Fórum da rede ex aequo

Assuntos Gerais => Geral => Tópico iniciado por: Ines em 07.jan.2003, 18:49:44

Título: Notícias LGBT (que não se enquadram noutros tópicos)
Enviado por: Ines em 07.jan.2003, 18:49:44
Aviso

Pedimos a todos os utilizadores que, antes de colocarem uma notícia neste tópico, procurem se existe algum tópico em que se fale do tema da notícia. Caso exista, pedimos que a notícia seja colocada nesse mesmo tópico. Caso contrário a notícia deve ser colocada aqui.


Podem pesquisar os tópicos através:

- da pesquisa do fórum (no topo da página, à esquerda)
- do google via: "termo de pesquisa" site:rea.pt
- dos índices de tópicos existentes nos sub-fóruns nacionais:


     Índice de tópicos do sub-fórum Geral (https://www.rea.pt/forum/index.php?topic=13088.0)
     Índice de tópicos do sub-fórum Apoio (https://www.rea.pt/forum/index.php?topic=13116.0)
     Índice de tópicos do sub-fórum Outras Conversas (https://www.rea.pt/forum/index.php?topic=13086.0)


Alguns tópicos comuns:

- Adopção e Parentalidade Homossexual (https://www.rea.pt/forum/index.php?topic=10618.0)
- Casamento entre pessoas do mesmo sexo (https://www.rea.pt/forum/index.php?topic=7091.0)
- Discriminação com Dadores de Sangue (https://www.rea.pt/forum/index.php?topic=5545.0)
- E o transgenerismo? (https://www.rea.pt/forum/index.php?topic=7643.0)
- Figuras Públicas LGBT assumidas (https://www.rea.pt/forum/index.php?topic=145.0)
- HIV & outras IST's nos Jovens LGBT (https://www.rea.pt/forum/index.php?topic=6591.0)
- Homossexualidade nas Forças Armadas (https://www.rea.pt/forum/index.php?topic=2166.0)
- Homossexualidade: inata ou induzida? (https://www.rea.pt/forum/index.php?topic=9163.0)
- Homossexualidade no Desporto (https://www.rea.pt/forum/index.php?topic=7085.0)
- Desporto e Associação desportiva com LGBTs (https://www.rea.pt/forum/index.php?topic=9161.0)
- Marchas LGBT... concordam? (https://www.rea.pt/forum/index.php?topic=7706.0)
- Pedofilia associada à homossexualidade (https://www.rea.pt/forum/index.php?topic=3723.0)
- Religião e a Homossexualidade (https://www.rea.pt/forum/index.php?topic=4703.0)
- Televisão e LGBTs (https://www.rea.pt/forum/index.php?topic=7860.0)
- Publicidade com pessoas / temática LGBT (https://www.rea.pt/forum/index.php?topic=7831.0)
- Vídeos LGBT (https://www.rea.pt/forum/index.php?topic=2370.0)
- Músicas LGBT (https://www.rea.pt/forum/index.php?topic=13278.0)
- Terapias de Reconversão: é possível deixar de ser LGBT? (https://www.rea.pt/forum/index.php?topic=7924.0)
- Transexualidade (https://www.rea.pt/forum/index.php?topic=12523.0)
- Transexualidade inata ou construida? (https://www.rea.pt/forum/index.php?topic=2458.0)
- Deverá a transexualidade ser considerada uma doença? (https://www.rea.pt/forum/index.php?topic=13279.0)

A Moderação Geral







:curtain ;)



Resolvi iniciar um tópico...k servirá p divulgar notícias...e até mm fazer-mos trocas de ideias e pontos de vistas ;)
Então aki vai a 1ª k achei no diário de notícias datada de 29/10/2002






À MARGEM


DISCRIMINAÇÃO. Não existe qualquer legislação específica que salvaguarde os GLBT em países da UE como Alemanha, Grécia, Itália, Portugal e Reino Unido. Na Áustria, apenas o regulamento interno de comportamento das forças policiais estipula que não pode haver discriminação baseada na orientação sexual.

MILITARES. Em Portugal, se há algum tempo ainda havia impedimento à entrada de GLBT nas forças militarizadas _ incluindo PSP _ agora já não lhes é posto qualquer obstáculo. No entanto, o mesmo não acontece no Luxemburgo, onde os GLBT não podem ingressar nas forças armadas. Também na Áustria, Alemanha e Grécia, não lhes é possível fazer carreira militar.

DIVÓRCIO. A orientação sexual ainda pode ser usada como argumento para negar aos pais a custódia ou direitos de visita na Áustria, Bélgica, Grécia, Irlanda e Itália. Em Espanha e no Reino Unido a situação é parecida, mas já há jurisprudência que determina a custódia a mães lésbicas assumidas. No nosso país, só há um caso conhecido em que a custódia foi entregue ao pai homossexual, mas posteriormente a decisão foi revogada pelo Supremo Tribunal.

ADOPÇÃO. Apenas a Holanda e a Suécia permitem que casais homossexuais adoptem crianças, no âmbito das uniões legalizadas aí existentes. Na Bélgica algumas instituições permitem a adopção a casais do mesmo sexo, e na Finlândia o casal apenas pode ter custódia conjunta de uma criança. É legalmente possível a um GLBT adoptar individualmente uma criança na Áustria, Grécia, Reino Unido, França, Alemanha e Portugal. Desde que não se assuma oficialmente. É comum o pedido ser negado se se souber a orientação sexual do requerente. Em Espanha a orientação sexual não é questionada.

CASAMENTO. Só a lei holandesa permite casamentos civis entre homossexuais, com a mesma abrangência dos casamentos heterossexuais. Outros países já legalizaram situações semelhantes  uniões de facto, com mais ou menos direitos. Nos países escandinavos _ Suécia, Dinamarca, Islândia e Noruega _ há a união registada, na Alemanha, uniões de vida e na França, o Pacto Civil de Solidariedade. Na Suíça e em comunidades espanholas são conferidos direitos  uniões. Fora da Europa, no Canadá, algumas províncias reconhecem  uniões entre GLBT direitos iguais aos do casamento. Nos Estados Unidos há uniões civis no Vermont e uniões de facto na Califórnia.





:-* a tod@s :up
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 07.jan.2003, 20:23:36
Inês deves colocar sempre a fonte, link, etc, etc porque de outro modo está a fazer uma coisa ilegal... :-*
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Ines em 07.jan.2003, 22:52:36
:curtain  bluejazz :-*


lol lol lol Ops...  :-X

Bem e agora como se nada fosse ::) Hmmm eu já vos tinha dita k podem encontrar esta notícia aki -->  http://geocities.yahoo.com.br/gaylitoralalentejano/noticias  lol lol lol




:-* a tod@s :up
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: abreasasas em 14.jan.2003, 15:20:21
lol lol lol lol lol lol lol lol lol lol lol
Responder
Filme Porno Gay Interrompe Emissão de TV  
O insólito aconteceu na semana passada em Nova Iorque. Um filme porno gay interrompeu durante 20 minutos uma emissão de televisão dedicada ao exército americano.
O filme porno era de origem alemã e mostrava as relações que poderiam existir entre um oficial e o seu novo recruta!!!
Já foi aberto um inquérito para apurar os responsáveis pela pirataria.


http://www.gaypt.com/nots/default.asp
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Videl em 14.jan.2003, 17:37:07
olá...
Eu vou escrever um artigo para o jornal da minha escola sobre discriminação da própria lei sobre os homossexuais, e keria-vos pedir ajuda! é k...eu pensava k na Bélgica os casamentos entre homossexuais eram permitidos... e pelos vistos nao...e sobre o direito de visita nos hospitais?? se me puderem ajudar agradecia...nao sei se este é o tópico mais indicado para isto...mas para todos os efeitos, eu preciso de noticias, lol, :P
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Magia em 14.jan.2003, 19:55:00
:wings e bibam os piratas!  :P

videl, eu ká nao sei nd disso, mas força  :up
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: mega em 15.jan.2003, 09:18:04
Responder
olá...
Eu vou escrever um artigo para o jornal da minha escola sobre discriminação da própria lei sobre os homossexuais, e keria-vos pedir ajuda! é k...eu pensava k na Bélgica os casamentos entre homossexuais eram permitidos... e pelos vistos nao...e sobre o direito de visita nos hospitais?? se me puderem ajudar agradecia...nao sei se este é o tópico mais indicado para isto...mas para todos os efeitos, eu preciso de noticias, lol, :P


Sobre a Bélgica tens aqui a informação (de 1999) da ILGA World - World Legal Survey - Belgium (http://www.ilga.org/Information/legal_survey/europe/belgium.htm)
Neste site podes encontrar informação sobre países de todo o mundo.

Bjs,
Cristina

PS-isto foi um estudo/trabalho feito em 1999 - a informação é capaz de estar desactualizada, mas dá uma ideia do que se passa
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: mega em 15.jan.2003, 12:59:46
Responder

14/1/03
::  Casal de lésbicas leva caso inédito à Justiça sul-africana

A justiça sul-africana vai julgar um caso sem precedentes tanto em termos jurídicos quanto em termos médicos. Trata- se do caso de duas mulheres, identificadas pelas iniciais J e B, que moram juntas desde 1995 e decidiram ter um filho por inseminação artificial. J tentou várias vezes engravidar. Como não conseguiu, o casal resolveu procurar ajuda de um dos mais respeitados ginecologistas de Johannesburg. Por meio de um processo inédito de fertilização, o médico fecundou um óvulo de J com esperma de um doador anônimo e o colocou no útero de B. Ela deu à luz um casal de gêmeos no final de 2001. Quando J foi registrar o nascimento, escreveu o nome de B como mãe das crianças, riscou a palavra "pai" substituindo-a por "parent", termo que pode designar tanto a paternidade quanto a maternidade, e colocou seu nome no espaço indicado. O governo não aprovou o registro e as duas recorreram ao Tribunal de Durban, que decidiu não só registrar as crianças da forma sugerida pelo casal como também concedeu direitos iguais sob as crianças ao casal. De acordo com a constituição sul-africana, a decisão deverá ser confirmada agora pela Corte Constitucional.


Mix Brasil (http://www2.uol.com.br/mixbrasil/mundomix/central/imagens/030114/06.shl)

Ehehehe.. se isto pegasse em Portugal iria ser lindo!!! lol

Bjs,
Cristina
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Videl em 15.jan.2003, 19:07:57
Mega, o brigado pela ajuda :up, se entretanto alguém souber de mais alguma coisa, como por exemplo de um caso portugues e k a justiça tenha sido tremendamente injusta (e passo a antitese :P) pelo facto do queixoso/reu ser homossexual, por favor diga... :)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: beatriz em 15.jan.2003, 20:20:14
Videl:

http://www.geocities.com/gmulheres/cronol7080.html

Aqui podes ver umas cronologia de casos escandalosos relatados em jornais (ex:O Crime)
Não era bem o que pretendias, acaba mais por ser uma curiosidade, em relação ao que passou pelos tribunais portugueses. Se foram prejudicados ou não, não dão conhecimento, mas acredito que sim pois muitos tratam-se de crimes.
De qualquer forma, achei piada à cronologia, e lembrei-me de a passar por aqui!

Por favor não se escandalizem!

beijinho,
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: kalypigirl em 15.jan.2003, 20:51:15
LOL… estes jornais, 1kito sensacionalistas tb, n? :P mas da p rir.. ihihih

‘Exorta assim os(as) homossexuais a manterem-se castos(as), unindo ao sacrifício de Cristo "todo o sofrimento e dificuldade que possam experimentar por causa da sua condição"’
LOLAO!!  :-X

'...a Igreja volta a reprovar as relações sexuais antes do casamento, as relações homossexuais e a masturbação, reafirmando contra elas a virtude da castidade.'
oh yeah, castidade ::), Videl, n te eskeças de por issu no teu jornal, de la por onde der  :devil :devil :devil
8)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Videl em 15.jan.2003, 21:50:18
ahahahahahahahha, castidade? ahahahahahahahaha...bem, eu desde k li a idiotice k akele imbecil do Bush decidiu andar a dizer e a fazer, jah nao me espanto com nada...resumindo, ele axa k a unica maneira de acabar com gravidezes indesejaveis e transmissao de doenças sexualmente transmissiveis é manter a castidade e aconselhou todos os adolescentes a manterem-se castos ateh se casarem... ok, isto é uma opiniao (estupida, mas é uma opiniao :P temos de ter em conta k ele é americano, lol), mas akele anormal (dsc mas nao tem outro nome), decidiu cortar financiamentos para instituiçoes como escolas, ou farmacias, ou hospitais, k façam pratocinio a preservativos, ou outros metodos contraceptivos, e k tenham planeamento familiar... vcs axam isto normal???? ai!!!
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: mega em 16.jan.2003, 09:06:01
A minha favorita ainda é a "técnica" que arranjou para prevenção de fogos florestais: cortam-se as árvores assim não ardem.

Esta é sensacional... enfim... why bother to answer?

Bjs,
Cristina

Responder
The difference between human intelligence and human stupidity is that human intelligence has limits!
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 17.jan.2003, 00:24:31
Videl, um dos casos mais conhecidos em Portugal é o do João Mouta. Por viver uma relação amorosa estável com outro homem viu-se privado da custódia da sua filha, apesar da mãe não ter claramente nenhumas condições para ter a guarda da filha. Ele esteve aliás presente na conferência da ILGA-Europe em Lisboa. O caso ainda não teve um final totalmente feliz, apesar da decisão do Tribunal Europeu favorável ao Mouta que condenou o Estado Português.

Numa sentença sem precedentes, o Tribunal de Família de Lisboa decidiu atribuir a João Mouta a custódia da filha. O facto de viver numa relação homossexual não foi considerado motivo para lhe limitar o direito parental (14.Julho). Todavia, em 16.01.1996, o Tribunal de Relação de Lisboa resolveu atribuir à mãe a guarda da filha, argumentando que a "menor deve viver no seio de uma família tradicional portuguesa e esta não é, certamente, aquela que o pai decidiu constituir".

Miguel Vale de ALMEIDA, «O embargo e o banquete», Público, 25.09.1994

Pai «gay» ganha tutela da filha
O TRIBUNAL Europeu dos Direitos do Homem condena o Estado português por ter impedido que um pai homossexual (João Mouta, 38 anos) ficasse com a tutela da filha (de 11 anos). O Estado tem de pagar uma indemnização de 2150 contos ao progenitor da criança.


http://primeirasedicoes.expresso.pt/ed1417/n-semana.asp

Mais alguns links sobre o caso:

http://www.ilga.org/Information/Legal_survey/europe/supporting%20files/Historic%20judgment_denial%20of%20parental%20rights%20to%20gay%20father%20.htm

http://www.datalounge.com/datalounge/news/record.html?record=4984

http://www.ilga-portugal.org/portugues/ilga/comunic/prel_22dec99.html

http://www.ilga-europe.org/m7/media_releases/2002-10-28-Conference.htm

http://www.ilga.org/Information/legal_survey/europe/supporting%20files/case_of_salgueiro_da_silva_mouta.htm

Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: M em 17.jan.2003, 01:35:42
Não sabia deste caso!  :o

Interessante!  :up

Pena a UE não intervir mais vezes em outras situações que não deveriam ocorrer.. nomeadamente em relação à comunicação social portuguesa, que na sua grande maioria é uma vergonha.  :inq
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: mega em 17.jan.2003, 10:05:09
Responder

EUA: Entra em vigor lei anti-discriminação a GLBT em Nova Iorque
16 Jan 03


Entrou em vigor hoje a lei anti-discriminação por orientação sexual em Nova Iorque. A lei, com o nome de Carta de Não-Discriminação por Orientação Sexual, foi aprovada há um mês, após uma batalha de 31 anos. A lei vai proteger gays e lésbicas de abusos, ameaças e discriminação nas questões de moradia, emprego, educação e serviços públicos. A discriminação por raça, credo, sexo, cor, nacionalidade, deficiência, idade e estado civil já era proibida em Nova Iorque.


Portugal Gay News (http://www.portugalgay.pt/news/index.asp?uid=B160103)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 17.jan.2003, 15:21:02
SANTA SÉ: Vaticano pede luta contra a eutanásia, aborto e homossexualidade
17 Jan 03

O Vaticano enviou um comunicado a políticos e cidadãos católicos que participam na vida política que diz que os eleitores católicos têm a obrigação de se oporem a leis que autorizem o aborto, a eutanásia e o casamento entre homossexuais. No documento, assinado pelo Papa João Paulo II, estes cidadãos são aconselhados a não se esconderem sob a moralidade moderna das sociedades democráticas. Numa aparente referência à clonagem, o novo documento também refere que os católicos devem estar atentos a leis sobre «avanços perturbadores» na ciência que violem a dignidade da vida humana.

A Santa Sé critica também publicações católicas, afirmando que elas deveriam ser mais enérgicas e precisas na promoção dos valores católicos de defesa da vida humana e que não devem apresentar opiniões diferentes desses valores em nome do pluralismo. Estas directrizes do Vaticano vêm expostas no documento intitulado «Nota Doutrinal sobre Algumas Questões Relativas à Participação dos Católicos na Vida Política». No comunicado de 17 páginas, que assinala os valores tradicionais da Igreja Católica, o Vaticano afirma que os católicos não podem declarar-se autónomos em relação aos ensinamentos da Igreja e que não podem apoiar certas leis sob o pretexto da tolerância, do pluralismo ou da liberdade de escolha. «A democracia precisa de ser baseada numa fundação verdadeira e sólida de princípios étnicos inegociáveis», diz o documento. O comunicado defende também a aprovação de leis para a protecção da família, que deve ser baseada, segundo a Igreja Católica, num «casamento monogâmico entre homem e mulher». «De modo algum outras formas de coabitação podem ser colocadas no mesmo nível do casamento, e nem podem receber reconhecimento legal como tal», acrescenta o documento.


http://www.portugalgay.pt/news/index.asp?uid=A170103

Estarei errada se disser que continuamos a ter inimigo? :inq Argh...
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: cacao em 17.jan.2003, 15:27:44
>:( >:( Eu não diria inimigo mas pessoas que à luz da palavra de deus são perfeitamente incongruentes!!!  >:(
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: mega em 27.jan.2003, 11:43:33
Responder

Gays shocked at Bush choice for AIDS panel
Appointee calls homosexuality a 'deathstyle'

Thursday, January 23, 2003




San Francisco Chronicle ([url]http://www.sfgate.com/cgi-bin/article.cgi?file=/c/a/2003/01/23/MN28119.DTL[/url])

President Bush has selected Jerry Thacker, a Pennsylvania marketing consultant who has characterized AIDS as the "gay plague" and called homosexuality a "deathstyle," to serve on the Presidential Advisory Commission on HIV and AIDS.

The appointment stunned some AIDS researchers and activists, who said Thacker has a shaky grasp of science and outdated views on the issue despite being HIV-positive.

They noted that Thacker had argued that religious faith could cure homosexuals, that condoms do not stop the spread of HIV and that people choose to be gay.

"When you appoint someone with this social view, it is dangerous," said James Loyce, deputy director of health for AIDS programs with the San Francisco Health Department. "It sends the wrong message to the gay community and the wrong message to the broader community."

An unnamed Bush administration official told the Washington Post that Thacker would be just one of 35 members on the panel.

OTHER APPOINTEES

The official also noted other members who would be sworn in next week alongside Thacker included a member of the board of Human Rights Campaign, the nation's largest gay and lesbian advocacy group; an adviser on AIDS to the World Bank; and a state public health officer.

Thacker, this official said, "has a very powerful and tragic personal story and an ability to reach out to an audience we couldn't reach in the process."

Others have noted that Thacker, who says he contracted HIV after his wife was infected through a blood transfusion, has campaigned tirelessly to urge churches to treat those with HIV and AIDS with more compassion.

Thacker's assistant said Wednesday he would not speak to reporters until after being sworn in next week. Health and Human Services Department spokesman Bill Pierce and Patricia Ware, executive director of the commission, declined to comment.

The 35-member commission advises the White House on AIDS prevention policy.

CRITICAL OF RESPONSE

It is the latest incarnation of a body created during the Reagan administration. Previous commissions have been highly critical of the nation's response to the AIDS epidemic and helped nudge the government and the pharmaceutical industry toward greater action.

While some have questioned the efficacy of the panel, many agreed that Thacker's appointment would harm its credibility and that the resulting controversy could overshadow its work.

"This individual is an extremist ideologue who persecutes and demeans an entire class of people impacted by this disease," said David Smith, spokesman for the Human Rights Campaign. "That type of person has no business advising the president of the United States on how the government should address the epidemic."

In speeches and writings posted on his Web site and elsewhere, Thacker has described homosexuality as a "deathstyle" and said "Christ can rescue the homosexual."

As word of his appointment spread through the gay community in recent days, some of the material disappeared from the Web site or was edited.

Thacker has drawn fire for aggressively pushing "abstinence-until-marriage" education to curb HIV and AIDS.


continua
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: mega em 27.jan.2003, 11:45:52
Responder

'BANKRUPT POLICY'

"Abstinence is a notoriously bankrupt policy," said Michael Lauro of Survive AIDS, a volunteer advocacy group. "No developed country takes it seriously. It politicizes what should be a public health issue."

Others argued that urging abstinence until marriage does nothing to help gays and lesbians, who cannot legally marry.

While activists condemned Thacker's social attitudes, researchers condemned his scientific acumen.

"There's very good science supporting programs like education and condom use, and to have someone on the commission making statements based on morality and not on science is disturbing," said Tom Coates, director of the UC-San Francisco AIDS Research Institute. "It continues the Bush administration's trend toward morality-based rather than evidence-based public health and HIV prevention."

Coates and others denounced the White House's claim that Thacker's views would be among many weighed by the commission.

"Would you have a member of the Flat Earth Society advising the president on space policy?" Coates asked. "Why would you have people advising the president about approaches to public health who don't read the science?"

BOB JONES UNIVERSITY GRAD

According to Thacker's biography on the Web site of the Scepter Institute, a nonprofit that sells religious-based AIDS material, Thacker is a graduate of Bob Jones University and was a "member of the university faculty for seven years."

Bush caused a stir in the last campaign when he spoke at the South Carolina university, which until recently banned interracial dating and has been accused of anti-Catholic attitudes.

Thacker returned to Bob Jones University in September 2001 to give two speeches. The speeches, summarized on the university Web site, addressed the "sin of homosexuality" and the Thacker family's struggle with AIDS.

"When he and his wife discovered in 1986 that they had contracted HIV, the most horrible thought was that it was a disease connected with the sin of homosexuality," the summary reads. "They didn't want anyone to think they were homosexual because they knew what the Bible said about homosexuality."

The summary of his speeches also notes that "Homosexuality is not inborn biologically, just as incest and bestiality are not inborn. Studies have shown that thousands of homosexuals have been set free from this sin."

'REPARATIVE THERAPY'

Thacker's beliefs are known as "reparative therapy," which deems homosexuality aberrant behavior that can be modified through religious faith.

The American Psychological Association and other scientific organizations say the approach has no medical or scientific basis.

Thacker's promotional materials stress the need for compassion toward all AIDS patients, urging churches to think "Christianly" about people with AIDS and to hate the sin, but love the sinner.

"Be compassionate to those caught up in this sinful deathstyle," the Bob Jones summary stated. "Only when homosexuals know it is a sin can they repent."

Commission co-Chairman Tom Coburn said he knew little about Thacker except that he is HIV-positive. He said Thacker's views on homosexuality were irrelevant to the commission's efforts to stop the epidemic.

Chronicle Staff Writer Chuck Squatriglia and the Washington Post contributed to this story.


Nem sei se hei-de rir se chorar...

Bjs,
Cristina
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: mega em 27.jan.2003, 14:24:43
Responder

EUA: Lésbica consegue indenização inédita pela morte de companheira em 11/09
24 Jan 03


A companheira de uma mulher vítima dos ataques terroristas de 11 de setembro de 2001, conseguiu ser recompensada na Justiça. Pegy Neff vai receber uma indeminização de cerca de 500'000 EUR através de um fundo governamental de apoio  vítimas no que é um facto histórico. A sua companheira Sheila Hein, 51 anos, morreu no avião sequestrado da American Airlines que se despenhou contra o Pentágono em Washington. Peggy e Sheila tinham uma relação há 18 anos em Virgínia. Quando a vítima foi descoberta nos escombros, foi localizada através de um colar que Neff havia lhe dado de presente. "Palavras não podem expressar o que eu perdi", é o que consta na acção de indeminização de Neff. "Ela era meu mundo." Ao contrário de Nova Iorque, os parceiros do mesmo sexo não são considerados nas leis do estado de Virgínia, o que limita os benefícios a parentes apenas, mas Neff conseguiu o primeiro precedente em vista dos trágicos acontecimentos. Activistas e advogados ligados à causa acreditam que este será um passo a seguir por outros viúvos GLBT na mesma situação.


url:  Portugal Gay News (http://www.portugalgay.pt/news/index.asp?uid=A240103)
Os meus parabéns pela vitória... os meus pesames pela perda que nem consigo imaginar.

Bjs,
Cristina
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: M em 27.jan.2003, 20:24:19
Quanto ao primeiro artigo...

Não sou apoiante do terrorismo (muito pelo contrário), mas fiquei com vontade de apoiar um possível ataque a toda a administração Bush por parte do Bin Laden ou do Saddam. Não só o próprio Bush é umas das pessoas mais ignorantes à face da Terra (a porta do meu quarto tem um QI superior ao dele), como aparentemente o resto da sua administração o é. :inq
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Hain em 28.jan.2003, 16:16:44
Mara
Responder
só o próprio Bush é umas das pessoas mais ignorantes à face da Terra (a porta do meu quarto tem um QI superior ao dele)

 lol You go Mara  :up

Não tem muito a vercom o tópico, mas hoje vi o ad com a Susan Sarandon a apelar à paz. O site é www.truemajority.org
Mais uma razão para adorar a Susan  ;D

*Hain retira-se do seu post extremamente off-topic*
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: VirginiaWoolf em 28.jan.2003, 18:38:16
Como é que se pode acabar com os ditadores ?

Eu apesar de ser contra qualquer acto de violência para a resolução de problemas  vezes penso se não será melhor atacarem o Iraque para tirarem aquele pedaço de carne sem alma que é o Sadam do poder, embora o Bush queira fazer isso não por piedade pelo povo, mas por...sei lá...qualquer desculpa serve  para ele ...>:(
Depois de ter visto um documentário sobre o Iraque ainda fiquei mais revoltada,triste...mal... Se não dá para fazê-lo chegar à razão com palavras, qual a melhor maneira de agir  ???... :(
É o povo a viver na miséria e ele a construir palácios e estátuas para mostrar a riqueza que tem e que mandou construir e ele próprio a dizer que não investe mais nos cuidados básicos da população porque o mais importante é construir grandes edifícios que glorifiquem o Iraque e ele próprio. Para os estrangeiros verem aquela grande nação rica e poderosa.
O que me chocou mais foi qd mostraram as condições que as crianças têm naquela pocilga a que chamam Clínica Pediátrica  :baby (acho que foi ele que mandou construir, uau...que bondade) e ele a oferecer umas maçãs a umas crianças em que se via as nódoas da podridão nas maçãs.
É pena não haver nenhuma força superior  :wings neste mundo ou noutro qualquer, que dê uma ajudinha a quem precisa, porque a maldade tem uma força brutal... :(
Mas também...muito do que se passa lá passa-se em muitos outros lados, em países do "primeiro mundo" e tudo...e o Bush não é o bonzinho defensor dos oprimidos, mas se como governador do Texas assinou umas boas dezenas de sentenças de morte , então como Presidente acho que julga que é Deus...ou o Diabo.

:(

Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: mega em 31.jan.2003, 09:40:23
Responder

REINO UNIDO: Governo promete banir leis anti-gay
30 Jan 03


O governo britânico prometeu na quarta-feira (dia 29) a revogação de dezenas de leis anti-gays, no que deverá ser a maior reforma da legislação sobre crimes sexuais em Inglaterra nos últimos 50 anos. Embora a homossexualidade tenha sido descriminalizada, há várias leis coibindo não só o sexo entre homens como o "engate". "A legislação actual é inadequada, antiquada e discriminatória", afirmou o ministro David Blunkett. A nova legislação, no entanto, deverá conter artigos sobre o sexo em público, prevendo penas de no máximo seis meses de detenção para quem fizer sexo em lugares onde possam ser vistos por outras pessoas, inclusivé clubes de sexo. A nova lei também oferece maior protecção  crianças contra tarados sexuais e  vítimas de violação. A reforma só atinge a Inglaterra e o País de Gales. Na Escócia continuarão a vigorar as leis vitorianas.


Portugal Gay News (http://www.portugalgay.pt/news/index.asp?uid=300103A)

E um dia Portugal chegará lá!!! Acredito que sim....

Bjs,
Cristina
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Videl em 31.jan.2003, 22:04:29
lalalalalaalalalla! lembram-se de eu ter pedido k me ajudassem para eu escrever akele artigo sobre a injustiça da lei em relação aos LGBT poh jornal da escola? jah escrevi, e hoje vi o jornal paginado, ainda não estava completamente pronto, mas kuase...dos 4 artigos k escrevi...well, três são relacionados com assuntos LGBT... :devil I wonder why! lol! ker dizer, um deles não é bem assim, um deles é uma sugestão de livros...eu sugeri o Salto Mortal (k adoro, muitooooo, muitooooooo, muitoooooooo), e fiz um pekeno resumo...
o 4º artigo é sobre...racismo! lol! well, odeio discriminação, what can I do? :)
:-*
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 31.jan.2003, 22:16:49
Digitalisa e envia para a rede@ex-aequo.web.pt ou para strigo7@hotmail.com para podermos todos ver! :up Please? :)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Videl em 31.jan.2003, 22:34:09
Fui verificar, e não deixei os artigos em disco rigido, soh vou puder passa-los kuando o jornal da escola for editado mesmo...daki a umas 2as semanas... :P
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: kalypigirl em 31.jan.2003, 22:35:45
Salto Mortal? what? keru saber o k escreveste!! tell me... NOW! :P
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: abreasasas em 01.fev.2003, 16:37:53
Responder
O Supremo Tribunal da Nigeria ratificou a sentenca de morte por apedrejamento de Amine, mas apenas durante um par de meses como
"permissao do aleitamento" ao seu filho.
Mais tarde sera enterrada ate ao pescoco e apedrejada ate a morte, a menos que um diluvio de apelos faca
reconsiderar as autoridades nigerianas.

Atraves de uma campanha de assinaturas identica a esta, ja se conseguiu salvar outra mulher na mesma situacao. O tempo perdido nao e muito e os ganhos sao bastantes. Por favor, colabore!

Safiya tambem ia ser apedrejada na Nigeria, por
ter tido um filho depois de estar divorciada. A Amnistia Internacional pediu o apoio de todos nos atraves de uma assinatura na sua pagina na Internet e o exito foi total.

Vao voltar a apedrejar outra mulher na Nigeria. No entanto,
desta vez foram recebidas muito menos assinaturas, por isso, faca circular esta mensagem. Nao custa nada entrar em [url]http://www.amnistiapornigeria.org[/url] ou em [url]http://www.amnistiaporsafiya.org[/url]> e assinar. A carta ja esta escrita.

Nao pense que nao serve de nada, pois a vida de outra mulher ja foi salva desta maneira. Se considerar pertinente faca circular esta mensagem entre as pessoas que conhece que sejam sensiveis a esta horrivel ameaca
de morte. Apenas se gasta um minuto para tentar deter o mais premeditado
dos assassinios.
Cumprimentos.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: VirginiaWoolf em 01.fev.2003, 16:51:48
:wor

Estas petições funcionam? ou há Países (Nigéria inclusivé) em que há a ideia "Nós é que sabemos o que fazer" e não ligam a nada disto?

Espero que funcionem  :wor
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: abreasasas em 01.fev.2003, 16:56:03
Para falar com sinceridade não tenho a certeza, Virginia. Mas também, de que temos nós a certeza?

Quando foi o outro caso também assinei e depois soube que ela não tinha sido assassinada... mas sei lá!

de qualquer forma, fazemos o que nos é possível, e isto não custa nada. E sempre é a amnistia internacional, né?
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Magia em 01.fev.2003, 17:02:19
yah, eu assino sp tb!  :devil


"Durão considera EUA o aliado principal

Primeiro-ministro respondeu favoravelmente ao pedido norte-americano de utilização da base das Lajes, em caso de guerra

isabel teixeira da mota


O primeiro-ministro exprimiu uma inequívoca inflexão na política externa portuguesa, ontem, no Parlamento. No conflito com o Iraque, Portugal terá definitivamente uma posição que privilegia o eixo transatlântico, ou seja, o que tem os Estados Unidos da América como aliado principal. Nesse âmbito, Durão Barroso anunciou que o Governo autorizou a utilização da base das Lajes, Açores, pelas forças militares norte-americanas.
No debate mensal dedicado a discutir o conflito com o Iraque, e numa altura em que a política externa da União Europeia está de rastos, Durão defendeu que "a construção europeia não pode ser feita à custa da união transatlântica" e deu mais um sinal de estara preparar o país para a guerra no âmbito da OTAN.
Classificou os Estados Unidos como "o mais importante" aliado português, a Inglaterra como "o mais antigo" e a Espanha "o mais próximo". Numa perspectiva que foi vista pela Oposição como secundarização da Europa, afirmou: "Acredito na União Europeia, mas nãovou deitar fora várias décadas de união transatlântica".
Foi um debate em que as divisões sobre o conflito iraquiano ficaram claras como água. Talvez pela necessidade de vincar posições, atingiu por vezes a violência verbal, sobretudo entre o primeiro-ministro e os dois partidos mais à Esquerda, PCP e BE.
Prepara país para guerra
No princípio do debate, que durou três horas, o primeiro-ministro, em tom calmo, frisou que defendeu, em conversa com Bush, a aprovação de uma nova resolução pelas Nações Unidas, e garantiu que continua a "acreditar na via diplomática e numa solução multilateral". Porém, usando um argumento que utilizou à exaustão, acrescentou, "temos de acautelar o falhanço desta via". Ou seja, o país tem de estar "preparado". "Este conflito diz respeito ao povo em geral. Esta luta contra o terrorismo não é uma ficção", sublinhou. "Portugal deve ter uma posição clara de apoio ao combate ao terrorismo internacional", afirmou.
Para enfrentar uma eventual entrada na guerra, o primeiro-ministro foi ao ponto de lembrar a posição neutral de Salazar na Segunda Guerra Mundial: "Não quero ver o meu país na mesma posição de neutralidade entre o nazismo e a democracia". "Caso se esgote a via diplomática, não há neutralidade possível entre a tirania e a democracia, entre a ditadura e a liberdade (...)", concluiu.
Os advogados de Saddam
O pior foi que, para argumentar contra o regime iraquiano, Durão Barroso colou a Oposição à defesa do regime de Saddam Hussein. Primeiro ensaiou uma alfinetada ao PS, dizendo: "Essa hesitação que sustentam beneficia Saddam". Depois, contra Carlos Carvalhas,
reagiu à acusação de estar a ser "subserviente em relação aos EUA" e de "querer comprometer o país numa guerra preventiva e unilateral". "Com ou sem resolução das Nações Unidas, o PCP está contra uma acção contra o Iraque", disse. Uma posição, afirmou, "objectivamente ao lado da ditadura sangrenta de Saddam Hussein". A seguir acusou o PCP de ter sido "complacente no apoio ao regime bárbaro de Milosevic".
Por sua vez, Luís Fazenda classificou o discurso do primeiro-ministro de "hipócrita" e "cínico". O que se joga no Iraque, disse Fazenda, "é um confronto petrolífero" e Portugal "dá passaporte aos EUA para fazerem a guerra" numa "cumplicidade perigosa". Durãorespondeu que, "quando cai um ditador, é um grande dia para os democratas do Mundo" e rejeitou a posição dos "advogados de Saddam".
Sem divergências de fundo relativamente à política externa levada a cabo pelo Governo, o secretário-geral do PS, Ferro Rodrigues levantou, no entanto, a questão do aniquilamento da unidade europeia em matéria de política externa. "Ao tomar posição pública, veio estilhaçar a União Europeia ao nível a política externa comum, que é onde ela é mais fraca. O que parece é que alinha com qualquer posição que os EUA venham a tomar seja unilateralmente ou não", argumentou Ferro. O secretário-geral socialista teceu duras críticas a Durão Barroso por ter assinado a carta de apoio aos EUA com outros sete líderes europeus. Mas, o primeiro-ministro teve de lembrar que, pela Constituição, "é o Governo que conduz a política e compete ao primeiro-ministro defender Portugal na ordem externa".  "

in JN
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: VirginiaWoolf em 01.fev.2003, 17:37:34
Responder

de qualquer forma, fazemos o que nos é possível, e isto não custa nada. E sempre é a amnistia internacional, né?



pois abreasasas, foi o que pensei tb... :)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 02.fev.2003, 17:07:28
Responder
Nome: Lewis (Lou) Alen Reed

Data e local de nascimento: 2 Março 1942, Nova Iorque (Brooklyn), EUA

O jovem fora do baralho - Dele pode-se dizer tudo, menos que teve uma vida comum. Aos 15 anos já tinha editado o primeiro single (sob o nome The Jades), "Leave her for me", pelo qual recebeu um cheque com "royalties" no valor de 70 cêntimos. E ser um rapaz normal e bem-comportado nunca esteve nos seus planos. Os seus modos estavam tão longe do esperado de um adolescente dos anos 50 que os pais o internaram, aos 17 anos, numa clínica para receber electrochoques e curar "os sentimentos homossexuais e as alarmantes mudanças de humor".


http://jornal.publico.pt/publico/2003/01/31/Y/TADES01CX02.html
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: mega em 13.fev.2003, 09:16:07
Responder

EUROPA: Parlamento Europeu decide reconhecer casamento GLBT
11 Fev 03


Os casamentos homossexuais, assim como as parcerias entre pessoas do
mesmo sexo e os contratos de coabitação devem ser reconhecidos em
todos os países que fazem parte da União Européia, decidiu hoje o
Parlamento Europeu. De acordo com a decisão, votada pela maioria do
Parlamento, um casal gay que se casa na Holanda, onde o casamento
homossexual já foi legalizado, devem receber visto de residência
conjunto se decidirem mudar-se para outro país europeu, mesmo que
neste país ainda não haja nenhuma lei instituindo o casamento GLBT. E
mais: mesmo que um dos cônjuges esteja desempregado, ambos devem
receber o visto. Todos os países constituintes da União Europeia terão
que se adaptar ao novo regulamento do Parlamento Europeu. Itália,
Espanha, Grécia, Irlanda, Luxemburgo e Áustria ainda não têm nenhum
tipo de reconhecimento dos casais homossexuais. De acordo ainda com a
decisão do Parlamento, no futuro, casais de qualquer país europeu vão
poder se casar nos países onde o casamento gay já tiver sido
regulamentado, e vão ter sua união reconhecida no seu país de origem.


Portugal Gay News (http://www.portugalgay.pt/news/index.asp?uid=110203B)
FINALMENTE!!!!!!!!!! YES!!!!

Bjs,
Cristina
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: mega em 13.fev.2003, 09:23:41
e continua....

Responder


Crucial victory in the recognition of same-sex partnerships
European Parliament endorses progressive definition of family in vote on free movement directive COM (2001) 257
11 February 2003


Today, the European Parliament voted on the revised proposals for a new directive on the right of citizens and their family members to move and reside freely within the EU (COM (2001) 257). The directive aims to consolidate, strengthen and clarify existing EU legislation in this area, thus reducing the administrative burdens hindering free movement between member states. With 269 votes in favour, 225 against and 46 abstentions, the European Parliament adopted the Commission's proposal including the amendments suggested by the LIBE Committee (Committee on Citizens' Freedoms and Rights, Justice and Home Affairs.

By adopting the principle of mutual recognition to same sex partnerships in the context of free movement, the European Parliament has taken up the core demands put forward by ILGA-Europe in its advocacy efforts. As ILGA-Europe co-chair Kurt Krickler states: "If this directive will pass through the Council as it now stands, it will have vital repercussions for gays, lesbians, bisexuals and transgendered people throughout the European Union. By broadening the concept of family to also include same-sex spouses, registered partners and other unmarried partners living in a durable relationship, it would remove the main obstacles hindering LGBT citizens from exercising their right of residence and free movement. Whilst today, a gay couple registered in Germany, for instance, is not able to move to Italy and maintain their status as a legally recognised couple, the new directive would change that".

"Though the vote today was an important first step toward the recognition of same sex partnerships in the EU, we are only half-way there", adds ILGA-Europe executive director Ailsa Spindler. "It is great to see that the majority of the European Parliament supports a more progressive definition of 'family' that goes beyond traditional marriage. We now have to maintain this positive momentum to ensure that this broader definition of family members is endorsed by the Council as well. The free movement directive is subject to co-decision, i.e. both Parliament and Council have to agree for it to become law. But with the majority of member states already having some sort of recognition of same-sex couples, we are optimistic that the directive will be passed as it now stands".

BIRGIT HARDT


ILGA-Europe (http://www.ilga-europe.org/m7/media_releases/2003-02-11-FOM.htm)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 04.mar.2003, 23:59:05
Partidos namoram voto 'gay'
FERNANDO BARCIELA Correspondente em Madrid
Há quem pense em Madrid que os homossexuais espanhóis serão a força decisiva nas eleições municipais de Maio. A vitória dos principais partidos, em grandes cidades como Madrid, Barcelona ou Valência, pode depender deste grupo. Algumas das polémicas da pré-campanha também estão relacionadas com o tema. Os socialistas do PSOE estão a pressionar os Verdes para que estes retirem o seu candidato à Câmara de Madrid, pois ele é homossexual e pode dividir o voto da esquerda e atrair o voto gay.

O chamado colectivo GLTB (Gays, Lésbicas, Transexuais e Bisexuais) goza em Espanha de uma forte tradição de activismo, influência política e presença mediática. O equilíbrio entre os conservadores do PP e os socialistas do PSOE em algumas cidades poderá transformar o GLTB em árbitro das eleições. O colectivo tem cerca de 2,5 a 3 milhões de pessoas. Em Madrid, chegará aos 400 mil _ 10 por cento da população _ uma «mina» eleitoral que os partidos não podem ignorar.

A esquerda deverá recolher mais benefícios deste voto «rosa», o que explica que tenham sido o PSOE, a IU (Izquierda Unida) e os Verdes a «semearem» com maior insistência o «território GLTB». Mas isso não significa que a direita tenha renunciado a seduzir os votantes do mundo gay.

Boa parte dos dirigentes e militantes do PP alinham com as sensibilidades mais conservadoras (alguns, como Ana Botella, a mulher de José María Aznar, estão ligados à Opus Dei). No entanto, a difícil situação que atravessa o partido _ por causa do Prestige e do apoio a Bush _ obriga a lutar por cada voto.

A crua realidade matemática explica a ofensiva de charme dos políticos (em especial da esquerda) sobre o mundo GLTB. Os Verdes escolheram José María Mendiluce, que foi alto representante da missão das Nações Unidas (CNUR) na ex-Jugoslávia, como candidato à Câmara Municipal de Madrid. Mendiluce assumiu recentemente a sua homossexualidade. Também o PSOE colocou Pedro Zerolo, presidente da Federação Espanhola de Gays e Lésbicas, no sexto lugar em Madrid.

Zerolo e Mendiluce são só dois exemplos. O facto de uma série de pessoas da igreja, cinema, literatura ou exército terem «saído do armário», revelando a sua homossexualidade, amplia a escolha de personalidades para as listas.

O PP não conta com oferta tão clara como a dos seus rivais. Há quem pense, neste partido, que «o que se ganhe com o apoio dos homossexuais pode perder-se com a fuga de votos dos sectores mais conservadores da sociedade espanhola». Para os gays, esta circunstância converte o PP no «inimigo a abater». A nível nacional, o Partido Popular tem vetado as propostas parlamentares sobre casamento ou adopção.

A escalada dos GLTB na vida partidária não está a ser pacífica. No PP, os defensores da família tradicional resistem e na esquerda as coisas também não são fáceis.

O gesto de Mendiluce, há meses, de revelar que era gay foi ferozmente censurado pela Izquierda Unida (IU), o partido que mais tem defendido o colectivo homossexual. IU acusou Mendiluce de «oportunismo», por «sair do armário antes das eleições».

http://www.dn.sapo.pt/noticia/noticia.asp?CodNoticia=91837&codEdicao=598&codAreaNoticia=12
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 05.mar.2003, 00:10:24
Responder
José Alberto Monteiro escreveu ainda: "A indisciplina, a homossexualidade e a droga são pano de fundo e a causa de outras situações que não se esgotam com Silvino Silva." O documento denunciava que alguns funcionários repetiam as violações de que tinham sido vítimas enquanto alunos.
[url]http://jornal.publico.pt/publico/2003/03/01/Destaque/X03.html[/url]

Confesso que estas coisas me deixam a fervilhar um pouco... já reparam que a homossexualidade foi posta na mesma prateleira da indisciplina e da droga??

Já há tempos li uma entrevista com o Granja (ex-casapiano) e ele falava da homossexualidade como crime ou algo negativo... estes comentários continuam a passar impunes! >:(

Para não falar do tipo que veio à televisão dizer que era por causa dos abusos sexuais que ser tornara assim... homossexual! Até um amigo meu (hetero) fez um comentário pouco lisonjeador a esta infelicidade... e com razão! >:(
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: VirginiaWoolf em 05.mar.2003, 01:14:22
Responder
Comprovado: VIH transmite-se entre mulheres
Uma das maiores dúvidas das mulheres que fazem sexo com mulheres acaba de ser esclarecida, mesmo que não seja da forma mais agradável. Se os grupos activistas, já vinham alertando há muito tempo sobre o risco de uma mulher contrair o VIH através da sua parceira, agora são os médicos americanos que atestam um caso real.


ILGA Portugal (http://www.ilga-portugal.oninet.pt/glbt/saude20030301.htm )  
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 15.mar.2003, 23:18:40
Associações de Homossexuais Criticam Confusão nos "Media"
Por PAULO MIGUEL MADEIRA
Sexta-feira, 07 de Março de 2003

Caso da Casa Pia projectou para a comunicação social confusão entre homossexualidade e abuso sexual de menores

Oito organizações defensoras de direitos de minorias sexuais apelaram ontem aos jornalistas e à comunicação social para que não alimentem a confusão entre pedofilia e homossexualidade que têm visto nos últimos meses, desde que começou a cobertura noticiosa dos acontecimentos deste tipo na Casa Pia. Estas organizações elaboraram uma "Recomendação para um Código dos Media Contra a Discriminação" (ver caixa) que enviaram à Alta Autoridade para a Comunicação Social e ao Conselho Deontológico do Sindicato dos Jornalistas, dia 17 de Fevereiro, e aos quais pediram parecer.

Associação ILGA Portugal, Clube Safo, COG - Grupo Oeste Gay, Grupo de Trabalho Homossexual do PSR, Não Te Prives - Grupo de Defesa dos Direitos Sexuais, Nós - Movimento Pela Liberdade Sexual, Opus Gay e PortugalGay.PT divulgaram ontem, em conferência de imprensa, um texto onde dizem que se tem "verificado uma associação, nalguma cobertura mediática recente, entre homossexualidade e abuso sexual de menores". Exemplo de situações deste tipo é "a utilização de expressões como 'práticas homossexuais pedófilas' ou 'violações homossexuais' ou ainda 'práticas homossexuais reincidentes' quando as crianças envolvidas são do sexo masculino, por oposição a 'abuso sexual' quando se trata de crianças do sexo feminino".

Além disso, foram referidos casos de "pessoas fundamentalistas e extremistas que tentam despudoradamente canalizar a indignação pública em relação ao abuso sexual de menores para a promoção de sentimentos anti-homossexuais entre a população", o que nalguns países "seria crime de incitamento a crimes de ódio", segundo Paulo Vieira, presidente da Não Te Prives.

Estes movimentos condenam o abuso sexual de menores, "bem como qualquer violação da liberdade e do mútuo consentimento, que têm que ser a base do exercício da sexualidade". Mas consideram grave o discurso que fomenta esta confusão, por ser visto como "tendencialmente criminalizador da homossexualidade, ao reflectir e perpetuar a ignorância e o preconceito" em relação a ela, "estando também a promover a discriminação e a violência homofóbica". E também "porque o combate ao abuso sexual de menores exige uma informação que, em vez de se alimentar de preconceitos e de alimentar preconceitos, seja, pelo contrário, de uma clareza absoluta na explicitação dos motivos pelos quais essa prática é criminosa".

O presidente da Opus Gay, António Serzedelo, insurgiu-se contra o uso na imprensa de expressões como "homossexual inveterado", a qual pressupõe que a homossexualidade seria uma orientação que se poderia alterar por opção.

Foi também salientado que em vários países as discriminações não admitidas nos códigos deontológicos dos jornalistas incluem a orientação sexual. É o caso da Austrália, Brasil, República Checa, Gana, Irlanda, EUA. A Federação Internacional de Jornalistas adoptou o mesmo princípio. Com vista a ajudar os jornalistas a lidarem com estes assuntos, foi ainda apresentada uma proposta de dicionário LGBT (Lésbico, Gay, Bissexual e Transexual).

http://jornal.publico.pt/publico/2003/03/07/Media/R03.html
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: ana em 26.mar.2003, 18:17:25
DN a citar o Le Monde:
26 de Março
Responder
«A Administração americana não escondeu a sua decepção sobre a condenação, no dia 15 de Março, de 21 homossexuais a penas de três anos de prisão no Egipto. Uma decisão que consternou os defensores dos direitos humanos.» Alexandre Buccianti

Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: M em 29.mar.2003, 12:14:27
Responder
Big brothers 'may make boys gay'

27mar03

THE more older brothers a boy has the likelier he is to be a homosexual, according to a theory aired in a British science magazine.

A Canadian researcher has found that boys with a statistical average of 2.5 older brothers are twice as likely to be gay as boys with no older brother.
A boy with four older brothers was three times as likely to be gay, according to a report on the findings in New Scientist.

The study, first published in a specialist journal, Archives of Sexual Behavior, was led by Ray Blanchard, a psychologist at the Centre for Addiction and Mental Health in Toronto, Canada.

Blanchard broke ground in gender science a few years ago when he was struck by a strong link between homosexuality and older brothers in a group of 302 gay white men.

His notion was at first ridiculed, but is now accepted by many in his field, and other studies have taken this idea further, suggesting that the link exists regardless of culture, New Scientist said.

Why there should be such an association was unclear, the magazine added.

One idea is that male foetuses trigger a response in the mother's immune system through an antigen, H-Y, that only exists in males and is believed to play a role in sexual differentiation.

It could be that, among some women, these H-Y antigens unleash a surge of maternal antibodies which then affects the organisation of the foetus' brain at a critical early stage of its development, Blanchard has suggested.

No similar link has ever been found between lesbians and older sisters.

The research raised intriguing questions, the New Scientist article said.

"If Blanchard is right, then clearly, as average family size decreases, so will the incidence of male homosexuality.

"It also follows that historically there have been more gay men that there are today."


http://www.heraldsun.news.com.au/common/story_page/0,5478,6194663%255E1702,00.html
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Hain em 29.mar.2003, 13:53:58
Responder
Why there should be such an association was unclear, the magazine added.


 lol So... what's the point?  :inq


Responder
"If Blanchard is right, then clearly, as average family size decreases, so will the incidence of male homosexuality.


Humm... isso não é verdade. I mean, eu sou filho único... e homossexual. Alguma contradição aqui?


Responder
"It also follows that historically there have been more gay men that there are today."


É mesmo?  :inq Pensava que hoje em dia haveria mais, uma vez que há maior aceitação e as pessoas não têm de viver uma vida de mentira  :inq
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Hain em 29.mar.2003, 13:59:19
http://www.redding.com/specials/matson_mowder/stories/20030328toplo044.shtml

Assassino de casal homossexual irá passar 33 anos na prisão

Apesar de um pedido de desculpas de última hora aos amigos e família das victímas, James Tyler Williams foi julgado culpado e apanhou 33 anos de prisão pelos crimes de ódio de Winfield Mowder e Gary Matson.

Shasta County Superior Court Judge William Gallagher disse a Williams que os seus crimes violentos em 1999 apresentavam "um alto nível de crueldade, vício e sangue frio" e que ele é "uma séria ameaça à sociedade". O juíz adicionou 4 anos à sentença de 29 anos que já tinha previamente imposto, visto tratar-se de crimes de ódio.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: VirginiaWoolf em 29.mar.2003, 15:46:56
Child of Kansas
Growing up in one of four states with a same-sex-specific sodomy law - and going to college in another - a young person has to become the role model that he once longed for
By Trent J. Koland


www.advocate.com (http://www.advocate.com/html/stories/886/886_koland.asp)  
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: M em 29.mar.2003, 19:43:57
Responder
So... what's the point?


Por acaso achei o artigo interesante (se reparares não diz que é a única coisa que explica a existencia de homossexuais masculinos - e sim, os homossexuais masculinos de quem sou amiga são filhos únicos ou os irmãos mais velhos ;) ). E de um ponto de vista reprodutivo até fará algum sentido, já que a homossexualidade na natureza parece ser 'usada' para por um travão à reprodução desenfreada... Ora se alguém já teve 3 filhos antes, pode ser uma forma da Natureza estar a fazer com que os futuros filhos todos não irem ter outra quantidade enorme de filhos. E isso não aconteceria nas mulheres com irmãs mais velhas pq uma mulher apenas pode engravidar de x em x tempo, enquanto que um homem na teoria poderia engravidar várias mulheres ao mesmo tempo e assim aumentar mais rapidamente os números da espécie, que iria eventualmente esgotar os recursos existentes no ecossistema.

Para mim faz sentido.  ;)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 02.abr.2003, 21:16:58
Assunto: Vaticano Lança Glossário Que Revolta Homossexuais (PUBLICO )

Vaticano Lança Glossário Que Revolta Homossexuais
Terça-feira, 01 de Abril de 2003

Os homossexuais italianos estão revoltados com um novo glossário, lançado ontem pelo Vaticano, onde se diz que os gays são anormais e os países que permitem os casamentos entre pessoas do mesmo sexo são habitados por pessoas "profundamente perturbadas". O livro, com 900 páginas, já é considerado como parte de uma nova cruzada anti-homossexual.

Com o título "Léxico sobre os termos ambíguos e coloquiais sobre a vida familiar e as questões éticas", o glossário, preparado pelo Conselho Pontifício para a Família, cobre temas como a sexualidade, os perservativos, o aborto, o controlo da natalidade e a manipulação genética.

No capítulo sobre "Homossexualidade e Homofobia", defende-se que esta orientação sexual é fruto de "conflitos psicológicos não resolvidos". E adianta -se que quem quer dar a estas pessoas os mesmos direitos legais na sociedade tenta "negar um problema psicológico que faz com que a homossexualidade agrida o tecido social".

Acrescenta ainda que os heterossexuais têm sido levados a sentirem-se culpados apenas por questionarem a homossexualidade. "Todas as críticas, todas as reflexões sobre o assunto são vistas quase como blasfémia equiparada a crime: o da homofobia", escreve-se no glossário.

Embora digam que nenhuma destas posições é nova por parte do Vaticano, os observadores citados pela agência Reuters consideram o tom muito mais severo. Segundo o maior grupo de apoio a homossexuais em Itália, esta é mais uma cruzada do Vaticano, que conta com o apoio do actual Governo de centro-direita.

http://jornal.publico.pt/publico/2003/04/01/Sociedade/S07.html
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: C0XINHA em 02.abr.2003, 21:39:40
Responder
No capítulo sobre "Homossexualidade e Homofobia", defende-se que esta orientação sexual é fruto de "conflitos psicológicos não resolvidos". E adianta -se que quem quer dar a estas pessoas os mesmos direitos legais na sociedade tenta "negar um problema psicológico que faz com que a homossexualidade agrida o tecido social".  


Ler esse tipo de coisas (p/ n usar uma palavra q comece com M), como mtas outras q eu leio, sempre me geram as mesmas questões:

- Baseado em que?
- Onde estao as provas?
- Como foram feitos e cadê os resultados dos estudos que corroboram esse tipo de premissas?

E a mais especifica pra essa noticia é:
"será q estao brincando de 1º de abril?"  :P
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Eo em 02.abr.2003, 23:01:53
Estas atitudes por parte da igreja fazem-me sentir tão
traída.

A mensagem que eu aprendi foi de compaixão e de amor ao próximo e depois o vaticano insiste nestas ondas de ódio e hipocrisia...
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Videl em 02.abr.2003, 23:09:08
a igreja passa a vida a contradizer-se, é uma coisa incrivel, é cada incoerência...tipo...se Deus é k controla tudo, e faz as pessoas nascerem homossexuais é porke n é errado, certo? i mean, é uma coisa inata, e se Deus é k nos dá as caracteristicas inatas que temos, então ele não as condena, pk senão não seria justo pk ia condenar uma coisa k nós nao podemos controlar... a igreja é taooooo ridícula... bahhhh
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: cacao em 03.abr.2003, 01:41:05
Eu acredito que sou amada em deus por aquilo que sou: homossexual e que antes mesma me aperceber o que era já ele prescutava e conhecia todos os meus passos, como diz o salmo ;)

Além do mais, fui educada para acreditar num deus que nos ama a todos de forma igual e que o amor é universal. I.e., igual para todos!!! Não esquecendo que muita gente homossexual que conheço provem de grupos de jovens religiosos  :P ;)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: SullenBoy em 03.abr.2003, 11:28:12
Esta notícia foi retirada do site da Amnistia Internacional e dá conta de 2 homens, homossexuais ou entendidos como tal, detidos depois de terem ido conhecer pessoas com as quais conversavam na Internet e que na realidade trabalhavam para a policia. Um deles foi condenado a 15 meses de prisão e o outro a 3 anos.


On 16 January 2003 Wissam Tawfiq Abyad went to meet a contact he had made on an Internet website for gays. The person he met, in the Heliopolis district of Cairo, is believed to be a security officer or police informant. Wissam Tawfiq Abyad was detained and charged with "habitual debauchery". Electronic conversations which they had exchanged over the Internet in private were used as evidence against him.

On 17 February 2003 a court of appeals in Cairo upheld the sentence of 15 months' imprisonment of Wissam Tawfiq Abyad. AI considers him to be a prisoner of conscience detained solely for his perceived or actual sexual orientation.

During the examination of Egypt's report to the UN Human Rights Committee in October 2002, the Egyptian delegation stated that in Egypt, "homosexuality was not a criminal offence in itself". However, ongoing trials and imprisonment of people solely for their perceived or actual sexual orientation demonstrate that charges of "habitual debauchery" continue to be used to criminalize consensual homosexual relations in private.

Over the past year, there have been several cases of alleged gays who were detained and tried after agreeing to meet people contacted through the Internet who turned out to be security officers or police informants. Zaki Sayid Zaki 'Abd al-Malak was detained in such circumstances on 25 January 2002 in Cairo. he was sentenced to three years' imprisonment for "habitual debauchery" on 7 February. This sentence was upheld on appeal. He was reportedly ill-treated in detention. AI considers him to be a prisoner of conscience.

Please write, calling for the immediate and unconditional release of Wissam Tawfiq Abyad and Zaki Sayid Zaki 'Abd al-Malak and others imprisoned solely on the grounds of their actual or perceived sexual orientation.

Send appeals to: His Excellency, President Mohammad Hosni Mubarak, 'Abedine Palace, Cairo, Egypt. Fax: + 202 390 1998. E-mail: webmaster@presidency.gov.eg


A notícia encontra-se em: http://www.web.amnesty.org/web/wwa.nsf/wwa/Egypt-04-2003

Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: SullenBoy em 03.abr.2003, 11:28:53
Para as pessoas que queiram participar neste apelo, dou o exemplo de uma carta que eu construí e que pode ser enviada por correio normal ou por e-mail para o Presidente do Egipto. Estejam à vontade para fazer um copy/paste ou criar a vossa própia carta.

Excellency,


I am writing to you, in the spirit of friendship that exists between your country and mine (Portugal).
I wish to call for the immediate and unconditional release of Wissam Tawfiq Abyad and Zaki Sayid Zaki 'Abd al-Malak.
Amnesty International believes that these and other individuals  are prisoners of conscience, detained solely on the grounds of their actual or perceived sexual orientation.
Motivated solely by respect for human rights, I appeal to you to intervene personally in this case to secure the immediate release of these people.
Please accept, Your Excellency, the assurance of my highest consideration,

Yours sincerely,



(o vosso nome)


Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Hain em 04.abr.2003, 20:17:44
Público, 04/04/2003

A Alta Autoridade para a Comunicação Social (AACS) exortou ontem os "media" a serem rigorosos na abordagem das questões da sexualidade para evitar criar "relações equívocas" entre homossexualidade e pedofilia. Em comunicado, a AACS alerta para "a necessidade de garantir um constante rigor informativo na abordagem noticiosa das questões relativas à sexualidade (...), especialmente para a importância de não estabelecer relações equívocas entre realidades diferentes e não contribuir para manifestações de intolerância". Este apelo surge depois de a AACS ter analisado uma queixa da Opus Gay, organização de defesa de direitos dos homossexuais, contra a associação entre homossexualidade e pedofilia alegadamente feita em algumas notícias.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: ana em 08.abr.2003, 10:15:34
Responder
Transgender novel Middlesex wins Pulitzer
Master of the Senate, Robert Caro's epic third volume of his Lyndon Johnson series, won the Pulitzer Prize for biography Monday. The fiction prize went to Jeffrey Eugenides for Middlesex, a story of sexual and ethnic identity.
  [url]http://www.advocate.com/new_news.asp?ID=8288&sd=04/08/03[/url]
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: M em 22.abr.2003, 20:25:33
Um estudo efectuado em Janeiro deste ano na faculdade de direito da UCLA sobre algumas características demográficas da população homossexual nos US: http://www1.law.ucla.edu/~erg/pubs/GD/GayDemographics.pdf

Este, efectuado pela National Health and Social Life Survey dá mais alguma informação:

Responder
What information does the NHSLS provide about homosexuality in the U.S.? (The NHSLS collected information about homosexuality defined by three different criteria: behavior, desire, and self-identification. About 10.1% of men and 8.6% of women reported being homosexual by any one of these criteria. By self-identification alone, 2% of men and 0% of women reported being homosexual. 44% of men and 59% of women reported feeling homosexual desire. Men were somewhat more likely to act on their desire for other men than were women for other women.)


http://www.siue.edu/~cbwilso/203nhsls99.htm
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 23.abr.2003, 00:30:36
44% e 59% !?

PUXAAAAAAAAAAAA! Isso é muito!

:o :o :o :o :o


Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: cool_water em 23.abr.2003, 00:33:51
e por isso q eu axo q o facto da pessoa ser hetero n ker dizer q n va ter uma relaçao homosexual connosco!
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: nicsparks em 24.abr.2003, 20:14:54
Ois :

Estive hoje a fazer uma pesquisa na net e vi estas noticias que queria partilhar com voces:

http://www.correiomanha.pt/noticia.asp?id=26488&idCanal=21

http://www.correiomanha.pt/noticia.asp?id=20285&idCanal=9

comentem depois!
:-*
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: C0XINHA em 25.abr.2003, 17:30:18
Responder
Terça-feira, 1 Abril
- Leonor Rodrigues
1 Coríntios 6:13"Os alimentos foram feitos para o estômago e o estômago para os alimentos", mas Deus destruirá a ambos. O corpo, porém, não é para a imoralidade, mas para o Senhor, e o Senhor para o corpo. 1 Coríntios 6:18Fujam da imoralidade sexual. Todos os outros pecados que alguém comete, fora do corpo os comete; mas quem peca sexualmente, peca contra o seu próprio corpo. E são muitos os versos que comprovam que o Vaticano tem razão, pior seria se o vaticano aprovasse a imoralidade.


huhuhuh... a cabeça foi feita pra pensar e a sra leonor n parece estar fazendo o uso pleno de suas faculdades...
suponho q a razao fillhos x relaçoes sexuais da senhora seja 1:1, entao. coitadinha...  :devil

sinceramente, sou completamente alheia a certos aspectos das religioes, portanto n posso opinar mt...

o q vem a ser o pecado sexual e a imoralidade q a senhora se refere? ou q vem na bilia...

Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: barthez em 25.abr.2003, 18:00:12
ó, isso são balelas :P

a bíblia pode ser interpretada da maneira que se quiser... ;)

pensem em comprovar qq coisa e acreditem que haverá uma frase na bíblia que está de acordo com o que pensaram... 8)

atão não há tantas interpretações diferentes ??? desde os testemunhas de jeová, passando pelos mórmons, até aos católicos, protestantes, ortodoxos (só pa dizer algums!) e cada um interpreta como mais lhe convém (até pq o pessoal se esquece que a biblia foi feita à montes de tempo atrás, é impossível de ser lida à letra!!! >:()

mas enfim essa Sra. Leonor acha que a homosexualidade é uma imoralidade sexual... é a sua intrepertação!!! Meu Deus, pensar que S.Paulo, que sempre pregou o amor, a caridade, essas coisas todas, tava a pensar na homosexualidade quando escreveu isto!!!! >:( >:( >:(
há pessoas que realmente...
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 25.abr.2003, 18:05:36
Há gente que defende que S. Paulo era homossexual... :)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: barthez em 25.abr.2003, 18:12:58
a sério!!! :o :o :o

bem, há gente que pensa em cada coisa... lol lol

mas cá pa mim isso não interessa nada, as cartas dele são magníficas (das minhas preferidas mesmo :up :up :up) e fico furiosa qd usam o que ele disse para dizerem porcarias!! >:( >:( >:( >:( >:( >:(

8)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 25.abr.2003, 18:19:50
Ó Barthez, eu acho-o sexista... e cartas que escreveu "apoiam" a escravidão. Não partilho desse gosto, por acaso. Só se for a carta em que fala da caridade, é a única coisa que gosto realmente. :P

Também há académicos que defendem que pelo menos 2 cartas não são dele e foram forjadas.

Sobre outro assunto:

Gwen Araujo: Person of the Year
Transland
PlanetOut Teens
GLBT heroes of 2002

Last updated: 2003-03-19
After weeks of preliminary hearings, a judge ruled on March 18 that three men accused of killing transgender teen Gwen Araujo in California must be tried on murder and hate crime charges.

In the court hearings, witnesses described grisly details of Araujo's final night. In addition, one of the four suspects, Jaron Nabors, agreed to plead guilty and testified against his accomplices.

On Oct. 3, 2002, 17 year-old Gwen Araujo was beaten and strangled to death at a house party in the small Silicon Valley town of Newark after it was learned that she was biologically male. Investigators found her body in a shallow grave between Sacramento and Lake Tahoe.

Four men have been arrested in connection with the killing, and their trials are pending. The charges include a hate crime enhancement.

Gwen's murder instantly became a lightning rod for the transgender community in the Bay Area and across the nation. The circumstances surrounding the crime are strikingly similar to the 1993 murder of Brandon Teena, which was the basis for the award-winning film "Boys Don't Cry." Both had taken bold steps -- with great pains -- to live their lives in the ways that seemed natural to them, and both were murdered as a result of others finding out they were actually transgendered.

Gwen didn't get a chance to make as big a difference in the world alive as she has done now that she's gone. Her family remembers her as an unfailingly positive person who was loath to badmouth anyone, even those who made fun of her and drove her from school. Her friends remember her as fashionable and funny, a regular teenager. Most of us will only get the chance to remember her not as an individual we knew, but through the eyes of others, or as a powerful example of the real perils facing transgender people everywhere. In honor of her courage, in honor of the love and understanding she's inspired, and in honor of the very real individual who didn't get a chance to tell us her story in her own words, Gwen Araujo was PlanetOut's Person of the Year for 2002.

Gwen's family has set up a fund in her name. Contributions can be sent to the Eddie/Gwen Araujo Memorial Fund, San Benito Bank, 300 Tres Pinos Road, Hollister, CA 95023-5578.


http://www.planetout.com/pno/news/roundups/package.html?sernum=461

A Gwen é de ascendência portuguesa, como o apelido indicia...
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: barthez em 25.abr.2003, 18:27:06
Responder
Ó Barthez, eu acho-o sexista... e cartas que escreveu "apoiam" a escravidão. Não partilho desse gosto, por acaso. Só se for a carta em que fala da caridade, é a única coisa que gosto realmente. :P

ok, ok, fui precepitada... :-[ confesso que tb tava a pensar na carta da caridade e generalizei... :dunce

de qq modo, lá tá, tudo tem uma interpretação, e se nós tentarmos fazer um estudo mais aprofundado do s.paulo, talvez as coisas não sejam como parecem à primeira vista... talvez ele não seja assim tão sexita, tão pró-escavatura (é preciso situar as suas palavras nos tempos em que ele viveu...) ;)

mas atenção! eu não me tou a lembrar bem do que ele escreveu... mas vou discutir esta questão com o meu pai que ele é um craque na matéria... ;D

8)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 08.mai.2003, 16:25:18
Para não incomodar o Parlamento britânico
t.A.T.u. forçadas a cancelar rodagem de videoclip

 PUBLICO.PT
As russas t.A.T.u. viram-se obrigadas a cancelar a rodagem do seu novo single, “Show me love”, que deveria ter tido lugar ontem de manhã em Westminster Bridge, Londres, em frente ao Parlamento. A polícia entendeu que o aglomerado de jovens que apareceram para as filmagens – mais de uma centena de raparigas vestidas em uniforme escolar responderam ao convite feito pelo duo – podia perturbar a ordem pública e causar uma obstrução necessária  sessões a decorrer no edifício.

Um porta-voz da polícia da cidade explicou a decisão: “Temos ordens para dispersar quaisquer ajuntamentos ou reuniões de pessoas que causem ou possam causar obstrução em dias de reunião no Parlamento. O objectivo é assegurar o acesso ao edifício. Não estamos aqui para boicotar as filmagens. Mas, com um aviso com 24 horas de antecedência, cem figurantes e imensos fãs nas imediações do Parlamento, a rodagem do vídeo vai contra essas ordens.”

As estrelas adolescentes – juntamente com um séquito de cerca de 300 fãs – acabaram por escolher outro cenário e mudaram-se para Tower Bridge, onde filmaram ontem à tarde. O vídeo pretende misturar imagens das t.A.T.u. com fãs seus em Londres, Tokyo e Los Angeles.

As t.A.T.u., dupla formada pelas jovens Julia Volkova e Lena Katina, deram nas vistas não só com o single “All the things she said” mas também com o assumir da sua relação amorosa, que chocou a imprensa russa. As cantoras lésbicas, que vão representar a Rússia no Festival Eurovisão da Canção, prometem casar-se em breve. O anúncio parece estar incluído numa campanha de “marketing” para promover as cantoras, que já viveram dias mais lucrativos como vedetas internacionais. Ainda na semana passada, foram cancelados três espectáculos da dupla t.A.T.u. em Inglaterra, porque a venda dos bilhetes estava fraca.  

http://ultimahora.publico.pt/shownews.asp?id=1146604&idCanal=52
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: mega em 12.mai.2003, 09:32:30
Responder

PORTUGAL: Cerimónia Inédita (nos Media) uniu Alex e Rodrigo
10 Mai 03



Um abraço forte selou a união de Alex e Rodrigo. O beijo veio mais tarde, tal como as alianças e as manifestações de alegria. Num altar improvisado à beira de uma piscina e perante uma centena de convidados, o cantor de 62 anos e o seu parceiro de 26, responderam simultaneamente à pergunta. ?É de vossa livre vontade?: ?Sim!?. Uma pergunta feita por um representante da Igreja Apostólica Católica Ortodoxa, monsenhor Paulo Jorge Laureano, que ontem abençoou a união de facto de Alex e de Rodrigo. Uma bênção polémica e inédita em Portugal com participação de poucos familiares e muitos amigos, alguns bem conhecidos como Ruth Marlene, a fadista Maria Mendes, o fadista e guitarrista Carlos Macedo e a cantora Tina. O Rodrigo deixou a família no Brasil, sua terra natal, e o Alex optou por deixar as filhas na privacidade. Mas levou a irmã Madalena e o cunhado, Carlos Macedo. Durante a cerimónia foi lida uma passagem da Bíblia (2.º livro de Samuel, capítulo I - 19 a 27) que fala na amizade entre David de Jonathan. No final, Alex e Rodrigo deixaram transparecer a sua felicidade. ?Claro que é amor.?


url: Portugal Gay News (http://www.portugalgay.pt/news/index.asp?id=1)

Bjs,
Cristina

PS- LGBT enough?? ;D lol lol lol lol lol lol lol lol lol lol lol lol lol lol lol lol lol lol lol lol lol

Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: abreasasas em 12.mai.2003, 11:15:47
deixa lá, mega! elas são más! a notícia era interessante sim-senhora! eu não sabia e fiquei muito contente por saber! a propósito, bijinhozinhos para ti.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: mega em 14.mai.2003, 09:41:06
Responder

SUÉCIA: Suicídio em níveis alarmantes entre adolescentes lésbicas
13 Mai 03


Uma pesquisa da Universidade de Estocolmo revela que mais de um terço das jovens lésbicas ou bissexuais suecas, de 16 a 24 anos, já tentaram cometer suicídio uma ou mais vezes em 2002. E 25% dos rapazes gays também já teriam passado por esse drama. Frente a esses dados alarmantes a Associação Sueca de Defesa dos Direitos Homossexuais decidiu criar o Movimento Jovem e lançar campanha para mobilizar as comunas de todo país no sentido de fornecer apoio psicológico aos jovens homo, bi e transexuais. O grupo exige desde já uma acção mais efectiva no combate à homofobia nas escolas. Apesar de, segundo a mesma pesquisa, a maioria dos jovens homo e bissexuais declararem que estão satisfeitos com sua vida actual, grande parte reconhece que já sofreram ou sofrem de depressão e que a idéia do suicídio ainda está presente nas suas mentes. Convém relembrar o filme sueco f****** Amal, vencedor da 7ª edição do Mix Brasil [e apresentado no Festival de Cinema Gay e Lésbico de Lisboa], que foi recordista de público na Suécia e tratava justamente da questão da descoberta do amor entre adolescentes lésbicas.


url: Portugal Gay News (http://www.portugalgay.pt/news/index.asp?id=3)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: mega em 14.mai.2003, 09:43:58
Responder

IRÃO: Oito iranianos enforcados por "acto homossexual" num só dia
13 Mai 03



No meio de uma série de execuções no Irão, três homens foram enforcados em público hoje pela manhã na cidade de Mashhad. Foram executados por "acto homossexual" entre outras acusações que levam a morte no país muçulmano. A pena de morte é enquadrada nos casos de violação, passando por sequestro até assassinato de mulheres, e comportamento homossexual, cujas categorias vão desde "tendência" até sexo gay. Outros 5 homossexuais foram eliminados da mesma maneira no final do dia.


link: Portugal Gay News (http://www.portugalgay.pt/news/index.asp?id=2)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 14.mai.2003, 13:40:33
Apanharam-nos a fazer alguma coisa ou basta uma acusação ou testemunho?

Se for só acusação/testemunho deve ser ainda mais o salve-se quem puder...

"não vou chatear o vizinho, porque não vá ele tentar tramar-me..."

Lembro-me que na Roménia já foi assim... não bastava o perigo de ser apanhado... bastava ser acusado para se ter complicações...

Que mundo mais triste... O direito à privacidade, o direito à liberdade individual... não se vê!
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: d3LuX em 14.mai.2003, 16:42:05
É nesta altura que é oportuno referir a grande sorte que todos temos em viver num País dito como civilizado. Apesar de tudo, ainda conseguimos respirar para viver.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: mega em 15.mai.2003, 11:14:54
Responder

EUROPA: Aves homo são atracção em zoológicos
14 Mai 03


O zoológico de Zurique está organizando visitas especiais dentro das comemorações do mês do orgulho gay que devem acabar com a falsa idéia de que a homossexualidade não é natural no reino animal. Segundo os biólogos do parque suíço praticamente todas as espécies animais têm casos de comportamento homossexual. Uma das atrações do passeio é o casal de flamingos rosas gays que estão juntos há vários anos. No zôo de Colónia, na Alemanha, uma das principais atrações é o casal de pinguins lésbicas que todos os anos rouba um ovo de seus vizinhos e o trata como se fosse seu. Até hoje nenhum pinguim reclamou nem impediu o casal de cuidar de suas crias. Prova apenas que o preconceito, e não a homossexualidade, são exclusivas dos humanos.


url: Portugal Gay News (http://www.portugalgay.pt/news/index.asp?uid=140503A)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: ana em 17.mai.2003, 23:17:15
http://acorianooriental.sapo.pt/noticia.asp?pid=16&nid=14455

Responder
Bloco de Esquerda abre adopção de crianças a casais homossexuais
16-05-2003 13:46:00
por Lusa


O Bloco de Esquerda vai apresentar na próxima semana um projecto para a revisão da lei da adopção, possibilitando a casais homossexuais constituirem-se como candidatos à adopção de crianças em pé de igualdade com os heterossexuais.


Além do diploma do Bloco de Esquerda, no próximo dia 04, a Assembleia da República debate também em plenário uma proposta do Governo e um projecto do PS para a revisão da lei da adopção.

Em declarações à agência Lusa, a deputada do Bloco de Esquerda Joana Amaral Dias assumiu que o seu diploma tem em comum com os do Governo e do PS a "necessidade de agilizar-se o processo de adopção de crianças".


"Há milhares de crianças em instituições de acolhimento que esperam anos por uma família e muitas delas nunca conseguem ser adoptadas", referiu a deputada bloquista.


No entanto, Joana Amaral Dias salientou que o Bloco de Esquerda concede "maior ênfase aos direitos da criança" do que a proposta do Governo ou o projecto socialista.


Para o efeito, o Bloco de Esquerda pretende criar um organismo nacional de coordenação dos processos de adopção, entidade que "colocará sempre em primeiro lugar os interesses da criança".


"O ajustamento entre os casais adoptantes e as crianças disponíveis para adopção deve ser feito em função dos interesses das crianças e não em função dos interesses dos pais. Esta é uma diferença conceptual importante" face aos outros dois diplomas, sublinhou a deputada do Bloco de Esquerda.


Para justificar a possibilidade de casais homossexuais adoptarem crianças, Joana Amaral Dias invocou a Constituição da República, que "não faz qualquer distinção quanto ao género, ou quanto à orientação sexual de cada cidadão".


Para a deputada bloquista, não faz qualquer sentido a "discriminação" feita aos casais homossexuais ao nível da adopção.


"Actualmente, um homem ou mulher homossexual já pode individualmente adoptar uma criança, mas uma união de facto homossexual não pode", salientou Joana Amaral Dias, que também recusa a validade dessa discriminação com argumentos de ordem científica.


"Do ponto de vista científico, não existe qualquer evidência de que os casais homossexuais ofereçam menores condições psico- afectivas para a adopção", sustentou a deputado, que lamentou ainda "o estigma e o preconceito" de que crianças adoptadas por casais homossexuais tenham depois também maior propensão para se tornarem homossexuais.


"Não há qualquer evidência sobre isso", reagiu.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: abreasasas em 21.mai.2003, 16:53:33
na revista Única do jornal Expresso do passado sábado, vinha uma repostagem sobre o primeiro casal de lésbicas a casar em Barcelona. Eu não tenho o jornal, li-o na biblioteca. Se alguém tivesse ou se alguém tivesse acesso à reportagem na net podia trazer o texto para aqui, ou pelo menos as passagens mais interessantes...

Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: indigo em 22.mai.2003, 23:18:45
Está um filme q me parece bastante interessante na sessão competitiva de Cannes.
O filme  chama-se Tiresia, de Bertrand Bonello e é  baseado na lenda da mitologia grega Tiresia, uma pessoa q era homem e mulher...
Espero q tenha sido bem recebido pela crítica e q o possamos ver o mais rapidamente em portugal! :)

Sinopse:

Tiresia, a Brazilian transsexual of extreme beauty, lives illegally with her brother in the outskirts of Paris.
Terranova, an aesthete with poetic ideas, likens Tiresia to a perfect rose.
He ends up kidnapping her to keep her as his own. Deprived of her daily hormones, Tiresia transforms little by little before his eyes.
Powerless before what his rose becomes, Terranova blinds Tiresia and leaves her for dead in the countryside.
In a pitiful state between woman and man, Tiresia is taken in and cared for by Anna, a simple young girl. While recuperating, Tiresia discovers a sudden gift of premonition. But the presence of an oracle disturbs the Church. The parish priest has no choice but to confront Tiresia.

Vejam mais em www.festival-cannes.org
:up


Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 24.mai.2003, 19:39:32
O ex-ministro das Obras Públicas aparece no despacho do juiz Rui Teixeira

 
POLÍTICA  
Valente de Oliveira, ex-ministro das Obras Públicas, é citado no despacho que o juiz Rui Teixeira entregou ao Presidente da Assembleia da Republica, Mota Amaral, avança o jornal «Correio da Manhã» na edição deste sábado.

O nome do ex-governante é referido em duas conversas telefónicas de Paulo Pedroso: uma com um jornalista da TSF e outra com uma voz feminina não identificada. Nesta última, o deputado socialista afirma que Valente de Oliveira é homossexual e que correm rumores de que estaria ligado à pedofilia. Com a TSF, Paulo Pedroso, diz que a saída do overno se deveu a coisas pessoais.

Mediante este cenário, o juiz do TIC conclui que pedroso se protege a si próprio e a terceiros e que conhece o processo de pedofilia, daí a falar sempre por meias palavras, usando expressões suspeitas: o alerta amarelo que aparece num telefonema com Ferro Rodrigues e as referências à homossexualidade de Valente de Oliveira.

Segundo o jornal, perante o que consta no despacho, Valente de Oliveira mostrou-se surpreendido: «Isso é tudo falso. É tudo falso. Nem sequer tenho telemóvel. Ou melhor tenho um que não está acessível. Repito, tudo isso é falso. Não estou envolvido em coisíssima nenhuma. E nunca fui incomodado pela Polícia Judiciária», esclarece o ex-ministro.

http://www.portugaldiario.iol.pt/noticias/noticia.php?id=113611
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Hain em 24.mai.2003, 20:03:54
Responder
o deputado socialista afirma que Valente de Oliveira é homossexual e que correm rumores de que estaria ligado à pedofilia

And here we go again...  :zzz

Nós temos é de arranjar um novo bode expiatório para estas pessoas se entreterem. É que já cansa.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: C0XINHA em 25.mai.2003, 00:17:26
e o q + me assusta é q o q dá no noticiario é o q ta na cabeça do povo, sem pôr nem tirar... e n to falando só da pedofilia.

desculpem q o diga, mas a midia portuguesa me desaponta cada dia mais... tv, radio, jornais... ja so limito-me a ver euronews qdo acordo pra n me sentir uma completa aliendada, pq de resto... sem palavras.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: d3LuX em 25.mai.2003, 21:49:09
é isso mesmo Carol. mais vale ver o "no comments"   :inq
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: C0XINHA em 25.mai.2003, 21:56:48
(OT)

é o q eu mais gosto, apesar de as vezes eu ficar meio sem entender o q se passa...

o q eu + gostei ate hj foi um de natal, q mostrava pessoas vestidas de papai-noel na finlandia e outros no rio de janeiro, no meio da praia, naquele calor de rachar...  ;D




morte a tvi... >:( ;D

alguem ja tentou assistir o rosa choque e comparar com o saia justa?

:devil :devil :devil
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: SullenBoy em 29.mai.2003, 11:31:42
AMNISTIA INTERNACIONAL DENUNCIA MAUS TRATOS POLICIAIS

O relatório da Amnistia Internacional (AI) relativo a 2002, divulgado quarta-feira, afirma que em Portugal se
registaram "maus tratos policiais, incluindo espancamentos e ofensas verbais baseadas em critérios de orientação sexual e raciais".
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: abreasasas em 03.jun.2003, 10:31:33
Homossexual 'meets' heterossexual

é o título do seguinte artigo da página Gente da revista Única [Jornal Expresso] de 31 de maio de 2003:

Responder
Acabou-se a discriminação. O canal de cabo americano chamado Bravo, da NBC, vai estrear em Julho um «reality show» para homossexuais. Chamar-se-á «Boy Meets Boy»- rapaz conhece rapaz. Um concorrente «gay» será colocado numa casa com mais 15 rapazes e terá de escolher o seu par ideal. O grande desafio para o concorrente será descobrir quem são os outros concorrentes heterossexuais que a produção escolheu para o enganar - e não disse quantos eram. Segundo foi anunciado, o feitiço virou-se contra o feiticeiro, e alguns destes heterossexuais acabaram por viver «experiências muito intensas». Apesar de tudo, a produção impôs que não haveria mais intimidades físicas para além de beijinhos na boca - para não chocar demasiado as audiências. O concorrente principal é um californiano de 32 anos, advogado.


pois... eles pensavam que era do tipo: nasces hetero, morres hetero...
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: mega em 03.jun.2003, 11:19:58
li isso agora e a primeira coisa que me veio à cabeça foi "Freak Show".
Parece-me daqueles shows que havia nos EUA na época dos indios e cowboys em que haviam mulheres com barba, homens com defeitos físicos, com força brutal, crianças contorcinistas.... oh well... acho que já deu para perceber...
Agora faz-se o mesmo com a orientação sexual?? ou ainda mais generalista com o sexo??

Enfim...

Cristina
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: C0XINHA em 03.jun.2003, 17:50:07
Responder
Acabou-se a discriminação.


Pra mim parece ser só o começo... enquanto n for tratada com normalidade (e nao indiferença ou extravagancia) n acho q será o fim da discriminaçao.
q ideia ridicula!
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: barthez em 03.jun.2003, 18:01:15
ó Carol, eu acho que eles queriam dizer "acabou-se a discriminação nos reality shows"!!!! ;)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: C0XINHA em 03.jun.2003, 18:06:40
entao q especificassem...

ainda acho q n, pq esse discrimina os heteros(" reality show para homossexuais") alem de ter mm essa conotaçao freak show como a cristina disse... "hay, temos um homossexual enjaulado, venham ver a criatura..."

pq tem q a haver a separaçao? n seria discriminativo se cada um pudesse entrar la fosse como fosse.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: abreasasas em 04.jun.2003, 10:38:24
É claro que também reparei na frase. Mas acho que é irónica. Naquela secção "Gente" eles divertem-se a fazer boas críticas do que se anda a fazer de ridículo no mundo....

um exemplo de notícia que veio lá foi a de alguém na Russia querer processar os produtores do "senhor dos Anéis" por o Gollum ser muito parecido com o Putin, uma espécie de caricatura. Ridículo, não?

E neste artigo é eles a gozarem com os produtores de TV, como se por criarem um R. show em que entram homossexuais acabassem com a discriminação... só pode!
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 04.jun.2003, 14:49:38
04-06-2003 6:51:00 GMT.  Fonte LUSA .  Notícia  SIR-5096114
Temas: política nacional portugal parlamento partidos
Parlamento debate novas regras para adopção


O Parlamento vai debater quarta-feira iniciativas do Governo, PS e Bloco de Esquerda que prevêem a revisão do regime jurídico da adopção, tendo todas o objectivo de acelerar este processo.

O tempo médio de um processo de adopção ronda actualmente os 38 meses, ou seja, mais de três anos.

Os diplomas do Governo e do PS coincidem na ideia de conferir carácter de urgência aos processos de adopção, passando para um prazo máximo de três meses nos casos com recém nascidos e para seis meses nos referentes a crianças e jovens.

Uma das bandeiras da proposta do Governo é o alargamento da idade limite de quem quer adoptar uma criança, que passa dos 50 para os 60 anos, desde que a diferença entre a família adoptante e a criança adoptada não exceda os 50 anos.

Esta é, aliás, a principal diferença entre a proposta governamental e o projecto do PS, que mantém a idade limite nos 50 anos.

O projecto do BE tem em comum com os restantes a necessidade de agilizar o processo de adopção mas inclui a proposta inovadora de colocar os casais homossexuais em pé de igualdade com os heterossexuais como candidatos à adopção de crianças.

Lusa/Fim

http://www.lusa.pt/show_doc.asp?service%5Fid=Jornal+LUSA+Nacional&search%5Fid=%7BCEA2696D%2D536E%2D47E7%2DA48C%2D20BDA8F4DD71%7D&from=journal&id=SIR-5096114
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: abreasasas em 04.jun.2003, 14:55:31
eu vi-te na TV, blu :D!
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 04.jun.2003, 15:33:10
:P Xiuuuuuuu... não digas nada para ninguém saber! :o :blush

Bem, ia mesmo colocar o comunicado de imprensa. Aqui vai:

Comunicado de Imprensa - Parentalidade e Adopção

4 Junho 2003

Embora o actual regime jurídico da adopção discrimine abertamente os casais homossexuais, o acesso dos casais homossexuais à possibilidade de adopção não tem sido a preocupação principal das Associações de defesa dos direitos LGBT - porque, infelizmente, há outras formas de discriminação ainda mais graves.

Contudo, num momento em que a adopção está a ser discutida publicamente, não podíamos, enquanto cidadãs e cidadãos responsáveis, deixar de contribuir para um esclarecimento dessa questão, alertando para informação de que dispomos e que tem sido ignorada.

Não duvidamos, por um segundo sequer, que os interesses e direitos das crianças são soberanos e prioritários em relação a quaisquer outros. Por isso mesmo, temos o dever de chamar a atenção para o facto de que, enquanto muitos milhares de crianças estão em orfanatos e instituições onde não têm o carinho e a atenção de que necessitam, há muitos casais homossexuais excluídos da possibilidade de as adoptar, independentemente do seu nível moral, financeiro, cultural e afectivo. É nossa convicção que esta exclusão a priori é exclusivamente baseada no preconceito - e é prejudicial para todos, sobretudo para essas crianças. E esta nossa convicção é baseada em factos, e apoiada pela ciência.

A possibilidade de adopção por casais homossexuais existe em vários países europeus, incluindo o Reino Unido, a Holanda, a Suécia e a Dinamarca - e também em muitos Estados dos EUA. Há, por isso, dados disponíveis que devem ser considerados em qualquer análise séria da questão. Uma sondagem efectuada nos EUA nos anos 90 revelava que a percentagem de mães entre mulheres lésbicas e mulheres heterossexuais era já muito semelhante (62% e 72% respectivamente), embora somente 27% dos gays inquiridos fossem pais de crianças contra 60% dos homens heterossexuais; estimou-se ainda que o número de crianças com um pai gay ou uma mãe lésbica estaria na ordem dos milhões. Esta realidade permite já uma análise sólida. E essa análise é feita num relatório publicado em Fevereiro de 2002 pela American Academy of Pediatrics. As suas conclusões enfatizam a semelhança entre homo- e heterossexuais no exercício dos papéis parentais em aspectos como "atitudes parentais, comportamento, personalidade e ajustamento dos pais", sendo também semelhante o "desenvolvimento emocional e social da criança", assim como a "identidade de género e orientação sexual da mesma".

(continua na mensagem seguinte)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 04.jun.2003, 15:33:44
(continuação da mensagem anterior)

O argumento de que filhos de gays e lésbicas tenderão a ser também gays e lésbicas é obviamente preconceituoso, porque pressupõe que ser gay ou lésbica é negativo - mas para além disso, é portanto factualmente errado (o que é confirmado ainda pela American Psychological Association).

Também a habitual preocupação quanto a uma possível pressão social a que as crianças pudessem estar sujeitas no ambiente escolar é rejeitada: a realidade é que as crianças conseguem perceber e explicar bem as suas famílias a colegas e professores. Este mesmo argumento já foi, aliás, aplicado no passado - por exemplo, à questão do divórcio - tendo a preocupação desaparecido com o surgimento de exemplos concretos (é hoje claro que os filhos de casais divorciados se tornaram rapidamente aceites).

Quanto ao por vezes invocado "perigo da ausência de uma figura paternal ou maternal", ele não é um argumento sério, pois essa ausência já acontece em múltiplos casos que nada têm a ver com orientação sexual - aliás, a adopção monoparental existe também em Portugal. Mas sobretudo não se pode hoje continuar na ilusão de que os "pais" são os únicos agentes de socialização, num mundo feito de redes de amigos, famílias alargadas e recompostas, modelos mediáticos, professores e colegas. É aliás o mesmo relatório da American Academy of Pediatrics que afirma que "as crianças são aparentemente muito mais influenciadas pelos processos/sinergias familiares que pela estrutura familiar". A conclusão é simples: proporcionar um ambiente familiar estável a uma criança, ambiente em que os pais, independentemente da sua orientação sexual, manifestam satisfação na sua relação, grande amor pelas crianças e poucos conflitos interparentais, é claramente preferível a deixá-las ao cuidado de instituições.

É obviamente irresponsável advogar que qualquer casal, quer homossexual quer heterossexual, possa adoptar uma criança - mas será igualmente irresponsável excluir à partida potenciais adoptantes com base no critério da orientação sexual. Crianças que merecem ter figuras parentais não podem deixar de tê-las com base em preconceitos ou falta de informação do legislador. Pedimos, por isso, e apenas, que a análise desta questão seja feita com seriedade e cientificidade.

