rede ex aequo

Olá Visitante23.set.2019, 01:41:05

Autor Tópico: Ser Transexual - partilha de experiências e dúvidas sobre Identidade de Género  (Lida 54085 vezes)

 
Ser Transexual - partilha de experiências e dúvidas sobre a transexualidade
#20

zezecb500

  • Visitante
Olá filipe ;)

Desculpa,mas pensei k fosses mulher e k tivesses feito 1 operação para seres homem :-\
Acho k ainda não percebi certos pontos bem...és hemafrodita?
Desculpa se te ofendo...como já referi ainda não percebi bem :P

Kuando escrevi em relação aos teus inimigos é 1 força de expressão k utilizo para dar força e coragem ás pessoas k gosto ou admiro e k nunca se deixem ir abaixo ;)
Terei muito gosto em te conhecer...
Passa no meu blog k está no meu perfil e assim verás como sou ;) :-*

Felicidades :D

    Ser Transexual - partilha de experiências e dúvidas sobre a transexualidade
    #21

    Offline cacao

    • *****
    • Associad@ Honorári@
    • Membro Vintage
    • Género: Feminino
    • "There´s no sin, but stupidity" Oscar Wilde
      • Mais sobre mim...
    Olá Flip! :)

    Li atentamente a tua história e conjuntura familiar e surgiu-me uma dúvida...

    Achas que a tua transexualidade se deve em parte ao facto de te terem desejado profundamente menino?!...
      Another one will bite the dust...

      "Se não houvesse nem mar nem amor, ninguém escreveria livros." -  Duras

      "A felicidade é o livre uso das nossas capacidades". - V. Woolf

      Ser Transexual - partilha de experiências e dúvidas sobre a transexualidade
      #22

      Offline bluejazz

      • *****
      • Associad@ Honorári@
      • Membro Vintage
      • Género: Feminino
        • Homofobia
      Zezecb500, o Filipe é um homem. Na transexualidade diz-se transexual F-M (do feminino para masculino). Não tens culpa da tua assunção que seria M-F (de masculino para feminino), porque é o que a maioria vê (e aos quais os media dão projecção). Existe tanto pessoas que nascem como homens mas sentem-se mulheres, como vice-versa. O caso do Filipe é justamente o "vice-versa". Ficas agora a saber. E a presença do Filipe aqui é muito importante tanto para desmistificar estas ideias erradas de que só existem transexuais M-F, como para compreender a realidade vivida pelos transexuais. Mas acima de tudo, haverá outros transexuais a ler-nos aqui no fórum e sei que fará diferença poder ler o testemunho de outras pessoas que vivem o mesmo.
        "I cannot be, as Bourdieu suggests, a fish in water that 'does not feel the weight of the water, and takes the world about itself for granted'" - Felly Simmonds

        Ser Transexual - partilha de experiências e dúvidas sobre a transexualidade
        #23

        Flip

        • Visitante
           zezecb500: volto a frisar que nunca fui mulher. Apenas o sou biológicamente e o corpo é apenas uma pequena parte de um ser. Não me ofendes, pelo contrário, estás a fazer parte de um movimento de clarificação de dúvidas, importante também para aqueles que lêem, mas não têm coragem de escrever. Não levo a mal as tuas perguntas e é bom que as continues a fazer para, tal como disse bluejazz, desmistificar certas pre-concepções acerca deste problema.

        bluejazz: Obrigado  pela ajudinha.

        Cacau e zezecb500: sim, acredito que, em parte, a minha transsexualidade foi consequência do forte desejo e expectativas em mim depositadas por toda a família. A minha mãe ficou tão afectada com a morte do menino que passou a viver numa espécie de fantasia: olhava para mim como um menino e foi essa a imagem que me passaram de mim próprio deste bebé. Está cientificamente provado que as primeiras concepções que fazemos de nós próprios dependem em grande parte das mensagens verbais, físicais e emocionais que as pessoas do nosso meio envolvente nos passam. Acredito que, no meu caso, a transsexualidade nasceu ainda no útero de minha mãe aquando a gestação. Sei que para ela também foi um grande choque quando viu nascer um bebé do sexo oposto ao desejado.



