rede ex aequo

Olá Visitante06.jul.2020, 03:31:57

Autor Tópico: Mudança de sexo aos 16 anos  (Lida 5289 vezes)

 
Mudança de sexo aos 16 anos
#40

Offline Kidrauhl

  • ***
  • Membro Total
  • Género: Masculino
Kidrauhl, o que é que entendes por "conclusão do processo de mudança de sexo"?

Refiro-me à conclusão de todos as cirurgias e tratamentos hormonais a realizar e de todas as avaliações clínicas previstas no processo. Estamos a falar, portanto, de 3 ou 4 anos, segundo a unidade do SNS em Coimbra responsável por estes processos.

Mas nem todas as pessoas querem seguir esse caminho. Nem todas as pessoas trans querem tomar hormonas e/ou realizar cirurgias.
Há muitas que de facto querem fazer o que estás a dizer ', o tratamento hormonal e as inúmeras cirurgias, mas há outras que não.
E o facto de por exemplo alguém fazer tratamento hormonal e não querer realizar cirurgias não invalida o seu direito a ter o nome e sexo alterado.
Isto também se aplica a quem não quer fazer nenhuma alteração física, nada invalida o direito da pessoa se auto-determinar.
As pessoas sabem como se sentem e quem são. As leis foram feitas de forma a contribuir para o nosso bem-estar e não para o degradar. Daí a urgência desta alteração que já devia ter acontecido há muito mais tempo

A ser assim como essa descrição, penso que não estarão acautelados todos os problemas de segurança que essa situação pode acarretar. Ainda para mais, com o terrorismo e outras ameaças transnacionais na ordem do dia. Nada impede então que, sem relatório médico ou sequer sem um processo de mudança de sexo associado ou já iniciado (!), um criminoso do sexo masculino altere o seu nome e sexo, fique com aparência feminina e se torne irreconhecível, podendo mesmo estabelecer residência noutro qualquer país sem que as autoridades portuguesas lhe possam seguir o rasto. Começa uma vida nova, com uma nova identidade, e pode ficar escondido o resto da vida. O mesmo se aplica, obviamente, a uma criminosa do sexo feminino que queira fazer o mesmo procedimento. Claro que os dados biométricos e de ADN permanecem inalterados e, por essa via, certamente poderá ser capturada a pessoa em questão, mas não deixará de ser uma ferramenta útil ao serviço de criminosos. Pode parecer um cenário absurdo e improvável, mas há que acautelar este tipo de questões. Portugal está mesmo longe de ter uma cultura de segurança.


Pelo exposto, entendo que a mudança de sexo e de nome no registo civil deve estar associada à conclusão do processo clínico de mudança de sexo, não sendo de admitir qualquer alteração sem esse processo clínico.
« Última modificação: 14 de Abril de 2018 por Kidrauhl »

    Mudança de sexo aos 16 anos
    #41

    Offline safir

    • *****
    • Direção
    • Membro Júnior
    • Género: Outro
    • Close your eyes, I'll sing your favorite song


    A ser assim como essa descrição, penso que não estarão acautelados todos os problemas de segurança que essa situação pode acarretar. Ainda para mais, com o terrorismo e outras ameaças transnacionais na ordem do dia. Nada impede então que, sem relatório médico ou sequer sem um processo de mudança de sexo associado ou já iniciado (!), um criminoso do sexo masculino altere o seu nome e sexo, fique com aparência feminina e se torne irreconhecível, podendo mesmo estabelecer residência noutro qualquer país sem que as autoridades portuguesas lhe possam seguir o rasto. Começa uma vida nova, com uma nova identidade, e pode ficar escondido o resto da vida. O mesmo se aplica, obviamente, a uma criminosa do sexo feminino que queira fazer o mesmo procedimento. Claro que os dados biométricos e de ADN permanecem inalterados e, por essa via, certamente poderá ser capturada a pessoa em questão, mas não deixará de ser uma ferramenta útil ao serviço de criminosos. Pode parecer um cenário absurdo e improvável, mas há que acautelar este tipo de questões. Portugal está mesmo longe de ter uma cultura de segurança.


    Pelo exposto, entendo que a mudança de sexo e de nome no registo civil deve estar associada à conclusão do processo clínico de mudança de sexo, não sendo de admitir qualquer alteração sem esse processo clínico.

    Ao ler isto senti-me quase num filme americano, obrigado pela sensação. lol lol lol

    Agora passando à parte séria...

    Tal como os dados biométricos e ADN que referiste, os nossos números de identificação (Segurança social, nº Cartão de Cidadão, nº de Utente, etc...) não se alteram.
    Nem faria sentido que se alterassem porque a pessoa é a mesma...

    Não sei estás devidamente informado quanto à alteração que foi aprovada, mas vou tentar te elucidar...

    Apenas a mudança de nome e sexo (o marcador) no Registo Civil, Cartão de Cidadão, etc é que foi aprovado, ou seja, são alteradas apenas coisas nos documentos.

    Quando dizes '' ..um criminoso do sexo masculino altere o seu nome e sexo, fique com aparência feminina...'' não sei se te estás a referir a algum tipo de alteração física e/ou hormonal mas é de ressalvar que para isso acontecer ainda (infelizmente) é necessário vários médicos darem o seu parecer...

    Mas não duvido que existam formas para as pessoas se tornarem irreconhecíveis... A maquilhagem tem sofrido uma evolução brutal ao longo dos anos lol lol lol

    Deixa-me triste saber que pensas que uma pessoa passaria por um processo de transição só porque é um/a criminoso/a fugitivo...