Somos, Associação ILGA Portugal
@t. (Associação para o Estudo e Defesa dos Direitos à Identidade de Género)
Clube Safo
#gayteenportugal
GOG (Grupo Oeste Gay)
Não Te Prives (Grupo de Defesa dos Direitos Sexuais)
PortugalGay.PT
rede ex aequo
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Hain em 05.jun.2003, 20:53:09
http://www.suntimes.com/output/zwecker/cst-ftr-zp03.html


Responder
Following all the stories about ''Matrix'' co-creator Larry Wachowski allegedly taking hormones to prep for an upcoming sex change operation come reports from sources that say distributor Warner Bros. may be doing an alteration that will take a lot less work. For the upcoming third ''Matrix'' film (due in November), it seems the writing and directing credits for Chicago native Larry and his brother and partner, Andy Wachowski, will merely be listed as ''The Wachowskis.''
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 06.jun.2003, 11:10:34
Bloco promete 'Outono quente' ao Governo
SUSETE FRANCISCO
> OBloco de Esquerda (BE) prometeu ontem um «Outono quente», marcado «pela generalização da luta social» contra as políticas do Governo. Num documento aprovado em reunião da Mesa Nacional, órgão máximo entre congressos, o BE acusa o primeiro-ministro e a ministra das Finanças de serem os «responsáveis directos» pela actual crise económica, que «se vai prolongar, pelo menos, durante 2003». Apontando também «a degradação» dos serviços sociais fundamentais, o Bloco considera estarem reunidas as condições para um intenso combate social.

Na primeira reunião da Mesa Nacional, eleita na convenção de Maio do BE, foi também abordado o processo Casa Pia. Reafirmando-se contra «os abusos inconstitucionais no uso de escutas telefónicas», o Bloco defende que a investigação judicial não deve parar perante nenhum obstáculo, mas sempre no «cumprimento rigoroso» da lei. Só assim serão condenadas ao fracasso «todas as tentativas de enfraquecer a justiça», no caso Casa Pia como no da Universidade Moderna.

Sobre o caso da pedofilia, o BE deixa também um alerta para o que qualifica como «uma ofensiva conservadora no campo da sexualidade, feita a coberto do caso casa Pia». «Não pode haver confusões entre o que é uma orientação homossexual e o que é abuso de poder sobre crianças», afirmou Ana Drago, em conferência de imprensa, acrescentando que «sectores conservadores têm misturado» as duas questões. A ex-deputada escusou-se, no entanto, a especificar a quem se referia.

Na resolução saída do encontro, o BE retoma a questão de um novo referendo à legalização do aborto, manifestando empenho numa campanha «de longo fôlego» para a recolha de 75 mil assinaturas para uma petição a entregar no Parlamento. Uma intenção expressa há já alguns meses, ainda sem calendarização, que deverá iniciar-se «dentro em pouco».

Ontem, a Mesa Nacional elegeu também os 28 elementos da Comissão Executiva, e três novos membros para a Comissão Permanente. Ana Drago, Jorge Costa e Helena Pinto juntam-se ao núcleo duro da direcção bloquista, agora alargada a oito nomes.

http://www.dn.sapo.pt/noticia/mostra_noticia.asp?CodNoticia=105725&CodEdicao=705&CodAreaNoticia=10
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Hain em 10.jun.2003, 01:25:08
NYTimes, Sunday, June 8, 2003 NYTimes Article


New Hampshire Episcopalians Choose Gay Bishop, and Conflict

By LAURIE GOODSTEIN

Responder
CONCORD, N.H., June 7 — Episcopalians in the Diocese of New Hampshire today elected as their leader the first openly gay bishop anywhere in the worldwide Anglican communion, a step likely to roil the church in the United States and England, and deepen the disaffection of the more conservative Anglican churches in Africa, Asia and Latin America.

He received 58 of 77 votes from members of the clergy and 96 of 165 votes from laypeople. A majority in each group is needed for election.

"We made history," said Bayard Coolidge, a retired software engineer and a delegate from St. Stephen's Episcopal Church in Pittsfield.

"Everybody is going to be making a lot of the fact that he's gay, but that's not the point," Mr. Coolidge said. "The point is, he's well qualified."
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: M em 13.jun.2003, 09:23:31
Responder
Out at the Prom

More gay teens than ever are taking same-sex dates to prom. And instead of sparking controversy, schools are saying, what’s the big deal?  



http://www.msnbc.com/news/924401.asp?cp1=1
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: SullenBoy em 13.jun.2003, 21:14:46
Norah Vincent é uma jornalista lésbica muito controversa porque, entre outras coisas, é frontalmente contra o aborto, algo que não é habitual nos meios políticos gays.
Escreve em jornais americanos e também na revista gay “The Advocate”.
Por vezes gosto de visitar a homepage dela (em www.norahvincent.com) e ver o que ela anda a cozinhar. Não estou necessariamente de acordo com tudo o que ela escreve e diz (como o apoio que ela deu à Guerra no Iraque), mas acho que por vezes ela tem uma ou outra ideia interessante.

O artigo que se segue foi uma reflexão que ela fez sobre a actuação da GLAAD, uma organização gay e lésbica contra a difamação, que vigia o que se passa nos media à procura de eventuais discursos “homofóbicos”, entre outras coisas. A GLAAD também esteve envolvida na famosa campanha contra o Eminem.

Mais recentemente a GLAAD apelou ao boicote dos patrocinadores do locutor de rádio conservador Michael Savage. Savage afirmou que gays e lésbicas eram “pervertidos” e que queriam “as nossas crianças”.
Já devem ter visto o filme sobre a vida de Larry Flynt, no qual ele ganha em tribunal o direito de publicar materiais pornográficos com base no direito à liberdade de expressão, algo muito amado pelos americanos. Até que ponto chega este direito fundamental? Será que pessoas com um discurso de ódio tem também direito à liberdade de expressão ou esta só existe para discursos politicamente correctos e redondos?

Deixo-vos agora o texto no qual ela critica duramente a GLAAD e defende o direito de Savage a dizer o que bem entende. Se tiverem algum comentário, este é bem-vindo…





Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: SullenBoy em 13.jun.2003, 21:17:11
'Rights Just for Us': The Gay Left's Self-Serving Agenda
LA Times, Op. Ed.

27.03.2003
In case you haven't kept up with the gay left's political agenda, here it is in a nutshell: We demand that gay Americans be granted the same constitutional rights that other Americans enjoy. However, we reserve the right to deny those rights to anyone we dislike.

In Orwellian parlance, this is known as the "all animals are equal but some are more equal than others" strategy.

Right now, a particularly striking example of this tactic is playing itself out in the media and the U.S. Supreme Court. On Wednesday, the high court heard arguments in the case of Lawrence vs. Texas, a challenge to Texas' Homosexual Conduct Law, which criminalizes oral and anal sex between consenting adults.

The Texas law is being challenged by John G. Lawrence and Tyron Garner, who were prosecuted after police investigating a false report of a man with a gun at an apartment complex broke into Lawrence's apartment and found him having sex with Garner.
The Supreme Court is suspected to have taken this case as a means of overturning a widely decried 1986 precedent, Bowers vs. Hardwick, in which the court upheld the conviction of two gay men under a Georgia state sodomy law.

But just as gay rights groups have been pushing hardest for equal protection under the law, the Gay and Lesbian Alliance Against Defamation has been conducting a campaign to deprive someone else -- Michael Savage, the radio shock jock and MSNBC talk show host -- of that same protection. Savage committed the grave sin of exercising his right to speak his twisted and mediocre mind, referring to gay men and lesbians as "perverts" and describing them as a "mafia" that "wants our children."

In a concerted effort to silence him, GLAAD has launched a "public education campaign," the same Robespierrian enterprise it used to torpedo Dr. Laura Schlessinger's short-lived television show in 2000.

With a barrage of outraged phone calls and e-mails, the group has methodically intimidated the show's sponsoring advertisers into pulling their spots. Giants like Proctor & Gamble, Kraft, General Mills and Dell already have turned tail, according to GLAAD.
"These companies get it," said Joan M. Garry, GLAAD's executive director.
Yes, they get it, and clearly Garry doesn't.
They get that, as White House Press Secretary Ari Fleischer said of former "Politically Incorrect" host Bill Maher's impolitic remarks regarding the Sept. 11 attacks, "people need to watch what they say." They get that rights are only for the self-righteously opportunistic. And they most certainly get that when it comes to squelching speech, GLAAD and the most draconian snoops of the Bush administration are playing for the same team.

GLAAD's Web site is a classic display of the gay left's endemic schizophrenia and myopic selfishness. At the top of the page, the group urges constituents to agitate against the Bowers case ruling and on behalf of gay rights to privacy. Immediately below, it applauds its own devious attempt to deny Savage his right to free speech.
GLAAD partisans recognize no conflict between these positions. They just don't get it.

Meanwhile, Savage has responded to his muzzlers in kind, threatening to "go after their funding."

I hope he succeeds. Perhaps then in their decrepitude, Garry and her fatuous posse will learn once and for all that censorship cuts both ways; that the social contract is reciprocal, a fragile give-and-take proposition; and that GLAAD, like Savage, subsists on the good graces of its opponents and their commitment to liberty -- key word -- for all.


http://janetrenoishot.tripod.com/Norahvincent/la3.27.3.htm


Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Hain em 13.jun.2003, 21:32:34
Embora pessoalmente não seja grande fã da GLAAD (basicamente eles dão prémios a tudo o que apresente personagens gay em TV, relegando para segundo plano se essas exposições são positivas ou negativas  ::) :inq :zzz) até concordo com esta atitude. Não por se tratar de um ataque a homossexuais per se, mas porque estas mensagens baseadas em puro ódio e falta de informação ferem as pessoas e trazem muitos problemas a muitos indivíduos.
Também não se trata só de um problema dos homossexuais. Os grupos de ódio crescem a olhos vistos nos EUA (especialmente através da Internet) com missões "santas" de eliminar os negros; os neo-nazis veneram o Hitler (what a good role model  :inq).
Por isso, concordo com as atitudes da GLAAD. Mensagens baseadas em ódio não devem ser transmitidas. Aliás,

Responder
Savage committed the grave sin of exercising his right to speak his twisted and mediocre mind


esta quote explica tudo, não? :P
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: VirginiaWoolf em 17.jun.2003, 21:04:04
Responder
Bush Judicial Nominee Likens Gays To Pedophiles
06.11.03

By Doreen Brandt

A Bush nominee for a federal judgeship says homosexuality is comparable to incest, necrophilia, pedophilia, prostitution and adultery.
Alabama Attorney General William Pryor was nominated by the president to the U.S. Court of Appeals for the 11th Circuit.


http://www.lesbianation.com/article.cfm?section=1&id=726

Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 18.jun.2003, 11:34:06
Chumbo do Tribunal Constitucional deverá ser anunciado hoje à tarde
Artigo 17º do Código do Trabalho considerado inconstitucional

 PUBLICO.PT
O Tribunal Constitucional deverá pronunciar-se hoje pela inconstitucionalidade de, pelo menos, um artigo do novo Código do Trabalho que daria à entidade empregadora poder para exigir informações sobre o seu estado de saúde ou, no caso das mulheres, sobre o seu "estado de gravidez" (17º), avança o "Jornal de Negócios".

Segundo a mesma fonte, as justificações do Código do Trabalho para a exigência destas informações ao trabalhador no momento que negoceia o seu emprego são demasiado "vagas".

A inconstitucionalidade do ponto 2 do artigo 17º (artigo 16º na proposta de lei do Código do Trabalho) já tinha sido, aliás, apontada num acórdão da Comissão Nacional de Protecção de Dados Pessoais (CNPD) Datado de 25 de Setembro de 2002. Segundo este documento, citado pelo "Jornal de Negócios", o artigo em causa pode "contribuir para institucionalizar uma 'sistemática e global devassa da reserva da vida privada, constitucionalmente censurável'".

A confirmar-se esta decisão do TC, o articulado do novo Código do Trabalho terá de voltar  mãos do Presidente da República que, de acordo com o artigo 279º da Constituição da República, deverá vetar o documento, devolvendo-o ao Parlamento para que sejam feitas as alterações propostas.

O chumbo do TC relativo a este ponto parece não preocupar a equipa do Ministério da Segurança Social e do Trabalho e o Governo. Uma fonte próxima do ministro Bagão Félix afirmou ao "Jornal de Negócios" que o que mais preocuparia seriam os chumbos dos artigos 567º (que permitem a sobrevigência e caducidade das convenções colectivas) e 4º (sobre a possibilidade das convenções poderem afastar a aplicação de direitos consagrados no próprio Código). Isto significaria, segundo a mesma fonte, dar início a um novo processo negocial, um cenário que o próprio ministro já admitiu.

O Tribunal Constitucional, composto por 13 juízes, deverá pronunciar-se hoje a meio da tarde sobre o parecer que lhe foi enviado pelo Presidente da República com várias dúvidas sobre o diploma.

O Código do Trabalho foi aprovado pela Assembleia da República no dia 10 de Abril com os votos favoráveis do PSD e CDS/PP e a oposição do PS, PCP, Bloco de Esquerda e Partido Ecologista "Os Verdes".

A entrada em vigor da nova legislação laboral está estabelecida na lei para o dia 1 de Novembro deste ano, de acordo com uma alteração proposta e aprovada pela maioria parlamentar PSD/CDS-PP.

A proposta de Código do Trabalho foi contestada por todos os partidos da oposição e pelas centrais sindicais, que lhe apontaram diversas inconstitucionalidades.

O secretário-geral da CGTP, Carvalho da Silva, considerou indispensável que o Presidente da República solicite ao Tribunal Constitucional a fiscalização preventiva da constitucionalidade do diploma do Governo.

Carvalho da Silva acusou o Executivo de pretender acabar com a contratação colectiva num "atentado aos direitos dos trabalhadores que não tem paralelo na União Europeia".

Também o secretário-geral da UGT apelou a Jorge Sampaio para garantir constitucionalidade do Código do Trabalho, enviando-o para o Palácio Ratton para apreciação.

O ministro da Segurança Social e do Trabalho refutou as críticas das centrais sindicais e dos partidos da oposição, afirmando que a Constituição da República foi a principal condicionante durante a elaboração da proposta do Governo.

Bagão Félix justificou a nova legislação laboral com a necessidade de aumentar a dinâmica da produtividade para permitir que os salários cresçam.

O que diz o Artigo 17º (Protecção de dados pessoais)

1. O empregador não pode exigir ao candidato a emprego ou aotrabalhador que preste informações relativas à sua vida privada, salvo quando estas sejam estritamente necessárias e relevantes para avaliar a aptidão do trabalhador no que respeita à execução do contrato de trabalho e seja fornecida por escrito a respectiva fundamentação.
2. O empregador não pode exigir ao candidato a emprego ou ao trabalhador que preste informações relativas à sua saúde ou estado de gravidez, salvo quando particulares exigências inerentes à natureza da actividade profissional o justifiquem e seja fornecida por escrito a respectiva fundamentação.
3. O candidato a emprego ou o trabalhador que haja fornecido ao empregador, ou a quem actue por conta deste, informações de índole pessoal, goza do direito ao controlo dos respectivos dados pessoais, podendo tomar conhecimento do seu teor e dos fins a que se destinam, bem como exigir a sua rectificação e actualização.
4. Os ficheiros e acessos informáticos utilizados pelo empregador para tratamento de dados pessoais dos candidatos a emprego e trabalhadores ficam sujeitos à legislação em vigor relativa à protecção de dados pessoais.

http://ultimahora.publico.pt/shownews.asp?id=1153227&idCanal=64
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: M em 18.jun.2003, 22:53:55
Responder
O governo do Canadá não vai apelar da decisão dos tribunais que legalizaram o casamento entre homossexuais na terça-feira, segundo o primeiro-ministro Jean Chrétien.


http://www.portugalmail.pt/news/fullStory//noticias/destaque//
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: skydoll em 19.jun.2003, 13:41:10
:)
Uma boa notícia (o Cromossoma Y afinal não vai desaparecer. :))

Cromossoma Y Foi Completamente Sequenciado
Por CLARA BARATA
Quinta-feira, 19 de Junho de 2003

O cromossoma Y estava a tornar-se uma espécie de piada: parecia um deserto genético, no qual o único gene de relevo era o denominado SRY, que comanda o desenvolvimento de testículos no embrião, transformando-o num ser do sexo masculino. Aparte isto, era tido como uma relíquia decadente, que se arriscava a desaparecer. Mas uma equipa de 40 investigadores de vários países conseguiu sequenciar completamente o cromossoma Y e revela hoje na revista "Nature" a descoberta de características que provam que este pequeno pedaço de material genético está muito longe da extinção.

Genes que controlam a fertilidade masculina, extensas áreas de ADN que se repetem como uma imagem reflectida num espelho e umas dezenas de genes funcionais e vestígios de outros desactivados, fazem parte das descobertas da equipa coordenada por David Page, do Instituto Médico Howard Hughes, nos EUA. Ao todo, os investigadores dizem ter identificado 78 genes, alguns dos quais activos em células que nada têm a ver com o sistema reprodutivo masculino. Mas o mais interessante foi a descoberta de um mecanismo através do qual o cromossoma Y compensa o facto de não poder trocar genes com outros cromossomas.

Como temos um par de cada um dos nossos cromossomas - um herdado do pai e outro da mãe -, estes podem trocar material genético entre si, através da reprodução sexual, quando uma cópia dos genes maternos e outra dos genes paternos se unem para formar um embrião.

Mas os cromossomas sexuais são diferentes. Todos os seres humanos têm um cromossoma X, mas enquanto as mulheres têm duas cópias deste, os homens têm um X e um Y. Logo, o cromossoma masculino está sempre sozinho, não tem um par igual com quem trocar ADN.

Estas recombinações são importantes mecanismos evolutivos, pois permitem adquirir novos genes e recauchutar outros. Também podem estar na origem de alguns defeitos genéticos e doenças, quando a recombinação não corre bem. Mas estes erros podem também levar à criação de novas espécies. Por exemplo, os seres humanos e os chimpanzés têm cerca de 99 por cento de semelhanças genéticas, mas enquanto os chimpanzés têm 24 pares de cromossomas, nós temos 23. Talvez dois cromossomas de hominídeos se tenham fundido, há alguns milhões de anos, dando origem aos nossos primeiros antepassados, que deixaram de poder cruzar-se com os antepassados dos chimpanzés, criando-se assim duas espécies separadas.

Um palácio de cristal
Mas a equipa de David Page descobriu um surpreendente mecanismo utilizado pelo cromossoma Y para se manter funcional. Já que não pode trocar informação com outros cromossomas, troca múltiplas cópias do mesmo gene que contém na sua estrutura.

"Há anos que ouço dizer que o cromossoma Y estava cheio de repetições que não eram mais que lixo genético. Em vez disso, descobrimos um palácio de cristal", comentou David Page, citado num comunicado de imprensa do seu instituto.

"Quando nos lançámos neste projecto, havia quem nos perguntasse por que era tão difícil sequenciar o cromossoma Y. Eu costumava responder que este cromossoma parecia uma casa de espelhos", contou. "Mas mal sabia eu que sequenciá-lo seria mesmo como andar perdido numa casa de espelhos e ter de desenhar uma planta dessa casa, quando conseguisse sair dela para fora. Fica-se desorientado."

O cromossoma Y contém longas sequências de ADN que formam palíndromos - ou seja, que se lêem da mesma forma se vistas da esquerda para a direita ou da direita para a esquerda. "Nunca se tinham visto palíndromos destas dimensões e desta precisão em qualquer outra parte do genoma humano", comentou Page.

Estas versões reflexas dos genes contidos no cromossoma Y fazem as vezes dos agrupamentos em pares dos restantes cromossomas, defende a equipa, que publica os seus resultados em dois artigos na "Nature". Assim, as repetições podem ser usadas em recombinações genéticas ou para corrigir gralhas que vão surgindo na química do ADN.

Os investigadores comparam estes dados com análises ao cromossoma Y de chimpanzés e confirmaram que nestes animais existe o mesmo mecanismo genético de repetições. Esta descoberta põe de lado a teoria de que o cromossoma Y é uma relíquia decadente, condenada a desaparecer - como defende o geneticista britânico Steve Jones, no seu último livro, dedicado precisamente ao cromossoma Y. "O celibato deu cabo do cromossoma do homem. O Y é um beco sem saída para o ADN, uma vez que, estando a bordo, não há escapatória possível por uma escotilha marcada com a palavra sexo", escreve Jones em "Y", um livro que deverá ser editado em Portugal pela Gradiva.

Mas a capacidade inédita de recombinação genética agora detectada reduz os problemas desse celibato genético. "Este estudo mostrou que o cromossoma Y se tornou muito eficiente na manutenção dos genes importantes", comentou Richard Wilson, da Universidade Washington em St. Louis, outro dos membros da equipa. "Ao compararmos o Y humano com o dos chimpanzés, podemos inferir que, nos últimos cinco milhões anos, desde que divergimos como espécies, a correcção de gralhas num gene por cópias deste tornou-se frequente, tanto em homens como em chimpanzés", adiantou ainda David Page.  


http://jornal.publico.pt/2003/06/19/Ciencias/H01.html
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: M em 29.jun.2003, 10:26:43
Responder
WASHINGTON (CNN) -- The Supreme Court Thursday struck down a Texas state law banning private consensual sex between adults of the same sex in a decision gay rights groups hailed as historic.


http://www.cnn.com/2003/LAW/06/26/scotus.sodomy/index.html
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: teclar em 29.jun.2003, 18:36:40
Na sua primeira edição, a 29 de Junho, a ‘Lisboa Parade vai reunir pais de família, ‘drag queens’, ‘ravers’ e curiosos. Um dia antes, o ‘Orgulho Gay’ também marcha na capital. As duas organizações não querem ‘misturas’...

Este é o título de um artigo q se pode ler em http://www.correiomanha.pt/noticia.asp?id=38634&idCanal=19

não o coloco aqui pois é um pouco comprido...
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 30.jun.2003, 03:48:09
Tiveram azar durante a "parada" (esta é que é mesmo uma parada e não uma marcha, porque não têm reinvidicações políticas e sociais :P)... choveu.

Também foi pena os 2 eventos (marcha LGBT/Arraial Pride e Love Parade) tão perto em termos de datas.

Foi por esse motivo, julgo, que não tivémos o arraial em Belém, mas sim em Monsanto. Porque há/houve a festa do Love Parade esta noite (domingo, 29) em Belém e não dava para montar e desmontar as coisas se houvesse Arraial Pride na noite anterior lá. Enfim...
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: barthez em 30.jun.2003, 05:45:28
desculpem o off the record :´ mas a culpa é do d3lux, que não me deixa escrever posts muito grandes... :devil :devil :P assim tenho de aproveitar todas as oportunidades pa falar do Pride... ;D 8)

a propósito do arraial, o sítio até era fixe, apesar de nos terem mandado pó Calhau lol lol, mas o terreno era simplesmente HORRÍVEL!!!! :-X :-X :-X [smiley=morto.gif] [smiley=preocupado.gif] aquela porcaria era toda aos altos e baixos :o, fartei-me de tropeçar!!! :P [smiley=bomba.gif] [smiley=bomba.gif] [smiley=bomba.gif] kirritação!!! [smiley=muro.gif] [smiley=muro.gif] [smiley=preocupado.gif] [smiley=muro.gif]

pior k eu só aqueles travestis com saltos altozorros!!! lol lol
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: skydoll em 30.jun.2003, 14:07:01
:)

Curiosidade


Ontem uma casal amigo, arrastou-me com eles para dar uma volta, não me disseram onde íamos, e sabem uma coisa? Levaram-me ao concerto dos Simple Mind que se realizou em Monsanto, o que me espantou, foi, é que era gratuito!!!! Como é possível um grupo, que considero bom, não ter sido mais divulgado???
Será que a Câmara de Lx, não quis aquilo a abarrotar?


Estava pouca gente, mas foi muito agradável!

Obrigado, amiguinhos.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: cacao em 30.jun.2003, 20:33:38
O governo britânico pôs em marcha um plano para atribuir estatuto legal aos casais homossexuais. De acordo com a nova lei das Uniões de Facto, as pessoas com o mesmo sexo passarão a gozar de direitos e deveres em tudo semelhantes aos dos casais unidos pelo casamento. Uma proposta que está a levantar polémica por terras de sua Majestade.

http://www.diariodigital.pt/news.asp?section_id=13&id_news=62503
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 30.jun.2003, 23:03:35
Sim, Politicamente Correcto
Por DANIEL OLIVEIRA*
Segunda-feira, 30 de Junho de 2003

Neste país, os homossexuais escondem-se em casa porque o preço de dar a cara
e assumir a sua própria escolha é demasiado alto. O preço é perder a guarda
do filho, é ser o freak da rua, um solitário na escola, é ter a vergonha do
pai, é ter o sofrimento da mãe.

Neste país muitos homossexuais demoram vidas até serem felizes porque alguém
os convenceu, em cada palavra, em cada anedota, em cada comentário, que a
sua escolha é fatal, é o lado de lá da fronteira.

Neste país, aos poucos, muito poucos dão a cara por muitos, dizendo que a
sua escolha é a escolha entre o silêncio ou a felicidade descarada. Neste
país, em que os gays são "p*********" e lésbicas são "f****", eles fazem um
combate de uma dificuldade inimaginável.

Se Helena Matos sabe em que país vive, o texto que escreveu no dia 28 de
Junho, aqui no PÚBLICO, escolhe o mais fraco dos opositores e o mais fácil
dos aliados. Confunde o censurado com o censor e o discriminado com o
repressor. Mas há sempre a possibilidade de Helena Matos não fazer a mais
pálida ideia do país em que vive.

O "politicamente correcto" entrou em Portugal pela porta do cavalo. É do
senso comum que politicamente correcto é o sonso, o hipócrita, o
dissimulado. Irreverente é quem não se contem, quem não tem medo, quem sabe
partir a louça. Mas a louça que partem é sempre a mais frágil, o alvo que
escolhem é sempre o que está mais à mão.

Helena Matos tem obrigação de saber que a palavra não é neutra. A palavra do
senso comum transporta poderes que não são simétricos, histórias escritas
por quem as pôde escrever, preconceitos passados de pais para filhos,
hegemonias culturais, sociais e políticas que resistem à inclusão
democrática. A palavra do senso comum reprime, censura, humilha e eterniza o
poder da norma, do óbvio, do que não deve nem pode mudar.

E o politicamente correcto é exactamente o contrário do que aqui se pensa: é
a utilização da linguagem como forma de contrariar a norma. É usar a palavra
como resistência. Quando o conservadorismo faz o seu combate, ele é um
combate pela exclusão. E quem se lhe opõe dá rosto e nome aos que hoje estão
acantonados na ilegitimidade de aspirar à cidadania, tão bem traduzida pelas
expressões de José Lello: "ultraminoritários" e "marginais".

Sem os excessos americanos, que têm mais a ver com puritanismo do que com
correcção, o politicamente correcto é o combate pela hegemonia da palavra.
Ele quer pôr à defesa quem sempre esteve ao ataque.

Citou Helena Matos um texto meu, do PÚBLICO de 5 de Fevereiro: "Não gostava
de ver nem um juiz nem um ministro do PP a decidir o que deve passar na TV".
Agradeço a honra de ter direito a constar nos seus arquivos. Mas Helena
Matos não conta a história toda. O texto surgiu quando o PP (e daí a
referência a um hipotético ministro deste partido) tentou impor regras
censórias na TV. O texto defendia que, entre o liberalismo que deixa ao
mercado toda a decisão e a censura do governo e dos tribunais, havia uma
outra via, a da regulação independente. Helena Matos leu o texto e por isso
não pode ter deixado de o perceber. Mas cada um argumenta como pode.

A verdade é que o PP conseguiu, a semana passada, o que queria: proibir
filmes para maiores de 16 anos até  23 horas ou até uma da manhã, ao sabor
do que uma comissão dependente do governo entender. Com abstenção do PS e do
PCP, o PP impõem uma moral de Estado. A moral hegemónica e "maioritária".

Este é o país em que Helena Matos vive. Não vive em São Francisco, não vive
em Amesterdão. Vive no país de José Lello e de César das Neves. E a
neutralidade no combate pela inclusão pura e simplesmente não existe. Não
existiu quando os negros, "ultraminoritários", lutaram pelos seus direitos
nos EUA. Não existiu quando os movimentos feministas, "marginais" no apoio
que encontravam na sociedade, se bateram pela igualdade. Não existe porque a
luta pela cidadania não tem quotas de representação. Ou cobre todas as
esferas da vida, ou não é pela cidadania que se bate.

*Dirigente do Bloco de Esquerda.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: d3LuX em 01.jul.2003, 02:04:22
Vejam bem esta notícia!
Responder
Euro: Claque gay
17-06-2003 23:45
PD

Homossexuais criam claque de apoio à Selecção Nacional

SOCIEDADE
O movimento de Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transexuais (LGBT) portugueses pretende criar uma claque de apoio à selecção nacional de futebol no Europeu Portugal2004, afirmou hoje em Coimbra um dirigente da «Não Te Prives», associação de defesa de direitos sexuais.

Em declarações à Agência Lusa, Paulo Vieira, dirigente da «Não Te Prives» afirmou que a ideia de criação de uma claque da LGBT «surgiu durante uma reunião entre homossexuais que adoram futebol».

«Vamos para os estádios puxar pela selecção à nossa maneira» frisou Paulo Vieira, estimando que a claque possa reunir entre 200 a 300 adeptos.

O projecto, ainda em fase inicial, vai ser apresentado à Federação Portuguesa de Futebol, esperando Paulo Vieira que a estrutura federativa abrace a ideia.

«Esperamos que a federação apoie. Não há maior Carnaval que as claques de futebol e nós queremos levar alegria aos estádios», concluiu.
[url]http://www.portugaldiario.iol.pt/noticias/noticia.php?id=117866[/url]
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Hain em 01.jul.2003, 17:03:43
Responder
Neste país, os homossexuais escondem-se em casa porque o preço de dar a cara
e assumir a sua própria escolha é demasiado alto.


 :zzz >:( :zzz
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: indigo em 02.jul.2003, 13:54:11
Na edição da Focus deste mês vem a falar da homessexualidade no feminino...

Abreasasas!! Tu apareces numa foto! :o :)

Comprem meninos e meninas :up
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: abreasasas em 02.jul.2003, 14:52:33
NÃO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! ::)

ai mãe, vou já comprar todas aqui as da minha santa terra!!  lol lol lol lol lol

tenho que ver isso...
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: barthez em 05.jul.2003, 05:07:17
Responder
A actriz Brigit Bardot (68 anos) revelou-se completamente desbocada na cadeia de televisão France 3, quando promovia o seu último livro, Un Cri dans le Silence. A actriz lançou impropérios contra as minorias, os políticos e os imigrantes. Segundo a ex-musa de Roger Vadim, os homossexuais são uns monstros, os políticos uns aproveitadores preguiçosos disfarçados e os estrangeiros tomam de assalto as nossas igrejas e transformam-nas em pocilgas. As associações pró-direitos civis estão decididas a levar o assunto até  instâncias competentes.
Premiere, Julho 2003




:o :o :o :o :o :o :o :o :o :o :o :o :o :o :o

Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Magia em 08.jul.2003, 14:55:29
lol
penso k naum... a duras tb lá tava e já morreu.. :P

olha lá, dd é k tu tás na revista? dá-m aí uma dika, visto k num te conheço.. :P
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 17.jul.2003, 16:35:25
RELIGIÃO
Igreja protestante vai admitir padres homossexuais
Os responsáveis da Igreja protestante Uniting da Austrália decidiram, esta quinta-feira, permitir o ordenamento de padres homossexuais. Esta é a primeira ordem religiosa do país a assumir este compromisso.  

15:20
17 de Julho 03    
   

 A decisão surgiu após dois dias de debate na assembleia nacional da igreja Uniting. Durante a reunião, uma ala conservadora ameaçou abandonar os trabalhos caso a moção chegasse a ser adoptada.

O debate foi suspenso na noite de quarta-feira, uma vez que não se chegou a um consenso. Mas esta quinta-feira, 75 por cento dos 250 delegados acabaram por aprovar a moção.

Com a aprovação da moção, as igrejas podem deliberar, caso a caso, se aceitarão ou não a ordenação de padres homossexuais.

Esta decisão surgiu depois da polémica causada pela nomeação, pela Igreja Anglicana de Inglaterra, do padre homossexual Jeffrey John, para bispo de Reading.

A Igreja Uniting australiana surgiu em 1977, através da fusão das igrejas Presbitéria, Metodista e Congregacional.
 
http://tsf.sapo.pt/online/vida/interior.asp?id_artigo=TSF124867
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 17.jul.2003, 20:43:05
Não calhava nada mal incluirem o sexismo e a homofobia... [smiley=preocupado.gif]

Proposta de lei será entregue na Assembleia da República
Governo quer avançar com regras contra a xenofobia e racismo

Lusa
O Governo vai levar à Assembleia da República uma proposta de lei que define regras para o combate à discriminação racial ou étnica, sancionando as empresas ou entidades que não apliquem o princípio de igual tratamento entre pessoas.

O diploma foi hoje aprovado em Conselho de Ministros e transpõe para a legislação nacional a directiva comunitária que aplica o princípio da igualdade de tratamento entre pessoas, sem distinção de origem racial ou étnica, adiantou o ministro da Presidência, Morais Sarmento, na conferência de imprensa que se seguiu à reunião.

O responsável explicou que o Governo decidiu avançar com uma proposta de lei nesta matéria porque estão já em debate na Assembleia da República um conjunto de diplomas que visam "combater a discriminação a outros grupos sociais, como os deficientes".

A ideia, acrescentou Morais Sarmento, é criar em sede de comissão parlamentar "um único instrumento jurídico para todos estes grupos diferentes".

As regras definidas na proposta de lei "aplicam-se ao sector público e privado, aos contratos de trabalho firmados com as empresas e também na relação jurídica de emprego", especificou o ministro.

Como práticas discriminatórias, o diploma define, por exemplo, a recusa de arrendamento ou sub-arrendamento, a recusa de acesso a locais públicos ou a estabelecimentos de saúde ou ainda o impedimento do acesso a qualquer actividade económica.

Caberá, porém, ao alegado discriminado provar que foi alvo de uma discriminação com base racial e étnica.

A proposta aumenta também o montante das coimas aplicáveis aos prevaricadores. As verbas arrecadadas, assegurou Morais Sarmento, serão utilizadas no "desenvolvimento de estudos que permitam ter uma informação completa e actual sobre a situação destes grupos sociais" e para lançar "medidas positivas" que garantam a igualdade de tratamento.  

http://ultimahora.publico.pt/shownews.asp?id=1157470
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Eo em 17.jul.2003, 23:19:21
Drew Barrymore assumiu-se como bissexual.

http://us.imdb.com/PeopleNews/#6
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: barthez em 18.jul.2003, 08:01:58
a sério?? ?? ?? ?? ?? :o :o :o :o :o :o :o :o a minha adorada DREW!!!!!!!!!!!!! ::) ::) ::) ::) ::) ::)

ai ki fixe!!!! :up :up bolas, tenho mesmo dir ver os ANJOS DE CHARLIE!!!! :P :P :P :P :P ;D ;D ;D ;D ;D
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 18.jul.2003, 12:13:43
Já tinha algo do género num jornal belga há 2 anos e tal... dizia também que ela tinha beijado a Liz Tyler ou que as duas teriam tido uma relação, já não me lembro muito bem...

Na altura por acaso pensei que talvez houvesse qualquer coisa menos verdadeira na notícia, mas não sei! :)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Eduardo20 em 30.jul.2003, 09:05:55
The United States Supreme Court has heard arguments in what could be the most significant gay-rights case in many years.
Two men arrested for having sex in Texas in 1998 charge that the state's sodomy law unfairly infringes on their right to privacy and to the equal protection of the law.

Texas argues that the US Constitution does not endorse a "right to engage in sexual misconduct outside the venerable institution of marriage".

The case, Lawrence v Texas, gives the court the chance to make its most sweeping ruling on gay rights since a controversial 1986 ruling that allowed states to outlaw sodomy.

In arguments before the court on Wednesday, Houston District Attorney Charles Rosenthal, was closely questioned by several justices on just what harm the conduct banned by Texas caused.

State bans

Only 13 US states still officially outlaw private oral or anal sex between consenting adults, compared to nearly all states 50 years ago.


The court has increasing yielded to states' rights
Of those, four - including Texas - ban homosexual anal sex exclusively.

But Justice Antonin Scalia, one of the most conservative members of the court, asked how long sodomy had been a crime in Texas, pointing out that legal rights protected by the constitution had be to be well-founded and deeply rooted.

It has had such a statute since 1854 - but in 1973 it changed the law to apply only to same-sex couples.

In the case being considered by the court, two men, John Lawrence and Tyron Garner, were arrested after a neighbour falsely reported that a man with a gun was "going crazy" in Mr Lawrence's apartment.

The neighbour was convicted of filing a false report, but Mr Lawrence and Mr Garner were arrested, jailed overnight, and fined $200 each plus court costs.

Broader issue

In addition to gay-rights campaigners, the two men are being supported by some conservative and libertarian groups that argue the government should not interfere in citizens' sexual lives.

Texas has the support of conservative religious groups and three other states - Alabama, South Carolina and Utah.

In last four decades, the US Supreme Court has established a right of privacy that extends to a range of sexual conduct - including the right to contraception and abortion, even for unmarried couples.

Justices Stephen Breyer and Ruth Bader Ginsberg, in particular, asked how the state of Texas could justify allowing homosexual couples to adopt children and raise a family, yet ban their sexual practices.

But the state of Texas argued strongly that in matters of morals, the state legislature should have the right to decide what standards should apply in the community.

"Twenty-three million Texans are asking for the right to participate in decisions on moral issues," Mr Rosenthal said.

In recent rulings, particularly ones relating to sentencing, the Supreme Court has granted increasing discretion to states to make their own decisions.

So this case could be central in defining the end of a era of social activism by the Court that reshaped America.


Options for decision

The Supreme Court has a number of options in deciding the case:


It can rule that the Texas law is constitutional

It can rule that the law unfairly discriminates against homosexuals - meaning that states can ban certain sexual activity as long as it bans it for everyone, heterosexual and gay alike

It can reverse its 1986 decision, Bowers v Hardwick, essentially ordering the government out of the bedroom in the case of consensual sex between adults
Three of the nine judges who were on the court in 1986 are still there today.

Chief Justice William Rehnquist and Justice Sandra Day O'Connor voted with the majority. Justice John Paul Stevens dissented.

The late Lewis Powell, who cast the deciding vote in the 5-4 1986 ruling, later said the losing side had the stronger case.

A ruling is expected by the end of June.


The Us are starting anrevolution for LGTB rights ...starting with school and ending in the change of obsolet laws
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Hain em 31.jul.2003, 13:30:29
Podem encontrar o texto original aqui:

http://www.cnn.com/2003/ALLPOLITICS/07/30/bush.gay.marriage.ap/index.html

Responder
Bush quer que o casamento seja apenas entre heterossexuais
Apela ao país que continue a ser um "país acolhedor"


WASHINGTON (AP) -- O presidente Bush afirmou na quarta-feira que ele tem advogados do governo a trabalhar numa lei que irá definir casamento como a união entre uma mulher e um homem, deitando abaixo apelos para a legalização dos casamentos entre homossexuais.
"Acredito que o casamento é entre um homem e uma mulher e acredito que devíamos codificar isso de uma forma ou outra e temos advogados a estudar a melhor forma de fazer isso," disse o presidente numa conferência de imprensa no Jardim da Casa Branca.
Bush contudo, apelou também à necessidade de que América deve continuar a ser um "país acolhedor" - não polarizado sobre o tema da homossexualidade.

"Eu entendo que somos todos pecadores e peço a alguns que tenham cuidado, aqueles que olham para o vizinho quando têm os seus próprios problemas," afirmou o presidente. "Penso ser importante que a nossa sociedade respeite cada indivíduo, que os acolha com bons corações".
"Por outro lado, isso não significa que alguém como eu precise de desistir da minha posição na temática do casamento," acrescentou.

Bush já há muito se opunha ao casamento entre homossexuais mas recentemente, este mês, tinha afirmado que uma proibição constitucional sobre o casamento homossexual proposto na Casa não seria necessário apesar de uma decisão do Supremo Tribunal
que alguns conservadores acreditam ir abrir a porta no sentido de legalizar os casamentos entre pessoas do mesmo sexo.

O Supremo Tribunal tronou inválida uma lei originária do estado do Texas que encarava sexo entre homossexuais como um crime, negando assim uma lei anterior que afirmava que alguns estados podiam punir homossexuais por terem sexo.

Antonin Scalia, da Justiça Conservadora, elaborou algumas considerações veementes sobre a negação da lei.

A "opinião destrói a estrutura da lei constitucional que tem permitido que seja feita uma distinção entre uniões homossexuais e heterossexuais, no que respeita o reconhecimento formal do casamento," escreveu Scalia. A lei dizia especificamente que o tribunal não estava a expressar qualquer tipo de opinião sobre o tema, mas Scalia argumentou, "Não acreditem nisso.

Republicano, Marylin Musgrave é o elemento principal por detrás da proposta de 21 de Maio que consiste em emendar a Constituição. Foi referido em 25 de Junho no sub-comité da Casa Judiciária na Constituição

De forma a ser adicionada à Constituição, a proposta deve ser aprovada por dois terços da Casa e do Senado e aprovada por três quartos dos Estados.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Swelly em 31.jul.2003, 22:46:52
 Eu não percebo o porquê de tanta confusão. Quem é o Bush para dizer tal coisa, o homem que atacou o Iraque e só fez destruição em massa por todo o lado em que passa.
 E quem é o Papa para pedir o que pediu...??
 É mais "bonito", manter casamentos de fachada, e sermos infelizes uma vida inteira só porque é politicamente correcto??
 É mais "bonito", irmos na rua e vermos crianças abandonadas e vermos os lares de adopção cheios de crianças que não tem para onde ir...
 Eles tenham mas é verginha na cara e em vez de comentarem a vida alheia olhem para a deles que é bem triste e centrem-se numa coisa muito simples...SEJAM FELIZES.



 Desculpem lá mas estas coisas deixam-me danada.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Hain em 01.ago.2003, 13:19:52
GLAAD apela aos media para investigarem os comentários de Bush, baseados na religião, sobre o casamento civil entre homossexuais:

http://www.glaad.org/media/release_detail.php?id=3470&PHPSESSID=e89e69e66b789a4ede28d409155f2b76

Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Hain em 02.ago.2003, 19:09:40

Responder

Decréscimo da aceitação dos direitos dos homossexuais revelado por inquérito


http://story.news.yahoo.com/news?tmpl=story&u=/ap/20030730/ap_on_go_su_co/gay_rights_opinion_9


Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Hain em 03.ago.2003, 13:10:45
Há uma petição em curso:

http://www.hrc.org/millionformarriage/form.asp

Como eles não sabem de que país os assinantes são  :P podemos assinar  ;)
E quem tem emails múltiplos... sabem o que fazer  lol
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Videl em 03.ago.2003, 14:55:24
Eu axo isto demais, a sério!! Já viram? É k toda a gente tem uma opinião, sobre vários assuntos, mas akele palhaço do Bush xega lá e decide fazer da sua opinião pessoal lei!! N é justo!! Onde é k está a democracia?
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: C0XINHA em 03.ago.2003, 15:28:45
As regras do forum me impedem de responder, Videl, mas se vc pensar bem chega lá...  :devil
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Videl em 03.ago.2003, 15:46:50
lol lol lol lol lol lol lol lol :up
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: skydoll em 04.ago.2003, 20:36:15
Cultura "Gay" Ganha Espaço na Televisão Generalista dos Estados Unidos
Por AFP
Segunda-feira, 04 de Agosto de 2003

Dois novos programas de tele-realidade estão a levar a cultura homossexual ao reino da televisão norte-americana, para satisfação dos militantes "gay" e lamento das associações conservadoras de defesa da família.

O caso que tem sido mais falado é "Queer eye for the straight guy" (qualquer coisa como "Um olhar homossexual para um tipo heterossexual") que, na semana passada, passou do cabo para uma cadeia generalista, a NBC, com transmissão ao início do serão.

No programa, cinco "gays" instalam-se na casa de um heterossexual e põem em causa o seu aspecto e estilo de vida, zombando de gostos em matéria de vestuário, música e decoração.

"Sendo difundido na NBC na primeira parte do serão de quinta-feira (imediatamente antes das séries de êxito "Friends" e "Will and Grace"), esta emissão marca uma etapa importante na visibilidade dos gays e das lésbicas", considera Scott Seomin, responsável da associação de defesa dos homossexuais Gay and Lesbian Alliance Against Defamation (GLAAD).

Esta emissão "fez entrar cinco homossexuais nos lares de milhões americanos. Esses cinco homens não representam uma ameaça. Eles não pedem desculpa pelo que são e são muito, muito simpáticos", acrescentou.

Os personagens homossexuais não são uma novidade no pequeno ecrã, mas têm sido em geral acantonados em papéis secundários ou os seus personagens são frequentemente interpretados por actores heterossexuais.

A emissão conseguiu atrair contratos publicitários de grandes marcas como a L'Oréal, beneficiando mesmo do primeiro 'spot' publicitário destinado especificamente a homossexuais, uma inovação da agência de viagens Orbitz, que opera na Internet.

A capacidade para atrair publicidade é crucial para o futuro dos programas "gay" nas estações generalistas, que sempre têm receado provocar a fuga dos anunciantes. A série "Thirtysomething" mostrou um casal homossexual a discutir na cama em 1989, mas perdeu também um milhão de dólares em publicidade.

Mas com um poder de compra estimado em várias centenas de milhares de milhões de dólares, o mercado "gay" e lésbico dos Estados Unidos é cada vez mais difícil de ignorar.

"Quando uma empresa se lança [nesse mercado], isso cria uma pressão sobre os concorrentes" para fazer o mesmo, afirma Howard Buford, presidente da agência de publicidade Prime Acess, autor de campanhas de grandes empresas destinadas a "gays".

A visibilidade dos "gays" recebeu por outro lado um impulso do Supremo Tribunal dos Estados Unidos, que decidiu recentemente anular as leis de certos estados que proibiam as relações homossexuais. Um dos debates em curso no país é sobre o casamento homossexual.

"Queer eye for the straight guy" foi criado pela estação por cabo Bravo que, na última terça-feira à noite, apresentou uma outra emissão de tele-realidade, na qual um "gay", James, deve escolher um parceiro entre 15 pretendentes.

As duas emissões tiveram excelentes audiências, mas é preciso ainda esperar para perceber se está em presença de uma nova tendência nos géneros televisivos.

Mesmo "Queer eye...", que se limita a pequenas cenas de "flirt", foi considerado excessivamente ousado por certas filiais da NBC, que o programaram para o fim da noite ou recusaram mesmo inseri-lo nas suas grelhas.

Esta resistência deu alento à Associação das Famílias Americanas, que a condenou no seu jornal a "perversão" dos programas "gay". "O seu objectivo é claro: destruir o carácter sagrado do casamento e desfigurar o conceito de família", afirma. "Isto vai levar a que a nossa cultura seja privada da sua tradicional força moral. E sem dúvida nenhuma que a televisão generalista tem um papel importante a desempenhar nesse domínio."

http://jornal.publico.pt/2003/08/04/Media/R02.html
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: mana em 04.set.2003, 22:29:30
Ao ler o DN de hoje fiquei espantada com a notícia de que o sucessor do Aznar na liderança do PP, Mariano Rajoy, é homossexual.  

Já imaginaram o Primeiro Ministro espanhol ser homossexual? Grandes mudanças!  ;)

Pelos vistos, pelo que li, quem acabou por se dar pior nesta história terá sido o PSOE que, com a "esperteza" de tentar derrubar o PP ao divulgar toda esta história, acabou por descer bastante nas sondagens.

Sondagens são sondagens e valem o que valem mas... Verdade seja dita, Espanha aqui tão perto e imaginem esta mesma história a passar-se aqui no nosso país à beira mar plantado; já estão a imaginar cá qual teria sido o partido que teria descido nas sondagens, não?..

Costuma-se dizer que de Espanha, nem bom vento nem bom casamento mas, pelos vistos, boas notícias!  ;D ;D

Sabem que mais?
Um grande OLÉ aos nuestros hermanos que bem o merecem!!  ;D

Aqui fica o link:
http://www.dn.sapo.pt/noticia/noticia.asp?CodNoticia=118517&codEdicao=808&CodAreaNoticia=12
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: SullenBoy em 06.set.2003, 11:55:46
É mana, essa notícia é surpreendente.

Eu já sabia que em Espanha existia um grupo homossexual militante do PP.

De qualquer forma, acho que este PP não é bem como o nosso PP. Pelo que sei, parece que é um pouco mais ao centro, pelo menos o Aznar ficou marcado por ter uma linha mais moderada.

Entretanto, também já devem ter ouvido que o Arnold "Exterminator" é candidato a governador da Califórnia pelo Partido Republicano . Apesar de concorrer por um partido de direita com tendências neo liberais, o Arnold disse que em questões sociais era bastante aberto; daí ele ter dito que apoia o casamento gay, a adopção gay, o aborto e controlo de porte de armas.

Que conclusões se podem tirar destas notícias? Eu acho que opiniões políticas e orientação sexual não tem a ver uma coisa com a outra. Acho importante que haja pessoas gays em todos os quadrantes políticos e que não fiquem só ali naquele gueto de extrema-esquerda, a fazer um papel de "proletariado sexual".

Mas já se esqueceram da cantora Dina (peguei, trinquei e meti-te na cesta), que há uns anos atrás fez o hino do PP? "Junta a tua voz à minha voz..."  :-X
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Hain em 07.set.2003, 01:16:52
 O Schwarzenegger já se proferiu sobre o seu ponto de vista relativamente ao casamento homossexual? Nas últimas notícias que vi, os conservadores estavam todos agitados porque não sabiam o ponto de vista dele em muitos assuntos: gays, aborto, impostos, etc.
 O senhor nem vai a nenhum debate político...  ::)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: SullenBoy em 07.set.2003, 16:26:40
George Bush's Terminator problem
Arnold Schwarzenegger may be the GOP's best shot yet at a California comeback. But his playboy ways and pro-choice politics make him anathema to the president's allies on the Christian right.

- - - - - - - - - - - -
By Tim Grieve

Aug. 12, 2003  |  SACRAMENTO, Calif. -- A few months after the U.S. Supreme Court called off the counting and awarded the presidency to George W. Bush, a New York Times reporter asked Republican strategist Karl Rove about the future for Republicans in California. The overall outlook was bleak. Al Gore had trounced Bush in the state without even trying; Democrats held virtually every statewide elective office and a huge lead in voter registration; and the California Republican Party was dysfunctional and in disarray. For the chief White House political strategist, there was just one bright spot in the Golden State: the hope that Arnold Schwarzenegger might someday run for governor. "That would be nice," Rove told the Times. "That would be really nice. That would be really, really nice."

Well, maybe.

Together with more than 190 other candidates who filed papers in time to meet last Saturday's deadline, Arnold Schwarzenegger is running for governor of California now. And while Bush told reporters Friday that he thought Schwarzenegger would make a "good governor," the White House may soon discover that a Terminator candidacy is not so nice after all. Although Schwarzenegger's run to replace Gov. Gray Davis is playing like the second coming for mainstream Republicans, it threatens to open a nasty rift between the Bush administration and the right-wing Christians to whom it usually kowtows.

The problem: While the White House is eager to back a winner in California -- and a Time/CNN poll released over the weekend has Schwarzenegger looking like one -- born-again Christian conservatives are mortified by the actor's liberal views on abortion and homosexuality and wary about allegations of drug use, infidelity and juvenile sexual antics. The Rev. Louis Sheldon, head of the ultra-right Traditional Values Coalition, warned in a statement last week of a "moral vacuum" in Sacramento. "It is hard to imagine a worse governor than Gray Davis," Sheldon said, "but Mr. Schwarzenegger would be it."


Sheldon's group has launched an anti-Arnie project called Californians for Moral Government. James Lafferty, a consultant for the group, said its work is just the first rumbling of an earthquake to come. "There's a gathering storm on the right," Lafferty told Salon Sunday. "Rush Limbaugh, Michael Reagan and, we have been told, a number of other prominent conservatives are going to come out against Schwarzenegger and say he's not a real conservative."

There is plenty of evidence to support the charge. Schwarzenegger has expressed support for abortion rights, gay adoption and gun control. During Special Prosecutor Kenneth Starr's investigation of President Bill Clinton, Schwarzenegger said he was "embarrassed" to be a Republican. And in an interview with Salon in 2001, he said he supported George W. Bush but that "it would have been better if he had really won, instead of through the courts."



Este artigo encontra-se na totalidade em:
http://www.salon.com/news/feature/2003/08/12/recall/index_np.html

(é preciso ver um anúncio para poder lê-lo por completo)






Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Hain em 07.set.2003, 18:19:53
 Oh cool  8)

 Mas para ser franco, se fosse eleitor na Califórnia não votava nele. Os pontos de vista dele podem ser muito bonitos, mas ele não tem preparação política nenhuma... (não que eu saiba).
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: SullenBoy em 09.set.2003, 10:23:07
Tb vi na tv que o Jerry Springer (sim o dos programas escandalosos) vai concorrer a senador pelo Partido Democrata. No gozo, houve alguém que disse que ele apelaria a todo um segmento de eleitores que andam meio afastados da política: gente bizarra, pessoas com relações incestuosas, homens que depois descobrem que namoravam travestis...

Entretanto, na Itália parece que o Berlusconi vai lançar um disco de canções românticas.

Será que isto foi influência de Marte?

Parece que afinal o Arnold não apoia o casamento gay.

Thursday, August 28, 2003 Posted: 4:22 AM EDT (0822 GMT)

LOS ANGELES (AP) -- Arnold Schwarzenegger spelled out his views on issues ranging from abortion to taxes in a radio broadcast Wednesday, bowing to weeks of criticism that the action star's campaign has been all style and no substance.

Schwarzenegger's comments were his most detailed to date in his bid to replace Gov. Gray Davis in the October 7 recall election. But he did not give a position on affirmative action or Proposition 54, an initiative on the recall ballot that would ban collection of most racial data by state institutions. He also left open the possibility of raising taxes in an emergency situation.

The Republican said he is in favor of legalizing marijuana for medicinal purposes and protecting a woman's right to abortion, but against gay marriage and granting driver's licenses to illegal immigrants.

Schwarzenegger gave his opinions on those and other hot-button issues during a call to the syndicated Sean Hannity radio show, which also was broadcast live on Fox Television.

Some of his responses, including his opposition to gay marriage and his support of prayer in public schools, could play well with the state's conservatives. They so far have been wary of him and have supported state Sen. Tom McClintock, Schwarzenegger's main challenger among Republicans on the ballot.

His more liberal positions on abortion and marijuana, however, as well as his support for a ban on assault weapons, could undercut some of that support.

McClintock said he got the impression Schwarzenegger was becoming more conservative as the campaign moved along.

"I've been in the public arena for 20 years. Positions I've taken have not changed in 20 years," McClintock said. "I am pro-life; I believe in the right of people to self-defense. It's enshrined in the Second Amendment. And again, these are positions that people can count on."

Schwarzenegger described himself to Hannity as "pro-choice" but said he did not support late-stage procedures described as "partial-birth" abortions.

Asked whether he is in favor of parental notification when minors seek abortions, he replied, "I am. But in some cases when there is abuse in the family or problems in the family, then the courts should decide."

Asked about gay marriage, Schwarzenegger said, "I do support domestic partnerships" but added that he was against gay marriage. He said marriage should be between a man and a woman.

Although his positions on such issues have nothing to do with ending California's financial crisis, which Schwarzenegger has said would be his main concern as governor, they are important because they could help him gain support from the conservative wing of the Republican Party.

http://www.cnn.com/2003/ALLPOLITICS/08/27/arnold.positions.ap/
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: teclar em 13.set.2003, 17:48:08
(Notícia retirada da GLS Planet)

Melissa Etheridge vai se casar no próximo sábado

A roqueira lésbica assumida Melissa Etheridge vai assinar sua parceria civil com sua namorada, a atriz Tammy Lynn Michaels, no próximo sábado, em uma cerimônia a ser realizada em Malibu, na Califórnia.

Perguntada em um chat que occorreu dia 08/09 em seu website se pretendia se casar no Canadá, Melissa disse que para ela bastava a parceria civil existente na Califórnia.
Melissa conheceu Tammy pouco após seu rompimento com a ex-namorada, Julie Cypher, que deu à luz por inseminação artificial seus dois filhos. Elas hoje dividem a guarda de 1 menino e 1 menina.

Melissa e Tammy estão juntas há mais de 2 anos. Na lista de convidados do "casamento" estão o ex-vice-presidente Al Gore, o ator Brad Pitt e a atriz Jennifer Aniston.

Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: teclar em 13.set.2003, 17:51:34
(Notícia retirada do GLS PLanet)

Eslováquia: Ativistas gays fazem protesto contra o Papa

Dezenas de gays e lésbicas participaram de um protesto hoje durante a visita do Papa João Paulo II à Eslováquia, contra a interferêcia da Igreja Católica nos assuntos ligados aos direitos dos homossexuais.
Segurando cartazes criticando as ações do Vaticano contra a homossexualidade e as uniões civis GLS, os participantes não tiveram medo de enfrentar as milhares de pessoas que foram dar boas vindas ao Papa. Em sua visita ao país, João Paulo II está sendo guardado por 5.500 homens, após receber ameaças de morte dizendo que ele sofreria um atentado quando estivesse na Eslováquia.

Cerca de 70% da população do país é católica, mas a União Européia está pressionando para que a Eslováquia melhore os direitos civis GLS, para que seja aprovada sua entrada no Mercado Comum Europeu.

Por esse motivo, a Eslováquia aprovou uma lei que proíbe os empregadores de perguntar sobre a orientação sexual de seus funcionários. Mas até agora ficou por aí.

A União Européia vai exigir que o país aprove leis anti-discriminação aos homossexuais, mas os líderes católicos estão pedindo ao governo para ignorar as diretrizes da União Européia.

Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: barthez em 18.set.2003, 15:57:43
Padre Que Acompanha Homossexuais Esteve em Lisboa a Contar Experiência
Por ANTÓNIO MARUJO
Quinta-feira, 18 de Setembro de 2003

Os documentos do Vaticano sobre a homossexualidade erram quando distinguem os actos homossexuais das pessoas que os praticam, diz o padre Domenico Pezzini, que completa 66 anos em Outubro e que se dedica há mais de duas décadas a trabalhar com grupos de homossexuais cristãos em Milão (Itália). "Não há actos sexuais sem pessoas. As pessoas têm relações umas com as outras, e essas relações podem ser complicadas, ricas, pobres, delicadas..."

Domenico Pezzini esteve anteontem à noite, numa paróquia de Lisboa, a falar sobre a sua experiência pastoral de acompanhamento do grupo A Fonte, que integra cerca de 60 pessoas homossexuais e que tem sido acompanhada pelos responsáveis da diocese de Milão - de um modo especial pelo cardeal Carlo Martini, até há pouco arcebispo da diocese. Perante duas dezenas de pessoas que com ele debateram o tema, Pezzini contou que, na sua vida de padre, que já leva 42 anos, seguiu "sempre de preferência as situações marginais". E justificou, usando uma comparação de referências bíblicas: "Os que já estão bem no redil, já estão bem. Os que estão sós, que sofrem, é que precisam de alguém que vá ao seu encontro."

Foi nesse trajecto de vida, depois de se ter dedicado a apoiar toxicodependentes e aos imigrantes - "é intolerável que um sul-americano, um filipino ou um ucraniano entre numa igreja e não encontre uma família que o acolhe, mas um museu de múmias" -, que o padre Domenico se cruzou com a questão da homossexualidade. Quando começou, no início da década de 80 do século XX, Pezzini percebeu que os homossexuais eram "os mais marginais" entre os que a sociedade marginalizava. Decidiu-se então a reunir um pequeno grupo de pessoas e começar a reflectir sobre ao assunto.

A opção pelo grupo tem várias vantagens, diz o padre Domenico, um dos pioneiros, dentro da Igreja Católica, a fazer este tipo de trabalho e que já tem vários livros publicados sobre o tema (incluindo dois traduzidos em português, nas edições Paulinas). A primeira relaciona-se com o problema da solidão. "O homossexual está só e o grupo permite a relação com outros", o alargamento de perspectivas sobre a vida moral e a ajuda no discernimento sobre aspectos da vida de cada um. Acolhimento, reflexão e diálogo são as três principais características, diz Pezzini, que o grupo assume.

O diálogo com a Igreja institucional é uma das dimensões importantes que o grupo permite. O padre Domenico conta que, em Outubro de 1986, quando foi publicado um documento da Congregação para a Doutrina da Fé sobre o tema, vários dos homossexuais que com ele contactavam exprimiram "muita raiva" por serem catalogados como "pessoas intrinsecamente desordenadas".

Pezzini decidiu escrever uma carta a algumas dessas pessoas. Escolheu o Natal seguinte e foi à Bíblia buscar o título: "Não tenhais medo. Hoje nasceu para todos vós o Salvador." Várias pessoas lhe escreveram a propósito do texto, exprimindo o sofrimento com que viviam a sua homossexualidade, que transportavam como uma cruz. "Na Páscoa de 87, escrevi outro texto em que dizia que a cruz é saber sofrer em vista de um bem maior e não um sofrimento que se sofre resignadamente como um peso. A cruz dá sentido ao sofrimento, não é para suportar uma coisa insensata."

A presença do padre Domenico Pezzini em Lisboa foi aproveitada para divulgar a recente criação de um grupo português de discussão na internet. Em groups.msn.com/Riacho haverá notícias sobre um encontro que Pezzini poderá mesmo dinamizar, em Lisboa, com pessoas interessadas no tema.


http://jornal.publico.pt/2003/09/18/Sociedade/S10.html (http://jornal.publico.pt/2003/09/18/Sociedade/S10.html)

Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Hain em 19.set.2003, 21:23:22
http://www.globeandmail.com/servlet/story/RTGAM.20030918.wbritgay0919/BNStory/International/

 Lei gay britânica desaparece


 
Responder
Londres - Uma lei contra a "promoção" da homossexualidade foi removida dos livros de estatutos britânicos na quinta-feira, após mais de uma década de protestos pelos direitos homossexuais.
 "A eliminação de hoje da Secção 28 é um triunfo para a tolerância do século 21 sobre o preconceito do século 19," disse Ben Summerskill, chefe executivo do grupo de justiça Stonewall.

 A lei, que impedia concelhos governamentais de "promover" a homossexualidade, foi o tema de protestos desde o momento em que foi introduzida pela Primeira-Ministra Conservadora Margaret Thatcher em 1988. Foi elaborada de forma a lidar com preocupações sobre o conteúdo homossexual na educação sexual, mas foi condenada por activistas como discriminatória.

 A sua eliminação foi uma das promessas de campanha do partido do Primeiro Ministro Tony Blair, o Partido Trabalhista, quando enfrentou os Conservadores em 1997.

 Oficiais do governo afirmaram que a lei inibe o pessoal docente nas autoridades locais, que dirigem muitas escolas e universidades, de aconselhar homossexuais e lésbicas, e torna difícil para os professores impedirem pessoas de gozar os estudantes homossexuais.

 O governo recebeu o desaparecimento da lei enquanto uma nova Local Government Act  se tornou lei na quinta-feira.

 "O governo está satisfeito que o Parlamento tenha tomado vantagem desta oportunidade para remover este pedaço de legislação desnecessário e ofensivo - que tem alimentado o preconceito e estigmatizado homossexualidade - do livro de estatutos," disse Nick Raynsford, ministro para o governo local.

Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: M em 21.set.2003, 18:42:56
Responder
Londres - Uma lei contra a "promoção" da homossexualidade foi removida dos livros de estatutos britânicos na quinta-feira, após mais de uma década de protestos pelos direitos homossexuais.

O Ian McKellen deve estar todo contente, porque ele saíu do armário há alguns anos atrás em parte para se opôr a essa política de censura nas escolas. :)

----------

Não vou poder pôr um link para o artigo fonte porque vi isto num fórum em que bão tinham posto a fonte do artigo. Espero que o que está no título do artigo sirva:

Responder
Davis Signs Calif. Domestic Partner Law
Sat Sep 20, 8:42 AM ET Add U.S. National - AP to My Yahoo!


By LISA LEFF, -associated Press Writer

SAN FRANCISCO - Gov. Gray Davis (news - web sites) signed a domestic partner bill that closes the legal gap — to the extent possible under federal law — that separates gay and straight couples.

The legislation, signed Friday night, grants same-sex couples in California nearly all the same rights and responsibilities as married spouses and solidifies Davis' reputation as a champion of gay rights.


"A family is a family not because of gender but because of values, like commitment, trust and love," Davis said to cheers from the standing-room only crowd at San Francisco's Gay, Lesbian, Bisexual and Transgender center.


With gays and lesbians among the most reliable Democratic voters, Davis has worked hard to cast himself as the nation's most gay-friendly govenor, especially since the recall campaign began.


The position is hardly risky in a state where support for gay rights is strong. A recent Field Poll found 72 percent of California voters surveyed supported expanded rights for same-sex couples.


"Three more years! Three more years!" the overflow crowd cheered as the governor appeared.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: M em 24.set.2003, 07:54:49
Responder
Australia 'world's gayest country'

23sep03

MORE than 17 per cent of Australians are involved in gay or lesbian relationships, putting the country equal first in the world for its proportion of homosexuals, according to a new worldwide survey.

The survey of sexual habits by international condom maker Durex found that together with Americans, Australians had the highest proportion of same-sex relationships.

At the other end of the scale, Vietnam recorded the lowest proportion of gay and lesbian relationships, at three per cent.


http://www.couriermail.news.com.au/common/story_page/0,5936,7351084%255E1702,00.html (http://www.couriermail.news.com.au/common/story_page/0,5936,7351084%255E1702,00.html)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: SullenBoy em 25.set.2003, 17:35:42
Uma notiícia da América do Sul:

Paraguay: Ministra de la Mujer paraguaya promoverá unión de lesbianas  
- 14 Sep 03  


La reciente nombrada Ministra de la Mujer paraguaya, María José Argaña, declaró la semana pasada, en un programa de la radio FM Trinidad, que apoyará las unión civil de lesbianas. Argaña pertenece a la Iglesia Raíces, relacionada con los "Hermanos Menonitas", la misma religión de la esposa del presidente del Paraguay Nicanor Duarte Frutos. Sus recientes declaraciones referidas a la opción sexual dejó gratamente sorprendida a muchas de las activistas lesbianas, quienes suponían -debido a la fuerte vinculación de la señora Argaña con esta religión- que las relaciones con ella y el movimiento lésbico serían mucho más difíciles.


Sobre las declaraciones de la Ministra, la activista lesbiana y feminista, Verónica Villalba opinó: "Es la primera vez en la historia del Paraguay que una Ministra se muestra abierta e interesada en promover los derechos de homosexuales, el sólo hecho de haberlo dicho ya es todo un acontecimiento". Más adelante se refirió a las acciones que piensan realizar en base a estas declaraciones "desde el grupo de lesbianas que integro, vamos a solicitar a la Ministra de la Mujer una entrevista para ir viendo cómo podemos llevar adelante en conjunto un anteproyecto de ley para las uniones civiles de lesbianas y también de gays".


Otra de las integrantes del grupo lésbico Aireana, Raquel Caballero manifestó su optimismo ante las declaraciones de la Ministra: "Lo que dijo la señora Argaña es muy positivo porque nos abre la posibilidad de llevar adelante un proyecto de ley para la legalización de parejas homosexuales, al igual que en la ciudad de Buenos Aires, y en muchas otras del mundo&". Caballero siguió diciendo que: "El apoyo de la Ministra a esta causa puede hacer que Paraguay pase a la historia si logramos la legalización de las uniones civiles".


Así mismo Verónica Villalba instó a que el movimiento gay, lésbico y transgénero de Paraguay y el mundo envíe cartas de felicitaciones a la Ministra: "Las declaraciones de la Ministra deben ser apoyadas y felicitadas por quienes estamos en esta lucha, siempre criticamos las manifestaciones homofóbicas y negativas, pero es necesario también que relevemos lo positivo, eso puede contribuir a que avancemos en nuestra causa", concluyó.


En muchos países del mundo las uniones civiles de lesbianas y gays están siendo legalizadas, hace poco en la ciudad de Buenos Aires fue aprobada una la ley que permite el registro de las parejas de hecho con independencia de su sexo. La aprobación de estas leyes así como también las referidas a la no discirminación por opción sexual, están siendo promovidas por organizaciones de gays, lesbianas, bisexuales y transgénero en todo el mundo, en varios países han sido promulgadas y ya se encuentran en vigencia, lo que significa un gran avance en materia de derechos humanos.

http://action.web.ca/home/lgbt/databank.shtml?sh_itm=7b49569ef07a750fe35bd88f9d0ccdf8




Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: teclar em 25.set.2003, 17:54:28
(Notícia retirada do GlsPlanet)

Reino Unido: Derrubada a Section 28 e aberta a discussão GLS nas escolas

Uma reinvindicação dos grupos ativistas durante uma década acaba de ser conquistada.
A lei que proibia a discussão da homossexualidade nas escolas foi retirada finalmente dos estatutos britânicos.
A Section 28 foi introduzida durante o governo da primeira-ministra Margareth Tatcher em 1989, com o objetivo de evitar a discussão do tema sob o perigo da "promoção da homossexualidade" na educação sexual, foi condenada desde o início como discriminatória.

A eliminação da lei era meta da campanha do governo Tony Blair desde 1997.
O governo disse que a manutenção da Section 28 inibia os professores a aconselhar estudantes GLS e tornava difícil impedir as ameaças antigays.

"O governo está agradecendo aos parlamentares a oportunidade de remover uma desnecessária e ofensiva peça da legislação, que corroborava para o estigma da sociedade sobre a homossexualidade", declarou o ministro Nick Raynsford.

Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: teclar em 25.set.2003, 17:56:49
(Notícia retirada do GlsPlanet)

Gays vão poder viajar como casal em toda a Europa

Parceiros de mesmo sexo de cidadãos de países membros da União Européia vão poder acompanhar seus parceiros mais facilmente ou viver junto como casal em qualquer dos 15 países componentes do bloco, de acordo com novas regras ratificadas por ministros da Comunidade Européia ontem.

Países europeus como a Bélgica e a Holanda já legalizaram o casamento homossexual. Eles, entre outros países europeus, também já deram aos casais de mesmo sexo os mesmos direitos de casais tradicionais, através do registro da união estável. Mas agora, mesmo nos países que não reconheçam de forma alguma o relacionamento GLS, eles não vão poder rejeitar um parceiro de mesmo sexo de um cidadão europeu.
Além de facilitar que os parceiros possam acompanhar seus namorados oficialmente em viagens a trabalho, a nova regra é especial também para os casos em que um dos parceiros do casal não é cidadão europeu. A partir de agora, eles também vão poder obter visto de residência permanente, desde que os parceiros vivam no país pelo menos há 5 anos.

Agora só falta a aprovação do Parlamento Europeu para que a medida entre em vigor.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: teclar em 28.set.2003, 20:29:36
(notícia retirada da GlsPlanet)

Britney Spears depois daquele beijo...

O famoso beijo de Madonna em Britney Spears na festa do MTV Awards mês passado está rendendo mais do que notícias.
No novo single de Britney Spears, Me against music, há um dueto com Madonna que em uma parte diz: "Hey Britney, você quer se descontrolar?/ Vem cá, eu tenho uma coisa para te mostrar/ Garota sexy, preferia ver você desnudar a alma/ Se você acha que é quente/ É melhor mostrar do que é capaz/ Vamos nessa Britney, perca o controle/ bota para quebrar."

A música vai para as rádios americanas no próximo dia 30, uma prévia do álbum Get in the zone.

Para adoçar ainda mais os rumores, Britney adiantou que pretende se mudar para Londres, que vem a ser onde mora Madonna.
Será?

Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: teclar em 28.set.2003, 21:07:47
(Notícia retirada do GlsPlanet)

Líderes religiosos se unem pedindo tolerância aos gays

Líderes religiosos muçulmanos britânicos se juntaram a líderes cristãos e judeus pela primeira vez na história para pedir tolerância aos GLS.
Em uma carta em apoio ao Arcebispo de Canterbury, Rowan Williams, o grupo, que inclui dois bispos, criticou o incitamento ao ódio religioso praticado por alguns cristãos evangélicos fundamentalistas.

A carta foi divulgada ontem, justamente para coincidir com o Rosh Hashanah, o Ano Novo judeu, e chama fiéis de todas as religiões para se unirem em oposição ao extremismo.

"Afirmamos nosso apoio resoluto pela visão do Dr. Williams e dedicamos nossos esforços para combater o fundamentalismo, proselitismo agressivo e homofobia, e defender os valores de tolerância, inclusão e respeito às diferenças que todos nós valorizamos", cita a carta.

O documento mostra pela primeira vez líderes islâmicos se declarando contra a homofobia, e eles mesmo acreditam que vão ser criticados por fazer isto, uma vez que o Islamismo, principalmente os fundamentalistas islâmicos, tem sido uma das religiões mais decididas a combater a homossexualidade no mundo.

O grupo está preocupado com tentativas de evangélicos fundamentalistas de atingir católicos britânicos, judeus e muçulmanos para conversão.

No Brasil, os evangélicos têm sido os mais ferrenhos inimigos dos homossexuais.

Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 16.out.2003, 16:12:37
Religião  
 
Sociedade   16-10-2003 - 11h23  
 
Divergências profundas entre bispos
Questão homossexual ameaça dividir comunhão anglicana
 
PÚBLICO
Chega hoje ao final a reunião extraordinária que juntou os 36 chefes de cada uma das províncias da Igreja Anglicana e na qual o líder da congregação, Rowan Williams, tem a grande oportunidade de evitar uma clivagem profunda. O problema são as divergências internas que se têm verificado, sobretudo em relação ao papel dos homossexuais na comunidade.

Williams, arcebispo de Cantuária e marcadamente liberal em relação à presença de homossexuais na igreja, provocou polémica em Agosto com a indicação de Gene Robinson para bispo de New Hampshire. A designação de homossexuais para os cargos de bispos ou padres não é aceite pela facção mais tradicional da igreja anglicana, onde se encontra a Nigéria, o país com o maior número de fiéis praticantes (cerca de 18 milhões), pelo que a ameaça de ruptura à entrada do encontro era uma forte possibilidade.

De acordo com Robert Eames, primaz da Irlanda, no final do dia de ontem as perspectivas eram de um consenso. No entanto, a delicadeza das questões faz com que Eames não dê o entendimento como um dado adquirido.

A reunião acontece uma semana depois da primeira visita de Rowan Williams ao Vaticano, onde se encontrou com João Paulo II. Na altura, o pontífice reconheceu as novas dificuldades que surgiram no caminho da unidade cristã, numa clara alusão não só em relação à questão da homossexualidade como também da ordenação de mulheres.

A Igreja Anglicana, fundada em Inglaterra no século XVI, resulta de uma cisão com a Igreja Católica, após o Papa Clemente VII ter recusado anular o casamento do Rei Henrique VIII com Catarina de Aragão. Obstinado com o divórcio, o rei provocou a separação da igreja em Inglaterra da comunidade em Roma. Os primeiros sinais da expansão da comunhão anglicana pelo mundo surgiram com a colonização britânica no século XVIII. Estima-se que a corrente englobe cerca de 80 milhões de fiéis em mais de 160 países.
 
http://ultimahora.publico.pt/shownews.asp?id=1171032&idCanal=93
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 17.out.2003, 00:25:04
Dia Gay na Disneylândia

http://www.gayday2.com/html/main.html
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: teclar em 17.out.2003, 01:36:57
(artigo retirado da GLSPlanet)

Madonna seduz Britney Spears em novo videoclipe

O novo videoclipe de Britney Spears, Me Against Music, que conta com a participação de Madonna, promete arrancar suspiros das mulheres em todo o mundo.
É que no clipe, que está sendo gravado em Londres, Madonna interpreta uma dominatrix no melhor estilo, cafetina de um clube noturno, de roupa de couro e chicote. Britney é a "mocinha ingênua" seduzida por Madonna, que a leva para um quarteto repleto de mulheres nuas de coleira.

O som é funk lascivo, sensual, no estilo do álbum Sex, de Madonna. Britney virou a pupila da estrela, depois do beijo no VMA, e já está até brigando com o diretor do clipe, Paul Hunter, no estilão "quem manda aqui sou eu".
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: teclar em 17.out.2003, 01:40:30
(artigo retiradoda GLSPlanet)

Barbra Streisand ganha prêmio por apoiar GLS

A grande estrela americana Barbra Streisand vai receber um prêmio da organização Human Rights Campaign (HRC) por seu apoio aos gays e lésbicas, à liberdade de religião, e à igualdade de raças e gêneros.
O grupo, um dos mais importantes nos Estados Unidos na luta pelos direitos dos homo, bi e transexuais, vai agraciar Barbra Streisand com seu Prêmio Humanitário em 6 de março do próximo ano.

Entre os motivos para o prêmio, a HRC destaca o fato de Streisand ter tomado partido contra uma proposta de lei homofóbica no Colorado, em 1962, além de ajudar financeiramente há muito tempo o grupo, assim como outras organizações ativistas GLS.

Outros premiados pela HRC são os produtores executivos do filme que ganhou o Oscar este ano, Chicago, Craig Zadan e Neil Meron, pelos projetos em que eles trabalharam e que retrataram sempre de maneira positiva gays e lésbicas, como no filme para a TV Servindo em Silêncio e em What Makes a Family.

Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: NickofTime em 19.out.2003, 12:13:53
 Tomei a liberdade de transcrever um artigo intitulado a conversão dos gays e excertos de outro artigo sobre uma jornalista muçulmana, que li ontem, relacionados com homossexualidade e religião.

A conversão dos gays

Uma pesquisa da Universidade Columbia, de Nova Iorque, que indica ser possível mudar a orientação sexual de gays e lésbicas graças à influência religiosa, está a causar polémica. O autor do estudo, Robert Spitzer, entrevistou 200 pessoas indicadas por igrejas ou outras instituições que oferecem terapia para reverter a orientação sexual. O cientista concluiu que a maioria destas pessoas passou a ter práticas predominantemente heterossexuais depois de uma terapia que visa afastar a tentação e evitar pensamentos eróticos. Entre os participantes, 143 eram homens e 57 mulheres, que tinham mantido práticas homossexuais durante mais de cinco anos. A entrevista avaliou quatro aspectos da sexualidade: a atracção por pessoas do mesmo sexo, a fantasia, o desejo platónico e o nível a que os entrevistados mostravam em público a sua orientação sexual. Spitzer comparou o comportamento das pessoas um ano antes de serem entrevistadas com as mudanças ocorridas depois de se submeterem ao tratamento de conversão religiosa. A terapia conhecida como reparativa condiciona os pacientes a uma nova prática sexual. Spitzer reconhece que a terapia funciona principalmente com homossexuais que não estão felizes com a sua opção.


A jornalista canadiana Irshad Manji é lésbica, muçulmana e acérrima defensora do Islão.

Aos 34 anos, esta jornalista canadiana assume-se como uma muçulmana em rota de colisão com a sua fé e disposta a fazer uma guerra santa em prol da modernização da religião que professa.

in Única,  Expresso nº 1616 18 de Outubro 2003

O que acham destes novos sinais do tempo?
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Hain em 19.out.2003, 13:09:24
 Tais "reconversões" não duram muito, talvez um ano; após esse período, ou as pessoas desenvolvem patologias graves (depressão, psicoses) ou então entendem que nunca deixaram de ser homossexuais e voltam a ser o que sempre foram.

Responder
Spitzer reconhece que a terapia funciona principalmente com homossexuais que não estão felizes com a sua opção.

 Opção?  ::) Pergunto-me se terá sido Spitzer a dizer isso ou a tradução...
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: teclar em 24.out.2003, 09:44:51
(artigo retirado do GLS Planet)

Salão gay de Paris teve 28 mil visitantes

O primeiro salão gay da Europa, o Rainbow Attitude, realizado neste final de semana em Paris, levou mais de 28 mil pessoas pagantes ao Parque de Exposições na porta de Versalhes.

Stéphane Bondoux, assessora de impresna do evento, declarou: "Os organizadores estão muito felizes. NO ano que vem o evento vai durar 4 ao invés de 2 dias", revelou ela.
Mais de 200 expositores participaram da feira, que ocupa um pavilhão de 12 mil metros quadrados do parque de exposições. Havia de tudo para o mercado GLS: carros, móveis, champanhe, foie-gras, obras de arte, entre outros.

A Ecovap, fabricante suíça do Vapoface, uma máquina a vapor para limpar os poros da pele, acredita que os gays sejam um importante nicho de mercado. Em apenas um dia de feira a empresa já havia vendido mais de 100 aparelhos, que custam 119 euros (cerca de R$ 392).

A fabricante de automóveis Volvo também participoiu da feira, e o objetivo da montadora foi o de divulgar o produto a todos, incluindo o público GLS, e por isso a marca decidiu participar dessa feira em Paris.

Já a companhia aérea Air France pagou o estande utilizado na feira pela associação de funcionários gays e lésbicas da empresa, que reúne cerca de 400 homossexuais.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 18.nov.2003, 17:34:05
To:  Reverend Fred Phelps

On October 3, 2003 Anti-Gay Preacher Fred Phelps' announced intentions to erect a "monument" to Matthew Shepard, a college student brutally murdered five years ago. The following is an article published October 3, 2003 by 365Gay.com's News Center.

(Casper, Wyoming) Anti-gay preacher Fred Phelps has announced intentions to erect a monument to Matthew Shepard the gay college student brutally murdered five years ago near Laramie.

But, the monument will be no memorial. Phelps says the monument would be 5 to 6 feet tall and made of marble or granite. It would bear a bronze plaque bearing the image of Shepard and have an inscription reading "MATTHEW SHEPARD, Entered Hell October 12, 1998, in Defiance of God's Warning: 'Thou shalt not lie with mankind as with womankind; it is abomination.' Leviticus 18:22."

The monument would be erected in downtown Casper, Shepard's home town. Phelps has sent details of the monument to the city of Casper city council and there may be nothing the city can do to prevent it. Phelps said he intends to put up the monument in City Park, already the location of a controversial statue of the Ten Commandments.

The Ten Commandments statue was donated to the city by the Fraternal Order of the Eagles in 1965. After a court battle over a similar monument in the city of Ogden, the 10th Circuit Court of Appeals ruled that any city that displays a Ten Commandments monument on public property must also allow monuments espousing the views of other religions or political groups on that same property.

Phelps told Casper council in his letter that if it attempts to prevent him from erecting the homophobic monument he's prepared to go to court.

"That is exactly what I said would happen," said Councilwoman Barb Watters. She said she warned the city when it accepted the Ten Commandments statue that the city risked other monuments advocating anti-Semitism and hatred of other minorities.

"I think the hate language will find a very cold reception in this community," councilor Paul Bertoglio said. "I think this community's backbone is going to come up and say 'We are not going to accept it.'"

The city council is looking at several options, one is fighting Phelps in court, another is moving the Ten Commandments out of the park, and yet another proposal would be to sell the land the park is on. Phelps says he doesn't care what the city decides. If he is unable to put the statue in City Park he said he will find another location in the city.

During Shepard's funeral members of Phelps' Westoboro Baptist Church demonstrated in front of the chapel.

Article © 365Gay.com, 2003

Please voice your opposition to this appauling proposition by signing this Nation-wide Petition, launched October 9, 2003 on behalf of a concerned member of the Gay community. Help put an end to Fred Phelps' distasteful actions before they have a chance to spread the ideas of hatred and discrimination that he so boldly presents to the world.

Sincerely,

The Undersigned

http://www.petitiononline.com/mrphelps/petition.html
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Hain em 18.nov.2003, 21:10:24
 Tenho pena dele, uma vez que não deve ter mais nada para fazer na vida.
 Os meus pensamentos vão para a família, que é quem mais sofre com isto tudo.
 Assinem a petição, sempre ajuda  :)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: teclar em 18.nov.2003, 22:45:26
(artigo retirado da GlsPlanet)

Inglaterra: Discussão da homossexualidade em escolas liberada a partir de hoje

Com a derrubada da lei conhecida como Section 28, que proibia a discussão da homossexualidade nas escolas e que entra em vigor hoje, a discussão em torno do tema está liberado nas escolas, a não ser no condado de Kent, que se recusa a seguir o restante do país. Este final de semana, estudantes protestaram na porta da Prefeitura local.
A lei, que já havia sido derrubada na Escócia, agora oficialmente também não existe mais na Inglaterra e no País de Gales. Mas em Kent, o Conselho local decidiu continuar com a proibição numa iniciativa que eles afirmam ser completamente apoiada pelas escolas e pais de alunos.

A remoção da Section 28 teve sinal verde em setembro passado. A Câmara dos Lordes tentou impedir por várias vezes a iniciativa do governo Blair de derrubar a lei.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 19.nov.2003, 10:32:35
Associações ILGA Portugal e rede ex aequo no Parlamento Europeu

Intergrupo parlamentar europeu promove discussão da adaptação de Directiva nas legislações dos Estados-Membros

Vejam esta notícia aqui (http://www.ex-aequo.web.pt/forum/index.php?board=2;action=display;threadid=1223;start=0#lastPost).

Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 20.nov.2003, 12:15:20
Associação ILGA Portugal institui "Prémio Arco-Íris" contra a homofobia

Ana Marques e Gabriela Moita as primeiras laureadas

PRÉMIO ARCO-ÍRIS

No âmbito das comemorações do 6º Aniversário do Centro Comunitário Gay e Lésbico de Lisboa, a Associação ILGA Portugal institui o

·         PRÉMIO ARCO-ÍRIS

como forma de reconhecimento e incentivo a pessoas que com o seu trabalho contribuem para a luta contra a homofobia.

Este Prémio passará a ser um prémio anual atribuído a pessoas de diversas áreas que se distinguiram nessa luta.

Este ano, o Prémio Arco-Íris será atribuído a

·         Ana Marques (SIC Mulher)

·         Gabriela Moita (RTP1)

em reconhecimento pelo seu

·         contributo para uma democracia mais aberta, inclusiva e verdadeira, baseada na valorização da diversidade e na igualdade de direitos

AS DUAS LAUREADAS

Este ano, escolhemos duas laureadas cujos contributos terão sido em áreas diferentes mas extremamente importantes, justificando o nosso reconhecimento público.

Ana Marques apresentou no canal SIC Mulher uma edição do programa “Sexto Sentido” dedicada ao tema “homossexualidade no feminino”. Num mundo cujas regras são ainda feitas por homens heterossexuais, a invisibilidade da homossexualidade no feminino não é causada apenas pela homofobia; o sexismo também faz com que, mesmo quando se fala de homossexualidade, se fale mais de homens do que de mulheres. Dar visibilidade a mulheres lésbicas é por isso duplamente importante – mesmo porque elas são duplamente discriminadas... Ana Marques, cuja condução do referido programa foi absolutamente exemplar, demonstrou não só ser sensível a este problema, como demonstrou profissionalismo e segurança na abordagem quer de questões legais quer de questões vivenciais.

Mas Ana Marques dedicou ainda uma edição do programa “Elas em Marte”, também na SIC Mulher, à revelação da homossexualidade perante a família (e nomeadamente perante os pais). Esta questão é absolutamente fundamental: para além de todas as questões de ordem legal ainda por resolver, existem as questões da chamada “vida privada”. E por vezes são essas as questões que geram maior sofrimento - e, infelizmente, os números do suicídio de adolescentes confirmam-no.

A preparação e a maturidade que revelou na condução de ambos os programas foram mais do que uma demonstração de profissionalismo: constituíram um verdadeiro serviço público.


Gabriela Moita é co-responsável, com Júlio Machado Vaz, pelo programa “Estes difíceis amores” – programa de debate na NTV e agora na RTP, em que se fala recorrentemente de homossexualidade e de bissexualidade.

Há muitos amores difíceis, no contexto familiar, relacionados com pessoas homossexuais ou bissexuais.

A ideia fundamental que Gabriela Moita compreende, e que transmite de uma forma clara e inequívoca, é a de que o que dificulta esses amores não é a homossexualidade, mas sim a homofobia. Gabriela Moita vem assim recentrar a discussão sobre a homossexualidade, apresentando a homofobia como o tema que justifica uma investigação – quer sobre a sua origem, quer sobre a necessidade que muitas pessoas sentem em reproduzi-la.

E Gabriela Moita fá-lo na qualidade de psicóloga informada e lúcida, mesmo porque a evolução da ciência tem demonstrado bem o absurdo de qualquer preconceito e de qualquer discriminação em função da orientação sexual.

Gabriela Moita denuncia a hipocrisia e a homofobia generalizadas e contribui com inteligência, ciência, profundidade e sensibilidade para um país e para um mundo melhores.


ENTREGA DO PRÉMIO ARCO-ÍRIS

Gostaríamos de poder contar com a sua presença para a entrega pública desse mesmo prémio às duas laureadas, a realizar no próximo dia

·         20 de Novembro (quinta-feira), às

·         19h, no

·         Centro Comunitário Gay e Lésbico de Lisboa

Rua de São Lázaro, 88 (ao Martim Moniz)

1150-333 Lisboa

 
DEBATE — Media e Homossexualidade

A Associação ILGA Portugal aproveita esta oportunidade para convidá-l@ a estar presente nesse mesmo dia, local e hora para o

·         Debate intitulado “Media e Homossexualidade”.

Este debate contará com as presenças já confirmadas de:

·         Prof. Dr. Fernando Cascais (Dep. de Comunicação da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa);

·         Teresa Fragoso (Mestre em “Gender and the Media” na London School of Economics and Political Science).

A moderação do debate ficará a cargo do jornalista Sérgio Vitorino.

 
Associação ILGA PORTUGAL
Email: ilga-portugal@ilga.org
http://ilga-portugal.oninet.pt/
 
Estamos sediados no:
Centro Comunitário Gay e Lésbico de Lisboa
Rua de S. Lázaro, 88
1150-333 Lisboa
Metro: Martim Moniz
Autocarro: 100
Telefone: 218 873 918
Fax: 218 873 922
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: teclar em 28.nov.2003, 02:32:37
(artigo retirado do GLSPlanet)

EUA: Grupo vai lançar canal 24hs gay via celular

O grupo AEU anunciou que vai lançar no dia 15 de dezembro um canal gay com 24 horas de programação.
A rede chamada PrideNation Network, vai transmitir seus programas via celular e Internet.
Os programas vão incluir filmes, entrevistas, programas de culinária e de turismo.

O diretor da PNN disse que seu canal não é simplesmente um canal gay mas um pacote de entretenimento de alta tecnologia e revolucionário no mercado.

O canal poderá ser acessado de qualquer lugar onde estiver o público inclusive em viagens , quando ele poderá baixar seu programa gay favorito, até no avião.

A PNN é umaprodutora com estúdios em Palm Springs, EUA, e iniciou como emissora de rádio em 1998 e chega a produzir 70 mil horas de programas mensais.

Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: v em 03.dez.2003, 18:29:48
http://www.sun-sentinel.com/news/local/southflorida/sfl-lesbian1201,0,7157580.story?coll=sfla-home-headlines



Louisiana school punishes 7-year-old for talking about lesbian mother

A second-grader was scolded and forced to write "I will never use the word 'gay' in school again'' after he told a classmate about his lesbian mother, the American Civil Liberties Union alleged Monday.

According to the ACLU, which filed a complaint with the Lafayette Parish School Board, 7-year-old Marcus McLaurin was waiting in line to go to recess Nov. 11 at Ernest Gaullet Elementary School when a classmate asked him about his mother and father.

McLaurin responded that he had two mothers because his mother is gay. When the other child asked for explanation, McLaurin told him: "Gay is when a girl likes another girl,'' according to the complaint.

A teacher, overhearing the remark, scolded McLaurin, telling him "gay'' is a "bad word'' and sending him to the principal's office. The following week, the school required the boy to attend a behavioral clinic at 6:45 a.m., where he was forced to repeatedly write "I will never use the word `gay' in school again,'' the civil liberties group said.

A phone message left for James Easton, superintendent of Lafayette Parish schools, was not immediately returned Monday.

The ACLU claims that McLaurin's constitutional rights were violated by the school district.

"At the ACLU we often deal with schools that mistreat gay children and children who have gay parents, but this is beyond the pale,'' said Ken Choe, an attorney for the ACLU Lesbian and Gay Rights Project.

Joe Cook, executive director of the ACLU in Louisiana said the children and gay and lesbian parents ``have the same right as any other children to talk about their families.''

Although no suit has been filed, the ACLU demanded that the school remove all mention of the case from McLaurin's disciplinary record and apologize to the boy and his mother.

"I was concerned when the assistant principal called and told me my son had said a word so bad that he didn't want to repeat it over the phone,'' said the boy's mother, Sharon Huff. "But that was nothing compared to the shock I felt when my little boy came home and told me that his teacher had told him his family is a dirty word.''  
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 06.dez.2003, 17:31:21
mas isto não é um decentivo só que não se esqueçasa que homossexualidade é sinónimo de pedofilia, se bem que se eu tivesse 15 anos garanto que não ficava a ver navios...  ;D

Numa época em que muita gente está a ser discriminada por esta associação errada da homossexualidade à pedofilia e a ter mais medo de se assumir, o teu comentário até não dá assim tanta vontade de sorrir. Aliás nada. Mas não é tanto pelo comentário à situação actual, mas pelo "brincadeira irónica" no teu comentário.

