Fórum da rede ex aequo

Assuntos Gerais => Geral => Tópico iniciado por: cacao em 12.mar.2004, 21:10:46

Título: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: cacao em 12.mar.2004, 21:10:46
Alguns de nós antes de aceitarmos para nós mesmos a nossa homo/ bissexualidade namoramos ou curtimos com pessoas do sexo oposto. Às vezes, essas relações chegam a durar anos outras são pontuais mas quase todas são fruto de uma hegemonia heterossexista.

Já passaram por isso?...

Que opinam? Acham bem, mal, normal, ... etc.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: bluejazz em 12.mar.2004, 21:34:32
Para mim foi um pouco difícil escolher uma opção, porque "gostar" é muito relativo e não o fiz por pressão, só não tinha noção ainda da minha verdadeira orientação sexual. Sim gostava dele, mas não estava realmente "apaixonada". É muito fácil pensar, infundadamente, que sentimos uma coisa até realmente sentirmos esse sentimento de modo genuíno e inegável - e só o sabemos verdadeiramente quando o sentirmos e só se calhar para muita gente nessa altura vai perceber que o que sentiu antes por outras pessoas não era de facto amor (em sentido pleno). :)

Quanto à minha opinião sobre o assunto... acho que é pena que alguém se sinta na necessidade de envolver-se com alguém do sexo oposto apesar de não ser aquilo que realmente quer e sente, para além de certo modo (independentemente dos sentimentos vindos do outro lado) estarmos a enganar essa pessoa com quem estamos se "fingirmos" que estamos "apaixonados" ou sentimos "amor" por essa pessoa (no sentido conjugal).

Acho que é fácil ficcionarmos o sentimento, quando não sabemos o que é realmente amar ou quando a via mais fácil, menos dolorosa e menos problemática é ficcioná-lo para os outros e/ou para si mesmo.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: blueeyes em 13.mar.2004, 21:01:09
Não escolhi nenhuma das opções.

Já namorei com o sexo oposto, mas nunca fui verdadeiramente feliz com essa relação.

Andei um pouco perdida até descobrir a minha verdadeira orientação sexual.  :P
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: angel19 em 13.mar.2004, 21:09:36
Eu namorei com varios rapazes antes de me assumir.
Aliás, eu namorava com um rapaz há 2 anos, knd conheci uma certa menina daki... ;)
Não posso dizer k n gostava de rapazes...gostava sim, senão não namorava com eles...mas nunca me preencheram completamente....

Mas nunca o fiz como fachada, propriamente dita...simplesmente ainda não tinha certezas da mh homossexualidade...
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: ana em 13.mar.2004, 21:37:03
Er...
Hmmm...
Bem...
Na... decididamente tal nunca aconteceu  ;D
Desde cedo acompanhei as minhas amigas da altura às respectivas festas&convivios onde provavelmente se arranjava namorado. se havia algum que se pudesse mostrar mais interessado na minha figura,  já no dia a seguir fugia eu a sete léguas  ;D
uma certeza maior tinha: sabia aquilo que não queria.
Não parti de forma irremediável o coração a nenhum deles (sei de observação directa que estão casados, felizes, e com um filho em cada braço  ;D ;D ;D)!
Há certas verdades a que ainda não chegou a respectiva hora, mas o amor na 1ªa pessoa é que não é coisa para ser fachada.
A felicidade é demasiado importante para que assim seja!

Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Little_Lady em 14.mar.2004, 00:12:05
Apesar de ainda andar numa fase um tanto ou quanto esquisita e muito sem certezas, o facto é que nunca namorei com ninguém do sexo oposto.....adivinhar o futuro é impossivel mas jamais o faria para manter uma fachada.....se algum dia tiver alguma coisa com algum rapaz será, sempre, porque gosto dele de verdade nunca para desviar atenções......
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: HLuso em 14.mar.2004, 07:25:36
Namorar com alguém do sexo oposto por uma questão de fachada é algo muito triste, é acima de tudo uma violencia....!!!

Contudo não nos podemos esquecer que na realidade existem muitas pessoas Bissexuais e que podem de alguma forma ao longo da vida alternando os seus relacionamentos, e muitas vezes até o fazem em simultaneio...

Por exemplo existem muitas pessoas do sexo masculino, que sendo casadas, têm relações e envolvimentos Homossexuais...Alguns deles certamente o casamento é uma fachada, mas outros seguramente é apenas uma questão de bissexualidade....

Muitas vezes os Bissexuais não são bem entendidos,e até vitimas de alguma maldicencia e preconceito pelos Gays que por exemplo acham que os Bi são Homo não assumidos e que só existe Homossexualidade e Heterossexualidade...

Portanto a questão da fachada é muito relativa..cada caso é um caso!..e acho que não se deve cometer injustiças....

Então o homem Bissexual, e sei de alguns casos, é muitas vezes maltratado...pois nunca lhes é admitido a sua Bissexualidade, nem pelos Hetero, nem pelos Gays.. o Homem Bissexual é logo rotulado de homossexual...é complicado!

E depois existem muitas ideias feitas sobre isso..por exemplo ainda bem à pouco tempo, numa festa em que eu me encontrava, ouvi este comentário de um sujeito (isto numa roda de conversa e o tema de repente foi a Homossexualidade), então dizia ele.."O problema é a pessoa experimentar, a partir do momento que experimenta já não consegue largar esse vicio.." ..Fique a pensar, bem a Homossexualidade para este tipo é como um vicio, tipo cigarro, droga etc...

Isto para dizer que na realidade, acusar alguem que vive numa fachada, parece-me um caminho muito facil e bastante generalista..cada caso é um caso, cada pessoa é uma pessoa...

Por isso gostei tanto de ler "A Casa dos Budas Ditosos", muito giro!






 

Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: bluejazz em 14.mar.2004, 08:01:57
e muitas vezes até o fazem em simultaneio...

Eu acho que outro mito da bissexualidade é que é sinónimo de bigamia... em simultâneo também têm muitos heterossexuais relações com 2 pessoas do sexo oposto e o mesmo pode acontecer com homossexuais com 2 pessoas, uma de cada sexo. Acho perigoso e generalizador ligar-se de forma tão livre a bissexualidade à ocorrência de pessoas que se envolvem em simultâneo com 2 pessoas de cada sexo, porque não é necessariamente verdade.

Depois leio coisas como já li... "Sou bissexual, mas a minha namorada não aceita bem que tenha também um relacionamento com um homem". Bissexualidade e bigamia não são sinónimos. Não fico nada admirada que a namorada (ou o namorado, se for o caso) nestes casos não aceite bem se está interessada numa relação monógama. E essa relação monógoma é perfeitamente possível com uma pessoa bissexual, desde que esta queira o mesmo (o que muitos bissexuais querem de facto).

PS. HLuso, sei que não estavas necessariamente a dizer o que escrevi de modo exclusivo, mas não queria deixar de fazer estas notas...
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Nu_vito em 14.mar.2004, 10:32:33
"já e gostei dela" foi a minha opcção....
é verdade já namorei e se me tornar a "apetecer" tornarei a namorar, curtir seja la o k for com pessoas do sexo oposto...para alguma coisa me defino cm bi!! ;)
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: candy cane em 14.mar.2004, 10:37:34
Mas tu namoraste com uma rapariga porque gostavas dela, não foi uma fachada.

Seria bem diferente se andasse com ela só para negares o facto de gostares de homens.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Nu_vito em 14.mar.2004, 10:42:28
logo..escolhi a opcção k escolhi... ;)
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: HLuso em 14.mar.2004, 14:55:14
Bissexualidde...Monogamia, bigamia e poligamia...


O meu ponto de vista, e neste contexto, é o seguinte...

Existem sujeitos casados que procuram o chamado sexo descartavel...

Esse comportamento aplica-se por exemplo a todos aqueles que extra matrimonio, e neste caso refiro-me ao lado masculino, procuram acompanhantes, prostitutas, têm amantes etc,  ou  seja  dão constantemente facadas no casamento (de forma bigamica, poligamica etc etc)


Mas também existe outra modalidade deste tipo de comportamento (dos tais sujeitos que procuram sexo descartavel...)...Existe na realidade quem escolha para as tais facadas no matrimonio, pessoas do mesmo sexo...

A Minha questão é a seguinte...temos o primeiros caso do heterossexual masculino casado que procura meninas, tem amantes etc...de uma forma ou outra é um comportamento que não levanta polémicas do ponto de vista da orientação sexual...

Mas já no segundo caso, do tal heterossexual masculino casado que procura pessoas do mesmo sexo nesse mesmo âmbito...a história é diferente....!

Por exemplo muitas vezes ouço Gays dizerem..Que abominam esse tipo de comportamento (o do segundo caso)..pois eles deviam se assumir...Ao qual eu geralmente argumento..Mas assumir o quê??....Que são homossexuais, respondem-me...Mas será que não podem ser Bissexuais???, pergunto eu...Da mesma forma que os outros tem amantes e procuram sexo descartavel com o sexo oposto, estes o fazem com pessoas do mesmo sexo..e pode ser Bissexualidade...Não tem de ser necessariamente uma fachada montada para esconder uma Homossexualidade reprimida....

Não sei se me fiz compreender, mas é esta a minha opinião para estes casos...


Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: alex_source em 15.mar.2004, 12:23:32
Ora  bem... fachada. Fachada até há bem pouco tempo só para mim. Já namorei com vários rapazes e já REnamorei com alguns deles. Nunca na minha vida sequer pensei fazer amor  com 1 ke fosse e so ha pouco tempo me apercebi pq m afastava qndo as coisas começavam a akecer  :-[
N k o ponha de parte mas enganava-me a mim própria qndo dizia ke gostava deles e só depois, pensando cheguei a conclusao ke sentia 1 amizade tao grande ke pensava ama-lo, mas nada disto foi verdade.
Fachada...
Os nossos amigos tentam ke nos namoremos so pq namoram. Na minha vila é mesmo uma espécie de estatuto. Claro ke a rapariga com namorada rebenteria a escala abaixo de zero, ja ke n ta em kestao. Por isso kuando m tentam arranjar namorado, ou pensam ke o tenho deixo-os pensar isso pois ja n m xateiam a cabeça. Isto é só 1a pekena fachada a comparar com os casamentos fingidos, etc...
Logo só posso dizer k há bem pior, só pretendo manter a minha integridade emõcional (o k devo dizer k é bastante dificil neste momento)

Mas realmente alguem exclusivamente homo foi ou é casado co sexo oposto aki no forum?
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: srfo1 em 16.mar.2004, 14:15:32
Nc m aconteceu isso...
Descobri a mh orientação sexual aos 13 anos e p mto estranho k pareça nc m senti confusa em relação a isso apesar d ainda n m ter assumido pr a mh família, só pr os amigos...

Podia n saber o k keria, m o k n keria sabia-o mto bem!!!

A prova disso é k nc tive kalker tipo d relação c o sexo oposto a n ser d amizade!!!

 :-*
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: timmy em 16.mar.2004, 16:31:04
uma certeza maior tinha: sabia aquilo que não queria.

Não sabes o k perdes... :P lol

:devil
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: C0XINHA em 16.mar.2004, 17:13:45
Eu ja tive 2 relacionamentos mt estranhos com o sexo oposto... mm dps de ter me gostado duma menina.

O primeiro foi meio q arranjado pela minha melhor amiga qd cheguei aqui, ela n sabia e quis ser cupida... n deu mt certo, mas n foi um conflito desastroso, acho q n gostavamos de verdade um do outro pra sermos namorados... as vezes ate desconfiei tb da orientaçao dele... era um rapaz mt simpatico, e as coisas n evoluiam, apesar de ter durado mt tempo, pq qs n nos viamos. Foi pseudo. Nos terminamos numa boa e nunca brigamos nem nada, so sentei pra conversar com ele pra dizer q a gnt n dava pra namorar, no maximo pra ser amigos, e assim foi, apesar de eu raramente o ver.

Minha propria mae dizia q eu deveria pelo menos saber um pouco como sao as coisas dos 2 lados, ja q tava na idade q servia pra isso mm (nao, ela n é uma desmiolada;))... E sim, fiz por uma certa pressao e tb pq queria experimentar, tinha curiosidade, pra saber como é e pq, pra qd eu estivesse mlr qt a minha sexualidade e eventualmente arranjasse uma namorada (q na epoca n havia coisa + impossivel de acontecer na minha cabeça) poder comparar. E como o primeiro n deu, tentei de novo, com um homem mais maduro. Leia-se com o dobro da minha idade na epoca. Pintou, e só o fiz pq sabia q n ia durar. N foi uma coisa mt saudavel, eu sentia uma dominaçao por ele sem tamanho, tb pq tinha a faca e o queijo na mao, e ele numa outra mao ainda... e sentia q era uma violencia cmg e c ele, nos 2 acabamos nos usando, ele tb n foi so vitima... mas n me arrependo... ele beijava mt bem e sabia mt do das mulheres, dai resolvi entao ja q tava nakela "fria" aprender ate onde fosse possivel ;) :P logico q n fomos mt longe... e fim. Nunca mais nos falamos dps q ele foi embora, e hj qd ele passa por portugal se mantem a no minimo 100km de coimbra qd estou por aki...

E pronto ja chegou, ja cometi os "erros" necessarios  pra amadurecer as ideias e ir pro caminho q considero melhor pra mim.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Azuth em 18.mar.2004, 10:44:26
 ::) Vou fugir um bocadinho do tema inicial ::)


E quando a vida a dois (ou a duas) se transforma em:

- Os meus amigos, não são os teus amigos e nem sequer se conhecem.

- Quando em familia, com os amigos, colegas de escola ou de trabalho:

* "Porque não namoras?"

* " Acho que ainda não conheci a pessoa certa....."

- A vida a dois (ou a duas) se resume ao espaço entre quatro paredes e a fronteira é a porta de casa?Porque até aí, procuramos entrar e saír a horas diferentes.

- O que é isto? Para não sofrermos discriminações, temos uma vida dupla?
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: new_alien em 18.mar.2004, 11:50:58
::) Sempre tive namorados homens, e gostei muito deles, com um cheguei a namorar quase 10 anos, na altura pensei q seria o homem da minha vida e com ele desejava casar, mas n resultou....  :-\ fiquei bastante mal por uns tempos, sozinha e sem confiar em ninguém e no amor.... até que me apareceu uma mulher, que me virou a cabeça e a vida de pernas para o ar (algo, que confesso, me baralhou um pouco, pq n aceitava lá muito bem o q se estava a passar) vivi uma vida dupla durante essa relação, e até nem me estava a dar mal, mas as coisas terminaram também passado algum tempo. Depois disso, andei muito confusa com tudo, com o q eu era, com o q sentia, o meu "inconsciente" (ou será consciente) n me deixava assumir para mim propria que se calhar sp tinha tido alguma "tendencia" para o mesmo sexo, passei uma fase insegura e de muito baixa auto-estima, vivia sem orgulho próprio e de certa forma à procura de uma solução egoísta e sem futuro, pois queria à "força" conhecer mais mulheres e sentir.... perceber o q sentia e se sentia, claro q não seria assim q as coisas poderiam funcionar, acabei por ter um relacionamento curto e precipitado onde tudo correu mal (existiram situações engraçadas, onde agora me rio sozinha, é que desde inicio que tudo apontava para um Não redondo, tudo o que eu tentava fazer ou algum sitio que tentava levar corria mal, ou n estava como o pretendido, os sinais não faltaram, mas eu não queria saber, embora todas essas situações tenham contribuido para que eu me sentisse ainda pior e uma falhada) eu não estava em mim, nem sabia muito bem como reagir/agir neste meio. Mas a verdade, é que esse relacionamento curto e precipitado ajudou-me a perceber o q andava a fazer comigo, ajudou-me a ver que andava a sentir-me uma victima da minha estupidez (andava constantemente a questionar-me o q sentia e porquê eu...) foram dadas algumas "chapadas" para eu acordar para a vida, e que assumo que estava a precisar, pois já nem eu me aturava a mim propria!!  ::)

Agora é o agora, assumo a minha Bi-sexualidade para mim propria e sinto-me bem com isso, mas foram uns momentos duros que passei.  :P Mas sinto-me bem comigo e com a minha vida e isso é o mais importante, embora ainda faça vida-dupla e talvez continue a faze-la por algum tempo, pois isso tb terá o seu timming certo...  :P (é que todas estas historias são ainda mt recentes....)

 ;D Hoje deu-me para ser desbocada....  :-X

Beijos a tod@s e fiquem bem, que eu ando feliz!!!   :P
 
 :-*
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: daLua em 18.mar.2004, 15:21:37
Somos dois!  ;D Pra mim só há uma regra: vale tudo menos brincar com os sentimentos dos outros... e com os meus, claro!
Há uma pessoa que me é próxima que quando eu dizia alguma coisa "comprometedora" ou me descaía um bocadinho em relação aos meus sentimentos mais íntimos, no início torcia o nariz e tentava subtilmente "curar-me". Mas de propósito cada vez me descaía mais, talvez p mostrar uma segurança que se calhar nem tinha mesmo. Agora tenho e já converso abertamente com ela sobre tudo o k me vai na tola. Ela própria já admitiu que tb já teve umas paixões platónicas por raparigas e que agora já começa a "micá-las" sem disfarçar tanto.  lol Eu já lhe dei a dica... pk é k não experimentas? Tens assim tanto medo de gostares? Vê lá se te caem os parentes na lama...
Ultimamente já me confessou k tem uma colega nórdica k é bué simpática e gira. Mostrou-me a fotografia e bem... até a barraca abana! Dei-lhe a minha bênção (diga-se disse:" dá-lhe, pk aviões desses não aterram todos os dias...) lol
Até me roí de inveja... dá Deus nozes a quem não tem dentes...
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: HLuso em 18.mar.2004, 19:15:14
Responder
- Quando em familia, com os amigos, colegas de escola ou de trabalho:

* "Porque não namoras?"

* " Acho que ainda não conheci a pessoa certa....."

Porque não namoro???

E Porque haveria de namorar, não me apetece, não quero...Sou egoista, egocentrico, o mundo gira à minha volta..e se às vezes nem para mim tenho paciencia quanto mais para aturar outra pessoa...Além disso acho uma baboseirada andar à procura do amor!Acho piroso!Adoro estar Só!E Tenho o direito de estar só se me apetecer!

É simples....!!!

Já agora, mas porque raio em sociedade se acha que um solteiro(a) tem de ser Homossexual..Isso é um grande Preconceito!

Que seca...Eu por acaso sou Homossexual e gosto de estar só!Mas conheço heteros que também assim o optaram...Mas a maioria (todos) dos meus amigos gays querem ou procuram namorado..Não percebi o que uma coisa tem a ver com a outra!

Que ideias tão quadradas que esta soceidade tem!

Deixem os solitários estar em paz e harmonia sffv!!!!


beijosssssss

Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Ange em 18.mar.2004, 22:17:12
Bem, o meu caso será bastante peculiar, ou melhor, mais especifico. Eu sou bissexual, mas nunca assumi nada sério com uma mulher. A minha familia já conheceu namorados meus (e atenção, n sabem da minha "outra face") e estou sozinha faz um ano. Constantemente estou a ouvir a ridicula pergunta: então, e namorados?... é tão, mas tão inconveniente!eu faço um sorriso de quem nem ouviu e simplesmente deixo escapar algo pelos labios, algo sem sentido, como "ando sem tempo p isso", ou "namorados?quem precisa deles?"(:P) e nesta sequencia devo reconhecer a posiçao do HLuso... existem pessoas que pura e simplesmente precisam d estar sozinhas e há mais... antes só que mal acompanhado(tb costumo responder isto à simpatica pergunta dos meus tios e tias)...  8)
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: moon_angel em 18.mar.2004, 22:51:06
Desde os meus 14/15 anos q senti q a minha vida n era igual a das minhas colegas de escola...

elas so sabiam falar de rapazes.... de "corpos" de rapazes.... de partes anatomicas dos corpos dos rapazes... dos 10 ultimos rapazes com quem tinham curtido da escola ... q fulano e cicrano sabiam beijar mto bem... etc... etc... etc...

eu sabia q nada disto me interessava... sabia-o e sentia dentro de mim algo superior a isso tudo... para mim todas essas conversas, eram da treta...  :-\

na faculdade, tive um rapaz q se apaixonou por mim... eu sentia-o... e gostava imenso da companhia dele, de estar com ele, de ir com ele ao cinema, de estar com ele nas aulas.... mas sabi q o me fascinva nele era a sua pureza de espirito.. o seu a-vontade... a sua forma de ver a vida... nunca gostei dele como eu sabia q ele gostava de mim...

hoje é O meu melhor amigo... esta longe, mto longe (a mais de 10h de aviao de distancia) mas esta comigo...

nunca tive nada com ele... nem com ele, nem com nenhum rapaz... mesmo sem saber la mto bem o q se passava no meu interior, pelo menos sabia mto bem o q nao queria... e isso permitiu q "nao fizesse nenhum disparate", ou cometesse qq tipo de fachada...

sempre me "conhecerem sozinha"... por isso ja ninguem estranha! :)
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Lia em 20.mar.2004, 16:58:33
acho que primeiro que tudo qualquer pessoa tem que se encontrar e definir primeiramente o que se quer e o que definimos por felicidade,se é ao lado de homem ou mulher ou inclusive de ambos... gostamos de pessoas e nao de sexos, contudo a sociedade inconscientemente e conscientemente nos incute valores ditos"normais" ou nao, e é isso que faz com que por vezes existam pessoas que tenham que esconder o facto de serem felizes da forma como bem entendem, talvez ate sejam felizes assim... afinal o termo felicidade varia de individuo para individuo.... quem somos nos para criticar? nos, alvo de discriminação,quem sao eles para criticar?eles, muitas vezes infelizes..... importante mesmo é ser feliz, seja de qualquer forma........
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Aluap em 21.mar.2004, 15:26:14
Desde os meus 14/15 anos q senti q a minha vida n era igual a das minhas colegas de escola...

elas so sabiam falar de rapazes.... de "corpos" de rapazes.... de partes anatomicas dos corpos dos rapazes... dos 10 ultimos rapazes com quem tinham curtido da escola ... q fulano e cicrano sabiam beijar mto bem... etc... etc... etc...

eu sabia q nada disto me interessava... sabia-o e sentia dentro de mim algo superior a isso tudo... para mim todas essas conversas, eram da treta...  :-\

(...)


... mesmo sem saber la mto bem o q se passava no meu interior, pelo menos sabia mto bem o q nao queria... e isso permitiu q "nao fizesse nenhum disparate", ou cometesse qq tipo de fachada...



 :up  Oba!Oba!  Neste momento ja não me sinto uma alienzita!
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: new_alien em 21.mar.2004, 15:35:44
:up  Oba!Oba!  Neste momento ja não me sinto uma alienzita!

:inq alguma coisa contra as alienzitas ? ???  :P  ;D
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Aluap em 21.mar.2004, 16:32:53
:up  Oba!Oba!  Neste momento ja não me sinto uma alienzita!

:inq alguma coisa contra as alienzitas ? ???  :P  ;D


Nada! Nada!  :wings

Nada de pessoal mesmo  ;)
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: cacao em 24.mar.2004, 11:46:01
Eu tive imensooos namorados durante a minha adolescência. Não vejo nada de errado. É possível que se em vez de namorados tivesse tido namoradas também tivesse tido imensaaas ou não. Who cares anyway...

Estava num período de descobertas, e se algumas pessoas durante a adolescência não chegam a namorar, outras fazem-no de forma moderada e outras de forma [des]moderada... Tudo depende da experiência pessoal de cada um e o importante é que se seja feliz.

À medida que fui crescendo fui querendo traçar algo mais sólido, passei a interessar-me em uma pessoa apenas - we know who... - e fazer com ela um caminho a duas.

De todas as formas não significa que outras pessoas tenham projectos ou experiências diferentes da nossa.

Quanto às fachadas, elas não são oriundas apenas de pessoas LGBT. Existem imensas pessoas que vivem relações de fachada. E cada fachada é um caso! ;) Mas bom bom é viver sem fachadas!! :D



Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: patricia em 24.mar.2004, 11:58:27
independemente como e com kem o importante é viver de uma forma verdadeira nem que seja connosco mm.

tb me foi dificil nao aceitar mas entender o que se estava a passar comigo qd me dei conta que estava a amar a pessoa com quem estou e que era com ela que queria viver e construir.

mas por mta confusao que me podesse fazer nunca vivi uma fachada.
nem com ela nem com as pessoas com kem tive relacionamentos.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: ana em 27.mar.2004, 18:46:29
uma certeza maior tinha: sabia aquilo que não queria.

Não sabes o k perdes... :P lol

:devil

Deixa lá! Já fico feliz por tu saberes o que perco!  ;D ;D ;D
 ;) ;) ;)
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Aluap em 27.mar.2004, 19:59:48
Nunca tive um namorado. É óbvio que não foi para um dia mais tarde poder dizer que só não aconteceu porque sabia à partida que seria uma fachada...

Nunca aconteceu pura e simplesmente porque nunca tive essa vontade. Nunca gostei de um rapaz o suficiente para achar que o queria como namorado. Tinha amigos e sempre foram apenar amigos com quem brincava, jogava à bola, conversava and soión  :-X

Sei que muitas das relações homem-mulher, nas quais pelo menos uma das pessoas envolvidas é homossexual resultam da necessidade de esconder algo e tentar um enquadramento na sociedade dita "normal", ou mesmo de uma fase de negação.

Mas nem sempre esse tipo de relação pode ser considerada uma fachada porque antes da descoberta da verdadeira orientação sexual, acredito que as pessoas se envolvam em relações sem que estejam a pensar "esconder" algo. Assim como acredito que antes de nos apaixonarmos e gostarmos a sério de uma pessoa, não sabemos o que isso é :)
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: graven em 27.mar.2004, 20:38:57
Não, nunca namorei com alguem do sexo.... mas tentei, uma vez. Senti que realmente amava aquela moça... e cheguei a dizer-lhe, mas sem utilizar o vocabulo "Amo-te". Ela não estava disponivel e ainda bem! Era estranho... não percebia nada dessas coisas de sentimentos mas pelo menos sabia que o amo-te é parte integral da coisa. Se ele não saí, por alguma razão era, além disso, fisicamente quem me dava (e dá, como é óbvio) a volta ao miolo são os moços, quer seja pela sua aparência ou comportamento e maneira de ser.
A minha desculpa sempre foi: "Eu não tenho tempo para isso! Tenho que estudar". Desculpa estúpida, tinha que ter boas notas, o que envolvia estudar mais...
Anyway, acabou tudo bem... hoje é uma amiga muito próxima e até já requesitou os meus genes para o seu futuro rebento, no caso de não encontrar um moço heterossexual simpático e jeitoso. A minha resposta é sempre a mesma: "Hummm... malandra, queres é ir para a cama comigo. Trás mas é um frasquinho!". A contra-resposta também é sempre a mesma, o arremesso de algo pesado.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: M em 11.abr.2004, 01:52:10
Já namorei com alguém do sexo oposto, mas não por esses motivos, por isso respondi "Não". Nem seria capaz de manter uma mentira ridícula assim. Mais vale ficar sozinha e não magoar ninguém.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: DarkTear em 11.abr.2004, 12:20:39
eu nunca tive necessidade de tal coisa. e mesmo que o tivesse n o faria. so estaria a contribuir para a razao da sociedade homofobica. esconder aquilo que sou só pq "eles querem".temos que abolir esse preconceito homofobico. é impressionante como as pessoas gostam d discriminar aqueles que eles denominam "doentes da sociedade". esse tempo que perdem podiam preocupar-se com outras coisas...como exemplo a violencia, entre outros, que isso sim, sao verdadeiros problemas. essas pessoas esquecem-se que têm familia...e que todos nós estamos começados e não estamos acabados...
mas quem sou eu para estar a julgar alguem...por isso deixo o julgamento ao encargo da consciencia d cada pessoa.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: BlAcKtEaR em 11.abr.2004, 12:40:13
Olá bons dias!!!Eu ja namorei com o sexo oposto apesar de essas relaçoes nunca se arrastarem por muito tempo ate porque eu acabava sempre as relaçoes porque nao me sentia completa.Apesar de nessa altura pensar que era bi, nao á nada como termos relaçoes com os dois sexos (obvio que nao ao mesmo tempo)para sabermos com qual nos "identificamos mais" .."para nos descubrirmos" pelo menos eu tive necessidade disso...mas finalmente, estou neste momento a namorar com uma rapariga á  meses e acho k ja me encontrei  ;D
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: PePiNiNhA em 14.abr.2004, 17:50:14
Praticamente acho que quase todos nós já tivemos que ter perante a sociedade uma fachada, quanto mais não fosse para que a pessoa em questão não fosse apontada por alguem! Acho que ninguem tem que criar fachadas, seja em que situação for. Porque temos que "fingir" ser alguem que não somos?Porque haveriamos nós de nos fazer passar por um ser que não passa de imaginário?
Eu própria já tive que me fazer passar por uma pessoa que não era, para poder continuar a ser feliz ao lado da pessoa que queria, que me fazia sentir Feliz, mas tambem, o que é a Felicidade se a sociedade em que vivemos não nos aceita da maneira que somos,da maneira que pensamos??
Será que alguma vez vamos ter que deixar de ser nós próprios para que a sociedade nos aceite?
As fachadas já fazem (na maioria) parte da nossa vida, parte do nosso dia-a-dia, mas porque?
Se somos como somos, se temos um feitio que ninguem gosta, se amamos alguem do mesmo sexo, se somos "difrentes" porque temos alguma defeciencia, porque temos que nos esconder?
De nada nos vale de sermos todos difrentes porque praticamente nos obrigam a sermos todos iguais...
Então o que são fachadas realmente para toda a sociedade?Algo que todos temos que ter ou algo que todos evitamos ter??

hummmm não sei....
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: AILEU em 14.abr.2004, 21:47:57
Como já disse por aí, sou heterossexual! sei que muitos homossexuais sentem a necessidade de se esconderem por uma questão de aceitabilidade e não critico ninguém por isso... a única coisa de que trenho a certeza é que todos os meus amigos homossexuais tornaram-se pessoas muito mais completas e felizes quando assumiram a sua sexualidade!
Sei realmente de casos de homossexuais que já se envolveram com pessoas do sexo oposto mas, pelo menos nesses casos, acho que nem eles perceberam o que lhes aconteceu para a vidã deles tomar esse rumo. Não sei se foi para fugirem deles mesmos, por nunca antes se terem interessado por alguém do mesmo sexo ou por outro qualquer motivo mas isso não é o relevante aqui, para além de que não sou nenhum deus nem ando por aqui a recriminar seja quem for. Cada um sabe de si e tudo que fizerem afecta a si mesmo de certeza absoluta...
Sei de um caso  em pormenor porque convivi com a situação de perto e fez sofrer muita gente. É de um amigo meu, casado há vinte e muitos anos e com um filho de cerca de 20 anos. Um dia conheceu um homem por quem se apaixonou e assumiu a relação com esse homem em frente a uma comunidade ainda mais fechada do que o que se vê habitualmente! Está divorciado e a viver com esse homem... Toda a gente tinha muita pena da situação em si, do que a mulher dele devia estar a sentir, do que o filho devia estar a pensar mas a verdade é que toda a gente o apoiou, pelo menos quem lhe interessava, porque era impossível olhar para ele e não ver que ele se tinha encontrado e os olhos a brilharem e a amor a transbordar...
Sei que não foi fácil mas conseguir a felicidade nunca é!!!