          Ser Transexual - partilha de experiências e dúvidas sobre a transexualidade
          #24

          Salut

          • Visitante
          Salut  :curtain

          Flip parabéns pela tua coragem  ;) em primeiro por estares aqui a falar da tua história pessoal abertamente  ;) e depois é preciso saber mesmo bem o que se quer  ;)
          Tenho seguido os teus post e vejo que és um homem forte continua assim  ;), também já ouvi falar muito bem de ti  :P dizem que és um porreiro espero te conheçer um dia destes  ;)

          Abraço

           ;) :-*

            Ser Transexual - partilha de experiências e dúvidas sobre a transexualidade
            #25

            Offline cacao

            • *****
            • Associad@ Honorári@
            • Membro Vintage
            • Género: Feminino
            • "There´s no sin, but stupidity" Oscar Wilde
              • Mais sobre mim...
            Salut  :curtain

            Como preferires prazer, gosto bahhhhhhh o que conta é a intenção

             ;) :-*

            *cof cof* Cuidado com os off topics, por favor!!! Este comentário não precisa ser reposndido, Salut, para não se criar novamente um off topic! ;)


            Flip,

            Da minha parte, só tenho de te felicitar pela partilha que tanto tem enriquecido o fórum. É uma pena que nunca o tivessem feito antes, uma vez que só contribuia para aumentar esse papão de letra T.

            [Voltando à minha anterior questão]

            Pessoalmente, acredito que alguns T's poderão sê-lo por construção social porque podes não identificar-te de nenhuma maneira com os modelos sociais de cada um dos sexos por isso é cada vez mais importante a sua desconstrução.

              Another one will bite the dust...

              "Se não houvesse nem mar nem amor, ninguém escreveria livros." -  Duras

              "A felicidade é o livre uso das nossas capacidades". - V. Woolf

              Ser Transexual - partilha de experiências e dúvidas sobre a transexualidade
              #26

              zezecb500

              • Visitante
              Oi flip :)

              Okei...agora já estou muito mais esclarecida e ainda bem que não levas-te  mal certas e determinadas perguntas que te fiz,pois não se trata de curiosidade,mas sim de aprendizagem sobre tal assunto que me deixou que pensar,pois embora tenha montes de amigos,não tenho nenhum k seja transsexual ;)

              No pride espero ver-te,não para matar a curiosidade,mas sim afim de cumprimentar alguem tão lutador e corajoso...
              E acima de tudo conhecer o homem que nos mostrou e falou sobre a transsexualidade(k é o meu caso,ou seja...amei o teu testemunho)
              Uma beijokinha bem grande flip ;)

              Zezecb500, o Filipe é um homem. Na transexualidade diz-se transexual F-M (do feminino para masculino). Não tens culpa da tua assunção que seria M-F (de masculino para feminino), porque é o que a maioria vê (e aos quais os media dão projecção). Existe tanto pessoas que nascem como homens mas sentem-se mulheres, como vice-versa. O caso do Filipe é justamente o "vice-versa". Ficas agora a saber. E a presença do Filipe aqui é muito importante tanto para desmistificar estas ideias erradas de que só existem transexuais M-F, como para compreender a realidade vivida pelos transexuais. Mas acima de tudo, haverá outros transexuais a ler-nos aqui no fórum e sei que fará diferença poder ler o testemunho de outras pessoas que vivem o mesmo.

               bluejazz :

              Obrigada pelas informações prestadas :)

              Eu podia pesquisar na internet sobre este assunto,mas considerando-me 1 pessoa sincera,acho k não seria certo e preferi esclarecer aqui todas as minhas duvidas...
              Muito obrigada :)

                Ser Transexual - partilha de experiências e dúvidas sobre a transexualidade
                #27

                Offline epilepsy

                • ****
                • Membro Sénior
                • Género: Masculino
                Grande coragem Flip;)
                Há pouco tempo realizei um trabalho sobre a transexualidade, o que me ajudou imenso a perceber esta realidade que muitas vezes é ignorada e tão marginalizada pelas nossas sociedades.

