rede ex aequo

Olá Visitante21.nov.2019, 01:08:15

Autor Tópico: O que fazer quando quem amamos se torna nosso inimigo/a?  (Lida 4969 vezes)

 
O que fazer quando quem amamos se torna nosso inimigo/a?
#0

Offline xXxPePexXx

  • *****
  • Membro Elite
  • Género: Masculino
  • aquele que sofre em silencio e que nunca o diz.
Alguma vez vos aconteceu, que a pessoa de quem mais gostam revelar se outra completamente difrente e de um momento para o outro tornar se no vosso pior inimigo/a?  :-\
    'Sou talvez a visão que Alguém sonhou,
    Alguém que veio ao mundo para me ver
    E que nunca na vida me encontrou!' @

    O que fazer quando quem amamos se torna nosso inimigo/a?
    #1

    Offline O'Connell

    • *****
    • Membro Elite
    • Género: Masculino
    Alguma vez vos aconteceu, que a pessoa de quem mais gostam revelar se outra completamente difrente e de um momento para o outro tornar se no vosso pior inimigo/a?  :-\

    Até agora, felizmente não... Algumas desavenças, noutros casos desilusões (no sentido de ser muito diferente do que esperava), mas nunca de se tornar um inimigo, até porque relacionei-me sempre de uma forma estável.
    Zangar-me por ciumeira é que já, mas depois fiz as pazes. Um amigo é sempre um amigo e não é uma paixão que vai deitar uma amizade a perder!
      «No, no, not my car! [menacingly] Oh I hate mummies!» by myself  lol

      O que fazer quando quem amamos se torna nosso inimigo/a?
      #2

      Offline Psychosis

      • ***
      • Membro Total
      • Género: Feminino
      Já me aconteceu. Foi realmente estúpido e com muitos mal-entendidos à mistura.

      O que fazer? Bem se passou da melhor companhia para o pior inimigo, o melhor é esclarecer as coisas porque há-de haver algo que não bate certo. Bem no meu caso nada bateu.
      « Última modificação: 8 de Setembro de 2008 por Psýchosis »
        "A tristeza é um risco quando nos deixamos cativar"

        O que fazer quando quem amamos se torna nosso inimigo/a?
        #3

        Offline xXxPePexXx

        • *****
        • Membro Elite
        • Género: Masculino
        • aquele que sofre em silencio e que nunca o diz.
        começo a pensar que nunca podemos ter certezas que nada irá acontecer e que nada nos vai afectar vindo de alguém que amamos nas amizades acontece mas não tão bruscamente como por quem amamos e partilhamos um nivel difrente de relação. Dá que pensar, sorte de quem já encontrou alguém que lhe dê garantia futuras e constantes de amor verdadeiro e dedicação e todas aquelas palavras doces que queremos sempre ter. Mas porque será que por vezes quando julgamos que finalmente vamos ser felizes e fizemos a escolha certa, acabamos por descobrir que afinal não era bem o que pensavamos... Estou farto de situações do genero, existe amizade depois do amor? Não me parece que o resultado seja positivo.

          'Sou talvez a visão que Alguém sonhou,
          Alguém que veio ao mundo para me ver
          E que nunca na vida me encontrou!' @

          O que fazer quando quem amamos se torna nosso inimigo/a?
          #4

          Offline Psychosis

          • ***
          • Membro Total
          • Género: Feminino
          começo a pensar que nunca podemos ter certezas que nada irá acontecer e que nada nos vai afectar vindo de alguém que amamos nas amizades acontece mas não tão bruscamente como por quem amamos e partilhamos um nivel difrente de relação. Dá que pensar, sorte de quem já encontrou alguém que lhe dê garantia futuras e constantes de amor verdadeiro e dedicação e todas aquelas palavras doces que queremos sempre ter. Mas porque será que por vezes quando julgamos que finalmente vamos ser felizes e fizemos a escolha certa, acabamos por descobrir que afinal não era bem o que pensavamos... Estou farto de situações do genero, existe amizade depois do amor? Não me parece que o resultado seja positivo.



          Claro que existe amizade depois do amor. Depende muito de como terminou a relação e da personalidade de cada um em lidar com o final de uma etapa.
          Encontrar uma pessoa "certa" é difícil, normalmente encontramos é parecidas e isso iludo-nos um bocado. Mas não podes desistir de acreditar e muito menos podes desistir dos teus princípios :)
            "A tristeza é um risco quando nos deixamos cativar"

            O que fazer quando quem amamos se torna nosso inimigo/a?
            #5

            Offline O'Connell

            • *****
            • Membro Elite
            • Género: Masculino
            começo a pensar que nunca podemos ter certezas que nada irá acontecer e que nada nos vai afectar vindo de alguém que amamos nas amizades acontece mas não tão bruscamente como por quem amamos e partilhamos um nivel difrente de relação. Dá que pensar, sorte de quem já encontrou alguém que lhe dê garantia futuras e constantes de amor verdadeiro e dedicação e todas aquelas palavras doces que queremos sempre ter. Mas porque será que por vezes quando julgamos que finalmente vamos ser felizes e fizemos a escolha certa, acabamos por descobrir que afinal não era bem o que pensavamos... Estou farto de situações do genero, existe amizade depois do amor? Não me parece que o resultado seja positivo.



