rede ex aequo

Olá Visitante20.jan.2021, 04:26:44

Autor Tópico: Qual a importância de contar aos nossos pais a nossa orientação sexual?  (Lida 21298 vezes)

 
Qual a importância de contar aos nossos pais a nossa orientação sexual?
#40

Offline Catô

  • ****
  • Membro Sénior
  • Género: Masculino
  • aka suber =P
nao li o topico todo porque não me apeteceu, mas para mim não faz sentido contar, principalmente quando sabemos que só nos vai trazer chatices. se os meus pais não tivessem descoberto, ainda hoje não saberiam...



PS - Riu, tenta por favor escrever sem erros. Fica-te mal e torna muito dificil a leitura...
    I'm one of a kind, unique! That makes me special :)

    Qual a importância de contar aos nossos pais a nossa orientação sexual?
    #41

    Riu

    • Visitante
    nao li o topico todo porque não me apeteceu, mas para mim não faz sentido contar, principalmente quando sabemos que só nos vai trazer chatices. se os meus pais não tivessem descoberto, ainda hoje não saberiam...



    PS - Riu, tenta por favor escrever sem erros. Fica-te mal e torna muito dificil a leitura...

    Vou tentar

      Qual a importância de contar aos nossos pais a nossa orientação sexual?
      #42

      Offline Livre-Mente

      • *****
      • Membro Ultra
      • Género: Feminino
      • "Os sonhos são a literatura do sono"
        • http://livrementeoculta.blogspot.com/
      gostava de saber pk é assim tão importante contar aos pais a nossa orientação sexual?
      muitos adolegentes tiveram graves problemas por terem contado aos pais, mais valia estarem calados. Nós devemos proteger-nos para não nos maguar-mos. devemos saber bem o k vamos fazer quando vamos contar isso aos nossos pais.
      e já agora não vejo pk eles têm k saber, a nossa vida não vai mudar se eles souberem, por acaso até muda, podemos ser despresados, criticados e muitas coisas mais pelos nossos pais. acredito k á muitos jovens k se arrependeram de ter contado a sua orientação sexual aos pais.
      por isso para não haver problemas e viver a vida na boa, o melhor é agir como se fosses um rapaz/rapariga normal ( não me ademira k tenham k chegar a mentir como eu, mas depois abituam-se) e nunca contar aos pais a orientação. Depois quando já tiverem uns 25 anos ou até mais, ai já podem contar na boa, e até com cara podre assim: olha pai e mãe eu sou gay/bi e pronto, queria k vozes soubessem.
      pronto, ai como vozes são maiores de idade, ja trabalham e até já podem ter casa, podem contar na boa. Eu por enquanto podia já contar á minha mãe, pk ela não vive comigo. pois pk se ela não gostar k seja bi, eu não tenho medo do k poderá vir dali pk eu não moro com ela xD assim não tenho k tar a atura-la (aos poucos começo a desgostar de toda a gente, até dos meus pais, no entanto só posso desgostar da minha mãe pk meu pai já está morto, e na mesma morto eu quero lá saber dele, sinseramente eu não sinto k tenha tido um pai, nem uma lagrima saiu dos meus olhos quando ele morreu, k pena), mas eu tou a pensar contar a minha mãe quando tiver um namorado. mas na mexma n tou a ver pk a minha mãe tem k saber, ela não me vai opoiar nem vai despoiar, simplesmente n vai ligar e pronto. 

      Bem, espero pelas vossas respostas........



      Deve-se contar aos pais.

      Quando, de que forma, e a quantos e quais membros da familia e que depende de pessoa para pessoa.

      Eu por exemplo ei de contar mas não já. :D

      Tou e a espera que os casamentos homossexuais começem a aparecer na tv, para ver o que eles pensam. Porque nunca lhes vi a discutir uma coisa dessas hehe.




      Esperemos nós que ainda este Seculo isso Aconteça senão caro Amigo não será por ai que contarás aos Teus Pais.. ;) ;)
        Não sei se sou invulnerável no ataque ou resistente na defesa... Não sei se o pior é mudar de ideia ou não tê-la para mudar... Só sei que quanto mais alta estou mais dificuldade tenho em manter o equilíbrio..
        Só sei que nenhuma certeza fatal é pior que a dúvida ameaçadora..

