rede ex aequo

Olá Visitante22.set.2019, 13:39:12

Autor Tópico: Que pena os meus pais não conhecerem este site  (Lida 53184 vezes)

 
Que pena os meus pais não conhecerem este site
#100

Offline Pixel

  • ***
  • Membro Total
  • Género: Feminino
  • Love is a temple
Pois... Até podia ser bom... Já tentei dar a conhecer o site da campanha (por achar que talvez seja uma aproximação mais light) à minha mãe colocando um banner num blog há uns tempos porque costuma ler-me e comentou "agora até os homossexuais apoias..." mas foi positivo. Não sei se clicou no link (era o banner da campanha), se o fez acredito que lhe tenha feito bem, senão clicou habituou-se à imagem, não houve mais comentários.
De resto vou falando das associações de vez em quando, quando o acho pertinente, dependendo das situações mas é uma tarefa árdua na medida em que sinto as associações demasiado longe das pessoas e não são as pessoas que as têm de conhecer mas sim que estas se dêm a conhecer. Com o tempo... maybe, as coisas se tornem mais próximas e não haja um vale tão grande entre as duas partes.
« Última modificação: 12 de Outubro de 2007 por Pixel »
    ;D Amo-te Barriguita! ;D

    Que pena os meus pais não conhecerem este site
    #101

    jsps13

    • Visitante
    Qual o medo? Qual o problema em sermos nós próprios?

    Os meus pais só não conhecem este espaço porque, por assim dizer, não calhou. Se conhecessem, melhor para eles!

      Que pena os meus pais não conhecerem este site
      #102

      Offline FalsoDeus

      • *****
      • Membro Vintage
      • Banido
      • Género: Masculino
      Qual o medo? Qual o problema em sermos nós próprios?

      Os meus pais só não conhecem este espaço porque, por assim dizer, não calhou. Se conhecessem, melhor para eles!

      apesar da crescente auto-aceitação no mundo lgbt, nem todos têm a sorte de o conseguir tão facilmente

      either way, gostei da atitude ;)

        Que pena os meus pais não conhecerem este site
        #103

        jsps13

        • Visitante
        apesar da crescente auto-aceitação no mundo lgbt, nem todos têm a sorte de o conseguir tão facilmente

        either way, gostei da atitude ;)

        Se mostrarmos que estamos bem connosco, então estamos bem com todos. A maior parte do preconceito vem de nós mesmos, por pensarmos que "os outros não nos vão aceitar".

          Que pena os meus pais não conhecerem este site
          #104

          Yumi

          • Visitante
          É uma pena realmente pois eles assim poderiam até conhecer melhor os meus sentimentos e as situações que passo dia após dia! o quanto gostava que eles entendessem-me melhor, o que sinto, o que desejo, quem eu amo, enfim é uma pena mesmo!

            Que pena os meus pais não conhecerem este site
            #105

            hephaestion

            • Visitante
            não sei se seria a melhor das ideias, mas de certeza que lhes abriria a mente  lol

              Que pena os meus pais não conhecerem este site
              #106

              Offline bugkill3r

              • *****
              • Orador(a)
              • Membro Elite
              • Género: Masculino
                • a banalidade da diferença
              acho que a minha mãe iria gostar de conhecer a rede ex aequo e os seus projectos, não sei é se iria gostar que o seu filho participe neles...

              Que pena os meus pais não conhecerem este site
              #107

              Offline _Pipoca_

              • *****
              • Membro Ultra
              • Género: Feminino
              concordo plenamente contigo hephaestion, axo k só os fazia abrir a mente e pensar que não é uma confusão da nossa cabeça, mas sim amor.

              Há pais que não aceitam porque não têm muita informação por ser tudo novo para eles.