      I wrote you this lullaby
      Hush now baby, don't you cry
      Anything you want could not be wrong

      Mudança de sexo aos 16 anos
      #42

      Offline Kidrauhl

      • ***
      • Membro Total
      • Género: Masculino


      A ser assim como essa descrição, penso que não estarão acautelados todos os problemas de segurança que essa situação pode acarretar. Ainda para mais, com o terrorismo e outras ameaças transnacionais na ordem do dia. Nada impede então que, sem relatório médico ou sequer sem um processo de mudança de sexo associado ou já iniciado (!), um criminoso do sexo masculino altere o seu nome e sexo, fique com aparência feminina e se torne irreconhecível, podendo mesmo estabelecer residência noutro qualquer país sem que as autoridades portuguesas lhe possam seguir o rasto. Começa uma vida nova, com uma nova identidade, e pode ficar escondido o resto da vida. O mesmo se aplica, obviamente, a uma criminosa do sexo feminino que queira fazer o mesmo procedimento. Claro que os dados biométricos e de ADN permanecem inalterados e, por essa via, certamente poderá ser capturada a pessoa em questão, mas não deixará de ser uma ferramenta útil ao serviço de criminosos. Pode parecer um cenário absurdo e improvável, mas há que acautelar este tipo de questões. Portugal está mesmo longe de ter uma cultura de segurança.


      Pelo exposto, entendo que a mudança de sexo e de nome no registo civil deve estar associada à conclusão do processo clínico de mudança de sexo, não sendo de admitir qualquer alteração sem esse processo clínico.

      Ao ler isto senti-me quase num filme americano, obrigado pela sensação. lol lol lol

      Agora passando à parte séria...

      Tal como os dados biométricos e ADN que referiste, os nossos números de identificação (Segurança social, nº Cartão de Cidadão, nº de Utente, etc...) não se alteram.
      Nem faria sentido que se alterassem porque a pessoa é a mesma...

      Não sei estás devidamente informado quanto à alteração que foi aprovada, mas vou tentar te elucidar...

      Apenas a mudança de nome e sexo (o marcador) no Registo Civil, Cartão de Cidadão, etc é que foi aprovado, ou seja, são alteradas apenas coisas nos documentos.

      Quando dizes '' ..um criminoso do sexo masculino altere o seu nome e sexo, fique com aparência feminina...'' não sei se te estás a referir a algum tipo de alteração física e/ou hormonal mas é de ressalvar que para isso acontecer ainda (infelizmente) é necessário vários médicos darem o seu parecer...

      Mas não duvido que existam formas para as pessoas se tornarem irreconhecíveis... A maquilhagem tem sofrido uma evolução brutal ao longo dos anos lol lol lol

      Deixa-me triste saber que pensas que uma pessoa passaria por um processo de transição só porque é um/a criminoso/a fugitivo...






      Não me refiro a processos clínicos de tratamento hormonal, refiro-me apenas à alteração da fisionomia da pessoa - por exemplo, com maquilhagem - conjugada com a simples alteração do nome e do sexo no registo civil. Penso que é legítimo questionar que efeitos de segurança é que isso pode ter, particularmente com a inserção de Portugal no espaço Schengen e na União Europeia. Os crimes da máfia siciliana, por exemplo, passam muito por alterações da fisionomia (não têm a sofisticação tecnológica ao nível da partilha de informações que tem outro tipo de crimes). Sei isso perfeitamente, a alteração é apenas ao nível do registo civil, não precisas de me elucidar, a maioria da população é que parece não estar ciente disso (por culpa do legislador, como já referi acima). Não falo de passar por um processo de transição só para ser um fugitivo às autoridades, mas sim de alterar a fisionomia e conjugá-la com uma simples alteração do nome e do sexo no registo civil (até mesmo, eventualmente, antes de cometer um crime ou de alguém cometer crime em seu nome). Penso que é legítimo questionar que tipo de efeitos é que esta alteração vai ter a esse nível.

        Mudança de sexo aos 16 anos
        #43

        Offline T-Rex

        • *****
        • Associad@
        • Membro Ultra
        • Género: Masculino
        • Hakuna Batata!
          • Um gajo trans a falar de cenas
        Refiro-me à conclusão de todos as cirurgias e tratamentos hormonais a realizar e de todas as avaliações clínicas previstas no processo. Estamos a falar, portanto, de 3 ou 4 anos, segundo a unidade do SNS em Coimbra responsável por estes processos.
        Obrigado pelo esclarecimento.
        Não creio que isso faça sentido, por diversos motivos.

        Primeiro, como o safir já referiu, porque nem todas as pessoas trans querem "concluir" o processo da forma como tu o descreves. Eu, por exemplo, de acordo com os teus critérios nucna poderia mudar o meu nome, uma vez que não pretendo fazer qualquer alteração à minha configuração genital. Já vivo há anos como um homem, hoje em dia ninguém coloca em causa a minha presença social como masculina, existem contextos em que ninguém faz sequer ideia de que sou trans. No entanto, de acordo com esse critério, teria de viver com "Maria" no meu CC para o resto da minha vida, porque não tenho um pénis (coisa que é completamente irrelevante para a minha vivencia social como homem). Não creio que seja razoável obrigar as pessoas a passarem por procedimentos clínicos que não precisam para poderem ver a sua identidade reconhecida, isso é uma violação grave da autonomia corporal de uma pessoa que não faz sentido absolutamente nenhum.

        Segundo, esses 3-4 anos são uma estimativa, infelizmente, muito otimista. Entre tempos de espera para marcar e ter consultas, filas de espera para cirurgias, tempos de recuperação entre cirurgias, possiveis compicações associadas às mesmas, etc etc etc. Passam-se bem mais do que 3-4 anos.

        Terceiro, atualmente, o estado do acesso às cirurgias de reconstrução genital é bastante difícil, não existem equipas suficientes para dar resposta a todos os pedidos, e a equipa que existe não inspira confiança a muita gente. Já ouvi muitas pessoas a dizer que preferem esperar que uma equipa com competência comprovada apareça antes de se submeterem a cirurgias altamente invasivas como são as de reconstrução genital. Se é para termos o reconhecimento da nossa identidade dependente do processo clínico, então que garantam, no mínimo, que o processo clínico de facto existe, é acessível, transparente e é executado por profissionais de saúde competentes.

        Quarto, mesmo que o acesso ao processo clínico estivesse garantido e fosse impecável, continua a não fazer sentido fazer as pessoas esperar esses 3-4 anos. São 3-4 anos em que uma pessoa, se obrigada a esperar até à "conclusão", tem de viver com uma presença social incongruente com o que consta nos documentos de identificação, o que dificulta imenso o dia-a-dia de uma pessoa e nos torna (ainda mais facilmente) alvos de transfobia. Tudo, desde coisas triviais como mostrar um passe nos transportes públicos, até coisas maiores como o acesso ao mercado de trabalho, torna-se complicado e debilitante.