        Qual a importância de contar aos nossos pais a nossa orientação sexual?
        #43

        Riu

        • Visitante

        Responder

        Esperemos nós que ainda este Seculo isso Aconteça senão caro Amigo não será por ai que contarás aos Teus Pais.. ;) ;)

        Acho k estas um pouco atrazado no tempo (sem ofença). É k já contei á minha mãe k sou bissexual, e a conversa foi uma beca po torto mas pronto, até nem correu muito mal.
        A minha mãe pensa k gostar de homens é uma doença :-\ maldita doença xD.
        Tenho de  explicar á minha mãe o k é gostar de rapazes.
         ;)

          Qual a importância de contar aos nossos pais a nossa orientação sexual?
          #44

          Offline Mr Unchained

          • *****
          • Membro Vintage
          • Género: Masculino
          • Cada passo segue um ritmo!
          Tás a ver Riu? Aqui está um tópico interessante  :)

          Eu acho importante, na medida que agora não tenho que andar a esconder, nem muito menos ouvir 'quando arranjas uma namorada?' isso irritava-me.
          Tambem agora trago os meus namorados a casa, o meu 'ex' inclusivé dormia comigo todos os fins de semana aqui, acho que é diferente, não temos que andar a esconder e a mentir, agora sempre que saio com um rapaz digo.

          É um sentimento de liberdade e alivio.
            Dá um passo a seguir ao outro sem medos, se tropeçares e caires, podes levantar e aprender andar melhor :)

            Qual a importância de contar aos nossos pais a nossa orientação sexual?
            #45

            Riu

            • Visitante
            Tás a ver Riu? Aqui está um tópico interessante  :)

            Eu acho importante, na medida que agora não tenho que andar a esconder, nem muito menos ouvir 'quando arranjas uma namorada?' isso irritava-me.
            Tambem agora trago os meus namorados a casa, o meu 'ex' inclusivé dormia comigo todos os fins de semana aqui, acho que é diferente, não temos que andar a esconder e a mentir, agora sempre que saio com um rapaz digo.

            É um sentimento de liberdade e alivio.
            Sim, estou a ver.

            Tens uma grande sorte por teres essa liberdade em casa. No meu caso mesmo que tivesse essa liberdade eu nunca trazia ninguém a minha casa, simplesmente porque não tenho namorados nem amigos LGBT para traze-los.

            Bom, eu tou mais calmo, e aprendi umas coisas.

            Ps:
            A minha mãe ligou para as minhas irmãs a dizer para eu ir lá a casa, que ela queria conversar comigo. Oh meu deus! De certeza k deve ser por causa de eu ser bi, fg! O melhor é inventar qualquer coisa e dizer k era mentira.
            O k eu fasso!!!
            « Última modificação: 9 de Agosto de 2008 por Riu »

              Qual a importância de contar aos nossos pais a nossa orientação sexual?
              #46

              Offline Andre_92

              • ***
              • Membro Total
              • Género: Masculino
              • andrepais.deviantart.com
              Tás a ver Riu? Aqui está um tópico interessante  :)

              Eu acho importante, na medida que agora não tenho que andar a esconder, nem muito menos ouvir 'quando arranjas uma namorada?' isso irritava-me.
              Tambem agora trago os meus namorados a casa, o meu 'ex' inclusivé dormia comigo todos os fins de semana aqui, acho que é diferente, não temos que andar a esconder e a mentir, agora sempre que saio com um rapaz digo.

              É um sentimento de liberdade e alivio.
              Sim, estou a ver.

              Tens uma grande sorte por teres essa liberdade em casa. No meu caso mesmo que tivesse essa liberdade eu nunca trazia ninguém a minha casa, simplesmente porque não tenho namorados nem amigos LGBT para traze-los.

              Bom, eu tou mais calmo, e aprendi umas coisas.

              Ps:
              A minha mãe ligou para as minhas irmãs a dizer para eu ir lá a casa, que ela queria conversar comigo. Oh meu deus! De certeza k deve ser por causa de eu ser bi, fg! O melhor é inventar qualquer coisa e dizer k era mentira.
              O k eu fasso!!!

              Hoje?

