rede ex aequo

Olá Visitante28.fev.2021, 09:34:41

Autor Tópico: A questão do "orgulho" e do "exibicionismo"  (Lida 40777 vezes)

 
Re:A questão do "orgulho" e do "exibicionismo"
#20

Offline joão paulo (PG)

  • ****
  • Membro Sénior
  • Género: Masculino
  • Porquê o medo que os outros ajudem alguém?
    • PortugalGay.PT
Dia 28 de Junho...

Stonewall: O bar gay, Stonewall Inn, em Christopher Street, Greenwich Village, Nova Iorque, EUA, que sofreu rusgas da polícia no final dos anos 60. Na noite de 28 de Junho de 1969 os frequentadores do bar reagiram dando origem a uma onda de violência na zona que durou 5 dias. Esta revolta popular é considerada geralmente como o início do movimento do Gay Pride, embora já existissem grupos LGBT organizados anteriores a esta data.

in
http://www.portugalgay.pt/opiniao/dicionario.asp


    Re:A questão do "orgulho" e do "exibicionismo"
    #21

    Offline bluejazz

    • *****
    • Associad@ Honorári@
    • Membro Vintage
    • Género: Feminino
      • Homofobia
    No seguinte link também há alguma informação sobre o 28 de Junho: :)

    http://ex-aequo.web.pt/movimento.html
      "I cannot be, as Bourdieu suggests, a fish in water that 'does not feel the weight of the water, and takes the world about itself for granted'" - Felly Simmonds

      Re:A questão do "orgulho" e do "exibicionismo"
      #22

      Offline graven

      • ***
      • Membro Total
      • Género: Masculino
      • LiveRockDie

      Pronto... para ser mais preciso foi na madrugada de 28 de Junho. Não encontrei as horas exactas em que a SWAT entrou lá dentro. Uma busca na net indica ambos os dias :)
        Graven

        Re:Desculpem lá mas...
        #23

        Offline HLuso

        • *****
        • Membro Elite
        • Género: Masculino
        • Nós somos as palavras que escrevemos....
        ...o 28 ou 27 de Junho em NY, EUA, para mim como Homossexual PORTUGUES não me diz rigorosamente nada...Acho lamentavel que isso tenha acontecido, mas estou convicto, aliás como aconteceu, que as Comunidades Gays Norte Americanas tomaram elas proprias as suas providências...Dentro dos seus proprios contextos sociais, politcos etc..

        Por acaso sou a favor da Globalização, mas não de uma globalização Americana...E como tal os Problemas dos Homossexuais Portugueses são diferentes dos Norte Americanos (e dentro deles ainda existem problemas distintos nos vários Estados)...O preconceito é sempre preconceito em todo o mundo, claro..Contudo ele traduz-se de formas diferentes, consoante os povos e as nações...

        ...Portanto quando falei na tal dramatização, encenação do Suicidio de um Jovem Portugues Homossexual...é no sentido que em Portugal, que por acaso é o pais que eu vivo (e não os EUA), isso AINDA acontece de forma mais frequente que possamos imaginar...Existe um grande atraso estrutural ao nivel das mentalidades neste pais, PORTUGAL, no que diz respeito à questão da Homossexualidade ( e não só claro)..daí que as Manifestações nacionais, devam incidir em temas e problemas nacionais, dando-se enfase ao nosso povo...Somos Gays Portugueses, a viver em Portugal e devemos falar dos problemas que nos afligem aqui na nossa terra...Ou preferem fazer uma manifestação a favor da descriminação homossexual no Botwana???? ??? ???

        E depois eu não critico os travestis nas marchas, se o forista Portugalgay ler com atenção os meus textos, eu não critico a sua participação...critico é que o ambiente seja de festa, de desfile etc etc..aliás na minha sugestão de uma MARCHA PRETA pelo preconceito, até sugiro que os travestis e companhia vistam as suas melhores toilettes, mas pretas...!!!! 8) 8) 8)

        Quanto a essa história do "Gay-Vitima"...sinto-me ofendido na minha inteligencia..claro que o tema do Suicidio, não é para que tenham penas de nós..alias como expliquei no respectivo texto..é para CHOCAR..o objectivo é chocar..e deixei isso bem claro...!!!!Para além de que ainda é um problema nacional..acredite!!!! >:(