            Claro que existe amizade depois do amor. Depende muito de como terminou a relação e da personalidade de cada um em lidar com o final de uma etapa.
            Encontrar uma pessoa "certa" é difícil, normalmente encontramos é parecidas e isso iludo-nos um bocado. Mas não podes desistir de acreditar e muito menos podes desistir dos teus princípios :)

            Acrescento até que dessa forma, não se trata de inimizade, mas sim de uma zanga ou do termino de uma relação de amor, mas a amizade pode permanecer.
            Não sei até que ponto ficaram magoados um com o outro, mas se dialogarem, verão que às coisas "não foram bem assim" e quem sabe haja uma reconciliação...

            Abraço e boa sorte!
              «No, no, not my car! [menacingly] Oh I hate mummies!» by myself  lol

              O que fazer quando quem amamos se torna nosso inimigo/a?
              #6

              Offline Arms

              • *****
              • Membro Vintage
              • Género: Masculino
                • Reflection
              Estou farto de situações do genero, existe amizade depois do amor?

              Existe. Prova disso é o facto de o meu primeiro ex-namorado ainda ser um dos meus melhores amigos. Como digo sempre, em todos os casos que implica relacionar-se com outra pessoa, tudo depende da maturidade de ambos. Ambos soubemos que a relação não poderia continuar, conversámos e decidimos romper o namoro, mas continuámos amigos e damo-nos melhor agora do que quando namorámos. O problema é que muita gente prefere virar as costas às pessoas do que ter que lidar com elas após um relacionamento. Nunca percebi porquê ao certo. Parece que existe um medo qualquer pelo facto da outra pessoa conhecê-l@ tão bem que assusta. Enfim...

              Quanto ao título do tópico... O que fazer? Se a pessoa que amamos se torna o nosso inimigo, umas das poucas coisas que nos resta fazer é simplesmente ignorar e seguir com as nossas vidas. Parece cobardia mas não é. Como a intenção da pessoa será causar-nos mágoa e dor, ao respondermos como a pessoa antecipa, estamos a satisfazer o seu desejo. Ao mostrarmos que, apesar das intenções e tentativas dele ou dela, nós conseguimos seguir a nossa vida, ele ou ela ficará a pensar que não lhe damos significado algum e, aí, o feitiço vira-se contra o feiticeiro. Se a situação se persistir, simplesmente vai e fala-se com a pessoa dizendo que não é saudável ela estar com essas atitudes e que devida de ultrapassar e viver a vida dela. Se tudo o resto falhar, recorre-se a medidas drásticas e ameaça-se a pessoa que se vai chamar a polícia por essa pessoa estar a perseguir-te.

              Opinião pessoal. E, lá está, as coisas são mais fáceis ditas que feitas.
                Se dependes unicamente dos outros para seres feliz prepara-te para ficares desiludido.
                Instead of telling people to plan ahead, we should tell them to plan to be surprised.

                O que fazer quando quem amamos se torna nosso inimigo/a?
                #7

                Offline Canhoto

                • ***
                • Membro Total
                • Género: Masculino
                Não sei. Já me aconteceu e não foi bonito. Simplesmente afastei-me e a pessoa também... And life goes on  :)
                  Johnny Brown Eyes :)

                  O que fazer quando quem amamos se torna nosso inimigo/a?
                  #8

                  Offline O'Connell

                  • *****
                  • Membro Elite
                  • Género: Masculino
                  Alguma vez vos aconteceu, que a pessoa de quem mais gostam revelar se outra completamente difrente e de um momento para o outro tornar se no vosso pior inimigo/a?  :-\

                  Não sei. Já me aconteceu e não foi bonito. Simplesmente afastei-me e a pessoa também... And life goes on  :)

                  Acho que o diálogo é sempre a melhor maneira de resolver estas situações...
                  Se existem mal entendidos, há que resolve-los. Quando existem situações destas, sinto-me como se deixasse algo inacabado, algo por resolver.
                  A melhor opção quanto a mim é deixar a "poeira assentar" e ter uma conversa. Como os sentimentos já não estão à flor da pele e se houver consciência que é necessário manter a calma, acho que é muito mais fácil chegar um consenso e quem sabe reatar uma amizade!

                  O meu conselho é não deixar assuntos por resolver.
                  Spoiler (clica para mostrar/esconder)
                    «No, no, not my car! [menacingly] Oh I hate mummies!» by myself  lol

                    O que fazer quando quem amamos se torna nosso inimigo/a?
                    #9

                    Offline xXxPePexXx

                    • *****
                    • Membro Elite
                    • Género: Masculino
                    • aquele que sofre em silencio e que nunca o diz.