               :-*

                Que pena os meus pais não conhecerem este site
                #108

                Offline Hope

                • ****
                • Membro Sénior
                • Género: Feminino
                • ding ding ding
                  • Flash in head
                sao tao, burros k nao iam perceber d k era o site d certeza.. -.-'

                  Que pena os meus pais não conhecerem este site
                  #109

                  Offline _Pipoca_

                  • *****
                  • Membro Ultra
                  • Género: Feminino
                  sao tao, burros k nao iam perceber d k era o site d certeza.. -.-'

                  talvez

                    Que pena os meus pais não conhecerem este site
                    #110

                    Offline Hope

                    • ****
                    • Membro Sénior
                    • Género: Feminino
                    • ding ding ding
                      • Flash in head
                    sao tao, burros k nao iam perceber d k era o site d certeza.. -.-'

                    talvez

                    de certeza ;)

                      Que pena os meus pais não conhecerem este site
                      #111

                      Offline τοRoyalSizeΚΞ

                      • *****
                      • Orador(a)
                      • Membro Vintage
                      • Género: Masculino
                      A procura existe quando se torna necessária, a maior parte dos nossos pais talvez desconheça a rede e conseqüentemente o fórum porque desconhece a nossa orientação afectivo-sexual (entre outras razões), logo não precisa de compreender este tipo de diversidade, restringe-se à informação que lhe chega e que escolhe assimilar. É o mesmo que eu me interessar ou não pela doença de Alzheimer, não iria à procura da informção nem de grupos de apoio porque no meu ambiente familiar ou ambiente próximo não precisaria de lidar com isso...mas recentemente vim a saber que o meu avô talvez venha a ter Alzheimer, o que me fez ficar mais disperto para o assunto.
                      As pessoas dedicam-se às causas com que se identificam, e pode não ser por mal, mas simplesmente por indiferença e/ou desconhecimento, por desnecessidade. Assim que os meus pais souberem e/ou tiverem a confirmação de que sou guei provavelmente farão um esforço maior por tentar perceber este "mundo", por tentar perceber aquilo que eu vivo, aí sim, talvez haja mais reciprocidade da parte deles em discutir ou informarem-se sobre a homossexualidade, e provavelmente até eu poderei informá-los do que existe por aí com assuntos relativos a orientação sexual  - rede ex aequo, Associação Portuguesa de Homossexualidade Masculina, IPJ, PortugalGay, entre outros... - para que eles próprios possam guiar-se, uma vez que poderão não saber como reagir ou lidar com a questão.
                      É assim mesmo, as pessoas auto-informam-se sobre aquilo que precisam, por aquilo que lhes interessa, e nestes casos provavelmente não de uma maneira académica mas de uma maneira empírica, uma vez que aquilo que se sabe advém do que se experiencia, do que se testemunha e do que se vive, afinal, não será assim com todos nós? O facto de nós, LGBT, sabermos lidar com tudo isto será precisamente porque o vivemos, e quando não sabemos lidar connosco próprios temos de procurar por algo que nos informe sobre o que quer que seja que estejamos a viver.
                      Não é incomum sabermos de pais, amigos ou outros familiares que assim que sabem da nossa orientação sexual procuram pelos mais diversos meios de ajuda, quer seja por filmes, livros, pela internet, por organizações, por especialistas de saúde,...
                      Isto para dizer que sim, que é uma pena que os meus pais não conheçam este sítio, mas compreende-se o porquê de não conhecerem, e pode ser que no futuro o venham a conhecer tão bem quanto eu ;)
                      « Última modificação: 2 de Junho de 2008 por thwRoyalSizeCX »

                        Que pena os meus pais não conhecerem este site
                        #112

                        diafeliz

                        • Visitante

                        Hum... a minha mãe sabia que eu sempre que tinha / tenho um tempinho livre andava na net a fazer qualquer coisa...

                        No entanto, eu já por diversas vezes lhe tinha falado no fórum, mas ela nunca tinha visto como é.

