rede ex aequo

Olá Visitante13.dez.2019, 00:25:35

Autor Tópico: Traí - Não sei quem amo  (Lida 2782 vezes)

 
Traí - Não sei quem amo
#0

Offline Zabriskie

  • *
  • Novo Membro
  • Género: Masculino
Olá a todas!

Acho que agora como nunca preciso de desabafar, é algo que não posso fazer com nenhum dos meus amigos por razões que explico mais à frente, mas que tenho que fazer já antes de atingir o derradeiro ponto de ebulição.

Sinto que preciso de dar algum contexto mas procurarei ser curto.

A minha actual namorada, com quem estou há quase dois anos, tem sido alguém muito importante para mim a vários níveis, por exemplo, foi com ela que descobri que podia sentir atracção sexual (algo de que antes me considerava incapaz), temos uma forte relação de companheirismo e muitos interesses comuns, contudo, em muitos pontos ela não me completa.

Quando começámos a namorar eu, que me consideraria assexual,  estava a viver uma fase de extrema obsessão sobre o corpo masculino que foi de certa forma "activada" por um filme que vi na altura... entretanto apaixonámo-nos e vivemos quase um ano uma relação plenamente saudável até eu ter conhecido um rapaz de outra faculdade e desenvolvido uma obsessão por ele.

Cruzámos algumas palavras na faculdade, maioritariamente sobre matéria e desde o primeiro momento senti uma enorme química com ele. Por obra da sorte (ou do azar) encontro-o uma vez numa saída à noite e descubro que temos bastantes amigos em comum, estávamos num grupo alargado mas passámos a noite a falar um com o outro... depois dessa uma e outra e outra saídas com o mesmo grupo (com a minha namorada sempre), e de todas as vezes fechávamo-nos, eu e ele numa espécie de bolha, caminhávamos lentamente e ficávamos para trás tornando-se hábito caminharmos abraçados, falarmos com os rostos extremamente próximos, criarmos as nossas próprias piadas privadas... Sempre que ia para casa depois de uma noite dessas era-me impossível o sono, deitado ao lado da minha namorada em quem começava a pensar já apenas como amiga e com um culpa ardente por dentro - ela nunca adivinharia que eu estaria atraído por um rapaz e portanto tudo aquilo entre mim e ele lhe parecia tão inocente.

Numa dessas saídas, ficámos, por alguma razão que não me recordo, apenas os dois à espera do resto do grupo, entrámos no bar mais próximo, sentamo-nos frente a frente, falámos uns momentos e ele aproxima-se para me contornar com o indicador os lábios, a minha namorada entra e senta-se connosco sem suspeitar, ele começa a falar em "beijar estrangeiros" (ele é aluno de erasmus) e dá-me um toque com o pé debaixo da mesa - no final dessa noite dou-lhe o meu número. A culpa não me deixou dormir e não falei com ele na semana seguinte, mas algo em mim não resistiu e acabámos por marcar um café, só os dois. Nesse café conversámos, muito, estivemos para nos beijar mas detivemo-nos, abraçamo-nos apenas, muito, de maneira muito pouco inocente. As saídas em grupo continuaram, os cafés só os dois também - acabámos por nos beijar, várias vezes, com uma paixão que nunca sentira, ficámos horas em jardins, agarrados... Nas últimas duas semanas vimo-nos quase todos os dias, confessámos tanto um ao outro, trocámos muitas mensagens...

Sábado passado ele voltou para o país dele, a despedida foi de grupo mas ele basicamente só me deu atenção a mim, estava visivelmente triste por se ir embora, por várias vezes deita a cabeça no meu colo, e, afastados do resto, acabámos por nos beijar uma última vez.

Assim que chega manda-me uma mensagem a dizer que espera que nos voltemos a ver em pouco tempo e nessa mesma noite liga-me, senti-o profundamente triste... Na noite seguinte ligo-lhe eu e desde aí que não trocámos mais uma palavra um com o outro. Sei que perguntou por mim a amigos comuns, que lhes disse que sentia que me tinha desmanchado a vida.

O que sinto por ele nunca senti por ninguém, nem sabia, aliás, que era possível sentir-me assim, mas estou tão confuso... Amo a minha namorada mas não deste modo romântico, com ele senti que éramos parceiros na guerra, no intelecto, no amor. Não sei como lidar com o facto de a ter traído, por vezes quase debaixo dos olhos dela... Mas também não sei como faço com ele, se devo voltar a ligar-lhe, uma mensagem, um mail... Confesso que morro de saudades  :-\

É natural que me julguem... mas não posso guardar isto para mim

    Traí - Não sei quem amo
    #1

    Offline MSpyker

    • *
    • Novo Membro
    • Género: Masculino
    Olá! Antes de mais, bem vindo ao fórum ;)

    Sobre a tua questão, não acho estranho, de forma alguma, estares a descobrir essa atração por homens aos 20 anos. Há pessoas que descobrem a sua orientação sexual aos 13, outros aos 18, outros aos 20, outros aos 25, outros aos 30, etc. Não há nenhum limite de idade para uma pessoa descobrir este tipo de coisa, nem toda a gente sabe que é gay/hetero/bi desde pequeno.