        Quanto ao formato descrito para a pride deste ano, acho sem duvida um avanço,muito bem!!! :D :D :D :D


        Ao forista graven...Tens razão naquela citação que contra argumenta-te, no que diz respeito ao tal dia do Homossexual...de facto a palavra e o conceito de minoria, está totalmente errado naquele contexto.. :-[ :-[ :-[


        Eu sou um pouco frontal, nas minhas opiniões, desculpem-me esse predicado meu...ok???Mas cono isto é um forum, onde também se debate...acho legitimo poder explicitar as minhas ideias, expondo de alguma forma a minha personalidade...

        abraçosss

        Luso
          Nascer HOMOSSEXUAL num Pais tão homofobico, foi destino!!!....Alguem ainda ha-de cantar este fado...!!!;)

          Re:upsss..confusão
          #24

          Offline HLuso

          • *****
          • Membro Elite
          • Género: Masculino
          • Nós somos as palavras que escrevemos....
          Erro..não foi o forista graven mas sim a forista Cactus...desculpem a confusãooooo..... :P :P :P :P
            Nascer HOMOSSEXUAL num Pais tão homofobico, foi destino!!!....Alguem ainda ha-de cantar este fado...!!!;)

            Re:A questão do "orgulho" e do "exibicionismo"
            #25

            Offline joão paulo (PG)

            • ****
            • Membro Sénior
            • Género: Masculino
            • Porquê o medo que os outros ajudem alguém?
              • PortugalGay.PT
            ok... sejamos tecnicamente correctos...

            O dia normalmente utilizado como referência a nível mundial é o 28 de Junho.

            No entanto os distúrbios começaram na noite de 27 para 28... aliás como se pode ver pela foto da placa existente no local...



            Fica aqui a nota  ;D

              Re:Cartazes...
              #26

              Offline HLuso

              • *****
              • Membro Elite
              • Género: Masculino
              • Nós somos as palavras que escrevemos....
              Portugalgay..fazer cartazes bem visiveis é relativamente fácil...existe o metodo do pano branco bem comprido com letras pretas fortes....também se podem fazer cartazes em papel de rolo de projecto, impressos em plotter...etc.etc...passar frases choque, bem visiveis para a comunicação social parece-me o mais fácil..veja-se as manifestações da função publica, propinas etc....as frases até pode ser escritas em forma de letra por pessoa...tipo uma pessoa cada letra...sei lá existem montes de maneiras...e ainda a distribuição de papeis etc...veja-se as eleições partidárias...

              Se for preciso abram uma conta para a organização da pride, para comprarem material, ou qualquer coisa do género....
                Nascer HOMOSSEXUAL num Pais tão homofobico, foi destino!!!....Alguem ainda ha-de cantar este fado...!!!;)

                Re:A questão do "orgulho" e do "exibicionismo"
                #27

                Offline graven

                • ***
                • Membro Total
                • Género: Masculino
                • LiveRockDie


                HLuso,

                Tens toda a razão, para quê Importar? Desse ponto de vista, 27/28 de Junho ou outro dia qualquer é indiferente, no entanto, não acho que a razão seja por a festa seja Americana (ou de outro país qualquer) mas porque, na nossa história, não temos uma data semelhante que marque um virar de acontecimentos significativo.
                Podemos fazer com que isso aconteça... só espero é que desta vez não involva SWATs e amiguinhos como aconteceu em Stonewall.

                E daí........... um pelotão de homens forte e entroncados de uniforme tem muita piada. Com barba, de preferência. lol
                  Graven

                  Re:"Poder Gay"
                  #28

                  Offline HLuso

                  • *****
                  • Membro Elite
                  • Género: Masculino
                  • Nós somos as palavras que escrevemos....
                  Responder
                  não temos uma data semelhante que marque um virar de acontecimentos significativo.

                  graven, muitos  massacres anti gay, bem mais graves, têm sido praticados diariamente em todo o mundo, em muitos e vários paises..portanto deveriamos catalogar todas as datas e todos os dias, e organizar-mos diariamente uma pride ou outro evento qualquer....esse episódio, para mim, como homossexual, não me  transmite rigorosamente nada, para alem de natural afronta aos direitos humanos e pelo mediatismo que teve...foi uma data que marcou uma viragem de acontecimentos para os norte americanos e para todos aqueles se regem em função dos mesmos...é uma revolta gay sem duvida,na sequencia  da invasão do bar Stonewall,  mas à MODA americana...e que teve impacto naturalmente em todos os paises anglo saxonicos...a conquista do tal  "poder gay", mas  muito americanizado...

