rede ex aequo

Olá Visitante25.mai.2019, 02:31:31

Autor Tópico: Racismo  (Lida 94928 vezes)

 
Racismo
#20

Offline abreasasas

  • *****
  • Membro Ultra
Um amigo meu contou-me que estava com os colegas de trabalho e ele falou de alguém qe os outros não sabiam quem era (o que é estranho, já que aqui toda a gente se conhece). Os outros pediram-lhe para ele explicar quem era e ele começou: é um gajo, branco, que mora....

os outros ficaram cá com uma cara, quando ele se saiu com aquela do é um gajo, branco...

porque quando não se diz que é preto, ou chinês, ou isto, ou aquilo, ou gay, ou alto, ou loira, ou etc etc etc. sabemos sempre que é uma pessoa branca, heterossexual (pelo menos que se saiba), morena, não muito alta nem muito baixa, nem rico nem pobre, nem esperto nem parvo, etc etc etc. As pessoas têm características, umas que saltam mais à vista que outras, que nós usamos para as descrever, para sabermos de quem estamos a falar. Algumas dessa características das pessoas necessitam de mais "delicadeza", porque há melindres há volta disso.

não se deve dizer que uma pessoa é gorda, que é vesga, que tem as mamas grandes, etc.

compreendo o que a blue diz em relação ao transformar-se o adjectivo em substantivo... pior do que chamar gorda a alguém, seria dizer: a gorda, ou a mamalhuda, etc.

mas no caso dos pretos, tenho amigos pretos, que preferem que lhes chamem pretos do que outra coisa qualquer. no caso de conhecer algum que prefira outra forma, eu descrevê-lo-ei dessa maneira, tudo bem. É claro que entre amigos, eu não digo "o preto disse", se as pessoas com quem estou a falar também o conhecem eu trato-o por o nome, como é óbvio. se se trata de estar a falar com alguém que não o conhece digo: "tenho um amigo, que é preto". e para mim é o mesmo que dizer "tenho um amigo que é gay" ou "tenho um amigo que é muito simpático" etc, realço a característica da pessoa que tem importância para a história, mais nada.

Não acredito que ninguém se ofenda por dizermos que é preto. É uma coisa que não tem lógica nenhuma, ofendermo-nos por isso. Tudo depende da forma e da atitude como se dizem as coisas, tal como quando estamos a falar de outra coisa qualquer.

Pena é que haja ainda assuntos melindrosos, quando falamos de características objectivas das pessoas: seja a cor de pele, o formato dos olhos, o peso, a orientação sexual, etc.
    todos compreendem a utilidade do que é útil.
    ninguém compreende a utilidade do que é inútil
    chuang tse em "capítulos interiores"

    Racismo
    #21

    Offline cacao

    • *****
    • Associad@ Honorári@
    • Membro Vintage
    • Género: Feminino
    • "There´s no sin, but stupidity" Oscar Wilde
      • Mais sobre mim...
    Responder
    se as pessoas com quem estou a falar também o conhecem eu trato-o por o nome, como é óbvio. se se trata de estar a falar com alguém que não o conhece digo: "tenho um amigo, que é preto". e para mim é o mesmo que dizer "tenho um amigo que é gay" ou "tenho um amigo que é muito simpático" etc, realço a característica da pessoa que tem importância para a história, mais nada.

    Não acredito que ninguém se ofenda por dizermos que é preto. É uma coisa que não tem lógica nenhuma, ofendermo-nos por isso. Tudo depende da forma e da atitude como se dizem as coisas, tal como quando estamos a falar de outra coisa qualquer.


    Para mim dizer que tenho um amigo preto ou um amigo gay parece-me informação não relevante e segregadora a menor que estejamos a falar da questão da côr ou da orientação sexual. Assim como me parece lógico que haja muita gente que se ofenda com o termo preto por questões socio-histórico e culturais.

    Os E.U.A. tem sido dos paises mais segregadores neste tema. E inúmeros estudos comprovam que a palavra preto ou negro activa em nós - spread of activation principle - desconfiança, medo, violência, malvadez, etc. Outro estudos mostram que nos E.U.A. a polícia dispara dez vezes mais sobre um negro que sobre um branco.

    Por isso não nos damos conta que compactuamos com a teoria que associa o branco à superioridade e o preto à inferioridade, e que para combatermos estes pre-conceitos tão enraizados em muitos de nós temos de recorrer a inúmeros recursos cognitivos porque o pre-conceito é activado automaticamente e para o combatermos temos de ter consciência que ele está implícito e latente em muitos de nós.
      Another one will bite the dust...