    É possivel estares a passar por uma fase de confusão, sim, mas isso apenas tu poderás descobrir. Tenta não encarar isto como um "bicho de 7 cabeças" e tenta explorar aquilo que sentes neste momento. Com o tempo chegarás a alguma conclusão.

    Quero tambem deixar uma observação: na tua história mencionaste que te apaixonaste por uma rapariga (a tua atual namorada) e que também te sentes atraído por homens... às tantas poderás ser bisexual. Não tens de "escolher" gostar só de homens ou só de mulheres :) E não acho que te tenhas de sentir culpado sobre teres iniciado um namoro com uma rapariga enquanto tinhas dúvidas; se estavas apaixonado nessa altura, não tem mal nenhum! A possibilidade de gostares de homens não anula a possibilidade de gostares de mulheres nem torna a tua relação heterosexual menos válida.

    Isto aplica-se no teu anterior tópico :P

    Sabes bem quem amas. O teu coração já escolheu. O teu consciente recusa-se a aceitar por culpa do que "fizeste à tua namorada". Pelo que contas, parece-me mais que certo que gostas do rapaz a sério e não da rapariga e... sinceramente acho que sim deves ligar-lhe, manter contacto, tudo se achares que ele também gosta mesmo de ti a sério.

    Quanto à tua namorada... como foi dito também, nem sempre os caminhos mais fáceis são os melhores. Mas tens de admitir o que sentes, não precisas de dizer que tens um rapaz ou algo. Sê sincero e diz que não sentes o mesmo por ela, que na realidade não tens a mesma atracção que antes.

    As perguntas e respostas tens de ser tu a colocar... mas o segue o teu coração.

    Nunca te iria julgar na vida por uma situação destas! Por um beijo? É uma relação amorosa, não um casamento ;)

      Traí - Não sei quem amo
      #2

      Offline Imaterial

      • ****
      • Membro Sénior
      • Género: Masculino
      • Go ask Alice, I think she'll know
      Acima de tudo, acho que deves ser honesto. Contigo, com a tua namorada e com ele.

      Mesmo que não a tenhas traído com mais do que beijos, ela merece saber se tens respeito por ela. Por muito que te custe, é uma pessoa que está investida em ti e merece saber a verdade e decidir o que fazer com ela, porque caso contrário estás basicamente a enganá-la e a envenenar a vossa relação com uma mentira, além de que o sentimento negativo que carregas não se vai tornar mais leve.

      Deves ser honesto contigo e realmente perceber que se o que sentes pelo outro rapaz é algo assim tão intenso (mesmo que uma parte seja a novidade, descoberta e um fogo de paixão que com ela nunca terás sentido ou que o tempo deixou menos forte) então é porque realmente estás arrebatado. Mas pensa também - por uma questão de te protegeres - se vocês "têm futuro": se tens como se verem, como estarem juntos e como avançarem com os vossos sentimentos.

      E honesto com ele em confessar o que sentes, que falaste com a tua namorada e como estás em relação a tudo
        It all starts when you sink into his arms and ends with your arms on his sink

        Traí - Não sei quem amo
        #3

        Stabilo

        • Visitante
        Zabriskie,

        Antes de mais, tem calma, ninguém está aqui para te julgar :)

        Parece-me que a tua cabeça está bastante confusa e que procuras aqui no fórum alguma ajuda fora da ebulição que tu próprio referes..

        Quando dizes que sentes pelo rapaz um amor que nunca foste capaz de sentir pela tua namorada, apesar de também sentires que a amavas, que compartilhavas tudo com ela, responde à tua maior dúvida. Ficares a pesar o fio da balança durante dias não te vai responder quem amas. O teu coração é que vai. E ele já te respondeu. Não te deixes ofuscar por pressões sociais, por pressões de amigos, pela culpa que sentes em relação à tua namorada. Traíste, não o devias ter feito. Mas agora está feito, a única coisa digna que deves fazer é contar-lhe a verdade.

        "O que sinto por ele nunca senti por ninguém, nem sabia, aliás, que era possível sentir-me assim (..) com ele senti que éramos parceiros na guerra, no intelecto, no amor."


        Agarra-te a isto.
          :)

          Traí - Não sei quem amo
          #4

          Offline metamorphose

          • *
          • Novo Membro
          • Género: Feminino
          • Tell me ur worst fears, i bet they look like mine.
            • Van Coffee Time ☕
          Olá! :)

          Tu sabes perfeitamente bem o que sentes, a situação em si não é confusa, é bastante simples, o teu coração falou e tu ouviste.
          Todo o resto é que te está a fazer questionar tudo o que fizeste, tudo o que sentes. Afinal estamos a falar de uma situação complicada para a sociedade, mas isso é para a sociedade. Para ti? Não devia ser.
          O único erro que fizeste foi mesmo o teres traído alguém que confiou e confia em ti, alguém que partilha do pouco e curto tempo que tem na vida, contigo. Antes de mais, deves resolver isso.
          Não precisas de contar com quem foi, não precisas de contar que é alguém do mesmo sexo se assim achares por bem, manter segredo.