                Qual a importância de contar aos nossos pais a nossa orientação sexual?
                #47

                Offline Livre-Mente

                • *****
                • Membro Ultra
                • Género: Feminino
                • "Os sonhos são a literatura do sono"
                  • http://livrementeoculta.blogspot.com/
                È muito importante contar as pessoas que nos rodeiam,é importante que nos aceitem como somos.
                No meu caso nunca fui aceite,deixei de morar com a minha mãe já a alguns anos,quando tentei contar que cada um era feliz assim etc etc etc.
                Ela reagiu bastante mal aliás ainda reage de maneira quadrada,"é uma doença"é horrivel etc etc etc
                No inicio afectou me bastante claro porque não lhe pude contar as minhas alegrias tristezas conquistas,portanto PARTILHAR..
                Hoje em dia já "não me aquece nem errefece" tem a opinião dela não posso mudar isso estou com ela raras vezes..Continuei com a minha Vida..
                Afinal Mãe que é mãe quer ver os filhos felizes...DIGO EU.. ???
                  Não sei se sou invulnerável no ataque ou resistente na defesa... Não sei se o pior é mudar de ideia ou não tê-la para mudar... Só sei que quanto mais alta estou mais dificuldade tenho em manter o equilíbrio..
                  Só sei que nenhuma certeza fatal é pior que a dúvida ameaçadora..

                  Qual a importância de contar aos nossos pais a nossa orientação sexual?
                  #48

                  Offline Amigu

                  • *
                  • Novo Membro
                  • Género: Masculino
                  Olha, contei há pouco á minha mãe k sou bisexual.
                  Não estão a ver, ela encara o Gay/Bi como uma doença.
                  Disse k um homem quando faz sexo anal, fica lá com uns germes k faz com k o homem goste de homens, ela diz k isso chama-se a doença dos p********. Depois perguntou-me se já fiz sexo anal, e eu tive k dizer k nunca tinha feito,(mentira) e ela disse k ainda bem.
                  Disse-me k homens gostar de homens era "feio", e disse k era nogento beijar um homem, e por isso perguntou se gostava de beijar um homem. E eu tive k dizer k não gostava (mentira).
                  Eu não kero k a minha mãe tenha nojo de mim, e k não pense k esteja doente.
                  Disse k se eu gosta-se mesmo de homens, já vinha mesmo de mim, então eu tinha de ir a um psicologo para tentar mudar, pk ela diz k á cura.

                  Não estão a ver como fiquei, mas no entando a minha mãe falou tranquila para mim, sem qualquer problemas em falar comigo sobre o assunto. Eu bom, tou bem, mas tb tou mal de saber k minha mãe pensa assim do Gay/Bi.
                  Eu nem tive coragem de lhe dizer  k  tou apaixonado por um rapaz.....
                  Ela pensa k tou doente e por isso diz k temos de marcar uma consulta para resolver isto.

                  O k eu fasso?


                  Riu, ao ler este teu testemunho lembrei-me de tudo o k já passei com os meus pais, espero k a minha história te dê alguma força e esperança no futuro...tenho 34 anos, assumi-me aos meus pais aos 23, quando senti k já me aceitava a mim mesmo kis tb sair do armário para a minha família e a reacção não foi a melhor, fui proibido de levar fosse quem fosse a casa e a homossexualidade tornou-se assunto tabú e instalou-se o silêncio até k saí de casa e estive totalmente afastado dos meus pais durante meses...eventualmente, com o tempo (passados uns 7 anos...), voltámos a aproximarmo-nos e felizmente, hoje em dia, a sua visão já n é a mesma, aceitaram-me, aceitaram o meu (ex) namorado em casa, falámos sobre isso, até já falei com o meu pai da separação quando a relação, de vários anos, com esse namorado acabou e falo tb à vontade com a minha mãe, até comentei uma paixoneta k tou a sentir agora...
                  Portanto nada está perdido, o tempo pode (ou não...) fazer milagres e muda as pessoas...acho k os meus, como eu, tb demoraram o seu tempo a fazer o seu 'coming out'...
                  Apesar do k já sofri, posso dizer k n me arrependo de ter contado k sou gay aos meus pais, voltaria a fazê-lo sem pestanejar - passei por tempos conturbados mas acabei por ter uma relação mais honesta, carinhosa e íntima com os meus pais, k talvez nunca tivesse se me tivesse escondido toda a vida...mas como cada caso é um caso e cada um sabe de si, n aconselho ninguém a contar ou a esconder , essa é uma decisão muito pessoal k, como todas, tem as suas consequências...n julgo ninguém por isso, n sou melhor nem pior do k ninguém por ser assuimdo!
                  « Última modificação: 12 de Agosto de 2008 por Amigu »

