rede ex aequo

Olá Visitante23.set.2019, 20:53:27

Autor Tópico: Quando os familiares assumem que és hetero  (Lida 2414 vezes)

 
Quando os familiares assumem que és hetero
#0

Offline CineLorde

  • *****
  • Membro Ultra
  • Género: Masculino
  • Ren Visual
Eu estou constantemente a ouvir dos meus familiares da namorada que vou encontrar e do futuro casamento. Quando ouço isso, é como uma faca no meu coração. Eu quero dizer algo, mas o medo impede-me. Se alguma vez tentarem juntar-me com alguém, é que vai ser horrível.

    Quando os familiares assumem que és hetero
    #1

    Offline | Guilherme |

    • **
    • Membro Júnior
    • Género: Masculino
    Eu volta e meia levo com a do " Então e as raparigas? Já andam todas atrás de ti? " e eu simplesmente mudo a conversa não respondo ou digo que não tenho tempo/paciência para raparigas :P

    Quando os familiares assumem que és hetero
    #2

    Offline castlox

    • *****
    • Membro Elite
    • Género: Masculino
    a minha familia desistiu de mencionar possíveis namoradas. neste momento, sempre que vou a casa de uma das minhas tias a única coisa que ouço é: não tenho problemas nenhuns com a homossexualidade!

    já deve ter topado  lol lol

      Quando os familiares assumem que és hetero
      #3

      Offline chloe_

      • **
      • Membro Júnior
      • Género: Feminino
      Aquelas conversas "não há nenhum rapaz giro na tua faculdade?" da minha avó.
      Epá, até existem, muitos até.
      Right now, not really interested though.  ;)

        Quando os familiares assumem que és hetero
        #4

        Offline fmateus

        • ****
        • Membro Sénior
        • Género: Masculino
        • Music and Cinema Lover.
        Ora, os meus pais já sabem que gosto de rapazes, contei-lhes em Dezembro do ano passado, mas já devem ter esquecido, até porque é um assunto que nunca mais falámos.

        Os meus tios da cidade também sabem e falam comigo de vez em quando, têm uma mente mais aberta, aos meus tios e avós da terrinha, esses é melhor nem saberem nem nunca irão saber, (mente retrógrada) pois pensam que um dia irei arranjar uma rapariga bonita, bla bla bla.

        Eu sinto-me triste porque tenho que representar sempre aquele papel de Hetero, coisa que sempre fiz na escola, casa, amigos, etc, é o papel da minha vida xD

        Mas isso era antes, hoje os meus amigos mais próximos todos sabem, a minha família principal sabe, já no meu local de trabalho, bem, é mais um dia de vida a representar --'
          "O tempo é a razão da nossa existência"

          Quando os familiares assumem que és hetero
          #5

          Offline Juh'

          • *****
          • Membro Elite
          • Género: Feminino
          • Potterhead.
            • FB
          é horrivel, é triste, é deprimente.

          todos os meses a minha avó me pergunta, então e o namorado? e eu tenho sempre que responder 'não tenho tempo para isso' , quando escondo que tenho namorada há 2 anos e que desde os 14 que sei que sou bissexual...

          contei, com muito esforço, aos meus pais há um ano atrás e foi bastante mau. A minha mãe 'espera sinceramente que um dia eu mude' e não aceita de todo mas diz que 'respeita'. O meu pai ao menos diz que me apoia incondicionalmente.. Mas é assunto tabu cá em casa

          O melhor de tudo foi quando eu disse que a minha irmã, 6 anos mais nova que eu (agora com 15 anos) já sabia há muito tempo, caiu-me tudo em cima porque não tinha nada que contar essas coisas a uma 'miuda influenciável' ..

          é triste, muito triste! a minha irmã foi a primeira a dizer-me: "tu amas uma rapariga e isso não tem nada de mal!" é uma geração completamente diferente estes miúdos de agora, dão-me uma nova esperança na humanidade..
            After all this time?
            Always...