          Mas na minha opinião (e da maioria que não pretenda viver entre traições e mentiras   :wor) tens de te distanciar de quem já não gostas, ser sincero, contar que erraste, que o teu sentimento já não é o que era. Vai custar, vai doer, vais vê-la como não queres ver mas no fim, ficas mais leve... E és verdadeiro contigo mesmo!

          Agora, tu sabes o que sentes e não deves deixar esse sentimento fugir.
          Liga-lhe, procura-o, tenta perceber as coisas entre vocês

          Tu não controlas o que sentes, não mandas em absolutamente nada do que sentes, apenas controlas o que fazes.
          Tem em conta isso.

          Boa sorte!  ;)
          « Última modificação: 17 de Setembro de 2014 por metamorphose »
            "We kill flowers because we think they're beautiful. We kill ourselves because we think we are not"

            Traí - Não sei quem amo
            #5

            Offline rk

            • ****
            • Membro Sénior
            • Género: Masculino
            Concordo com as opinioes dos outros users, acho que devias contar a tua namorada e ser feliz o melhor possivel com aquilo que sentes. Nao faz sentido estares numa relacao com alguem com quem nao queres estar, e nota-se bem de quem gostas/amas. No fundo acho que deves respeito a pessoa com quem estas e a verdade, nao faz sentido estar numa relacao quando nao se quer estar, nem estar numa relacao para enganar a pessoa. A vida e so uma, vive-a.
            Boa sorte

              Traí - Não sei quem amo
              #6

              Offline caires

              • *****
              • núcleo lgbti funchal
              • Membro Elite
              • Género: Masculino
              • coordenador núcleo lgbti funchal | direção rea
                • núcleo lgbti funchal
              Como já aqui se disse, sê honesto contigo e com os outros.

              Na minha opinião, e pelo que falas, acho que gostas dele. Se gostasses mesmo da tua namorada, não te tinhas deixado envolver com o rapaz. Por favor, liga-lhe! Arrisca e segue o teu coração! Não percas essa oportunidade de poderes ser feliz e não te preocupes com o que os outros vão pensar e dizer.

              Traí - Não sei quem amo
              #7

              Offline searching_the_love

              • ***
              • Membro Total
              • Género: Masculino
              Acho que muitos já o disseram. Fala com ela, sê honesto, não só para retirares esse peso dos ombros, como para não a fazeres infeliz. Pensa que ela pode vir a descobrir por ela própria, depois quê? Depois parece que ela não é minimamente importante para ti, quando se vê que tu te preocupas com o que ela poderá pensar.

              Acho que é melhor seres honesto e assim podes dar os passos seguintes (continuar com ela ou ir atrás do rapaz), assim, estando nesse estado vais andar mal, a tua namorada vai também andar mal porque tu estás mal (essas coisas notam-se, por vezes nem é preciso dizer) e podes estar a deixar escapar o amor da tua vida naquele rapaz.

                Traí - Não sei quem amo
                #8

                Offline MSpyker

                • *
                • Novo Membro
                • Género: Masculino
                Acho que muitos já o disseram. Fala com ela, sê honesto, não só para retirares esse peso dos ombros, como para não a fazeres infeliz. Pensa que ela pode vir a descobrir por ela própria, depois quê? Depois parece que ela não é minimamente importante para ti, quando se vê que tu te preocupas com o que ela poderá pensar.

                Acho que é melhor seres honesto e assim podes dar os passos seguintes (continuar com ela ou ir atrás do rapaz), assim, estando nesse estado vais andar mal, a tua namorada vai também andar mal porque tu estás mal (essas coisas notam-se, por vezes nem é preciso dizer) e podes estar a deixar escapar o amor da tua vida naquele rapaz.

                Exacto... pensa como te sentirias no lugar da tua namorada. De que vale sofrer se não sofrem por ti? O teu coração escolheu... e estás a enganar-te a ti próprio e a ela ;)

                  Traí - Não sei quem amo
                  #9

                  Offline Odra

                  • *****
                  • Membro Elite
                  • Género: Masculino
                  • Welcome to the Town of Gay! ;D
                  Meu amigo, sabes que não estás numa situação nada fácil, e da qual provavelmente ninguém irá sair bem.

                  Apaixonaste-te pelo rapaz, traíste a tua namorada. O mal já está feito e o tempo não volta atrás.

                  Agora é decidires aquilo que achas melhor para ti, e que faça o mínimo de estragos possível. Ultrapassas esta situação toda, e continuas com a tua namorada (é uma solução tão fácil como má), ou se realmente amas o rapaz, então luta por ele. Há também outra opção, que é não ficares com nenhum deles, que é bem provável que venha a acontecer.