                        À bocado, ela estava a ver tv mas não estava a dar nada de que ela gostasse e então veio para a sala e sentou-se ao pé de mim. Começámos a falar sobre a rede por causa de um assunto profissional e eu literalmente mostrei-lhe o fórum. Abri uma data de tópicos, mostrei-lhe quais eram os assuntos, falei-lhe de algumas pessoas do fórum que conheço há muitos anos, lêmos algumas histórias sobre as reacções de alguns pais, leu alguns tópicos que lhe chamaram mais a atenção...

                        Mostrei-lhe o meu nick, expliquei-lhe como funcionava, mostrei-lhe as minhas mensagens...

                        Bem, foi uma hora bem passada... Costumamos falar sem qualquer tabu sobre estes assuntos, mas hoje foi diferente porque ela leu mesmo...

                        (agora foi ver a novela, senão ficávamos aqui a noite toda)  :-X

                        ;)

                          Que pena os meus pais não conhecerem este site
                          #113

                          Riu

                          • Visitante
                          é mesmo isso. o assumir a homossexualidade não é, na minha opinião, tarefa exclusiva dos homossexuais.

                          no meu caso pessoal, porque nunca atravessei nenhuma fase de rejeitar a minha própria homossexualidade, ser homossexual é tão simples como gostar de loiras, no meu caso loiros :-)

                          tanto quanto saiba, nunca ninguém teve que fazer um "coming out" ou assumir-se por ser "loirossexual"...

                          encaremos as coisas de forma menos dramática. uma coisa é mentir acerca das nossas tendências sexuais (nesse caso a pessoa necessita de se assumir para que a sua vida deixe de ser um pesadelo) outra coisa é ser homossexual e não precisar de andar com um letreiro na testa a dizer que é homossexual.

                          não percebo porque razão se insiste tanto em assumir isto ou aquilo. se alguém deve assumir algo deve, em primeiríssimo lugar, assumir para consigo mesmo e não para com os que o rodeiam. esse é o passo mais importante.

                          em relação aos pais e amigos, devemos perguntar-nos antes o que é que eles TAMBÉM devem fazer.

                          mais agradável do que eu ter que contar aos meus pais ou amigos que sou gay e ter que enfrentar uma situação de stress psicológico seria, eventualmente, a minha mãe ou o meu pai ou um amigo, apercebendo-se do sofrimento que passo por ter que esconder que sou homossexual, vir ter comigo e dizer: "eu sei que és homossexual mas isso não me faz gostar menos de ti".

                          por isso o título que escolhi para este assunto de debate.

                          um abraço aos que tiveram a paciência de ler a minha mensagem.

                          dric

                          Concordo naquela de não é perciso andar-mos com um letreiro na testa a dizer k somos gays.
                          eu cá nao contei a ninguém, e eu tou bem com a minha sexualidade, e tal, não é perciso dizer a toda a gente kl vou ficar melhor, talvez fique é pior.

                            Que pena os meus pais não conhecerem este site
                            #114

                            Offline Leoa29

                            • *
                            • Novo Membro
                            • Género: Feminino

                            Hum... a minha mãe sabia que eu sempre que tinha / tenho um tempinho livre andava na net a fazer qualquer coisa...

                            No entanto, eu já por diversas vezes lhe tinha falado no fórum, mas ela nunca tinha visto como é.

                            À bocado, ela estava a ver tv mas não estava a dar nada de que ela gostasse e então veio para a sala e sentou-se ao pé de mim. Começámos a falar sobre a rede por causa de um assunto profissional e eu literalmente mostrei-lhe o fórum. Abri uma data de tópicos, mostrei-lhe quais eram os assuntos, falei-lhe de algumas pessoas do fórum que conheço há muitos anos, lêmos algumas histórias sobre as reacções de alguns pais, leu alguns tópicos que lhe chamaram mais a atenção...

                            Mostrei-lhe o meu nick, expliquei-lhe como funcionava, mostrei-lhe as minhas mensagens...