                  Na nossa sociedadezinha portuguesa penso que esse "poder gay" terá de arranjar uma maneira propria de se exprimir..pois não acho muito logico ir-mos de arrasto na Historia dos outros...

                  Imaginemos que num qualquer bar gay portugues, neste momento entrava uma brigada do ministério da defesa (não sei se o ministro é homofobico ou nao, isto é ficção), achas que haveria uma revolução como a de Stonewall???Acho que não precisavamos de uma data semelhante para haver uma viragem significativa em Portugal...não somos americanos, não é a mesma sociedade...

                  Mas contudo precisamos sem duvida de uma viragem significativa, de um "poder gay" portugues, mas que assente estruturalmente no nosso contexto...e podemos arranjar formas nossa, proprias, originais, nacionais, de lutarmos pelos nossos direitos, mas à moda portuguesa e não americana...

                  Não temos de precisar de uma data histórica, americana ou outra qualquer, para reivindicarmos de forma propria os problemas do nosso pais no que diz respeito a esta questão....

                  É apenas uma opinião...

                    Nascer HOMOSSEXUAL num Pais tão homofobico, foi destino!!!....Alguem ainda ha-de cantar este fado...!!!;)

                    Re:A questão do "orgulho" e do "exibicionismo"
                    #29

                    Offline bluejazz

                    • *****
                    • Associad@ Honorári@
                    • Membro Vintage
                    • Género: Feminino
                      • Homofobia
                    Sabes HLuso, o 28 de Junho fez de facto muita diferença para muitos países do resto do mundo, especialmente países onde a opressão existia de modo semelhante ou pior...

                    Quer queiramos ou não, é uma data importante pela forma como este movimento organizado - que começou como espontâneo, uma revolta não programada - se alastrou a outros países (qualquer que tenha sido o método: cópia, partilha, adaptação, etc.).

                    Gostaria de deixar esta questão: em que país foi redigida a Carta dos Direitos Humanos? Por ter sido num local específico deixa de ser relevante para aqueles que apoiam e acreditam o mesmo noutras zonas geográficas? Deixa de ser relevante para, por exemplo, todo os países ocidentais (e os outros no resto do mundo)?

                    A homossexualidade vai para muito lá de uma nacionalidade, muito para lá, tal como o sexo de uma pessoa, entre outros exemplos.

                    Não vejo mal haver dias mundiais de algo, como há em muitas coisas, donde quer que tenha vindo a ideia, desde que pretendam comemorar algo importante ou chamar a atenção para uma luta e a reivindicação contra uma discriminação que não afecta só pessoas de uma nacionalidade, mas pessoas de todas as partes do mundo (uns menos, outros mais).

                    O dia 28 de Junho é o dial MUNDIAL do movimento civil LGBT na realidade, qualquer que tenha sido a sua origem (calhou ser esta data, pelo mediatismo, dinâmica e efeito que o evento teve). :)
                      "I cannot be, as Bourdieu suggests, a fish in water that 'does not feel the weight of the water, and takes the world about itself for granted'" - Felly Simmonds

                      Re:Ok Bluejazz...
                      #30

                      Offline HLuso

                      • *****
                      • Membro Elite
                      • Género: Masculino
                      • Nós somos as palavras que escrevemos....
                      Tudo bem Bluejazz...

                      Mas posso, eu pessoalmente nao reconhecer esse dia como tal...para mim não é significativo que porque nesse bar, em NY, tenham feito uma manifestação etc etc..eu agora tenha de o reconhecer como  o dial MUNDIAL do movimento civil LGBT, e andar a fazer pridezinhas à moda dos americanos..e jamais o aceitarei como tal... que  esse dia tenha conquistado essa importancia pela sua mediatização, para mim é-me completamente indiferente...