Quanto à reportagem, como já disse antes... cada um tem a sua perspectiva e experiência. A tua é muito negativa e pessimista. Experiências boas também acontecem (e mais do que algumas as pessoas pensam e ainda bem).

Muitas vezes não damos oportunidade aos outros para nos supreenderem positivamente por um medo que nos põe mudos. É uma postura auto-derrotista (com as suas boas razões ou não).

A forma de mudar o mundo é a visibilidade. E o mundo precisa de nós também, não somos só nós dele.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Cactus_cute em 06.dez.2003, 19:26:47
pois.. devo concordar. oh pedrot, acho q ja te disse isto noutro sitio qq: usa pontuaçao! é um stress conseguir perceber o q queres dizer :-\
e depois de muito esforço qd se percebe, tb n é la mt agradavel :-\ devias esforçar-te p ver de vez em qd o lado positivo das coisas e das pessoas. nem tudo é mau, nem tudo é maquiavelico e planeado para magoar ou c vista a beneficio proprio unicamente.
qt a tua infeliz (na minha opiniao) consideraçao qt a homossexualidade vs pedofilia, acho q ja foi dito o suficiente, mas é sempre bom repetir: se somos nos proprios a puxar as sardinhas para a brasa de outros, nunca mais jantamos ::) mesmo q, como eu, n se goste de sardinhas ::)
n te eskeças q ha muitos casos de pedofilia em q mulheres estupram jovens rapazes, assim como ha casos de pedofilia em q os homens estupram jovens meninas... ha de tudo, mas da-se mais relevancia a pedofilia homossexual. alias.. so pelo facto de se aliarem estes dois termos na descriçao de alguma coisa, se prova q n querem dizer a mesma coisa, n?!
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: ana em 07.dez.2003, 13:43:28
Façam a aposta na educação sexual.
talvez ajude as pessoas agora em formação a construirem personalidades longe desse tipo de comportamentos.
Muitas vezes questiono-me que visão estarão as crianças hoje em dia a construir dos adultos que as rodeiam...
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: teclar em 08.dez.2003, 22:08:30
(artigo retirado da GlsPlanet, 2 dez 2003)

Latino-americanos produzem dicionário GLS

O primeiro dicionário gay da América Latina está sendo elaborado por um argentino, um brasileiro e um chileno previsto para março de 2004.
A trinca está trabalhando para definir o sotaque local de cada termo assocido a gays, lésbicas, travestis e transexuais.
Além disso, o livro pretende mostrar os mecanismos de discriminação ocultos na linguagem, de acordo com o argentino Flavio Rapisardi.

Rapisardi, que coordena a área de estudos sobre a cultura homossexual de um centro da Universidade de Buenos Aires, trabalha com o sociólogo brasileiro Carlos Figari e o psicanalista chileno Sergio Sepúlveda.

Rapisardi explicou que a idéia do dicionário surgiu da ambiguidade dos termos que se referem a gays: “Não há uma linguagem gay, mas uma gíria gay, uma gíria que tem duas faces: um mesmo termo pode ser usado como termo de identificação e com um sentido homofóbico”.

Eles querem que o dicionário seja uma arma contra a discriminação.

Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: teclar em 09.dez.2003, 21:53:14
(artigo retirado da GlsPlanet, 9/12/2003)

Governo ataca Igreja e defende exibição de vídeo Perdão

O Programa Nacional de Aids do Ministério da Saúde finalmente se pronunciou em relação à polêmica em torno do vídeo Perdão, da campanha publicitária da Campanha contra a AIDS no Brasil.
Em comunicado oficial emitido ontem, o governo condenou duramente a postura da Igreja Católica em relação à política de prevenção à Aids: "A Igreja está errada ao insistir que o preservativo não protege e pode estar cometendo mais um crime contra a Humanidade".

No fim do mês passado, a Arquidiocese do Rio entrou com uma representação no Ministério Público Estadual pedindo a instauração de um inquérito civil para impedir a veiculação do vídeo. Além de conseguir uma liminar que pro´[ibe a exibição do vídeo no estado do Rio de Janeiro, a Arquidiocese quer ainda que o Ministério Público apure se as entidades de prevenção à Aids estariam informando à população "quanto aos riscos de contaminação e de falhas dos métodos (de prevenção) utilizados".

A carta do Programa de Aids foi enviada na sexta-feira ao Ministério Público do Rio, que está analisando o pedido da Igreja e ainda não se pronunciou sobre a abertura de um inquérito. No texto, o ministério defende a exibição do vídeo, lembrando que a Constituição assegura "a livre manifestação do pensamento".

O vídeo foi exibido no programa de TV Fantástico em 9 de novembro, e provocou a ira dos religiosos ao relacionar a postura da Igreja de condenação do preservativo a seu posicionamento na Inquisição e no nazismo. O vídeo questiona: "Quanto tempo vai levar para que a Igreja peça perdão pelas vítimas da Aids?".

O texto da carta do governo sustenta que a Igreja erra ao lançar dúvidas sobre verdades científicas e, dessa forma, põe em risco a vida de pessoas.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: XATE em 10.dez.2003, 10:48:37
Queer Eye e Madame Satã entre indicados ao prémio da GLAAD

A Aliança Gay e Lésbica contra a Difamação(GLAAD) anunciou ontem os indicados ao XV GLAAD Media Awards, e criou uma nova categoria, a de reality-show, onde concorre evidentemente o novo sucesso da TV americana, Queer Eye for the Straight Guy.
Outros concorrentes em diferentes categorias são A Sete Palmos, que acaba de finalizar sua terceira temporada; Will & Grace; Angels in America, Soldier's Girl, do Showtime, e The Amazing Race, da CBS.

Já os filmes de grande circuito foram a decepção, com apenas dois indicados. Já ente os filmes de distribuição limitada houve bons candidatos, estando entre os indicados: Die Mommie Die! , Gasoline, o brasileiro Madame Satã, Mambo Italiano, e Yossi & Jagger.

Prémios especiais vão ser concedidos a Julianne Moore, Megan Mullally, Cherry Jones, John Waters, e Clive Barker.

E pela primeira vez foram criadas categorias em língua espanhola. As cerimonias de entrega dos prémios vão ser realizadas em Los Angeles, 27 de março; Nova Iorque, 12 de abril; e em São Francisco, em 5 de junho.

Veja todos os indicados abaixo:

FILMES - CIRCUITO
Bend It Like Beckham (Fox Searchlight Pictures)
Under the Tuscan Sun (Touchstone Pictures)

FILME - DISTRIBUIÇÃO LIMITADA
Die Mommie Die! (Sundance Film Series)
Gasoline (Strand Releasing)
Madame Satã (Wellspring Media Inc.)
Mambo Italiano (Samuel Goldwyn Films)
Yossi & Jagger (Strand Releasing)

SÉRIE DRAMA
Degrassi: The Next Generation (The N)
Nip/Tuck (FX)
Playmakers (ESPN)
Queer as Folk (Showtime)
A Sete Palmos (HBO)

SÉRIE COMÉDIA
It's All Relative (ABC)
Oliver Beene (Fox)
Reno 911! (Comedy Central)
Sex and the City (HBO)
Will & Grace (NBC)

EPISÓDIO INDIVIDUAL
"A Time to Hate," Cold Case (CBS)
"And Baby Makes Four," Girlfriends (UPN)
"Chapter Fifty-eight," Boston Public (Fox)
"Fallacy," Law & Order: SVU (NBC)
"Sleeping Lions," The Brotherhood of Poland, N.H. (CBS)

FILME OU MINISSÉRIE DE TV
Angels in America (HBO)
Cambridge Spies (BBC America)
Normal (HBO)
Soldier's Girl (Showtime)
Tipping the Velvet (BBC America)

REALITY SHOW
The Amazing Race 4 (CBS)
America's Next Top Model (UPN)
Boy Meets Boy (Bravo)
Queer Eye for the Straight Guy (Bravo)
The Real World/Road Rules Challenge: The Gauntlet (MTV)

DOCUMENTÁRIO TV
A Boy Named Sue (Showtime)
Brother Outsider (PBS)
Daddy & Papa (PBS)
Hope Along the Wind: The Life of Harry Hay (PBS)
School's Out: The Life of a Gay High School in Texas (MTV)

DRAMA DIÁRIO
All My Children (ABC)

TALK SHOW (EPISÓDIO)
"Alyn Libman," The Sharon Osbourne Show
"The Husband Who Became a Woman," The Oprah Winfrey Show

JORNALISMO TV (REPORTAGEM)
"The Death of Sakia Gunn," Live From the Headlines (CNN)
"Father Raymond: A Question of Faith and Identity," Nightline (ABC)
"It's In to Be 'Out,' " 20/20 (ABC)
"Not Fit to Fight," Primetime Thursday (ABC)
"Up Close: The Killing of Gwen Araujo," KCAL 9 News (KCAL, Los Angeles)

ARTIGO DE REVISTA
"Motherhood My Way" by Jacqueline Woodson, Essence
"The New Face of Gay Power" by John Cloud, Time
"One of These Men Used to Be a She" by Nanette Varian, Glamour
"Their True Selves" by Kade Collins and Samantha Lease, as told to Stephanie Booth, Teen People
"To be Young, Gifted, and Gay" by Farah Stockman, Honey

COBERTURA DE REVISTA
The Nation
National Catholic Reporter
Newsweek
People
Time

ARTIGO DE JORNAL
"Angels, Reagan and AIDS in America" by Frank Rich (The New York Times)
"For Gays, Secrecy in Love, War" by Patricia Ward Biederman (Los Angeles Times)
"Gays Feel Left Out of Morehouse Brotherhood" by Craig Seymour (The Atlanta Journal-Constitution)
"Same-Sex Unions Move Center Stage" by David Von Drehle (The Washington Post)
"Straddling Sexes" by Louise Rafkin (San Francisco Chronicle)

COLUNISTA DE JORNAL
Dave Ford (San Francisco Chronicle)
Ellen Goodman (The Boston Globe)
Ed Gray (Boston Herald)
Leonard Pitts Jr. (The Miami Herald)
Deb Price (The Detroit News)

COBERTURA DE JORNAL
The Boston Globe
Chicago Tribune
The New York Times
San Francisco Chronicle
USA Today

ARTIGO JORNALISMO DIGITAL
"Abuse and Neglect" by David Tuller, Salon.com
"Lives Less Ordinary" by Bryan Robinson, ABCNews.com
"Out at the Prom" by Julie Scelfo, Newsweek.MSNBC.com
"Out of Step" by Martha Brant, Newsweek.MSNBC.com
"Same-Sex Family Values" by Laura McClure, Salon.com

PROPAGANDA ELETRÔNICA
"Hotel Matrix," para Orbitz
"Marco: Independence," para The N
"Wedding," para Snapple

PROPAGANDA IMPRESSA
"Absolut Out," para Absolut
"R You Ready to Adopt a New Lifestyle?" para Chereskin

ARTISTA MÚSICA
Bitch and Animal, Sour Juice and Rhyme
Junior Senior, d-d-don't stop the beat
Meshell Ndegeocello, Comfort Woman
Peaches, Fatherf**ker
Rufus Wainwright, Want One

ANIMAÇÃO
The Authority (Wildstorm/DC Comics)
Catwoman (DC Comics)
Gotham Central (DC Comics)
How Loathsome (NBM Publishing)
Strangers in Paradise (Abstract Studio)

PEÇA DE TEATRO LOS ANGELES
Autumn Canticle
Blues for an Alabama Sky
Body of Faith
Miss Coco Peru Is Undaunted
Naked Will: The Portrait of W.H.

PEÇA DE TEATRO NOVA IORQUE: BROADWAY & OFF-BROADWAY
Avenue Q
Flesh and Blood
I Am My Own Wife
The Last Sunday in June
Taboo

PEÇA DE TEATRO NOVA IORQUE: OFF-OFF-BROADWAY
Auntie Mayhem
Bernadette and the Butcher of Broadway
Marga Gomez's Intimate Details
Say You Love Satan
To My Chagrin

RECONHECIMENTO ESPECIAL
Off the Roof (Mun2)


Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: indigo em 10.dez.2003, 14:03:04
Acabei de ouvir na TSF uma notícia acerca de duas lésbicas portuguesas que decidiram saír de Portugal e ir viver para o Canadá...
Isto  porque elas vão-se casar no póximo sábado, e uma vez que em portugal o casamento não é possivel... vão realiza-lo no canadá.
Esta notícia é avançada porque hoje é o Dia Mundial do Direitos Humanos!
Seria tão bom que todos respeitassem esta declaração... :(
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: cacao em 10.dez.2003, 18:25:01
Afinal ainda há esperança...

Two gay men from Bangladesh have won the right to have their refugee claim determined on the grounds that they cannot live openly as homosexuals in their home country, after a ground-breaking High Court decision.

It is believed to be the first time in the world that a court of final resort has been asked to consider a refugee claim based on sexual orientation. The result could spark similar claims in Australia and other countries.


The two Bangladeshis came to Australia in 1999 and applied for protection on the basis of fears they would be killed or harmed if they returned to Bangladesh.

http://www.smh.com.au/articles/2003/12/09/1070732212030.html

The decision: http://www.austlii.edu.au/au/cases/cth/high_ct/2003/71.html

Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: XATE em 15.dez.2003, 11:25:36
EUA: Escola recusa desculpas a filho de 7 anos de lésbica

Membros do conselho da escola Lafayette Parish decidiram que não vão pedir desculpas a Marcus, de 7 anos, que foi castigado por ter contado que tinhas duas mães.
Numa reunião fechada durante 4 horas o conselho chegou à conclusão que o menino não foi repreendido pela revelação, mas sim, por problemas de mau comportamento.

A escola só não especificou o problema que teria ocasionado a repreensão.

A mãe de Marcus, Sharon Huff, entrou em contato com advogados da ACLU (American Civil Liberties Union) ao saber que ele tinha sido castigado por contar que tinha duas mães e explicado o motivo: "Gay é quando uma mulher gosta de outra mulher."
Ele foi levado para uma sala e obrigado a escrever repetidamente que nunca mais iria usar a palavra gay na escola.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 16.dez.2003, 21:09:30
Prinz Tentada pelo Mundo dos Homens
Por JOÃO TOMÉ
Domingo, 14 de Dezembro de 2003

"A nossa campeã mundial Birgit Prinz: a primeira mulher num campeonato de homens?" Este era o título de um artigo do jornal alemão "Bild", na sua edição de quinta-feira, dando como "provável" a transferência para o Perugia -- equipa da serie A italiana -- de uma das jogadoras que ajudou a selecção alemã a conquistar o Campeonato do Mundo de futebol feminino deste ano. Uma mulher a jogar contra Rui Costa, Paolo Maldini ou Fernando Couto é o que se poderá verificar caso Birgit Prinz aceite a proposta, que a tornaria na primeira mulher a actuar na série A italiana, até aqui exclusiva dos homens.

"A Birgit sabe o que pode fazer, mas está um pouco céptica sobre a sua capacidade e condição psicológica quando comparada com os homens", referiu na passada quarta-feira Andreas Rink, o agente da atleta alemã. A jogadora que actua no campeonato feminino alemão pela equipa do Frankfurt ainda não decidiu, mas está intrigada com a oferta que foi feita pelo presidente do Perugia, Luciano Gaucci. O agente de Birgit Prinz, apesar de considerar a oferta interessante está preocupado, porque não quer arriscar a reputação da atleta: "No final, a Birgit vai ter de decidir se é uma proposta atractiva para a sua vida".

As dúvidas da atleta e do seu agente em aceitar o contrato devem-se essencialmente à reputação do presidente do Perugia que costuma contratar jogadores para fins publicitários. Na época passada, Luciano Gaucci contratou Saadi Kadhafi, filho do líder líbio. O jogador nunca actuou fora da Líbia e está actualmente suspenso por "doping". Victoria Svensson e Hannah Ljunberg, jogadoras internacionais suecas, já tinham sido contactadas por Gaucci para integrarem a equipa do Perugia, mas ambas recusaram a proposta. Svensson chegou a dizer em Setembro que as mulheres não conseguiam competir com regularidade contra os homens: "Simplesmente não conseguiríamos levar a melhor sobre defesas como Paolo Maldini e Alessandro Nesta". Quem tem uma opinião diferente da sueca é o presidente do Perugia, que acredita que vai contratar Birgit Prinz (que tem 1,79m de altura). "Desta vez deverá haver contratação, porque ela [Birgit Prinz] estava entusiasmada", explicou na quarta-feira, acrescentando que, na próxima semana, irão ser definidos os detalhes do acordo. "Espero que ela treine com a equipa do Perugia antes do Natal, assim já pode jogar em Janeiro", disse Gaucci.

Birgit Prinz foi a melhor marcadora do Mundial feminino -- disputado nos últimos meses de Setembro e Outubro nos EUA -- com sete golos, ajudando a selecção alemã a vencer a prova na final frente à Suécia. A jogadora já em 2002 foi a segunda classificada no "ranking" estabelecido pela FIFA, ficando atrás da norte-americana Mia Hamm.

http://jornal.publico.pt/2003/12/14/Desporto/D33.html
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: cacao em 17.dez.2003, 14:01:00
Pedofilia/Açores: cinco anos de prisão para ex-autarca
17-12-2003 12:57
PD  

Provado abuso continuado de menor de 12 anos. Absolvido do crime de suborno

O ex-presidente da Junta de Freguesia dos Fenais da Ajuda, ilha de São Miguel, foi hoje condenado pelo Tribunal da Ribeira Grande a cinco anos de prisão pelo crime de abuso sexual de crianças na forma continuada.

O Tribunal considerou provado que Carlos Dinis Melo abusou de um menor de 12 anos, mas absolveu o ex-autarca socialista do crime de suborno.

Carlos Dinis Melo, que exercia o terceiro mandato consecutivo na Junta de Freguesia dos Fenais da Ajuda, pediu a suspensão do mandato quando foi detido pelas autoridades, a 13 de Maio.

Carlos Dinis Melo era acusado de abusar sexualmente de dois irmãos menores quando tinham 11 e 12 anos até à sua detenção.

O ex-autarca socialista, 46 anos, exercia o terceiro mandato consecutivo na Junta de Freguesia de Fenais da Ajuda quando foi detido pelas autoridades policiais.

O julgamento, que decorreu no Tribunal da Ribeira Grande à porta fechada, iniciou-se em Novembro.

http://www.portugaldiario.iol.pt/noticias/noticia.php?id=156834
 
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: teclar em 20.dez.2003, 00:56:06
(16 Dez 2003, GLSPlanet)

EUA: Morre pioneiro do jornalismo gay

Um dos pioneiros do jornalismo GLS em todo o mundo acaba de falecer. Bob Ross morreu dia 10 de complicações relacionadas ao diabetes, aos 69 anos de idade, em São Francisco.
Ross era o editor do jornal Bay Area Reporter (BAR), um dos primeiros jornais gays americanos, desde 1971, quano fundou o BAR com o amigo Paul Bentley. Pelo jornal passou toda a história da comunidade gay, do movimento homossexual, do surgimento e expansão da AIDS e ainda hoje o jornal é um fonte de informações importante para os GLS de São Francisco.

Com grande influência na cidade, Ross ajudou a eleger Harvey Milk para o Conselho de Supervisores de São Francisco, em 1978.

Durante a fase crítica da epidemia da AIDS, Ross ajudou a mostrar o impacto da doença, em sua luta contra ela, publicando obituários com fotos das pessoas que morreram de AIDS a cada semana. Os obituários chegaram a ocupar mais de 2 páginas inteiras. Em 1998, foi a primeira vez em que a seção semanal não mostrou nenhum óbito relativo à doença.

Ross também era criticado, principalmente por ter apoiado Willie Brown para prefeito, ao invés do candidato gay Tom Ammiano, em 2002.

Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: teclar em 20.dez.2003, 01:01:30
(16 Dez 2003, GLSPlanet)

Divórcio de lésbicas causa polêmica nos EUA

Um juiz de condado de Iowa está sendo duramente criticado após garantir o direito de divórcio entre duas lésbicas que registraram sua união civil em Vermont.

O juiz Jeffrey Neary, do condado de Woodbury aprovou a separação de Kimberly Brown, 31, e Jennifer S. Perez, 26, mês passado, sem perceber que se tratava de um casal de mesmo sexo, segundo ele. Mas mesmo quando compreendeu o que tinha acontecido, ele decidiu manter sua decisão de conceder o divórcio às duas.
"Acho que vamos ver isto (o divórcio de uniões civis) periodicamente, e vamos ter que decidir como lidar com eles", o juiz declarou ao Sioux City Journal.

Iowa é um dos 37 estados americanos que proíbe o casamento de mesmo sexo. Mas Neary alegou que na Constituição dos EUA está expresso que os estados são obrigados a reconhecer as leis de outros estados.

Os políticos locais e o senador que representa Iowa não gostaram nada da iniciativa de Neary. Outros juízes no Texas e em Connecticut já rejeitaram pedidos semelhantes de casais GLS que haviasm registrado sua união civil em Vermont e queriam se separar.

Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: teclar em 20.dez.2003, 01:04:26
(17 Dez 2003, GLSPlanet)

EUA: Bispo quer se casar com companheiro

 O primeiro bispo gay da Igreja Episcopal, de New Hampshire, Gene Robinson, declarou que quer se casar com seu companheiro.
Robinson - que vive há 14 anos com Mark Andrew - disse que não se importa com a forma da união, seja ela casamento ou contrato de parceria civil.

Em entrevista ao jornal The Eagle Tribune ele afirmou: "Gays e lésbicas são cidadãos com direitos e deveres iguais às outras pessoas e devem ser reconhecidos como os outros casais. Não importa se o título é casamento ou união civil o fato é que o casal vive as mesma responsabilidades de uma relação e deve ter seus direitos respeitados."

Robinson disse que cabe a cada igreja
decidir se deve ou não abençoar casais gays.
A dele, em New Hampshire, celebra casamento entre pessoas do mesmo sexo há 7 anos.
New Hampshire possui ato de defesa do Casamento Defense of Marriage Act que veta especificamente casamento entre pessoas do mesmo sexo.

O casamento gay ainda tem um longo percurso nos Estados Unidos, onde o presidente Bush acabou de declarar que vai apoiar o movimento para defender o conceito do casamento, somente entre um homem e uma mulher e banir qualquer outra forma.

Depois de Vermont ter legalizado a união civil GLS e, principalmente a decisão recente da Suprema Corte de Massachusetts afirmando que o veto ao casamento gay é inconstitucional, a discussão do casamento gay vem emergindo em todos os escalões.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: teclar em 20.dez.2003, 01:08:30
(17 Dez 2003, GLSPLanet)

EUA: Casal gay processa site de adoção

Um casal gay da cidade de San Jose, na Califórnia, entrou ontem com processo contra o site de adoção de crianças Adoption.com, líder no assunto nos EUA, por discriminação. É que o site não aceita casais de mesmo sexo como potenciais pais de crianças.
O casal tomou como base a lei antidiscriminação existente na Califórnia, estado onde vivem, mas o site acredita que não tem porque seguir as leis da Califórnia já que sua matriz fica localizada no Arizona. Rich Butler e Michael Butler, que estão tão obstinados em ter um filho que já tem até um quarto para o bebê, completamente decorado, em casa, acreditamn que o caso não seja bem assim.

Especialistas de internet também garantem que, embora não esteja localizada no estado, a empresa Adoption.com é obrigada a reconhecer as leis do estado, já que faz negócios lá. Cerca de 20% dos 250 perfis de possíveis pais inscritos no site moram na Califórnia, de acordo com o processo.

O advogado da Adoption.com, Dale Gwilliam, declarou que a empresa se recusou a cadastrar o perfil do casal Butler porque pesquisas científicas teriam descoberto que as crianças se desenvolvem melhor em lares tradicionais, com pai e mãe presentes. No entanto, Gwilliam não especificou quais seriam estas pesquisas.

A própria Academia Americana de Pediatras já declarou oficialmente que casais de mesmo sexo não deveriam ser excuídos da possibilidade de adoção de crianças.

Os Butler estão juntos há 9 anos, tem uma casa linda e enorme, de quase 1 acre de extensão. O casal também está processando a empresa por propaganda enganosa, porque seu slogan é "Diversidade é a nossa Força".
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: cacao em 08.jan.2004, 16:35:20
Comité Olímpico Internacional Pondera Participação de Transexuais nos Jogos de Atenas

Por CATARINA LÁZARO
Quarta-feira, 07 de Janeiro de 2004
http://jornal.publico.pt/2004/01/07/Desporto/D01.html

Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Dido em 08.jan.2004, 16:41:34
cacao.. isso é algo polémico.. pq vamos a ver.. um homem que mude de sexo para mulher.. vai continuar a ter o msm corpo.. a msm massa muscular (se bem que com as hormonas altera bastante e tende em aproximar-se do feminino) estando msm assim em superioridade anatómica e fisiológica em cestas provas físicas.. em relação a uma mulher (portadora dos cromossomas XX) mas.. não sei.. assunto complicado este.. :-\
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: cacao em 08.jan.2004, 17:26:32
Não sei até que ponto é que no fim do tratamento hormonal continuam ou não a ter mais massa muscular. Quanto aos cromossomas, algumas mulheres não têm só XX, mas XXY ou outras combinações.

O pior dessa história toda é quando foram entrevistar o médico do comité olimpico português, Dr. José Espírito Santo, só disse calinadas!! Santa ignorância!
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Dido em 08.jan.2004, 17:39:24
Sim.. eu li o que escreveste sobre o sô dotiri no tópico frases e pensamentos.. e confesso que dei uma gargalhada.. com o seu conteúdo.. ::)

Bem.. quanto  ao participar ou não.. lá está.. a ciência é que te que avaliar até que ponto é que não se criará uma situação desfavorável.. tanto ara os outros que entram na competição como para o próprio transsexual.. ao ser discriminado.. ;)


Ps: eu falei nos ditos cromossomas xx.. apenas pq me pareceu estúpido referir-me a uma mulher que nasceu mulher.. chama-la "normal" em relação a uma pessoa que tenha mudado de sexo e que seja agora mulher.. confuso? lol vai tudo dar ao msm pq no fim de contas são ambas mulheres.. mas no que escrevi diferenciei.. pq se não.. o texo perdia o sentido.. :P
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: new_alien em 08.jan.2004, 20:39:25
 ::) Confesso que tb considero este tema um pouco polémico, pois acredito que um homem que mude de sexo ainda mantenha algumas das características com que nasceu, ficando em "vantagem" em relação às adversárias mulheres....E o mesmo se passa, no que diz respeito às mulheres que mudam de sexo, sendo estas, neste caso, que talvez se encontrem em desvantagem...

 ::)Mas que sei eu, e quem sou eu.... ;D

Só a título de curiosidade, já em 1932, nos J.O. de Los Angeles, uma Polaca, que se neutralizou Americana, ganhou todas as provas de velocidade, sendo considerada a melhor velocista da sua geração...e só com a sua morte, se verificou/descobriu, que ela era um ele perfeito... ::) E conseguiu esconder toda a sua vida!!  :P
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: teclar em 08.jan.2004, 23:55:11
(artigo retirado da GLSPlanet)

Grã-Bretanha: Ativistas GLS ganham título da Rainha

Um policial que ajudou a transformar a atitude da polícia britânica em relação aos gays e uma professora que sempre fez campanha contra as leis homofóbicas no país acabam de ser nomeados Membros do Império Britânico pela Rainha Elizabeth II. O título é uma das maiores honrarias concedidas aos civis na Grã-Bretanha.
Um dos ativistas gays que ganharam o prestigioso título foi o inspetor de polícia Paul Cahill, 32, entrou na Força Policial Metropolitana nos anos 90, quando ser policial gay era praticamente inaceitável. Ele ajudou a fazer com que a polícia chegasse ao estado atual, onde cada divisão em Londres tem um policial que serve de ligação entre a polícia e a comunidade GLS. Cahill é também presidente da Associação Gay de Polícia, atualmente com 1.000 membros.

Uma mulher também foi agraciada: Anne Patrizio, professora de Edimburgo, na Escócia, que sempre foi ativa nas campanhas contra leis homofóbicas, e lutou para que a polêmica lei conhecida pelo nome de Section 28, que proibia a discussão da homossexualidade nas escolas, fosse derrubada. Patrizia não é homossexual, mas é mãe de um adolescente gay: "Nosso filho soube que era diferente desde que tinha 6 anos de idade e isto é muito comum", disse Patrizia em entrevista à BBC. Patrizia, de 63 anos de idade, é a principal organizadora do grupo ativista Parents Enquiry Scotland, de parentes e amigos de homossexuais.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: tuixt em 09.jan.2004, 21:37:48
Richard Luscombe in Miami
Sunday January 4, 2004
The Observer

Some see it as the latest cool trend among girls in America's high schools. Others claim it is just teenagers doing what they do best - being rebellious. Either way, a wave of 'bisexual chic' is sweeping the United States.
Emboldened by such images as Madonna kissing Britney Spears and Christina Aguilera on a TV awards show, girls are proudly declaring their alternative sexualities at a younger age than ever before.
(...)
'For some, it may be what they really feel; others may be questioning themselves and their sexualities; and it's possible that some are doing it because they think it's chic. It doesn't necessarily mean these kids are sexually active, but they are learning about themselves, not just in their sexualities but in their lives in general. And that should only be encouraged.'
(...)
A recent study by the South Florida Sun-Sentinel revealed that many girls think this way. 'I liked the attention,' declared one 17-year-old, who admitted 'experimenting' with another girl because she liked the way her boyfriend reacted. 'He thinks it's fun.'
(...)
Images of lesbian or bisexual females in the mainstream media have played a part, some experts say. The Madonna-Britney clinch at last year's MTV Music Awards was constantly replayed, and the music of openly gay artists such as kd lang and the Russian duo Tatu can help to influence young people's minds.

História completa em: http://observer.guardian.co.uk/international/story/0,6903,1115646,00.html
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: tuixt em 09.jan.2004, 21:49:41
Comentários aceitam-se...

Mas eu acho sinceramente que muitos adolescentes pensam na homo/bissexualidade como uma moda! Talvez por ainda não terem as idéias definidas a nível sexual e sentimental. E como sempre, as gerações tiveram exemplos a seguir, e é isso que os jovens continuam a fazer hoje, com a história da Britney, Madonna, e Christina Aguilera. Pura estratégia de marketing, a qual odiei, posso dizer... [smiley=desconfortavel.gif]  Quem se desenquadra aqui é a KD Lang. Pode ser um ícone, mas isso já será para quem se tenha definido.

Mas basicamente, foi o que disse no início. E já tive uma experiência com um comentário deste género aqui há uns tempos. Estava-se a falar, e já não sei em que ponto se estava, e uma amiga minha disse "porque eles gostam". Não, ainda não assumi, por isso não pude contra-argumentar como gostaria. Que seria: "Não! É porque NÓS gostamos!"

Bem, Não sei se isto deveria estar num outro tópico, mas aqui ficou... Comecei a escrever, e olha...

PS:Bluejazz, hoje dei-me ao trabalho de ler os posts desde a data da notícia, por isso não está repetida! ;)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: teclar em 11.jan.2004, 22:35:27
(artigo retirado da GLSplanet)

t.A.T.u confessa: "Não é mais divertido interpretar lésbicas"   >:(

 Finalmente as meninas do grupo t.A.t.U confessaram a verdade: a de que são héteros.
Depois de iludirem o público GLS com cenas lésbicas, beijos e declarações em todos os jornais, agora elas vêm à público para dizer que tudo era uma jogada de marketing.
Segundo as informações do tablóide The Sun Lena Katina e Yulia Volkova têm namorados na Rússia e vão se separar (a dupla) este ano para seguir carreira solo.

Lena comentou que vai ser um choque para sua família e Yulia e adiantou seus planos de largar a imagem colegial para dar um novo rumo a sua carreira. Ela chegou a dizer: "Estamos muito cansadas uma da outra e interpretar cenas de lesbianismo não é mais divertido. "

Bem, quem não se divertiu nada com isso foi a legião de lésbicas que gastou tempo e dinheiro comprando o "produto".
As meninas do t.A.T.u ainda fizeram pior: qualquer benefício que poderia ter revertido para a imagem GLS ao mostrar a paixão entre duas belas lolitas saiu pela culatra ao instigar mais ainda o desejo de homens heterossexuais.
Agora então..

Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: xate em 13.jan.2004, 13:17:55
Não concordo nada contigo Cactus, não acho que a homossexualidade está na moda. Nem tão pouco descobriram agora que sexo vende. Acho que a explicação está mais, por exemplo em relação há dez anos atrás, e no geral, conseguimos ver uma maior abertura na mentalidade das pessoas, e porquê?


Uma maneira de "normalizar" as coisas é quando elas se tornam um hábito. Com o tempo, deixa de nos parecer "estranho" o que não estávamos habituados a "ver".

O que nos chama a atenção não é o que temos possibilidade de ver todos os dias, mas aquilo que nos surge como diferente, raro. Num mundo tão mediatizado, torna-se extremamente difícil alguem mostar algo novo, e acho que o que mais acontece é precisamente como estratégia de Marketing apelar para o que já existe, mas que apesar de tudo, não tem muita incidência.

E como exemplo, é inegável o sucesso de Mister Manson, e ele usa muito a sexualiadade para se evidenciar.

Outro grupo conhecido de todos nós, são os Rammstein, em cujos concertos fazem sessões de chuva dourada. E não acredito que todos aqueles jovens que gostam da sua música, sejam adeptos de tal prática, mas para serem aceites no grupo, se calhar passa por: é Cool ser diferente.


E esta é a minha humilde opinião.


Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Proust em 13.jan.2004, 14:48:59
Pois, acredito de facto que a homos. "não está na moda", apenas tem maior visibilidade, nomeadamente nos grandes centros, tais como Lx. Penso que tem a ver com a própria evoluyção das mentalidades, inclusive de nossa parte (homos.) que já não temos tantas preocupações e inibições em mostrar o que somos.
Por outro lado, os publicitários (ainda que bem pouco em Portugal..na minha opinião) perceberam das vantagens e proveitos económicos em dirigir directamente det campanhas para um público assumidamente gay..(nomeadamente as agências de viagem) ou desenvolvendo imagens de marketing mais implicitamente gay. Ainda que estejam quase sempre vocacionadas para um público masculino, esquecendo as lésbicas.
Lembro-me, designadamente, da quantidade de marcas que, em França, desenvolveram campanhas dirigidas aos gays, aqdo da organização do Europride em Paris há uns anos atrás (para além de patrocinadores oficiais). Inclusive os produtos mais improváveis, como o Évian...
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 13.jan.2004, 16:26:34
Comunicado de imprensa 12-01-2004

Discriminação nos realojamentos

Desumanidade e indiferença, rostos da política "social" da C.M.L.

As "Panteras Rosas" Associação de Combate à Homofobia - denunciam a complacência da Câmara Municipal de Lisboa face a uma situação de discriminação com base na orientação sexual que, por acção da autarquia, está prestes a culminar com o desalojamento de um agregado familiar sem condições de fugir à situação de "sem-abrigo".

A CML concluiu este ano o realojamento do bairro da Cruz Vermelha do Lumiar. Liliana Galinha é uma das poucas moradoras deste meio social degradado a não ter sido realojada. O motivo é que é menos comum: foi deixada para trás pelos seus pais na hora de mudar para a casa nova. A não aceitação da sua orientação sexual, já pretexto de maus tratos anteriores, levou a família a ilegitimamente recusar-lhe o direito de realojamento.

Em 2002, os pais de Liliana deixaram em segredo a casa degradada onde residia a família na Estrada da Torre, Quinta de Santo António, nº 1, junto à Escola C+S D. José I e que esta continua a ocupar, como desde que nasceu, embora hoje com a sua companheira. Voltar a viver com a sua família nestas circunstâncias não é uma hipótese viável. Mas com empregos precários e salários que rondam os 300 euros (60 mil escudos) mensais, também não é verosímil para o casal procurar um espaço para alugar.

A gravidade actual deste caso deve-se à CML, que pretende demolir o edifício com carácter de urgência. A demolição já antes foi adiada, mas desta vez, segundo o município, o tempo esgotou-se. O terreno foi alvo de uma expropriação amigável pela CML a um proprietário privado, com a condição expressa do realojamento das pessoas que ali habitavam, mas a autarquia não pretende oferecer ou sequer apoiar qualquer tipo de solução para o casal, que nem considera um agregado familiar. Ignorando a situação de violência e discriminação, a melhor sugestão do gabinete da vereadora da Habitação foi que apresentasse queixa-crime contra o seu pai para que este fosse forçado a aceitá-la de volta em casa da família (sem a companheira, claro). Para a CML, trata-se de demolir e fingir que não há vidas em jogo.

Desde Outubro de 2002 Liliana tentou fazer valer, junto da Câmara, o seu direito ao realojamento. Hoje, só pede que a casa onde reside possa ficar de pé por mais um período que lhe permita refazer a sua vida. Sem nunca ter recebido Liliana ou ter tido conhecimento dos seus rendimentos, a assistente social do Departamento de Gestão Social do Parque Habitacional da CML argumenta que recebe centenas de pedidos de casa diários e que esta não é das situações sociais mais graves. Argumenta ainda não ter responsabilidade sobre um caso de "desentendimento familiar", sem atender à discriminação que está na sua base.

Precisamente, a autarquia argumenta - por não ter sido esta a exercê-la directamente mas sim os pais de Liliana - que este não é um caso de homofobia. Para as Panteras Rosas", a atitude da CML é, na verdade, uma discriminação indirecta, em consonância com a recusa geral dos poderes públicos portugueses, ainda hoje, em admitir a sua responsabilidade na prevenção e combate à homofobia, como com outras discriminações. E explica porque temos tido conhecimento de um número significativo de queixas de casais homossexuais prejudicados nos processos de realojamento.

Não à demolição! Cumpra-se o direito constitucional à Habitação! Não à homofobia institucional!

Caso se mantenha a intenção da CML e se mantenha a data prevista para o avanço dos 'buldozers', faremos uma acção pública de resistência pacífica à demolição da casa onde reside esta família durante a manhã de quinta feira, dia 22, encontro às 8:45h frente à Junta de Freguesia do Lumiar.

Pelas "Panteras Rosas"
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: xate em 16.jan.2004, 16:25:56
 
   
 
 Lesbians get 30-year terms for child abuse
Patrick Letellier, Gay.com / PlanetOut.com Network
Thursday, January 15, 2004 / 04:26 PM

Today's Headlines
Protest follows Cirque to Orange County
Man severely beaten near Tucson gay bar
Lesbians get 30-year terms for child abuse
Court denies transgender marriage appeal
U.K.: Arrest warrant for Mugabe denied
 
 
 
PROMOTION
 
Search NewsSearch headlines by keyword(s):
 
e.g. domestic partnership,
Milwaukee, gay youth
 
Sort by:
 Relevance SortDate, Newest FirstDate, Oldest FirstHeadline Sort
 
 
 
Two lesbian mothers in Ohio were sentenced to 30 years in prison on Tuesday for the horrific abuse of their five sons.

Mary Rowles, 31, the biological mother of the boys, and her partner, Alice Jenkins, 28, pleaded guilty to charges that they beat, starved, locked the children in closets for months at a time, and forced them to eat human and animal feces.

"I have had cold-blooded murderers stand in front of me -- murderers, rapists, child abusers, burglars, drug traffickers. I would have to say that the two of you are perhaps the coldest, most unfeeling, least empathetic criminals I have ever seen," said Judge Patricia Cosgrove after sentencing the women.

Prosecutors showed jurors pictures of the 3-by-5-foot, urine-soaked closet where the boys were kept, as well as photos of a refrigerator packed with food, though the children were starving.

The abuse came to the attention of authorities when three of the malnourished boys, ages 8, 10 and 14, escaped from the home and were found wandering city streets last April. They told police they had been abused and forced to live in a closet.

The two mothers were arrested and charged with 55 counts of kidnapping, child endangerment, assault and other crimes. In October, both women pleaded guilty to all charges.

The boys have been placed in foster care along with their sister, 12, who was also living in the home but was not subjected to the same abuse.

One of the boys, a 10-year-old who is biracial, is reported to have suffered the most, including being kicked in the groin by Jenkins while she shouted racial epithets, according to a report in the Akron Beacon Journal.

"A story like this just ties my stomach up in knots, it's so appalling," said Gloria McCauley, director of BRAVO, an GLBT anti-violence project based in Columbus, Ohio.

"Just because somebody identifies as lesbian, gay, bisexual or transgender doesn't automatically confer on them the ability to be good parents or to be a good person," McCauley told the Gay.com/PlanetOut.com Network. "We move through the world with the same problems as every other group."

"Unfortunately, child abuse cases, even cases as disgusting as this one, are far too common," said Clay Allen, communications director at Childhelp USA, a child abuse prevention organization.

Allen said that approximately 3 million cases of child abuse are reported in the United States each year and that, on average, three children die each day as a result of abuse.



 
http://www.planetout.com/news/article.html?2004/01/15/3 (http://www.planetout.com/news/article.html?2004/01/15/3)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: cacao em 20.jan.2004, 13:45:12
Graciela Selaimen, Rits

“Diálogo entre os movimentos: romper barreiras e construir pontes”

Entre os desafios à integração e ao diálogo apontados pelos movimentos presentes, destaca-se a questão do machismo e da lógica patriarcal. O movimento feminista denuncia este machismo por parte do movimento gay – segundo Gina Vargas, os homossexuais masculinos ainda são machistas em relação ao movimento de mulheres. Alejandra Sarda reitera a afirmação de Gina: “Há atitudes misóginas entre os homossexuais masculinos”. A mesma denúncia se aplica aos movimentos dos trabalhadores. Para Gina Vargas, “os sindicatos têm que se reconstruir para reconhecer o movimento de mulheres”. Sunila vai além e afirma que “a despeito de todo o entendimento acerca da reprodução biológica, os membros do movimento dos trabalhadores e sindicatos não têm suficiente consciência social sobre seu papel no processo reprodutivo e sobre os direitos das mulheres, no âmbito privado. Quantos membros do movimento dos trabalhadores assumem sua parte nos trabalhos domésticos? Quanto tempo passam com os filhos? Quantas vezes eles olham para suas mulheres, mães, irmãs e as vêem como trabalhadoras, no lar?” Além desta questão, problemas relativos à violência contra as mulheres, discriminação e constrangimentos sexuais no ambiente de trabalho também devem ser colocados em foco, diz Sunila.

http://blogosocialportugues.blogspot.com/2004_01_01_blogosocialportugues_archive.html#107460240438265814
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: joão paulo (PG) em 22.jan.2004, 23:22:34
Lisboa: anti-homofóbicos queixam-se de agressão durante manifestação

 Três militantes da associação de combate à homofobia Panteras Rosas dizem ter sido agredidos hoje por três funcionários da Câmara de Lisboa quando protestavam contra a demolição de uma habitação na Quinta de Santo António. A Câmara Municipal de Lisboa agendou para hoje a demolição de algumas habitações precárias que resistem na Quinta de Santo António, no Bairro da Cruz Vermelha, uma das quais habitada por um casal homossexual. Por esse motivo, um grupo de cerca de uma dezena de militantes da Panteras Rosas manifestou-se hoje junto à Quinta de Santo António. Além dos três elementos que foram alegadamente arredados à força da porta da Quinta, um quarto associado da Panteras Rosas foi identificado pelos funcionários da câmara e pela polícia municipal, por se encontrar a fotografar. Sérgio Vitorino, membro da associação e do Bloco de Esquerda, disse à Lusa que a pequena concentração pretendia ser um protesto pacífico, não sendo por isso necessário o uso da força. Um dos membros do casal, Liliana, reclama o direito a uma habitação, depois de os pais a terem discriminado pela sua homossexualidade e de a terem abandonado quando receberam uma nova casa da autarquia. A câmara ter-lhe-á negado o pedido por não ter filhos nem agregado familiar, não reconhecendo por isso a sua companheira. Liliana afirmou ainda que hoje, minutos antes de uma escavadora ter dado início à demolição, um assessor da vereadora da Habitação lhe terá sugerido que "forçasse a entrada em casa dos pais", que se "separasse da sua companheira" e que "organizasse a vida como os casais normais".


Público OnLine (Portugal) 22 Jan 2004
 

Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: x-pressiongirl em 22.jan.2004, 23:27:48
ola pessoal, x-pression is back!  ;)
soube hoje k amanha, sexta 23 as 11h as "panteras Rosas" vao manifestar-se na Praça do Municipio, contra a homofobia por parte da Câmara Municipal de lx.
Gostaria k alguem me informasse (talvez tu, bluejazz, porque depois de ler o teu post aki percebi k deves saber) sobre este grupo, e se o ex-aequo esta a pensar juntar-se a eles (ou elas, nao sei) nesta mainfestação.
Saudações x-pressivas  8)
x-pressiongirl  :-*
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 22.jan.2004, 23:43:03
Toda a gente da rede ex aequo está convidada a participar nas iniciativas das Panteras Rosas, obviamente.

A manifestação de amanhã não foi divulgada ainda na mailing de membros/sócios da associação porque não recebemos nenhuma comunicação oficial nesse sentido (mas a de hoje foi divulgada 2 vezes).

Se alguém tiver um email com esses dados, por favor passe essa info para rede@ex-aequo.web.pt.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: ccss em 23.jan.2004, 09:29:26
Eu vi a reportagem na Sic sobre este casal, realmente é de lamentar as condições em que vivem......  Nem tenho palavras para descrever .......
 >:(   :(   >:(   :(   >:(   :(  
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 23.jan.2004, 10:07:32
Press Release --- 23-01-2004

HOMOFOBIA NA CML, DIZ A PANTERA

-- PANTERAS ROSAS PERMANECEM FRENTE À CML E REALIZAM ACÇÃO DE PROTESTO ÀS 11H DE HOJE, SEXTA-FEIRA, dia 23.

-- AUTARQUIA NEGA AGRESSÃO DE ACTIVISTAS POR FUNCIONÁRIOS DA CML. PANTERAS ROSAS FORMALIZAM QUEIXA-CRIME.

-- FACE AO CASAL LÉSBICO ONTEM DESALOJADO, UM ALTO RESPONSÁVEL DA CML DEFENDEU ONTEM O DIREITO À HABITAÇÃO SÓ PARA "CASAIS NORMAIS".



As "Panteras Rosas", associação de luta contra a homofobia, permanecem em protesto frente à Câmara Municipal de Lisboa, na Praça do Município, onde ontem se concentraram a partir das 15h após a agressão - já negada ontem pela autarquia - de que foram vítimas por parte de funcionários da CML que procediam à demolição de uma casa degradada no Bairro da Cruz Vermelha do Lumiar.

Pelas 11h de hoje, sexta-feira, dia 23, as "Panteras Rosas" efectuarão uma acção de protesto frente aos Paços do Concelho, exigindo que a Câmara Municipal cumpra o seu papel na procura de uma solução habitacional para o jovem casal lésbico que ontem desalojou, demolindo a sua casa degradada e lavando as mãos do facto de este ter sido vítima de violência doméstica e discriminação homofóbica pela respectiva família, vendo negado o acesso ao realojamento que lhe foi destinado pela própria autarquia.

Mais, exigimos explicações por parte do executivo camarário sobre as afirmações feitas no local por Gonçalo Moita, assessor da vereadora da Habitação da CML, que aconselhou o casal desalojado a separar-se e "noivar como os casais normais" para conseguir ver reconhecido o seu direito a uma casa. Tais declarações só podem significar que, de facto, a autarquia tem duplo critério, quando se trata de realojar famílias heterossexuais ou famílias homossexuais.

@s activistas das Panteras Rosas tentaram ontem realizarar uma acção SIMBÓLICA para denunciar a situação do casal, quando foram agredid@s por fiscais da CML ali presentes, sem motivo e sem aviso ou abordagem prévia, e com anuência da polícia municipal ali presente. Identificando-se falsamente como agentes policiais (com cartão de identificação e tudo), os funcionários da CML recolheram a identificação de activistas, confiscaram temporariamente uma máquina fotográfica e até detiveram temporariamente um membro das "Panteras Rosas", numa demonstração de prepotência ilegal.

Destas acções, as "Panteras Rosas" apresentaram queixa-crime na PSP por ofensas corporais, com vista à identificação dos indivíduos em causa, e responsabilizam moralmente a Câmara Municipal de Lisboa pela actuação dos seus funcionários.

A CML:

- nega inaceitavelmente a situação de homofobia familiar verificada neste caso, e fala de mero "desentendimento familiar";
- nega que o "desentendimento familiar" seja critério para desdobramento de habitação, mas tem-no utilizado como critério para os restantes casos;
- defende que a situação social do casal não é grave, mas durante um ano, e ainda hoje, este não conseguiu sequer ser recebido pela assistente social da CML para comunicar essa mesma situação;
- nega a um casal, por ser de duas mulheres, o estatuto de "agregado familiar";
- condena um jovem casal sem possibilidades económicas à situação de "sem-abrigo" no mesmo dia em que a vereadora da Habitação apareceu nos media cometendo a "boa acção" de oferecer 200 bilhetes para o teatro a pessoas "sem-abrigo". Que tal antes um casa?


Há homofobia na CML, diz a Pantera. E lembra: do boicote ao Festival de Cinema Gay e Lésbico de Lisboa à tentativa de abafar as comemorações anuais da comunidade gay, lésbica, bi e trans em 2003, o actual executivo da CML tem dado provas bastas desse mesmo preconceito. Só não sabíamos ainda que ia tão longe.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: indigo em 23.jan.2004, 14:25:00
Quando George Bush fala...   >:(

"...To encourage right choices, we must be willing to confront the dangers young people face -- even when they're difficult to talk about. Each year, about 3 million teenagers contract sexually-transmitted diseases that can harm them, or kill them, or prevent them from ever becoming parents. In my budget, I propose a grassroots campaign to help inform families about these medical risks. We will double federal funding for abstinence programs, so schools can teach this fact of life: Abstinence for young people is the only certain way to avoid sexually-transmitted diseases. (Applause.) ... :o

...A strong America must also value the institution of marriage. I believe we should respect individuals as we take a principled stand for one of the most fundamental, enduring institutions of our civilization. Congress has already taken a stand on this issue by passing the Defense of Marriage Act, signed in 1996 by President Clinton. That statute protects marriage under federal law as a union of a man and a woman, and declares that one state may not redefine marriage for other states.

Activist judges, however, have begun redefining marriage by court order, without regard for the will of the people and their elected representatives. On an issue of such great consequence, the people's voice must be heard. If judges insist on forcing their arbitrary will upon the people, the only alternative left to the people would be the constitutional process. Our nation must defend the sanctity of marriage. (Applause.)

The outcome of this debate is important -- and so is the way we conduct it. The same moral tradition that defines marriage also teaches that each individual has dignity and value in God's sight. (Applause.) ..."

Enfim... tem de fazer as pazes com o vaticano...  >:(
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: duncan em 24.jan.2004, 19:39:51
Christina Aguilera declara que prefere garotas e que queria beijar Britney


Christina Aguilera revelou ter maior interesse por mulheres que por homens e que gostaria de beijar Britney Spears. Ela contou ainda que Britney a deixou de lado no MTV Awards quando as duas beijaram Madonna. Entrevistada pela revista 'Zoo', ela também falou sobre seu piercing íntimo e falou que adora sexo casual.

- Acho mais excitante olhar para mulheres que para homens. Lamento, mas adoro experimentar com minha sexualidade – disse a cantora. - Eu beijaria uma garota de novo. A história com Madonna foi uma exceção, mas garotas são legais para beijar - legais e macias. Eu queria beijar Britney, mas ela não quis.

Quando o assunto foi sexo sem compromisso, ela revelou:

- Eu faço sexo casual, adoro sexo casual. Mas isso não significa que eu seja incapaz de manter minhas pernas fechadas.

Sobre seu piercing, ela comentou:

- É erótico ter um piercing num lugar em que a maioria das pessoas não teria coragem de fazer. Você escuta coisas como 'Oh, ele deve ajudar você a alcançar maior prazer sexual'. Pode ser, mas eu apenas o acho bonito. De fato, tenho recebido vários elogios por causa dele.

 
As informações são do site Ananova.com
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 26.jan.2004, 13:01:27
Panteras Rosas - Associação de Combate à Homofobia

Press Release 26-01-2004

Um tecto para Liliana!

- protestos retomam a partir de 2ª feira, todas as manhãs na Praça do Município
- CML inicia tentativas de intimidação

Após o interregno do fim de semana, já a partir  de segunda-feira, a associação Panteras Rosas -Associação de Combate à Homofobia - vai voltar a marcar presença todos os dias frente aos Paços do Concelho, entre as 8h e as 12h, em protesto contra a discriminação de que está a ser vítima um casal de lésbicas injustamente excluído do processo de realojamento do seu bairro e colocado na situação de "sem abrigo".

Apesar do impedimento legal de manifestação naquele local (a CML tem garantido forte e intrusiva presença policial), todos os dias por volta das 12h, as Panteras Rosas irão desenvolver acções e formas de manifestação criativas no local e não deixarão de marcar presença na Praça do Município até que, pelo menos, o caso tenha o único final feliz possível: a correcção da injustiça de que o casal está a ser vítima, com a atribuição de um tecto pelo município.

- Ao invés de sugerir que as vítimas voltem para o lar dos agressores;
- ao invés de pressionar tanto a nossa associação quanto o casal - como tem feito nos últimos dias através de expedientes nada éticos - para que cessem os protestos;
- ao invés de utilizar terceiros para nos comunicar a falsa pretensão da CML em reunir connosco para procurar uma solução, pressupondo isso o "acalmar", da nossa parte, dos protestos e da exposição mediática do caso;
- ao invés de insultar e desrespeitar quem já vive situação desesperada;
- ao invés de mobilizar a polícia municipal e funcionários camarários dia e noite para esquadrinharem o Bairro da Cruz Vermelha do Lumiar à procura do casal (como tem vindo a acontecer desde as 23h de sexta-feira, com objectivos que não descortinamos);
a CML deve perceber que a atribuição de um tecto é única atitude humana a tomar, e que tem que reconhecer e considerar, no processo em causa, a discriminação homofóbica e a violência doméstica continuada de que o casal foi vítima devido à sua orientação sexual. Ou não terão os poderes públicos responsabilidades pedagógicas no combate às discriminações?

As Panteras Rosas recordam à CML que para encontrar Liliana, basta usar o seu número de telefone, que a Câmara sempre possuiu, dignando-se a responder aos seus pedidos de audiência sucessivos de há ano e meio para cá, ou responder ainda ao pedido de audiência recebido há semanas da nossa associação pelo Gabinete da vereadora da Habitação, e que mantemos válido, por considerarmos ainda que qualquer solução para este caso terá sempre que ser encontrada em conjunto com o município.

Para encontrar Liliana é desnecessário, recordamos, mobilizar tantos recursos humanos da autarquia em horas extraordinárias e durante o fim de semana. Tal esforço de busca terá por fim tudo menos uma conversa civilizada, parecendo-nos antes uma inaceitável tentativa de intimidação do casal. Não precisamos de capangas, precisamos de diálogo!

As Panteras Rosas apelam a toda a sociedade civil, aos associativismos e movimentos sociais para que compareçam na Praça do Município, e também para que pressionem a CML a permitir que este casal veja reconhecido o seu direito constitucional à Habitação e o seu direito à livre orientação sexual.

Pelas Panteras Rosas,

Sérgio Vitorino (tm. 91 941 46 13)

NEM MENOS, NEM MAIS, DIREITOS IGUAIS!
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Azuth em 29.jan.2004, 11:03:14
Nigeria's Invisible Gays Pose Problems for Church, AIDS Workers

For a few hours on Sunday mornings, the Anglican cathedral of Lagos offers refuge from the sticky heat and unrelenting crowds choking Africa's largest city. Inside the stately gray building, fans push out sluggish air, as a congregation clad in pastel boubous and dark suits bends earnestly in prayer. An all-male choir muffles the screeching, skittering traffic outside. "Kyrie eleison," they sing. "Christe eleison." Lord have mercy.
Christ have mercy.

But mercy has its limits, it seems, when it comes to homosexuality. Home to the world's largest Anglican province, Nigeria is leading the resistance against accepting gays in the church.

The controversy, raised a notch with the November ordination of an openly gay New Hampshire bishop, exposes a deepening fault line between conservative Christianity flourishing in many developing countries and more liberal doctrines preached elsewhere. But it also underscores a long-standing intolerance of homosexuality in Africa, which carries very secular implications. In a continent where up to 30 percent of the population may be infected with HIV/AIDS, an apparently small but growing population risks being sidelined.

"I think homosexuality is becoming more rampant here," said Bisi Tugbobo, deputy country director of Pathfinder International in Lagos, a nongovernmental organization working to combat HIV/AIDS. "You hear about it. You read about it in the papers. But people don't want to talk about it. Not in the churches. Not in the mosques. Even some NGOs are reluctant to discuss homosexuality."

There is little outward evidence of Nigeria's gay community. Not on crowded city streets, or in public schools, where memories linger of the 2002 killing of a gay university student in northern Jigawa state. A fledgling gay rights group, Alliance Rights Nigeria, advertises no office address.
Reaching members by phone proved impossible. Those giving rare interviews to the press use pseudonyms.

Gays are certainly not welcome in Nigeria's 17 million-member Anglican church, whose primate, Archbishop Peter Akinola, condemned the consecration of the Rev. V. Gene Robinson as an openly gay bishop as a "satanic attack on the church of God."

Akinola severed relations both with Robinson's New Hampshire diocese and with a Canadian one last year for accepting homosexuals. Should the church formally split over homosexuality, 59-year-old Akinola--whose church has tripled in membership over the past two decades--is considered the likely leader of a conservative spinoff.

"Homosexuality is a deviation from the Scriptures," said Adebola Ademowo, archbishop of Lagos, in an interview at his spacious office near the cathedral. "And we are not alone in this belief. All the other denominations here are just enthused with our stance. They are praying with us."

But Kursad Kahramanoglu, the London-based secretary general of the International Lesbian and Gay Association, argues Ademowo and other conservative church leaders are paying a steep price for inflexibility.
"There are hundreds of thousands of lesbians, gays and bisexuals who also happen to be believers," Kahramanoglu said. "But they are staying away, not contributing to churches that say horrible things about them, their lifestyles and those they love. Both sides are losing."

As in many African countries, homosexuality is illegal in Nigeria, branded as a Western import or the work of black magic. Sodomy carries up to 14 years in prison here, although sentences are seldom meted out.

Only South Africa, with one of the world's most progressive gay rights statutes, stands as an African exception. But in neighboring Zimbabwe, President Robert Mugabe once branded gays "worse than pigs and dogs." On the steps of the Lagos cathedral, 32-year-old Obarou Adjarhu offered only a slightly more polite reaction. "The word of God says homosexuality is a sin," said Adjarhu, a salesman from Nigeria's capital, Abuja, as he emerged from a two-hour Sunday morning service. "Yesterday, today and forever. For a bishop or a person of that caliber to come out openly and say he's gay is a sin before God and man."

Nearby Patience Fehintola, 62, elegant in a tan dress and matching hat, agreed. "Homosexuality is a spiritual sickness," she said. "It needs first of all repentance and soul cleansing. I'm disappointed in the American Anglican community."

Such condemnations are echoed widely among both Christians and Muslims in Nigeria, a country where religion permeates everyday life. Dilapidated trucks stumble down the nation's pitted roads, painted with colorful, hopeful slogans. "Jesus is the Only Way," reads one collapsed hulk being pushed near the southern city of Calabar.

Farther east, football-sized prayer grounds line the highway outside Lagos, packing in thousands for righteous messages from evangelical preachers.
Even newspapers attack immorality. "We call on the Christian faithful here and elsewhere, to guard their loins against the wiles of the evil one," wrote The Daily Times of Nigeria of homosexuality in a recent "virtuality digest."

In the north, where a dozen states have adopted Islamic Sharia law, Sharia council head Hakeem Baba-Ahmed said accepting homosexuality "will lead to a further erosion of our accepted principles of morality."

Not surprisingly, Nigerian religious leaders beginning to preach HIV/AIDS awareness to their congregations generally shy away from discussing homosexuality. Nearly 6 percent of sexually active Nigerians, or roughly 4 million people, are infected with the virus. But the message coming from the Lagos cathedral and from most pulpits in Africa is abstinence. "The most important thing is to encourage people to live holy lives, lives of chastity," said Ademowo, the Lagos archbishop. "That should supersede any
other consideration."

AIDS activists list homosexuality as a minor variable in a tangle of
high-risk activities on the continent, starting with unprotected
heterosexual sex. But the very invisibility of gays poses a danger.
"They're the hidden face of the iceberg," said Dr. Elisabeth Szumilien of the Paris-based Doctors Without Borders, who works on HIV/AIDS issues in southern and eastern Africa. "We can't target homosexuals because we don't see them."

Out of sight, African homosexuals are also unable to shed new light on the virus as did their counterparts in the West. "By pushing these people underground, African countries lose the chance to learn from homosexuals," said Kahramanoglu, of the international gay association. "And in the case of AIDS, ignorance equals death."

http://www.beliefnet.com/story/139/story_13925_1.html (http://www.beliefnet.com/story/139/story_13925_1.html)



Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Azuth em 29.jan.2004, 11:15:31
World's first gay farm

Russian gay rights activists are planning to set up the world's first
gay-only communal farm.

Activist Valery Klimov, from Nizhny Tagil, central Russia, told local paper Gazetta that gay men and lesbians would live on the farm and form a self-sustaining community.

The farm will breed cattle and produce dairy and vegetable products.

Klimov said: "It will be up and running from January 2005 in the Sverdlovsk region. Only people of non-traditional sexual orientation will work on the farm."

He said he did not yet know how big the farm would be or how many workers it would need.

http://www.ananova.com/news/story/sm_860233.html (http://www.ananova.com/news/story/sm_860233.html)

Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Azuth em 31.jan.2004, 20:58:21



After condemning safer sexual practice, the Vatican has the gall to attack the big pharmaceutical companies (see below) over the prices of their anti-retroviral drugs. I'm not denying that Big Pharma needs all the bashing they can get - a bigger bunch of money-sucking, unprincipled utter scum is difficult to find even in the murky waters of the corporate world. But the Vatican on the attack, showing they care about HIV/AIDS when their ministers are actively teaching in Afirca and elsewhere that using condoms is sinful. They also teach that the HIV virus can pass through the latex of the condoms - wow what science have they been developing in their purple environs, has the pope been smoking too much incense. Yuck - it sickens me to the core.
Dinyar
 ------------
 Vatican condemns Aids drug firms
 
The Vatican has spoken out against pharmaceutical companies which make huge profits from anti-Aids drugs.
 
A senior prelate accused companies of allowing millions of children to die by denying them life-saving drugs purely for reasons of cost.
 
Archbishop Paul Cordes, who heads a Roman Catholic charity organisation, spoke at a news conference to mark a seasonal message by Pope John Paul II.
 
The theme of the Pope's message this year is hardships faced by children.
 
t focuses on Africa, where millions more are set to die from the Aids
pandemic.
 
 'Scourge'
 
The papal message, issued to mark the annual Lent period of fasting and penitence, asked: "What... of the tragedy of Aids and its devastating consequences in Africa?"
 
"It is said that millions of persons are now afflicted by this scourge,
many of whom were infected from birth.
 
"Humanity cannot close its eyes in the face of so appalling a tragedy."
 
Archbishop Cordes called on international pharmaceutical companies to offer cheaper drugs to the neediest.
 
"These children are dying because they don't have medicine," he said.
 
"There should be public pressure to convince drugs companies to lower the prices of drugs to treat the victims of Aids."
 
'Moral issue'
 
His view was echoed by Father Angelo D'Agostino, a Jesuit priest who runs an Aids orphanage in Nairobi. He said 400 people died of Aids every day in Kenya alone, while in Europe and North America it was no longer a fatal disease.
 
"Why the difference? It is the genocidal action of the drug cartels who refuse to make the drugs affordable in Africa even after they reported a $517bn profit in 2002."
 
It was a moral issue which showed lack of social conscience on the part of the international drug manufacturing companies, he added.
 
The Vatican is calling upon the world's Roman Catholics to help fund the fight against Aids.
 
A special Vatican postage stamp is being issued, the proceeds from which will go direct to support the Kenyan orphanage.
 
The Pope's message also urged Catholics to defend children from all forms of exploitation and violence by adults, including sexual abuse, forced prostitution, involvement in drug trafficking, forced combat and organ trafficking.
 
It did not mention a recent sex abuse scandal in the United States, where several bishops have resigned and hundreds of priests have been suspended.
 
Story from BBC NEWS:

http://news.bbc.co.uk/go/pr/fr/-/2/hi/europe/3442217.stm
 (http://news.bbc.co.uk/go/pr/fr/-/2/hi/europe/3442217.stm)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Azuth em 10.fev.2004, 08:32:02
Casal de pinguins gays tem filhote em Zoo de Nova York  
Roy e Silo são dois pinguins machos que formam um casal e são uma das grandes atrações do zoológico do central Park em Nova York. Há seis anos eles estão juntos em uma relação monogâmica e fazem muito sexo.

Os veterinários já tentaram oferecer fêmeas aos dois, mas eles as recusaram.

Na falta da possibilidade de um ovo para procriarem os dois colocaram uma pedra e ambos a estão chocando. Os veterinários decidiram lhes dar um ovo para ser chocado e após 34 dias, nasceu Tango, uma filhote que está sendo cuidado com todo carinho pelo casal.
 

 
Fonte: Mix Brasil
Data: 09/02/2004
 
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Azuth em 10.fev.2004, 08:33:25
Gays vão poder adotar na condição de casal na Catalunha

O governo da Catalunha, em Barcelona, declarou ontem sua posição a favor de legalizar a adoção por casais homossexuais, a exemplo de outras 17 regiões autônomas espanholas.

Na Catalunha já existe direito a adoção no caso de um homossexual, mas não a GLS na condição de casal.
O parlamento catalão deverá aprovar a lei porém com modificações provavelmente por partidos de oposição ao governo (conservador) como também pela análise das leis de adoção GLS que já existem em 3 regiões, Navarro, Aragão e País Basco.

 
Fonte: GLS Planet
Data: 09/02/2004
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Azuth em 10.fev.2004, 08:35:51
Casamento gay em massa agita Nova Zelândia

Um "casamento" gay em massa agitou a capital da Nova Zelândia este final de semana. O evento aconteceu em apoio a uma lei de parceria civil GLS que vai ser votada em breve no Parlamento do país.
Seis casais gays fizeram seu compromisso diante de uma platéia de 10 mil pessoas (na foto um dos casais, Thanit Wongsomboom e Bruce Groves). A cerimônia aconteceu no maior festival GLS do país, o Big Gay Out, em Auckland.

Pela nova lei de união civil, os casais homossexuais "de fato" vão passar a ter os mesmos direitos dos casais tradicionais legalmente casados.

A própria Primeira-Ministra da Nova Zelândia, Helen Clark, foi ao evento para dizer que a nova lei vai ajudar a acabar com a discriminação com base na orientação sexual e na identidade de gênero.


 
Fonte: GLS Planet
Data: 09/02/2004
 
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 11.fev.2004, 12:22:01
JN11/02/04

Não conseguimos respeito, só tolerância

homossexualidade COGAM, estrutura da comunidade gay de Madrid, está presente nas listas da Izquierda Unida para as eleições espanholas

Arnaldo Gancedo nasceu no Rio de Janeiro, Brasil, fala um óptimo Castelhano e não tem dúvidas. "Cerca de 70% da população está de acordo em que os homossexuais tenham exactamente os mesmos direitos de qualquer outro cidadão, excepto a possibilidade de adopção. Isto é um pouco fictício, tem muito de pose. Está na moda falar bem da homossexualidade; o que está 'out' é ser homofóbico. Ok, tem alguma importância, mas significa apenas uma coisa: não conseguimos respeito, só tolerância".
O presidente do Colectivo de Lesbianas, Gays, Transexuales y Bisexuales de Madrid (COGAM) - cargo que ocupa desde o passado dia 28, quando a anterior titular, Boti García Rodrigo, anunciou a candidatura, pela lista da Izquierda Unida (IU), às eleições de 14
de Março - salienta que a homofobia "é transversal a todas as classes", ressalvando que, "obviamente, as perspectivas divergem consoante o meio seja rural ou urbano. As pessoas do centro de Madrid estão habituadas aos comportamentos homossexuais", disse, ao JN.
A referência à localização geográfica não é negligenciável. Isto porque a sede de COGAM fica em Fuencarral, rua principal de um dos bairros mais centrais da capital espanhola e o que alberga grande parte da comunidade gay da cidade. Chueca é uma "ilha".
A presença de Boti Rodrigo como número seis da IU por Madrid é a "consequência do diálogo que temos tentado manter, desde sempre, com todos os partidos, no intuito de surgirem gays nas listas eleitorais", refere Gancedo. Porém, "não queremos funcionar como lobby, que é do que a Igreja Católica nos acusa, somente nos interessa ser parte integrante e activa da sociedade".
Com ligações à IU e ao Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE) - para as eleições regionais - no currículo, falta, dos principais partidos, apenas parcerias com o Partido Popular (PP), actualmente no Poder. "Estás a ver por que é que nunca houve nenhuma colaboração, não estás?", lança, a par de um sorriso de orelha a orelha. Não houve tempo para a resposta. Arnaldo: "Eles têm uma base católica com muito peso. No entanto, consta que há quem, dentro do PP, concorde com a obtenção de certos direitos por parte dos homossexuais, mas a igreja pressiona e..." "Até porque há gays e lésbicas de Esquerda e de Direita", apressa-se a acrescentar.
Gerir o condomínio
De qualquer forma, o líder do COGAM classifica Madrid como uma "boa cidade para se ser homossexual, uma excepção no contexto do Sul da Europa. Por exemplo, Lisboa, onde vou com frequência, tem muito menos força. Pior ainda é Roma. Além de Madrid, para ver pessoas do mesmo sexo beijarem-se na rua, tem de se ir a Paris".
E Chueca? O bairro é a "terra prometida"? "É o único local da cidade onde somos um pouco respeitados, não apenas tolerados", frisa. "Fui eleito para gerir o condomínio do meu prédio, independentemente de ser gay. Vou de mão dada com
o meu namorado e nem sequer aos mais velhos faz impressão. Se alguém se ri, é porque não é de Madrid".
Todavia, as virtudes de Chueca não ocultam certas falhas, a começar, precisamente, pela excessiva visibilidade do bairro. "Criou-se o efeito 'bolha' - temos tudo, conseguimos tudo e pronto. Mas não é assim. Fora do centro, ainda há muita discriminação, cujo choque nos chega muito atenuado. Esse é o pior efeito do ambiente daqui".
Por outro lado, "os gays homens continuam a ser misóginos, em resultado da educação que tiveram", adiciona à lista negra dos "pecados" da comunidade homossexual madrilena.
O COGAM funciona, essencialmente, como estrutura de apoio às minorias sexuais de Madrid, recebendo, por conseguinte, solicitações sobremaneira heterogéneas. "Há quem chegue aqui e diga: 'quero ajudar, que posso fazer?'" Contudo, e previsivelmente, os pedidos de auxílio ultrapassam as ofertas de colaboração."Há variadíssimas situações. Por exemplo, muitos jovens vêm aqui porque, nas primeiras vezes, é muito difícil a comunicação na atmosfera de uma discoteca ou de um bar; há problemas de sociabilidade e de timidez e, mesmo, desconhecimento de certos padrões de comportamento", elucida.
Complementarmente, o COGAM "estabeleceu um convénio com advogados, psicólogos e outros agentes para a resolução de assuntos mais específicos".
"Sabes, daqui a pouco, vou dar uma entrevista ao 'Liberation'", confidencia Arnaldo Gancedo. Despede-se com o mesmo sorriso imperturbável. "As pessoas de Chueca já não se importam de ser fotografadas".
Na rua, flores, cães com penteados de Quinta Dimensão, estafetas com a pressa do costume e relações multicolores ocupam a respiração do bairro.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Azuth em 13.fev.2004, 09:42:27
Homossexualidade real causa polêmica na Turquia
A orientação sexual do rei Attalos II está causando polêmica na Turquia, mesmo 2000 anos após sua morte. O soberano de Pergamo, reino que teve o auge de sua influência na região do mar Egeu dois séculos antes de Cristo, fundou a cidade de Antalya, na atual Turquia, cujo prefeito quer homenageá-lo com uma estátua na praça principal.

Organizações nacionalistas se opõem por acreditarem que o sultão Seldjoukide, que tomou a cidade em 1207 deveria ser o objeto de tal homenagem. Agora usaram o fato dele ser homossexual como justificativa para cancelar a instalção do monumento, que já havia causado celeuma anteriormente. Attalos II foi retratado nu, o que detonou a ira de muçulmanos mais radicais. Uma minisaia foi acrescentada à estátua.

O prefeito do balneário Bekir Kumbul cometeu um ato de puro preconceito ao defender a inauguração da estátua. “ Attalos é muito importante para nossa história e algumas pessoas querem atacá-lo dizendo que era homossexual por causa das eleições municipais, que acontecem em março. Mas isso não é verdade. Ele não era um perverso”.
 

 
 
Fonte: Mix Brasil
Data: 12/02/2004
 
 
 
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 16.fev.2004, 13:59:04
Euro 2004: «Gays» querem acolher turistas
15-02-2004 18:49
Portugal Diário  

Comunidade homossexual do Porto prepara guia e campanha sobre sida

 

 

 

A comunidade gay do Porto está a preparar um programa de «acolhimento» aos turistas que visitarão a cidade durante o Europeu de futebol Portugal2004, incluindo um guia de estabelecimentos do chamado «comércio rosa» e uma campanha de prevenção contra a sida.

João Paulo, editor do site «Portugalgay» e responsável pelo lançamento do guia, adiantou hoje à Lusa que este panfleto incluirá mais de 15 espaços da cidade dedicados ao mundo homossexual, incluindo bares, discotecas, restaurantes, lojas e serviços «gay-friendly».

«O objectivo é permitir a qualquer turista que venha ao Porto, seja português seja estrangeiro, contactar com este universo se assim o desejar», explicou João Paulo.

«Num ano em que a cidade será particularmente frequentada por estrangeiros, devido ao Euro2004, consideramos que este guia se torna particularmente útil» acrescentou.

O panfleto deverá ter uma tiragem de 20 mil exemplares e será distribuído por vários locais, incluindo, se os pedidos do Portugalgay forem aceites, em pontos institucionais como os serviços de turismo da Câmara do Porto.

O próprio guia trará várias frases de sensibilização sobre os riscos de transmissão da sida, um tema que será transversal, segundo adiantou João Paulo, às outras iniciativas previstas pelo «Portugalgay» durante o Europeu.

Essas medidas ainda estão a ser estudadas, dado implicar a participação de vários outros sectores da comunidade homossexual, mas poderão incluir a realização de uma festa de boas vindas no dia de arranque do Euro2004, no Estádio do Dragão, que a 12 de Junho recebe o jogo de abertura, Portugal-Grécia.

Está ainda a ser estudada a realização de debates ou encontros de reflexão sobre as ligações entre os mundos do desporto e da homossexualidade.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 16.fev.2004, 14:00:05
Sexta-feira, 13 de Fevereiro de 2004 (12:58:12)
www.acabra.net

Não te prives comemora aniversário

Hoje, na Casa Municipal da Cultura, o Grupo de Defesa dos Direitos Sexuais - não te prives, comemora mais um aniversário com um conjunto de seminários e actividades que procuram descobrir a influência dos nossos sentidos na percepção do corpo e da sexualidade.

A Associação não te prives – Grupo de Defesa dos Direitos Sexuais realiza amanhã , dia em que comemora mais um aniversário, um conjunto de actividades intituladas "Em busca dos Sentidos, Sexismo e Homofobia" .

Estas actividades remetem para os cinco sentidos e para a forma como estes interferem na percepção que temos do nosso corpo e da nossa sexualidade.

As festividades contam com Seminários que incluem um debate final com o público. A manhã começa cedo com: "Para abrir os sentidos…" que promete juntar em debate alguns dos orgãos mais importantes da cidade.

À tarde vão poder escutar-se alguns testemunhos em : "Ouvindo as histórias do activismo". O jantar, temático, surge sob o sugestivo nome de "os sabores do desejo". A partir das 23h começa um momento cultural entre a festa, o espectáculo de tranformismo e a música ao vivo.


"Não vai ser um seminário clássico"

Paulo Jorge Vieira, membro do “não te prives”, define este seminário como “uma reflexão sobre a sexualidade em torno dos cinco sentidos”. Contudo, sublinha que “não é um seminário clássico”, estando reservadas para os presentes “algumas pequenas surpresas”. Apesar das inscrições já terem encerrado, “as pessoas podem aparecer, mesmo sem estar inscritas”.

Paulo Vieira considera este aniversário um ponto de viragem, pois é “o primeiro em que se vai realizar uma festa pública”, além de marcar também a abertura do site do grupo, em www.naoteprives.org.

As actividades do grupo para 2004 incluem, no dia 8 de Março, um seminário sobre o preconceito na linguagem, comemorando o dia internacional da mulher, a participação numa acção europeia da Marcha Mundial de Mulheres, em Vigo, a 22 e 23 de Maio e algumas actividades em torno dos direitos humanos, no mês de Dezembro. Para Setembro, fica reservada “uma surpresa”.

Vítor Aires
Rita Delille
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: teclar em 22.fev.2004, 12:00:20
(16/02/2004, artigo retirado da GLSPlanet)

Roma: 1800 casais GLS se beijam pelo direito à parceria civil

Mil e oitocentos casais homossexuais se beijaram em frente à embaixada da França em Roma no Dia dos Namorados em um movimento pela introdução do PACs, parceria entre casais do mesmo sexo similar ao existente na França, no país.
A idéia do movimento Kiss2PACs organizado pelo grupo ativista italiano Arcigay de chamar a atenção das autoridades pelos direitos GLS deu certo e quebrou o recorde do Canadá, quando participaram 1588 casais.

Ativistas italianos mostraram com o ato a necessidade de aprovação de uma lei que conceda direitos a casais que não podem usufruir das vantagens do casamento concedido aos heterossexuais.

O deputado Franco Grillini, autor do projeto de lei da parceria civil no parlamento italiano, protestou pelo direito das pessoas ao casamento e alertou que a sociedade não pode ignorar a existência desta forma de união.


Austrália autoriza golfista transexual a competir como mulher

 Uma transexual(MTF) foi autorizada a participar pela primeira vez na história do golfe a disputar como mulher em um compentição profissional na Austrália.
"Este é um sonho para mim. Eu jogo golfe desde os 8 anos mas me tornei profissional em agosto do ano passado" disse,Mianne Bagger de 37 anos.
Ela admite que ainda enfrenta resistência de outras atletas para aceitar sua mudança de sexo, mas a maioria é complacente.
Mianne se submeteu à cirurgia em 1995 após dois anos de terapia hormonal.

Porta-voz da federação de Golf feminino da Austrália comentou que a entidade aceitou a transexual após ter acompanhado sua evolução como atleta e desde 1990 iniciu uma política de aceitação a Mianne, permitindo que ela disputasse no campeonato amador do Sul da Austrália.

"Mianne jogou durante anos em campeonatos de amadores onde não há regras contra os transexuais, por isto, não há motivos para a federação profissional agir de modo diferente", resumiu.


Espanha: Primeiro caso de adoção por casal de lésbicas

O Juizado de Família de Pamplona, Espanha, concedeu pela primeira vez o direito a adoção para um casal de lésbicas.
O caso foi julgado dia 13 de fevereiro resultando na concessão de direito sobre duas crianças gêmeas à companheira da mãe biológica, segundo comunicado da Federación Estatal de Lesbianas, Gays, Transexuales y Bisexuales - FELGT.

Desta maneira ambas as mulheres passam a ser legalmente mães das crinças concebidas através de inseminação artificial.

É a primeira vez que acontece uma decisão de adoção em favor de um casal de lésbicas na Espanha e pela qual, não cabem recursos contrários à causa.

A FELGT considera este um momento histórico onde se abre uma porta para uma lei que ampare os direitos dos casais homossexuais com filhos.

“Espero que isto sirva para que os políticos compreendam que há milhares de casais GLS educando crianças cujos direitos não podem ser ignorados. Nossos filhos têm direitos a mesma proteção que os que crescem em lares heterossexuais. " complementa a presidência do gruopo, Beatriz Gimeno.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: teclar em 22.fev.2004, 12:07:33
(19/2/2004, artigo retirado da GLS Planet)

Portugal quer atrair turistas gays que vão à Copa Euro2004

Portugal quer atrair os turistas gays que vão ao país para a copa de futebol Euro2004. E a iniciativa partiu da própria comunidade gay da cidade do Porto, ao norte do país.
A campanha vai incluir um guia de estabelecimentos do chamado "comércio rosa" do Porto, mais de 15 espaços da cidade dedicados ao mundo homossexual, incluindo bares, discotecas, restaurantes, lojas e serviços "gay-friendly", e ainda uma campanha de prevenção contra a Aids.

O guia vai ter uma tiragem de 20 mil exemplares e o objetivo é possibilitar aos turistas portugeses ou estrangeiros que estiverem na cidade para a Copa de futebol tomarem contato com os locais GLS. O próprio guia trará várias frases de sensibilização sobre os riscos de transmissão da Aids.

O campeonato Euro2004 vai ser realizado em meados deste ano. Os ativistas também querem dar as boavindas aos turistas em pleno estádio onde vai ser realizada a partida de abertura da copa, PortugalxGrécia.

Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 26.fev.2004, 11:58:07
Portugal tem potencial na «Economia Criativa»
Estamos a perder talento
   
As boas notícias de um estudo divulgado hoje no Reino Unido são que Portugal tem potencial para triunfar na era da «Economia Criativa». Quem o diz são os investigadores Richard Florida e Irene Tingali no relatório «Europe in the Creative Age», que é publicado pelo «think-tank» britânico, Demos. Neste estudo, Portugal aparece em 3º lugar (a seguir à Irlanda e à Finlândia) num índice que inclui 14 países europeus e os Estados Unidos.

(...)

Em relação ao Índice Tolerância (que se refere a questões como atitudes relativamente à emigração, ao divórcio, ao nacionalismo, aos direitos das mulheres, e aos homossexuais), Portugal surge em último lugar, a seguir aos Estados Unidos.

(...)

Eunice Goes, correspondente em Londres
 
08:51  17 Fevereiro 2004  

http://online.expresso.pt/interior/default.asp?id=24742782
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 26.fev.2004, 12:22:12
Quarta-feira, Fevereiro 25, 2004
Prova Oral

Car@s blogayr@s fomos chamad@s a intervir! O programa Prova Oral da Antena 3 amanhã terá como tema a Homossexualidade, ou de forma ainda mais abrangente, as estórias de atracção (física e intelectual) por pessoas do mesmo sexo, dizem até que a moda actual é a bissexualidade, vejam o exemplo de alguns blogs que proliferam na rede. Hmmm interrogo-me se o meu e-mail que foi para o ar há 2 dias atrás, teve alguma influência nesta escolha... Bom pessoal, 'tá tudo a encher a caixa de correio do programa (provaoral@rdp.pt) com as mais lindas estórias de amor, ou os mais divertidos engates de uma só noite.. vale tudo! Se preferires deixa a sua estória no sistema de comentários do blogue ou liga para o programa através do 800 25 33 33, chamada gratuita. Podes deixar uma mensagem no voice mail durante o dia, ou ligar em directo entre as 19:00 e as 20:00 de amanhã. Participa como quiseres, mas participa mesmo! Visibilidade companheir@s, visibilidade...

A frequência da Antena 3 na tua região aqui.

# publicado por Boss @ 21:33

http://renaseveados.blogspot.com/
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: VirginiaWoolf em 27.fev.2004, 19:34:34
Os casamentos entre pessoas do mesmo sexo continuam nos E.U.A.

Responder
But today, angered by President Bush's call this week for a constitutional amendment banning gay marriages, they hoped to take their relationship one step further in New Paltz, N.Y., where the mayor, Jason West, performed marriage ceremonies for same-sex couples today.


Responder
Rosie O'Donnell, the comedian who has become a prominent advocate for gay rights since she announced she was a lesbian in 2002, married her partner of six years in San Francisco on Thursday, an act that she said was "inspired" by President Bush's remarks.


http://www.nytimes.com/2004/02/27/nyregion/27CND-PALT.html
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: joão paulo (PG) em 27.fev.2004, 22:56:41
http://www.portugalgay.pt/news/index.asp?uid=270204A (http://www.portugalgay.pt/news/index.asp?uid=270204A)

EUA: Cidade próxima de NY realiza casamentos gays
27 Fev 2004

O mayor de New Paltz, a 100 km de New York , Jason West realizou dezenas de cerimónias de casamento entre casais homossexuais hoje, dia 27, no seu gabinete. “A sociedade não tem o direito de discriminar sobre casamento assim como não temos o direito de discriminar alguém pelo seu voto ou pela cor. O que estamos testemunhando na América hoje representa o florescimento do maior movimento por direitos civis visto neste país na última geração” afirmou West, 26, eleito pelo partido os Verdes no ano passado para governar a pequena cidade com 6 mil habitantes. Centenas de curiosos e jornalistas assistiram o primeiro casal a formalizar sua união, Billiam van Roestenberg e Jeffrey McGowan. West realizou as cerimónias de casamento sem emitir uma certidão, prática legal no estado de New York. Os casais têm agora seis meses para encontrar um funcionário público que lhes dêem a certidão, o que deve ser difícil, já que o estado de New York não reconhece o casamento entre pessoas do mesmo sexo. Outro mayor de cidade vizinha a New York, Nyack, anunciou hoje que reconhecerá cerimónias de casamento realizadas em San Francisco, New Paltz, Massachusetts ou Canadá. A medida do mayor John Shields é apenas simbólica, sem valor prático, mas demonstra o clima gerado em torno da questão nos EUA.

Segundo o censo de 2000 existem 46.490 casais homossexuais vivendo juntos no estado de New York.

MixBrasil (Brasil)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: joão paulo (PG) em 28.fev.2004, 11:50:23
http://www.portugalgay.pt/news/index.asp?uid=280204A (http://www.portugalgay.pt/news/index.asp?uid=280204A)

EUA: Kerry e Edwards discutem casamento "gay" e pena de morte
28 Fev 2004

Os quatro candidatos ainda na corrida à nomeação democrata às presidenciais americanas de Novembro encontraram-se na noite de quinta-feira num debate televisivo em Los Angeles. O grande favorito, John Kerry, e o seu principal rival John Edwards, não se atacaram. Um comentador político americano notou que Edwards teve "actuação excelente para um candidato a vice-presidente". Os participantes centraram as suas críticas no Presidente George W. Bush, mas o debate acabou por ser dominado por questões sociais. Kerry e Edwards reiteraram a sua opinião sobre os casamentos "gay" - são contra a sua legalização, mas também não querem uma emenda constitucional para os proibir. A maior diferença entre os dois senadores ficou exposta na discussão sobre a pena de morte. John Edwards é a favor; Kerry é contra, excepto em casos de terrorismo. Amanhã haverá um novo debate, em Nova Iorque, o último antes da "super-terça-feira", em que dez estados (incluindo os populosos Califórnia, Ohio e Nova Iorque) irão a votos. É provável que a nomeação democrata fique decidida já nesta terça-feira.

Público OnLine (Portugal)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: joão paulo (PG) em 01.mar.2004, 23:04:11
http://www.portugalgay.pt/news/index.asp?uid=010304B (http://www.portugalgay.pt/news/index.asp?uid=010304B)

EUA: Vencedor do Oscar dedica prémio ao namorado
1 Mar 2004

O vencedor do Oscar de melhor curta-metragem de animação, o australiano Adam Elliott emocionou no seu discurso ao receber o prémio. O director do filme de animação de plasticina Harvey Krumpet, dedicou o Oscar à sua amiga Juliette e ao seu “belo namorado Dan”.

MixBrasil (Brasil)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: indigo em 02.mar.2004, 13:55:19
1/3/2004
Papa pede a governos fim de “comportamentos imorais”

Pela segunda vez em menos de uma semana o papa condenou o casamento entre pessoas do mesmo sexo e exortou o governo americano a impedir sua realização.
Dessa vez João Paulo II acusou prefeitos que apóiam casamentos gays de estarem agindo contrariamente a “normas essenciais que regulam a vida moral”.

O papa pediu que autoridades públicas, em especial os católicos, que parem de aprovar casamentos gays já que não devem contribuir com comportamentos imorais.

Apesar de não mencionar diretamente o prefeito de San Francisco Gavin Newsom, o recado do papa não poderia ser mais direto. Newsom se declara católico praticante.

As declarações foram feitas durante a apresentação de credenciais do novo embaixador da Argentina junto a Santa Sé. Buenos Aires foi a primeira – e se mantém a única- cidade da América Latina a aprovar lei de Parceria Civil a casais independente da orientação sexual.
 
Mix Brasil



Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: joão paulo (PG) em 02.mar.2004, 18:47:30
Expresso On-Line

Bush quer impedir emenda
Casamentos "gay" nos EUA

Presidente norte-americanoGeorge W. Bush, pretende acabar com os casamentos «gay» e comunicou ao país que quer pedir uma emenda à Constituição do estado para rever o assunto. Se esta emenda não for aprovada, a partir de Maio o casamento entre homossexuais passará a ser legal.
 
João Paulo, editor do site portugalgay.pt, afirma ao Expresso Online que tem dúvidas que tal medida seja implementada, isto porque seria a primeira vez a fazer-se uma emenda constitucional nos EUA para «limitar» direitos aos cidadãos.
 
No que diz respeito ao casamento civil em Portugal, João Paulo considera que, apesar de algumas falhas, as leis de União de Facto e Economia Comum vão de encontro às necessidades de um grupo de pessoas que optam por não formalizar a sua relação.
 
Para o editor do site gay a lei está muito bem assim, com o princípio referido, mas ele ainda sente alguma discriminação enquanto homossexual, no que diz respeito à relação que mantém com o seu companheiro. Ele afirma que o casamento civil oferece direitos fundamentais como heranças, sistemas de segurança social, direitos de visita hospitalar e outros que a simples união de facto não permite.
 
16:18  26 Fevereiro 2004  

Ver texto e comentários em:
http://online.expresso.pt/1pagina/artigo.asp?id=24742981&wcomm=true (http://online.expresso.pt/1pagina/artigo.asp?id=24742981&wcomm=true)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 02.mar.2004, 19:03:33
O artigo parece-me bom, essencialmente porque fala de necessidades directamente, coisas concretas e não tão gerais como por vezes acontece.

 :up
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: cacao em 03.mar.2004, 09:34:37
N.Y. town's mayor charged in gay weddings
By Michael Hill

http://www.salon.com/news/wire/2004/03/02/mayor/index.html
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: joão paulo (PG) em 03.mar.2004, 11:04:59
1138 Razões para o Casamento ser "Fixe" (Revista Time em inglês)



TIME
March 8, 2004
http://www.time.com/time/magazine/article/0,9171,1101040308-596123,00.html (http://www.time.com/time/magazine/article/0,9171,1101040308-596123,00.html)

1,138 Reasons Marriage Is Cool
The many legal benefits of being married
By John Cloud

        Title 18 of the United States Code, Section 879 makes it illegal to threaten certain individuals guarded by the Secret Service, including the President, the Vice President and their families.  At first blush, you wouldn't think the statute has anything to do with the war over gay marriage.  But consider this:  that law makes it a federal crime to threaten the husband of Elizabeth Cheney, one of the Vice President's daughters.  But it does not outlaw threats against the lesbian partner of Mary Cheney, his younger daughter.  Legally speaking, Mary's partner is not a member of the Vice President's family but, rather, a total stranger
to it.

        The difference in the marital status of the Cheney daughters has myriad other consequences - Section 879 of Title 18 is just one of the 1,138 federal laws that apply to Americans who are married.  Taken together, these statutes offer substantial lucre to anyone who weds.  For instance, the law allows Phil to give his wife Liz all the money he wants, tax free - even if the money is part of a divorce settlement.  But gays
who get gifts from their partners (or exes) must pay taxes on the goods as though the partners were mere acquaintances.  This disparity is most searing at the end of life. According to figures from the Human Rights Campaign, a gay-rights-advocacy group, if Jane dies and leaves a 401(k) worth $162,000 to Heather (who makes, say, $30,000 a year), Heather's tax bill will rise from $3,000 to more than $49,000.  If Heather were Heath,
however, he would pay nothing more.

        What about the much publicized marriage penalty?  It's true that well-off husbands and wives who earn roughly equal amounts usually end up paying more than if they had filed separately, as gays must.  But according to the Congressional Budget Office, marriage penalties are actually less common than marriage bonuses (which often go to couples with
stay-at-home moms).  Each year the government grants more than $32 billion in marriage bonuses (compared with the $28 billion it receives in penalties).

        There's more.  Veterans' spouses can get an array of perks, everything from free medical care to eligibility for interment in a national cemetery.  And the Social Security Administration has paid millions in survivor benefits to parents who have lost a spouse.
Sometimes the marital advantages marbled throughout the code show up in far-flung places.  For example, the law says those who sell land to the government for a national park - as well as their spouses - can live there until they die.  A lesbian partner doesn't have that right.

