rede ex aequo

Olá Visitante22.out.2019, 19:56:30

Autor Tópico: Como se sentem em relação aos outros? Tipo discriminação  (Lida 1730 vezes)

 
Como se sentem em relação aos outros? Tipo discriminação
#0

ruicardoso1994

  • Visitante
Boas mais uma vez. Alguns de vocês já devem ter visto a minha apresentação e ter visto que não sou homosexual mas sou 100% a favor dos mesmos!

Existem milhares de perguntas que vos gostava de perguntar!! Mas para começar gostava de começar por uma que muitas vezes magoa os sentimentos da própria pessoa.

Como se sentem quando passam por pessoas cruéis que vos chamam *****(nomes relativos à descriminação em público) ou que dizem que este país está uma vergonha devido à vossa existência, etc.?

Sinceramente, eu acho que quem diz este tipo de coisas, esses sim não deveriam existir no país, porque pelo que se Vê hoje em dia (ou não) somos um país livre e cada um é livre de fazer o que lhe apeteçe... seguir o seu extinto!

Gostava de saber como vós ficam quando este tipo de situações acontecem.... A minha vontade era acabar com as bocas foleiras que as pessoas fazem...mas enfim..enquanto tivermos pessoas dessas em nosso redor, ninguém está descansado...Já agora... como reagem os vossos amigos, pais e afins? Para vocês, é difícil arranjar emprego devido à orientação sexual (outra das coisas que acho estupido: haver discriminação/racismo aquando da procura de emprego! :/)?


Cumprimentos,

Rui Cardoso
100% a favor de vós!

    Como vós se sentem em relação aos outros? Tipo descriminação
    #1

    Offline Arms

    • *****
    • Membro Vintage
    • Género: Masculino
      • Reflection
    Boas mais uma vez. Alguns de vocês já devem ter visto a minha apresentação e ter visto que não sou homosexual mas sou 100% a favor dos mesmos!

    Existem milhares de perguntas que vos gostava de perguntar!! Mas para começar gostava de começar por uma que muitas vezes magoa os sentimentos da própria pessoa.

    Como se sentem quando passam por pessoas cruéis que vos chamam *****(nomes relativos à descriminação em público) ou que dizem que este país está uma vergonha devido à vossa existência, etc.?

    Sinceramente, eu acho que quem diz este tipo de coisas, esses sim não deveriam existir no país, porque pelo que se Vê hoje em dia (ou não) somos um país livre e cada um é livre de fazer o que lhe apeteçe... seguir o seu extinto!

    Gostava de saber como vós ficam quando este tipo de situações acontecem.... A minha vontade era acabar com as bocas foleiras que as pessoas fazem...mas enfim..enquanto tivermos pessoas dessas em nosso redor, ninguém está descansado...Já agora... como reagem os vossos amigos, pais e afins? Para vocês, é difícil arranjar emprego devido à orientação sexual (outra das coisas que acho estupido: haver discriminação/racismo aquando da procura de emprego! :/)?


    Cumprimentos,

    Rui Cardoso
    100% a favor de vós!

    Bem vindo ao fórum ruicardoso1994.

    Para te ser sincero, grande parte dos comentários que as pessoas lançam só afectam dependendo do meu estado de humor e auto-confiança. Existirão sempre pessoas hetero (ou não) contra homossexuais e vice-versa. É uma consequência inevitável da diversidade de pessoas e opiniões. Feliz ou infelizmente, um mundo em que todas as pessoas aceitam os homossexuais em pleno é (ainda) uma utopia. A verdade é que, se não existissem opiniões contrárias em maior parte dos casos, provavelmente não existiriam chamadas de atenção e estudos, etc. (Sei que estou a divagar mas já vou chegar ao ponto que quero frisar) O facto de existirem esses comentários é, sem dúvida, lamentável e, em muitos casos, condenável. Fazem-nos sentir inferiores, indesejáveis e injustiçados. Mas, repara, quando tu dizes que "esses sim não deveriam existir no país" estás a ter exactamente o mesmo comportamento que eles. O facto de termos o mesmo comportamento e termos as mesmas conversas provavelmente acaba por manter as mesmas respostas e reacções. Eu acabo por nem ligar aos comentários que lançam. Sei quem sou e estou completamente à vontade com quem sou. Mas ainda fico irritado porque não gosto de ouvir certas bocas de certas pessoas. Consigo perceber quando um amigo está na brincadeira e escapa-lhe certas expressões ou palavras, ou os usa porque sempre os usou, e não levo a mal. Em certos casos até eu mesmo uso certas expressões ou palavras que poderiam ser caracterizadas como homofóbicas por algumas pessoas. Houve já casos em que gays me chamaram de homofóbico obrigando-me a assumir-me a eles para que percebessem que não sou, mas isso não tem nada a haver com o assunto aqui.