                      Para mim o Dia Mundial do Homossexual ainda está para vir...por exemplo para mim o maior dia, e gostava eu de estar vivo, será quando um Papa aceitar de uma vez por todas a Homossexualidade na sua plenitude....

                      "A homossexualidade vai para muito lá de uma nacionalidade, muito para lá, tal como o sexo de uma pessoa, entre outros exemplos"

                      Claro que sim, mas para já  cada nação deve fazer as suas conquistas proprias..os problemas Portugueses, no que diz respeito à homossexualidade, os reais, os do dia-a dia, são decididamente diferentes dos americanos.....o problema geral pode parecer o mesmo, mas as abordagens e os contornos são diferentes...é uma questão de sociedade...e devemos ir ao encontro disso, das especificidades de cada sociedade...por isso é que os paises nórdicos estão muito mais evoluidos, têm uma forma propria, pessoal de abordar e conquistar as coisas, não andam deslumbrados, tipo "maria vai com as outras", a pensar nos EUA etc..isso a mim parece coisa de terceiro mundo..

                      Porquê que o dial MUNDIAL do movimento civil LGBT não é por exemplo o dia em que na Holanda legalizaram as uniões gays???...Por essa ordem de ideias deveria ser esse dia por exemplo, pelo menos é um pais bem mais interessante...????

                      Se a revolta de Stonewall ajudou muitos paises do mundo..acho optimo para eles, aqui no burgo, neste tempo todo não notei nada disso...e sabes porque?Porque a nossa abordagem tem de ser outra, em vez de falarmos nos Americanos, temos mesmo é de falar de nós....

                      PS: Secalhar não estou a me exprimir muito bem..mas espero que tenhas percebido..não??



                        Nascer HOMOSSEXUAL num Pais tão homofobico, foi destino!!!....Alguem ainda ha-de cantar este fado...!!!;)

                        Re:Sabem o que é Chocar a Sociedade???
                        #31

                        Offline Mercury

                        • *****
                        • Membro Ultra
                        • Género: Masculino
                        • Hydrargirum
                        (...)em cima dos carros, em vez de irem uns tantos mascarados de Fred Mercury e travestis aos saltos


                         
                        O Problema nao é irem mascarados de Fred Mercury (nao sabia que eras íntimo do senhor!  ;)).....o problema é a atitude, seja a máscara qual for....seja a máscara deles próprios perante a sociedade....às tantas até podem nao ter mesmo máscara nenhuma, e serem mesmo assim....pronto....sao assim tb nao me identifico...mas LIBERDADE Acima de tudo a tudo e a todos os que existem!!!
                        Eu nao gosto que me "cortem" o espaço....live and let them live....

                        Eu tenho um baile de máscaras este fds....e vou mascarado sim....de Freddie Mercury.....e a minha atitude nem de perto passa tangente à que descreveste....

                        Pronto, só tinha de meter o bedelho....pq nao percebo pq associaste as duas ideias.....ou melhor perceber percebo.....pq fizeste a linha de pensamento mais fácil......

                          ;)
                          Abaixo a "nova ricage", abaixo estolas e cetins...
                          Abaixo a classe D, os cromados e os afins...
                          Abaixo o ar de enjoo e a chauffage de tarar...
                          Abaixo a purpurina e o bigode por rapar....

                          Abaixo a atitude que é tão triste e demodé! Ser MONO é tão passé!!!

                          Re:A questão do "orgulho" e do "exibicionismo"
                          #32

                          Offline bluejazz

                          • *****
                          • Associad@ Honorári@
                          • Membro Vintage
                          • Género: Feminino
                            • Homofobia
                          Acho que compreendo, mas não concordo com a "nacionalização americana" dos eventos comemorativos que ocorrem actualmente pelo mundo.

                          A comemoração do 28 de Junho acontece por vários países da sua própria forma, adaptados ao seu contexto (aliás não conheço nenhum país que faça um "arraial" LGBT para além da marcha, porque arraiais é mais coisa da nossa cultura portuguesa).

                          Compreendo o "desagrado" por estar ligado a algo que aconteceu nos EUA, se tivermos emc conta que se vive uma hegemonia cultural americana, mas a data não deixa de ter valor por isso, tal como outras datas noutros países noutras épocas influenciaram muitos outros países.