        Mudança de sexo aos 16 anos
        #44

        Offline Kidrauhl

        • ***
        • Membro Total
        • Género: Masculino
        Refiro-me à conclusão de todos as cirurgias e tratamentos hormonais a realizar e de todas as avaliações clínicas previstas no processo. Estamos a falar, portanto, de 3 ou 4 anos, segundo a unidade do SNS em Coimbra responsável por estes processos.
        Obrigado pelo esclarecimento.
        Não creio que isso faça sentido, por diversos motivos.

        Primeiro, como o safir já referiu, porque nem todas as pessoas trans querem "concluir" o processo da forma como tu o descreves. Eu, por exemplo, de acordo com os teus critérios nucna poderia mudar o meu nome, uma vez que não pretendo fazer qualquer alteração à minha configuração genital. Já vivo há anos como um homem, hoje em dia ninguém coloca em causa a minha presença social como masculina, existem contextos em que ninguém faz sequer ideia de que sou trans. No entanto, de acordo com esse critério, teria de viver com "Maria" no meu CC para o resto da minha vida, porque não tenho um pénis (coisa que é completamente irrelevante para a minha vivencia social como homem). Não creio que seja razoável obrigar as pessoas a passarem por procedimentos clínicos que não precisam para poderem ver a sua identidade reconhecida, isso é uma violação grave da autonomia corporal de uma pessoa que não faz sentido absolutamente nenhum.

        Segundo, esses 3-4 anos são uma estimativa, infelizmente, muito otimista. Entre tempos de espera para marcar e ter consultas, filas de espera para cirurgias, tempos de recuperação entre cirurgias, possiveis compicações associadas às mesmas, etc etc etc. Passam-se bem mais do que 3-4 anos.

        Terceiro, atualmente, o estado do acesso às cirurgias de reconstrução genital é bastante difícil, não existem equipas suficientes para dar resposta a todos os pedidos, e a equipa que existe não inspira confiança a muita gente. Já ouvi muitas pessoas a dizer que preferem esperar que uma equipa com competência comprovada apareça antes de se submeterem a cirurgias altamente invasivas como são as de reconstrução genital. Se é para termos o reconhecimento da nossa identidade dependente do processo clínico, então que garantam, no mínimo, que o processo clínico de facto existe, é acessível, transparente e é executado por profissionais de saúde competentes.

        Quarto, mesmo que o acesso ao processo clínico estivesse garantido e fosse impecável, continua a não fazer sentido fazer as pessoas esperar esses 3-4 anos. São 3-4 anos em que uma pessoa, se obrigada a esperar até à "conclusão", tem de viver com uma presença social incongruente com o que consta nos documentos de identificação, o que dificulta imenso o dia-a-dia de uma pessoa e nos torna (ainda mais facilmente) alvos de transfobia. Tudo, desde coisas triviais como mostrar um passe nos transportes públicos, até coisas maiores como o acesso ao mercado de trabalho, torna-se complicado e debilitante.

        Depreendo das tuas palavras que o problema com a lei agora alterada, mas que ainda vigora enquanto aguardamos a decisão do Presidente da República, não era a existência de um processo clínico em si, mas a forma como esse processo clínico é gerido. Ora, se faltam meios, se faltam competências ou capacidades dos profissionais de saúde (ao nível público, presumo), tal não é razão, no meu entendimento, para que a legislação abdique da existência de um processo clínico associado ao processo de mudança de sexo. Pode perfeitamente haver parcerias do Estado com o sector privado para assegurar um processo clínico eficiente e com as devidas condições. Ainda para mais, com a benesse que é agora concedida de poder fazer a alteração no registo civil aos 16 anos (com a devida autorização parental), não há mesmo razão para excluir a componente clínica deste processo, desde que seja, evidentemente, assegurada com todas as condições e com toda a dignidade. Não entra na minha cabeça como é que até aos 22 ou 23 anos é permitido fazer a mudança de sexo (mesmo que só no registo civil), com todas as implicações que traz até a nível psicológico, sem o devido acompanhamento clínico, quando até essa idade o corpo humano ainda se encontra em processo de desenvolvimento. Numa idade em que o corpo humano se encontrar totalmente desenvolvido, admito que possa ser de dispensar um processo clínico associado. Nunca antes dos 22 ou 23 anos.

        Depois temos a suprema ironia - no caso de um bebé ou criança diagnosticado como intersexo, não será, com a nova lei, permitido que lhe sejam feitas “intervenções cirúrgicas, farmacológicas ou de outra natureza” até que a criança possa manifestar a sua identidade de género (com excepção dos casos em que exista risco para a saúde), até perfazer os 18 anos de idade (presumo eu, porque a lei refere-se a pessoas menores intersexo). Surge-me, inevitavelmente, a questão - então a criança conviverá bem com essa incongruência, essa ambiguidade, durante o seu processo de crescimento (que passa, obviamente, pelo contacto com referências claras masculinas e femininas), ao passo que a "incongruência" vivida a nível social que descreves nas mais diversas situações sociais já se torna intolerável para uma pessoa trans? Por outras palavras, a alguém a partir dos 16 anos é concedida a possibilidade de se afirmar claramente como homem ou mulher, alterando o seu sexo de origem e o seu nome, sob o argumento de evitar o sofrimento (e sem processo clínico associado!), enquanto uma criança menor intersexo será obrigada a conviver com a ambiguidade durante a menoridade, como se essa incongruência ou essa ambiguidade não fosse potencialmente causadora de sofrimento (mas já será exigido acompanhamento clínico nestes casos, do que depreendi das palavras da ex-secretária de Estado da Igualdade). Não faz sentido e não é admissível, no meu entendimento, esta contradição.