                Acho que atitudes como a tua são de grande relevânica pois existe grande falta de informação, o que leva ao esquecimento destas pessoas que são tão iguais como todas as outras.

                A identificação sexual de cada individuo reflecte a sua própria personalidade que deve encontrar na sua identificação civil a harmonia necessária para o pleno desenvolvimento das suas capacidades como ser humano. Esta harmonia é procurada em todas as acções do individuo e, por isso, encarando a transexualidade como um conflito entre a identidade do género sexual e o corpo, esta motiva à procura da estabilidade e inserção na sociedade da forma em que o individuo se sente bem. Esta procura em certos casos concretiza-se numa cirurgia, “sex resignement surgery” (SRS).
                 :)

                  Ser Transexual - partilha de experiências e dúvidas sobre a transexualidade
                  #28

                  Offline x-trema

                  • ***
                  • Membro Total
                  • Género: Feminino
                  • virtude no meio??? Get real.....
                  Hellooo Flip,

                  finalmente, envio um post para o teu tópico!!

                  Só quero dizer-te que fazes muito bem em lutar por aquilo em que acreditas!!

                  Tenho o prazer de te conhecer pessoalmente e, digamos que, acompanhei de longe algumas transformações mais óbvias que foram surgindo!!

                  Sei que estás bem e que tens seguido a tua vida e isso é que é importante.

                  Bjinhos
                    Virtude no meio?

                    Ser Transexual - partilha de experiências e dúvidas sobre a transexualidade
                    #29

                    Flip

                    • Visitante
                    Em Maio de 2001 marquei duas consultas para começar a tratar de mim: uma no serviço de sexologia do Hospital Sta Maria e outra no serviço de Psicoterapia Comportamental do Hospital Júlio de Matos. Neste último hospital, disseram-me que era indiferente ser seguido ali ou no Sta Maria. Eu optei pelo Sta Maria.

                    Seguiram-se três anos de tortura:
                       
                     - Inúmeros testes psicológicos e físicos que, ao longo do tempo, tinham que ser repetidos pois ficavam desactualizados;

                     - A grande distância temporal entre as consultas;

                    - As inúmeras vezes que os médicos faltou às consultas marcadas;

                    - O facto de terem feito de mim uma espécie de rato de laboratório, uma vez que eu já apresentava naturalmente um nível de testosterona muito elevado, facto esse que me parece ter suscitado a curiosidade profissional dos médicos;

                    - As frequentes ameaças que os médicos faziam de proceder a uma contra-terapia para tentar afastar a hipótese de que os níveis altos de testosterona seriam a causa da minha trasexualidade (contra-terapia: receber injecções de hormonas femininas periodicamente)

                    - A brutal ansiedade que os médicos provocavam, na medida em que não asseguravam as respostas que eu procurava: Quanto tempo demora?; Quando começo com as hormonas?; Posso ter um documento que justifique a minha situação para o poder apresentar sempre quie necessário? Porque é que tenho a sensação do meu processo estar em stand-by?...

                    - A insensibilidade de alguns médicos face ao transexual, seus sentimentos e emoções.

                    - (...)

                    Três anos de processo no Sta Maria sem ver progressos foram a razão pela qual me dirigi a um Sexólogo do Júlio de Matos, mas no seu gabinete particular. Propus-lhe transferir o meu processo para o H. Júlio de Matos onde este seguia transexuais. No entanto, para o fazer teria que recomeçar do zero, voltar a fazer todos os exames, passar de novo por toda aquela tortura. Então, com o apoio deste médico, consegui pressionar o Sta Maria para que o meu processo avançasse sem atrasos.


                    Neste momento, acabei uma avaliação independente no Júlio de Matos, ou seja, para além de todos os exames psicológicos que fiz, tornava-se agora necessário ir a Coimbra fazê-los todos de novo. Isto porque, para a equipa de médicos ter a certeza da minha transexualidade, seria importante eu ser avaliado por outra equipa diferente. Ora não tendo eu vida para ir a Coimbra assim à toa várias vezes durante dois meses, propus ser avaliado pelo Dr do Júlio de Matos. Curiosamente, consegui chegar a um acordo.