            Quando os familiares assumem que és hetero
            #6

            Offline theone111

            • ****
            • Membro Sénior
            • Género: Masculino
            é horrivel, é triste, é deprimente.

            todos os meses a minha avó me pergunta, então e o namorado? e eu tenho sempre que responder 'não tenho tempo para isso' , quando escondo que tenho namorada há 2 anos e que desde os 14 que sei que sou bissexual...

            contei, com muito esforço, aos meus pais há um ano atrás e foi bastante mau. A minha mãe 'espera sinceramente que um dia eu mude' e não aceita de todo mas diz que 'respeita'. O meu pai ao menos diz que me apoia incondicionalmente.. Mas é assunto tabu cá em casa

            O melhor de tudo foi quando eu disse que a minha irmã, 6 anos mais nova que eu (agora com 15 anos) já sabia há muito tempo, caiu-me tudo em cima porque não tinha nada que contar essas coisas a uma 'miuda influenciável' ..

            é triste, muito triste! a minha irmã foi a primeira a dizer-me: "tu amas uma rapariga e isso não tem nada de mal!" é uma geração completamente diferente estes miúdos de agora, dão-me uma nova esperança na humanidade..

            Não necessariamente,

            Tendo sido sempre gay desde que me lembro, o longo tempo que passei em negação (assumi-me recentemente junto de algumas pessoas mais próximas) acabou por tornar essa "mentira" numa parte da minha personalidade. Muita gente na minha vida nunca saberá "quem" sou. Convivo na perfeição com isto.

            Há tempo. As pessoas terão tempo de retirar ilacções quando me virem com alguém do mesmo sexo. Até lá, evito mentir. Simplesmente evito a questão e redirecciono a conversa noutro sentido. Torna as coisas bastante mais desafiantes, diga-se de passagem...
              E acredita, a vida é bastante melhor com bolachas! lol

              Quando os familiares assumem que és hetero
              #7

              Offline nevertoolatetobehappy

              • *****
              • Associad@ Honorári@
              • Membro Elite
              • Género: Masculino
              • Be yourself. Be happy. Be nice.
                • Tiny Ripple Hope
              é horrivel, é triste, é deprimente.

              todos os meses a minha avó me pergunta, então e o namorado? e eu tenho sempre que responder 'não tenho tempo para isso' , quando escondo que tenho namorada há 2 anos e que desde os 14 que sei que sou bissexual...

              contei, com muito esforço, aos meus pais há um ano atrás e foi bastante mau. A minha mãe 'espera sinceramente que um dia eu mude' e não aceita de todo mas diz que 'respeita'. O meu pai ao menos diz que me apoia incondicionalmente.. Mas é assunto tabu cá em casa

              O melhor de tudo foi quando eu disse que a minha irmã, 6 anos mais nova que eu (agora com 15 anos) já sabia há muito tempo, caiu-me tudo em cima porque não tinha nada que contar essas coisas a uma 'miuda influenciável' ..

              é triste, muito triste! a minha irmã foi a primeira a dizer-me: "tu amas uma rapariga e isso não tem nada de mal!" é uma geração completamente diferente estes miúdos de agora, dão-me uma nova esperança na humanidade..

              Não necessariamente,

              Tendo sido sempre gay desde que me lembro, o longo tempo que passei em negação (assumi-me recentemente junto de algumas pessoas mais próximas) acabou por tornar essa "mentira" numa parte da minha personalidade. Muita gente na minha vida nunca saberá "quem" sou. Convivo na perfeição com isto.

              Há tempo. As pessoas terão tempo de retirar ilacções quando me virem com alguém do mesmo sexo. Até lá, evito mentir. Simplesmente evito a questão e redirecciono a conversa noutro sentido. Torna as coisas bastante mais desafiantes, diga-se de passagem...

              Boa tarde a tod@s,

              À semelhança do theone111, eu também passei longos e penosos anos em negação, tendo-me vindo a assumir à minha família e amigos mais próximos. Felizmente para já não fui rejeitado por ninguém e estou muito grato à rea por ter sido a minha base de apoio desde que escrevi a minha 1ª mensagem.

              Tocando no tópico da família assumir que se é heterossexual, acho que não é apenas a família que o faz mas a sociedade em geral... A nossa sociedade vive em democracia há menos tempo do que viveu em ditadura, onde era crime ser homossexual, pelo que muitos valores ditos 'tradicionais' (o famoso "Deus, Pátria, Família" está na base de muitos desses valores) foram passados dos nossos avós para os nossos pais, não sendo frequente um pai/mãe colocar a hipótese de que o filh@ é LGBT, quanto mais falar abertamente sobre o tema e colocá-l@ à vontade para descobrir a sua sexualidade. Acredito pelos testemunhos de LGBT que este tipo de mentalidades mais normativas são mais vincadas em meios mais pequenos e/ou longe das grandes cidades, o que se justifica porventura pelos mais baixos níveis académicos, acesso à cultura e por se ver a 'família' como factor de união das comunidades.