        What gay activists won't say is that in some ways it's better to be single.  For instance, if a bureaucrat is determining whether you can get Medicaid, he is allowed to consider how much money your spouse makes. A gay man could get Medicaid - or a veteran's pension or a student loan or a crop-support payment - regardless of his partner's income.  At the other
end of the economic spectrum, the law prohibits Senators' spouses from accepting gifts worth more than $250 a year.  But if, say, a Senator left his wife for a man, the new boyfriend could take a Ferrari from a Saudi prince if he wanted to.

        It's a mistake to reduce gays' campaign for equal marriage rights to a dollar figure, but marriage has been a partly financial arrangement since it was invented.  "Some of the reasons [to marry] are intangible," says Evan Wolfson of the group Freedom to Marry.  "But others are tangible, and they all matter."
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: angel19 em 03.mar.2004, 13:43:38
"REORIENTAÇÃO

PL prevê apoio para quem quiser deixar de ser gay (essa é em nível federal!!!!! Será que é nesta lei que a sra. Rozangela se apóia? A infraestrutura que ela está construindo cai como uma luva neste projeto – G)
O deputado Neucimar Fraga (PL-ES) quer criar no Brasil um programa de assistência à reorientação sexual para apoiar quem quiser deixar de ser homossexual. Nos Estados Unidos, o presidente George W. Bush anunciou seu apoio oficial a uma emenda constitucional para proibir o casamento entre homossexuais.

A proposta brasileira está prevista no Projeto de Lei 2.177/03 e baseia-se em três pontos que tratam da homossexualidade como uma questão de saúde pública.

A matéria será apreciada pelas comissões de Seguridade Social e Família; de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Redação. Como tramita em regime conclusivo, se aprovada e se não houver requerimento de deputados para votação pelo plenário da Câmara, seguirá para análise do Senado.

Saiba quais são os principais objetivos do Projeto

Auxílio e assistência especializada dos órgãos de saúde ao homossexual que desejar mudar de orientação;

Desenvolvimento de projetos e ações destinados à garantia da saúde sexual das pessoas atendidas; e Informação da sociedade sobre a prevenção, apoio e possibilidade de reorientação sexual."

Sem comentários...
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: angel19 em 06.mar.2004, 12:42:25
Lésbica tem mais propensão à obesidade e diabetes, diz pesquisa
 http://noticias.uol.com.br/saude/ultnot/reuters/2003/06/30/ult615u117.jhtm

Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: x-pressiongirl em 06.mar.2004, 19:06:16
lol é uma noticia bastante curiosa, mas vejo-a como pura propaganda. Porque não apresentam motivos para isso? Nesse artigo não fala sequer dos motivos que podem levar alguém a contrair a PCOS, nem tão pouco do que se pode fazer para evitar isso.
Soa-me a coincidência...
E se por outro lado eu começar a envolver-me com homens, ficarei mais protegida?
Vou pensar no caso, não quero tornar-me diabética nem obesa. lol
saudações x-pressivas,  :-*
x-pressiongirl  8)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: angel19 em 06.mar.2004, 19:23:28
lol concordo ctg! tb n acreditei mt nisto, penso k não há fundamento nenhum...apenas quis partilhar isto convosco ;)

Responder
E se por outro lado eu começar a envolver-me com homens, ficarei mais protegida?
Vou pensar no caso, não quero tornar-me diabética nem obesa.


Hey hey!! se todas formos a pensar assim, aonde vamos parar ?!?! lol ;D ; ;)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: maris em 14.mar.2004, 01:02:08
Casais homossexuais processam estado da Califórnia

Um grupo de casais homossexuais instauraram um processo ao estado norte-americano da Califórnia, sexta-feira, 24 horas depois de a cidade de São Francisco ter deixado de emitir licenças de casamento a pessoas do mesmo sexo.

Os seis casais, cinco dos quais com casamento marcado para a passada quinta-feira, juntaram-se a dois grupos activistas gays e apresentaram queixa contra o procurador-geral da Califórnia, Bill Lockyer, para que este responsável comece a emitir licenças de casamento, independentemente da orientação sexual dos nubentes.
Na quinta-feira, o Supremo tribunal do estado da Califórnia decidiu ordenar o fim da emissão de licenças de casamento para os casais de homossexuais na cidade de São Francisco, onde, nas últimas quatro semanas, 4161 casais do mesmo sexo contraíram matrimónio, depois de o presidente da Câmara da cidade, Gavin Newsom, ter autorizado estas cerimónias, contrariando as leis estaduais, que as proíbe.

13-03-2004 15:15:29

in Diário Digital

http://www.diariodigital.pt/news.asp?section_id=13&id_news=119828
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Hain em 14.mar.2004, 21:49:00
http://www.psycport.com/showArticle.cfm?xmlFile=bhsuper%5F2004%5F03%5F13%5FTDMA%5F0000%2D2839%2DKEYWORD%2EMissing%2Exml&provider=Daily%20Mail

Do You Think Like a Man Or a Woman? ; As Research Shows One in Five Men Has a Female Brain . . .
Daily Mail - March 13, 2004

IF your husband loves to shop and likes a good gossip, scientists can now explain why.

It seems that nearly one in five men has a 'female' brain, meaning that enjoying a good natter and a love of fashion comes naturally.

The findings may explain why David Beckham loves his designer clothes and expensive jewellery, and why some boys prefer ballet to football, like the fictional Billy Elliott.

Researchers also found that one in seven women has a 'male' brain, which could be crucial to Carol Vorderman's mathematical skills and the rise of women such as Gabby Logan in analytical roles as sports presenters.

Lead researcher Professor Simon Baron-Cohen, of Cambridge University- the cousin of Ali G creator Sacha Baron Cohen said: 'The differences between the brains of men and women are measurable and it is fascinating to see how individuals fit and don't fit into these trends.' He said not all men had the typical ' male brain' which focused on systemising being good at map reading and making lists, for example and not all women had a 'female brain' focused on empathising, giving them a love of chat and an ability to comfort people.

The researchers asked 278 male and female participants to complete questionnaires designed to measure how much they empathise with others and to measure their ability to understand and analyse systems.

They found that women tended to score higher on the empathy test and men on the systems test, in line with what previous studies have shown about male and female brains. But 17 per cent of men and 14 per cent of women scored significantly higher on the test in which the opposite sex usually did better.

And in a third of all participants the researchers saw ' balanced brains', which displayed characteristics of both genders.

Professor Baron- Cohen also found evidence that the 'sex' of the brain had already been determined in babies just one day old.

The professor, who presented his findings at the Cambridge Science Festival last night, added: 'Our discoveries could have a lot of practical uses, for instance in school. We think male and female brains could benefit from different teaching styles.' Here are 40 questions from the survey that will help show you what sort of brain you have . . .
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: v em 14.mar.2004, 22:38:06

Do You Think Like a Man Or a Woman? ; As Research Shows One in Five Men Has a Female Brain . . .
Daily Mail - March 13, 2004

IF your husband loves to shop and likes a good gossip, scientists can now explain why.




 :inq
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 15.mar.2004, 00:51:39
Ui, ui, esta disseminação de ideias, deconceitos e qualidade dos sexos que ainda é tão pouco consensual na realidade... é assim que a "ciência" nos des-serve (tomando como factos a priori aquilo que não é) e tirando ilações de provas não totalmente objectivas...

Esta história das diferenças dos cérebros já vem do séc 19. E ainda hoje continuam a teimar e com factos, objectividade e rigor escassos.

Biologia + Ambiente = interacção a vários níveis e alterações a vários níveis conformes estímulos e influências internas e externas.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: duncan em 15.mar.2004, 16:28:28
Travesti consegue guarda de criança
10.03.2004


O Tribunal de Justiça do Distrito Federal reconheceu o direito de um travesti à guarda de um menino de nove anos.

 
Folha de SP (www.folha.com.br) - Jackson Francisco, conhecido como Shirlene, 44, disputava a guarda com a mãe do garoto, que cumpre pena no Presídio Feminino de Brasília. A criança, apesar de não ser seu parente, é criado por ele desde um mês de idade. O pai, segundo ele, já cumpriu pena por homicídio, mas não se interessou pela criança. Francisco disse que morava com a mãe do garoto.



Os desembargadores que julgaram a causa consideraram que a opção sexual não é motivo para impedir a concessão da guarda porque Francisco teria provado que é "pessoa idônea, trabalhadora e bem-vista por todos".



A guarda já tinha sido assegurada a Francisco pela Vara da Infância e da Juventude de Brasília, em dezembro de 2002. O caso chegou ao TJ-DF por causa de um recurso movido pela mãe.

http://hosting.pop.com.br/glx/art.php?artid=627 (http://hosting.pop.com.br/glx/art.php?artid=627)

 :D é a minha cidade exercendo cidadania  ;)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: duncan em 15.mar.2004, 16:34:41
Jovens gays, lésbicas e transgêneros portugueses - Conheça o trabalho da rede ex aequo
10.03.2004


Rita Paulos, presidente da associação nos dá um panorama sobre os jovens homossexuais de Portugal.

em: http://www.glx.com.br/art.php?artid=631 (http://www.glx.com.br/art.php?artid=631)

 8) very cool!
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 15.mar.2004, 18:03:15
Obrigada pela referência, duncan. :)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: x-pressiongirl em 16.mar.2004, 04:09:58
Também gostei do que vi. Fico contente por saber que a rede ex-aequo esteja a ter tão boa visibilidade.
Uma noticia que penso que não é de todo agradavel, é a que vos escrevo a seguir.
Num e-mail de um dos membros do grupo Não e Prives vem a seguinte mensagem:

 
Blog "Conversas coloridas" hoje:

Como Portas acabou com a Voxx
Os factos:
[1] No início de Outubro de 2003, o programa "Vidas Alternativas" da Rádio
Voxx entrevistou um travesti, Lola, o qual afirmou que Paulo Portas era cliente
assíduo da homossexualidade.
[2] Em meados de Outubro de 2003, Luís Nobre Guedes -- um destacado membro
do PP, muito próximo de Paulo Portas -- adquiriu a Rádio Voxx.
[3] Hoje, menos de seis meses depois, a Rádio Voxx termina.
Refira-se ainda que:
[1] Entre Outubro de 2003 e Fevereiro de 2004, nunca foi desmentido que
Paulo Portas fosse cliente assíduo da homossexualidade.
[2] O programa "Vidas Alternativas" termina com a aquisição da Rádio Voxx
por Luís Nobre Guedes.
Será apenas teoria da conspiração ?

saudações x-pressivas,  :-*
x-pressiongirl 8)

Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: C0XINHA em 16.mar.2004, 13:30:29
[smiley=maluco.gif] aii!!

ia caindo da cadeira de surpresa de ver uma discreta referencia a moi e a coordenaçao de coimbra no fim, e tb dos meus conterraneos forenses!! Fikei tao *emo*! [smiley=hipnotizado.gif]
thanx a lot!!! [smiley=feliz.gif]
 :blush :blush :blush :blush [smiley=feliz.gif]
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: HLuso em 18.mar.2004, 23:24:49
Que cena tão horrivelllllllll...essa do Dick Cheney  e das Filhasssssssss....Meu Deus!

Zezusssssssssssssss.....

Esta gente vai de mal a piorrrrrr!!!!

MARY MARY MARY MARY MARY.....FORÇA MARY!!!!!!!!!!!!!!
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Hain em 21.mar.2004, 22:34:32
http://www.imdb.com/PeopleNews/#1

 O borracho de Hollywood, Ben Affleck, acusou o presidente americano George W. Bush relativamente à sua tentativa de não legalizar o casamento homossexual. Milhares de casais do mesmo sexo - incluindo a famosa Rosie O' Donnell e a sua companheira de há muitos anos, Kelli Carpenter - viajaram até San Francisco, California, onde deram o nó, desafiando a política de Bush. Affleck, que recentemente participou de um beijo com o actor Seth Meyers quando ambos participaram na peça de comédia do Saturday Night Live, juntou-se a uma cada vez maior lista de celebridades que acreditam que os homossexuais devem ter o direito de casar. Affleck diz que, "Não acho que o governo deva estar envolvido nos quartos das pessoas ou nas suas vidas. Com tanto ódio e tristeza no mundo, porque é que deveriamos colocar obstáculos no caminho de pessoas que se amam e se querem casar? Quem se quiser casar, deve ter esse direito. Não me diz respeito".

Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Mascote em 21.mar.2004, 23:26:34
Se todas as pessoas com influência na opinião pública adoptassem esta atitude, talvez os politicos pensassem duas vezes antes de tomar certas decisões...

Muito bem, Ben! :)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 26.mar.2004, 12:07:09
Sociedade   26-03-2004 - 11h20  
 
Cabo afastado quando tornou pública a sua iminente cirurgia de mudança de sexo
Forças Armadas espanholas reintegram transsexual na Marinha
 
PUBLICO.PT
As Forças Armadas espanholas preparam-se para aceitar pela primeira vez um transsexual nas suas fileiras, depois de o ter afastado da Marinha por inaptidão. O Tribunal da Marinha decidiu que o cabo, cujo nome de nascimento é José Antonio Gordo Pantoja, seja reintegrado nas forças apesar de ter optado por uma operação de mudança de sexo que fará com que se chame Maria del Mar.

O cabo de 30 anos informou os seus superiores da sua intenção de mudar de sexo em 2002. José Pantoja confessou sentir-se "mulher desde os 14 anos", mas contava com a supresa da hierarquia militar. O militar conta ao "El Pais" que os colegas acabaram por aceitar a sua transformação e chamavam-lhe "cabo Gordo Pantoja no trabalho e Maria del Mar fora" da caserna.

Começou então um tratamento hormonal, que precede a cirurgia, cansado de "uma vida dupla". Contudo, a Marinha acabaria por declará-lo inapto, mas Maria del Mar decidiu combater a decisão, apoiando-se no recente decreto real que permite a transsexualidade.

Ontem, a sua reintegração foi decidida por um tribunal da Marinha em San Fernando, Cádis, após a análise de pareceres de urologistas, psiquiatras e endocrinologistas que postularam que apesar da cirurgia e transformação, estas não interferem com a sua função na Marinha - como mecânico de manutenção.  

http://ultimahora.publico.pt/shownews.asp?id=1189531&idCanal=90
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 27.mar.2004, 13:24:43
19 e 20 de Março - 2004

 3º Congresso e 3ª Night Out CAIS - GOSTAR DE SI

Pelo terceiro ano consecutivo, a Associação CAIS dinamiza o debate sobre questões sociais relacionadas com a exclusão e, em particular, com a problemática dos sem-abrigo. GOSTAR DE SI, o lugar do amor numa economia liberalizada, é o tema deste ano e a sua escolha deve-se, sobretudo, ao facto de em anteriores congressos ter-se revelado que é fundamentalmente a ruptura e ausência de afectos familiares e interpessoais, o que continua a arrastar e a manter na rua milhares de seres humanos, em todo o mundo.
 
A Night Out CAIS é o encontro que marca o encerramento dos Congressos e tem como principal objectivo fazer chegar a mensagem ao público em geral. Através da música e da festa, pretende educar para a solidariedade e, em simultâneo, prevenir a exclusão, criando um ambiente propício ao convívio e à aproximação social. É a festa da rua, uma noite dedicada aos sem-abrigo e aberta a toda a população de Lisboa, tem como símbolo o acender da fogueira à primeira hora da noite.

A Associação ILGA Portugal esteve presente neste congresso, através da intervenção do seu presidente no 2º painel "Os mal amados de Portugal: a ausência de afecto nas estratégias sócio-políticas portuguesas". Aqui fica a comunicação referida, publicada também na revista CAIS.

A homofobia como factor de exclusão social

A Associação ILGA Portugal, enquanto associação de defesa de direitos de Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgénero (LGBT), tem, infelizmente, conhecimento da forma como as vidas de muit@s LGBT é afectada pela exclusão social decorrente da homofobia.
A homofobia é entendida por Daniel Borrillo (2001) como uma "atitude de hostilidade para com @s LGBT". Este mesmo autor afirma ainda que "tal como a xenofobia e o racismo, a homofobia é uma manifestação arbitrária que consiste em designar @ outr@ como contrário, inferior ou anormal... e como toda a forma de exclusão social a homofobia não se limita a constatar uma diferença: interpreta-a e tira dela conclusões" morais.
Não surpreende pois que a homofobia tenha sido alimentada ao longo dos séculos pela religião, pelo estado e pela ciência.

A nível religioso, @ homossexual surge culpad@ de um pecado, cuja condenação é necessária, tendo sido a perseguição, a empalação e o fogo inquisitoriais os exemplos mais vívidos de penas infligidas a "sodomitas", "fanchonos" e lésbicas denunciad@s ao Santo Ofício da Inquisição entre os séculos XVI e inícios do XIX em Portugal. Ainda hoje os responsáveis máximos da Igreja Católica Apostólica Romana classificam a homossexualidade de "anomalia" e, referindo-se às uniões de pessoas do mesmo sexo, afirmam que "a tolerância do mal é muito diferente da aprovação ou legalização do mal".
Também a nível legal, a condenação da homossexualidade se estende a diferentes estados em diferentes épocas. Um exemplo óbvio são as atrocidades cometidas contra os LGBT na Alemanha nazi, em cujos campos de concentração e prisões cerca de quinhentos mil LGBT terão morrido, por execuções sumárias, suicídios ou tratamentos experimentais. Há ainda hoje estados que punem a homossexualidade com a pena de morte, como o Irão e o Paquistão, ou com penas de prisão, como Angola e Moçambique. Em Portugal, até 1982, a homossexualidade era considerada crime (Código Penal 1886, art.71º, nº4). Eram punidos com "medidas de segurança" aqueles que se entregassem "habitualmente à prática de vícios contra a natureza". As ditas medidas de segurança, que eram aplicadas essencialmente aos homossexuais masculinos, incluíam o internamento "em manicómio criminal", "casa de trabalho ou colónia agrícola" (por período de seis meses a três anos), "liberdade vigiada", "caução de boa conduta" e "interdição do exercício de profissão".

Também a medicina, psiquiatria e psicologia relegaram a homossexualidade para o campo das patologias, como o defendeu em Portugal Egas Moniz no segundo volume (Pathologia de 1902) da sua obra A Vida Sexual. Choques eléctricos chegaram a ser usados no Ocidente como forma de "tratamento clínico" da homossexualidade até aos anos 60, tendo esta finalmente perdido o estatuto de doença mental em 1974 na listagem da Associação Americana de Psiquatria.

Assim, "pecado, crime e doença formaram um triunvirato de rótulos" (Bianco, 1999) que ainda hoje se confundem perigosamente, constituindo um obstáculo para a plena igualdade de direitos d@s LGBT e para a construção da sua auto-estima.

Neste quadro, "gostar de si" pode tornar-se um desafio: aliás, estudos feitos em vários países do mundo mostram que jovens lésbicas, gays ou bissexuais têm uma taxa pelo menos três vezes superior de ideação e tentativa de suicídio em relação aos seus parceiros heterossexuais.

Também a questão da igualdade de direitos se vai mantendo devido a uma das formas mais subtis de homofobia: a ideia da tolerância em relação aos LGBT que só se mantém se est@s se mantiverem à margem e em silêncio. "Remetida para a esfera íntima da vida privada, a homossexualidade continua a ser condenada assim que reivindica a sua equivalência com a heterossexualidade em termos de direitos" (Burrillo, 2001).
E porque o preconceito homófobo se mantém, continua a ser promovido e ainda gera consensos, uma das suas consequências mais dolorosas é a ruptura familiar. Pais que condenam e rejeitam a homossexualidade são capazes de exercer uma enorme violência psicológica – e, por vezes, física – sobre filh@s que deles esperariam apoio, afecto e conforto.
Um caso paradigmático deu-se, aliás, recentemente. A Câmara Municipal de Lisboa (CML) concluiu o realojamento do bairro da Cruz Vermelha do Lumiar. Liliana, uma jovem residente daquele bairro degradado, viu atribuído um quarto na casa dos seus pais, mas nunca chegou a ocupá-lo: vítima de discriminação e violência doméstica pela sua orientação sexual, há ano e meio a família deixou-a para trás, negando-lhe o acesso à casa nova. A jovem permaneceu, assim, na habitação degradada onde sempre viveu com a família, tendo-se-lhe juntado a sua companheira, que vinha em fuga de uma situação de violência familiar ainda mais preocupante, também devido à sua orientação sexual. A sua habitação foi demolida e a única alternativa de realojamento oferecida foi a casa dos pais de Liliana, ignorando-se portanto a violência na base da ruptura familiar e subvalorizando-se uma união que é tão válida como qualquer união heterossexual. A homofobia surge aqui claramente como um problema social que, agravado pela falta de meios económicos, impossibilita uma alternativa digna e conduz Liliana e sua companheira à condição de sem-abrigo.

E porque a homofobia é um fenómeno transversal que, conjugado com outros factores (idade, origem nacional, etnia, deficiència, etc.), pode ter consequências muito graves, é fundamental recentrar a discussão sobre a homossexualidade, apresentando a homofobia como o tema que justifica uma investigação — quer sobre a sua origem, quer sobre a necessidade que muitas pessoas sentem em reproduzi-la, quer como factor de exclusão social.
 
http://www.ilga-portugal.oninet.pt/noticias/20040319.htm
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Dave em 28.mar.2004, 22:57:21
Parece que esta semana vai ser importante por terras de sua majestade. Vão ser anunciadas novas leis prevendo mais direitos para casais homossexuais. Algo bastante semelhante a um casamento sem realmente o ser.

Mais informações neste artigo do Guradian Unlimited:
http://www.guardian.co.uk/gayrights/story/0,12592,1179714,00.html (http://www.guardian.co.uk/gayrights/story/0,12592,1179714,00.html)

Uma boa semana para todos :)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 29.mar.2004, 23:05:52
EUA: Pai de Robert De Niro era gay e teve amantes famosos
26 Mar 2004

Segundo o New York Post o pai de Robert DeNiro, Robert De Niro Sr, era gay e teve vários amantes famosos. De Niro Sr era pintor e teve casos com Tenessee Williams e com o também pintor Jackson Pollock. Seu companheiro até o fim da vida foi o poeta Robert Duncan. John Baxter, autor de "De Niro: Uma Biografia", afirma que De Niro Sr teve apenas um breve período em que viveu como heterossexual, justamente quando casou com a mãe de seu filho, a pintora Virginia Admiral, e viveu com ela por um curto período durante a Segunda Guerra Mundial.

http://portugalgay.pt/frame.asp
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: C0XINHA em 31.mar.2004, 20:25:09
Saiu uma reportagem sobre a homossexualidade em Coimbra no jornal universitario, podem baixar a versao em pdf no site http://www.acabra.net/

Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 01.abr.2004, 12:56:55
Thanks, Carol. :)


Proposta de Declaração de Princípios do Partido Socialista

(...)

O PS combate as desigualdades e discriminações fundadas em critérios de nascimento, sexo, orientação sexual, origem racial, fortuna, religião ou convicções, predisposição genética, ou quaisquer outras que não resultem da iniciativa e do mérito das pessoas, em condições de igualdade de direitos e oportunidades. O PS defende o princípio da equidade na promoção da justiça social.

Para o PS, são ilegítimas e devem ser combatidas, sem hesitações, as desigualdades de direitos. E são ilegítimas e devem ser combatidas as desigualdades de condição e estatuto que não resultem da iniciativa e do mérito das pessoas, no quadro do aproveitamento de oportunidades abertas a todos. Desigualdades insuperáveis entre classes e grupos e, por maioria de razão, a reserva de privilégios para certas classes ou grupos fechados, ofendem a consciência humanista e minam os alicerces da democracia.

http://www.ps.pt/conteudosgerais/propostadeclaracao.php


Esperemos que assim seja... ;)

Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: cacao em 03.abr.2004, 09:00:22
http://jornal.publico.pt/2004/04/03/EspacoPublico/O02.html

Mascotes
Por HELENA MATOS
Sábado, 03 de Abril de 2004

De repente, Villas-Boas tornou-se numa espécie de saco de boxe. As suas opiniões sobre a homossexualidade acicataram contra si os ânimos quer dos visados quer daqueles que fazem muita questão de provar a sua modernidade à custa das causas alheias. Curiosamente, algumas destas mesmas almas apreciaram durante anos o estilo do director do Refúgio Aboim Ascensão. O género da declaração desabrida, às vezes quase rude, cultivada por Villas Boas vinha-lhes a jeito quando precisavam de fazer uma citação para denegrir as políticas dos sucessivos governos em relação à infância. Todo este estado de graça de que Villas Boas inquestionavelmente gozou foi quebrado recentemente quando o director do Refúgio Aboim Ascensão não só se declarou contra a adopção por homossexuais como considerou que ser homossexual era uma infelicidade. Sobre a adopção por homossexuais escreverei depois. Quanto à infelicidade, cada um de nós, homo ou heterossexuais, saberá da sua - e, não menos importante, da felicidade que dá e recebe dos outros, independentemente do sexo a que pertencem.

Contudo, a polémica em torno das declarações de Villas Boas tem aspectos que merecem ser analisados e não foram, mercê do folclore que rodeou as suas declarações sobre a homossexualidade.

Em primeiro lugar, note-se como, menos de um mês depois de Villas Boas ter feito estas declarações sobre a homossexualidade, começaram a surgir notícias sobre o mau funcionamento do até agora exemplar Refúgio Aboim Ascensão. A semana passada "descobriu-se" que o refúgio não aceita crianças deficientes nem portadoras de sida e presumo que nas próximas semanas se "descobrirão" muitas outras coisas sobre Villas Boas e não faltarão pessoas a declararem-se chocadas e a pedirem a sua demissão. Como a maior parte dos leigos nestas matérias, acredito que sempre que as crianças possam estar integradas isso será melhor para elas. Não ignoro igualmente que argumentar com a falta de condições, como fez Villas Boas, é sempre uma forma de dar por encerrada a questão. Porém, a essas convicções junta-se outra: a de que não nos podemos servir dos mais frágeis, no caso as crianças e os deficientes, para atestarmos da superioridade das nossas motivações.

Nesta estratégia, os mais frágeis costumam ser pau para toda a obra. Neste caso, ninguém se interrogou sobre se aquela instituição tem ou não condições para acolher crianças portadoras de sida ou deficientes. Nem muito menos se investigou sobre os procedimentos nas outras instituições. Igualmente se escamoteou o facto de existirem associações vocacionadas para o acolhimento de crianças com determinadas deficiências ou com sida - o que leva a pensar que, pelo menos em algumas circunstâncias, algumas destas crianças precisarão dum atendimento específico nem sempre compatível com o seu acolhimento em instituições não especializadas.

Mas o cerne desta polémica não eram de modo algum as necessidades das crianças - de todas elas, e não dum grupo em particular. Aqui o que contava era, em primeiro lugar, denegrir Villas Boas e, em segundo, provar-se que se é muito solidário e muito livre de preconceitos. E nada mais. Experimente-se, por exemplo, perguntar a estes missionários da bondade em que escolas colocam os seus filhos e descobrir-se-á que estão todos em resguardados colégios. Eles nem sequer arriscam colocar os seus rebentos numa escola onde existam ciganos ou filhos de toxicodependentes, quanto mais seropositivos! Jamais o confessarão assim a frio. Dirão sempre que é por causa dos horários. Dos transportes. Do que quer que seja. Mas estarão sempre na primeira fila dos comentários para condenarem pais e professores que manifestem receios nestas matérias. Aliás, têm a capacidade de descobrir sempre uma qualquer perversão em toda e qualquer proposta.

Veja-se a este título o sucedido com a oferta a invisuais de bilhetes para o novo estádio do Sporting. Chegámos ao ridículo de se ter considerado uma afronta, um clube de futebol, no caso o Sporting, ter-se disponibilizado para oferecer aos invisuais alguns lugares do seu novo estádio que ficavam tapados por uma qualquer estrutura. Ofensa aos invisuais foi o mínimo que lhe chamaram. Mas porquê? Até agora não consegui perceber nem a ofensa nem como é que ninguém deu pelo erro no projecto. Se há invisuais que gostam de ir ao futebol, se gostam de sentir o ambiente do estádio, se sendo invisuais não vêem o jogo e se lhes dão um bilhete dentro desse mesmo estádio, qual é o problema de ser num local donde não se vê o estádio?

A mesma tábua rasa acerca da realidade aconteceu na recente polémica em torno do acordo entre a MacDonalds e a Câmara Municipal de Lisboa, acordo esse que pretendia levar ao Euro 2004 algumas crianças provenientes de agregados familiares com baixos rendimentos. O escândalo rebentou a propósito dos requisitos exigidos às crianças: autónomas ou normais consoante as diversas versões. Contudo, ninguém se escandalizou pelo facto de as crianças serem seleccionadas em meios económicos desfavorecidos. De repente, o ideal seria escolherem-se uns pobrezinhos, mais uns deficientes, outro portador de sida e, bingo, nascidos numas quaisquer minorias étnicas para lá em baixo, no relvado, de mão dada com os craques da bola nos fazerem sentir que temos um coração de ouro e que não discriminamos ninguém. Fazerem-nos esquecer que as nossas ruas não são transitáveis a quem pretenda usar um carrinho de bebé, quanto mais uma cadeira de rodas. Que o simples acto de ir ao multibanco é impraticável para inúmeros deficientes. Que a inclusão dos deficientes no mercado de trabalho é um projecto sempre adiado...

Muito francamente, a questão de as crianças serem ou não deficientes nem sequer faz sentido. Todos conhecemos inúmeras crianças não deficientes que jamais seria aconselhável levar para tal evento! O que me parece óbvio é que as crianças deveriam ser escolhidas da forma mais aleatória possível e não restringindo a escolha, logo à partida, a um grupo social. Assistir a um jogo pode ser tão positivo para os meninos dos bairros sociais como para aqueles que vivem em condomínios fechados, vêem o mundo pelos vidros das carrinhas dos colégios e nunca brincaram na rua. O que é suposto é que as crianças convivam e não que sejam escolhidas pela suas diferenças, como quem escolhe mascotes de ranchos para assim provarmos a nossa imensa tolerância. Transformarmos os outros, sobretudo quando esses outros pela sua idade ou circunstância não são donos da sua vontade, em caricaturas grotescas dos nossos sentimentos, usá-los para exibirmos não o que de facto somos mas sim o que achamos que devemos ser, isso sim é uma infelicidade e uma vergonha.  
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: cacao em 04.abr.2004, 19:42:36
2004-04-04 00:00:00
Reportagem
SIC REVELA VERDADE ESCONDIDA  
“Os pais portugueses estão preparados para aceitar a homossexualidade de um filho adolescente?” É esta a questão que dá mote à reportagem ‘Verdade Escondida’, que SIC exibe esta noite.  
Na reportagem, a SIC entra no mundo de adolescentes, rapazes e raparigas, com gostos e interesses iguais a todos os outros jovens, mas com orientações sexuais diferentes.

O trabalho mostra a tentativa desses jovens em levar uma vida normal, mas que é cheia de opções. Opções essas que podem levar, em alguns casos, a tentativas de suicídio e a armadilhas de sexo a troco de dinheiro.

‘Verdade Escondida’ é da autoria da jornalista Susana Bastos e tem imagem de Filipe Ferreira  

http://www.correiodamanha.pt/noticia.asp?id=99054&idselect=92&idCanal=92&p=94
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Azuth em 13.abr.2004, 14:57:41
Casamento lésbico surpreende em província espanhola

 Em uma cerimônia com 200 convidados , Sheila Munárriz, 22 anos e Susana Casaús, 28 se casaram na província espanhola de Tudela em Navarra.
O matrimônio - simbólico - ocorreu em um Centro Cultural da cidade.
Desde novemvro do ano passado quando os ativistas começaram a lutar pelos direitos ao casamento entre pessoas do mesmo sexo, a mãe de Sheila e sua parceira iniciaram um movimento para realizar a cerimônia, o que foi conseguido com o apoio da conselheira da cidade Montse García que oficializou a cerimônia.

Sheila e Suzana vivem juntas há 3 anos e já tinham formalizado a parceria mas desejavam como elas disseram, "uma cerimônia típica do casamento heterossexual".

Ao final da cerimônia elas ouviram o tão desejado :"Eu as declaro mulher e mulher."

Veja também:
Notícias Relacionadas

http://glsplanet.terra.com.br/cgi-bin/viewnews.cgi?category=7&id=1081770445
 (http://glsplanet.terra.com.br/cgi-bin/viewnews.cgi?category=7&id=1081770445)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Joao :) em 13.abr.2004, 15:47:33
Estreia, cá em Portugal, no final do próximo mês, o novo filme do Almodóvar.

Chama-se "La Mala Educación" e é sobre os abusos sexuais perpetrados sobre adolescentes em colégios católicos espanhóis, na era franquista.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Ines em 18.abr.2004, 23:12:03
 :-\


Justiça chilena retira de mãe lésbica guarda de filhas

A Justiça chilena suspendeu hoje, quarta-feira, a guarda de três filhas que tinha sido concedida a uma juíza lésbica após acolher um recurso apresentado pelo pai das meninas.



De acordo com fontes judiciais, a Quarta Vara da Corte Suprema decidiu que as três filhas da juíza Karen Atala fiquem sob a guarda do pai, Jaime López, enquanto não se pronuncia sobre um recurso de que hoje acolheu e que será analisado na próxima segunda-feira.

Junto com o recurso, o pai das meninas, que é advogado, solicitou uma "ordem de não inovar", que ao ser aceitada, paralisa o cumprimento da decisão da instância anterior sobre o caso.

Desta forma, ficou em suspenso a determinação da Corte de Apelações de Temuco, que em uma decisão sem precedentes confirmou recentemente o pronunciamento do Tribunal de Villarrica, situado 760 quilômetros ao sul de Santiago, para conceder a tutela das menores à juíza, que vive com uma mulher.

Alfredo Morgado, advogado do pai das menores e ex-marido de Atala, manifestou sua satisfação após conhecer a "ordem de não inovar", porque, segundo disse, "o desenvolvimento das meninas foi privilegiado".

"Zelou-se pelos interesses delas, por sua educação, pelo desenvolvimento nesta etapa da vida e obviamente estamos satisfeitos", ressaltou Morgado.

No dia 5 de abril passado, o ex-marido de Atala apresentou o recurso para contestar a decisão da Corte de Temuco, dando início a uma discussão pública sobre a possibilidade de um casal homossexual criar crianças.

O pai das meninas, de entre quatro e nove anos, argumentou nos tribunais que ao viver com um casal de lésbicas, suas filhas podem sofrer perturbações em sua sexualidade.

A mãe, a juíza Karen Atala, separada de seu marido há três anos, alegou que sua conduta sexual era algo privado e não afetava o cuidado com suas filhas.

No Chile não existe jurisprudência sobre temas de homossexualidade em relação à guarda de menores, por isso o caso gerou um inédito debate no país.

Enquanto o ministro da Justiça, Luis Bates, qualificou o caso como "atípico", o Vigário da Família do Arcebispado de Santiago, Jaime Fernández, disse que não pode existir um modelo familiar que não tenha uma imagem paterna e uma materna.


Enfim... mais um caso que dá que pensar.....


:-* a tod@s
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: joão paulo (PG) em 19.abr.2004, 10:33:01
Desculpem estar em inglês...

San Francisco Chronicle
April 18, 2004


Link (http://www.sfgate.com/cgi-bin/article.cgi?file=/chronicle/archive/2004/04/18/BAGRU66UPG1.DTL)

Fotos (http://www.sfgate.com/cgi-bin/object.cgi?object=/chronicle/pictures/2004/04/18/ba_gospel160035mk.jpg&paper=chronicle&file
=BAGRU66UPG1.DTL&directory=/chronicle/archive/2004/04/18&type=news)


Singing the gospel of Transcendence

Nation's first all-transgender gospel choir raises its voices to praise
God and lift their own feelings of self-love and dignity

Rona Marech, Chronicle Staff Writer

       At first, Bobbi Jean Baker, a big-voiced, loud-clapping, ex-convict Tennesseean with deep roots in the Baptist Church, was skeptical of the new gospel choir at San Francisco's City of Refuge United Church of Christ. Who's to say they could sing?
        But a friend dragged her to a rehearsal, and sitting in the audience, she thought, "Mmmm - they got a little beat about themselves." The next time she stopped by, she found herself singing along when a member motioned to her, saying, "Oh, precious, you need to come up here."
        So Baker, who used to only set out in female clothing after dark, quit hiding and began raising her voice.  For the last two years, she has been a loud and proud member of Transcendence Gospel Choir, the very first all-transgender choir in the nation.
        "I'm human and guess what?  I want to lift up the name of Jesus. And if I want to sing, I have that right," said Baker, who was born male but has lived as a woman for the last three years.  "I always knew God loved me, but I always had trouble with the lifestyle:  How can I say I worship Him and have this lifestyle?  Until I come to find out that you can have your spirituality and your lifestyle altogether.
        "God said, 'whosoever,'" she said.  "That means transgender people."
        Transcendence Gospel Choir follows in the footsteps of gay and lesbian choirs around the country, which - for 25 years - have been using music to gain acceptance and visibility, express pride and offer hope to the hopeless.  In just three years, the transgender choir has grown from a ragtag assemblage unsure of how to use their voices into a gospel powerhouse with fans and concerts and a walloping sound.
        "If any message of any song I sing helps someone get out of their inner locked-up cage, that's what I'm for," Baker said, "because it took me a while to get free."
        Last year, after the group recorded its first CD, "Whosoever Believes," Zwazzi Sowo, a fellow member of City of Refuge, bought nearly a dozen copies to give as gifts to family members - straight and gay alike. When Sowo's brother died, she brought a CD to his grieving widow, a religious African Methodist.  The music will heal your heart, said Sowo, never explaining the "trans" part of "transcendence."  Her conservative
sister-in-law learned every song on the CD and later asked Sowo to thank the singers from her church.  Sowo had to smile.
        "For them to take a stance and just to claim who they are in song is so powerful," Sowo said.  "When you're hurt or marginalized, a lot of times what you do is shrink and try not to be seen so you don't hurt so much.  But their music is about expansion and stepping into it.  It's about growth. ... It's here to heal the world."
        Putting together gospel music and transgender people - anyone whose gender identity is different from the one assigned at birth - might not seem like the most obvious route to world healing.  Founder and co-director Ashley Moore, 37, a respected local record producer and musician, was racked with doubt when "God burst this thing in my mind."
        "Where will we sing?" she recounted asking herself.  "Would people stop laughing long enough to listen?
        "You know how the queer community is.  They don't want to hear anybody talking about God.  They have too many wounds from Bible abuse and queer bashing," Moore said.  "And then the Christians who have bought in to the whole mistranslation of the Bible think, 'What is this? Queers are singing gospel?'"
        Well, yes.
        Moore, who has wide blue eyes and is always perfectly made up, said shame about her identity had led her to years of substance abuse and depression, and she was determined to use music to spread the word that it was possible to be transgender and self-loving and a person of faith.
        She asked Yvonne Evans, who had grown up in the church and is known to be a strict and devoted choir leader, to be the director.  Evans understood little about transgender people - at the time, she thought they were all "showgirls" - but she agreed anyway.  So early in 2001, Moore hung up flyers advertising the first rehearsal.  Six people showed up.
        "Six people who really couldn't sing.  I'm going to be honest with you.  They came from everywhere.  From the street.  They were homeless, prostitutes," Evans said.
        "They all wanted to do falsetto - badly,'' Moore said.
        "Real bad," said Evans.
        Members of the choir are in various stages of transition from one gender to the other, which means some have gone through hormonal or surgical changes; some voices have changed because of hormone treatment. Moore and Evans just wanted singers to use their natural voices - even if the register was higher or lower than typical male or female voices. Moore repeated advice she had once gotten:  "Just sing from your heart and let your spirit speak."
        Eventually, some new members joined and others were given a gentle nudge out.  The choir - a diverse group of mostly African Americans, some Latinos and a couple whites - has now grown to 18 people.  They pray in a huddle before every performance, then go on stage and rock the house. When the spirit so moves them - and it frequently does - they clap and bow, throw back their heads and raise their hands up high.
        "The Holy Spirit comes through us," Moore said.
        Kathleen McGuire, the conductor of the San Francisco Gay Men's Chorus, recalled the first time she saw the choir perform.  "The sound this small number of people produced was just amazing," she said.  "Most of all, what struck me was the personal conviction on their faces."
        The choir performed at events from the grand opening of the LGBT Community Center in San Francisco to a 2003 LGBT interfaith conference in Philadelphia.
        In 2003, the choir sang in Minneapolis at the general senate meeting of the United Church of Christ.  Although the church is not predominantly gay and lesbian, it is a "predominantly justice" church, said the Rev. Dr. Yvette Flunder, the City of Refuge pastor.  Following the performance, the senate voted to expand its ministries to transgender communities.
        Last year, Moore - who has worked on CDs by performers from singer Rhiannon to rockers Third Eye Blind - donated her studio and about $20,000 worth of her time to produce and engineer the choir's CD.  So far, they have sold 900 of the 1,000 copies they made.
        Transcendence Gospel Choir is part of what some consider a movement.
        The San Francisco Gay Men's Chorus, one of the country's first gay choruses, made its first public appearance the day that Mayor George Moscone and Supervisor Harvey Milk were assassinated in 1978.  They had been scheduled to rehearse, but instead, the chorus went to City Hall and sang a hastily prepared hymn.
        "Here was a group of people that felt marginalized, that was looking for a way that they could stand up and be visible as a group in a way that was safe," McGuire said.
        Twenty-five years later, as the transgender community goes through some of the same battles for recognition and acceptance, Transcendence has stepped up as pioneers and "cultural warriors," she said.  She was so inspired by the choir that she organized a program of gospel, spirituals and Motown music and invited Transcendence to join her choir in concerts Saturday night and tonight at Mission High School.
        For many singers in Transcendence, the choir is "family."
        "I feel more complete than I had before in my life," said Jerimyah D'Luv.  "Now I feel I'm a part of, instead of feeling like an outsider."
        Bobbi Jean Baker, a former crack addict who completed a 23-year sentence for robbery and second-degree murder in 2000, said that after joining the choir, "I went from being a nobody to being a somebody."
        On the CD, Baker is the soloist on the song "I Almost Let Go," which she sees as a personal anthem.
        "I felt like I just couldn't take life anymore," the lyrics go. "But God held me close/so I wouldn't let go."
        "Transcendence opened my eyes to a whole new gamut of life," Baker said.  "I saw people, and some looked just like me.  They had similar experiences, and they were living as to who they are."
        Becoming more spiritual helped Baker, who has nine brothers and six sisters, reconnect with her family.  Most of her siblings bought the CD. Her oldest sister refused to speak to her after her gender transition, but recently, they started talking, and she invited Baker to her daughter's wedding.
        "I'm going," Baker said, "as who I am."
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: C0XINHA em 19.abr.2004, 21:09:57
Responder
suas filhas podem sofrer perturbações em sua sexualidade.

eu acho q as perturbaçoes sao é outras com esse barraco todo...
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: joão paulo (PG) em 21.abr.2004, 21:36:51
http://www.portugalgay.pt/news/index.asp?uid=210404A (http://www.portugalgay.pt/news/index.asp?uid=210404A)

PORTUGAL: Nova constituição terá não discriminação por orientação sexual
21 Abr 2004

Está a decorrer o processo legal para a 6ª Revisão Constitucional em Portugal e entre outros temas, um dos assuntos a rever é o famoso artigo 13 onde se indicam os princípios de não discriminação. Na reunião de hoje entre grupos parlamentares a maioria necessária para a aprovação da alteração da lei fundamental concordou em incluir "orientação sexual" no ponto 2 do referido artigo (passando um texto semelhante a "Ninguém pode ser privilegiado, beneficiado, prejudicado, privado de qualquer direito ou isento de qualquer dever em razão de ascendência, sexo, raça, língua, nacionalidade, território de origem, religião, orientação sexual, deficiência ou doença, convicções políticas ou ideológicas, instrução, situação económica, ou condição social"). As propostas de alteração da Constituição por parte do Bloco de Esquerda, dos Verdes, do Partido Socialista e do Partido Comunista Português incluiam este assunto explicitamente e apenas o projecto de revisão pela coligação no governo ignora esta alteração. De qualquer forma Portugal está por força de diversos acordos comunitários obrigado a realizar esta alteração na lei.

Resta agora esperar em primeiro lugar pela aprovação formal da alteração e ter esperança que a mesma venha a ter efeitos práticos.

PortugalGay.PT (Portugal)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: FarFromHome em 23.abr.2004, 08:32:53
isto esta no correio damnha online hoje
www.correiodamanha.pt

Especial Sexo/Homossexuais em Portugal
PELOS CAMINHOS DE PORTUGAY  
Há cada vez mais hotéis, bares e restaurantes ‘amigos dos gays’, onde os homossexuais podem estar tranquilos. Sinal de que a mentalidade portuguesa está a mudar e o roteiro ‘gay’ a engrossar.  
 
Dois homens ou duas mulheres chegam a um hotel e pedem um quarto com cama de casal. O recepcionista, muito provavelmente, mostrará estranheza. A consulta de um guia ‘gay’ e lésbico faria com que o casal tivesse preferido outro estabelecimento. Aqueles guias multiplicam-se em Portugal e trazem cada vez mais locais – hotéis, bares, cafés –, frequentados por homossexuais ou onde um beijo entre duas pessoas do mesmo sexo não choca a clientela heterossexual.

Em 1997, a ILGA – International Lesbian and Gay Association (em português Associação Internacional de Gays e Lésbicas) elaborou o primeiro guia, com a colaboração da Câmara Municipal de Lisboa. “Era uma espécie de desdobrável”, recorda o actual presidente da associação, Manuel Cabral, comparando-o com o seguinte, editado em 2001, com 24 páginas. Os dois encontram-se esgotados, mas o último está disponível no ‘site’ www.ilga-portugal.oninet.pt/.

O que mudou entre o guia de 1997 e o de 2001? “O número de estabelecimentos ‘gay friendly’ [‘amigos do homossexual’, em tradução literal, onde uma carícia entre pessoas do mesmo sexo não prende a atenção dos heterossexuais] incluídos no de 2001 é superior e nele foram inseridas recomendações de outro tipo”, afirma o mesmo dirigente, referindo-se ao empenho da ILGA no combate e prevenção da sida e outras infecções sexualmente transmissíveis. Considera-se ainda fundamental, no último guia, promover a utilização de preservativo e gel lubrificante, assim como publicitar centros de testes voluntários, confidenciais e anónimos da sida.

A ILGA conta vir a editar um terceiro Guia Gay e Lésbico de Lisboa e existem projectos para lançar um de âmbito nacional. A cidade do Porto tem um guia próprio, editado pelo ‘site’ Portugal Gay. A revista ‘Korpus’ edita um nacional, que custa um euro.

Lisboa é o destino português mais popular. Como diz Manuel Cabral, “certamente por ser a capital e por ter sido recentemente publicitada como ‘cidade da liberdade, tolerância e acolhedora’ junto da comunidade GLBT [Gay, Lésbica, Bissexual e Transgénero]”. Segue-se o Algarve, como sucede, aliás, no segmento de mercado heterossexual.

MERCADO COR-DE-ROSA

À ILGA não surpreende que, sendo Portugal um país de brandos costumes, muitos estabelecimentos, embora possuam uma clientela maioritariamente GLBT, receiem afirmar-se abertamente ‘gay friendly’. A mesma observação é partilhada por António Serzedelo, da Opus Gay, na opinião de quem certos estabelecimentos estão interessados na clientela GLBT, mas não querem publicitar-se como tal.

Segundo Serzedelo, a maior parte dos turistas GLBT que visita Portugal é oriunda de Espanha e muitos deles já têm conhecimento do panorama nacional, pois consultaram a publicação ‘Spartacus – Gay Guide’. A Opus Gay participou recentemente na elaboração de um Guia Gay e Lésbico de Lisboa em colaboração com a Saga Travel, “a única agência de viagens que fez um acordo para explorar o mercado ‘gay’”.

A nível internacional, existe cada vez maior interesse neste segmento de mercado, dito cor-de-rosa, pois admite-se que o rendimento disponível para viagens da comunidade ‘gay’ e lésbica seja superior: não há filhos, o que não limita os gastos e permite maior flexibilidade no gozo de férias.

Em Portugal, existe um hotel lisboeta – Hotel Gay Blue Angel – e ‘guest houses’ (casas de hóspedes) no Algarve, por exemplo, a Gay Guest House Gil Vicente.

TURISMO A CAPTAR

António Serzedelo afirma que “antigamente referia o Parque Eduardo VII, em Lisboa, mas hoje é obrigatório notar que é um local altamente perigoso, onde se deve passar só de carro”. O dirigente sublinha que quem edita os guias são as associações e até particulares, embora considere que caberia aos organismos que lidam com o turismo fazê-lo. “Não tenho dúvidas de que cerca de dez por cento das pessoas que visitam Portugal são ‘gays’”, justifica.

Questionado acerca da conotação dos guias e roteiros com o turismo sexual, Serzedelo considerou-o “degradante”. Mas admitiu: “Não sei se haverá pessoas que pretendem fazer turismo sexual. Nem me interessa”.

'GAYS' NO GRANDE ÉCRAN

A homossexualidade é um dos temas favoritos do cinema. Em registos cómicos ou dramáticos, são vários os filmes marcantes onde os ‘gays’ surgem como personagens principais. Aliás, o papel de homossexual sempre foi muito ambicionado pelos melhores actores, dada a habitual complexidade que a sua representação exige. Dos títulos mais famosos, seguem-se aqui alguns dos principais exemplos.  

Isabel Ramos (correio da manha)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: FarFromHome em 23.abr.2004, 08:33:46
another one
no correio damanha tambem esta isto!

LÉSBICAS SÃO MAIS DISCRIMINADAS  
Nuno Nodin, psicólogo clínico, autor do livro ‘Sexualidade de A a Z’.  
 
Correio da Manhã – Os jovens portugueses aceitam com naturalidade a homossexualidade?

Nuno Nodin – Não, são muito conservadores. Bastam minutos com eles para nos apercebermos de que as suas ideias não são tão abertas como se pode pensar.

– Mas pode-se dizer que a sociedade encara abertamente outra orientação sexual?

– A sociedade portuguesa vai aceitando a orientação dos casais homossexuais, mas ainda não se pode dizer que vivamos numa sociedade aberta, pois ainda existe discriminação. Por exemplo, no local de trabalho, este ainda continua a ser um problema complicado.

– Vai ser difícil mudar a mentalidade dos portugueses?

– Dado o conservadorismo da sociedade, tenho dúvidas se será fácil. Tem havido uma maior viragem, embora lenta. Mas isso é normal, se olharmos para a História, também encontramos exemplos de momentos de conservadorismo e de liberalismo.

– Quais os maiores problemas dos homossexuais?

– As dificuldades em assumirem perante os outros que têm uma orientação sexual diferente, embora em alguns casos consigam ultrapassar as dificuldades sem consequências negativas. Outros problemas bastante relevantes são de ordem legal, como os referentes à questão da adopção e dos casamentos.

– O que mais diferencia a homossexualidade feminina da masculina?

– Além das diferenças mais evidentes, o facto de as relações lésbicas serem menos visíveis do que as dos homossexuais, dada a dupla discriminação que atinge as mulheres.  

Ana Isabel Cabral (correio da manha)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: indigo em 30.abr.2004, 13:35:00
29/4/2004
Chirac se posiciona contra o casamento gay

Finalmente o presidente da França Jacques Chirac se pronunciou sobre a questão do casamento homossexual. Na manhã desta quinta-feira, durante uma entrevista coletiva sobre a ampliação da União Européia, Chirac disse aos jornalistas que a França tem uma lei e uma tradição, e que « essa lei e essa tradição, que são claramente afirmadas no código civil, não permitem o casamento entre dois homens ou duas mulheres. É assim. É a lei ». Ele completou dizendo que aqueles que tentarem burlar a lei serão punidos. A declaração do presidente é uma resposta direta ao prefeito da cidade francesa de Bègles, Noël Mamère, que anunciou no início da semana que celebrará em sua cidade, no dia 5 de junho, o primeiro casamento homessexual do pais.

E Jacques Chirac não está sozinho. No dia seguite à declaração de Mamère, o ministro da Justiça, Dominique Perben, em uma entrevista ao jornal Le Figaro, disse que caso o prefeito realize o casamento, a cerimônia não terá nenhum valor e será anulada, já que é contra a lei.

A polêmica começou há algumas semanas, quando vários prefeitos franceses (inclusive Bertrand Delanöe, de Paris) se mostraram favoráveis à realização de casamentos entre pessoas do mesmo sexo em suas cidades. A França ja é dotada de um Pacto Civil de Solidariedade, o Pacs, que funciona como uma espécie de contrato entre duas pessoas (do mesmo sexo ou não) e que dá uma série de direitos aos signatários, mas ainda está longe de um casamento de verdade. Cenas dos próximos capitulos em breve...

 http://mixbrasil.uol.com.br/mundomix/centralplus/noticia.asp?id=519

A europa não é consensual...que direitos e deveres teremos na futura constituição europeia? :-\
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: barthez em 30.abr.2004, 15:16:49
e eles a darem-lhe com as leis... :-\

pq é k não conseguem assumir o seu perconceito?... >:( (querem agradar a gregos e troianos)

as leis podem ser mudadas!!! :P :P :P
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: joão paulo (PG) em 01.mai.2004, 04:51:44
http://www.correiodamanha.pt/noticia.asp?id=103548&idCanal=9

Correio da Manhã 2004-04-25

[...]

PORTO ESPERA 'GAYS'

As casas nocturnas do Porto esperam os milhares de adeptos que vêm com o Euro... e com euros. A maioria está optimista, mas a gerência do Playboy Club teme a hostilidade dos visitantes: “Não preparámos programas especiais e vedaremos a entrada a quem apareça de boné e cachecol”.

Em Matosinhos, o Club Champagne assume atitude oposta, embora a programação não vá sofrer alterações significativas. A comunidade ‘gay’, por seu turno, leva muito a sério a vinda de turistas. Preparou a edição de 20 mil desdobráveis para distribuir perto dos estádios, nos dias dos jogos. O pequeno guia traz os estabelecimentos aconselhados, dos bares às saunas, bem sinalizados num mapa da cidade do Porto.

[...]
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: joão paulo (PG) em 01.mai.2004, 04:55:10
Argentina: Casais GLS já podem adotar em Aragão

A Justiça de Aragão, Argentina, vai legalizar a adoção por casais do mesmo sexo agora ao aprovar um projeto de lei do partido da esquerda unida (EU) retirando a palavra hetreossexual dos termos de adoção das leis da cidade, portanto abrindo-se aí uma porta inédita para casais GLS.
A medida foi amplamente comemorada pelo grupo ativista homossexual CHA.

A socialista, María Angeles Ortiz, declarou que a lei é mais do que justa já que naturalmente os casais homossexuais não podem ter filhos não permitir a adoção seria o mesmo que impedir casais heterossexuais na mesma condição de adotarem.

Ela justificou sua posição também através de estudos científicos que comprovam que um lar GLS não altera a evolução e criação de filhos.

GLS Planet (http://glsplanet.terra.com.br/cgi-bin/viewnews.cgi?category=1&id=1083344651) 30/4/2004
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: joão paulo (PG) em 03.mai.2004, 11:57:15
Esta notícia não é directamente LGBT mas deita por terra muitos dos argumentos utilizados contra a adopção por LGBTs e como tal acho que faz sentido e é importante estar aqui.

http://jornal.publico.pt/publico/2004/05/03/Sociedade/S17.html

Bem-estar de Crianças de Pais Divorciados É Igual ao das Outras Crianças
Por AFP
Segunda-feira, 03 de Maio de 2004

A saúde psicológica de crianças que são filhas de pais divorciados apresentam, a longo prazo, níveis semelhantes aos das outras crianças, segundo um estudo de sociólogos suecos publicado quarta-feira no diário "Svenska Dagbladet", citado pela AFP.

O facto de os dois pais trabalharem a tempo inteiro também não é determinante para o bem-estar da crianças, segundo os investigadores da universidade de Estocolmo que interrogaram 1300 miúdos entre os 10 e 18 anos.

"É provável que as crianças andem menos bem durante o divórcio. Mas a termo, não encontrámos diferenças estatísticas entre as crianças que vivem com os dois pais, em famílias recompostas ou monoparentais", comentou a socióloga Viveca Oestberg.

Investigações recentes mostraram que a saúde dos suecos mais pequenos estava a deteriorar-se. Um estudo de Oestberg mostrava que uma criança em cada três queixava-se de perturbações gástricas regulares e de insónias, um sobre quatro sofriam de nervosismo e stress e uma sobre seis de estados melancólicos.

O seu último estudo parece provar a ideia de que o divórcio não é a raiz destes problemas. Segundo as conclusões, o bem-estar das criança depende mais da qualidade das suas relações com os adultos que compõem o lar que do facto de viverem com ambos os progenitores.

O factor mais importante são o apoio e a capacidade de ouvir trazidas pela família da criança: 80 por cento dos miúdos interrogados julgavam beneficiar deste apoio em casa. "Foi surpreendente verificar até que ponto era importante para os adolescentes mais velhos, dos 16 aos 18 anos, ter alguém com quem conversar. É mais importante para eles do que para os mais jovens", reforça a socióloga.

Jornal Público
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: joão paulo (PG) em 03.mai.2004, 20:19:27
CANADÁ: Homossexuais podem ser melhores pais que heteros

Um estudo realizado pelo Ministério da Justiça do Canadá concluiu que os homossexuais podem ser melhores pais que casais heterossexuais, informou o CanWest News Service no passado dia 25 de Abril. O estudo declara que muitos pais gays tem relacionamentos com maior interajuda e que são mais equalitários do que os dos relacionamentos heterossexuais, e isto "tem um impacto positivo nas crianças". O estudo também sugere que os pais gays podem ter capacidades de paternidade superiores. "Os pais gays podem ser mais propensos do que os pais heterossexuais a tomarem posições autoritárias parentais," indica o relatório. "Na América do Norte um estido de parentalidade autoritária que define claramente às crianças quais os limites juntamente com apoio, afecto e carinho tem demonstrado estar associado a um ajuste positivo das crianças".

Rex Wockner (EUA) para PortugalGay.PT 3 Mai 2004

http://www.portugalgay.pt/news/index.asp?uid=030504A
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Hain em 17.mai.2004, 15:25:25
http://www.denverpost.com/Stories/0,1413,36~64~2147524,00.html

Responder
O bispo da segunda maior diocese católica-romana de Colorado escreveu uma carta pastoral afirmando que os católicos não poderão receber Comunhão caso votem em políticos que apoiem o aborto, pesquisa de células embrionárias, eutanásia ou casamento entre homossexuais.



---------------------------

http://www.lemonde.fr/web/article/0,1-0@2-3224,36-365119,0.html

 Lionel Jospin é contra o casamento entre homossexuais e contra a homofobia.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Ines em 19.mai.2004, 16:13:25
 :curtain


Mais de mil já se casaram nos EUA, maioria é lésbica

Mais de mil casais homossexuais obtiveram a certidão de casamento apenas nesta segunda-feira, 17/5, primeiro dia em que o registro foi disponibilizado para casais do mesmo sexo.

O jornal Boston Globe entrevistou cerca de 750 casais que se inscreveram para obter as certidões no Estado e descobriu que 2/3 eram lésbicas. 40% dessas mulheres têm filhos em casa. Também descobriu que metade dos casais estão juntos há pelo menos uma década.

“Ao se associar casamento com filhos, e a estabilidade que o casamento dá ao educá-los, você poderá perceber que as mulheres estão mais propensas a se casar e a ter filhos”, disse Gary Gates, demógrafo que trabalha no Instituto Urbano em Washington e é autor do Atlas Gay e Lésbico.

A pesquisa também concluiu que o maior grupo entre aqueles que se inscreveram tinha entre 40 e 49 anos e que a idade média é de 43 anos. 90% dos casais pesquisados disseram que viviam em Massachussets, 34% dos que vivem no balneário gay de Provincetown disseram que não moravam no estado.

Outros dados da pesquisa mostram que 30% das mulheres disseram já ter tido relacionamentos heterossexuais, contra 19% dos homens. 12% disseram que estiveram casados legalmente.



 ;D ;D

:-* a todo@s :up
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Azuth em 20.mai.2004, 20:00:58
::Políticas Afirmativas e a Teologia da Libertação Gay

GLSPLANET.COM - 18/05/04

Desde a Criação do mundo muitas coisas mudaram, mas levou tempos e tempos para tais mudanças acontecerem, digo algumas. Principalmente aquelas que dividiam a Humanidade, as relações de um ser humano a outro ser humano.
Acredito que as pessoas sempre trouxeram um germe dentro delas de egoísmo e pouco a pouco aprenderam a se civilizarem e a olharem a si mesmos a partir do outro que está perto dele.
Bem, somente assim podemos ver uma grande evolução, quando deixamos de sentir e vivermos como se fossemos únicos e passamos a reconhecer que existem outras pessoas à nossa vota, tão importantes como cada um de nós.  A Humanidade também passou a se conscientizar dessa importância.

Nós estamos falando de desapego do próprio egoísmo, isso é ser magnânimo, sair da mesmice, sair da vida em serie para se dedicar verdadeiramente e se lançar naquilo que nos torna melhores perante os nossos próprios olhos e perante os outros. Quando passamos a ver a importância do gênero humano em qualquer humano então podemos dizer que estamos progredindo. Os gays têm essa qualidade que os diferencia das outras pessoas, eles tem seus sentimentos e emoções muito próximos a si, por isso ele se conhece melhor do que normalmente um heterossexual se conhece a si mesmo, e por ser assim ele é capaz de ser mais humano do que todos os demais, o que falo não falo apenas por dizer, mas existe procedência e verdade no meu discurso.

E por isso somos mais sensíveis à pessoa humana, ao sofrimento alheio, etc. Bem, era como deveria ser, sabemos que o mundo capitalista arrasta multidões e toda a convivência cristã e humana acaba sendo prejudicada com seus valores, pois os valores do capitalismo são o individualismo, consumismo, egoísmo, etc.

As mudanças de fato ocorreram, fortemente a partir do início século 20. Onde passou a acontecer primeiramente a quebra dos papeis fortemente salientados do homem e da mulher. Lembrando que por muito tempo a mulher era confinada a um serviço caseiro, a cuidar dos filhos, daí se desloca o papel feminino (Matrimônio - mater) enquanto o papel do homem era conseguir os meios para nutrir a família (Patrimônio - pater). Bem , inicialmente, pois o preconceito ainda era imenso, mulheres trabalhavam e faziam o mesmo que o homem, só que ganhavam muito menos.

A quebra dos antigos paradigmas segmentou ainda mais a sociedade, pois as pessoas começaram a buscar suas identidades enquanto seres, as mulheres por seu lado procuraram reivindicar muitos direitos através do Movimento Feminista e na metade do século XX surge o Movimento Negro com toda a sua força pela busca dos seus direitos, o Rev. Martin Luther King funciona como estopim para a luta dos negros nos Estados Unidos, se prolongando tal luta até o fim dos anos 80 com a participação do bispo anglicano Desmond Tutu, Nobel da Paz e Nelson Mandela na África do Sul.
Famosas frases do Martin Luther King nas suas lutas pela cidadania plena dos negros podem ser apropriadas pelo movimento Gay..."Pessoas oprimidas não podem permanecer oprimidas para sempre" , outra que eu gosto é a seguinte "A
Liberdade não será dada de bandeja pelos opressores, ela precisa ser exigida pelos oprimidos", he he he, contra toda e qualquer conformidade a uma ideologia introjetada nas consciências.

A partir da década de 60 fervilhava nos Estados Unidos o Movimento de contracultura que veio a quebrar ainda mais os fortes conceitos rígidos do moralismo social. Foi o pano de fundo necessário e eficaz para o surgimento de um outro movimento de contestação e afirmação política, o Movimento Gay, surgido no fim da mesma década. O machismo e o patriarcalismo sofreram sua última contestação ao seu poder e hegemonia. A diretriz do Homem Branco, Ocidental, Anglo-Saxão e  Heterossexual teve seu poder diluído ("em partes") por essa redemocratizacão e partilha do poder nessas afirmações políticas.

A Teologia teve um desenvolvimento profícuo em todo esse projetar da História, pois foi desconstruído tudo aquilo que sempre homens machistas e brancos disseram sobre a Divindade. Foi o momento do Movimento Negro e Feminista reivindicarem a sua releitura segundo suas óticas. Deus, que sempre era visto como Gênero Masculino passou a ser notado como "assexuado" e até seus atributos muito mais femininos que masculinos, como a Graça e o Perdão, salientados. Os negros também descortinaram a sua participação na Humanidade.

A Teologia da Libertação surge na década de 70 com a ênfase em outro oprimido pelas forças sociais, o pobre. Tinha como objetivo re-analisar toda a estrutura da sociedade e enfatizar o papel do pobre e do excluído no Reino de Deus. Deus sempre foi a favor das minorias contra a Maioria, as minorias excluídas contra a maioria excluída, isso é comum em toda a história do surgimento da fé judaico-cristã.
Grandes teólogos se levantam clamando por justiça social em toda a América Latina, e pegando uma carona no Concilio Vaticano II, ficaria mais fácil com o poder da religiosidade e da Igreja nas mãos dos leigos.
Longe do poder centralizador e unilateral vaticanista, os pobres tinham razões para jubilarem...mas a alegria durou pouco, porque o Vaticano não querendo perder poder, reforçou ainda mais seu poder sobre as massas, obrigando teólogos da Libertação a permanecerem em "silêncio obsequioso" como aconteceu com Leonardo Boff.
Essa é a tática das instituições de poder, a censura ao invés do diálogo.

Com a diluição do poder patriarcal, como já falamos, abriu-se a porta para o surgimento de outro sujeito histórico, este estava desclandestinizando-se, exigindo sua presença na sociedade democrática e pluralista. Surge o Movimento Gay nos fins da década de 60, um pouco antes , os primeiros teólogos de afirmação gay começavam a dar passos tímidos, aproveitando a abertura conseguida pelas feministas e negros. Começou a se fazer uma releitura gay de tudo aquilo que os machistas sempre disseram sobre "homossexualismo", e perceberam que existia muita má vontade por partes dos eruditos ao interpretarem muitas passagens bíblicas, principalmente naqueles de tendências mais fundamentalistas, que não se atualizaram no quesito de usarem da Antropologia, Psicologia e ciências atuais quando se faz necessário para interpretarem textos que tiveram seu contexto inicial há 2 ou 3 mil anos atrás. Deus continua do lado dos excluídos e minorias, como sempre.

Nós enquanto Movimento legítimo de afirmação social, também temos nossos ícones maiores, como Matthew Sheppard, que foi morto pelo "crime" de SER diferente (como se tivéssemos o poder de existirmos diferentemente ou ao não-Ser).
Sheppard foi achado com os braços abertos sobre madeiras de uma cerca americana, com o rosto deformado pelo espancamento sofrido cruelmente
pelos seus algozes, sua morte, como um cristo moderno, remete ao Cristo
maior, que morreu hà 2000 anos atrás unicamente por ser aquilo que os judeus
não aceitaram reconhecer, o Unigênito Filho de Deus. Numa sociedade cada vez
mais hipócrita, onde o valor do Ter suplanta o valor do Ser, está cada vez
mais difícil demonstrar uma transparência e o verdadeiro ser das pessoas.
Graças à Deus, porque somos GAYS ou LÉSBICAS !!!!! ..diga-se isso para você´mesmo mais de 1000 vezes, e silencie na tua consciência aqueles que querem te silenciar pra sempre com um "não és".
Afirme a Vida contra a Morte!

por Pr. Victor Orellana

Victor Orellana
vorellana@glsplanet.com
Pastor, fundador da Igreja Acalanto
 (11)3663-4483/9769-8382/6944-4792

 





Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Azuth em 20.mai.2004, 20:15:59
EUA: Menina começa mudança de sexo aos 6 anos de idade



Nos Estados Unidos, as crianças estão sendo reconhecidas como transexuais cada vez mais cedo. A menina da foto à esquerda, de nome Hallie Baker (foto), começou sua mudança de sexo para menino aos 6 anos de idade. Foi com essa idade que ela disse aos seus pais que iria se matar se não pudesse ser menino, e não estava brincando.
Seus pais no início pensaram que ela era lésbica, mas ao levá-la a um psicólogo, descobriram que ela poderia ser transexual.


Agora, com nove anos de idade, Hallie virou Hal, em casa e na escola (foto). E mais, Hal planeja começar em breve a tomar hormônios para que seus seios não cresçam e ela não tenha menstruação. A família apareceu em entrevista na TV americana, no programa de Oprah Winfrey, onde foram relatados ainda outros casos de crianças que decidiram que não queriam mais viver com seu gênero de nascimento. Todas foram acompanhadas por terapeutas, que chegaram à conclusão de que estas crianças eram transexuais,e deveriam ter a chance de viver como alguém do sexo poposto até decidirem se vão passar pela transição de sexo ou não.


No programa (foto), Hal disse: "Enquanto eu vivia como Hallie eu realmente comecei a me odiar. Eu me sentia numa armadilha, desconfortável. Disse aos meus pais devagar, eu não disse tudo de uma vez. Foi difícil mas está terminado. Aquilo está no meu passado, e este é o meu futuro".

Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: HLuso em 21.mai.2004, 00:04:35
Peço Permissão para repetir este post, que já tinha colocado no post - Televisão -...Mas penso ser importante sensibilizar-vos para esta campanha.....Não há justificação para tal!!!!





CAMPANHA PARA CORRIGIR AS LEGENDAS EM FILME NO QUE DIZ RESPEITO À TRADUÇÃO DA PALAVRA GAY!!!!!!!!!!!!!!

CAROS AMIGOS VENHO-VOS PROPOR QUE SE FAÇA UMA CAMPANHA, PODE ATÉ COMEÇAR POR UM POST AQUI NO FORUM, ONDE SE DENUNCIE TODOS OS FILMES QUE PASSAM NA TV EM QUE SE TRADUZ A PALAVRA GAY PARA MARICAS.....VOU COMEÇAR A ANOTAR OS NOMES DAS PESSOAS QUE FAZEM ESTAS TRADUÇÕES E A TENTAR DESCOBRIR EM QUE ORGANISMO ELAS TRABALHAM...ISTO NÃO PODE CONTINUAR ASSIM...É UMA TERRIVEL  MANIFESTAÇÃO HOMOFOBICA PARA AS GERAÇÕES MAIS NOVAS QUE VÊM OS FILMES....!

PS: NO Filme "Specials" de super herois etc, actualmente a ser exibido na Lusomundo Premium, esta TRADUÇÃO  acontece várias vezes, por exemplo....!
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 21.mai.2004, 00:06:53
Sabe-se quem traduziu o "Specials"? Têm o contacto do tradutor/a ou da empresa responsável?

É uma campanha que vale a pena. É necessário é tornar disponível os dados. :)

Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: HLuso em 21.mai.2004, 00:22:36
okkk...vamos fazer o seguinte, apaga-se então o texto do post da televisão...eu vou INVESTIGAR, como deve ser como é que isso se processa...isso da pessoa que traduz, como funciona etc...e lanço a campanha aqui no forum, atraves de um post..pode ser'????


 :D :D :D :D
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: joão paulo (PG) em 21.mai.2004, 01:06:31
http://www.portugalgay.pt/news/index.asp?uid=200504B

IÉMEN: Jornalistas condenados por matéria sobre homossexualidade
20 Mai 2004

Deu na Al-Jazeera. Um tribunal do Iémen condenou três jornalistas a suspensão de suas actividades profissionais por terem publicado uma reportagem no jornal A Semana em março de 2003 sobre homens que estavam presos por causa de sua orientação sexual. Segundo o Tribunal foi violada a moral e costumes ao ser abordado publicamente o tema da homossexualidade, que é crime no país. Jalal al-Sharaabi, então editor do jornal, recebeu suspensão de três meses, enquanto os outros dois jornalistas receberam cinco meses de suspensão. Os jornalistas recorreram da decisão, mas afirmaram que respeitarão a lei.

MixBrasil (Brasil)


Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: joão paulo (PG) em 03.jun.2004, 13:14:14
PORTUGAL: Porto Pride com mais um apoio
3 Jun 2004


É já este fim de semana que começa a ser divulgado na Nova Era Rádio (a rádio no Porto mais ouvida pelos jovens) o evento Porto Pride 2004. Numa primeira fase serão transmitidos pequenos spots a lembrar a data de 3 de Julho e o local do evento (Teatro Sá da Bandeira). Na segunda fase, mas perto da ocasião, serão divulgados dezenas de spots por dia com informação completa sobre o evento. O Porto Pride é realizado desde 2001 e tem como objectivo principal mostrar que é possível reunir no mesmo espaço homossexuais, lésbicas, transsexuais, bissexuais e heterossexuais sem olhar a preconceitos ou orientações sexuais. Tal como em todas as edições anteriores grande parte da receita reverte a favor de instituições de solidariedade social com actividade na Cidade Invicta. Além da Nova Era Rádio o Porto Pride 2004 conta já com o apoio da Cutty Sark e o patrocínio da Comissão Nacional de Luta Contra a Sida. Mais informações em: www.portugalpride.org/pp2004.asp .

PortugalGay.PT (Portugal)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Eo em 04.jun.2004, 22:47:54
FRANÇA: Líder da extrema-direita defende casamento gay

O líder da Front National, partido de extrema-direita que defende a expulsão de estrangeiros e a segregação racial na França, defendeu, numa conferência de imprensa sobre as eleições para Parlamento Europeu, o direito de casais homossexuais de se casarem e adoptarem. Jean-Marie Le Pen afirmou estar muito envolvido no debate sobre o casamento gay na França e surpreendeu os repórteres ao afirmar-se favorável aos direitos glbt. “Existem homens que se amam, porque não ? Isso vem de longa data. Mas não era uma questão oficial, o que prova que o casamento está reconquistando o prestígio que acreditávamos estar perdido, já que os homens querem poder santificar de maneira laica sua união”. Questionado sobre a questão da paternidade homossexual, lamentou as baixas taxas de natalidade da França e disse que a aprova ”se ao menos os homossexuais puderem fazer filhos”. E concluiu: “ Tenho o espírito aberto, se a homossexualidade não for expressa de forma agressiva e provocadora”. Essas declarações demonstram uma mudança radical de Le Pen sobre o tema. Em 1984 ele declarou que “a homossexualidade não é um delito mas constitui uma anomalia biológica e social”.

portugalgay.pt (http://portugalgay.pt/news/index.asp?uid=030604B)



Será que o mundo está para acabar?? :o
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: joão paulo (PG) em 05.jun.2004, 12:21:00
http://www.portugalgay.pt/news/index.asp?uid=050604A

FRANÇA: Primeiro casamento civil entre pessoas do mesmo sexo
5 Jun 2004

O primeiro casamento civil entre pessoas do mesmo sexo em Fraça aconteceu sem surpresas. Este sábado, 5 de Junho, às 11:12 (hora local), Stéphane Chapin e Bertrand Charpentier celebraram o seu casamento civil oficializado por Noël Mamère, maire de Bègles. Depois de ler os artigos do Código Civil, o casal trocou votos em frente a uma assembleia formada por representantes locais e amigos, alguns deles muito emocionados. Depois, Noël Mamère pediu-lhes que assinassem o registo do seu estado civil juntamente com as testemunhas. No final da cerimónia Noël Mamère declarou: "Hoje é um dia em que sinto muito orgulho em ser presidente da cidade de Bègles". No exterior da Câmara Municipal de Bègles alguns opositores ao casamento manifestavam-se. Entre os slogans "Ontem o PACS, hoje o casamento e adopção, amanhã o incesto e pedofilia". Frente a frente com eles os membros das associações LGBT, a Juventude Socialista e habitantes locais que apoiavam a igualdade de direitos.

TETU (França)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: cacao em 05.jun.2004, 15:04:18
FRANÇA: Líder da extrema-direita defende casamento gay

O líder da Front National, partido de extrema-direita que defende a expulsão de estrangeiros e a segregação racial na França, defendeu, numa conferência de imprensa sobre as eleições para Parlamento Europeu, o direito de casais homossexuais de se casarem e adoptarem. Jean-Marie Le Pen afirmou estar muito envolvido no debate sobre o casamento gay na França e surpreendeu os repórteres ao afirmar-se favorável aos direitos glbt.

:inq Não terá sido mal tranduzida a noticia?!... É que o Le Pen não é de todo flor que se cheire... Pretenderá recandidatar-se na próxima corrida às presidênciais mas desta vez com o eleitorado homossexual?!...
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: joão paulo (PG) em 05.jun.2004, 20:38:26
http://www.frontnational.com (http://www.frontnational.com)

A tradução da notícia não está, realmente, correcta... e depois de ter visto o original as conclusões não são exactamente as mesmas.

Abaixo fica o texto em francês (se alguém tiver melhores conhecimentos da língua francesa que eu, agradecia uma tradução...)

Entretanto Le Pen já veio dizer que "estava a ser irónico"... os comentários dos activistas franceses foi de que estava realmente a ser demasiado obscuro.

João Paulo

Mariage homo et « démographie insuffisante »

Interrogé mercredi à Lyon par les journalistes sur l’offensive en faveur du mariage homosexuel, Jean-Marie Le Pen s’est saisi de l’occasion pour exposer son sentiment et les enseignements qu’il tirait de cette agitation. « Qu’il y ait des hommes qui s’aiment après tout, pourquoi pas, cela date de très longtemps. Généralement, on n’en faisait pas une affaire officielle, ce qui prouve que le mariage est en train de reconquérir un prestige qu’on craignait qu’il avait perdu, puisque des hommes souhaitent pouvoir sanctifier de façon laïque leur union ». « Si on veut donner à son outing un caractère absolument officiel, c’est l’affaire de chacun, ce n’est pas une affaire d’Etat » a-t-il déclaré, notant que ce débat ne le passionnait pas outre mesure et que s’il était garde des Sceaux il ne mettrait pas Noël Mamère « en prison ». Le président du Front National a surtout insisté sur le fait que notre pays est menacé dans sa pérennité par « une démographie insuffisante » ajoutant non sans humour : « si au moins, les homosexuels pouvaient faire des enfants ! ». «Je suis assez large d’esprit si l’homosexualité n’a pas un caractère agressif, provoquant » a-t-il enfin ajouté


e o desmentido em grande destaque no site...


Sans ambiguïté aucune

La constatation d’une simple réalité, à savoir l’homosexualité, ne saurait bien évidemment être interprétée comme un blanc-seing au mariage gay. En déclarant mercredi à Lyon, sur un mode ironique, que la volonté du lobby homo d’imposer ce type d’union « prouve que le mariage est en train de reconquérir un prestige qu’on croyait perdu » -voir notre précédente édition-, Jean-Marie Le Pen a eu droit de la part des médias à une interprétation particulièrement biaisée de ses propos. C’est Le Monde qui a ouvert le feu en gommant (sciemment ?) le second degré des commentaires du président du FN, l’article tendant à faire accroire qu’il était favorable à ladite union. Ce qui est bien évidemment totalement faux, le chef de file des nationaux et les dirigeants frontistes ayant maintes fois souligné, notamment depuis la création du PACS, première étape vers la légalisation du mariage homosexuel, leur refus catégorique de toute dénaturation du sens donné au mariage dans notre civilisation (FDA Quotidien du 13/05/2004). Car cet engagement doit rester l’union d’un homme et d’une femme en vue, dans la très grande majorité des cas et quand la nature le permet, d’assurer leur descendance et partant, l’avenir de la nation. Dans un communiqué rectificatif rendu public depuis Mâcon jeudi, Jean-Marie Le Pen précise donc que « le titre de l’article du journal Le Monde ne correspond pas aux citations qui sont faites (…) aucune des phrases prononcées ni même rapportées (par ce quotidien) ne permet une telle interprétation et contrairement à ce qui est affirmé, Jean-Marie Le Pen n’a pas ‘béni’ le mariage d’un couple homosexuel ». Le président du FN « condamne en effet l’initiative évidemment provocatrice de Monsieur Mamère, initiative contraire au droit civil français ».
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: joão paulo (PG) em 08.jun.2004, 00:59:01
http://www.portugaldiario.iol.pt/noticias/noticia.php?id=345474 (http://www.portugaldiario.iol.pt/noticias/noticia.php?id=345474)

Comunidade homossexual promove «Porto Pride»
08-06-2004 00:13
PD  


Iniciativa decorre em Julho e tem o apoio de bares e outros estabelecimentos

   



A comunidade homossexual do Porto realiza em 03 de Julho, no Teatro Sá da Bandeira, a sua tradicional "Porto Pride", uma iniciativa do site "Portugal Gay".

Parte das receitas da iniciativa, que conta com o apoio de bares e outros estabelecimentos inseridos no roteiro GLBT (gays, lésbicas, bissexuais e transgenders) da cidade, reverte a favor de instituições de solidariedade social ou de saúde do Porto.

As verbas alcançadas na edição do último ano foram entregues pelo Portugal Gay ao Hospital Joaquim Urbano, especializado em doenças infecto-contagiosas.

Iniciada em 2001, esta festa reúne milhares de pessoas de todas as tendências sexuais e promove várias actividades.

A edição deste ano do Porto Pride, que tem lugar nos últimos dias do Euro 2004, poderá contar com a presença de um número de turistas estrangeiros superior ao normal, porque será certamente um dos pontos referidos no Roteiro GLBT que a comunidade homossexual da cidade vai lançar no âmbito do campeonato de futebol.

Na senda de outros roteiros já lançados em anos anteriores, mas adaptado propositadamente ao Euro 2004,o roteiro inclui a lista dos espaços e estabelecimentos do Porto ligados à realidade GLBT.
 
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: joão paulo (PG) em 10.jun.2004, 02:16:45
http://www.portugalgay.pt/news/index.asp?uid=090604A (http://www.portugalgay.pt/news/index.asp?uid=090604A)

REINO UNIDO: Inventor gay do computador será homenageado
9 Jun 2004

O inventor do computador moderno, Alan Turing, será homenageado no Reino Unido, 50 anos após o seu suicídio. Turing foi um dos pioneiros da computação e o seu trabalho ajudou a transformar os PCs modernos numa realidade. Apesar de seu brilhantismo, Turing foi levado a Tribunal por ser homossexual. Naquela época, a homossexualidade não era permitida no Reino Unido e quando o seu relacionamento com um rapaz de Manchester foi descoberto em 1952, foi ameaçado com prisão. Tuning suicidou-se no dia 7 Jun 1954, comendo uma maçã envenenada - a fruta que é símbolo da empresa Apple. Turing já foi agraciado com uma estátua de bronze em Sackville Park, bairro gay de Manchester, mas, na próxima segunda-feira, 14/6, receberá uma nova homenagem: uma placa será colocada em frente a sua casa em Cheshire. O evento foi organizado por Andrew Crompton, da Universidade de Manchester.

MixBrasil (Brasil)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: x-pressiongirl em 12.jun.2004, 12:52:59
Ola pessoal, não sabia muito bem onde anunciar isto, mas penso que este tópico será o mias indicado.
As M.A.R.I.A.S (Mulheres em Acção Radical por Ideais Anti-Sexistas) são um grupo feminista que se fomou há cerca de dois anos. têm promovido alguns debates, bem como algumas iniciativas (manifestações pro-aborto, contra a guerra...) .
O próxima reunião terá como tema o LGBT. Penso que seria de todo o interesse participarmos activamente no debate.
Este debate realizar-se-á na próxima segnda-feira, dia 14 de Junho, às 19h na sede do bloco, em Lisboa.
Aparece e traz um@ amig@! ;-)

saudações x-pressivas  :-*
x-pressiongirl  8)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Emanem em 14.jun.2004, 16:23:42
Jovens gays, lésbicas e transgêneros portugueses - Conheça o trabalho da rede ex aequo
10.03.2004


Rita Paulos, presidente da associação nos dá um panorama sobre os jovens homossexuais de Portugal.

em: [url]http://www.glx.com.br/art.php?artid=631[/url] ([url]http://www.glx.com.br/art.php?artid=631[/url])

 8) very cool!



Adorei!  :D Mandei esta pagina por email a alguns amigos, para ficarem a conhecer melhor a associação!  ;D
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: joão paulo (PG) em 15.jun.2004, 02:46:16
http://portugalgay.pt/news/index.asp?uid=140604C (http://portugalgay.pt/news/index.asp?uid=140604C)

BRASIL: 1,5 milhões na Parada do Orgulho LGBT de São Paulo

 Parada do Orgulho GLBT de São Paulo, realizada no último domingo, dia 13, reuniu 1,5 milhão de pessoas. O número é oficial foi divulgado pela polícia. Os números oscilaram muito desde o evento com os primeiros dados das autoridades a apontar para 1 milhão e a Organização da Parada para 1,8 milhão de participantes. Com este número de participantes a Parada de SP é a maior do mundo e ultrapassou tradicionais como a de Nova York e São Francisco.

MixBrasil (Brasil)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Joao :) em 15.jun.2004, 18:45:55
Pink TV «arranca» em Outubro à conquista de um público 'gay' [ in DN de 15/Junho/'04]

Para mais informações,

http://www.ex-aequo.web.pt/forum/index.php?board=3;action=display;threadid=2034;start=15 (http://www.ex-aequo.web.pt/forum/index.php?board=3;action=display;threadid=2034;start=15)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: v em 18.jun.2004, 22:13:41
Câmara de Lisboa contra Orgulho "Gay" na Avenida da Liberdade

A Câmara de Lisboa deu parecer negativo à realização da marcha de Orgulho "Gay", no dia 26, na Avenida da Liberdade, sustentando que prefere a realização do evento noutras zonas da cidade.

"Há uma orientação geral da Câmara de Lisboa para que na Avenida da Liberdade só se realizem manifestações em datas muito especiais, como o 25 de Abril, ou então provas" desportivas, afirmou o presidente da Câmara de Lisboa, Pedro Santana Lopes.O autarca diz já ter transmitido o parecer negativo da autarquia ao Governo Civil de Lisboa, entidade que autoriza a realização de manifestações e desfiles na cidade.

"Eu prefiro que seja noutras zonas, porque senão a Avenida da Liberdade passava a vida a estar fechada. Também prefiro que não se utilize o Terreiro do Paço", afirmou o autarca, negando existir qualquer preconceito da parte do município: "Eu digo a estas organizações o mesmo que digo a outras que queiram utilizar a Avenida da Liberdade para desfiles".

Santana Lopes recordou que os organizadores das comemorações do Dia de Orgulho "Gay", que se assinala em todo o mundo a 28 de Junho, "têm solicitado o direito a realizarem iniciativas noutras zonas da cidade, como em Monsanto, a que a Câmara tem dado parecer favorável e tem viabilizado".

A marcha agendada para dia 26 vai desfilar sobre o lema "Pela Diversidade, contra a Discriminação", esperando-se mais de dois mil participantes na iniciativa. À noite, realiza-se a oitava edição do Arraial Pride, no Parque do Calhau, em Monsanto, no qual deverão participar cerca de dez mil pessoas, tendo colaborado na organização o município lisboeta e a Associação de Turismo de Lisboa.



Fonte: www.publico.pt
Link: http://ultimahora.publico.pt/shownews.asp?id=1196962
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: HLuso em 18.jun.2004, 22:45:03
Engraçado...se um dos filhos do Santana Lopes for Gay ou Lésbica, quem sabe se ele não vai ser o primeiro a querer a Marcha em Pleno Rossio????

Ou secalhar até não, esconde-o(a) em Monssanto....ou melhor manda-o(a) para o estrangeiro....longe da vista, longe do coração!!!!

Lisboa Cidade Cosmopolita e Contemporanea....?????


Deixa-me rir..........!!!!!!

Será que algum dos Portas pode interceder pelos Gays e Lesbicas Portugueses????






Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 19.jun.2004, 09:43:04
O Governador-Civil autorizou a marcha (antes da notícia ter saído, inclusive).

O parecer do Santana Lopes não tem valor, nem lhe compete dar este tipo de autorizações, mas sim o Governo-Civil de Lisboa.

Parece que estão a meter isto a público só para criar confusão nas pessoas e estas pensarem que a marcha não vai acontecer ou que se acontecer será ilegal. Não é verdade.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 19.jun.2004, 12:38:16
Público
Santana Lopes Contra Marcha Gay na Av. da Liberdade
Por NUNO FERREIRA COM LUSA
Sábado, 19 de Junho de 2004

Santana Lopes disse ontem à Agência Lusa ter dado parecer negativo à realização da Marcha de Orgulho Gay, dia 26, na Avenida da Liberdade, por preferir estas iniciativas noutras zonas da cidade. A organização da marcha afirma que não tem que existir qualquer parecer da autarquia, que a autorização já foi dada pelo Governo Civil, que a PSP deu parecer positivo e que o desfile se vai fazer.

"Há uma orientação geral da Câmara de Lisboa para que na Av. da Liberdade só se realizem manifestações em datas muito especiais, como o 25 de Abril, ou então provas" desportivas, disse ontem aos jornalistas o presidente da Câmara de Lisboa.

Santana Lopes disse também ter transmitido o parecer negativo da autarquia ao Governo Civil, entidade que autoriza manifestações e desfiles na cidade. "Prefiro que seja noutras zonas, porque senão a Av. da Liberdade passava a vida a estar fechada. Também prefiro que não se utilize o Terreiro do Paço", afirmou o autarca, negando qualquer preconceito da parte do município: "Eu digo a estas organizações o mesmo que digo a outras que queiram utilizar a Avenida da Liberdade para desfiles".

Manuel Cabrais Morais, presidente da ILGA (International Gay and Lesbian Association) Portugal, diz não compreender as afirmações do presidente da autarquia: "Não percebo porque carga de água Santana Lopes se pronunciou sobre um evento que à luz da lei, o decreto-lei 406/74, é ao Governo Civil que compete autorizar. Mais a mais, tivemos uma reunião na câmara pouco antes dessas declarações e nada nos foi comunicado". A organização afirma que deu conhecimento à autarquia de um fax enviado pelo Governo Civil, no qual este especificava que o Comando Metropolitano da PSP de Lisboa "não via inconveniente" na realização da marcha e que apenas era referida a possível necessidade da organização ter de pagar um eventual reforço de efectivos. "A única observação que tinhamos tido da câmara e já não é de agora, é que tivessemos atenção ao facto deste ano se realizar o Euro e podermos vir a ter problemas de segurança, só isso".

A marcha agendada para dia 26 tem como lema "Pela Diversidade. Contra a Discriminação. Também somos Europa". A organização espera mais de 2 mil participantes na iniciativa. Anteontem foi anunciado o apoio da CGTP-Intersindical, da Rede Lilás, de organizações de luta contra o racismo e de defesa da integração de imigrantes e da ATTAC (movimento internacional contra a globalização.

À noite, realiza-se o oitavo Arraial Pride, no Parque do Calhau, em Monsanto, com entrada livre, em que são esperadas cerca de 10 mil pessoas. O programa de comemorações do "orgulho gay" passa ainda pela realização de debates, encontros e jornadas em Lisboa e no Porto, acampamentos no Alentejo e pelo 8º Festival de Cinema Gay e Lésbico de Lisboa, que poderá ter este ano uma extensão a Coimbra.

As iniciativas são organizadas pela associação ILGA PORTUGAL, pela @t (Associação para o Estudo e Defesa do Direito à Identidade do Género), Clube Safo, Gayteenportugal, Não Te Prives (Grupo de Defesa dos Direitos Sexuais), Panteras Rosa, PortugalGay.pt e Rede Ex-Aequo.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: joão paulo (PG) em 19.jun.2004, 13:39:01
2004-06-19 00:00:00
Polémica: autarquia quer desfile noutro sítio

GAYS FORA DA AVENIDA  

A Câmara de Lisboa deu parecer negativo à realização da Marcha de Orgulho Gay, dia 26, na Av. da Liberdade, por preferir a realização destas iniciativas noutras zonas da cidade, disse o presidente da autarquia.  
António Cotrim
 
São esperadas cerca de duas mil pessoas na Marcha do Orgulho Gay
"Há uma orientação geral da Câmara de Lisboa para que na Avenida da Liberdade só se realizem manifestações em datas muito especiais, como o 25 de Abril, ou então provas desportivas", afirmou o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Pedro Santana Lopes, que falava à margem da cerimónia de lançamento da reedição do livro 'Esgotos de Lisboa'.

Santana Lopes disse já ter transmitido o parecer negativo da autarquia ao Governo Civil de Lisboa, entidade que autoriza a realização de manifestações e desfiles na cidade.

ATITUDES DIFERENTES

"Prefiro que seja noutras zonas, porque senão a Avenida da Liberdade passava a vida fechada. Também prefiro que não se utilize o Terreiro do Paço", sublinhou o autarca, negando existir qualquer preconceito da parte do município: "O que digo a estas organizações é o mesmo que digo a outras que queiram utilizar a Avenida da Liberdade para desfiles".

Santana Lopes recordou que os organizadores das comemorações do Dia de Orgulho Gay - assinalado em todo o Mundo a 28 de Junho - "têm solicitado o direito a realizar iniciativas noutras zonas da cidade, como em Monsanto, a que a Câmara tem dado parecer favorável e tem viabilizado".

Contactado ontem de manhã pela Lusa, o Governo Civil fez saber que não tinha dado entrada qualquer parecer da Câmara Municipal de Lisboa.

