rede ex aequo

Olá Visitante16.dez.2019, 11:11:17

Autor Tópico: O que fazer quando a nossa protecção emocional é mais forte que tudo?  (Lida 1825 vezes)

 
O que fazer quando a nossa protecção emocional é mais forte que tudo?
#0

Offline complicado

  • *
  • Novo Membro
  • Género: Masculino
Boas!
O que eu quero dizer com isto?

É um assunto um bocado complicado, de corrigir, dai o Titulo que dei!

Vou explicar...
Eu tenho uma atracão muito forte por rapazes com um estilo (não é de roupa) próprio, já reparei que quase todos os que acho atraentes têm todos algo parecido / comum. O que significa que é esse estilo que mais me chama atenção num homem, porque já vi muitos gays e nenhum me atrai, só mesmo esses.

O que acontece, é que a maioria desses, são heteros, porque é estilo mais, masculino, barba, atitude masculina, olhos penetrantes, ar serio, etc...

Onde quero chegar é:

Sempre que conheço alguns rapazes assim, mais propriamente no trabalho ( que estão sempre a rodar), eu simplesmente não consigo aproximar-me da pessoa, ou seja, se a pessoa esta a almoçar no cafe aqui onde a malta costuma ir, e mesmo que me faça sinais ou um Olá, minha protecção actua tão rapidamente que quase ignoro a pessoa, fico noutra mesa que não na onde ele está! Tudo isto para meu cérebro não perder tempo a #fantasiar" ou imaginar historias bonitas, que sei que nunca iriam acontecer!
Ainda que, estou sempre a olhar... E a questionar-me o mal que fiz para nascer gay! LOL
Porque ser gay faz-me sofrer basicamente!

Eu percebo que esses rapazes, querem falar comigo para socializar...
Mas eu ao agir assim, pareço um bicho do mato que não quer falar!

Mas só o faço com rapazes desse genero.
Outros que não me dizem nada, falo na boa!  [smiley=confuso.gif]

Dai o titulo: A minha protecção emocional é mais forte que tudo!

Se eu aceitar falar e dar-me com esse tipo de rapazes, já sei o que vai acontecer!
Vou perder tempo a imaginar coisas que é difícil de não fazer, e quem sabe vir a gostar dessa pessoa.
E já viram o problema que seria?

E queria saber como fazem para mudar isso?

Obrigado!
« Última modificação: 30 de Dezembro de 2014 por complicado »

    O que fazer quando a nossa protecção emocional é mais forte que tudo?
    #1

    sleepthrough

    • Visitante
    Eu acho q o q t acontece é consequência de teres uma "crush"... é estúpido mas qd gostamos d alguém ou temos mta confiança e falamos normalmente ou até evitamos a pessoa rm questão... eu acho q me apercebi q posso gostar d raparigas pq passei por isso com uma rapariga. Tentava aborda-la e tal mas passado algum tempo estava eu so a imaginar coisas e entrei em pânico com a hipótese de n ser hetero e como sentia q estava so a imaginar coisas c ela (n m parecia q ela estivesse na mesma onda q eu) evitava-a..
    Acho q a única maneira d ultrapassar isto é termos mais confiança em nos e aceitar a outra pessoa pode n estar na mesma onda. E levar isso com naturalidade :) se der deu s n der n deu :) tentar gostar do tempo q s passa com essa pessoa sem estar propriamente com "segundas intenções"
    Tenta estar c esses rapazes por quereres estar c eles por eles serem fixes e (esta é a parte dificil) tenta não imaginar coisas.. relaxa a beira deles :)
    N sei s ajudei mas pronto you're not alone! :P

      O que fazer quando a nossa protecção emocional é mais forte que tudo?
      #2

      Offline searching_the_love

      • ***
      • Membro Total
      • Género: Masculino
      Olá Complicado.

      Pois, percebo-te perfeitamente! Porque eu também gosto desse tipo de homem... Masculino, barba, voz forte, então se for mais alto que eu e "bear" (isto é, um pouco rechonchudo) a sério... Derreto.

      No passado eu era como tu, por vezes também me volta a acontecer o que descreveste, fico algo encavacado por falar com alguém que me capta logo a atenção. Antes acontecia com todos, agora acontece com só os que sei que são gays (os outros falo na boa e pergunto-me se serão ou não, mas lá no fundo, como penso que podem não ser, já não me preocupo) o problema é que agora se sei que são gays... O interesse da minha parte está lá lol e sabendo que "poderá" haver algo real, começo a ficar preocupado com o que digo, as atitudes, etc etc... É muito estranho.