                    O meu conselho é não deixar assuntos por resolver.

                    pois mas quando acontece a ultima coisa que se quer é falar com a pessoa em questão
                      'Sou talvez a visão que Alguém sonhou,
                      Alguém que veio ao mundo para me ver
                      E que nunca na vida me encontrou!' @

                      O que fazer quando quem amamos se torna nosso inimigo/a?
                      #10

                      Offline O'Connell

                      • *****
                      • Membro Elite
                      • Género: Masculino

                      O meu conselho é não deixar assuntos por resolver.

                      pois mas quando acontece a ultima coisa que se quer é falar com a pessoa em questão

                      Espero um tempo... Deixa a "poeira assentar". Até essa altura chegar, tenta pensar noutra coisa!

                      Abraço xXxPePexXx e peço desculpa por não te poder ajudar mais! :)
                        «No, no, not my car! [menacingly] Oh I hate mummies!» by myself  lol

                        O que fazer quando quem amamos se torna nosso inimigo/a?
                        #11

                        Offline android

                        • *****
                        • Membro Vintage
                        • Género: Masculino
                        Tendo em conta que como alguém disse aqui anteriormente, o contrário do amor não é o ódio mas sim a indiferença, é natural que todas as relações (sejam amorosas ou de amizade) tenham os seus momentos de amor e as suas desavenças...?  :-\

                        De qualquer das maneiras, o truque será falar abertamente com a outra pessoa Pepe ;) (e eu bem sei que é o mais complicado. É bem mais fácil alimentar o ódio...)

                        O que fazer quando quem amamos se torna nosso inimigo/a?
                        #12

                        Offline deepsoul

                        • *****
                        • Membro Elite
                        • Género: Masculino
                        Tendo em conta que como alguém disse aqui anteriormente, o contrário do amor não é o ódio mas sim a indiferença, é natural que todas as relações (sejam amorosas ou de amizade) tenham os seus momentos de amor e as suas desavenças...?  :-\

                        De qualquer das maneiras, o truque será falar abertamente com a outra pessoa Pepe ;) (e eu bem sei que é o mais complicado. É bem mais fácil alimentar o ódio...)

                        Em tempos, a minha melhor amiga foi-se afastando de mim descaradamente. Nunca nos tornámos inimigos, mas eu senti-me mortalmente ferido. Respondi-lhe com alguma indiferença... Hoje em dia, por vezes manda-me mensagens, certamente com o intuito de uma reconciliação, mas eu continuo na minha indiferença.  :-\

                          O que fazer quando quem amamos se torna nosso inimigo/a?
                          #13

                          Offline Aizen

                          • ****
                          • Membro Sénior
                          • Género: Masculino
                            • http://courtofpuresouls.hi5.com
                          Eu penso que o melhor mesmo a fazer é deixar as coisas acalmarem-se, para evitar que sentimentos mais fortes nos ceguem e nos façam magoar a outra pessoa. Não é fácil terminar uma relação, e por vezes o afastamento ajuda imenso as pessoas a reflectirem, e de certa forma a esquecerem as mágoas que ficaram e os sentimentos que tinham. E não é por ficarem um tempo afastadas que se vão esquecer completamente uma da outra, pois quando surgir a oportunidade, quando ambos os lados se sentirem "preparados" para conversarem sem se estarem a magoar um ao outro, ai voltará a haver uma aproximação. Mas até lá temos de ser pacientes.
                            Like the Fenix i've raised from the ashes. Let the fire that once burned me make me move forward

                            O que fazer quando quem amamos se torna nosso inimigo/a?
                            #14

                            Offline deepsoul

                            • *****
                            • Membro Elite
                            • Género: Masculino
                            Eu penso que o melhor mesmo a fazer é deixar as coisas acalmarem-se, para evitar que sentimentos mais fortes nos ceguem e nos façam magoar a outra pessoa. Não é fácil terminar uma relação, e por vezes o afastamento ajuda imenso as pessoas a reflectirem, e de certa forma a esquecerem as mágoas que ficaram e os sentimentos que tinham. E não é por ficarem um tempo afastadas que se vão esquecer completamente uma da outra, pois quando surgir a oportunidade, quando ambos os lados se sentirem "preparados" para conversarem sem se estarem a magoar um ao outro, ai voltará a haver uma aproximação. Mas até lá temos de ser pacientes.

                            Há casos ou situações em que acaba por não haver aproximação possível. Depende tudo da dimensão das feridas... ou do orgulho ferido.

                               

                              Tópicos relacionados

                                Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
                              188 Respostas
                              41022 Visualizações
                              Última mensagem 27 de Agosto de 2016
                              por searching_the_love
                              19 Respostas
                              17399 Visualizações
                              Última mensagem 7 de Julho de 2014
                              por Rob
                              67 Respostas
                              21655 Visualizações
                              Última mensagem 14 de Abril de 2016
                              por Boo
                              5 Respostas
                              2056 Visualizações
                              Última mensagem 21 de Março de 2010
                              por Back Room
                              15 Respostas
                              7148 Visualizações
                              Última mensagem 27 de Março de 2011
                              por alfaomega