                          Quanto à marcha portuguesa, a verdade até é que acho que deve ser como outras marchas de protesto, totalmente sóbrias (mas quão sóbrias são as outras na realidade?), mas é só a minha opinião pessoal. Porém a questão do "colorido" e "festa" não apaga apesar de tudo o cariz político que é muito forte (aliás o colorido tem de estar lá, são as cores da bandeira do movimento!). Qualquer pessoa que foi a uma marcha a Lisboa (e eu fui a todas desde que elas acontecem em Lisboa) sabe perfeitamente que não é realmente como transparece nos media, ou, a imagem fica bem incompleta. As marchas costumam estar cheias de frases de reivindicação, cartazes de protesto, etc. Não vou tecer sobre os conteúdos (bons ou maus, pertinentes ou supérfluos, etc), mas que os há, há. E curiosamente a maioria da gente que lá vi sempre, era como outra qualquer, com as suas muito pequenas excepções.

                          O desafio que costumo fazer é sempre este: apareçam na próxima marcha como "mirones" no lado de fora, para poderem ver com os vossos próprios olhos e então decidir o que pensar dela, com perfeito conhecimento de causa. Fico ele também para ti, se tiveres essa possibilidade. :)
                            "I cannot be, as Bourdieu suggests, a fish in water that 'does not feel the weight of the water, and takes the world about itself for granted'" - Felly Simmonds

                            Re:A questão do "orgulho" e do "exibicionismo"
                            #33

                            Offline Hain

                            • *****
                            • Membro Elite
                            • Género: Masculino
                            • God help the outcasts
                            portugal gay wrote:
                            Responder
                            Quanto à representação do suicídio de jovens e outras acções adicionais... será que o suicidio de jovens gays é a nossa (LGBT em geral) prioridade?

                             Devia ser. Se sabemos que os jovens homossexuais têm uma maior taxa de suicídios... podíamos fazer algo nesse sentido. Não digo dedicar toda a "marcha" ao tema da morte, o que pessoalmente, penso que seria algo mórbido... mas concordo com o HLuso, abordar temas mais "importantes" não seria má ideia.

                             O que me leva a perguntar: quais são os temas tratados pela marcha? Qual é a prioridade da marcha?

                            HLuso wrote:
                            Responder
                            Porquê que o dial MUNDIAL do movimento civil LGBT não é por exemplo o dia em que na Holanda legalizaram as uniões gays???...Por essa ordem de ideias deveria ser esse dia por exemplo, pelo menos é um pais bem mais interessante...????

                             Bem, historicamente, Stonewall foi o ponto de partida. Provavelmente os casamentos na Holanda nunca aconteceriam se não fosse por Stonewall. O impacto de Stonewall não foi apenas a nível dos EUA, foi (à bela tradição americana) a nível mundial. Gerou um maior reconhecimento dos homossexuais e... o resto é história :)
                              A life without passion would be a life barely worth living.

                              Re:A questão do "orgulho" e do "exibicionismo"
                              #34

                              Offline bluejazz

                              • *****
                              • Associad@ Honorári@
                              • Membro Vintage
                              • Género: Feminino
                                • Homofobia
                              Preso por ter cão, e preso por não ter...

                              (...) tenho presente que os homossexuais passam dificuldades na sua vida social e profissionais, mas deixe-me que lhe diga que estão a tornar-se e em particular na blogosfera, em algo parecido aos judeus, que passam a vida a anunciar-se vítimas do mundo todo que os rodeia (...)

                              Gato Gaspar em comentário no Barnabé

                              Não acho piada a paradas gay, dias do orgulho gay ou a manifestações em que se exalte o estilo de vida sexual de cada um, como não gostaria de ver manifestações de heterossexuais de idêntico teor. (...) Ter orgulho em ser homossexual é tão absurdo como ter orgulho em ser heterossexual. Lembra-me aquelas idiotices do orgulho branco e negro e azul e roxo.