    Quanto a familiares e amigos... Bom, já sabemos que afecta muito mais. O meu pai já me chamou nomes que nunca pensei que me fosse chamar e o meu irmão disse-me que me achava um nojo (apesar de me ter pedido desculpa mais tarde). Afecta muito. Abala com a nossa auto-estima e leva-nos a uma depressão. É como se os teus pais te chamassem de nojo, como se tu não fosses merecedor de seres filho deles.

    Pessoalmente nunca tive problemas em arranjar trabalho devido à minha orientação sexual. Não dou muito nas vistas. Se me visses a andar na rua ou a falar, o máximo que poderias dizer é que sou muito expressivo e brincalhão. Hoje em dia, existem leis que impedem que uma pessoa seja proibida de conseguir emprego devido à sua sexualidade. Se um gay suspeitar que lhe foi recusado emprego por ser gay, pode apresentar queixa que a inspecção vai verificar o caso. E a melhor parte é que a entidade patronal tem que provar que não foi por ele ser gay que lhe foi recusado emprego. O mesmo acontece caso um homossexual seja despedido. A entidade patronal tem que provar que não foi a sua sexualidade o motivo do despedimento. Neste caso, a lei portuguesa consegue funcionar bem. ;) Por isso, não estamos perfeitos mas estamos bem encaminhados.
      Se dependes unicamente dos outros para seres feliz prepara-te para ficares desiludido.
      Instead of telling people to plan ahead, we should tell them to plan to be surprised.

      Como vós se sentem em relação aos outros? Tipo descriminação
      #2

      Offline _Margot_

      • *****
      • Membro Elite
      • Género: Feminino
      • The show must go on!
      Gostaria de pegar nas palavras de ambos para dizer uma coisa:

      Relativamente aos comentários ofensivos respondo bem (sejam dirigidos a mim ou a outra pessoa - agora que penso nisso acho que nunca me lançaram comentários ofensivos), chamo a pessoa à atenção, uso a lógica e acabo por passar por uma pessoa liberal e com sexualidade dúbia.
      O que me custa a reagir é aquele género de piada dissimulada do género dizer que fulano é "assim" e fazer um gesto com a mão, ou que não tem nada contra "eles" desde que não sejam espalhafatosos. Dá-me uma raiva tão grande que acho que se abrir a boca é porque "a carapuça me serviu" e podem sempre justificar que não era suposto ser ofensivo e eu perco a razão (isto naquele caso das pessoas que funcionam à base de "nós", os "normais" vs "eles", os "desviantes".

      Quanto aquilo que o Arms disse acerca do código do trabalho defender o homossexuais... não é bem assim. Conseguirmos provar que estamos a apresentar queixa por um motivo válido é difícil e é fácil para a entidade patronal comprovar que a pessoa foi despedida por outras razões. Estive numa situação há uns anos desse género.
        "Be anything but a coward, a pretender, an emotional crook, a whore: I'd rather have cancer than a dishonest heart." Truman Capote - Breakfast at Tiffany's

        Como vós se sentem em relação aos outros? Tipo descriminação
        #3

        Offline Arms

        • *****
        • Membro Vintage
        • Género: Masculino
          • Reflection
        Quanto aquilo que o Arms disse acerca do código do trabalho defender o homossexuais... não é bem assim. Conseguirmos provar que estamos a apresentar queixa por um motivo válido é difícil e é fácil para a entidade patronal comprovar que a pessoa foi despedida por outras razões. Estive numa situação há uns anos desse género.