      "Se não houvesse nem mar nem amor, ninguém escreveria livros." -  Duras

      "A felicidade é o livre uso das nossas capacidades". - V. Woolf

      Racismo
      #22

      Offline bluejazz

      • *****
      • Associad@ Honorári@
      • Membro Vintage
      • Género: Feminino
        • Homofobia
      Sobre este tema, conheço um senhor que designava constantemente a sua empregada doméstica, de pele escura, como "a preta" e ainda por cima fazia-o em frente aos filhos de poucos anos de idade, mas os suficientes para assimilar e repetir o que ouviam.

      Tive uma vez para lhe dizer que se se não se importasse de vez em quando iria chamar-lhe "caixa de óculos visgarolho de olho torto" nas suas costas em vez de usar o seu nome próprio ou outras referências totalmente neutras. Mas enfim, achei que não valia a pena chatear-me...
        "I cannot be, as Bourdieu suggests, a fish in water that 'does not feel the weight of the water, and takes the world about itself for granted'" - Felly Simmonds

        Racismo
        #23

        Offline pocket

        • ***
        • Membro Total
        • Género: Feminino
        • é a musica que conta os meus segredos!
        sobre racismo há muito a dizer... Mas, quando falamos de racismo a conversa recai quase sempre para os individuos de raça negra ou preta, como lhe quiserem chamar.
        eu sou racista em relação aos ciganos e tenho uma história para contar em relação a isto.
        à porta dos bombeiros de cá estavam 3 bombeiros a conversar, e nisto aparece um cigano a pedir uma ferramenta esprestada para arranjar não sei o quê no carro. O homem que trata da oficina disse que não podia esprestar pois não tinha a chave da oficina com ele (22h aproximadamente). O cigano desata aos berros chamando porco, racista, filho da p***, etc ao homem. O homem respondeu dizendo que costuma emprestar ferramentas ao sujeito mas com esta atitude nunca mais lhe emprestaria nada (sem qualquer ofensa verbal). O cigano começou a ameaçar e o homem simplesmente se pôs de pé. De repente aparecem ciganos de todo o lado (homens e mulheres), saídos dos arbustros, de um jardim que há em frente, com garrafas e paus na mão, e desatam todos a bater no homem. Os outros dois bombeiro tentaram a todo o custo tirar o homem daquele linchamento, mas este acabou por ir parar ao hospital com dois golpes na cabeça (ao todo 32 pontos), bastantes nodoas negras, e umas costelas partidas, em 2 minutos.
        Esta não é a unica situação. Existem ciganos a ganhar 400 contos por mês à custa do contribuinte, sem fazer nada, e não pagam os serviços de ambulância (não urgentes) que requisitam. Outro bombeiro foi agredido por uma cigana, à porta do hospital´, porque à força que lhe dessem boleia para casa.
        Num dia em que faltou água em todo o concelho, meia duzia de ciganos queriam que os bombeiros lhes emprestassem o auto tanque para que eles tivessem água, como isto, logicamente, não é possível, mais um bombeiro foi parar ao hospital.
        está-se a gerar um movimento, quase tipo, ku klux clan, contra ciganos, e vamos ver onde isto vai parar.
        Situações destas existem muitas mais aqui na região.
        Infelizmente, não tenho amigos pretos mas tenho amigos mestiços que são espectaculares.
          Não sou nem nunca serei igual a ninguém. Se quiseres ser igual a mim, respeita-te primeiro e depois não sejas igual a mim, pois nunca terás o meu respeito!!!

          Racismo
          #24

          Offline pocket

          • ***
          • Membro Total
          • Género: Feminino
          • é a musica que conta os meus segredos!
          enfim, acho que em vês de perguntar-mos se devemos chamar preto ou negro, perguntem-lhe primeiro com se chama... Se realmente estivermos interessados na sua amizade. Se não nem vale a pena falar dele sequer... (nesta situação, provavelmente, qualquer que seja a conversa, não nos diz respeito)
            Não sou nem nunca serei igual a ninguém. Se quiseres ser igual a mim, respeita-te primeiro e depois não sejas igual a mim, pois nunca terás o meu respeito!!!

