rede ex aequo

Olá Visitante20.ago.2019, 10:39:57

Autor Tópico: Banco Alimentar contra a Fome  (Lida 1729 vezes)

 
Banco Alimentar contra a Fome
#0

Offline carolinalg

  • *****
  • Moderação Geral
  • Membro Elite
  • Género: Feminino
  • call it Magic... call it true...
Hello, pessoal!

Enquanto escuteira, este ano fiquei muito triste por não poder participar diretamente na campanha de recolha de alimentos desta associação, durante este fim-de-semana, por estar na capital a estudar. Claro que fiz o meu dever cívico de contribuir, comprando eu vales do BA no supermercado mais perto de mim...

E vocês?

Alimentaram esta ideia?
Costumam fazê-lo recorrentemente? :)

Abraço
    - carolinalg -

    Banco Alimentar contra a Fome
    #1

    Offline caires

    • *****
    • núcleo lgbti funchal
    • Membro Elite
    • Género: Masculino
    • coordenador núcleo lgbti funchal | direção rea
      • núcleo lgbti funchal
    Eu sou voluntário do Banco Alimentar desde há dois anos. E vou sempre. Há dois anos fiz três turnos seguidos nos dois dias de campanha. Da última vez estive no armazém... é giro, mas seria melhor se eu tivesse levado alguém que conhecesse. :P Este ano só fiz um turno porque era-me mesmo impossível ajudar mais... too much to do. :/

    Banco Alimentar contra a Fome
    #2

    Offline carolinalg

    • *****
    • Moderação Geral
    • Membro Elite
    • Género: Feminino
    • call it Magic... call it true...
    Eu sou voluntário do Banco Alimentar desde há dois anos. E vou sempre. Há dois anos fiz três turnos seguidos nos dois dias de campanha. Da última vez estive no armazém... é giro, mas seria melhor se eu tivesse levado alguém que conhecesse. :P Este ano só fiz um turno porque era-me mesmo impossível ajudar mais... too much to do. :/


    Caires,

    Boa! Excelente ginástica de horários, para conseguires ser útil e manter a tua vida ao mesmo tempo!
    Na campanha anterior a esta, também estive a trabalhar em armazém. Vim com a minha Tribo dos Escuteiros até ao segundo armazém do Banco Alimentar (aquelas das crianças, que fica metido lá para dentro de um bairro estranho...).

    Abraço

    « Última modificação: 1 de Junho de 2015 por carolinalg »
      - carolinalg -

      Banco Alimentar contra a Fome
      #3

      Offline caires

      • *****
      • núcleo lgbti funchal
      • Membro Elite
      • Género: Masculino
      • coordenador núcleo lgbti funchal | direção rea
        • núcleo lgbti funchal
      Sou do Funchal, Carolina, mas obrigado na mesma. :D

      Banco Alimentar contra a Fome
      #4

      Offline carolinalg

      • *****
      • Moderação Geral
      • Membro Elite
      • Género: Feminino
      • call it Magic... call it true...
      Sou do Funchal, Carolina, mas obrigado na mesma. :D


      Spoiler (clica para mostrar/esconder)
        - carolinalg -

        Banco Alimentar contra a Fome
        #5

        Offline origo

        • *****
        • Membro Ultra
        • Género: Feminino
        • Only a life lived for others is a life worthwhile
        Eu adoro sempre o ambiente do Banco Alimentar :) tanta solidariedade entre tantos géneros e idades, nada importa a não ser o contributo de cada um@ e esse espírito acho que ajudava muito em muitas dimensões e áreas do ser humano!

        Sempre que posso, tento dar o meu contributo e não me arrependo nada (mesmo de gastar as poucas folgas ou descansos que tenho ao fim-de-semana).

        É para tod@s e de tod@s :D
          http://www.meetup.com/pt-BR/Comunidade-Queer-LGBTQIA-Portugal/
          "A journey of a thousand miles begins with a single step." Provérbio chinês
          "Altruism is not a luxury, but a necessity" Matthieu Ricard
          http://www.imissio.net/artigos/49/1885/algumas-notas-sobre-a-gentileza/

          Banco Alimentar contra a Fome
          #6

          Offline carolinalg

          • *****
          • Moderação Geral
          • Membro Elite
          • Género: Feminino
          • call it Magic... call it true...
          PESSOAL, ATENÇÃO:


          Vai haver campanha de novo, muito em breve!!!


          De 28 de NOVEMBRO a 6 de DEZEMBRO, num supermercado perto de vocês!!!! :D




          Eu vou contribuir e, possivelmente, fazer voluntariado como escuteira numa cadeia qualquer de supermercados! De que é que estão à espera para se juntarem a esta causa? ;)
          « Última modificação: 28 de Novembro de 2015 por carolinalg »
            - carolinalg -

            Banco Alimentar contra a Fome
            #7

            Offline caires

            • *****
            • núcleo lgbti funchal
            • Membro Elite
            • Género: Masculino
            • coordenador núcleo lgbti funchal | direção rea
              • núcleo lgbti funchal
            Eu ia participar, mas desta vez não deu mesmo. Too much to do.