                  (Posso estar a ser um pouco ríspido aqui, mas há muito pouco tempo, estive numa situação semelhante à da tua namorada, e não soube nada bem, e não estive nem 10% envolvido com o meu "ex" tal como a tua namorada está contigo, por isso prepara-te para uma reacção muito má da parte dela)
                    Estamos a fazer um jogo. Lançam-se os dados e quem obtiver maior pontuação faz uma pergunta aos restantes jogadores. Utilizaremos um dado com 20 lados. /roll 1d20

                    Nível de originalidade: o mais alto de todos!
                    lol

                    Traí - Não sei quem amo
                    #10

                    Offline Zabriskie

                    • *
                    • Novo Membro
                    • Género: Masculino
                    Obrigado todos, do fundo do coração, ajudaram-me mesmo a organizar as ideias!

                    Na verdade, confirmaram-me um pouco aquilo que eu já desconfiava - de modo romântico eu não amo a minha namorada...
                    Sobre ele... bem, parece que estou loucamente apaixonado, não consigo gerir o que sinto por ele de maneira racional, acordo a pensar nele, adormeço a pensar nele...
                    Escrevi-lhe um mail, ele respondeu-me na mesma noite...

                    Deves ser honesto contigo e realmente perceber que se o que sentes pelo outro rapaz é algo assim tão intenso (mesmo que uma parte seja a novidade, descoberta e um fogo de paixão que com ela nunca terás sentido ou que o tempo deixou menos forte) então é porque realmente estás arrebatado. Mas pensa também - por uma questão de te protegeres - se vocês "têm futuro": se tens como se verem, como estarem juntos e como avançarem com os vossos sentimentos.

                    Imaterial, isto que escreveste deixou-me a pensar muito... Nunca por ninguém senti o que senti por ele mas este é basicamente apenas o meu segundo envolvimento romântico, tenho medo de deitar tudo a perder por aquilo que em inglês se chama "infatuation" e que eu tenho dificuldade em traduzir em apenas uma palavra. E depois exactamente isso que falas do "ter futuro", eu vivo em Portugal e aqui ficarei inevitavelmente nos próximos anos, ele vive fora... Ele foi com a promessa de voltar, é certo, no mail que me escreveu fez-me prometer que não perdíamos contacto até nos voltarmos a ver, mas... Ai, não estarei cego? Estarei preparado para uma relação a longa-distância? Não sei se sou capaz de a manter e não sei se me aguento quando acabar.

                    Quanto a falar com a minha namorada, que penso que foi o que todos vocês me sugeriram, é uma questão tão mas tão complicada... Sim, vou fazê-lo, sem dúvida nenhuma, mas nem sei como começar, nem sei o que lhe dizer. Custa-me falar-lhe para dizer que já não sinto por ela aquilo que sentia antes, mas pior que isso é dizer-lhe que me apaixonei por outra pessoa, ainda por cima do mesmo sexo.

                    Odracir, provavelmente essa terceira opção é mesmo a mais viável... Sinto que em poucos meses virei a minha vida do avesso  :-\

                      Traí - Não sei quem amo
                      #11

                      Offline caires

                      • *****
                      • núcleo lgbti funchal
                      • Membro Elite
                      • Género: Masculino
                      • coordenador núcleo lgbti funchal | direção rea
                        • núcleo lgbti funchal
                      Zabriskie, não vai ser fácil. Mas é tão bom quando seguimos o nosso coração... e depois somos felizes com isso e aprendemos com isso. E é isso que eu acho que deves fazer.

                      Estás apaixonado, ponto! Não escolheste. Não quiseste. Aconteceu. Por isso vive o momento, o futuro logo verás. Nos dias de hoje, existem companhias aéreas low-cost, entre outros meios de transporte, existe a internet, as webcams, os telemóveis... são coisas que amenizam a distância.

                      Mas como aqui se disse, esclarece tudo com a tua namorada. É o mais certo a fazeres, até porque trair é algo reprovável... e tenho que dizer-te isto, porque apesar de eu ficar contente por estares apaixonado, tenho que ser sincero. Mas eu sei que tu sabes disso.

                      Força! E espero que corra tudo bem, mesmo! ;)

                      Traí - Não sei quem amo
                      #12

                      Offline nevertoolatetobehappy

                      • *****
                      • Associad@ Honorári@
                      • Membro Elite
                      • Género: Masculino
                      • Be yourself. Be happy. Be nice.
                        • Tiny Ripple Hope
                      Olá Zabriskie,

                      Como já disseram previamente, acho que precisas, para o bem de todos, ser sincero contigo e com os outros sobre aquilo que sentes e quanto mais cedo o fizeres melhor. Pelas tuas palavras sentes uma ligação forte com a tua namorada, mas é um laço mais de amigo do que parceiro amoroso. Estás num conflito entre o que pensas e o que sentes, mas nestas situações de paixão, nestes momentos críticos, o nosso coração costuma ser um bom indicador daquilo que queremos, independente da pressão social que nos colocam e que colocamos em cima de nós.