            :-XRe: Racismo
            #25

            XATE

            • Visitante
            :´Desculpem caros membros, babei-me sem querer, e estão a ver o veneno a escorrer  :´

            Costumam chamar as coisas por nomes para as diferenciar, para mim não faz qualquer sentido, hoje em dia, o racismo nem outras coisas de que já falei  :-X Apesar de não negar que existem e infelizmente vão sempre existir pessoas que dão significado a certas palavras. Somos todos seres humanos, etc, que partilhamos o mesmo planeta, com excepção claro, de quando aparecem por aí marcianos mais verdes que o verde, mas tambem falam deles e ninguem os vê......será que se escondem em tocas? Não nego que vejo "coisas" no quintal, com trajectórias absurdas para os meios de locomoção que conheço, mas basta chamar alguma alma que "aquilo" desaparece, estarei eu destinada para algum "encontro imediato"?.......

            E por falar em tocas, que para variar não tem nada a ver com o que vou falar a seguir, alguem vê o Big Brother Africa ? lol  lol Para começar, escolheram a lingua inglesa para representar o povo africano.....a primeira a "lerpar" foi a concorrente Angolana, que falava português e não percebia "patavina" do que eles falavam uns com os outros.....Depois, lá dentro anda tudo arreliado  lol porque escolheram um participante branco para representar um país africano  lol e os outros participantes não gostaram nada  lol apesar do mocito ser natural de um país africano e até gostarem muito dele......mas que se pode fazer.....é um branco a representar africa.......

            Vá lá, digam de vossa justiça, se estivessem no lugar deles, qual a atitude que tomavam?

              Racismo
              #26

              Offline pocket

              • ***
              • Membro Total
              • Género: Feminino
              • é a musica que conta os meus segredos!
              eu cá até acho o preto mais racista que o branco.
              Uma vez estava eu aqui a trabalhar como porteira num bar e tocou à campaínha um individuo de raça negra completamente bebado, todo sujo e ainda com a roupa de trabalho. Disse-lhe claramente que não o podia deixar entrar pelos motivos que referi anteriormente e ele foi-se embora. No dia seguinte, lá estava eu à porta do bar e aparece o mesmo individuo, com um amigo, tb de raça negra. Desta vez não vinha embriagado, mas vinham à mesma com a roupa de trabalho e todos sujos (trabalham ambos nas obras). Expliquei-lhe novamente porque não os podia deixar entrar. Nisto, o individuo vira-se para mim e pergunta-me se eu sou racista. eu respondo que não e explico novamente o porquê de não o deixar entrar. Ele começa aos gritos a chamar-me racista e eu tive que chamar a guarda para os levar dali.

              esta situação já aconteceu a todos os meus amigos porteiros em bares.
              Em bares africanos (em lisboa), por exemplo, é muito dificil que entre um branco, e quando isto acontece há sempre zaragata a seguir. Eu tenho a certeza que não é o branco que se vai lá meter na boca do lobo.

              quanto ao big brother. É um concurso politico e ganha quem eles querem. Se calhar a pessoa que os escolhe até é racista.
              Porque é que em africa do sul andam a matar individuos de raça branca, sejam homens, mulheres ou crianças?
              Depende da educação, eu acho. O negro ao longo dos anos tem sofrido imenso nas mãos dos brancos, desde a escravatura até à guerra colonial, é natural que se defendam 24 horas por dia, inclusivamente nos dias d hoje.
              Nós, como homossexuais tb nos defendemos deste tipo de atitudes.
                Não sou nem nunca serei igual a ninguém. Se quiseres ser igual a mim, respeita-te primeiro e depois não sejas igual a mim, pois nunca terás o meu respeito!!!

                Racismo
                #27

                nicsparks

                • Visitante
                nessa perspectiva, eu nao concordo muito que seja da educação, pois há muitos pretos, oriundos dos mesmos países e mesmas condições educacionais,ou seja, que foram criados na mesma sociedade e da mesma forma que não andam a matar, em zaragatas e pelo contrário lutam pela paz, por melhores condições dos seus semelhantes e mesmo daqueles que os colocam á margem....

                mas tb pode ser, que já que é um povo que sempre levou pancada,  das outras raças, hoje se tente defender mais, mesmo que sem razoes...

                na africa do sul, penso que o que os motiva são razoes politicas....