              Cada família tem as suas particularidades, assim como cada LGBT tem a sua personalidade, pelo que cabe a cada um encontrar-se e sentir qual é o melhor momento para se assumir em família e lidar com as perguntas de se temos namorad@. Nem todos, desde família e amigos até conhecidos, têm que saber que nós somos LGBT, e devemos lutar para não nos sentirmos revoltados com estarmos a esconder algo tão 'nosso'. Do meu ponto de vista, as pessoas só devem fazer perguntas às quais estão preparadas para ouvir as respostas; se não estão, sigam a política do 'Don't ask, don't tell' ... Evitar mentir e desviar a conversa são as melhores alternativas para quem ainda não está preparado para contar.

              Uma nota muito importante é terem sempre alguém com quem falar sobre esta questão e acesso a informação imparcial e correcta.

              Já li mais do que uma vez que é a na família onde a homofobia mais se sente. Se se pensar além da homofobia, é também na família onde por norma estabelecemos os laços mais fortes, pelo que é expectável que as reacções sejam igualmente fortes...

              Não fiquem tristes por esconderem a sexualidade de quem sentem que não vos compreende. Não se sintam é tristes com vocês mesmos porque são LGBT.

              Abraços,
              Tiago.
              « Última modificação: 26 de Julho de 2013 por nevertoolatetobehappy »
                "Our deepest fear is not that we are inadequate. Our deepest fear is that we are powerful beyond measure. It is our light not our darkness that most frightens us."

                Quando os familiares assumem que és hetero
                #8

                Offline Bring

                • ****
                • Membro Sénior
                • Género: Masculino
                O facto de ser o único homossexual da família e da "terrinha" onde vivo leva-me a pensar que isto não vai correr bem quando as pessoas começarem a desconfiar. Porque os meus irmãos têm namorada, todas as pessoas da família são hetero e é tudo com mente retrógada. Não sei o que fazer mas tenho medo de contar... até tenho fobia que desconfiem.

                  Quando os familiares assumem que és hetero
                  #9

                  Offline theone111

                  • ****
                  • Membro Sénior
                  • Género: Masculino
                  O facto de ser o único homossexual da família e da "terrinha" onde vivo leva-me a pensar que isto não vai correr bem quando as pessoas começarem a desconfiar. Porque os meus irmãos têm namorada, todas as pessoas da família são hetero e é tudo com mente retrógada. Não sei o que fazer mas tenho medo de contar... até tenho fobia que desconfiem.

                  Boas.

                  Se tens medo de contar, não contes. Ainda.

                  Conheço também a problemática com os meios pequenos (e não me refiro a Castelo Branco). Ainda não me assumi a ninguém neste meio (a minha freguesia-natal) mas acredito que ignorar seja a chave. Conta apenas a quem fizeres questão que saiba. E nesta fase inicial (suponho?) é preciso alguma atenção. Começa pelos que sabes de antemão que não te vão "largar". É muito importante esta "rede de segurança" inicialmente.

                  Da minha parte, deixei de me preocupar com isso. Há outros factores, que não sei se são o teu caso: idade, independência e o facto de não ser residente por aqui. Começa pelos amigos mais acessíveis, e vais reparar que com o tempo esses problemas vão ser mais "pequenos".

                  Força.
                  André
                    E acredita, a vida é bastante melhor com bolachas! lol

                    Quando os familiares assumem que és hetero
                    #10

                    Offline nevertoolatetobehappy

                    • *****
                    • Associad@ Honorári@
                    • Membro Elite
                    • Género: Masculino
                    • Be yourself. Be happy. Be nice.
                      • Tiny Ripple Hope
                    O facto de ser o único homossexual da família e da "terrinha" onde vivo leva-me a pensar que isto não vai correr bem quando as pessoas começarem a desconfiar. Porque os meus irmãos têm namorada, todas as pessoas da família são hetero e é tudo com mente retrógada. Não sei o que fazer mas tenho medo de contar... até tenho fobia que desconfiem.

