rede ex aequo

Olá Visitante18.out.2019, 02:15:58

Autor Tópico: Sentes-te diferente? Para Trans.  (Lida 6580 vezes)

 
Sentes-te diferente? Para Trans.
#20

Offline Ruben Santiago

  • **
  • Membro Júnior
sinto-me em constante perigo de me ver discriminada e sozinha  :wor sinto-me frustrada com a lentidão do processo todo, sinto que estou a correr contra o tempo e pouco ou nada posso fazer

eu sei o que quero, eu sei o que preciso para ser feliz, mas até lá vai ser muito doloroso, em momentos até insuportavel. já pensei em desistir disto tudo mais vezes do que gostaria de admitir nos ultimos tempos, mas isso implicaria morrer em todos os aspectos  [smiley=confuso.gif]

enfim, sinto-me a um passo do suicidio a toda a hora e ou continuo e aguento com o fardo ou terei que encarar a força eternamente derradeira e final que é a morte

e não, não estou a exagerar. estou simplesmente bastante frustrada e cansada neste momento.


Tens que ser forte e nao podes desistir, ja me senti assim como tu, sem caminho, sem chao, sem oportunidades.
Mas se nao lutares por ti pela tua identidade ng vai lutar por ti.
Pensa o quanto bom vai ser no final de tudo.
Ate no decorrer do meu processo me senti sem forças pra nada, infelizmente os 2 anos que nos fazem esperar sao bastante complicados pra nos, porque é uma espera que demora demais a terminar e quando termina.. ou temos dinheiro pra comecar a sermos NOS ou entao ficamos em listas de espera que demoram muito tempo, é complicado, é dificil mas se nao for assim so nos resta um caminho e esse nao é o caminho certo, o suicidio acaba com o nosso sofrimento mas inicia um sofrimento q nao acaba em quem nos ama e sempre que pensei em me suicidar pensei na minha mae e na minha namorada, nao pode ser esse o caminho.
Eu nao percebi bem se estas ja na 1a avaliaçao no hospital, ou se ainda nao começaste as avaliaçoes, és mtf certo?
No que precisares poderei te ajudar e falar contigo, so nao desistas .

    Sentes-te diferente? Para Trans.
    #21

    Kaiser

    • Visitante
    Ainda não comecei as avaliações  :wor

      Sentes-te diferente? Para Trans.
      #22

      Offline T-Rex

      • *****
      • Associad@
      • Membro Ultra
      • Género: Masculino
      • Hakuna Batata!
        • Um gajo trans a falar de cenas
      só o facto de já te teres dirigido aos serviços de saúde é um passo importante.

      O processo médico pode ser desesperante, entre tempos de espera intermináveis a médicos meios parvos, a vontade de desistir por vezes possui-nos... é preciso manter os olhos no nosso "objetivo final", mas ao mesmo tempo irmos definindo objetivos mais pequenos para nos irmos mantendo ocupados e não darmos em doidos. E pensar que, no final, a nossa vida vai melhorar, vamos sair disto melhores do que eramos antes :)

      Qualquer coisa que precises, Kaiser (ou outra pessoa qualquer, claro!), a minha caixa de MPs está sempre aberta ;)

      Sentes-te diferente? Para Trans.
      #23

      Kaiser

      • Visitante
      Sim eu serei como um rinoceronte e continuar em frente, umas vezes mais lentamente que outras, outras mais dolorosamente que outras, e até posso fazer algumas pausas pelo caminho. Mas não irei desistir.

        Sentes-te diferente? Para Trans.
        #24

        Offline Hell Razor

        • *
        • Novo Membro
        • Género: Masculino
        sinto-me em constante perigo de me ver discriminada e sozinha  :wor sinto-me frustrada com a lentidão do processo todo, sinto que estou a correr contra o tempo e pouco ou nada posso fazer

        eu sei o que quero, eu sei o que preciso para ser feliz, mas até lá vai ser muito doloroso, em momentos até insuportavel. já pensei em desistir disto tudo mais vezes do que gostaria de admitir nos ultimos tempos, mas isso implicaria morrer em todos os aspectos  [smiley=confuso.gif]

        enfim, sinto-me a um passo do suicidio a toda a hora e ou continuo e aguento com o fardo ou terei que encarar a força eternamente derradeira e final que é a morte

        e não, não estou a exagerar. estou simplesmente bastante frustrada e cansada neste momento.