                    Qual a importância de contar aos nossos pais a nossa orientação sexual?
                    #49

                    Riu

                    • Visitante
                    Eu estou mesmo arrependido ter contado á minha mãe :-\.
                    Tive hoje uma conversa com ela, e vou ter de fazer análises ao meu corpo (por parte é bom, porque também já estava a precisar), bom, até aqui esta tudo bem. Mas agora vem a parte pior, minha mãe quer arranjar um psicólogo para mim, para me ajudar a esquecer os homens. A minha mãe diz que se eu não quiser a ajuda dela, se não fizer o k ela pede, ela vai ser dura, e vai falar com a pessoa que fez sexo comigo (onde fui tão estúpido de ter contado k fiz sexo com meu primo), ela diz k vai falar com o pai do Fábio (primo), e também vai ter k contar ao Armando (meu padrasto). Se eu não fizer o k a minha mãe diz, eu e o Fábio ficamos em maus lençóis.
                    Eu fui mesmo estúpido em ter contado á minha mãe, digo, sinceramente devia ter ficado calado. Estava tudo tão bem, e eu tive de fazer porcaria.
                    Digo, se eu não aguentar esta cena da minha mãe, eu deixo de falar com ela. Até porque é simples, basta não ir a casa dela, mas tenho medo k ela venha a minha casa e faça um drama.
                    Ela diz k é nojento andar na rua com um homem, e diz k os gays só querem é fazer sexo e só apanham doenças como a Sida e o HIV. 
                    E também perguntou-me uma pergunta k me deixou a pensar, e gostava que também me respondessem a esta pergunta, O que te vai levar a gostar de homens?
                    A minha mãe respondeu e disse:" Não te vai levar a lada nenhum que seja bom, só te vai levar á desgraça. As pessoas vão ter nojo de ti, não vais conseguir ter emprego, não vais ter família, não vais ser ninguém"
                    Eu quando ouvi isto.... :-\ ela diz a verdade?
                    A minha mãe até teve coragem de dizer se eu queria fazer sexo com uma rapariga, porque ela conseguia arranjar uma miúda para eu fazer sexo com ela. Sinceramente,  :-\ já nem sei o que dizer com isto.
                     
                    O que devo fazer?
                    « Última modificação: 12 de Agosto de 2008 por Riu »

                      Qual a importância de contar aos nossos pais a nossa orientação sexual?
                      #50

                      Offline Amigu

                      • *
                      • Novo Membro
                      • Género: Masculino
                      Riu, tenho pena k a tua mãe tenha sido capaz de te dizer essas coisas, quem precisa dum psicólogo é ela, a homofoboia tem cura, felizmente, como todas as outras fobias...
                      Ser gay não tem nada a ver com ser seropositivo ou tarado sexual - o hiv n escolhe sexos nem orientações sexuais, o k interessa é evitarmos comportamentos de risco; quanto à questão do sexo, isso é mais um preconceito que existe, há muitos homens hetero, gays ou bi que têm sexo a 'torto e a direito', outros n e n tem a ver com a sua orientação sexual, o facto de seres gay não será, concerteza, impedimento para k tenhas uma vida plena, com sucesso a nível profissional e amoroso, a felicidade está ao alcance de todos!
                      Eu já tive a minha quota parte de felicidade, durante 8 anos vivi um relacionamento (gay, claro!) que, apesar de ter acabado, me há de marcar sempre.
                      As palavras da tua mãe não podem deixar de te magoar, é certo; mas n podes, nem por instantes, acreditar no k ela te disse, tu tens de ser forte e acreditar em ti e em todas as possibilidades de felicidade que o futuro te pode oferecer!
                      os meus pais de início também reagiram mal quando lhes contei que sou gay (n tanto como a tua mãe...) e, na altura, acho k tomei a melhor atitude ao afastar-me completamente deles durante meses - foi doloroso, as foi a única maneira de eu manter alguma sanidade mental e alguma paz de espírito no meu dia-a-dia...às vezes é preciso tomar medidas drásticas, k nos custam imenso, mas k podem ser a única saída. Pensa em ti, depois em ti e depois em ti e só muito depois nos outros, a tua força tem k vir de dentro de ti, qdo a encontrares nada nem ninguém te pode abalar!
                      « Última modificação: 12 de Agosto de 2008 por Amigu »