O anterior presidente da autarquia alfacinha, João Soares, manifestava atitude diferente em relação à Marcha do Orgulho Gay, não lhe vedando a Avenida da Liberdade. João Soares permitiu igualmente que o arraial 'gay' passasse do Príncipe Real para a Praça do Município.

A marcha agendada para dia 26 tem como lema "Pela Diversidade. Contra a Discriminação. Também somos Europa". Esperam-se mais de 2000 participantes.

À noite, realiza-se a oitava edição do Arraial Pride, no Parque do Calhau, em Monsanto, com entrada livre, em que deverão participar cerca de 10 000 pessoas, tendo colaborado na organização o município lisboeta e a Associação de Turismo de Lisboa.

A festa do Orgulho Gay celebra a revolta de um grupo de homossexuais, nos Estados Unidos, contra perseguições policiais.  

http://www.correiodamanha.pt/noticia.asp?id=115793&idselect=10&idCanal=10&p=94

Nota: ver os comentários à notícia! >:(
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 19.jun.2004, 20:12:50
Local   19-06-2004 - 19h08  
 
Organização tem autorização do Governo Civil
Orgulho "Gay" na Avenida da Liberdade contra vontade de Santana Lopes

Lusa
A marcha de Orgulho "Gay" vai realizar-se no próximo sábado na Avenida da Liberdade, em Lisboa, apesar do parecer negativo do presidente da autarquia, anunciou hoje um dos responsáveis pelo evento.

Os organizadores decidiram não acatar a posição (não vinculativa) da autarquia divulgada ontem, porque dizem ter autorização do Governo Civil e da PSP para realizar a marcha, que deverá começar no Parque Eduardo VII e terminar no Rossio.

"O Governo Civil enviou uma carta a dizer que podíamos realizar a marcha e a PSP também não colocou quaisquer entraves, disse apenas que o número de polícias presentes não deveria ser muito elevado porque nesse dia há jogo do Euro", disse Paulo Vieira, da associação Não te prives - Grupo de Defesa dos Direitos Sexuais.

Os organizadores reuniram-se quinta-feira para afinar os últimos detalhes e na altura ficou "tudo certo": "Tínhamos todas as autorizações necessárias e agora o presidente da Câmara lembrou-se de dizer que não queria que a marcha fosse na Avenida da Liberdade", recordou Fabíola Cardoso, da associação Clube Safo.

O presidente da Câmara de Lisboa tornou público ontem o parecer negativo da autarquia à realização da marcha, por considerar que "na Avenida da Liberdade só se devem realizar manifestações em datas muito especiais, como o 25 de Abril, ou provas desportivas".

No entanto, os responsáveis pelo evento garantem que não vão desistir da iniciativa, uma vez que o parecer municipal não é vinculativo, ao contrário da decisão do Governo Civil, "que é favorável e já foi dada" aos organizadores, garantiu Paulo Vieira.

A marcha, organizada por uma dezena de instituições e grupos representativos da população lésbica, "gay" e bissexual, deverá desfilar no dia 26 sob o lema "Pela Diversidade. Contra a Discriminação. Também somos Europa".

Esperando mais de dois mil participantes na iniciativa que se realiza pela quarta vez em Lisboa, a festa do Orgulho "Gay" celebra a revolta, que se prolongou por três dias, de um grupo de homossexuais, nos Estados Unidos, contra perseguições policiais.

http://ultimahora.publico.pt/shownews.asp?id=1197038&idCanal=76
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: joão paulo (PG) em 23.jun.2004, 22:59:56
algo mais "light"

http://www.portugalgay.pt/news/index.asp?uid=2306004B

PORTUGAL: Cristiano Ronaldo eleito jogador mais sexy
23 Jun 2004

(http://www.portugalgay.pt/news/cristianoronaldo.jpg)
Nem mais: o selecionado como jogador mais sexy da selecção portuguesa através da sondagem no site PortugalGay.PT (www.portugalgay.pt) foi o jovem Cristiano Ronaldo, que joga no campeonato europeu com o número 17. A sondagem teve uma adesão sem precedentes e o vencedor arrecadou 14% dos votos. Foi seguido de perto por Nuno Gomes, Pauleta e Moreira. Luis Figo, o vencedor da mesma sondagem no ano passado ficou-se pelo 5º lugar com apenas 9% dos votos. Cristiano Ronaldo nasceu em 1985 e joga actualmente no Manchester United FC, Reino Unido (no lugar deixado vago por David Beckham no verão de 2003). Mais informações sobre o campeonato da europa de fuitebol que está a decorrer este ano em Portugal: www.euro2004.com

PortugalGay.PT (Portugal)


Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: cacao em 24.jun.2004, 09:17:45
LA EQUIPARA AL RACISMO Y EL ANTISEMITISMO
El Gobierno galo aprueba una ley para luchar contra la homofobia (http://elmundo.es/elmundo/2004/06/23/sociedad/1087991551.html)


PARÍS.- El Gobierno francés ha aprobado, tras reunirse el Consejo de Ministros, una ley para combatir la homofobia. La iniciativa se produce tres semanas después de que la Justicia abriera un proceso contra el primer matrimonio gay celebrado en el país.

El presidente del Ejecutivo, Jacques Chirac, ha pedido que la ley se ponga en marcha "con el más estricto rigor y vigilancia" con el fin de "frenar en seco" las injurias y provocaciones contra los homosexuales.

El ministro de Justicia, Dominique Perben, ha declarado que el proyecto de ley pretende "luchar contra esa abominación que es la homofobia". "Existe una voluntad de defender a todos aquellos que por cosas de la vida o por preferencias personales pueden ser señalados con el dedo, atacados y violada su integridad", ha afirmado el ministro, quien considera que "la homofobia ha aumentado" en Francia.

Asimismo, ha explicado que la ley "va a colocar la lucha contra la homofobia al mismo nivel, en términos de responsabilidades jurídicas, que la lucha contra el racismo y el antisemitismo".

En lo que respecta al calendario, Perben espera que el proyecto de ley sea examinado por el Parlamento en una sesión extraordinaria en julio.

Aumento de las agresiones

Según la organización SOS-Homofobia, asociación para la defensa de los homosexuales, ha habido un "fuerte incremento" de las agresiones físicas contra homosexuales en 2003 en Francia. Se ha pasado de 41 en 2002 a 86 en 2003, según los datos recabados por la organización, quien presta asistencia telefónica diaria.

La adopción de este proyecto de ley se produce tres semanas después de la celebración del primer matrimonio entre dos hombres en Francia, oficiado el 5 de junio por el diputado Vert Noël, a pesar de la oposición del Gobierno y de la amenaza de sanciones.

El alcalde de Bègles, Noël Mamere, del partido ecologista francés, se encuentra suspendido de su cargo por oficiar la ceremonia.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: joão paulo (PG) em 24.jun.2004, 14:13:51
http://jornal.publico.pt/publico/2004/06/24/Sociedade/S12.html
 
Homofobia e Sexismo Combatidos em França
Por ANA NAVARRO PEDRO PARIS
Quinta-feira, 24 de Junho de 2004

Até ao fim do ano, será aprovada em França uma lei que punirá severamente as provocações contra homossexuais ou qualquer declaração que tenham um carácter sexista discriminatório. Respondendo a um pedido expresso do Presidente francês, Jacques Chirac, o texto da futura lei contra a homofobia foi apresentado ontem ao conselho de ministros pelo titular da pasta da Justiça, Dominique Perben, a três dias da "Marcha dos orgulhos" - o novo nome da parada "Gay Pride" francesa.

Este texto de sete artigos - que modifica a lei de 1881 sobre a liberdade de imprensa - coloca a luta contra a homofobia ao mesmo nível de acção jurídica que a luta contra o racismo ou o anti-semitismo. Qualquer difamação e qualquer provocação à discriminação, ao ódio ou à violência contra uma pessoa em função do seu sexo ou da sua orientação sexual poderão custar ao seu autor um ano de prisão e 45 mil euros de multa.

Uma injúria contra um homossexual será punida com seis meses de prisão e 25 mil euros de multa. O texto prevê ainda que as associações de defesa dos homossexuais serão autorizadas a constituir-se acusação particular num processo deste tipo. Serão também punidos pela lei os textos ou as mensagens incitando directamente ou indirectamente à violência contra as mulheres.

O projecto de lei visa responder a uma multiplicação de agressões contra homossexuais em França. Segundo um relatório de 15 de Junho da associação SOS Homofobia, o número de violências físicas contra os "gays" aumentou para o dobro em 2003, com 86 casos, contra 41 em 2002.

O caso de Sébastien Nouchet, um jovem queimado vivo por um bando juvenil, no jardim da sua casa, numa vila do norte da França, já este ano, tinha provocado a indignação de Jacques Chirac, que escreveu então uma carta ao seu companheiro. Para o chefe de Estado, a futura lei deve "acabar com estes actos muito graves". "O que está em jogo é essencial - é a igualdade, o respeito e a protecção a que cada cidadão tem direito na nossa República", frisou ainda Jacques Chirac.

No entanto, as associações mostram-se insatisfeitas, lamentando que a difamação e as injúrias sexistas e as agressões contra transsexuais não sejam punidas pela lei. Por seu lado, os responsáveis de imprensa e edição franceses mostram-se muito reticentes. Reconhecendo embora a necessidade da luta contra a homofobia e o sexismo, os meios de imprensa receiam que o projecto "reduza as possibilidades de expressão e conduza a uma auto-censura prejudicial à boa informação do público".
 
[não posso deixar de comentar este último parágrafo... que raio de "preocupação"!  >:( ]
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Serei eu mesma? em 09.jul.2004, 15:25:14
Yoko Ono juntou-se aos defensores do casamento entre homossexuais, ao gravar uma versão de 'Every Man Has A Man Who Loves Him', composto pela viúva de John Lennon há cerca de 25 anos.

A canção, originalmente intitulada 'Every Man Has a Woman Who Loves Him', fez parte do seu último álbum com Lennon, editado antes do ex-Beatle ter sido assassinado em 1980.

O tema deu ainda origem a uma segunda versão, que dá pelo nome de 'Every Woman Has a Woman Who Loves Her'.

Para Yoko Ono, ambos os registos representam uma postura política e um tributo a uma audiência muito específica, que está a ajudá-la a conquistar os tops aos 71 anos de idade.

 http://www.cotonete.iol.pt/aspx/news_body.aspx?news_id=22618
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: clickhere em 14.jul.2004, 14:04:50
:o  O dinheiro de recepção como recompensa para tornar heterossexual??!!

(Desculpo-me que isto está em inglês  :-[)



Brazil's homosexuals slam 'insulting' bill
July 14 2004 at 03:44AM


Rio De Janeiro - Gay Brazilians prepared to battle a bill in state legislature to subsidise homosexuals for going straight, activist Claudio Nascimento said.

"The bill to give aid to homosexuals who want to become heterosexual is a political insult, which jeopardises the prestige of the Legislative Assembly," the leader of the Rainbow Group said. "We expect it to fail."

The bill was drafted by Christian Democrat deputy Edino Fonseca to create an "aid programme for persons who voluntarily opt to change their sexual orientation".

Already, the constitution and the justice committees have approved it. Both are chaired by evangelicals.

Fonseca said: "We do not think homosexuality is a disease, but an acquired habit that can be broken."

"Fonseca has an 18th century outlook," Nascimento said.

The chair of the justice and constitution committees, Domingos Brazao, said the bill "does not trample constitutional or judicial norms".

The chair of the health committee, Samuel Malafaia, called homosexuality "a distortion of nature".

Gay activists expect the bill to fail in the committees on discrimination and on human rights. - Sapa-AFP  

http://www.iol.co.za/index.php?set_id=1&click_id=122&art_id=vn20040714034457806C628033
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: joão paulo (PG) em 18.jul.2004, 21:45:43
http://www.portugalgay.pt/news/index.asp?uid=160705A

EUA: Mães lésbicas reconhecidas em certidão de nascimento
16 Jul 2004

Cora Roelofs e Liz Steinhauser são as primeiras lésbicas reconhecidas legalmente como mães nos EUA. Na certidão de nascimento de seu bébé, Cora e Liz recebem a denominação de mãe e “segunda mãe”. A certidão foi emitida pela cidade de Wellesley, no estado norte-americano de Massachusetts, e aprovada pelo Departament of Public Health. Roelofs e Steinhauser casaram-se no dia 3/6. "Queremos que as pessoas percebam que isto é ao mesmo tempo justiça e alegria, e esperamos que todos apoiem a nossa família”, disse Roelofs, que deu à luz no último dia 4/6 um menino, concebido através de inseminação artificial. A certidão foi emitida no último dia 29/6. Os opositores do casamento gay disseram que reconhecer casais homossexuais como pais desafia a biologia e enfraquece as famílias tradicionais. “A partir do momento que estas crianças vêm ao mundo elas são parte de alguma espécie de nova ordem social”, disse Kris Mineau, presidente do Massachusetts Family Institute. “O preconceito foi reconhecido e agora estamos movendo-nos em direcção à justiça”, responde Steinhauser.

MixBrasil (Brasil)

Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Serei eu mesma? em 19.jul.2004, 15:49:28
A Sexualidade na Sala de Aula
Marina S. Rodrigues Almeida
marina@iron.com.br
Psicóloga, Psicopedagoga e Pedagoga
2004

Idioma: Português do Brasil
Palavras-chave: Sexualidade, sexualidade infantil, homossexualidade, sexualidade da criança, comportamentos sexuais

http://www.psicologia.com.pt/artigos/ver_artigo.php?codigo=A0214

[...]
HOMOSSEXUALIDADE:

Eis um tema delicado, a ser cogitado com prudência, cautela, e ampla reflexão, na atualidade de nossas experiências evolutivas.

A homossexualidade se define pela tendência da criatura ter preferência sexual para relacionar-se e conviver com uma outra criatura de seu mesmo sexo.

Esse impulso, na ciência do comportamento, ainda não encontra explicações razoáveis ou justas na área da psicologia, por que essa ciência ainda não está inteiramente realizada.

Neste sentido a orientação da libido de uma pessoa em direção a um objeto do mesmo sexo, ou em direção a um objeto do sexo oposto, não tem diferença essencial qualitativa ou normativa, isto é, esta ou aquela orientação não é mais ou menos adequada, normal ou patológica do que outra.

Escreve Freud (1905) nos Três Ensaios sobre a Sexualidade: "O afeto de uma criança por seus pais é sem dúvida o traço infantil mais importante que, depois de revivido na puberdade, indica o caminho para sua escolha de um objeto sexual, mas não é o único. Outros pontos de partida com a mesma origem primitiva possibilitam ao homem desenvolver mais de uma linha sexual, baseada não menos em sua infância, mas também no ambiente, nas relações, na história individual, etc estabelecendo condições muito variadas para sua escolha de objeto sexual." (...) "As inumeráveis peculiaridades da vida erótica dos seres humanos, assim como o caráter compulsivo do processo de apaixonar-se, são inteiramente ininteligíveis, salvo pela referência à infância e como efeitos residuais da infância".

É interessante assinalar que a homossexualidade tanto quanto a heterossexualidade são comportamentos e, enquanto tais, não significam necessariamente identidades.

Freud tinha uma noção clara dessa questão e, não obstante as dificuldades e os aspectos, patológicos ou não, relacionados com os comportamentos sexuais, jamais considerou homossexualidade como algo patológico em si. Pelo contrário, o que com ele a psicanálise desenvolveu, independente das várias escolas de pensamento analítico, foi uma visão que procurou, como em qualquer outro comportamento humano, relacionar sua raiz à origem corporal e material da mente, ou seja, ao mundo da infância.

Assim no seu ensaio "Sobre a Psicogênese de um Caso de Homossexualismo Feminino" (1920) Freud escreve: "Não compete à psicanálise solucionar o problema do homossexualismo. Ela deve contentar-se com revelar os mecanismos psíquicos que culminaram na determinação da escolha de objeto, e remontar os caminhos que levam deles até as disposições instintuais". Portanto a Psicanálise contribui para o individuo redefinir sua vida, sua autoestima, seu posicionamento no mundo mental e adaptação ao mundo social.

Se a raiz é infantil, quando se trata de um adulto, ou mesmo de uma criança ou adolescente, a árvore já nasceu, cresceu e sua folhagem abre-se para algo que ainda não se perfez. Tudo que é vivo, é inconcluso, imperfeito, não terminado, incluindo o modo de comportar-se não sendo possível uma intervenção quer seja analítica, escolar, moral, nos restando compreensão e empatia. Caso estes sentimentos não apareçam provavelmente à relação quer seja com o aluno x educador ou analista x paciente será truncada, provavelmente não haverá crescimento humano.

É útil considerarmos a sutil diferença de tratarmos qualquer pessoa por sua orientação sexual e transformá-la na identidade do sujeito: ele é gay, ela é lésbica, etc...Criamos um estigma de identidade, assim "(...) um adjetivo pode se tornar um nome e o possuidor de uma pulsão homossexual é então chamado um homossexual. Aquilo que era apenas uma pulsão dentre outras foi transformado, pela magia das palavras, em uma identidade, um estado, um distúrbio, uma doença, uma perversão".

Não existe nada que possa "explicar" a homossexualidade e, portanto, não pode existir teoria unitária quanto à etiologia, a dinâmica ou tratamento.

Há homossexualidades e suas etiologias, suas dinâmicas e suas aparências são tão variadas quanto aquelas da heterossexualidade.

Aqui podemos ressaltar as contribuições de Bion (1980) quando enfatiza a relação entre capacidade de sonhar, capacidade para pensar e o mundo bruto das sensações e das emoções que poderão ou não estar comprometidas. Cabe ao educador explorar estas áreas através dos conteúdos pedagógicos A capacidade de pensar é determinante para o aprendizado sendo o resultado das transformações possíveis entre experiência corporal/sexualidade, criação e experiência estética.

Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: temporary_user em 27.jul.2004, 14:43:11
27 de julio de 2004

La justicia francesa anula el primer matrimonio de homosexuales

BURDEOS, Francia (AFP) - Un tribunal de Burdeos anuló este martes el primer matrimonio homosexual celebrado en Francia, el pasado 5 de junio en la localidad de Bègles por el alcalde ecologista Noel Mamere, contra la opinión del Gobierno conservador. Los jueces aceptaron así la argumentación de la fiscalía de que el matrimonio no se ajusta al actual Código Civil.

Mamere fue suspendido de sus funciones durante un mes por el Ministerio del Interior tras la boda, una decisión que tildó de "desproporcionada" e "infame". Según el ministro de Justicia, Dominique Perben, el Código Civil dice textualmente que el alcalde "recibe de cada parte la declaración de que quieren convertirse en marido y mujer", fórmula que marca la diferencia de sexo entre los novios.

Hasta el momento, los gays y lesbianas de Francia pueden disfrutar de un estatuto de pareja de hecho llamado Pacto Civil de Solidaridad (PACS). Según un sondeo reciente, alrededor de un 60% de los franceses se muestra favorable al matrimonio entre parejas del mismo sexo.


Un tribunal anula el primer matrimonio homosexual en Francia

BURDEOS, Francia (Reuters) - Un tribunal francés anuló el martes el primer matrimonio homosexual en Francia, estableciendo un precedente legal para dejar fuera de la ley a las uniones del mismo sexo.


El Gobierno francés ya había declarado inválido el matrimonio y suspendido al alcalde que lo realizó el pasado 5 de junio en el barrio de Begles, en Burdeos. La sentencia fue un revés para los políticos de la oposición que querían legalizar los matrimonios homosexuales.


"El tribunal declaró nulo y sin efecto el matrimonio entre el señor Stephane Chapin y el señor Bertrand Charpentier", dijo el tribunal de la localidad suroccidental de Burdeos en su sentencia. El Gobierno se había opuesto al matrimonio, que se celebró el mes pasado en Begles, cerca de Burdeos.


Chapin, enfermero a domicilio de 33 años, y Charpentier, dependiente de 31 años, dijeron que apelarían la decisión y llevarían su lucha al Tribunal Europeo de Derechos Humanos si es necesario.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Asrai em 27.jul.2004, 17:11:38
Tom Musbach, PlanetOut Network
Thursday, July 22, 2004 / 01:46 PM
 
The U.S. House of Representatives passed on Thursday a rare type of bill that restricts federal courts from hearing challenges to a law, in this case the Defense of Marriage Act.

The 233-194 vote on the Marriage Protection Act (MPA) comes one week after the Senate defeated a constitutional amendment to ban same-sex couples from marrying.

Civil rights advocates immediately denounced the House vote.

"This unconstitutional bill violates the notion of Equal Protection by excluding an entire segment of Americans from ever having their day in court," Christopher E. Anders, an ACLU legislative counsel, said in a prepared statement. "By making gay and lesbian couples second class citizens, House leaders are letting politics rise above the interests of the American people."

The Human Rights Campaign, the nation's largest GLBT political group, accused the House of passing the measure in order to distract attention away from the 9/11 Commission's report, which was released Thursday and criticizes the government's response to the Sept. 11 terrorist attacks.

The MPA proposes to strip the federal courts of jurisdiction over challenges to the Defense of Marriage Act (DOMA), a 1996 law that defines marriage as between a man and woman and grants states authority to decide whether to recognize same-sex unions that have been sanctioned elsewhere. Under the MPA, for example, a gay couple who legally marries in Massachusetts and then moves to Virginia, which does not recognize same-sex marriages or civil unions, could not appeal to federal courts to have the marriage recognized.

Advocates for the bill saw it as a way to prevent "activist judges" from rewriting marriage law. According to Associated Press, the Bush administration supports the legislation.

Gay Republicans called it an act of "political desperation" from the party's right wing in retaliation for the defeat of the Federal Marriage Amendment last week in the Senate.

"Instead of amending the Constitution, they (GOP conservatives) now seek to undermine it," said Patrick Guerriero, executive director of the Log Cabin Republicans.

A companion MPA bill has not yet been introduced into the Senate.

The last time such a "court-stripping" measure passed was in 1868, during the nation's reconstruction after the Civil War. Other such measures considered since then rarely made it out of committee because they were considered unconstitutional.

The bill, H.R. 3313, was sponsored by Rep. John Hostettler, R-Ind.



Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: joão paulo (PG) em 07.ago.2004, 12:32:07
http://portugalgay.pt/news/index.asp?uid=070804A

REINO UNIDO: Transexual portuguesa vence Big Brother
7 Ago 2004

(http://portugalgay.pt/news/nadia.jpg)



Nadia Almada, uma Portuguesa transsexual nascida na Madeira, e residente no Reino Unido há 8 anos, foi a vencedora do Big Brother Britênico ontem à noite. Nadia entrou na casa para provar que podia ser aceite como mulher e a sua simpatia, honestidade e alegria fez com que vencesse com uma maioria esmagadora de 74% dos votos. Quando saiu da casa, Nadia não continha a alegria e o choro e o final foi muito emocionante, sobretudo quando a mãe, Conceição, a abraçou em lágrimas. Infelizmente os habitantes da ilha onde Nadia narceu não partilham da mesma alegria e muitos manifestaram recentemente alguma vergonha em ter Nadia como representante no Big Brother. Mesmo numa ilha tão conservadora em certos aspectos Nadia ainda havia um pequeno grupo de ferrenhos e assumidos adeptos. Os concorrentes dentro da casa não sabiam que Nadia é transsexual (alguns tinha suspeitas) mas Nadia revela no seu vídeo de apresentação ao público, apresentado no início do concurso, que fez uma operação de reassignamento de sexo.

Curiosamente dois sex simbols deste ano também nasceram na Madeira (e parecem merecer aprovação mais universal por parte dos conterrâneos): Cristiano Ronaldo o jogador da selecção de futebol nacional e Marina Rodrigues a Miss Portugal eleita numa das edições mais mediáticas do concurso.

Nadia também recebeu o prémio de Concorrente Mais Bem Vestida e ficou conhecida por andar sempre com os seus sapatos de salto alto para todo o lado. Confira todas as informações em bigbrother.channel4.com



PortugalGay.PT (Portugal)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Edy em 08.ago.2004, 09:56:02
VATICANO
Papa condena feminismo e defesa da homossexualidade
O papa João Paulo II criticou, este sábado, o feminismo radical, a luta entre os sexos e a defesa da homossexualidade, numa carta de 37 páginas enviada aos bispos da igreja católica. ( 14:10 / 31 de Julho 04 )
O Sumo Pontífice ataca sobretudo as teses de certos movimentos norte-americanos destinados a justificar as novas formas de sexualidade. João Paulo II começa por deplorar «a tendência para sublinhar fortemente a condição de subordinação da mulher, com vista a suscitar uma atitude de contestação». A consequência, escreve o papa, é que «a mulher, para ser ela própria, porta-se como rival do homem. Aos abusos do poder, responde com uma estratégia de busca do poder e esse processo conduz a uma rivalidade entre os sexos».
João Paulo II mostra-se também inquieto por uma outra consequência da radicalização do feminismo: «a ideia de que a libertação da mulher implica uma crítica às Sagradas Escrituras, que veiculariam uma concepção patriarcal de Deus, vista como uma cultura essencialmente machista». «A ocultação da diferença ou da dualidade de sexos tem consequências enormes a diversos níveis», afirma João Paulo II, nesta carta aos bispos.
Hetero e homossexuais não estão no mesmo plano «Isso tem inspirado ideologias que promovem o questionamento da família, por natureza biparental e composta de uma mãe e um pai, colocando num mesmo plano a homossexualidade e heterossexualidade», critica o Sumo Pontífice.
Para contrariar a acção dos movimentos que encorajam a luta dos sexos, João Paulo II insiste na necessidade da «presença das mulheres no mundo do trabalho e nas instância da sociedade». «É necessário que as mulheres tenham acesso a postos de responsabilidade que lhes dêem a possibilidade de inspirarem os políticos e de promoverem soluções novas para os problemas económicos e sociais», refere ainda o papa no documento.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: joão paulo (PG) em 08.ago.2004, 12:35:52
http://www.correiomanha.pt/noticia.asp?id=124112&idselect=10&idCanal=10&p=94

2004-08-08 00:00:00
Sondagem - Exemplo espanhol não vinga

REPROVADOS CASAMENTOS HOMOSSEXUAIS  

A maioria dos portugueses (55 por cento) está contra a legalização de casamentos entre homossexuais, segundo uma sondagem da Aximagem para o jornal Correio da Manhã.  
Michael Stephens/Epa
 
De entre os 35,3 por cento que são “a favor” dessa legalização (9,6 por cento manifestam-se “sem opinião”), a mesma sondagem indica que a maioria (53,8 por cento) são favoráveis à adopção por um casal de homens quando as crianças são “abandonadas pelos verdadeiros pais”, um valor que se aproxima dos dois terços (61,1 por cento) quando a possibilidade de adopção nas mesmas circunstâncias (abandono dos filhos pelos pais) se coloca perante um casal de mulheres homossexuais.

Os inquiridos foram informados de que “em Espanha foi recentemente aprovada uma lei que permite o casamento entre homossexuais”, perguntando-se em seguida se “é a favor ou contra que em Portugal seja legalizado o casamento entre homossexuais?”. Aos 55,1 por cento de respostas “contra”, correspondem 35,3 por cento de respostas “a favor” da legalização e 9,6 por cento “sem opinião”.

PSD CONTRA PS A FAVOR

Na distribuição por partidos, os eleitores do PSD (69,1 por cento) foram aqueles que mais abertamente se revelaram contra a legalização dos casamentos homossexuais, seguidos pelos votantes no PCP (64,2 por cento). Pelo contrário, os votantes do PS (46,1 por cento a favor e 44,8 por cento contra) foram os únicos que se revelaram maioritariamente favoráveis à possível legalização dos casamentos entre homossexuais.

Abstencionistas (34,9 por cento) seguem-se na lista dos mais abertos à legalização. O PP caracteriza-se, na sondagem, por ser o partido com maior número de eleitores “sem opinião” (23,7 por cento). O Bloco de Esquerda não aparece representado.

GRANDE PORTO FAVORÁVEL

Por regiões, o Grande Porto foi a única que mostrou maior número de respostas favoráveis (46,1 por cento a favor, 45,2 por cento contra), enquanto o Interior foi a que revelou maior disparidade entre as respostas “contra” (62,7 por cento) e “a favor” (31,7 por cento).

Os habitantes do chamado meio “Rururbano”, ou misto, foram também os que se mostraram mais contrários à legalização (62,8 por cento contra e 31,7 por cento a favor), por oposição aos citadinos, do meio “urbano”, que se revelam mais divididos (44,8 por cento contra e 40,6 a favor).

A relação entre a idade e a disponibilidade para a legalização é inversamente proporcional, com os eleitores de 60 ou mais anos a manifestar a maior oposição aos casamentos entre homossexuais (85,9 por cento contra e 10,9 por cento a favor), enquanto os eleitores do grupo entre os 18 e os 29 anos são os únicos maioritariamente a favor dessa legalização (68 por cento).

HOMENS OPÕEM-SE

Os homens (58 contra 31,2) oferecem mais resistência aos casamentos homossexuais do que as mulheres (52,4 contra, 39,1 a favor). Os inactivos (74,6), aqueles com instrução “primária ou menos” (74,5) e o estrato socio-económico mais baixo 870,4 por cento) estão preferencialmente “contra” a legalização.

Por oposição, os trabalhadores “activos” (44,1 por cento), os que têm uma instrução “mais que primária”(50 por cento) e o estrato socio-económico mais alto (45,5 por cento) revelam maior número de respostas favoráveis à legalização do que contra a mesma.

"UNIÃO ENTRE HOMOSSEXUAIS NÃO É UM CASAMENTO" - D. ANTÓNIO MARCELINO, BISPO DE AVEIRO

Correio da Manhã – Como é que a Igreja vê os resultados desta sondagem?

D. António Marcelino – A minha opinião pessoal é a de que uma união entre homossexuais não é um casamento, não é uma família. pode até haver uma forma de união que seja reconhecida pelo Estado, mas isso não é um casamento no sentido em que a Igreja o entende.

E quanto à adopção? Parece-lhe preferível que uma criança fique abandonada a ser adoptada por um casal homossexual?

A questão não deve ser colocada assim porque há instituições e casais constituídos por um homem e uma mulher que têm de esperar anos para adoptar uma criança. Por princípio sou contra a adopção por homossexuais. Até pode haver casos concretos em que possam tratar bem de uma criança, mas há questões afectivas e por princípio uma criança só deve ser adoptada por um pai e uma mãe.

Isso não é discriminação?

Entendo que os homossexuais não devem ser discriminados e podem assumir a sua sexualidade. Mas são o que são, não queiram ser outra coisa. A Lei como está, está bem. – R.C. l

"RESULTADOS SUGEREM MUDANÇA DE ATITUDES" -

ANTÓNIO SERZEDELO, PRES. DA OPUS GAY

Correio da Manhã – O que acha dos resultados?

António Serzedelo – Sugere uma mudança de atitudes. Apesar de a maioria ser contra a legalização, há um terço que é a favor se fosse há uns anos eram 90 por cento contra.

Entende então que há uma maior abertura?

É altura de se lançar de novo o tema à discussão pública. Nada há a temer que as diferentes comunidades, científica, civil e ‘gay’ façam ouvir as suas vozes.

A Igreja continua a ser frontalmente contra?

Estamos a falar de um casamento civil! A Igreja não deve pronunciar-se, como não se pronuncia sobre os divórcios. O casamento civil é um contrato. Por outro lado, a própria constituição diz que uma pessoa não deve ser discriminada pela sua orientação sexual. É uma questão de direito. Se depois o exerce é outra questão. Até costumo brincar e dizer que os ‘gays’ são os únicos que ainda acreditam no casamento.

FAVORÁVEIS À LEGALIZAÇÃO ACEITAM ADOPÇÃO

MULHERES

Adopção por casais femininos recebe maior aceitação (61,1) do que por casais de dois homens (53,8), entre aqueles que aceitam a legalização dos casamentos.

INTERIOR

A região Interior é aquela onde se regista maior discrepância quanto à adopção consoante o sexo (48,1 aceitam por homens e 62,7 aceitam se forem mulheres).

GÉNERO

As mulheres mostram-se mais indiferentes ao sexo do casal que se proponha adoptar. Já os homens rejeitam se o casal for masculino e aceitam se for feminino.

IDADE

Ao contrário da pergunta sobre legalização, a idade, instrução e condição económica não se revelam factopres decisivos nas respostas à adopção.

REACÇÕES PARTIDÁRIAS

PSD INDISPONÍVEL PARA COMENTAR (SEM OPINIÃO,

O CM tentou ontem à tarde contactar algum responsável do PSD para comentar a sondagem. Guilherme Silva, líder parlamentar, e os deputados Jorge Nuno de Sá, Gonçalo Capitão e Ana Manso revelaram-se incontactáveis. Miguel Frasquilho alegou não ser a sua área e Teresa Morais que estava “de férias”.

"PS MAIS ABERTO À LEGALIZAÇÃO" - VILTALINO CANAS, DEPUTADO DO PS

“Não me surpreendem os resultados no que respeita ao casamento e ao facto de o PS ser o partido mais aberto à legalização. O PS é um partido por tradição liberal no que respeita aos costumes, mais do que o PCP. Já na questão da adopção parece-me não ter ainda havido um debate conclusivo no partido.”

"SENTIMENTO DA MAIORIA" - PIRES DE LIMA, PORTA-VOZ DO PP

“O resultado expressa aquilo que, no entender do PP, é o sentimento da maioria dos portugueses. Há o respeito pela orientação sexual de cada um, mas o casamento é uma instituição que simboliza o compromisso entre um homem e uma mulher. Portugal não deve seguir o exemplo de outros países, mesmo que vizinhos.”

"CRESCENTE PREOCUPAÇÃO" - ANTÓNIO RODRIGUES, GAB. IMP. DO PCP

A sondagem mostra a crescente preocupação social para estas matérias. O PCP tem estado atento a esta tendência, como o provam as sucessivas iniciativas parlamentares nesse sentido como a relativa às uniões de facto. Não me parece significativo o resultado da sondagem no que respeita aos eleitores do PCP.”  

ww rui Chaves
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Hain em 13.ago.2004, 15:56:21
 CNN.com (http://edition.cnn.com/2004/LAW/08/12/samesex.marriage.ap/index.html)


 Casamentos entre pessoas do mesmo sexo em São Francisco anulados


 São Francisco, Califórnia - O Supremo Tribunal da Califórnia na quinta feira anulou os cerca de 4000 casamentos realizados em São Francisco este ano e decidiu de forma unânime que o presidente da câmara abusou da sua autoridade ao atribuir licensas aos casais homossexuais e lésbicos.

 O tribunal afirmou que a cidade violou a lei quando deu os certificados, uma vez que tanto a violação como uma votação definiam casamento como sendo a união entre homem e mulher.

 A justiça decidiu, separadamente, com um voto de 5 contra 2, anular os 3995 casamentos realizados entre 12 de Fevereiro e 11 de Março, quando o tribunal parou com os casamentos. A sua legalidade, o jurista Joyce Kennard escreve, deve aguardar até que os tribunais resolvam os parâmetros constitucionais das leis dos estados que restringem os casamentos a casais de sexo oposto.

 Os casamentos de pessoas do mesmo sexo não tinha virtualmente nenhum valor legal, mas sim um poderoso valor simbólico. A sua nulificação pelo supremo tribunal não foi bem recebida por Del Martin e Phyllis Lyon, o primeiro casal do mesmo sexo a receber uma licença de casamento em São Francisco.

 "Del tem 83 anos e eu 79", Lyon diz. "Após termos estado juntos por mais de 50 anos, é um terrível choque termos os direitos e protecções do casamento retirados de nós. Na nossa idade, não temos o luxo de esperar."

 O tribunal não deliberou sobre a hipótese da Constituição da Califórnia permitir um casamento entre pessoas do mesmo sexo, deliberando apenas sobre se os oficiais locais poderiam ultrapassar os ramos judiciais e legislativos.

 Chefe de Justiça Ronald George apontou que a decisão tomada na quinta-feira não se pronuncia sobre "os direitos legais dos casamentos de pessoas do mesmo sexo. Na verdade, procurámos assegurar que os funcionários públicos executem as suas tarefas de forma a respeitar os limites do peder que lhes foi atribuído".

 Grupos contra o casamento entre homossexuais receberam a decisão do tribunal com satisfação, alegando que o Presidente da Câmara Gavin Newsom tinha agido "muito depressa, demasiado cedo."

 "Em vez de ajudar a sua causa, o Presidente da Câmara Newsom atrasou a política de casamentos entre pessoas do mesmo sexo e ergueu a fundação para o movimento pró-casamento lutar e vencer esta batalha para preservar o casamento tradicional", afirmou Mathew Stayer, que representa a Campanha das Famílias Californianas num processo que ataca os casamentos de São Francisco.

 A justiça concordou em pronunciar-se sobre a legalidade dos casamentos aceites por Newsom após petuções de emergência foram entregues aos grupos de interesse conservadores e ao oficial de regulação da lei, o advogado General Bill Lockyer.

 Os casamentos entre pessoas do mesmo sexo de São Francisco, que se seguiram a uma histórica decisão do tribunal de Massachusetts permitindo tais casamentos -- levou a que o Presidente Bush procurasse alterar a constituição americana de forma a banir o casamento entre pessoas do mesmo sexo, um esforço que se tornou centra na eleição presidencial deste ano.

 O tribual de Califórnia aliou-se a Lockyer, alegandoi que as acções de Newsom iriam fomental uma anarquia legal e permitir a oficiais locais legislar sobre leis do estado a partir de camâras ou centros governamentais locais.

 Quando a justiça concordou em Março ouvir os casos, alegaram que eles iriam decidir apenas se Newsom tinha abusado dos seus poderes enquanto presidente da Câmara, mas iriam considerar um desafio à constituição -- se homossexuais deveriam ser tratados da mesma forma que casais heterossexuais sob a constituição californiana -- se um processo entrasse na justiça através dos tribunais primários.

 Casais gays e lésbicos imediatamente aceitaram esse convite, abrindo processos no Tribunal Superior do Condado de São Francisco alegando leis que os  impediam de casar eram discriminatórias. Presidente da Cãmara Newson fez um processo idêntico.

 Os casos agora consolidados provavelmente não chegarão ao Supremo tribunal da Califórnia pelo menos durante um ano. Os profissionais das leis da Califórnia recusaram-se a tomar uma posição no assunto, e abandonaram o tema politicamente volátil nas mãos do Tribunal Supremo.

 Newson alegou aos oficiais de justiça em Maio que a possibilidade dos casais do mesmo sexo para se casarem era um "direito fundamental" que o compeliu a agir. Newsom autorizou os casamentos citando a proibição da Constituição da Califórnia contra a discriminação, e afirmou que ele se sentiu obrigado a seguir esta autoridade superior e não as leis federais que proibiam o casamento homossexual.



 (o resto do artigo refere-se a medidas dos votadores dos diferentes estados dos EUA. Não inclui essa parte na tradução, podem vê-la no artigo completo).
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: joão paulo (PG) em 19.ago.2004, 08:29:54
EUA: Novidades no Caso McGreevy
19 Ago 2004

A esposa do Governador McGreevy só soube a semana passada que o marido era homossexual e tinha tido um caso extra-conjugal. O Star-Ledger revela que amigos próximos da luso-descendente Dina McGreevey afirmaram que ela não tinha a mínima ideia da verdadeira orientação sexual do marido até ao dia 9. No dia 13 James McGreevy revelou ao mundo a situação e que se iria demitir do seu lugar de Governador do estado de New Jersey no dia 15 de Novembro. Mas as coisas complicaram-se: nos bastidores ouve-se que Golan Cipel, o amante Israelita que supostamente não teria qualificações adequadas para o seu trabalho junto com o governador, teria ameaçado avançar com uma queixa por assédio sexual contra James McGreevy caso este não lhe pagasse 5 milhões de USD. Depois da conferência de McGreevy, Cipel veio aos media dizer que não é homossexual: "Eu fui vítima de repetidos avanços sexuais por parte dele", afirma Cipel, "Quando finalmente me atrevi a rejeitar as suas insinuações as acções retaliatórias que ele teve, juntamente com membros da sua administração são, no mínimo, abuso e intimidação". E eis agora que o New York Daily na sua edição de ontem revela que apareceu um terceiro homem na história, um professor universitário do norte do estado, que contactou o gabinete do governador indicando que teve um caso com Cipel. Entrentanto a pressão para que McGreevey se demita imediatamente aumenta, mas o Governador reafirmou que só sairá de funções em Novembro.

PortugalGay.PT (Portugal)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Phoenix em 21.ago.2004, 12:55:46
Fátima nos roteiros gay
2004-08-14 20:16


Diocese quer acabar com homossexualidade no Santuário
 
   
A Opus Gay incluiu o Santuário de Fátima no roteiro de locais de encontro para práticas homossexuais. A Igreja está indignada.
 
 
As casas de banho e os parques de estacionamento do Santuário de Fátima são os locais que a Opus Gay acrescenta à lista de sítios onde é frequente haver encontros entre homossexuais.

A PSP confirma, diz que já registou vários casos, e sugere mesmo o encerramento das casas de banho em dias de menor movimento de peregrinos.

O vigário-geral da diocese de Leiria-Fátima, Jorge Guarda, disse ao semanário Expresso que a Igreja está indignada com esta inclusão do Santuário no roteiro gay, disponível no site da Opus Gay.

O vigário acrescenta que a diocese pretende pôr termo à situação e pondera seguir o conselho da polícia e encerrar os espaços recomendados como ponto de encontro gay em alturas de menor movimento.

O presidente da Opus Gay, António Serzedelo, diz que ninguém quis ofender a Igreja Católica, mas acrescenta que não aceita a distinção entre lugares santos onde não se possa ter sexo e lugares pecaminosos onde se possa fazê-lo.

Serzedelo admite que os encontros sexuais podem causar indignação aos peregrinos, mas explica que há razões para a escolha de Fátima, uma vez que é um sítio de grande afluência onde é fácil manter o anonimato.

Fonte: Sic Online http://sic.sapo.pt/index.php?article=5538&visual=3&area_id=5 (http://sic.sapo.pt/index.php?article=5538&visual=3&area_id=5)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: joão paulo (PG) em 22.ago.2004, 22:40:42
Olá, antes de mais deixa que vos diga, que penso que este assunto deveria ter um tema próprio, depois deixem que teça algumas considerações,...[smiley=preocupado.gif]

Espanta-me que “jovens” estejam com alguns comentários mais “out world” ::), ou seja como se não soubessem da realidade. ???  Sinceramente não vejo o problema de a “Opus Gay”, ter no seu site os locais de “cruising”, ou de engate se preferirem, o site da OG é apenas um exemplo em muitos. :devil Alguns dos sites consta inclusive aconselhamento:book sobre os mais seguros e menos seguros, ou dos procedimentos a ter em diversas situações.  Depois não se podem esquecer que o site é, O SITE DA OPUS GAY, logo são livres de colocar nele o que bem entenderem. [smiley=maluco.gif]

Ter-mos no site da OG que nas casas de banho do santuário de Fátima se engata, segundo a orientação sexual Gay, esta incompleto, sabem porquê? ???  Porque este procedimento dá-se na maioria das casas de banho publicas de todo o mundo,...!
Locais como estações de comboios, camionagem, aeroportos, centros comerciais,...etc,etc.
Será que tambem não deviamos ter as saunas nos sites? ???
Wel came to the real world:party

Diz a canção, “ e sempre foi assim e sempre assim será...”, isto porque o grave da questão está no porquê de se engatar, ou de se ter como local de engate as casas de banho públicas deste nosso mundo.[smiley=preocupado.gif]


Depois ao invés de o santuário, e a própria Igreja, enquanto instituição, estar preocupada :o com a associação de Fátima aos homossexuais, deveria estar mais preocupada, envergonhada :-[, e devia lamentar-se :'( muito mais com os falsos seguidores da palavra de DEUS.  Porque os mesmos que engatam nessas e noutras casas de banho são os mesmos que nas cerimonias religiosas dizem Ámen:devil, e mal colocam um pé fora do santuário, não respeitam o espaço dos outros, são capazes de esconjurar[smiley=martelo.gif] tudo e todos, cobiçam a cara metade do próximo (ou do distante tanto dá) ;D,.... preocupem-se mais em explicar porquê que as crianças confiadas à Igreja são violadas, no mesmo sitio e pelas mesmas pessoas que deviam, e nós julgávamos, as amavam. :-[ :-[ :P

Quanto a nós, GLBT´s, sejamos mais terra a terra, e vejamos onde esta o porquê das coisas ao invés de cair-mos na esparrela de achar que um roteiro com locais de “engate” é terrível para a nossa sociedade ou mesmo uma provocação.lol lol

Os pobrezinhos :-X dos responsáveis pelo santuário, ate se mostraram arreliados[smiley=chicote.gif] que se saiba que nesse local de devoção de tantos fieis (eu sou um deles :)), se façam engates, e se saiba de tal facto por um site de uma Associação Gay ;D,... note-se a preocupação é que se saiba, não que se façam engates(smiley=muro.gif].  Tudo isto chega a ser caricato quando num jornal se diz que ate a PSP já tem conhecimento, DAH!lol, esses já sabem do sucedido desde sempre, e em alguns casos são eles mesmos frequentadores dos mesmos locais, quando não se fazem valer do seu crachá:curtain, para obterem o que procuram, sem dar azo a comentários. :-X

Por isso meninos e meninas e outros géneros, sejamos mais ponderados nas nossas considerações ok!? :book
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Sushi em 23.ago.2004, 11:38:38
"Girlfriend", um novo filme de Bollywood sobre uma paixão entre duas mulheres, provocou tal ira na Índia que a polícia está desde há dois dias à porta de dezenas de salas de cinema a proteger os edifícios. O filme, de Karan Razdan, gerou uma união invulgar de radicais hindus e grupos de mulheres. Cerca de 100 estudantes do partido hindu de extrema direita Shiv Sena (que governa o estado de Marahastra cuja capital é Bombaim), esmagaram as montras de um cinema em Bombaim onde o filme estreou na sexta-feira, desfizeram todos os cartazes e queimaram bonecos na rua. "Não vamos permitir que este filme seja visto", disse à agência Reuters Arun Pathak, um dos líderes do Shiv Sena. O governo, diz a BBC, respondeu que "o filme passou o comité de censores" e vai reforçar a segurança. O filme também irritou grupos de mulheres, que dizem que a história - centrada à volta do ciúme que surge quando uma das mulheres do casal se apaixona por um rapaz - é uma mistura de ideias "estereotipadas" e "retrógradas". Outras organizações dizem que o filme é "pornográfico" e feito apenas para dar prazer aos homens heterossexuais. O realizador, Karan Razdan, responde apenas que está contente com o facto de o seu filme ter iniciado o debate na Índia.  


Não sei se esta noticia ja estava se não...mas aqui vai de novo!esperemos que quando portugal fizer um filme gay com projeção, isto não se passe!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Sushi em 23.ago.2004, 11:41:23
Propaganda Dirigida
Como será o mundo quando descobrirem que lésbicas também são consumidoras

por Laura Bacellar


 14/4/2004

Vivemos num sistema capitalista, gostemos ou não. Somos bombardeadas, dia e noite, com apelos sugestivos ou bobocas para consumir todo tipo de coisa, de sanduíches a viagens internacionais. Mas, ao menos por enquanto, os magos da publicidade e as empresas para as quais trabalham ainda não descobriram as lésbicas como público consumidor.

Assim, podemos assistir com certa frieza enquanto um homem, uma mulher e duas crianças sorridentes entram em carros, passam margarina no pão ou se lambuzam de chocolate nas propagandas de televisão. Eu por exemplo, por mais que goste de crianças e já tenha bancado a tia simpática, não me sinto incluída na idéia de "família" feliz e hetero que os comerciais trazem embutida.

Até uma mulher bonita mostrando longas pernas (e meias de nylon) ou exibindo uma cara perfeita (enquanto toma um iogurte emagrecedor) eu vejo sem muita emoção nas páginas das revistas, já que costuma haver alguma referência – como um moço ao fundo, roupas que exalam apelo hetero – de que a dama não faz aquilo para mim.

Isso vai mudar, não tenho dúvida.

Quando as empresas descobrirem quem somos e do que gostamos, tenho certeza de que vamos ser assediadas por propagandas beeeeem mais interessantes que as atuais.

Olhe só o que vejo na minha bola de cristal daqui a alguns anos.

Ligo a televisão e, no intervalo de uma série protagonizada por casais de mulheres, entra uma loira tipo Sharon Stone vestindo um macacão largo de trabalho. Do cinto de ferramentas ela saca uma furadeira super último tipo, preta e reluzente, e instala uma prateleira com ar profissional, sem dar um sorriso. Aí dá uma piscada para outra loira estonteante ao seu lado, que admira as cento e sete brocas especiais da furadeira.

Não sei o que dá mais água na boca, as loiras ou a furadeira...

(Diga lá se nove entre dez lésbicas que você conhece não têm uma Black & Decker na sua lista de desejo de consumo)

Aí abro uma revista de jardinagem e vejo uma foto de duas velhinhas sorridentes, bem do ladinho uma da outra, regando um canteiro floridíssimo de belas-emílias enquanto um cachorro grandão e bem tratado corre pela grama, com um texto exaltando as virtudes de investimentos familiares de longo prazo.

Nessa família consigo me sentir incluída...

(Diga lá se nove entre dez lésbicas que você conhece não sonham em morar junto com a amada numa casa com jardim, grande o suficiente para as flores, os cachorros e os gatos)

Na mesma revista, como merchandising e não propaganda direta, encontro um artigo sobre pérgulas que a própria pessoa pode construir para deixar seu jardim sombreado e lindo. Dando depoimento, uma moça meio gorducha, com cabelo já grisalho sem tingir, aparece segurando uma plaina elétrica último tipo e declara que fez tudo sozinha durante as férias.

Será que dá para fazer tão fácil sem a plaina? Checo os endereços das lojas de bricolagem no final do artigo...

(Diga lá se nove entre dez lésbicas que você conhece não teimam em fazer quase tudo por conta própria, só em último caso chamando carpinteiros, pedreiros ou pintores. São clientes amadas pelas lojas tipo Peg & Faça!)

Depois abro o jornal e vou folheando até as páginas de cultura, pois sei que entraram dois filmes com temática de mulheres. O primeiro é um romance sexy de duas adolescentes, com atrizes que eu não conheço e uma diretora que fazia sucesso no Festival de San Francisco. O outro é bem hollywood sobre uma investigadora do FBI que se envolve com a fulana malvada e sexy suspeita de um crime.

Antes de chegar nos horários de cinema, vejo um anúncio de meia página de um condomínio de casas com bastante terreno e segurança. Nas fotos de casais felizes e orgulhosos de sua compra, duas mulheres dão aquele sorriso pasta-de-dente para a câmera enquanto afagam um enorme cachorro no meio delas.

(Nesse futuro que estou vendo com bola de cristal, as imobiliárias e construtoras já descobriram que lésbicas dão prioridade máxima para uma casa própria bonita e segura, acima de carros, roupas, viagens e jantares fora. E que, por terem apenas filhos planejados, conseguem juntar dinheiro para essa casa! Como as construtoras usam os mesmos publicitários que as outras empresas, a imagem de duas mulheres com um cachorro já virou clichê para "família lésbica" nas propagandas.)

Leio a crítica falando mal do filme de ação. Angelina Jollie faz mais uma vez uma lésbica convincente, porém não emplaca como a investigadora do FBI que fica tão seduzida pelas caras e bocas da criminosa interpretada por Naomi Watts que não percebe as armações mais óbvias. Hummmm, acho que o crítico não sabe de nada, vou ver esse filme...

Mas antes dou uma olhada no caderno de automóveis.

Três páginas inteiras foram dedicadas ao lançamento de um novo 4x4, compacto, movido a dois tipos de combustíveis. Numa delas, duas mulheres jovens e gostosíssimas, vestidas de jeans e botinas, lindamente descabeladas no vento de uma estrada de terra no meio de um cerrado luminoso, estudam um mapa aberto em cima do capô. Dentro do carro (como você já deve ter adivinhado), um cachorrão super bem tratado se esparrama no banco de trás. O texto garante que o carro é resistente, econômico e com uma mistura de combustíveis que não polui o ar como a gasolina.

(Diga lá se nove entre dez lésbicas que você conhece não têm uma Land Rover como sonho de consumo, adoram ir para o meio do mato e se preocupam com o meio ambiente!)

Pois é, nesse futuro que estou vendo tão bem, em que os capitalistas vão nos colocar no mapa do consumo e cair matando para nos conquistar, talvez a gente sofra com a oferta de tantas coisas perfeitas para nós, mas pelo menos assistir televisão e ler uma revista vai ficar mais emocionante.

 EPÁ: ADOREI ESTE TEXTO NUM SITE BRASILEIRO, MAS PEÇO DESCULPA DE SER SÓ DIRIGIDO A LÉSBICAS
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: moon_angel em 24.ago.2004, 00:41:10
Correio da Manha - 23/08/04


CADA VEZ MAIS IRANIANOS ESCOLHEM MUDAR DE SEXO

Amir, de 29 anos, é iraniano e tem toda a aparência masculina: ombros largos, braços musculados, barba negra cerrada voz grossa. Mas Amir nasceu mulher. Há quatro anos fez uma operação que iria mudar a sua vida para sempre: de mulher passou a homem. E tudo em Teerão, capital do repressivo Irão. Algo está a mudar no país dos ‘ayatollahs’.  
Raheb Homavandi/Reuters
 
Após decadas de repressão, alguma coisa parece estar a mudar no profundamente conservador Irão
Depois de décadas de repressão, o governo islâmico está finalmente a aceitar casos de pessoas que querem mudar de sexo e está a encaminhá-las para que realizem operações e obtenham uma nova certidão de nascimento.

E assim, Amir – que pediu para que não fosse publicado o seu nome completo – já fez 20 cirurgias e aguarda por mais quatro. Enquanto mulher foi casada duas vezes e foi o seu último marido que a ajudou na transição, permanecendo seu amigo. Agora, já homem, está noivo de uma mulher.

“Eu gosto muito de viver e estou muito feliz, desde que ninguém saiba da minha vida passada”, disse Amir ao jornal ‘The New York Times’. “Ninguém me tem ajudado mais que o juiz que assinou a permissão para a minha operação, que já foi clérigo”, afirma.



OPERAÇÕES CARAS


Maryam Molkara é uma defensora dos direitos dos transexuais, ela que já foi um homem chamado Fereydoon. Em 1978, tentou fazer as primeiras operações mas, naquele tempo, não tinha dinheiro para se aventurar numa intervenção clandestina. O governo só o autorizou a mudar de sexo em 1986, mas dinheiro era coisa que não abundava para Fereydoon, que só em 1997 seria operado, em Banguecoque. Em Teerão, a cirurgia inicial de mudança de sexo de homem para mulher, custa perto de 4000 euros.

Antes da Revolução Islâmica de 1979 não havia nenhuma protecção política que resguardasse os transexuais. Só aqueles que tinham dinheiro e influências conseguiam obter o tratamento médico adequado e os papéis com a sua nova identidade. Para dificultar ainda mais, o novo governo religioso classificou transexuais e travestis como ‘gays’ e lésbicas, e condenou-os às chicotadas previstas no novo código penal.

Mas essa mentalidade já está a mudar e, actualmente, alguns clérigos chegam a recomendar a cirurgia àqueles que comprovem o seu desconforto com o próprio corpo. A questão foi mesmo discutida numa conferência em Teerão, em Junho, que reuniu representantes de outros países do Golfo Pérsico.  
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 24.ago.2004, 18:46:17
(Diga lá se nove entre dez lésbicas que você conhece não têm uma Black & Decker na sua lista de desejo de consumo)

Falemos de esteriótipos e preconceitos? ;) Não existe um só tipo de lésbica...
Título: Re: Curiosidades LGBT
Enviado por: Purple Fairy em 24.ago.2004, 19:32:46
Homossexualidade | Casas de banho e parques locais de encontro
Opus Gay recomenda Santuário de Fátima
As casas de banho e os parques de estacionamento do Santuário de Fátima estão referenciados como locais de encontro pela Opus Gay, organização criada em 1997 com o objectivo de apoiar e defender os direitos humanos das minorias sexuais.

António Serzedelo, presidente da direcção da OpusGay, diz possuir “testemunhos de pessoas que indicam esses locais como de encontro de homossexuais”, e garante que a situação não lhe causa qualquer incómodo. “Tanto podia ser na casa de banho do santuário, como no São Carlos ou na Assembleia da República, desde que as pessoas o façam com mútuo consentimento”, adianta. Recusa, por outro lado, a ideia de o sítio da internet da organização - www.opusgay.org - estar a afrontar o Santuário de Fátima. “Não há locais santos onde não se possa ter sexo, ou locais pecaminosos onde se possa fazê-lo”, refere.

O responsável alerta para o facto de esta situação estar relacionada com a clandestinidade dos relacionamentos homossexuais a que as pessoas estão condenadas em Portugal: “por não terem coragem algumas, e outras a possibilidade de assumirem a sua orientação sexual livremente”.

“Não quero ser blasfemo (...) mas percebo que as pessoas recorram a esses locais” que são “empobrecedores” mas que correspondem a “uma verdade social que não pode ser escamoteada”, acrescenta o presidente da direcção da Opus Gay, que declara não ter conhecimento de situações de prostituição nesses espaços.


Talvez encerrar. Vaz Antunes, comandante distrital de Santarém da Polícia de Segurança, diz que o posto de Fátima registou, no último ano, duas ocorrências nas casas de banho do Santuário de Fátima, uma das quais relacionada com uma agressão violenta.


“Sabemos que isso se passa e que são locais de encontro, mas são questões que se prendem com os direitos, liberdades e garantias das pessoas”, salienta.

O responsável mostra-se ainda preocupado com a possibilidade de a situação vir a despoletar casos de prostituição e, afinal, com a imagem da cidade. “Fátima é um local de culto”, comenta.

Com surpresa e indignação é como Jorge Guarda, vigário-geral da Diocese de Leiria-Fátima, reage perante a situação dos encontros homossexuais nos espaços do santuário e a sua divulgação na internet. “Lamento que isso possa acontecer”, desabafa o sacerdote, embora lembre que, sobre este assunto, há cerca de um ano terá ocorrido “qualquer coisa” a que o santuário pôs termo. Jorge Guarda frisa que as casas de banho estão ao serviço público, mas que a situação pode levar a “medidas extremas”. O seu encerramento pode ser uma solução.
                                                                               Jornal região de Leiria
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Edy em 26.ago.2004, 12:38:17
Por Jayashree Lengade

BOMBAIM (Reuters) - Num país louco por cinema, mas cuja população tem
vergonha de falar em sexo, uma cineasta de Bollywood espera lançar luz sobre
o problema potencialmente desastroso do HIV na Índia.

O vírus -- que, na Índia, se espalha principalmente pelas relações sexuais
-- já contaminou um em cada 215 indianos. Mesmo assim, o tema raramente foi
tratado no cinema do país.

Mas agora alguns dos maiores astros do cinema indiano estão no primeiro
filme importante de Bollywood a tratar do HIV e da Aids, tentando combater o
estigma que acompanha a doença numa sociedade em que ainda existe o medo de
que se possa contrair a doença por um simples tocar de mãos.

Lembrando "Filadélfia", em que Tom Hanks era um advogado que ganha um
processo na justiça por ter sido demitido por ser soropositivo, "Phir
Milenge" trata de uma mulher soropositiva que trava uma batalha legal contra
uma firma de publicidade.

"Já vi soropositivos sendo isolados pela sociedade. A questão é a seguinte:
se você é soropositivo, isso quer dizer que é mau? Ou, se dá negativo em seu
exame, isso faz de você um santo?" indagou a diretora Revathy Menon.

Representada pela conhecida atriz Shilpa Shetty, a personagem do filme vai à
justiça com a ajuda de um advogado representado pelo ator Abhishek Bachchan
e se apaixona por um personagem representado por outro dos maiores astros de
Bollywood, Salman Khan.

O problema da Aids na Índia já assumiu proporções sérias, tendo ultrapassado
o âmbito dos grupos tradicionalmente vistos como sendo de alto risco, como
os das prostitutas, dos usuários de drogas e dos homossexuais.

Os 5,1 milhões de soropositivos indianos são menos apenas do que os da
África do Sul, e o vírus se espalha pelas famílias, contaminando mães e
filhos.

Os filmes de Bollywood já trataram de problemas médicos como a tuberculose e
o câncer, mas poucos desses trabalhos fizeram grande sucesso comercial.

"Phir Milenge" tem estréia mundial marcada para 27 de agosto, e sua diretora
espera contribuir para conscientizar a população sobre o HIV, especialmente
a população das regiões mais distantes do país.


Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Phoenix em 26.ago.2004, 14:01:32
No momento em que o governo espanhol inicia a discussão sobre formas de legalizar a união entre pessoas do mesmo sexo, um declarado antigay, o bispo de Mondoñedo, José Gea Escolano anuncia sua nova ofensiva.
Em declaração a uma rádio espanhola ele avisa que "o parlamentar que der seu voto a favor do projeto de lei que contribua para que os casais homossexuais se casem ou tenham direito a adotar não receberá a comunhão, a menos que se confesse e declare que cometeu um grave pecado."
"Um cristão consciente de sua fé não pode dar sua aprovação a leis deste tipo que contrariam a moral que a Igreja abraça, conclui.

As declarações do bispo reiteram o documento lançado em junho pelos bispos espanhóis intitulado In favor del verdadero matrimonio que condena como uma calamidade a aprovação do casamento homossexual e convoca todos políticos a defender somente a única instituição familiar possível, a do "verdadeiro matrimônio".

http://glsplanet.terra.com.br/cgi-bin/viewnews.cgi?category=4&id=1093281222 (ftp://http://glsplanet.terra.com.br/cgi-bin/viewnews.cgi?category=4&id=1093281222)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Phoenix em 26.ago.2004, 14:05:01
Após pressões dos grupos de direitos humanos internacionais, o Nepal resolveu finalmente libertar os 39 gays presos em uma batida em um clube gay. E os gays e travestis libertados sob fiança acusam a polícia de violência contra eles.

A prisão ocorreu dia 9 de agosto, em um clube de Kathmandu. O governo do país tem sido acusado de ataques homofóbicos e ameaças de fechamento do único grupo ativista gaylocal, o Blue Diamond Society.
Abusos verbais, além de violência fícia, foram usados contra os prisionaeiros, segundo denúncias dos próprios. Todos os 39 GLS libertados vão ter que se apresentar ao tribunal em 20 de setembro próximo.

http://glsplanet.terra.com.br/cgi-bin/viewnews.cgi?category=4&id=1093352621 (ftp://http://glsplanet.terra.com.br/cgi-bin/viewnews.cgi?category=4&id=1093352621)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Phoenix em 26.ago.2004, 14:07:49
Pela primeira vez os homossexuais perseguidos pelo regime nazista alemão vão poder receber indenização do governo.
A decisão foi do próprio governo do país, regido por uma coalisão entre o Partido Social Democrata e o Partido Verde. "A Alemanha tem uma responsabilidade moral em assegurar a diginidade das vítimas, que estão envelhecendo", diz o comunicado oficial do governo.

Além da inclusão dos homossexuais, que passam a receber pagamentos mensais em indenização, outros grupos também foram beneficiados, como as pessoas que foram forçadas a fazer esterilização pelos nazistas, que vão ter seu pagamento dobrado.

Crianças e jovens cujos pais foram assassinados pelos nazistas também vão poder pedir o benefício, caso na época elas tivessem até 27 anos de idade. Na lei atual, a idade limite é de 21 anos.

http://glsplanet.terra.com.br/cgi-bin/viewnews.cgi?category=4&id=1093435869 (ftp://http://glsplanet.terra.com.br/cgi-bin/viewnews.cgi?category=4&id=1093435869)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: VirginiaWoolf em 26.ago.2004, 18:51:26
CHENEY'S SELFISH STANCE ON GAY RIGHTS
Family Values
by Michelle Cottle


"I must admit that, for a split second, Dick Cheney had me. Reading his recent campaign remarks about gay marriage--that couples should be allowed to enter into "any kind of relationship they want to," that the legal issues should be left up to the states, and that, basically, he stands on the side of "freedom for everyone"--I actually began to wonder if maybe the Vice President wasn't such a dark-hearted, autocratic jerk after all.

Certainly Cheney had to realize that his comments would cause a rumpus, since they directly contradict Bush's position that gay marriage is such a menace to the nation that nothing short of a constitutional ban is called for. (Just think of the Federal Marriage Amendment as W.'s going nuc-u-lar in the War on Sodomy.) And with the presidential race getting tighter and nastier by the second, Cheney's deviation from the campaign party line on any issue--not to mention one so near and dear to the homophobic heart of the Republican base--was sure to start tongues a' wagging. (The conservative Family Research Council has already expressed grave disappointment at Cheney's being "allowed to depart from" Bush's more righteous position. Please. Who in this administration is going to tell Darth Cheney what he is "allowed" to do?)

More shocking still, in explaining his position, Cheney went all Oprah on his audience, noting that same-sex marriage is an issue his family "is very familiar with" because he and Lynne have a gay daughter. Now, such public confession might not seem like a big deal to you or me. But back in 2000, when ABC's Cokie Roberts made some on-air remark to Lynne about daughter Mary being "openly gay," Mrs. Cheney freaked out and nearly took Cokie's head off with the fierce--and utterly false--avowal that "Mary has never declared such a thing." God only knows what kind of domestic wrath Dick might incur by destroying his wife's carefully maintained shroud of denial.

In light of all this, the Vice President's flash of dissent could, if viewed from a certain angle, be seen as compassionate, courageous--perhaps even noble. But I reject that angle. Say what you will about Dick's paternal urges; this rare deviation from the conservative straight and narrow simply highlights how, in Cheney's view, politics and policy exist largely to serve him and those close to him.

No one doubts that the Vice President's apostasy on this issue is entirely personal. If Mary weren't a lesbian, Cheney would at this very minute be somewhere deep in the red states, warning voters in that scowling, brook-no-arguments way of his that gay marriage is exactly the sort of fuzzy-headed liberal nonsense that gives aid and comfort to Al Qaeda. (Lynne would be right there beside him, blaming the whole mess on those perverted, Mapplethorpe-loving bastards over at the National Endowment for the Arts.) But because one of his kids happens to bat for the other team, suddenly Dick's a free-to-be-you-and-me, "freedom for everyone" kind of guy.

Now, I'm sure we are all very happy for Mary Cheney. But what about the members of all those other groups that Republicans so often dump on--like poor folks, or black folks, or single moms, or union members--who don't happen to have a representative in the Vice President's nuclear family? Where was Cheney's keep-government-out-of-our-personal-lives attitude when he was casting all those votes against abortion rights in Congress? Where was his concern for civil rights when he voted against busing and the Equal Rights Amendment? Where was his willingness to keep church and state separate when he was backing school prayer? And where, oh where was his respect for the sanctity of the Constitution when, just last month, Mr. Freedom-for-Everyone was running around bashing John Kerry for having voted against a flag-burning amendment?

As near as I can figure, Cheney's approach to public policy seems to be that he believes in a basic set of rules that everyone should live by--except in those cases where doing so would prove inconvenient for him or his family. Gay marriage isn't the only area in which he's invoked this personal exemption. There was also Cheney's behavior toward Iraq during his tenure as Chairman and CEO of Halliburton. Despite being a hardliner about America's not doing business with Saddam, Chief Executive Cheney conveniently looked the other way while his firm's foreign subsidiaries made millions selling oil-drilling equipment to Baghdad.

I understand that all politics are personal. But are we really supposed to applaud a man who strays from his pinched ideological worldview only when it serves to benefit himself or someone in his circle of intimates? That's not compassionate conservativism; that's political cronyism (or, in Mary's case, nepotism).

Of course, if having personal ties to an issue is what it takes to get the Vice President in touch with his softer side, we should probably all be rooting for Cheney to discover that, in addition to having a gay daughter, he also has a couple of black grandkids, an illegal immigrant cousin, an aunt with a drug habit, a transsexual brother, a sister who just got laid off from a textile mill in North Carolina, and a long-lost son who's been getting his butt shot at in Najaf.

With enough rabble-rousers, poor folk, and minorities in the family, the Vice President might actually be forced to become a tolerant, compassionate kind of guy. Barring that, we can only hope that enough swing-voters see through Dick's freedom-for-everyone b.s. to send the dark-hearted, autocratic jerk back to Wyoming come November. "


http://www.tnr.com/

Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Phoenix em 28.ago.2004, 10:55:12
Olimpíadas: Até agora 11 assumidos

A lista dos olímpicos homossexuais assumidos está aumentando.

Agora além de Robert Dover, Guenter Seidel, Carl Hester, Rob Newton, Amelie Mauresmo, Martina Navratilova, Johan Kenkhuis, Judith Arndt e Imke Duplitzer, soma-se Blyth Tait, cavaleiro da Nova Zelândia e Conchita Martinez, tenista, segundo o Outsports.

Além dos homossexuais assumidos, há pistas que participam 3 transexuais ainda invisíveis nas Olimpíadas.

Recentemente o Comitê Olímpico Internacional aprovou o ingresso de transexuais nos jogos desde que tenham cumprido as exigências da redesignação de gênero.

Fonte: http://glsplanet.terra.com.br/news/ (ftp://http://glsplanet.terra.com.br/news/)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: HLuso em 30.ago.2004, 18:02:49
M. Cunha  
   
 
   
 A Madeira no Gay Portugal?  
   
 Para minha indignação fiquei a saber que a Madeira tem sítios de roteiro homossexual, publicados num conhecido "site" português: "http://portugalgay.pt/guide/". Este "site" publica as nossas praias de acesso público como sítios de engate gay, tais como as praias de Prainha, Praia da Canavieira (Caniço), Praia das Poças do Governador e Praia Formosa (estas duas no Funchal). Para além das referidas praias também refere conhecidos cafés do nosso Funchal como: Golden Gate e Café do Teatro, e inclusive um Pub do Caniçal.
   
 Sabendo recentemente do escândalo que espoletou há 2 semanas com o caso das casas de banho do santuário de Fátima como sítios de engate gay, a reacção não se fez esperar com o devido aumento de policiamento na zona. Como reagem os nossos governantes a esta situação?
   
 Temos de limpar a honra nas nossas praias! Espaços públicos, de todos!
 

http://www.dnoticias.pt/default.asp?file_id=dn010506300804
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Phoenix em 01.set.2004, 21:54:58
(http://glsplanet.terra.com.br/news/imagens/amenabar.jpg)
O cineasta espanhol Alejandro Amenábar (na foto com Nicole Kidman) acaba de assumir publicamente sua homossexualidade. Ele falou abertamente que é gay pela primeira vez em matérias publicadas em duas revistas gays espanholas, das quais é capa: "Me assusta que as pessoas possam se intrometer na minha vida particular mas, por outro lado, não me importo em reconhecer que sou gay", disse o diretor de Os Outros em entrevista à revista Shangay.
A revelação foi feita às vésperas do lançamento do seu último filme, Mar Adentro, que participa da mostra competitiva do Festival de Veneza, que começa hoje.

Par aoutra revista, a Zero, Amenábar contou como foi sua saída do armário, ainda na universidade, e garantiu que nunca temeu que sua orientação sexual afetasse sua carreira porque é algo que considera muito normal: "A forma como cada um age depende da pessoa e da imagem que os outros têm de você. Sempre tentei ser conseqüente e levar tudo com normalidade e, ao mesmo tempo, com discrição", disse à revista Shangay.

O diretor espanhol de origem chilena disse à revista que assumir sua orientação sexual foi muito normal.

"Foi muito normal. Primeiro, você fala com as pessoas que te cercam, com a tua família... Eu me preocupava de dizer que era gay, mais que tudo, por alguns parentes mais velhos, aos quais a notícia poderia afetar especialmente e por isso foram os primeiros a quem contei. No final, não tive nenhum problema com ninguém por causa disso", concluiu.

Amenábar se junta assim à galeria de cineastas espanhóis homossexuais famosos, da qual já faz parte há muito tempo o diretor Pedro Almodóvar.

fonte: http://glsplanet.terra.com.br/news/ (http://glsplanet.terra.com.br/news/)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: indigo em 03.set.2004, 14:11:49
Jornal Público (Espaço Público)
25 Agosto 2004

Maria Filomena Mónica
Historiadora

O Zé Maria e a Nadia têm características semelhantes. Não foram escolhidos por serem bonitos, espertos ou engraçados. Ao contrário, ganharam por serem um pobre diabo e uma aberração da natureza

Irrita-me ter de o admitir mas transformei-me num daqueles snobes que odeiam a televisão. Durante os três meses que Passei em Inglaterra, não consegui ver um único programa que me enchesse as medidas, algo impensável há apenas uns anos, quando tal era a profusão de. séries que eu desejava acompanhar que jamais vivi sem um vídeo ao meu lado. A degradação da BBC e a prostituição do Canal 4 (para todos os efeitos a ITV deixou de existir) é de tal modo notória que até deixei de pagar a taxa ao canal público o que, perante a lei, me transforma numa criminosa.

...

No último dia 7, realizou-se a final de 5º concurso inglês do Big Brother. Oito Milhões de ingleses - um em cada seis - assistiram ao espectáculo. Ganhou uma portuguesa, ou como aqui lhe chamam, uma "portugeezer", de seu nome Nadia Almada. Vi o episódio porque, através dos tablóides embandeiravam em arco, atribuindo a vitória, que também era sua. A genuinidade, sinceridade e prazer de viver da madeirense. Só então é que apercebi que se tratava de uma transexual, coisa que os telespectadores sabiam desde o início, mas que os habitantes da "casa" desconheciam.

O rapaz, de seu nome Jorge, que, aos 19 anos, deixara a ilha da Madeira, transformara-se na Nadia, empregada de escritório. Nove meses antes do concurso este havia sido sujeito a uma operação paga Serviço Nacional de Saúde, que a convertera numa mulher. Segundu declarou, a motivação para se candidatar fora a de ganhar o apoio do público para o caso dos transexuais. Mas não foi por isso que foi escolhida para entrar na "casa". Tal ficou a dever-se ao facto de o Big Brother inglês estar a perder telespectadores no último ano. O programa já tinha tido um homossexual, uma ex-freira lésbica e uma adolescente a que chamavam a "Porca". Faltava-lhes uma transexual.
...


http://www.portugalgay.pt/politica/trans04a.asp

Aberração da Natureza??!! >:(
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 03.set.2004, 18:45:13
Yep, também o li o artigo quando saiu no jornal e achei-a muito infeliz nos comentários...
Título: Re: Curiosidades LGBT
Enviado por: Purple Fairy em 03.set.2004, 19:17:06
R NO CANAL GAY DA MTV  
O canal ‘gay’, que a MTV pretende lançar em Fevereiro nos Estados Unidos, vai poder contar com a cantora Cher na apresentação de um programa.  
Logo, assim denominado o novo canal, terá uma programação original e leve, com programas de entretenimento e informação, desporto, viagens e documentários, relacionados com a homossexualidade.

Além de Cher, o projecto envolve também nomes como Allan Cumming, Sandra Bernhard e Margareth Cho.  
Título: Re: Curiosidades LGBT
Enviado por: Purple Fairy em 03.set.2004, 19:18:14
2004-07-14 00:00:00
Áustria: escândalo abala igreja católica
SEXO NO SEMINÁRIO  
A Igreja Católica austríaca enfrenta um dos maiores escândalos da sua história, depois de uma revista ter revelado fotografias que mostram alunos e professores de um seminário católico nos arredores de Viena em poses homossexuais. O director do seminário já tinha sido afastado depois de a Polícia ter descoberto no seu computador milhares de imagens e vídeos pornográficos, alguns deles envolvendo crianças.  
Guenter Artinger/Epa
 
O bispo Kurt Krenn tentou minimizar o escândalo, afirmando que não passavam de brincadeiras
O escândalo começou a ganhar dimensão na semana passada, quando a Polícia, chamada a investigar acusações de abusos sexuais a menores contra Ulrich Kuechl, director do seminário católico de St. Poelten, descobriu no seu computador pessoal e noutros computadores do seminário mais de 40 mil fotos e vídeos pornográficos de cariz homossexual, muitos dos quais envolvendo crianças ou animais. Kuechl pediu imediatamente a demissão, numa tentativa de abafar o caso, mas a respeitada revista Profil publicou esta semana algumas da imagens encontradas no seu computador, que mostram alunos do seminário em poses homossexuais com os professores, incluindo beijos e carícias.

Segundo alguns antigos seminaristas contaram à revista, as fotos foram tiradas durante algumas da "orgias homossexuais" organizadas pelos responsáveis do seminário, e que são, de acordo com as testemunhas, "prática corrente" de há alguns anos para cá. As mesmas testemunhas sugeriram ainda que os responsáveis do seminário poderão ter-se servido do seu poder e influência para forçar os seminaristas e participar nas ditas orgias.

A divulgação das fotos deu uma nova visibilidade ao escândalo e levou à demissão do sucessor de Kuechl, Wolfgang Rothe. A Igreja Católica prometeu já investigar o assunto até às últimas consequências, e o mesmo fez a Polícia, que pretende apurar se os responsáveis do seminário são culpados de abusos sexuais.

Debaixo de uma chuva de críticas de vários sectores da sociedade, o bispo responsável pela diocese de St. Poelten, Kurt Krenn, tentou pôr água na fervura e minimizar o sucedido, afirmando que as fotos não passavam de "partidas infantis que não têm nada a ver com homossexualidade".
 
Título: Re: Curiosidades LGBT
Enviado por: Purple Fairy em 03.set.2004, 19:38:13
Linha SOS Dificuldades Sexuais já atendeu mais de 13 mil chamadas  


Para contactar a Linha SOS Dificuldades Sexuais,basta marcar o 808 206 206 (custo de chamada local), aos dias úteis, entre as 18h00 e as 22h00.
A Linha SOS Dificuldades Sexuais, da responsabilidade da SPA - Sociedade Portuguesa de Andrologia, foi criada em 1999 com o objectivo de informar, esclarecer, orientar e encaminhar pessoas com dúvidas e perturbações na área da sexualidade. Cinco anos de apoio e de serviço público que se assumem da maior importância, como o prova as mais de 13 mil chamadas atendidas.

Ao longo de cinco anos a Linha SOS Dificuldades Sexuais, através de um grupo de Psicólogas, tem dado resposta às necessidades das pessoas que afectadas directa ou indirectamente por alguma forma de disfunção sexual pedem ajuda, esclarecimentos e orientações sobre os seus problemas sexuais.

Conforme os últimos dados estatísticos, hoje divulgados pela Sociedade Portuguesa de Andrologia, das 13.101 chamadas recebidas cerca de 80% foram feitas por homens, 13% por mulheres e os restantes 7% correspondem a telefonemas em que a pessoa ou não quis identificar o seu género, ou acabou por não falar.

No que diz respeito às temáticas abordadas, 44% do total das chamadas até então recebidas focaram a temática da disfunção eréctil, 13% foram sobre a ejaculação, 10% foram pedidos de encaminhamento para consultas da especialidade, 6% recaíram acerca das características físicas do pénis, 4% diziam respeito ao desejo feminino, 3% à homossexualidade, 3% ao desejo sexual masculino, 2% à contracepção, e os restantes a outras temáticas.

Os estudos epidemiológicos realizados têm vindo a demonstrar que pelo menos cerca de 20% da população portuguesa sofre de perturbações sexuais, podendo este número ser maior no caso específico de algumas disfunções. A Linha SOS Dificuldades Sexuais é por isso, no entender do Presidenta da Sociedade Portuguesa de Andrologia, Dr. Nuno Monteiro Pereira “um serviço que se assume da maior importância e que tem vindo a dar resposta a uma necessidade de uma parte significativa da população portuguesa que não sabe ou não encontre outra forma de ajuda”.

A Sociedade Portuguesa de Andrologia congratula-se pelo notório sucesso da Linha SOS Dificuldades Sexuais, numa altura em que comemora o 5º aniversário deste call center de ajuda e informação. A disfunção sexual, tanto no homem como na mulher, é apenas um problema – que, como tantos outros, pode ser solucionado desde que se procure ajuda especializada. E marcar o nº 808 206 206 (custo de chamada local) aos dias úteis, entre as 18h00 e as 22h00 pode muito bem ser o primeiro passo.

O atendimento é profissional, especializado, anónimo e rigorosamente confidencial. Os utentes da Linha SOS Dificuldades Sexuais, sempre que necessário, são encaminhados para consultas de Andrologia, Sexologia, Psicologia ou Urologia, em serviços públicos.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Phoenix em 06.set.2004, 13:36:03
Será lançado dia 25 de outubro o primeiro canal gay na França
03/09/2004
GayBrasil.com.Br - Juliano Pagotto

 
 
Depois de conseguir que a “TF1 Publicité” conseguisse os patrocínios necessários para sua viabilidade econômica, a “Pink TV”, primeiro canal francês voltado para gays entra no ar dia 25 de outubro via TV a cabo, satélite e ADSL.
 
A “TF1 Publicité” uma das maiores do mercado televisivo e responsável da publicidade do primeiro canal aberto francês, que foi privatizado.
 
“Pink TV” estará 24 horas no ar, transmitindo uma programação rica e variada como filmes, documentários, seriados, talk shows, debates, entre outros.

fonte: http://www.gaybrasil.com.br/news_05.asp?Categoria=Radar&Codigo=716
Título: Re: Curiosidades LGBT
Enviado por: Purple Fairy em 06.set.2004, 18:06:31
Alejandro Amenábar assume ser gay

 :o
>> Cineasta apresenta novo filme


Alejandro Amenábar fala abertamente, pela primeira vez, da sua homossexualidade, numa entrevista concedida à revista "Shangay", que começou a ser ontem distribuída.

O realizador aproveitou a promoção de "Mar adentro", para esclarecer a sua condição sexual. O filme, que deverá apresentar quinta-feira, em Madrid, narra a história verídica de Spaniard Ramon Sampedro, que aos 30 anos defende o direito à eutanásia.

"A forma como cada um actua, depende da pessoa e da imagem que queremos que os outros tenham de nós. Sempre soube ser consequente e trato de agir com normalidade, ainda que com discrição. Assusta-me que as pessoas possam intrometer-se na minha vida privada, mas, por outro lado, não tenho qualquer problema em assumir que sou gay", declarou o realizador da película "Os outros", que contou com Nicole Kidman no papel principal.

Amenábar, um dos cineastas espanhóis com maior prestígio internacional, deixou claro que as suas verdadeiras preocupações prendem-se com "a situação que se vive neste momento no país", onde, sublinha, "não existe respeito por nada nem por ninguém".

De qualquer forma, reconheceu que falar abertamente sobre a sua opção sexual foi uma decisão que implicou uma reflexão prévia, mas não um processo violento. "Tentei ser o mais coerente possível. Primeiro falei com a minha família, com os amigos que me rodeiam. Afectava-me dizer isto , sabendo que a notícia poderia causar danos nos meus familiares. Por isso, quis ser o primeiro a contar-lhes. No fim, não tive problemas com nada nem como ninguém".

Finalmente, confessou que fica assustado com o registo da imprensa cor-de-rosa em Espanha. "Assusta-me a situação do país, talvez por isso tenha recusado falar do assunto na TV. É isto que define o dia-a-dia de uma país terrível".
Título: Re: Curiosidades LGBT
Enviado por: Purple Fairy em 06.set.2004, 18:09:00
Dois terços dos espanhóis pelas uniões homossexuais
sondagem Apoio massivo à lei do governo de Zapatero  


Perto de dois terços dos espanhóis mostram-se favoráveis à legalização dos casamentos homossexuais prevista na lei preparada pelo governo de José Luís Zapatero.

De acordo com a sondagem do Centro de Inquéritos Sociológicos (CIS) ontem publicada, 66,2% das pessoas manifestaram-se a favor das uniões entre cidadãos do mesmo sexo, e 48,2% defendem mesmo que os casais homossexuais possam adoptar crianças (44,6% são contra). Por seu lado, 42,9% disseram ser "muito tolerantes" perante a homossexualidade. Uma opinião que não pode, contudo, ser tida como representativa da da população espanhola, dado que a amostra de entrevistados foi escolhida ao acaso.

O primeiro ministro socialista, eleito em Março passado, elegeu a questão do casamento homossexual como uma das questões sociais prioritárias do seu governo, apesar da forte oposição da Igreja Católica espanhola, que representa 95% da população do país.

Sinal de liberalização da opinião: apenas 11,6 % das 2479 pessoas inquiridas disseram estar total ou parcialmente contra a lei. No entanto, algumas atitudes mais conservadoras ainda persistem, num país onde a homossexualidade foi banida durante a ditadura do general Francisco Franco (1939 a1975).

Mais de um quinto dos inquiridos pelo CIS defendem a homossexualidade como algo de anti-natural, e 4% dizem mesmo que deveria ser punida. Cerca de um terço classificaria de problema sério ter um filho ou uma filha homossexual.

Recorde-se que Zapatero foi alvo de uma severa lição de moral do papa João Paulo II, quando visitou o Vaticano, em Junho. Na altura, os bispos da Santa Sé criticaram a futura lei, considerando-a "perigosa" em termos "antropológicos, sociais e legais".
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: joão paulo (PG) em 07.set.2004, 09:01:12
http://www.tvi.iol.pt/informacao/noticia.php?id=441527

Proprietário da discoteca Trumps assassinado
O cadáver de Artur Faustino foi encontrado em casa

Foi assassinado um dos proprietários da conhecida discoteca Trumps, uma das mais antigas discotecas gay lisboetas. O cadáver de Artur Faustino foi encontrado esta segunda-feira de manhã dentro da sua casa.


O empresário terá sido espancado até à morte, por razões até agora desconhecidas. Conseguiu-se assim apurar junto da Polícia Judiciária, a quem já foi entregue a investigação deste caso, que se tratou de um homicídio por agressão.


O autor do crime, bem como as razões que estarão por detrás deste assassinato, são para já desconhecidos.

Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: HLuso em 07.set.2004, 13:44:37
Meu Deusssssss..............que cena horrivel...............!!!!!!!!!

Quando é que ele foi morto????Isso foi agora????Segunda feira, a de ontem?????

Que Horror.............Jesusssss!!!!

Tou parvo!
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: indigo em 07.set.2004, 13:45:18
 :o :o

Terá sido alvo de comportamentos homofóbicos? :(
Que tristeza.. :-\
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Eurydice em 07.set.2004, 20:23:21
Oh...acho que o que lhe aconteceu podia ter acontecido a qql uma empresário da noite, não sei se terá alguma coisa haver com o facto de ele ser gay, até pode ter sido alguem q ele conhecesse, um ex-namorada...acontecesse tts episodios desses.

 :-\
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: N´guxi em 07.set.2004, 21:06:23
Pelo que vi da noticia, amanhã em principio haverá novas revelações, mas parece-me um assasinato estranho, até pk não foi nada roubado de casa.
E a pessoa em questão tinha mtos valores em casa, o k leva a crer que o assasin@ terá entrado em casa pela mão da vitima.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: x-icon em 07.set.2004, 22:31:51
Pelos vistos foi passional e não homófobico. Não deixa de ser triste e hediondo.  :(
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: LxBoy em 10.set.2004, 10:37:34
Este artigo vem do Correio da Manha.  Acho o titulo um pouco piroso, assim como uma das frases ao fim: "afinal ninguém conheceria de facto Artur Esteves nem os seus hábitos".  Quem diz que isto era um habito dele?  E quem eh que conhece outra pessoa "de facto", mesmo a serio, intimamente?  Enfim, um artigo de mau gosto.  Qual a vossa opinião?

---------

SEXO ENTRE HOMENS ACABA EM HOMICÍDIO 

Foi, afinal, um encontro ocasional que ditou a morte de Artur Esteves, ao contrário do que os amigos pensavam e diziam, que davam o proprietário do Trumps como alguém muito cuidadoso e seguro. O assassino, de 23 anos, foi capturado pela Polícia Judiciária. 

Alegadamente, as causas parecem prender-se com uma relação homossexual frustrada. O jovem não terá querido corresponder às expectativas de Artur Esteves, embora não seja claro se o suspeito seria ou não homossexual. Seguiram-se a discussão e as agressões mortais.

O suspeito do crime acabou por ser ontem presente a tribunal, que lhe determinou a prisão preventiva, no Estabelecimento Prisional junto da Polícia Judiciária, depois de ter confessado o crime de homicídio.

Quanto às causas da morte não foram nem uma facada nem uma pancada com uma jarra, como se supunha, mas sim uma sucessão de múltiplas agressões, inclusive a murro, que ditaram o fim de Artur Esteves.

Mas o suspeito não era propriamente um estranho para Artur Esteves. Entre o círculo de amigos do sócio do Trumps diz-se que o conhecimento entre ambos derivou dos ‘chats’ de conversa na ‘net’, algo em que, no entanto, nem todos concordam. “Não sei se será. É que o Artur nunca ligou muito à ‘net’, houve um período que sim, mas depois desistiu”, conta alguém que pediu o anonimato.

A verdade, no entanto, é que o conhecimento entre Artur Esteves e o jovem que acabaria por lhe tirar a vida não era de agora, mas nada de muito próximo. Daí muitos dos amigos do sócio do Trumps garantirem não conhecer o jovem de 23 anos. Mas esta questão não parece pacífica, uma vez que o suspeito não tinha ficha policial relevante, nem havia quaisquer suspeitas, o que significa que para chegar ao criminoso a PJ teve que bater à porta de muitos dos amigos de Artur Esteves. Aí recolheu informação essencial ao desvendar do crime e à detenção do autor.

REGRESSO DO MECO

Sabia-se, isso sim, que Artur Esteves e um amigo, um jovem de Palmela, estavam zangados há algumas semanas e que vivia sozinho. O que poderá ter tentado Artur Esteves a tentar uma amizade extra, que acabaria por lhe ser fatal.

Na manhã de domingo, o amigo e cronista Carlos Castro ainda telefonou para Artur Esteves, que estava na sua quinta do Meco. Este disse-lhe que à tarde iria para a sua casa em Lisboa. E assim aconteceu, com Artur Esteves a dirigir-se para o seu apartamento da Rua D. João V.

No entanto, já em Lisboa ter-se-á encontrado com o ‘misterioso’ jovem – que será da Amadora ou Benfica – e levou-o para casa a horas indeterminadas. Só na manhã de segunda-feira o corpo de Artur Esteves foi descoberto no seu apartamento pela empregada que entrava ao serviço para limpeza da casa.

O assassino seria preso pela Polícia Judiciária anteontem, sem qualquer resistência por parte do suspeito. Feitas as contas, afinal ninguém conheceria de facto Artur Esteves nem os seus hábitos, a não ser um círculo muito restrito que foi essencial à PJ. 
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: devious_angel em 10.set.2004, 13:13:37
Esse titulo ta mm piroso. Até parece k nós somos uns tarados k só pensamos em sexo. Fora pa esse/a jornalista  >:(
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: A1 em 10.set.2004, 17:37:57
o cartaz da Abraço

Embora pareça positivo a presença de um casal gay na publicidade da Abraço (por desmistificar as relações e a sua amplitude de combinações), a ideia de associar o uso do preservativo a este grupo (ainda encarado pelas massas como os principais agentes de comportamentos de risco) parece-me perigoso.

Poderá levar à ideia de auto-exclusão por parte do heterossexual.
Assim, a mensagem pode chegar ao receptor de forma enviesada (o apelo para a utilização do preservativo por todos pode ser entendido como dirigido a um grupo de orientação sexual especifico).

Querer passar duas mensagens tão sensíveis ao mesmo tempo poderá tornar-se perverso
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: temporary_user em 12.set.2004, 15:52:59
Pelos vistos a noticia é de Fevereiro e é provável ter aparecido por aí mas nunca a tinha visto e só a vi agora no site da TVI e achei interessante... ::)


18-02-2004

Opus Gay exige demissão de Luís Villas-Boas

O presidente da Comissão de Acompanhamento da Lei da Adopção considera uma «infelicidade» uma criança «ser educada por homossexuais».


As considerações de Luís Villas-Boas, presidente da Comissão de Acompanhamento da Lei da Adopção Portuguesa, sobre a homossexualidade não agradaram à Opus Gay. A organização propôs a demissão daquele responsável.

O presidente da Comissão comentou a decisão da justiça espanhola de permitir a adopção de duas crianças por um casal de homossexuais, afirmando que é melhor uma criança passar toda a vida numa instituição ou em famílias de acolhimento do que ter a «infelicidade de ser educada por homossexuais».

Uma criança «não deve nunca ser adoptada por homossexuais» porque vai interferir com a «sexualidade natural», além de que «ser lésbica não é ser mulher na plenitude natural do termo», explicou o psicólogo clínico e director do Refúgio Aboim Ascensão, de Faro.

Num comunicado, a Opus Gay, organização de defesa dos direitos da comunidade LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgender), afirma que as declarações de Villas-Boas são «um ataque aos direitos humanos e à dignidade dos homossexuais».

Mencionando a lei de adopção, o comunicado considera que «os critérios devem ser, além de científicos, políticos, e não moralistas». O documento acrescenta ainda: «Abra-se definitivamente a discussão junto da opinião pública, informem-se as pessoas, combatam-se preconceitos e receios. Depois legisle-se, com amor e sentido de cidadania. Não com ódio, medo e preconceito».


