rede ex aequo

Olá Visitante22.nov.2019, 03:01:46

Autor Tópico: Mudança de sexo aos 16 anos  (Lida 4059 vezes)

 
Mudança de sexo aos 16 anos
#0

Offline Senses

  • *
  • Novo Membro
  • Género: Feminino
Boa noite a todos!  :)
Há pouco li no jornal de notícias que o BE quer permitir mudança de sexo aos 16 anos.
Por mera curiosidade, gostava de saber a vossa opinião. Se acham demasiado cedo, ou se nesta idade já há 100% de certeza quanto à sua identidade de género.
« Última modificação: 11 de Março de 2018 por Atomic »

    Mudança de sexo aos16 anos
    #1

    Offline Lumia

    • *
    • Novo Membro
    • Género: Feminino
    Hello,

    Já tinha visto essa proposta e acho que não tenho uma opinião bem formada... Creio que aos 16 anos há jovens que já poderão ter a certeza da identidade de género oposta à qual nasceram. Porém, haverá aqueles que não...E banalizar a todos pode tornar-se "perigoso". Pode parecer que não mas há diferença na maturidade aos 16 e aos 18...

      Mudança de sexo aos16 anos
      #2

      Offline ÉssePê

      • ****
      • Membro Sénior
      • Género: Feminino
      • As pessoas não mudam. Revelam-se.
        • My Dream's ♥
      Tenho a mesma opinião que a Lumia, não tiro nem acrescento nada.
        "Às vezes ouço passar o vento, e só de ouvir o vento passar, vale a pena ter nascido."

        Mudança de sexo aos16 anos
        #3

        Offline rc95

        • *
        • Novo Membro
        • Género: Feminino
        Olá a todxs!
        Na minha opinião, depois de mil discussões sobre o assunto, concordo a 100% com essa decisão. A identidade de género é algo que sabes desde sempre. É um sofrimento constante com um corpo que não te pertence e dar a oportunidade a essas pessoas a terem o poder decisão de passar pela mudança aos 16 anos é ótimo.
        Não acho que seja um problema de maturidade como muita gente diz. Em primeiro lugar a maturidade de uma pessoa difere de pessoa para pessoa. E mais, não é o caso de uma jovem de 16 anos que quer colocar silicone. É diferente. Pelo menos para mim. E nem acho que seja um caso de maturidade, porque tu sabes quando não estás no corpo certo e haver um acompanhamento psicológico é essencial para iniciar uma mudança. Não é banalizar a mudança de sexo porque com 16 anos és demasiado jovem para tomar essas decisões.
        É uma questão de direitos e de fazermos uma parte da nossa sociedade sentir-se feliz no seu próprio corpo sem esperar pelos 18. Sendo que o processo de mudança é complexo e 2 anos fazem toda a diferença.

          Mudança de sexo aos16 anos
          #4

          Offline carolinalg

          • *****
          • Moderação Geral
          • Membro Elite
          • Género: Feminino
          • call it Magic... call it true...
          Responder
          Hello,

          Já tinha visto essa proposta e acho que não tenho uma opinião bem formada... Creio que aos 16 anos há jovens que já poderão ter a certeza da identidade de género oposta à qual nasceram. Porém, haverá aqueles que não...E banalizar a todos pode tornar-se "perigoso". Pode parecer que não mas há diferença na maturidade aos 16 e aos 18...



          Acho perigoso se se banalizar e generalizar todo e cada caso, ou seja, tudo deve ser analisado ao pormenor, - mas é como em tudo na vida!- de modo a haver um diagnóstico e tratamentos corretos e sem dúvidas. :)
          Dois anos são uma diferença bruta. Esperar mais esse tempo para se poder ser 'eu' próprix poderá ser complicado, talvez até traumático, porque estamos a pedir que alguém - que, por exemplo, já tenha noção da sua identidade - se reprima por mais dois anos na sua adolescência, fase essa que é suposto ser a melhor das nossas vidas.