                      Até há bem pouco tempo sentias atracção física por homens, mas agora que encontraste alguém por quem sentes igualmente atracção emocional e psicológica, um rapaz com quem queres estar a todos os níveis, tiveste um choque e percebeste que a ligação que sentes por ele torna tudo muito claro: ele preenche-te de uma forma que a tua namorada não consegue e tens vontade de estar com ele. Um vez que estás numa relação, sentes que estás a trair a tua namorada (e eu se tivesse na tua situação acho que sentira exactamente o mesmo), pelo que precisas mesmo de abrir-te à tua namorada.

                      A vossa relação pode acabar e a relação com o rapaz que conheceste nunca começar, mas tens de lhe contar: ela merece saber, é aquilo que está correto, é uma questão de respeito pelo compromisso que existe entre vocês os dois. A pior das hipóteses não é ficares sozinho, a pior das hipóteses é viveres numa mentira, pois ela vai-te consumindo aos poucos e tu deixas de ser quem és para passares a ser uma versão daquilo que os outros esperam de ti. Faz uma análise dos prós e contras de vários cenários que vês de como lidar com o que vai acontecer após contares à tua namorada (incluindo saíres de Portugal para estar com ele), toma uma decisão e vive o momento. Não te deixes dominar por aquilo que não controlas, aceita e vai em frente!

                      Desejo-te boa sorte para os próximos tempos e já sabes que estamos aqui para te ajudar!

                      Forte abraço,
                      Tiago.
                        "Our deepest fear is not that we are inadequate. Our deepest fear is that we are powerful beyond measure. It is our light not our darkness that most frightens us."

                        Traí - Não sei quem amo
                        #13

                        Offline Zabriskie

                        • *
                        • Novo Membro
                        • Género: Masculino
                        Peço desculpa maçar-vos novamente com isto, mas para falar sobre este tópico não tenho mais ninguém.

                        Como me alertaram falei com a minha namorada - comecei por dizer que nos sentia mais distantes e que julgava estar a perder a atracção inicial, depois contei-lhe que a traí... Com um rapaz. A reacção dela foi pior do que estava à espera, mais do que magoada por me ter envolvido com outra pessoa, mostrou-se repugnada por ter sido com um rapaz. Nunca mas nunca lhe tinha conhecido um lado homofóbico e assim que lhe conto começa a chamar-me todos os nomes possíveis.

                        Foi doloroso para os dois e desde aí tenho estado numa espiral de confusão - não consigo comer, dormir, concentrar-me nas aulas ou no trabalho, gostaria de me poder virar para ele e receber algum conforto, mas não posso. E continuo obcecadíssimo, não há um único dia em que não pense nele mais do que uma vez, revejo milhentas vezes os momentos que passámos juntos, o toque dele.

                        Temos trocado mails e por vezes falamos no Skype mas com a diferença horária e dos nossos próprios horários de trabalho/ faculdade tem-se tornado mais escasso. Talvez por isso sinta tantos ciúmes quando vejo que adicionou no facebook um tipo com que andou "enrolado" cá em Portugal antes de me conhecer e com quem estava supostamente chateado, ou mesmo quando vejo o número de contactos no Skype aumentar ou as vezes em que, embora estando online, ele já não me fala.

                        Ele é mais velho que eu e assumidamente gay, nós não estamos oficialmente em qualquer tipo de relação - como se fossemos dois amigos, que vivem em países diferentes e que são um pouco mais flirty que dois amigos "normais", e por isso não tenho coragem de falar com ele sobre o "estado de coisas", nem me sinto no direito de lhe exigir nada... Na verdade, a minha experiência em relações amorosas é tão limitada que não tenho coragem para puxar nenhum assunto relacionado com isso  :-\

                        Perdi a namorada e uma grande amiga, da pior maneira possível e agora sinto que o estou a perder a ele... Ele vem cá em Dezembro, tanta coisa que pode mudar até lá... E depois sou tímido com'ó raio!

                        Obrigado a todos, mesmo.

                          Traí - Não sei quem amo
                          #14

                          Offline rk

                          • ****
                          • Membro Sénior
                          • Género: Masculino
                          Hey dude, lamento que as coisas tenham corrido dessa maneira tao ma... A tua namorada ate pode nem ser homofobica e agora estar com cenas so porque esta no calor do momento, tem calma e deixa passar uns tempos ate voltares a falar com ela a dizeres lhe que podes ser gay e cenas assim. Quanto ao outro rapaz, realmente as cenas nao sao boas, a partida tudo esta condenado devido as varias razoes que apresentaste(estar longe, nao terem qualquer relacao, etc). Nao sei se o melhor sera falares com ele e perguntar a maneira q ele ve a vossa "relacao", se estaria interessado em ter uma relacao, n sei issso realmente depende muito da pessoa, nao ha um conselho generico que se possa dar :S Gostava de te ajudar mas tambem nao sei o que dizer... Tenta falar com a tua namorada e explicar lhe o que sentes: se ela era assim tao tua amiga pode ser que te compreenda e te ajude, depois de passada aquela fase inicial de raiva.. Mas tenta explicar lhe q se lhe contaste foi porque gostas dela e a valorizas e que podias ter mantido segredo mas que nao estarias a ser uma pessoa seria nem a dar lhe o respeito q ela merece. E pede lhe tambem ajuda, diz q estas numa fase bue complicada e nao sabes o que pensar, etc.
                          E ve se falas com o rapaz para porem as cenas mais ou menos em pratos limpos, e ver se ele realmente tem interesse em ti.. Se nao tiver nao desanimes, ha mais pessoas no mundo, so tens que estar aberto para as conhecer.
                          Cumps