 :-* :-* :-*
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Planta xerófila em 14.abr.2004, 23:52:55
AILEU, acho q toda a gente já percebeu q és heterossexual, podes descansar o braço q agarra a bandeira :P

quanto as tuas opinioes, tem o seu quê de verdade, mas n te esqueças q ha tb a bissexualidade... e q os teus amigos podem simplesmente ter-se apaixonado p alguem do mesmo sexo enquanto ainda tinham uma relaçao (relaçoes q ja acabaram mas se mantem sao mais q comuns, e n constituem propriamente o tipo de fachada q aqui se fala)...
tenho alguns amigos, q sao gays, n olham para mulheres sequer... no entanto tiveram na sua adolescencia paixoes por raparigas... se foram correspondidas até chegaram a relacionar-se c elas, nos casos em q n foram, ficaram-se p isso mesmo: pela paixoneta.
isto para te dizer, q n podes avaliar a fachada dos outros... eles é q a sentirao como uma fachada se o for... :)
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: AILEU em 15.abr.2004, 00:24:22
Planta xerófila.
Desculpa lá... Já te enviei um mail a explicar-te porque o fiz mas digo-o aqui que a intenção, embora agora vejo que possa parecer essa, não é!!!
Mais uma vez desculpa!!! :-[  :-X
Em relação à fachada eu sei que cada um é que sabe se o está a fazer ou não mas só disse aquilo que esse meu amigo me disse em relação ao casamento dele ser uma farsa mas não conseguir dizê-lo talvez por não ter encontrado ninguém realmente especial na vida dele!!!
E eu sei que há bissexualidade!!!  :-[ :P
Jinhos
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Planta xerófila em 15.abr.2004, 00:27:58
:inq n tens q pedir desculpa rapariga... eu estava a brincar... :) qt ao resto do meu post, dei apenas a minha opiniao (q para n variar é sempre do contra)... relax :)
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: M0rg4n em 15.abr.2004, 03:02:53
Ok, aparece ali em cima um "sim, e voltaria a repetir", mas na verdade saltei por cima da cena da fachada... ou seja, é óbvio que não me faria impressão alguma andar com alguém do sexo oposto, mas não para manter fachadas... Simplesmente porque o acho tão plausível como andar com alguém do mesmo sexo.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: cacao em 15.abr.2004, 08:54:30
Simplesmente porque o acho tão plausível como andar com alguém do mesmo sexo.

Mas achas que é plausível para toda a gente? :inq ;)

Ou falas por ti? Se falares por ti apenas digo bissexualidade. Se falas por todos em geral, estou em desacordo. Nem todos nos sentimos orientados a gostar de pessoas dos dois sexos...
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: bluejazz em 15.abr.2004, 14:06:26
De qualquer modo é possível imagine-se uma pessoa bissexual escolher andar com alguém do sexo oposto por quem não está realmente apaixonado/a por e não andar com a pessoa do mesmo sexo por quem está apaixonado/a por ser difícil demais envolver-se ou assumir uma relação homossexual... penso eu.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: patricia em 15.abr.2004, 14:25:55
sim, concordo...
mas penso k ai nao se trata somente d fachada, visto k falas te de bisexualidade, desde k se sinta bem, axo eu :-[, mas acomodar-se :-\
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Planta xerófila em 15.abr.2004, 15:25:46
:inq oh patricia... ser-se bissexual n tem é gostar de todos os homens e de todas as mulheres... como tal, andar c alguem do mesmo sexo, mesmo se sendo bissexual, se nao se gostar da mesma pessoa (q foi o caso q a bluejazz referiu) constitui na mesma uma fachada.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: c em 15.abr.2004, 16:27:15
oh planta... ou já chego atrasada à conversa e perdi alguma coisa lá atrás, ou não vejo mesmo de onde se infere nas palavras da patrícia que que ser-se bissexual é gostar de todos e todas.
e realmente, acho que pode ser, como me parece que a pat diz, qualquer coisa como o acomodar-se. como que settling for second best, não? e não sei se isso é forçosamente uma fachada.


Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Planta xerófila em 15.abr.2004, 17:22:20
de facto ou alguem apagou um post ou eu li mais no post da patricia do q lá estava... lol
mas o q queria dizer (em resposta ao q tinha entendido num outro post ou naquele mesmo) qd se estabelece uma relação c alguem de quem n se gosta, gostando-se de alguem do sexo oposto, o facto de se ser bissexual n tira a qualidade de "fachada" dessa relaçao.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: M0rg4n em 15.abr.2004, 20:21:36
Respondendo à cacao. Falo por mim, só posso fazê-lo baseado nas minhas experiências. Quanto ao "comodismo" bissexual por ser mais fácil ter uma relação hetero do que homo... aí tem muito mais que se lhe diga. Ou seja. Não acham que, numa menor escala, e em todas as relações (até chegar a perfeita) há uma dose de comodismo? (ou como uma letra qualquer diz "I'm not in love but I'm gonna f*** you 'till somebody better comes along". Pois, aqui falha o politicamente correcto de "só estou com uma pessoa quando realmente a amo de paixão". Não posso dizer isso. Já tive relações que tinham prazo, e não deixei de as ter por causa disso. Foi comodismo? Não acho. Sentia-me bem, e havia mutualidade. Mas a partir daqui poderíamos ir para tanta discussão... ;)

Por mim, posso dizer que tenho "atitudes" ou "comportamentos" que etiquetam como hetero ou homo. Isso a mim não me importa minimamente. Desde que me sinta bem e que a outra pessoa também se sinta. Isto é fachada?

Acho que o pessoal confunde um bocado as coisas quando se fala de bissexualidade. Claro que, mais uma vez, por mim falo. O problemas é que muita gente ainda pensa que "eu" (como bi) penso... oh gosto mais de pilinhas mas como até tolero pipis vou dar-me com um porque é mais "aceitável". Esquecem, ou talvez não compreendem, que o sexo da pessoa é um pormenor dessa mesma pessoa....  Bem. Acho que é tudo.... espero que tenha dado para perceber.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Blue_Lines em 15.abr.2004, 20:54:05
Bem, eu respondi q "Já namorei e  gostei del@" (ou qq coisa do genero) mas não foi por fachada nem nada q se pareça, foi pq gostava da pessoa em questão, e se aparecer por ventura outra pessoa de quem eu goste e se for do sexo oposto repito a dose  ;D
Confesso q os generos das pessoas não me influenciam na escolha, mas sim tudo o resto. 8)


Bjs  ;)
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Blue_Lines em 15.abr.2004, 20:56:40
 :-\ aquilo soa melhor pensado do que dito, neste caso escrito...
Espero q tenham entendido o q eu quis dizer!  ;D

Bjs  ;)
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Thilu em 15.abr.2004, 23:00:36
Já namorei com uma rapariga durante um ano e meio, não para manter a fachada, mas porque me apaixonei perdidamente por ela.

Apesar de nunca termos chegado a ter "relações sexuais" sentia-me muito bem na altura e quando senti que o meu "eu" estava realmente com o mesmo sexo, acabei o namoro e cada um seguiu a sua vida.

Hoje somos amigos, talvez porque logo no 1º mês de namoro, resolvi contar que era bissexual e que já tinha tido experiências gays.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Serei eu mesma? em 21.abr.2004, 14:57:11
Já tive namorados, e confesso que maior parte foram por uma obrigação que inconscientemente criei a mim propria... E que aceitei que me criassem... Um deles mereceu até gstei muito, mas nunca foram relações profundas... mas depois de me ter assumido a mim propria tudo mudou! Posso dizer que nenhum dos casos é minimamente equivalente ao que sinto hoje em dia pela minha namorada!!
Na altura achava que sabia o que era amor, paixão, mas não sabia... Ou melhor, conheci amores diferentes...
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: alex_source em 26.abr.2004, 19:10:06
Acho ke agora m apetecia uma fachada...  >:(
Tou tao irritada com o ke as pessoas dizem...
 >:(
Sao msmo ........... jisdhfuioadh     jhewfiuwehafiouawhhuih         kjadsfhljiafh      ppppppppiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii
Bolinha  

Enfim mas s n gosto d nenhum rapaz pk hei-d namorar com um? Ha um rapaz ke anda a tentar convencer-me de ke  o ke eu preciso é d p... e assim tirava logo as duvidas. intitula-s amigo....  >:(ker é apagar as migalhas... e as suas proprias frustrações...
grrrrrrrrrrr

Mal sabe ele ke antes ke s aperceba lhe dou cos pes
 :devil
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Planta xerófila em 26.abr.2004, 19:30:20
oh alex_source :inq q queiras experimentar coisas diferentes é contigo (e a minha opiniao pessoal é q fazes bem, pq n se deve viver na ignorancia), mas convem q ao menos te sintas atraida pelo rapazito, ou a experiencia vai ser no minimo desagradavel...
qt ao "antes q ele se aperceba dou-lhe c os pés"... enfim... mesmo q ele apenas se intitule como amigo, n se faz isso a ninguem, mesmo q n seja amigo... as pessoas tem sentimentos e n se devem espezinhar so porque nos dá na gana.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Ines em 26.abr.2004, 19:38:13
 :curtain  ::)

Bem... Esse tipo de fachada, acho que não iria durar muito tempo... Uma coisa é estarmos confusos quanto à nossa orientação sexual, outra coisa é estarmos a sofucá-la...
Já namorei com moços, mas mais tarde percebi, ou melhor fui-me apercebendo que alguma coisa na minha maneira de sentir, era um tanto ou quanto diferente dos demais....
E ainda hoje em dia, não me consigo encaixar num rótulo, talvez porque só o próprio nome me oprime..

Em suma, sou feliz como sou... Para mim é o mais importante  ::)


:-* a tod@s :up
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: alex_source em 06.mai.2004, 19:15:44
Calma aí eu n vou namorar com ele nem coisa parecida.... ele e amigo colorido de tlm. mas so por tlm. nem eu kero mais.
a unica fachada k eu adorava fazer era pseudonamorar com um rapaz gay. ambos saberiamos e seriamos apenas amigos. As the matter of fact ha um candidato k s ofereceu pra isso. so ainda n aceitei pk tou a pensar.... bem s calhar ate vou ser sincera pra mim...
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: alex_source em 06.mai.2004, 19:19:13
ai ai ele acabou d m dar 1 tok ta a xpera da rsp
!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: naif em 07.mai.2004, 16:19:32
lol oh meu Deus, que esquemas estes... eu acho piada (piada as cómico) a essa coisa de montar uma fachada com um amigo gay, e já me falaram nisso, mas para quê...? Só trabalho que isso deve dar...! ná! Prefiro manter uma relação que tem de ser camuflada por vezes, ou ficar celibatária. :)
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Mascote em 07.mai.2004, 22:14:05
 :-X Eu penso que não conseguiria manter um relacionamento de fachada. Mas, não nos podemos esquecer que existem muitas pessoas a viver sob uma grande pressão, e cada pessoa tem uma forma diferente de lidar com esse facto. Às vezes é bem mais fácil "calar" as pessoas com uma mentira, do que sofrer ad eternum com um segredo, e com as consequentes desconfianças e indirectas... Ao menos, mais ninguém chateia! :P :-\
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: yoggi_ em 09.mai.2004, 04:36:44
num acto d  desespero  o k é k uma peassoa nao faz!?
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Planta xerófila em 09.mai.2004, 12:22:43
nao deverá fazer nada q magoe terceiros... a sensaçao q me dá a palavra fachada é sempre q ha alguem q é usado, de modo a mante-la... convem q essa pessoa q é usada n esteja a ser magoada pelo joguinho (coisa q acho dificil...). actos de desespero n justificam vilanias, digo eu...
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Web_boss em 12.jul.2004, 11:50:51
Em praias gay ja tenho encontrado homens casados que eu conheço, e que felizmente até agora quando eles estavam a fazer a sua repelente sessão de voyerismo dunar eu estava na água; por outro lado, ja tenho teclado com homens casados, e uma vez estava prestes a conhecer um rapaz quando ele me disse que tinha namorada, felizmente disse-mo a tempo de desmarcar tudo.
São frequentes os casos de gays casados e com namoradas, mas por qual motivo esses gays estarão com alguem por quem não sentem nem atracção sexual nem emocional, e a quem na maior parte dos casos traiem com frequencia?
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: mauka em 13.jul.2004, 14:55:32
olá!
Realmente não entendo a motivação dessas pessoas. Em primeiro lugar porque não acredito em amor partilhado, acredito apenas em estar com uma pessoa e manter uma relação com ela. Depois por se tratar de uma vida dupla, onde se joga com 2 ou mais caras. No meu entender as pessoas que o fazem, não tem valor pois não são fiéis a si mesmo nem em relação aos outros. :-\
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: yoggi_ em 13.jul.2004, 16:53:17
oi essas pessoas teem um nome............ cinikos....genet k nsabeo k ker... e n tem personalidade.............ai odei os .......... ! desculpem me la mas....  bem bjokas
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Web_boss em 14.jul.2004, 12:16:57
Bem, eu que sou bi, se gostasse por exemplo de uma rapariga, mas depois passasse a gostar de alguem do mesmo sexo ou do sexo oposto, acabava a relação com ela, mas não a traía.
Por isso não compreendo como há gays que se casam, mas isso é um facto e eles existem.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: cacao em 24.fev.2005, 10:37:37
Mais um tópico tirado do baú!... ;)

Participem!
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: oziris em 24.fev.2005, 10:54:10


Eu ja vivi numa mega fachada, namorava com um rapaz que até gostava,namoramos um ano, eu nunca me senti completa, nunca me senti bem comigo propria. Surgiu o dia, que ele resolveu que deviamos pensar em viver juntos, eu nesse dia nada disse, apenas não consegui comer, nem dormir.
Decididamente, depois de uma noite em claro, eu resolvi abrir o jogo com ele, gosto de mulheres. O choque foi enorme, teve anos sem me falar. Mas agora falamos e somos muito amigos, ele tem namorada é feliz...
Ainda bem que consegui acabar com o circo que tinha montado, sou muito mais real assim, admitindo a minha sexualidade.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: x-icon em 24.fev.2005, 14:58:24
Foi depois de curtir com uma pessoa do sexo oposto que percebi definitivamente que era gay.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: koyodu em 24.fev.2005, 16:39:10
Eu na verdade tive várias namoradas, nunca gostei de nenhuma delas, mas aproveitava o facto de ter facilidade em conquistar as raparigas para tentar esquecer outros pensamentos e desejos  :-[. Assim na minha cabeça, se estava com uma rapariga não podia ser homossexual. Assim mentia a mim mesmo e ficava contente por isso.

Era uma fachada para mim, e não por causa da sociedade, era a mim que eu queria cnvencer ser hetero.  :(
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Web_boss em 24.fev.2005, 18:55:56
Tive já com raparigas , mas não desgostei, muito pelo contrário.

Sê plural como o Universo
Fernando Pessoa

As cartas do Fernando Pessoa à Ofélia seriam fachada; reparem, eles nunca tiveram nada a nível físico, e nunca veio a público a versão integral da correspondência Fernando Pessoa vs Mario de Sa Carneiro (o autor da novela homoerotica A confissão de Lucio)
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Whisper em 25.fev.2005, 01:53:28
Eu gosto muito do que sou, não tenho problemas com isso, não vou ir contra a minha natureza para fazer os outros felizes. Se me amam vão me aceitar  como sou e deixar-me ser feliz. Se não gostam virem a cara, eu tambem não gosto de muita coisa e tenho que virar a cara!
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: cacao em 25.fev.2005, 09:16:21
Tive já com raparigas , mas não desgostei, muito pelo contrário.

Sê plural como o Universo
Fernando Pessoa

As cartas do Fernando Pessoa à Ofélia seriam fachada; reparem, eles nunca tiveram nada a nível físico, e nunca veio a público a versão integral da correspondência Fernando Pessoa vs Mario de Sa Carneiro (o autor da novela homoerotica A confissão de Lucio)

Sempre tive essa opinião...

Subscrevo! ;)
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Web_boss em 25.fev.2005, 19:01:56
Pois é cacao mas é díficil sabermos algum dia toda a verdade sobre Fernando Pessoa... todo o seu espólio estava numa arca e disperso em prédios no Porto e em Lisboa, e quem o reuniu pode ter ocultado textos deliberadamente... as cartas à Ofélia parecem mais de uma amizade muito intima, alguma muito platónico, mas não há ali definitivamnete nada de fíisco...

Pelo contrário, nos poemas de Fernando Pessoa há várias referências à homossexualide... ele próprio refere-se ao gays como seres dúbios , e por isso podemos pensar se ele não seria um dúbio, não é?
O Homoerotismo está presente em Alvaro de Campos, só que a máquina substitui o Homem no acto...
Procurem na Ode Triunfal e vão encontrar as provas!

Aqui estão uma pequenina parte delas:

«Poder ao menos penetrar-me fisicamente de tudo isto
Rasgar-me todo, abrir-me completamente, tornar-me passivo»

«A graça femenil e falsa dos pederastas que passam, lentos»

«Eu podia morrer triturado por um motor
Com o sentimento de deliciosa entrega duma mulher possuida»

Isto foi tirado da Ode Triunfal, vá pessoal, Fernando Pessoa era ou não hetero, que axam?
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Moss Deb em 25.fev.2005, 19:20:40
Oi!! :)

A minha resposta foi nunca, não quis considerar os namoricos na escola primária, lol!

Falando um pouco mais a sério... desde dos 13 que soube q era gay e desde então nunca fui capaz de namorar nenhuma rapariga, apesar das suas investidas, pois achei q não tinha o direito de as fazer sofrer, só por uma questão de aparências...

Sky;)   
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: koyodu em 25.fev.2005, 19:35:09
Eu detestei estudar Fernando Pessoa, nunca pensei mais de duas vezes no significado dos versos dele, para mim nada fazia sentido. Por isso a possibilidade de ele ser gay, é nova para mim. Lembro que ele escrevia muito para mulheres  ??? confusao. Quem sabe....
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Maniuk em 25.fev.2005, 22:33:17
Penso que desde sempre fui gay no entanto com a pressão da sociedade fui aprendendo a gostar tb do sexo oposto! namorei com raparigas e penso senti algo forte mas não se compara ao que sinto sentimentalmente por um homem! ;D ;D
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Web_boss em 28.fev.2005, 18:50:54
Eu detestei estudar Fernando Pessoa, nunca pensei mais de duas vezes no significado dos versos dele, para mim nada fazia sentido. Por isso a possibilidade de ele ser gay, é nova para mim. Lembro que ele escrevia muito para mulheres  ??? confusao. Quem sabe....

Koyodu, ele não escrevia para mulheres, escrevia para a Ofelia... esta história de ele ser bi ou gay é conhecida no meio académico, mas é um assunto muito tabu e nunca é comentado... eu também nunca tinha desconfiado, mas o meu boyfriend fez e editou diversos estudos sobre Fernando Pessoa e ele é que me contou.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: koyodu em 28.fev.2005, 23:23:06
As coisas que eu aprendo com voçês...  ;D
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Apenaseu em 28.fev.2005, 23:33:45
Viver com alguém por pura fachada, para mim está fora de questão.
Eu fui casada durante 10 anos, não por fachada, mas porque gostava da pessoa com quem me casei. Acho q fui de tal forma condicionada pela sociedade que nunca coloquei a hipotese de viver com uma mulher. Optei por ignorar as atracções q sentia e segui o caminho q eu própria tinha traçado p mim: namorar, casar, ter filhos, ser feliz... então porque não fui?
Não tenho resposta para esta questão... talvez seja bissexual (bigama, nunca fui!)
Não consegui sentir por homem nenhum o que sinto hoje por uma mulher... não vale a pena fazer disso um drama.
Alguma coisa evoluiu desde o tempo do Fernando Pessoa. Eu tenho poemas escritos para homens e poemas escritos p uma mulher. Assumidamente. Só é pena não escrever tão bem como ele... ;D
Não se pode ter tudo... ;)
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: nakedboy em 01.mar.2005, 00:56:04
Andar com uma pessoa do sexo oposto única e exclusivamente por faxada n é pra mim...vai contra os meus próprios principios de LIBERDADE! >:(
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: 13 em 02.mar.2005, 19:45:53
Tive já com raparigas , mas não desgostei, muito pelo contrário.

Sê plural como o Universo
Fernando Pessoa

ei! eu com raparigas so gosto de trocar um ou outro beijo rapido (e cartas :o), mas tambem tento ser plural como o universo. será que posso? :-\
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Maniuk em 02.mar.2005, 22:31:05
um exemplo:


Um rapaz descobre que é gay mas começa a namorar com uma mulher! Passado um mês conta-lhe k é gay! Passado um ano casam-se para manter as aparencias pois o pai dele keria o meter num hospicio! Até hoje (+/-10 anos) cont casado e ela(hetero) nunca mais encontrou ninguem e ninguem keria nd com pois era casada! Ele no entanto foi namorando e namorando!


K axam? :o
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: koyodu em 03.mar.2005, 00:35:30
Mau, muito mau.  >:( detesto quando se mete na história pessoas que nada têm a ver com a situação, nestes casos de casamentos por aparências, quem acaba por sofrer é sempre a mulher. Sim, porque já se sabe por onde andam os supostos esposos bis/gays.

Tudo bem, o homem em questão necessitou de recorrer a essa atitude, mas caramba a partir do momento que é maior de idade, é independente e maduro, não tem mais desculpas para continuar nessa farsa ou "fachada", a partir daí considero puro acto de cobardia.  :-\


Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: nakedboy em 03.mar.2005, 01:43:49
Concordo com o Koyodu >:(
Sendo maiores e vacinadas (casadas), as pessoas têm o direito de decidir o que querem da própria vida...senão são uns falhados :-X
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: koyodu em 03.mar.2005, 02:00:34
Brigado pelo reforço  lol  heheh
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: 13 em 04.mar.2005, 11:10:58
a partir daí considero puro acto de cobardia.  :-\

e, neste caso, machismo tambem. nao estou a ver a situacao a acontecer ao contrario...
ou um homem faria o mesmo por uma mulher?
ou os pais da mulher, sendo ela a homossexual, nao ameacariam interna-la?
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: bluejazz em 04.mar.2005, 11:28:18
Interná-la onde? ??? Não há sítio nenhum para internar. Era só o que faltava! :)
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: 13 em 04.mar.2005, 11:50:00
Interná-la onde? ??? Não há sítio nenhum para internar. Era só o que faltava! :)

acho que temos sorte em viver num país - e num continente - em que nao se procura obsessivamente a ciencia ou a medicina para resolver problemas que sao sociais. ha quem ache mais facil (penso que é muitas vezes o caso dos pais...) alcancar paz e felicidade mudando a orientacao homossexual da pessoa do que fazendo mudar as atitudes homofobicas na sociedade. é isto que explica que, mesmo tendo a homossexualidade perdido o estatuto oficial de doenca ha 30 anos, ainda existam casos de internamento.

bluejazz eu nao estava a concordar de maneira nenhuma com a situacao. so quis dizer que, nos acontecimento daquela historia, alem de homofobia havia machismo.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: bluejazz em 04.mar.2005, 11:57:17
Sim, eu sei. :)

Mas do modo como dizias dava a ideia que na nossa cultura (aqui falo da Europeia) ainda se faz essa prática de forma comum e validada científica ou profissionalmente, o que não é verdade. :)
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: cacao em 04.mar.2005, 14:50:12
Bem, até 1982 como a homossexualidade era proíbida em Portugal, acontecia muitas vezes mandarem as pessoas para hospitais psiquiátricos, sanatórios, suspensão do emprego, and so on...
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: nakedboy em 04.mar.2005, 15:54:28
Mas também em 1982 a Organização Mundial de Saúde considerava a homossexualidade uma doença, certo?
Por isso, seria "natural" internar em hospitais psiquiátricos :-X >:(
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: bugkill3r em 04.mar.2005, 18:07:39
A Organização Mundial de Saúde retirou a homossexualidade da lista de doenças mentais em 1981. Mas com o atraso que temos em portugal é natural q demorasse mais uns tempos  :-\
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: koyodu em 04.mar.2005, 20:30:32
Ena foi exactamente no ano em que eu nasci (1982) que as coisas começaram a mudar  [smiley=feliz.gif] [smiley=orgulhoso.gif] [smiley=orgulhoso.gif]
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: ur_brokenDoll em 07.ago.2005, 20:21:23
Não passei por isso e tb não vou passar... se namorar um rapaz será pq gosto dele e ele de mim :P
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Whisper em 24.ago.2005, 14:09:03
Eu por um lado compreendo essas pessoas mas ao mesmo tempo não aceito. Existe muito homem e mulher que se casa com pessoas do sexo oposto pois tem medo de enfrentar a sociedade, tem vergonha do que é tem medo que as pessoas descubram. No entanto estaão a ser bastante egositas, já não basta eles viverem em mentiras agora @s seus/suas companheir@s tambem tem que viver?! A outra pessoa vive feliz da vida sem saber de nada, e se tiverem filhso ainda pior! Portanto é um estilo de vida que não concordo minimamente. Ao menos que um gay casa-se com uma lesbica para esconderem ambos a vida um do ouitro ao menos assim é um pacto, não existe mentiras!
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Maniuk em 24.ago.2005, 23:17:57
Quanto á pergunta deste teu topico, é mais dificil sim ser gay, sem duvida, mas eu sinceramente nunca tentei nada para o deixar de ser, e sou muito sincero, condeno todos os gays (não os bissexuais repara-se) que casam para disfarçar, acho isso mesmo um crime..! >:( >:( [smiley=martelo.gif] [smiley=martelo.gif] [smiley=martelo.gif]...ou seja a onda Nelo, satirizada pelo Herman José...

Conheço um casal (marido de uma prof. minha) que e é gay e ela o amo muito e casaram mesmo para disfarçar... E ela sabe disso... Mas ele arranja muitos gajos para ter relaçoes sexuais e ela nao... ela é muito egoista pois sai com ela de mão dada como um casal e ela nunca o faz pois o ama... É triste ver isso.. ela nao merece... E ele ja me disse (a mim e ao meu namorado) para fazermos o mesmo pois os nossos pais nao merecem... e dps perguntei o k devia de fazer com o meu amor pelo neu bf e ele disse k podiamos ter sempre uma visitas sexuais >:( >:( >:( E entao o amor? >:( >:( >:( nao gostei nd.. nunca mais falei com ele... é parvo... Coitada da minha prof... ela nao merece... Ele faz tudo k kiser e ela nao  :'(

istto é um exemplo... >:(
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: bfly em 25.ago.2005, 00:31:40
eu acho algo deplorável, se não querem "assumir" perante a sociedade a orientação sexual tudo bem, só diz respeito a cada um, podem inventar algo do género "estou à espera da pessoa certa" ou "fiz um voto de castidade", agora lixar outra pessoa por caprichos.... >:( >:( >:(
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: zezecb500 em 25.ago.2005, 01:09:04


Eu,falando por mim,jamais era capaz de casar ou namorar com alguem do sexo oposto,só para tapar os olhos a terceiros,com medo da discriminação,com medo da rejeição,com medo k me gozassem,com vergonha de ser kem sou e sobre tudo para alegrar ou fazer feliz alguem...por favor :P

1º...não tenho medo k me rejeitem por ser lésbica,pois kem gostar de mim terá k ser tal e qual como sou...jamais sou ou serei o k os outros kerem k eu seja,sou eu...e mais nada!!!