          Parabéns pelo projeto lei que ainda irá a votação, BE. Não desiludes.
            - carolinalg -

            Mudança de sexo aos16 anos
            #5

            Offline T-Rex

            • *****
            • Associad@
            • Membro Ultra
            • Género: Masculino
            • Hakuna Batata!
              • Um gajo trans a falar de cenas
            As notícias sobre esta proposta de lei falham em dois grandes pontos:
            1) não definem "mudança de sexo". A proposta do BE refere-se à mudança de nome e do marcador de sexo (o "M" ou "F" que aparece no CC) no registo civil, mas quem lê as notícias parece que estão a propor cirurgias genitais a partir dos 16 anos (o que não seria uma coisa má)...

            2) não referem um ponto extremamente relevante no meio desta discussão toda: as pessoas já podem, atualmente, iniciar a transição física aos 16 anos, no entanto só podem mudar de nome aos 18! Portanto, a lei atual cria situações em que uma pessoa pode já ter iniciado a sua transição clínica (com todas as implicações físicas e sociais que lhe estão associadas), mas ficam impedidas de mudar de nome e são forçadas a viver até aos 18 anos com os documentos todos com o nome de nascimento.

            Portanto, acho ótimo que a idade mínima para a mudança de nome seja baixada para os 16.

            Sobre a transição clínica, como disse acima, pode ser iniciada a partir dos 16, dependendo do médico que nos acompanha. Para quem já sabe que é trans, não faz sentido nenhum esperar mais tempo. Aos 16 anos a puberdade ainda não terminou, portanto ainda pode ser possível evitar alguns dos "estragos" que esta faz nos nossos corpos e que nos complica mais tarde a transição e nos pode deixar com sequelas para o resto da vida (ex: se eu tivesse iniciado a minha transição aos 16, se calhar as minhas mamas não teriam crescido tanto e hoje em dia não precisava de ter ficado com duas cicatrizes enormes no meu peito).

            Já agora, a transição não é uma coisa que se faz num instante. Tem imensas etapas, com imensos tempos de espera entre elas. Uma pessoa tem muito tempo para pensar no que está a fazer e no que é que precisa. Não é possível uma pessoa um dia acordar e pensar "epah, vou mudar de sexo", muda rapidamente e depois arrepende-se. Não se faz isto rapidamente. Entre avaliações, tempos de espera entre consultas, tempos de espera para a terapia hormonal fazer os seus efeitos, etc, há muuuuuito tempo para pensar e para avaliar se a transição nos está a fazer bem ou não (e se não estiver, podemos parar a qualquer momento).

            Mudança de sexo aos16 anos
            #6

            Offline Atomic

            • *****
            • Membro Ultra
            • Género: Masculino
            • Everything changes when you grow old...
              • Somos Blergh
            Do que eu sei já se pode começar as terapias hormonais aos 16 anos (se não estou em erro... ah, reli agora o que o t-rex disse e pronto não confundi x) ), por isso não vejo grande mal em por tudo concordante com essa idade pelo menos. Acho que ainda temos uma equipa médica muito deficiente em formação a nível trans, mas acho que se tivéssemos médicos treinados no sistema nacional de saúde, poderíamos facilmente ter leis mais flexíveis e que tornem as vidas destas pessoas bem mais funcionais.


            Dito isto, acho que por agora essa mudança de lei e o mínimo que se pode alcançar. Penso também que o género bem que podia ser excluído do CC de um modo geral, há uns tempos ouvi dizer que o BI não tinha género e fui confirmar e de facto não. Sinceramente acho que não faz qualquer diferença e só complica estes casos. Até poderia estar numa base de dados (já que o cc tem um chip e tudo) mas não precisava de estar na cara de toda a gente.


            Deixo aqui uns rants meios aleatórios e gostava de saber se há algum update neste assunto, ouvi a audição que as associações lgbti deram na assembleia da república há uns tempos mas depois disso ainda não ouvi nada.

            Mudança de sexo aos 16 anos
            #7

            Offline Pouto

            • *
            • Novo Membro
            • Género: Feminino
            Boa noite a todos!  :)
            Há pouco li no jornal de notícias que o BE quer permitir mudança de sexo aos 16 anos.
            Por mera curiosidade, gostava de saber a vossa opinião. Se acham demasiado cedo, ou se nesta idade já há 100% de certeza quanto à sua identidade de género.

            Um esclarecimento

            A "mudança de sexo" que a proposta de lei se referia é apenas no registo civil, não involve cirurgias, o minimo para cirurgias de acordo com os padrões internacionais é de 18 anos.