                    Olá Bring,

                    Não tenhas medo, mas tem um plano. Como o disse previamente, não és obrigado a contar, só tu saberás a quem, quando e de que forma o vais fazer. Até lá, caso sintas que não estás preparado para o dizer, evita as perguntas e/ou redirecciona as conversas para outros temas. O que acho que tens a fazer é seres verdadeiro contigo mesmo, criar uma base de apoio de amigos e familiares em quem confies e pensar em como te podes proteger numa situação limite, caso ainda não sejas financeiramente independente (contactando a rea por exemplo). É muito importante teres uma base de apoio, pessoas em quem poderás sempre confiar. Foca-te nisso.

                    Peço que não faças com que a tua homossexualidade dite todos os teus passos. Tens, e muito bem, consciência que em algum ponto vão começar a pensar se és gay e se esse momento surgir conseguirás, estou certo, com a ajuda da 'rede' de apoio, pensar em como te poderás e/ou deverás assumir. Não conceptualizes muito a situação, porque caso o faças cometerás o mesmo erro que eu cometi: deixei que o medo me impedisse de viver.

                    Qualquer coisa, já sabes, estamos aqui para te ajudar.

                    Força e esperança.

                    Abraços,
                    Tiago.
                    « Última modificação: 30 de Julho de 2013 por nevertoolatetobehappy »
                      "Our deepest fear is not that we are inadequate. Our deepest fear is that we are powerful beyond measure. It is our light not our darkness that most frightens us."

                      Quando os familiares assumem que és hetero
                      #11

                      Offline kenprt

                      • ***
                      • Membro Total
                      • Género: Masculino
                      Pior que vocês todos... O meu caso. Eu sou bi. E contei à minha mãe e irmão. Precisaram de 2 dias para aceitar. Disseram-me: "Espero que acabes com uma rapariga!"

                      Dois anos volvidos e a minha mãe não pára de me atirar o assunto da namorada para a cara. Para não falar de que ela assumiu na cabeça dela que eu vou acabar com uma rapariga. Enfim... Até pode acontecer. Mas não curto nada que me obriguem a escolher. Casarei com a pessoa certa. Consigo excitar-me sexualmente com ambos os sexos e consigo namorar com uma rapariga e ficar com ela para sempre como com um rapaz para sempre. Neste momento estou com um rapaz e imagino-me a ficar com ele para sempre. O limbo de se ser bi é assim... até quando se sai do armário.  :-\

                        Quando os familiares assumem que és hetero
                        #12

                        Offline nevertoolatetobehappy

                        • *****
                        • Associad@ Honorári@
                        • Membro Elite
                        • Género: Masculino
                        • Be yourself. Be happy. Be nice.
                          • Tiny Ripple Hope
                        Pior que vocês todos... O meu caso. Eu sou bi. E contei à minha mãe e irmão. Precisaram de 2 dias para aceitar. Disseram-me: "Espero que acabes com uma rapariga!"

                        Dois anos volvidos e a minha mãe não pára de me atirar o assunto da namorada para a cara. Para não falar de que ela assumiu na cabeça dela que eu vou acabar com uma rapariga. Enfim... Até pode acontecer. Mas não curto nada que me obriguem a escolher. Casarei com a pessoa certa. Consigo excitar-me sexualmente com ambos os sexos e consigo namorar com uma rapariga e ficar com ela para sempre como com um rapaz para sempre. Neste momento estou com um rapaz e imagino-me a ficar com ele para sempre. O limbo de se ser bi é assim... até quando se sai do armário.  :-\

                        Olá,

                        Disseste que o teu caso é pior que todos os outros que foram aqui apresentados. Não sei se é o pior, porque a experiência de vida de cada um de nós (podes encontrar a minha no meu post de apresentação) é profundamente pessoal e única. O conceito de 'pior' varia em função dos nossos objectivos e do quão longe estamos de os atingir.

                        Falando especificamente do teu caso, as tuas palavras expressam frustração de que a tua mãe continue com a 'sombra' da namorada em cima de ti, a pressionar-te. Não sabendo os motivos que a tua mãe tem para te 'atirar o assunto', percebo que sintas que o teu destino devia (e está) nas tuas mãos, independentemente de ser mais 'fácil' optares por teres namoradas. O que importa é o que tu sentes, por quem te apaixonas - não escolhemos a nossa sexualidade nem quem amamos, pelo que devemos aceitar essas 'não escolhas' como o melhor para nós, mesmo que seja o pior aos olhos dos outros, quer sejam a tua mãe, irmão, amigo ou colega de trabalho. Não és obrigado a escolher seguir o caminho heterossexual... Segue o caminho que te faz sentir a melhor pessoa do mundo. :)

                        O limbo existe quando pensamos que temos que optar, mas na realidade acho que sabes que não tens que o fazer... Se aceitares como te sentes e viveres sem conceptualizações, nunca terás de escolher entre um homem ou mulher - o teu corpo fará questão de te mostrar o caminho...