Ke homem mais estupido... >:(
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: temporary_user em 12.set.2004, 16:00:55
Penso ke esta também ainda n apareceu:


09-09-2004

Detido alegado homicida do dono do «Trumps»

indivíduo, de 23 anos, vai agora ser presente a um juiz do TIC de Lisboa.


Foi detido o suspeito do homicídio do dono da discoteca «Trumps», em Lisboa. Artur Esteves foi morto à facada, domingo, na própria casa. A directoria de Lisboa da Polícia Judiciária (PJ) anuncia agora a detenção do alegado responsável.

Em comunicado divulgado esta quinta-feira, a PJ revela que um jovem português, de 23 anos, vai ser presente a um juiz do Tribunal de Instrução Criminal (TIC) de Lisboa para primeiro interrogatório judicial e aplicação de medidas de coacção. A Judiciária acrescenta que o suspeito poderá ficar em prisão preventiva.

Uma discussão entre o suspeito e Artur Esteves terá estado na base do violento assassínio do conhecido empresário da noite «gay» lisboeta. Artur Esteves foi encontrado já sem vida, segunda-feira de manhã, na residência que possuía em Lisboa apresentando sinais de agressões físicas violentas.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Phoenix em 18.set.2004, 14:36:19
(http://i.a.cnn.net/cnn/2004/EDUCATION/09/13/gay.scholarships.ap/story.libman.ap.jpg)Nos Estados Unidos, cada vez mais estudantes GLS estão conseguindo bolsas de estudo especiais para cursar a faculdade.
Alyn Libman, 19, ao centro na foto, é um exemplo de transexual FMT que conseguiu uma bolsa para estudar na University of California, em Berkeley, através da The Point Foundation. No currículo de Libman, além de suas notas e potencial para o esporte, constavam também anos de torturas por ter nascido menina e resolver mudar para menino. Ele quer se tornar um advogado de defesa dos direitos civis.

A fundação The Point Foundation, de Chicago, já concedeu mais de US$1 milhão a estudantes gays e transexuais desde 2002. E está aumentando o número de organizações sem fins lucrativos dispostas a conceder bolsas de estudo especificamente par aos GLS. Hoje, já são mais de 50.

Estas organizações perceberam que GLS que assumem sua diferença acabam sofrendo reveses financeiros e boicotes da família por causa disto. E além do apoio financeiro, estas fundações também estão dando suporte emocional. Para isto, indicam professores gays assumidos para ajudá-los.

fonte: http://glsplanet.terra.com.br/news/
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: AlmaAzul em 19.set.2004, 01:30:27
... com o apoio emocional até concordo  (não mais do que com o apoio emocional aos alunos em geral) o restante acho descabido!
     Deve dar-se apoio financeiro a nível universitário a quem necessite independentemente da sua orientação sexual!!! >:(
      São quanto a mim medidas como esta que levam ao aumento da descriminação!
     Eu não me sentiria bem se apenas por ser lésbica tivesse direito a uma bolsa e a um tratamento especial!
     Ser ter uma orientação sexual diferente não é nenhuma deficiência!
>:(
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: LxBoy em 19.set.2004, 17:58:45
     Deve dar-se apoio financeiro a nível universitário a quem necessite independentemente da sua orientação sexual!!! >:(

Estudei nos EUA.  Lá dão bolsas para qualquer tipo de pessoa.  Há aquelas para minorias étnicas, para gémeos... Numa universidade até existe uma só para canhotos!  Outra para quem é pequeno, outra para quem é muito alto, outra para quem tem o apelido Zolp, e agora... para gays.  Vendo isso no contexto americano, até já nem era sem tempo!

Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: AlmaAzul em 23.set.2004, 03:47:50
Sim, dá-me uma nova imagem da situação, no entanto não consigo concordar!
Pois já repararam que é sempre por algo menos positiva, algo que pode ser alvo de descriminação. Pode levar mais uma vez a catalogação da homossexualidade com algo menos positivo.
Eu nunca concorreria a uma bolsa assim...sinceramente.  :-\
Contudo tenho em consideração que os valores sociais não são os mesmos. E que estas coisas dependem de cada um.
 :)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Phoenix em 23.set.2004, 14:08:56
Buenos Aires quer incluir orientação sexual nas escolas

A Comissão de Educação da cidade de Buenos Aires, na Argentina, está trabalhando para apresentar projeto para incluir a orientação sexual nas escolas. Segundo a Comissão, o projeto será "direcionado a todas as idades".

O projeto contempla o ensino de temas polêmicos como a questão da orientação sexual e de “práticas sexuais” onde não faltará a aplicação do critério de gênero.

Outras tentativas do projeto não tiveram êxito, mas agora se espera que ele seja apoiado pela maioria.

No entanto, a Igreja Católica se prepara para atacar o projeto. A igreja teme que sejam abordadas questões como o aborto, por exemplo, ou outros temas proibidos pela Santa Sé.

A Prefeitura de São Paulo, através da Coordenadoria Especial da Juventude e da Secretaria Municipal de Educação, em parceria com a Associação Cultural Mix Brasil, já desenvolve projeto semelhante, chamado  Mix Jovem.

O projeto Mix Jovem visa ampliar o debate sobre a questão da diversidade sexual com jovens e adultos. A idéia é, através da exposição de três curtas metragens (cinema), proporcionar diálogo entre os jovens, trazendo novas perspectivas acerca da sexualidade, ampliando a tolerância com relação à diferença.

fonte: http://mixbrasil.uol.com.br/mundomix/centralplus/noticia.asp?id=1225
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: pedrot em 23.set.2004, 15:09:37
sempre quero ver com os meus olhos no que vai dar num país onde malltratam os travestis como o caraças
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Phoenix em 27.set.2004, 13:26:04
França reconhece direito de mães lésbicas

O juiz do Tribunal de Grande Instância de Paris concedeu a custódia conjunta e definitiva de três filhos a um casal de lésbicas, a primeira decisão neste sentido no país.
Carla e Marie-Laure ganharam em 2 de julho a autoridade parental conjunta das três filhas, de 5, 7 e 10 anos, e naturais de Marie-Laure.

As companheiras passam a ter iguais direitos e responsabilidades pelas crianças, que segundo o juiz, deixa clara a sua decisão em favor das crianças: "Este é um avanço importantíssimo no país, já que este não reconhece a possibilidade de que casais homossexuais tenham filhos e nem se quer permite a fecundação assistida para solteiras e casais de lésbicas".

A decisão abre precedente histórico a milhares de casais homossexuais franceses

fonte: http://glsplanet.terra.com.br/news/
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Phoenix em 27.set.2004, 13:31:57
Atriz de Sex And The City confirma que está namorando uma mulher

(http://glsplanet.terra.com.br/news/imagens/cynthianixon.jpg)
Não é Kim Catrall, cuja personagem teve um caso com Sônia Braga na série e sim, a atriz Cynthia Nixon, que fazia a advogada Miranda Hobbes.
Ela confirmou que namora há 10 meses uma mulher e está muito feliz com isso.
Questionada se estava envolvida com uma mulher pelo jornal Daily News ela disse que sua vida particular era um assunto "privado mas que ao tempo tempo não tinha nada para esconder". Vou dizer então que estou muito feliz".
O nome da namorada não foi revelado.

Em junho de 2003, a atriz terminou um relacionamento de 15 anos com o fotógrafo Danny Mozes,com quem teve dois filhos.

Seu trabalho mais recente é a minissérie Tanner on Tanner, de Robert Altman e ela acaba de assinar um contrato para fazer o papel da primeira-dama Eleanor Roosevelt no cinema

fonte: http://glsplanet.terra.com.br/news/
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Planta xerófila em 28.set.2004, 12:39:58
Tive a infelicidade de me deparar c esta noticia (http://www.correiomanha.pt/noticia.asp?id=130735&idCanal=19) de um diario q sempre mereceu o meu desprezo e agora ainda mais... pergunto se alguem q ja tenha frequentado estes lugares se os reconhece (p exemplo a descriçao do finalmente eu acho hilariante). A minha opiniao é q o sr. Hugo Franco ou é um homófobo puro e simples q se sentiu p tudo e todos ameaçado na sua virilidade, tanto q lhe deu para imaginar um sem numero de coisas (como os piropos no Herois), ou entao é algum adónis enviado dos céus para a gayland of Oz...


2004-09-19 00:00:00
País - Roteiro ‘GAY’ de Lisboa
NOITE ROSA CHOQUE 
Uma semana após o assassinato do proprietário do Trumps, investigámos a noite ‘gay’ da capital. As ruas do Príncipe Real estão mais vazias, há uma sombra de medo, mas entre os noctívagos o clima continua a ser o de festa. 
Jorge Godinho
 
Não o conheço de algum lado?” O quarentão de ‘t-shirt’ apertada às riscas, cabelo laminado e trejeitos efeminados, que há pouco parecia o John Travolta a dançar ao som do ‘disco’, está agora sentado ao meu lado, no balcão. Usa um perfume adocicado. Finjo não ouvir a pergunta e continuo a observar a exígua pista de dança do Finalmente, onde a euforia não parece ter fim: sósias do Fredy Mercury, marinheiros ébrios e velhos de camisa às flores balançam o corpo com o hino de Gloria Gaynor ‘I Will Survive’. Quando chega o momento do refrão, cantam desafinadamente e abraçam-se ainda mais, sem conter as gargalhadas.

“Estão todos muito divertidos ” A minha táctica de indiferença parece não ter surtido efeito. O tom dengoso dele soa à típica cantiga do bandido. Olho para ele de soslaio, com um sorriso gelado. “A sua cara não me é estranha. Costuma parar no Chiado, não é?”, insiste.

Antes de me dar tempo de responder, pergunta-me se quero uma bebida. “Não, estou bem assim”, garanto. O tipo fica a olhar para mim durante alguns segundos. Quando julgo que consegui finalmente afugentá-lo, volta à carga: “Estou aqui a maçá-lo e ainda não me apresentei”.

Em dois minutos, conta-me que terminara com o namorado há uma semana e decidira voltar a sair à noite para se divertir à grande. Como eu respondo apenas por monossílabos (devia ter trazido o Sheltox), acaba por perder a paciência. E num tom quase irado, dispara: “Bem, vou continuar a dançar. Ali estão muito mais animados”. Salta do banco, pega no copo de imperial e desaparece entre a multidão, não sem antes se virar e lançar-me um olhar lascivo. Suspiro de alívio e fico a ouvir os Abba a cantar ‘Waterloo’. Altura certa para a retirada. São três e meia da manhã de um banal dia de semana e o Finalmente ainda está ao rubro.

JÁ NÃO HÁ HERÓIS

O roteiro pela noite ‘gay’ de Lisboa havia começado umas horas antes, por volta das 23h00. Uma semana após o assassinato de Artur Esteves, proprietário do Trumps e do Bricabar, o assunto não poderia deixar de ser outro entre clientes do Heróis, o novo poiso da comunidade homossexual lisboeta. No ‘café-lounge’ do Chiado, onde se pode sentar à meia-luz em cadeiras do designer Philippe Starck, e esperar dar de caras com algum actor de novela famoso, há vários grupos de rapazes de 18 anos.

Vestem todos a mesma indumentária: blusões de ganga com golas para cima ou ‘t-shirt’ de alças assinada por estilistas famosos e sempre com ténis coloridos de marca. O mesmo perfume forte paira no ar.

Enquanto espero por uma Coca-Cola ao balcão, oiço conversas dispersas: “No ginásio, há lá um que não tenho a certeza se é ou não é. Mas às vezes ele responde-me com o olhar”. “Só tenho cem euros até ao fim do mês mas tenho de comprar aquelas calças”. O assunto de Artur Esteves também vem à baila: “Quantos anos de prisão é que o amante vai apanhar?”.

Como estou sozinho, sou alvo natural de olhares descarados e tenho direito a uns piropos quando passo com o copo até à minha mesa. Bebo o refrigerante de um trago e saio porta fora.

Próxima paragem: o 7.º Céu, um bar igualmente modernaço no coração do Bairro Alto. Já passa da meia-noite e a casa está a meio gás. O ambiente é ‘gay-friendly’. Ou por outras palavras: local que não choca as almas mais puritanas. Os guias turísticos de Lisboa garantem que quase todas as noites o bar é animado por grupos de ‘Drag Queens’. Mas não vi nada mais extravagante do que um homem de barriga proeminente e ‘t-shirt’ apertada.

Na parede, uma fotografia de Amália Rodrigues a preto-e-branco. Um rapaz de aspecto andrógino, sentado num dos dois baloiços iguais aos dos parques infantis, abana a cabeça ao som do fado de Mariza, de olhos fechados. Salta-me à memória uma frase da personagem da actor Ewan McGregor, no filme ‘Trainspotting’: “No futuro, não haverá distinção entre gajos e gajas. Haverá simplesmente malta”.

AOS BEIJOS NA PISTA

O ambiente é bem menos ‘friendly’ umas ruas acima, no número 105 da Rua da Atalaia. O Portas Largas, um dos bares de passagem no Bairro Alto assemelha-se a um local de espionagem. Homens de pé encostados à parede, ar desconfiado e cigarro a um canto da boca, avaliam a fauna que passeia pela rua empedrada e fechada ao trânsito. As conversas são quase sussurradas, como se fizessem parte de uma organização secreta e tivessem a congeminar um plano maquiavélico. Mas a Guerra Fria já era. É evidente que a maioria está ali no engate.

Estava distraído a observar o cenário quase cinematográfico, quando chega o barulhento grupo de sub-18 que cochichava no ‘Heróis’. Mal me vêem começam a rir-se e a passar perto de mim.

Fujo até ao Frágil, que já foi o bar mais ‘in’ da movida lisboeta. E também famoso pela sua porteira, Margarida Martins, que nos anos 80 barrava a porta a 90 por cento dos noctívagos.

Pelos vistos a tradição já não é a mesma, e entro sem dificuldades. Olho para trás antes de transpor a porta. Tinha despistado os meus ‘amigos’.

Primeiro momento forte da noite: encostados a uma parede fora do alcance das luzes psicadélicas, dois homens entrelaçados beijam-se como se o mundo fosse acabar amanhã.

‘Dou de frosques’, peço a cerveja ao balcão. Dois goles mais tarde volto a olhar para o canto escuro. Eles continuam a apalpar-se, despentear-se, a arranhar-se. Pouco depois, os dois amantes atropelam o magote de gente que dança na pista e saem disparados para a rua.

SEM MEDO DO ESCURO

As ruas inclinadas do Príncipe Real estão mais vazias do que é habitual – mesmo para um dia de semana. Os taxistas são unânimes: a morte violenta do sócio do Bricabar assustou alguns ‘habituées’, que optam por outras zonas.

Parecem confirmar-se as suas queixas. Às duas da manhã, contam-se pelos dedos das mãos os clientes desta discoteca conhecida pelo seu ‘quarto escuro’.

Música? ‘techno hardcore’. Clientela? Estrangeiros acabados de sair da aula de musculação, que se avaliam mutuamente encostados ao balcão. Ambiente? Em tudo semelhante ao de uma casa de alterne: pesado, a pisar a fronteira da legalidade.

Um minuto depois de entrar, é fácil perceber porque todos olham fixamente para a longa escadaria que se encontra ao fundo da vazia pista de dança. É por ali que se acede ao mítico ‘quarto escuro’, local onde parece valer tudo menos tirar olhos.

“Os gajos vão lá para dentro, despem as roupas e têm relações sexuais com quem calha, por vezes sem preservativos. As luzes apagadas quebram qualquer tipo de tabu”, diz-nos um taxista, conhecedor dos meandros da noite. “São influências da ‘movida’ gay espanhola, mais radical.”

A bizarra romaria até ao sótão confirma as suas palavras. Os que descem vêm de testa transpirada, casaco ao ombro e sorriso cúmplice para com os turistas ao balcão. Estes acabam por ganhar coragem, dão mais um trago pelo gargalo e abandonam a cervejinha à sua sorte, fazendo o caminho inverso até ao aposento dos prazeres secretos. É um corrupio pela noite dentro.

VIDA DE MARINHEIRO

Só o Finalmente parece não ter perdido clientela depois do crime da semana passada. Na aparentemente calma Rua da Palmeira, um grupo de rapazes de ‘t-shirt’ de alças ri-se espalhafatosamente. Em seu redor, deambula um miúdo de ar enfezado, cabelos compridos e encaracolado.É ignorado, mas por pouco tempo.

Um velho que saíra da discoteca aborda-o discretamente. Depois de trocadas umas palavras furtivas, desaparecem para dentro de um táxi que havia despejado dois marinheiros.

O marujo mais alto apoia-se no tejadilho de um carro estacionado, enquanto guarda um grosso maço de notas. Os seus gestos são lentos e descoordenados. O colega olha para todos os lados. Parece nervoso. “É mesmo esta a discoteca?”, pergunta. O amigo abraça-o e toca à campainha do Finalmente. Mas não lhes abrem a porta. “Conheço o porteiro, não te preocupes.” Voltam a tocar e são recebidos por um homem magro, de cabelo branco e ralo. “Que é que querem?”, pergunta-lhes de modos bruscos. As batidas provenientes do interior soam pela rua. “É só para beber um copo”, justificam em voz sumida.

O porteiro continua a mirar os seus fatos brancos e engomados, como se não tivesse ouvido a resposta. Os dois marinheiros entreolham-se, sem saber o que fazer. “Vá, entrem lá”, responde-lhes por fim, cedendo-lhes a passagem.

A porta fecha-se outra vez. O silêncio volta à rua. Passado minutos tento também a sorte e primo a campainha. O porteiro faz a mesma rábula de há pouco, mas acabo por entrar para o espaço diminuto, festivo e abafado. A música da Gloria Gaynor estava a começar: o coro desafinado preparava-se para cantarolar: “I Will Survive!”. Afinal ‘gay’ não é mesmo sinónimo de alegre?


Hugo Franco
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: c em 28.set.2004, 14:44:29
absolutamente inacreditável.  [smiley=semfala.gif]

(c.)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: HLuso em 28.set.2004, 19:19:22
Achei o artigo pavoroso....sinistro, com bolor, ultrapassado, de um possivel heterossexual que se julga conhecedor do imaginario gay, pois deve apenas ter visto o Querelle do Fassbinder e folheado umas imagens do Tom of Filand...Já se julga um entendido!Coitado...

Que decadencia...Péssimo mesmo!
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: the end em 28.set.2004, 19:37:40
o artigo merecia resposta.....
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: lagarto em 28.set.2004, 19:48:43
o artigo é tao idiota k chega a ser hilariante  lol
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Planta xerófila em 28.set.2004, 20:29:21
eu tb comecei p me rir... e depois continuei a ler, e deixei de achar piada. este tipo de retrato tendencioso de alguem q obviamente nunca pos os pés em metade dos locais q descreve tao pormenorizadamente como se de um romance se tratasse, é o retrato q chega aos q n conhecem o "mundo LGBT"...
estes retratos, conjuntamente c ideias como "comunidade LGBT" remetem essas pessoas (q ainda para mais sao leitores do correio da manha, o q me leva apensar q serao no minimo simplórios, mentalmente falando) para a noçao de sub-mundo, de guetto.

este artigo ja foi respondido (no domingo seguinte acho q foi publicada a carta de um leitor frequentador dos referidos locais q desmascarou estas mentiras... embora n sei se lhe seja dado o devido crédito), e na página online de onde retirei o artigo para o por aqui tb há uma espécie de debate no forum...
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: temporary_user em 28.set.2004, 21:52:50
Uma Entrevista "Ex catedra" de Vale de Almeida à "Publica"

Alguns reparos ao que afirma:

Na "Pública" de 19,Set. o Prof. Vale de Almeida, VA, militante do BE, militante gay, dá uma interessante entrevista, (Parabens ao entrevistado e à revista !) pondo-nos algumas questões que temos de discutir .
Diz VA que o nosso PS devia pôr os olhos no PS espanhol.
De acordo! Mas vejamos as diferenças que não podem ser esquecidas, nem escamoteadas, que nos separam ,onde as responsabilidades nao são só do PS.Muitas são nossas, e algumas , até do VA!
Comparemos:
Em Espanha há um grande movimento social, que se manifesta nas ruas, com manifestações pelo Orgulho Gay que levam 1 milhão de pessoas.Em Portugal , nós pomos 500 a 2500 pessoas na avenida ,com pouca representatividade social. Em Espanha há dezenas de associações lgbt, que aliás, trabalham todas, bem com o PSOE, através de um Federação, a FELGT,e que há muito o vêm sensibilizando através de militantes,ou simpatizantes para estas questões.Em Portugal, pouco preocupados com os interesses e opções diversificados dos nossos companheiros de orientação sexual, as associaçoes . há muito subordinadas a uma actuação partidária estricta, fazem com que estejam condicionados os contactos dos grupos com o PS,ou até PCP,e que quem os possa promover seja mal visto, e até considerado “traidor .Personalidades heteros, que muito nos apoiaram, são ignoradas/criticadas , se forem da área PS.Veja-se o caso de Joao Soares, a quem o movimento lgbt muito deve, incluindo a associação a que VA pertence ,que lhe deve o seu património - espaço-sede, a sua festa maior, anual , o 1º Festival de Cinema gay , e outros apoios, e para quem nunca houve uma palavra de agradecimento,mas houve sempre críticas,para evitar a sua re-eleição. Encorajante!

Em Espanha há sindicalistas e centrais sindicais que apoiam uma agenda para a diversidade, entre nós,só agora a CGTP e UGT começaram a sensibilizar-se para este problema . Em Espanha, um mercado enorme , incluindo de turismo, que trabalha em sintonia com o movimento associativo,ainda que independentemente .

Em Portugal não temos mercado lgbt associado ao movimento gay, mas um mercado oportunista que só o explora , nunca desmascarado,porque abre o bar em certas festividades, trazendo-lhes dinheiro, enquanto o turismo lgbt tem sido mal visto pelos mesmos , sob o pretexto que os “gays pobres nao podem viajar!”,misturado com muitos “Abaixo o capitalismo!”. A Espanha tem muitas revistas , até de distribuiçao gratuita ,algumas de referência, como a “Zero” , que defendem estilos de vida,e nao tanto militâncias.Em Portugal, as que temos, por ora, ainda são paroquiais,dada a sua fraca distribuição, periocidade , e temas que discutem .
Em Espanha temos uma ampla agenda diversificada conforme as regiões , que tem convencido muita gente, para além dos gays ,inclusivé da área conservadora.Em Portugal, promove-se a “unicidade” do discurso, não se pretende negociar uma agenda mínima com os interessados, mas impôr uma agenda maximalista , começando a construir a casa pelo telhado, dando prioridade `as adopções e aos casamentos gays, ( que são um direito indiscutivel) mas o que dificulta o diálogo,em vez de outras prioridades,como uma lei contra o sexismo e homofobia , promovendo-se até a exclusão de quem não concorda ,ou, simplesmente, manifesta dúvidas .

. Finalmente, a Comunidade Europeia tem uma ampla agenda “ pela diversidade,contra a exclusão”..Só que os ultra bloquistas lgbt , que nao gostam da CE, não compreendem como seria importante uma convergência estratégica nestes pontos,para fazer avançar a nossa causa. .
Em suma , há entre nós e o caso espanhol grandes diferenças de contextos, que não favorecem quem no PS português queira apoiar a causa lgbt. TEREMOS QUE ESCOLHER ENTRE PROCURAR ALIADOS, E ALIMENTAR INIMIGOS. No resto, caro VA, estamos substancialmente de acordo. Mas o que escrevi já dá para uma excumunhão, ex-catedra,”urbi et orbi”.

António Serzedelo


Opus Gay
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: temporary_user em 28.set.2004, 22:03:12
Maria Teresa Mónica, cronista e historiadora, insulta transsexuais no Publico, chamando-lhes "aberraçao da natureza".
O jornal de referencia publica só parte da resposta, omitindo os paragrafos finais.


Carta enviada pela Opus Gay ao jornal "Público", motivada pelo artigo da historiadora Maria Filomena Mónica, "Zé Maria, Nádia, e o Big Brother", do dia 25 de Agosto, em que chama à transsexual Nadia (recente vencedora do Big Brother em Inglaterra) "aberração da natureza”.


Eis a resposta/protesto da Opus Gay, publicada parcialmente, em 28 de Agosto na secção "Coreio dos Leitores" do mesmo jornal.

Segue aqui a versao completa:


DE ABERRAÇÃO EM ABERRAÇÃO, ATÉ À SOLUÇÃO FINAL!

Maria Filomena Mónica,MFM, é uma historiadora, cujos textos geralmente aprecio, ou que, pelo menos, me fazem pensar.
O seu último artigo para o “Publico”, um jornal de referência ,”Zé Maria,Nádia, e o Big Brother” que quase podia subscrever integralmente, até porque, sem ser snob, também sou daqueles que pouquissima televisão vê, causou-me um espanto, e uma perplexidade que nao posso calar.
Nao posso calar quando chama a um ser humano, publicamente, de forma acintosa, insultuosa e degradante , uma “aberraçao da natureza”.
Não posso calar em nome da Declaração Universal dos Direitos do Homem, da Constituição Portuguesa, das mútiplas Directivas e campanhas Comunitárias, contra a exclusão social , trans incluídos, das regras básicas de humanismo, do Livro de Estilo do próprio jornal, em nome das ideias de que me reivindico, e até do ideal Cristão. Habituei-me a que se chamassem “aberrações da natureza” aos vitelos de duas cabeças, os borregos de seis patas, uma couve de 20 quilos, dos lados do Entroncamente.
A seres humanos,em pleno século XXI, em Portugal, nao esperava ver esse epíteto aplicado,sobretudo ,por alguém com responsabilidades sociais, qualquer que fosse a razão,e, ainda menos, só por ter vencido um concurso pateta de televisão, num confronto público transparente,num pais estrangeiro. Porém não posso deixar de lhe recordar, dolorosamente, que foi em nome dessa “aberrância” que muitos homossexuais foram condenados à morte pela fogueira, depois a campos de concentração nazis, em alguns países ainda são decapitados , e no caso da transsexualidade , no passado dia 17 de Agosto morreu na Argentina, a transsexual Lorena Calixto,sem tratamento hospitalar, e há quatro dias , tive de enviar um e-mail de protesto para o Governo Argentino , porque tem presas sem culpa formada, desde 10 de Junho, Diana e Johana Sacayan, por liderarem o movimento transsexual do seu país. O seu texto insulta todos @s transsexuais, que assim nasceram,em Portugal e em toda a parte, que nao o são por gosto, ou por opção , dado o enorme sofrimento porque passam, porém, sobre isso quem lhe
deve dar melhor dar testemunho , pois eu nao sou transsexual, embora me sinta tão ofendido com o seu texto, como se o fosse, é a associação “@t” d@s transsexuais portugues@s. O seu texto, apela à exclusão, incita ao ódio e ao desprezo social. O seu texto aberrante, alimenta estas discriminações, e de aberrância em aberrância, chegamos à discriminação total! Por isso, venho defendendo que Portugal precisa de uma lei contra o ódio homofóbico e contra o sexismo, como a conservadora França, já está em vias de produzir, para impedir casos destes.


Mas M.F.M nao está só. Há pouco tempo foi a vez de outra
“individualidade”,apelando-se da psicologia , de seu nome célebre, Villas Boas, vir também dizer que uma lésbica ,não é uma mulher na verdadeira acepção do termo .Mais uma aberrância!
Outros ilustres académicos de formação marxista ou dita de esquerda ignoram a nova realidade que os circunda ,talvez ainda formados no espírito estalinista ,e com eles muitos intelectuais, que analisam a sociedade por grelhas pré-formatadas, tem sérias dificuldades em lidar com estas questões da diferença, da diversidade, que são a nossa riqueza,

...........
dos Direitos Humanos reivindicados pelas minorias sexuais,e que são afinal, uma luta cívica que importa a todos, heteros ou homos,como a luta das mulheres,importa tanto às mulheres como aos homens, ou luta anti racista,aos brancos e negros.

A Revolução social e politica levada a cabo entre nós a partir de Abril 1974, que iniciou a chamada 3ª vaga de revoluções , e que leva à nossa entrada na Comunidade Europeia, a muitas importantes conquistas sociais ,(algumas em vias de se perderem),mal deixou espaço para a sexualidade, mas a maioria dos intelectuais e académicos portugueses,agarrados a uma visão estática e reaccionária da sociedade, nem uma palavra tem querido gastar com estas questões,muito menos
sobre os novos direitos sexuais, que essa terceira vaga de revoluçoes
democráticas veio dar à luz,e que em outros paises ,começou a dar
frutos,como é o caso Espanhol.
Helás!Entre nós, os intelectuais homens continuam à procura de uma “mulher” que já não existe, e as mulheres intelectuais de um “Homem” que está para nascer.

António Serzedelo
Opus Gay
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: N´guxi em 29.set.2004, 09:46:43
Casamento Lésbico

Herman José vai ser padrinho de um matrimónio Homossexual.
A cerimónia decorre no seu programa dia 7 de Novembro. Vivianne e Selma vão trocar juras de amor em directo.

Fonte: Tv 7 Dias
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: pedrot em 29.set.2004, 10:51:10
Em Espanha há um grande movimento social, que se manifesta nas ruas, com manifestações pelo Orgulho Gay que levam 1 milhão de pessoas.Em Portugal , nós pomos 500 a 2500 pessoas na avenida ,com pouca representativid ade social. Em Espanha há dezenas de associações lgbt, que aliás, trabalham todas, bem com o PSOE, através de um Federação, a FELGT,e que há muito o vêm sensibilizando através de militantes,ou simpatizantes para estas questões.Em Portugal, pouco preocupados com os interesses e opções diversificados dos nossos companheiros de orientação sexual, as associaçoes . há muito subordinadas a uma actuação partidária estricta, fazem com que estejam condicionados os contactos dos grupos com o PS,ou até PCP,e que quem os possa promover seja mal visto, e até considerado “traidor .Personalidades heteros, que muito nos apoiaram, são ignoradas/criticadas , se forem da área PS.Veja-se o caso de Joao Soares, a quem o movimento lgbt muito deve, incluindo a associação a que VA pertence ,que lhe deve o seu património - espaço-sede, a sua festa maior, anual , o 1º Festival de Cinema gay , e outros apoios, e para quem nunca houve uma palavra de agradecimento,mas houve sempre críticas,para evitar a sua re-eleição. Encorajante!

Em Espanha há sindicalistas e centrais sindicais que apoiam uma agenda para a diversidade, entre nós,só agora a CGTP e UGT começaram a sensibilizar-se para este problema . Em Espanha, um mercado enorme , incluindo de turismo, que trabalha em sintonia com o movimento associativo,ainda que independentemen te .

viva a espanha que eu sempre admirei,já desde o tempo da minha vó o que não se podia fazer em portugal, ia-se à espanha...
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: the end em 29.set.2004, 19:02:49
A Espanha prepara-se para legalizar os casamentos homossexuais, apesar dos protestos da Igreja que está a preparar uma série de manifestações nos próximos dias em várias cidade do país.
 

 
 
 
 
A proposta do governo minoritário do PSOE vai ser depois aprovada no Parlamento com o apoio dos pequenos partidos.

A Espanha é o terceiro país da Europa, depois da Bélgica e da Holanda, a aprovar legislação nesta matéria.

Para os dirigentes das associações homossexuais espanholas trata-se de uma importante conquista da democracia.
 
http://sic.sapo.pt/index.php?article=8181&visual=3&area_id=5
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: nrg em 30.set.2004, 09:27:10
Casamento Lésbico

Herman José vai ser padrinho de um matrimónio Homossexual.
A cerimónia decorre no seu programa dia 7 de Novembro. Vivianne e Selma vão trocar juras de amor em directo.

Fonte: Tv 7 Dias


grande cena! ja tenho onde ir pra mais perto, pra me casar! ehehehe....

entao e como é que o Hermano vai apadrinhar este? nao vai valer de nada o acto, é isso? ou já virao casadas, ou vao casar a outro lado? hmmmmm... -_-

nrg
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: N´guxi em 30.set.2004, 09:57:23
Segundo a noticia:
"Embora ilegal, a cerimónia está marcada para o HermanSic do próximo dia 7 de Novembro e o próprio Herman vai ser o padrinho!"

"Como qualquer cerimónia que se preze, o copo d´agua irá ocorrer numa quinta a designar"

E mais não diz sobre a cerimónia ???
Título: Re: Curiosidades LGBT
Enviado por: nrg em 30.set.2004, 10:36:42
Alejandro Amenábar assume ser gay

 :o
>> Cineasta apresenta novo filme


Alejandro Amenábar fala abertamente, pela primeira vez, da sua homossexualidade, numa entrevista concedida à revista "Shangay", que começou a ser ontem distribuída.

O realizador aproveitou a promoção de "Mar adentro", para esclarecer a sua condição sexual. O filme, que deverá apresentar quinta-feira, em Madrid, narra a história verídica de Spaniard Ramon Sampedro, que aos 30 anos defende o direito à eutanásia.


fico curioso em ver este filme.. e esta estoria do Atum e mais a sua mao.. coool =)

nrg
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: kris em 01.out.2004, 11:24:17
'HAY QUE ERRADICAR LA DISCRIMINACIÓN'
 
 

Zapatero defiende la adopción por homosexuales para que 'dejen de ser ciudadanos de segunda'



El PSOE quiere que la ley que pueda entrar en vigor en la próxima primavera

EUROPA PRESS
 
 
MADRID.- El presidente del Gobierno, José Luis Rodríguez Zapatero, ha defendido la regulación que este viernes emprenderá el Consejo de Ministros para permitir el matrimonio entre personas del mismo sexo y la adopción de niños por su parte, argumentando que hay que erradicar la discriminación que sufre este colectivo que tiene las mismas obligaciones que el resto de los ciudadanos y, por contra, se le niegan algunos derechos.

"Lo que quiere el Gobierno es que estos ciudadanos que todos conocemos, porque son amigos, parientes o compañeros de trabajo, dejen ser de segunda y tengan plenos derechos, lo que incluye que puedan formar una familia", añadió.

Durante su intervención en el Foro ABC, el jefe del Ejecutivo recordó que actualmente pueden adoptar niños los matrimonios y la gente soltera, sin que en este segundo caso a nadie se le pregunte por su orientación sexual.

Agregó que hay estudios (uno de ellos de Ruiz Gallardón) que demuestran que la evolución educativa y formativa de los niños es similar se trate de homosexuales o de heterosexuales, recalcando que "lo importante es que el niño adoptado viva en una buena familia que le dé condiciones para su desarrollo, y eso no lo determina la orientación sexual".

En cuanto a que haya países que no permitan que en otros se adopten a menores nacionales si se trata de matrimonios o personas homosexuales, Zapatero reconoció que es un "problema" y que se está estudiando como hacer referencia al mismo en la futura normativa. "Es un tema que estamos estudiando, que lógicamente, como alguna legislación establece, establece sólo el reconocimiento para la adopción de niños del propio país. Lo estamos estudiando y sin duda alguna tendrá que haber en la Ley alguna referencia a esa situación, pero es verdad que es un problema", precisó el presidente.

En cuanto a los problemas con la Iglesia católica por iniciativas de dicho tipo, el jefe del Ejecutivo destacó que España es una democracia y la soberanía reside en el Parlamento, que es la institución que hace las leyes que regulan la vida social. Dijo tener un profundo respeto a las convicciones religiosas de todas las personas, sobre todo de los católicos, y defendió que en la propia doctrina de la Iglesia hay un claro principio de separación entre el espacio civil y dichas convicciones.

www.elmundo.es/elmundo/2004/09/30/sociedad/1096561936.html (http://www.elmundo.es/elmundo/2004/09/30/sociedad/1096561936.html)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Phoenix em 01.out.2004, 13:12:25
Revelada personagem que se assumirá em Os Simpsons

(http://mixbrasil.uol.com.br/mundomix/centralplus/imagem/patty.jpg)

Patty, irmã de Marge Simpson, é lésbica. A personagem conquistará mulheres depois de ser esnobada pelos homens de Springfield.

Patty (foto), irmã gêmea de Selma, será seduzida em bar por uma lésbica. Homer ficará horrorizado no início. Mas de acordo com o roteiro inicial, ele acaba sendo ordenado pastor e realiza o casamento de Patty e sua namorada.

O único “caso” de Patty tinha sido com o Diretor Skinner. Além disso, ela adora fumar e assistir a McGyver, seu ídolo de TV.

O episódio ainda não tem data para ir ao ar.

fonte: http://mixbrasil.uol.com.br/mundomix/centralplus/noticia.asp?id=1276
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Phoenix em 01.out.2004, 13:15:57
Empresas valorizam mais funcionários glbt nos EUA

De acordo com o Human Rights Campaign (HRC), o maior grupo norte-americano que luta em prol dos direitos de GLTB, empresas têm aceitado cada vez mais funcionários desse segmento nos EUA.

Em seu terceiro relatório sobre o tratamento que as empresas têm em relação aos funcionários GLBT, a HRC revelou que o número de empresas que atingiram 100% dobrou em um ano.

A HRC faz um ranking das empresas da Fortune 500, entre outras, em escala de 0 a 100 a partir de sete pontos indicadores em relação ao tratamento dessas empresas a gays, lésbicas, bissexuais e transgêneros. Entre esses pontos estão políticas antidiscriminação e benefícios de saúde a seus funcionários. 56 empresas receberam nota maxima enquanto oito tiveram as piores notas.

“As empresas norte-americanas sabem que o tratamento justo a seus funcionários não é apenas a coisa mais certa a se fazer, mas é bom para todo seu quadro”, disse Cheryl Jacques, presidente da HRC.

Uma das empresas que recebeu nota máxima no relatório da HRC foi a Ford Motor Company.

A lista completa com as porcentagens obtidas pelas empresas está disponível no site www.hrc.org (http://www.hrc.org)

fonte: http://mixbrasil.uol.com.br/mundomix/centralplus/noticia.asp?id=1272
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 01.out.2004, 13:43:16
Info que a cacao me passou! ;D

SUPONE LA MODIFICACIÓN DEL CÓDIGO CIVIL

El Gobierno aprueba el derecho al matrimonio de los homosexuales
 
El Consejo de Ministros ha aprobado el anteproyecto de ley por el que se modifica el Código Civil para legalizar el matrimonio entre homosexuales equiparando en todos sus derechos a los de los heterosexuales.

http://elmundo.es/elmundo/2004/10/01/sociedad/1096630009.html
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Phoenix em 02.out.2004, 17:36:56
:: Filme de Oliver Stone adiado devido a “fortes” cenas homo

Segundo o site MSNBC.com o lançamento do épico Alexander, de Oliver Stone, foi adiado para o dia 24/11 porque executivos da Warner Bros não gostaram de algumas "fortes" cenas gays do filme.

“Alexandre, o Grande era com certeza bissexual e Oliver Stone queria mostrar isso no filme”, disse fonte ao site. “Havia cenas entre Colin (Farrell, que interpreta Alexandre) e mulheres, mas também havia cenas quentes entre Colin e Francisco Bosh”.

Bosh, em seu papel de estréia, interpreta Bagoas, que poderia ter sido o amante de Alexandre segundo historiadores.

Porta-voz do estúdio disse ao site MSNBC.com que desconhecia a controvérsia e se negou a investigá-la. “Não falaremos sobre nada que involva o processo do filme”, disse.

Mas essa não é a primeira vez que isso acontece. No último filme de Colin, A Home at the End of the World, foram censuradas cenas de nu frontal pelo mesmo motivo.

fonte: http://mixbrasil.uol.com.br/mundomix/centralplus/noticia.asp?id=1293
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: temporary_user em 04.out.2004, 23:33:10
Rádio FM de Uganda multada por entrevistar gays

Emissora de rádio FM em Uganda foi multada neste fim de semana em cerca de mil dólares e obrigada a pedir desculpas à sociedade por ter transmitido programa de entrevistas com homossexuais no último mês de agosto.

O presidente do Conselho Ugandense para as Emissões, Godfrey Mutabazi, comentou que o programa "ia contra a moralidade pública e descumpria as leis que regem as emissoras".

O ministro da Informação, Nsaba Buturo, afirmou que, com as sanções contra a Rádio Simba, os ugandenses pretendem legitimar "os valores morais de Deus", e acrescentou que os homossexuais que participaram do programa não seriam ajuizados. "Mas também não vamos permitir que façam proselitismo", disse em seguida.

Uganda conta com o regime de transmissões por rádio mais liberal da África Oriental, o que permite que operem cerca de 80 emissoras privadas de FM.

No entanto, a homossexualidade é considerada ilegal no país.

04-10-2004
:: Mix Brasil (http://mixbrasil.uol.com.br/mundomix/centralplus/noticia.asp?id=1301)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: joão paulo (PG) em 06.out.2004, 17:09:12
http://www.portugalgay.pt/news/index.asp?uid=061004B

EUA: Boicote pela igualdade na próxima sexta-feira
6 Out 2004

É já na próxima sexta feira, dia 8, que acontece o "Boycott for Equality" (Boicote pela igualdade) onde todos os gays e lésbicas dos E.U.A. são convidados a se retirarem da economia nacional por um dia não indo trabalhar, não fazendo compras e não utilizando o seu telemóvel. O boicote também pede aos participantes que retirem 80 USD da sua conta bancária e fiquem com esse dinheiro na mão durante as 24 horas para simbolizar a contribuição média diária das pessoas gays e lésbicas na economia. Mais informações no site oficial: www.boycottforequality.com (http://www.boycottforequality.com).

PortugalGay.PT (Portugal)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: joão paulo (PG) em 06.out.2004, 17:09:58
http://www.portugalgay.pt/news/index.asp?uid=051004A

CANADÁ: OutGames 2006 de Montreal no bom caminho
5 Out 2004

A dois anos do evento a organização dos OutGames já garantiu patrocínios para metade do seu orçamento de 16 milhões de CAD (Dólar Canadiano). Este valor foi atingido graças ao apoio do grupo H.I.M. (responsável por uma rede de sites LGBT incluindo gaywired.com, gaysports.com, 365Gay.com, entre outros) de 1 milhão de USD. Os primeiros Outgames terão lugar em Montréal, Canada de 29 de Julho a 5 de Agosto de 2006. Em termos de participação os jogos já têm 500 inscrições de atletas em que 40% são da Europa, 36% dos EUA, 15% da Oceania, Canadá do 8% e os restantes 1% no resto do mundo. "É a primeira vez na história de jogos LGBT", conclui Tom Czerniecki, Director de Marketing de Montréal 2006, "que temos garantias de ter um evento economicamente viável, graças ao novo patrocinador e aqueles que se juntarão a nós nos próximos meses. O contributo de Montréal 2006 para o movimento do desporto LGBT não será uma dívida como foi o caso de todas as edições anteriores dos jogos. O nosso contributo para a cidade que irá receber os 2os World Outgames será uma base sólida de todos os pontos de vista".

PortugalGay.PT (Portugal)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: temporary_user em 07.out.2004, 11:43:01
Activista lésbica brutalmente assassinada em Serra Leoa
05-10-2004

FannyAnn Eddy, fundadora da Associação Gay e Lésbica de Serra Leoa e ativista dos direitos homossexuais, foi brutalmente assassinada em seu escritório na capital do país, Freetown.

(http://mixbrasil.uol.com.br/mundomix/centralplus/imagem/serraleoa.jpg)

Eddy (foto), 30, trabalhava sozinha no escritório no momento do crime. Ela foi estuprada, esfaqueada e teve seu pescoço quebrado.

 

“FannyAnn Eddy era uma pessoa incrivelmente corajosa e íntegra, que lutou pelos direitos humanos”, disse Scott Long, diretor da Lesbian, Gay, Bisexual and Transgender Rights Project da Human Rights Watch.

 

Eddy fundou a Associação em 2002. A ativista lutava contra as arbitrariedades em um país devastado por guerra civil, que terminou em 2002.

 

A Human Rights Watch pediu ao governo do país que encontre dos assassinos.

 

“As autoridades em Serra Leoa devem investigar o crime por completo”, disse Long.

 

Eddy deixa um filho de 10 anos.

:: Mix Brasil (http://mixbrasil.uol.com.br/mundomix/centralplus/noticia.asp?id=1307)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: temporary_user em 10.out.2004, 10:18:29
5% dos estudantes do ensino médio americano são gays
[/size]
07-10-04

Cerca de 5% dos estudantes norte-americanos do ensino médio se identificam como gays ou lésbicas, e cerca de 40% deles já sofreram algum tipo de assédio devido a sua orientação sexual, de acordo com nova pesquisa conduzida pela Gay, Lesbian and Straight Education Network e divulgada nesta quarta-feira, 6/10.

“O estudo sugere que, em média, toda classe nos EUA tem ao menos um estudante que se identifica como gay ou lésbica e que a maioria dos estudantes conhecem pelo menos uma pessoa gay ou lésbica, não importando se é professor, aluno ou membro da família”, disse o diretor executivo da GLSEN Kevin Jennings.

A pesquisa realizada em território nacional questionou alunos do Ensino Médio sobre sua orientação sexual e atitudes em relação a gays e lésbicas nas escolas.

A pesquisa também indicou que a homofobia continua a crescer nas escolas norte-americanas. 66% dos estudantes disseram já ter utilizado palavras homofóbicas; 81% disseram que já ouviram alguém utilizar palavras homofóbicas freqüentemente.

:: Mix Brasil (http://mixbrasil.uol.com.br/mundomix/centralplus/noticia.asp?id=1328)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: temporary_user em 10.out.2004, 10:33:15
Cardeal condena homossexualidade e o uso do preservativo
[/size]
08-10-04

O cardeal dom Aloísio Lorscheider, que está completando 80 anos, voltou a condenar a homossexualidade em entrevista ao jornal O Povo, do Ceará, nesta sexta-feira, dia 8. O ex-arcebispo de Fortaleza disse que “deplora” a homossexualidade e afirmou que ela tem origem na “situação genética das pessoas”.

“A homossexualidade, a gente deplora que pessoas tenham esta atitude, que não é culpa deles, mas que vem da própria situação genética das pessoas. Eu acho que essas pessoas devem ser ajudadas”, disse o cardeal.

Dom Aloísio também afirmou que a homossexualidade não deveria ser considerada como algo normal. “É algo que não deveria ser considerado totalmente normal da pessoa humana, tanto que as (outras) pessoas se afastam smiley=nao.gif]. Nós temos isso mesmo no clero. Se por acaso um jovem homossexual é ordenado, o povo mesmo é que reclama primeiro, e se afasta dele [smiley=nao.gif].Então, não é tanto nós, é a sociedade. O que a Igreja diz é mais exato, apesar de existir isso. Esses fenômenos existem, a gente tem de respeitar, mas não embarcar na canoa da homossexualidade”. ??? ??? ??? ???

Questionado se ao fazer esse tipo de declaração a Igreja não contribui para o reforço do preconceito, Dom Aloísio respondeu que ela aconselha a “não desprezar essas pessoas, mas ajudá-las, compreendê-las, porque não é culpa delas”.

Para o cardeal, a homossexualidade é um “defeito”, uma “falha” e que a obrigação da Igreja é ser “caridosa”.

Dom Aloisio também condenou o uso do preservativo, dizendo que ele é um “pecado mortal” e que “não é digno da pessoa humana”. :o :o :o :o :o :o :o

:: Mix Brasil (http://mixbrasil.uol.com.br/mundomix/centralplus/noticia.asp?id=1336)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: joão paulo (PG) em 10.out.2004, 12:22:42
http://www.portugalgay.pt/news/index.asp?uid=081004B

PORTUGAL: Mário Viegas homenageado na Maia
8 Out 2004

A décima edição do Festival Internacional de Teatro Cómico da Maia arranca, hoje, com as peças "10 anos é muito Tempo", pela Oficina de Teatro da Maia, e "Eh?...", uma estreia do italiano Yves Lebroton. Teatro de rua, mímica, animação e circo vão estar presentes nesta 10ª edição do festival, que homenageia Mário Viegas através de uma exposição do espólio artístico do actor. Entre os dias 11 e 31 de Outubro, estará patente a exposição "Um Rapaz Chamado Mário Viegas (1948/1996)", a partir do espólio doado ainda em vida pelo actor ao Museu Nacional do Teatro. No programa do festival também está incluída a peça O Show da Lara, mais informações sobre esta peça em www.portugalgay.pt/teatro/oshowdalaila/

SIC OnLine (Portugal) [adaptada]
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Phoenix em 10.out.2004, 21:44:59
Dolce e Gabbana terminam relacionamento

(http://mixbrasil.uol.com.br/mundomix/centralplus/imagem/dolcegabbana.jpg)

Domenico Dolce e Stefano Gabbana (foto), da grife Dolce & Gabbana, terminaram seu relacionamento. A notícia foi divulgada na seção de negócios do jornal norte-americano The New York Times na semana passada.

No artigo, que falava sobre o sucesso da grife pelo mundo, Gabbana disse ao jornal: “Não somos mais um casal apaixonado – não somos mais namorados – mas ainda nos amamos e falamos a mesma língua”. O estilista acrescentou: “Ainda somos muito amigos e nos falamos todos os dias por telefone”.

Questionado sobre o futuro de seus negócios, Gabbana respondeu: “Eu não quero ser um estilista sem ele. Ainda continuamos com uma linda dependência”.
 
fonte: http://mixbrasil.uol.com.br/mundomix/centralplus/noticia.asp?id=1312
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: joão paulo (PG) em 12.out.2004, 16:37:53
http://www.portugalgay.pt/news/index.asp?uid=121004B

EUA: Matthew Shepard morreu há 6 anos
12 Out 2004

Matthew saiu dum bar de universitários pouco depois da meia noite de 7 de Outubro acompanhado com dois homens que lhe tinham dito que eram homossexuais. Foi levado para uma zona remota, amarrado a uma cerca, torturado, espancado, incluindo com uma pistola. Foi então abandonado pelos seus atancantes numa noite gelada. Um ciclista encontrou-o às 18:22 do dia seguinte, tendo confundido-o com um espantalho. Matthew estava inconsciente e com hipotermia. A face coberta de sangue. Matthew faleceu no hospital às 12:53 do dia 12 de Outubro de 1998. Segundo os médicos Matthew tinha uma fractura desde a nuca até a frente da orelha direita e um traumatismo craneano que aftectou os seus sinais vitais. Além disso tinha cerca de 12 lacerações em diversos pontos da face e pescoço. O seu estado era tão grave que não houve sequer possibilidade de operar.

PortugalGay.PT (Portugal)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: candy cane em 12.out.2004, 16:57:45
A história da dele é bastante triste. se não me engano há um filme baseado na vida dele.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: the end em 13.out.2004, 15:11:28
Ministro de Berlusconi considera que Europa é dominada por "maricas"
 
Um ministro de Silvio Berlusconi desencadeou hoje uma tempestade política ao considerar que a Europa é dominada por "maricas", em resposta à rejeição do italiano Rocco Buttiglione para a Comissão Europeia devido à hostilidade que manifestou contra os homossexuais.
 


"Pobre Europa: os maricas estão em maioria", afirmou o ministro Mirko Tremaglia numa nota tornada pública.

Tremaglia é o ministro para as comunidades italianas espalhadas pelo mundo e membro da Aliança Nacional (direita), o partido do vice-primeiro-ministro, Gianfranco Fini.

Tremaglia, 78 anos, pretendia assim protestar contra a rejeição segunda-feira da nomeação de Buttiglione para o cargo de Comissário europeu da Justiça pela Comissão das Liberdades civis do Parlamento europeu, no final de uma votação por uma maioria muito escassa (27 votos contra 26) que apanhou de surpresa muitos responsáveis políticos.

Esta votação constitui uma estreia: no passado, alguns aspirantes a comissário chegaram a ser criticados pelo Parlamento Europeu, mas nenhum tinha sofrido a humilhação de uma votação negativa.

"Limitei-me a traduzir para italiano o palavra gay", utilizando o termo "culattoni", desculpou-se depois Tremaglia, confrontado com a onda de protestos provocada pelo seu comentário.

"Hoje, os jornais falavam do 'lobby gay'. Eu simplesmente utilizei a mesma fórmula, mas traduzindo-a para italiano", explicou.

A Comissão Liberdades Públicas do Parlamento Europeu rejeitou Buttiglione por causa da hostilidade que manifestou contra os homossexuais e devido às suas posições ultra-conservadoras sobre o papel da mulher na sociedade.

O presidente da futura Comissão europeia, o ex-primeiro- ministro português José Manuel Durão Barroso, fez todavia saber que mantinha a sua confiança em toda a sua equipa, nela incluindo Buttiglione.

"A homossexualidade é um pecado" afirmou Buttiglione durante a sua audição perante o Parlamento Europeu (PE), a 5 de Outubro. "A família existe para permitir à mulher ter filhos e ser protegida pelo marido", sustentou também.

Os colegas de Tremaglia procuram desvalorizar as suas declarações de hoje. "Trata-se de uma piada infeliz", assegurou Stefania Prestigiacomo, ministra para a Igualdade de Oportunidades.

A oposição de esquerda é que não perdoou e vários dos seus dirigentes exigiram não só a demissão de Tremaglia como um pedido de desculpas por uma afirmação que consideram "discriminatória e ofensiva".

"É intolerável e inaceitável que um ministro da República italiana afirme publicamente o seu desprezo por quem não é como ele", disse Angelo Bonelli, coordenador nacional do partido dos Verdes italiano.

"Quem profere estas declarações, discriminando e ofendendo, não merece ser ministro da República", sublinhou Bonelli, citado hoje pelo Corriere della Sera na sua edição online.

A saída de Tremaglia lembra a de um outro membro do governo italiano, Stefano Stefani, subsecretário de Estado do Turismo, obrigado a demitir-se em Julho de 2003 depois de ter proferido declarações consideradas insultuosas para com os alemães.

Membro da Liga do Norte, o partido populista e xenófobo, Stefani denegriu os alemães alguns dias depois de o primeiro-ministro Sílvio Berlusconi ter chamado `kapo` (guarda nos campos de concentração nazis) a um eurodeputado alemão.

O eurodeputado germânico tinha criticado Berlusconi durante a apresentação do semestre da presidência italiana no Parlamento europeu de Estrasburgo, a 2 Julho.

 fonte: http://www.rtp.pt/index.php?article=130957&visual=16
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: joão paulo (PG) em 14.out.2004, 21:05:31
http://www.portugalgay.pt/news/index.asp?uid=141004A

EUA: New York oferecerá benefícios a gays casados no Canadá
14 Out 2004

O estado de New York reconhecerá casamentos gays realizados no Canadá, oferecendo os mesmos benefícios a funcionários públicos do estado que já usufruem os casamentos heterossexuais. É a primeira vez que casais gays e lésbicos são oficialmente reconhecidos por um agência estatal. A decisão foi tomada pelo fiscal Alan G. Hevesi, do NY Retirement System. Segundo Hevesi, o “Retirement System reconhecerá casamentos gays realizados no Canadá da mesma maneira que casamentos heterossexuais, sob o princípio da civilidade”.A Empire State Pride Agenda, grupo activista gay, disse que o sistema de reforma é a primeira entidade do governo de New York a reconhecer casamentos gays exactamente como os realizados entre heterossexuais. “Também foi uma decisão pró-família”, disse Alan Van Capelle, director executivo da Empire State Pride Agenda. “A decisão garante que todas as famílias em Nova York já têm o que precisam para se cuidar, particularmente em tempos de crise como a morte do principal provedor da família”, acrescentou Capelle.

MixBrasil (Brasil)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Hain em 20.out.2004, 14:39:56
 Gay novel wins Booker

http://www.smh.com.au/articles/2004/10/20/1097951730417.html?oneclick=true

Responder
British author Alan Hollinghurst today won the Booker Prize, one of the world's most prestigious literary awards, for his critically acclaimed gay novel The Line of Beauty.

"This was an incredibly difficult and close decision," said the chairman of the judges, former Culture Minister Chris Smith, after the 50-year-old Hollinghurst landed the Booker at his second attempt.

Organisers confirmed it was the first time in the 36-year history of the Booker that a gay novel had won the prize.

The novel tells the tale of young Nick Guest, an Oxford University graduate living in the London house of a high-flying Conservative parliamentarian at the height of Margaret Thatcher's power.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: indigo em 22.out.2004, 14:42:22
"Rocco Buttiglione foi recusado pela Comissão das Liberdades Cívicas, Justiça e Assuntos Internos do Parlamento Europeu, que não gostou de o ouvir dizer, perante a Comissão de Liberdades Cívicas, que a homossexualidade é "um pecado" e que a família "existe para permitir à mulher ter crianças e ser protegida pelo marido.

Para os socialistas europeus, a manutenção de Buttiglione na mesma pasta representa um risco de retrocesso na política europeia em matéria de direitos das mulheres e de luta contra a discriminação.
...
O próximo presidente da Comissão Europeia tem-se mantido em silêncio sobre a solução que irá propor, o que tem provocado que circulem em Bruxelas as mais variadas hipóteses de resolução do problema.

Uma delas sugere que a Buttiglione poderiam ser retiradas as responsabilidades que tem na área dos "direitos fundamentais" e "igualdade", que seriam transferidas para outro comissário."

http://ultimahora.publico.pt/shownews.asp?id=1206371&idCanal=11



Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: moon_angel em 25.out.2004, 15:56:33
Televisão PINK TV

Primeiro canal homossexual francês arranca esta noite


A primeira televisão homossexual francesa vai nascer esta noite. E a estreia do canal Pink TV não terá lugar em nenhum armário televisivo. Pelo contrário: o novo canal será divulgado aos gauleses às 20.40 (hora francesa), durante o noticiário da noite da estação TF1, o mais visto de França.

A explicação é simples. Sendo um canal de ruptura, no plano cultural, o Pink TV é também um negócio. E mobilizou alguns dos principais operadores televisivos franceses, que olham este canal por cabo e de acesso pago (a assinatura custa 9 euros por mês) como uma oportunidade para chegar a um público com elevado poder de compra. De acordo como uma sondagem da Sofres, a comunidade homossexual em França conta com 3,5 milhões de membros.

O director do canal, Pascal Houzelot, é também o principal accionista, com uma participação de 30% no capital da estação. Os outros parceiros são o Canal Plus (17,5%), a TF1 (11,5%), a M6 (9,2%), o grupo de telemática Connection (9,2%) e Jean-Luc Lagardère (8,7%), entre outros.

O novo canal não se destina apenas ao público homossexual e procura chegar também a um auditório gay friendly. A directora de programas, Caroline Comte, definiu a estação como «aberta, federadora e cultural», em declarações ao diário Libération, que ontem dedicava a primeira página ao novo projecto.

Pascal Houzelot, um ex-conselheiro do Presidente Jacques Chirac, afirma que o canal poderá conquistar entre cem mil a 180 mil assinantes. O equilíbrio financeiro, o break even, será atingido em 2007, afirma Houzelot, que hoje apresentará o Pink TV nos ecrãs da TF1, ao lado de Line Renaud. As assinaturas deverão garantir 80% das receitas e a publicidade 20%. Os anunciantes estão ainda a encarar com alguma reserva este novo projecto. O orçamento da Pink TV ascende a 12 milhões de euros e a empresa tem 015 funcionários fixos.

Houzelot afirma, em declarações citadas pelo El Mundo, que os conteúdos pornográficos vão ser um dos grandes atractivos do Pink TV. No entanto, os movimentos gay e lésbicos franceses afirmam que o importante é que a Pink TV consiga dar força aos temas centrais das suas agendas, em particular o casamento dos homossexuais.

A grelha do canal integrará um número considerável de programas comprados. Séries como Rhona, French and Saunders ou Queer as Folk são êxitos previsíveis de uma programação que investirá em filmes abordando temáticas homossexuais, cinema clássico e terá uma componente cultural muito forte, abordando o teatro e a dança e transmitindo ópera em horário nobre. Programas de manga, concertos de músicos rock como Bowie ou Marianne Faithful, vídeo experimental e pornografia completam a oferta.

Mas é também nos programas de produção própria que se concentrarão as atenções. A estação vai ter um programa cultural diário, o Set, dirigido por Caroline Comte e os talk shows semanais Débat e Je/Nous, este último apresentado pela conhecida Claire Chazal.

Uma sondagem da revista gay Têtu revela que 80% dos membros da comunidade homossexual admitem vir a tornar-se assinantes do canal e esperam que a estação não seja apenas provocante mas também inovadora.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: ganimedes em 26.out.2004, 23:35:02
A França está de parabéns! Espero que rapidamente este canal chegue a PT!  ;D ;D E em inglês se não for pedir muito!  ;)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: indigo em 29.out.2004, 11:29:04
Olá,

Ontem num dos  telejornais, ouvi por alto as propostas do ministro da justiça para a reforma da justiça..

Uma delas era a da revisão do código penal..e a não distinção dos crime sexuais contra menores, se estes são praticados por homossexuais ou não! :up

Vamos ver se isso vai para a frente! :D
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: c em 03.nov.2004, 16:52:58
Six months after gay and lesbian couples won the right to marry in Massachusetts, opponents of same-sex marriage struck back Tuesday, with voters in 11 states approving constitutional amendments codifying marriage as an exclusively heterosexual institution. (http://www.cnn.com/2004/ALLPOLITICS/11/02/ballot.samesex.marriage/index.html)
cnn, 03-nov-2004.


uncle sam, no seu melhor...  [smiley=desconfortavel.gif]

(c.)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Little_Lady em 03.nov.2004, 22:17:52
EUROPE | GAY RIGHTS 
The Fight Over Gay Rights
Moves to give gay couples the same status as heterosexual ones have reopened the fault lines between Europe's religious and secular institutions
 
By JAMES GRAFF

 
PIERRE-PHILIPPE MARCOU/AFP
CELEBRATION: Gay men in Madrid party after a draft law allowing same-sex marriages is introduced.
Sunday, Oct. 24, 2004
Rocco Buttiglione could hardly have anticipated the firestorm he was about to unleash. Appearing earlier this month at what should have been a routine hearing before a European Parliament committee, the E.U. Commissioner — designate for Justice, Freedom and Security was asked about discrimination against homosexuals. In response Buttiglione, a close friend and a biographer of Pope John Paul II, cited his Roman Catholic faith and said he considered homosexuality a "sin" and marriage an institution intended to give women "the right to have children and the protection of a man." What happened next was anything but routine. Many committee members were furious at what they considered such blatantly discriminatory views from a man who would be tasked with defending sexual equality, and demanded that the Commission's President — designate, José Manuel Durão Barroso, either sack Buttiglione or move him to another post. Barroso didn't budge. Unless a compromise can be found—or one side backs down—the dispute could scuttle the entire 25 — member European Commission before it even takes office, as scheduled, on Nov. 1. The episode is a reminder of how, despite the secular values professed by many Europeans, church and state can still clash—with powerful and unpredictable results.

Cultural and religious fault lines have opened up around issues like stem — cell research, therapeutic cloning, assisted reproduction and euthanasia, but gay rights is perhaps the most divisive. In Spain, whose kings and queens were once the most fervent defenders of the Christian faith, the Socialist government has launched a radical reform of family law that will grant gays and lesbians full legal status as parents and allow them to marry. In Ireland, another former Roman Catholic bastion, politicians from all parties meet this week to discuss whether the constitution should be changed to give homosexual couples the same rights as heterosexual ones. In England, the leaders of the worldwide Anglican Communion last week issued a report saying that if its pro — and anti — gay factions couldn't reconcile their differences then "we shall have to begin to learn to walk apart." And in Sweden, evangelical pastor Ake Green is appealing a one — month prison sentence for preaching that homosexuality represents "a deep cancerous tumor in society."

Although Europe has a long tradition of protecting gay rights—Denmark was the first to introduce registered partnerships for gay couples in 1989, while the Dutch legalized same — sex marriage in 2001—the issue still has the power to polarize. What's remarkable in this battle is how deeply each side feels itself a victim of the other's intolerance. The Green group in Parliament claimed that Buttiglione's "personal beliefs make it unlikely that he will take any positive initiative on gender equality." Martin Schulz, head of the Socialist group, bluntly accused Buttiglione of espousing "19th century values." But Carlo Giovanardi, Italy's Minister of Parliamentary Affairs and a Buttiglione ally, says a "Taliban" mentality has consumed his opponents: "We haven't seen an attack against religious freedom like this since the end of World War II. It's a new witch hunt." One of the Vatican's most outspoken Cardinals, former U.N. emissary Renato Raffaele Martino, lashed out at what he called a "new Holy Inquisition" led by a "powerful cultural, economic and political lobby … against all that is Christian."

Spain, for the moment, is where the battle rages fiercest. The Socialist — led government will allow homosexuals to marry and adopt children; the Church has called on Spanish Catholics to fight the legislation. Javier Garcia, 40, who wants to marry his Brazilian partner, Mario Almeida, thinks the Church's opposition is wrongheaded. Both men are Roman Catholic. "Most Christians think homosexuals should be able to get married," he says. Indeed, polls show that some 60% of Spaniards support legalizing gay marriage, and around 250,000 couples are awaiting the new law, which will be debated in parliament in the next few weeks and is almost certain to pass. "We've waited a long time for this," says Beatriz Gimeno, president of the National Federation of Lesbians, Gays and Transsexuals and one of the people behind the current legislation.

Pedro Almodóvar, the Oscar — winning Spanish director whose latest film, Bad Education, deals with homosexuality and the Roman Catholic Church, finds the clerics' opposition self — defeating. "What the Church is doing—really badly—is fighting against citizens," Almodóvar told TIME. "As secularism grows stronger and stronger every day, the role of the Church is growing smaller and smaller."

But in Italy, the Vatican's political influence remains strong enough to keep gay rights off the official agenda. In March the Italian parliament passed one of the most stringent assisted — fertility laws in Europe—it bans donor sperm, donor eggs and surrogate motherhood, which same — sex couples could use to have children, and limits assisted — fertility treatments to "stable" heterosexual couples.

It's not just Roman Catholics who struggle with gay rights, though. Bitter rows over homosexuality have ruptured the 70 — million — strong Anglican Communion. Last week a panel set up by Archbishop of Canterbury Rowan Williams published its recommendations on how to defuse a crisis that boiled over last year when American Episcopalians consecrated an openly homosexual bishop and a Canadian diocese authorized church blessings for same — sex unions. Those positions may reflect popular secular opinion in some parts of North America, but they have infuriated conservative Anglicans all over the world. Josiah Iduwo — Fearon, an archbishop in the fast — growing, 17.5 — million — strong Nigerian Church—the second largest Anglican community after Britain's—spoke for many conservatives when he said, "The Bible is very clear. We see [homosexuality] as a sin."

Even fiercely secular France is embroiled in the gay cultural wars. An appeals court in Bordeaux ruled this summer that "a difference of sex is a condition of marriage," nullifying the first same — sex ceremony celebrated in France. Last week scores of prominent French homosexuals—including Paris' openly gay mayor Bertrand Delanoë, designer Jean Paul Gaultier and tennis star Amélie Mauresmo—signed a public manifesto demanding a law that allows homosexuals the right to parenthood and adoption. "We are parents, dream to become them, in some cases regret never having been," the manifesto states. "We simply want to be parents like everyone else."

The anti — gay contingent can claim its martyrs, too. In the picturesque town of Borgholm on the Swedish island of Oland, only a small crowd was present in July, 2003 to hear Pentecostal preacher Ake Green deliver a sermon titled: "Is Homosexuality Genetic or an Evil Force Playing Mind Games With People?" Green denounced "sexual abnormalities" such as homosexuality and warned that Sweden was "facing a disaster of great proportions" because of its registered partnerships for gay couples. When he passed the text on to the local paper, Green got perhaps a little more attention than he wanted. Citing a law prohibiting hate speech against a minority, a district court sentenced him to a month in prison.

An appeals court will hear Green's case in January, and he hopes he'll get a reversal. "I cannot see that we shouldn't have a right to preach the faith we have—particularly when it's based on the word of God," he says. The word of God has nothing to do with it, counters Christine Gilljam, who works with the Swedish ombudsman responsible for combating sexual discrimination. "If others had made the same kind of speech about ethnic minorities," she says, "they would have gone to prison, too."

Of course, it's entirely possible for politicians to privately oppose for religious reasons behavior they publicly uphold the right of others to practice. This is exactly what U.S. presidential candidate John Kerry has promised to do on abortion. He is personally against the practice, but has vowed to uphold a woman's right to choose. Buttiglione himself has made a similar distinction. In a letter of "regret" sent to Barroso last week, he wrote: "In politics, the only relevant issue is: Are you in favor of or against discrimination? ... I am against any kind of discrimination, [which means] defending those who hold views different from your own." Buttiglione says he can erect a firewall between his personal religious convictions and his duties as a public servant. But with both sides holding such passionate and diametrically opposed views, the fight over gay rights seems destined to burn brightly for a while yet.
With reporting by Helen Gibson/London, Jeff Israely/Rome, Joe Kirwin/Brussels, Samuel Loewenberg/Madrid and Ulla Plon/Copenhagen

Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Ange em 04.nov.2004, 19:11:27
Boas e más noticias (fonte é, evidentemente, o Público)

Esta é, sob meu ponto de vista, boa... Elton John anuncia que vai contrair matrimónio com David Frunish, seu companheiro, alguém com que deseja estar ligado pelos laços "do casamento", e finalizando a argumentação, aponta para o facto de "se num casal gay um morre, a família aparece, leva tudo, e a outra metade fica completamente devastada". Eu dou-lhe os meus aplausos, fiquei contente, sorri. Devo também sorrir pelo facto desta personagem carismática ser um bravo soldado no campo de batalha contra a sida!

Agora as más noticias... Hoje vinha no comboio e ia-me dando um ataque. Bush ganhou (eweee... )e tornei-me particularmente violenta no dobrar do jornal enquanto lia que este "querido"-reeleito apelou que a constituição fosse emendada, proibindo o casamento entre pessoas do mesmo sexo. Hum... lá se vai a "terra das oportunidades"... E quem não deixou a boca fechada foi o Roccito B., que se volta e remata:"a américa mostrou-se mais religiosa e atenta aos valores do que a Europa."

...comentário:  [smiley=martelo.gif]
                     [smiley=bebado.gif]
                                                               ...só com terapia de choque...
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: nakedboy em 16.nov.2004, 02:46:45
A Irlanda do Norte aprovou uma Lei k confere maiores direitos aos casais homossexuais que vivam em união de facto :D , mas não defende o casamento gay ??? :-X
http://news.bbc.co.uk/1/hi/northern_ireland/4012713.stm
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: timmy em 16.nov.2004, 23:06:36
Bem, n sabia onde havia de por isto.... então decidi por aki... se axarem k se adekua melhor noutro tópico são livres para o mover (sim eu permito  :devil) lol


fonte: http://www.gaytoz.com/bHomo_Economics.asp

trata-se de umas estatísticas ;)

Some indicators as to how the gay market is becoming easier to target, as the confidence of the gay community increases:

In a 2000 survey at London Mardi Gras:

    * Average income was £22,130 compared to £19,400 for the general population.
    * Gay men have a 'more youthful' lifestyle than the national average, with 42% visiting a nightclub at least once a month compared to 12% for the general population, and club-visiting does not decline as dramatically with age.
    * 77% of respondents had Internet access at home and or work, compared to 26% of the general population.
    * 72% had a credit card and 62% a debit card (general population 43% and 49%)
    * 72% had at least one holiday a year compared to 61% national average
    * 46% had two or more holidays compared to 30% national average
    * Only 3% used a gay travel company, 11% the internet, 11% booked independently
    * 23% had taken a City Break compared to 9% average
    * 40% were single, 6% were in a casual relationship, 11% were in a relationship of less than 6 months, 44% were in a relationship of over 6 months.
    * 41% were living with partner, 59% not cohabiting
    * Spending priorities: 34% would buy clothes, 29% on entertainment (24% and 18% national average)
    * 44% would spend money on a good holiday (50% national average)

In the USA it has been found that the gay market has more disposable income and a higher propensity to travel than the average American. Based on national population figures, the American gay and lesbian community represented a $47.3 million travel market in 2000, or about 10% of the US travel industry.

    * 89% took vacations
    * 54% took 3 or more vacations
    * 82% hold a valid passport (national average 18%)
    * 54% budget $3,000 or more on a vaction
    * 91% are college or University graduates.

One of the biggest annual gay events in the UK is London Lesbian and Gay Mardi Gras:

    * 250,000 attended the free1996 LGBT Pride festival
    * 65,000 attended London Mardi Gras 1999
    * 75,000 attended London Mardi Gras in 2001
    * 28,000 attended London Mardi Gras in 2002

    * 150,000 read the Pink Paper each week

    * Over 60,000 copies of Gay Times are sold through newsagents each month.


The current edition of the GAYtoZ Directory attracted over 1500 new gay and gay-friendly businesses to apply to be added.

In a survey of Gay Times readers they expressed a strong preference for gay and gay-friendly businesses:

    * 35% visit a gay pub or club at least once a week, with 20% more than once a week
    * 24% visit a restaurant at least once a week
    * 21% visit a gym or health club at least once a week
    * 59% own a car


At the 1994 Gay Lifestyle exhibition, 63% of visitors earnt above average earnings
In a national survey by Overlooked Opinions for Channel Four's Out programme:

    * 65% would boycott a company with anti-gay policies (a particularly effective lobbying technique in the USA)

    * Gay men buy more clothes for themselves, with Levis' jeans worn by 50%

    * There were higher levels of employment, and ownership of pensions and shares, than the national average

    * 27% of respondents had degrees or equivalents compared to 9% average

    * In general the survey showed high levels of brand loyalty to specific products and companies, and a high spend on clothes, travel, music and video, and socialising activities
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: nrg em 18.nov.2004, 16:57:42
O Plus e a sua dica da semana.. costumo curtir os destaques de musica. se vos disser que fui ver Lamb ao Atlãntico, pq soube na Dica.. ;)

bom, mas o PD tem o artigo, presumo que original. na dica nao aparecem os dois ultimos paragrafos.

nrg

============

http://www.portugaldiario.iol.pt/noticias/noticia.php?id=464591

Pais homossexuais podem afectar comportamento de filhos
04-11-2004 14:41

 
Mas riscos de desenvolverem desvios da sua sexualidade são os mesmos que vivendo com casal heterossexual


O psicanalista Coimbra de Matos defendeu hoje que a vivência familiar de filhos com casais homossexuais pode afectar o comportamento das crianças, embora os riscos de desenvolverem desvios da sua sexualidade sejam «mínimos».

«O risco da criança se tornar homossexual vivendo com um casal homossexual é mínimo. É o mesmo que vivendo com um casal heterossexual», frisou à Agência Lusa à margem do simpósio «Sexualidade e saúde sexual» que decorre até sexta-feira no Instituto Superior de Ciências da Saúde - Sul, no Monte da Caparica.

De acordo com o especialista, os maiores riscos que advêm da adopção de filhos por casais homossexuais são as alterações do comportamento da criança em casa ou na escola.

«Há mais riscos de a criança ser envergonhada, tímida, ser objecto de riso dos outros, ser mais agressiva, achar-se estranha, reservar-se nas conversas ou desvalorizar um dos pais», explicou Coimbra de Matos.

Segundo o médico, embora não haja uma relação de causa-efeito entre a identidade sexual dos filhos e a dos pais, a «indução da homossexualidade» nas crianças por parte de um casal do mesmo sexo pode surgir.

«A indução da homossexualidade por parte dos pais é um risco, mas quando o amor paternal respeita a individualidade da criança não lhe impõe uma determinada educação», ressalvou Coimbra de Matos.

O simpósio prossegue à tarde com abordagens sobre a educação sexual e a sexualidade e os media.

Na sexta-feira, serão explorados temas como os abusos sexuais e as disfunções sexuais masculina e femininas.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: c em 18.nov.2004, 17:16:46
hmmm, até pode ser simpático, bem intencionado, o que seja, mas não me agrada muito o discurso do senhor psi.
começa logo pela conversa do "risco". "risco de ser homossexual"... perpetua a ideia de que a homossexualidade é coisa a acautelar.
para mim, mais importante que concluir da possibilidade [que suspeito mais que remota] da indução da homossexualidade por parte da família, seria concluir que a homossexualidade não constitui um mal em si e, como tal, pouca importância terá o facto dos filhos de casais gays serem ou não eles mesmos gays.

enfim, eu e as minhas utopias...

(c.)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Serei eu mesma? em 06.dez.2004, 12:07:21
Homossexuais beijam-se nas escadas do Parlamento
06-12-2004 08:23
 


Austrália: pedem os mesmos direitos dos casais heterossexuais

   



Cerca de 500 casais homossexuais beijaram-se hoje nas escadarias do Parlamento da Austrália do Sul para pedir a aprovação de uma lei que lhes atribua os mesmos direitos dos casais heterossexuais.

O beijo tinha como objectivo demonstrar ao público a qualidade do amor que estes casais partilham com os seus companheiros, cujos representantes entregaram ao Parlamento uma petição com 24 mil assinaturas de apoio à lei.

O deputado do partido Os Verdes Kris Hanna, que participou na manifestação, disse que os legisladores conservadores estão a tentar evitar que se aprove a nova legislação.

A lei das relações, como é conhecida a legislação, vai obrigar a rever outras 70 leis do estado da Austrália do Sul de forma a harmonizá-las com o princípio da igualdade entre casais homossexuais e heterossexuais.

A ex-presidente federal da Associação Médica Australiana Kerryn Phelps afirmou que a aprovação da lei é um assunto de direitos humanos fundamentais.

«Durante demasiado tempo as pessoas basearam-se na bíblia e na religião organizada para fazer uma injustiça continuada, para manter a desigualdade e manter a falta de respeito nas nossas vidas, nas nossas relações e no nosso amor», disse Phelps.

A união civil dos casais homossexuais só é permitida no Estado da Tasmânia, onde foi aprovada em Janeiro de 2002 a lei que permite aos casais do mesmo sexo inscrever o seu compromisso no registo de nascimentos, mortes e matrimónios do estado-ilha.


http://www.portugaldiario.iol.pt/noticias/noticia.php?id=476888

 
 
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: indigo em 07.dez.2004, 12:42:01
ALEMANHA: Berlim terá memorial dedicado a gays vítimas dos nazis
6 Dez 2004

A LSVD - Federação de Gays e Lésbicas da Alemanha e a Initiative Remember the homosexual Victims of National Socialism estão organizando um concurso para construção do memorial para recordar as vitimas homossexuais do holocausto.

As inscrições de propostas seguem até o dia 31/1/2005 e são abertas a todos. Quem não for da Alemanha e estiver interessado em concorrer neste concurso, também pode participar. Mais informações no site http://www.gedenkort.de/ (em alemão, inglês, francês e russo).

O memorial será construído em Berlim e estará situado no Tiergarten Park, junto de outro memorial, em construção para aos judeus, também vitimas do holocausto.

A iniciativa tem o apoio de autoridades federais alemãs e é conduzida pela Câmara Municipal de Berlim. Estima-se que mais de 15 mil homossexuais foram mortos em campos de concentração durante o período nazi.

http://www.portugalgay.pt/news/
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: joão paulo (PG) em 23.dez.2004, 12:43:24
http://www.portugalgay.pt/guide/guide_1_1.asp

O número 800 206 919 pode ser utilizado em todo o território nacional (rede fixa e móvel) para deixar gratuitamente uma mensagem no Voice Mail PortugalGay.PT. É a primeira linha gratuita específica para LGBTs em Portugal e serve não só para os utilizadores do PortugalGay.PT deixarem sugestões ou comentários sobre o site como também para qualquer pessoa fazer denúncias ou relatar casos de discriminação relacionados com lésbicas, gays, bissexuais e transgéneros. Nesta primeira fase do serviço as eventuais situações de discriminação terão apenas um tratamento estatístico mas espera-se em breve ser possível organizar (com outras associações LGBT nacionais) um processo de tratamento de tais situações com vista à sua resolução e acompanhamento.

PortugalGay.PT (Portugal)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Emanem em 25.dez.2004, 23:46:39

PORTUGAL: PSD faz acordo com partido homofóbico


O PSD estabeleceu acordos com o MPT e o PPM com vista às eleições legislativas de 20 de Fevereiro de 2005. Estes acordos de "colaboração política e eleitoral" prevêem que o MPT e PPM não apresentem listas autónomas de candidaturas em qualquer círculo eleitoral. Os nomes apontados pelo MPT e pelo PPM a incluir nas listas terão o estatuto de independentes, comprometendo-se o PSD a colocar dois deputados propostos por cada partido em lugar elegível. Este acordo tem o pormenor interessante que é praticamente impossível os deputados do MPT e PPM serem eleitos caso os partidos concorressem sozinhos: nas últimas eleições legislativas, de 17 de Março de 2002, o Partido da Terra recolheu 0,28 por cento dos votos, e o Partido Popular Monárquico 0,23 por cento. O cabeça de lista do PPM às eleições europeias, Gonçalo da Câmara Pereira, fadista de profissão, afirmou publicamente em diversas situações uma total intolerância perante a homossexualidade tendo mesmo dito (perante um atónito apresentador de televisão) que "se tivesse um filho homossexual o poria imediatamente na rua!".

http://www.portugalgay.pt/news/index.asp?uid=221204G


Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Emanem em 26.dez.2004, 00:04:51

SANTA SÉ: Papa diz que união gay "destrói o tecido da sociedade"


O Papa João Paulo II, 84, atacou o casamento gay mais uma vez e acusou gays de "tentarem destruir a família". No seu discurso no Vaticano neste fim de semana, o Pontífice da Igreja Católica pediu para que os fiéis reiterassem sua oposição ao casamento entre pessoas do mesmo sexo. "Ataques ao casamento e a família, a partir de um aspecto ideológico e legal, estão se tornando mais fortes e mais radicais todos os dias", disse o Papa no discurso. "Quem destrói esse tecido fundamental causa uma ferida profunda na sociedade e provoca frequentemente danos irreparáveis". O Papa também atacou casais que vivem juntos, o aborto e a inseminação artificial. "Essas coisas que são apresentadas como progresso da civilização ou conquistas científicas, em muitos casos são na verdade a derrota da dignidade humana e da sociedade", declarou João Paulo II. A Igreja Católica tem liderado um ataque ao casamento gay na Espanha e no Canadá onde os governos tentam aprovar legislação permitindo o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

http://www.portugalgay.pt/news/index.asp?uid=201204A
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: nakedboy em 26.dez.2004, 02:32:25

PORTUGAL: PSD faz acordo com partido homofóbico

(...) O cabeça de lista do PPM às eleições europeias, Gonçalo da Câmara Pereira, fadista de profissão, afirmou publicamente em diversas situações uma total intolerância perante a homossexualidade tendo mesmo dito (perante um atónito apresentador de televisão) que "se tivesse um filho homossexual o poria imediatamente na rua!".

[url]http://www.portugalgay.pt/news/index.asp?uid=221204G[/url]


Essa notícia entristece-me bastante, como social-democrata k sou, mas é preciso não confundir o PPM, com o idiota do Gonçalo da Câmara Pereira...N se conhecem as posições do PPM face à homossexualidade, pelo k axo injusto esse titulo. :o
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: joão paulo (PG) em 28.dez.2004, 18:44:05
http://www.portugalgay.pt/news/index.asp?uid=281204A

ESPANHA: FELGT acusa Igreja de usar crianças na sua guerra contra os gays
28 Dez 2004

A Federación Estatal de Lesbianas, Gays, Transexuales y Bisexuales (FELGT) denunciou publicamente a utilização de crianças de 6 anos na recolha de assinaturas que a hierarquia da Igreja Católica está a fazer contra o matrimónio para pessoas do mesmo sexo. Diversas pessoas informaram a FELGT que crianças, algumas com 6 anos, chegaram a casa com folhas da petição que receberam dos professores ou educadores de escolas católicas com o objectivo de recolherem assinaturas junto de familiares. A FELGT tem casos relatados em Comunidad Valenciana e na Comunidad de Madrid mas não descarta a possibilidade de tais práticas estarem a ser utilizadas noutros pontos do país. A situação irá originar uma queixa forma junto da autoridade de protecção de menores e espera que se obtenham respostas sobre os responsáveis. Para a presidente da FELGT, Beatriz Gimeno, "é repugnante que se utilizem crianças de 6 anos e se incute nelas o ódio e a intolerância contra uma parte da população espanhola, a Igreja ultrapassou o que é aceitável numa sociedade democrática e de direito e isto nós não vamos permitir". [O comunicado FELGT está disponível em www.portugalgay.pt/politica/felgt02.asp ]


PortugalGay.PT (Portugal)
 
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: cacao em 30.dez.2004, 09:13:17
ÚLTIMA REUNIÓN DEL AÑO  

El Consejo de Ministros aprueba hoy el proyecto de ley que regulará los matrimonios entre homosexuales

in El Mundo (http://elmundo.es/elmundo/2004/12/29/espana/1104353503.html)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: nakedboy em 30.dez.2004, 17:51:59
Responder
O partido de Manuel Monteiro vai defender durante a campanha eleitoral um conjunto de princípios, entre os quais a rejeição do casamento entre homossexuais e a adopção por parte de pessoas que não sejam casadas. O Partido da Nova Democracia (PND) quer também proibir o Estado de ministrar obrigatoriamente educação sexual nas escolas, o que consideram ser um direito exclusivo dos pais.
(...)
No que toca à rejeição dos casamentos entre homossexuais, os membros do PND querem rever o artigo 13.º da Constituição que, na última revisão constitucional, passou a prever que as pessoas não podem ser discriminadas em função da sua orientação sexual. O que, na opinião da força liderada por Manuel Monteiro, conduz à inconstitucionalidade do artigo do Código Civil que estipula que o contrato de casamento tem que ser celebrado entre duas pessoas de sexo diferente.
in, DN, 30/12/04 (http://dn.sapo.pt/2004/12/30/nacional/monteiro_rejeita_adopcao_fora_casame.html)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 30.dez.2004, 17:54:15
Agora já sabemos que o PND é um big no-no, para quem quer votar num partido que não vá contra os direitos dos homossexuais...

Obrigada pela notícia nakedboy. :)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: x-pressiongirl em 31.dez.2004, 02:09:31
Hey Portugalgay, é uma boa iniciativa a criação dessa linha. Onde têm divulgado isso, para além de estar divulgado no vosso site?
Não estaria de qualquer forma muito inclinada em votar no PND ou no PMP, mas ainda assim agradeço a noticia. é sempre útil desmascararmos esses palhaços.
saudações x-pressivas  :-*
x-pressiongirl  8)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: joão paulo (PG) em 31.dez.2004, 17:04:57
Obrigado pelo apoio, coisa rara nos tempos que correm! :up
Quanto a ter a linha divulgada noutros sitios, canais ou chats, o que fizemos foi, enviamos um comunicado de imprensa e ao que temos conhecimento não saiu nada imprensa escrita (papel) ou outras :'( , ao mesmo tempo enviamos para a lista do ElGeBeTe [smiley=semfala.gif] um mail que era a noticia publicada no PG sobre o assunto. ???
Neste momento e talvez porque a criançada está de férias, só temos recebido mensagens “estúpidas”  [smiley=martelo.gif], coisa que nos cria alguns problemas a nível financeiro.  Ou seja os custos da linha estão a ser suportados pelo PG [smiley=preocupado.gif], e por cada ligação sem nexo nós pagamos.
Por outras palavras, isto da linha foi um presente de Natal do PG para a “comunidade”, queremos acreditar que venha a funcionar, como um meio de desabafo e denuncia, mas devido aos custos estamos neste momento em teste, e acreditem que tudo faremos para manter este projecto [smiley=chicote.gif].
Neste momento estamos a pedir aos bares e saunas para deixarem afixar pequenos cartazes (idênticos ao que envio abaixo) na perspectiva de divulgar a linha no maior numero de locais possível. ;D
Assim sendo toda e qualquer ajuda na sua divulgação é claro bem vinda ;) para bem de todos e todas.
Já agora um 2005 cheio de sucessos pessoais e profissionais,... :-*



(http://portugalgay.pt/mail/voice.jpg)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: candy cane em 31.dez.2004, 17:28:10
Neste momento e talvez porque a criançada está de férias, só temos recebido mensagens “estúpidas”  [smiley=martelo.gif], coisa que nos cria alguns problemas a nível financeiro.  Ou seja os custos da linha estão a ser suportados pelo PG [smiley=preocupado.gif], e por cada ligação sem nexo nós pagamos.

Há gente muito estúpida!  >:(
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: joão paulo (PG) em 31.dez.2004, 20:05:25

Há gente muito estúpida!  >:(



Pelo que se pode ver nos comentários à notícia do Público (Última Hora 24-12-2004 19h20) não são os únicos... >:(

http://ultimahora.publico.pt/shownews.asp?id=1211634
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: candy cane em 31.dez.2004, 20:25:03
Sou das que pensa que é melhor ignorar gente estúpida, mas o melhor a fazer é responder a esse senhor e dizer-lhe quem é que paga os custos...
Quanto a alguns indivíduos com desvios comportamentais... dá pena!  >:(
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: cacao em 02.jan.2005, 02:28:45
E PORQUE EM ESPANHA NEM TUDO FORAM ROSAS...

Partido Popular

El portavoz del PP, Eduardo Zaplana ha presentado una alternativa al proyecto de ley del Consejo de Ministros.

1.-Qué proponen: El texto que presentarán en su congreso este fin de semana contempla que las parejas que se inscriban en el Registro Civil obtengan derechos como la pensión de viudedad, excedencias o permisos laborales, siguiendo su promesa electoral de dar cierta regulación a las parejas de hecho. Además, las parejas podrían pactar lo que entra dentro del ámbito privado o patrimonial, como los derechos sucesorios o la posibilidad de que los bienes sean comunes. Esta unión pasaría a llamarse "unión civil estable".

2.-Reacciones: El PSOE rechazó la propuesta del PP por negar el derecho al matrimonio y la adopción a los homosexuales. Beatriz Gimeno, presidenta de la FELGT ha señalado que es una muestra de "hipocresía política de un partido que se ha caracterizado durante los últimos ocho años por su homofobia".

La Iglesia

1.-Su postura: Las diferentes instituciones de la Iglesia se han manifestado en numerosas ocasiones contra el matrimonio gay. La última en pronunciarse ha sido la Conferencia Episcopal a través de su portavoz Juan Antonio Martínez Camino.

2.-Su argumentación: "Es falso que la unión de un hombre con otro sea un matrimonio. Si la ley lo dice eso es moneda falsa, es imponer un virus". Inocente García, responsable de Familia de la Conferencia Episcopal ha añadido que las reformas del Gobierno son "leyes injustas" y que con ellas "la familia queda destruida".


Foro Español de la Familia

1.-Quiénes son: El Foro Español de la Familia reúne asociaciones familiares como CONCAPA (Confederación Nacional Católica de Asociaciones de Padres de Alumnos).

2.-Su propuesta: Modificar el artículo 44 del Código Civil para dejar "constancia expresa" de que el matrimonio es un contrato civil entre un hombre y una mujer. También plantean la modificación del artículo 175 para establecer que únicamente podrán adoptar conjuntamente el marido y la mujer.

3.-Su argumentación: "Las prácticas sexuales no pueden asimilarse al concepto de familia". "No se pueden equiparar 11 millones de familias a 10.000 uniones homosexuales".

4.-Su propuesta: Han pedido al Gobierno que paralice el matrimonio entre homosexuales hasta que no se debata en el Congreso su Iniciativa Legislativa Popular. Para ello esperan recoger las 500.000 firmas necesarias para obligar al Parlamento a debatir su propuesta en el Pleno. Para la recogida de firmas cuentan con un presupuesto de 100.000 euros.

In chueca.com (http://www.chueca.com/actualidad/251930.htm)


Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Phoenix em 05.jan.2005, 16:05:36
Proposta eleitoral da Opus Gay aos partidos democráticos

Exm ª DIRECÇÃO  DO PARTIDO....

As minhas saudações em nome da Opus Gay  .

Aproxima-se um novo e importante ciclo eleitoral, bastante decisivo para o nosso país.
Em  nome da organização que dirijo, membro e activista da Ilga Europa, e como representante de  Portugal na Rede Europeia  da mesma  Ilga Europa, em Bruxelas, como editor que produz o único programa de radio gay português, Vidas Alternativas, aos Sabados das 22 23h, na radio Seixal 87.6FM, e tendo em conta o numero de lésbicas, gays, bissexuais e transsexuais e dos seus simpatizantes, que fazem parte do nosso espectro eleitoral, todos cada vez mais conscientes destes direitos, uma percentagem  importante de  cidadãos votantes, e igualmente em nome de  ideias que o seu Partido tem  defendido, apresentamos-lhes   algumas sugestões de trabalho, para fazerem parte do vosso manifesto eleitoral:

1- A Comunidade Europeia tem-se preocupado muito e consistentemente, com as várias discriminações que existem em muitos países da União. Neste sentido somos defensores da nova Constituição Europeia, na sua  parte dos Direitos Civicos, porque nos garante direitos. De resto, a UE até iniciou uma campanha  denominada "Stop Discrimination-Pela Diversidade contra a Discriminação " HYPERLINK "http://www.stop-discrimination.org/" \nwww.stop-discrimination.org que Portugal integra, sem falar nos dois mais importantes pacotes legislativos Directivas anti-discriminação ,  que  já estão incluidas na legislação portuguesa,mas com pouquíssimo  eco social.