                            Bem, foi uma hora bem passada... Costumamos falar sem qualquer tabu sobre estes assuntos, mas hoje foi diferente porque ela leu mesmo...

                            (agora foi ver a novela, senão ficávamos aqui a noite toda)  :-X

                            ;)

                            ora aí está algo bem fixe  ;)
                              "E esta Hein?"

                              Que pena os meus pais não conhecerem este site
                              #115

                              Offline BabyT

                              • *****
                              • Membro Vintage
                              • Género: Masculino
                                • Life By Pieces
                              Não sei como iam reagir, se calhar normalmente como outro site qualquer onde se fala com pessoas :) Mas sim realmente e uma pena nao conhecerem ;) eles e toda a gente
                                Life Motto: "Always help someone, you might be the only one that does...."
                                         10/01/2011 - Amo-te _Sharika_

                                Que pena os meus pais não conhecerem este site
                                #116

                                Offline WildSpirit

                                • ***
                                • Membro Total
                                • Género: Feminino
                                • [25.06.08] <3
                                Mas sim realmente e uma pena nao conhecerem ;) eles e toda a gente
                                ;)

                                felizmente para mim, a minha mãe não sabe mexer em pc's  lol
                                  "As Vezes construímos sonhos em cima de grandes pessoas... O tempo passa... e descobrimos que grandes mesmo eram os sonhos e as pessoas pequenas demais para torná-los reais"

                                  Que pena os meus pais não conhecerem este site
                                  #117

                                  Jyzus

                                  • Visitante

                                  não percebo porque razão se insiste tanto em assumir isto ou aquilo. se alguém deve assumir algo deve, em primeiríssimo lugar, assumir para consigo mesmo e não para com os que o rodeiam. esse é o passo mais importante.

                                  em relação aos pais e amigos, devemos perguntar-nos antes o que é que eles TAMBÉM devem fazer.


                                  Concordo plenamente contigo... se nos proprios nao soubermos aquilo que queremos, entao nunca seremos felizes, mesmo k assumindo as coisas...

                                  portanto... como este é um passo muito importante, acho que deveremos reflectir sobre as coisas, pensar no que queremos mesmo fazer, e depois agir de forma correcta...

                                  abraco para todos ;)

                                    Que pena os meus pais não conhecerem este site
                                    #118

                                    Offline Gaia

                                    • *
                                    • Novo Membro
                                    Como foi lá em casa

                                    A minha filha passou um tempo muito fechada no quarto, pensei que era a sua forma de "cescer", e sim era de facto!
                                    Um dia avisou-nos (a mim e ao pai e à irmã) que tinha algo para nos contar, de repente sem mais nem menos chegou à porta e disse ser homosesxual. Deixei escapar uma gargalhada (achei mesmo graça, a miúda até nem é de pregar partidas mas... aquela tinha sido gira, um delírio), então o meu marido disse cabisbaixo que ela estava a falar verdade, que ele já tinha suspeitado.

                                    A partir desse momento fui ter com ela e disse-lhe que nada tinha mudado, apesar de ter sido uma surpresa e talvez até um choque, apesar de me custar a ver a questão dessa forma. A verdade  é que sempre defendi o direito à diferença e um mundo de tolerância e harmonia, mas... tocou-me na pele. No entanto retomando a conversa dei-lhe todo o meu apoio (esperando que fosse uma fase que passasse), garanti-lhe que estaria sempre ali com ela, para a ajudar a ser feliz.

                                    Preocupa-me as batalhas que a minha menina vai ter que vencer ao longo da vida, porque tem carácter, sabe o que quer da vida e não é miúda para hipocrisias.

                                    Orgulho-me da sua personalidade (gosto de pensar que a educação que eu e o pai lhe demos contribuiu para a sua integridade).

