rede ex aequo

Olá Visitante22.set.2021, 18:54:31

Autor Tópico: Como os confrontar?...  (Lida 10205 vezes)

 
Como os confrontar?...
#0

Offline Ines

  • ****
  • Membro Sénior
  • Género: Feminino
  • aprende a amar as tempestades, não fujas delas...
Olá  ;)

Eu resolvi colocar esta questão no ar, porque afinal é a fase seguinte a ser "ultrapassada" após assumir-mos p nós mesmos a nossa opção sexual... :'(

Por isso vos convido a deixarem o vosso apoio, as vossas experiências :)...Porque muitas vezes o que nos faz falta é ter-mos contacto com outras situações, para sentir-mos que afinal existem outras pessoas que se debatem como o mesmo "problema" que nós  :'(

Eu posso-vos dizer que acordei muito recentemente para esta situação :'( ... O que senti logo, foi que ou o mundo era grande demais...ou era eu que era pequena demais :'( ... mas aos poucos tenho tentado reagir da melhor forma possível :-[ afinal os sentimentos não têm "sexo" ;) ...

Quanto à questão que coloquei, espero as vossas respostas :D afinal aqui podemos contactar todos sem discriminação nem preconceitos ;D

E quero agradecer mais uma vez ao Fórum por este espaço...que muito me tem ajudado, mesmo ao nível psicologico  ;D

:-* para todo@s
    De todos os canto do mundo
    Amo com um amor mais forte e mais puro
    Aquela praia extasiada e nua,
    Onde me uni ao mar, ao vento e à lua.

    Como os confrontar?...
    #1

    Offline tweetwe

    • **
    • Membro Júnior
    • Género: Feminino
    Acho que é preciso dar tempo ao tempo...   ;)

    O maior problema para os pais, é a parte em que eles se acham desiludidos porque algumas já não vão existir: o casamento; os netos; etc.  Muitas vezes até a "vergonha" porque seremos apontados.

    Também temos que os apoiar, mostrar que tudo vai correr bem, que apenas queremos ser felizes e que eles tem que compreender isso. :)

    A minha mãe perguntou-me como é que eu sabia, se tinha a certeza. Respondi apenas que era o que sentia, que somente  queria ser feliz e que não ia deixar de ser filha ou ela mãe por este facto.

    Neste momento está tudo bem, não me questiona mais, acho que eles também tem que ter um tempo para se aperceberem, como nós o tivemos para nos assumirmos a nós próprios.  8)

    Carpe diem

      " Porquê? Porque sim. Porque amanhã pode ser tarde demais. "

      Como os confrontar?...
      #2

      Offline Ines

      • ****
      • Membro Sénior
      • Género: Feminino
      • aprende a amar as tempestades, não fujas delas...
      ;) Olá

      Obrigado pela tua resposta. É um facto, o tempo é o melhor remédio e afinal nós mesmos também precisá-mos desse tempo para nos assumir-mos... :-[
      Por vezes o k sinto mesmo em relação aos pais...é que nós somos vistos como protótipos e temos k nos encaixar nos moldes...é isso que me assusta agora! :'(
      Mas esse receio não me vai fazer recuar,  ;)afinal todos procuramos o mesmo, ser-mos felizes  :) Não vou viver dentro de uma casca de ovo, para ser mais um mero protótipo  ;D ;)

      Vou deixar que o tempo me ajude a resolver  

      Mais uma vez, obrigado  ;) :-*  
        De todos os canto do mundo
        Amo com um amor mais forte e mais puro
        Aquela praia extasiada e nua,
        Onde me uni ao mar, ao vento e à lua.