Entretanto, em  Portugal continuam a existir  muitas graves discriminações pelos mais variados motivos, fruto de preconceitos e ignorância, entre os quais a orientação sexual, que é um dos mais fortes, e que provoca muito sofrimento e rupturas sociais a númeras/os portuguesas/eses .



PROPOSTAS


Por isso,  vimos propor  ao Partido que V. Exª dirige ,como necessidade promordial  que defenda e apoie UMA CAMPANHA MASSIVA PELA DIVERSIDADE a implementar na sociedade portuguesa tendo em conta que :


1 - Promover a diversidade, significa valorizá-la como vantagem competitiva, como condição para o desenvolvimento pleno de uma organização ou de uma nação. Diversidade é vantagem e não problema, como nossa cultura costuma encará-la.

a) Defender  a diversidade  já existente ,destruindo os mecanismos que nos afastam dos talentos, é construir talentos, investir nos talentos que hoje desperdiçamos de forma vergonhosa. . Dentro desta lógica de intervenção estratégica e que busca resultados efectivos, é preciso priorizar aquelas   situações que mais dificultam  atingirmos um grau de diversidade desejável, numa organização ou numa sociedade. . A forma consagrada de se promover a diversidade   a acção afirmativa, que visa corrigir as distorções que fazem da diferença motivo de exclusão ou desigualdade.Nesse sentido propomos igualmente :

b)  Propôr  uma  Lei contra o ódio homofóbico à semelhança da já existente contra o ódio anti racista.

Regularmente os lgbt são vitimas de actos de violência ou de ódio homofobico, quer pelas autoridades policiais/militares,  quer por indivíduos organizados ,ou não , quer através de sites na net, que apelam a essa violência.

c)  Promover  a criação em Lisboa, e depois em outros locais do país,com o poder local ,  de um "Escritório Contra  a Discriminação", contra todas as formas de discriminação , como forma de implementar a Cidadania, a diversidade e  o espirito europeu .

d) Promover efectivamente  a Educação para a Diversidade e Cidadania, em todas as escolas  do país, de forma sistemática, e integrando os curriculos escolares,desde os níveis  mais  baixos, na direcção da importante reforma do Ensino que  o nosso país precisa urgentemente.

e) Contribuir para a restruturação dos códigos deontológicos  nos media ,com a divulgação do nosso Código "Contra a Discriminação", que o semanário "Expresso " publicou, impedindo  a discriminação com base na orientação, sancionando  decisivamente, os abusos de Liberdade de Imprensa nesta área ,e a AACC ,  reforçando as suas competências técnicas e os seus recursos humanos, conforme por nós sugerido há muito.


2 - Dar a conhecer a todos, as leis anti-discriminação no  local de trabalho, recolhidas no novo Código de Trabalho, aprovado no ano transacto .


3 - Defender a  possibilidade do registo, ainda que voluntário, das Uniões de Facto, porque elas perdem efectividade quando os intervenientes, heteros, ou homos, se ausentam do país.Por outro lado, alargar as suas vantagens sociais à ADSE e previdência social, possibilidades de empréstimos bancários, ou regalias económicas em comum, e possibilidade herança para os  sobreviventes de uma união  de facto, pois encontram-se excluídos dela .


4 - Defender o início do desmantelamento da   legislação que  não permite os casamentos civis entre homos , num Estado laico,como é o Estado Português ,tendo em conta os artigos 13º e 36º da Constituição .Um, porque  proibe a discriminação por orientação sexual , o outro, porque afirma que todo o cidadão português tem direito a constituir familia. E enfim, tendo em conta  recomendações sistemáticas  das instâncias comunitarias e o exemplo que agora, nos vem de Espanha através do PSOE.,coordenando,assim ,as conquistas dos Tratados da UE com  a Constituição Portuguesa.
Senão, corre-se o risco de ver os casos terem  resolução através de instâncias jurídicas ,em vez de políticas ,como o assunto merece.


5 - Defender a implementação definitiva do programa de educação sexual nas escolas,sem descurar a diversidade sexual,para o que as organizações lgbt devem também ser  ouvidas  .


6 - Tomar iniciativas de sensibilização e debate  crescente a um entendimento descomplexado da homoparentalidade,dado que,  nada nos dados cientificos actuais autoriza  uma  recusa deste direito aos homossexuais , e  o grande óbice da questão é o preconceito social, logo de ordem sociológica, ao mesmo nível do que já aconteceu, quando foi das questões  do divórcio civil e dos casamentos inter-raciais, relativamente aos  respectivos filhos,assunto a que ninguém, hoje, já dá a menor das atenções .

"Segundo  os estudos cientificos actuais não pode afirmar-se que os meninos  educados por familias homoparentais sofram prejuizos no seu desenvolvimento psicológico" acaba de o afirmar  o Colégio Oficial de Psicólogos de Madrid,aliás,  na esteira  de mais de 80 trabalhos realizados nos EUA, Alemanha, França, Holanda e Canadá,todos  no mesmo sentido .


7 - Iniciar um maior,  e  mais sistemático diálogo com  todas as organizações representativas dos lgbt, e do movimento social, independentemente das suas eventuais  conotações  partidárias.

Fazendo votos  de maiores êxitos eleitorais, políticos  e pessoais, e para o Partido que V.Exª dirige, apresento-lhe,com votos de um Bom Ano 2005 , os meus respeitosos cumprimentos, e sou António Serzedelo

Presidente  da Direcção da Opus Gay

Lisboa, 30  de Dezembro  2004
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: nakedboy em 05.jan.2005, 19:21:11
Está confirmado! >:( [smiley=chicote.gif]
O Nuno da Câmara Pereira faz parte das listas do PSD por Lx, em 11º lugar (elegível).
Face a isto, já fiz mostrar a minha indignação junto da Direcção do Partido.
A carta está no tópico http://www.ex-aequo.web.pt/forum/index.php?topic=4086.msg144451#msg144451
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Xandrinha em 06.jan.2005, 13:19:22
como editor que produz o único programa de radio gay português, Vidas Alternativas, aos Sabados das 22 23h, na radio Seixal 87.6FM
:o :o :o
Nao fazia ideia....eu até moro  a 10min da radio seixal e a minha mae é viciada nessa radio (e sabem o que é ouvir a radio todos os dias ao almoço e jantar  lol >:( ) e nao fazia ideia que havia isso  ::) até disse-lhe agora  e ela tambem nao fazia ideia lol mas é sempre bom saber é da maneira que passo a ouvir (e obrigo ela a ouvir tambem :devil ) ;D
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Web_boss em 08.jan.2005, 14:04:34
Essa do Nuno da Câmara Pereira ser deputado por Lisboa deixou-me mal disposto.
Ele representa a ideologia saudosista do país rural, ignorante e atrasado, para além de ser monárquico, reclamar a D. Duarte o trono de Portugal e ser homofóbico.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Wolf em 08.jan.2005, 19:44:11
... e parvo!        ::) :P

(sorry ñ resisti)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Azuth em 14.jan.2005, 13:03:44
Fabiola Calvo, corresponsal cimac | Madrid

 Como regalo de navidad, la iglesia católica inició una campaña en contra del matrimonio de homosexuales propuesto por el gobierno del Partido Socialista Obrero Español (PSOE) en una clara interferencia en las decisiones del Estado y de un gobierno elegido democráticamente.

La Subcomisión Episcopal para la Familia y Defensa de la vida señala que “ante el reconocimiento legal de las uniones homosexuales, o la equiparación legal de éstas al matrimonio con acceso a los derechos propios del mismo, es necesario oponerse de forma clara e incisiva”.

Hombre y Mujer los Creó es el documento que ataca sin ambages las relaciones entre personas del mismo sexo, pero se empeña en llamar a los feligreses a la “comprensión” para “las personas con inclinación homosexual”, a lo que los obispos que firman el documento, consideran “inclinación objetivamente desordenada”, “aunque no sea en sí misma pecaminosa”.

Pero pareciendo muy rosa la calificación “desordenada”, el escrito dice que es “una tendencia, más o menos fuerte, hacia un comportamiento intrínsicamente malo desde el punto de vista moral. Es el comportamiento homosexual el que es siempre de por sí éticamente reprobable, aunque habrá que juzgar con prudencia su culpabilidad”.

Parece que hablásemos de un nuevo modelo del Tribunal de la Santa Inquisición, porque lo que salta a la vista es que la Iglesia ha debido cambiar sus formas de acuerdo con los tiempos aunque su esencia siga intacta. ¿Acaso no juzgó en nombre de Dios los “pecados nefandos”?

Sí, esos delitos que consideró abominables e inconfesables en los que se incluían las relaciones sexuales entre personas del mismo sexo. ¿No fue la tortura, el miedo, la muerte a lo que se les recurrió para mantener el poder? o ¿la fe? Por fortuna hace unos años el Papa pidió perdón por el Tribunal de la Santa Inquisición. ¡Vaya equivocaciones! Y ahora, ¿nuevas equivocaciones?

En un documento del Comité Ejecutivo de la Conferencia Episcopal en junio de 2004 señala que: Las personas homosexuales, como todos, están dotadas de la dignidad inalienable que corresponde a cada ser humano. No es en modo alguno aceptable que se las menosprecie, maltrate o discrimine. Es evidente que, en cuanto personas, tienen en la sociedad los mismos derechos que cualquier ciudadano… ¿No es discriminación este nuevo señalamiento a los homosexuales?

Entre una declaración y otra los representantes de la Iglesia Católica no desperdician oportunidad para caldear los ánimos, así el arzobispo de Pamplona y vicepresidente de la Conferencia Episcopal, Fernando Sebastián, alertó sobre una “epidemia de homosexualidad”.

La Federación Estatal de Lesbianas, Gays, Transexuales y Bisexuales (FELGT) recordó que tales argumentos fueron utilizados por fascistas y nazis para encerrar a los homosexuales en cárceles o campos de concentración, además de ser un insulto y una coartada ideológica para que los grupos violentos agredan a gays, lesbianas, transexuales y bisexuales.

Han pasado años y años desde los oscuros tiempos del Tribunal de la Santa Inquisición: hoy, parte de la humanidad comprende que el amor y la actitud ante la vida no tienen sexo y, para que la sociedad occidental alcanzara la elaboración de derechos que día a día se recitan y se batalla para que se apliquen han pasado siglos.

Vale recordar que según encuesta realizada por el Centro de investigaciones Sociológicas (CIS) y publicada el pasado julio de 2004, el 66,2 por ciento de las y los españoles se mostró favorable al matrimonio entre homosexuales La Iglesia en su papel y el Estado en el suyo.

2005/FC/SJ

fonte:

http://www.cimacnoticias.com/
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: barthez em 14.jan.2005, 14:52:07
. Os brasileiros k se preocupem c o crime e as favelas, k nós nos preocupamos com o défice e o desemprego k é o k + interessa nestas eleições >:( [smiley=muro.gif]

calma lá, nakedboy... ;) n sejas assim, lá porque algum (alguns) brasileiro(s) escreveu (escreveram) este texto, n precisas generalizar para todos os brasileiros (olha q há aqui alguns pelo fórum ;))

aqui em portugal tb temos revistas de fofoquice... q tb lhes interessa saber as cuscices dos candidatos a primeiro ministro :P e este texto é mesmo isso fofoquice ;) como tal n se deve dar crédito, n achas?

De qq modo, acho engraçado falarem da relação do Socrates com um homem :) por isso acho q fizeste bem por aqui o texto, Serei eu mesma? :up
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: nakedboy em 14.jan.2005, 16:14:51
. Os brasileiros k se preocupem c o crime e as favelas, k nós nos preocupamos com o défice e o desemprego k é o k + interessa nestas eleições >:( [smiley=muro.gif]

calma lá, nakedboy... ;) n sejas assim, lá porque algum (alguns) brasileiro(s) escreveu (escreveram) este texto, n precisas generalizar para todos os brasileiros (olha q há aqui alguns pelo fórum ;))

aqui em portugal tb temos revistas de fofoquice... q tb lhes interessa saber as cuscices dos candidatos a primeiro ministro :P e este texto é mesmo isso fofoquice ;) como tal n se deve dar crédito, n achas?

De qq modo, acho engraçado falarem da relação do Socrates com um homem :) por isso acho q fizeste bem por aqui o texto, Serei eu mesma? :up
Parece k fui mal interpretado :-[
N era isso k keria dizer barthez...keria dizer k o Brasil se deve preocupar com os seus problemas...Longe de mim ofender os brasileiros k cá estão!!! :-\ Eu sei k os há pelo fórum!
Peço desculpa a todos os pensaram k os tava a ofender.
Kis referir k o Brasil n tem nd a ver com as fofokices nossas! E como dizes n se deve dar crédito a fofocas ;)
+ uma vez...PERDÃO A TODOS :-[ :-X
 :-*
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: nakedboy em 15.jan.2005, 02:16:14
Responder
Casamentos 'gay' ficam na gaveta

A Espanha vai legalizar o casamento civil entre os homossexuais até ao Verão. A decisão foi tomada pelo Governo de José Luis Zapatero a 30 de Dezembro de 2004, cumprindo uma promessa de campanha feita pelo PSOE. E que coloca a Espanha ao lado da Bélgica e da Holanda nesta matéria, em que se inclui também o tema da adopção. Em Portugal, os programas dos principais partidos políticos apontam para outras direcções

Um único artigo do Código Civil - aquele que define o casamento como um «contrato celebrado entre duas pessoas de sexo diferente» - impede que dois homossexuais ou duas lésbicas possam, neste momento, contrair matrimónio em Portugal. 
 
Se o teor do artigo 1577.º fosse alterado, levando, por exemplo, à revogação da norma que considera «o casamento contraído por duas pessoas do mesmo sexo» como algo juridicamente inexistente, Portugal poderia juntar-se à Espanha, à Bélgica e à Holanda na legalização dos matrimónios entre homossexuais ou lésbicas.

Com tudo o que isso representaria em termos do alargamento dos respectivos direitos. Uma tarefa que, a ser concretizada, até seria razoavelmente facilitada pelo facto de a legislação portuguesa ter adoptado, na sequência da Constituição de 1976, a expressão cônjuge para substituir as anteriores definições de marido e mulher. Uma evolução face ao que ainda hoje sucede com o Código Civil espanhol, o que irá obrigar os legisladores do país vizinho a múltiplas actualizações para poderem dar sequência à proposta formulada pelo Governo de José Luis Zapatero.

E em Portugal? Será que os Portugueses vão adoptar a doutrina que passou a ser predominante na Bélgica, Holanda e Espanha?

A sensivelmente um mês das eleições legislativas, tudo indica que não. Ganhe quem ganhar essas eleições, os casamentos civis entre homossexuais ou lésbicas dificilmente serão adoptados na próxima legislatura. Isto a avaliar pelos programas eleitorais que os principais partidos já apresentaram ou se preparam para apresentar nos próximos dias.

Tendências. Com excepção do Bloco de Esquerda - que mesmo assim remete a sua proposta de legalização dos casamentos entre homossexuais e entre lésbicas para o fim da lista das suas prioridades -, os restantes partidos com assento parlamentar preferem outras opções.

A começar pelo PS, que parece mais apostado em combater a homofobia na sociedade portuguesa e a discriminação dos homossexuais e das lésbicas. Quer na administração pública quer nas Forças Armadas ou nas forças de segurança. O que não impede, no entanto, que os socialistas proponham o reforço dos mecanismos de protecção das uniões de facto. Designadamente ao nível da regulamentação da lei.

Um subterfúgio legal, que não abrange apenas os homossexuais e as lésbicas, mas que é, sobretudo, aproveitado por eles.

Pelo mesmo diapasão deverão alinhar também a CDU e o próprio Bloco de Esquerda, que não restringe as suas propostas fracturantes aos casamentos entre homossexuais ou lésbicas, num reconhecimento implícito de que o óptimo é inimigo do bom. O que pressupõe que mais vale fazer avançar o que já é consensual do que ficar à espera do impossível.

Uma estratégia cautelosa, mas que parece ser apoiada - e até impulsionada - pelas principais associações de defesa dos direitos dos homossexuais e das lésbicas, conscientes de que a sociedade portuguesa ainda não está preparada para este tipo de ruptura. Se dúvidas houvesse, bastaria estar atento ao dossier da interrupção voluntária da gravidez, que continua a marcar passo.

Resta saber como é que se irá processar o reforço da protecção das uniões de facto, que passaram a estar contempladas na lei portuguesa em meados de 2001.

Direitos. Desde então, um número (ainda) indeterminado de pessoas que vivem em união de facto passaram a ter direito à protecção da morada de família, a beneficiar do regime jurídico de férias, faltas, licenças e feriados, das pensões de sobrevivência e a poder aplicar o regime de IRS dos sujeitos passivos casados e não separados judicialmente de pessoas e bens, entre outros aspectos (texto em baixo).

Um conjunto de direitos há muito reivindicado pelos casais de homossexuais e de lésbicas, mas que ainda aguarda - na maior parte dos casos - pela respectiva regulamentação. De forma a impedir que as pessoas que integram uma união de facto estejam, na prática, dependentes da boa vontade de terceiros para fazer valer os seus direitos. Em especial naquilo que respeita ao domínio das relações laborais e até das preferências nas colocações ou transferências na administração pública.

É este quadro normativo que poderá agora sofrer novas alterações. Nomeadamente se a próxima Assembleia da República vier a conhecer uma nova maioria parlamentar formada por deputados socialistas, comunistas e bloquistas.

Se este cenário se confirmar, o mais provável é que Portugal alargue a protecção das uniões de facto, desenvolvendo a regulamentação que estava prevista na própria lei, e que nunca foi publicada. Quanto mais não seja porque os executivos do PSD e do CDS/PP não tiveram qualquer iniciativa nesse sentido.

Adopções. Com mais ou menos direitos, os casais de homossexuais e de lésbicas podem contar, desde já, com uma certeza continuarão sem acesso à adopção, um direito que permanecerá reservado aos casais heterossexuais. Quer eles tenham contraído matrimónio quer vivam em união de facto.

De resto, o tema da adopção por homossexuais e lésbicas parece ser hoje a única fronteira que, pelo menos legalmente, ainda impede as sociedades europeias de aceitarem o casamento entre pessoas do mesmo sexo. Mesmo que, entretanto, e por via das uniões de facto (com ou sem registo) lhes concedam parte dos direitos do matrimónio.

O que significa, em termos práticos, que a única forma de os casais de homossexuais e de lésbicas portugueses poderem aceder ao instituto da adopção continuará a ser o da adopção individual.
in, DN 15/01/05 (http://dn.sapo.pt/2005/01/15/tema/casamentos_gay_ficam_gaveta.html)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: nakedboy em 15.jan.2005, 02:36:54
Só depois é k reparei... :o
A edição de hoje (15/01/05) do DN vai trazer como tema a Homossexualidade, desenvolvida ker no âmbito da religião, especialmente da católica, ker na campanha politica pra as legislativas k se avizinha em Portugal e k podem ver no post abaixo, na integra, o artigo.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 16.jan.2005, 14:03:48
Deixo aqui uma notícia que me foi referida pelo blink que fala de um pastor sueco que foi sentenciado 1 mês de prisão (através da lei anti-homofobia) por ter felicitado as mortes do tsunami por incluirem entre eles lésbicas e gays:

http://www.rawprint.com/rawstory/images/westboro_tsunami_1230.gif

Esta imagem encontra-se em:

http://www.acratus.com/sigurros/viewthread.php?tid=10102&page=4
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: nakedboy em 18.jan.2005, 03:26:12
Responder
EUA Bush Não Tentará Proibir Casamentos "Gay"

O Presidente dos EUA, George W. Bush, admitiu em entrevista ao jornal "Washington Post" que, apesar de considerar "necessário" que o Senado vote uma emenda proibindo os casamentos homossexuais, não assumirá qualquer iniciativa nesse sentido. Para aprovar uma emenda à Constituição são necessários mais de dois terços dos votos dos senadores (pelo menos 67, em 100) e Bush sabe que muitos estão convencidos de que as leis actuais são suficientes, nomeadamente porque dão a qualquer Estado o direito de não reconhecer as uniões efectuadas noutros Estados. O jornal sublinha que este anunciado "low-profile" presidencial sobre a questão não cairá bem junto de alguns apoiantes de George W. na campanha eleitoral. Na altura, o Presidente anunciou o seu apoio activo à proibição dos casamentos homossexuais, o que lhe garantiu o apoio de grupos conservadores, como os cristão evangelistas
in Público
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 20.jan.2005, 10:23:33
PRIMER CASO EN UN CONCURSO DE BELLEZA EN ESPAÑA
Una transexual, candidata a Reina del Carnaval de Las Palmas

Isabel Torres es mujer legalmente desde hace 17 años - El Tribunal Superior de Justicia de Canarias le reconoció en 1996 el derecho a inscribirse con un sexo y nombre diferentes a los de su nacimiento

ELENA MENGUAL

Isabel Torres, candidata a reina del carnaval de Las Palmas. 
 
MADRID | LAS PALMAS DE GRAN CANARIA.- Isabel Torres reúne todas las virtudes necesarias para ser reina del carnaval: es alta, guapa, fotogénica y sabe caminar sobre una pasarela. Por ello, decidió inscribirse a esta elección en Las Palmas de Gran Canaria, y, probablemente, si hubiera permanecido en silencio, sería una candidata más. Pero Isabel no siempre ha sido Isabel, al menos legalmente. Hace 17 años se operó para ser lo que ella sentía que era: una mujer.

No es el primer hito que registra esta canaria de ojos verdes y 1,80 metros de estatura en su lucha por la igualdad del colectivo transexual. En 1996, logró que el Tribunal Superior de Justicia de Canarias le reconociera -sin necesidad de acudir al Supremo- el derecho a inscribirse legalmente con un sexo y nombre diferentes a los de su nacimiento. Así, en su DNI no sólo luce su actual nombre, sino el sexo 'M'.

Precisamente por este motivo la organización de la elección de la Reina del Carnaval no se percató de que Isabel, de 35 años, era transexual hasta que ella lo hizo público. Fue toda una sorpresa para la alcaldesa, la 'popular' Pepa Luzardo, quien sin embargo no ha manifestado objeción a la candidatura y se ha limitado a explicar que existen unas bases "y las 12 participantes cumplen rigurosamente con los requisitos". De hecho, impedir su participación "sería anticonstitucional", asegura Isabel, porque "el Estado me reconoce como mujer".

Aunque es el primer concurso de belleza al que se presenta, Isabel no es una novata en estas lides. Ha trabajado como modelo, como 'stripper', ha hecho publicidad, televisión y películas. Actualmente dirige una empresa de productos de peluquería y se confiesa "desbordada" por la repercusión que ha tenido su caso. "Me han llamado de colectivos de transexuales, de gays, de medios de comunicación, incluso he recibido mensajes de apoyo desde Holanda", y no olvida "el apoyo de la isla, que ha sido enorme".

Respaldada por una cadena de sex shops

Isabel representará a la cadena de sex shops Jomatog, cuyo propietario, José Manuel Toledo, ha logrado labrarse una fama en el seno de esta gala por colocar sobre el escenario a personajes como Dana Internacional -la transexual israelí que ganó el Festival de Eurovisión- o a la actriz porno Ilona Staller, más conocida como 'Cicciollina'. Fue Toledo también quien apadrinó a la 'drag queen' que venció en la segunda edición del concurso de 'reinonas' del Carnaval, y que marcó otro hito en la lucha por la igualdad: el concursante era sordomudo.

"Yo he apostado mucho por el Carnaval", asegura Toledo. "Cuando me llamó Isabel enseguida me di cuenta de la repercusión que podría tener", explica, para añadir: "Consideré que era un gancho interesante por su belleza, y además siempre he luchado por la libertad, y en estos momentos me parecía muy oportuno".

Además, cree que la presencia de Isabel puede animar una elección que, a su juicio, "está muerta". Tal vez por ello ha querido contar también con la presencia de la actriz y activista transexual Carla Antonelli, quien ejercerá de madrina de la canaria cuando ésta luzca, el próximo día 29, la fantasía de pedrería 'El secreto de Dulcinea', puesto que 'El Quijote' -con motivo de su IV centenario- es el tema central de las carnestolendas.

En cuanto a las posibilidades de vencer, Isabel no quiere apostar. "Todas las chicas son muy monas, cada una con su estilo. Yo también lo soy... Pero no sólo cuenta eso. Es muy importante cómo se lleva el traje [algunos pueden llegar a pesar cerca de 100 kilos], y la calidad de la fantasía". El día 29 se sabrá, aunque, pase lo que pase, Isabel ya se habrá hecho un hueco en la historia de los concursos de belleza.

http://www.elmundo.es/elmundo/2005/01/20/sociedad/1106191346.html
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Azuth em 23.jan.2005, 23:17:00
Alguns artistas de destaque na música pop aceitaram se reunir e gravar um CD que irá arrecadar fundos para a ‘Human Rights Campaign’, que actua nos Estados Unidos em defesa dos direitos da comunidade homossexual. O CD será duplo, com faixas com o tema ‘amor’, cantadas por Christina Aguilera, Pink, Dixie Chicks, Yoko Ono, entre outros. Além de participar do CD, os artistas também ajudarão na sua divulgação dando entrevistas e se mostrando a favor do casamento entre homossexuais e outras questões
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Web_boss em 24.jan.2005, 13:43:20
Já viram a capa do jornal O Crime da semana passada? Vem lá essa história do Diogo Infante e do Sócrates. Na Visão desta semana Diogo Infante responde dizendo que já não achava piada nehuma à história.

Retirado da revista Sabado n.º 36

José Castelo branco gosta de se maquilhar e de se vestir de mulher. Hábitos que aliados a tiques e gestos enfeminados vão contra aquilo a que os portugueses estão habituados a ver. Desde que se tornou uma figura públkica o vencedor da Quinta viu a sua sexualidade routlada.
Segundo o psiquiaatra e terapeuta sexual Serafim Carvalho, é muito importante perceber que esses maneirismos não traduzem necessariamente problemas do foro sexual. Tal como não são indicadores de qualquer tendência sexual.
«Mais de 90 % dos homossexuais são individuos completamente indistinguiveis dos demais» explica o especialista do Hospital de Santo António, no Porto.
Além disso, garante Serafim de Carvalho- a simples presunção de que os hábitos e actos de Castelo branco definem por si só a sexualidade é demasiado redutora. «As pessoas não começam nem acabam na sua sexualidade, têm outras relações independentes».
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: nakedboy em 24.jan.2005, 19:00:07
Responder
ITÁLIA: Homenagem a homossexuais vítimas do regime nazi

Pela primeira vez na história, a Itália homenageará na semana que vem gays e lésbicas que foram perseguidos e exterminados pelo regime nazi durante a 2ª Guerra Mundial, segundo informações da AFP. Uma lápide de mármore preto com um triângulo rosa será colocada no único campo de concentração da Itália, em Risiera de São Sabba, próximo à cidade de Trieste no norte do país. A lápide conterá as inscrições “Contra todas as discriminações” e a homenagem acontece no próximo dia 27 de Janeiro. Além da lápide, as homenagens serão prestadas também no Museu do Campo de Concentração, onde fotografias e textos sobre a tragédia dos homossexuais durante a 2ª Guerra Mundial estarão expostas. Mais de 5 mil pessoas foram mortas no campo de concentração de Risiera de São Sabba entre 1943 e 1945. Os nazis usavam o campo para exterminar prisioneiros políticos e judeus.
in, Portugalgay.pt
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Azuth em 25.jan.2005, 12:01:03
January 19, 2005

Canadian military approves gay marriage

(http://www.samesexmarriage.ca/images/advocacy/mil190105.jpg)

If one needs further assurance that same-sex marriage is going to become a reality for the rest of Canada, the Canadian Forces offers a good indicator. The military has created a policy directing military chaplains to enable gay marriage for its personnel. The policy is partly the result of legal victories, government direction, and years of work by military chaplains.



Fonte:

http://www.samesexmarriage.ca/
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: timmy em 25.jan.2005, 18:24:37
JERUSALEM WORLDPRIDE 2005 (ORGULHO GAY MUNDIAL)

Jerusalém, uma cidade antiga cujo nome mesmo evoca imagens vívidas; templos, mesquitas, e igrejas. Os grandes muros da cidade de pedra cor-de-mel.

Durante séculos, Jerusalém tem sido o lar de comunidades variadas e dinámicas, com tradições antigas. Agora começa a acolher uma nova tradição: Gay Pride (O orgulho gay).

Em agosto de 2005, Jerusalém convida você para festejar o WorldPride (Orgulho Gay Mundial).

A primeira festa de WorldPride, em Roma em 2000, levou ao coração da Europa a mensagem que os gays e as lésbicas são – e sempre foram – uma parte essencial da humanidade.

Agora está na hora de levar nossa mensagem a uma nova fronteira: Jerusalém, uma cidade de pessoas diversas, divididas por barreiras étnicas. Uma cidade sagrada para judeus, muçulmanos e cristãos, mas dividida pela intolerância religiosa.

Jerusalem WorldPride 2005: Love without Borders (Amor sem Fronteiras) vai atravessar as fronteiras culturais e religiosas com mensagens de tolerância, dignidade e direitos humanos.

Inspirada pela diversidade incomparável de Jerusalém, a ONG Jerusalem Open House (Casa Aberta de Jerusalém) já criou uma festa anual de orgulho gay em Jerusalém. Ela atraiu milhares de participantes e chamou a atenção da mídia mundial.

“Numa cidade com muitas divisões – judeus e arabes, religiosa e secular – o tema do desfile de amor sem fronteiras teve um ressonância especial.” (The Washington Post)

Nós convidamos você para o nosso proximo grande passo: Jerusalem WorldPride 2005.

Jerusalem WorldPride 2005: Love without Borders (Amor sem Fronteiras) será uma grande manifestação internacional da dignidade e do orgulho da comunidade GLS, e uma comemoração que atravessa as fronteiras.

Teremos dez dias de comemorações e acontecimentos em nivel mundial:

- Comemorações de estréia e de encerramento;
- Festas;
- Festival de filmes GLS na consagrada Cinematheque de Jerusalém;
- Eventos em Jerusalém, na beira do mar em Tel Aviv, e pelo país inteiro de Israel;
- Workshops para GLS sobre assuntos sociais, religiosos e políticos;
- Desfile, Comício, e Feira de WorldPride, no centro de Jerusalém.
- Numa época intolerante e desconfiada, no lar de três religiões mundiais, a comunidade mundial GLS proclamará que o amor não conhece fronteiras.

Jerusalem WorldPride 2005: Love without Borders (Amor sem Fronteiras) acolherá pessoas do mundo inteiro para dar uma mensagem necessária para o Oriente Médio inteiro, quiça para o mundo. Neste evento proclamaremos que:

- Os direitos humanos ultrapassam as fronteiras culturais e étnicas;
- Podemos respeitar nossas diferenças pacificamente;
- O amor não conhece fronteiras!
- Não existe lugar melhor no mundo do que Jerusalém para fazer essas declarações.

Não existe cidade que precise mais ouvir essas mensagens.

A comunidade internacional GLS, em 2005, pretende:

- Fazer história numa das cidades mais históricas do mundo;
- Levar uma mensagem de reconciliação para um povo tumultuado pelo conflito;
- Levar uma mensagem de dignidade e aceitação a uma cidade sagrada pelo judaísmo, o Islã e o cristianismo.

Junte-se a nós em Jerusalém!

Jerusalem Open House (Casa Aberta de Jerusalém)

Jerusalem Open House e uma das maiores organizações de serviços e apoio pela comunidade gay e lesbica no Oriente Médio. Oferece serviços à comunidade municipal GLS e promove mudanças sociais para a tolerância e o pluralismo em Jerusalém.

Fonte (http://www.worldpride.net/NewIndexes/Portuguese/portuguese.htm)

Aconselho a ler noutras línguas que não português porque me parece mais completo.

Inglês (http://www.worldpride.net/)
Francês (http://www.worldpride.net/NewIndexes/french/french.htm)
Alemão (http://www.worldpride.net/NewIndexes/german/german.htm)
Espanhol (http://www.worldpride.net/NewIndexes/spanish/spanish.htm)
Italiano (http://www.worldpride.net/NewIndexes/italian/italian.htm)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: cacao em 26.jan.2005, 15:30:35
Sou uma mulher!

O pai, Nené, ex-futebolista do Benfica, sonhava ter uma filha e quando Filipa nasceu só o sexo era masculino. Tudo o resto era de mulher. Mas só após anos de luta atingiu essa condição. Hoje, é manequim.

in Correio da Manhã (http://www.correiodamanha.pt/noticia.asp?id=147138&idselect=133&idCanal=133&p=22)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: v em 29.jan.2005, 20:25:06
Santana desafia adversários a pronunciarem-se sobre casamento entre homossexuais
Lusa

O líder do PSD, Pedro Santana Lopes, manifestou-se hoje contra o casamento entre entre homossexuais e desafiou os seus adversários nas próximas legislativas a revelarem qual a sua posição sobre esta matéria.

“A nossa sociedade tem regras e uma delas é a de que o casamento une pessoas de sexos diferentes”, afirmou Santana Lopes num encontro, em Famalicão, com mulheres sociais-democratas do distrito de Braga.

Santana Lopes lembrou que as uniões de facto já consagram importantes direitos para os casais do mesmo sexo que optem por uma vida em comum e admitiu mesmo um “aprofundamento” da lei sobre esta matéria, nomeadamente em matéria de direito sucessório.

O presidente social-democrata garantiu que não vai fazer “aproveitamento ou chicana política” de matérias como o aborto ou a adopção de crianças por casais homossexuais, mas defende que os restantes líderes partidários devem clarificar as suas posições sobre estas matérias.

“Os portugueses têm de saber quem é quem e o que cada um dos candidatos pensa destas matérias antes das eleições”, sustentou, lembrando que depois de 20 de Fevereiro “ninguém pode voltar atrás com o seu voto, ao descobrir que não sabia ‘isto’ ou ‘aquilo’”.

O líder do PSD aproveitou ainda para lamentar as acusações de que foi alvo sobre atrasos no pagamento de impostos: “Se a campanha for por aí, chegar-se-á a um nível que não me agrada”.

Ainda assim, Santana Lopes insistiu no desafio aos restantes líderes políticos, desta vez para revelarem publicamente os seus rendimentos e bens, e voltou a acusar o Presidente da República de ter dissolvido o Parlamento para fazer regressar ao poder “os mesmos que levaram o país ao pântano”.


fonte Público online.
http://ultimahora.publico.pt/shownews.asp?id=1214461

----

Eu considero isto um isco politico. Os outros falam que também são contra Santana sobe um ponto, outros falam a favor... porque é que falam a favor?
Não sei se ache piada... ai não sei não.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: candy cane em 30.jan.2005, 00:24:32
"PS não tem casamento entre homossexuais no programa" (http://sic.sapo.pt/index.php?article=15098&visual=3&area_id=1)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: nakedboy em 30.jan.2005, 01:21:12
Mas falta esclarecer como é k o PS vai votar kdo isso xegar ao Parlamento...
É k uma coisa é fazer um programa a pensar para dentro do partido, agradando ker à ala eskerda como à ala direita (como nesta matéria); outra coisa é o voto no Parlamento. :-X
Mas espero k o PS (e o PSD) tenham o bom senso de dar liberdade de voto aos seus deputados nessa matéria [smiley=preocupado.gif]
É k no dia seguinte cá estarei eu a criticar os partidos k n façam isso...meu partido incluido >:(
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 04.fev.2005, 09:36:00
César das Neves foi pronunciado, ou seja irá a julgamento, acusado do mesmo crime, por Anabela Rocha, lésbica e ex-dirigente da Opus Gay, tendo a Drª Juíza considerado que:
"    Na realidade, o arguido, nos artigos que constam da acusação particular (...), ultrapassa largamente os meros artigos de opinião.
    O arguido não se limitou a dizer, por exemplo, que não concorda com as práticas homossexuais (isso sim seria uma opinião); o arguido equivale os actos homossexuais ao crime de pedofilia; refere que os recentes casos de pedofilia são todos, mesmo todos, homossexuais; equipara os homossexuais com drogados e considera-os doentes; e, por último, insinua que apenas para se ser politicamente correcto é que se chama de pedofilia à "pedofilia", pois o seu verdadeiro nome deveria ser homossexualidade.
    A homossexualidade e a pedofilia são realidades distintas; não existindo qualquer confusão entre estes conceitos como facilmente se pode comprovar pela simples consulta de qualquer dicionário e/ou enciclopédia; circunstância essa que o arguido, ao ter feito tal associação entre os conceitos de homossexualidade e pedofilia (sendo esta última uma actividade punida como crime e de acentuado desvalor social), só pode ter tido como objectivo denegrir a imagem dos homossexuais; ou seja, de ofender e /ou difamar a a ctividade homossexual(lícita e não criminosa) e necessariamente todas as pessoas que a pratiquem.
     Assim (...) os artigos publicados possuem objectivamente expressões susceptíveis de ofender a honra e consideração de todos aqueles que se assumam como homossexuais na sociedade portuguesa; não se nos afigurando como possível que o arguido ao escrever tais artigos não tivesse consciência do carácter ofensivo dos mesmos."
 
Despacho de pronúncia de 2 de Fevereiro de 2005
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Wolf em 04.fev.2005, 23:09:23
será sonhar muito ver, um dia destes, um  artigo desses assinado por um heterossexual?

 [smiley=doente.gif]

mas pronto, os meus parabéns á senhora Anabela Rocha  :up

é o meu desprezo profundo e triste pelo "individuo" k acredita pensar... enfim..

 :-\
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Web_boss em 05.fev.2005, 15:58:00
Debate Socrates vs Santana Lopes

Santana Lopes na passada quinta feira afirmou-se a favor do aprofundamento das uniões de facto com direitos à herança, e afirmou que «há muitas crianças por adoptar, mas também têm de se ver outras questões sociais primeiro». Santana afirmou estar disponível para referendos sobre a matéria.
Por sua vez, Sócrates disse que não há maturidade social e cultural em Portugal para debater o tema, por isso o PS não inclui os casamentos gay na sua proposta eleitoral.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Eo em 08.fev.2005, 20:15:05
Santana Lopes na passada quinta feira afirmou-se a favor do aprofundamento das uniões de facto com direitos à herança, e afirmou que «há muitas crianças por adoptar, mas também têm de se ver outras questões sociais primeiro». Santana afirmou estar disponível para referendos sobre a matéria.

Hmmm...
Primeiro, por meias palavras, o Santana Lopes andou a chamar gay ao Sócrates, pensando que com isso apelaria ao homofobismo de muitos portugueses e por consequência conquistaria mais votos, deu-se mal. Agora já afirma coisas como está disponível para referendos sobre a matéria, tentanto fazer passar a ideia de que está do lado dos lgbt e que é simpatizante...
Mas este homem está assim tão desesperado por votos??

Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: v em 08.fev.2005, 20:58:58
Mas este homem está assim tão desesperado por votos??


Parece que sim. O guerreiro menino deu-se mal com essa tirada.
Mas com isto é esperar que ao menos o assunto comece a entrar nas agendas políticas, nem que seja de solslaio.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 10.fev.2005, 13:26:35
ESPANHA: Homenageará gays com nome de rua
09 Jan 2005

León será a primeira cidade espanhola a contar com uma rua chamada 28 de junho, em alusão à data de celebração do Dia do Orgulho Gay. A notícia foi anunciada pelo Partido Socialista da cidade (PSOE) esta semana durante uma conferencia de imprensa. Vicente Canaria, idealizador da proposta, parabenizou o apoio de outros grupos e afirmou que a cidade se converterá na primeira cidade da Espanha a reconhecer gays, lésbicas, bissexuais e transexuais com o nome de uma rua. “A sociedade leonesa está cada vez mais aberta, mas ainda continuaremos a trabalhar em direção ao que o governo já iniciou”, disse Canaria.

O hastear de uma bandeira do arco-íris, símbolo do movimento homossexual, na antiga Câmara da cidade durante o dia 28/6 de 2003 e 2004 foram algumas das iniciativas impulsionadas pelo Partido.

http://portugalgay.pt/
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 11.fev.2005, 09:56:12
Flintstones Are ‘Way Too Gay’
Fred and Barney should be banned because they are virtually inseparable, are
never seen wearing pants and live together in the suggestively-named town of
Bedrock, complains a conservative activist
URL: http://www.msnbc.msn.com/id/6934878/site/newsweek/
WEB EXCLUSIVE
By Andy Borowitz
Newsweek
Updated: 12:51 p.m. ET Feb. 8, 2005

Feb. 8 - The ongoing campaign against alleged gay icons in animated cartoons
continued today as a newly formed conservative group demanded that
television stations stop broadcasting "The Flintstones" at once.

Harland Devane, leader of the group Focus on the Flintstones, said at a
press conference in Washington, D.C. today that his organization was issuing
the demand because, "Quite simply, everything about 'The Flintstones' is way
too gay."

The conservative activist distributed a memo itemizing over 50 ways in which
the self-styled "modern Stone Age family" series promotes homosexuality, but
left little doubt that most of his concerns centered on the relationship
between the two main characters, Fred Flintstone and Barney Rubble.

"Their relationship is more flagrantly homosexual than anything in Oliver
Stone's 'Alexander,'" Devane said.

He pointed out that Fred and Barney are virtually inseparable, are never
seen wearing pants and live together in the suggestively-named town of
Bedrock.

He also noted that the two men work together at a quarry wearing hard hats
and construction garb, an oblique reference to the construction worker in
the classic disco band "The Village People."

"Do I believe they are gay icons?" Mr. Devane said.  "I abba-dabba-do."

He added that Focus on the Flintstones' efforts will not stop at banning the
cartoon series from U.S. television stations, telling reporters that the
group is also "taking a close look" at Flintstone-related consumer products
such as Flintstone vitamins and cereal.

"We are very uncomfortable with Fruity Pebbles," he said.

Elsewhere, President Bush announced a budget of $2.57 trillion, most of
which will go to paying for last month's inauguration.

Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: candy cane em 11.fev.2005, 11:09:31
Isso é tentar arranjar coisas onde não há.
Não vejo nada homossexual nesses desenhos animados.
Por haverem dois personagens masculinos que são melhores amigos têm de ser gays? Um homem heterossexual não pode ter amigos do mesmo sexo? E as mulheres deles, são lésbicas?  :inq

He pointed out that Fred and Barney are virtually inseparable, are never
seen wearing pants and live together in the suggestively-named town of
Bedrock.

He also noted that the two men work together at a quarry wearing hard hats
and construction garb, an oblique reference to the construction worker in
the classic disco band "The Village People."

"Do I believe they are gay icons?" Mr. Devane said.  "I abba-dabba-do."

Que tolice! Mais parece uma noticia do Daily Show...
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Wolf em 11.fev.2005, 16:43:37
é nestas alturas k as pessoas deviam olhar para o espelho e aperceber-se k deveriam arranjar uma vida.

então... toda e kk ligação k eu tenha kom alguém , se ñ for superficial é sexual!! conclusão brilhante!  vai-se a ver todos os pais são pedófilos, e todos akeles k têm animais desejam-nos sexualmente....

é kom cada uma... :inq
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Serei eu mesma? em 11.fev.2005, 17:01:44
Acabo de ler na revista exame que a microsoft ficou em primeiro lugar na lista das 20 melhores empresas para trabalhar. Pontos mais positivos: Não discriminação por raça e orientação sexual (100%)

(Exame nº250, pg 36)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: nicsparks em 13.fev.2005, 12:49:20
Segundo o noticia, da edição nº 49 629 do Diário de Notícias de 13/02/2005, um facto que poderá vir a ser usado contra a comunidade homossexual,passo a citar:

"Um caso de infecção com o vírus HIV extremamente resistente e de progressão rápida para a Sida, levou as autoridades sanitárias da cidade de Nova Iorque a lançar na sexta -feira o alerta da descoberta de um tipo raro de vírus da Sida....O homem de 40 anos, mantinha relações homossexuais com sexo anal e utilizava metanfetaminas cristalizadas ou crystal meth, um estimulante que permite verdadeiras maratonas sexuais.

...O Crystal meth é a droga do momento entre a comunidade homossexual norte-americana.Segundo as autoridades de saúde , o uso deste estimulante aumenta os riscos de prática de sexo inseguro e de consequentemente se contrair o vírus HIV.
Por dar uma sensação de euforia e ter baixo custo, tem vindo a seduzir a comunidade homossexual."


 :-\ :-\ :-\ :-\ :-\ :-\
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Videl em 15.fev.2005, 00:20:55
Notícia do site do PNR:

Bispo teme epidemia de gays
[01/02/2005]
O arcebispo de Pamplona e secretário da Conferência Episcopal espanhola, Fernando Sebastián, acredita que dentro de pouco tempo vai declarar-se “uma epidemia de homossexualidade, fonte de problemas psicológicos e de frustrações dolorosas”. O bispo afirmou ainda que, na sua opinião, “os homossexuais, com ajudas [psicológicas] bem dirigidas podem alterar completamente a sua orientação sexual”, ou seja a homossexualidade, no entender daquele prelado, é um doença com cura.

-------------------------------------------------------------

Era cómico se não fosse trágico...
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Ines em 15.fev.2005, 16:36:20
 :curtain

Bem, mas tudo indica que foi um erro... Será  ??? Se não for, algo vai muito mal... Até sinto que me meti numa máquina do tempo e fui parar numa época perdida no meio do nada, coberta por um denso nevoeiro, repleta de cheiros irreconhecíveis ...  >:( :o (não não digo qual é)  ::) :P



CANADÁ: Pagou médicos para “curar” gays
Segunda-feira, 14 Fevereiro 2005



O governo da província canadiana da Colúmbia Britânica admitiu que nos últimos cinco anos financiou quase US$ 250 mil dólares para que médicos tratassem a homossexualidade como uma “desordem mental”. Na semana passada, o site do governo da província ainda listava a homossexualidade como uma doença, apesar da Organização Mundial da Saúde (OMS) a ter retirado da Classificação Internacional de Doenças (CID) há pouco mais de dez anos. Michelle Stewart, porta-voz do Ministério da Saúde, disse que o governo deixou de classificar a homossexualidade como doença, mas não retirou a referência do site, o que segundo ela foi um “descuido”. No entanto, a porta-voz não conseguiu explicar porquê que o governo continuou a pagar médicos para tratar a homossexualidade. Stewart afirmou que o financiamento não estava relacionado à tentativa de “curar” gays, mas sim a “problemas relacionados à sexualidade”. A porta-voz garantiu que o erro será corrigido o mais rápido possível.



:-* a tod@s
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Ella em 17.fev.2005, 13:57:19
Há tempos descobri numa revista o trabalho de uma artista plástica nova-iorquina que gostaria de dar-vos a conhecer.
Danica Phelps expôs na LFL gallery( NY ) um project room intitulado “Integrating Sex into Everyday Life”, no qual se puderam apreciar registos diários, em forma de desenho ou texto, baseados na sua vida privada dos últimos 5 meses. Definido pela própria como um período de mudança radical, no decorrer do qual se tinha separado do marido de há sete anos e, pelas suas palavras, “fallen head over heels in love with a woman”, foi durante esse tempo que descobriu pela primeira vez o verdadeiro sexo apaixonado, e passado a maior parte dos seus dias nos braços da sua nova amante (daí o título). Já devem estar a ver o que é que ela andou a desenhar com base em descoberta tão inspiradora.
Bom, o post serve sobretudo para vos convidar a ver imagens de alguns dos seus belíssimos desenhos.

na pag. http://www.galeriewinter.at/ , cliquem kunstler, depois phelps, imago, e movam o cursor acima para ver as imagens. 

mais desenhos:
http://www.zachfeuer.com/danicaphelps_2003integra.html

http://sisterla.com/Artists/Danica_Phelps/danica_phelps.html

hope you like it ;)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 18.fev.2005, 13:24:34
"A campanha vista pelas famílias"
 
(...)

Quem não o fará é a filha mais velha do casal, Vânia, que tem agora 18 anos e podia votar pela primeira vez nestas eleições, só que nem sequer se interessou em se recensear. "Para quê? Para votar em pessoas que estão mais interessadas em se criticarem umas às outras do que em resolver os problemas das pessoas?", questiona.

Vânia estuda no 12º ano à noite, vê poucos telejornais e diz que o único tema desta campanha eleitoral que a fez pensar tem a ver com a possibilidade dos casais homossexuais adoptarem filhos. "Ainda não sei se sou a favor ou não. Por um lado penso que deviam ter direito, por outro lado penso nas crianças e acho que ser adoptado por um casal homossexual pode ser muito pesado para elas", reflecte. 

http://jornal.publico.pt/2005/02/18/Destaque/X80.html
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Web_boss em 18.fev.2005, 18:48:22
Socrates afinal é a favor
José Sócrates manistou-se em 2004 na revista Unica favoravel à aprovação do casamento gay;

Boato afinal não é recente
O boato sobre Socrates, que toda a gente tem medo de dizer abertamente qual é, já tem alguns anos.

Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: nakedboy em 18.fev.2005, 19:18:53
Santana referiu esse artigo no frente-a-frente para lhe perguntar pk mudou de opinião, ao k ele n respondeu.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: nicsparks em 22.fev.2005, 01:01:34
Outra notícia em Diário de Notícas de 21 de Fevereiro
:

Cartume lésbico motiva saída da PBS

A principal responsável de estação de serviço público dos Estados Unidos,a PBS, vai abandonar o cargo na sequência de uma polémica com a Administração Bush, por ter sido emitido um cartume, destinado às crianças , com cenas de casais lésbicos.
(...)

O anúncio foi feito poucio tempo depois da PBS ter sido criticada por ter emitido um episódio da série infantil Postcards from Buster, no qual o protagonista visita duas famílias de lésbicas.
Após a polémica , a PBS decidiu que não ia transmitir o episódio às televisões suas associadas espalhadas nos Estados Unidos(...)"
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 23.fev.2005, 10:32:09
Escândalo homossexual
2005/02/22 12:05:17.

A vingança no amor não escolhe orientação sexual. A prova disso é a fúria que levou Alexandra Hedison, que durante quatro anos viveu maritalmente com a comediante americana Ellen DeGeneres, a levar o seu caso a tribunal.

É que, depois de se apaixonar perdidamente por Portia de Rossi - actriz da série Ally McBeal -, Ellen DeGeneres pediu a Alexandra Hedison que deixasse a casa em que ambas viviam em Los Angeles.

Agora, a amante traída quer que DeGeneres lhe dê pensão alimentícia e porcessou Porta de Rossi por "alienação de afecto", um estratagema legal antigo, que data dos tempo dos pioneiros, quando seduzir o cônjuge alheio era sinónimo de roubo.

http://maxnews.xl.pt/noticias/-nivel3/max?n=10548&s=11
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: oziris em 23.fev.2005, 11:10:35
Escândalo homossexual
2005/02/22 12:05:17.

A vingança no amor não escolhe orientação sexual. A prova disso é a fúria que levou Alexandra Hedison, que durante quatro anos viveu maritalmente com a comediante americana Ellen DeGeneres, a levar o seu caso a tribunal.

É que, depois de se apaixonar perdidamente por Portia de Rossi - actriz da série Ally McBeal -, Ellen DeGeneres pediu a Alexandra Hedison que deixasse a casa em que ambas viviam em Los Angeles.

Agora, a amante traída quer que DeGeneres lhe dê pensão alimentícia e porcessou Porta de Rossi por "alienação de afecto", um estratagema legal antigo, que data dos tempo dos pioneiros, quando seduzir o cônjuge alheio era sinónimo de roubo.

[url]http://maxnews.xl.pt/noticias/-nivel3/max?n=10548&s=11[/url]


Viva à igualdade de direitos entre homossexuais e hetero... ;D
Tambem  não era preciso no meu ponto de vista, adoptar as más tendencias dos hetero, mas enfim...
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: rose_rouge em 24.fev.2005, 00:15:32
Bem vou escrever parte de um artigo, que considero írónico mas frontal e com a sua lógica se pensarmos bem...

"O já célebre padre Loreano pediu aos fiéis que não votassem nos partidos que defendem o casamento entre homossexuais, uma vez que a Igreja é contra o casamento entre homossexuais. Mas o padre Loreano não pediu aos fiéis que não votassem nos partidos que defenderam a guerra, embora a Igreja tenha sido, também, contra a guerra. O padre Loreano teve, pois, de optar. E, entre a guerra e o casamento entre homossexuais, optou por condenar o mais pernicioso. Isto significa, evidentemente, que o padre Loreano prefere que dois homens se matem do que se casem. Vamos supor que um paroquiano se abeira do padre Loreano com a seguinte inquietação:
Paroquiano: Ó padre Loreano, eu sinto qualquer coisa aqui pelo Amílcar mas ainda não consegui perceber o que é. Umas vezes apetece-me casar com ele; outras vezes, dá-me vontade de o abater com uma G3. O que hei-de fazer?
Padre Loreano: É melhor optares pela segunda, meu filho, que é mais conforme à lei de Cristo.
Paroquiano : Pois, era a ideia que eu tinha. Porque eu, casando-me com ele, era bem capaz de o amar pela vida fora, e tal.
Padre Loreano: Ui.Que horror, meu filho. Não queremos cá nada disso.
E fica o problema resolvido.
Confesso que sou dos que acham que, se os homossexuais quiserem casar, devem poder fazê-lo. E acredito que, um dia, isso vai ser possível. Nessa altura, quando o casamento entre homossexuais for já uma instituição contra a qual nada há a fazer, o padre Loreano estará metido em sarilhos. Filosoficamente falando, claro. Que dirá ele, então? Condenará o divórcio entre homossexuais, uma vez que a Igreja é contra o divórcio ou apoiá-lo-á, porque se desfaz um lar homossexual - e a Igreja condena a homossexualidade? Dilemas."  ???

in : revista visão de 17 de Fevereiro 2005, artigo "Dia de Genuflexão" de Ricardo Araújo Pereira 


Dilemas...Dilemas....  :)

Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: x-icon em 24.fev.2005, 14:55:56
Madonna, Drag Queen!

Is Madonna finally desperate? The 46 year-old pop star will portray Candy Darling, the drag queen immortalized in Andy Warhol's Flesh (1968).

Word is she's so desperate for a film role after the disastrous "Swept Away" that she's agreed to play Darling for free.


Way to go Maddie!!!
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: nicsparks em 26.fev.2005, 02:52:29
Notícias in Sábado (3 de Março de 2005) :

- "Homossexuais já podem casar

O Governo Britânico anunciou que ainda este ano permitirá as uniões de facto entre homossexuais. Uma medida já tomada em Espanha , mas que ainda não chegou a Portugal. Á Sábado, Francisco Louçã, do BE,garantiu que esta será " a próxima etapa a introduzir na agenda política" "  ;)

- "A Marinha Inglesa quer recrutar mais homossexuais ", segundo fonte The Sunday Times  :D

- João César das Neves ( economista ) em entrevista diz :

Faz distinção entre homossexualidade masculina e feminina?
Claro que não. Aliás, o problema central da homossexualidade  é comum a outras práticas, inclusivé entre os chamados heterossexuais. Deixar o prazer carnal tomar conta das nossas atitudes leva à busca desiquilibrada da satisfação e à obsessão. Negar esta evidência é outra prova desta cegueira.

Porque é que conclui que qualquer dia a pedofilia vai acabar por ser legalizada?
Não se trata de uma previsão, mas sim de um aviso. Vemos ao longo das últimas décadas que , nos costumes, aquilo que uma geração considerava aberrante, a próxima tolerou a a outra recomendou. Foi assim com o adultério, pornografia, homossexualidade.Por isso, o nosso repúdio por pedofilia, incesto e  violação tornam-nas boas candidatas à legalização . Não vale a pena argumentar que isso é impossível , porque nossos avós também achavam intolerável o que hoje aceitamos."  :-\ :-\ :-\
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Web_boss em 28.fev.2005, 18:35:03
Violoencia em casais gay

Segundo a APAF, 26 % dos gays em Portugal que vivem com o seu companheiro afirmaram ter sido vitimas de violencia fisica ou emocional por parte do seu companheiro, e 16 % dos gays confessam ja ter agredido fisica ou moralmente o seu companheiro; nas agressões emocionais, utiliza-se como argumento de chantagem revelar à família ou aos amigos do seu companheiro a sua orientação sexual.
A APAF afirmou também que as percentagens de violencia domestica em casais gays são bem inferiores às verificadas em casais heterossexuais, e que nos casais gays são mais frequentes que nos casais lesbicos.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Web_boss em 28.fev.2005, 18:39:08
César das Neves é criticado na Sic Noticias

No programa da Sic Notícias dedicado à análise em tom satírico da actualidade nacional que é transmitido todos os Sábados à noite, o Eixo do Mal, César das Neves foi criticado pelas suas declarações sobre homossexualidade.
Ós mesmos comentadores já tinham também lançado diversas farpas às posições de Nuno da Camara Pereira sobre o assunto.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: barthez em 28.fev.2005, 22:25:15
nas agressões emocionais, utiliza-se como argumento de chantagem revelar à família ou aos amigos do seu companheiro a sua orientação sexual.

fogo... :( as pessoas conseguem mesmo ser mázinhas qd querem :-\
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Wolf em 28.fev.2005, 22:51:54
fogo... :( as pessoas conseguem mesmo ser mázinhas qd querem :-\

nunca duvides do grau de podridão da alma humana. se algo k pode sempre piorar, são as nossas atitudes. :-\
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: candy cane em 01.mar.2005, 17:21:20
WAR ON MURDER MUSIC IS OVER
By Tris Reid-Smith

Reggae industry bosses have agreed to stop releasing songs whose lyrics incite violence against lesbians and gays.
The agreement follows months of negotiatons with the Stop Murder Music (SMM) coalition, whose campaign last year cost the reggae industry an estimated £5 million.
But now the major dancehall record labels and promoters have promised not to release any more music with hate-filled lyrics- previous songs have called for gays to be burned or chased into the sea to drown.
In return the coalition has called off its campaign which led to about 50 reggae gigs being cancelled worldwide and sparked a police investigation into whether the songs were illegal.
While artists like Beenie Man, Elephant Man, Buju Banton and Bounty Killer have not signed up to the deal, their promoters have.
Media PR and strategist Glen Yearwood, who acted for the music bosses, said they would halt any attempt by a music artist to perform or release a song inciting violence.
"We'll advise them this is not the way forward in a civilised society", he said.
The agreement covers the whole world including Jamaica, where reggae enjoys mass popularity and anti-gay attacks are common.
The SMM, which includes direct action group Outrage, the Black Gay Men's Advisory Group and Jamaican gay group J-Flag, also had to back down, withdrawing a demand that the artists should apologise for the songs.
Dennis Carney, of the Black Gay Men's Advisory Group, said: "It would be very difficult for the artists to apologise because of their fan base. Continuing to ask for those apologies would be a road to nowhere."
Instead, the deal allows both sides to draw a line under what has happened, according to Outrage's Brett Lock.
He said: "This is a win-win situation for everyone involved. Singers are able to do their concerts, fans get to see their music idols, gay people are spared lyrics that advocate homophobic murder."
Carney predicted it would particularly help black gays and lesbians.
he said: "If you are growing up in a household where your parents are playing this music all the time, this will make an enormous difference to you."
However, Simon Williams, a Green Party councellor in Brighton and Hove, complained that record chains were still refusing to take murder music off sale, despite a campaign he spearheaded, demanding they did.
"We hope the stores will follow the lead of the industry," he said.

 http://www.pinkpaper.com
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: joana_filipaa em 08.mar.2005, 02:53:16
 "Shrek é o novo alvo de grupos cristãos homofóbicos Primeiro foram os Teletubbies. Mais recentemente, Bob Esponja. Agora é a vez do personagem Shrek de enfrentar duras críticas de grupos cristãos anti-gays.

O gigante verde é alvo do grupo Traditional Values Coalition que alerta os pais sobre o fato de Shrek se “travestir” várias vezes durante a animação. A entidade alega que em Shrek 2 “a Irmã (Larry King) é uma transexual MTF (male to female) em transição que está interessada no Príncipe Encantado (Rupert Everett)”.

Segundo a entidade, o filme se mascara como “entretenimento familiar”, mas na verdade revela mensagens sexuais subliminares. Em outra cena, Shrek e Burro são resgatados de uma masmorra com a ajuda do nariz de Pinócchio, que surge dizendo que não está vestindo uma calcinha.

Uma reportagem do canal TVC, A Gender Identity Disorder Goes Mainstream, critica a DreamWorks por ajudar a promover o “crossdressing” e o transgenderismo.

Charles Keil, professor da Universidade de Toronto, acredita que grupos de transgêneros também têm razão de reclamar. “Você tem uma imagem dentro de um contexto cômico que pode ser lida de ambas as formas”, diz Keil, que acrescenta que tal humor foi criado para adultos e que vai além do entendimento das crianças. “Se as crianças não entenderem, não tem importância”, acredita.

Mas segundo o professor, a idéia de Shrek é promover a tolerância e que as críticas a personagens específicos do desenho não diminuem a obra. “Criticar elementos minúsculos dentro de um trabalho muito maior e depois tentar extrair algum tipo de argumento que se aproxima da paranóia é desconstruir o objetivo geral do desenho”, argumenta Keil."


 :o :o :o :o  lol  lol
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: nicsparks em 08.mar.2005, 12:50:08
Saiu hoje no Diário de Notícias, nas páginas 24 e 25 um artigo sobre a transexualidade .

Podem ver parte da reportagem  em http://dn.sapo.pt/2005/03/08/sociedade/a_vontade_abandonar_corpo_mulher.html

"A vontade de abandonar um corpo de mulher


céu neves 
 
Em Portugal estima-se que três em cada quatro transexuais são pessoas que nascem num corpo de mulher e querem ser homens, algo que apenas se verifica nos países mediterrânicos. As causas biológicas de tal fenómeno não são conhecidas. Mas os factores culturais e sociais podem explicá-lo de alguma forma. Esta é, pelo menos, uma evidência captada na consulta do Hospital Júlio de Matos de acompanhamento a transexuais e em outras unidades de saúde mediterrânicas.

Para o presidente da Sociedade Portuguesa de Psicologia Clínica, Santinho Martins, o facto de existirem muito mais mulheres a pretenderem mudar de sexo do que homens tem intrigado os especialistas. De acordo com o clínico, até se poderia questionar o tratamento da informação sobre os transexuais, mas a prevalência do sexo feminino é verificada em diferentes unidades de Portugal, Espanha, Grécia e França.

Os estudos não permitem concluir que existam factores biológicos e fisiológicos para que tal aconteça, mas a hipótese de ser uma questão cultural e social colhe maior receptividade. É que, mesmo num grupo minoritário como o dos transexuais, a sociedade está mais receptiva a uma mulher que quer mudar de sexo do que ao contrário.

Se as mulheres se queixam de discriminação, os transexuais que desejam ter uma identidade feminina reclamam de dupla discriminação, desde que são crianças.

Além disso, as mulheres parecem aceitar melhor um transexual do que os homens, sobretudo na vida conjugal. "É mãe, é mais tolerante", explica Lara K (ver peça ao lado) e acrescenta "A maioria dos homens acha muita piada aos transexuais que têm um pénis. Sentem-se atraídos sexualmente, mas depois têm muita dificuldade em os aceitar para companheiras."

Consultas. A experiência do Hospital Júlio de Matos (HJM), pioneiro no acompanhamento de transexuais, confirma a predominância de pessoas que se sentem homens em corpo de mulheres, embora existam mais transexuais masculinos-femininos a "dar a cara". O que pode ser explicado pelo facto de quem faz a transformação para mulher estar mais exposto e sentir mais necessidade de se "justificar".

Em Portugal, as operações para mudança de sexo - implante de pénis, no caso das mulheres, ou a reconstituição de um clitóris a partir da glande (extremidade do órgão sexual masculino) - rondam a dezena. As cirurgias são realizadas no Hospital de Santa Maria e em clínicas particulares, sendo estas últimas comparticipadas pelo Estado. No HJM estão a ser acompanhados 52 transexuais, num longo processo de transformação até à cirurgia final, o que nunca demora menos de dois/três anos. "É preciso fazer uma avaliação psicológica muito cuidada", defendem Santinho Martins (sexólogo) e Íris Monteiro (psicóloga), até para evitar regressões. Quando tal acontece, há casos que acabam em suicídio, o que nunca ocorreu com os utentes daquela consulta de sexologia.A amostra do HJM é composta por mulheres e homens, cujas idades variam entre os 18 e os 56 anos. A maioria tem a frequência do ensino secundário (29,30%) ou universitário (22%). A nível da situação profissional, 68,3% encontram-se no activo, 7,3% estão desempregados e 4,9% reformados.

Os operários, especializados e não especializados, estão em maior número, 14,6% de pessoas em cada uma das áreas, seguindo-se os estudantes (12,2%), os profissionais do espectáculo (9,8%), os professores e assistentes administrativos (7,3% cada). São 43,9% os que têm um relacionamento sexual estável, tantos quantos os que revelam não possuir parceiro. "
 
E ainda http://dn.sapo.pt/2005/03/08/sociedade/mais_200_transexuais.html

"Mais de 200 transexuais

 
 
transexuais. Os médicos da consulta de sexologia do Júlio de Matos estimam que existam 157 transexuais femininos-masculinos e 53 masculinos-femininos em Portugal, aplicando as estimativas internacionais mais baixas. No entanto, os movimentos lésbico, gay, bissexual e trangender prevêem que exista o triplo de casos.

idades. É obrigatório ser maior para entrar num programa de acompanhamento tendo em vista a mudança de sexo. A média de idades dos utentes é de 39 anos.

habilitações. Quase um quarto dos utentes da consulta concluiu ou tem frequência do ensino universitário, sendo que 12,2% são estudantes, a maioria universitários.

operação. Só nos anos 90 a Organização Mundial de Saúde autorizou a mudança de sexo e, em Portugal, esta é feita desde a segunda metade da década de noventa, a um ritmo de dois por ano, com algumas paragens, o que depende da autorização da Ordem dos Médicos. A operação é comparticipada pela Segurança Social.

legislação. O último dossier da Assembleia da República sobre transexualidade data de 1992, integrando-se numa temática mais genérica intitulada "Questões de bioética". A falta de regulamentação deixa os transexuais reféns da interpretação da instância jurídica onde o processo é analisado. Ainda há menos de um ano, um transexual só conseguiu mudar de nome depois de recorrer para o Tribunal da Relação de Lisboa.

BIlhete de identidade. A mudança de nome deve ser requerida numa conservatória, ao abrigo do artigo 278.º e seguintes do Código Civil. Depois, esta remete o processo para os registos centrais, em Lisboa. Os transexuais que já tenham filhos têm de optar por um nome neutro. "
 

kisses
nics :-*
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Wolf em 08.mar.2005, 13:25:50
Mas as pessoas ñ têm mais k fazer k "descobrir" mensagens subliminares em tudo o k acontece no mundo??'   

enfim  >:(
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: nicsparks em 08.mar.2005, 19:39:55
Só hoje é que vi, mas saiu na revista Pública nº 453 (componente do Jornal Público), de 30 de Janeiro de 2005. um artigo com o temo Abraham Lincoln era homossexual?, que se deveu ao lançamento do livro The intimate world of Abraham Lincoln, por C.A. Tripp, homossexual assumido, que faleceu duas semanas após a conclusão do livro. Baseou-se na sua elaboração na escala do cientista Kinsley, onde obteve o resultado que Abraham era ocasionalmente heterossexual.

C.A. Tripp foi também autor do polémico livro " A matriz homossexual", que foi o primeiro livro a explicar que o sexo entre pessoas do mesmo sexo é um acto natural e não perturbado.

Philip Nobile, co adjuvante na elaboraçao do livro desisitu depois, devio á polémica que o mesmo iria lançar, por se abordar a sexualidade de uma das mais importantes entidades dos EUA e tem as suas opiniões em www.weeklystandard.com (http://www.weeklystandard.com).

kisses
nics :-*
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Planta xerófila em 08.mar.2005, 20:45:54
está a dar (q é como quem diz já deu, mas eles repetem as coisas milhentas vezes) um documentário no canal história sobre o lincoln que fala precisamente disso...

e já agora (pq o facto de o proprio biografo ser homossexual pode dar a entender q ele foi faccioso), a biografia (e como tal a "teoria" da homossexualidade do abe lincoln é baseada em cartas pessoais deste a um amigo... e as cartas são claras o bastante para n ser teoria ;)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: nicsparks em 09.mar.2005, 19:37:06
Na mesma revista Pública de 30 de Janeiro de "005 vem referido na página nº 13 O ìndex , o seguinte :

"Número total de celebridades homossexuais enumeradas no website Rede Ex Aequo (Associação Nacional de Jovens Lésbicas, Gays, Bissexuais , Trasngéneros e Simpatizantes) - 264 "

" Número de portugueses homossexuais, incluindo um ministro, entre a lista das 264 celebridades enumeradas pela Rede Ex Aequo - 14 "

" Número de políticos no activo em todo o mundo entre a lista de 264 celebridades enumeradas pela Rede Ex Aequo - 7 "

kisses
nics :-*
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Ange em 14.mar.2005, 22:02:53
Recebi um email que aproveito para divulgar aqui. Trata-se de uma petição, para os interessados: http://www.petitiononline.com/232/

Em Viseu tem havido casos de flagrantes de Homofobia, com agressões e a sob
as vistas grossas das autoridades


Assinem a petição por favor

http://www.petitiononline.com/232/

Um abraço

Amália Oliveira



To:  Assembleia da República. Presidente da República
Na madrugada de dia 18 de Fevereiro do corrente ano, na praça do Rossio em Viseu, dois dias antes de um acto eleitoral importante para a democracia portuguesa, um casal gay foi violentamente agredido e ofendido nos seus direitos civis.

Esta situação não é novidade, na realidade, tem sido bastante recorrente. Paralelamente, a Câmara Municipal de Viseu, e as forças de autoridade, continuam a pactuar silenciosamente com esta situação inaceitável.

O artg. 13º, consagrado constitucionalmente pelo actual Presidente da República, na revisão constitucional de 2004, contempla desde a sua génese um direito fundamental de todos os cidadãos portugueses- O Direito de Igualdade.

“Ninguém”, segundo o mesmo artigo poderá ser alvo de privilégios, benefícios, ou prejuízos de quaisquer dos seus direitos ou deveres, de acordo com o seu sexo, língua, ascendência, religião, origem, condição social, situação económica e orientação sexual.

Nós, Movimento de Cidadãos pela Igualdade, não podemos aceitar este tipo de atitudes e por isso opomo-nos a que esta situação caia no esquecimento e que o caso seja arquivado.

Exigimos viver numa sociedade onde o princípio de Igualdade seja verdadeiramente assegurado a todos, chamando à responsabilidade, os agentes em exercício do Poder local.

Unidos, conseguiremos praticar este princípio tão nobre, num país onde as desigualdades ainda vigoram.

Assine a petição e participe na construção de um país mais igual e mais justo.





Sincerely,

The Undersigned





Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Web_boss em 15.mar.2005, 19:24:28
Referências indirectas

João Gil (axo q é este o nome), considerado um dos 25 melhores filosofos do mundo contemporaneo, no seu livro Portugal Hoje Medo De Existir faz diversas referencias indirectas ao tema LGBT, quando se questiona por que motivo a sociedade portuguesa só aceita uma unica forma de amar ou um unico modelo de familia.
A sua teoria do medo também se aplica a comunidade LGBT lusitana; basta pensarmos no receio que extremo que há em Portugal de dar a cara...
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: nakedboy em 17.mar.2005, 01:09:17
Responder
Tribunal de São Francisco declara inconstitucional a proibição de casamento entre homossexuais

O Tribunal Superior do Condado de São Francisco, Califórnia, acaba de decretar que a proibição do casamento entre indivíduos do mesmo sexo é inconstitucional, porque viola as disposições da lei fundamental do estado, nomeadamente a cláusula que estabelece a protecção da igualdade entre os dois sexos.
A decisão acontece na sequência de um processo interposto pela cidade de São Francisco e vários grupos de defesa dos direitos dos homossexuais contra o estado da Califórnia, que em Agosto de 2004 anulou mais de 4000 licenças de casamento emitidas pela câmara de São Francisco a casais homossexuais.
Quando o mayor de São Francisco, Gavin Newson, aprovou a realização de casamentos de casais homossexuais em Fevereiro de 2004, a câmara local recebeu milhares de pedidos para a legalização das uniões de casais do mesmo sexo. No entanto, em Agosto do mesmo ano, o Supremo Tribunal da Califórnia anulou todas as licenças entretanto emitidas, alegando que a autorização do mayor de São Francisco exorbitava a sua autoridade e as suas competências em termos de registo civil.
A cidade de São Francisco, acompanhada por grupos como a União Americana para as Liberdades Civis ou o Centro Nacional para os Direitos das Lésbicas, recorreu da decisão, recentrando o caso em termos de direitos jurídicos. Os seus argumentos foram reconhecidos pelo juiz Richard Kramer do Tribunal Superior do Condado de São Francisco, que considerou a proibição do casamento entre pessoas do mesmo sexo "uma arbitrariedade impermissível" em clara violação dos preceitos da Constituição estadual.
O juiz rejeitou o argumento da Procuradoria-Geral da Califórnia, que alegou que a legislação que reconhece o estado de união de facto entre casais homossexuais demonstra que não existe discriminação baseada nas opções sexuais. No entanto, o juiz considerou que o Estado não tinha qualquer motivo legal ou racional para limitar a legalização do casamento a casais constituídos por um homem e uma mulher.
A decisão do juiz Richard Kramer ainda é passível de recurso e é esperado que o caso chegue até ao Supremo Tribunal da Califórnia. Enquanto não houver uma decisão final, a câmara de São Francisco continua a não poder realizar casamentos entre pessoas do mesmo sexo. Várias organizações religiosas e conservadoras que contestam o casamento entre homossexuais já anunciaram a sua intenção de contestar a decisão, anunciando que, se o Supremo legislar no mesmo sentido, vão apresentar uma proposta de emenda da Constituição da Califórnia. Rita Siza, Washington
in, Público
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: vmgi em 02.abr.2005, 15:08:59
CAMIÃO INFORMATIVO ANTI-DISCRIMINAÇÃO EM PORTUGAL

Marque já na sua agenda: O Camião da Campanha "Pela Diversidade. Contra a
Discriminação" da UE estará em Portugal nos dias 2 e 9 de Abril

Porto e Lisboa são duas das 23 cidades europeias escolhidas para receber a
digressão de um camião informativo da União Europeia que tem como objectivo
informar os cidadãos acerca da legislação nacional e europeia de combate à
discriminação.

O camião da campanha com o lema “Pela Diversidade. Contra a Discriminação”
tem a sua primeira paragem marcada para a Praça Parada Leitão no Porto no
dia 2 de Abril seguindo-se o Parque das Nações em Lisboa no dia 9 do mesmo
mês. Em ambas as cidades o camião estará aberto aos visitantes entre as 11 e
as 19 horas contando com um amplo programa informativo e de animação.

Os visitantes do camião têm a oportunidade de obter informações e
esclarecimentos sobre diversidade no local de trabalho; participar em jogos
e concursos, descobrir iniciativas locais e organizações que oferecem os
seus serviços e apoio no combate à discriminação e assistir a actuações de
grupos de animação.

O veículo de 17 metros de comprimento e 30 toneladas de peso conta com um
palco de 50 m2 e está totalmente equipado com a mais recente tecnologia,
incluindo um elevador para cadeiras de rodas, que garante fácil acesso aos
utilizadores de todos os tipos de cadeiras de rodas e um monitor em Braille
ligado a um terminal informativo

Venha participar nesta iniciativa e fique a conhecer mais sobre as novas
políticas anti-discriminação da União Europeia:

2 de Abril, Porto - Praça Parada Leitão

9 de Abril, Lisboa - Parque das Nações







Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: x-icon em 02.abr.2005, 17:27:05
Parece-me uma boa iniciativa. Foi pena não ter sabido há mais tempo porque o meu bf tá no Porto. Mas agora já não vou a tempo de o avisar...
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Maniuk em 02.abr.2005, 23:17:56
Novas competências para lutar contra a discriminação


 

Há cinquenta anos, a resolução dos conflitos nacionalistas e étnicos que dividiram a Europa constituía uma das forças motrizes subjacentes ao processo de integração europeia. Hoje, o objectivo primordial consiste na prevenção de quaisquer formas de discriminação relacionadas com aspectos de origem racial ou étnica, a nossa religião ou convicções, deficiência, idade ou orientação sexual.

 

Esse é o motivo pelo qual a Comissão Europeia lançou uma campanha com o slogan "Pela Diversidade. Contra a Discriminação.", a fim de sensibilizar as populações para a questão da discriminação e fornecer informações acerca da nova legislação comunitária destinada a combater a discriminação e que deverá entrar em vigor ainda em 2003.


in http://www.stop-discrimination.info/index.php?id=615
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Phoenix em 03.abr.2005, 12:13:56
Nova organização gay conta ter centenas de associados

Jovens criaram a Horus Gay para combater homofobia e promover pluralismo sexual Agressões de alegada milícia estão a seguir os seus trâmites judiciais

Hórus, o deus-falcão protector dos soberanos egípcios, dá nome, desde meados de Março, à mais jovem associação de defesa dos direitos individuais e colectivos dos homens e mulheres que não querem ser discriminados em função da sua orientação sexual. Pensada há mais de um ano, a Horus Gay - Associação Gay, Lésbica, Bissexual e Transexual de Viseu viu a sua criação, para já informal, acelerada, na sequência dos ataques, perseguições e agressões de uma alegada milícia organizada, a alguns dos seus membros. "Esta é a nossa forma de dizer basta. Unidos, seremos mais fortes", avança Miguel, nome fictício de um dos quatro fundadores.

Sem recursos, sequer, para proceder à escritura notarial de constituição, a Horus conta com o apoio de voluntários. E com a Câmara de Viseu, da qual espera a cedência de um espaço. "Temos um plano de trabalho extraordinário. Que corre o risco de cair por terra, se não tivermos um sítio para trabalhar", explica Miguel.

"A Horus mandou-nos um ofício a pedir apoio, mas não disse qual. Esperamos que isso aconteça, para que, tal como acontece com outras associações, vermos de que forma podemos ajudar", avançou Fernando Ruas, presidente da autarquia viseense.

"Queremos, a partir de um espaço fixo, partir para o terreno. Promover acções de formação e de informação (inclusive com distribuição de preservativos) junto das escolas, cadeias, casas de alterne", explica Miguel. Um jovem, de 30 anos, com formação na área sócio-cultural, que quer ajudar a "abrir" mentalidades.

"No espaço de oito dias, entre 12 e 17 de Março, eu e alguns amigos fomos alvo das agressões verbais, físicas e materiais de uma milícia que tem um alvo definido a comunidade gay. Um grupo, organizado, com cerca de 40 pessoas que precisa de aprender a respeitar a diferença", explicou Miguel.

Os alegados ataques aconteceram no IP5, perto de Pascoal - tradicional ponto de encontro da comunidade homossexual da região -, e na própria cidade. "Está tudo em segredo de justiça. Espero que quem se mete connosco seja castigado", vaticinou o jovem fundador da Horus.

A associação gay será inaugurada em meados de Abril. Alguns dias antes do fórum e concentração, ainda sem data marcada, que poderão levar a Viseu muitos homossexuais.

"Nem será preciso vir gente de fora. Apenas no espaço de um mês, foram-me apresentados 94 homossexuais, residentes em Viseu, de várias idades e profissões. Gente que ia para o IP5 por falta de um espaço para falar dos seus anseios, frustrações e fetiches sem alguém aolhar de soslaio. E também para o engate. Mas nunca com a ideia de atentar contra os direitos do restantes utilizadores daquele espaço", frisou Miguel.


Pormenores

À espera de associados

Ainda sem sede, a Horus Gay conta com a Cãmara de Viseu para ajudar a resolver o que é considerado o maior problema logístico da associação. Para já, alugou o Apartado 3001, 3510-006 Viseu para estabelecer contactos com potenciais associados. Apoio sanitário

A Horus reconhece que há homossexuais que não usam preservativo, expondo-se a problemas sanitários graves. Por isso está à procura de voluntários na área da Enfermagem. Além de uma advogada, que está já a apoiar a associação, procura um psicólogo.

fonte: JN (http://jn.sapo.pt/2005/04/03/centro/nova_organizacao_conta_centenas_asso.html)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: startrek em 14.abr.2005, 23:05:41
Mais de 450.000 estudantes de liceus e universidades dos EUA aderiram ontem ao "Dia do Silêncio", uma iniciativa levada  a cabo desde 1996 e que pretende alertar para a descriminação contra os LGBT, nomeadamente os estudantes.
Esta iniciativa consiste em fazer durante este dia um voto de silêncio como sinal de protesto contra as atitudes e opiniões discriminatórias...
A organização considerou a iniciativa deste ano como um sucesso estrondoso

www.dayofsilence.org


MAS.....


Para fazer face ao sucesso do "Dia do Silêncio", organizações conservadoras norte-americanas, anti-homossexuais, declararam o dia de hoje como o "Dia da Verdade", distribuindo autocolantes pelos estudantes americanos, onde se podia ler algo como: "eu não coopero com comportamentos desviantes" e também t-shirts dizendo "não se pode calar a verdade"
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: kris em 20.abr.2005, 14:37:24
Las principales religiones de España se unen contra el matrimonio gay



MADRID.- Las principales confesiones religiosas presentes en España han firmado un comunicado conjunto, distribuido por la Conferencia Episcopal Española, en el que piden al Parlamento que no modifique la actual regulación civil del matrimonio para denominar así a los matrimonios homosexuales.


El comunicado está firmado por Adolfo González Montes, presidente de la Comisión Episcopal para las Relaciones Interconfesionales de la Conferencia Episcopal; Jacobo Israel Garzón, de la Federación de Comunidades Judías de España; José María Baena Acebal, presidente de la Federación de Entidades Religiosas Evangélicas de España, y el Arcipreste Dimitri Tsiamparlis, Vicario General en Funciones y Deán de la Catedral Ortodoxa Griega en Madrid.

En el documento, de tres puntos y dirigido al Parlamento, los representantes de las confesiones religiosas firmantes dicen "que cualquier modificación de la institución matrimonial requiere una profunda reflexión y un amplio diálogo y consenso social".

Los firmantes añaden que "el matrimonio monógamo heterosexual forma parte de la tradición judeo-cristiana y de otras Confesiones religiosas y en su estructura básica ha sido y es una institución fundamental en la historia de las sociedades de nuestro entorno cultural".

Por ello, "las Iglesias y Confesiones religiosas firmantes piden que no se modifique la estructura del matrimonio".

El último punto del documento afirma que "los derechos que se quieran o deban reconocer a otro tipo de uniones diferentes a la unión matrimonial no deberían afectar a la esencia e identidad del matrimonio".

"En su caso, concluyen las confesiones religiosas, se debería acudir al derecho común para obtener la tutela de situaciones jurídicas de interés recíproco".

http://www.elmundo.es/elmundo/2005/04/20/sociedad/1114000944.html


Nao sei se este tópico é o mais adequado, se os moderadores acharem que nao pois mudem o post para um sitio mais adequado.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: kris em 21.abr.2005, 15:12:57
El Congreso aprueba el matrimonio entre personas del mismo sexo

Las parejas del mismo sexo podrán adoptar niños como las heterosexuales - Las principales confesiones piden al Gobierno que no modifique el Código Civil


ELMUNDO.ES | AGENCIAS

MADRID.- La modificación del Código Civil para permitir que las personas del mismo sexo puedan contraer matrimonio ha recibido la aprobación de la mayoría del Congreso. Votaron en contra los diputados del PP y algunos de CiU y PNV. Ahora, la reforma pasa al Senado. El CGPJ considera que la reforma es "rápida y muy precipitada".


El texto modifica el Código Civil en 16 artículos, aunque principalmente los cambios se basan en sustituir las palabras "marido" y "mujer" por "cónyuges" y las palabras "padre" y "madre" por "progenitores". Además, amplía el artículo 44 con la siguiente afirmación: "El matrimonio tendrá los mismos requisitos y efectos cuando ambos contrayentes sean del mismo o de diferente sexo".

El denominado 'Proyecto de Ley de Reforma del Código Civil' salió adelante con 183 votos a favor, 136 en contra y seis abstenciones. Únicamente rechazaron el texto los parlamentarios del PP y algunos de CiU y PNV, que votaron en conciencia al entender que este tipo de uniones deben regularse al margen de la institución tradicional del matrimonio y por estar en contra de reconocerles el derecho a adoptar.

El texto será remitido ahora al Senado, que deberá tramitarlo, con la particularidad de que en esta cámara el Partido Popular es el grupo mayoritario. No obstante, teniendo en cuenta los apoyos con los que cuenta el PSOE, el texto regresará al Congreso, previsiblemente el mes de junio, donde será ratificado de manera definitiva.

"Es un día histórico para todos los ciudadanos que creen en la igualdad, la justicia y el estado de derecho", ha dicho Beatriz Gimeno, presidenta de la Federación Estatal de Lesbianas, Gays y Transexuales.

La Conferencia Episcopal Española ha insistido en que la reforma aprobada supone "introducir un peligroso factor de disolución de la institución matrimonial y, con ella, del justo orden social".

El presidente del Gobierno, José Luis Rodríguez Zapatero, ha declarado que, si el nuevo Papa, Benedicto XVI, hace alguna declaración sobre la regulación del matrimonio entre personas del mismo sexo, estará preparado para respetarla, porque la libertad religiosa y de opinión es una de las garantías de la democracia.

Dictámenes en contra

En su defensa del proyecto, el ministro de Justicia, Juan Fernando López Aguilar, aseguró que permitir el matrimonio entre homosexuales es cumplir el mandato constitucional de eliminar las barreras de desigualdad y discriminación.

Frente a esta tesis avalada por la mayoría parlamentaria, los grupos que se oponen al proyecto apuestan por crear una figura jurídica específica para las uniones estables entre personas del mismo sexo sin alterar la institución del matrimonio.

El PP se apoya para ello en el dictamen del Consejo de Estado, que señala que las uniones entre homosexuales requieren de una ley diferente a la que se dé un tratamiento jurídico específico.

Por otro lado, el Consejo General del Poder Judicial duda de la constitucionalidad del proyecto y señala en un informe: "La heterosexualidad es un elemento constitutivo esencial del propio concepto de matrimonio: el matrimonio o es heterosexual o no es".

El portavoz del CGPJ, Enrique López, ha criticado al Ejecutivo por tramitar esta reforma legislativa de manera "rápida y muy precipitada".

El PNV estaba de acuerdo con dar el mismo tratamiento jurídico a parejas heterosexuales y homosexuales y simplemente considera que las uniones de homosexuales tienen que tener otra denominación jurídica que no sea la de "matrimonio".

Adopción de niños

Para muchos diputados, el punto más polémico de la ley es que al establecer que los matrimonios tendrán los mismos efectos y derechos cuando ambos contrayentes sean del mismo o de diferente sexo, por primera vez en todo el Estado las parejas de homosexuales podrán adoptar menores de manera conjunta.

Ayer, la Federación Estatal de Gays, Lesbianas y Transexuales envió al Congreso varios informes -entre ellos, uno de la Asociación Americana de Psicología y otro de la Academia Americana de Pediatría- que acreditan que la adopción de menores por parte de parejas homosexuales no perjudica a los pequeños.

Sin embargo, el Foro Español de la Familia ha asegurado que la incidencia de homosexualidad en los niños que crecen con parejas de homosexuales está por encima del 30%, "cifra muy superior a la media".

Ayer, las principales confesiones religiosas presentes en España -católicos, protestantes, judíos y ortodoxos- firmaron un documento en el que reclaman al Gobierno "reflexión, diálogo y consenso" antes de modificar el Código Civil.

Por otro lado, desde el punto de vista lingüístico, la Real Academia Española anunció el pasado mes de febrero que aceptaría el término 'matrimonio' como unión homosexual si se llega a consolidarse el uso de tal acepción en la sociedad.

 EL MUNDO (http://www.elmundo.es/elmundo/2005/04/21/espana/1114087944.html)

 :up


Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: kris em 22.abr.2005, 15:40:24
Esse mm cardeal também fez está afirmaçao:

"Trujillo recordó que la Iglesia "no acepta que los homosexuales sean objeto de burlas, insultos o expresiones inhumanas. Son personas que merecen todo nuestro amor, nuestro apoyo y nuestra ayuda", ha dicho."
ver aqui (http://www.elmundo.es/elmundo/2005/04/22/espana/1114165582.html)

Mas tb do que é que estavamos a espera do vaticano é claro que eles tinham que ir contra como sempre fizeram, esta notícia nao me espanta nada.
Nao sei como é que vao conseguir ter mais fiéis fazendo acusaçoes desta natureza, nao deve tardar mt para que o vaticano & companhia fiquem as moscas.  :devil
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: nicsparks em 02.mai.2005, 02:54:31
http://dn.sapo.pt/tema/index.html

Pablo Pantin e Emilio Jarrin são homossexuais assumidos. Publicamente assumidos. De copo na mão, e um ar levemente descontraído, Pablo e Emilio formam um dos muitos casais que aproveitam o fim da tarde madrilena para ir até ao bairro de Chueca, uma espécie de versão madrilena do Bairro Alto lisboeta, onde os bares alternam com restaurantes, lojas de roupa e de design e comércio tradicional.

Pablo é jornalista em Ferrol, na Galiza, e Emilio, que já viveu em Lisboa, trabalha como arquitecto, em Madrid. Apesar da distância que os separa, mantêm uma relação estável há quase uma década, o que parece ser uma eternidade para quem anda na casa dos 30 e poucos anos.

Numa conversa muitas vezes interrompida pelos amigos e amigas que vão chegando, numa bodega que parece ser apenas frequentada por grupos de gays e lésbicas, Pablo e Emilio não escondem, claro, a satisfação pela legalização dos casamentos homossexuais.

"É uma questão de direito", sublinha Pablo, enquanto Emilio se afasta para saudar mais uns amigos. "Já não os via há uns tempos", desculpa-se. Pouco depois é a vez de Emilio ir cumprimentá-los, e Pablo regressa, assumindo-se um pouco como uma espécie de anfitrião da casa, num momento em que à nossa volta já há quem não consiga esconder as suas afeições. Sem que ninguém se sinta especialmente incomodado.

Durante uns minutos, discutimos o impacto da lei e a reacção da sociedade espanhola. Pablo e Emilio parecem ter pontos de vista divergentes sobre a matéria. Tudo por causa da expressão "matrimónio", que segundo Pablo deriva de um conceito com uma tremenda carga religiosa. "Se lhe chamassem outra coisa já ninguém se importaria." Horas antes, o mesmo tema tinha preenchido já grande parte das reacções de duas heterossexuais madrilenas Pilar Arribas e Laura Berdejo, uma mãe e uma filha, com perspectivas muito diferentes sobre esta matéria.

Dando razão a Pablo, Pilar pouco se importa com os casamentos homossexuais. Com uma única excepção que lhes chamem "matrimónios", um termo que Laura ajuda a descodificar. "O matrimónio representa para nós, espanhóis, e em especial para uma certa geração, uma espécie de sacramento religioso. Daí que isso choque algumas pessoas."

Pouco importa. Casamento ou matrimónio, o facto é que estas relações passarão a ser legais.

Mais complicado, bem mais complicado, é saber o que farão Pablo e Emilio. Irão casar-se?

Aproveitando a ausência momentânea de Pablo, Emilio responde, matreiro "Se me pedirem..." Quando a situação se inverte, é a vez de Pablo: "Não sei. Para mim, o casamento não me diz nada. Não preciso de papéis para ser feliz."


http://dn.sapo.pt/2005/05/02/tema/gays_e_lesbicas_tiveram_sorte_zapate.html
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: girl_lx em 02.mai.2005, 11:16:17
Premios : Beijo lésbico na cerimónia

"As actrizes Marcia Cross e Felicity Huffman, da série norte-americana 'Desperate Housewives', beijaram-se durante a cerimónia de entrega do 16º. festival GLAAD. Este evento pretende homenagear nove categorias em televisão, teatro e cinema, que tenham mostrado ao público uma fiel representação de gays, lésbicas, bissexuais e transexuais. Esta cerimónia é promovida pela Aliança de Gays e Lésbicas Contra a Difamação, GLAAD, em inglês"

p.s: noticia acompanhada de foto representativa do beijo.

In Correio da Manhã de 02/05/2005           
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: girl_lx em 02.mai.2005, 12:20:24
Nova personagem lésbica

Segundo a revista Telenovelas da semana de 01/05 a 08/05, a serie de veraõ da telenovela Morangos com Açucar irá abordar pela primeira vez a homosexualidade feminina com uma nova personagem que fazerá parte  do novo elenco de veraõ da novela. Ainda não é conhecido o nome da actriz que terá em maos o papel, mas será uma personagem muito feminina e bela que deixará os rapazes loucos, mas que iram apanhar uma desilusão quando perceberem que não conseguiram ter nada com ela visto esta ser lesbica.   
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Nelson_20 em 03.mai.2005, 22:08:20
É fantastico ver como as mentalidades evoluem ao longo dos anos. Há uns anos atrás fizeram uma novelas em que entrava uma personagem masculina que interpretava o papel de gay, na altura acho que até foi agredido na rua. Hoje, passam series e novelas q já nao ferem de tal modo as várias susceptibilidades.