      Como é que consegui ultrapassar esta timidez antes com todos desse estilo que falava. Basicamente passei a falar com eles, sem pensar em nada de especial, é verdade que fantasiava, é inevitável, frente a um homem bonito. Mas a habituação ajuda. É como a história do balneário, eu antes era muito tímido em mostrar o corpo, até na praia. Mas depois ao habituar-me, já não pensas tanto nisso. Já crias mecanismos para conseguires estar sem ser só a pensar em fantasias.

      E pensa assim... Quem sabe se alguma desses rapazes que conheces não é memso gay? Porque lá porque têm ar masculino não quer dizer nada, eu já conheci gajos que tu nem de perto pensarias ser gay e afinal...
      « Última modificação: 4 de Janeiro de 2015 por searching_the_love »

        O que fazer quando a nossa protecção emocional é mais forte que tudo?
        #3

        Offline complicado

        • *
        • Novo Membro
        • Género: Masculino
        Parece que sim! Devo ter alguma "panca" :(

        lá tentei falar com ele e tal..

        Mas é tudo tão, estranho!

        Porque, é irrecistivel não olhar... E as vezes olho pra ele e também olha pra  mim, e tento desviar rapidamente...

        E fantasiar tb me acontece!
        (Inventar historias na minha cabeça de começava a flar muito com ele, acontecer primieiro kiss... entre outras coisas!

        Eu queria saber...
        O que fazer??

        Tiipo, não estou apaixonado (como é logico)
        Mas sabem aquela sensação de olhares para alguém e teu EU sentir que pode vir a gostar dessa pessoa?
        E quando isso acontece-me e quando sei que nada poderá acontecer porque sao heteros / mesmo k seja gay, não me curte!
        Isso causa alguma frustração... Uma desilução por nunca conseguir ter pelo menos uma X uma fantasia / desejo tornar-se realidade.

        E não falo de fantasias sexuais.. Falo mesmo romanticas, como nos filmes!

        Eu curto ver nos filmes gays, todo aquele processo de não aceitarem-se bem, depois apaixonam-se, e tudo muito bonito! lool

        E a realidade, é que tenho esse desejo de que algo desse genero aconteça me...
        Mas a verdade, na realidade isso não acontecerá, e é essa sensação de indignação que eu fico.

        Podem dizer, que pode acontecer!
        Ja estou nos 26 e o tempo voa cada vez mais... Por isso, já não sei se acredito em milagres!

        Mas a cena, é que existe varios relatos de relações rtanto gays como heteros, quase como filme romantico...
        E aquilo que percebo disto é: Encontrar realmente o amor é só para alguns!





          O que fazer quando a nossa protecção emocional é mais forte que tudo?
          #4

          Offline searching_the_love

          • ***
          • Membro Total
          • Género: Masculino
          lol... Desculpa rir Complicado, mas eu só tive a minha primeira relação aos 28...

          Agora já estou a quase um ano e meio sozinho e vou nos 30 e poucos... Já tive várias frustrações, conheço mais gente que gosto que não vê nada de especial em mim que o contrário. Mas que vou fazer, sofro com isso, sofro? Mas de resto, posso obrigá-los a gostar de mim? Não. Só tenho de manter a cabeça alta porque a última coisa que uma pessoa quer é um gajo que se queixa e diz que ninguém gosta dele e que nunca vai namorar e que ninguém o vai querer porque já estou velho e sou feio e que é impossível porque se tenho esta idade e não tenho nada então nunca vou ter.

          Lembra-te que as pessoas que tu estás a conhecer também tên frustrações, medos, receios e afins, tal como tu, apenas o demonstram menos e projectam uma imagem de maior confiança, mas lá no fundo TODOS temos coisas que nos assustam.

          Por isso é que te aconselho a conheceres as pessoas de maneira neutra. Se vais com negatividades, logo de início, então as pessoas assutam-se. Se vais com montes de interesse e dizes logo que gostas, então as pessoas assustam-se. É estúpido mas é verdade, o ser humano nisto é muito estranho. Se mostras demasiado interesse, fogem, porque se sentem "abafados", como se ao saber que ali há interesse, não têm de meter tanto de si. (Sem falar nas pessoas que gostam do desafio) Agora se tu mostras um pouco de interesse, mas finges que é mais um que ali anda e lá se vai conversando, então parece que ficam "ofendidos" e já demonstram querer estar contigo...

          Já agora, isto é um desabafo, não gosto deste tipo de jogos e costumo ser muito directo, mas a verdade é que ao conhecer alguém de que se gosta, temos de fazer algum jogo de sedução, mesmo que não saibamos fazê-lo!!! (eu por exemplo sou um tosco) e fazer-nos difíceis... Eu antes não acreditava, mas desde que me separei, no início era eu puro e duro, directo, sem rodeios, os resultados estão à vista, ora tudo muito rápido ou não havia interesse.