          Mudança de sexo aos 16 anos
          #45

          Offline Inês1991

          • *
          • Novo Membro
          • Género: Feminino

          Mas nem todas as pessoas querem seguir esse caminho. Nem todas as pessoas trans querem tomar hormonas e/ou realizar cirurgias.
          Há muitas que de facto querem fazer o que estás a dizer ', o tratamento hormonal e as inúmeras cirurgias, mas há outras que não.
          E o facto de por exemplo alguém fazer tratamento hormonal e não querer realizar cirurgias não invalida o seu direito a ter o nome e sexo alterado.
          Isto também se aplica a quem não quer fazer nenhuma alteração física, nada invalida o direito da pessoa se auto-determinar.
          As pessoas sabem como se sentem e quem são. As leis foram feitas de forma a contribuir para o nosso bem-estar e não para o degradar. Daí a urgência desta alteração que já devia ter acontecido há muito mais tempo


          Olá,


          Se calhar estou a interpretar mal, mas achas que quem não sente necessidade de fazer qualquer transformação também se pode chamar transexual?
          Que sentido é que faz nesse caso mudar o nome se continua a ter o aspecto do sexo com que nasceu?


          Desculpa a minha ignorância ou se não percebi o que querias dizer.

            Mudança de sexo aos 16 anos
            #46

            Offline carolinalg

            • *****
            • Moderação Geral
            • Membro Elite
            • Género: Feminino
            • call it Magic... call it true...


            Mas nem todas as pessoas querem seguir esse caminho. Nem todas as pessoas trans querem tomar hormonas e/ou realizar cirurgias.
            Há muitas que de facto querem fazer o que estás a dizer ', o tratamento hormonal e as inúmeras cirurgias, mas há outras que não.
            E o facto de por exemplo alguém fazer tratamento hormonal e não querer realizar cirurgias não invalida o seu direito a ter o nome e sexo alterado.
            Isto também se aplica a quem não quer fazer nenhuma alteração física, nada invalida o direito da pessoa se auto-determinar.
            As pessoas sabem como se sentem e quem são. As leis foram feitas de forma a contribuir para o nosso bem-estar e não para o degradar. Daí a urgência desta alteração que já devia ter acontecido há muito mais tempo
            Olá,
            Se calhar estou a interpretar mal, mas achas que quem não sente necessidade de fazer qualquer transformação também se pode chamar transexual?
            Que sentido é que faz nesse caso mudar o nome se continua a ter o aspecto do sexo com que nasceu?
            Desculpa a minha ignorância ou se não percebi o que querias dizer.

            Acho que o que importa aqui é como te sentes e te expressas.

            O que tens debaixo da roupa que vestes não é da conta de ninguém além do próprio. Quereres estipular as regras do jogo parece-me insensato, dado que há éne casos diferentes, todos os dias.

            Então, se te sentes e identificas -minimamente- como um homem, mero exemplo, muito bem.  Pois, altera o teu género e nome, e ok. Com isto, digo... Ser homem, tal como ser mulher, é possuir algumas das características -defendo que não obrigatoriamente todas-  que se dizem definição  desse nome. No fundo, isto são tudo conjuntos de ideias já concebidas para definir qualquer termo ou conceito. Rótulos. Enfim. Acho, sim, que cada um deve ter o nome que quer e poder expressar-se em concordância com os seus ideias e com o que diz o seu coração.
              - carolinalg -

              Mudança de sexo aos 16 anos
              #47

              Offline Atomic

              • *****
              • Membro Ultra
              • Género: Masculino
              • Everything changes when you grow old...
                • Somos Blergh

              Mas nem todas as pessoas querem seguir esse caminho. Nem todas as pessoas trans querem tomar hormonas e/ou realizar cirurgias.
              Há muitas que de facto querem fazer o que estás a dizer ', o tratamento hormonal e as inúmeras cirurgias, mas há outras que não.
              E o facto de por exemplo alguém fazer tratamento hormonal e não querer realizar cirurgias não invalida o seu direito a ter o nome e sexo alterado.
              Isto também se aplica a quem não quer fazer nenhuma alteração física, nada invalida o direito da pessoa se auto-determinar.
              As pessoas sabem como se sentem e quem são. As leis foram feitas de forma a contribuir para o nosso bem-estar e não para o degradar. Daí a urgência desta alteração que já devia ter acontecido há muito mais tempo


              Olá,


              Se calhar estou a interpretar mal, mas achas que quem não sente necessidade de fazer qualquer transformação também se pode chamar transexual?
              Que sentido é que faz nesse caso mudar o nome se continua a ter o aspecto do sexo com que nasceu?


              Desculpa a minha ignorância ou se não percebi o que querias dizer.

              Não tenhas medo de fazer perguntas, ninguém nasce a saber estas coisas! Da minha experiência a falar com pessoas trans, é muito difícil por trans numa caixinha como uma resposta simples. Pessoas trans diferentes sentem necessidades muito diferentes, enquanto para algumas pode incluir ter todas as operações e tratamentos, para outras poderá ser algo simples como a pessoa se sentir melhor a ser tratada por ele ou ela, independentemente do aspecto que têm.

              Qualquer questão que tenhas que não estejas esclarecida chuta à vontade!

              Mudança de sexo aos 16 anos
              #48

              Offline Pouto

              • *
              • Novo Membro
              • Género: Feminino

              Mas nem todas as pessoas querem seguir esse caminho. Nem todas as pessoas trans querem tomar hormonas e/ou realizar cirurgias.
              Há muitas que de facto querem fazer o que estás a dizer ', o tratamento hormonal e as inúmeras cirurgias, mas há outras que não.
              E o facto de por exemplo alguém fazer tratamento hormonal e não querer realizar cirurgias não invalida o seu direito a ter o nome e sexo alterado.
              Isto também se aplica a quem não quer fazer nenhuma alteração física, nada invalida o direito da pessoa se auto-determinar.
              As pessoas sabem como se sentem e quem são. As leis foram feitas de forma a contribuir para o nosso bem-estar e não para o degradar. Daí a urgência desta alteração que já devia ter acontecido há muito mais tempo


              Olá,


              Se calhar estou a interpretar mal, mas achas que quem não sente necessidade de fazer qualquer transformação também se pode chamar transexual?
              Que sentido é que faz nesse caso mudar o nome se continua a ter o aspecto do sexo com que nasceu?


              Desculpa a minha ignorância ou se não percebi o que querias dizer.