                            Traí - Não sei quem amo
                            #15

                            Offline Zabriskie

                            • *
                            • Novo Membro
                            • Género: Masculino
                            Desculpeem  :-X

                            Desta vez trago-vos um problema mais "técnico".

                            Eu e ele falámos este Domingo durante 3 horas seguidas sem que a conversa morresse - ele disse que eu "estava bonito", que era "muito giro" e "gato" (português não é a primeira língua dele por isso perdoemos o adjectivo), contou-me que sonhara comigo e, embora tivesse aulas cedo no dia seguinte (lá é uma hora a mais do que aqui), disse que depois de me ter visto não conseguiria dormir... com saudades. Hoje falámos outra vez - demorava imenso tempo a responder e a maior parte das respostas era curta, ao fim de algum tempo fartei-me e desliguei, manifestando algum desagrado pela atitude dele - pouco depois ele escreve apenas "desculpa".
                            O que isto significa?!! Perdeu o interesse assim? Em cinco dias? Estaria a falar com alguém a quem não podia tirar um minuto para me responder? Ou poderá estar a fazê-lo para me testar a nível de ciúmes ou assim?

                            O que tivemos foi tão intenso, não vou conseguir ultrapassá-lo tão rápido... às vezes ele dá-me tanta esperança, mas hoje magoou-me muito.

                            Estou farto de receber mixed signs... e as coisas com a ex estão longe de melhorar, pelo contrário...

                              Traí - Não sei quem amo
                              #16

                              Offline pether

                              • ****
                              • Membro Sénior
                              • Género: Masculino
                                • My thoughts
                              Viva Zabriskie,

                              Quanto a esse rapaz essa ultima conversa ele simplesmente podia estar um pouco ocupado para te dar muita atenção, mas ainda assim deu-te alguma. Isso acontece comigo e com o meu namorado, de estarmos ocupados com algo e termos conversas quase telegráficas. Penso que pode ser sido apenas uma situação desse género.

                              Tenta não fazer filmes em situações assim. Normalmente fazemos filmes onde as coisas tem explicações muito simples.

                              Quando falares com ele outra vez pergunta-lhe só se estava muito ocupado na ultima conversa visto responder com frases curtas o que não é o habitual.

                              Quanto à tua namorada, tens que lhe dar bastante tempo. Nunca é fácil superar uma traição.

                              Tens que ter bastante força.

                              Traí - Não sei quem amo
                              #17

                              Offline searching_the_love

                              • ***
                              • Membro Total
                              • Género: Masculino
                              Desculpeem  :-X

                              Desta vez trago-vos um problema mais "técnico".

                              Eu e ele falámos este Domingo durante 3 horas seguidas sem que a conversa morresse - ele disse que eu "estava bonito", que era "muito giro" e "gato" (português não é a primeira língua dele por isso perdoemos o adjectivo), contou-me que sonhara comigo e, embora tivesse aulas cedo no dia seguinte (lá é uma hora a mais do que aqui), disse que depois de me ter visto não conseguiria dormir... com saudades. Hoje falámos outra vez - demorava imenso tempo a responder e a maior parte das respostas era curta, ao fim de algum tempo fartei-me e desliguei, manifestando algum desagrado pela atitude dele - pouco depois ele escreve apenas "desculpa".
                              O que isto significa?!! Perdeu o interesse assim? Em cinco dias? Estaria a falar com alguém a quem não podia tirar um minuto para me responder? Ou poderá estar a fazê-lo para me testar a nível de ciúmes ou assim?

                              O que tivemos foi tão intenso, não vou conseguir ultrapassá-lo tão rápido... às vezes ele dá-me tanta esperança, mas hoje magoou-me muito.

                              Estou farto de receber mixed signs... e as coisas com a ex estão longe de melhorar, pelo contrário...

                              Eu acho que sempre que puderes, de maneira subtil, para não ser tão agressivo ou pareceres desesperado, mas deves ir introduzindo nas conversas alguma maneira de tirares dúvidas... Se ele gosta de ti para algo sério ou se só anda nos flirts. Sabes que há pessoas que adoram a atenção, adoram ter pessoas atrás delas e depois andam a arrastar porque gostam da situação do flirt e se uma pessoa dá um passo a mais, fazem-se difíceis e fingem que não querem, já passei por isso e é a razão de eu agora ser relativamente directo, quando conheço alguém e começam a engonhar com flirts eu no início vou na brincadeira, mas chega a um certo ponto e parou, agora ou revelas o que queres realmente ou podes ir cantar para outra freguesia.

