rede ex aequo

Olá Visitante22.set.2021, 18:37:58

Autor Tópico: E quando o filme é ao contrário???  (Lida 10362 vezes)

 
E quando o filme é ao contrário???
#0

Offline Apenaseu

  • ***
  • Membro Total
  • Género: Feminino
  • "A coragem forja-se na luta"
Olá! Já visito o site  há algum tempo mas só hoje me inscrevi, até pq tenho mais de 30 anos ( mais 8 exactamente!) ;D Como sou prof. do 3º ciclo e secundário, essa é uma das razões. A outra...bem, é q sou lésbica mas ainda n consegui dizer nada aos meus 2 filhos ( 7 e 12 anos)  :-[ Para além da reacção deles, há tb o pai deles ( de quem estou divorciada tendo os filhos ficado à minha guarda). O mais engraçado é que os meus melhores amigos sabem e apoiam-me bem como a minha própria mãe... Mas como se aborda um assunto destes c as crianças? espero q eles estranhem que a amiga da mãe seja t amiga q até vem viver cá p casa? Gostava de saber a opinião de pais e filhos... Obrigada
« Última modificação: 12 de Janeiro de 2006 por Apenaseu »

    E quando o filme é ao contrário???
    #1

    Kata_Rokar

    • Visitante
    É uma situação complicada... até porque a conheço muito, muito bem, não como mãe mas como a pessoa que se relaciona com a mãe de uma filha pequena.
    Nunca pensei bem sobre o assunto, mas penso que não deve ser abordado de forma frontal com as crianças. Mesmo sendo lésbica, penso que isso traria muitos conflitos quer nas crianças quer depois no relacionamento com os colegas (porque estas coisas se falam sempre entre os miúdos).
    Por outro lado, não sou psicóloga, pelo que o que aqui digo se baseia apenas na minha compreensão geral da questão.
    Mas se eu fosse mãe, não assumiria perante os meus filhos, pelo menos enquanto pequenos.
    É preferível que eles pensem que vive com uma amiga...
    Talvez eu já comece a ser o produto daquilo que contesto, ao falar assim.

      E quando o filme é ao contrário???
      #2

      Offline Catô

      • ****
      • Membro Sénior
      • Género: Masculino
      • aka suber =P
      Olá :)

      Primeiro que tudo, penso que deves (posso tratar-te por tu? :)) educá-los de forma a não verem os LGBT como anormais. Esse é o primeiro passo.
      Segundo, penso que os teus filhos ainda são muito novos para compreenderem a tua situação, e que por isso deves esperar mais uns anos...
      Contudo, penso que será dificil esconder por muito tempo o que se passa entre ti e a suposta amiga que vai viver aí para casa...


      Boa sorte! ;)
      Beijinhos  :-*
       :)
        I'm one of a kind, unique! That makes me special :)

        E quando o filme é ao contrário???
        #3

        Offline Pandora

        • *****
        • Membro Ultra
        • Género: Feminino
        A outra...bem, é q sou lésbica mas ainda n consegui dizer nada aos meus 2 filhos ( 8 e 12 anos)  :-[ Para além da reacção deles, há tb o pai deles ( de quem estou divorciada tendo os filhos ficado à minha guarda). O mais engraçado é que os meus melhores amigos sabem e apoiam-me bem como a minha própria mãe... Mas como se aborda um assunto destes c as crianças? espero q eles estranhem que a amiga da mãe seja t amiga q até vem viver cá p casa? Gostava de saber a opinião de pais e filhos... Obrigada

        Olá, :)

        Creio que é um assunto que não deva ser tratado de ânimo leve.
        Gostava de ter dar uma palavra sábia, mas não a tenho.  :-[
        Não creio que seja algo de que se deva fugir. Parece-me, sim, importante falares do assunto com eles.
        Procurar o timing certo e a doçura necessária para o abordar, sem te fragilizares a ti mesma.

        Mostrar que a mamã deles procura ser feliz.

        De facto é uma situação que é delicada e importante, para ti e para eles. E da qual não se deve fugir.

        Desejo que outros - com experiência neste fórum e em questões que realmente são importantes - te possam dar uma palavra.  :)
         
          ..
          Watch your thoughts, they become your words
          Watch your words, they become your actions
          Watch your actions, they become your habits
          Watch your habits, they become your character
          Watch your character, it becomes your destiny.  (Anónimo)

          E quando o filme é ao contrário???
          #4

          Offline tuixt

          • ****
          • Membro Sénior
          • Género: Feminino
          Deve ser complicado contares. Mas será mais complicado esconderes, não? Se ela vai morar contigo... Eles saberão mais tarde ou mais cedo. Seja por ti, seja por coisas que ouvem, seja por perceberem... Tudo depende, também, da relação que tens com eles. Acho sinceramente que lhes terás de contar, e preparar, para tu própria te sentires bem. Sem medo... Mas não sem perceberes as complicações que isso trará. Prepara-te com a tua companheira. Prepara-os...

