rede ex aequo

Olá Visitante24.out.2019, 05:21:31

Autor Tópico: Profilaxia pré-exposição da infecção pelo HIV. Truvada  (Lida 1604 vezes)

 
Profilaxia pré-exposição da infecção pelo HIV. Truvada
#0

Offline André.F.

  • *
  • Novo Membro
  • Género: Masculino
Muito se tem falado da profilaxia pré-exposição da infeção pelo HIV recorrendo ao truvada que é um medicamento constutuído por anti-retrovirais e que é actualmente ulitizado no tratamento da infeção. Pelos estudos que têm surgido, o truvada permite uma grande proteção na transmissão do HIV, mas eu pergunto se estamos preparados para que este medicamento se torne desponível para esse fim. É que na minha opinião, com este medicamento grande parte das pessoas deixariam de utilizar preservativo que é o único método que confere proteção tanto para o HIV como para outras IST's. Ou seja, aumentaria a incidência de doenças como sifílis, hepatites, gonorreia etc etc...é claro que a gravidade dessas doenças não se compara à do HIV, mas têm naturalmente morbilidade associada. Eu acho que o medicamento sera particularmente útil para casais sero-discordantes, isto é, um dos elementos com infeção e o outro sem...mas a utilização profilática pela população em geral teria de implicar uma educação prévia da população quanto aos cuidados a ter e acho que isso não está a acontecer.

    Profilaxia pré-exposição da infecção pelo HIV. Truvada
    #1

    Offline caires

    • *****
    • núcleo lgbti funchal
    • Membro Elite
    • Género: Masculino
    • coordenador núcleo lgbti funchal | direção rea
      • núcleo lgbti funchal
    Olá André.

    Há três anos que sou soropositivo e não concordo, de todo, com a utilização do Truvada como método de proteção na transmissão do VIH. Tudo o que tu disseste mostra aquilo que eu penso sobre isto!

    Concordo com a utilização deste anti-retroviral apenas no caso de profilaxia pré-exposição (violação e casos de suspeita de transmissão), em casais sorodiscordantes e pelo corpo clínico dos hospitais. Deve ser interdito a todos os outros casos, caso contrário não só se vai assistir à propagação de outras IST's, mas também o número de gravidez precoces e indesejadas vão aumentar. Já para não falar no custo monetário mensal que este medicamento tem, superior a um ordenado mínimo.

    O Truvada foi o meu primeiro anti-retroviral que era tomado juntamente com o Stocrin. Fala-se muito dos efeitos secundários que estes medicamentos têm. Eu senti alguns (nada agradáveis) mas há quem sinta efeitos colaterais ainda piores. Não me parece que as pessoas queiram passar por isso ao invés de colocar um preservativo durante um ato sexual!

    Usem preservativo, isso sim! Deixem os medicamentos para quem precisa para sobreviver. Não se esqueçam que ao tomarem qualquer típico de medicamento, é o vosso corpo que está a receber essas substâncias... que podem ou não ser necessárias para o vossa saúde e o vosso bem estar. ;)

    Profilaxia pré-exposição da infecção pelo HIV. Truvada
    #2

    Offline rk

    • ****
    • Membro Sénior
    • Género: Masculino
    Tambem não acho que faca sentido para uso comum como metodo de prevencao do HIV(ate porque nao o é)... Acho que deve existir o acesso gratuito a casais serodiscordantes e pessoal com alto risco de contagio e que o queira tomar. O acesso pago disponivel a todos, afinal que cada um faca as suas opcoes :)
    A pratica generalizada, a meu ver, é algo idiota porque em vez de se ter cuidado vai se usar como suposta prevencao de uma doenca, entre todas as que existem. Mas acho que os efeitos secundarios serao o suficiente para que as pessoas nao andem a tomar isso em vez de usarem preservativo.

    Nao concordo q se proiba o acesso, quem quiser deve ser livre de o tomar, se as pessoas sao estupidas e vao apanhar outras coisas so porque so têm medo do HIV, problema delas.

      Profilaxia pré-exposição da infecção pelo HIV. Truvada
      #3

      Offline Imaterial

      • ****
      • Membro Sénior
      • Género: Masculino
      • Go ask Alice, I think she'll know
      Acho que, acima de tudo, tem de haver uma ação de sensibilização, até porque atualmente a "cena da sida" tem recebido muito menos exposição e avisos do que há uns 5-10 anos onde havia um bombardeamento constante de ações de sensibilização (isto no panorama nacional).

      No entanto, existem várias pessoas pela internet a falar no consumo de Truvada em conjunto com o preservativo. Algumas dizem que o fazem porque não gostam de fazer sexo oral com preservativo, algumas como reforço preventivo por terem uma vida sexual muito ativa (múltiplos parceiros).