                :-*

                  Racismo
                  #28

                  Offline barthez

                  • *****
                  • Associad@ Honorári@
                  • Membro Vintage
                  • Género: Feminino
                  • k os números nunca te façam eskecer as pessoas
                  pocket, axo que tás a generalizar demasiado... :inq em todas as raças, etnias,... há boas e más pessoas... :inq é claro que as situações que contaste são graves e até acredito que aconteçam muitas vezes... :´ :´ mas isso tb é uma reacção, uma defesa à forma como são tratados pela sociedade, pela maioria "branca"... :wor :wor :-/ :´
                    "people should be allowed to fall in love with whoever they want! I mean... otherwise what's the point of living?!" once and again

                    Racismo
                    #29

                    Offline Videl

                    • *****
                    • Membro Ultra
                    • Género: Feminino
                    • Some place where no-1 calls it wrong
                      • Blog
                    Mas tb já me aconteceram cenas k eu fikei xateada cmg mesma! por exemplo, lembro me k uma vez, devia ter eu uns 13 anos, tava num xoping, e um preto, dakeles mesmo mt pretos (desculpem mas é importante para explicar a minha reacçao) aproximou se de mim e perguntou me n se o ke...eu nao ouvi, e por acaso, kuando ele se aproximou asusstou me, primeiro pk veio por trás, segundo pk eu nunca convivi (pk nunca calhou) com pretos e assim de repente assustou me...ele deve ter topado, pk me perguntou logo "tas com medo de mim?" eu olhei assim sem jeito para ele e balbuciei "nao", e por acaso n estava...apenas me tinha assustado, mas fikei mt xateada cmg, pk eu sabia k um dos motivos para eu me ter assustado foi a cor de pele do homem...mas depois xeguei a conclusao k é normal...se eu vivo rodeada de brancos, e aki no norte nao ha mts pretos como em lx, e no algarve, e ateh em coimbra, é normal k me assuste pk é uma coisa diferente, e o diferente assusta sempre...se fosse um índio eu provavelmente tb me assustava, e eu adoro índios...
                      "-Lesbian?? You think I´m a lesbian? (...)
                      - Well, u´re a girl in love with a girl, aren´t u?
                      - No! I´m Paulie, in love with Tory!!!Remember?And Tory is, she IS in love with me, because I´m hers, and she´s mine,and neither of us are lesbians!!" - Lost and Delirious

                      Racismo
                      #30

                      Offline bluejazz

                      • *****
                      • Associad@ Honorári@
                      • Membro Vintage
                      • Género: Feminino
                        • Homofobia
                      Até parece que quem é contra o racismo está a dizer que todos os grupos discriminados são perfeitos e não há ninguém também racista neles... :inq ;)

                      O anti-racismo aplica-se a toda a gente, qualquer que seja a sua côr da pele. O argumento do que os outros são piores ou fazem o mesmo não serve nunca para desculpar as nossas atitudes, penso eu.

                      Sobre a etnia cigana, também acho que é preciso ter cuidado. Se uns são maus, outros não são. Concordo com a Barthez que as generalizações podem ser injustas.

                      Fico muito feliz pelo facto que se saiba que Ricardo Quaresma, o jogador do Sporting, é de etnia cigana. É um exemplo muito positivo. Acho formidável a sua presença nesse sentido como "figura pública".

                      Enfim acho que é importante ver que existem culturas e sub-culturas com variantes dentro de si. Um pouco de de cuidado é importante. Não vamos nós também cair em extremos. :)
                        "I cannot be, as Bourdieu suggests, a fish in water that 'does not feel the weight of the water, and takes the world about itself for granted'" - Felly Simmonds

                        Racismo
                        #31

                        Offline chiloane

                        • ***
                        • Membro Total
                        • Género: Feminino
                        Concordo com a blue. Por isso mesmo é que eu costumo dizer que o que importa são as PESSOAS, sempre!

                        Penso que, no geral, as pessoas cá em Portugal são mais racistas perante os ciganos do que perante outra raça qualquer, o que acaba por ser cíclico... Isto é, as pessoas tem tendência a corresponder  expectativas que tem delas...E muitas vezes acabam por confortavelmente se acomodar ao "rótulo" criado.
                        Sobre isto, eu costumo usar uma citação,que considero excelente e que de certa forma é um princípio de vida para mim:
                        "Não somos amados por sermos bons, somos bons por sermos amados".
                        E pronto!
                          "Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós"
                          (Antoine de Saint-Exuperry) :):*

                          Racismo
                          #32

                          Offline abreasasas

                          • *****
                          • Membro Ultra
                          Responder


                          Para mim dizer que tenho um amigo preto ou um amigo gay parece-me informação não relevante e segregadora a menor que estejamos a falar da questão da côr ou da orientação sexual. Assim como me parece lógico que haja muita gente que se ofenda com o termo preto por questões socio-histórico e culturais.