            Dito isto.
            Concordo com possibilitarem a alteração de registo civil aos 16.
            Não concordo com o deixar de ser necessário um diagnóstico de disforia de genero para o fazer. Que é outra coisa dentro desta proposta que ninguem tem mencionado.

            Cumprimentos,
            Uma pessoa transsexual.

              Mudança de sexo aos 16 anos
              #8

              Offline Atomic

              • *****
              • Membro Ultra
              • Género: Masculino
              • Everything changes when you grow old...
                • Somos Blergh
              Boa noite a todos!  :)
              Há pouco li no jornal de notícias que o BE quer permitir mudança de sexo aos 16 anos.
              Por mera curiosidade, gostava de saber a vossa opinião. Se acham demasiado cedo, ou se nesta idade já há 100% de certeza quanto à sua identidade de género.

              Um esclarecimento

              A "mudança de sexo" que a proposta de lei se referia é apenas no registo civil, não involve cirurgias, o minimo para cirurgias de acordo com os padrões internacionais é de 18 anos.

              Dito isto.
              Concordo com possibilitarem a alteração de registo civil aos 16.
              Não concordo com o deixar de ser necessário um diagnóstico de disforia de genero para o fazer. Que é outra coisa dentro desta proposta que ninguem tem mencionado.

              Cumprimentos,
              Uma pessoa transsexual.

              Corrige-me se estiver errado, mas do que tenho ouvido, na atualidade o diagnóstico é de uma pessoa ser transexual e não de ter disporia de género certo? Penso que o que tem sido debatido também é que o diagnóstico não seja referente à pessoa ser transexual ou não, mas de ter ou não disporia de género. Dito isto, não sei bem no que a lei consiste nesse nível.

              Se me soubesses responder agradecia ^^

              Mudança de sexo aos 16 anos
              #9

              Offline Pouto

              • *
              • Novo Membro
              • Género: Feminino
              Boa noite a todos!  :)
              Há pouco li no jornal de notícias que o BE quer permitir mudança de sexo aos 16 anos.
              Por mera curiosidade, gostava de saber a vossa opinião. Se acham demasiado cedo, ou se nesta idade já há 100% de certeza quanto à sua identidade de género.

              Um esclarecimento

              A "mudança de sexo" que a proposta de lei se referia é apenas no registo civil, não involve cirurgias, o minimo para cirurgias de acordo com os padrões internacionais é de 18 anos.

              Dito isto.
              Concordo com possibilitarem a alteração de registo civil aos 16.
              Não concordo com o deixar de ser necessário um diagnóstico de disforia de genero para o fazer. Que é outra coisa dentro desta proposta que ninguem tem mencionado.

              Cumprimentos,
              Uma pessoa transsexual.

              Corrige-me se estiver errado, mas do que tenho ouvido, na atualidade o diagnóstico é de uma pessoa ser transexual e não de ter disporia de género certo? Penso que o que tem sido debatido também é que o diagnóstico não seja referente à pessoa ser transexual ou não, mas de ter ou não disporia de género. Dito isto, não sei bem no que a lei consiste nesse nível.

              Se me soubesses responder agradecia ^^

              Se uma pessoa não tem disforia de género não é transsexual.

              Ser transsexual é um estado, disforia de género é o que causa esse estado.

                Mudança de sexo aos 16 anos
                #10

                Offline carolinalg

                • *****
                • Moderação Geral
                • Membro Elite
                • Género: Feminino
                • call it Magic... call it true...
                E como é que funciona isso de uma pessoa dizer que se sente trans, mas não se sente mal com o seu próprio corpo? Faz sentido?
                Ou isso que algumas pessoas dizem do: "pessoa não-binária é trans" - faz sentido?
                  - carolinalg -

                  Mudança de sexo aos 16 anos
                  #11

                  Offline Atomic

                  • *****
                  • Membro Ultra
                  • Género: Masculino
                  • Everything changes when you grow old...
                    • Somos Blergh
                  Boa noite a todos!  :)
                  Há pouco li no jornal de notícias que o BE quer permitir mudança de sexo aos 16 anos.
                  Por mera curiosidade, gostava de saber a vossa opinião. Se acham demasiado cedo, ou se nesta idade já há 100% de certeza quanto à sua identidade de género.