2º...~Discriminação hoje em dia a mim já não me atinge...obviamente se receber algum comentário menos agradável,dou com toda a certeza o troco e uma pekena frase para contarem á familia em casa,não admito k se metam na minha vida...kual é?Então?...isso é k era bom,eu...maior e vacinada,não meto na vida de ninguem e vinham agora pedir-me satisfações se gosto de homens ou de mulheres...aiii,como isso me irrita,pk é k cada um não se mete na sua vida??????
K coragem k algumas pessoas teem... >:( bah >:(

3º...orgulho-me profundamente e com o nariz mais empinado possivel...de ser lésbica ;)
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: girl_lx em 25.ago.2005, 09:41:58
A minha opinião a cerca disso e a seguinte:

Aqui a uns bons anos atras era compriensivel pois para alem de não poderem revelar a sua orientação sexual com pena de serem excumungados da familia e da sociedade, na altura não havia o conhecimnto que ha hoje e acredito que muita daquela gente pessava estar doente quando se sentiam atraindas por pessoas do mesmo sexo, por isso nao ligavam a esses sentimentos e seguiam o padrao normal da sociedade casdavam e convenciam-se que gostavam dessa pessoa.
Hoje em dia além de achar uma coisa perfeitamente desnecessaria, pois na altura era por necessidade que as pessaos casavam, acho uma parvoice pois, na maioria dos casos que eu tenho conhecimento isso acontece a pessoas que nao se assumem para elas memso e andam a viver uma vida inteira na mentira.
Não concordo com isso apessar de perceber os motivos de algumas pessoas que o fazem apessar de nos dias de hoje nao haver motivos para isso!
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: gajuh_maluko em 25.ago.2005, 12:53:12
.. nao seria coisa k eu fizesse... respeito kem o faça.. cada um sabe de si.. o unico caso em k eu compreendo e qdo ja existem filhos pelo meio.. a separaçao do casal seria algo k iria magoar ambos (o conjuge.. e a criança)..   :-\ :-\ E a infidelidade nao e exclusiva dos gays/bis/lesbicas... basta pensarmos na quantidade de maridos e mulheres k levam uma vida dupla e enganam durante anos @ seu/sua conjuge....  :-\ pelo menos no caso dos LBG sempre vao buscar variedade..  lol algo k n tem em casa..  lol lol :devil :devil
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Maniuk em 25.ago.2005, 12:58:48
.. nao seria coisa k eu fizesse... respeito kem o faça.. cada um sabe de si..

e qdo a mulher ou homem nao sabem? :-\
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: gajuh_maluko em 25.ago.2005, 13:02:33
.. nao seria coisa k eu fizesse... respeito kem o faça.. cada um sabe de si..

e qdo a mulher ou homem nao sabem? :-\

estas a falar de kem foi traido certo?

acho k e o k acontece na maior parte dos casos.  :-\ :-\ pk se soubessem na maioria das situaçoes nao seria mto "pacifico"
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: candy cane em 25.ago.2005, 13:38:12
.. nao seria coisa k eu fizesse... respeito kem o faça.. cada um sabe de si..

e qdo a mulher ou homem nao sabem? :-\

estas a falar de kem foi traido certo?

Não necessariamente traido. Eu posso ter um relacionamento com alguém do sexo oposto e não lhe ser infiel. Estaria a trair de uma certa maneira, não estaria a ser fiel ao meu coração.

Mas o que se passa é que quem se casa/namora só para disfarçar está a usar a outra pessoa, que muitas vezes não sabe que casou com um/uma homossexual, estás a usar a outra pessoa, a brincar com os seus sentimentos.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: gajuh_maluko em 25.ago.2005, 13:42:30
.. nao seria coisa k eu fizesse... respeito kem o faça.. cada um sabe de si..

e qdo a mulher ou homem nao sabem? :-\

estas a falar de kem foi traido certo?

Não necessariamente traido. Eu posso ter um relacionamento com alguém do sexo oposto e não lhe ser infiel. Estaria a trair de uma certa maneira, não estaria a ser fiel ao meu coração.

Mas o que se passa é que quem se casa/namora só para disfarçar está a usar a outra pessoa, que muitas vezes não sabe que casou com um/uma homossexual, estás a usar a outra pessoa, a brincar com os seus sentimentos.

conheço casos de gente k ama a mulher e tb gosta do namorado...  :-\ :-\ :-\
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: candy cane em 25.ago.2005, 13:45:07
conheço casos de gente k ama a mulher e tb gosta do namorado...  :-\

Presumo então que ele seja bissexual. Então não se enquadra neste tópico, já que se casou com a mulher por amor, mas neste momento tem um amante. Também não há nada que respeitar aí, se assumiu um compromisso com uma pessoa e a está a trair não há nada que o desculpe.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: ana em 25.ago.2005, 14:04:20
conheço casos de gente k ama a mulher e tb gosta do namorado...  :-\
se assumiu um compromisso com uma pessoa e a está a trair não há nada que o desculpe.
... parece ser tão frequentes esses casos assim... se calhar só depois é que as pessoas se apercebem que nem todos sao talhados para um compromisso ou para uma relação monogâmica. Opá se é assim que as pessoas são há que fazer saber isso ao parceiro, entrar na relação de cara lavada. Assim o outro já sabe com o que pode contar e não se vê tempos depois enrolado numa teia de mentiras e enganos.
uma pessoa vítima de uma situação dessas acaba por sair mesmo muito magoada e às vezes com graves mazelas...
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: onagev em 27.ago.2005, 04:28:25
Técnicamente impossível, se bem que por este mundo fora isso muitas vezes é a regra, o que é igual a uma vida miserável, já conheci 1 pessoalmente e é demasiado deprimente para poder ser verdade.  :'(
 Nos 'chats' a maioria está nessa situação, sadly  :-[
 Hoje em dia na maioria dos locais do mundo 'ocidental' já não há desculpa possível!  [smiley=sim.gif]
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: leopardinho em 27.ago.2005, 21:53:35
Hoje em dia na maioria dos locais do mundo 'ocidental' já não há desculpa possível! [smiley=sim.gif]

Também acho não haver desculpa. Eu não era capaz de namorar com o sexo oposto só para disfarçar. Já tive experiências com o sexo oposto, mas nada de importante. Foi só na minha fase da experimentação. Mas decidi ser sempre honesto comigo mesmo. Disfarçar para quê? Conheço alguns ex-amigos meus que suspeitei muitas vezes serem gays, que insistiram em ficar com o sexo oposto e que desde essa altura ficaram super arrogantes. E então quando me assumi, conseguiram colocar definitavamente o 'ex' nos amigos que pensava serem. Enfim cada um toma as suas decisões e depois têm que aguentar com as consequências.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Sakura em 28.ago.2005, 16:49:37
Mais uma vez penso que é daquele tipo de coisas que não me entra lá muito bem na cabeça :o mas estar com alguém para disfarçar? Disfarçar porquê? Temos de ter vergonha daquilo que somos ou de com quem estamos?
A minha vontade até é mesmo o contrário... dizer a meio mundo que estou com a pessoa que mais amo ;_;
Há certas coisas que não entendo mesmo mas pronto ;_; Se fosse há uns bons anos atrás ainda havia aquela cena de 'casamentos feitos' em que as pessoas casavam com quem os pais queriam... hoje em dia penso que é algo sem cabimento Oo
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: nakedboy em 29.ago.2005, 00:23:00
Casar/namorar como disfarce? Nunca mesmo!
Sou bi, mas se namorasse com uma rapariga seria única e exclusivamente por amor. Se estivesse apaixonado por um rapaz, seria a mesma coisa. Só o amor faz sentido.
Não faz parte da minha natureza ser cínico.

Ainda no outro dia uma tia minha me contou histórias assim (ninguém da minha família sabe da minha orientação, tirando o meu irmão e 1 prima). Contou uma que os pais sabiam que o rapaz era gay, mas mesmo assim casou e depois a mulher apanhou-o na cama com outro.
Acho isso pior do que assumir a sua orientação :-\
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: demonzey em 29.ago.2005, 11:10:06
Não adianta é estarmo-nos a esconder da sociedade!! T_T
Devemos ser fortes e mostrar para as pessoas verem que enfretamos a sociedade, e que não vivemos no mundo das sombras.. Fartos de serem sombras, já estamos nós todos!!
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: kit_kat em 29.ago.2005, 17:22:24
Olá a todos  ;) eu tbm nao concordo nem consigo perceber como é k ha pessoas k namoram com o sexo oposto so para disfarçar. O amor k é um sentimento tao bonito axo k deve ser vivido intensamente e da forma mais bonita k existe. EU era incapaz de trair alguem, pk seu eu amo, amo mesmo e dou tudo pelo amor e por ser e fazer feliz, n importa se gosto de alguem do mesmo sexo ou nao, o k importa é mm amar e se algo n esta bem, so temos é k ter uma conversa seria com a pessoa e explicar k algo n esta bem , agora trair isso é algo mto feio e dói mt, ja fui traído e é uma dor horrivel :( abraços  e bejinhos a toda a gente aki do nosso forum
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: ur_brokenDoll em 29.ago.2005, 19:07:50
Olá a todos  ;) eu tbm nao concordo nem consigo perceber como é k ha pessoas k namoram com o sexo oposto so para disfarçar.

Eu percebo. Essas pessoas dão mais importância ao que os outros vão pensar do que àquilo que realmente sentem. O medo do preconceito e da exclusão ainda é muito grande. :-\ :-\ :-\
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: rcex em 30.ago.2005, 21:08:06
respeito e compreendo k algumas pessoas o façam, mas eu n conseguiria viver assim. arrisco-me a ser cada vez mais questionada e pressionada, mas axo k é mais facil lidar com isso, do que namorar alguem de kem nunca iria gostar...
 ;)
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: a3eroflot em 31.ago.2005, 19:55:44
web boss, achei interessante a tua ideia de não traires ninguém. Mas revelavas a uma rapariga que eras bi? o que achas que ela faria?
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: gajuh_maluko em 31.ago.2005, 20:00:33
web boss, achei interessante a tua ideia de não traires ninguém. Mas revelavas a uma rapariga que eras bi? o que achas que ela faria?


provavelmente o k a minha ex-namorada me fez... dizer adeus  :-\ :-\

mas nao me arrependo de ter sido sincero com ela.. pelo menos fiquei de consciencia tranquila pk sei k na a trai  ;)
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: bluejazz em 07.set.2005, 15:58:55
Há tempos vi um pedaço do programa da Oprah cujo tema era mulheres que descobriam que os maridos afinal são homossexuais. Só vi um testemunho completo e ele dizia que em mais novo não conseguia lidar com o facto de ser diferente, tinha uma grande pressão da família e quando conheceu uma amiga que se tornou melhor amiga achou que funcionaria, que lhe passaria e casou-se com ela. Uns bons anos depois do casamento apaixonou-se por um homem e não conseguiu viver uma mentira. Nos casos que vi no programa as mulheres ficaram de rastos por vir a descobrir algo que não imaginavam. Pareceu-me que a sensação de uma descoberta deste género é de longe muito mais forte que traição.

Compreendo porque algumas pessoas fazem isto, nos casos em que não conseguem lidar de facto com as consequências, mas como muitas e muitas pessoas já disseram aqui, não se deve nunca usar ninguém e é o que muitos/as fazem quando seguem esta via e é preciso ter coragem e combater o egoísmo que nele está implícito. E de facto para além destes casos de auto-repressão, existem outros que usam o casamento descaradamente como fachada de forma premeditada e de modo confortável e vivem vidas duplas, com uma vida sexual/amorosa extra-marital activa.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: cacao em 27.fev.2006, 12:28:08
Tópico saído do baú... Participem! :)
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Ouch em 27.fev.2006, 13:27:50
Eu também vi esse programa da Oprah e acho que tens razão. Acaba por ser mais que traição porque é uma mentira que vem desde o início... Se tudo acontecesse com normalidade esses casamentos não existiriam sequer. Vejamos também o exemplo de Brokeback Mountain... Apesar de haver um carinho pelas esposas sabe-se que não está ali um relação conjugal normal, de amor recíproco, e sim um "manter das aparências" para dar umas voltas homossexuais entretanto.
Acho que ninguem merece ser usado para cobrir ninguém, se isso for feito inconscientemente. É puro egoísmo casar e traír para manter uma aparência.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: blackangel em 27.fev.2006, 13:32:13
Pareceu-me que a sensação de uma descoberta deste género é de longe muito mais forte que traição.

concordo completamente... no fundo acabas por ser traid@ a mesma, mas é uma traiçao que soa mais a engano, a mentira e não "de passagem", uma curte com outra pessoa qualquer... neste caso a mentira é sobre akilo que a própria pessoa é. acaba-se por saber que se casou/namorou com alguem que, na verdade, nao conhecemos...

Compreendo porque algumas pessoas fazem isto, nos casos em que não conseguem lidar de facto com as consequências, mas como muitas e muitas pessoas já disseram aqui, não se deve nunca usar ninguém e é o que muitos/as fazem quando seguem esta via e é preciso ter coragem e combater o egoísmo que nele está implícito. E de facto para além destes casos de auto-repressão, existem outros que usam o casamento descaradamente como fachada de forma premeditada e de modo confortável e vivem vidas duplas, com uma vida sexual/amorosa extra-marital activa.

também concordo... há muita gente que não lida bem com o facto de ser homo/bissexual... mas achoque a sinceridade está acima de tudo. como o gajuh_maluko disse, acho que preferia contar e depois levar com as consequências da reacção da outra pessoa. verdade acima de tudo... digo eu... mas ao certo axo k nem eu saberia o que fazer...

 :-*
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: HLuso em 27.fev.2006, 14:07:17
Várias pessoas já me disseram que Portugal é campeão nisto...ou seja Portugal é o pais com o maior indice de Homossexuais casados para o disfarce....e note-se, estou a falar de Homossexuais, não de Bissexuais....este assunto precisa urgentemente de um estudo, dados estatisticos...

Contudo vou expressar os seguintes pontos:

- Em Portugal um individuo que opte por ficar solteiro(a) é logo rotulado de homossexual....mesmo não tendo qualquer tipo de sinais que acusem possivel comportamento homo...Em Portugal decidiu-se que ninguem pode optar por viver sozinho e ser feliz....esta é logo a primeira patologia, na minha opinião....

...ou seja, pode na realidade haver uma percentagem de gente que opte por ser solteira e que até seja gay...mas a generalização que neste pais se fez sobre os solteiros(as) é impressionante...

...aliás, porque ainda não entenderam que os gays querem namorados(as), querem casar etc, ou seja, não querem ser na maioria solitários....!!!!

- Em Portugal o grau de hipocrisia com que se encara a Homossexualidade atinge niveis tão elevados, que aparecem casos extremos e descarados como o José Castelo Branco....o sujeito é profundamente gay, mas pelo facto de ser casado e ter um filho, há quem ainda ache que ele não é...neste caso é jogar areia para os olhos, da forma mais obvia que existe...só mesmo nesta terra!!!!

- Por outro lado já o Herman José, com a personagem do Nelo, tinha feito uma caricatura a esta situação tão lusitana, o gay casado para o disfarce, e nem isso serviu para abrir um pouco os olhos a esta gente...

- E a saga continua, para quem acha que agora cada vez menos gays se casam para o disfarce, está enganado...ha gente de 20 e tal anos a fazerem precisamente o mesmo caminho que gente de 30 e 40 e tal anos fez...

- Durante o recente debate que houve sobre o casamento gay, li várias vezes este argumento em alguns foruns de Jornais: "Que gays querem casar?Não há gays em Portugal a quererem casar, a maioria dos gays já é casado e tem tres filhos..."

- Em Portugal inclusivé para um Politico que tenha fama de ser homo ou bi, é-lhe logo arranjado namorada para o disfarce, e já ouve vários casos desses, vocês sabem que sim...e o mesmo se passa com todas as figuras publicas..

Portanto enquanto esta tendencia não mudar, enquanto não aparecer ninguem COM força e carisma suficiente, que de forma radical, frontal e sincera, ponha isto tudo em pratos limpos...enquanto não aparecer esse(a) Guerreiro(a), que faça a sua voz chegar a toda a gente...viveremos nesta grande hipocrisia....

Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: epilepsy em 27.fev.2006, 17:55:40
Bem HLuso faço das tuas as minhas palavras. Não posso concordar mais. Infelizmente tudo o que descreveste é precisamente a situação que existe neste nosso país, e que tende a existir por muito mais tempo. Enquanto a hipocrisia reinar será assim...
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: SafeLight em 27.fev.2006, 20:08:36
K HORROR!
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Adagio em 27.fev.2006, 20:23:02
ja me aconteceu  :'( desobrik o meu boy tinha uma namorada pa tapar os olhos à mae.... foi horrivel..... mas por incrivel k pareça nao acabamos nessa altura... foi mm quando ele deixou de falar pra mim dum momento po outro......
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: gajuh_maluko em 27.fev.2006, 20:30:33
ja me aconteceu  :'( desobrik o meu boy tinha uma namorada pa tapar os olhos à mae.... foi horrivel..... mas por incrivel k pareça nao acabamos nessa altura... foi mm quando ele deixou de falar pra mim dum momento po outro......

 :o :o :o :o :o >:( >:( >:( >:( >:(

enfim.. ha gente para tudo :-/

força ai ;)
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Adagio em 27.fev.2006, 20:39:56
força ai ;)

thanks ;) ja passou... ele é k ficou a perder  ;D
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Juddy em 28.fev.2006, 19:18:56
eu ja tive varias namoradas, mas sempre k axo k a minha mae anda dsconfiada, arranjo sempre um namorado, para acalmar us animos la em casa... sem duvida nenhuma, k é para disfarçar... apesar de tarms em pleno seculo XXI, ha mt gente, k tem medo das reaxoes dos pais e tem este tipo de atitudes, no final, xega se a conclusao k nao valeu de nada, pk so vai adiar um problema k mais tarde vai ter de ser dscutido...
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Ouch em 28.fev.2006, 19:31:31
É verdade... só adia!
Mas chegas a manter relações muito longas com rapazes?
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Juddy em 28.fev.2006, 19:35:25
nem por isso... 3/4 meses...
mas, eu nao desgosto de tar com rapazes... sair a noite, conhecer um, ter alguma coisa com ele... eu nao me importo, nem me faz confusao e ate gosto... por isso, eu as vezes nao xego a perceber se é pa disfarçar, ou se é msm por gosto!
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Juddy em 28.fev.2006, 19:51:38
yup... mas, vai ser sempre assim, se as coisas continuaram como estao... eu axo k ja ha algumas melhorias, mas mesmo assim... meu Deus, estamos em pleno seculo XXI, ate kuando vai ser necessario estas coisas?! este fingimento?!
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Adagio em 28.fev.2006, 20:19:10
yup... mas, vai ser sempre assim, se as coisas continuaram como estao... eu axo k ja ha algumas melhorias, mas mesmo assim... meu Deus, estamos em pleno seculo XXI, ate kuando vai ser necessario estas coisas?! este fingimento?!

Isso era o k antigamente diziam os k eram contra a escravatura.... mas acredito k as coisas vao mudar... pa bem melhor (e melhor para nos claro)  ;)
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Juddy em 28.fev.2006, 21:46:59
eu espero sinceramente k elas mudem...mas, antes de mudarem na sociedade vao ter de mudar, pelo menos, dentro de mim...e isso sim, é cmplikado!
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Anaïs em 28.fev.2006, 21:54:48
Se nos esforçarmos por ser pessoas melhores e se "investirmos" nas pessoas que gostamos e que nos rodeiam, para sejam também elas pessoas melhores, vamos mudando o nosso pequeno Mundo. Se todos nós tentarmos mudar o nosso Mundo, aos poucos vamos contribuindo para que tudo isto melhore... Espero ter-me feito entender!...  ::)
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Juddy em 28.fev.2006, 22:08:17
foste bastante explicita =)
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Thumbnail em 01.mar.2006, 17:38:46
Na última reunião a que fui (transgenderismo) foi colocada uma questão que creio ir de encontro a esta: sendo um sujeito um homem e gostando ele de uma pessoa da mesma pessoa, deveria ele alterar-se para que nao se sentisse reprimido pela sociedade?

Razão porque uno as coisas: Não sermos nós próprios.

Tudo o que implica fugirmos a nós mesmos é quase comop pecado. Tomo isso como uma forte ameaça de nós para nós. Radicalmente contra. Tudo o que nos é ofensivo, destruidor do interior é maléfico. Pior mais que a sociedade também o seja, não há nada pior de não ser quem realmente somos  :-X :-\

Disfarçar é errar, errar é perder, perder é não ser  :-X :-\
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Gharam em 01.mar.2006, 22:18:52
Disfarçar é errar, errar é perder, perder é não ser  :-X :-\

Concordo plenamente ctg!

Eu penso k kand uma pexoa k é homosexual e tem relações heterosexuais para enganar os otros tá-se a enganar a ela própria antes de tudo e eu axo k mentir a nós próprios é uma coisa k nao deve ser feita pk nunca resolverá a situação e nunca será verdadeiramente feliz... se keremx k a sociedade mude pk é k inda há kem se engane a eles próprios, kem se cegue para puder ser "normal"? nao digo pra contarem a tda a gente, mas assumam-se a vcs próprios, pk se começam com perguntas: Ah, nao sei pk é k a sociedade nao aceita os gays!, então, cmo é k a sociedade pod aceitar se há homosexuais k nao se aceitam a eles proprios? eu sei k é uma situação delicada e perturbadora, mas se encararmx isto com naturalidade, abstraindo-nx do k os otros pensam, sentimo-nx mt melhores connsco próprios...
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Juddy em 01.mar.2006, 22:20:26
Disfarçar é errar, errar é perder, perder é não ser  :-X :-\

Concordo plenamente ctg!

Eu penso k kand uma pexoa k é homosexual e tem relações heterosexuais para enganar os otros tá-se a enganar a ela própria antes de tudo e eu axo k mentir a nós próprios é uma coisa k nao deve ser feita pk nunca resolverá a situação e nunca será verdadeiramente feliz... se keremx k a sociedade mude pk é k inda há kem se engane a eles próprios, kem se cegue para puder ser "normal"? nao digo pra contarem a tda a gente, mas assumam-se a vcs próprios, pk se começam com perguntas: Ah, nao sei pk é k a sociedade nao aceita os gays!, então, cmo é k a sociedade pod aceitar se há homosexuais k nao se aceitam a eles proprios? eu sei k é uma situação delicada e perturbadora, mas se encararmx isto com naturalidade, abstraindo-nx do k os otros pensam, sentimo-nx mt melhores connsco próprios...
se tu tivexes uma mae k nao aceitava minimamente, k nao falava cnt sobre isso... imensas coisas, talvez mudaxes de opiniao! e mt bom nos falarmos das coisas, kuando temos as constinhas kentes!
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Gharam em 01.mar.2006, 22:22:28
tu nunca falaste com a tua mae! nunca tentaste!
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Juddy em 01.mar.2006, 22:25:07
ke?! tas toda apanhada... a minha mae sabe, mas a minhas mae prefere nao saber! keres k eu fale sobre uma coisa k ela nao acredita?! group... tenhu mais do k fazer!
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Gharam em 01.mar.2006, 22:27:22
como kiserx... só axo k se falaxes com ela, sem brigarem, era um passo para tu encarares isto mais facilmente...
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Scorpio_Angel em 01.mar.2006, 22:30:42
Meninas Juddy e Devnet,

isso é capaz de ser conversa para se ter pessoalmente (ou por MSN), não acham?  ;)


Quanto a casar e namorar o sexo oposto... para disfarçar... acho que, infelizmente, ainda há muitas pessoas que sentem ser essa a única opção...  :-[

Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Gharam em 01.mar.2006, 22:31:37
Meninas Juddy e Devnet,

isso é capaz de ser conversa para se ter pessoalmente (ou por MSN), não acham?  ;)


tens razão  :)
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: lost_head em 01.mar.2006, 22:36:10
Infelizmente ha mts pessoas k ainda o fazem..por medo dos otros ou por ñ se aceitarem co realmente o são!!
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Juddy em 01.mar.2006, 23:02:41
Infelizmente ha mts pessoas k ainda o fazem..por medo dos otros ou por ñ se aceitarem co realmente o são!!
yup... eu encontro me ai...
Meninas Juddy e Devnet,

isso é capaz de ser conversa para se ter pessoalmente (ou por MSN), não acham? ;)


Quanto a casar e namorar o sexo oposto... para disfarçar... acho que, infelizmente, ainda há muitas pessoas que sentem ser essa a única opção... :-[


tens razao...
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: EYre em 01.mar.2006, 23:02:58
Conheço um caso gritante, sim.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Rina em 01.mar.2006, 23:14:08
 Penso que sim, agora que penso nisso, lol um bocado cegueta eu, fazem-no para disfarçar, para não se sentirem obrigados de confessar aos pais ou alguem que afinal sao LGBT, e até para evitar ouvir certos comentarios a julga-los, como ja ouvi entre familia (provavelmente já andam por ai sobre mim tb...) "hum, não tem namorad@...suspeito". Acho triste...
  Por outro lado, tar a casar com alguem do sexo oposto só para disfarçar não é solução, engana-se @ outr@, como que a convencence-l@ q o sentimento é mutuo, desperdiçam-se duas vidas e tudo por a maioria das pessoas não serem capazes de aceitar tal escolha como algo normal e não como algo estranho e à semelhança do que o papa disse: 3 anos num genero de quarentena e isso passa...(algo assim...acho :P)
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Thumbnail em 03.mar.2006, 08:31:17
Disfarçar é errar, errar é perder, perder é não ser  :-X :-\

Concordo plenamente ctg!

Eu penso k kand uma pexoa k é homosexual e tem relações heterosexuais para enganar os otros tá-se a enganar a ela própria antes de tudo e eu axo k mentir a nós próprios é uma coisa k nao deve ser feita pk nunca resolverá a situação e nunca será verdadeiramente feliz... se keremx k a sociedade mude pk é k inda há kem se engane a eles próprios, kem se cegue para puder ser "normal"? nao digo pra contarem a tda a gente, mas assumam-se a vcs próprios, pk se começam com perguntas: Ah, nao sei pk é k a sociedade nao aceita os gays!, então, cmo é k a sociedade pod aceitar se há homosexuais k nao se aceitam a eles proprios? eu sei k é uma situação delicada e perturbadora, mas se encararmx isto com naturalidade, abstraindo-nx do k os otros pensam, sentimo-nx mt melhores connsco próprios...
se tu tivexes uma mae k nao aceitava minimamente, k nao falava cnt sobre isso... imensas coisas, talvez mudaxes de opiniao! e mt bom nos falarmos das coisas, kuando temos as constinhas kentes!

Permite-me que discorde uma vez que também eu tenho uma mae que me deita a baixo vezes sem conta por ser o que sou. Há casos bem piores, sem duvida, mas fere-me imenso o que ela me faz. De qualquer modo luto e muito ja conquistei (tambem...18 anos a lutar, mau era se nao tivesse resultados).

É preciso é saber falar, saber transmitir sensaçoes e saber ouvir bem o lado de la, nao deixar o sangue queimar os pensamentos. As feridas surgem, mas o coração nunca deitará td o seu sangue enquanto tu tiveres forças para o escorrer.Depende de ti o seu limite...
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: So_luna em 03.mar.2006, 12:54:50
realmente o pior de tudo nestes casos é o engano a que a pp pessoa se sujeita...pior que enganar os outros é enganar-se a si pp..e será que não xega uma altura em k nã dá mais para 'tapar o sol com a peneira'? ???
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: SafeLight em 03.mar.2006, 19:03:17
'tapar o sol com a peneira'

ora ai está uma xpressão apropriada! :-\ :-\ :-\
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Tiago em 03.mar.2006, 19:09:52
realmente o pior de tudo nestes casos é o engano a que a pp pessoa se sujeita...pior que enganar os outros é enganar-se a si pp..e será que não xega uma altura em k nã dá mais para 'tapar o sol com a peneira'? ???

Been there, done that.

Ainda bem que saltei do comboio a tempo. Ou melhor: ainda bem que o comboio me sacudiu para fora dele enquanto era tempo. 
;D


Jesus Christ... A rapariga já tinha até enxoval, os nossos filhos já tinham nome e o cão chamar-se-ia Dobby.
Vaderetrum!  :devil

Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Gharam em 03.mar.2006, 20:00:06


Been there, done that.