                          eu disse:
                          Responder
                          se se trata de estar a falar com alguém que não o conhece digo: "tenho um amigo, que é preto". e para mim é o mesmo que dizer "tenho um amigo que é gay" ou "tenho um amigo que é muito simpático" etc, realço a característica da pessoa que tem importância para a história, mais nada.


                          :wor
                            todos compreendem a utilidade do que é útil.
                            ninguém compreende a utilidade do que é inútil
                            chuang tse em "capítulos interiores"

                            Racismo
                            #33

                            Offline Emanem

                            • *****
                            • Membro Elite
                            • Género: Feminino
                            • Será loucura? Não... é paixão!


                            Em relação ao racismo, tenho a dizer uma frase simples: Somos todos diferentes, mas somos todos iguais! As pessoas preocupam-se mais com determinadas caracteristicas fisicas e culturais, mas esquecem-se que todos temos sentimentos. Há pessoas más e há pessoas boas idependentemente da cor da pele, da raça, ou da cultura. Se pensarmos mais no homem como individuo e não como ser social, talvez não houvesse tanto racismo.  A generalização é o mal do racismo!!

                            Um abraço  :up
                              Abraça a vida com paixão, vence com ousadia, pensa com classe! Ri, chora, ama! Melhor que tudo é viver cada segundo sem medo! O que importa mesmo é sermos felizes! :)

                              Racismo
                              #34

                              Offline pocket

                              • ***
                              • Membro Total
                              • Género: Feminino
                              • é a musica que conta os meus segredos!
                              concordo com todas as opiniões sobre a generalização. Mas acho que no que diz respeito ao racismo, nem eu nem ninguém pode generalizar e quem o faz é burro, bronco, ignorante, atrasado no tempo e no espaço, etc.
                              Conheci um rapaz cigano lindíssimo, com imensa cultura e adorei o nome dele, pois nunca o tinha ouvido antes, Ludjero.
                              Quando trabalhava como nadadora-salvadora, costumava ser eu a tomar conta dos ciganitos que lá apareciam. Como eram muito novos não pagavam bilhete e entravam em grandes grupos. Era eu que lhes dava banho, fui eu que os ensinei a nadar, a mergulhar, e havia um, que parecia ser sempre o lider do grupo, que era um amor. Tratavam-no por Lua e eu adorava o miúdo.
                              Eu relatei um facto que se tem passado aqui, que, como bombeira, me pode acontecer a mim... Talvez esteja a defender-me, mas cria-me mau estar e alguma raiva até.
                              O problema não são os bombeiros em si mas as suas familias, que têm recebido ameaças de morte em plena rua...
                              Não generalizo, falo de um grupo em particular, os ciganos que vivem atrás do quartel.
                                Não sou nem nunca serei igual a ninguém. Se quiseres ser igual a mim, respeita-te primeiro e depois não sejas igual a mim, pois nunca terás o meu respeito!!!

                                Racismo
                                #35

                                Offline abreasasas

                                • *****
                                • Membro Ultra
                                Ludgero Pavarotti! :clown
                                  todos compreendem a utilidade do que é útil.
                                  ninguém compreende a utilidade do que é inútil
                                  chuang tse em "capítulos interiores"

                                  Racismo
                                  #36

                                  Offline Emanem

                                  • *****
                                  • Membro Elite
                                  • Género: Feminino
                                  • Será loucura? Não... é paixão!


                                  Há ciganos que são excelentes pessoas! Concordo contigo pocket!  :up

                                  Lá está não se pode generalizar, é necessário conhecer bem as pessoas, antes de as julgar!  :up

                                  8)
                                    Abraça a vida com paixão, vence com ousadia, pensa com classe! Ri, chora, ama! Melhor que tudo é viver cada segundo sem medo! O que importa mesmo é sermos felizes! :)

                                    Racismo
                                    #37

                                    Offline SullenBoy

                                    • ****
                                    • Membro Sénior
                                    • Banido
                                    • Género: Masculino
                                    Estamos habituados a olhar o racismo como "pessoa branca contra pessoa negra". Como eu acredito na igualdade de todos os seres humanos, então sou levado a concluir que em todas as raças, etnias, etc também há pessoas racistas assim como pessoas que não são racistas.