                    Agora espero que o médico de Sta Maria (responsável pela transexualidade na Ordem dos Médicos) envie o meu processo para ele próprio, isto é, do Hospital para a Ordem. É ridiculo, mas é verdade. Depois do processo ser analisado na Ordem, esta dará ou não autorização para eu começar a proceder às intervenções cirúrgicas.

                    Quem não pode pagar tem que ser forte e tolerar a falta de rigor que caracteriza o sistema de saúde português.
                    « Última modificação: 15 de Julho de 2005 por Flip »

                      Ser Transexual - partilha de experiências e dúvidas sobre a transexualidade
                      #30

                      Offline cacao

                      • *****
                      • Associad@ Honorári@
                      • Membro Vintage
                      • Género: Feminino
                      • "There´s no sin, but stupidity" Oscar Wilde
                        • Mais sobre mim...
                      Flip,

                      Desculpa, se te parecer abusiva e não levarei a mal que não queiras falar do tema ou que prefiras por MP...

                      Não sou apologista das longas burocracias que caracterizam o sistema, mas sou a favor de um processo minucioso uma vez que o caminho é irrevesível. Mentiria se dissesse o contrário.

                      De todas as formas, o que gostaria saber, quiçá porque em todo o vosso processo seja aquilo que não entenda, porquê essa necessidade de intervenção cirúgica quando as pessoas passam para um limbo híbrido? Não bastaria um tratamento hormonal com algumas intervenções sem grandes complicações?

                      Poderás ter filhos ou uma relação sexual normal depois de todo o processo concluído?

                      Novamente peço desculpas pela intromissão, mas são [deveras] questões que me coloco, e as quais não tenho respostas dentro de mim.

                      :)
                        Another one will bite the dust...

                        "Se não houvesse nem mar nem amor, ninguém escreveria livros." -  Duras

                        "A felicidade é o livre uso das nossas capacidades". - V. Woolf

                        Ser Transexual - partilha de experiências e dúvidas sobre a transexualidade
                        #31

                        Flip

                        • Visitante
                        Não há necessidade de pedir desculpas pelas questões colocadas: é importante que se fale sobre isto.

                        Pelo que já percebi, existem vários graus de transexualidade. Há T's que se contentam com o tratamento hormonal. Outros há que sentem necessidade de ir até ao fim.

                        O tratamento hormonal garante o desenvolvimento dos caracteres sexuais secundários: barba, voz grossa, corpo largo, atrofiamento dos seios.

                        De momento não me recordo do nome, mas a intervenção para retirar os caroços dos seios é relativamente simples e não deixa cicatriz visivel.

                        A redesignação do sexo é bem mais complexa e há duas opções:
                         - uma consiste na extensão do clitóris garantindo a sensibilidade do orgão. No entanto, nunca atingirá o tamanho de um pénis normal. Dessa forma, o sexo é fixe, mas corre-se o risco de não satisfazer a parceira.

                         - a outra consiste em cortar um pedaço de carne do braço e colocar uma prótese à frente do clitóris. Isto quer dizer que o membro é insensível, mas o clitóris fica lá atrás intacto.

                        Como ainda não tive oportunidade de falar com o cirurgião, não sei bem se cá se fazem os dois tipos de operações ou se optaram sdó por um. De qualquer das formas, não tenho coragem nem confiança para corrigir o sexo em Portugal. Tenho a sorte de ter uma família que me apoia e que está disposta a sacrificios para me pagar a intervenção algures lá fora.

                        Filhos é impossivel, só adoptados. Não me preocupa esse facto uma vez que sou professor primário. Contento-me a aturar os filhos dos outros, pelo menos por enquanto.