Ainda bem que saltei do comboio a tempo. Ou melhor: ainda bem que o comboio me sacudiu para fora dele enquanto era tempo. 
;D


Jesus Christ... A rapariga já tinha até enxoval, os nossos filhos já tinham nome e o cão chamar-se-ia Dobby.
Vaderetrum!  :devil



 lol lol lol lol
Título: Re: Noticias LGBT
Enviado por: Phoenix em 26.mar.2006, 13:03:45
UM DIA A MULHER PERGUNTOU-LHE SE ELE ESTAVA APAIXONADO PELO AMIGO

Por Andreia Sanches

Nos Estados Unidos estima-se que milhões de mulheres estejam ou já tenham estado casadas com homens que experimentaram relações sexuais com outros homens. Em Portugal não há números. Mas sabe-se que "muitos casam sabendo da sua homossexualidade". Por medo. Ou apenas "porque sim". Nem sempre acaba em divórcio. Mas repetem-se os momentos de dor e confronto. "Sair do armário não é fácil". Sobretudo quando se está casado
Foram meses a tentar tomar uma decisão sobre o que fazer com um casamento de 13 anos. "Foi o pior ano da minha vida". Raul (nome fictício), 38 anos, tinha com a mulher uma relação de "grande cumplicidade". Até que conheceu um homem. "Entrei num chat e escrevi: "alguém para uma conversa inteligente"... Ele respondeu".
Passaram a trocar mensagens, conheceram-se pessoalmente. "Apaixonámo-nos. Foi muito forte". Pouco depois apresentou-o à mulher, ainda como amigo. Um dia, ela confrontou-o: "Estás apaixonado por ele?"
O outro lado da história: Laura (nome fictício), 38 anos, estava casada com Raul. Alguns anos antes, nascera um filho. A partir de certa altura "começou a haver um afastamento", os interesses começaram a ser diferentes. "Depois apareceu esta pessoa. E ele falava dessa pessoa de uma maneira especial... Comecei a achar que havia algo. Foi intuição.".
Nos Estados Unidos, a estreia de Brokeback Mountain - o filme de Ang Lee sobre o amor entre dois homens, ambos casados - voltou a trazer o tema para as páginas dos jornais. E uma investigação de Edward O. Laumann, sociólogo da Universidade de Chicago, publicada em 1990, voltou agora a ser lembrada pelo New York Times: estimava que milhões de norte-americanas (entre 1,7 e 3,4 milhões) fossem ou já tivessem sido casadas com homens que tinham relações sexuais com outros homens.
Margarida Cordo, psicóloga, terapeuta familiar, desconhece estudos feitos em Portugal. Mas a narrativa de Raul e Laura não será estranha para a especialista. "Faço clínica há 20 anos, começaram a aparecer-me estas situações há cerca de cinco". Os três casos que actualmente acompanha numa clínica privada são de pessoas com idades entre os 30 e os 40 anos e um nível sócio-económico elevado.

"Não é incompatível"
com o amor no casamento
"Os filmes de vidas" que têm chegado ao seu gabinete são os mais diversos e as razões que levam as pessoas a Margarida Cordo distintas. "Há o marido homossexual que pede ajuda porque descobre ou se encontra com a sua sexualidade no meio do casamento; os casais que já tinham conversado sobre a desconfiança da homossexualidade de um deles; outros que vêm depois de separados porque não sabem como contar aos filhos..."
Também acontece serem as mulheres a assumir a sua homossexualidade. Mas situações destas têm aparecido menos. "Estou a lembrar-me de uma... Acabou por fazer um reinvestimento na família e ninguém soube".
Estes homens e mulheres podem amar verdadeiramente as pessoas com quem estão casados. "É perfeitamente possível, não é incompatível. Nalguns casos os casamentos só foram recuperáveis exactamente por isso."
Raul nunca se definiu - "sentia-me atraído pelos dois sexos" - e depois da adolescência deixou de tentar fazê-lo. Na universidade conheceu Laura, foi viver com ela, casaram-se: "Éramos muito amigos. Tínhamos uma vida sexual normal. Um casamento feliz."
Laura sabia que Raul se sentira atraído por homens antes do casamento. Mas "nunca mais se tinha passado nada". Até que naquele dia fez a pergunta: "Estás apaixonado por ele?" Raul disse que sim. "Se calhar houve algo que esteve silenciado durante anos e algum dia tinha que vir ao de cima, ou se calhar era a nossa relação que não estava bem", diz Laura. Foi um "choque".
"É frequente que a primeira reacção seja de um grande desencanto, revolta, ressentimento, raiva, muita vontade de ruptura, por vezes", refere Margarida Cordo. E "as pessoas não estão ainda muito habituadas a pedir ajuda, quando estão nas relações".
Em 1992, Amity Pierce Buxton fundou a International Straight Spouse Network - uma rede de grupos de apoio em vários pontos dos EUA e em países como Canadá, Austrália ou Israel, para homens e mulheres que descobrem que o "outro" é gay ou lésbica. Milhares já contactaram a rede. Buxton, que viveu ela própria essa situação, diz que entrevistou 9500 pessoas nos últimos 20 anos, contou ao jornal Seattle Times. Em Portugal, a associação Ilga faz saber que casos destes aparecem no seu serviço de aconselhamento e psicoterapia e na linha telefónica de apoio e informação sobre homossexualidade. Mas não fornece números.

Procurar culpados,
evitar o escândalo
Raul recorreu a um psicólogo. Laura também; e a um psiquiatra e a alguns fármacos para enfrentar uma depressão. Ela ainda hoje os toma. O processo parecia ingerível. "Cheguei a pensar que devia ter coragem para parar o carro na ponte e saltar", recorda Raul. Havia os sentimentos pela mulher, o amor pelo filho, a perspectiva de um divórcio, "sempre difícil", o assumir uma relação gay perante a família e a sociedade.
"A regulação social da norma heterossexual da masculinidade é difícil de romper", nota Sofia Aboim, socióloga autora de uma tese de doutoramento sobre conjugalidade. "Sair do armário não é fácil". No entanto, acredita que no futuro serão cada vez menos "as situações de confusão em que as pessoas fogem de si e dos outros". Vários estudos indicam que os jovens assumem cada vez mais cedo a sua sexualidade, o que é um indicador de mudança, diz.
Laura começou por tentar "encontrar culpados" - a começar por si - , mas sobretudo procurou evitar um escândalo, "não queria que as pessoas soubessem". Nem tomar decisões precipitadas. "Queria ter a certeza do que queria. E que ele também tivesse a certeza". E o casamento arrastou-se mais de um ano. A "relação a três" revelou-se insustentável.
Ainda não viu Brokeback Mountain. "Mas sei a história e quero ver." Quanto à sua , teve um final bem mais feliz do que a do filme. Hoje tem uma nova relação. E Raul vive com o homem que conheceu naquele chat e falou ao filho de nove anos do seu amor pelo companheiro. "Não descobri que durante anos ele mentiu... Quando isso acontece, deve ser mais difícil. Somos amigos", diz Laura.
Este é um ponto essencial. É muito mais fácil lidar com casos "em que não há mentira", segundo Margarida Cordo. E a forma como a verdade se revela é, como tudo o resto, diversa: "Ou a pessoa conta ou acaba por criar situações para ser descoberta, porque já não tolera mais a dualidade de comportamentos - um telemóvel com uma mensagem à vista, uma mensagem de e-mail aberta, sinais para se ser interpelado". Para ouvir uma pergunta do género da que Laura fez. "Estás apaixonado por ele?"

fonte: http://jornal.publico.clix.pt/login.asp?url=jornal%2Epublico%2Eclix%2Ept%2Fnoticias%2Easp%3Fa%3D2006%26m%3D03%26d%3D26%26uid%3D%26id%3D70374%26sid%3D7711
Título: Re: Noticias LGBT
Enviado por: Phoenix em 26.mar.2006, 13:05:12
Talvez ela "tivesse a esperança de curar-me"
Na primeira noite em que esteve com a mulher, disse-lhe que era bissexual. Mais tarde decidiram casar-se. "Casei porque sim. Vivíamos juntos fazia três anos. Casei com dúvidas, mas com a ideia de que nada essencial ia mudar. Para dizer de uma maneira clara, acho que o casamento é um contrato para assegurar coisas materiais em caso de confronto de interesses entre os parceiros. Não lhe dou mais transcendência. Não lhe demos, nessa altura, mais transcendência".
Carlos (nome fictício), 42 anos, nunca deixou de ter relações com outros homens. "Ela partilhou - umas vezes compreensiva e outras com dor, ou muita dor - essa qualidade do gajo com quem tinha casado". Talvez "tivesse a esperança de ser totalmente amada e desejada". Ou então "a esperança de curar-me, não sei". Houve fases "de grande interesse um pelo outro", alternadas com outras "dolorosas". Mas muitas vezes, refere Carlos numa entrevista por e-mail, sentiu-se um "impostor".
No último ano de casamento, teve uma espécie de blogue onde falava das suas infidelidades, dos seus "engates rascas", como lhes chama, mas também do seu casamento e de episódios como aquele de uma tarde de gritos e desespero a dois, que acaba abruptamente, quando a filha vem da escola: "Somos de novo papá e mamã, esforçamos-nos por parecer o que somos: duas pessoas que têm de cuidar de um ser naturalmente egoísta, mais egoísta e mais natural do que nós, e que estão dispostas a fazer esse sacrifício, porque pensam que a verdade é essa - esses dentes, esses olhos, essa capacidade de atirar-se no sofá e gritar pelo biberão".
Num outro texto escreve: "Exerço de marido nas ocasiões e eventos, sem beijinhos nem coisas assim, mas lá estou eu, bem-disposto e pronto a levar a miúda nos braços até ao carro".
Foi a mulher quem deu o passo em frente para a separação quando perderam "de uma maneira profunda a ilusão do amor". Optaram por "um regime de separação amistosa". Compraram outra casa, para que cada um ficasse na sua, mas partilhando a educação da filha. Dão-se "lindamente" - "somos talvez menos do que amigos, porque a nossa vida privada é algo sobre a qual mantemos um púdico e respeitoso silêncio".
Na vida dos dois cabem, no entanto, muitas intimidades e muitos momentos. "Fazemos muita coisa juntos", há jantares de Natal em conjunto e viagens ao estrangeiro a três: "papá e mamã" e a pequena filha. "Tentamos cuidar um do outro". A.S.

fonte: http://jornal.publico.clix.pt/login.asp?url=jornal%2Epublico%2Eclix%2Ept%2Fnoticias%2Easp%3Fa%3D2006%26m%3D03%26d%3D26%26uid%3D%26id%3D70370%26sid%3D7711
Título: Re: Noticias LGBT
Enviado por: Phoenix em 26.mar.2006, 13:07:10
"Somos muito maiores do que qualquer categoria"
Sociólogo Pedro Vasconcelos defende que nem aos terapeutas
nem ao Estado compete dizer o que devem ser as famílias
Pedro Vasconcelos, sociólogo que se tem dedicado ao estudo das questões da família e sexualidade, lembra: "Antes da modernidade europeia não se construíam identidades baseadas na sexualidade."
Por outras palavras: "As pessoas podiam estar no casamento, ter outras práticas com homens e mulheres; isto podia ser um choque à moral sexual e pública, podia ser muito perseguido - uma pessoa apanhada a fazer determinados actos podia ser queimada na fogueira - mas não era tanto o choque de se descobrir que o ser daquela pessoa era afinal radicalmente outro. Hoje entende-se que é".
De que forma? "O meu marido enganou-me com outra mulher, mas não me enganou em certos aspectos profundos da sua identidade; já se o meu marido me enganou com outro homem é quase como se eu descobrisse que afinal ele é preto quando pensava que era branco", ilustra.
A partir do momento em que "esquemas religiosos de controlo foram substituídos por esquemas médicos" dá-se uma alteração "gigantesca". O indivíduo que tem sexo com outros indivíduos do mesmo sexo já não é o que "cede ao pecado" - "e, em última análise, no catolicismo a tentação do pecado é permanente e todos nós podemos ser contagiados" -, é um indivíduo que se encaixa numa categoria, diz.
"É um paradoxo: somos muito maiores do que qualquer categoria (homossexual, heterossexual, bissexual, assexual...). Todas são demasiado simples face ao que é o abismo interior de cada pessoa, dos seus desejos, fantasias, sentimentos, mas também vivemos na relação com essa categoria e com as suas pressões normativas", que são difíceis de romper.
Num casamento no Registo Civil, por exemplo, "o conservador não se limita a dizer "assine aqui" - faz um discurso moral, fala dos deveres, da fidelidade, do carácter heterossexual do casamento". Na opinião de Pedro Vasconcelos, "não compete ao Estado apresentar um modelo de vida". Tal como não compete a um terapeuta dizer "o que as famílias devem ser". "Por que é que o casamento tem de implicar a recusa de ter relações sexuais com outros?", exemplifica.
Por tudo isto, a sua opinião "pessoal e política" é de que "o instituto legal do casamento devia ser abolido" - "o que o Estado tem de fazer é reconhecer às pessoas, na maneira como elas querem viver a sua vida, os seu direitos enquanto pessoas". A.S

fonte: http://jornal.publico.clix.pt/login.asp?url=jornal%2Epublico%2Eclix%2Ept%2Fnoticias%2Easp%3Fa%3D2006%26m%3D03%26d%3D26%26uid%3D%26id%3D70370%26sid%3D7711
Título: Re: Noticias LGBT
Enviado por: Phoenix em 26.mar.2006, 13:08:13
"Milhentas razões" levam homens a casar-se sabendo que são gays
"Procuro ajudar o casal a fazer um caminho para que ele próprio perceba até onde consegue ir", diz Margarida Cordo, psicóloga e terapeuta familiar
Casam-se para evitar a rejeição social, por "medo", para disfarçar, por "comodidade social", ou casam-se porque o parceiro lhes promete apoio, a "salvação", por não quererem ser gays. O diagnóstico é de Margarida Cordo, psicóloga e terapeuta familiar, e resulta do que nos últimos anos tem observado no seu gabinete, no concelho de Sintra. "Muitos homens casam sabendo da sua homossexualidade, mas isto não pode ser visto fora do contexto. As razões podem ser milhentas".
Por outro lado, há muitas mulheres que assumem o papel de "terapeutas". "Há um padrão relacional conhecido, sobretudo nas mulheres de adictos, que são as "mulheres que amam demais". São as mulheres protectoras, que toleram quase tudo e asseguram a felicidade dos outros, esquecendo-se da delas." O conceito "aplica-se a estes casais" quando "elas sentem que, por amor, podem fazer algo para ele deixar de ser o que é; "podes ser como eu gostava que fosses", acreditam algumas".
A desilusão de descobrir que o desejo não se cumpre pode ser enorme. "Fui descobrindo ao longo deste tempo que há pessoas que não se apaixonam por alguém ser homem ou mulher, apaixonam-se pela pessoa, pelo amor", diz Margarida Cordo. "Tem a ver com uma descoberta de coisas às vezes recônditas em nós - e é por isso que a terapia faz sentido..."
Mas outras descobertas foi fazendo a psicóloga desde que se dedicou a este tema. "Não é raro que uma mulher que teve um casamento com um homem homossexual tenha um segundo casamento com outro homossexual".
Qual o papel de um terapeuta, em qualquer um destes casos? É "um catalizador dos recursos que a pessoa tem disponível", procura ajudar o casal a fazer um caminho para que "ele próprio perceba até onde consegue ir".
"Muitas vezes estamos a falar da emergência da homossexualidade numa relação de casal que pode ser muito completa a muitos níveis mas vazia da expressão afectiva", diz a terapeuta. "Na renegociação da relação, as pessoas podem ter de enriquecê-la com outras experiências de cumplicidade [entre o casal]. Esse é um caminho para um reencontro".
Aqui, defende, não cabem "renegociações" que não passem pela fidelidade. "Recuperar relações não monogâmicas não é recuperar uma relação, é recuperar um faz-de-conta". A.S.

fonte: http://jornal.publico.clix.pt/login.asp?url=jornal%2Epublico%2Eclix%2Ept%2Fnoticias%2Easp%3Fa%3D2006%26m%3D03%26d%3D26%26uid%3D%26id%3D70370%26sid%3D7711
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: EYre em 26.mar.2006, 15:56:58

Hoje vem uma reportagem no jornal Público sobre gays que se casaram. O pretexto é o filme Brokebak Mountain (recorde-se que nos filme os dois personagens apesar de serem gays casam e constituem família).
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Gharam em 26.mar.2006, 15:59:37
Nunca namorei com um rapaz  :-X  mas tb, se namoraxe não era por me ver obrigada pela sociedade, só namoraria se gostaxe msm dele... e casar..humm, não contava dos meus planos mesmo kand inda não sabia k era homosexual  lol lol
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: danis em 26.mar.2006, 16:04:19
Na votação existem duas opção com as quais me identifico.
Tanto o "Não!" como o "Já namorei com o sexo oposto e gostei del@!" são opções válidas para mim, e posto isso, votei nesta última.

Mas devo dizer que nunca seria capaz de reprimir os meus sentimentos, de viver uma situação que não é a real.

Obviamente que isso não excluí por completo a minha vida actual, afinal de contas, não sou assumido perante ninguém.  ::)
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Adagio em 26.mar.2006, 16:20:54
axo estranho esta votaçao... votei no "Já namorei com o sexo oposto e gostei del@!" mas so dps é k reparei no k o topico dizia:  "Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar"... a votaçao e o nome do topico sao contradiçoes... quando namorei com o sexo oposto foi pk gostei da pessoa e nao para manter uma fachada.....  :-X
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: SafeLight em 26.mar.2006, 16:56:09
Eu votei simplesmente "Não" mas tb "Nunca namorei com alguém do sexo oposto"

Mas penso k o Adagio tem razão n asua intervensão anterior, há uma certa contradição na votação..

E então os bixessuais?  ???
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: danis em 26.mar.2006, 16:57:49
E então os bixessuais?  ???

Os bissexuais têm a opção "Já namorei com o sexo oposto e gostei del@!"

Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Adagio em 26.mar.2006, 17:11:25
E então os bixessuais?  ???

Os bissexuais têm a opção "Já namorei com o sexo oposto e gostei del@!"



sim mas assim ja nao posso responder neste forum pk nao foi "Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar"...  :-\
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Garbage em 26.mar.2006, 17:20:58
E então os bixessuais?  ???

Os bissexuais têm a opção "Já namorei com o sexo oposto e gostei del@!"



sim mas assim ja nao posso responder neste forum pk nao foi "Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar"...  :-\

então logo a partida a hipotese: Já namorei com o sexo oposto e gostei del@! deveria ser eliminada... pq se foi fachada , então não houve "amor".
Eu nao me imaginaria numa situaçao dessas... seria injusta comigo mesma e com a pessoa com quem estive se fizesse uma coisa dessas.
so nao compreendo é como é que um gay pode fazer um casamento de fachada, visto que não sente qualquer tipo de atração pelo sexo oposto...entao como é que ele faz no relacionamento sexual ?  ::) [smiley=malabarista.gif] (desculpem se estou a ser estupida mas é uma duvida que eu tenho  lol)
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: danis em 26.mar.2006, 17:27:41
Um bissexual em certa altura da sua vida pode-se identificar mais com uma determinada orientação sexual sem deixar de ser bissexual.
Eu pessoalmente identifico-me claramente com a bissexualidade mas neste momento tenho um relacionamento homossexual estável e não me veria tão depressa com uma mulher.
Apesar de conseguir fazê-lo, mas não neste momento. Mas não digo que não a essa situação.
Logo, um bissexual também pode manter um relacionamente heterossexual para reprimir o que sente em relação ao mesmo sexo, ou não? A isso se chama, relacionamente de fachada.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Adagio em 26.mar.2006, 17:45:46
entao como é que ele faz no relacionamento sexual ?

bem... deve fechar os olhos e pensar noutra coisa...   lol :devil

Um bissexual em certa altura da sua vida pode-se identificar mais com uma determinada orientação sexual sem deixar de ser bissexual.
Eu pessoalmente identifico-me claramente com a bissexualidade mas neste momento tenho um relacionamento homossexual estável e não me veria tão depressa com uma mulher.
Apesar de conseguir fazê-lo, mas não neste momento. Mas não digo que não a essa situação.
Logo, um bissexual também pode manter um relacionamente heterossexual para reprimir o que sente em relação ao mesmo sexo, ou não? A isso se chama, relacionamente de fachada.



sim, concordo... eu considero-me bi mas estou numa fase mais gay....

quanto ao manter uma relaçao hetero para manter uma fachada, entao as relaçoes hetero quando nao ha amor e apenas namoram so para namorarem tb é um relacionamento de fachada.....
axo k um(a) bi nao precisa ter relaçoes de fachada, a nao ser k esteja a tt reprimir o lado gay/lesbico... mas nesses casos nao sera uma tentativa de mudar por a pessoa se sentir um pouco perdida?....
sinceramente nao entendo as relaçoes de fachada...   :-\

 :-X
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: danis em 26.mar.2006, 17:49:08
so nao compreendo é como é que um gay pode fazer um casamento de fachada, visto que não sente qualquer tipo de atração pelo sexo oposto...entao como é que ele faz no relacionamento sexual ?  ::) [smiley=malabarista.gif] (desculpem se estou a ser estupida mas é uma duvida que eu tenho  lol)

?? Oh Garbage, agora fizeste-me rir devido á tua falta de informação (sem ofença).
Não é possivel um homem gay casar-se com uma mulher querendo dessa forma reprimir os seus sentimentos? Mantendo um casamento de fachada, tendo até filhos?

Isso é o que há mais!  lol lol lol
Muitos pulam a cerca milhares de vezes durante o casamento.  ::)
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: danis em 26.mar.2006, 17:54:38
quanto ao manter uma relaçao hetero para manter uma fachada, entao as relaçoes hetero quando nao ha amor e apenas namoram so para namorarem tb é um relacionamento de fachada.....

Exactamente, is lá memme choose!  ::)

axo k um(a) bi nao precisa ter relaçoes de fachada, a nao ser k esteja a tt reprimir o lado gay/lesbico... mas nesses casos nao sera uma tentativa de mudar por a pessoa se sentir um pouco perdida?....
sinceramente nao entendo as relaçoes de fachada..

Não precisa de manter relações de fachada? Então diz-me uma coisa; eu sendo bissexual, estando numa fase em que me sinto mais atraído por homens mas querendo reprimir esse sentimento, não posso ter uma relação com uma mulher, mesmo não gostando dela? Não deixo de ser bissexual por isso, ou seja, por ter uma relação com uma mulher mas não gostando dela.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Adagio em 26.mar.2006, 18:05:28
axo k um(a) bi nao precisa ter relaçoes de fachada, a nao ser k esteja a tt reprimir o lado gay/lesbico... mas nesses casos nao sera uma tentativa de mudar por a pessoa se sentir um pouco perdida?....
sinceramente nao entendo as relaçoes de fachada..

Não precisa de manter relações de fachada? Então diz-me uma coisa; eu sendo bissexual, estando numa fase em que me sinto mais atraído por homens mas querendo reprimir esse sentimento, não posso ter uma relação com uma mulher, mesmo não gostando dela? Não deixo de ser bissexual por isso, ou seja, por ter uma relação com uma mulher mas não gostando dela.

 :P se reparares escreveste o k eu tinha dito  ;D  so precisa manter a relaçao de fachada de estiver a tt reprimir o lado gay/lesbico (tenho posto aki tb lesbico pk tb ha mtas mulheres k sao bi ou lesbicas k mantem relaçoes de fachada)

 :-X
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: danis em 26.mar.2006, 18:08:28
Adagio, eu tentei não repetir-me ou até mesmo contradizer-me. Se fosse pessoalmente conseguiria explicar-te melhor o meu ponto de vista. Mas pela net, lamento, mas é dificil.

Espero que tenhas conseguido perceber onde quis chegar.  :-[
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Adagio em 26.mar.2006, 18:11:48
Adagio, eu tentei não repetir-me ou até mesmo contradizer-me. Se fosse pessoalmente conseguiria explicar-te melhor o meu ponto de vista. Mas pela net, lamento, mas é dificil.

Espero que tenhas conseguido perceber onde quis chegar.  :-[

bem... eu pensei k estavamos em sintonia... pensei k estavamos a dizer a mm coisa... ou sera k nao?  :-X
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: danis em 26.mar.2006, 18:23:21
Adagio, eu tentei não repetir-me ou até mesmo contradizer-me. Se fosse pessoalmente conseguiria explicar-te melhor o meu ponto de vista. Mas pela net, lamento, mas é dificil.

Espero que tenhas conseguido perceber onde quis chegar.  :-[

bem... eu pensei k estavamos em sintonia... pensei k estavamos a dizer a mm coisa... ou sera k nao?  :-X

Não te sei responder se estamos ou não em sintonia, o que sei é que tanto heterossexuais, homossexuais e bissexuais podem ter relações de fachada.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Adagio em 26.mar.2006, 18:26:25
o que sei é que tanto hetessexuais, homossexuais e bissexuais podem ter relações de fachada.

sim sim, isso nao ha duvidas (alias, sem saber, ja estive no meio de uma  :dunce)  :-X
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Am0ra em 26.mar.2006, 18:26:53
Epá para mim utilizar a palavra fachada torna-se tão estranho.....
Passando a explicar,eu sou bissexual,mas no entanto ando mais inclinadita para as meninas :D :D (elas é que não me deixam inclinar inda mais...LOLoL lol :devil) no entanto mesmo nesta  "fase que me assola" ...LoLOLOL, tive um relacionamento (que terminou há umas horitas - já me viram esta precisão hein??) com um moçoilo...no entanto eu gostava imenso dele...logo o que tive com ele não foi nem de longe nem de perto um namoro de fachada para disfarçar " a minha semi-queda",ou será queda total para raparigas?? lol  ;D :D ::)...


****** :-* :-* :-* :-*******
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Adagio em 26.mar.2006, 18:31:03
Epá para mim utilizar a palavra fachada torna-se tão estranho.....
Passando a explicar,eu sou bissexual,mas no entanto ando mais inclinadita para as meninas :D :D (elas é que não me deixam inclinar inda mais...LOLoL lol :devil) no entanto mesmo nesta  "fase que me assola" ...LoLOLOL, tive um relacionamento (que terminou há umas horitas - já me viram esta precisão hein??) com um moçoilo...no entanto eu gostava imenso dele...logo o que tive com ele não foi nem de longe nem de perto um namoro de fachada para disfarçar " a minha semi-queda",ou será queda total para raparigas?? lol  ;D :D ::)...


****** :-* :-* :-* :-*******

se realmente gostavas dele nao era relaçao de fachada... a relaçao de fachada seria se estivesses com ele para fugir dessa tua queda para as meninas.....
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: danis em 26.mar.2006, 18:31:20
Inês, mas não se está a falar dessas situações, e sim, este tópico não é dirigdo aos bissexuais.

Relacionamentos de fachada entenda-se, é um relacionamente de aparências, em que não existe sentimento mas sim, é uma relação de comodismo e interesse de uma ou ambas as partes.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Am0ra em 26.mar.2006, 18:51:50
ah ok!!!Pronto no entanto ficou desfeita a minha dúvida do que é no concreto um relacionamento de fachada!!!
Mas apesar disso,não entendo no concreto porque dizes (Danis) que este tópico não é dirigido aos bissexuais ???!
Se fores a ver outras respostas neste mesmo tópico,há pessoal que estão a passar por relacionamentos de fachada,logo também se podem aplicar a bissexuais!mas ok,cada um com sua opinião..

o que sei é que tanto hetessexuais, homossexuais e bissexuais podem ter relações de fachada.


(e não penses que isto é imbirração..hehehe lol)
 :-* :-* :-* :-* :-* :-* :-*
sim sim, isso nao ha duvidas (alias, sem saber, ja estive no meio de uma :dunce) :-X
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: DaRk_WiNgS em 26.mar.2006, 18:55:57
casar/namorar o sexo oposto para disfarçar... :inq :wor [smiley=morto.gif] que horror..nem pensar..jamais!!!!!! [smiley=nao.gif] [smiley=nao.gif]
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: EYre em 26.mar.2006, 18:56:57

No dia que eu botar a boca no trombone neste tópico vou contar uma história deveras chocante de um casal que conheço. Mas para já vou manter-me :-X.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Adagio em 26.mar.2006, 18:59:57

No dia que eu botar a boca no trombone neste tópico vou contar uma história deveras chocante de um casal que conheço. Mas para já vou manter-me :-X.

lol isso é mm so para nos por todos a pensar: "mas k sera k ela vai contar?"  :-X
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: EYre em 26.mar.2006, 19:03:45

No dia que eu botar a boca no trombone neste tópico vou contar uma história deveras chocante de um casal que conheço. Mas para já vou manter-me :-X.

lol isso é mm so para nos por todos a pensar: "mas k sera k ela vai contar?"  :-X

loooool

O suspense é a alma do negócio. 8)
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: danis em 26.mar.2006, 19:47:25

No dia que eu botar a boca no trombone neste tópico vou contar uma história deveras chocante de um casal que conheço. Mas para já vou manter-me :-X.

EYre também conheço várias. Infelizmente, preferia não conhecê-las.  :-\
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: danis em 26.mar.2006, 19:49:03
ah ok!!!Pronto no entanto ficou desfeita a minha dúvida do que é no concreto um relacionamento de fachada!!!
Mas apesar disso,não entendo no concreto porque dizes (Danis) que este tópico não é dirigido aos bissexuais ???!
Se fores a ver outras respostas neste mesmo tópico,há pessoal que estão a passar por relacionamentos de fachada,logo também se podem aplicar a bissexuais!mas ok,cada um com sua opinião..

Não se adequa na totalidade, se pensares bem. Apesar de concordar que um bissexual também pode viver um relacionamente de fachada, este tópico é mais dirigido ao público gay/lésbico.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Monchéri em 27.mar.2006, 01:05:01
Já passei por isso uma vez. Aceitei namorar com um rapaz porque na época achava que seria o melhor (e mais fácil!!!) caminho a tomar. Todos ficariam felizes, sobretudo os meus pais que eu adoro. Quando namorei com ele, tinha consciência que o estava a "escolher" porque seria o melhor genro, o melhor cunhado e melhor pai dos meus filhos. No meio disso tudo estava a esquecer-me de alguém muito importante: EU.

Pela minha experiência pessoal acho que é péssimo casar/namorar o sexo oposto para disfarçar. Eu não quero voltar a passar por essa situação. Andamos a enganar essa pessoa, os que nos rodeiam e a nós próprios, convencendo-nos que até gostamos dele...Pois, mas ninguém merece que alguém anda a tentar amá-lo.

Contudo, respeito as pessoas que não dão tanta importância ao amor na sua vida ou por qualquer motivo preferem apostar numa fachada. Realmente aí a sua vida será muito mais facilitada.