                        Abraço,
                        Tiago.
                        « Última modificação: 30 de Julho de 2013 por nevertoolatetobehappy »
                          "Our deepest fear is not that we are inadequate. Our deepest fear is that we are powerful beyond measure. It is our light not our darkness that most frightens us."

                          Quando os familiares assumem que és hetero
                          #13

                          Offline theone111

                          • ****
                          • Membro Sénior
                          • Género: Masculino
                          Pior que vocês todos... O meu caso. Eu sou bi. E contei à minha mãe e irmão. Precisaram de 2 dias para aceitar. Disseram-me: "Espero que acabes com uma rapariga!"

                          Dois anos volvidos e a minha mãe não pára de me atirar o assunto da namorada para a cara. Para não falar de que ela assumiu na cabeça dela que eu vou acabar com uma rapariga. Enfim... Até pode acontecer. Mas não curto nada que me obriguem a escolher. Casarei com a pessoa certa. Consigo excitar-me sexualmente com ambos os sexos e consigo namorar com uma rapariga e ficar com ela para sempre como com um rapaz para sempre. Neste momento estou com um rapaz e imagino-me a ficar com ele para sempre. O limbo de se ser bi é assim... até quando se sai do armário.  :-\

                          Confesso que nunca tinha pensado nos bis por essa óptica: a constante esperança que mudem, ou que encontrem um "caminho", porque não é "aceitável" ambos os "caminhos".

                          De qualquer forma, sendo já assumido, o caminho acaba por ser sempre o que escolhes e não o que os outros querem para ti...

                          O que tu queres, ou o que os outros querem. Espero que a questão se torne clara para ti!

                          Abraço.

                          PS:
                          O conceito de 'pior' varia em função dos nossos objectivos e do quão longe estamos de os atingir.
                          O limbo existe quando pensamos que temos que optar
                          Estas duas, vou guardar para a posterioridade :o
                            E acredita, a vida é bastante melhor com bolachas! lol

                            Quando os familiares assumem que és hetero
                            #14

                            diabo_a_quatro

                            • Visitante
                            O meu pai nisso é o que é mais engraçado  lol Ele acha que não arranjo namorado porque fiquei "traumatizada" com as relações falhadas da minha irmã e como sou mais independente do que a minha irmã ele pensa que vivo só para os amigos, família, trabalho e hobbies e que não tenho tempo para relações. A última que ele disse lá em casa foi esta:
                            "nunca nos deste problemas com homens como a tua irmã mas também tens um mau feitio que nenhum te aguentava"  lol  Bem... haja ladys que me aguentem  lol

                              Quando os familiares assumem que és hetero
                              #15

                              Offline JPinheiro09

                              • **
                              • Membro Júnior
                              • Género: Masculino
                              O meu pai as vezes lembra se e  começa com esses assuntos. Já arranjaste namorada ou não? Já a minha mãe chateia me todas as semanas com isso. O que faço é mudar de assunto ou que por causa do trabalho não há tempo para isso. Sinto me bem assim "escondido"  e mais tarde quando for independente aí penso em contar, até lá...  Deixo ir indo :)

                                 

                                Tópicos relacionados

                                  Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
                                72 Respostas
                                14255 Visualizações
                                Última mensagem 29 de Janeiro de 2016
                                por DeLpHi
                                261 Respostas
                                89423 Visualizações
                                Última mensagem 24 de Julho
                                por Fanniedup
                                27 Respostas
                                17480 Visualizações
                                Última mensagem 2 de Novembro de 2010
                                por Noz-moscada
                                6 Respostas
                                2733 Visualizações
                                Última mensagem 5 de Dezembro de 2010
                                por abyssos
                                44 Respostas
                                4456 Visualizações
                                Última mensagem 16 de Fevereiro de 2013
                                por Pedro20_prt