                  Um esclarecimento

                  A "mudança de sexo" que a proposta de lei se referia é apenas no registo civil, não involve cirurgias, o minimo para cirurgias de acordo com os padrões internacionais é de 18 anos.

                  Dito isto.
                  Concordo com possibilitarem a alteração de registo civil aos 16.
                  Não concordo com o deixar de ser necessário um diagnóstico de disforia de genero para o fazer. Que é outra coisa dentro desta proposta que ninguem tem mencionado.

                  Cumprimentos,
                  Uma pessoa transsexual.

                  Corrige-me se estiver errado, mas do que tenho ouvido, na atualidade o diagnóstico é de uma pessoa ser transexual e não de ter disporia de género certo? Penso que o que tem sido debatido também é que o diagnóstico não seja referente à pessoa ser transexual ou não, mas de ter ou não disporia de género. Dito isto, não sei bem no que a lei consiste nesse nível.

                  Se me soubesses responder agradecia ^^

                  Se uma pessoa não tem disforia de género não é transsexual.

                  Ser transsexual é um estado, disforia de género é o que causa esse estado.

                  Sim, porem contudo se tu fizeres as operações que quiseres para deixares de ter disforia, continuas a ser transexual. Penso que é nessa medida que se tenciona que seja rotulado como doença a disforia e não a transexualidade. Pelo menos esta é uma das opiniões que tenho ouvido dentro do ativismo transexual.

                  Mudança de sexo aos 16 anos
                  #12

                  Offline Pouto

                  • *
                  • Novo Membro
                  • Género: Feminino
                  E como é que funciona isso de uma pessoa dizer que se sente trans, mas não se sente mal com o seu próprio corpo? Faz sentido?
                  Isso significaria que a pessoa em questão foi vitima de desinformação ou tem ideias preconcebidas do que é ser transsexual que não estão correctas.

                  Ou isso que algumas pessoas dizem do: "pessoa não-binária é trans" - faz sentido?

                  Ter uma expressão de género fora do habitual não faz de uma pessoa transsexual. Quando transicionei as pessoas tiveram anos para passar a mensagem que expressão de género =/= género para depois a questão dos não binários deitar esse trabalho todo por terra.

                  Resumo:
                  O que faz uma pessoa transsexual?
                  - Um desconforto forte e persistente a nível fisico e mental sobre as caracteristicas sexuais de um individuo tanto a nivel primário como secundário, e algum alivio desse desconforto só é obtido através da adopção de caracteristicas sexuais do sexo oposto. As caracteristicas que causam este desconforto podem variar, mas ele tem que estar presente.

                  O que não faz uma pessoa transsexual?
                  - Ter uma expressão de genero fora do habitual, ie. um homem feminino ou uma mulher masculina.

                  Espero ter ajudado.

                  Boa noite a todos!  :)
                  Há pouco li no jornal de notícias que o BE quer permitir mudança de sexo aos 16 anos.
                  Por mera curiosidade, gostava de saber a vossa opinião. Se acham demasiado cedo, ou se nesta idade já há 100% de certeza quanto à sua identidade de género.

                  Um esclarecimento

                  A "mudança de sexo" que a proposta de lei se referia é apenas no registo civil, não involve cirurgias, o minimo para cirurgias de acordo com os padrões internacionais é de 18 anos.

                  Dito isto.
                  Concordo com possibilitarem a alteração de registo civil aos 16.
                  Não concordo com o deixar de ser necessário um diagnóstico de disforia de genero para o fazer. Que é outra coisa dentro desta proposta que ninguem tem mencionado.

                  Cumprimentos,
                  Uma pessoa transsexual.

                  Corrige-me se estiver errado, mas do que tenho ouvido, na atualidade o diagnóstico é de uma pessoa ser transexual e não de ter disporia de género certo? Penso que o que tem sido debatido também é que o diagnóstico não seja referente à pessoa ser transexual ou não, mas de ter ou não disporia de género. Dito isto, não sei bem no que a lei consiste nesse nível.

                  Se me soubesses responder agradecia ^^

                  Se uma pessoa não tem disforia de género não é transsexual.