                              Ele também pode é ter muitas dúvidas, afinal estão em países diferentes, conhece-te pouco, etc, também pode ser esse o caso, dúvidas se deve continuar, se pode funcionar por causa da distância, de qualquer maneira, vai tentando perceber para que lado pende a balança, para que a situação não se arraste e depois levares com o balde de àgua fria.

                              Em relação à namorada, dá-lhe tempo, se for realmente tua amiga, ela irá falar contigo e falar sobre o assunto, se não, perdes uma amiga, mas ao menos não arrastas uma situação que te estava a afectar, é como a história do penso, arrancas de uma vez, dói que se farta, mas arrancas!
                              « Última modificação: 3 de Novembro de 2014 por searching_the_love »

                                Traí - Não sei quem amo
                                #18

                                Offline Zabriskie

                                • *
                                • Novo Membro
                                • Género: Masculino
                                Obrigado gente, mesmo!  :-[

                                Gostava de poder dizer que as coisas estão melhores ou pelo menos "a melhorar" mas apenas recebo sinais confusos. Isto está a afectar-me de uma maneira colossal, desde chamadas à atenção lá no trabalho a um reduzir enorme da minha capacidade de concentração nos estudos... Nem dois meses passaram e eu já perdi sete quilos, mal durmo, quando durmo sequer, quatro horas por noite - isto não vale o que estou a perder em peso e horas de sono.
                                O facto de eu e a minha ex-namorada termos acabado desta maneira dividiu o nosso grupo de amigos - muitos viraram-se, com razão, contra mim. De vez em quando vemo-nos e ela trata-me como se nunca tivesse havido nada entre nós... Num momento de especial angústia passei pela casa dela na expectativa de falarmos um pouco, foi aí que fiquei a saber que ela arranjou um namorado novo, não se deu ao trabalho de abrir a porta, mandou-o antes a ele... "Vai para o c****** bicha de m****" e fecha-me na porta na cara.

                                Contudo, é a minha "paixão transeuropeia" que me está a corroer mais... Faz uma semana que lhe mandei um email, extremamente cuidado como costumamos fazer, e continuo sem resposta. Nós mantínhamos esta coisa dos emails em género de carta, algo que dá trabalho, claro, mas que depois compensa, como sabe bem ir ao mail e, entre emails de trabalho, estar algo no qual ele dedicou tempo e esforço para mim. Dois dias depois de lhe ter enviado o último mail, liga-me, estou em aulas e cancelo a chamada, manda-me apenas uma mensagem a dizer "beijinho". Ele sempre me respondeu aos emails num intervalo máximo de dois dias, chegava a escrevê-los entre aulas na faculdade, para além disso não o apanhei no Skype dia nenhum desta semana... Na verdade, a última vez que falámos por Skype foi há coisa de 10 dias. Tenho saudades, sinto falta de falar com ele mas não quero parecer desesperado porque ainda não percebo o que se passa entre nós, vou estar fora no fim de semana, estou a pensar carregar o telefone e ligar-lhe... Será que devo? Ou devo apenas fazê-lo se ele me responder ao email? Falta pouco mais de um mês para ele vir a Portugal, gostava de ter algumas certezas antes de voltar a estar cara-a-cara com ele, sei que ele vem em investigação académica e que tem muitos amigos cá, por isso tenho receio de falar muito sobre esta visita para que ele não sinta que o quero monopolizar.
                                É por causa disso que dizes, searching_the_love, por existirem essas pessoas que prolongam indeterminadamente a fase do flirt por gostarem da atenção, que eu estou a deixar que este período de silêncio aconteça. Talvez por acreditar que, se ele estiver mesmo interessado em mim, vá fazer o esforço de me contactar. Sou o maior nabo do mundo em matéria de relações, eu sei que ele é muuuito mais experiente, mas também sei que é uma pessoa frágil, que se mete em relações conturbadas e que não tem muita confiança em si próprio... Poderá ter a ver com isso? Será que ele próprio se questiona sobre o modo como eu olho a nossa relação?  ???

                                Obrigado mais uma vez!

                                  Traí - Não sei quem amo
                                  #19

                                  Offline searching_the_love

                                  • ***
                                  • Membro Total
                                  • Género: Masculino
                                  Bem Zabriskie, vou dar a minha opinião, mais uma vez é algo pessoal e devido às minhas experiências, continuo a dizer, segue o teu instinto, com o que vou dizer não quero influenciar em nada as tuas decisões.

                                  Primeiro sobre a tua ex-namorada: esquece-a. Não voltes a falar com ela a menos que ela te diga algo ou demonstre querer falar como pessoas civilizadas. Sim, magoaste-a, eu percebo ela estar "lixada" com a situação. Mas acho que fazer o que ela faz também não é saudável e não leva a nada. Afinal tu foste homem o suficiente para dizer-lhe como estavam as coisas, podias ter escondido e ela nem saber e tu simplesmente ires-te afastando até vocês se separarem amigavelmente. MAs assumiste e disseste. Mais uma vez, percebo ela estar lixada, mas vocês já acabaram e ela começou uma nova vida, por isso, mesmo que ela não queira voltar a falar contigo, ao menos que não venha com insultos.