                              Fernando in Cidadão do Mundo

                              As duas citações são muito frequentes, já ouvi estas palavras muitas vezes, estas são só as mais recentes que vi. Comecemos então pela primeira, o excesso de auto-vitimização. Este argumento é muitas vezes usado para silenciar reivindicações incómodas de grupos minoritários, os homossexuais e talvez ainda mais os judeus, ouvem isto a toda a hora. É sintomático que as agressões a judeus, que se tornaram cada vez mais habituais em alguns pontos de Europa (França, Bélgica..), tenham pouca ou nenhuma visibilidade na comunicação social. Não devem querer alimentar o suposto excesso de auto-vitimização. Mas a realidade é sempre mais dura que as palavras, ter medo de usar o kippot no metro pelo risco provável de ser espancado por isso, ou o medo de um homem beijar o seu namorado na rua, por também poder ser espancado e insultado por isso, são coisas difíceis de descrever e de imaginar para quem não as vive. Ler todos os dias no jornal opiniões onde me chamam de anormal, ou onde chamam aos judeus de nazis, é profundamente violento. Os nazis precisamente, esses que há apenas 60 anos atrás se propunham eliminar homossexuais e judeus, entre outros... Só faltava vir com a estória do holocausto, e depois não quer que se fale em excesso de auto-vitimização.. - pensará muita gente ao ler estas palavras. Pois, mas o holocausto como referi, foi há apenas 60 anos, nesta Europa que habitamos. Apenas 60 anos, é assim tão difícil imaginar a sua repetição? Infelizmente é-o cada vez menos.. Daí a urgência de denunciar todos os ataques, todas as discriminações, de forma a trava-los, de forma a impedir que se crie uma bola de neve. Porque afinal quando o Villas-Péssimas diz que uma lésbica não é uma mulher na plenitude natural do termo, não faltará quem ache que matar uma lésbica não é um homicídio na plenitude natural do termo. Foi esta ideologia que esteve na origem do holocausto, alguns não eram humanos na plenitude natural do termo, e portanto podiam/deviam ser exterminados.

                              Passando à segunda citação, sinto até que estou a cometer uma enorme injustiça ao trazer as palavras do Fernando para este post. Mas também discordo da opinião dele, e não queria deixar de a desmontar. Importa no entanto salientar que o Fernando é um amigo da causa, daqueles que importam acarinhar e multiplicar. Mas quando diz que ter orgulho em ser homossexual é tão absurdo como ter orgulho em ser heterossexual tenho mesmo que discordar e manifestar a minha discórdia. Bom seria que assim fosse Fernando, e sonho com o dia em que de facto uma e outra coisa sejam igualmente absurdas. Mas nos dias que correm, claramente não o são. Numa sociedade heterossexista como a nossa, é extremamente complicado para um homossexual aceitar a sua própria homossexualidade. Muitos vivem toda a vida com vergonha da sua condição, e tentam combatê-la sempre. O orgulho homossexual, ou gay pride, surge precisamente por oposição a essa vergonha, para a combater. No fundo o que se diz é que não há motivo para ter vergonha, que não há mal nenhum em ser-se homossexual, que nos podemos sentir orgulhosos de quem somos. Esta mensagem é extremamente importante passar para todos os homossexuais e lésbicas que ainda não se aceitam, sobretudo para os adolescentes se sentirem mais confiantes em si próprios. Num país em que palavras como p********, f***, rabeta, sapatona, maricas etc etc são usadas simultaneamente como insulto e como designação dos homossexuais, o gay pride tem que ser mesmo cultivado e disseminado. Excelente resposta deu a Sara ao chamarem-na de f*** na rua: Com muito gosto! - gritou e bem. Quanto ao straight pride, ele é de facto absurdo, tal como o orgulho branco. Alguém é discriminado por ser heterossexual ou ser branco neste país? É claro que não, tal como espero que em breve ninguém o seja por ser gay ou negro, passando assim o gay pride e o black pride a serem igualmente absurdos. Pois que o seja o quanto antes.