        Kaiser,
        Não sei qual a tua situação (em todos os aspectos). Não sei qual é a tua localidade, idade, condição económica, suporte familiar e amigos, etc. etc.

        Mas posso dizer-te que é possível respirar (depois de muuuito nadar e às vezes quase sem forças).. é uma eternidade este processo mas TEM UM FIM! E existe uma vida para viver além disto.

        Não desistas rapariga, estou há 5 anos nisto e cada dia que passa estou mais perto do fim. Estou agora na recta final e digo-te, já me sinto tão tão melhor! Nem me reconheço à 5 anos atrás quando também pensava no suicídio.
        É muito muito revoltante nascer com disforia de género e muito doloroso fazer esta reviravolta na nossa vida mas até com isto nós crescemos muito.

        Tu mereces  (e tu sabes que mereces) todas as coisas boas que a vida te pode oferecer. Eu te digo, VALE A PENA passar por esta merd# se é o único caminho possível para conseguir VIVER.

        NÃO DESISTAS!!!! Vamos lá, tu tens cabedal para esta luta [smiley=sim.gif]

          Sentes-te diferente? Para Trans.
          #25

          BiSoftCat

          • Visitante
          Acho este tópico muito interessante. Não sou transsexual (pelo menos acho que não) mas durante muito tempo pensei que era MtF. Ainda não me identifico muito com as actividades masculinas, e em certas situações já houve quem me considerasse andrógeno ou afeminado. Estou neste momento a tentar descobrir a minha sexualidade, mas confesso que gostaria muito de conhecer pessoas transsexuais e trocar impressões sobre sentimentos e outros que tais.


            Sentes-te diferente? Para Trans.
            #26

            Kaiser

            • Visitante
            Acho este tópico muito interessante. Não sou transsexual (pelo menos acho que não) mas durante muito tempo pensei que era MtF. Ainda não me identifico muito com as actividades masculinas, e em certas situações já houve quem me considerasse andrógeno ou afeminado. Estou neste momento a tentar descobrir a minha sexualidade, mas confesso que gostaria muito de conhecer pessoas transsexuais e trocar impressões sobre sentimentos e outros que tais.

            Estas a vontade para me mandares PM  ;)

              Sentes-te diferente? Para Trans.
              #27

              Offline danielfbento

              • *
              • Novo Membro
              • Género: Outro
              Olá,

              Sou biologicamente um rapaz (há quem me ache fisicamente andrógeno), porém mentalmente sou uma mistura de estados. Desde pequeno que a minha visão sobre mim mesmo é um vaivém autentico de informação, passagens pelo masculino até ao feminino. Muitas destas vezes não se definem só pela expressão, pelo modo como me olho ao espelho ou como os outros me olham. Trata-se de uma questão tão interior que a explicação fica difícil, os gestos femininos/masculinos não fazem sentido porque nesse mundo, nesse interior não há essa definição. Há um sentir.

              Neste momento, já passei por várias fazes complicadas, pratico por vezes travestismo, é a maneira que tenho de ficar um pouco mais próximo (ainda que de uma maneira superficial) da expressão exterior, mas os resultados são notáveis. A minha auto-estima muda brutalmente ao ver-me ao espelho enquanto rapaz ou "tratado como rapariga", sou o mesmo, mas a minha concepção é totalmente diferente. Em milhões de passos é ter-me aproximado um!!

              Neste momento não sei propriamente em que quadro encaixo. As diferenças emocionais são gigantes e, nos últimos tempos agrava-se na medida em que as relações tornam-se mais sérias e menos inconsequentes. Está muito mais em jogo agora do que quando era criança. Sinto que esta é uma situação que me provoca imensos estragos a outros níveis relacionais. Paixões não compreendidas, falta de confiança nos outros e dos outros em mim pela dificuldade de perceber em que registo estou. Expectativas de futuro extremamente baixas pela falta de informação ao público. Muitas vezes vontade de desistir.

              Procuro neste fórum, encontrar pessoas numa situação similar (para além de outras claro), às vezes preciso de apoio, neste momento preciso de apoio. Às vezes é difícil tratar de uma concepção de mim mesmo. É difícil saber o que dizer aos meus amigos para que eles também não fiquem perdidos ainda que a vontade deles seja ajudar.