      De notar que o uso do Truvada no mundo da pornografia também tem gerado alguma polémica (por exemplo Chi Chi LaRue é completamente contra porque acredita, e eu concordo, que não só inspira a atos sexuais irresponsáveis como o barebacking, como cria pressão sobre os atores em agirem de forma irresponsável e a colocarem a sua saúde em risco).
        It all starts when you sink into his arms and ends with your arms on his sink

        Profilaxia pré-exposição da infecção pelo HIV. Truvada
        #4

        Offline rk

        • ****
        • Membro Sénior
        • Género: Masculino
        Mas segundo vi ha uns tempos, a probabilidade de apanhar hiv com sexo oral sem ejaculaco é bastante reduzida.. Claro que ha outras doencas mas nao me parece grande ideia estar a tomar esses comprimidos com imensos efeitos colaterais. Era bastante bom se as pessoas fizessem os testes as DST's regularmente. No entanto tambem ha muita discriminacao/medo: se alguem souber que sujeito A é hiv positivo sera muito mais dificil essa pessoa relacionar se com hiv negativos, ha sempre o medo do preservativo romper ou outros acidentes..

          Profilaxia pré-exposição da infecção pelo HIV. Truvada
          #5

          Offline caires

          • *****
          • núcleo lgbti funchal
          • Membro Elite
          • Género: Masculino
          • coordenador núcleo lgbti funchal | direção rea
            • núcleo lgbti funchal
          A probabilidade é reduzida... mas não é nula. E também depende bastante da carga viral do soropositivo. Eu por acaso já cheguei a ver um infográfico sobre as probabilidades de se ser infetado nas mais diversas práticas sexuais... e apesar do sexo oral ser a atividade com menos riscos, todas as outras têm um risco bastante elevado, principalmente para quem for o passivo da relação. E até mesmo a probabilidade numa relação sexual entre duas mulheres é elevada.

          Ou seja, eu não acho que isto deva ser uma questão de probabilidades, mas sim de responsabilidade. Uma responsabilidade que pode sair bem caro.

          Profilaxia pré-exposição da infecção pelo HIV. Truvada
          #6

          Offline Imaterial

          • ****
          • Membro Sénior
          • Género: Masculino
          • Go ask Alice, I think she'll know
          A probabilidade é reduzida... mas não é nula.

          This
            It all starts when you sink into his arms and ends with your arms on his sink

            Profilaxia pré-exposição da infecção pelo HIV. Truvada
            #7

            Offline rk

            • ****
            • Membro Sénior
            • Género: Masculino
            A probabilidade é reduzida... mas não é nula.

            This
            Ok mas tambem não é 100% garantido que o preservativo nao rompa e nao é por isso que nao se faz sexo.. A vida é uma questao de probabilidades, ate na saliva tens carga viral de hiv so que a probabilidade é tao reduzida que nao se considera como meio de transmissao.
            Alem disso, sao raras as pessoas q fazem sexo oral com preservativo, para alem de saber mal, é uma porcaria.

              Profilaxia pré-exposição da infecção pelo HIV. Truvada
              #8

              Offline caires

              • *****
              • núcleo lgbti funchal
              • Membro Elite
              • Género: Masculino
              • coordenador núcleo lgbti funchal | direção rea
                • núcleo lgbti funchal
              É uma porcaria. Eu próprio não gosto mas tem de ser. Mas já existem preservativos para oral, e até mesmo com sabores, que melhoram consideravelmente a experiência sexual.

              A probabilidade de um preservativo romper é mínima e parece-me que a probabilidade de contrair DST's é bem maior. E para o sexo anal devem ser utilizados preservativos grossos... não os normais.

              Além do mais, entre escolher uma porcaria casual (preservativo na oral) a uma porcaria provável para a vida toda (DST's, inclusive VIH/SIDA)... penso que é óbvio o que deve ser escolhido! :)

              Profilaxia pré-exposição da infecção pelo HIV. Truvada
              #9

              Stabilo

              • Visitante
              Claro que isto não tem o mínimo sentido!

                 

                Tópicos relacionados

                  Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
                116 Respostas
                32220 Visualizações
                Última mensagem 24 de Junho de 2011
                por Coolbuble
                2 Respostas
                1145 Visualizações
                Última mensagem 14 de Maio de 2012
                por Filipx Gomes
                20 Respostas
                4699 Visualizações
                Última mensagem 22 de Abril de 2016
                por searching_the_love
                7 Respostas
                909 Visualizações
                Última mensagem 18 de Janeiro de 2018
                por Odraude
                3 Respostas
                2249 Visualizações
                Última mensagem 2 de Agosto de 2018
                por Andy 8