        Como os confrontar?...
        #3

        Offline bluejazz

        • *****
        • Associad@ Honorári@
        • Membro Vintage
        • Género: Feminino
          • Homofobia
        Concordo com o que foi dito.  :) Pessoalmente julgo que os pais que mais têm dificuldades são os que olham para os filhos como se fossem uma extensão sua ou um espelho seu ou projectam neles aquilo que eles próprios gostariam de ter sido. Por outro lado, julgo que se os pais têm uma atitude de "vou criar esta criança como ser único e próprio e ver com ela se desenvolve e respeitar os seus desejos e sonhos" geralmente têm menos dificuldades em aceitar. E depois depende da sua experiência de vida, se conheceram pessoas homossexais, se sim se foi uma experiência positiva ou negativa... tanta coisa. Mas tempo, sim. Temos de dá-lo a nós própri@s e aos outros.  ;)  
          "I cannot be, as Bourdieu suggests, a fish in water that 'does not feel the weight of the water, and takes the world about itself for granted'" - Felly Simmonds

          Como os confrontar?...
          #4

          Offline Ines

          • ****
          • Membro Sénior
          • Género: Feminino
          • aprende a amar as tempestades, não fujas delas...
          ;) Olá

          Pois...e é precisamente esse dilema com k me debato, ou seja, estou-me a prepara para romper esta casca que me sofucou por tanto tempo... :'(
          Mas não há que desesperar...tudo se há-de resolver a seu tempo :D

          O gostar das pessoas implica desde logo, aceitá-las como são, e não emoldurá-las para as terem numa estante num canto da sala  ;D

          Mas é sempre bom ouvir outras experiências, assim sentimo-nos com mais força psicologica para vencer mais esta etapa  :D

          :-* a tod@s
            De todos os canto do mundo
            Amo com um amor mais forte e mais puro
            Aquela praia extasiada e nua,
            Onde me uni ao mar, ao vento e à lua.

            Como os confrontar?...
            #5

            Offline mega

            • *****
            • Associad@ Honorári@
            • Membro Sénior
            Eu procuro não confrontar os meus pais com isto. Aliás, o meu pai nunca sequer mencionou nada sobre o assunto, apesar de saber.
            Quando contei à minha mãe, a primeira reacção dela foi: de alivio, pois até lhe tinha passado pela cabeça que o meu "problema" teria algo a ver com drogas (eu nem fumo.... mas enfim...) e disse: "Ah é só isso?? Oh querida... isso é uma fase. Todas as adolescentes passam por isso.". Era a véspera de eu completar 23 anos ("Adolescente?????")....
            Quando começou a perceber que não era uma fase, deixou de me falar durante 3 meses.
            Hoje em dia, de vez em quando atira as suas "piadinhas" para o ar, mas nunca irá aceitar nem sequer compreender.

            Acho que primeiro temos de viver com nós próprios, e depois viver com o que os outros podem ou não pensar de nós (eu , pessoalmente, limito os outros a família e amigos...)

            A escolha de contar ou não aos outros é nossa.

            Conheço quem nunca o fez nem nunca o irá fazer e que viva em plena harmonia.
            Por isso, cada caso é um caso.
            Cristina
              "Grief is the price we have to pay for Love, it is the cost of Commitment"

              Como os confrontar?...
              #6

              Offline Ines

              • ****
              • Membro Sénior
              • Género: Feminino
              • aprende a amar as tempestades, não fujas delas...
              ;D

              Bem apesar de ter sido eu a abrir este tópico, hj digo-vos k muito sinceramente...vou desfrutar ao máximo a minha forma de amar... :D sigo o meu raciocinio e penso...olho para os meus pais ::)ops...começo a imaginar as caras  :P penso assim: -"não, agora não...para kê destruir akela imagem, para kê destruir akele molde em k me colocaram mentalmente" ??? Olho para os meus amigos, lanço...tipo kem n ker a coisa, a conversa p a mesa e ouço assustadoramente as respostas do género -"numa relação de lésbicas kem faz de homem" :-X "homem" ??? ::) Enfim...não vou sitar mais respostas pk não vale apena...seria o mesmo k estar a cavar um poço sem fundo e cada vez mais escuro e asfixante :-/ :'(

              Tudo isto para dizer k o k penso hj em dia é viver a minha vida a 100% e se alguma vez se proporcionar contar aos amigos ou à família será através de um diálogo não premeditado e se possível ameno (lol axo k estou a sonhar um bocadinho lol mas tb o é a vida senão um sonho constante lol) ;D mas por experiência própria, qt mais ensaiamos uma determinada situação, normalmente o resultado sai um bocadinho ao lado dakilo k estava previsto à partida ;D

              Por isso o tempo e as situações imprevistas por vezes encarregam-se de nos dar as respostas ;D Eu por vezes até digo k as melhores respostas são akelas k o silêncio nos dá :D :P

              :-* a tod@s
                De todos os canto do mundo
                Amo com um amor mais forte e mais puro
                Aquela praia extasiada e nua,
                Onde me uni ao mar, ao vento e à lua.