            Banco Alimentar contra a Fome
            #8

            Offline MoonRising

            • *
            • Novo Membro
            • Género: Feminino
            Eu ajudo doando alimentos e coisas na minha paróquia. Não gosto da Jonnet nem que me paguem.  :-X

              Banco Alimentar contra a Fome
              #9

              Offline caires

              • *****
              • núcleo lgbti funchal
              • Membro Elite
              • Género: Masculino
              • coordenador núcleo lgbti funchal | direção rea
                • núcleo lgbti funchal
              Eu a paróquias é que não doo mesmo. Prefiro doar ao Banco Alimentar que depois distribui por outras associações.

              Banco Alimentar contra a Fome
              #10

              Offline Mr Unchained

              • *****
              • Membro Vintage
              • Género: Masculino
              • Cada passo segue um ritmo!
              Não sou voluntário, mas ajudo sempre que aparece a iniciativa e normalmente 2 vezes durante esse tempo.
                Dá um passo a seguir ao outro sem medos, se tropeçares e caires, podes levantar e aprender andar melhor :)

                Banco Alimentar contra a Fome
                #11

                Offline MoonRising

                • *
                • Novo Membro
                • Género: Feminino
                Eu a paróquias é que não doo mesmo. Prefiro doar ao Banco Alimentar que depois distribui por outras associações.

                Isso depende da convicção de cada um, claro. Respeito, mas disse o que eu faço  ;)
                Desde que se ajude o próximo tá certo  :)

                  Banco Alimentar contra a Fome
                  #12

                  Offline Atomic

                  • *****
                  • Membro Ultra
                  • Género: Masculino
                  • Everything changes when you grow old...
                    • Somos Blergh
                  Já ouvi dizer que o banco alimentar muitas vezes é feito mais tendo em conta os interesses dos supermercados do que os das pessoas e que haveria formas melhores de fazer estas ações de solidariedade. Alguém está informado de iniciativas locais ou algo assim, onde seja mais certo que as coisas de facto cheguem mais diretamente às mãos de quem precisa?

                  Banco Alimentar contra a Fome
                  #13

                  Offline codename:none

                  • *****
                  • núcleo lgbti braga
                  • Membro Sénior
                  • Género: Feminino
                  • "You'll never walk alone"
                  Já ouvi dizer que o banco alimentar muitas vezes é feito mais tendo em conta os interesses dos supermercados do que os das pessoas e que haveria formas melhores de fazer estas ações de solidariedade. Alguém está informado de iniciativas locais ou algo assim, onde seja mais certo que as coisas de facto cheguem mais diretamente às mãos de quem precisa?


                  Concordo e aguardo feedback de quem saiba também.
                    Somos de Braga, deixamos a porta aberta!
                    O núcleo da rede ex aequo de Braga já abriu! Para saber mais sobre o que andamos a tramar, explora o fórum ou manda MP :)

                    Banco Alimentar contra a Fome
                    #14

                    Offline carolinalg

                    • *****
                    • Moderação Geral
                    • Membro Elite
                    • Género: Feminino
                    • call it Magic... call it true...
                    Varia de cidade para cidade ..
                    Há que procurar na sua cidade qual a associação mais fiável.
                      - carolinalg -

                      Banco Alimentar contra a Fome
                      #15

                      Offline Kidrauhl

                      • ***
                      • Membro Total
                      • Género: Masculino
                      Já ouvi dizer que o banco alimentar muitas vezes é feito mais tendo em conta os interesses dos supermercados do que os das pessoas e que haveria formas melhores de fazer estas ações de solidariedade. Alguém está informado de iniciativas locais ou algo assim, onde seja mais certo que as coisas de facto cheguem mais diretamente às mãos de quem precisa?

                      Acho surreal esta afirmação. Conveniência dos supermercados? Mas há alguma instituição com o âmbito de actuação do Banco Alimentar que consiga cumprir as suas funções sem parcerias? O Banco Alimentar nem sequer é uma instituição portuguesa, está integrado na rede europeia de bancos alimentares que fazem o mesmo trabalho em outros países da Europa. Se há mérito que o Banco Alimentar tem é ter tirado das catacumbas e da clandestinidade o apoio social aos mais carenciados, conferindo-lhe um carácter moderno, com ampla divulgação mediática e, sobretudo, grande profissionalismo, ao estar também assegurada toda a função logística (com os armazéns, conhecidos de todos, na Av. Ceuta). Não é por fazerem acções de recolha esporádicas (normalmente por altura do Natal) nos supermercados que a comida não chega a quem precisa, sendo que, por trás dessas recolhas, está todo o trabalho de recolha e distribuição pelas mais variadas instituições sociais.