          Sem dúvida que a Pandora tem razão. Mostra-lhes que basicamente tentas ser feliz... E também tem razão ao dizer que é complicado dar uma palavra sábia... Gostava de dizer algo mais, mas... julgo que estando nessa posição seja difícil, mas ainda mais difícil é compreender estando de fora...

          Desculpa não conseguir dizer nada mais... Mas o que fôr que decidas fazer, quando decidires fazer... Pelo menos para ouvintes, conta connosco :)

            E quando o filme é ao contrário???
            #5

            Offline [Marcus]

            • ****
            • Membro Sénior
            • Género: Masculino
            • Anti Social
              • Naruto Yaoi forum
            Espera crescerem mais um bocado,E açerca do assunto sobre a homosexualidade diz-lhes que isso não é uma coisa negativa,se perguntarem.

            bjs

            E quando o filme é ao contrário???
            #6

            13

            • Visitante
            tal como disse a tuixt, acho que depende da relacao que tens com eles - e sobretudo da relacao que gostarias de ter com eles. Mas por mais comentarios e provocacoes que oicam e digam em relacao aos homossexuais, serao sempre muito sensiveis a felicidade da mae... talvez nao no primeiro instante em que souberem, mas pouco mais tarde, quando ja tiverem vivido um bocadinho sabendo isso, e esse bocadinho de vida tenha sido tao bom como os anteriores :)

            Esconder-lhes por muito tempo pode ser um choque terrivel para eles. Se souberem aos 16 ou 18 anos, vao achar que es mentirosa ou que eles nunca foram suficientemente bons para lhes contares isso. E' sempre melhor dizer a verdade, nao e'? Talvez nao tenhas que te preocupar demasiado em falar-lhes da tua sexualidade ou da relacao que tens com outra mulher. Diz-lhes que gostas dela e que queres estar junto dela. As criancas sao inteligentes.

              E quando o filme é ao contrário???
              #7

              Offline Apenaseu

              • ***
              • Membro Total
              • Género: Feminino
              • "A coragem forja-se na luta"
              Antes de mais, obrigado a todos... está a fazer-me muito bem ler os vossos posts. :D
              13, um obrigado especial p ti. Acho q tens toda a razão. Para já, acontece uma coisa muito boa: eles simpatizam muito  e estão a gostar muito de sair e conversar c ela. O mais velho no outro dia, a brincar, até disse q era bom se ela viesse viver connosco pq o ajudava em algumas tarefas ( está-se mmo a ver, as coisa q ele n gosta, tipo arrumar a loiça, apanhar a roupa da corda...)  ;D
              E concordo, eles têm q perceber q nós gostamos de estar juntas e q estamos felizes... só espero q n exagerem na publicidad junto do pai, não vá este começar a "inventar"... Beijinhos p todos  :-*

                E quando o filme é ao contrário???
                #8

                Juanita

                • Visitante
                Antes de mais admiro a tua coragem  [smiley=vencedor.gif]

                Acho que é sempre melhor contar a verdade...as pessoas têm sempre o dom de nos surpreender...muito mais os "pequeninos".
                 
                E, mesmo que a reacção deles não seja a melhor, o tempo tudo cura e penso que no futuro até vão agradecer a confiança e honestidade.

                Acho que a verdade é sempre melhor!

                Eu teria orgulho em ter ou ser uma mãe como TU!! [smiley=orgulhoso.gif]

                  E quando o filme é ao contrário???
                  #9

                  Offline Planta xerófila

                  • *****
                  • Membro Elite
                  • Género: Feminino
                  nao esconder n é necessariamente expor... a minha opiniao pessoal é q deves tratar da questao como se fosse um namorado novo, a seguir ao divórcio. pq é o q crianças de 8 e 12 anos conseguem atingir...
                  se lhes falares em homossexualidade, lésbicas, amor, isso para eles n será nada senao o q eles ouvem na rua ou televisao ou até mesmo no seio da propria familia, q infelizmente é quase invariavelmente preconceituoso.

                  n me parece q tenhas q dizer q namoras c a ou b, mas n consigo ver mal (ou antever choque) em dizeres q é uma pessoa especial... e À medida q eles vao querendo saber mais, ires dizendo mais. o q eles n estiverem preparados para saber nem sequer perguntarao: digamos q a curiosidade das crianças é deste modo auto-limitada.
                    A cynic is one who knows the price of everything and the value of nothing.