                Como os confrontar?...
                #7

                Offline Lorca

                • ***
                • Membro Total
                • Género: Feminino
                • "...Amanhã será outro dia..."
                Olá a todos

                Até hoje, as pessoas a quem contei sobre a minha homssexualidade aceitaram, no geral, bem! Algumas dessas pessoas eram até muito críticas, contudo acho que o facto de estarem diante de alguém que toda a vida (ou quase) conheceram e o facto de não encontrarem na minha pessoa nada que as fizesse ligar-me a alguma coisa que considerassem mais desagradável deve ter ajudado! No fundo, talvez seja "Olha, mas afinal até é normal e não estava nada à espera..." essas coisas!

                Quanto aos Pais :o , bem aí é outro departamento!!!
                Não quero confrontá-los e se entendemos por confrntação , "eu sou assim, quem quer quer, quem não quer que passe muito bem.." , então aí não quero confrntar ninguém...

                A minha parca experiência de vida diz-me que as coisas não são bem assim...não é fácil que os outros nos aceitem e em vez de confrontá-los, há que , aos poucos, tentar mostrar o outro lado, a beleza, e a sensibilidade, o sofrimento (que é igual, ao de todos os outros) e a alegria de se ser amado!...

                Não é fácil que nos aceitem e isso é compreensível, se calhar a maioria de nós também teve muita dificuldade em se aceitar...
                Temos que dar tempo ao tempo, e tentar ser o mais feliz que o mundo nos permitir... :)

                É sempre difícil encontrar a plenitude e isso é problema de todos os seres humanos, não apenas nosso


                Um abraço a todos

                Sílvia
                  "This is my world my pinky world, that some made me believe that exist"

                  Como os confrontar?...
                  #8

                  Offline Ines

                  • ****
                  • Membro Sénior
                  • Género: Feminino
                  • aprende a amar as tempestades, não fujas delas...
                  :)

                  Lorca eu qd utilizei a palavra "confrontar" pensei no facto de os colocar a par da nossa homosexualidade :)...nunca a pensei utilizar no sentido de algo abrupto ou intempestivo, até pk como tod@s nós sabemos...essa é bem de longe a via mais simples ou "eficaz" e deixa sempre enormes amargos sabores de boca :-/

                  :-* a tod@s
                    De todos os canto do mundo
                    Amo com um amor mais forte e mais puro
                    Aquela praia extasiada e nua,
                    Onde me uni ao mar, ao vento e à lua.

                    Como os confrontar?...
                    #9

                    Offline Lorca

                    • ***
                    • Membro Total
                    • Género: Feminino
                    • "...Amanhã será outro dia..."
                    Claro Inês, apenas escrevi aquilo, porque algumas pessoas, julgo eu , pensarão dessa forma...confrontar no sentido que eu escrevi...

                    :)
                      "This is my world my pinky world, that some made me believe that exist"

                      Como os confrontar?...
                      #10

                      Offline Ines

                      • ****
                      • Membro Sénior
                      • Género: Feminino
                      • aprende a amar as tempestades, não fujas delas...
                      ;)  

                      Pois é Lorca, a língua portuguesa é muito traiçoeira  ;) :-*

                      :-* a tod@s
                        De todos os canto do mundo
                        Amo com um amor mais forte e mais puro
                        Aquela praia extasiada e nua,
                        Onde me uni ao mar, ao vento e à lua.

