rede ex aequo

Olá Visitante26.mai.2019, 22:13:05

Autor Tópico: O que se passa com as redes sociais?  (Lida 659 vezes)

 
O que se passa com as redes sociais?
#0

Offline Odraude

  • ***
  • Membro Total
  • Género: Masculino
  • Sometimes home can be another person
    • Tumblr
Olá pessoal! :)

Cada vez mais vejo pessoas em todo o lado a queixarem-se da forma como as redes sociais estão a apoderar-se das suas vidas de forma quase inevitável. A necessidade das pessoas se sentirem "conectadas" (seja lá o que isso for...já nem sei [smiley=desconfortavel.gif]) está a criar uma dependência quase doentia.
Há uns anos atrás, eliminei a minha conta do facebook (por várias razões incluindo a sensação de que estava a ficar viciado ao ponto de perder horas do meu dia [smiley=muro.gif]). Foi uma experiência sem dúvida libertadora e muito produtiva. No entanto, admito que ao final de quase 1 ano sem perfil, cedi à pressão das pessoas à minha volta para voltar a criá-lo. :´

Gostava realmente de saber se acham que as redes sociais estão a ter impacto negativo na nossa forma de viver. E quais acham que poderão ser as consequências a curto e longo prazo de uma sociedade em que não ter um perfil de facebook (por exemplo) é mal visto.  ???
    "Honesty is such a lonely word"

    O que se passa com as redes sociais?
    #1

    Offline سامانتا

    • *****
    • Associad@
    • Membro Sénior
    • Género: Feminino
    • pretty in scarlet
    Muito honestamente não creio que as redes sociais em si sejam o problema e as responsáveis pelos impactos negativos na nossa forma de viver. Muito pelo contrário, creio até que são apenas um sintoma/consequência da forma absurda como a(s) sociedade(s) estão construídas: não há tempo para nada e muito menos para as pessoas, portanto é mais do que normal que se encontre nas redes sociais uma maneira de contornar isso. Chegar ao ponto da adição não há-de ser nada inesperado. No fundo, é um escape e explorar isso a fundo é uma reacção típica a algo que não está bem. E bem compreendo, sem julgamentos.

    Eu não tenho facebook. Já tive mas nunca por longos períodos de tempo, ia desactivando e reactivando conforme a minha saúde mental permitisse. No entanto há cerca de um ano que não tenho mesmo conta e não pretendo regressar. Mas tenho pensado muito nisso ultimamente. Como é que uma pessoa como eu, que não tem círculos sociais cá fora nem amizades nem nada do género, conhece pessoas e desenvolve relacionamentos, debate assuntos e mantém a mente activa, entre outras coisas? Mesmo procurando por fóruns de comunidades que me interessam, parece que se encontra tudo alojado no facebook.
    De certa forma foi libertador porque já não ando com o constante peso na cabeça de ter uma conta de facebook aberta, por vários motivos que não vou neste momento detalhar, mas também não sei como é suposto eu fazer parte de certas coisas quando tudo parece lá estar.

    Actualmente apenas utilizo o instagram e é porque tem um foco muito específico - fotografia, que é um dos meus grandes interesses - e que torna essa plataforma um hobbie que me mantém sã ao invés de um vício. Mas também reactivei-o recentemente e voltarei a desactivar quando achar que faz sentido. Não me serve tanto como uma plataforma para conhecer pessoas e desenvolver relacionamentos (seja de que tipo for) mas também não me dá as dores de cabeça nem me faz sentir exposta e vulnerável como o facebook - o que é ideal para a minha saúde mental (assim como este fórum).

    Mas voltando ao facebook pela questão que colocaste e porque é uma rede social mais complexa e com um teor inter-relacional: não sei bem quais serão as consequências a longo-prazo, seja para mim ou seja para a sociedade no geral. O que sei agora é que embora esteja mentalmente mais descansada, sinto muitas vezes que estou a perder coisas: notícias, eventos, comunidades, ligações, partilhas, etc. É uma sensação estranha. Não é nada que me sufoque mas em dias menos bons chateia-me um pouco. Porque mesmo que eu procure essas coisas noutros lados, é como se estivesse quase tudo centralizado ali. É a sensação que me dá. E pode ser bastante solitário e frustrante. Parece que a minha existência por vezes é negada por não ter facebook, se é que isto faz sentido. É como se fosse invisível no mundo ou vivesse completamente à parte, mesmo que não queira.  [smiley=desconfortavel.gif]