              Desculpem a divagação,
              Daniel

                Sentes-te diferente? Para Trans.
                #28

                Offline T-Rex

                • *****
                • Associad@
                • Membro Ultra
                • Género: Masculino
                • Hakuna Batata!
                  • Um gajo trans a falar de cenas
                Olá!
                O que tu descreveste soa um bocado como alguns relatos de pessoas com uma identidade de género fluída. Parece ser algo complicado de gerir, mas deve ser possível chegar a uma solução que te permita conciliar todas as facetas de ti ...

                Eu não me sinto como tu, eu sou transexual e a minha identidade de género é maioritariamente masculina, mas se quiseres falar eu ando por aqui ;)

                Sentes-te diferente? Para Trans.
                #29

                Offline gonk

                • *****
                • Orador(a)
                • Novo Membro
                • Género: Masculino
                Tenho a 1ª consulta dia 20 de novembro, no julio. pfff, q paciencia.




                até lá ainda há muito p viver, tou agr a ganhar coragem p enfrentar familia.

                vou marcar jantares individuais e "seja o q deus quiser"



                  Sentes-te diferente? Para Trans.
                  #30

                  Offline Odra

                  • *****
                  • Membro Elite
                  • Género: Masculino
                  • Welcome to the Town of Gay! ;D
                  Tenho a 1ª consulta dia 20 de novembro, no julio. pfff, q paciencia.

                  No Júlio de Matos!? Boa sorte para esse dia! x)


                  até lá ainda há muito p viver, tou agr a ganhar coragem p enfrentar familia.

                  vou marcar jantares individuais e "seja o q deus quiser"

                  Espero que corra tudo bem, e que sejas aceite como tu és. ;)
                    Estamos a fazer um jogo. Lançam-se os dados e quem obtiver maior pontuação faz uma pergunta aos restantes jogadores. Utilizaremos um dado com 20 lados. /roll 1d20

                    Nível de originalidade: o mais alto de todos!
                    lol

                    Sentes-te diferente? Para Trans.
                    #31

                    iNd

                    • Visitante
                    Hoje saiu uma reportagem sobre transexualidade no suplemento 2 do jornal Publico. Na verdade a reportagem e' sobre um transexual (ftm) de nome Samuel. Da muito enfase a relacao com a mae, que sempre o aceitou. Fala tambem sobre uma tese de doutoramento em sociologia  ( Transgeneros: Uma Abordagem Sociologica da Diversidade de Genero) e escuta a opiniao de Pedro Freitas, um sexologo envolvido em processos de transicao.
                    « Última modificação: 23 de Novembro de 2014 por iNd »

                      Sentes-te diferente? Para Trans.
                      #32

                      Offline T-Rex

                      • *****
                      • Associad@
                      • Membro Ultra
                      • Género: Masculino
                      • Hakuna Batata!
                        • Um gajo trans a falar de cenas
                      Hoje saiu uma reportagem sobre transexualidade no suplemento 2 do jornal Publico. Na verdade a reportagem e' sobre um transexual (ftm) de nome Samuel. Da muito enfase a relacao com a mae, que sempre o aceitou. Fala tambem sobre uma tese de doutoramento em sociologia  ( Transgeneros: Uma Abordagem Sociologica da Diversidade de Genero) e escuta a opiniao de Pedro Freitas, um sexologo envolvido em processos de transicao.


                      Quem quiser pode ler a reportagem online » http://www.publico.pt/sociedade/noticia/construindo-samuel-1676910

                      A reportagem realmente focou-se muito na relação com a mãe; é bom ver pais a aceitar bem a coisa e a apoiar os filhos logo desde o início. Espanta-me a rapidez do processo, há cerca de um ano contou à mãe e hoje em dia já está uns largos meses em terapia hormonal e já fez a mastectomia... há gente com sorte!

                       

                      Tópicos relacionados

                        Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
                      18 Respostas
                      6809 Visualizações
                      Última mensagem 7 de Junho de 2006
                      por pinguituh
                      9 Respostas
                      2584 Visualizações
                      Última mensagem 26 de Outubro de 2008
                      por 2estrelinha3
                      71 Respostas
                      11154 Visualizações
                      Última mensagem 2 de Agosto de 2009
                      por Excidium
                      Trans ;)

                      Iniciado por Andreia. Trans

                      9 Respostas
                      2906 Visualizações
                      Última mensagem 22 de Fevereiro de 2009
                      por Andreia.
                      1 Respostas
                      1826 Visualizações
                      Última mensagem 17 de Março de 2015
                      por T-Rex