                        Como os confrontar?...
                        #11

                        Offline beatriz

                        • *
                        • Novo Membro
                        • Género: Feminino
                        • "my soul has a shadow"
                        vezes encontramos em nós forças fabulosas e imaginárias que nos fazem mesmo crer que não precisamos do apoio de ninguém para vencer e sermos felizes. Então os dias passam e dentro nós vai nascendo e crescendo uma revolta com o mundo… Eu própria lembro-me de ter blasfemado para dentro de mim: como te odeio mundo! nasci cedo demais para que me compreendas!
                        Sinceramente… ter-me apercebido das minhas opções sexuais não foi nada complicado… ok… a alma não tem sexo, logo, para quê fixar uma máscara? Até aí tudo bem. Mas… e lá fora? E todos aqueles olhares tortos para um simples abraço ou gesto de carinho com alguém do mesmo sexo? Bah! Não preciso deles para nada! Ah…os amigos. Exacto. E difícil foi quando percebi que vivia duas vidas. É verdade que muitos me conhecem sem me conhecer realmente, nem nunca fui de falar de mim ou dos meus sentimentos. Mas daí a viver duas vidas? O medo da rejeição leva a coisas impensáveis. “Estás tão contente!”(silêncio)  “Estás tão triste pq?”(novamente silêncio).
                        Hoje, aprender a viver 2 vidas ainda é difícil. A coragem move barreiras e vai apagando aos poucos a beatriz que a sociedade aceita. O coração incha e bate com mais força à espera do dia seguinte. Se não formos nós, o confronto permanecerá eternamente…
                          "És alta em mim por essa cicatriz que se abre ao dormir e quando se acorda fica aberta."
                          Herberto Helder

                          Como os confrontar?...
                          #12

                          Offline Ines

                          • ****
                          • Membro Sénior
                          • Género: Feminino
                          • aprende a amar as tempestades, não fujas delas...
                          beatriz  :)

                          A vida  encarrega-nos de a confrontarmos através da nossa experiência...aprendemos aos poucos a combater os nossos medos, as nossas angústias...a nossa auto-estima aumenta, ficamos menos vulneráveis mas fortes... ;)
                          Nada como nos aceitarmos a nós próprios...isso já é por si só um passo muito importante...o resto, vamos construíndo, vamos aprendendo a crescer interiomente p nos reforçarmos p viver o nosso dia a dia de cabeça erguida, sem medos, sem fugas ;)
                          Mas é claro k na nossa sociedade e na maioria das sociedades do mundo inteiro "força-nos" viver duas vidas, tal como tu dizes, mas tudo é uma kestão de época, de tempo...pk se tu olhares para trás...vais ver e sentir k muita coisa já modou...temos k ter isso em conta, e também é uma forma de nos ajudar a encarar este mundo ;) aos pouco lá xegaremos ;)

                          :-* a tod@s

                          P.S. bem vinda  ;)
                            De todos os canto do mundo
                            Amo com um amor mais forte e mais puro
                            Aquela praia extasiada e nua,
                            Onde me uni ao mar, ao vento e à lua.

                            Como os confrontar?...
                            #13

                            Offline bluejazz

                            • *****
                            • Associad@ Honorári@
                            • Membro Vintage
                            • Género: Feminino
                              • Homofobia
                            Ai...  ;) Já estamos a falar outra vez de "opções sexuais"!... Ó moças (perdoa-me o à vontade Beatriz), mas fizeram alguma opção se não a de ser vós próprias e serem felizes? Foi mesmo uma opção sexual ou uma "opção de ser feliz"... é que "opção sexual" dá ideia que escolheram ser lésbicas ou bis, quando conseguem perfeitamente ser hetero. Se há umas poucas pessoas que podem afirmar isto, por ser verdade, por terem ido contra sua própria natureza, a sua orientação sexual "natural", por motivos políticos (nomeadamente algumas feministas dos anos 70 - algo que diga-se por passagem foi uma ideia bastante ridícula, porque ser lésbica é antes de tudo amar outra mulher e não uma afirmação de "fora os homens e a sua opressão" - um exemplo de aproveitamento político de algo que está na natureza de várias mulheres e não tem nenhuma origem política mentalmente "planeada" e "propositada" para elas). Julgo que a maioria esmagadora de nós não escolheu nem optou pela orientação sexual que tem. Ou tem ou não tem. Ou vive de acordo com a sua verdadeira natureza ou não vive. Né?  ;) :-*