                      Posto isto, a Re-food (que, curiosamente, também funciona com parcerias, que escândalo!) trata de recolher os desperdícios alimentares das mais variadas entidades, como restaurantes e supermercados. Posteriormente, procede à sua distribuição, em pontos de distribuição criados pela Re-food ou em entrega ao domicílio, ou até por instituições sociais. Está organizado por toda a cidade em núcleos (um por freguesia, normalmente), que coordenam todo o processo, estabelecem as parcerias, etc. Tem um carácter mais local, inclusivamente alguns núcleos são apoiados pelas juntas de freguesia. De referir que todo este processo teve um grande impulso do vereador João Gonçalves Pereira da CML, que assumiu funções como Comissário Municipal de Combate ao Desperdício Alimentar no mandato autárquico anterior. A Re-food é (tal como o Banco Alimentar) uma instituição que faz as coisas "chegarem a quem mais precisa". É uma boa alternativa para quem se sente mais à vontade com o seu carácter mais descentralizado, que não se verifica tanto no Banco Alimentar (a nível da cidade). Todavia, há também noutras cidades do país núcleos do Banco Alimentar.
                      « Última modificação: 21 de Março de 2018 por Kidrauhl »

                        Banco Alimentar contra a Fome
                        #16

                        Offline Atomic

                        • *****
                        • Membro Ultra
                        • Género: Masculino
                        • Everything changes when you grow old...
                          • Somos Blergh
                        Já ouvi dizer que o banco alimentar muitas vezes é feito mais tendo em conta os interesses dos supermercados do que os das pessoas e que haveria formas melhores de fazer estas ações de solidariedade. Alguém está informado de iniciativas locais ou algo assim, onde seja mais certo que as coisas de facto cheguem mais diretamente às mãos de quem precisa?

                        Acho surreal esta afirmação. Conveniência dos supermercados? Mas há alguma instituição com o âmbito de actuação do Banco Alimentar que consiga cumprir as suas funções sem parcerias? O Banco Alimentar nem sequer é uma instituição portuguesa, está integrado na rede europeia de bancos alimentares que fazem o mesmo trabalho em outros países da Europa. Se há mérito que o Banco Alimentar tem é ter tirado das catacumbas e da clandestinidade o apoio social aos mais carenciados, conferindo-lhe um carácter moderno, com ampla divulgação mediática e, sobretudo, grande profissionalismo, ao estar também assegurada toda a função logística (com os armazéns, conhecidos de todos, na Av. Ceuta). Não é por fazerem acções de recolha esporádicas (normalmente por altura do Natal) nos supermercados que a comida não chega a quem precisa, sendo que, por trás dessas recolhas, está todo o trabalho de recolha e distribuição pelas mais variadas instituições sociais.

                        Posto isto, a Re-food (que, curiosamente, também funciona com parcerias, que escândalo!) trata de recolher os desperdícios alimentares das mais variadas entidades, como restaurantes e supermercados. Posteriormente, procede à sua distribuição, em pontos de distribuição criados pela Re-food ou em entrega ao domicílio, ou até por instituições sociais. Está organizado por toda a cidade em núcleos (um por freguesia, normalmente), que coordenam todo o processo, estabelecem as parcerias, etc. Tem um carácter mais local, inclusivamente alguns núcleos são apoiados pelas juntas de freguesia. De referir que todo este processo teve um grande impulso do vereador João Gonçalves Pereira da CML, que assumiu funções como Comissário Municipal de Combate ao Desperdício Alimentar no mandato autárquico anterior. A Re-food é (tal como o Banco Alimentar) uma instituição que faz as coisas "chegarem a quem mais precisa". É uma boa alternativa para quem se sente mais à vontade com o seu carácter mais descentralizado, que não se verifica tanto no Banco Alimentar.

                        Note-se que eu não disse em lado algum que a instituição não deva existir. Estou só a constatar que provavelmente existem interesses para lá da filantropia, quando juntas doações e uma loja que vende coisas para essas doações no mesmo espaço, enquanto como mencionaste no refood trata-se somente de doações.

                        Com essa questão à parte, agradeço a partilha detalhada dos projectos de refood, já me tinha lembrado deles mas pouco sabia. Infelizmente há muitas empresas de restauração que acabam por deitar comida ao lixo só porque sim, quando a podiam doar a pessoas que de facto precisam dela. O meu namorado no verão trabalha na restauração e de facto é lamentável a quantidade de comida que vai para o lixo pelas razões mais parvas :/

                        Banco Alimentar contra a Fome
                        #17

                        Offline Kidrauhl

                        • ***
                        • Membro Total
                        • Género: Masculino
                        Já ouvi dizer que o banco alimentar muitas vezes é feito mais tendo em conta os interesses dos supermercados do que os das pessoas e que haveria formas melhores de fazer estas ações de solidariedade. Alguém está informado de iniciativas locais ou algo assim, onde seja mais certo que as coisas de facto cheguem mais diretamente às mãos de quem precisa?