              Já te deram várias opiniões. Permite-me dar a minha, de uma pessoa que realmente é transsexual.
              Não, não faz sentido. Mas admitidamente a minha opinião pode ser um quanto impopular.
              O termo cientifico para alguem assim, seria algo mais relacionado com isto -> https://en.wikipedia.org/wiki/Dual-role_transvestism

                Mudança de sexo aos 16 anos
                #49

                Offline Inês1991

                • *
                • Novo Membro
                • Género: Feminino

                Já te deram várias opiniões. Permite-me dar a minha, de uma pessoa que realmente é transsexual.
                Não, não faz sentido. Mas admitidamente a minha opinião pode ser um quanto impopular.
                O termo cientifico para alguem assim, seria algo mais relacionado com isto -> https://en.wikipedia.org/wiki/Dual-role_transvestism


                Obrigada pela tua opinião e pelo link. Acho que quem está a passar por isto é que sabe mesmo.


                Tenho várias pessoas chegadas que estão a passar pelo mesmo processo. Vou aproveitar quando estiver com eles para lhes colocar esta pergunta. Mas acho que já sei qual é a resposta que vou receber.


                Para mim também não faz sentido. Aliás, eu vejo o que uma pessoa próxima de mim passa por estar no processo, e acho absolutamente irrazoável alguém que não está, nem vai estar, dizer que é tudo a mesma coisa. Se se sentissem da mesma forma, não estavam também a fazer o processo?


                Acho que não faz muito mais sentido que um homem hetero dizer que é "lésbico" (benditos colegas de curso). Sim, também gostam de mulheres. Mas não é a mesma coisa, nem são discriminados por causa disso. Acho que se estão a confundir coisas diferentes aqui.


                Novamente não quero ofender ninguém, e espero não o ter feito. Mas tenho uma pessoa próxima que está a passar por isto, e a minha sensibilidade se calhar está um bocadinho mais on que a média  :-\
                « Última modificação: 19 de Abril de 2018 por Inês1991 »

                  Mudança de sexo aos 16 anos
                  #50

                  Offline Pulse

                  • *****
                  • Membro Vintage
                  • Género: Masculino
                  • After all, losing all hope was freedom.
                  E como é que funciona isso de uma pessoa dizer que se sente trans, mas não se sente mal com o seu próprio corpo? Faz sentido?
                  Isso significaria que a pessoa em questão foi vitima de desinformação ou tem ideias preconcebidas do que é ser transsexual que não estão correctas.

                  Ou isso que algumas pessoas dizem do: "pessoa não-binária é trans" - faz sentido?

                  Ter uma expressão de género fora do habitual não faz de uma pessoa transsexual. Quando transicionei as pessoas tiveram anos para passar a mensagem que expressão de género =/= género para depois a questão dos não binários deitar esse trabalho todo por terra.

                  Resumo:
                  O que faz uma pessoa transsexual?
                  - Um desconforto forte e persistente a nível fisico e mental sobre as caracteristicas sexuais de um individuo tanto a nivel primário como secundário, e algum alivio desse desconforto só é obtido através da adopção de caracteristicas sexuais do sexo oposto. As caracteristicas que causam este desconforto podem variar, mas ele tem que estar presente.

                  O que não faz uma pessoa transsexual?
                  - Ter uma expressão de genero fora do habitual, ie. um homem feminino ou uma mulher masculina.

                  Espero ter ajudado.

                  Boa noite a todos!  :)
                  Há pouco li no jornal de notícias que o BE quer permitir mudança de sexo aos 16 anos.
                  Por mera curiosidade, gostava de saber a vossa opinião. Se acham demasiado cedo, ou se nesta idade já há 100% de certeza quanto à sua identidade de género.

                  Um esclarecimento

                  A "mudança de sexo" que a proposta de lei se referia é apenas no registo civil, não involve cirurgias, o minimo para cirurgias de acordo com os padrões internacionais é de 18 anos.

                  Dito isto.
                  Concordo com possibilitarem a alteração de registo civil aos 16.
                  Não concordo com o deixar de ser necessário um diagnóstico de disforia de genero para o fazer. Que é outra coisa dentro desta proposta que ninguem tem mencionado.

                  Cumprimentos,
                  Uma pessoa transsexual.

                  Corrige-me se estiver errado, mas do que tenho ouvido, na atualidade o diagnóstico é de uma pessoa ser transexual e não de ter disporia de género certo? Penso que o que tem sido debatido também é que o diagnóstico não seja referente à pessoa ser transexual ou não, mas de ter ou não disporia de género. Dito isto, não sei bem no que a lei consiste nesse nível.

                  Se me soubesses responder agradecia ^^

                  Se uma pessoa não tem disforia de género não é transsexual.

                  Ser transsexual é um estado, disforia de género é o que causa esse estado.

                  Sim, porem contudo se tu fizeres as operações que quiseres para deixares de ter disforia, continuas a ser transexual. Penso que é nessa medida que se tenciona que seja rotulado como doença a disforia e não a transexualidade. Pelo menos esta é uma das opiniões que tenho ouvido dentro do ativismo transexual.

                  Os tratamentos reduzem e/ou eliminam os sintomas de disforia de genero. Não eliminam a condição. Se uma pessoa transsexual reverter a sua transição, por exemplo, uma MtF pós operativa deixar de tomar estrogenio e voltar a tomar testosterona para adiquirir caracteristicas masculinas, ou um FtM pós operativo deixar de tomar testosterona e voltar a tomar estrogenio para adiquirir caracteristicas femininas todos os sintomas vão voltar. Isto acontece porque a condição é impossível de eliminar com os nossos meios actuais, a unica coisa que podemos fazer é aliviar a sintomatologia, e talvez nunca será possível eliminar a condição, a evidencia que temos aponta para a origem da condição ser em diferenças cerebrais a nível fisico em regiões do cerebro muito profundas e só possiveis de visualizar em autopsia.

                  Adorei a tua resposta! Tenho me afastado cada vez de activismo e da comunidade LGBT por causa de um hijack que houve por parte de pessoas mal informadas sobre o assunto. Acho o teu post bastante informativo para pessoas que sejam novas por aqui, parabéns.
                    And my head told my heart, let love grow. But my heart told my head, this time no, this time no.