                        Qual a importância de contar aos nossos pais a nossa orientação sexual?
                        #51

                        Offline Boreas

                        • *****
                        • Moderação Sénior
                        • Membro Vintage
                        • Género: Masculino
                        • "Tu és rato!"
                        Acho óptimo que vás com ela a um psicólogo. Ou vários...ela irá ouvir opiniões informadas que lhe vão fazer ver que não és monstro nenhum. O que tu tens que lhe mostrar claramente  é que a tua orientação sexual não é uma orientação moral nem guia os teus objectivos de vida( apesar de ver muitas pessoas a guiarem-se desse modo).
                        Há milhões de pessoas que só pensam em sexo...há muitas outras que querem o amor da sua vida. Isso não é determinado pela orientação. Experimenta mostrar à tua mãe o fórum... mostra-lhe lhe o casos que andaram a sofrer por amor porque não resultou. Mostra os tantos outros que estão juntos há anos.

                        Quanto ao HIV é bom que haja o habito de preocupação... basta estares protegido e seres exigente de exames com possíveis namorados futuros.   Mais preocupado fico eu com os heterossexuais que com a despreocupação das pilulas não usam o preservativo.

                        Quanto à tua pergunta ...eu gosto de homens e nenhum dos meus amigos até agora teve nojo de mim. E eu attenho amigos bastante conservadores. Emprego é discriminação legal e não acho que esteja assim tão mal no geral do pais. Familia apenas se a tua te abandonar mas isso é intolerancia por parte deles. Quanto ao resto..... legal ou nao podes sempre viver com a pessoa que amas por toda a vida...e lutar por ter filhos teus ou adoptivos.  Por isso..........ela tá errada.

                        Com um esforço de vontade e muita luta.... tudo se consegue.
                        Um abraço
                          Just live!!! WILL POWER HOPE COMPASSION LOVE

                          Qual a importância de contar aos nossos pais a nossa orientação sexual?
                          #52

                          Riu

                          • Visitante
                          Acho óptimo que vás com ela a um psicólogo. Ou vários...ela irá ouvir opiniões informadas que lhe vão fazer ver que não és monstro nenhum. O que tu tens que lhe mostrar claramente  é que a tua orientação sexual não é uma orientação moral nem guia os teus objectivos de vida( apesar de ver muitas pessoas a guiarem-se desse modo).
                          Há milhões de pessoas que só pensam em sexo...há muitas outras que querem o amor da sua vida. Isso não é determinado pela orientação. Experimenta mostrar à tua mãe o fórum... mostra-lhe lhe o casos que andaram a sofrer por amor porque não resultou. Mostra os tantos outros que estão juntos há anos.

                          Quanto ao HIV é bom que haja o habito de preocupação... basta estares protegido e seres exigente de exames com possíveis namorados futuros.   Mais preocupado fico eu com os heterossexuais que com a despreocupação das pilulas não usam o preservativo.

                          Quanto à tua pergunta ...eu gosto de homens e nenhum dos meus amigos até agora teve nojo de mim. E eu attenho amigos bastante conservadores. Emprego é discriminação legal e não acho que esteja assim tão mal no geral do pais. Familia apenas se a tua te abandonar mas isso é intolerancia por parte deles. Quanto ao resto..... legal ou nao podes sempre viver com a pessoa que amas por toda a vida...e lutar por ter filhos teus ou adoptivos.  Por isso..........ela tá errada.

                          Com um esforço de vontade e muita luta.... tudo se consegue.
                          Um abraço


                          sim, obrigado pela resposta.
                          Eu vou tentar ver o que posso fazer.....