        Desconhecia. O que pretendia passar com o código de trabalho é que quem tem que apresentar a prova não é o empregado mas a entidade patronal. Aliás, se não estou em erro, a entidade patronal tem que apresentar prova de que não foi por esse motivo. E não me parece que seja muito difícil se a inspecção for bem feita - basta perguntar aos colegas de trabalho o nível de competência da pessoa. Deduzo eu... nunca estive numa situação dessas.
          Se dependes unicamente dos outros para seres feliz prepara-te para ficares desiludido.
          Instead of telling people to plan ahead, we should tell them to plan to be surprised.

          Como vós se sentem em relação aos outros? Tipo descriminação
          #4

          Offline Bourdain

          • ***
          • Membro Total
          • Género: Masculino
            • FB
          Boas mais uma vez. Alguns de vocês já devem ter visto a minha apresentação e ter visto que não sou homosexual mas sou 100% a favor dos mesmos!

          Existem milhares de perguntas que vos gostava de perguntar!! Mas para começar gostava de começar por uma que muitas vezes magoa os sentimentos da própria pessoa.

          Como se sentem quando passam por pessoas cruéis que vos chamam *****(nomes relativos à descriminação em público) ou que dizem que este país está uma vergonha devido à vossa existência, etc.?

          Sinceramente, eu acho que quem diz este tipo de coisas, esses sim não deveriam existir no país, porque pelo que se Vê hoje em dia (ou não) somos um país livre e cada um é livre de fazer o que lhe apeteçe... seguir o seu extinto!

          Gostava de saber como vós ficam quando este tipo de situações acontecem.... A minha vontade era acabar com as bocas foleiras que as pessoas fazem...mas enfim..enquanto tivermos pessoas dessas em nosso redor, ninguém está descansado...Já agora... como reagem os vossos amigos, pais e afins? Para vocês, é difícil arranjar emprego devido à orientação sexual (outra das coisas que acho estupido: haver discriminação/racismo aquando da procura de emprego! :/)?


          Cumprimentos,

          Rui Cardoso
          100% a favor de vós!

          Bem, normalmente são os meus amigos que me chamam "fag", mas é a brincar e eu não me importo  :P, é mais uma cena de brincadeira, mas nunca me chamaram nada ofensivo sobre a minha orientação sexual em publico, normalmente porque eles também não sabem, não sou daqueles homossexuais óbvios  que dá para ver de 1km, por isso nunca tive assim grandes problemas.

          E quanto as pessoas que dizem que o país é uma vergonha por nós existirmos... bem, eles devem olhar para eles próprios e pensar melhor no que estão a dizer, é que realmente magoa... mas também não podemos dizer que essas pessoas é que não deviam existir no país, se nós temos a liberdade de nos expressarmos, eles também têm o mesmo direito de se expressarem.

          Mas penso realmente que para os/as homossexuais que exprimem a sua sexualidade com mais vigor é normal que sejam discriminados, as pessoas têm medo daquilo que não conhecem, e enquanto não forem educados para tal, a discriminação irá continuar.

           

          Tópicos relacionados

            Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
          27 Respostas
          17537 Visualizações
          Última mensagem 2 de Novembro de 2010
          por Noz-moscada
          7 Respostas
          4187 Visualizações
          Última mensagem 29 de Agosto de 2008
          por ky
          48 Respostas
          7285 Visualizações
          Última mensagem 21 de Agosto de 2010
          por Safira
          7 Respostas
          3733 Visualizações
          Última mensagem 6 de Julho de 2011
          por temporary_user
          14 Respostas
          2215 Visualizações
          Última mensagem 7 de Dezembro de 2011
          por Fábio B.