Eu aprendi uma grande lição, as pessoas que me amam não podem estar plenamente feliz, se eu próprio não o estou. Sei quais eram/são os meus comportamentos quando estou com uma pessoa por quem estou realmente apaixonada (fico mais simpática, carinhosa, divertida..., em suma: FELIZ) do que quando ando contrariada (ninguém me suporta). :devil
 
Por isso, nada melhor do que lutar para estar com a pessoa daqual gostamos mesmo. A vida ganha logo outro sabor. ;)
Título: Re: Noticias LGBT
Enviado por: HLuso em 27.mar.2006, 10:54:09
"Somos muito maiores do que qualquer categoria"
Sociólogo Pedro Vasconcelos defende que nem aos terapeutas
nem ao Estado compete dizer o que devem ser as famílias
Pedro Vasconcelos, sociólogo que se tem dedicado ao estudo das questões da família e sexualidade, lembra: "Antes da modernidade europeia não se construíam identidades baseadas na sexualidade."
Por outras palavras: "As pessoas podiam estar no casamento, ter outras práticas com homens e mulheres; isto podia ser um choque à moral sexual e pública, podia ser muito perseguido - uma pessoa apanhada a fazer determinados actos podia ser queimada na fogueira - mas não era tanto o choque de se descobrir que o ser daquela pessoa era afinal radicalmente outro. Hoje entende-se que é".
De que forma? "O meu marido enganou-me com outra mulher, mas não me enganou em certos aspectos profundos da sua identidade; já se o meu marido me enganou com outro homem é quase como se eu descobrisse que afinal ele é preto quando pensava que era branco", ilustra.
A partir do momento em que "esquemas religiosos de controlo foram substituídos por esquemas médicos" dá-se uma alteração "gigantesca". O indivíduo que tem sexo com outros indivíduos do mesmo sexo já não é o que "cede ao pecado" - "e, em última análise, no catolicismo a tentação do pecado é permanente e todos nós podemos ser contagiados" -, é um indivíduo que se encaixa numa categoria, diz.
"É um paradoxo: somos muito maiores do que qualquer categoria (homossexual, heterossexual, bissexual, assexual...). Todas são demasiado simples face ao que é o abismo interior de cada pessoa, dos seus desejos, fantasias, sentimentos, mas também vivemos na relação com essa categoria e com as suas pressões normativas", que são difíceis de romper.
Num casamento no Registo Civil, por exemplo, "o conservador não se limita a dizer "assine aqui" - faz um discurso moral, fala dos deveres, da fidelidade, do carácter heterossexual do casamento". Na opinião de Pedro Vasconcelos, "não compete ao Estado apresentar um modelo de vida". Tal como não compete a um terapeuta dizer "o que as famílias devem ser". "Por que é que o casamento tem de implicar a recusa de ter relações sexuais com outros?", exemplifica.
Por tudo isto, a sua opinião "pessoal e política" é de que "o instituto legal do casamento devia ser abolido" - "o que o Estado tem de fazer é reconhecer às pessoas, na maneira como elas querem viver a sua vida, os seu direitos enquanto pessoas". A.S

fonte: [url]http://jornal.publico.clix.pt/login.asp?url=jornal%2Epublico%2Eclix%2Ept%2Fnoticias%2Easp%3Fa%3D2006%26m%3D03%26d%3D26%26uid%3D%26id%3D70370%26sid%3D7711[/url]


Todo este texto, deste sociologo, dá muito que pensar...aliás os seus vários paragrafos e ideias são discutidos em váriios tópicos aqui da rede...este texto, esta fundamentação, está mesmo muito interessante...adorei!

Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: cacao em 27.mar.2006, 17:48:51
Contudo, respeito as pessoas que não dão tanta importância ao amor na sua vida ou por qualquer motivo preferem apostar numa fachada. Realmente aí a sua vida será muito mais facilitada.

Chericas,

Não sei se respeito pelo simples motivo que além de enganar-se a si mesmos enganam um terceiro. Para mim é brincar conscientemente com os sentimentos de outra ou mais pessoas. Irei respeitar se for uma decisão a dois e com consentimentos de ambas as partes, mas caso não seja dessa forma parece-me uma fuga egoista e mesquinha - sim, porque amor fingido é mesquinho.

Tenho pena que muitas pessoas construam fachadas cujos os muros são outras pessoas com sentimentos e que merecem todo o nosse respeito. Não tenho problemas se alguém quiser ficar supostamente para 'tio'/ 'tia' para manter fachada. Aí, não estará a meter outras pessoas no baralho...
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Melancia em 27.mar.2006, 18:38:38
Contudo, respeito as pessoas que não dão tanta importância ao amor na sua vida ou por qualquer motivo preferem apostar numa fachada. Realmente aí a sua vida será muito mais facilitada.

Chericas,

eh rapah.... Azorean, olha pá cacoa a chmá chiricas à Moncheri! lol demás!
Bem, como ja levo muito anos disso, até parece mal andar aqui com of-topics :D
-----
Ir por esse caminho de meter outra pessoa à misturar para distrair as atenções daquilo que verdadeiramente sou, foi sempre uma coisa que me senti incapaz de fazer. Talvez pelo facto da minha homossexualidade ser algo que se manifestou desde muito cedo, nunca fui capaz sequer de ver aí uma "camuflagem".
Mas sei de algumas pessoas que foram por aí... :/
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Monchéri em 27.mar.2006, 18:42:58
Para mim é brincar conscientemente com os sentimentos de outra ou mais pessoas. Irei respeitar se for uma decisão a dois e com consentimentos de ambas as partes, mas caso não seja dessa forma parece-me uma fuga egoista e mesquinha - sim, porque amor fingido é mesquinho.

Tens toda a razão ;)
 
Infelizmente existe muita "mesquinhice" neste mundo.  :-\
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: cacao em 27.mar.2006, 18:46:31
Infelizmente, existe, sim, Chericas... :-\

Outra coisa que também penso é que essas fachadas contribuem para que muita gente pense mal dos homo/ bissexuais pois alguns fingem toda uma vida que gostam de uma pessoa e depois não gostam. Como querem que fiqeu essa pobre pessoa?!...
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Scorpio_Angel em 27.mar.2006, 19:05:43
Outra coisa que também penso é que essas fachadas contribuem para que muita gente pense mal dos homo/ bissexuais pois alguns fingem toda uma vida que gostam de uma pessoa e depois não gostam. Como querem que fiqeu essa pobre pessoa?!...

Esses comportamentos acabam por ser particularmente nefastos para a opinião que as pessoas têm dos bissexuais. Não é a primeira reunião em que acabo a debater este assunto porque várias pessoas (alguns homossexuais inclusive) acham que muita da "bissexualidade" [sim, entre aspas! Porque uma coisa nada tem a ver com a outra] passa muito por aqui...  >:(

Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: cacao em 27.mar.2006, 19:09:58
Lá está a diferença de ser-se X ou adoptar comportamentos X...
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Azorean em 27.mar.2006, 19:12:04
Chericas,


 :o tam intemas quelas sã!  lol


Bom, para também não ficar off topic,
não tenho opiniao formada sobre o assunto, pois quem o faz terá lá os seus motivos, alguns podem ser aceitáveis outros nem por isso.
Pessoalmente, acho que nunca o faria.

 :-*

Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Scorpio_Angel em 27.mar.2006, 19:13:41
Lá está a diferença de ser-se X ou adoptar comportamentos X...

Ou a horrível associação que alguns fazem de bissexualidade a promiscuidade...  >:(


* Scorpio_Angel arrepia-se só de pensar *
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Monchéri em 27.mar.2006, 23:04:08
Chericas,
:o tam intemas quelas sã!  lol


Com ciúmes???  ;D
Eu gosto do meu novo nick de batismo.  ::)

Voltando ao assunto. Eu convivo com uma situação de fachada.

Ouço muitas vezes uma amiga minha [que preferiu andar à procura (e encontrar) a versão masculina da mulher que amava a ficar com ela porque: "duas mulheres não podem ficar juntas, assim o dita a sociedade..."] dizer que tem tudo para ser feliz. Mas nunca a ouvi dizer que o é realmente.
Esse tipo de comentário dá-me a certeza que não é esse o caminho que eu quero tomar.

No entanto, essa minha amiga leva uma vida agradável, aquela que sempre quis.
Eu acho que se o namorado receber todo o carinho e atenção que merece, não se pode considerar que ela o está a enganar. Contudo é dificil dar-se tudo isso quando não se está verdadeiramente apaixonada.

Mas quem sou eu para julgar a vida dela? Eu escolhi a minha via, a do coração. Mas esse é o meu feitio, a minha maneira de estar na vida. Cada um terá a sua. Quando falo de respeito é neste sentido: respeito a opção que os outros tomam para as suas vidas (desde que não magoem quem os ama), esperando que eles respeiterão a minha opção de querer continuar a ser e a viver o que sou e o que sinto. ;)
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: SafeLight em 28.mar.2006, 00:09:05
Eu convivo com uma situação de fachada.

Ouço muitas vezes uma amiga minha [que preferiu andar à procura (e encontrar) a versão masculina da mulher que amava a ficar com ela porque: "duas mulheres não podem ficar juntas, assim o dita a sociedade..."] dizer que tem tudo para ser feliz. Mas nunca a ouvi dizer que o é realmente.
Esse tipo de comentário dá-me a certeza que não é esse o caminho que eu quero tomar.

No entanto, essa minha amiga leva uma vida agradável, aquela que sempre quis.
Eu acho que se o namorado receber todo o carinho e atenção que merece, não se pode considerar que ela o está a enganar. Contudo é dificil dar-se tudo isso quando não se está verdadeiramente apaixonada.

Mas quem sou eu para julgar a vida dela? Eu escolhi a minha via, a do coração. Mas esse é o meu feitio, a minha maneira de estar na vida. Cada um terá a sua. Quando falo de respeito é neste sentido: respeito a opção que os outros tomam para as suas vidas (desde que não magoem quem os ama), esperando que eles respeiterão a minha opção de querer continuar a ser e a viver o que sou e o que sinto. ;)

Não somos ninguém para julgar a tua amiga, pork ninguém é kinguém para poder julgar alguém.. contudo se ela tem a consciencia de k não o ama verdadeiramente deveria fazê-lo tomar conhecimento disso..

As pessoas ficam juntas pelos mais variados motivos, às vezes n é só amor, ou n é amor de todo, mas o importante - akilo k podemos pedir - é a sinceridade.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Scorpio_Angel em 28.mar.2006, 00:13:11
Mas quem sou eu para julgar a vida dela? Eu escolhi a minha via, a do coração. Mas esse é o meu feitio, a minha maneira de estar na vida. Cada um terá a sua. Quando falo de respeito é neste sentido: respeito a opção que os outros tomam para as suas vidas (desde que não magoem quem os ama), esperando que eles respeiterão a minha opção de querer continuar a ser e a viver o que sou e o que sinto. ;)

E não tens tu o dom da palavra?  :blush
Claro que sim. A de quem segue o coração.
Beijos orgulhosos linda  :)


PS. Sim, era isto que queria escrever e foi o que fiz. E se quiserem denunciar-me por off-topic neste post, cliquem lá em baixo à direita ;)

Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: bluejazz em 28.mar.2006, 04:23:43
Isso não é off-topic, é reacção a algo inserido no tema do tópico. ;)
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Monchéri em 28.mar.2006, 11:39:55
As pessoas ficam juntas pelos mais variados motivos, às vezes n é só amor, ou n é amor de todo, mas o importante - akilo k podemos pedir - é a sinceridade.

Como ser sincera nestes caso? Se uma pessoa está nessa situação para esconder algo, certamente que não o vai revelar, muito menos ao parceiro, penso eu.

Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: nuven em 28.mar.2006, 12:26:35
nunca namorei com o sexo oposto...

nao esta em mim "enganar" ninguem... penso q nunca o faria...

prefiro conciver cmg propria, isto é, estar sozinha, a estar com alguem do sexo oposto so pra disfarçar ou n estar sozinha...

n preciso esconder o q quero de verdade... (tb nao mostro mto, mas pronto!! :))
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Scorpio_Angel em 28.mar.2006, 14:52:57
Isso não é off-topic, é reacção a algo inserido no tema do tópico. ;)

Sim, efectivamente. ;)
Agora fizeste-me pensar que talvez a parte de humor da frase não tenha passado...  ???


Quanto a fachadas, sei que a minha posição pode ser um pouco radical, mas a mim pessoalmente custam-me as mentiras. E como tal tenho de fazer um grande esforço para conseguir ser compreensiva com o recurso a fachadas...  :-[

Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Peixinho em 28.mar.2006, 15:01:36
Eu convivo com uma situação de fachada.

Ouço muitas vezes uma amiga minha [que preferiu andar à procura (e encontrar) a versão masculina da mulher que amava a ficar com ela porque: "duas mulheres não podem ficar juntas, assim o dita a sociedade..."] dizer que tem tudo para ser feliz. Mas nunca a ouvi dizer que o é realmente.
Esse tipo de comentário dá-me a certeza que não é esse o caminho que eu quero tomar.

No entanto, essa minha amiga leva uma vida agradável, aquela que sempre quis.
Eu acho que se o namorado receber todo o carinho e atenção que merece, não se pode considerar que ela o está a enganar. Contudo é dificil dar-se tudo isso quando não se está verdadeiramente apaixonada.

Mas quem sou eu para julgar a vida dela? Eu escolhi a minha via, a do coração. Mas esse é o meu feitio, a minha maneira de estar na vida. Cada um terá a sua. Quando falo de respeito é neste sentido: respeito a opção que os outros tomam para as suas vidas (desde que não magoem quem os ama), esperando que eles respeiterão a minha opção de querer continuar a ser e a viver o que sou e o que sinto. ;)

Não somos ninguém para julgar a tua amiga, pork ninguém é kinguém para poder julgar alguém.. contudo se ela tem a consciencia de k não o ama verdadeiramente deveria fazê-lo tomar conhecimento disso..

As pessoas ficam juntas pelos mais variados motivos, às vezes n é só amor, ou n é amor de todo, mas o importante - akilo k podemos pedir - é a sinceridade.




Eu também convivo com uma situação de fachada. Estou de acordo, que as pessoas ficam juntas, pelos mais variados motivos, porém, quem esconde, de todo não usa sinceridade.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: danis em 28.mar.2006, 15:04:57
Agora fizeste-me pensar que talvez a parte de humor da frase não tenha passado...  ???

Passou sim senhor.  lol lol
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: nuven em 28.mar.2006, 15:59:37
eu convivi com duas situações... quer dizer tive conhecimento delas, nao cheguei a conviver c elas...

uma q deu frutos, leia-se filhos, outra q nao...

duas jovens, q nada tem a ver uma c a outra, claro... q resolveram, mm sabendo perfeitamente da sua orientação, casar... por causa das familias, para ter a sua independencia, para fugir a "ira" dos pais... pelos mais diversos motivos (tanto uma como a outra)..

n sou ninguem para julgar outro ninguem, e cada um é livre...

mas parece-me ingrato uma rapariga lesbica casar, seja por q motivos seja, sabendo perfeitamente da "sua condição"... está a enganar-se, e a enganar o rapaz c quem casou... nao me parece mto justo.... nem leal!
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: wizardsoul em 28.mar.2006, 18:03:39
Oh well ...

seria incapaz de namorar com alguem para disfarçar fosse o que fosse...

isso não faz com que eu não sinta que levo uma vida dupla .... uma a que eu me identifico :P ...os meus amigos/colegas sabem de mim etc...

outra a de filha perfeita heterossexual ... porque eles nunca vão aceitar ( o nunca vem da boca da minha mãe)

mas seria incapaz de namorar com um rapaz só para deixar a minha mãe e toda a gente preconceituosa feliz .... ( se namorar com alguem rapaz ou rapariga é porque o amo )

acho que só conseguiria ser mais infeliz ... e estaria a viver uma mentira ( ainda maior )

Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: sofhia em 28.mar.2006, 19:24:36
   Actualmente seria improvável que namorasse com algém do sexo oposto para tentar ser aceite ou algo do género, mas houve um momento, quando eu ainda não estava bem certa da minha orientação que curtia com rapazes apesar de pensar em mulheres, não diria que era bem para disfarçar mas foi mais naquela...
  mas acho que é muito mau uma pessoa estar a fingir ser aquilo que não é, mesmo que hajam situações diversas  a solidão deve ser grande e por isso prefiro ter coragem p assumir o que gosto do que me anular
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: cacao em 29.mar.2006, 01:44:07
No entanto, essa minha amiga leva uma vida agradável, aquela que sempre quis. Eu acho que se o namorado receber todo o carinho e atenção que merece, não se pode considerar que ela o está a enganar. Contudo é dificil dar-se tudo isso quando não se está verdadeiramente apaixonada.
´


Chericas querida,

Depende do que entendes por "agradável". Para mim leva uma vida dupla - ainda apenas emocionalmente, não deixa de ser vida dupla - e de mentira [à própria e] ao namorado.. Uma vida a dois não se resume a "todo o carinho e atenção que merece", simplesmente não se resume. Traduz-se, sim, a uma total entrega. Para mim é engano e com muita consciência do que se está a fazer. Deplorável mesmo.

Desculpa ser tão crua nesta matéria, mas mentiria se dissesse o contrário. E acredito que todos merecemos ser felizes, sem enganos.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Peixinho em 29.mar.2006, 08:08:53
No entanto, essa minha amiga leva uma vida agradável, aquela que sempre quis. Eu acho que se o namorado receber todo o carinho e atenção que merece, não se pode considerar que ela o está a enganar. Contudo é dificil dar-se tudo isso quando não se está verdadeiramente apaixonada.
´


Chericas querida,

Depende do que entendes por "agradável". Para mim leva uma vida dupla - ainda apenas emocionalmente, não deixa de ser vida dupla - e de mentira [à própria e] ao namorado.. Uma vida a dois não se resume a "todo o carinho e atenção que merece", simplesmente não se resume. Traduz-se, sim, a uma total entrega. Para mim é engano e com muita consciência do que se está a fazer. Deplorável mesmo.

Desculpa ser tão crua nesta matéria, mas mentiria se dissesse o contrário. E acredito que todos merecemos ser felizes, sem enganos.




 :up Estou de acordo!
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Blackdi em 29.mar.2006, 16:36:58
Já namorei com um rapaz para tentar "curar-me", mas nunca para manter uma fachada.

Neste momento, seria incapaz de envolver-me com alguém do sexo oposto com esse intuito. Infelizmente, conheço pessoas que o fazem para manter as aparências e nem consigo imaginar o sofrimento, sobretudo, se são mesmo homossexuais.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Peixinho em 29.mar.2006, 17:13:28
Já namorei com um rapaz para tentar "curar-me", mas nunca para manter uma fachada.

Neste momento, seria incapaz de envolver-me com alguém do sexo oposto com esse intuito. Infelizmente, conheço pessoas que o fazem para manter as aparências e nem consigo imaginar o sofrimento, sobretudo, se são mesmo homossexuais.

Acho que ambas conhecemos uma. Não em tudo, até porque deixaria de ser eu, mas concordo com a "infelicidade".   ;)
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Blackdi em 29.mar.2006, 17:16:42
Já namorei com um rapaz para tentar "curar-me", mas nunca para manter uma fachada.

Neste momento, seria incapaz de envolver-me com alguém do sexo oposto com esse intuito. Infelizmente, conheço pessoas que o fazem para manter as aparências e nem consigo imaginar o sofrimento, sobretudo, se são mesmo homossexuais.

Acho que ambas conhecemos uma. Não em tudo, até porque deixaria de ser eu, mas concordo com a "infelicidade".   ;)
Desculpa, não percebi...Não concordas com tudo o que afirmei?
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Peixinho em 29.mar.2006, 17:22:06
Já namorei com um rapaz para tentar "curar-me", mas nunca para manter uma fachada.

Neste momento, seria incapaz de envolver-me com alguém do sexo oposto com esse intuito. Infelizmente, conheço pessoas que o fazem para manter as aparências e nem consigo imaginar o sofrimento, sobretudo, se são mesmo homossexuais.

Acho que ambas conhecemos uma. Não em tudo, até porque deixaria de ser eu, mas concordo com a "infelicidade".   ;)
Desculpa, não percebi...Não concordas com tudo o que afirmei?

Não, não concordo! Não posso afirmar com toda a convicção, pois não adivinho o futuro!  ;)
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Blackdi em 29.mar.2006, 17:54:38
Já namorei com um rapaz para tentar "curar-me", mas nunca para manter uma fachada.

Neste momento, seria incapaz de envolver-me com alguém do sexo oposto com esse intuito. Infelizmente, conheço pessoas que o fazem para manter as aparências e nem consigo imaginar o sofrimento, sobretudo, se são mesmo homossexuais.

Acho que ambas conhecemos uma. Não em tudo, até porque deixaria de ser eu, mas concordo com a "infelicidade".   ;)
Desculpa, não percebi...Não concordas com tudo o que afirmei?

Não, não concordo! Não posso afirmar com toda a convicção, pois não adivinho o futuro!  ;)
Se concordasses comigo é que eu me admirava!  ;D

Eu também digo que "neste momento" não seria capaz de o fazer. Futuramente, não sei.  :)
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Hade_Girl em 29.mar.2006, 17:59:56
eu nunca namorei para nenhum rapaz e sei k nunca írei andar c um para m manter fechada ou msm para disfarçar.Não ando por aí a dizer k gosto d mulheres mas tb não o digo k não gosto.Kuando m perguntam s namoro ( s namorar digo k sim)mas tb nao digo kem é,caso insistam aí acabo por dizer a verdade. :)

kerem continuar amigos...sao,s nao kiserem :-\ th os meus k ja sabem e familia :)
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Blackdi em 29.mar.2006, 18:19:55
eu nunca namorei para nenhum rapaz e sei k nunca írei andar c um para m manter fechada ou msm para disfarçar.Não ando por aí a dizer k gosto d mulheres mas tb não o digo k não gosto.Kuando m perguntam s namoro ( s namorar digo k sim)mas tb nao digo kem é,caso insistam aí acabo por dizer a verdade. :)

kerem continuar amigos...sao,s nao kiserem :-\ th os meus k ja sabem e familia :)
Cada caso é um caso e, infelizmente, as coisas não são assim tão lineares como parecem. Tudo depende das pessoas e das situações.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Hade_Girl em 30.mar.2006, 00:09:05
ya eu sei,mas estou a falar d mim.Talvez th uma certa "sorte" k nem toda gente a tem :-\ tb depende da personalidade e das experiencias k todos nós temos.Somos todos diferentes e vidas diferentes.Não discuto mais sobre isso. :-X
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Peixinho em 30.mar.2006, 08:16:19
Já namorei com um rapaz para tentar "curar-me", mas nunca para manter uma fachada.

Neste momento, seria incapaz de envolver-me com alguém do sexo oposto com esse intuito. Infelizmente, conheço pessoas que o fazem para manter as aparências e nem consigo imaginar o sofrimento, sobretudo, se são mesmo homossexuais.

Acho que ambas conhecemos uma. Não em tudo, até porque deixaria de ser eu, mas concordo com a "infelicidade".   ;)
Desculpa, não percebi...Não concordas com tudo o que afirmei?

Não, não concordo! Não posso afirmar com toda a convicção, pois não adivinho o futuro!  ;)
Se concordasses comigo é que eu me admirava!  ;D

Eu também digo que "neste momento" não seria capaz de o fazer. Futuramente, não sei.  :)



Pois é! Eheheheheheh! Já sabes como sou! ;D
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: ganimedes em 31.mar.2006, 22:41:09
A pressão social exercida para o casamente heterossexual é enorme... quantos de nós somos "pressionados" pela família, amigos e sociedade em geral para esse sagrado contrato que é o casamento. Acho que alguns homossexuais casam pelo desejo de ter filhos, outros para calar as bocas do mundo... cada um terá as suas razões, mas a meu ver é um erro casar sem amor e sem desejo.  :'(

Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: nuven em 01.abr.2006, 13:09:09
A pressão social exercida para o casamente heterossexual é enorme... quantos de nós somos "pressionados" pela família, amigos e sociedade em geral para esse sagrado contrato que é o casamento. Acho que alguns homossexuais casam pelo desejo de ter filhos, outros para calar as bocas do mundo... cada um terá as suas razões, mas a meu ver é um erro casar sem amor e sem desejo.  :'(




concordo...

e dp aquelas tias q ja n se veem ha anos, la vêm c a conversa do costume, "entao filha, qdo é q casas?!"

fico pi-ursa c esses comentarios...
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: SafeLight em 04.abr.2006, 00:26:33
A pressão social exercida para o casamente heterossexual é enorme... quantos de nós somos "pressionados" pela família, amigos e sociedade em geral para esse sagrado contrato que é o casamento. Acho que alguns homossexuais casam pelo desejo de ter filhos, outros para calar as bocas do mundo... cada um terá as suas razões, mas a meu ver é um erro casar sem amor e sem desejo.  :'(

n axo k o desejo de ter filhos legitime a nossa infelicidade a nivel amoroso..
nada vale a nossa felicidade!
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: HLuso em 04.abr.2006, 03:39:23
A pressão social exercida para o casamente heterossexual é enorme... quantos de nós somos "pressionados" pela família, amigos e sociedade em geral para esse sagrado contrato que é o casamento. Acho que alguns homossexuais casam pelo desejo de ter filhos, outros para calar as bocas do mundo... cada um terá as suas razões, mas a meu ver é um erro casar sem amor e sem desejo.  :'(

n axo k o desejo de ter filhos legitime a nossa infelicidade a nivel amoroso..
nada vale a nossa felicidade!

É tão estranho quando isso acontece, conheço um rapaz que casou para ter filhos, a sua orientação é bissexual, mas naquele nivel de bissexualidade quase a cair para a Homo,mas pronto ele casou para ter filhos, é viciado na experiencia de ser pai, mas sabe e assume que o casamento tem os dias contados, a infelicidade e o logro que a sua sexualidade/afectividade se transformou , é superior a tudo o resto...mas por um lado sente-se realizado, pois conseguiu a tal descendencia, diz que agora partirá para a sua felicidade...se foi honesto ou não?Se usou alguem ou não?Não me cabe a mim julgar, porem para mim cruel seria, se mantivesse assim, para sempre uma mentira...!!!!

...percursos, quem nãos os tem??????!!!!!
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Tiago em 04.abr.2006, 03:47:34

naquele nivel de bissexualidade quase a cair para a Homo


Peço desculpa, mas não pude deixar de ficar espantado perante esta afirmação.  :)  Confesso a minha profunda ignorância, mas, de acordo com esta frase, devo depreender que existem vários níveis de bissexualidade? E, se sim, existem vários níveis/graus de homossexualidade? Se existe um nível de bissexualidade "quase a cair para a Homo", existirá igualmente um nível de bissexualidade "quase a cair para a Heterossexualidade"?
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: bluejazz em 04.abr.2006, 05:39:55
Há bissexuais, que apesar de bissexuais, mostram mais preponderância para se apaixonar ou sentir atraídos por um dos sexos. Ou seja, ser bissexual não implica 50-50, mas pode ser 60-40, etc.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: oziris em 04.abr.2006, 11:29:09



   Tal como disse o ganimedes, existem pressões exteriores e interiores para que muitas exista casamentos/namoros de fachada. Nem sempre as pessoas convivem com outros homossexuais, ou vivem numa aldeia do interior não tendo acesso a internet e seguem o percurso dos exemplos que têm.
    Em relação à bissexualidade, como disse a bluejazz não existe um meio termo na escola de um dos sexos. Conheço  "n" pessoas que tinham uma relação heterossexual estavel, mas a felicidade estava ao lado de alguem do mesmo sexo.
    Concluo, que não consigo criticar estas pessoas, nem sempre ter coragem basta, existe inumeros factores.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: peregrino em 04.abr.2006, 11:36:08

naquele nivel de bissexualidade quase a cair para a Homo


Peço desculpa, mas não pude deixar de ficar espantado perante esta afirmação.  :)  Confesso a minha profunda ignorância, mas, de acordo com esta frase, devo depreender que existem vários níveis de bissexualidade? E, se sim, existem vários níveis/graus de homossexualidade? Se existe um nível de bissexualidade "quase a cair para a Homo", existirá igualmente um nível de bissexualidade "quase a cair para a Heterossexualidade"?


essa está linda.
eu sou bi, será q estou em q nível, será q 3 categorias são suficientes, vamos inventar +  lol
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Tiago em 04.abr.2006, 11:50:55
Há bissexuais, que apesar de bissexuais, mostram mais preponderância para se apaixonar ou sentir atraídos por um dos sexos. Ou seja, ser bissexual não implica 50-50, mas pode ser 60-40, etc.