                  Ser transsexual é um estado, disforia de género é o que causa esse estado.

                  Sim, porem contudo se tu fizeres as operações que quiseres para deixares de ter disforia, continuas a ser transexual. Penso que é nessa medida que se tenciona que seja rotulado como doença a disforia e não a transexualidade. Pelo menos esta é uma das opiniões que tenho ouvido dentro do ativismo transexual.

                  Os tratamentos reduzem e/ou eliminam os sintomas de disforia de genero. Não eliminam a condição. Se uma pessoa transsexual reverter a sua transição, por exemplo, uma MtF pós operativa deixar de tomar estrogenio e voltar a tomar testosterona para adiquirir caracteristicas masculinas, ou um FtM pós operativo deixar de tomar testosterona e voltar a tomar estrogenio para adiquirir caracteristicas femininas todos os sintomas vão voltar. Isto acontece porque a condição é impossível de eliminar com os nossos meios actuais, a unica coisa que podemos fazer é aliviar a sintomatologia, e talvez nunca será possível eliminar a condição, a evidencia que temos aponta para a origem da condição ser em diferenças cerebrais a nível fisico em regiões do cerebro muito profundas e só possiveis de visualizar em autopsia.
                  « Última modificação: 13 de Março de 2018 por Pouto »

                    Mudança de sexo aos 16 anos
                    #13

                    Gael Romã

                    • Visitante
                    Pouto,

                    Os não-binários não deitaram nada por terra.
                    Só porque tu vives a tua identidade e expressão de género de uma maneira não quer dizer que todxs a vivamos da mesma forma.
                    Eu sou não-binário. E com isso (pessoalmente, porque não é igual para todxs) quero dizer que o meu género não é nem masculino nem feminino. E, socialmente e do ponto de vista legislativo, sou invisível. Não tenho direito nem acesso a nenhum procedimento hormonal ou cirúrgico que atenue a disforia que sinto em relação a apenas algumas coisas em mim. O dito "relatório de disforia" é uma burocracia inventada por pessoas cis-género que decidem acerca da autodeterminação identitária de pessoas não cis.
                    Eu não estou, como dizes "mal informadx" nem "confusx" em relação a nada. Eu sei quem sou e estou fartx que me venham com essa história de que os não binários vêm estragar o esquema a toda a gente. (desculpa o tom, sei que soa mais agressivo. peço-te que não tomes essa agressividade contra ti, pois não o é, de todo. é dirigida à conjuntura de situações que me magoa diariamente e para a qual a ideologia "anti não-binários" contribui.)
                    Acho que cada um deve saber de si tendo direito a apoio para tomar decisões o mais informadx possível (fazer terapia, ver especialistas), mas que, no fim, ninguém tem o direito a decidir acerca da identidade de outrx. Somos TODXS válidxs.

                    E, para ser honestx, acho que muitas pessoas transgénero binárias, cuja vida e direitos são 100% válidos e invioláveis, sentem muita frustração com a ideia de deixar da haver um relatório de disforia de género, porque isto significa que afinal todo o sofrimento por que passaram no seu processo de transição, todas as provas que tiveram de dar a quem não tinha nada a ver com isso, e inclusivo, para algumas, todas as vezes que tiveram de mentir a um médico porque não se sentiam 100% enquadradas naquilo que supostamente é um "verdadeiro transexual", afinal eram completamente dispensáveis...
                    (Por exemplo, para ter o tal relatório, tenho um amigo ftm, que teve de jurar a pés juntos que era hetero (e não é) pois de outra forma não poderia ter o dito...)

                    Além disso, e fora a disforia que se sente em relação ao seu corpo, existem inegáveis papéis de género na nossa sociedade que, na minha opinião, e embora, CLARO, não sejam tudo nem talvez o principal, contribuem grandemente para um grande desconforto a que talvez possas chamar "disforia social". Só por si, esses papéis de género, já criam problemas a muitas pessoas cis, óbvio que criarão ainda mais a pessoas trans.

                    Para mim, trans é o seguinte. Toda e qualquer pessoa que não se identifique com o género que lhe foi atribuído à nascença.
                    E toda a gente deveria ter direito à vida e à vida com qualidade. Não apenas quem nasce cis ou quem "passa" nos testes médicos que servem para decidir quem são os verdadeiros transsexuais.