          Depois entrei num estado de "estou-me a c*g*r para isto, fartei" e então fui muito mais neutro com as pessoas que fui conhecendo. A verdade é que acaba por ser melhor, porque é um jogo de sedução, demonstro que tenho *algum* interesse, mas nada de especial, agora noto que se faço assim, não só sofro menos (porque não penso tanto nisso e quando penso meto vários "travões" ao meu entusiasmo pelo caminho) e noto que as pessoas com quem vou falando, TÊM de mostrar algum interesse, porque não sabem até que ponto eu estou interessado... Engraçado não é?
          « Última modificação: 9 de Janeiro de 2015 por searching_the_love »

            O que fazer quando a nossa protecção emocional é mais forte que tudo?
            #5

            indecisiveness

            • Visitante

              O que fazer quando a nossa protecção emocional é mais forte que tudo?
              #6

              Offline complicado

              • *
              • Novo Membro
              • Género: Masculino
              lol... Desculpa rir Complicado, mas eu só tive a minha primeira relação aos 28...

              Agora já estou a quase um ano e meio sozinho e vou nos 30 e poucos... Já tive várias frustrações, conheço mais gente que gosto que não vê nada de especial em mim que o contrário. Mas que vou fazer, sofro com isso, sofro? Mas de resto, posso obrigá-los a gostar de mim? Não. Só tenho de manter a cabeça alta porque a última coisa que uma pessoa quer é um gajo que se queixa e diz que ninguém gosta dele e que nunca vai namorar e que ninguém o vai querer porque já estou velho e sou feio e que é impossível porque se tenho esta idade e não tenho nada então nunca vou ter.

              Lembra-te que as pessoas que tu estás a conhecer também tên frustrações, medos, receios e afins, tal como tu, apenas o demonstram menos e projectam uma imagem de maior confiança, mas lá no fundo TODOS temos coisas que nos assustam.

              Por isso é que te aconselho a conheceres as pessoas de maneira neutra. Se vais com negatividades, logo de início, então as pessoas assutam-se. Se vais com montes de interesse e dizes logo que gostas, então as pessoas assustam-se. É estúpido mas é verdade, o ser humano nisto é muito estranho. Se mostras demasiado interesse, fogem, porque se sentem "abafados", como se ao saber que ali há interesse, não têm de meter tanto de si. (Sem falar nas pessoas que gostam do desafio) Agora se tu mostras um pouco de interesse, mas finges que é mais um que ali anda e lá se vai conversando, então parece que ficam "ofendidos" e já demonstram querer estar contigo...

              Já agora, isto é um desabafo, não gosto deste tipo de jogos e costumo ser muito directo, mas a verdade é que ao conhecer alguém de que se gosta, temos de fazer algum jogo de sedução, mesmo que não saibamos fazê-lo!!! (eu por exemplo sou um tosco) e fazer-nos difíceis... Eu antes não acreditava, mas desde que me separei, no início era eu puro e duro, directo, sem rodeios, os resultados estão à vista, ora tudo muito rápido ou não havia interesse.

              Depois entrei num estado de "estou-me a c*g*r para isto, fartei" e então fui muito mais neutro com as pessoas que fui conhecendo. A verdade é que acaba por ser melhor, porque é um jogo de sedução, demonstro que tenho *algum* interesse, mas nada de especial, agora noto que se faço assim, não só sofro menos (porque não penso tanto nisso e quando penso meto vários "travões" ao meu entusiasmo pelo caminho) e noto que as pessoas com quem vou falando, TÊM de mostrar algum interesse, porque não sabem até que ponto eu estou interessado... Engraçado não é?

              Sim tens raão, obrigado! :)
              Mas a cena é que, eu até sou neutro com as pessoas!
              Nem sequer sou mau, nem faço nada de errado, digõ eu, para pessoas afastarem-se de mim!

              Eu acho que existe é algo que faz as pessoas acharemm-me pouco interessante....

              Essa cena de que, se entrarmos meu depressivos logo com pessoas, afasta... Total verdade, até porque já o fiz à uns anos, aprendi, e tb já conheci (pelo menos na net), gajos exatamente iguais, e realmente é mau...  :o
              Houve um, que começou logo a falar da vida triste dele, que sofreu muito por amor e não sei kes!
              E claro, isso não deu vontade nenhuma de o conhecer, até porque ele rapidamente começou a dizer: Já não quees falar? Não gostas das minhas fotos?
              E depois eliminou-me!  :o

              Se eu tiver a conhecer alguém, gosto que ela seja fixe, interessante, falar sobre as noticias actuais, debater, falar sobre jogos, sentido de humor, e com o tempo ai sim, pode-se desabafar... Que tb é preciso! ;)

              Minha questão aqui, nem é essa!
              É o facto, de que... Se sentir que tenho atração por um rapaz na vida real, e como sei que é hetero, eu tento afastar-me para não vir a gostar dele, porque seria uma perda de tempo!
              Mas, só preciso é dea prender a controlar isso!

