos, e nos dois ultimos anos começámos a querer experimentar coisas diferentes a nivel sexual, threesomes, coisas mais kinky do género ter relações sexuais com um homem e um de nós ficar apenas a ver sem interagir, relações sexuais a dois com um terceiro e só no fim é que o outro de nós aparece, coisas deste estilo. Ultimamente a coisa foi evoluindo, eu ganhei um determinado prazer em "ser traído" e pedi ao meu namorado que o fizesse, se ele gostasse que não haveria problema. Agora soube que ele anda em contacto com alguns homens e que de facto já aconteceram bastantes coisas e contou-me. Mas pela primeira vez não me conta quem são as pessoas e o que fizeram e quando estão juntos, coisas que até aqui eram normais. Ou seja, objectivamente não há traição, porque foi tudo com consentimento meu, é mais role playing, porém, ultimamente começo a sentir-me um pouco frustrado e o prazer já não é tão grande nisto, por não saber o que de facto eles fazem e quando estão juntos. Por ter sido eu a autorizar e incentivar, tenho medo que ele agora se chateie comigo, por ter uma personalidade dificil e forte. Apesar de parecer que temos uma relação estranha, gosto imenso dele e ele de mim, e é exactamente por isso que não quero que ele fique chateado, gostava de manter este nosso divertimento, mas não nas proporções e da forma que agora tem. Acham que pode ser prejudicial para o nosso desenvolvimento pessoal, ou para a relação este tipo de coisas? Conhecem casos semelhantes? Resumindo, é normal, ou sou o primeiro ser humano a gostar de algo deste género? Obrigado e peço desculpa pelo testamento. Manuel :)
    Olá Manuel.
    Cada caso é um caso. Cada relacionamento é um relacionamento. As pessoas também são diferentes!
    Acho que ninguém pode dizer que é certo ou errado. Ou que é ou não prejudicial.
    O que importa é aquilo que OS DOIS querem.
    Se te estás a sentir assim, meio, desconfortável, acho que o primeiro passo, talvez, seja falares com o teu namorado e explicar que a situação inicial era vocês saberem de tudo, quem são e o que fazem com os "terceiros".
    Se fosse eu, tentaria perceber o porquê da mudança, o porquê de "esconder".
    Mas como te disse, cada caso é um caso. Não vos conheço...
    Mas não acredito que seja prejudicial, desde que não haja qualquer envolvimento emocional com algum terceiro.
    Inclusive, há quem defenda que fazer umas "mudanças" de vez em quando pode ser óptimo para uma relação, no sentido em que "acende" mais ou novamente a chama. Mas volto a dizer, cada caso é um caso.
    Eu sou extremamente ciumenta... Não sei até que ponto é que faria isso que vocês fazem. :b

    Enviado do meu ASUS_X00DD através do Tapatalk


      gostar de ser traído
      #2

      Offline Sekh

      • *
      • Novo Membro
      • Género: Feminino
      Olá a todos,
      Aviso já que o post pode parecer estranho para muitos porque não é nada politicamente correcto, mas preciso de ouvir opiniões e não sei com quem falar:
      Tenho uma relação já considerada de grande duração, de alguns anos, e nos dois ultimos anos começámos a querer experimentar coisas diferentes a nivel sexual, threesomes, coisas mais kinky do género ter relações sexuais com um homem e um de nós ficar apenas a ver sem interagir, relações sexuais a dois com um terceiro e só no fim é que o outro de nós aparece, coisas deste estilo. Ultimamente a coisa foi evoluindo, eu ganhei um determinado prazer em "ser traído" e pedi ao meu namorado que o fizesse, se ele gostasse que não haveria problema. Agora soube que ele anda em contacto com alguns homens e que de facto já aconteceram bastantes coisas e contou-me. Mas pela primeira vez não me conta quem são as pessoas e o que fizeram e quando estão juntos, coisas que até aqui eram normais. Ou seja, objectivamente não há traição, porque foi tudo com consentimento meu, é mais role playing, porém, ultimamente começo a sentir-me um pouco frustrado e o prazer já não é tão grande nisto, por não saber o que de facto eles fazem e quando estão juntos. Por ter sido eu a autorizar e incentivar, tenho medo que ele agora se chateie comigo, por ter uma personalidade dificil e forte. Apesar de parecer que temos uma relação estranha, gosto imenso dele e ele de mim, e é exactamente por isso que não quero que ele fique chateado, gostava de manter este nosso divertimento, mas não nas proporções e da forma que agora tem. Acham que pode ser prejudicial para o nosso desenvolvimento pessoal, ou para a relação este tipo de coisas? Conhecem casos semelhantes? Resumindo, é normal, ou sou o primeiro ser humano a gostar de algo deste género? Obrigado e peço desculpa pelo testamento. Manuel :)




      Olá MPCMC!