                    Gael
                    « Última modificação: 14 de Março de 2018 por Gael Romã »

                      Mudança de sexo aos 16 anos
                      #14

                      Offline Pouto

                      • *
                      • Novo Membro
                      • Género: Feminino
                      Pouto,

                      Os não-binários não deitaram nada por terra.
                      Só porque tu vives a tua identidade e expressão de género de uma maneira não quer dizer que todxs a vivamos da mesma forma.
                      Eu sou não-binário. E com isso (pessoalmente, porque não é igual para todxs) quero dizer que o meu género não é nem masculino nem feminino. E, socialmente e do ponto de vista legislativo, sou invisível.
                      Se achas que ter uma expressão de género inconvencional merece um enquadramento legal diferente então força, façam activismo por isso, mas não se peguem a outros movimentos com reinvidicações bem diferentes.

                      Não tenho direito nem acesso a nenhum procedimento hormonal ou cirúrgico que atenue a disforia que sinto em relação a apenas algumas coisas em mim. O dito "relatório de disforia" é uma burocracia inventada por pessoas cis-género que decidem acerca da autodeterminação identitária de pessoas não cis.
                      Um fenomeno médico observado em estudos por cientistas e médicos não é uma burocracia inventada.

                      Eu não estou, como dizes "mal informadx" nem "confusx" em relação a nada. Eu sei quem sou e estou fartx que me venham com essa história de que os não binários vêm estragar o esquema a toda a gente. (desculpa o tom, sei que soa mais agressivo. peço-te que não tomes essa agressividade contra ti, pois não o é, de todo. é dirigida à conjuntura de situações que me magoa diariamente e para a qual a ideologia "anti não-binários" contribui.)
                      Achas que ter uma expressão de género inconvencial significa que uma pessoa não é homem ou mulher? É que não é assim que os conceitos funcionam.

                      Acho que cada um deve saber de si tendo direito a apoio para tomar decisões o mais informadx possível (fazer terapia, ver especialistas), mas que, no fim, ninguém tem o direito a decidir acerca da identidade de outrx. Somos TODXS válidxs.
                      No mundo real não é assim que as coisas funcionam. Vamos aplicar essa lógica a outro conceito.
                      "Ninguem tem o direito a decidir quem tem o acesso a esta conta bancária. Todas as tentativas de acesso são TODAS válidas."
                      Vês o sentido que faz?

                      No mundo real "somos todos validos" significa tambem "ninguem é valido".

                      E, para ser honestx, acho que muitas pessoas transgénero binárias, cuja vida e direitos são 100% válidos e invioláveis, sentem muita frustração com a ideia de deixar da haver um relatório de disforia de género, porque isto significa que afinal todo o sofrimento por que passaram no seu processo de transição, todas as provas que tiveram de dar a quem não tinha nada a ver com isso, e inclusivo, para algumas, todas as vezes que tiveram de mentir a um médico porque não se sentiam 100% enquadradas naquilo que supostamente é um "verdadeiro transexual", afinal eram completamente dispensáveis...
                      (Por exemplo, para ter o tal relatório, tenho um amigo ftm, que teve de jurar a pés juntos que era hetero (e não é) pois de outra forma não poderia ter o dito...)

                      Então esse médico precisa de ser inspecionado por um agente imparcial por não estar a cumprir protocolos nacionais e internacionais. Não quer dizer que esses mesmos protocolos sejam treta e que não tenham fundamento cientifico.

                      Para mim, trans é o seguinte. Toda e qualquer pessoa que não se identifique com o género que lhe foi atribuído à nascença.
                      E toda a gente deveria ter direito à vida e à vida com qualidade. Não apenas quem nasce cis ou quem "passa" nos testes médicos que servem para decidir quem são os verdadeiros transsexuais.

                      Gael

                      Ser transsexual não é uma questão de identidade pessoal.

                        Mudança de sexo aos 16 anos
                        #15

                        Gael Romã

                        • Visitante
                        Olá Pouto,
                        Responder
                        «Se achas que ter uma expressão de género inconvencional merece um enquadramento legal diferente então força, façam activismo por isso, mas não se peguem a outros movimentos com reinvidicações bem diferentes.»