                          Olha á uma rapariga que gosta de mim, é como se fosse da minha familia mas no entanto não é. Ela é filha do namorado da minha tia Natália, eu já a vi várias vezes em casa da minha mãe. Ela é bem gira e tal, bom, já estam a ver, a minha mãe quer que namore com ela para esquecer os rapazes. Sei que nunca esquecerei os rapazes, mas no entanto eu tb gosto de raparigas por isso, vou ver se tenho algo com ela. xD
                          Já tenho o numero do tel e vou mandar-lhe msg. xD
                          Bom, eu quando chegar a namorar com ela ( o que era optimo para saber o que é namorar com raparigas, pois eu não sei) , eu vou continuar aqui no forum e a ir nas saidas do pessoal xD, mas se namorar mesmo com ela vou ver se não a traio, não sou pessoa desse genero xD.
                          Mas tenho medo de gostar de um rapaz (gosto de rafael, mas ele agora esta um pouco á parte pk não sei se é hetero), e namorar com a Marta. Será possivel eu acabar por namorar com a Marta e com outro rapaz ao mesmo tempo? Isso assim é porco, né? É melhor eu  esquecer os homens enquanto estou com a Marta?

                          fico á espera de respostas,
                          fui
                             
                          « Última modificação: 13 de Agosto de 2008 por Riu »

                            Qual a importância de contar aos nossos pais a nossa orientação sexual?
                            #53

                            Offline Boreas

                            • *****
                            • Moderação Sénior
                            • Membro Vintage
                            • Género: Masculino
                            • "Tu és rato!"
                            Tenho que te dizer que esse é o tipo de coisas que tens que ser tu a decidir pela tua consciência e não pelos conselhos que te dizem os outros. Primeiro o que é melhor e mais honesto para ti. Segundo alem de honesto contigo não podes magoar os outros, ou pelo menos magoar o mínimo possível mantendo sempre uma linha para que haja respeito por ti.

                            Vou fazer-te 2 perguntas:

                            Achas que gostas dessa rapariga? Ou queres ver se gostas para fazer a vontade á tua mãe?
                            Porque não estar com 1 rapaz?

                            Como é óbvio não podes trair ninguém... tens como soluções: não namorares se não tens certeza. Acabares se não resultar.


                            Não é só acabar com os rapazes com a Marta é com as raparigas também. O caso é, se pensares em rapazes enquanto estás com a Marta... então é porque te estás a enganar e não é a Marta que queres.

                            Recomendo-te apenas que sejas honesto contigo próprio.
                              Just live!!! WILL POWER HOPE COMPASSION LOVE

                              Qual a importância de contar aos nossos pais a nossa orientação sexual?
                              #54

                              Offline bandersnatch

                              • **
                              • Membro Júnior
                              • Género: Feminino
                              Penso que realmente dependendo dos psicólogos talvez seja óptimo a tua mãe ouvir que não é uma doença. Quando fores fazer as análises podes também tentar que o médico lhe explique que fazer sexo anal não contamina os homens com germes que causam a homosexualidade.

                              Quanto à rapariga, só para fazer a vontade à tua mãe não devias fazer algo que te faz infeliz (e que, certamente, também fará a rapariga infeliz no futuro se essa situação se arrastar). Se a tua mãe quer que arranjes uma namorada tenta dizer-lhe simplesmente que vais tentar mas que a Marta não faz o teu tipo, por exemplo.  ;)

                              Tenho que te dizer que esse é o tipo de coisas que tens que ser tu a decidir pela tua consciência e não pelos conselhos que te dizem os outros. Primeiro o que é melhor e mais honesto para ti. Segundo alem de honesto contigo não podes magoar os outros, ou pelo menos magoar o mínimo possível mantendo sempre uma linha para que haja respeito por ti.

                              Exacto. Não serias só tu a ser infeliz mas ela também.

                              ETA: Quanto a mim os meus pais não sabem. Acho que a minha mãe desconfia porque eu já disse que não seria de todo impossível um dia apaixonar-me por uma rapariga, mas os meus pais (e o meu padrasto) não são muito "fãs"... portanto nem digo nada.  :-X
                              « Última modificação: 13 de Agosto de 2008 por bandersnatch »

                                Qual a importância de contar aos nossos pais a nossa orientação sexual?
                                #55

                                Offline τοRoyalSizeΚΞ

                                • *****
                                • Orador(a)
                                • Membro Vintage
                                • Género: Masculino
                                (...)vou ver se não a traio(...)