                    O c antes do e e do i não[/u] leva cedilha!!!!

                    E quando o filme é ao contrário???
                    #10

                    Offline x-trema

                    • ***
                    • Membro Total
                    • Género: Feminino
                    • virtude no meio??? Get real.....
                    vou limitar-me a contar uma conversa que tive com uma amiga minha:

                    ela: para a semana vou convidar-vos ( e a minha namorada) para irem lá a casa.
                    eu: mas , para a semana não tens lá o smiúdos?
                    ela: tenho, e.... ??? queria que vocês fossem lá para os conhecerem melhor!!!
                    eu: então temos de ter um certo cuidado.
                    ela: cuidado? não me parece.... acho que devem agir naturalmente...
                    eu: daqui a bocado dizes que devemos andar aos beijinhos??!!!
                    ela: isso era uma boa ideia.... se não, vão ser mais uns que crescem a imaginar que só existem heterossexuais e tornam-se uma preconceituosos.....

                    ADOREI!!!!

                    no dia seguinte fui a um jantar de trabalho com a mesma amiga e ela levou um dos filhs mais velhos (9 anos) e o miúdo quis contar-me uma anedota:

                    dois amigos:
                    - tens namorada?
                    - não, tenho namorado!
                    - e os teus irmãos também são assim?
                    - sim!!!
                    - então ninguém gosta de mulheres na tua casa??
                    - sim, as minhas 4 irmãs!!!!!!

                    perante isto.... confirmei a minha ideia de que se deve agir com alguma naturalidade e essa é a melhar forma de educar.... muitas explicações podem incluir alguma teoria dispensável.....

                    exactamente por todos os meninos serem educados sem nunca pensarem que existem pessoas de vários tipos é que quando crescem ficam chocados e abalads com a realidade do mundo!!!

                    desculpa.... só queria contar um episódio que incluia miúdos, fiquei contente coma atitude da minha amiga que é exactamente da tua idade!!!

                    Beijinhos e good luck!!!!
                      Virtude no meio?

                      E quando o filme é ao contrário???
                      #11

                      Offline candy cane

                      • *****
                      • Membro Vintage
                      • Género: Feminino
                      • Orquídea azul (ex nóvózélica)
                        • não estou in the mood
                      Parabéns pela tua amiga x-trema!
                      É sem duvida um bom exemplo :)
                        Though nothing can bring back the hour
                        Of splendor in the grass, of glory in the flower
                        We will grieve not, but rather find
                        Strength in what remains behind

                        Wordsworth
                        | www.naoestouinthemood.blogspot.com |

                        E quando o filme é ao contrário???
                        #12

                        Offline koyodu

                        • *****
                        • Membro Ultra
                        • Género: Masculino
                        • Bleach/Naruto... qual o melhor?
                        Bom a meu ver as crianças são ainda muito novas para se aperceberem dessas mudanças, não vêm maldade em nada.

                        Não vejo muito com o que te preocupares, não tens que os confrontar com a situação, apenas vai vivendo o dia-a-dia, espera eles amadurecerem e virem falar eles mesmos contigo, quando estranharem ou se estranharem qualquer comportamento ou situação.

                        Fica já agora um desabafo. Adoraria estar na tua situação  :(

                          E quando o filme é ao contrário???
                          #13

                          Offline Apenaseu

                          • ***
                          • Membro Total
                          • Género: Feminino
                          • "A coragem forja-se na luta"
                           :)
                          Olá!
                          Desculpem "rescuscitar" este post, mas eu tinha de vos contar... p se roerem de inveja, claro! :P
                          Quem tem um filho fantástico, quem é??? LOL
                          Fui lendo as vossas sugestões e acabei por deixar andar um pouco até me aperceber de que o meu filhote já estava "maduro" para uma conversa. Até já "mandava uma bocas" bem dispostas...
                          Até que fui directa: falei-lhe do meu realcionamento com a minha companheira, de como estavamos felizes por sermos uma familia e perguntei-lhe se se sentia de alguma forma incomodado com a situação. A que ele respondeu que não só não se sentia nada incomodado, como estava mto feliz por eu estar feliz e para mais com uma pessoa que ele simplesmente adora.
                          Afinal foi mais fácil do que aquilo que eu pensava. Ele tem-me perguntado se esta ou aquela pessoa sabem e reparo que ele se sente bem por não ter sido  o último a saber, como se costuma dizer. Afinal já tem 13 anos e não é nenhum bébe e assim já não o apanham de surpresa.
                          O mais giro é que ele acha que n devemos dizer nada à irmã ( 7 anos) mas antes deixá-la viver e observar e depois se ela preguntar alguma coisa, até ele se pode encarregar de explicar ( está mto senhor do seu papel, o rapaz!).
                          Para já, vou seguir o conselho dele. A minha experiencia diz-me q se aprende mto com os mais jovens...
                           :-* a tod@s e obrigada pela força!!!