                        1 - Eu não tenho uma expressão de género inconvencional. O que eu tenho é uma identidade de género não convencional. O meu corpo não me reflecte a 100% e socialmente também não sou vistx como verdadeiramente sou. Dizeres-me que tenho uma "expressão de género inconvencional" sem sequer me conheceres é absurdo, porque é impossível saberes como me expresso.

                        2 - Eu bato-me pela direito à auto-determinação de género, algo por que tu também tiveste de te bater. Em que é que te prejudica que o género não seja binário, mas sim um espectro ? E que as pessoas que não se enquadrem em nenhum dos pólos também queiram transicionar ? Qual é o problema ?

                        Responder
                        «Um fenomeno médico observado em estudos por cientistas e médicos não é uma burocracia inventada.»

                        O que é "um fenómeno médico observado etc etc etc" ? A disforia é um fenómeno humano, não médico, e nenhum médico cis o pode compreender verdadeiramente. É preciso senti-lo para saber mesmo o que é.

                        Responder
                        «Achas que ter uma expressão de género inconvencial significa que uma pessoa não é homem ou mulher? É que não é assim que os conceitos funcionam.»

                        Eu não acho que ter uma expressão de género inconvencional signifique necessariamente que uma pessoa é trans. Assim como não acho que uma pessoa trans tenha de ter obrigatoriamente uma expressão de género inconvencional.
                        Mas acho que uma pessoa que quer transicionar de alguma maneira por não se sentir bem na sua pele, e mesmo que não queira transicionar para o binarismo oposto, deve poder fazê-lo. Qual é o inconveniente ? Porque é que te importa tanto a identidade de género das outras pessoas ? Achas mesmo que deve haver alguém de fora a dizer-nos quem somos, o que queremos e o que nos faz feliz ?

                        Responder
                        «No mundo real não é assim que as coisas funcionam. Vamos aplicar essa lógica a outro conceito."Ninguem tem o direito a decidir quem tem o acesso a esta conta bancária. Todas as tentativas de acesso são TODAS válidas."Vês o sentido que faz?No mundo real "somos todos validos" significa tambem "ninguem é valido”»
                        Conta bancária ? What ? - Estás a comparar contas bancárias a direitos humanos, não consigo perceber o sentido, mas pode mesmo ser uma falha na comunicação, só...
                        Ser válido não invalida ninguém. Eu poder existir e ter direito a ser quem sou não te invalida nem tira o direito a seres quem és. Não percebo a necessidade de viver à custa dos direitos dos outros.

                        Responder
                        «Então esse médico precisa de ser inspecionado por um agente imparcial por não estar a cumprir protocolos nacionais e internacionais. Não quer dizer que esses mesmos protocolos sejam treta e que não tenham fundamento cientifico.»

                        Tem de ser inspecionado. De acordo a 100%. Mas repito que os protocolos, mesmo que sirvam para algumas pessoas, não abrangem todxs nem as necessidades de todxs. E inclusive impedem algumas pessoas de ter acesso àquilo de que necessitam.  O que me parece muitíssimo injusto.

                        Responder
                        «Ser transsexual não é uma questão de identidade pessoal.»

                        Então é o quê ?
                        Não é uma escolha, CLARO. Mas é uma questão que parte da identidade de uma pessoa, o que faz com que ela seja trans. Ter uma identidade feminina, masculina, neutra, etc etc. É uma questão de identidade e além disso pode ser fluída e ir sofrendo alterações ao longo do tempo. Mas que, para mim, é identidade, é.
                        E para ti, é o quê ?
                        « Última modificação: 15 de Março de 2018 por Gael Romã »

                          Mudança de sexo aos 16 anos
                          #16

                          Offline T-Rex

                          • *****
                          • Associad@
                          • Membro Ultra
                          • Género: Masculino
                          • Hakuna Batata!
                            • Um gajo trans a falar de cenas
                          Passando por esta discussão só para deixar alguma informação que parece ser pertinente:


                          - os Standards of Care, publicados pela World Professional Association for Transgender Health, prevêm a existência de, e acesso a cuidados de saúde para malta não binária (link)


                          - da mesma forma, a versão mais recente do Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders (DSM V) prevê a existência e acesso a cuidados de saúde para pessoas não binárias (não posso linkar o documento inteiro por questões de copyright infringment, mas há uns tempos fiz um pequeno unpacking do que consta no DSM, podem ler isso aqui. E aqui um excerto particularmente relevante)




                          Mudança de sexo aos 16 anos
                          #17

                          Gael Romã

                          • Visitante
                          Hey T-Rex !