                        Obrigado pelas dúvidas. É um prazer (;)) responder às tuas respostas. Até amanhã. Beijo agradecido
                        « Última modificação: 4 de Julho de 2005 por Flip »

                          Ser Transexual - partilha de experiências e dúvidas sobre a transexualidade
                          #32

                          Flip

                          • Visitante
                          Esqueci dizer mais uma coisa:

                          Para mim, não ter pénis é como, para ti, não teres um seio ou teres um brutal bigodaço, as pernas muito peludas, uma voz de bagaço, etc, percebes? Se as mulheres se sentem mal com coisinhas tipo estas, então imagina como me sentirei eu no corpo em que nasci? Só quero e só preciso de um corpo normal de gajo para ser feliz. Beijufilas.
                          « Última modificação: 4 de Julho de 2005 por Flip »

                            Ser Transexual - partilha de experiências e dúvidas sobre a transexualidade
                            #33

                            Offline bluejazz

                            • *****
                            • Associad@ Honorári@
                            • Membro Vintage
                            • Género: Feminino
                              • Homofobia
                            mas corre-se o risco de não satisfazer a parceira.

                            Ou parceiro... um transexual F-M pode também ser homossexual.  ;)

                            Aliás, conheci um há 5 anos atrás na Suécia (foi no ombro dele que chorei quando soube que o meu irmão tinha falecido).

                            Quanto ao que falas do mal estar de ter pernas peludas ou buço, isso acaba por ser uma construção social. Na nossa cultura há muitas mulheres que não se sentem mal com isso (afinal é assim mesmo que nasceram e se desenvolveram). Noutras culturas, não há uma que se sinta mal, porque não há nenhum "pré-conceito" que as mulheres não podem ter pêlos. :)

                            Quanto ao mal-estar relativo a não ter seios ou determinado orgão genital, já não sei. Sei que há sim uma necessidade em todos nós de se integrar e não destoar. De ser como os outros, até porque quem é diferente geralmente acaba por alguma situação ser apontado ou ridicularizado. É difícil ser-se diferente da maioria, em qualquer caso. :)
                              "I cannot be, as Bourdieu suggests, a fish in water that 'does not feel the weight of the water, and takes the world about itself for granted'" - Felly Simmonds

                              Ser Transexual - partilha de experiências e dúvidas sobre a transexualidade
                              #34

                              Flip

                              • Visitante
                              Responder
                              Ou parceiro... um transexual F-M pode também ser homossexual. ;)

                              Pois é amiga, não tinha lembrado disso, embora tenha consciencia de que isso é possivel.

                              Quanto aos exemplos que dei, foi só com o objectivo de tentar passar um pouco o tipo de sentimentos face a um corpo que não se aceita como sendo o nosso.

                              E tens razão, é dificil ser diferente. Não porque só porque os outros não aceitam a diferença, mas também porque eu próprio também não a aceito, ou não aprendi a aceitá-la. De qualquer das formas, neste momento da minha vida, é muito mais dificil tentar mudar a cabeça do que o corpo.
                              « Última modificação: 4 de Julho de 2005 por Flip »

                                Ser Transexual - partilha de experiências e dúvidas sobre a transexualidade
                                #35

                                Offline candy cane

                                • *****
                                • Membro Vintage
                                • Género: Feminino
                                • Orquídea azul (ex nóvózélica)
                                  • não estou in the mood
                                Olá Flip!

                                Gostei muito de te conhecer no sábado passado, és muito simpático! :)

                                Já tinha lido este tópico (logo de inicio, li apenas os primeiros três posts), mas não sabia que tinha sido iniciado por ti.

                                Confesso que achava que podias distinguir um transexual de alguém que nasce (fisicamente, digamos) homem ou mulher... pela voz, por certos traços da cara... nunca notei, mas sempre achei que fosse possivel notar. Tu fizeste-me ver que estava enganada :) Estupidamente, achava que os transexuais M-F tinham um ar um pouco masculino e que os transexuais F-M tinham um ar "fofo", uma cara feminina, não podia estar mais errada! Pensava que eras um rapaz homossexual ou bissexual e pelo que percebi és um rapaz heterossexual. Pareces mesmo o que és: um homem, e eu era uma tola por pensar assim  :-[

                                Muito obrigada pelo teu testemunho! Esclarece muita gente, acredita! :)

                                Fica bem, e até à próxima! :)
                                  Though nothing can bring back the hour
                                  Of splendor in the grass, of glory in the flower
                                  We will grieve not, but rather find
                                  Strength in what remains behind

                                  Wordsworth
                                  | www.naoestouinthemood.blogspot.com |

                                  Ser Transexual - partilha de experiências e dúvidas sobre a transexualidade
                                  #36

                                  Offline oziris

                                  • *****
                                  • Membro Ultra
                                  • Género: Feminino
                                  • Os que vivem de amor, vivem de eternidade...
                                   