                    Mudança de sexo aos 16 anos
                    #51

                    Offline Pouto

                    • *
                    • Novo Membro
                    • Género: Feminino
                    E como é que funciona isso de uma pessoa dizer que se sente trans, mas não se sente mal com o seu próprio corpo? Faz sentido?
                    Isso significaria que a pessoa em questão foi vitima de desinformação ou tem ideias preconcebidas do que é ser transsexual que não estão correctas.

                    Ou isso que algumas pessoas dizem do: "pessoa não-binária é trans" - faz sentido?

                    Ter uma expressão de género fora do habitual não faz de uma pessoa transsexual. Quando transicionei as pessoas tiveram anos para passar a mensagem que expressão de género =/= género para depois a questão dos não binários deitar esse trabalho todo por terra.

                    Resumo:
                    O que faz uma pessoa transsexual?
                    - Um desconforto forte e persistente a nível fisico e mental sobre as caracteristicas sexuais de um individuo tanto a nivel primário como secundário, e algum alivio desse desconforto só é obtido através da adopção de caracteristicas sexuais do sexo oposto. As caracteristicas que causam este desconforto podem variar, mas ele tem que estar presente.

                    O que não faz uma pessoa transsexual?
                    - Ter uma expressão de genero fora do habitual, ie. um homem feminino ou uma mulher masculina.

                    Espero ter ajudado.

                    Boa noite a todos!  :)
                    Há pouco li no jornal de notícias que o BE quer permitir mudança de sexo aos 16 anos.
                    Por mera curiosidade, gostava de saber a vossa opinião. Se acham demasiado cedo, ou se nesta idade já há 100% de certeza quanto à sua identidade de género.

                    Um esclarecimento

                    A "mudança de sexo" que a proposta de lei se referia é apenas no registo civil, não involve cirurgias, o minimo para cirurgias de acordo com os padrões internacionais é de 18 anos.

                    Dito isto.
                    Concordo com possibilitarem a alteração de registo civil aos 16.
                    Não concordo com o deixar de ser necessário um diagnóstico de disforia de genero para o fazer. Que é outra coisa dentro desta proposta que ninguem tem mencionado.

                    Cumprimentos,
                    Uma pessoa transsexual.

                    Corrige-me se estiver errado, mas do que tenho ouvido, na atualidade o diagnóstico é de uma pessoa ser transexual e não de ter disporia de género certo? Penso que o que tem sido debatido também é que o diagnóstico não seja referente à pessoa ser transexual ou não, mas de ter ou não disporia de género. Dito isto, não sei bem no que a lei consiste nesse nível.

                    Se me soubesses responder agradecia ^^

                    Se uma pessoa não tem disforia de género não é transsexual.

                    Ser transsexual é um estado, disforia de género é o que causa esse estado.

                    Sim, porem contudo se tu fizeres as operações que quiseres para deixares de ter disforia, continuas a ser transexual. Penso que é nessa medida que se tenciona que seja rotulado como doença a disforia e não a transexualidade. Pelo menos esta é uma das opiniões que tenho ouvido dentro do ativismo transexual.

                    Os tratamentos reduzem e/ou eliminam os sintomas de disforia de genero. Não eliminam a condição. Se uma pessoa transsexual reverter a sua transição, por exemplo, uma MtF pós operativa deixar de tomar estrogenio e voltar a tomar testosterona para adiquirir caracteristicas masculinas, ou um FtM pós operativo deixar de tomar testosterona e voltar a tomar estrogenio para adiquirir caracteristicas femininas todos os sintomas vão voltar. Isto acontece porque a condição é impossível de eliminar com os nossos meios actuais, a unica coisa que podemos fazer é aliviar a sintomatologia, e talvez nunca será possível eliminar a condição, a evidencia que temos aponta para a origem da condição ser em diferenças cerebrais a nível fisico em regiões do cerebro muito profundas e só possiveis de visualizar em autopsia.

                    Adorei a tua resposta! Tenho me afastado cada vez de activismo e da comunidade LGBT por causa de um hijack que houve por parte de pessoas mal informadas sobre o assunto. Acho o teu post bastante informativo para pessoas que sejam novas por aqui, parabéns.

                    Obrigada. É bom saber que ainda consigo ajudar alguem a informar-se, por mais pequeno que o meu contributo possa ser.

                    Já agora, aproveito esta thread para acrescentar esta noticia que saiu recentemente.

                    https://www.dn.pt/portugal/interior/marcelo-devera-vetar-mudanca-de-genero-os-16-anos-9276573.html

                    E quem estava à espera de qualquer outra coisa é perigosamente ingénuo.
                    De realçar o seguinte ponto

                    Responder
                    Presidente da República questiona o facto de não ser necessário um relatório médico

                    Coisa que já agora, foi uma alteração proposta pelo PSD, manter o requiremento do relatório médico. Que não tenha sido aceite, sendo um compromisso perfeitamente aceitável só revela fanatismo.

                    Por tanto, expuseram uma população vulnerável aos holofotes da atenção pública e criaram um circo mediático em torno de uma demografia que largamente não quer ser visivel, para no final não significar absolutamente nada. Bravo.

                    Cada vez mais desapontada com o activismo LGBT.

                      Mudança de sexo aos 16 anos
                      #52

                      Offline Kidrauhl

                      • ***
                      • Membro Total
                      • Género: Masculino
                      E como é que funciona isso de uma pessoa dizer que se sente trans, mas não se sente mal com o seu próprio corpo? Faz sentido?
                      Isso significaria que a pessoa em questão foi vitima de desinformação ou tem ideias preconcebidas do que é ser transsexual que não estão correctas.

                      Ou isso que algumas pessoas dizem do: "pessoa não-binária é trans" - faz sentido?

                      Ter uma expressão de género fora do habitual não faz de uma pessoa transsexual. Quando transicionei as pessoas tiveram anos para passar a mensagem que expressão de género =/= género para depois a questão dos não binários deitar esse trabalho todo por terra.

                      Resumo:
                      O que faz uma pessoa transsexual?
                      - Um desconforto forte e persistente a nível fisico e mental sobre as caracteristicas sexuais de um individuo tanto a nivel primário como secundário, e algum alivio desse desconforto só é obtido através da adopção de caracteristicas sexuais do sexo oposto. As caracteristicas que causam este desconforto podem variar, mas ele tem que estar presente.