                                  Sobre os "amigos", que amigos? Aqui também percebo eles ficarem chateados por tu a magoares, mas um amigo aconselha, diz-te as coisas na cara mas sem te mandar passear nem insultar, muito menos deixa simplesmente de falar contigo. Por isso, afasta-te dessas pessoas, da tua ex, dos amigos dela, todos. Pessoas assim não valem a pena. Erraste? Sim. Mas acho que quando alguém erra, deve-se aconselhar e fazer-lhe perceber o erro e como não voltar a fazê-lo, não simplesmente metê-lo a um canto. E é isso sobre este assunto.

                                  Eu também quando me separei, também tive alguns episódios de desilusão, especialmente com amigos nossos, lembro-me que eu e o meu ex eramos muito amigos de um outro casal, praticamente falávamos todos os dias, iamos sair fora, até tinhamos planeado negócio juntos. Separei-me do meu ex, se não fosse eu a telefonar-lhes para saber como estão, não sabia nada deles, a partir de certa altura disse "eu porque estou sempre a telefonar se eles não me dizem nada", pois deixei de telefonar, nunca mais soube nada spbre eles. Pois esses eram os "amigos" que eu ali tinha. Separei-me, nem quiseram saber se estava bem, se precisava de alguma coisa, nada, nem se preocuparam. Depois era só eu que telefonava e isso afectou-me, a partir de certa altura dei-me conta que estava a preocupar-me por pessoas que não demonstravam um mínimo de interesse por mim, pois acabou. Tchau tchau, espero que sejam felizes, mas pessoas assim, não obrigado.

                                  Sobre o rapaz. Acho que devias continuar com o silêncio. Se ele tem interesse em ti, como parece ter, que venha falar contigo. Que não sejas sempre tu a estar a ir atrás dele. Se não queres que seja um silêncio "total", manda-lhe uma mensagem, algo curto, a perguntar que tal está, podes até demonstrar uma certa preoupação pelo silêncio, mas sem dramas, sem "porque não falas comigo??" e coisas do género, algo light, se está tudo bem com ele e que já não tens notícias faz algum tempo. Se ele não disser nada a isso, não voltes a dizer-lhe nada até demonstrar algum interesse por ti.

                                  Depois quando cá estiver, encotnra-te com ele e meter tudo em pratos limpos, cara-a-cara. Porque por email é sempre estranho e a pessoa pode não responder, pode ignorar, etc etc. Mas em pessoa, podem falar doutra maneira, mas afectuosa e sempre vês a reacção na cara dele.

                                  Por exemplo, essa questão de que ele é uma pessoa frágil e tem pouca confiança em si próprio, eu entendo isso, porque eu tenho econtrado pessoas que são do mesmo género e há uma frase que explica isso muito bem "as pessoas tratam as outras como se tratam a si próprias", isto é, ele poderá estar a ignorar-te porque é como se trata a si próprio, sem respeito, sem atenção, então é o que dá às outras pessoas.
                                  Mas quando falam sobre isso, dá-lhe a entender que as pessoas que gostam dele também sofrem. Dá-lhe a entender, de maneira subtil que é chato estar à espera de resposta de alguém, nem precisas de o mencionar a ele, simplesmente diz aquilo que não gostas. Digo não o mencionar a ele directamente porque a pessoa pode entender isso como um "ataque", então diz, afinal estás a falar dos teus gostos e mais cedo ou mais tarde, especialmente se isso é para ser uma relção, essas coisas têm de ser faladas, para evitar conflitos no futuro.

                                  Porque o que vejo que andas a sofrer com a ex, porque estás a tentar resolver coisas que não valem a pena e com pessoas que são "tóxicas", não vale a pena, esquece-os e passa para outras pessoas que valham realmente a pena.
                                  Com o rapaz, acho que deves esperar mais tempo e se ele não disser nada, saber que está, se ele nada disser outra vez, então não digas nada até ele dizer alguma coisa, porque se não estás em constante espera e quanto mais mensagens mandares, mais esperas.

                                  Enfim, já me alonguei demais, espero que te corra tudo bem.

                                     

                                    Tópicos relacionados

                                      Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
                                    45 Respostas
                                    20312 Visualizações
                                    Última mensagem 5 de Maio de 2016
                                    por Dreamer
                                    4 Respostas
                                    9216 Visualizações
                                    Última mensagem 10 de Julho de 2008
                                    por Zão
                                    477 Respostas
                                    59147 Visualizações
                                    Última mensagem 2 de Março de 2015
                                    por portugaisptfr
                                    6 Respostas
                                    2199 Visualizações
                                    Última mensagem 22 de Novembro de 2010
                                    por _Sharika_
                                    2 Respostas
                                    970 Visualizações
                                    Última mensagem 9 de Março de 2014
                                    por dre_o