                                   hola flip...

                                   Não te conheço, mas teria o maior prazer em faze.lo porque me pareces ser uma pessoa que nasceu no corpo errado,tendo assim de mudar o que a natureza falhou.
                                   Demonstras caracter,personalidade e uma coragem desmedida, assumo que se estivesse na tua "pele", seria talvez mais uma cobarde. É com testemunhos como o teu, que muitas pessoas consegue deitar o murro que as rodeia a baixo, lutando pelo que realmente querem, porque nunca conseguimos ser felizes quando nos sentimos mal connosco próprios.
                                   
                                   Besos cris
                                    " ... tive de a perder para entender que o sabor das coisas recuperadas é o mel mais doce que podemos experimentar. " Paulo Coelho

                                    Ser Transexual - partilha de experiências e dúvidas sobre a transexualidade
                                    #37

                                    zezecb500

                                    • Visitante
                                    Olá flip...tive muito prazer em te conhecer...és 1 kido mesmo ;)

                                      Ser Transexual - partilha de experiências e dúvidas sobre a transexualidade
                                      #38

                                      Flip

                                      • Visitante
                                      zezecb 500:
                                      és 1 kido mesmo ;)
                                      :blush Oh, tu é que és! Também gostei muito de te conhecer. Pena não termos falado muito. Vêmo-nos por aí. Beijula

                                      Novoselic:

                                      Gostei muito de te conhecer no sábado passado, és muito simpático! :)

                                      Não sou nada, tu é que és! Ainda bem que te esclareci, embora o tenha feito inconscientemente. Agora vou fazer pesquisa para participar na próxima reunião de Lx sobre estereótipos. Nem eu sei quais os estereótipos que existem sobre transexuais! Beijo
                                      « Última modificação: 4 de Julho de 2005 por Flip »

                                        Ser Transexual - partilha de experiências e dúvidas sobre a transexualidade
                                        #39

                                        Flip

                                        • Visitante
                                          Lembrei-me de pedir a todos os leitores que, por favor, mantenham a discrição a respeito da minha condição de T. Não digam que sou T. a quem não sabe.
                                         
                                          Vou começar a aparecer mais vezes (fisicamente) na rede e gostava de manter algum sigilo acerca do meu problema. Não quero ter um T. na testa para que todos saibam. Quero apenas ajudar quem também o é e contagiar com a minha força e positivismo quem se encontrar mais em baixo.

                                          Sei que vão compreender. Muito obrigado.
                                        « Última modificação: 4 de Julho de 2005 por Flip »

                                           

                                          Tópicos relacionados

                                            Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
                                          403 Respostas
                                          59590 Visualizações
                                          Última mensagem 27 de Outubro de 2011
                                          por filipepaulo
                                          Igualdade de Género/Questões de Género

                                          Iniciado por sarinha « 1 2 3 » Geral

                                          50 Respostas
                                          12523 Visualizações
                                          Última mensagem 26 de Março de 2017
                                          por TiagoJoao
                                          2 Respostas
                                          8639 Visualizações
                                          Última mensagem 28 de Setembro de 2017
                                          por DianaSalvado
                                          Identidade de Género Não-Binária

                                          Iniciado por JoãoSalvado Trans

                                          4 Respostas
                                          1225 Visualizações
                                          Última mensagem 9 de Setembro de 2016
                                          por JoãoSalvado
                                          0 Respostas
                                          537 Visualizações
                                          Última mensagem 15 de Julho de 2017
                                          por Dita J