                            Sobre o não poder falar e o silêncio depois do "Estás tão feliz! Porquê?" e "Estás tão triste! Porquê?" também eu já passei por isso... compreendo perfeitamente. O não poder falar... Eu cheguei a chorar ao ombro da minha melhor amiga e ela perguntava "o que se passa?" e só lhe dizia que não podia dizer... Mas ela foi espectacular e disse que de qualquer modo  vezes há coisas que não precisam ser ditas e que estaria lá sempre. Demorou até que ela soubesse verdade e eu pudesse começar a dizer o "porquê". O mesmo para a maioria dos outros amigos. É uma sensação boa já não ter essa barreira entre mim e @s meus amig@s. Força, Beatriz, aos pouquinhos vais ver ainda surge uma oportunidade para poderes começar a abrir-te aos teus amigos. A mim aconteceu-me que depois de contar-lhes, alguns contaram-me coisas muito pessoais e segredos, que praticamente mais ninguém sabia. Ao abrir-me com eles e elas, eles e elas abriram-se comigo. Foi muito bonito.  :)
                              "I cannot be, as Bourdieu suggests, a fish in water that 'does not feel the weight of the water, and takes the world about itself for granted'" - Felly Simmonds

                              Como os confrontar?...
                              #14

                              Tedesco

                              • Visitante
                              Olá a tod@s!

                              Acho q acabei de quebrar mais uma barreira e ainda estou em estado de animação suspensa, pq nunca pensei q seria capaz de fazer isso, aos 30 anos. Por mim, minha mãe ía morrer sem saber. Mas hj de manhã ela soube, por telefone, da minha homossexualidade. Entramos no assunto e qdo ela me perguntou, eu ñ consegui negar, já estava querendo dizer isso há muito tempo! O engraçado é q eu esperava q a coisa virasse  uma situação traumática, mas ela reagiu com tanta naturalidade q fiquei bobo! Ela me falou: " - Mas vc ñ tem característica nenhuma de um homossexual." Ao q eu respondi: "- E precisa, mãe?"  Ela: "- Eu acho q vc está confundindo as estações." No q respondi:"- Há muito tempo guardo dentro de mim o q sinto!"
                              Agora, na segunda-feira vamos conversar sobre isso pessoalmente. E eu estou com medo, pq ñ sei como encará-la agora. O meu namorado, tc comigo no messenger, disse: Chegue, dê um beijo e um abraço daqueles na sua mamma e, se vc sentir vontade, chore!
                              Ñ sei agora o q faço, estou perdido e confuso. Imaginava esperar o pior. Só me resta esperar!
                              Se alguém puder me dar alguma ajuda, ficarei agradecido! A única coisa q sei agora é q dei um passo q ñ poderei voltar atrás!

                              :´ Tedesco

                                Como os confrontar?...
                                #15

                                Offline bluejazz

                                • *****
                                • Associad@ Honorári@
                                • Membro Vintage
                                • Género: Feminino
                                  • Homofobia
                                Tedesco, força! :up Só posso dizer-te para seres muito honesto, ires bem informado para poder colmatar a falta de informação correcta sobre a homossexualidade que a tua mãe poderá ter e acima de tudo mostrar-lhe que gostas muito, muito, muito dela e que é muito importante para ti, e para alcançar a tua felicidade, seres quem verdadeiramente és... Não sei se ajuda, mas aqui vai! :) :-*
                                  "I cannot be, as Bourdieu suggests, a fish in water that 'does not feel the weight of the water, and takes the world about itself for granted'" - Felly Simmonds

                                  Como os confrontar?...
                                  #16

                                  Offline cacao

                                  • *****
                                  • Associad@ Honorári@
                                  • Membro Vintage
                                  • Género: Feminino
                                  • "There´s no sin, but stupidity" Oscar Wilde
                                    • Mais sobre mim...
                                  Tedesco,

                                  a tua mãe não mostrou cara feia. Faz mesmo o que o teu namorado te disse. Quando a vires, dá-lhe o maior abraço do mundo que só um filho pode dar a um Pai...