              Alguém sabe? :)

                O que fazer quando a nossa protecção emocional é mais forte que tudo?
                #7

                Offline tomasbarao

                • *****
                • Orador(a)
                • Membro Sénior
                • Género: Masculino
                  • Tomás Barão
                Eu sei controlar isso. Há uns anos andava eu todo confuso como tu... Apaixonava-me em meio-dia... Houve um rapaz que conheci num Acampamento da rea, que já estava a imaginar o romance todo, e já estava a imaginar sermos namorados e... tinha-o conhecido no dia anterior, ou há dois dias atrás. xD

                Então falei com o Templarius, num dos longos percursos entre a praia e o parque, e já nem me lembro do que ele me disse, mas lembro-me que ajudou muito e que a partir daí fui gradualmetne mudando de pespectiva, sabendo distinguir as coisas... Acho que, simplesmente, cresci. Em comparação com aquela altura, acho que agora me conheço a mim próprio melhor, e isso ajuda-me a ter um melhor discernimento dos meus desejos, das minhas paixões e das minhas fantasias. O que não significa que às vezes não sinta a falta de uns miminhos.

                Mas pronto, isto para dizer que esse tipo de emoções e desejos se podem aprender a gerir e a controlar. Com naturalidade, ao longo do tempo. Não faças disso um big deal, não encares como um problema...



                Eu acho que existe é algo que faz as pessoas acharemm-me pouco interessante....

                No, no, no!!! Tu nem sequer sabes o que é essa coisa, mas achas que ela existe? Com que fundamento? :P Isso não é uma conclusão muito precipitada para tirares de ti próprio??? Pensa bem sobre essa frase... Tal como podes acreditar que não tens interesse, também podes acreditar que és uma pessoa super interessante.

                O nosso pensamento é o que guia as nossas atitudes, por isso é melhor pensar coisas boas, não é? Pensa nas tuas qualidades. Não precisas de encontrar muitas, mas encontra uma ou duas em que sejas mesmo especialista. É nisso que tens que te concentrar. :)

                O facto de eu estar há imenso tempo sem fazer amig@s, sem me apaixonar, sem sentir nada de especial emocionalmente, e com a tal falta de mimo que falava — às vezes até me tenho sentido muito sozinho, coisa que não é costume — não significa que não seja uma pessoa interessante. Significa apenas que não apareceu uma ocasião daquelas mágicas em que algo acontece e sentimos calor no coração, seja com amig@s, namorad@s ou estranh@s. Acho que isto envolve um bocadinho o acaso, não é? Não me cruzei com certa pessoa em certo sítio e certa hora para algo novo começar. Por isso, enquanto isso não acontecer, vou continuar aqui, vivendo a minha vida, fazendo o que gosto, sendo eu próprio, aceitando isso. E há-de aparecer alguém. Se não for em 2015, será em 2016, ou em 2030. Desde que esteja bem comigo próprio. Acho que a naturalidade é o mais importante.

                Espero ter ajudado!

                O que fazer quando a nossa protecção emocional é mais forte que tudo?
                #8

                Offline searching_the_love

                • ***
                • Membro Total
                • Género: Masculino
                Outro pensamento: antes de quereres conhecer outras pessoas, conhece-te a ti próprio. O que gostas, o que não gostas e o que podes mudar.

                  O que fazer quando a nossa protecção emocional é mais forte que tudo?
                  #9

                  Offline theone111

                  • ****
                  • Membro Sénior
                  • Género: Masculino
                  Isto é o que acontece quando se inicia uma conversa com alguém, assumindo à partida que a outra pessoa é melhor que nós!

                  Se não és a pessoa mais importante da tua vida, estás completamente errado. Apaixona-te por ti primeiro.
                    E acredita, a vida é bastante melhor com bolachas! lol

                     

                    Tópicos relacionados

                      Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
                    64 Respostas
                    20464 Visualizações
                    Última mensagem 18 de Janeiro de 2015
                    por indecisiveness
                    51 Respostas
                    13897 Visualizações
                    Última mensagem 6 de Junho de 2009
                    por C0XINHA
                    10 Respostas
                    2698 Visualizações
                    Última mensagem 26 de Maio de 2017
                    por carolinalg
                    0 Respostas
                    1522 Visualizações
                    Última mensagem 22 de Novembro de 2010
                    por icognita
                    17 Respostas
                    2049 Visualizações
                    Última mensagem 17 de Julho de 2013
                    por SuWilliams