                                Desculpa, mas isto não é frase de quem está apaixonado :(

                                  Qual a importância de contar aos nossos pais a nossa orientação sexual?
                                  #56

                                  Riu

                                  • Visitante
                                  Tenho que te dizer que esse é o tipo de coisas que tens que ser tu a decidir pela tua consciência e não pelos conselhos que te dizem os outros. Primeiro o que é melhor e mais honesto para ti. Segundo alem de honesto contigo não podes magoar os outros, ou pelo menos magoar o mínimo possível mantendo sempre uma linha para que haja respeito por ti.

                                  Vou fazer-te 2 perguntas:

                                  Achas que gostas dessa rapariga? Ou queres ver se gostas para fazer a vontade á tua mãe?
                                  Porque não estar com 1 rapaz?

                                  Como é óbvio não podes trair ninguém... tens como soluções: não namorares se não tens certeza. Acabares se não resultar.


                                  Não é só acabar com os rapazes com a Marta é com as raparigas também. O caso é, se pensares em rapazes enquanto estás com a Marta... então é porque te estás a enganar e não é a Marta que queres.

                                  Recomendo-te apenas que sejas honesto contigo próprio.


                                   Mas isto é difícil. A minha mãe diz que não aceita a minha orientação. Ela disse que eu tenho de mudar, ela chantageou-me a dizer que contava ao meu padrasto e ia para a rua, para casa dela também não vou  pk ela não quer gays em casa. Concluindo, ficava a viver na rua só porque neste mundo a minha família não aceitam a diferença.
                                  Ela está sempre a dizer k todos os gays ficam contagiados pela sida, está sempre a dizer isso. Diz que todos os gays, por mais fixes k sejam acabam por apanhar a sida. Está a dizer, k se eu andar a fazer sexo com gajos apanho a sida e depois morro. A minha mãe tb diz que é um vicio gostar de homens, diz k é uma cena k os rapazes experimentam e depois ficam viciados, e como eu experimentei, ela diz k tenho de parar com isto para não ficar viciado a rapazes. Diz k quem fica viciado não consegue sair. Depois diz k é um nojo eu fazer sexo, oral e anal com homens.

                                  Umas das conversas”hoje” :

                                  Eu: eu gosto dos dois sexos.
                                  Mãe: então pk não escolhes raparigas? Podes ter filhos sem problemas. Tens logo 3 buracos para fazeres sexo (como se eu só pensa-se nisso). pk escolher homens?
                                  Eu: eu gosto de raparigas, mas eu sinto outra coisa mais forte para com os rapazes. Eles são iguais a mim, quando estou com um rapaz sinto k fosse-mos um só, pk somos sexos iguais, e sendo assim, faz-me sentir mais "amado". E quando é raparigas, elas são de sexo diferente, por isso parece k á uma barreira de desigualdade, não é tão igual a mim como os rapazes o são.
                                  Mãe: vais dizer k eras capaz de namorar com um homem, ama-lo?
                                  Eu: sim, eu sei o k é estar apaixonado por um rapaz.
                                  Mãe: por amor de deus! Tu tinhas coragem de beijar um homem?
                                  Eu: se gosta-se dele sim.
                                  Mãe: lá está, tenho mesmo que te levar a um psicólogo, para resolver este problema.
                                  (uma pausa)
                                  Mãe: Paulo, sinceramente eu não aceito esta tua....há mães k aceitam, essas devem-se estar a borrifar para os filhos, gosta de homens! ok tudo bem!
                                  (outra pausa)
                                  Mãe: agora é assim: Tu queres andar nisso? Tu queres ficar nesta situação?
                                  Eu: isto não tem cura!
                                  Mãe: tem sim! É só tu mentalizares que não gostas de homens.
                                  Eu: eu já fiz isso aos meus 17/18 e estava enganado.
                                  Mãe: não estavas nada.
                                  Eu: eu tenho 19 anos, eu sei o k estou a dizer. Conheço isto á muito tempo. E encontrei aquele fórum k te mostrei e lá tem a explicar muitas coisas, tem ajudando-me muito a ver as coisas.
                                  Mãe: isso do fórum é uma treta, é tudo só gays onde só querem é enganar os jovens a gostar de homens. Esses fóruns k tu andas, só incentiva os jovens a esta m**** de vida. Tudo isso k estas a pensar é tudo da tua cabeça, estas a ficar com problemas mentais.
                                  (pausa, eu já mais k desiludido)
                                  Mãe: Tu tens é k arranjar uma namorada, tu conheces a marta, ela gosta de ti. Epá, faz sexo com ela á vontade, eu até posso ajudar-te a estares sozinho com ela em casa. Mas homem é que não. É que não mesmo!
                                  Eu: esta bem, eu namoro com a marta.
                                  Mãe: acho mesmo bem que queiras namorar com ela. Agora vamos esquecer isto de gays e vamos é seguir em frente, vou tratar da marta, e tu vais esquecer esses teus problemas mentais sobre rapazes.
                                  Eu: eu não estou maluco!
                                  Mãe: estás e vais curar-te!
                                  Eu: já chega! Já disse que não estou maluco, e já chega desta conversa vou para casa! Xau!
                                  Mãe: Paulo, volta aqui!
                                  Eu: cala-te!
                                  ( bazei de casa da minha mãe)