                                  Força amigo!!!

                                  Um grande beijo e muita coragem...
                                    Another one will bite the dust...

                                    "Se não houvesse nem mar nem amor, ninguém escreveria livros." -  Duras

                                    "A felicidade é o livre uso das nossas capacidades". - V. Woolf

                                    Como os confrontar?...
                                    #17

                                    Offline Ines

                                    • ****
                                    • Membro Sénior
                                    • Género: Feminino
                                    • aprende a amar as tempestades, não fujas delas...
                                    :curtain Tedesco :-*


                                    Deste um passo e já n podes voltar a atrás...atrás ficaram as máscaras k tiveste k usar p te proteger dakeles k n têm a sensibilidade suficiente p "entender o k é AMAR em silêncio"  :-/
                                    Mas esse passo foi fundamental p ti, p isso n tens nada k voltar atrás, apenas continua o ser humano k tens sido até aki ;) e nada melhor k responderes da forma como o teu namorado disse...mostra k tens sentimentos t nobres ou + como outro qq ;)



                                    :heart FORÇA  :heart ;)




                                    :-* a tod@s :up
                                      De todos os canto do mundo
                                      Amo com um amor mais forte e mais puro
                                      Aquela praia extasiada e nua,
                                      Onde me uni ao mar, ao vento e à lua.

                                      Como os confrontar?...
                                      #18

                                      Tedesco

                                      • Visitante
                                      Querid@s amig@s, :heart :heart :heart :blush
                                       
                                      A cada dia q passa encontro forças para poder enfrentar uma situação delicada como essa, pq ñ imaginava q teria de me desfazer das tais "máscaras" (dissestes bem, Ines) e encarar a minha mãe. E depois dela, tds q passarem pelo meu caminho. Bluejazz, queria ter o teu conhecimento para poder mostrar a minha mãe q, para ser como verdadeiramente sou, ñ preciso ser fresco, ter trejeitos, enfim, viver bem e ser feliz comigo mesmo. Acredito q me arranjarei do melhor jeito possível. Talvez eu tenha até a resposta na ponta da língua para as perguntas dela e ñ saiba.  Cacao, a coragem q terei agora vai ser muito menor do q a q tive qdo me assumi para ela, pois ñ tinha nada preparado e, num desabafo, saiu.  :zzz Acredito q a partir de agora, as coisas serão melhores, pois se ñ fez cara feia e nem caiu dura no chão, é sinal de que nem tudo está perdido! :)


                                      Um  :-* grande no  :heart de vcs!

                                      :up Tedesco  

                                        Como os confrontar?...
                                        #19

                                        Offline cacao

                                        • *****
                                        • Associad@ Honorári@
                                        • Membro Vintage
                                        • Género: Feminino
                                        • "There´s no sin, but stupidity" Oscar Wilde
                                          • Mais sobre mim...
                                        Tedesco,

                                        pela Bluejazz, Inês e eu...  :up :up :up

                                        Aquele abraço! ;)

                                        :D
                                          Another one will bite the dust...

                                          "Se não houvesse nem mar nem amor, ninguém escreveria livros." -  Duras

                                          "A felicidade é o livre uso das nossas capacidades". - V. Woolf

                                           

                                          Tópicos relacionados

                                            Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
                                          209 Respostas
                                          60841 Visualizações
                                          Última mensagem 25 de Julho de 2010
                                          por Peter Andrew
                                          77 Respostas
                                          49688 Visualizações
                                          Última mensagem 10 de Janeiro de 2018
                                          por codename:none
                                          Como mudar de nome?

                                          Iniciado por Pikachu « 1 2 ... 5 6 » Apoio

                                          100 Respostas
                                          40542 Visualizações
                                          Última mensagem 17 de Maio de 2010
                                          por Agamemnon
                                          316 Respostas
                                          61406 Visualizações
                                          Última mensagem 21 de Janeiro de 2012
                                          por Symphonic
                                          96 Respostas
                                          19356 Visualizações
                                          Última mensagem 17 de Maio de 2016
                                          por carolinalg