                      O que não faz uma pessoa transsexual?
                      - Ter uma expressão de genero fora do habitual, ie. um homem feminino ou uma mulher masculina.

                      Espero ter ajudado.

                      Boa noite a todos!  :)
                      Há pouco li no jornal de notícias que o BE quer permitir mudança de sexo aos 16 anos.
                      Por mera curiosidade, gostava de saber a vossa opinião. Se acham demasiado cedo, ou se nesta idade já há 100% de certeza quanto à sua identidade de género.

                      Um esclarecimento

                      A "mudança de sexo" que a proposta de lei se referia é apenas no registo civil, não involve cirurgias, o minimo para cirurgias de acordo com os padrões internacionais é de 18 anos.

                      Dito isto.
                      Concordo com possibilitarem a alteração de registo civil aos 16.
                      Não concordo com o deixar de ser necessário um diagnóstico de disforia de genero para o fazer. Que é outra coisa dentro desta proposta que ninguem tem mencionado.

                      Cumprimentos,
                      Uma pessoa transsexual.

                      Corrige-me se estiver errado, mas do que tenho ouvido, na atualidade o diagnóstico é de uma pessoa ser transexual e não de ter disporia de género certo? Penso que o que tem sido debatido também é que o diagnóstico não seja referente à pessoa ser transexual ou não, mas de ter ou não disporia de género. Dito isto, não sei bem no que a lei consiste nesse nível.

                      Se me soubesses responder agradecia ^^

                      Se uma pessoa não tem disforia de género não é transsexual.

                      Ser transsexual é um estado, disforia de género é o que causa esse estado.

                      Sim, porem contudo se tu fizeres as operações que quiseres para deixares de ter disforia, continuas a ser transexual. Penso que é nessa medida que se tenciona que seja rotulado como doença a disforia e não a transexualidade. Pelo menos esta é uma das opiniões que tenho ouvido dentro do ativismo transexual.

                      Os tratamentos reduzem e/ou eliminam os sintomas de disforia de genero. Não eliminam a condição. Se uma pessoa transsexual reverter a sua transição, por exemplo, uma MtF pós operativa deixar de tomar estrogenio e voltar a tomar testosterona para adiquirir caracteristicas masculinas, ou um FtM pós operativo deixar de tomar testosterona e voltar a tomar estrogenio para adiquirir caracteristicas femininas todos os sintomas vão voltar. Isto acontece porque a condição é impossível de eliminar com os nossos meios actuais, a unica coisa que podemos fazer é aliviar a sintomatologia, e talvez nunca será possível eliminar a condição, a evidencia que temos aponta para a origem da condição ser em diferenças cerebrais a nível fisico em regiões do cerebro muito profundas e só possiveis de visualizar em autopsia.

                      Adorei a tua resposta! Tenho me afastado cada vez de activismo e da comunidade LGBT por causa de um hijack que houve por parte de pessoas mal informadas sobre o assunto. Acho o teu post bastante informativo para pessoas que sejam novas por aqui, parabéns.

                      Obrigada. É bom saber que ainda consigo ajudar alguem a informar-se, por mais pequeno que o meu contributo possa ser.

                      Já agora, aproveito esta thread para acrescentar esta noticia que saiu recentemente.

                      https://www.dn.pt/portugal/interior/marcelo-devera-vetar-mudanca-de-genero-os-16-anos-9276573.html

                      E quem estava à espera de qualquer outra coisa é perigosamente ingénuo.
                      De realçar o seguinte ponto

                      Responder
                      Presidente da República questiona o facto de não ser necessário um relatório médico

                      Coisa que já agora, foi uma alteração proposta pelo PSD, manter o requiremento do relatório médico. Que não tenha sido aceite, sendo um compromisso perfeitamente aceitável só revela fanatismo.

                      Por tanto, expuseram uma população vulnerável aos holofotes da atenção pública e criaram um circo mediático em torno de uma demografia que largamente não quer ser visivel, para no final não significar absolutamente nada. Bravo.

                      Cada vez mais desapontada com o activismo LGBT.

                      Nem podia ser outro o resultado. Uma lei que foi aprovada pela porta do cavalo, às escondidas, sem discussão, através do voto de uma deputada que violou a disciplina de voto não tem qualquer sustentação para entrar em vigor. Já não é a primeira vez que o Presidente da República se assume como factor de moderação na legislação que é produzida na pandilha de criminosos que é a Assembleia da República, que peca pela falta de qualidade técnica e pela falta de discussão e de transparência. Na lei da procriação medicamente assistida, o veto do Presidente serviu para melhorar aspectos técnicos da lei. Certamente, o mesmo se passará com esta. Na lei do financiamento partidário, travou a pouca vergonha que se iria verificar. Se a proposta de alteração do PSD tivesse sido aceite, tudo seria mais equilibrado. Mas o radicalismo prevaleceu a nível parlamentar e será agora travado pelo bom senso do Presidente.

                        Mudança de sexo aos 16 anos
                        #53

                        Offline modaluxa

                        • *
                        • Novo Membro
                        • Género: Feminino
                        Concordo perfeitamente, já é difícil o suficiente para a pessoa ter de passar por isso. Quantos menos anos forem, melhor  :)


                        Fiz um vídeo sobre esta notícia e a minha opinião, deixo aqui o link para verem  :blush
                        https://www.youtube.com/watch?v=gIBCAcPoZgk

                        Muita força a todos :)

                          Mudança de sexo aos 16 anos
                          #54

                          Offline Inês1991

                          • *
                          • Novo Membro
                          • Género: Feminino
                          Concordo perfeitamente, já é difícil o suficiente para a pessoa ter de passar por isso. Quantos menos anos forem, melhor  :)


                          Fiz um vídeo sobre esta notícia e a minha opinião, deixo aqui o link para verem  :blush
                          https://www.youtube.com/watch?v=gIBCAcPoZgk

                          Muita força a todos :)


                          Este fim de semana estive com vários amigos meus transexuais. Aproveitei para perguntar duas coisas: se concordavam com esta lei (já sabia que não, mas queria perceber melhor as razões), e se achavam que quem nunca faz um processo médico de transição de género mas diz que é transexual à mesma pode ter razão no que diz.