                        Acho surreal esta afirmação. Conveniência dos supermercados? Mas há alguma instituição com o âmbito de actuação do Banco Alimentar que consiga cumprir as suas funções sem parcerias? O Banco Alimentar nem sequer é uma instituição portuguesa, está integrado na rede europeia de bancos alimentares que fazem o mesmo trabalho em outros países da Europa. Se há mérito que o Banco Alimentar tem é ter tirado das catacumbas e da clandestinidade o apoio social aos mais carenciados, conferindo-lhe um carácter moderno, com ampla divulgação mediática e, sobretudo, grande profissionalismo, ao estar também assegurada toda a função logística (com os armazéns, conhecidos de todos, na Av. Ceuta). Não é por fazerem acções de recolha esporádicas (normalmente por altura do Natal) nos supermercados que a comida não chega a quem precisa, sendo que, por trás dessas recolhas, está todo o trabalho de recolha e distribuição pelas mais variadas instituições sociais.

                        Posto isto, a Re-food (que, curiosamente, também funciona com parcerias, que escândalo!) trata de recolher os desperdícios alimentares das mais variadas entidades, como restaurantes e supermercados. Posteriormente, procede à sua distribuição, em pontos de distribuição criados pela Re-food ou em entrega ao domicílio, ou até por instituições sociais. Está organizado por toda a cidade em núcleos (um por freguesia, normalmente), que coordenam todo o processo, estabelecem as parcerias, etc. Tem um carácter mais local, inclusivamente alguns núcleos são apoiados pelas juntas de freguesia. De referir que todo este processo teve um grande impulso do vereador João Gonçalves Pereira da CML, que assumiu funções como Comissário Municipal de Combate ao Desperdício Alimentar no mandato autárquico anterior. A Re-food é (tal como o Banco Alimentar) uma instituição que faz as coisas "chegarem a quem mais precisa". É uma boa alternativa para quem se sente mais à vontade com o seu carácter mais descentralizado, que não se verifica tanto no Banco Alimentar.

                        Note-se que eu não disse em lado algum que a instituição não deva existir. Estou só a constatar que provavelmente existem interesses para lá da filantropia, quando juntas doações e uma loja que vende coisas para essas doações no mesmo espaço, enquanto como mencionaste no refood trata-se somente de doações.

                        Com essa questão à parte, agradeço a partilha detalhada dos projectos de refood, já me tinha lembrado deles mas pouco sabia. Infelizmente há muitas empresas de restauração que acabam por deitar comida ao lixo só porque sim, quando a podiam doar a pessoas que de facto precisam dela. O meu namorado no verão trabalha na restauração e de facto é lamentável a quantidade de comida que vai para o lixo pelas razões mais parvas :/

                        Não entendo a diferenciação. Tanto o Banco Alimentar como a Re-food recorrem a um sistema de parcerias. É natural que o Banco Alimentar, fazendo as suas campanhas de recolha de alimento em supermercados, tenha de fazer com que o supermercado não saia a perder (através de publicidade, partilha de receitas, os procedimentos habituais). A Re-food faz parcerias a um nível mais localizados, mas também com entidades privadas (restaurantes, empresas etc). Só funciona este modelo se for estabelecido em rede. O Banco Alimentar faz recolhas em espaços que não são seus, é natural que o supermercado queira para si o lucro de serem lá comprados produtos para doação. A Re-food utiliza pontos de distribuição que são seus e assume os custos do processo de recolha (não onerando os restaurantes). São estratégias diferentes, mas igualmente respeitáveis, a meu ver.

                        De nada. As instituições que actuam nesta área merecem divulgação e, felizmente, têm tido. São iniciativas locais a que qualquer pessoa se pode juntar, no caso da Re-food ao nível do núcleo/freguesia, no caso do Banco Alimentar a um nível mais abrangente.

                           

                          Tópicos relacionados

                            Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
                          83 Respostas
                          22916 Visualizações
                          Última mensagem 20 de Janeiro de 2012
                          por Buwayh
                          70 Respostas
                          22132 Visualizações
                          Última mensagem 8 de Março de 2013
                          por 777aqua
                          39 Respostas
                          11843 Visualizações
                          Última mensagem 7 de Fevereiro de 2010
                          por acidburn
                          40 Respostas
                          23902 Visualizações
                          Última mensagem 27 de Maio de 2009
                          por Blackdi
                          33 Respostas
                          8497 Visualizações
                          Última mensagem 22 de Janeiro de 2012
                          por Boreas