                                  bom, depois de isto que tanto me custou escrever e principalmente ter tido esta conversa com a minha...com uma senhora, certamente eu não sei o que fazer. Mas no entanto só vejo uma saída, mentir, continuar a mentir. Vou namorar com a marta, vou arranjar uma namorada nem que seja uma rapariga feia, etc, mas vou continuar a gostar de rapazes pois pk eu sei k não vou conseguir deixar de gostar deles.

                                  Sinto-me cada vez mais só, mas não choro. :-\
                                  Preciso mesmo é de uma saída á noite e dançar na disco, para aliviar este stress.
                                  Digo, que a pior coisa que um gay/bi/lesb devem fazer, é contar aos pais a nossa orientação enquanto somos jovens. Eu cá estou arrependidíssimo.

                                   
                                    
                                                                                      
                                  « Última modificação: 13 de Agosto de 2008 por Riu »

                                    Qual a importância de contar aos nossos pais a nossa orientação sexual?
                                    #57

                                    Offline bandersnatch

                                    • **
                                    • Membro Júnior
                                    • Género: Feminino
                                    Isso é complicado... se calhar devias ver se alguém falava com ela e lhe explicava, ou lhe davas qualquer coisa a ler, ou assim... Acho injusto ela continuar a dizer essas coisas mesmo depois de já lhe teres explicado como sentias.  :-\

                                      Qual a importância de contar aos nossos pais a nossa orientação sexual?
                                      #58

                                      Riu

                                      • Visitante
                                      Garanto-vos que se ficar fartinho disto, eu nunca mais falo com ela. E se ela contar ao armando k sou gay, k diga, vou viver debaixo da ponte. mas não faz mal. Se tiver k viver a rua, vivo!
                                      mas será k vale a pena continuar a ser bi? por enquanto terei de fazer o k ela quer, e prontos!

                                       :'(

                                        Qual a importância de contar aos nossos pais a nossa orientação sexual?
                                        #59

                                        Offline bandersnatch

                                        • **
                                        • Membro Júnior
                                        • Género: Feminino
                                        Se tivesse casa própria até te deixava viver na sala! Mas tu moras com o teu pai ou assim? Será que ele encararia melhor isso?

                                        Acho que se calhar talvez seja melhor em frente dos teus pais não demonstrares muito a tua sexualidade se achas que eles não vêm isso com bons olhos, mas isso não quer dizer que desistas de (tal como já foi dito) seres "honesto contigo próprio".

                                           

                                          Tópicos relacionados

                                            Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
                                          84 Respostas
                                          18641 Visualizações
                                          Última mensagem 18 de Novembro de 2014
                                          por a human being
                                          122 Respostas
                                          28726 Visualizações
                                          Última mensagem 11 de Agosto de 2009
                                          por Elijah Keat
                                          47 Respostas
                                          16088 Visualizações
                                          Última mensagem 19 de Maio de 2011
                                          por Di HF
                                          9 Respostas
                                          6637 Visualizações
                                          Última mensagem 15 de Novembro de 2011
                                          por 13
                                          6 Respostas
                                          1501 Visualizações
                                          Última mensagem 26 de Janeiro de 2015
                                          por searching_the_love