    Parece um ciclo vicioso mas continuo a achar que há realmente um ponto de começo e de saída: todo este sistema da treta que não funciona, que nos quer a sobreviver para produzir e encher os bolsos de outras pessoas e nada mais. É normal que o ser humano, generalizando, queira ter conexões, mais compreensível é em situações em que não pode sentir ou conectar-se de outra maneira: ou falta tempo ou falta dinheiro ou falta energia ou faltam ferramentas ou falta tudo. E é isso que tem um impacto negativo nas nossas vidas e as redes sociais são apenas ferramentas e as respectivas adições consequências disto mesmo.
    « Última modificação: 16 de Janeiro de 2018 por سامانتا »
      «Open your eyes, open your mind,
      proud like a god, don't pretend to be blind.
      Trapped in yourself, break out instead,
      beat/feed the machine that works in your head»
      - Guano Apes

      O que se passa com as redes sociais?
      #2

      Offline Atomic

      • *****
      • Membro Ultra
      • Género: Masculino
      • Everything changes when you grow old...
        • Somos Blergh
      Eu diria que na atualidade sou 100% dependente do facebook no meu dia a dia, principalmente no que toca a questões sociais. Faço a maior parte do meu diálogo com outras pessoas via messenger e é onde estão quase todas as pessoas com quem habitualmente falo. Sinto que conseguiria desligar se fosse essa a minha intenção, mas sei que daria trabalho e que inevitavelmente iria perder coisas que estão a acontecer.

      Por outro lado, e um pouco em resposta ao que já aqui foi dito, sinto que de facto se torna um pouco difícil manter uma amizade com alguém que não tenha facebook. Se utilizasse whatsapp, era a mesma questão, simplesmente fui parar ao messenger e aí fiquei. Há uns tempos inclusive estava a falar no grindr com um rapaz e quando lhe pedi o facebook e ele disse-me que não tinha fiquei extremamente surpreendido :P avisei que seria muito possivel que não nos volt assemos a ver tão cedo porque as minhas aparições no grindr são muito esporádicas e o rapaz disse que naquela semana não podia marcar um café. Suponho que ele se sinta um pouco como vocês :P

      De facto não tenho uma conclusão muito feliz a dar sobre esse assunto, mas estou muito interessado na vossa jornada e nos vossos pontos de vista ^^

      O que se passa com as redes sociais?
      #3

      Offline Odraude

      • ***
      • Membro Total
      • Género: Masculino
      • Sometimes home can be another person
        • Tumblr
      Concordo contigo سامانتا , também acho que quem não tem facebook está a perder montes de informação. Cada vez é mais difícil não fazer parte dessas redes.  [smiley=confuso.gif]
      Naquele ano que estive sem perfil, foi super desafiante conhecer pessoas novas. Porque tinha de fazer aquela primeira interacção no mundo real, e muita gente simplesmente não estava receptiva a isso :(. E quando estão, chega sempre o momento "Então dá-me o teu facebook!" e sentes que te estão a pedir uma prova da tua existência [smiley=desconfortavel.gif]. Pelo menos eu senti isso. Se há uns anos não ter facebook era considerado um statement a favor das interacções no mundo real...hoje simplesmente és considerado alguém que quer estar desligado do mundo. E perdem interesse em conhecer-te... [smiley=desconfortavel.gif]
      « Última modificação: 16 de Janeiro de 2018 por Odraude »
        "Honesty is such a lonely word"

        O que se passa com as redes sociais?
        #4

        Offline TK

        • *****
        • Associad@
        • Membro Sénior
        Penso nisso por vezes. De facto, apenas tenho Facebook e LinkedIn (neste segundo caso só mesmo para a parte profissional e muito raramente lá vou). Não ligo muito ao Facebook (uso sobretudo por causa do messenger que me permite manter contacto com vários grupos de pessoas e vou respondendo num ou noutro grupo fechado de amigos que conheça pessoalmente). Faço um post a cada 3 meses talvez e devo perder cerca de 5min por mês (se tanto) a ver o feed da página principal. Ou seja, utilização quase nula. Gosto assim.