Justamente. Eu tenho essa noção.
Mas a questão que pus refere-se à noção que se depreende (pelo menos eu assim o compreendi) da afirmação em causa, ou seja, que existe uma espécie de tabela com vários níveis de bissexualidade. A afirmação do caro forense a que aludo dá a impressão que podemos dizer que alguém que essa pessoa está "num nível de bissexualidade quase a cair para a homo" é pouco bissexual, enquanto que alguém que esteja num nível intermédio (os teus "50-50") é bastante bissexual.
Eu supunha que se é ou não se é bissexual; com a dita preponderância ou não. Mas não que existe um "nível" de bissexualidade que esteja prestes a resvalar para a homossexualidade.
Creio que talvez tenha sido a utilização do vocábulo "nível", naquele contexto e ideia, que me suscitou estranheza.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: peregrino em 04.abr.2006, 12:08:26
eu tenho uma amiga cujo o pai é homo.
não sei se este casou com a mãe dela a saber q era homo ou se o fez por pressão da sociedade e como até gostava dela....

acho q isso tem q ver com o crescimento e amadurecimento de uma pessoa, da capacidade que cada um tem para saber o q quer e o que não quer, para se conhecer [mas será q isto n dura toda nossa vida?].

o casamento é uma decisao muito importante na vida de duas pessoas, e não acredito haja mta gente a fazê-lo de animo leve.

acredito q pessoas com duvidas sobre a sua orientação sexual se casem, talvez para tirar qq duvida aos outros q são hetero, para se convencerem e obeterem forças q são hetero, ou então sabendo q são homo fazem-no por medo das consequencias do assumir da sua orientação..

mas serão sp pessoas q não são totalmente felizes,
em que as pressões e os medos os fez caminhar para o mundo de mentira, onde não só prejudica a sua vida mas como a da sua companheira...

cabe então a nós darmos o ombro essas pessoas e fazer com q a sociedade e as familias se habituem a sonhar outras coisas para os seus filhos.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Scorpio_Angel em 04.abr.2006, 12:53:55
Peço desculpa, mas não pude deixar de ficar espantado perante esta afirmação.  :)  Confesso a minha profunda ignorância, mas, de acordo com esta frase, devo depreender que existem vários níveis de bissexualidade? E, se sim, existem vários níveis/graus de homossexualidade? Se existe um nível de bissexualidade "quase a cair para a Homo", existirá igualmente um nível de bissexualidade "quase a cair para a Heterossexualidade"?

essa está linda.
eu sou bi, será q estou em q nível, será q 3 categorias são suficientes, vamos inventar +  lol



Inventar mais?  ::)  :P
Há várias teorias sobre o assunto, sendo que a mais conhecida é a de Alfred Kinsey, da qual resulta precisamente a escala de Kinsey:


A ESCALA DE KINSEY

0 - exclusivamente heterossexual
1 - reacções e experiências quase totalmente heterossexuais, embora circunstancialmente possa reagir em relação ao mesmo sexo
2 - predominância de reacção heteropssexual, embora responda a estímulos homossexuais e tenha experiências homossexuais mais ocasionais
3 - bissexual na sua atitude habitual
4 - maior reacção a estímulos homossexuais do que a heterossexuais
5 - quase totalmente homossexual, na sua reacção psicológica e na prática, com contactos ou desejos heterossexuais muito ocasionalmente
6 - exclusivamente homossexual


Tens um tópico próprio sobre o assunto aqui:

http://www.ex-aequo.web.pt/forum/index.php?topic=6727.0

 ;)
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Tiago em 04.abr.2006, 14:35:47

A ESCALA DE KINSEY

0 - exclusivamente heterossexual
1 - reacções e experiências quase totalmente heterossexuais, embora circunstancialmente possa reagir em relação ao mesmo sexo
2 - predominância de reacção heteropssexual, embora responda a estímulos homossexuais e tenha experiências homossexuais mais ocasionais
3 - bissexual na sua atitude habitual
4 - maior reacção a estímulos homossexuais do que a heterossexuais
5 - quase totalmente homossexual, na sua reacção psicológica e na prática, com contactos ou desejos heterossexuais muito ocasionalmente
6 - exclusivamente homossexual


Independentemente da minha concordância com esta teoria, agora sim creio compreender a história dos "níveis".
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: sarinha em 04.abr.2006, 14:53:22
Sim, eu já namorei com o meu melhor amigo. Ele gostou de mim e eu aproveitei, porque eu estava numa fase muito difícil, naquela altura em que tentamos negar aquilo que sentimos pelo mesmo sexo e ainda temos uma pequena esperança de mudar.  :-\
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: nuven em 04.abr.2006, 17:00:34
Sim, eu já namorei com o meu melhor amigo. Ele gostou de mim e eu aproveitei, porque eu estava numa fase muito difícil, naquela altura em que tentamos negar aquilo que sentimos pelo mesmo sexo e ainda temos uma pequena esperança de mudar.  :-\

pelos mesmos motivos eu tb ia caindo nesta...

mas achei q gostava demasiado do meu amigo para lhe fazer isso... por isso fiz de tudo para o afastar...  :-\

ele ainda hoje n sabe de nada sobre mim... mas acredito q um dia me ira agradecer pela minha atitude...
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: HLuso em 04.abr.2006, 20:20:53
Lamento que a expressão utilizada por mim tenha gerado tanta polemica e indignação ???...Só gostava de fazer a seguinte ressalva, não aprecio que me acusem de invenção, considerando que tudo o que tenho aprendido e estudado sobre homossexualidade, tem sido aqui no forum, dessa forma todo o meu raciocinio e actual mentalidade sobre estas temáticas, tem a ver precisamente com todas as publicações aqui expostas...

Eu sinceramente no que diz respeito à escala de Kinsey, a mim tem-me servido como bussola de localização de algumas sexualidades, embora não tenha qualquer formação na área,por isso e no que diz respeito ao caso que falei, trata-se efectivamente de uma pessoa que teve vários casos afectivos com pessoas do mesmo sexo, e apenas UM, 1 caso com uma pessoa do sexo oposto, o tal acima referido, dos flhos etc...nesse sentido, e considerando que ele se vai ficar apenas por esse 1 relacionamento hetero, e que logo que terminado, será exclusivamente homossexual, coloquei-o no tal nivel de uma bissexualidade quase a pender para a homo...pois não achei necessário  dizer o individuo x, provavelmente classificado no nivel 4 da Escala de Kinsey, etc etc..

...aliás a expressão que usei, é até frequentemente usada pela pessoa em causa, que tenho o prazer e a amizade de conhecer à muitos anos, e ter tido, sempre que possivel, disponibilidade para ir acompanhando a sua historia de vida..
 :) :)

 
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Converse.. em 17.jul.2006, 17:26:21
Sinceramente já namorei com alguns rapazes.. Mas nunca senti por um rapaz akilo k sinto pela rapariga por kem me apaixonei.. :-\ ;)
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Mikael em 17.jul.2006, 18:21:31
Se o objectivo do namoro/casamento for para disfarçar então acho uma idiotisse pegada. Não só nos estamos a enganar a nós mesmos como a enganar a pessoa com quem namoramos.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: cacao em 18.jul.2006, 10:29:22
Não só nos estamos a enganar a nós mesmos como a enganar a pessoa com quem namoramos.

Ora, nem mais. E temos direito de o fazer?! Não. Nem ao outro nem a nós mesmos.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Mikael em 18.jul.2006, 15:59:56
Não só nos estamos a enganar a nós mesmos como a enganar a pessoa com quem namoramos.

Ora, nem mais. E temos direito de o fazer?! Não. Nem ao outro nem a nós mesmos.

Mas a verdade é que acho que ainda há muita gente que o faz...
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: nuven em 18.jul.2006, 16:22:50
Não só nos estamos a enganar a nós mesmos como a enganar a pessoa com quem namoramos.

Ora, nem mais. E temos direito de o fazer?! Não. Nem ao outro nem a nós mesmos.


mais vale um infeliz na vida, q dois infelizes na cama...  :-X

passou-me esta pela cabeça, mas realmente, falando por mim, preferiria estar sozinha a enganar-me e a enganar um amigo...
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: cacao em 18.jul.2006, 17:39:07
Não só nos estamos a enganar a nós mesmos como a enganar a pessoa com quem namoramos.

Ora, nem mais. E temos direito de o fazer?! Não. Nem ao outro nem a nós mesmos.

Mas a verdade é que acho que ainda há muita gente que o faz...

Concordo em absoluto, mas n consigo deixar d pensar q n podemos julga-los. Afinal mts d nos ja fizemos o mm e vivemos numa sociedade q n nos aceita, é normal q isto aconteça, embora seja triste, principalmente para @ companheir@ q n tem culpa d nd.

Acho errado. Não se brinca com os sentimentos dos outros. :(
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: nuven em 18.jul.2006, 18:28:22
nao se brinca com os sentimentos dos outros, NEM COM OS NOSSOS!!!!

so nos estamos a enganar!
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: LusoBoy em 18.jul.2006, 23:15:12
Acho mesmo muito errado. É andar a enganar os dois, a brincar com os sentimentos das pessoas. E também não compreendo aquela história dum gay casar com uma lésbica para enganar a família e amigos.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: deep green eyes em 20.jul.2006, 01:21:39
é preferivel ficar-se solteir@...pelo menos ng anda ao engano...
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: rage em 20.jul.2006, 01:35:51
Às vezes perguntam-me quando é que arranjo uma rapariga... e eu digo: "Quando chegar o tempo". Mas o que me apetecia dizer era algo do género: "Quando quiser enganar-me a mim próprio e a outra pessoa sem culpa nenhuma, arranjo e faço-te a vontade". Se neste momento não me sento atraído por uma rapariga não vou namorar com ela só por parecer bem à sociedade. É assim que eu penso... quem não tiver bem que se ponha.  8)
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: JaUm em 20.jul.2006, 03:14:38
Acho uma completa estupidez, por exemplo, um homem gay namorar com uma rapariga (supostamente heterossexual) para "disfarçar o caso". Acho que é a mesma coisa que gozar na cara a uma pessoa e ela não o saber.

Agora um homem gay apaixonar-se por uma rapariga e gostar dela, acho possível. Já aconteceu a alguns amigos meus.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: David Erif em 20.jul.2006, 06:32:11
Agora um homem gay apaixonar-se por uma rapariga e gostar dela, acho possível. Já aconteceu a alguns amigos meus.

Então nesse caso, o correcto seria dizer que são bisexuais, ou seja, cuja orientação sexual os conduz a sentirem-se atraidos tanto fisicamente, como psicologicamente por pessoas de ambos os géneros (aqui entendidos no sentido clássico do termo).
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: dann em 20.jul.2006, 08:58:16
Acho uma completa estupidez, por exemplo, um homem gay namorar com uma rapariga (supostamente heterossexual) para "disfarçar o caso". Acho que é a mesma coisa que gozar na cara a uma pessoa e ela não o saber.

Agora um homem gay apaixonar-se por uma rapariga e gostar dela, acho possível. Já aconteceu a alguns amigos meus.


Uma completa estupidez, nisso eu concordo plenamente... mas eu e a minha irmã nascemos disso.. :-\ duma completa estupidez e cobardia do meu pai... :-\
Eu soube, não através dele, que ele era gay... e depois foi só juntar as pecinhas... a minha mãe sente-se super traída, como é óbvio... no entanto, acho que isso poderia ser a grande explicação porque é que eles "faziam aquilo" às escuras..  :-X LOL (Sim minha mãe disse-me... )
Por outro lado, já confrontei o meu pai: primeiro disse-lhe que era gay (até disse que ele fosse dar uma curva se não me aceitava porque não precisava do apoio - e na verdade não preciso mesmo :-\), e depois perguntei se ele alguma vez teve alguma dúvida... como eu já sabia que ele era, estive mais atento à reacção dele... só conseguia vê-lo gritar pelos olhos que sim, que me compreendia, mas pela boca dizia que não, que nunca tinha tido desses problemas...  Fiquei um bocado "aborrecido", digamos, porque queria que ele fosse mais aberto sobre a coisa... eu heide falar de novo com ele quando viver com ele... aliás, eu acho que ele tem um namorado..!! ::) lol
No entanto, estupidez ou não, nasceram dois pirralhos e, estupidez ou não, ele não consegue aceitar o que ele é...

Às vezes perguntam-me quando é que arranjo uma rapariga... e eu digo: "Quando chegar o tempo". Mas o que me apetecia dizer era algo do género: "Quando quiser enganar-me a mim próprio e a outra pessoa sem culpa nenhuma, arranjo e faço-te a vontade". Se neste momento não me sento atraído por uma rapariga não vou namorar com ela só por parecer bem à sociedade. É assim que eu penso... quem não tiver bem que se ponha.  8)


Concordo plenamente contigo... tenho uma vontade de sair do armário... Ui... nem te digo... Sei que vai ser muito dificil, mas estando cá fora, poderei ser mais verdadeiro comigo mesmo... :-\ 8)
Enfine :D

Como disse um outro rapaz, "abreijos"!!  lol lol
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Symphonic em 09.ago.2007, 22:29:30
acho que é das piores coisas que se pode fazer a alguém, namorar ou mesmo casar, só para manter a "fachada"...
já basta a nossa situação como ela é, agora envolver outra pessoa é do pior que se pode fazer... é uma traição total, para com alguém que nos ama e que não suspeita de nada...
pra mim é ter uma pessoa na mão e usá-la só para ficarmos bem na vida, é assegura o nosso bem destruindo a vida do outro, é manipulação pura.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Chrono em 14.set.2007, 22:26:14
Já mantive relacionamentos menos sérios, e ridículos até, com raparigas... Relações onde não fui feliz nem soube fazer quem estava comigo feliz... Estupidamente não me apercebia que não era uma pessoa como a suposta normalidade social impunha e aquilo não era o que eu desejava... Hoje que namoro com um rapaz maravilhoso, e me sinto completamente confortável com o que sou, seria incapaz de manter um relacionamento com uma natureza diferente daquilo que é o correcto para mim, só para mostrar aos outros uma coisas que se espera de mim.
Hoje sou alguém que luta por aquilo que quer e, mais importante, sei o que quero... respeito o próximo e não me exponho arrogantemente face à minha sexualidade... não vejo, portanto, razões para ter de viver uma mentira só por causa dos outros... isso nunca...
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: jay~ em 20.out.2007, 20:08:17
era incapaz de viver um namoro de fachada apenas para desfarçar seja o que for... caramba que adiantava "fechar os olhos ás outras pessoas" se ia ser infeliz e tal... óh... tenham dó!!!!!!  :P
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: tinat em 20.out.2007, 20:30:26
Não consigo namorar sem amar!!! Iria estar a enganar-me a mim própria e magoando quem iria ter ao meu lado. Por isso não o vou fazer!
Perfiro estar só! :) ;)
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Scorpio_Angel em 15.nov.2007, 10:28:24

Estranhas alianças


"Casam por opção e até por paixão e hesitam entre manter a homossexualidade no armário ou integrá-la na vida a dois. Um dia, separam-se, porque um se assume ou porque o outro descobre não ser capaz de lidar com a situação em silêncio


Há quem acredite que é possível ter o melhor de dois mundos, sem perder nenhum. Aqueles que o conseguem, cultivam o secretismo a tal ponto que nem sob anonimato ousam tocar no assunto. Vida dupla, sentimentos de culpa, dilemas morais, solitários fechar de olhos são alguns dos efeitos secundários destes contratos tácitos. Apenas quem se separa e tem filhos em comum se atreve a contar a história, mas com identificação fictícia. Elas, mais do que eles, preferem continuar caladas, salvo raras excepções.

Cristina, uma economista de 51 anos, vivia com os dois filhos do primeiro casamento, quando conheceu o homem da sua vida. «Na empresa, o Tiago era o menino querido das secretárias e circulavam rumores de que era gay, mas eu gostava dele e percebi que era recíproco.» Casam-se, ele adopta os filhos dela, nascem outros dois. Após dez anos de convivência íntima, «praticamente sem sexo», o mito da família feliz cai por terra. Tiago conta-lhe que está apaixonado por um homem. Um ano antes, Cristina fechara os olhos às películas fotográficas, encontradas por acaso, do marido ao lado de uma figura masculina, mas aquilo forçou-a a encarar o óbvio. «Recusei-me a admitir que o casamento estava à beira do fim, lutei por ele, cheguei a perder dez quilos», lembra, deixando claro que foi preferível ter sido trocada por um homem do que por uma mulher. «O sexo nunca foi o mais importante para nós dois, ele amava-me, pai mais presente não há e só o perdi porque não consegui afastá-lo da tendência homossexual.»

O ex, também economista, 48 anos, subscreve: «Apaixonei-me por ela, queria ter uma família, algo que se valorizava muito na empresa, e casei convencido de que ia superar o desejo de estar, esporadicamente, com homens.» Não imaginava ser avassalado por uma paixão fulminante, como aconteceu há 16 anos. Mas nem assim abriu jogo com a mulher ou os filhos (ninguém lhe faz perguntas, todos aceitam o óbvio). Ao divórcio amigável sucederam-se quatro anos difíceis: ela sentia-se enganada e incapaz de perdoar a entrada de outro na intimidade do casal. «Eu achava que podia gerir as duas situações.» Não conseguiu.

Casamentos como o deles – em que um dos cônjuges é heterossexual e o outro não – começam a ser estudados. No início da década de noventa, uma pesquisa conduzida pelo sociólogo Edward O. Laumann, da Universidade de Chicago, permitiu estimar que dois a quatro por cento das americanas estiveram – ou ainda estão – casadas com homens que têm contactos homossexuais. O estudo, intitulado Organização Social da Sexualidade, sugere, também, que 3,9% dos homens americanos casados tiveram sexo com outros homens, nos cinco anos anteriores ao inquérito.

No século passado, era plausível casar para esconder uma orientação sexual inaceitável aos olhos da sociedade, que agora reconhece legalmente as uniões entre pessoas do mesmo sexo. O que explica, então, a existência destes vínculos sem rótulo definido, já apelidados de «casamentos de orientação mista»?


Espinhos cor-de-rosa

A primeira coisa a saber é que não são fáceis. Quando o parceiro com outra orientação sexual não a revela – por medo de perder ou magoar o cônjuge –, a eventual descoberta pode assumir contornos trágicos. No livro Companheira Silenciosa (Editorial Presença, 296 páginas), a portuguesa Dina Matos McGreevey, 40 anos, relata a sua saga com o ex-governador do Estado de New Jersey, EUA, desde que se conheceram até ao dia em que Jim McGreevey renunciou ao cargo, diante das televisões, definindo-se como «americano homossexual».

Afinal havia outro – ela fora só a última a saber. Três anos volvidos, esta directora de relações públicas – que hoje poderia estar com o marido na corrida à Casa Branca – quebra o silêncio e fala dos danos emocionais: a desilusão, o medo do futuro e muita dor. «Casei, porque o amava e queria uma família; ele só queria um estatuto para chegar a Presidente.» À VISÃO lamenta as mentiras de Jim, durante sete anos de relacionamento, os factos que conheceu pela imprensa, a insensibilidade em relação a ela e à filha («a reduzida pensão mal chega para pagar a escola»). Dina não sabia que poderia haver tanta gente na sua situação, mas o que não percebe é como, sentindo-se desrespeitadas, tantas mulheres vivem o seu sofrimento em silêncio: «Assistem às saídas de casa do marido, aceitam-no de volta, uns tempos depois, por dependerem financeiramente dele ou para não se sentirem sozinhas.»

Mas não tem de ser assim. Fundadora da rede internacional de esposos heterossexuais (www.straightspouse.org), a americana Amity Buxton, 78 anos, investiga o tema há 20 anos e escreveu um livro sobre o impacto que a saída do armário dos cônjuges gays, lésbicos ou bissexuais tem na vida do outro e da descendência. Com base em

11 mil entrevistas a casais nestas condições, concluiu que, nos Estados Unidos, existem, pelo menos, 2 milhões de gays, lésbicas ou bissexuais que casam. O que acontece quando ficam ao corrente da orientação do outro? Amity afirma à VISÃO que 33% se separam, outros 33% mantêm-se juntos durante um ano e os restantes fazem tudo para que o casamento resulte; dentro deste grupo, metade ultrapassa a fasquia dos três anos, assumindo um padrão monogâmico (alteram a conduta, apesar de terem uma orientação sexual diferente) ou tendo uma ligação secundária, com o consentimento da esposa ou do esposo.

A experiência diz-lhe que, «em caso de envolvimento homossexual, é melhor arriscar uma relação estável nesse registo do que tentar encaixar no molde do casamento heterossexual». No seu caso, a menos de um ano das bodas de prata, com os filhos já maiores, o marido entrou em depressão e decidiram separar-se, até que ele lhe revelou o segredo de uma vida: «Tinha um amante, antes de casar.» Ficou devastada mas compreendeu. «Decidir ficar casado quase o matou, pois fazíamos tudo o que um casal faz mas não havia paixão.» Amity nunca suspeitou do seu homem, tal como Dina e tantas outras. Recuperar do abalo e voltar a confiar é uma travessia que pode durar entre três e seis anos.


Perdidos e achados

«Estive casado 18 anos e, durante 15, fui feliz.» Advogado, 50 anos, filhos e netos no currículo. Divorciou-se há três anos, a mulher e os amigos não sonham porquê. «Nunca lhes disse a verdade nem direi até morrer», esclarece João, qual personagem do filme de Ang Lee, Brokeback Mountain, em que o vaqueiro não renuncia à mulher nem ao papel de macho, sacrificando a sua paixão pelo amigo. «Dois dos meus amores foram com homens casados e como eu há milhares com muito medo de que se saiba.» A culpa é a sua companheira de viagem: «Enganei-me ao achar que podia equilibrar a minha vida através do casamento e de uma existência dupla. Arrependo-me por isso.»

Os que saem do armário não se orgulham dos estragos, são males necessários por uma «boa causa». Confirma-o Fernando, 56 anos e dois filhos, a viver agora em França, com o companheiro. Após 18 anos de matrimónio com triângulos ocultos, a ex não reconstituiu a vida dela. «Ela só soube a verdade após o divórcio e não reagiu nada bem, tentou pôr os dois filhos contra mim, mas já falamos sem problemas», resume o analista de mercado.

«Casamos porque a sociedade nos pressiona nesse sentido, mas também porque nos apaixonamos e gostamos realmente da mulher com quem decidimos viver.» Afonso Tavares, 39 anos, consultor numa firma inglesa, dedica-se, também, ao activismo gay. «Em dez anos de casamento, nunca lhe fui infiel», continua. Tinha uma vida sexual gratificante mas sentia dificuldade em definir-se sexualmente, até porque a imagem dos homossexuais lhe desagradava. Só quando se cruzou com um homem casado, numa conferência de trabalho, é que despertou para outro mundo. «Que difícil que foi.» Abriu o jogo em casa, tentaram segurar a relação, «com um prejuízo enorme para os três e uma dor insuportável.» Chegou a fazer terapia. Cinco anos e muita expressão de ressentimentos depois, estão divorciados e com guarda conjunta; ela voltou a casar e continuam amigos.


Além do sexo

São complexas as razões que sustentam durante tanto tempo ligações de orientação mista. Homossexuais e bissexuais continuam a casar com alguém do sexo oposto, mesmo quando já não precisam de fazê-lo, numa sociedade mais aberta. Em última análise, tais pactos reflectem amores genuínos, que tornam o género numa questão secundária; mas estes casos serão, por enquanto, uma minoria.

Henrique Pereira, 34 anos, psicólogo doutorado em construção da identidade homossexual, traça o perfil deste modelo de relação, regida pelo princípio do mal menor: «As mulheres negam os sinais que vêem, porque cultivam o amor romântico e querem ter um companheiro; eles convencem-se de que gostam de estar com elas mas à custa de fantasias com homens.» Enganam-se a si mesmos e ao outro, nunca de ânimo leve mas, antes, por uma questão de sobrevivência: «Estes casamentos vão continuar a existir, enquanto o tecido social influenciar a expressão da sexualidade.»

Sobretudo, quando há filhos, interesses comuns e uma boa relação afectiva, a parte erótica é minimizada durante muito tempo, em nome do equilíbrio e da estabilidade. «Acompanhei um homem que achava não estar a enganar a mulher, quando ia para a cama com outros, apenas porque não tinha afecto por eles; e uma mulher que casou com um gay, achando que conseguia lidar com isso, em nome do amor que tinham um pelo outro».

Porém, a digestão emocional que tais acordos implicam não é para todos, a ameaça de perda está sempre presente. O teste da realidade pode ser levado ao limite quando se quer muito preservar uma união, através das controversas terapias de conversão de identidade. Inspiradas nas pesquisas do psiquiatra Van den Aardweg, visam a abstinência de contactos homossexuais, considerados pelo especialista um transtorno de tipo neurótico desenvolvido na infância ou na adolescência (e não uma orientação sexual, como são classificados desde 1975).

A terapeuta familiar Margarida Cordo, 46 anos, acompanhou quatro casos deste tipo, mas somente dois continuam em recuperação. «A homossexualidade é um transtorno da identidade sexual, uma doença e tem recuperação.» O problema, acrescenta, pode ser superado em 30% dos casos, pelo recurso à terapia individual, coadjuvado, se necessário, pelo método dos 12 passos, usado nas dependências. A meta é conseguir a monogamia e o aprofundar de laços com o cônjuge (o que acontece numa escassa percentagem dos casais estudados por Amity Buxton).


Ficar ou partir para outra

De Freud até Alfred Kinsey, muita coisa mudou, na forma de encarar a sexualidade e as gavetas onde é arrumada. Aos poucos, a diversidade de vínculos começa a ser mais regra do que excepção. Há, contudo, fantasmas que persistem e sonhos que comprometem necessidades pessoais. Paula, uma telefonista de 43 anos, sempre desejou ser mãe, apesar de lésbica. A solução foi casar, mas cinco meses bastaram para perceber o quão frustrante foi «viver algo que não correspondia ao meu anseio de realização íntima». A saída do armário, já após o divórcio, desencadeou no parceiro atitudes hostis. Ele deixou de lhe falar e de ver o filho. «Até que percebeu de que nada servia ter atitudes negativas. Hoje, temos uma relação civilizada.»

Miguel, 52 anos, conhecia os antecedentes da mulher, ao contrário do ex de Paula. Tiveram uma filha. Actualmente em processo de separação, o empresário algarvio foi um companheiro silencioso, durante 30 anos, contando-se pelos dedos das mãos as vezes que o casal fez amor. «Amava-a, sabia dos affairs, chorei muito, sentia-me rejeitado. Pensei que ela tinha um desvio e, talvez por ser órfão, eu precisava de uma família.»

O antropólogo Miguel Vale de Almeida, 47 anos, lembra que as normas sociais definem o que um homem ou uma mulher deve ser e levam muitos a «seguir o guião convencionado, casando, até por não saberem que é possível ter uma orientação sexual diferente da dominante». Uma vez que a sociedade premeia quem agrada ao sexo oposto e as relações monogâmicas, o momento em que um dos parceiros quebra a ambivalência e se emancipa é vivido de forma crítica pelos dois: «Reconhecer o falhanço representa uma enorme perda de estatuto e de auto-estima.»

Neste contexto, os casamentos abertos podem ser uma saída, porventura mais suportável do que ter de se assumir e romper a relação. Para uma imensa minoria, a sombra protectora da invisibilidade continua a ser a melhor solução – quer se viva no purgatório ou num paraíso secreto, a preservar a todo o custo. Quem disse que era fácil ter o melhor de dois mundos sem perder nenhum?"



Fonte: Visão - 08 Nov 2007
 (http://aeiou.visao.pt/Actualidade/Sociedade/Pages/Estranhasaliancas.aspx)
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Ladybird em 17.nov.2007, 12:08:50
todas as vezes k namorei cm o sexo oposto, foi pk realmente gostava... Mas namorar por fachada axo repugnant!! Podem ter 1001 razoes, mas nunca vou entender!! Ontem deparei-m cm um caso desses e para mim foi a pior M***a K ME podiam ter feito!! Como é k uma pessoa é capaz de dizer: 'Gosto mt de ti' e à minha frente faz akilo..ah minha frente [smiley=nao.gif]

Agora pensando em mais tarde!! se fez akilo e esta a fazer para manter aparencias, tb s vai casar, construir familia para CONTINUAR a manter APARENCIAS! ??? ! >:(

dsclp a ignorancia mas nao consigo compreender.... [smiley=muro.gif]
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: dinake em 17.nov.2007, 15:31:23
Nunca o fiz mas sei que seria perfeitamente capaz, se o quisesse. Sou especialista em namorar com pessoas sem gostar delas :) - não faço por ml, chama-se défice de atenção/egocentrismo
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Cátia. em 17.nov.2007, 16:31:11
Eras capaz de manter fachada e "andar" com o sexo oposto? Não

Faz-me imensa confusão a ideia de estar com uma pessoa sem sentir nada por ela  [smiley=desconfortavel.gif]. Não seria capaz de o fazer.
 
Título: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: The Sin Collector em 18.nov.2007, 00:05:23
Casar para disfarçar? Não! Só se fosse um casamento de 1 dia em que ele fosse podre de rico e tivesse às portas da morte. Ah! E não queria ter nenhum contacto físico com o senhor, por isso mais vale ele morrer após o "sim". LOLOLOL   :devil
Depois eu pegava no meu dinheiro e fugia com a minha menina  lol
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: vss em 30.mar.2008, 17:22:55

Infelizmente já fiz isso...

Já namorei alguém do sexo oposto para tentar ser "como as outras pessoas"  :(

Ao fim de oito longos meses percebi que não dava mais para "remar contra a maré"...

Após medos e reticências, fui-me aceitando como sou e hoje sinto-me feliz  :)
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: mike J em 23.mar.2010, 00:00:31
conheço vários rapazes (que o meu gaydar apita que se farta) que insistem em namorar com raparigas, mas eu tenho quase 100% certeza de que eles são gays. Se eles forem mesmo gays só tenho uma coisa a dizer: que tristeza [smiley=nao.gif]
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: lxmartini em 24.mar.2010, 18:09:15
quando era novinho namorei mas não gostava da rapariga...
Mas agora era incapaz de o fazer.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: castlox em 24.mar.2010, 19:06:16
Era incapaz de fazer. Para além de ser uma falta de consideração pela pessoa com quem estava, seria acima de tudo uma enorme falta de respeito e de amor por mim mesmo. Isto é, n ser capaz de me aceitar como sou e ainda por cima tentar esquecer ao andar com pessoas de sexo diferente.

