Assuntos Gerais > Apoio

Puerilidade Emocional

(1/5) > >>

frodo:
oi people,
no livro de Carl Sagan "Contacto", é perguntado por um conjunto de líderes mundiais a uma cientista (Jodie Foster) que pergunta faria aos seres doutros mundos. a resposta: perguntaria simplesmente, como, como conseguiram ultrapassar a adolescência do crescimento tecnológico sem se aniquilarem?
perguntaria agora eu o seguinte a vós: como, como conseguem ultrapasar a adolescência emocional? depois do despertar da consciência de vossa sexualidade, depois do peso de culpa ja estar ultrapassado, depois de terem contado a quem achavam que deviam, como conseguiram, se de todo, ultrapassar a puerilidade emocional? o constante estado de cristal fino e fragil?
eu sei, soa estranho, sou mesmo assim  :´ ;)
vejo-me na feliz situaçao de recompor-me financeiramente falando, ja nao tenho que reduzir as minhas refeiçoes a um cafe e um pastel de nata por dia, finalmente posso comer decentemente, manter a minha casa e pagar os medicamentos que preciso para o coraçao. estou feliz por isto. trabalho que nem cao, mas vou avançando. porque nao é isto suficiente?
porque nao consigo simplesmente desprender-me mais das emoçoes, das pessoas, dos momentos?  :dunce
chegar aqui, onde duas pessoas me convidam para ajudar a abrir dois novos espaços em lisboa e ainda assim estar deprê por estar sozinho, nao o vejo como são nem normal.
tanta conversa que tantos sabem ter de amizade, de nao pensarem so em sexo, e depois acaba tudo no mesmo. a vida nao é isto. é mais, é tanto mais. e queria só saber, depois deste testamento enfadonho só isto:
como ultrapassaram a vossa puerilidade emocional? como criaram defesas sem desenvolver ataques. eu nao consigo odiar, simplesmente nao consigo, nao esta em mim. é uma antitese do meu ser, até do meu nome que significa misericordia de deus, em hebraico.
obrigado, mais uma vez, pela vossa paciencia
um beijo na testa por respeito, um na face por carinho e um na alma por luz
Frodo
:wings :up :-* :up :wings

Lanzuda:
Olá Frodo!

É dificil passar pelas agruras todas da vida e não ficar amargo pelos tombos da vida, é verdade...
Acho que devo a minha esperança na vida, e no amor a uma só pessoa, que me tem ajudado a superar todas as dificuldades... A minha querida namorada...
Compreendo a tua tristeza e sei que realmente é mto dificil encontrar uma pessoa que nos compreenda e nos complete... este mundo está a abarrotar de pessoas futeis e efémeras...
Tive sorte, mesmo mto sorte...
Mas não desistas...não desistas nunca...
A tua pessoa anda por aí...

Mil  :-* :-* :-* :-* e um  :D

chiloane:
frodo, confesso que já me senti várias vezes estupidificada (no bom sentido, claro ;D), pela forma como consegues expressar o que sentes e o que vives dentro de ti... Apesar de as palavras dizerem sempre tão pouco, penso que és um privilegiado por teres essa capacidade. Gosto muito do que escreves ( e de certeza que não sou a única!), mostras inteligência, sensibilidade e maturidade... Mais do que isso, revejo-me muitas vezes no que escreves, e sei que,  provavelmente como eu, não deves ser uma pessoa particularmente "fácil de aturar". Também eu me vejo a braços com uma complexidade que muitas vezes sai fora do meu controle, e também eu ando à procura de um equilíbrio que me guie na vida... Mas o encanto da vida é mesmo esse, a procura!! É a queda e a escalada... É só encontrar uma boa pedra para trepar.

Magia:
:curtain frodo, entendo-te perfeitamente, mas a essa puerilidade, chamo-lhe de ingenuidade!
Lindo, inda ha pouco tempo tb me perguntei a mm coisa k tu perguntas nesse teu post... nao sei se a resposta k me deu a vida e k te vou dar te vai agradar, but.. here goes nothing.. ;)

Tu podes optar por construir barreiras e não viver, mas sempre sem te magoarem; ou podes optar por não construir barreira de defesa nenhuma e magoares-te mas viveres.
tu podes optar por ser sano e seguir o k te dita a Razão e ter uma boa casa, carreira, etc... mas se não seguires o teu coração, a insanidade k é amar, as relações com as pessoas, que tanto anseias serão nulas, vazias...
mas ao otares pela insanidade, caso o faças, não confundas loucura com tontice, ou seja, sê sensato na tua loucura.
Nada esperes da vida e serás mais feliz (a velha história do desprendimento budista e hindu!)...
Por outras palavras, ao entrares numa relação, ao decidires algo, pergunta-te "o k faria o amor?" (o amor e nao o medo nem a paixão, mas o amor, akele louco, cego e incondicional..)
Ao decidires algo, como por exemplo entrar numa relaçao diz pa ti proprio k entras nela como uma oportunidade de crescimento, a todos os níveis, que amas, pois corres o risco de ser magoado, mas tb corrers o risco de ser feliz e amado!

a pergunta não é kem eu sou, mas kem eu kero ser...

kem keres ser, frodo?

Psicoboy:
Na realidade nós somos seres muito superiores que os hetero, nao quero de forma alguma ser preconceituoso, mas pelo que tenho lido e vivido, julgo que nós (LBGT) somos mais inteligentes  :D

Navegação

[0] Índice de mensagens

[#] Página seguinte

Ir para versão completa