                                    Por exemplo, em África há muito racismo entre os negros, entre as várias etnias. Basta ver o que aconteceu no Rwanda há uns anos atrás, quando uma etnia praticamente deu cada da outra etnia. Os negros que os Europeus levaram para a América foram muitos deles vendidos por outros negros, que já os tinham feito escravos depois de vencerem conflitos.

                                    De igual forma, na América antes da chegada dos Europeus (que são retratados como malvados) as tribos índias passavam o tempo todo em guerras a se destruirem.

                                    O actor Denzel Washignton quando assina um contrato tem que ter cuidado para que o filme na inclua nenhuma cena de beijo com uma branca, pois a comunidade afro-americana mais radical poderia chamá-lo de "Oreo", isto é, preto por fora mais branco por dentro (uma pessoa negra a se armar em branca)

                                    Mesmo entre os brancos (ou caucasianos) também há o racismo. Basta ver o projecto de Hitler. Se Hitler tivesse chegado a este lado da Europa, ele teria certamente dado cabo de nós, uma vez que o nosso sangue tem marcas árabes., judias, o que certamente não se enquadraria dentro do perfil da raça ariana.

                                    É curioso que eu, branco, no Brasil sou considerado branco. Mas nos Estados Unidos, onde a raça é referida no Bilhete de Identidade, seria colocado na categoria "Latino".

                                    O racismo tem as suas origens no século XIX e na ciência. Recentemente falou-se aqui no Fórum na ciência, pois bem a "invenção" do racismo pela ciência é um péssimo exemplo de suposta "objectividade" da mesma. A antropologia física media os crânios e procedia a classificações. Com as recentes exploração do genoma humano chegou à conclusão que essas diferenças são absurdas e que na realidade eu posso ter mais em comum com um negro do que com outra pessoa branca.

                                    Eu sinto-me perfeitamente à vontade com pessoas negras ou pretas, conforme o gosto. Na Universidade eles foram os meus principais amigos. Acho que as pessoas negras ou mulatas tem um óptimo sentido de humor e são directas. Com eles essas subtilezas burguesas de ser "ofensivo" não existem. E como eu venho de uma família da classe trabalhadora sinto-me à vontade com eles.

                                    Uma coisa que notava era que as meninas e os meninos brancos de classe média da faculdade estavam sempre a se queixar disto e daquilo (dos professores, das notas, da comida na cantina), enquanto que os meus amigos de Angola e Cabo Verde, estavam sempre na "boa". Eles compreendiam que as coisas não nos são oferecidas numa bandeja de prata. Uma amiga de angolana disse uma coisa que eu ainda me lembro quando estou triste: "preto não tem depressão nem vai ao psicanalista". O que ela queria dizer com isto não era necessariamente que os pretos não tinham depressões, mas que as dificuldades que ultrapassam, o terem que se "virar" não os deixa com muito tempo para depressões. As dificuldades/conflitos moldam o nosso caracter, como canta a Chrsitina Aguilera nesta nova canção "Fighter" (cujo video eu adorei).


                                      Racismo
                                      #38

                                      XATE

                                      • Visitante
                                                        O Racismo e o Anti-Racismo


                                      Bluejazz escreveu:

                                      Responder

                                      Até parece que quem é contra o racismo está a dizer que todos os grupos discriminados são perfeitos e não há ninguém também racista neles...  

                                      O anti-racismo aplica-se a toda a gente, qualquer que seja a sua côr da pele. O argumento do que os outros são piores ou fazem o mesmo não serve nunca para desculpar as nossas atitudes, penso eu.



                                      Concordo completamente com esta opinião. E como exemplo vou citar três textos, que representam pensamentos de pessoas, como tantas outras pessoas, que até nos podem levar a pensar no vizinho do lado, na cabeleireira, sei lá, de qualquer pessoa que habite este planeta, e como cidadãos do mundo, é inevital que, quer seja através da televisão, livros, jornais, revistas, ou até pela simples conversa com um amigo, um familiar, ou um colega de trabalho, que de um momento para o outro, temos que enfrentar opiniões tão divergentes das nossas. É claro que este "tropeçar", pode ter as suas consequencias, e deixar ou não, cicatrizes interiores ou exteriores, que nos perseguem toda uma vida, isto é, aquilo que somos antes de "tropeçarmos" podemos vir a deixar de ser depois.....