No entanto já ouvi falar de histórias de pessoas q se casaram só para manter a fachada. Eram dois casais: um lésbico e outro homossexual. Uma delas casou com um deles e a outra com o outro, para dessa forma poderem continuarem juntos.

(Foi o q me contaram, mas dai até ser verdade  :-X . No entanto n ficaria surpreendido se assim se confirmasse).
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: deep green eyes em 24.mar.2010, 21:59:57
neste momento seria incapaz de me envolver com alguem do sexo oposto. ja o fiz e foi desagradavel... prefiro ficar solteirona...
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: daemon em 29.mar.2010, 12:52:49
Mas há lá coisa mais nojenta que namorar/casar com um hetero exclusivamente para manter as aparencias?
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: ♙Angelita/Devilita♟ em 29.mar.2010, 15:20:38
Mas há lá coisa mais nojenta que namorar/casar com um hetero exclusivamente para manter as aparencias?


Quem somos nós para condenar algo?
Quem somos nós?
Cada um sabe de si...
Não são ninguém para julgar terceir@s.
Sabem o que dizem alguns preconceituos@s em relação aos LGBT's?
Que somos "nojent@s".
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: kat em 29.mar.2010, 15:41:56
Mas há lá coisa mais nojenta que namorar/casar com um hetero exclusivamente para manter as aparencias?


Quem somos nós para condenar algo?
Quem somos nós?
Cada um sabe de si...
Não são ninguém para julgar terceir@s.
Sabem o que dizem alguns preconceituos@s em relação aos LGBT's?
Que somos "nojent@s".

mas ser lgbt não é a mesma coisa que casar com alguém que pensa que somos hetero e que amamos essa pessoa quando na realidades estamos apenas a usá-la para manter as aparências para que ninguém saiba que somos homossexuais, isso é enganar alguém que nos ama, é iludir e é uma falta de respeito e de honestidade imensa para com essa pessoa
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: ♙Angelita/Devilita♟ em 29.mar.2010, 15:48:50
Mas há lá coisa mais nojenta que namorar/casar com um hetero exclusivamente para manter as aparencias?


Quem somos nós para condenar algo?
Quem somos nós?
Cada um sabe de si...
Não são ninguém para julgar terceir@s.
Sabem o que dizem alguns preconceituos@s em relação aos LGBT's?
Que somos "nojent@s".

mas ser lgbt não é a mesma coisa que casar com alguém que pensa que somos hetero e que amamos essa pessoa quando na realidades estamos apenas a usá-la para manter as aparências para que ninguém saiba que somos homossexuais, isso é enganar alguém que nos ama, é iludir e é uma falta de respeito e de honestidade imensa para com essa pessoa

Há muitos casamentos por fachada onde o casal sabe perfeitamente que é disso que se trata e eles sabem porque motivo o fazem e não nos cabe a nós julgar as suas atitudes ou porque motivo o fazem, porque nós não somos perfeitos, não queiram passar essa imagem de nós para o exterior, pois é treta.
Preconceito entre próprios LGBT's é das coisas mais tristes que pode haver.
Isso sim é uma enorme falta de respeito.
Continuo a dizer quem somos nós para julgar?
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: daemon em 29.mar.2010, 15:51:28
Eu refiro-me ao caso em k @ gay engana @ parceir@. Isso é baixo e nojento...
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: ♙Angelita/Devilita♟ em 29.mar.2010, 15:59:19
Eu refiro-me ao caso em k @ gay engana @ parceir@. Isso é baixo e nojento...

Fizeram que eu colocasse o pincel de lado, vamos lá a isto...

Sabem que por vezes a pessoa não descobriu ainda qual é a sua própria orientação sexual?
Pode estar num casamento quando tal acontece, nesse caso antes de contar ao seu/sua marido/esposa, está a enganar durante um período de tempo e nessa situação vive um casamento de fachada, que pode terminar rapidamente ou não, depende dos casos.

É nojento?
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: kat em 29.mar.2010, 16:58:03
Mas há lá coisa mais nojenta que namorar/casar com um hetero exclusivamente para manter as aparencias?


Quem somos nós para condenar algo?
Quem somos nós?
Cada um sabe de si...
Não são ninguém para julgar terceir@s.
Sabem o que dizem alguns preconceituos@s em relação aos LGBT's?
Que somos "nojent@s".

mas ser lgbt não é a mesma coisa que casar com alguém que pensa que somos hetero e que amamos essa pessoa quando na realidades estamos apenas a usá-la para manter as aparências para que ninguém saiba que somos homossexuais, isso é enganar alguém que nos ama, é iludir e é uma falta de respeito e de honestidade imensa para com essa pessoa

Há muitos casamentos por fachada onde o casal sabe perfeitamente que é disso que se trata e eles sabem porque motivo o fazem e não nos cabe a nós julgar as suas atitudes ou porque motivo o fazem, porque nós não somos perfeitos, não queiram passar essa imagem de nós para o exterior, pois é treta.
Preconceito entre próprios LGBT's é das coisas mais tristes que pode haver.
Isso sim é uma enorme falta de respeito.
Continuo a dizer quem somos nós para julgar?

Nesse caso que falas, se a pessoa descobrir durante o casamento deve pensar bem e ser honesto com a pessoa com quem está casada, por respeito a essa pessoa. Eu estava a falar dos casos em que os homossexuais sabem a sua orientação sexual antes de casarem e como não querem que as pessoas o saibam vivem casamentos de fachada, enganando a pessoa que está com elas e muitas vezes traindo-a. Isso para mim não é correcto, não se trata de preconceito, apenas se trata do facto de eu achar que as pessoas não merecem amar uma pessoa e serem enganadas por ela achando que o sentimento é mutuo e quem têm um casamento fantástico quando na realidade, mais cedo ou mais tarde, descobrem a verdade, que foram enganadas durantes anos e deve ser uma dor e um desgosto horrivel e acho que ninguém merece passar por isso. Eu não sou perfeita nem pretendo sê-lo mas se tu achas correcto enganar uma pessoa dessa maneira eu respeito a tua opinião simplesmente não consigo de todo partilhar da mesma  :)
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: ♙Angelita/Devilita♟ em 29.mar.2010, 17:29:52
Mas há lá coisa mais nojenta que namorar/casar com um hetero exclusivamente para manter as aparencias?


Quem somos nós para condenar algo?
Quem somos nós?
Cada um sabe de si...
Não são ninguém para julgar terceir@s.
Sabem o que dizem alguns preconceituos@s em relação aos LGBT's?
Que somos "nojent@s".

mas ser lgbt não é a mesma coisa que casar com alguém que pensa que somos hetero e que amamos essa pessoa quando na realidades estamos apenas a usá-la para manter as aparências para que ninguém saiba que somos homossexuais, isso é enganar alguém que nos ama, é iludir e é uma falta de respeito e de honestidade imensa para com essa pessoa

Há muitos casamentos por fachada onde o casal sabe perfeitamente que é disso que se trata e eles sabem porque motivo o fazem e não nos cabe a nós julgar as suas atitudes ou porque motivo o fazem, porque nós não somos perfeitos, não queiram passar essa imagem de nós para o exterior, pois é treta.
Preconceito entre próprios LGBT's é das coisas mais tristes que pode haver.
Isso sim é uma enorme falta de respeito.
Continuo a dizer quem somos nós para julgar?

Nesse caso que falas, se a pessoa descobrir durante o casamento deve pensar bem e ser honesto com a pessoa com quem está casada, por respeito a essa pessoa. Eu estava a falar dos casos em que os homossexuais sabem a sua orientação sexual antes de casarem e como não querem que as pessoas o saibam vivem casamentos de fachada, enganando a pessoa que está com elas e muitas vezes traindo-a. Isso para mim não é correcto, não se trata de preconceito, apenas se trata do facto de eu achar que as pessoas não merecem amar uma pessoa e serem enganadas por ela achando que o sentimento é mutuo e quem têm um casamento fantástico quando na realidade, mais cedo ou mais tarde, descobrem a verdade, que foram enganadas durantes anos e deve ser uma dor e um desgosto horrivel e acho que ninguém merece passar por isso. Eu não sou perfeita nem pretendo sê-lo mas se tu achas correcto enganar uma pessoa dessa maneira eu respeito a tua opinião simplesmente não consigo de todo partilhar da mesma  :)

O que eu não acho correcto é que entrem em generalizações. CADA CASO É UM CASO!

Acho absurdo que cheguem aqui e sem grandes agurmentações digam que é nojento.

Ah outra coisa, nessa situação que referes eles é que sabem e não vou julgar por esse motivo, quem está no barco é que sabe o que vai lá dentro. "Entre marido e mulher ninguém mete a colher", só em caso de violência entre ambos, aí a coisa pode mudar de figura...

O tópico da traição não é este, mas claro que também podemos conversar sobre esse assunto pois pode acontecer num casamento de fachada, mas também pode não acontecer.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: kat em 29.mar.2010, 17:43:18
Mas há lá coisa mais nojenta que namorar/casar com um hetero exclusivamente para manter as aparencias?


Quem somos nós para condenar algo?
Quem somos nós?
Cada um sabe de si...
Não são ninguém para julgar terceir@s.
Sabem o que dizem alguns preconceituos@s em relação aos LGBT's?
Que somos "nojent@s".

mas ser lgbt não é a mesma coisa que casar com alguém que pensa que somos hetero e que amamos essa pessoa quando na realidades estamos apenas a usá-la para manter as aparências para que ninguém saiba que somos homossexuais, isso é enganar alguém que nos ama, é iludir e é uma falta de respeito e de honestidade imensa para com essa pessoa

Há muitos casamentos por fachada onde o casal sabe perfeitamente que é disso que se trata e eles sabem porque motivo o fazem e não nos cabe a nós julgar as suas atitudes ou porque motivo o fazem, porque nós não somos perfeitos, não queiram passar essa imagem de nós para o exterior, pois é treta.
Preconceito entre próprios LGBT's é das coisas mais tristes que pode haver.
Isso sim é uma enorme falta de respeito.
Continuo a dizer quem somos nós para julgar?

Nesse caso que falas, se a pessoa descobrir durante o casamento deve pensar bem e ser honesto com a pessoa com quem está casada, por respeito a essa pessoa. Eu estava a falar dos casos em que os homossexuais sabem a sua orientação sexual antes de casarem e como não querem que as pessoas o saibam vivem casamentos de fachada, enganando a pessoa que está com elas e muitas vezes traindo-a. Isso para mim não é correcto, não se trata de preconceito, apenas se trata do facto de eu achar que as pessoas não merecem amar uma pessoa e serem enganadas por ela achando que o sentimento é mutuo e quem têm um casamento fantástico quando na realidade, mais cedo ou mais tarde, descobrem a verdade, que foram enganadas durantes anos e deve ser uma dor e um desgosto horrivel e acho que ninguém merece passar por isso. Eu não sou perfeita nem pretendo sê-lo mas se tu achas correcto enganar uma pessoa dessa maneira eu respeito a tua opinião simplesmente não consigo de todo partilhar da mesma  :)

O que eu não acho correcto é que entrem em generalizações. CADA CASO É UM CASO!

Acho absurdo que cheguem aqui e sem grandes agurmentações digam que é nojento.

Ah outra coisa, nessa situação que referes eles é que sabem e não vou julgar por esse motivo, quem está no barco é que sabe o que vai lá dentro. "Entre marido e mulher ninguém mete a colher", só em caso de violência entre ambos, aí a coisa pode mudar de figura...

O tópico da traição não é este, mas claro que também podemos conversar sobre esse assunto pois pode acontecer num casamento de fachada, mas também pode não acontecer.

Vou comentar pela última vez pois penso que isto já esteja a perder o sentido. Eu não generalizei, se leres bem o meu post reparas que eu falo de um tipo especifico de casamentos de fachadas, que são aqueles em que um membro do casal não faz ideia que a orientação sexual da pessoa com quem não é aquela que ela pensa, isso para mim é enganar e é uma falta de respeito, é a minha opinião e manter-se-á igual. Também não concordo com essa frase feita de que entre marido e mulher não se mete a colher mas isso não é conversa para aqui.
Eu não falei de traição à toa, falei de traição em casamentos de fachadas por isso aplica-se ao tópico. E, volto a repetir, se leres bem o meu post eu não digo que nos casamentos de fachada as pessoas são sempre traidas, apenas digo que isso é algo que acontece muitas vezes, com certeza que não acontece com toda a gente.
Para concluir, não fui eu que disse que era "nojento", isso são palavras de outra utilizadora portanto esse comentário não seria para mim e agradecia que não chamasses de absurda a minha opinião e que não dissesses que tenho falta de argumentações pois não é o caso, expliquei claramente a minha opinião e visão sobre o assunto, respeitei a tua opinão e gostaria que respeitasses a minha.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: mike J em 29.mar.2010, 19:03:02
Infelizmente é a unica saida que encontram certas pessoas LGBTs para terem algum sossego na sua vida. Essas pessoas não devem ser criticadas se tiverem optado por essa situação como uma solução dos seus problemas.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: BabyT em 29.mar.2010, 19:13:54
Já recorri a um namoro deste género. Estava numa fase da vida em que ia conviver com novas pessoas e o facto de ter aquela imagem de 'lésbica' para elas ia-me tornar mais difícil o relacionamento, por isso optei por começar um namoro com um rapaz para mostrar o que não era. Não durou mais de 3 semanas, nenhum de nós saiu magoado tanto que hoje somos amigos, e enquanto precisei consegui me relacionar com todas as pessoas sem ser discriminada nem olhada de lado. Afinal, por agora não preciso de me assumir e não queria que os meus colegas me rejeitassem ou tratassem mal estava numa situação que precisava de amigos então escolhi o caminho mais fácil. Se me arrependi? Não me arrependi porque sei hoje que nenhum deles me julga pela minha orientação sexual (mesmo que não a saibam) na altura fez-me sentir melhor ser aceite pelas pessoas e criar mais intimidade com elas. Foi a primeira e a única vez que o fiz  ;)
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: estrela_cadente em 30.mar.2010, 01:33:53
O que será pior?

Uma pessoa LGBT namorar/casar com um heterossexual exclusivamente para manter as aparências e seguir as "normas" ditas da sociedade, ou uma pessoa LGBT namorar/casar com alguém também LGBT e ter amig@s colorid@s ?

Sinceramente não sei, venha o diabo e escolha.  :-X

Nunca estive envolvida em nenhuma dessas situações, nem tenho intenções de o fazer...

Mas cada um sabe de si, e deus sabe de todos.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: - Miguel - em 30.mar.2010, 02:01:26
O que será pior?

Uma pessoa LGBT namorar/casar com um heterossexual exclusivamente para manter as aparências e seguir as "normas" ditas da sociedade, ou uma pessoa LGBT namorar/casar com alguém também LGBT e ter amig@s colorid@s ?

Sinceramente não sei, venha o diabo e escolha.  :-X


Penso que não deveremos ser nós a fazer juízos de valor em qualquer um dos casos, contudo salvaguardo que em qualquer um dos casos caso impere a mentira e falsidade, na minha óptica, seria um acto censurável.

Enquanto ser humano, que acho que ainda sou, não sou capaz de viver num lar onde impera a tristeza de duas pessoas, isto é, a minha e a da pessoa com quem estou só para manter a aparência.

:-* e [[]] para todos.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: _Margot_ em 07.abr.2010, 10:38:11
eu concordo com a angelita/devilita.
às vezes as pessoas entram numa relação de fachada e nem se apercebem, às vezes confundem uma enorme amizade com amor, etc. há "N" casos assim. quem somos nós, que estamos de fora, para opinar?
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: João22 em 29.ago.2010, 19:33:19
Bem relativamente a este assunto tenho uma história que acho interessante ou então louca.. :devil
Tenho 22 anos e estudo enfermagem, relativamente a este tema acho o seguinte: A minha postura é muito discreta e acho k não levanta suspeitas! e de facto, não sei se partilham da mesma opinião mas eu sempre quis ser pai e não iria ser a homo a impedir-me. Nnc tive relacionamentos com homens e há cerca de 2 anos, estava com amigos à noite e bebida e mais bebida..enfim, uma rapariga beijou-me inesperadamente! :-* foi estranho mas gostei..a partir daí acho que tomei a decisão de esconder para sempre a homo..podem achar uma farsa, que de facto é, mas sinpo-me bem assim, vivo uma fachada para consumo social!! a relação com a rapariga foi evoluindo e...aconteceu algo fantástico..a Joana engravidou..sou a pessoa mais feliz do mundo. lol  vocês devem estar que sou louco..pois, sou um bocado.. :devil no entanto, não sinto que a esteja a usar porque eu gosto mt dela, talvez não goste na plenitude, mas gosto e penso: nenhum casal (hetero ou homo) gosta de tudo no prceiro, certo? eu tento desvalorizar a parte sexual, no sentido que, uma relação sexual heterossexual existe mta coisa para além da penetração, por vezes tenho que suportar mais penosamente outras nem tanto, acho que sacrifico parte da minha vida, para não abdicar de outras, é um bocado retorcido este ponto de vista, mas é assim que me sinto confortável.. podem estar a perguntar-se se tenho prazer numa relação hetero.. e a resposta é sim, talvez não tão explosivo como talvez tivesse num acto homo, mas sim... prefiro viver camuflado a viver humilhado e perdoem-me a covardia, mas acho que vou viver uma fachada para sempre..Abraços
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Oscillococcinum em 29.ago.2010, 19:35:57
Disfarçar o que somos é morrer todos os dias um pouco mais!
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: MuscleCub em 29.ago.2010, 21:36:14
Hoje em dia vejo esta situação de uma forma um pouco diferente. A verdade é que muitos homossexuais casam (com uma mulher) não necessariamente para manter fachada, mas porque querem ter filhos biológicos e proporcionar-lhes um ambiente de «família tradiocional». E a verdade é que com frequências as mulheres têm conhecimento do outro lado, e ou fingem que ignoram, ou então sabem e autorizam as escapadinhas: sim, acontece. Julgar? As relações humanas são tão complexas que estar a ditar o que é certo ou errado é cair no erro dos moralões que vociferam contra a relativização da «moral, dos valores e dos costumes».
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Back Room em 03.set.2010, 20:18:55
Bem relativamente a este assunto tenho uma história que acho interessante ou então louca.. :devil
Tenho 22 anos e estudo enfermagem, relativamente a este tema acho o seguinte: A minha postura é muito discreta e acho k não levanta suspeitas! e de facto, não sei se partilham da mesma opinião mas eu sempre quis ser pai e não iria ser a homo a impedir-me. Nnc tive relacionamentos com homens e há cerca de 2 anos, estava com amigos à noite e bebida e mais bebida..enfim, uma rapariga beijou-me inesperadamente! :-* foi estranho mas gostei..a partir daí acho que tomei a decisão de esconder para sempre a homo..podem achar uma farsa, que de facto é, mas sinpo-me bem assim, vivo uma fachada para consumo social!! a relação com a rapariga foi evoluindo e...aconteceu algo fantástico..a Joana engravidou..sou a pessoa mais feliz do mundo. lol  vocês devem estar que sou louco..pois, sou um bocado.. :devil no entanto, não sinto que a esteja a usar porque eu gosto mt dela, talvez não goste na plenitude, mas gosto e penso: nenhum casal (hetero ou homo) gosta de tudo no prceiro, certo? eu tento desvalorizar a parte sexual, no sentido que, uma relação sexual heterossexual existe mta coisa para além da penetração, por vezes tenho que suportar mais penosamente outras nem tanto, acho que sacrifico parte da minha vida, para não abdicar de outras, é um bocado retorcido este ponto de vista, mas é assim que me sinto confortável.. podem estar a perguntar-se se tenho prazer numa relação hetero.. e a resposta é sim, talvez não tão explosivo como talvez tivesse num acto homo, mas sim... prefiro viver camuflado a viver humilhado e perdoem-me a covardia, mas acho que vou viver uma fachada para sempre..Abraços

Se é assim que te sentes feliz, força.

Só não posso é deixar de fazer dois reparos muito importantes:

a) Podes ser pai estando numa relação homossexual.

b) Não há nada de humilhante em ser homossexual.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: João22 em 04.set.2010, 22:45:48
Bem relativamente a este assunto tenho uma história que acho interessante ou então louca.. :devil
Tenho 22 anos e estudo enfermagem, relativamente a este tema acho o seguinte: A minha postura é muito discreta e acho k não levanta suspeitas! e de facto, não sei se partilham da mesma opinião mas eu sempre quis ser pai e não iria ser a homo a impedir-me. Nnc tive relacionamentos com homens e há cerca de 2 anos, estava com amigos à noite e bebida e mais bebida..enfim, uma rapariga beijou-me inesperadamente! :-* foi estranho mas gostei..a partir daí acho que tomei a decisão de esconder para sempre a homo..podem achar uma farsa, que de facto é, mas sinpo-me bem assim, vivo uma fachada para consumo social!! a relação com a rapariga foi evoluindo e...aconteceu algo fantástico..a Joana engravidou..sou a pessoa mais feliz do mundo. lol  vocês devem estar que sou louco..pois, sou um bocado.. :devil no entanto, não sinto que a esteja a usar porque eu gosto mt dela, talvez não goste na plenitude, mas gosto e penso: nenhum casal (hetero ou homo) gosta de tudo no prceiro, certo? eu tento desvalorizar a parte sexual, no sentido que, uma relação sexual heterossexual existe mta coisa para além da penetração, por vezes tenho que suportar mais penosamente outras nem tanto, acho que sacrifico parte da minha vida, para não abdicar de outras, é um bocado retorcido este ponto de vista, mas é assim que me sinto confortável.. podem estar a perguntar-se se tenho prazer numa relação hetero.. e a resposta é sim, talvez não tão explosivo como talvez tivesse num acto homo, mas sim... prefiro viver camuflado a viver humilhado e perdoem-me a covardia, mas acho que vou viver uma fachada para sempre..Abraços

Se é assim que te sentes feliz, força.

Só não posso é deixar de fazer dois reparos muito importantes:

a) Podes ser pai estando numa relação homossexual.

b) Não há nada de humilhante em ser homossexual.

Claro que sim, é tudo verdade o que disseste, mas, sabes tão bem quanto eu que na prática as coisas não são assim tão perfeitas..as pessoas falam, criticam, condenam, reprovam…e sinceramente não consigo suportar essas situações!.. para além disso pensa: querias criar um filho que sabias estar condenado à nascença? Pois, se calhar não. A assumir-me daqui a 1 mês e pouco iria nascer o “filho do gay, ou do pa****, entendes??” mt sinceramente não é vida para mim. Quero criar o meu filho em paz, não quero estar a lutar uma vida inteira por uma causa perdida, já para não falar na instabilidade psicológica que ia ser criada na criança. Não obrigado. 
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Back Room em 05.set.2010, 04:10:36
Bem relativamente a este assunto tenho uma história que acho interessante ou então louca.. :devil
Tenho 22 anos e estudo enfermagem, relativamente a este tema acho o seguinte: A minha postura é muito discreta e acho k não levanta suspeitas! e de facto, não sei se partilham da mesma opinião mas eu sempre quis ser pai e não iria ser a homo a impedir-me. Nnc tive relacionamentos com homens e há cerca de 2 anos, estava com amigos à noite e bebida e mais bebida..enfim, uma rapariga beijou-me inesperadamente! :-* foi estranho mas gostei..a partir daí acho que tomei a decisão de esconder para sempre a homo..podem achar uma farsa, que de facto é, mas sinpo-me bem assim, vivo uma fachada para consumo social!! a relação com a rapariga foi evoluindo e...aconteceu algo fantástico..a Joana engravidou..sou a pessoa mais feliz do mundo. lol  vocês devem estar que sou louco..pois, sou um bocado.. :devil no entanto, não sinto que a esteja a usar porque eu gosto mt dela, talvez não goste na plenitude, mas gosto e penso: nenhum casal (hetero ou homo) gosta de tudo no prceiro, certo? eu tento desvalorizar a parte sexual, no sentido que, uma relação sexual heterossexual existe mta coisa para além da penetração, por vezes tenho que suportar mais penosamente outras nem tanto, acho que sacrifico parte da minha vida, para não abdicar de outras, é um bocado retorcido este ponto de vista, mas é assim que me sinto confortável.. podem estar a perguntar-se se tenho prazer numa relação hetero.. e a resposta é sim, talvez não tão explosivo como talvez tivesse num acto homo, mas sim... prefiro viver camuflado a viver humilhado e perdoem-me a covardia, mas acho que vou viver uma fachada para sempre..Abraços

Se é assim que te sentes feliz, força.

Só não posso é deixar de fazer dois reparos muito importantes:

a) Podes ser pai estando numa relação homossexual.

b) Não há nada de humilhante em ser homossexual.

Claro que sim, é tudo verdade o que disseste, mas, sabes tão bem quanto eu que na prática as coisas não são assim tão perfeitas..as pessoas falam, criticam, condenam, reprovam…e sinceramente não consigo suportar essas situações!.. para além disso pensa: querias criar um filho que sabias estar condenado à nascença? Pois, se calhar não. A assumir-me daqui a 1 mês e pouco iria nascer o “filho do gay, ou do pa****, entendes??” mt sinceramente não é vida para mim. Quero criar o meu filho em paz, não quero estar a lutar uma vida inteira por uma causa perdida, já para não falar na instabilidade psicológica que ia ser criada na criança. Não obrigado.  

Depende muito do meio onde vives.
Não acho que tenha de ser assim.

E isso da criança é uma questão sensível, mas se encontrares as pessoas certas (na primária uma professora que tenha atenção a isso, por exemplo) e se o educares, não vejo problema algum. E isso depende muito da personalidade da própria criança na relação com os colegas.
E mesmo que algum miúdo fizesse troça disso, é como um amigo meu diz, as crianças são gozadas na escola porque são gordas, porque usam óculos, etc etc etc. Não é justificação.

Mas o que importa é que estejas feliz. Se estás feliz assim, estás no caminho certo. Provavelmente até podes nem ser homossexual, mas bissexual. Mesmo esquecendo a parte sexual, eu pelo menos sei que nunca na vida conseguiria namorar com uma mulher, nem ter por ela o tipo de afecto suficiente para manter uma relação, quanto mais um filho. Por isso força!  ;)
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Alpha em 05.set.2010, 18:51:51
Bem relativamente a este assunto tenho uma história que acho interessante ou então louca.. :devil
Tenho 22 anos e estudo enfermagem, relativamente a este tema acho o seguinte: A minha postura é muito discreta e acho k não levanta suspeitas! e de facto, não sei se partilham da mesma opinião mas eu sempre quis ser pai e não iria ser a homo a impedir-me. Nnc tive relacionamentos com homens e há cerca de 2 anos, estava com amigos à noite e bebida e mais bebida..enfim, uma rapariga beijou-me inesperadamente! :-* foi estranho mas gostei..a partir daí acho que tomei a decisão de esconder para sempre a homo..podem achar uma farsa, que de facto é, mas sinpo-me bem assim, vivo uma fachada para consumo social!! a relação com a rapariga foi evoluindo e...aconteceu algo fantástico..a Joana engravidou..sou a pessoa mais feliz do mundo. lol  vocês devem estar que sou louco..pois, sou um bocado.. :devil no entanto, não sinto que a esteja a usar porque eu gosto mt dela, talvez não goste na plenitude, mas gosto e penso: nenhum casal (hetero ou homo) gosta de tudo no prceiro, certo? eu tento desvalorizar a parte sexual, no sentido que, uma relação sexual heterossexual existe mta coisa para além da penetração, por vezes tenho que suportar mais penosamente outras nem tanto, acho que sacrifico parte da minha vida, para não abdicar de outras, é um bocado retorcido este ponto de vista, mas é assim que me sinto confortável.. podem estar a perguntar-se se tenho prazer numa relação hetero.. e a resposta é sim, talvez não tão explosivo como talvez tivesse num acto homo, mas sim... prefiro viver camuflado a viver humilhado e perdoem-me a covardia, mas acho que vou viver uma fachada para sempre..Abraços

Se é assim que te sentes feliz, força.

Só não posso é deixar de fazer dois reparos muito importantes:

a) Podes ser pai estando numa relação homossexual.

b) Não há nada de humilhante em ser homossexual.

Claro que sim, é tudo verdade o que disseste, mas, sabes tão bem quanto eu que na prática as coisas não são assim tão perfeitas..as pessoas falam, criticam, condenam, reprovam…e sinceramente não consigo suportar essas situações!.. para além disso pensa: querias criar um filho que sabias estar condenado à nascença? Pois, se calhar não. A assumir-me daqui a 1 mês e pouco iria nascer o “filho do gay, ou do pa****, entendes??” mt sinceramente não é vida para mim. Quero criar o meu filho em paz, não quero estar a lutar uma vida inteira por uma causa perdida, já para não falar na instabilidade psicológica que ia ser criada na criança. Não obrigado. 

Depende muito do meio onde vives.
Não acho que tenha de ser assim.

E isso da criança é uma questão sensível, mas se encontrares as pessoas certas (na primária uma professora que tenha atenção a isso, por exemplo) e se o educares, não vejo problema algum. E isso depende muito da personalidade da própria criança na relação com os colegas.
E mesmo que algum miúdo fizesse troça disso, é como um amigo meu diz, as crianças são gozadas na escola porque são gordas, porque usam óculos, etc etc etc. Não é justificação.