      Á semelhança do que foi dito acima, acho que os juizos de valor ficam para aqueles cuja a ignorância impera sobre eles.
      NUm relacionamento saudável a base é a confiança e a partilha de momentos que ambos gostam.
      Está subjacente que é necessário um dialogo constante e aberto sobre todas as coisas, incluido aquelas que incomodam.
      Se não te sentes confortavél com esta abordagem recente da relação, acho que deves expôr a situação.
      Penso que uma conversa assertiva vai resolver, porque como tu dizes, gostam um do outro...a compreensão existe na certa.


      Força com Isso


      E acima de tudo sorri :)

        gostar de ser traído
        #3

        Offline sleepy_heart

        • ****
        • Membro Sénior
        • Género: Feminino
        Olá a todos,
        Aviso já que o post pode parecer estranho para muitos porque não é nada politicamente correcto, mas preciso de ouvir opiniões e não sei com quem falar:
        Tenho uma relação já considerada de grande duração, de alguns anos, e nos dois ultimos anos começámos a querer experimentar coisas diferentes a nivel sexual, threesomes, coisas mais kinky do género ter relações sexuais com um homem e um de nós ficar apenas a ver sem interagir, relações sexuais a dois com um terceiro e só no fim é que o outro de nós aparece, coisas deste estilo. Ultimamente a coisa foi evoluindo, eu ganhei um determinado prazer em "ser traído" e pedi ao meu namorado que o fizesse, se ele gostasse que não haveria problema. Agora soube que ele anda em contacto com alguns homens e que de facto já aconteceram bastantes coisas e contou-me. Mas pela primeira vez não me conta quem são as pessoas e o que fizeram e quando estão juntos, coisas que até aqui eram normais. Ou seja, objectivamente não há traição, porque foi tudo com consentimento meu, é mais role playing, porém, ultimamente começo a sentir-me um pouco frustrado e o prazer já não é tão grande nisto, por não saber o que de facto eles fazem e quando estão juntos. Por ter sido eu a autorizar e incentivar, tenho medo que ele agora se chateie comigo, por ter uma personalidade dificil e forte. Apesar de parecer que temos uma relação estranha, gosto imenso dele e ele de mim, e é exactamente por isso que não quero que ele fique chateado, gostava de manter este nosso divertimento, mas não nas proporções e da forma que agora tem. Acham que pode ser prejudicial para o nosso desenvolvimento pessoal, ou para a relação este tipo de coisas? Conhecem casos semelhantes? Resumindo, é normal, ou sou o primeiro ser humano a gostar de algo deste género? Obrigado e peço desculpa pelo testamento. Manuel :)




        Olá MPCMC!


        Á semelhança do que foi dito acima, acho que os juizos de valor ficam para aqueles cuja a ignorância impera sobre eles.
        NUm relacionamento saudável a base é a confiança e a partilha de momentos que ambos gostam.
        Está subjacente que é necessário um dialogo constante e aberto sobre todas as coisas, incluido aquelas que incomodam.
        Se não te sentes confortavél com esta abordagem recente da relação, acho que deves expôr a situação.
        Penso que uma conversa assertiva vai resolver, porque como tu dizes, gostam um do outro...a compreensão existe na certa.


        Força com Isso


        E acima de tudo sorri :)

        Não vejo nada de anormal nisso. O que é considerado "normal" ou "anormal" tem muito que se lhe diga...! Eu nem "classificaria" tal como traição, uma vez que é a vossa forma de estar na relação: parece-me mais uma espécie de "roleplay" com uma inclinação voyerista. Se não te sentes confortável com a proporção/rumo que a relação tem actualmente penso que uma conversa resolverá :) O importante é manterem a confiança um no outro e averiguarem se estão ou não em sintonia emocional. Boa sorte! Abraço!

           

          Tópicos relacionados

            Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
          24 Respostas
          5323 Visualizações
          Última mensagem 14 de Novembro de 2011
          por kiss
          11 Respostas
          2730 Visualizações
          Última mensagem 29 de Maio de 2010
          por Hunow
          14 Respostas
          5216 Visualizações
          Última mensagem 24 de Março de 2016
          por muntyak
          10 Respostas
          2116 Visualizações
          Última mensagem 10 de Março de 2011
          por Small Ice
          0 Respostas
          700 Visualizações
          Última mensagem 19 de Março de 2013
          por KanyesGodComplex