                                      O primeiro texto foi-me enviado via e-mail por Duda, e tem como titulo "Sabedoria Africana":

                                      Diz o filho preto para o pai preto:
                                      * Pai, poque é que europeu tem cabelo loiro e liso? E não tem assim
                                      preto e carapinha?
                                      * Europeu tem cabelo fino, vem na selva, apanha água da
                                      chuva,adoece,constipa e morre...
                                      Preto não, a água cai na carapinha mas não entra...

                                      * Pai, poque é que preto tem pele escura e europeu tem pele assim
                                      branquinha
                                      * Europeu vem pa selva, leva co sol e queima. Apanha cancro na pele e
                                      morre...
                                      Preto não... escuro absorve raio solar e não faz nada...

                                      * Pai, porque é que preto tem assim cheiro a catinga e europeu não?
                                      * Europeu vem na selva e aparece leão e tigre e ataca europeu..assim
                                      europeu morre...
                                      Preto não... cheira a catinga e tigre e leão não ataca...

                                      * Mas pai, poque é que a gente quer isso tudo, pra morar aqui na
                                      Damaia?


                                      O segundo texto foi escrito por um senhor de nome Nunes da Silva, e foi publicado num jornal, devo alertar que para pessoas mais sensiveis  em relação á homossexualidade ou ideologias politicas, devem pura e simplesmente abster-se. Para os outros, podem ter acesso tambem a textos do mesmo género, se clicarem na setinha vermelha, no final da página, e que foram tambem publicados em jornais na década passada. Mais uma vez saliento que são textos, que pela sua natureza, podem ferir susceptibilidades de pessoas com uma natureza mais sensivel.


                                      www.terravista.pt/mussulo/5747/Abismo.htm


                                      O terceiro texto, é uma versão mais soft sobre o assunto, e foi escrito por um senhor chamado Leonel Cosme, acho que pode ser lido por todas as pessoas.


                                      www.a-pagina-da-educação.pt.arquivo/artigo.asp?ID=1425


                                      Ao abordar estes comentários, não significa que façam ou não parte das minhas convicções pessoais, mas devo admitir que ao lê-los, me levou a encarar, uma vez mais, a humanidade, de forma diferente. Admito que o ser humano é muito complexo, e que possui no seu interior, muitas coisas adormecidas, e que por razões de vária natureza, podem ou não, um dia, "despertar", e o que mais me assusta nisto tudo, é precisamente o modo como se manifesta esse "despertar"......

                                      Tambem quero confessar uma coisa perante vocês; existem pessoas que se chateiam comigo, por aparentemente parecer que tenho um embotamento emocional em relação a determinadas questões, o que como é obvio, não é verdade, a mim atrai-me sobretudo pessoas que representam o oposto da minha maneira de ser, o facto de me apaixonar por mulheres porserem mulheres, apenas, e não por serem isto ou aquilo, porque não mandamos em sentimentos, e não é pelo facto de conhecer uma homossexual que me vou apaixonar por ela. Sinceramente, a questão da pessoa amada ser heterossexual, nunca me fez baixar os braços, no que respeita á possivel conquista da pessoa amada, e sem nunca me ter assumido publicamente, é que com esta maneira de estar, tambem não foi preciso assumir-me, as pessoas não são cegas......Com isto quero dizer que pelo caminho, "tropecei" em muita coisa, tive muitos dissabores, com colegas de escola, com a familia, com amigos, e a ferida com que fiquei, e acho que vou ter que a carregar até ao fim dos meus dias, é que podem chamar-me todos os nomes do mundo, estou-me simplesmente a marimbar, com a excepção de um - F***.

                                        Racismo
                                        #39

                                        XATE

                                        • Visitante
                                        Parece que me esqueci de dizer outra coisinha, que é importante, se me chamarem lésbica, tanto me faz, se me chamarem de homossexual, idem idem, mas aquela palavrinha de quatro letras, é para mim completamente intragável, e isto chega a ser estupido porque todas elas querem dizer a mesma coisa. Isto só demonstra o modo como os outros nos levam a interiorizar certas coisas.

                                           

                                          Tópicos relacionados

                                            Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
                                          4 Respostas
                                          1933 Visualizações
                                          Última mensagem 8 de Julho de 2010
                                          por Elijah Keat