                                    Preocupo-me com o facto dela estar sozinha e não querer conhecer gente através de sites ou locais destinados a promover encontros. Ela quer encontrar alguém especial de forma expontânea. Eu só quero que ela encontre esse "alguém" que a faça feliz e estaremos aí, para o que der e vier. Acredito sinceramente que a minha menina vai ser feliz.

                                    Sempre disse que preferia que as minhas filhas me trouxessem para casa noras, em vez de genros que as tratassem mal, ainda bem que não falava apenas da boca para fora.

                                    Desejo muitas felicidades a todos e muita coragem para aqueles que ainda temem contar aos pais. Vão ver que chegada a altura certa, irão reconhecê-la.

                                      Que pena os meus pais não conhecerem este site
                                      #119

                                      Offline _Pipoca_

                                      • *****
                                      • Membro Ultra
                                      • Género: Feminino
                                      Como foi lá em casa

                                      A minha filha passou um tempo muito fechada no quarto, pensei que era a sua forma de "cescer", e sim era de facto!
                                      Um dia avisou-nos (a mim e ao pai e à irmã) que tinha algo para nos contar, de repente sem mais nem menos chegou à porta e disse ser homosesxual. Deixei escapar uma gargalhada (achei mesmo graça, a miúda até nem é de pregar partidas mas... aquela tinha sido gira, um delírio), então o meu marido disse cabisbaixo que ela estava a falar verdade, que ele já tinha suspeitado.

                                      A partir desse momento fui ter com ela e disse-lhe que nada tinha mudado, apesar de ter sido uma surpresa e talvez até um choque, apesar de me custar a ver a questão dessa forma. A verdade  é que sempre defendi o direito à diferença e um mundo de tolerância e harmonia, mas... tocou-me na pele. No entanto retomando a conversa dei-lhe todo o meu apoio (esperando que fosse uma fase que passasse), garanti-lhe que estaria sempre ali com ela, para a ajudar a ser feliz.

                                      Preocupa-me as batalhas que a minha menina vai ter que vencer ao longo da vida, porque tem carácter, sabe o que quer da vida e não é miúda para hipocrisias.

                                      Orgulho-me da sua personalidade (gosto de pensar que a educação que eu e o pai lhe demos contribuiu para a sua integridade).

                                      Preocupo-me com o facto dela estar sozinha e não querer conhecer gente através de sites ou locais destinados a promover encontros. Ela quer encontrar alguém especial de forma expontânea. Eu só quero que ela encontre esse "alguém" que a faça feliz e estaremos aí, para o que der e vier. Acredito sinceramente que a minha menina vai ser feliz.

                                      Sempre disse que preferia que as minhas filhas me trouxessem para casa noras, em vez de genros que as tratassem mal, ainda bem que não falava apenas da boca para fora.

                                      Desejo muitas felicidades a todos e muita coragem para aqueles que ainda temem contar aos pais. Vão ver que chegada a altura certa, irão reconhecê-la.

                                      Assim é que é, assim é que todos deviam de pensar.
                                      Sei que não é dificil para um pai ou uma mãe porque os pais ja têm a ideia que um dia o filho ou a filha vai fazer a sua vida, vai casar, etc... e nunca pensam que essa historia pode mudar a qualquer momento.

                                      Os pais de certa forma, escolham os filhos as opções que escolherem iram sempre ama-los

                                         

                                        Tópicos relacionados

                                          Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
                                        7 Respostas
                                        4565 Visualizações
                                        Última mensagem 2 de Julho de 2009
                                        por Andreia.
                                        2 Respostas
                                        1211 Visualizações
                                        Última mensagem 3 de Julho de 2013
                                        por castlox
                                        14 Respostas
                                        2573 Visualizações
                                        Última mensagem 6 de Agosto de 2014
                                        por Ticas:
                                        1 Respostas
                                        983 Visualizações
                                        Última mensagem 11 de Abril de 2016
                                        por Adler
                                        10 Respostas
                                        2644 Visualizações
                                        Última mensagem 31 de Janeiro de 2018
                                        por BrunoMCP