        Em todo o caso, não deixo de sentir o que já aqui foi comentado: temos demasiado pouco tempo para nós próprios e vivemos numa sociedade constantemente conectada e em que temos que estar em todo o lado e responder a tudo. Creio que nisso, as redes sociais não ajudam. Aliás, "forçam-nos" a estar ainda mais ligados constantemente a absorver e processar informação (muitas vezes não assim tão útil) e "empurra-nos" naquele sentido de manter aparências e mostrarmos, às vezes, mais aquilo que desejamos ser do que daquilo que efetivamente somos. E isto pode ser muito perverso. Além de nos estarmos a enganar a nós próprios, ainda estamos a criar  uma certa frustração nos que nos vêem e um constante sentimento de que "nunca vou ser tão bonit@ como x, tão feliz como y ou estar tão próxim@ da minha família como z", quando muitas vezes essa nem é a realidade do x, do y ou do z.

        A nossa sociedade, da forma como está estruturada pelo menos nalguns pontos, não serve. Aliás, se não tivermos o cuidado se fazer uma pausa e desligar de vez em quando, não duvido que esta azáfama em que andamos diariamente nos poderá levar àquele ponto em que simplesmente daremos em loucos :x
          Força, coragem e nunca desistas! No final, tudo terá valido a pena! ;)

          "nah.... i choose love. every single time" - Camila Cabello

          O que se passa com as redes sociais?
          #5

          Offline Odraude

          • ***
          • Membro Total
          • Género: Masculino
          • Sometimes home can be another person
            • Tumblr
          Além de nos estarmos a enganar a nós próprios, ainda estamos a criar uma certa frustração nos que nos vêem e um constante sentimento de que "nunca vou ser tão bonit@ como x, tão feliz como y ou estar tão próxim@ da minha família como z", quando muitas vezes essa nem é a realidade do x, do y ou do z.
          Concordo a 100%! As pessoas criam a imagem que lhes apetece independentemente de corresponder à realidade ou não. E são "espertas" em fazê-lo, porque estão a usar a ferramenta a seu favor, promovendo uma imagem melhorada. No entanto, ao final de contas, se não há conteúdo ninguém vai ficar...
            "Honesty is such a lonely word"

            O que se passa com as redes sociais?
            #6

            Offline codename:none

            • *****
            • núcleo lgbti braga
            • Membro Sénior
            • Género: Feminino
            • "You'll never walk alone"
            O meu uso de redes sociais baseia-se maioritariamente na necessidade e no jeito que elas dão para comunicar com mais que uma pessoa ao mesmo tempo. Tenho conversas de grupo no messenger e WhatsApp, tenho grupos fechados no Facebook e sigo muito pouca gente no Instagram. No que diz respeito às redes sociais propriamente ditas (Facebook, LinkedIn, Instagram), o meu nível de scroll é praticamente nulo. Nem tempo para isso tenho. Quando eventualmente ando por lá, consigo pôr-me a par de algumas notícias e novidades, mas sou normalmente a pessoa do grupo que nunca sabe o que se anda a passar (se não tiver sido mencionado nas conversas). Portanto, diria que sou viciada na parte das ferramentas de comunicação, mas não na "cusquice" em si.
              Somos de Braga, deixamos a porta aberta!
              O núcleo da rede ex aequo de Braga já abriu! Para saber mais sobre o que andamos a tramar, explora o fórum ou manda MP :)

               

              Tópicos relacionados

                Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
              119 Respostas
              20464 Visualizações
              Última mensagem 3 de Julho de 2013
              por Oak
              Redes sociais

              Iniciado por nicsparks « 1 2 ... 42 43 » Educação, Ciência e Tecnologia

              856 Respostas
              99299 Visualizações
              Última mensagem 10 de Abril de 2016
              por Malayka
              20397 Respostas
              721336 Visualizações
              Última mensagem Quinta-feira
              por dani_S
              Não consigo entender o que se passa...

              Iniciado por thelittlemonster Apoio

              6 Respostas
              1476 Visualizações
              Última mensagem 19 de Maio de 2011
              por Bc
              0 Respostas
              254 Visualizações
              Última mensagem 13 de Agosto de 2018
              por Beyonce