                              # publicado por Boss @ 17:40

                              http://renaseveados.blogspot.com/2004_02_29_renaseveados_archive.html#107807641971101049
                                "I cannot be, as Bourdieu suggests, a fish in water that 'does not feel the weight of the water, and takes the world about itself for granted'" - Felly Simmonds

                                Re:Mr. Bad Guy..
                                #35

                                Offline HLuso

                                • *****
                                • Membro Elite
                                • Género: Masculino
                                • Nós somos as palavras que escrevemos....
                                Falei no Fred Mercury apenas porque recentemente vi umas fotos de uma pride qualquer...onde estavam vários tipos em cima de uma carrinha "mascarados", ou clonados não sei, de fred Mercury aos saltos e em poses bem quentes, dai que me lembrei dessa imagem..mais nada...sem ofensa pessoal...

                                E por acaso o meu melhor amigo até se veste à António Variações, e se ele fosse comigo a uma pride, ia lhe certamente pedir que fosse sossegadinho, nem que fosse por uns momentos apenas, pois o momento, o da manifestação, deverá  ser de Constragimento...Quem é que escolhe o caminho mais facil então??Não devo ser eu, que passo por mau da fita...

                                Em tua homenagem até vou ouvir  o "I was born to love you"....

                                With every single beat of my heart..... ;) ;) ;)

                                Luso



                                  Nascer HOMOSSEXUAL num Pais tão homofobico, foi destino!!!....Alguem ainda ha-de cantar este fado...!!!;)

                                  Re:A questão do "orgulho" e do "exibicionismo"
                                  #36

                                  Offline joão paulo (PG)

                                  • ****
                                  • Membro Sénior
                                  • Género: Masculino
                                  • Porquê o medo que os outros ajudem alguém?
                                    • PortugalGay.PT
                                  Responder
                                  Portugalgay..fazer cartazes bem visiveis é relativamente fácil...existe o metodo do pano branco bem comprido com letras pretas fortes....também se podem fazer cartazes em papel de rolo de projecto, impressos em plotter...etc.etc...passar frases choque, bem visiveis para a comunicação social parece-me o mais fácil..veja-se as manifestações da função publica, propinas etc....as frases até pode ser escritas em forma de letra por pessoa...tipo uma pessoa cada letra...sei lá existem montes de maneiras...e ainda a distribuição de papeis etc...veja-se as eleições partidárias...

                                  Se for preciso abram uma conta para a organização da pride, para comprarem material, ou qualquer coisa do género....


                                  HLuso... a participação do PortugalGay.PT na marcha nacional é limitada... fazemos divulgação massiva do evento (incluindo materiais de divulgação), e participamos modestamente no mesmo.

                                  Infelizmente já tivemos (os LGBT) cartazes grandes, garrafais mesmo em outras ocasiões que foram pura e simplesmente ignorados pelos media...

                                  Por exemplo, a ILGA Portugal tinha um cartaz a dizer "Nós Também Somos Família" que era o ÚNICO cartaz de grandes dimensões na Marcha Branca... embora tenha aparecido "quase por engano" em algumas fotos não houve praticamente nenhuma referência na Imprensa.

                                  Nas marchas do orgulho de anos anteriores também tinhamos cartazes grandes sobre diversos assuntos... Ver por exemplo a reportagem em:

                                  http://portugalgay.pt/news/marcha2003/

                                  com presença da Rede Lilás, Amnistia Internacional, etc... os media pareceram "indiferentes" a essas mensagens... não estou a dizer que não seja importante ter cartazes como os que indicas, mas temos de ter em conta dois factos:

                                  1-Não pode ser na base de "abram uma conta" como se fosse trabalho para "alguém" em abstracto... tem de ser trabalho feito por pessoas em particular. Tu como todos os participantes neste forum tem de por mãos à obra. Infelizmente as associações acabam por ter um grupinho de 5 ou 10 pessoas na direcção e cargos associados sobre as quais fica todo o trabalho e o voluntariado tem demonstrado ser um bem escasso...

                                  2-Não esquecer que por muito boas ideias que tenhamos elas podem ser ignoradas pelos média... não vamos desistir... mas ter noção da realidade e de que as inciativas podem ter resultados nulos. E estar preparado para no ano seguinte fazer melhor...

                                   :´

                                    Re:A questão do "orgulho" e do "exibicionismo"
                                    #37

                                    Offline Mercury

                                    • *****
                                    • Membro Ultra
                                    • Género: Masculino
                                    • Hydrargirum
                                    HLuso,

                                    Saida airosa, estiveste mto bem.... ;)
                                    Gostei de te ler....agora! :D

                                    Pois em tua homenagem....Ouço.....

