Assuntos Gerais > Apoio

Ser LGBT e procurar emprego

(1/2) > >>

Regina Taylor:
A vida em casa com os meus pais tem sido insuportável desde que me assumi.provocaçês,comentários sem gosto e ameaças veladas.Tenho discussôes constantes com a minha mâe e o meu pai age como se eu nâo existisse.Nâo aguento mais.A gota de agua foi quando a minha mâe disse-me que seria impossivel pagar as minhas propinas.Sei que ela nâo falava a serio mas Enough is Enough!Estou farto.eu gostava de sair de casa mas não tenho meios por isso decidi arranjar um emprego part time,nâo só para ajudar a pagar as minhas propiinas mas como meio de segurança.O problema é que nunca trabalhei na vida,por isso nem sei onde começar.Sou do Porto por isso agradecia alguns conselhos.eu ficaria grato. :)


cacao:
Se ainda estás a estudar deves mesmo procurar um part-time. Poderás inscrever-te em várias empresas de trabalho temporário (faz uma pesquisa na google) e vai a centros comerciais porque é frequente anuciarem à porta que necessitam colaboradores.

Durante a altura de verão existem muitos trabalhos de verão. Basta andares atento e perguntares aos teus amigos e conhecidos se sabem de algo.

Boa Sorte!

seraphine:
A tua situação é notoriamente complicada e requer resolução urgente... mas deixo-te um apelo: sei que o impulso de sair de casa por vezes te pode parecer demasiado forte e imperativo, mas é nisto que falo ao teu bom senso e te digo que uma vez empregado (e, como a cacao dizia, em agências de trabalho temporário, sobretudo no Verão, torna-se bem mais fácil arranjar emprego), não caias na tentação de, vendo nas mãos o primeiro ordenado, saltares imediatamente para fora do ninho. Tenta adquirir segurança, juntar algum dinheiro, procurar apoio junto de alguma instituição que te auxilie a traçar um rumo e um plano sólido, não tanto a curto prazo como por vezes desejaríamos que fosse, mas a longo prazo. Se estudas e queres continuar a fazê-lo, é fulcral que estabeleças a tua vida com toda a segurança e estabilidade que puderes. Há entidades que pagam, na intenção de auxílio a jovens com situações financeiras precárias, consoante o rendimento da pessoa em questão, até 75% da renda do quarto ou casa que a mesma pessoa alugar. Há certos tipos de estabilidade que não consegues adquirir em casa, pela agitação, pressão e constrangimentos em que vives... mas abandoná-los para abraçar outros contextos graves de instablidade, como toda a responsabilidade pessoal requer que se evite, pode deixar-te ainda mais desorientado e perdido. :-\

Pessoalmente, sei como a pressão parental do tipo que referes, pode impor desgastes incomportáveis na estabilidade emocional e mental da pessoa-filh@-alvo.. e sei também que quando é a nossa integridade pessoal que está em jogo, é necessário delinear estratégias de acção que nos ensinem a estar menos expostos à acção corrosiva dessas adversidades, mas tendo sempre em conta todos os factores. Sair de casa é a estratégia mais evidentemente viável num plano imediato, mas é preciso estabelecermos essa possibilidade a longo prazo, de modo a que, com o máximo de segurança possível, consigamos seguir em frente e de cabeça erguida, cientes de que tomámos a melhor opção, sem nos precipitarmos ou jogarmos com todas as variáveis incluídas no meio em redor.

Força e boa sorte. :)

Wasserfest:

--- Citação de: aloneagain em 25 de Julho de 2006 ---pensa... não estragues o teu futuro... engole os sapos agora e deopis pira-te quando puderes!

--- Fim de Citação ---

Totalmente de acordo! Eu até engulo corcodilos... :-X

cacao:

--- Citação de: aloneagain em 25 de Julho de 2006 ---especialmente s arranjares um emprego de "verão"... e digo-te.. um part-time não chega para pagar casa e afins...

eu tenho full time e por vezes vejo-me mal no fim do mês a contar os tustos para o café...

é o que dá estar a iniciar-me no mundo do trabalho e no mundo LGBT ao mesmo tempo...  lol lol lol lol lol ganho para gastar na noite... ah.. é só vícios...

voltando à conversa...
um part-time não te leva a lado nenhum se queres pagar renda, propinas... sebentas, transportes, alimentação ... água, gás, luz...

pensa assim....
propinas... uma média de €80
alimentação na escola para poupar deslocações (caso trabalhes à noite)... €3 por dia (x20 dias) €60
transportes públicos (para n chegares tarde ao job)... €2 (ir e vir) ... (x20 dias... pk ao fim de seman n trabalhas e vais a pé para casa para poupar) €40
sebentas... dependendo do curso.... põe de lado uns €30 por mês
água ... €20 (banho dia sim dia não)
gás ... €30 (dia de banho vez sim vez não com água quente)
luz... €20 (aproximadamente... tb passas pouco tempo em casa)
alimentação... (ter comida... leite... coisas para ter em casa para cozinhar.. és poupadinho...) ... €30 por semana (x4)... €120

vamos fazer as contas ao que já temos: 80 + 60 + 40 + 30 + 20 + 30 + 20 + 100 = 400 euros

eh pá... esqueci-me da renda...

queres mesmo fazer isso???????


pensa... não estragues o teu futuro... engole os sapos agora e deopis pira-te quando puderes!

--- Fim de Citação ---

Estou de acordo e até digo que estas contas estão muito, muito por baixo.

Navegação

[0] Índice de mensagens

[#] Página seguinte

Ir para versão completa