                            E quando o filme é ao contrário???
                            #14

                            Offline bluejazz

                            • *****
                            • Associad@ Honorári@
                            • Membro Vintage
                            • Género: Feminino
                              • Homofobia
                            Ainda bem que esta malta nova nos traz surpresas tão boas! :)
                              "I cannot be, as Bourdieu suggests, a fish in water that 'does not feel the weight of the water, and takes the world about itself for granted'" - Felly Simmonds

                              E quando o filme é ao contrário???
                              #15

                              Offline koyodu

                              • *****
                              • Membro Ultra
                              • Género: Masculino
                              • Bleach/Naruto... qual o melhor?
                              Sim sim é de invejar...

                              Parabéns, resposta mt adultas por parte do teu filho.


                                E quando o filme é ao contrário???
                                #16

                                Offline barthez

                                • *****
                                • Associad@ Honorári@
                                • Membro Vintage
                                • Género: Feminino
                                • k os números nunca te façam eskecer as pessoas
                                ;D BOA!!! ;D nada como histórias felizes destas para nos motivar e alegrar e vermos q nem tudo são coisas más! ;D
                                  "people should be allowed to fall in love with whoever they want! I mean... otherwise what's the point of living?!" once and again

                                  E quando o filme é ao contrário???
                                  #17

                                  Offline x-icon

                                  • *****
                                  • Membro Ultra
                                  • Género: Masculino
                                  • Keep on Jumping!
                                    • CO-MYX-TURA
                                  Parabébs!!!! Fiquei feliz pela tua história.  :-*
                                    comyxtura.blogspot.com

                                    E quando o filme é ao contrário???
                                    #18

                                    EYre

                                    • Visitante
                                    :)
                                    Olá!
                                    Desculpem "rescuscitar" este post, mas eu tinha de vos contar... p se roerem de inveja, claro! :P
                                    Quem tem um filho fantástico, quem é??? LOL
                                    Fui lendo as vossas sugestões e acabei por deixar andar um pouco até me aperceber de que o meu filhote já estava "maduro" para uma conversa. Até já "mandava uma bocas" bem dispostas...
                                    Até que fui directa: falei-lhe do meu realcionamento com a minha companheira, de como estavamos felizes por sermos uma familia e perguntei-lhe se se sentia de alguma forma incomodado com a situação. A que ele respondeu que não só não se sentia nada incomodado, como estava mto feliz por eu estar feliz e para mais com uma pessoa que ele simplesmente adora.
                                    Afinal foi mais fácil do que aquilo que eu pensava. Ele tem-me perguntado se esta ou aquela pessoa sabem e reparo que ele se sente bem por não ter sido  o último a saber, como se costuma dizer. Afinal já tem 13 anos e não é nenhum bébe e assim já não o apanham de surpresa.
                                    O mais giro é que ele acha que n devemos dizer nada à irmã ( 7 anos) mas antes deixá-la viver e observar e depois se ela preguntar alguma coisa, até ele se pode encarregar de explicar ( está mto senhor do seu papel, o rapaz!).
                                    Para já, vou seguir o conselho dele. A minha experiencia diz-me q se aprende mto com os mais jovens...
                                     :-* a tod@s e obrigada pela força!!!



                                    Parabéns Apenaseu!!

                                    Acho que a naturalidade com que se aceitam as coisas é o melhor contributo contra a discriminação. E acaba por ser natural quando já havia uma convivência da tua companheira com o teu filho (se me permites tratar-te por tu).

                                    Que dizer? 
                                       
                                         :D

                                      E quando o filme é ao contrário???
                                      #19

                                      Offline c

                                      • *****
                                      • Membro Ultra
                                      • Género: Feminino
                                      • "Imitem as árvores dos caminhos" J. Gomes Ferreira
                                      mamã babada... rsrsrsrsrsrsrs ;)


                                       :up
                                      (c.)
                                        "No entanto és tu que te moverás na matéria/ da minha boca, e serás uma árvore dormindo e acordando onde existe o meu sangue" - Herberto Helder