Mas o que importa é que estejas feliz. Se estás feliz assim, estás no caminho certo. Provavelmente até podes nem ser homossexual, mas bissexual. Mesmo esquecendo a parte sexual, eu pelo menos sei que nunca na vida conseguiria namorar com uma mulher, nem ter por ela o tipo de afecto suficiente para manter uma relação, quanto mais um filho. Por isso força!  ;)


Concordo com o BackRoom e acrescento:

João22, não é por seres homo, ou bi que deixas de ser menos homem. Mostra ao teu filho que não tem que ter medo, que o pai o ama e é feliz e sente-se feliz e quer vê-lo feliz. Um Homem faz-se pela sua essência, os seus valores, as suas lutas e aquilo em que acredita, não pelo que os outros fazem dele. Mostra ao teu filho que o pai não tem medo de ser feliz e lutar por ele.

Absolutamente de acordo. Mas isso são ideias para quem quer lutar por ser feliz, e também por uma causa (a que o João22 chama "perdida". demonstrando assim nulo interesse para que algo mude)

A assumir-me daqui a 1 mês e pouco iria nascer o “filho do gay, ou do pa****, entendes??” mt sinceramente não é vida para mim. Quero criar o meu filho em paz, não quero estar a lutar uma vida inteira por uma causa perdida, já para não falar na instabilidade psicológica que ia ser criada na criança. Não obrigado. 
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: João22 em 05.set.2010, 22:29:42
Quando optei por expor a minha história, não quis de forma alguma ir contra as convicções e pontos de vista de ninguém, não quero alimentar polémicas(aliás, disse desde logo que via este assunto sob outro ponto de vista), no entanto, asseguro-vos de que se estivessem na minha situação talvez vissem este tema numa outra óptica. Contudo respeito e agradeço as vossas opiniões, mas, como devem supor a minha maior preocupação é proteger o meu filho e neste momento estar a assumir seja o que for vai provocar-me ainda mais instabilidade do que aquela que já tenho, porque como devem calcular eu não planeei nada disto, por isso julgo que esta será a via que me oferece mais segurança e estabilidade. Talvez daqui a algum tempo me venha a arrepender mas agora, no meio do desconforto que esta situação me provoca acho que é a melhor maneira de lidar com a situação (ou a mais fácil)! Acreditem que compreendo as vossas opiniões mas não consigo lidar de outra forma com o assunto  ???

Relativamente à citação:
Responder
Absolutamente de acordo. Mas isso são ideias para quem quer lutar por ser feliz, e também por uma causa (a que o João22 chama "perdida". demonstrando assim nulo interesse para que algo mude)

Estas são exactamente as minhas ideias para lutar pela felicidade do meu filho e para protegê-lo.
Não me censurem por querer proteger aquilo de que mais precioso vou ter porque acreditem que esta é sem dúvida a fase mais difícil da minha vida, nem sei que vos diga mais, epah sinto-me…detonado! É um assunto muito delicado..


 
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Back Room em 06.set.2010, 02:03:38
Da minha parte nunca houve nenhum tipo de agressividade em relação a essa escolha que fizeste.
Eu só digo que discordo da tua opinião sobre o estado das coisas, quanto ao resto e ao caminho que vais seguir só tu podes decidir o que é melhor para ti. Nem tens que justificar nada, era só o que faltava.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Boreas em 09.set.2010, 02:40:11
João22, apenas te posso dizer... Parabéns!!! :)

Quanto ao resto, já pensei como tu há muitos anos atrás, com a clara diferença de não ter o peso da responsabilidade de uma criança e a mãe sobre os meus ombros. Entretanto descobri que eu quero fazer a minha vida sim, mas para mim faz mais sentido que seja com um rapaz e lutar para ser pai de igual forma.  :D
Só te peço para não esqueceres que existe esse ponto de vista, apesar de não ter sido a tua escolha.  ;)

Talvez um dia mudes de opinião e optes procurar um relacionamento com um rapaz, talvez o tempo dite que ela vai ser a mulher da tua vida, mas nunca te esqueças de salvaguardar os teus direitos de pai sob todas as circunstâncias.

Um abraço ;)
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: deepsoul em 09.set.2010, 04:42:06
Eu acho que não aguentava por muito tempo, sinto-me mal quando não posso ser eu mesmo ou quando me vejo numa situação em que não me sinto confortável. Ainda para mais estou a entrar numa fase em que já não tenho paciência para aguentar fretes e coisas que não me agradam.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Lambuças em 09.set.2010, 04:51:38
No meu caso casei não para disfarçar nada nem tão pouco para viver de fachada. Fi-lo para realizar o sonho de casar pela igreja na minha terra natal rodeada da familia e amigos. Cumpri esse sonho com um homem fantástico e voltava a faze-lo novamente. Escolhi a pessoa certa para estar casada até que a morte nos separe. Infelizmente isso só irá acontecer na igreja porque no civil já estamos divorciados porque não resisti a envolver-me com uma colega de faculdade a achei que naquele momento não conseguiria vir mais com um homem.
Jurei-lhe que nunca mais existiria homem algumna minha vida, ele é e será o único....foi isso que pensei no altar no momento em que lhe coloquei a aliança no dedo. Independentemente daquilo que podesse acontecer nas nossas vidas eu nunca iria troca-lo por um homem....e vou cumprir...alías já faço isso há 5 anos.
Mesmo depois de casada os meus amigos e familia sabia o que iria dar o nosso casamento...mais cedo ou mais tarde a minha vida ia envolver mulheres e aí eu teria de saber gerir ou escolher. Geri durante 1 ano mas depois tive de fazer a escolha não pela fachada mas sim pelo sentimento.
Hoje consigo estar bem com o meu ex-marido apesar de às vezes me rir com as perguntas que ele me faz sobre mulheres, conseguimos ter uma profunda amizade e respeito um pelo outro e se etiver sozinha não decarto a hipotese de me envolver com ele como já aconteceu.
Mas eu consigo gerir tudo à minha volta em harmonia e apesar de ter escolhido casar com um homem fantástico achei que era mais justo para todos à minha volta que eu tomasse a decisão definitiva de construir a vida ao lado de uma mulher. Assim nem me engano a mim, nem a ele, nem obrigo a familia e os amigos a omitirem uma coisa que todos sabiam mas nunca ninguem contou a meu ex-marido.....que eu sou 100% feliz é ao lado de uma mulher.

Bjs a todos
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: MRPEC em 08.dez.2010, 20:16:48
Eu era incapaz de "casar" por fachada. Nunca iria ser feliz, e viveria numa mentira para mim e para os outros.
Muitos arriscam essa vida, uns porque não têm coragem de se assumir perante esta sociedade hipócrita e demente, outros porque foram "obrigados" a casar devido a alguma situação da sua vida, tal como depois de uma noite "passada" acontecer algo de prazeiroso e 9 meses depois termos a prova desse momento, outros porque não aceitam a sua homossexualidade e pensam que "negando" aquilo que são conseguirão "alterar" a sua condição de homossexual.

Mas sejamos realistas, será esta uma situação "boa"? Conseguirá alguém ser feliz, sem nunca sofrer o "desgosto" de ter uma relação de amor entre alguém do sexo que "gosta"?
Nunca sentirá essa necessidade? De estar com alguém do mesmo sexo?
A resposta é óbvia claro que sim. Não condeno quem o faz... Condeno ou antes, não aprovo os actos que desta situação podem advir, tal como, para alem da vida dupla "social", também a vida dupla sexual, e esta é bem mais grave.
É basicamente a "infidelidade sexual", um tema que acontece e é tema diário, em todas as posições sexuais, desde os heteros aos homossexuais.

Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Boreas em 08.dez.2010, 21:01:07
Não tens pessoas que abdicam de facto da sua vida sexual e social em prol de devoção a uma causa religiosa? Achas que são menos felizes os que o fazem sem imposição?

Há muitas maneiras de ser feliz...
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Espiral em 08.dez.2010, 21:12:48
Não creio que um parceiro heterossexual tenha motivos para abdicar da sua vida sexual, logo não me parece comparável...

Neste caso não está em jogo abdicar, mas sim ter uma vida sexual que, na maioria dos casos, não será satisfatória (que é diferente de inexistente); quanto muito, poderá haver algo nessa relação que o compense...como supostamente também há quando se abdica por devoção religiosa.

De qualquer forma, nunca o faria; há muita coisa em mim que eu posso tentar disfarçar, ou pelo menos não ostentar, mas a minha orientação sexual não é uma delas...não porque esteja escrito na testa e seja óbvio, mas simplesmente não é o assunto que preenche o meu dia, considerando os ambientes onde me movo e para onde o mesmo não é chamado.

Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: MRPEC em 08.dez.2010, 21:54:22
Não tens pessoas que abdicam de facto da sua vida sexual e social em prol de devoção a uma causa religiosa? Achas que são menos felizes os que o fazem sem imposição?

Há muitas maneiras de ser feliz...

Sim, claro... Mas e achas que essas pessoas são felizes? Diz-me sinceramente... E não não vás naquela de: Cada um tem a sua própria felicidade... Porque isso não costuma pegar muito lol...
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Boreas em 09.dez.2010, 10:56:08
Considerando que há uma série de coisas que me deixam imensamente feliz e não causam mínima reacção aos outros e vice-versa... acho.
Há vários casos de mulheres que mal tem um filho nos braços desligam-se totalmente do marido (o contrário provavelmente existe também, mas nunca tive conhecimento).
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Fetch! em 09.dez.2010, 13:31:14
Considerando que há uma série de coisas que me deixam imensamente feliz e não causam mínima reacção aos outros e vice-versa... acho.
Há vários casos de mulheres que mal tem um filho nos braços desligam-se totalmente do marido (o contrário provavelmente existe também, mas nunca tive conhecimento).

A primeira frase pode ser dita a respeito de virtualmente tudo? :P

A maior parte dos divórcios ocorre no primeiro ano após o nascimento do primeiro filho, precisamente porque se verifica um afastamento do casal e a relação deteriora-se passando a centrar-se na criança; neste momento 2/3 dos casamentos terminam em divórcio. Essa ausência de intimidade tem consequências negativas no relacionamento; usar o exemplo como equiparação para o possível sucesso de um relacionamento de fachada parece-me desadequado uma vez que o exemplo heterossexual mencionado não está associado a algo abonatório para a relação, pelo contrário. Além disso, também nos casais heterossexuais a qualidade do relacionamento sexual é mesmo visto como um indicador da qualidade da relação em si e não um mero pormenor; porque é que num relacionamento de fachada não se entraria em conta com o mesmo?
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: SuedeGirl em 27.jan.2011, 18:49:51
Respondi "Não" mas devido à fachada, pois não faço fretes com nada, muito menos com pessoas. Não gosto de pôr em causa nem os meus sentimentos, nem os dos outros. Sendo bissexual, já tive um caso (não posso considerar namoro) com uma pessoa do sexo oposto mas não me arrependi de nada, porque me sentia bem com ele.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Luis19 em 28.jan.2011, 23:23:16
Sou fruto de um "casamento-fachada". O meu pai é Homo/bi e ninguém sabe. Ou pelo menos, acho que sou o único (e a minha mãe também soube, claro, depois do divórcio).
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: btsferreira em 31.jan.2011, 01:00:31
Sou fruto de um "casamento-fachada". O meu pai é Homo/bi e ninguém sabe. Ou pelo menos, acho que sou o único (e a minha mãe também soube, claro, depois do divórcio).

E como te sentes em relação a isso? Aceitas? compreendes?
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: philip17rc em 31.jan.2011, 12:19:42
Sou fruto de um "casamento-fachada". O meu pai é Homo/bi e ninguém sabe. Ou pelo menos, acho que sou o único (e a minha mãe também soube, claro, depois do divórcio).

E como te sentes em relação a isso? Aceitas? compreendes?

Eu acho isso uma situação muito complicada, é natural que os filhos pensem que nunca foram desejados, mas essa situação não quer dizer que esta regra se aplique. Não sei mesmo o que dizer  :-X
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: btsferreira em 31.jan.2011, 17:52:28
Sou fruto de um "casamento-fachada". O meu pai é Homo/bi e ninguém sabe. Ou pelo menos, acho que sou o único (e a minha mãe também soube, claro, depois do divórcio).

E como te sentes em relação a isso? Aceitas? compreendes?

Eu acho isso uma situação muito complicada, é natural que os filhos pensem que nunca foram desejados, mas essa situação não quer dizer que esta regra se aplique. Não sei mesmo o que dizer  :-X

Uma pessoa proxima de mim ficou um pouco confusa porque tinha os conceitos de OS bem definidos e de repente o pai dela assumiu se como homossexual e a«começou a achar que a orientação sexual poderia mudar ao longo da vida embora nao se importe com esse facto e achar natural no inicio foi confuso
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: _Sharika_ em 31.jan.2011, 18:05:41
eu ja tive de fingir um namoro com um amigo meu só para afastar as suspeitas de certas pessoas e também para salvaguardar a minha privacidade... nao é que eu nao quisesse na altura gritar ao mundo o que sentia verdadeiramente mas o medo da reacção das pessoas bloqueou-me e a única solução que arranjei foi um namoro de farça.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: philip17rc em 31.jan.2011, 18:08:43
eu ja tive de fingir um namoro com um amigo meu só para afastar as suspeitas de certas pessoas e também para salvaguardar a minha privacidade... nao é que eu nao quisesse na altura gritar ao mundo o que sentia verdadeiramente mas o medo da reacção das pessoas bloqueou-me e a única solução que arranjei foi um namoro de farça.

Mas o teu "namorado" sabia disso ou não?? É que era pior ainda se ele não soubesse e estivesse a viver na fantasia, convencido que era real  ::)
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: _Sharika_ em 31.jan.2011, 18:18:40
eu ja tive de fingir um namoro com um amigo meu só para afastar as suspeitas de certas pessoas e também para salvaguardar a minha privacidade... nao é que eu nao quisesse na altura gritar ao mundo o que sentia verdadeiramente mas o medo da reacção das pessoas bloqueou-me e a única solução que arranjei foi um namoro de farça.

Mas o teu "namorado" sabia disso ou não?? É que era pior ainda se ele não soubesse e estivesse a viver na fantasia, convencido que era real  ::)

sabia... eu pedi-lhe se ele fazia isso por mim e ele claro como meu grande amigo fez  ;D
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: BabyT em 31.jan.2011, 18:20:28
eu ja tive de fingir um namoro com um amigo meu só para afastar as suspeitas de certas pessoas e também para salvaguardar a minha privacidade... nao é que eu nao quisesse na altura gritar ao mundo o que sentia verdadeiramente mas o medo da reacção das pessoas bloqueou-me e a única solução que arranjei foi um namoro de farça.

Mas o teu "namorado" sabia disso ou não?? É que era pior ainda se ele não soubesse e estivesse a viver na fantasia, convencido que era real  ::)

sabia... eu pedi-lhe se ele fazia isso por mim e ele claro como meu grande amigo fez  ;D


A  _Sharika_ namorou um rapaz !
Está tudo dito !
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: _Sharika_ em 31.jan.2011, 18:22:24
eu ja tive de fingir um namoro com um amigo meu só para afastar as suspeitas de certas pessoas e também para salvaguardar a minha privacidade... nao é que eu nao quisesse na altura gritar ao mundo o que sentia verdadeiramente mas o medo da reacção das pessoas bloqueou-me e a única solução que arranjei foi um namoro de farça.

Mas o teu "namorado" sabia disso ou não?? É que era pior ainda se ele não soubesse e estivesse a viver na fantasia, convencido que era real  ::)

sabia... eu pedi-lhe se ele fazia isso por mim e ele claro como meu grande amigo fez  ;D


A  _Sharika_ namorou um rapaz !
Está tudo dito !

foi só um disfarce paaaaaaaaaaahhhhhhhhhh  :inq
alem disso nem houve contacto físico  ;D
Spoiler (clica para mostrar/esconder)
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Unlocking28 em 06.nov.2012, 19:46:00
Nunca seria capaz de usar uma pessoa só para manter aparências e afastar boatos.
Acredito que existam pessoas que o fazem...neste momento, o que eu mais queria, é que a pessoa de quem gosto estivesse nesta situação: casada só para disfarçar.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Kun_17 em 07.nov.2012, 14:19:42
Sim, já o fiz algumas vezes e se pudesse nunca o tinha feito.

Na altura em que não tinha a minha ID sexual bem definida, andei um bocado "à nora"... Ainda era inconsciente, imaturo, enfim... era uma criança praticamente. Como resultado das duas coisas namorei com 4 raparigas em menos de 2 anos, apenas uma durou mais que 3 meses. Nenhuma senti nada nestas relações, e acabei por magoar as raparigas por egoísmo puro. Tudo isto porque faltava sempre alguém ou alguma coisa que me compreendesse e me dissesse que o que estava a experimentar era normal, para não ter receios. Entretanto, acabei  por me aperceber que me sentia atraído por um rapaz da minha turma e eu cada vez ficava mais desesperado, daí que não demorou muito para cometer um erro que ainda hoje me arrependo de o ter feito.. Perdi a minha melhor amiga, talvez a pessoa mais importante para mim naqueles tempos.
Sabendo eu que ela gostava de mim secretamente, aproveitei-me dela, disse-lhe que a amava e que nunca me ia separar dela. Como seria de esperar ela encheu-se de esperanças e ficou radiante, nunca a tinha visto tão feliz, tão confiante. Ao vê-la daquela forma eu sabia que não podia continuar com aquela farça, mas também não tive coragem para me abrir com ela, (idiota)... Acobardei-me, disse-lhe que não sentia mais nada, deixei de lhe responder às sms, desliguei depois telemóvel porque passou a ligar-me... Acabei eventualmente por encontrá-la porque andávamos no mesmo liceu e eu simplesmente ignorei-a e continuei a andar, não sei bem porquê.. Ela desatou a chorar. Nos dias seguintes não parei de pensar nela, não conseguia dormir,  fiquei cheio de remorsos, nunca me tinha sentido tão mal...
 
Ela agora é feliz com outro rapaz. Nunca contou a ninguém o que lhe fiz, ela é uma pessoa incrível. Só lhe posso desejar o melhor, mas dava tudo para ter a amizade dela outra vez..
A partir desse dia prometi que nunca mais magoava ninguém por minha causa.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: rk em 07.nov.2012, 23:30:52
Só lhe posso desejar o melhor, mas dava tudo para ter a amizade dela outra vez..

Bem, podes sempre falar com ela e explicar lhe o porque das cenas, ajuda la a encaixar as peças do puzzle q neste momento fazem de ti uma ma pessoa aos olhos dela :)
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Buwayh em 08.nov.2012, 17:23:11
Eu namorei com uma rapariga aos doze anos. Fi-lo para igualar-me aos outros jovens da minha idade. Achava que estava na altura de namorar e escolhi a minha melhor amiga. Nunca houve nada entre nós sem ser beijos e amassos. Por ela tínhamos ido mais longe, mas eu quis porque, na realidade, não sentia nada para além de amizade, apesar de não ter consciência disso. Para mim aquilo era paixão. Na altura eu não sabia que gostava de rapazes, apesar de ter tido pequenos sinais de que eles não me eram indiferentes. No entanto não lhes dei importância porque eu “era normal e a homossexualidade era uma escolha feita por pessoas com personalidades desviantes”. Não me culpo por ter pensado assim porque não tive a oportunidade de pensar de outra forma antes dos dezasseis anos.

Aos quinze anos aproximei-me de outra rapariga, a R., e desta vez o sentimento era mais maduro. No entanto também não era paixão e muito menos amor. Daquela vez eu convenci-me à séria que gostava dela e dei-lhe esperanças, mas nunca trocámos um beijo porque ela era tímida e eu… também. Foi essa a desculpa que arranjei para mim próprio. A R. afastou-se porque deve ter percebido que o que sentia por mim não era recíproco. Fiquei triste e zangado por ela ter-me descartado de uma forma tão abrupta. Desde que eu percebi que o comportamento dela para comigo tinha mudado sondei-a várias vezes, mas ela nunca se abriu comigo. Hoje em dia percebo-a e não sei se teria sido sincero com a R. se ela me tivesse questionado sobre as minhas preferências sexuais, pois eu ainda não as tinha assumido para mim próprio. Provavelmente foi melhor assim, mas ainda lhe guardo algum rancor pela forma como me desprezou. Eu criei uma ligação com ela como não tinha criado com mais ninguém até à altura e, de um momento para o outro, ela atirou a nossa amizade pela janela e trocou-me por outras pessoas. Desde então falámos meia dúzia de vezes, mas as coisas nunca mais foram as mesmas. Ela mudou. Deu lugar a uma rapariga mais altiva e vaidosa. No fundo sempre se sentiu culturalmente superior às pessoas que a rodeavam, mas nunca tinha tido a oportunidade de ser ela mesma. Há pouco tempo visitei o Facebook dela e fiquei desagradado com o que vi. A menina humilde e querida que conheci já não existe. Tenho pena que as coisas tenham terminado assim, mas não sinto a falta dela.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Kun_17 em 09.nov.2012, 14:56:25
Só lhe posso desejar o melhor, mas dava tudo para ter a amizade dela outra vez..

Bem, podes sempre falar com ela e explicar lhe o porque das cenas, ajuda la a encaixar as peças do puzzle q neste momento fazem de ti uma ma pessoa aos olhos dela :)

Já pensei fazer isso várias vezes mas vou ser sincero, não sei como ela ia reagir. Já se passaram uns anos, pode não ser a mesma pessoa que conheci e podia  aproveitar para  se "vingar", mesmo que ache impossível...
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Giokim em 16.jan.2013, 23:18:48
Pressão para encontrar alguém do sexo oposto para namorar é frequente. Cheguei a sentir-me tentado a fazê-lo. Sobretudo com amigas. pensava: x é muito fixe, dá-mo-nos bem; gosto mesmo dela. Esta tentação "maligna" muitas vezes me passou pela cabeça. Nunca tive coragem de avançar com ela. Ainda bem. Tive juízo em não magoar amigas, mesmo que uma ou outra já magoasse por não demonstrar interesse.
As minhas fachadas foram durante muitos anos foram em outra direcção. Nunca tive grande pressão durante a adolescência. contudo esta fachada custou caro psicologicamente a mim próprio e economicamente a minha familia. mesmo que ao principio não me apercebe-se que era uma maneira de me esconder.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Bring em 18.jan.2013, 20:57:47
Eu já fingi estar numa relação... Mas depois acabou tudo, não queria desenvolver a mentira... simplesmente queria que houvessem desconfianças porque atrofio muito com isso...  :-\
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Abbie em 18.jan.2013, 23:39:27
Sou bissexual, por isso namorar com o sexo oposto já me aconteceu antes e pode vir a acontecer de novo. Mas, e gostando de uma rapariga, era incapaz de namorar com um rapaz para esconder esse sentimento. Ou era incapaz de me fingir atraída por um rapaz, andando com uma rapariga, para desviar atenções. Sou capaz de tentar ser muito discreta e tentar que ninguém perceba, mas sou incapaz de desrespeitar a outra pessoa e de a enganar assim :-\
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: andreia dias em 18.jan.2013, 23:51:57
Bem, tema interessante...
Mas acho que andar com alguém do sexo oposto porque "sim" não deve ser muito saudável  nem para um nem para o outro! Talvez quando se faz isso ainda não se sabe bem o que quer ou a cabeça anda dessarumada!!!
Pode correr mal  :( e sofrerem as duas pessoas!!
Mas por outro lado entendo que ás vezes se faça isso com aqueles "medos"  :-\
Eu andei com um rapazinho mas n sabia ainda que gostava de raparigas mas servio como meu confidencial e meu melhor amigo duranto algum tempo !(tadinho)  ;D
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Endovélico em 19.jan.2013, 01:25:19
Uma vez li uma notícia onde afirmavam que na China alguns gays se casavam com lésbicas para ambos viverem a sua sexualidade mais livremente.
Acho que neste caso até pode ser benéfico, mas nunca país mais livre como o nosso (onde duas pessoas do mesmos sexo se podem casar), deve ser um bocado chato...
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Adónis em 19.jan.2013, 22:09:17
A minha experiênica de vida mostrou-me que quando gays ou lésbicas casam ou namoram com alguém do sexo oposto mais tarde ou mais cedo acabam por trair, a traição pode demorar alguns anos mas acaba por ocorrer, é quase inevitável. Para além disso noto que as pessoas super enrustidas com o passar dos anos acabam por se libertar, muitos gays só se libertam depois dos 30 ou dos 40 e tenho conhecimento de casos de homens casados que sempre foram homossexuais mas que só tiveram a primeira experiência com outro homem aos 40 ou aos 50 anos. Curiosamente por vezes o status quo é mais forte e as companheiras de gays enrustidos aceitam que os maridos as traiam com outros homens, desde que digamos não se toque no assunto e haja discrição. Ambos se acomodam à relação, e quando o desejo está digamos mais alto muitos destes homens recorrem à internet, a locais de cruising ou a saunas para encontros esporádicos com outros homens, pois são incapazes de ter uma relação fixa, devido ao que isso implica do ponto de vista social.

Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Bobby em 30.mar.2013, 18:24:55
Sou só eu a achar que namoros de fachada podem não ser totalmente descabidos? Eu sou rapaz e se alguma rapariga/lésbica eventualmente se mostrasse disponível a tal eu aceitaria sem reservas.

Muitas vezes o meio onde vivemos, a faculdade onde estudamos, o nosso grupo de amigos, a nossa família, as pessoas que vivem connosco, etc podem ser um factor bem relevante para querer esconder, mesmo que temporariamente, ou afastar quaisquer suspeitas de uma homossexualidade. Não acho que seja incorrecto a partir do momento em que ambos sabem o que estão q fazer e para que o estão a fazer.
Da mesma forma que temos de respeitar todos aqueles que se sentem confortáveis em se apresentar à sociedade enquanto aquilo que são, respeitemos também todos aqueles que preferem manter para si essa sua característica e dar-se à sociedade e aos seus mais próximos de uma forma que julgam ser mais tranquila, concordante, despercebida, comum, discreta.

Penso que para muitos rapazes e raparigas não deva ser totalmente estranha e descabida, esta ideia. Muitas vezes certas circunstâncias assim o exigem.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Draco em 31.mar.2013, 00:45:00
"Casar" um gay com uma lésbica e depois dizerem que gostam de fazer swing, mas só com um outro "casal" (namorado e namorada dos respectivos). "Amantes" para as más línguas. :devil :devil lol The perfect plan for an imperfect society! :devil

Não sou apologista. Não quero viver nenhuma fachada, acabaria por "destruír-me" com o tempo...
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Diotima em 02.abr.2013, 22:36:48
Uma vida de mentira é sempre uma vida frustrante. É preferível estar só. E depois há questões sexuais: nem todos os gays conseguem ter sexo com mulheres, nem todas as lésbicas conseguem ter sexo com homens. Mas mesmo que consigam acho que se vão sempre sentir frustrados.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: TheCaptainOfMySoul em 03.abr.2013, 20:28:05
Uma vida de mentira é sempre uma vida frustrante. É preferível estar só. E depois há questões sexuais: nem todos os gays conseguem ter sexo com mulheres, nem todas as lésbicas conseguem ter sexo com homens. Mas mesmo que consigam acho que se vão sempre sentir frustrados.

Plus, pensa na outra pessoa!... É muito mau deixar que alguém acredite que o amas e queres estar com ele quando na realidade, só o fazes porque te é conveniente para manteres uma fachada!... Muito má onda...
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Endovélico em 03.abr.2013, 20:44:24
Uma vida de mentira é sempre uma vida frustrante. É preferível estar só. E depois há questões sexuais: nem todos os gays conseguem ter sexo com mulheres, nem todas as lésbicas conseguem ter sexo com homens. Mas mesmo que consigam acho que se vão sempre sentir frustrados.

Plus, pensa na outra pessoa!... É muito mau deixar que alguém acredite que o amas e queres estar com ele quando na realidade, só o fazes porque te é conveniente para manteres uma fachada!... Muito má onda...

E quando um gay casa com uma lésbica para conseguirem viver a sua homossexualidade em ''paz''?
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Bobby em 03.abr.2013, 21:11:50
Uma vida de mentira é sempre uma vida frustrante. É preferível estar só. E depois há questões sexuais: nem todos os gays conseguem ter sexo com mulheres, nem todas as lésbicas conseguem ter sexo com homens. Mas mesmo que consigam acho que se vão sempre sentir frustrados.

Plus, pensa na outra pessoa!... É muito mau deixar que alguém acredite que o amas e queres estar com ele quando na realidade, só o fazes porque te é conveniente para manteres uma fachada!... Muito má onda...

E quando um gay casa com uma lésbica para conseguirem viver a sua homossexualidade em ''paz''?

That's my point! Já é uma visão completamente diferente.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Diotima em 03.abr.2013, 21:28:19
Bom, acho que pode dar certo se for por pouco tempo. Agora se for para casar acho que quando um deles se apaixonasse e quisesse estar com a outra pessoa como um casal mas tivesse que ir para casa tudo se complicaria. Acho que teoricamente pode resultar. Na prática tenho dúvidas.
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: TheCaptainOfMySoul em 03.abr.2013, 22:12:24
Continuo a achar má ideia...(desculpem o meu pessimismo!...)
Título: Re: Fachadas: casar/namorar o sexo oposto para disfarçar...
Enviado por: Thought em 21.set.2014, 03:29:10
Apesar de não ser assumida perante a família não faria isso, a minha felicidade sempre em primeiro, posso até viver escondida, mas abdicar de viver o que realmente sinto por isso, nem pensar (embora seja contraditório dizer isso mas depois acabamos por não vivermos em pleno por não sermos assumidos muitas das vezes)