                          A resposta à segunda pergunta foi que absolutamente não, e que até é muito ofensivo alguém assim auto-intitular-se transexual ou similar.


                          Em relação à primeira, eu também julgava antes que era uma boa ideia, porque os direitos nunca são demais. Mas todos me disseram que era péssima ideia permitir mudar o nome e sexo do registo sem um diagnóstico médico. Como dizes no teu vídeo (parabéns pelo canal, acho que tens talento mesmo!), acho que muita gente LGB passa por uma fase onde acha que devia mudar, até perceberem que não é isso que faz sentido para eles. Eu própria cheguei a pensar nisso. Isto sem falar em casos de doença mental em que a pessoa não tem capacidade para reflectir sobre as consequèncias do que acha que quer.


                          Enfim, acho que este é um tema muito complexo mesmo. Não é por sermos LGB que percebemos logo o que é a transexualidade. Pelo menos no meu caso tenho tido de questionar muito do que achava que sabia. E tenho descoberto pessoas fantásticas  :)

                            Marcelo vetou lei da mudança de género
                            #55

                            Mudança de sexo aos 16 anos
                            #56

                            Offline Kidrauhl

                            • ***
                            • Membro Total
                            • Género: Masculino
                            https://www.dn.pt/portugal/interior/marcelo-vetou-lei-da-mudanca-de-genero-9324614.html


                            Deixo aqui este update na situação...

                            O Presidente da República assumiu, desta vez, uma posição moderada e vetou o que jamais poderia passar em branco. Felicito-o, sem sombra de dúvida, sobretudo por ter acabado com o maniqueísmo em torno deste debate, que marcou a aprovação deste diploma. A patologização versus despatologização sempre foi uma falsa questão, que o Presidente clarifica por completo quando refere que defender a existência de um relatório médico "não se prende com qualquer qualificação da situação em causa como patologia ou situação mental anómala, que não é". Isto porque um relatório médico permite sempre a reponderação da decisão, em primeiro lugar, e também permite que, no momento da cirurgia (se ela vier a ocorrer, será sempre um acto médico), já exista um relatório médico que estabeleça todo o histórico da pessoa em questão. De qualquer forma, o Presidente foi bastante brando, ao permitir que após os 18 anos deixe de ser exigido relatório médico e ao não se opor à mudança de género no registo aos 16 anos de idade. Penso que poderia ter ido mais longe na fundamentação do veto, mas o importante é que vetou. Esperamos que o Parlamento tenha o bom senso de acolher as questões suscitadas pelo Presidente.

                              Marcelo vetou lei da mudança de género
                              #57

                              Offline Pouto

                              • *
                              • Novo Membro
                              • Género: Feminino
                              https://www.dn.pt/portugal/interior/marcelo-vetou-lei-da-mudanca-de-genero-9324614.html


                              Deixo aqui este update na situação...

                              Responder
                              Quer que se exija relatório médico
                              Responder
                              Marcelo Rebelo de Sousa solicitou à Assembleia da República, pode ler-se, "que, no decreto sobre identidade de género, preveja relatório médico quando se trate de menores".

                              Fala por si.

                              Muito obrigada por terem criado um circo mediatico a nossa volta.

                                Mudança de sexo aos 16 anos
                                #58

                                Offline safir

                                • *****
                                • Direção
                                • Membro Júnior
                                • Género: Outro
                                • Close your eyes, I'll sing your favorite song
                                Uma decisão desinformada para um povo desinformado...
                                É triste, muito triste.
                                  I wrote you this lullaby
                                  Hush now baby, don't you cry
                                  Anything you want could not be wrong

                                  Marcelo vetou lei da mudança de género
                                  #59

                                  Offline Inês1991

                                  • *
                                  • Novo Membro
                                  • Género: Feminino

                                  Fala por si.

                                  Muito obrigada por terem criado um circo mediatico a nossa volta.

                                  O que disseste faz-me lembrar um programa da TVI (?) que vi há umas semanas.

                                  Dois rapazes ftm estavam a ser entrevistados, ao lado das respectivas mães. Eram ambos menores de idade. Um deles queixou-se que era incómodo quando tinha de mostrar os documentos porque ainda o identificavam como sendo do sexo feminino. Ora eu estava a ver o programa num café. Quando o rapaz diz isto, um homem na mesa ao lado desata a rir-se e diz qualquer coisa assim: "como se não reparassem que és rapariga!"

                                  De facto tinham os dois aspecto ainda muito feminino. Não percebo como é que os ia ajudar já terem o sexo mudado para o masculino no cartão de cidadão. Percebo ainda menos porque é que foram à televisão se não querem a sua situação seja exposta. E com as mães a apoiarem a decisão pouco coerente.

                                  Também foram entrevistados um homem ftm mais velho e uma psicóloga. Ambos eram contra se prescindir de um diagnóstico, em qualquer idade. Achei o discurso deles muito mais sensato.

                                  Uma decisão desinformada para um povo desinformado...É triste, muito triste.


                                  Olá, Safira. Se puder perguntar, porque achas isso? Eu acho que o veto só pecou por ser brando demais. Pelo que tenho percebido é também isso que a malta transexual acha. Achas que é benéfico alguém menor de idade, que se não tem diagnóstico é porque não está a fazer o processo, possa mudar o nome a pedido? Há alguma vantagem?

                                     

                                    Tópicos relacionados

                                      Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
                                    7 Respostas
                                    4042 Visualizações
                                    Última mensagem 6 de Julho de 2011
                                    por temporary_user
                                    Mudança de Sexo

                                    Iniciado por Ohev Trans

                                    4 Respostas
                                    1449 Visualizações
                                    Última mensagem 31 de Julho de 2013
                                    por odp
                                    13 Respostas
                                    2135 Visualizações
                                    Última mensagem 13 de Julho de 2014
                                    por V24
                                    9 Respostas
                                    2589 Visualizações
                                    Última mensagem 11 de Abril de 2015
                                    por Bandura_62
                                    6 Respostas
                                    2112 Visualizações
                                    Última mensagem 30 de Junho de 2015
                                    por Imaterial