                                    "Living on my own".......

                                    Dee do de de........ ;)


                                    P.S.- Isto é assim, falam no meu menino...e eu fico logo com o microfone aos pinotes....lol
                                      Abaixo a "nova ricage", abaixo estolas e cetins...
                                      Abaixo a classe D, os cromados e os afins...
                                      Abaixo o ar de enjoo e a chauffage de tarar...
                                      Abaixo a purpurina e o bigode por rapar....

                                      Abaixo a atitude que é tão triste e demodé! Ser MONO é tão passé!!!

                                      Re:Portugalgay....
                                      #38

                                      Offline HLuso

                                      • *****
                                      • Membro Elite
                                      • Género: Masculino
                                      • Nós somos as palavras que escrevemos....
                                      É um problema de facto esse da comunicação social...um grande problema....o que se pode fazer, perto da altura da pride, é bombardear toda a comunicação social, via e-mail, Que Têm de divulgar, fotografar AS FRASES CHAVE DA MANIFESTAÇÃO...ou seja teremos de os pressionar a tal...através de um texto, bem escrito etc...transmitir a importancia de, ao invés de só passarem imagens de travestis etc..Têm de passar as FRASES...!!!!

                                      Digam-me depois a data que eu, nas vésperas, faço esse trabalho de bombardeio....

                                      Para já, podia-se neste forum ir-se já escrevendo,sugerindo, frases chave...num post especifico...para haver muitas ideias...


                                      Quanto às direcções das associações etc...Caro Portugalgay, o meu caso pessoal é mesmo muito complicado, pelo menos nesta fase da vida, claro que será melhor um dia...Contudo muitas vezes eu sonhei ir para uma direcção de uma qualquer associação, mas sabes que para isso teria de ter condições especificas...ou seja, abandornar a minha actual carreira, dedicar-me em exclusividade à causa, e partir, neste Portugal, a Louça toda..Portanto eu como sou meio guerreiro, um pouco bélico até, teria de assumir a coisa como uma guerra séria..percebes...Sem papas na lingua e com muita convicção, e bastante persuação, com guarda costas e tudo...!

                                      ...mas como não passa de um sonho meu, colaboro desta forma, escrevendo em todo o lado, massacrando, incentivando a uma verdadeira revolta...

                                      Peço desculpa a todo o pessoal pacifista pelos termos usados..!

                                      Quanto à pride em si, neste momento estou muito longe de Lx, para poder me deslocar..como já disse optei por uma vida de urtigão..(ver BD Walt Disney)....

                                       :D :D :D





                                        Nascer HOMOSSEXUAL num Pais tão homofobico, foi destino!!!....Alguem ainda ha-de cantar este fado...!!!;)

                                        Re:A questão do "orgulho" e do "exibicionismo"
                                        #39

                                        Offline joão paulo (PG)

                                        • ****
                                        • Membro Sénior
                                        • Género: Masculino
                                        • Porquê o medo que os outros ajudem alguém?
                                          • PortugalGay.PT
                                        Pois... o problema é que raramente há alguém disponível para fazer o que quer que seja...  :P

                                        Note-se que não estou a "pedir" pessoas para a direcção... já ficava todo contente com um grupo fiável de voluntários para trabalharem 15 dias na organização da marcha...  :-[

                                           

                                          Tópicos relacionados

                                            Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
                                          2 Respostas
                                          1593 Visualizações
                                          Última mensagem 29 de Abril de 2010
                                          por DaiNew
                                          0 Respostas
                                          1408 Visualizações
                                          Última mensagem 19 de Junho de 2014
                                          por mchambel
                                          9 Respostas
                                          2114 Visualizações
                                          Última mensagem 26 de Junho de 2016
                                          por T-Rex
                                          2 Respostas
                                          997 Visualizações
                                          Última mensagem 4 de Março de 2018
                                          por Atomic
                                          Série "You"

                                          Iniciado por Mónicasas Séries

                                          0 Respostas
                                          517 Visualizações
                                          Última mensagem 2 de Fevereiro de 2020
                                          por Mónicasas