                          Muito obrigadx pela info. De facto há coisas em que esteva desactualizadx. :)
                          Só uma pergunta, estas normas/protocolos descritos nos docs que disponibilizaste são também seguidas em Portugal ?


                          Obrigadx !


                          Gael

                            Mudança de sexo aos 16 anos
                            #18

                            Offline T-Rex

                            • *****
                            • Associad@
                            • Membro Ultra
                            • Género: Masculino
                            • Hakuna Batata!
                              • Um gajo trans a falar de cenas
                            Não são seguidas em PT, pelo menos não por todos os profissionais de saúde. Neste momento cada médico/psicólogo faz como entende melhor, não existindo uma uniformização de práticas clínicas. É um dos grandes problemas relativos à prática clínica em portugal e que, a meu ver seria urgente resolver.

                            Mudança de sexo aos 16 anos
                            #19

                            Offline Pouto

                            • *
                            • Novo Membro
                            • Género: Feminino
                            Responder
                            «Ser transsexual não é uma questão de identidade pessoal.»

                            Então é o quê ?
                            Não é uma escolha, CLARO. Mas é uma questão que parte da identidade de uma pessoa, o que faz com que ela seja trans. Ter uma identidade feminina, masculina, neutra, etc etc. É uma questão de identidade e além disso pode ser fluída e ir sofrendo alterações ao longo do tempo. Mas que, para mim, é identidade, é.
                            E para ti, é o quê ?

                            É uma condição de saúde, que se desenvolve espontaneamente e que a evidencia parece apontar para ser algo que se desenvolve in utero.
                            Não é uma 'identidade', não é um estilo de vida, não é uma escolha (embora transicionar seja uma escolha, prosseguir com o tratamento de uma condição de saúde sempre é, precisar dele já não tanto), não é uma carateristica de personalidade. É algo inato a minha pessoa e de outras. Se fosse uma mera identidade pessoal, um mero estilo de vida ninguem a escolheria. Eu certamente não o teria escolhido.

                            Mas infelizmente nasci assim, com esta condição, e a única maneira de fazer a minha vida tolerável foi prosseguir com tratamento. E de facto fez a minha vida tolerável e não estou nada arrependida. Posso certamente dizer que hoje tenho a possibilidade de ser feliz graças ao que fiz e que vivo uma vida perfeitamente normal e relativamente banal hoje. Mas, a probabilidade de ser feliz na minha vida vai ser sempre menor a uma pessoa que não padeça desta mesma condição e que não tenha que fazer o que fiz para ter a hipotese de ser feliz na vida. Se houvesse outra forma de eliminar o sofrimento que sentia sem ter que fazer isto tudo teria-o feito.

                            Mas tal é impossível com meios actuais, e é extremamente improvavel que alguma vez seja a ser possível.

                            A transsexualidade para mim é isto. Interpreta-o como desejares melhor.

                            Um bem haja, apesar de desacordos espero que encontres paz e felicidade na tua vida.
                            « Última modificação: 16 de Março de 2018 por Pouto »

                               

                              Tópicos relacionados

                                Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
                              7 Respostas
                              3765 Visualizações
                              Última mensagem 6 de Julho de 2011
                              por temporary_user
                              Mudança de Sexo

                              Iniciado por Ohev Trans

                              4 Respostas
                              1287 Visualizações
                              Última mensagem 31 de Julho de 2013
                              por odp
                              13 Respostas
                              1918 Visualizações
                              Última mensagem 13 de Julho de 2014
                              por V24
                              9 Respostas
                              2333 Visualizações
                              Última mensagem 11 de Abril de 2015
                              por Bandura_62
                              6 Respostas
                              1769 Visualizações
                              Última mensagem 30 de Junho de 2015
                              por Imaterial