E q venham mais novelas q abordem este tema, pode ser que a este ritmo ainda venhamos a ter uma mentalidade aberta e progressista.

Se até a Espanha, pais conservador, conseguiu...

Beijs
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: nicsparks em 11.mai.2005, 16:32:27
Leiria divorcia-se dos casamentos homossexuais

Debate: divulgação proibida nas escolas e …falta de comparência

A comunidade escolar, institucional e associativa “chumbou” por falta de comparência ao debate sobre o casamento entre homossexuais promovido Sábado (30/04) pela Juventude Social Democrata.
Os conselhos executivos das escolas dos 2º e 3º ciclos e secundárias, bem como de instituições do ensino Superior do concelho de Leiria contactadas pela JSD não permitiram mesmo a divulgação do debate. “ Ou porque se tratava de uma acção promovida por uma juventude partidária ou por causa do tema”, considerou o presidente da JSD João Costa. A excepção, sublinha o próprio, foi a Escola Superior de Educação
Por outro lado, inúmeros convites foram endereçados “ a representantes de instituições e associações relacionadas com a defesa dos valores da família mas, ou por razões pessoais ou profissionais”, não responderam e não compareceram ao debate. Da vereação da Câmara de Leiria apenas o responsável pelos pelouros do Desporto e da Juventude marcou presença na assistência.

Esquerda, direita. João Costa, no lançamento da discussão, lamentou que os esforços para constituir “uma mesa equilibrada” tenham sido inglórios. Na mesa, além de representantes da Opus Gay, Portugal Gay, Associação de Pais para Sempre e de um homossexual português que casou na Holanda, esteve presente o advogado Branquinho Crespo, militante do PSD, que também lamentou a ausência das pessoas contactadas.
António Serdezelo, da Opus Gay, defendeu que a luta pelo casamento entre homossexuais “não é um debate de esquerda, mas sim de direitos humanos, uma vez que também na esquerda há muita homofobia”, ao mesmo tempo sublinhava o facto de Portugal ser um País “ onde se fabricam muitas exclusões sociais”. O dirigente da Opus Gay insistiu ainda na ideia de que é preciso não confundir o casamento civil e o religioso, bem como a necessidade “ de fazer a “linkagem” com a Europa a nível de direitos humanos.

Legislação heterossexual. João Paulo, da associação Portugal Gay, é da opinião que em Portugal, e apesar do 25 de Abril, “ainda se espera que a revolução bata à porta”. Já João Mouta, da Associação Pais para Sempre, dirigiu-se ao presidente da JSD, dizendo que aquela estrutura partidária “já sentiu o que é ser discriminada, quando tentaram a divulgação”. João Mouta lembrou ainda “que a aceitação de terceiros da nossa condição (homossexuais) passa primeiro por nós a aceitarmos”, sublinhando que o combate pela diferença já data dos tempos da Inquisição e de Hitler.
O advogado Branquinho Crespo teceu considerações sobre a legislação que regula esta matéria e aproveitou para defender que a família nuclear ´+e considerada fundamental e que a sociedade precisa de a proteger. Dizendo-se contra a discriminação, o militante do PSD destacou que “naturalmente o Homem é heterossexual”, salientando contudo que “ é preciso respeitar as opções de cada um”.
Em jeito de resposta, os intervenientes no debate fizeram questão de explicar que “ a legislação foi feita por heterossexuais” e que “a homossexualidade não é contra natura.”

João Carreira  Região de Leiria de 6 de Maio de 2005, edição nº 3555
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: nakedboy em 11.mai.2005, 16:40:08
Grande JSD!! Sempre em grande :up [smiley=orgulhoso.gif]
Parabéns pela iniciativa! [smiley=sim.gif]
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: nicsparks em 11.mai.2005, 16:48:34
In Correio da Manhã de 11 de Maio de 2005, na página 16 veio a seguinte notícia:

"GAYS" reagem como mulheres ao "cheiro de homem"

A tese de que os homossexuais já nascem com uma predisposição biológica para essa inclinação ganha cada vez mais confirmação . Cientistas suecos resolveram estudar a forma como os cérebros dos "gays" reagem ao "cheiro de homem". Chegaram à conclusão de que não é muito diferente da reacção do cérebro das mulheres heterossexuais.

Na experiência foram utilizados 12 homens homossexuais e 12 homens e 12 mulheres heterossexuais. A exposição ao AND, um derivado da hormona sexual masculina -testosterona- causou respostas nas porções do cérebro envolvidas na actividade sexual das mulheres heterossexuais e nos homens homossexuais, mas não nos homens heterossexuais.

"Em contraste com os homens heterossexuais e em congruência com as mulheres heterossexuais, os homens homossexuais manisfestaram uma alteração do hipotálamo em resposta ao AND", afirmou Ivanka Savic, da Universidade de Karolinska, em Estocolmo, explicando que a substância "é uma feromona encontrada no suor masculino". As feromonas são moléculas que desencadeiam respostas de defesa ou desejo sexual em muitos animais. O estudo foi publicado na edição de ontem da reviista " Proceedings os the National Academy of sciences".

"Hoje em dia, pensa-se que a homossexualidade  pode estar relacionada com questões biológicas, mas não exclusivamente!", considera António Serzedelo, presidente da associação Opus Gay, apontando ainda as influências do ambiente. " Esta pode ser mais uma achega no sentido de que o factor genético está definitivamente presente. Mas apenas confirma uma coisa: a orientação sexual não é uma opção."

Mostrou-se ainda pouco preocupado com as perspectiva de que as pessoas se sintam tentadas, num futuro próximo, a valer-se da engenharia genética para evitar que os filhos nasçam homossexuais. " Não acredito que possa haver pais que queiram manipular os filhos dessa forma".
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Groove em 12.mai.2005, 00:28:48
Artigo do Diário de Notícias [edição de hoje 12 Maio 2005] sobre a homossexualidade em destaque na TV

Amores 'gay' invadem a TV para acabar com o preconceito
'Gays', autores e programadores dizem que a televisão é o espelho da sociedade

A estreia da polémica série de culto britânica Queer As Folk, marcada para a madrugada de sábado na 2, vai reforçar a importância crescente da temática homossexual na televisão portuguesa.

A obra de Russel T. Davies, produzida em 1999 pelo Channel 4, foi rebaptizada em Portugal Diferentes como Nós e conta a história (por vezes de uma forma crua... e nua) de um triângulo amoroso, onde os protagonistas são homens.

O director da 2, Manuel Falcão, diz-se "nada preocupado" com as reacções que a estreia da série possa desencadear junto de alguns espectadores e encara com "normalidade" o conteúdo da série, já premiada internacionalmente. "Não fazemos mais do que espelhar o mundo contemporâneo e, ainda por cima, com uma produção de grande qualidade". Manuel Falcão acrescenta que "a televisão não tem de ser paladina de causas, mas também não deve ser sua adversária. Tem de reportar o que existe. E a homossexualidade existe".

O assunto não é novo. No ano passado, o mesmo canal exibiu, com sucesso, Anjos na América, outra série de culto que aborda a temática. Mesmo em Sete Palmos de Terra, uma das mais aplaudidas obras exibida na televisão portuguesa, duas das personagens masculinas têm uma relação amorosa.

No horário nobre das duas televisões mais vistas em Portugal, o amor entre duas pessoas do mesmo sexo não é assunto tabu. Na SIC, Senhora do Destino conta com Jennifer e Eleonora, duas personagens lésbicas, que já se beijaram no pequeno ecrã e que, numa cena de ficção acordam seminuas na mesma cama, depois de uma implícita noite de amor.

O autor da história, o brasileiro Aguinaldo Silva, também ele homossexual assumido e antigo activista gay, acredita que "esta história é um grande avanço na história da teledramaturgia brasileira". A questão da adopção por parte do casal está também bem patente na novela. "É um tema polémico, mas eu queria discuti-lo. Afinal, é melhor para uma criança ficar na rua ou ser criada por duas mães?", questiona, em entrevista ao site brasileiro No Mínimo.

Do lado de lá do Atlântico, a história não gerou polémica e o casal foi bem aceite pelos espectadores, ao contrário do que aconteceu em 1998, quando na novela Torre de Babel, o autor Sílvio de Abreu foi obrigado a acabar com a relação entre as personagens interpretadas por Cristiane Torloni e Sílvia Pfeiffer.

O filão da homossexualidade nas novelas, também retratado em Mulheres Apaixonadas, está agora também presente em Ninguém como Tu, a nova aposta portuguesa da TVI para o horário nobre.

Na obra, escrita pelo brasileiro Rui Vilhena, existem dois homens com uma opção sexual diferente da maioria. "Existe o Alexandre, que sabe perfeitamente do que gosta, e o João, que é um jovem homossexual, mas que vive amargurado, porque ainda está na fase da descoberta", revela ao DN o autor.

Vilhena não teve dúvidas em incluir o tema na panóplia de estórias cruzadas que fazem o enredo da história. "As minhas novelas são sempre urbanas e contemporâneas. Ora, uma obra urbana e contemporânea sem homossexuais é como um policial sem crime", sintetiza o guionista.

Rui Vilhena admite que "ainda haja em Portugal algum preconceito", mas o objectivo da sua escrita "é fazer com que as pessoas reflictam". "Eu não quero saber nem mostrar da vida sexual das personagens, o que pretendo é que as pessoas percebam que um homossexual é um ser humano como outro qualquer, que tem a sua vida, a sua profissão, os seus problemas, as suas alegrias."

Esta não é, aliás, a primeira vez que o autor aborda o tema. Já na série Bastidores e na novela Terra Mãe, havia referências bem explícitas a essa realidade. "A televisão tem essa obrigação. Uma novela pode ser altamente didáctica. A revolução das mentalidades faz-se a pouco. Mas acredito que se chegue lá", conclui.

REACÇÃO
Um passo para a normalização

O presidente da Opus Gay, António Serzedelo, considera que a estreia de programas de natureza homossexual ou com referências ao tema "são um sinal de que a TV começa a estar sensível a um fenómeno existente há muitos anos". "É um passo para a normalidade", afirmou ao DN. O dirigente associativo sublinha que "a televisão, sobretudo a estatal, tem nesse combate grandes responsabilidades" e que "não deve demitir-se delas". "O Queer As Folk é uma série de culto, de grande qualidade, com muito humor e pode ser um importante contributo para acabar com a homofobia que existe na cabeça de muita gente, até mesmo de muitos homossexuais". Quanto à hora de exibição da série, Serzedelo considera-a "normal", da-da a natureza dos conteúdos.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: candy cane em 12.mai.2005, 18:23:59
Não sei se esta noticia pertence aqui, mas...

Responder
STONE CUTS GAY REFERENCES FOR ALEXANDER DVD

Director OLIVER STONE has cut the gay references from his ALEXANDER movie for the DVD version of the 2004 flop.

Stone claimed his Macedonian epic was unpopular with American audiences because of the subtle homosexual content.

He said, "They didn't even read the reviews in the South because the media was using the words: 'Alex is Gay'. As a result you can bet that they thought, 'We're not going to see a film about a military leader that has got something wrong with him.'"

In the DVD version, COLIN FARRELL's ALEXANDER THE GREAT character's relationship with HEPHAISTION - played by JARED LETO - will be portrayed as simply a friendship.

However fans of ROSARIO DAWSON will be pleased to know more angles of her character ROXANE's naked exposure will be included in the DVD.



http://www.contactmusic.com/new/xmlfeed.nsf/mndwebpages/stone%20cuts%20gay%20references%20for%20alexander%20dvd
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Wolf em 12.mai.2005, 22:06:25
o mundo é mesmo muito triste.

sim, bora lá esplorar o caso sexual, sem interesse, superficial e promíscuo da roxane e esquecer o tadinhu do hefaísto.. bora! também, o que interessa o amor da vida dele comparado a uma noite de sexo??

BAH

ker dizer, mete-se num filme com obvios contornos gays e depois volta a trás. ñ há paciência!
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Phoenix em 16.mai.2005, 16:36:45
Não perguntes, não digas
Agressões em Viseu, leis discriminatórias, boatos e silêncios. O país é homofóbico?

Fernanda Câncio
 

"Se um político é homossexual, deve assumi-lo", afirma Carlos Candal, que nas legislativas de 1999 foi acusado de fazer insinuações sobre outro candidato "O boato contra Sócrates foi bem organizado. Criaram um portal na Net, pseudo-'gay', a apoiá--lo. Sabíamos que era a fingir" - António Serzedelo, Opus Gay 
O dicionário dá três hipóteses, três graduações da palavra. "Medo irracional em relação à homossexualidade"; "preconceito contra os homossexuais"; "ódio em relação aos homossexuais". Definições cuja virulência se diria em crescendo. Engano, diz a cartilha das organizações LGBT (de lésbicas, gays, bissexuais e transexuais, espécie de união planetária de todas as sexualidades "minoritárias") medo, preconceito e ódio são o mesmo. Com o mesmo resultado: discriminação, opressão e perseguição. Aqui como no resto da Terra.


Os graus são diversos, os perigos também, e a assunção do fenómeno varia. Pode estar inscrito na lei e determinado por decreto, ou imerso no caldo da cultura, dos hábitos e da prática.

Pode implicar a lapidação pública ou a chacota, a criminalização total ou parcial (como no nosso ordenamento jurídico, que, no artigo 175.º do Código Penal, considera crime qualquer acto sexual entre um adulto e um adolescente do mesmo sexo entre 14 e 16 anos).

Pode corresponder a uma espécie de esquizofrenia institucional - a que mantém em vigor normas contraditórias (o artigo 175.º foi considerado inconstitucional) ou a que, rasurando da lei a expressão discriminatória, a mantém incólume, e portanto mais insidiosa e eficaz, na prática. É o caso dos critérios de ingresso nas Forças Armadas e nas polícias, que até há cinco anos interditavam as respectivas fileiras aos "anormais sexuais, em particular invertidos" e àqueles a quem fosse diagnosticada a "doença mental" da homossexualidade. Revogadas essas disposições - cujo fraseado era, aliás, de um risível anacronismo, já que desde os anos setenta a homossexualidade deixou de ser considerada uma anomalia psíquica -, a prática continua, asseveram denúncias chegadas às organizações LGBT nacionais, a afastar esses "indesejáveis".

Um homossexual tem tantos direitos como um heterossexual, diz, desde 2004, a Constituição da República Portuguesa, naquela que foi a mais expressiva vitória das organizações LGBT nacionais (e, diga-se, transposição da letra do Tratado de Amesterdão, assinado por Portugal em 2000). Mas, como se sabe, as mentalidades não se decretam e os comportamentos discriminatórios não se eclipsam por magia.

Pelo contrário, talvez. O antropólogo Miguel Vale de Almeida, que há anos assumiu nas páginas dos jornais a sua homossexualidade e está neste momento a trabalhar uma tese de doutoramento sobre os casamentos homossexuais em Espanha, considera que a definição do problema - no caso, a admissão e discussão da homofobia em Portugal - corresponde não só ao início da sua resolução como à fase de maior conflito. "A questão dos direitos dos homossexuais deixou de ser invisível. Há qualquer coisa que está a mexer na sociedade, o que significa que começam também a surgir reacções, mesmo violentas. Quando um conflito se torna público, explicita-se o conflito."

Talvez por isso se comece, nos últimos tempos, a ouvir falar, com mais frequência, de "ataques homófobos". Um fenómeno que, dir-se-ia, tem o seu epicentro em Viseu, o lugar onde um grupo de jovens entre os vinte e os trinta e poucos anos se organizou em milícia "dos bons costumes" para, sob o lema "a homossexualidade mete nojo", perseguir e assustar os gays viseenses, perante uma inexplicável placidez das autoridades. Mas, frisam os membros do grupo, não está em causa punir todos os gays viseenses só aqueles que explicitam o seu comportamento, só os que dão nas vistas. Só os que assumem o que são.

"Eu não gosto de ser surrado, ninguém gosta", dizia ao DN uma das vítimas da milícia. "Mas que hei-de fazer? Não vou negar o que sou!" É essa negação, essa exigência do silêncio e da invisibilidade dos homossexuais que Anabela Rocha (ver texto de opinião) como Miguel Vale de Almeida e Herman José (ver entrevista) afirmam ser a manifestação mais eficaz e generalizada do dispositivo social homófobo português. É a discriminação que se traveste de tolerância, o discurso que defende "o direito a existir" dos homossexuais, desde que escondam a sua homossexualidade como quem pede desculpa e, sobretudo, não se lembrem de reivindicar a igualdade. Desde que, como diz João César das Neves (ver entrevista) "vivam calmamente". Nos EUA, essa regra consubstanciou-se até, com Bill Clinton, numa lei militar, a que ficou conhecida por don't ask, don't tell (não perguntes, não digas) os candidatos homossexuais ao ingresso nas Forças Armadas podem ser aceites desde que nunca revelem nem evidenciem a sua orientação sexual.

Uma "lei" que, diz Miguel Vale de Almeida, "permite a existência de uma arma poderosíssima, a da insinuação e do insulto". E que, aplicada ao todo da sociedade portuguesa e à esfera das chamadas figuras públicas, se tem consubstanciado em casos sucessivos. De que o boato sobre o futebolista Calado é um exemplo (ver texto nas páginas seguintes), como é exemplo o ataque político de Carlos Candal, do PS Aveiro, ao então líder do PP Paulo Portas, através do "Manifesto Português Suave", durante a campanha para as legislativas de 1999, assim como o boato sobre o candidato a primeiro-ministro José Sócrates, durante a campanha deste ano.

Parte 1
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Phoenix em 16.mai.2005, 16:37:47
Parte 2

Carlos Candal, que reconhece que o seu "manifesto" foi mal recebido pela hierarquia do PS mas assevera "não se arrepender nada do que escreveu", nega ter "chamado nomes a alguém" ou, sequer, "aludido à orientação sexual de um político". O que fez, defende, "foi um ataque político pessoalizado", baseado na premissa de que, "se as ideias valem o que valem, é preciso saber quem as defende e as propõe, saber mais sobre a vida dessa pessoa, se é coerente, qual o seu percurso." Não estava em causa, garante, qualquer insinuação - mesmo se o político aveirense acha que "se um político é homossexual deve assumi-lo."

Nada a ver, porém, com o que se passou nas legislativas de 2005, e com a "jogada badalhoca" que indigna Candal. "Na última campanha eleitoral o que se passou foi um boato puro e simples, sem fundamento , uma difamação indecorosa." A diferença, para este socialista, é clara "Os ataques pessoais são lícitos e devem fazer-se quando têm fundamento ."

Mas o postulado de Candal esbarra com a hesitação do próprio perante a questão óbvia como se refuta o fundamento de alegações sobre a vida privada sem comprometer a própria dignidade e entrar no jogo dos atacantes? " É muito difícil a uma pessoa defender-se, de facto. Mas quando há fundamento, as pessoas têm de adequar as posturas aos comportamentos."

José Pacheco Pereira, que à época escreveu sobre o caso Candal/Portas, considera, pelo contrário, que "há perguntas que as pessoas devem recusar que lhes sejam feitas " e que nunca devem ser respondidas. E releva o facto de que, quando há políticos que fazem espectáculo da sua vida privada - o que considera censurável -, se pode criar a ideia de que quem não a expõe tem algo a esconder. Por outro lado, fundamentar na contradição entre discurso público e vida privada a "denúncia" de uma característica dessa vida privada é, do seu ponto de vista, impensável. "Sempre fui contra essa tese, que é defendida por exemplo por Vicente Jorge Silva. Acho aliás que o outing gera reacções de homofobia, é contraproducente."

Quanto ao que se passou na campanha das últimas legislativas, o social-democrata diz "não haver provas nem dados objectivos quanto ao facto de o boato ter sido lançado como arma política", mas não tem dúvidas de que foi utilizado. E apresenta como provas insofismáveis "a introdução pelo então presidente do PSD e primeiro-ministro de certos temas na campanha, de forma abrupta, como o do casamento dos homossexuais, que não estava na agenda política nem tinha conexão com qualquer proposta do adversário." E se não tem peias em condenar veementemente o comportamento de Santana, Pacheco Pereira elogia a forma como Sócrates reagiu "Ele lidou muito bem com o assunto."

Presidente de uma das organizações LGBT portuguesas, António Serzedelo, da Opus Gay, não comunga das dúvidas de Pacheco Pereira sobre a origem do boato lançado sobre José Sócrates. "Tenho a certeza de que houve uma campanha muito bem organizada. Até criaram um portal pseudo-gay na Internet, que apoiava Sócrates, a dizer 'finalmente nós gays temos o nosso candidato'. Nós, das organizações gays, sabíamos que aquilo era a fingir." Uma acção que só pode, para Serzedelo, fundar-se na homofobia "Se eu tento aproveitar a homofobia que penso existir num país, é porque sou homófobo."

Em todo o caso, crê o presidente da Opus, "saiu-lhes o tiro pela culatra". Claro que nunca se saberá qual a real dimensão do boato no resultado das eleições - a que ponto a campanha negativa irritou os portugueses e os levou a premiar o visado. Se os portugueses acreditaram no boato e mesmo assim (ou apesar disso) votaram em Sócrates, ou se nunca acreditaram na insinuação e o boato não teve importância - tese que Pacheco Pereira abraça "percebeu-se, em termos de sondagens, que não estava a ter efeito."

Contas feitas, foi o resultado de 20 de Fevereiro uma derrota da homofobia? Vale de Almeida reflecte. "Foi uma vitória no plano ético, decerto. Mas o boato pode ter criado um efeito perverso o de instaurar uma espécie de não dito sobre isto, de transformar o debate sobre os direitos dos homossexuais numa zona contaminada."

Certo é que o Programa do XVII Governo é parco em declarações sobre a matéria, em flagrante contraste com a postura dos socialistas espanhóis, que decretaram já a possibilidade do ca- samento entre homossexuais. E mesmo se a JS, pela voz do seu líder, Pedro Nuno Santos, assevera que vai bater-se pela regulamentação da lei das uniões de facto, sobre a questão do casamento é mais modesto "O nosso manifesto eleitoral fala de introduzir o debate."

Talvez, como opina Vale de Almeida, o povo esteja mais à frente nestas questões do que se pensa e, sobretudo, do que os políticos pensam, visão que Pacheco Pereira partilha "Pode haver comportamentos homofóbicos mas a maioria é bastante tolerante em relação às opções sexuais de cada um."

Talvez. Talvez o silêncio e a invisibilidade que hoje oprimem os homossexuais estejam perto de se transformar nos seus desejados e paradoxais duplos, o silêncio e a invisibilidade que acolhem aquilo que é banal. Como no título da nova série da 2, "Queer as Folk"(Diferentes como Nós, que estreou na sexta), ou no slogan da campanha televisiva anti-homofobia lançada pela associação Ilga-Portugal. O "direito à indiferença". O direito de não dizer, de não responder.

fonte: DN (http://dn.sapo.pt/2005/05/15/tema/nao_perguntes_digas.html)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Phoenix em 16.mai.2005, 16:41:23
entrevista
Herman José humorista

"Em Portugal, desde que se não se dê nas vistas, nada é grave"

Num país onde predomina a "Santa Hipocrisia", Herman defende o casamento entre homossexuais e elogia Espanha

f. c.
Arquivo DN-Rodrigo Cabrita


Portugal é homofóbico?

Portugal tem sobre a homossexualidade a mesma postura que a Igreja Católica. Desde que não se dê nas vistas, nada é muito grave. É a chamada "Santa Hipocrisia".

Recentemente, foi acusado de actos homossexuais com adolescentes, um crime considerado inconstitucional pelo Tribunal Constitucional e cuja extinção foi proposta pelo Governo PSD/PP, mas que se mantém em vigor. De que forma é que esta situação o afectou?

Enquanto a contestação do MP à minha não pronúncia pela juíza de instrução Ana Teixeira e Silva não for julgada pela Relação, não fa- rei quaisquer comentários sobre o assunto. Mas antes do Tribunal Constitucional, o Tribunal dos Açores, no caso "Farfalha", já tinha considerado essa lei inconstitucional.

Considerou-se discriminado?

Para isso era preciso que eu tivesse praticado "sexo homossexual com adolescentes", o que nunca aconteceu.

Quer dar exemplos de outras situa-ções de discriminação contra homossexuais? Já presenciou ou teve conhecimento directo de alguma?

No meio artístico essa discriminação não se aplica.

Têm sido noticiados alguns casos de agressão com motivações homofóbicas. Considera que isso é mau ou bom sinal? Porquê?

Isso há-de acontecer sempre. Os maiores homofóbicos são os que têm medo dos fantasmas da sua própria sexualidade. Veja-se o caso de J. Edgar Hoover [director do FBI até aos anos sessenta].

Como entertainer, considera que tem contribuído de alguma forma para desfazer os preconceitos associados à homossexualidade?

Não tenho dúvida que a minha postura tem contribuído em muito para normalizar as atitudes dos mais confusos.

Que pensa que poderia ser feito para combater este tipo de preconceitos e de discriminações?

Falar no assunto já é bom. Combater a homofobia nas suas várias formas é essencial.

É a favor da possibilidade de casamento para os homossexuais?

E porque não ? Ninguém opta por uma sexualidade, nem por uma raça. Vem "imprintada" no código genético.

Em Espanha a generalidade da população (dois terços) apoiou essa medida, decretada pelo Governo. Qual seria, em seu entender, a reacção dos portugueses à sugestão de uma lei semelhante?

O problema de Portugal não é o seu povo. É o seu sistema que ficou nos anos sessenta. Espanha vive, como é sabido, no século XXI.

fonte: DN (http://dn.sapo.pt/2005/05/15/tema/em_portugal_desde_se_se_nas_vistas_n.html)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: candy cane em 16.mai.2005, 18:46:46
Phoenix, essa é toda a entrevista ou parte dela? (não consigo ver o link)

Como entertainer, considera que tem contribuído de alguma forma para desfazer os preconceitos associados à homossexualidade?

Não tenho dúvida que a minha postura tem contribuído em muito para normalizar as atitudes dos mais confusos.

Não sei se sou da mesma opinião Herman... ::)
Pelo menos não nos últimos anos.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Phoenix em 16.mai.2005, 19:37:58
Phoenix, essa é toda a entrevista ou parte dela? (não consigo ver o link)

Como entertainer, considera que tem contribuído de alguma forma para desfazer os preconceitos associados à homossexualidade?

Não tenho dúvida que a minha postura tem contribuído em muito para normalizar as atitudes dos mais confusos.


Não sei se sou da mesma opinião Herman... ::)
Pelo menos não nos últimos anos.

A notícia está na íntegra.
Tenta o seguinte link: http://dn.sapo.pt/2005/05/15/tema/em_portugal_desde_se_se_nas_vistas_n.html
 :) :-*
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Azuth em 22.mai.2005, 13:49:19
TVE enseña las bodas homosexuales a los más pequeños a través de «Los Lunnis»

Madrid, 22 de Mayo de 2005



Televisión Española ya está haciendo «campaña de sensibilización» para normalizar esta situación, y ha empezado con un ejercicio de tolerancia y normalidad hacia los más pequeños. Y qué mejor sitio para hacerlo que en «Los Lunnis», el espacio infantil por excelencia que se emite en La 2 de TVE de 07:30 a 09:30 horas y por la tarde, de 17:30 a 19:00 horas. Bajo el título «Bodas diferentes», se emitió el miércoles un reportaje en el que mostró a escolares distintas formas de casarse, una de ellas entre dos personas del mismo sexo.

¿Telediario infantil? Cada día Lucho y Lupita, dos de los muñecos con más «tirón» de esta pandilla de guiñoles de trapo presentan el «Telelunnis», una especie de telediario infantil en el que intentan acercar a los más pequeños el mundo de los adultos a través de noticias y reportajes. En su afán de «divulgación», los dos muñecos dieron paso a otro de sus compañeros que presentó un vídeo en el que se hablaba de «bodas diferentes». El reportaje, que se emitió alrededor de las 08:30 horas, mostraba imágenes de un sudanés casándose con una española, una pareja de novios catalanes haciéndolo por un ancestral ritual catalán y por último la boda de dos hombres en un ayuntamiento.

Pese a que algunos padres afines a los postulados de la iglesia han puesto el grito en el cielo tras la emisión de este vídeo, Televisión Española eludió realizar una justificación porque «es una situación que tarde o temprano van a ver porque la ley se va a aprobar», explicaron. Las mismas fuentes comentaron que el vídeo no tenía nada malo, «ha sido absolutamente "light", nada agresivo y ni se ha incitado a la homosexualidad, ni se recreaban en ello, ni nada por el estilo, se mencionaba muy de pasada y no tiene ninguna connotación negativa».

El espacio infantil -dirigido especialmente a niños de 3 a 7 años- incluía moraleja y al final el muñeco encargado de presentar el reportaje terminaba diciendo: «No hace falta casarse para querer a alguien, pero hay muchas parejas que así lo prefieren. Habéis visto tres bodas diferentes para un mismo objetivo. ¡Qué sean felices y coman perdices!».
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Hain em 23.mai.2005, 12:46:52
http://news.yahoo.com/s/ap/20050523/ap_on_re_us/gay_marriage_psychiatrists&printer=1

 Psiquiatras poderão pedir aceitação de casamento homossexual

 Representantes do maior grupo de psiquiatras da nação [Estados Unidos da América] aprovaram, no Domingo, uma afirmação que procura o reconhecimento legal do casamento homossexual. Se for aprovado pelos directores da associação em Julho, a medida faria da Associação Americana de Psiquiatras o primeiro grande grupo médico a tomar tal posição.

 A afirmação apoia o casamento entre pessoas do mesmo sexo "com o interesse de manter e promover a saúde mental".

 Segue uma medida semelhante pela Associação Psicológica Americana no ano passado, pouco mais de terem passado 3 décadas após a remoção, por parte deste grupo, da homossexualidade da lista de perturbações mentais.

 A afirmação da associação psiquiátrica, aprovada por voto no primeiro dia de uma reunião anual em Atlanta, que irá durar uma semana, cita a "influência positiva de uma relação adulta e estável na saúde de todos os membros da família".

 A resolução reconhece "que os homossexuais e lésbicas são seres humanos completos aos quais devem ser garantidos os mesmos direitos humanos e civis", disse Margery Sved, psiquiatra de Raleigh, N.C., e membro do comité sobre tópicos homossexuais.

 O documento clarifica que a associação está a focar-se em casamentos civis, não religiosos. Não toma posição sobre as perspectivas de qualquer religião sobre o casamento.

 Massachusetss é o único estado que permite o casamento entre homossexuais. Dezoito estados passaram emendas constitucionais banindo o casamento entre homossexuais.

Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Phoenix em 26.mai.2005, 15:56:59
Saiu ontem na Revista Visão uma reportagem com o título: O que mudou no país gay.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: DoceAmigo em 26.mai.2005, 19:01:12
Saiu ontem na Revista Visão uma reportagem com o título: O que mudou no país gay.

Uma reportagem impecável!! :)

Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: timmy em 26.mai.2005, 20:11:03
NA TELENOVELA "AMÉRICA"


"Deborah Secco, a protagonista Sol de "América" (novela que estreia na SIC a 30 de Maio, em substituição de "Senhora do Destino") revelou que gostaria de viver um triângulo amoroso... diferente das tramas habituais. Ou seja, ela, o boiadeiro Tião (Murilo Benício) e Júnior (Bruno Gagliasso), o jovem homossexual da história de Gloria Perez: "Nada é 100% aceite, mas é uma polêmica que é bacana". Talvez assim as audiências subissem..."
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Phoenix em 27.mai.2005, 17:08:37
A orientação sexual
“A pessoa tem que ser muito forte para levar com a diferença em cima”

A 15 de Maio, na manifestação contra a discriminação pela orientação sexual, Pedro Russo assumiu a sua homossexualidade perante todos e revelou que é um dos jovens que se dizem vítimas da acção de um "gang" que tem aterrorizado os homossexuais de Viseu. Aqui está um pouco da sua história. Como Pedro Russo mudou a sua vida para Viseu, vindo de Figueira de Castelo Rodrigo, por amor; a mágoa que sente pela "ineficácia" da polícia; como a internet desencadeou o processo de libertação em relação às "amarras" da família; a felcicidade que vai recuperando. Pedro Russo, de cara destapada.

Entrevista Fernando Giestas
 

Não se arrependeu de ter assumido a sua identidade?
Não, não.

Hoje subiria outra vez para aquele palanque…
Subia, subia. Fazia tudo novamente, não me arrependi de nada.

Foi uma atitude reflectida?
Eu não sabia o que havia de falar. Eu era o representante da Horus, tinha que falar. Pedi para ser o último, para ver de que é que as outras pessoas falavam. Nunca pensei falar de mim. Nunca pensei. Eu ainda gaguejei ao princípio e comecei a tremer. Conversei com o Sérgio Vitorino [do movimento Panteras Cor-de-Rosa] que me disse: "Fala o que sentes". Então, eu falei o que sentia. E, como gosto de falar às pessoas olhos nos olhos, tirei os óculos e falei para o público. Até podia ter uma reacção de contra, mas não, graças a Deus, até hoje…

Que consequências é que advieram dessa atitude?
As pessoas têm medo de me abordar na rua. Têm muito medo.

Mas reconhecem-no?
Reconhecem, olham para mim, mas têm medo. Têm medo de me abordar, de exprimir algum sentimento, de falar comigo. Notou-se essa diferença. Mas não muda nada aquilo que eu sou. Eu só dei a cara, e dou a cara, e vou em frente.

Alguém o cumprimentou pela decisão de assumir que é um dos homossexuais perseguidos em Viseu?
Heteros[sexuais] principalmente, porque os gays fogem de mim.

Porquê?
Porque têm medo. Esta semana, no Continente, fui cumprimentar um rapaz, que sei que é gay, e ele fugiu.

Porque o vão conotar?
Sim, mas tenho amigos gays que me vêm cumprimentar.

Ser diferente custa muito?
Custa, custa. A gente quer arranjar um trabalho, olham-nos de lado, andamos na rua, olham-nos de lado. Custa muito. A pessoa tem que ser muito forte para levar com a diferença em cima.

Como é que aprendeu a ser diferente, com menos dor?
Desde que sou gente que sei aquilo que sou, só que nunca me assumi. Pensava que não devia assumir, pensava que era o único, quando morava em casa dos meus pais. Só que agora chegou outra altura da vida que fez com que eu mudasse. Vim para Viseu, fui trabalhar para o Lar de Santo António, com crianças. Aí fui discriminado, porque veio o tema da pedofilia e as pessoas começaram a misturar pedofilia com homossexualidade. Nada tem a ver. Não me avaliaram pelo meu trabalho, avaliaram-me sim pela orientação sexual. Acabou o contrato e vim para a rua. A partir daí, estive um ano para arranjar trabalho cá em Viseu.

Começou a conviver com a diferença desde cedo?
Começou tudo na escola primária. Eu não me identificava com as corridas, com o jogar à bola, com os jogos típicos dos rapazes. Identificava-me mais com a parte feminina. Eu vivia numa aldeia, aquilo é uma vila [Figueira de Castelo Rodrigo], mas praticamente é uma vila-aldeia. Qualquer gay que a gente conheça tem sempre uma evolução mais rápida do que um hetero. Pensa muito mais rápido do que um hetero, em meios completamente diferentes, tais como no mundo da moda, na maneira de pensar e de vestir…

Foi uma criança solitária?
Fui, fui, fui. Fui excluído pelos meus próprios amigos de escola. Não falavam para mim, quem falava mais eram as raparigas… aí é que se nota a diferença, aí é que se nota a dor pelas pessoas nos rejeitarem. Parece que temos uma doença contagiosa, somos postos de parte. Depois, pedi à minha mãe, que foi muito minha amiga, que conseguisse ficar grávida quando eu tinha 11, 12 anos… e nasceu a minha irmã. Aí foi diferente.

Porquê?
A minha irmã foi uma bênção. Foi um reviver, foi pensar no futuro dos meus pais. Pensar nos netos que os meus pais iam ter, na alegria que iam viver, no casamento que os meus pais pensavam para mim… reflecti tudo na minha irmã.

Sentiu um alívio por pensar que, a partir do nascimento da sua irmã, a sua família podia ter continuidade através dela?
Lembro-me muito bem de, com oito anos, dizer à minha mãe que não pensasse que eu ia casar e ter filhos. Sempre habituei a minha mãe a esta ideia. Eu andava a pedir uma irmã, ou um irmão, porque eu sabia que não podia dar netos aos meus pais. Eu pensava que era o único gay que existia no mundo, então comecei a viver para os meus pais. Tudo quanto eu fazia era para os meus pais. Eu não vivia para mim. Nada do que estava ali era eu. Até que houve um salto muito grande: a evolução da internet. A internet foi o que me fez saltar da casa dos meus pais.

Parte 1
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Phoenix em 27.mai.2005, 17:11:50
Parte 2

Figueira de Castelo Rodrigo passou a ser um ponto pequenino no mundo e não o mundo todo.
Eu estudei em Trancoso, só que queria ir para Inglaterra trabalhar, ou para Paris, ou para a Suíça, mas os meus pais sempre me obrigaram a estar ali, não queriam que eu saísse dali. A viver para quem? Para eles, só para eles. Até que chegou a um ponto em que confessei a uma amiga holandesa que era homossexual, que não conseguia estar ali a viver naquele meio. Ela deu-me umas páginas da internet e, a partir daí, eu nunca mais voltei a ser o mesmo.

Foi a essa amiga que disse a alguém, pela primeira vez, que era homossexual?
Lá em Figueira foi.

Que idade tinha?
Foi em 1999. Eu tenho 30 anos.

Só aos 24 anos é que ganhou coragem para assumir perante alguém que é homossexual?
Sim.

Expressamente: eu sou homossexual?
Sim, isso é o que a gente diz, mas depois arrepende-se. Depois vai para casa a pensar…

Que a sua amiga poderia dizer a outros?
É. Porquê? Porque não temos confiança em nós próprios. Quando temos confiança em nós próprios, andamos para a frente, mas como ela foi a primeira pessoa, arrependi-me. Mas ela não falou a ninguém, guardou segredo. Deu-me todos os sites. Comecei a conhecer pessoas, fez-me muito bem conhecer pessoas. A primeira vez [em 1999], comecei a tremer, a tremer, a tremer, porque ia conhecer um gay, o primeiro da minha vida. Não sabia se havia, ou não, de ir, se havia de fugir. Não fiquei apaixonado por ninguém.

O facto de a sua amiga ser holandesa deixou-o mais à vontade para a revelação?
Deixou, deixou.

Por ser estrangeira?
Ela nasceu na Holanda, viveu lá até aos dez, onze anos, mas depois veio para ali [Figueira de Castelo Rodrigo].

Mas tem outra mentalidade?
Tem, tem. Vai todos os anos à Holanda, tem amigos holandeses… é outra formação. Ela conseguiu compreender tudo o que eu estava a sofrer. Ninguém tem coragem, se tiver um amigo gay… eu, sendo hetero hoje, claro que tinha vergonha de perguntar a um amigo meu: "és gay?" Ela tinha vergonha de me perguntar isso. Quando eu lhe disse que era, ela viu-me com outros olhos. Ajudou-me imenso.

Gostava que alguém lhe tivesse perguntado, mais cedo, se era homossexual?
Eu…

Alguém lhe perguntou isso, antes delas?
Não, mas eu preparei os meus pais para isso. Como? Todos os meus amigos gay, que conheci até hoje, levei-os a casa. Os meus pais nunca os rejeitaram. Em casa, dizia ao meu pai: "Eu já fui a uma discoteca gay".

Ia dando sinais?
Ia dando sinais de tudo o que se estava a passar à minha volta, à espera que os meus pais me perguntassem: "Porque é que vais?" – para eu ter um pretexto para falar. A minha mãe nunca teve coragem, nem o meu pai. Como é que eles souberam? Eu tive um cancro há um ano… fiz os tratamentos e fui operado sem eles saberem. Só na última fase da quimioterapia, em que pensava que ia morrer, é que fui a casa conversar com os meus pais e eles não acreditaram. Quando é que acreditaram? Quando apareci na SIC de rosto para baixo.

Reconheceram-no?
Sim. Nem o meu pai, nem a minha mãe sabiam que me tinha acontecido isto [as perseguições em Viseu]. A minha mãe ligou-me e perguntou o que estava a acontecer. Eu contei-lhe e ela disse: "Mas tu não és homossexual". "Mas sou". Houve uma divergência. Não aceitaram, ao princípio. Qualquer pai não aceita. Isso é normal. A um pai e a uma mãe custa muito a aceitar. É um choque.

Quando é que se reencontrou com os seus pais?
Passados oito dias. Começaram a colar cartazes à porta dos meus familiares, os recortes dos jornais. Eu resolvi ir a casa dos meus pais e saí à rua, para ver se alguém me apontava o dedo. Ninguém foi capaz de nada. Eu andava na rua de cabeça erguida, como ando aqui em Viseu. Conversei com os meus pais, chegámos a uma conclusão… claro que chorámos, chorámos muito… mas é a vida. É a vida. Não pedi para nascer homossexual. Não tenho culpa. Nasci assim, assim vou morrer. Só têm que me respeitar, como eu respeito um hetero ou qualquer tipo de pessoa que se cruze à minha frente.

Quando é que conseguiu libertar-se das "amarras" da família?
Foi há três anos…

Só há três anos?
Só há três anos é que saí de casa dos meus pais. Estava sempre naquela prisão, até que, uma vez, apaixonei-me por um rapaz cá de Viseu…. apaixonei-me, nunca pensei apaixonar-me por ninguém, apaixonei-me perdidamente e disse: "é hoje". Andei um ano para arranjar cá trabalho e consegui. Deram-me a resposta numa sexta e no fim-de-semana mudei a minha vida. Vim para Viseu.

Por amor?
Por amor. Mudei a minha vida por amor.

O que é que se tem passado nos últimos tempos, em Viseu?
Fisicamente nunca ninguém me tocou, graças a Deus, porque eles bem me queriam tocar. Vivi momentos de tensão, atrás da minha porta, a chorar, e eles a ligarem-me, a ameaçarem-me de que estavam ali em baixo, e sabiam os passos todos que eu dava.

Já os conhecia anteriormente?
Nunca os vi na minha vida.

São jovens de Viseu?
São, de 18 a 30 e poucos, e mais as suas namoradas. Não sei o que se passou para eles fazerem isso. Até hoje não percebo.

Quando é começou a ser perseguido?
A partir do dia 11 de Fevereiro. Começou tudo aí. Hoje eles fazem plantão na porta de minha casa.

Ainda hoje?
Ainda hoje. Querem que eu tire a queixa. Eles ligam para o meu telemóvel e dizem que são jovens e que vão ter um processo em cima. Eu só digo que ninguém os mandou vir ter comigo. Nunca lhes fiz mal, nem os conheço. São pessoas que devem ter muito poder, porque eles ligam-me e contam-me o processo conforme está. Eu sou assistente do meu processo, posso consultá-lo quando quiser, mas a mim não deixam e eles sabem do processo. Isso é o que custa.

Foi o único a fazer queixa?
Fui. Três queixas, na PSP de Viseu. Ia com a quarta, mas os polícias não me deixaram fazer mais queixas. Disseram-me para reunir todas as queixas e marcar uma data para as apresentar.

Tinha que ser por "atacado", não podia ser uma de cada vez?
Era, porque já lá tinha muitas queixas. Então, se eu estou a ser perseguido, tenho que apresentar queixa.

Sente que, para que o levem a sério como a outro pessoa qualquer, tem que fazer muito mais?
Estavam a gozar comigo [os polícias], desde o primeiro dia. No primeiro dia, se os quisessem identificar [aos agressores] tinham identificado os 30. Eles estavam todos à porta [da esquadra da PSP de Viseu]. Estavam à minha espera para me bater ali à porta da polícia. A polícia só se ria. Eu liguei à meia-noite para a polícia vir ter comigo ao tribunal [na Avenida da Europa] e eles nem sequer lá foram, eu é que tive de fugir pelos meus próprios meios. Onde está a minha segurança? Só depois que apareceu a SIC é que eles se puseram com falinhas mansas. E disseram-me que as situações só acontecem a quem as procura. O que é que procurei? Eu estava no meio da cidade, das três vezes. Uma no tribunal, outra junto ao Fórum e outra na Caixa Geral de Depósitos. Fui eu que procurei as situações? Não fui eu.

Assumiu a sua homossexualidade perante os polícias?
Assumi. Eles perguntaram: "Porque é que foi agredido?". "Por ser homossexual" – respondi. "Então, espere aí que já vemos" – foram lá para dentro e esperei meia-hora. Entrei e o homem só gozava com a minha cara. "Então, o que é que lhe chamaram?" "Chamaram-me p******** e ameaçaram que me matavam." "Mas torne a repetir" – num tom de gozo, até que me enchi e perguntei ao polícia se estava ali para gozar com a minha cara, ou se estava para receber a queixa.

Continua a ser ameaçado?
Pelo gang sou. Foram dois meses, até ao final de Março… no outro telemóvel é que tenho o número deles, as mensagens, eles a marcarem-me encontros para eu ir ter com eles, a passarem-se por gays. Eu nunca fui a um encontro. Eles estragaram a minha vida, porque eu não voltei a ser a mesma pessoa. Eu saía para a noite, divertia-me à noite, passeava de noite, saía para tomar café, hoje não faço nada disso. Hoje baseio-me em casa. Aí é que me deram o corte. Mas eu não tenho medo. Eles bem sabem que, se eu aparecer morto, são eles os culpados. Eu deixei isso escrito na polícia. A mim o que mais me enerva é ter que viver com isto, é estar constantemente a levar com eles. E revolta-me a polícia não fazer nada. Se eu fosse filho de um presidente, de um ministro, tinha dois polícias à porta constantemente.

Como é que é abordado, agora?
Há umas três semanas, vi um dos rapazes que me abordaram no Continente. Ele não foi ter comigo. Estava sozinho. Mas o que ele fez foi ligar para outros e eu vim embora. E ele foi tão descarado que me ligou para o telemóvel a perguntar: "Então quem era o que estava contigo, também era p********? Vai levar nos cornos".

Como é que eles sabem o seu número de telemóvel?
E como é que sabem os telemóveis dos meus amigos? Só sabem os telemóveis daqueles que estavam como testemunhas no dia em que me abordaram. É uma fonte bem segura que aqui está.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Phoenix em 27.mai.2005, 17:12:51
Parte 3

Quando fez queixa na PSP levou testemunhas?
Levei. Estavam no carro.

E deixaram lá os vossos contactos.
Deixámos.

Só a partir daí é que começaram a ser abordados por telemóvel?
Só. A marcar encontros, a passarem-se por gays… só que eu nunca fui a nenhum. Não tenho necessidade disso.

Perde muita saliva a explicar às pessoas que é normal, ou não vale a pena tentar contrariar ideias-feitas?
Vale a pena conversar com as pessoas. Nem que seja três horas. Dou-lhe um exemplo: no meu local de trabalho, eu fui o primeiro homossexual que elas [as colegas] conheceram. E no primeiro dia em que entrei para ali, eu assumi-me perante elas. Tínhamos que nos apresentar e eu disse: "Eu sou homossexual". Eram 40 pessoas e os 40 ficaram em silêncio. Eu pensei: "Eles podem deixar de falar para mim, mas não me importo, vivo a minha vida, posso ter os tiques que tiver, que sou eu". Sabe o que me fizeram? Bateram-me as palmas. E hoje, elas têm uma ideia diferente do que é a homossexualidade. Porque eu sou normal, a minha orientação sexual é que é diferente. Elas vêm ter comigo, a maior parte são mulheres, e eu converso de tudo. Elas desabafam comigo. A nossa sensibilidade é diferente da de um hetero.

fonte: http://www.jornaldocentro.pt/
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Phoenix em 05.jun.2005, 19:52:13
São Paulo vira a capital do orgulho gay neste domingo

SÃO PAULO - Cerca de 2,5 milhões de pessoas invadiram neste domingo as duas pistas da avenida Paulista, na cidade de São Paulo, para acompanhar a 9ª edição da Parada do Orgulho GLBT (Gays, Lésbicas, Bissexuais e Transgêneros), o maior evento do gênero no mundo

De acordo com cálculos dos organizadores da manifestação, cerca de 2,5 milhões de pessoas estavam na caminhada. A estimativa da Polícia Militar, entretanto, é de que o número de participantes estivesse em torno de 1,9 milhão.

Quatro horas depois de iniciada a marcha, apenas 12 dos 23 trios elétricos inscritos para participar haviam alcançado a Rua da Consolação, a cerca de três quilômetros do ponto final da parada, na Praça da República.

A concentração começou às 11 horas, sob o lema "Parceria Civil Já! Direitos iguais: Nem mais, nem menos", mas o início oficial se deu às 14h25, logo depois da execução do Hino Nacional num palco montado em frente ao prédio da TV Gazeta. Foi de lá que o prefeito José Serra (PSDB) deu as boas-vindas aos participantes do evento. "São Paulo é uma cidade aberta às diferenças, que apóia (a diversidade) e não exercita a palavra discriminação", disse.

Último orador a falar no ato de abertura da Parada Gay, o professor Jean Wyllis, vencedor de um reality show de televisão, defendeu a luta contra o preconceito. Enquanto ele falava, houve chuva de papéis picados brilhantes e um som mais animado

O secretário estadual de Justiça e da Defesa da Cidadania, Hédio Silva Junior, um dos participantes da marcha, informou que o governo vai anunciar em breve uma série de ações de combate à discriminação homofóbica. Segundo Junior, uma comissão especial para atender a queixas deste gênero funciona desde 2001 na secretaria, tendo atendido a 32 casos nesse período.

fonte: http://ultimosegundo.ig.com.br/materias/brasil/1990501-1991000/1990769/1990769_1.xml
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Phoenix em 06.jun.2005, 20:21:04
Casamento gay é aprovado em plebiscito na Suíça

58% dos eleitores suíços aprovaram ontem o Pacto Civil de Solidariedade, lei que reconhece para os casais homossexuais os mesmo direitos e deveres que os héteros, exceto a adoção de crianças.

Apesar da oposição da União Democrática de Centro, partido nacionalista de direita, e de parte das igrejas católica e evangélicas, o pacto já havia sido aprovado no Parlemento e no Senado do país.

A nova lei, que será aplicada em todo o país, contou com o apoio das centrais sindicais para sua aprovação. A Organização dos Trabalhadores Suíços disse em uma nota que "de agora em diante os casais homossexuais na Suíça poderão viver uma relação duradoura e reconhecida juridicamente, além de assumir direitos e deveres recíprocos".

Com esse pleito, a Suíça tornou-se o primeiro país do mundo a reconhecer a união entre pessoas do mesmo sexo por voto popular.

fonte: http://mixbrasil.uol.com.br/mundomix/centralplus/noticia.asp?id=2563

 :up [smiley=sim.gif]
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 06.jun.2005, 23:30:39
Tinha ideia que isto é equivalente a união de facto e não a casamento (a notícia que li falava de união de facto). Mas se é igual ao casamento em termos práticos, é só uma questão de nomenclatura diferente. :)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: v em 12.jun.2005, 13:29:51
Hoje à noite na SIC, deve de passar uma reportagem sobre a violência homofóbica em Viseu.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: N´guxi em 12.jun.2005, 20:43:05
Hoje à noite na SIC, deve de passar uma reportagem sobre a violência homofóbica em Viseu.

Sim sim, vão passar. Acabei de ouvir agora no telejornal. Não deve tardar. Vejam.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Azuth em 22.jun.2005, 12:22:30
Psicólogo declara ao senado espanhol que gays são doentes

Um psicólogo convocado pela direita conservadora falou ao senado espanhol que a homossexualidade é uma doença. O autor da frase, convidado pelo partido popular, afirmou ainda, que as causas da homossexualidade são um pai hostil, alcoólatra, violento e uma mãe super-protetora, fria e sem afeto.
O homem, Aquilino Polaino, disse que o resultado disso são crianças que não se identificam com as outras e são incapazes de se defender.
Polaino resumiu ainda sua tese: a de que 30% deles são vítimas de abuso sexual, desenvolvem ainda doenças como depressão, obsessão compulsiva, suicídio e vício de drogas.
O discurso deixou membros do senado estupefatos.

Uma pesquisa feita pela universidade de Sevilha, na Espanha, revelou que as crianças que vivem em lares homossexuais se desenvolvem igualmente às em lares hétero, são mais flexíveis inclusive ao aceitarem os valores heterossexuais. Amanhã,o senado votará a lei de casamento entre pessoas do mesmo sexo.


Fonte:

http://glsplanet.terra.com.br/cgi-bin/viewnews.cgi?category=4&id=1119385713
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Web_boss em 24.jun.2005, 13:17:28
Coloquei no meu blog www.gayluso.blogspot.com (http://www.gayluso.blogspot.com) um resumo de uma entrevista que ouvi em www.elpais.es (http://www.elpais.es) e que tb enviei para a rede ex aequo por mail para colocar no forum.

Na entrevista, um rapaz descreve as suas duas únicas consultas com o dr. Polaino, que até utiliza choques eléctricos para tentar transformar gays em heterossexuais; Polaino disse ao jaime (nome ficticio) que deixarmos de ser católicos é algo muito grave, e que a homossexualidade é uma grave transtorno de identidade.

Polaino receitou-lhe seis fármacos diferentes, alguns poerigosos para a saúde. Segundo Polaino, vivemos numa ilusão criada pela sociedade laica e pelos lobbys LGBT.

Tentem ouvir a entrevista no El Pais online.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 24.jun.2005, 13:29:21
Que horror! :o

Não há uma ordem de médicos/psiquiatras que ponha cobro a isso?!
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Web_boss em 24.jun.2005, 13:37:43
Polaino é catedrático de Psicopatologia e pode vir a ser expulso. contudo as suas práticas são conhecidas há muito tempo e nunca niguem fez nada. Na Figueira da Foz há um médico psiquiatra que utiliza métodos semelhantes... por causa dele já foram internadas pessoas nos Hospitais de Coimbra, algumas delas ficaram com danos para sempre.

Bluejazz, vai à pagina do El Pais e ouve a entrevista... vais ver que é horrivel!
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: mIsS em 24.jun.2005, 14:06:19
Ele que se trate mas é a ele!Imbecil!
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 24.jun.2005, 14:35:43
Mas esse caso da Figueira da Foz é muito grave! No caso espanhol não podemos fazer nada, mas em Portugal sim!

Conheces alguém que tenha passado pelo tratamento? Este tipo de coisa tem de ser denunciada!
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Web_boss em 25.jun.2005, 00:38:10
Sei de um caso de um rapaz homossexual que tem uma familia e uns pais maravilhosos e amigos que sabem que elé é e que sempre o aceitarem, mas o rapaz é também é sobretudo e tem doença bipolar, já o pai e o avô também sofrem de doença bipolar, e foi a esse médico da Figueira... quando revelou ao médico que era gay, o psiquiatra disse-lhe que lhe podia alterar a orientação sexual se ele quisesse... chegou a falar dos tais choques...

O caso é conhecido nos Hospitais da Universidade de Coimbra... o doutor horrores da Figueira da Foz tem um consultorio privado no qual entra às nove da manha e sai à meia noite... cobra uma fortuna por cada consulta, que normalmente são de muito curta duração pois este limita-se a passar medicamentos anti-depressivos...

O tal psiquiatra da Figueira da Foz é considerado dos melhores de Portugal e tem uma carreira de prestígio lá fora... no entanto, é muito mal visto pelos médicos cá de Coimbra devido às suas práticas que chegam a depositar na cama de hospitais e clínicas diversos doentes, mas nin´guém faz nada pelos vistos.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: temporary_user em 26.jun.2005, 13:30:04
Canal gay vai para o ar quinta-feira   (nos EUA)

Após muitos anos de espera e muita especulação, a primeira emissão de um canal ‘gay’ está prestes a ir para o ar. A estreia de ‘Logo’ está prevista para a próxima quinta-feira.


O ‘Logo’ vai ser a primeira emissora ‘gay’ disponível por assinatura na televisão por cabo dos EUA. Existem já dois dois canais ‘gays’ – ‘Here e Q’ –, mas o ‘Logo’ vai ter maior alcance, servindo mais de 10 milhões de lares .

Mais de mil horas de programação com temas ‘gays’ já estão confirmadas na grelha da emissora. Há de tudo: desde séries inéditas, como ‘Noah’s Arc’, a ‘reality shows’, como ‘Open Bar’. O ‘Logo’ também vai ter um vasto arquivo de filmes e séries do agrado da comunidade ‘gay’.

O canal também vai exibir, pela primeira vez na televisão americana, a cerimónia de entrega dos ‘Glaad Media Awards’, os prémios da Gay and Lesbian Alliance Against Defamation. O evento está marcado para 24 de Julho.

A emissora é pertence do grupo Viacom, que é proprietário da MTV, do VH-1, do Nickelodeon, do Comedy Central e da Spike TV, entre outros canais.

26-Jun-2005
Correio da Manhã (http://www.correiomanha.pt/noticia.asp?id=164611&idCanal=92)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Sacerdotisa em 26.jun.2005, 14:18:03
Lembrei-me de colocar aquii na íntegra a entrevista para k possa ser consultada por todos, pois poderá haver alguma questão com o link e assim não se perde a oportunidade de ser lida!!!!!

http://urbi.ubi.pt/050614/edicao/280rep_homossexualidade.htm


Ex-Aequo na Covilhã
Uma Rede a contornar o preconceito


A Rede Ex-Aequo apresenta-se como uma associação de jovens lésbicas, gays, bissexuais, transgéneros e simpatizantes com idades compreendidas entre os 16 e os 30 anos. Legalizada em 2003, começou as suas suas actividades, ainda de que de modo informal, em Janeiro de 2002. Funcionando a nível nacional, a Rede existe também na Covilhã desde o ano passado. Promover a não discriminação e zelar pela integração social dos seus membros é o grande objectivo da Associação. O Urbi falou com um dos Coordenadores da Ex-Aequo na Covilhã, e também com a Ana e o João (nomes fictícios), dois elementos que integram o grupo.

Por Rosa Ramos 
 

Uma rede nacional que agora chega à Covilhã

A primeira reunião da Ex-Aequo na Covilhã, a 10 de Janeiro de 2004, foi marcada num espaço público da cidade. Não havia a intenção de ali continuar a realizar os encontros. Menos de 24 horas depois dos primeiros participantes se reunirem, a Rede recebeu um e-mail desse mesmo espaço onde, de forma cordial, era pedido aos responsáveis que tirassem da página de internet da Ex-Aequo o nome do local, nela citado enquanto ponto de encontro. “Fomos discriminados e expulsos de uma forma muito diplomática”, contou ao Urbi o Coordenador da Covilhã, José. “Estávamos apenas a ter uma reunião de convívio num espaço público”, referiu.
Esta dificuldade inicial com que o grupo se deparou é reflexo de uma série de problemas com que têm de lidar diariamente. Posições agressivas e comentários mais ou menos grosseiros e depreciativos constituem o dia-a-dia destes jovens.
A Rede surgiu a partir do projecto “Descentrar”, da Associação ILGA Portugal, e foi apoiada pelo Instituto Português da Juventude (IPJ). Trabalhou-se no sentido de criar grupos de jovens Ex-Aequo em várias cidades do País. O resultado deste projecto que, entretanto, findou em Dezembro de 2003, foi conseguido. A Ex-Aequo marca presença, actualmente, não só na Covilhã, mas também em Aveiro, Braga, Coimbra, Évora, Faro, Leiria, Lisboa, Porto e Vila Real.


Na Covilhã, as reuniões acontecem na AAUBI

Em todos estes pontos do País, os trabalhos decorrem no sentido de reivindicar uma não discriminação das jovens lésbicas, gays, bissexuais e transgéneros (LGBT). Procura-se, por outro lado, desenvolver e implementar estratégias e acções de intervenção a nível social, político e cultural no que se refere à educação no âmbito da temática LGBT. A Ex-Aequo promove, ainda, reuniões regulares em cada uma das cidades onde funciona, de modo a criar espaços de convívio e de apoio aos seus membros integrantes.
Na Covilhã, o projecto já estava pensado há algum tempo. Não foi posto em prática desde o início porque só existiam, na cidade, dois coordenadores dispostos a dar a cara. Seriam necessários três para que a Rede pudesse existir de forma oficial. Ultrapassado esse problema, a primeira reunião teve lugar. A Rede nacional ia dando indicações de objectivos e estatutos ao grupo fundador da Covilhã. José contou ao Urbi que aconteceram, inclusivamente, formações em Lisboa, onde lhes eram dadas instruções sobre a melhor forma de trabalhar a nível regional.
Ultrapassadas as dificuldades iniciais, hoje o grupo já tem um local fixo, onde se realizam as reuniões. Todos os segundos e quartos sábados do mês, os cerca de quinze elementos da rede reunem-se na sede da Associação Académica da UBI (AAUBI). “Inicialmente, passámos por uma fase extremamente complicada”, conta José, o mesmo que acrescenta que “durante um mês chegámos a estar sem local, porque a AAUBI fechava aos fins-de-semana.”
A existência de um número tão reduzido de elementos prende-se com o facto de muitos jovens terem receio de ser apontados e discriminados. Porém, José garante que o ambiente em que as reuniões são realizadas acontece “com a maior discrição”. O coordenador diz que tem conhecimento de alguns jovens que não aderem por medo. “No ano passado, realizámos um jantar de Natal e cheguei a receber inúmeros telefonemas de pessoas a dizer que gostavam muito de ir, mas que tinham muito receio de serem reconhecidos e identificados com o grupo. Há uma homofobia interna que as pessoas ainda não conseguiram superar”, explica.

Segundo os responsáveis continuam a existir discriminações perante a homossexualidade
 

Maioria dos elementos são universitários

CIntegram o grupo covilhanense, na sua maioria, jovens universitários. O limite de idades é justificado por José como uma forma de evitar “conflitos de gerações que poderiam ser nocivos para o trabalho das reuniões”. Em cada uma delas, procura-se abordar temas sempre diferentes e do interesse dos jovens LGBT. A homofobia, a legislação em vigor relacionada com a realidade homossexual, e as formas de lutar para que sejam aprovadas outras leis foram temas já debatidos em grupo. Por outro lado, conversa-se sobre dificuldades mútuas. Fala-se sobre comming-outs (afirmação de um homossexual enquanto tal), sobre relações com a família, adopção, doenças sexualmente transmissíveis. Das reuniões consta, ainda, o apoio de um psicólogo.
 

“Há muita coragem da nossa parte em manter um grupo assim”, conta José. Até aqui, o António (outro dos três membros Coordenadores na Covilhã, para além de José) tem sido o mais audaz. Chegou a enfrentar os pais. Por ter passado por estas situações complicadas, tem feito muita força de forma a poder lutar contra as dificuldades e o preconceito”.
O preconceito é, aliás, parte integrante da vida destes jovens. A taxa de suicídio em jovens homossexuais apresenta números elevados e a aceitação, mesmo por parte da família e dos amigos, nem sempre é positiva. “Nós nascemos a dizer que o homossexual é uma pessoa promíscua, cheia de doenças e, por natureza, negativa. Mesmo quando se chega à conclusão de que um homossexual é alguém normal, continua a existir uma certa desconfiança”, explica José. Tudo isto leva, na opinião do coordenador, a crises de identidade nos jovens LGBT e a problemas psicológicos graves. “Temos pessoas no grupo que nunca tiveram experiências sexuais aos 28 anos, porque lhes foi interiorizado que o homossexual é um pecador.”

“Quando falo sobre isto, procuro não fazer o discurso do coitadinho”

José assumiu perante si mesmo que era homossexual há quase quatro anos. No início, conta que foi complicado. Posteriormente, veio a entender que “não há problema algum, desde que comece por me aceitar a mim mesmo”. Acredita que a aceitação por parte dos outros advém, em parte, da forma como se fala da sua própria sexualidade. “Quando falo sobre isto, procuro não fazer o discurso vulgar do ‘coitadinho’. Digo, simplesmente, de forma natural”. José acredita que é preciso eliminar muitos mitos que se criaram em torno da homossexualidade. Com os pais, é sempre difícil: “Existe um conjunto de expectativas que se criam em torno da vida dos filhos: acabar o curso, comprar casa, casar, constituir família.”
A Ex-Aequo não conta com qualquer tipo de apoio financeiro. Actualmente, o grupo sustenta-se através das quotas de dois euros anuais, por cada elemento. O IPJ dá apoio, esporadicamente, mas nada de fixo. Em matéria de projectos futuros, José afirma que existem muitas ideias, mas pouco financiamento e nenhumas ajudas. Ainda assim, está a ser pensado o I Ciclo de Cinema LGBT na Covilhã. Um seminário dedicado aos LGBT, familiares e amigos é, também, um desejo de José.
Até lá, as reuniões do grupo prometem continuar, apesar de todas as dificuldades. “Nós não mordemos a ninguém, o nosso único objectivo é ajudar os jovens LGBT, sobretudo a assumir-se para si mesmos. Somos um grupo discreto, ninguém anda com um letreiro na testa a dizer ‘homossexual’”, José faz questão de frisar. “Somos pessoas tão inteligentes como as outras. Na verdade, somos todos iguais. As emoções é que são diferentes”, conclui.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Sacerdotisa em 26.jun.2005, 14:22:00
cont.....

João, 27 anos

Uma reportagem televisiva juntou João, de 27 anos, à Rede Ex-Aequo. A curiosidade e o desejo de encontrar pessoas com as quais se pudesse identificar mo'tivaram um primeiro contacto. Na primeira reunião, João confessa que estava “numa pilha de nervos”. Porém, não demorou muito tempo até que se sentisse em casa. O convívio e, sobretudo, o facto de ter travado conhecimento com jovens que vivem a mesma realidade que a sua, trouxeram-lhe somente coisas positivas. “É difícil viver-se sozinho. A rede mostrou-me que não há nada de errado em ser homossexual”, conta.
O percurso de João não tem sido fácil. Problemas de auto-estima, isolamento e um ambiente familiar desorganizado e conflituoso fizeram com que, até aos 22 anos, fosse um indivíduo demasiado fechado.
Começou a trabalhar muito cedo, com apenas 15 anos. Durante muito tempo, os dias eram passados no trabalho e em casa, sempre sozinho. “Se há pessoas que se adaptam facilmente ao facto de serem diferentes, outras há que desenvolvem problemas de auto-estima. Foi o meu caso”, lembra. Talvez por ter sido criado num meio rural, não lhe foi fácil entender e aceitar a sua própria diferença.
Por volta dos 10, 12 anos, apercebeu-se de que era, realmente, diferente. “Depois, quando entrei para o 2.º ciclo do Ensino Básico, observava os meus colegas nos balneários e sentia algo dentro de mim”, relembra. Quando questionado acerca de quando teve certezas sobre a sua homossexualidade, João refere apenas que é difícil falar em matéria de idades. “As nossas histórias acabam por ser, na nossa cabeça, como uma bola de neve”, argumenta.
De qualquer modo, e numa fase inicial, teve muitas dificuldades em se aceitar como homossexual, o que fez com que nunca conseguisse gostar de si próprio. João acredita que isso, aos poucos, acabou por destruir a sua relação com as outras pessoas. “Coloquei uma redoma à minha volta e acho que nunca consegui olhar para os outros de forma descontraída.” Talvez por isso, João nunca se tenha conseguido apaixonar.

“Embora me apoie, reconheço que é difícil para a minha mãe lidar com isto”

A partir de determinada altura, e já com 22 anos, começou a olhar-se de forma diferente. Como só tinha o sexto ano, resolveu investir no futuro e começou a estudar à noite. Na escola, conheceu um rapaz por quem se apaixonou “irremediavelmente”. Suspeitando da heterossexualidade do colega, João guardou o seu segredo. De outro modo, certamente estragaria a convivência existente entre os dois. Não lhe é, visivelmente, fácil falar dessa altura.
João considera que o seu percurso tem sido marcado por uma boa dose de preconceito. A mãe conhece os contornos da sua sexualidade e reagiu de forma pacífica. “Eu sou filho único e acredito que ela só quer o meu bem.” O comming-out de João perante a mãe aconteceu com 23 anos, na sucessão de uma reportagem da TVI sobre homossexualidade, a que estavam a assistir em conjunto. João reconhece que é difícil para a mãe lidar com a situação. “De vez em quando ela manda bocas que mostram que há uma certa desilusão da parte dela em relação ao meu percurso. Eu sei que, apesar do apoio que me tem dado, ela queria muito que eu não fosse assim.” João entende que, no geral, é mais difícil à figura paterna lidar com estas questões. Deste modo, esconde a sua sexualidade do pai. Esconde ao máximo, também, das pessoas da terra. “Nestes meios rurais, as pessoas não estão muito informadas sobre a questão. Acaba por ser um pouco estranho para elas”, confessa. De resto, já se afirmou perante alguns amigos. Talvez por serem pessoas chegadas, as reacções foram as melhores. A primeira pessoa a quem contou foi uma amiga de Lisboa, com quem se correspondia há vários anos. João conta que nunca foi apontado na rua. “Tenho o cuidado de esconder isto, mas tenho pena. Era mais fácil se as pessoas entendessem. Uma vez que assim não acontece, tento adaptar-me à realidade para conseguir ser um pouco feliz.”
A dada altura do seu percurso, Carlos namorou com duas raparigas. Confessa que não sabe porque o fez, mas considera que não estava a ser justo com elas e, sobretudo, consigo mesmo. Com a primeira, esteve quinze dias. Com a segunda, dois meses. “Cheguei à conclusão de que eu sou assim e não adianta esconder ou tentar fugir.” Hoje, com 27 anos, João aceita-se tal como é.


Ana, 30 anos

“Tenho pena de não ter nascido num meio maior”

O percurso da Ana não é muito diferente daquele que o João viveu. O isolamento, numa fase inicial, marcou-lhe os passos. Criou, à semelhança do amigo, inúmeras artimanhas para esconder dos outros a sua sexualidade. Já tem trinta anos. As perguntas da família acumulam-se. Gera-se a pressão de não existirem, ainda, perspectivas de casamento.
O apoio, na difícil fase de se assumir perante si mesma, veio-lhe da facilidade em aceder à Internet. O mundo virtual lhe possibilitou, na altura em que a assaltaram as terríveis dúvidas relativas à sua forma de viver a sexualidade, um menor isolamento e uma maior compreensão da sua realidade. Durante muitos meses, pesquisou, tentou interpretar. Mais tarde, percebeu, enquanto frequentava as salas de chat, que não era a única pessoa do mundo a sentir de forma diferente.
Mais de meio ano depois de teclar assiduamente com um grupo fixo de meia dúzia de pessoas, a Ana deslocou-se a Lisboa para lhe ser apresentado o mundo LGBT. Ainda hoje preserva muitas dessas amizades que por lá encontrou, há já quatro anos. Na Internet era-lhe, assumidamente, mais fácil falar das coisas, afinal escondia-se atrás de um nome fictício. Nesse tempo de pesquisa, chegou até à Rede, que só existia a nível nacional. “A Rede, nessa altura, surgiu quase por acréscimo. Tive a sorte de me relacionar com pessoas sérias na net, aprendi e cresci com elas, fui conhecer Lisboa, o Porto, realidades e problemáticas muito semelhantes às minhas.” Envolveu-se com a Ex-Aequo, inicialmente, através da via virtual, nos fóruns. “O ir com o nome fictício permite um maior à vontade para partilhar histórias, ansiedades e angústias. A troca de ideias é fundamental.”
Com 30 anos, Ana acredita que o rol de temas e testemunhos que lhe chegaram pela Internet lhe abriram novas perspectivas, com a vantagem de poder comunicar sem os constrangimentos óbvios do dia-a-dia. Mais tarde, envolveu-se com as pessoas da Rede, na “vida real”. As deslocações aos grandes centros ainda hoje lhe permitem salvaguardar uma certa sanidade. Desloca-se até lá para poder respirar de maneira mais desprendida. Coisa que não pode fazer na Covilhã. Foi criada na periferia da cidade e qualquer deslize pode-lhe ser prejudicial: no trabalho ou perante a família.
Mais tarde, quando o projecto já estava pensado para a Covilhã, perguntaram-lhe se não estaria interessada em envolver-se com a Ex-Aequo local. Ana tinha receio de quem poderia encontrar na reuniões. Tanto podia ser um desconhecido, como o vizinho do lado. Tinha medo, também, de que algum desordeiro a pudesse associar ao nome fictício dos fóruns. “Receava que algum destabilizador pudesse frequentar as reuniões com as piores intenções”, confessa. Porém, a vontade de partilhar preocupações diárias e, sobretudo, a força e o ambiente que encontrou no grupo sobrepuseram-se a qualquer receio. “Eu pensava muito nas pessoas que não tinham acesso à net, por exemplo. No meu caso, foi lá que fui buscar forças, mas muitos jovens vivem, certamente, isolados.”

“Namora há poucos meses com a Susana. O namoro tem-se mantido à distância”

Mesmo assim, nem sempre foi a todas as reuniões. Não era habitual sair durante as tardes dos fins-de-semana e tinha receio de que os pais suspeitassem de alguma coisa. Ainda assim, Ana reconhece a importância da Rede: “É um espaço onde se tenta orientar, através da partilha de testemunhos, ajudar e ouvir as dificuldades alheias que, na maior parte dos casos nos são demasiado familiares.” Embora fosse às reuniões que lhe eram possíveis, quando se tratava de resolver situações que exigiam um maior exposição, a Ana chegava-se atrás.
Apesar destes receios que, afinal, são naturais, a Ana é, aparentemente, mais descontraída que o João. Sempre de sorriso fácil, usa um discurso fluido, rápido e agradável. Em momento algum se mostra insegura ou infeliz com a sua sexualidade. Namora há poucos meses com a Susana. O namoro tem-se mantido à distância, já que esta reside no Porto. Deste modo, muitos dos fins-de-semana da Ana são, agora, passados em viagem. O João acompanha-a. Na verdade, os dois são amigos há mais de quatro anos. Entendem-se na perfeição, aceitam-se, brincam com as dificuldades que vão surgindo e, a pouco e pouco, tornaram-se indispensáveis um ao outro. A complexidade que emanam é surpreendente. Muitas vezes, quando é necessário, servem de alibi um do outro. No próximo fim-de-semana, a Ana irá a casa de Susana. O João também irá e, perante os pais da segunda, representará o papel de namorado de Ana, para que nenhumas suspeitas se possam levantar em torno da relação das duas.
Até ao momento, todas as relações da Ana aconteceram à distância. No início, achava que não existiam outras raparigas em situação semelhante à sua na Covilhã. No entanto, o discurso, ultimamente, mudou.
Apesar de encarar a sua diferença com grande à vontade, tem pena de não ter nascido num meio grande. Sente necessidade, frequentemente, de se deslocar aos grandes centros. É lá que consegue libertar-se e sentir-se em casa. No fim da conversa, confessou que não abdica do seu lado maternal. “Gostava muito de ser mãe”, confessa.
 
 
in  http://urbi.ubi.pt/050614/edicao/280rep_homossexualidade.htm
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 26.jun.2005, 21:07:18
Muito bem, parabéns! Uma reportagem muito extensa e informativa. Só atenção que o IPJ actualmente apoia a associação e de modo indirecto o grupo local. ;)

Já agora, que logotipo é aquele na página do jornal? Não é nenhum logo da associação. ???
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Sacerdotisa em 27.jun.2005, 15:59:53
Só atenção que o IPJ actualmente apoia a associação e de modo indirecto o grupo local. ;)

ah...ok...risos é importante teres mencionado isso a ver de uma próxima vez não fika em branco a referência!!! ;)

Já agora, que logotipo é aquele na página do jornal? Não é nenhum logo da associação. ???

ó kida, peço deskulpa por esta falha mas nós só visualizámos o logotipo akuando da saída online da entrevista.... a jornalista ... kolokou as fotos das ppl's kom alterações pois essas visualizámo-las...e algumas nem xegaram a ser kolokadas.... mas não sabíamos k ela ia mexer no logotipo...pk se soubesse k não ia kolokar no seu "todo", na versão original tê-la-ia advertido para tal!!!! :-\ :-\ :-\
Mais uma vez deskulpem por este lapso!

E bigada por teres gostado!!!! :D :D :D
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Ines em 06.jul.2005, 20:21:22
 :curtain

4/07/2005 - 17:47
Igreja cristã nos EUA aprova união gay

EUA - O grupo decisório da Igreja Unida de Cristo (IUC) votou pela aprovação de uma resolução apoiando os casamentos entre pessoas do mesmo sexo, tornando-se a maior denominação cristã a fazê-lo. A votação não obriga as igrejas que compõem a união a acatá-la, mas poderá afastar alguns templos do grupo.

Cerca de 80% dos membros do Sínodo Geral votaram pela resolução. Houve cerca de uma hora de debate antes da votação. Tradicionalmente forte na região de Nova Inglaterra, a denominação, de 1,3 milhão de fiéis, vem apoiando os direitos dos homossexuais há tempos.

Nos anos 70, a Igreja Unida tornou-se o primeiro grande grupo cristão a ordenar um gay assumido para o ministério. As igrejas da IUC são autônomas, o que significa que a decisão do Grande Sínodo não define a política a ser seguida pelas mais de 5.700 congregações.



:-* a tod@s
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: cacao em 07.jul.2005, 08:13:21
Sinceramente, desculpem a frontalidade, pouco ou nada quero saber do que grupos religiosos fazem. Preocupo-me com a negligência estatal, essa sim é gravíssim! >:(
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: nakedboy em 07.jul.2005, 10:42:30
É verdade, mas também sabes que os grupos religiosos e a religião propriamente dita, mexe com as consciência das pessoas, moldando-as e "condicionando" as pessoas de pensar.
Se começa a haver abertura das religiões e/ou de grupos religiosos, acho positivo.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: oziris em 07.jul.2005, 11:09:32
 

  Desculpa, cacau para ti talvez não seja importante o que estes novos grupos sociais fazem. Mas para pessoas cristãs como eu , é uma coisa muito boa.
  Tambem é de salientar, que a igreja controla as ideias de milhares de pessoas, como tristes maneiras de ver as coisas, se  estes grupos conseguirem mudar pelo menos uma pessoa,será sempre util.
  A igreja de pedro, nada tem a ver com a igreja de hoje...
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 07.jul.2005, 12:00:20
Concordo com os 2 posts antes, mas também compreendo a perspectiva da cacao.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Ines em 07.jul.2005, 17:45:34
 :curtain


 

  Desculpa, cacau para ti talvez não seja importante o que estes novos grupos sociais fazem. Mas para pessoas cristãs como eu , é uma coisa muito boa.
  Tambem é de salientar, que a igreja controla as ideias de milhares de pessoas, como tristes maneiras de ver as coisas, se  estes grupos conseguirem mudar pelo menos uma pessoa,será sempre util.
  A igreja de pedro, nada tem a ver com a igreja de hoje...


Concordo, além disso como aqui foi dito também, a igreja move e transforma as mentalidades... São noticias como essas que vão desmistificando um pouco as coisas...



:-* a tod@s

Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 07.jul.2005, 18:32:13
Um dos comentário recebidos à brochura "perguntas e respostas sobre orientação sexual e identidade de género" da rede ex aequo foi que não devíamos abordar no documento a questão de se a religião considera a homossexualidade um pecado, porque a religião não deveria ter importância ou ser incluída (suponho que é mesmo na perspectiva que não merece esse enfoque), mas a realidade é que a religião está por detrás e/ou é usada como pretexto para a homofobia por muita gente. E nesse caso, talvez seja importante abordar a questão às claras e dar a conhecer outras perspectivas sobre a religião e a homossexualidade, que afirmam que não se deve/pode usar pecado associado à orientação sexual homossexual das pessoas per se.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: little_butterfly em 07.jul.2005, 20:12:05
Discutir kk assunto k tenha a ver com a religião é sempre mt complikado!! Pk envolve sempre mta coisa e mts opiniões, mas só vou deixar um aparte mt breve de como vejo as coisas.

Acredito em deus e ñ sou católica, pelo simples facto de ñ concordar com as regras k a igreja nos impõe!

Cada um de nós é libre de acreditar no k ker e de s sujeitar, ou ñ, em viver uma vida regida por regras ja existentes ha mt tempo!

Dai não concordar com o casamento católico  LGBT  pk isso não lhes faz sentido no mundo deles! - E compreendo perfeitamente!  Vamos ser coerentes toda a gente sabe k a base da vida deles começou com Adão e Eva...

- Tal como eu, eles deveriam compreender k não faz sentido um Adão na minha vida... mas...

Temos o direito de nos expressar mas não temos o direito de obrigar alguém a altera uma historia de mais de 2000 anos



PS (mt gand) CONCORDO PLENAMENTE COM O CASAMENTO CIVIL  LGBT!!!   ;D ;D ;D
 
beixox a tod@s
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: HLuso em 11.jul.2005, 18:21:53
Há muita homossexualidade «camuflada» na Região Autonoma da Madeira

A Espanha é o quarto país do Mundo a legalizar o casamento civil entre homossexuais, concedendo-lhes todos os direitos inerentes a este acto. A saber: receber pensões, administrar heranças, requerer empréstimos, autorizar intervenções cirúrgicas e até mesmo poder adoptar crianças.
 A Espanha fica territorialmente perto de Portugal mas, nesta matéria, está muito distante e não há indicadores de que o exemplo espanhol venha a ser seguido em Portugal, muito menos na Madeira.
   
 O João (nome fictício, por razões óbvias), é um dos homossexuais que vive, em união de facto, com um outro homem, há três anos. Natural do continente e com licenciatura e mestrado no ensino, residiu os últimos dois anos no Funchal, onde leccionou numa das escolas desta cidade. Partilha um apartamento com «o namorado», um farmacêutico, e faz parte de uma minoria da comunidade "gay" que assume a sua opção sexual. Confrontado com o passo dado pela Espanha, após Holanda, Bélgica e Canadá, é naturalmente «a favor» da legalização do casamento civil, «também pelo facto de termos benefícios fiscais e de vivência em comum com outra pessoa. Por exemplo, em termos patrimoniais, se acontecesse algum incidente ao meu namorado, eu poderia ter direito à sua parte, caso contrário, seria a família dele a herdar tudo».
   
 A Lei da união de facto, independentemente dos sexos, já trouxe algumas garantias, mas o João admite que «a legalização do casamento «é muito mais abrangente em termos de garantia de direitos e até de deveres».
   
 João até considera a hipótese de Portugal, um dia, vir a seguir o exemplo espanhol. Mas, «de forma realista», expressa o seu cepticismo: «Julgo que ainda vai demorar alguns anos, porque os políticos não têm estofo para tomar uma decisão dessas, dado o peso desta sociedade. E é lamentável, porque há políticos com poder de decisão, que mantêm relações homossexuais, apesar de não serem assumidas, alguns casados outros solteiros, alguns deles conheço bem, mas não têm a coragem de dar esse passo. Se calhar, Portugal não está tão evoluído socialmente para aceitar isso».
   
 Cingindo a análise à Madeira, este professor de 34 anos de idade, confessa ter ficado surpreendido «com o espírito de abertura das pessoas do Funchal face aos homossexuais». Aliás, admite que foi sempre «bem tratado pela escola onde trabalhou, pelos alunos e pelas pessoas em geral».
   
 Satisfeito com a experiência vivida na ilha, confessa: «Há uma comunidade grande de homossexuais na Madeira. Conheci imensa gente. É certo que são pessoas muito pouco assumidas, que vivem esta dimensão da sexualidade de forma camuflada, porque algumas são casadas e não querem que as famílias o saibam, enquanto outras preferem esconder para evitar comentários».
   
 Adoptar uma criança? Antes, achava errado. Mas mudou de opinião porque vê «tantas crianças abandonadas e violentadas que poderiam ser acarinhadas e educadas por um casal de homossexuais». Aliás, conta que o seu rendimento, «somado ao do namorado, está acima dos três mil euros mensais, o que permitiria dar uma formação/educação a uma criança melhor do que muitos casais e instituições».
   
 Muitas resistências culturais e jurídicas
   
 O advogado Cabral Fernandes discorda da legislação aprovada pelo Parlamento espanhol que permite o casamento entre pessoas do mesmo sexo, porque «não é uma situação adequada à nossa cultura e forma de pensar e não é também algo que tenha subjacente um fundamento natural». Também o Direito português dificilmente contemplará essa possibilidade.
   
 O facto de haver alguns países que legalizaram «não significa que seja um sentimento generalizado em toda a civilização Ocidental e não só». Além disso, o causídico e deputado argumenta: «Se a união natural assentasse entre pessoas do mesmo sexo, estaríamos a escolher uma via de extinção da espécie humana».
   
 Ao nível jurídico, Cabral Fernandes salienta que «o casamento é um contrato entre pessoas de sexo diferente, gerador de um conjunto de direitos e deveres. Quando se estipula que a união tem por base o casamento, está-se a abrir um feixe de direitos e deveres que já existem nos casamentos heterossexuais e que já não nos parece legítimo aplicar às uniões de pessoas do mesmo sexo».
   
 Portanto, a união civil entre homossexuais «terá muita resistência no nosso país, porque é uma ideia ao arrepio do sentimento e da cultura gerais e até mesmo dos fundamentos de ordem natural».
   
 Quanto à adopção de crianças, o advogado opina: «Uma criança para se desenvolver de forma harmónica e saudável precisa de duas grandes referências, o pai e a mãe. Ter uma referência de duas pessoas do mesmo sexo é geradora de um desenvolvimento desequilibrado, fora do contexto dos seus semelhantes e perturbador do seu crescimento».
   
 Bloco de Esquerda estuda lei espanhola
   
 O Bloco de Esquerda é o partido que mais se tem batido publicamente em defesa dos direitos da comunidade homossexual. Interrogado, ontem, pelo DIÁRIO, sobre a decisão espanhola, o "líder" do partido apenas adiantou que está «a estudar a legislação espanhola que, acabou de ser aprovada, e ainda não há uma opinião oficial e final sobre essa questão».
   
 À saída da primeira parte da sessão plenária de ontem, Francisco Louçã não quis comprometer já o partido à ideia de apoiar ou não o casamento civil entre homossexuais. Reiterou o argumento de estar «a estudar a legislação do país vizinho para depois tomar decisões».
   
 Contrariamente ao que tem sido veiculado em Espanha e até na comunicação social, Francisco Louçã não considera que a legalização da união civil possa assegurar aos homossexuais um conjunto de direitos mais alargado do que a actual legislação de união de facto: «A Constituição já resolveu esse problema». Sendo ainda mais específico, o também parlamentar recorda que, «na última revisão da Constituição, ficou consagrado que não poderá haver discriminação por razões de orientação sexual».
   
 Apesar de salvaguardar que o BE analisa o modelo adoptado em Espanha, Francisco Louçã deixa também claro que «poder haver casamento civil não implica automaticamente uma alteração das regras da adopção, até porque se trata de uma lei distinta». Uma posição firmada independentemente de ter sido veiculado, pelas agências noticiosas, o contrário. Louçã não comenta e frisa que a «lei da adopção é distinta».
   
 Madeira «persegue» homossexuais
   
 Sem aspas nem subterfúgios. O líder da Associação Opus Gay é peremptório ao afirmar que os homossexuais madeirenses são vítimas de perseguição e de retaliações.
   
 Em declarações avançadas, ontem, ao DIÁRIO, António Serzedelo refere que o medo é tanto que muitos associados optam por formas peculiares de pagamento das quotas, com receio de serem identificados.
   
 A intolerância – mais acentuada na Região do que nos Açores, constata o porta-voz da Opus Gay – remete os "gays" ao silêncio, fundamentado, em muitos casos, pela incompreensão da família e pelo medo de perder o emprego.
   
 «Na Madeira, há um grande receio e muita exclusão social. A homossexualidade ficou muito mal vista porque foi confundida com o processo do padre Frederico», afirma.
   
 Sem roteiros para homossexuais, publicamente assumidos, proliferam, na Região, os pontos de encontro que acabam por ser associados a práticas como a prostituição e os roubos, o que poderá contribuir, alerta António Serzedelo, para a propagação de doenças.
   
 «Muitos estrangeiros contactam a associação porque não existe um roteiro de cafés ou bares, no Funchal. Só há engate. Isso não é salutar», certifica.
   
 O presidente da Associação Opus Gay salienta a afluente presença de madeirenses em canais de conversação direccionados para homossexuais e acredita que a criação de uma delegação regional é viável, dependendo apenas dos madeirenses.
   
 
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: HLuso em 11.jul.2005, 18:22:53
OPUS GAY OPTIMISTA QUANTO AOS CASAMENTOS
   
 Se é um facto que a sociedade portuguesa se revela, ainda, bastante intolerante face à homossexualidade, as orientações da União Europeia deverão culminar, acredita António Serzedelo, na institucionalização dos casamentos entre casais do mesmo sexo.
   
 «Estamos a falar desta e da próxima legislatura», acrescenta.
   
 O líder da Opus Gay defende que a legislação em vigor sobre as uniões de facto é inoperante, tanto para os cidadãos heterossexuais como para os homossexuais, já que não abrange questões como a administração de heranças, a providência social e os empréstimos bancários.
   
 «Não têm registo, o que significa que, quando o parceiro viaja, a união de facto é inoperante, nesse período. O registo deve ser voluntário. Essa reivindicação continua em cima da mesa e vários partidos já deram o seu acordo», sublinha.
   
 Numa comunidade em que persistem alguns casos de violência física contra os homossexuais, as propostas da Opus Gay incluem, também, a criação de escritórios contra a discriminação – locais aptos ao tratamento de denúncias de natureza variada, incluindo discriminação racial, que, segundo António Serzedelo, mereceram bastante aceitação da parte do PS.
   
 Adopção continua a dividir opiniões
   
 Embora nada impeça a comunidade "gay" de criar uma criança, pelo recurso à inseminação artificial ou através de uma "uma mãe de aluguer", a exclusão dos casais homossexuais do processo de adopção continua a dividir opiniões.
   
 Aquilo que os heterossexuais consideram de salvaguarda dos interesses da criança não passa, para os homossexuais, de preconceito.
   
 António Serzedelo, líder da Associação Opus Gay, remete para vários estudos científicos que, afiança, não denotam, na criança educada por pais do mesmo sexo, qualquer alteração psicológica ou comportamental.
   
 Já a psicoterapeuta Graça Proença defende que as crianças carecem, no processo de desenvolvimento, das referências de ambos os sexos.
   
 Ainda que não existam situações ideais – qualquer família está sujeita à perda de um dos progenitores e não é impossível que, a dado momento, um dos cônjuges revele uma preferência sexual diferente –, é dever do Estado, sublinha, dar às crianças um lar o mais "normal" possível.
   
 «Não se trata de uma questão de afectividade, mas de referências que são importantes no processo de desenvolvimento», afirma.
   
 Não obstante, admitindo que, em muitos casos, os homossexuais podem apresentar condições financeiras e afectivas mais propícias que os restantes casais, a psicoterapeuta reconhece que, nestes casos, seria preferível a adopção por "gays" a pais que exercem violência física ou psicológica sobre os filhos.
   
 Bento XVI contra lei espanhola
   
 Na sequência da lei, aprovada pelo Parlamento espanhol, que permite aos homossexuais casarem, o diário do Vaticano, L’Osservatore Romano, considerou, recentemente, a legislação uma «degradante derrota da humanidade».
   
 Na mesma edição, o diário sublinhava que «gostem ou não os políticos iluminados, a família baseada no casamento entre um homem e uma mulher não é uma invenção dos católicos».
   
 De referir que, já na passada segunda-feira – dia de entrada em vigor da lei –, a agência Lusa divulgava uma mensagem do Papa Bento XVI que incentivava a Igreja espanhola a difundir a mensagem de Cristo sobre o sentido da vida e da família a todos, «incluindo os que a ignoram ou rejeitam».
   
 Sem aludir directamente à legislação, Bento XVI aconselhou os fiéis católicos a «irem até aos confins da sociedade para (...) chegarem às pessoas que vivem no deserto do abandono e da pobreza».
   
 Também o arcebispo de Madrid se mostrou contra a lei, tendo criticado a «cultura relativista» da sociedade.
   
 
  Rosário Martins e Patrícia Gaspar 

Publicado no Diario de Noticias da Madeira, dia 7 de Julho de 2005
 

PS: ESTE ADVOGADO CABRAL FERNANDES NÃO SABE QUE DECLARAÇÕES HOMOFOBICAS SAO CONTRA A CONSTITUIÇÃO???
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: c em 12.jul.2005, 12:24:14
o sr. cabral fernandes é uma cavalgadura.  é sim senhora, uma cavalgura. [smiley=sim.gif]

(c.)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: oziris em 12.jul.2005, 12:37:20
 

 Hluso...

 nunca ouviste a expressão "burro velho não aprende linguas"... esse senhor nunca vai querer evoluir, nem vale a pena o esforço de o criticar.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: candy cane em 20.jul.2005, 09:42:39

Thought Toddler Gay, Dad Kills Son 
by Fidel Ortega 365Gay.com Miami Bureau

Posted: July 14, 2005  12:01 am ET

(Tampa, Florida) A 21 year old Tampa man is charged with murder after his 3-year old son was pummeled into unconsciousness and then died.

Ronnie Paris Jr. went on trial for his own life this week in a Tampa courtroom.  The toddler's mother, Nysheerah Paris, testified that her husband thought the boy might be gay and would force him to box. 

Nysheerah Paris told the court that Paris would make the boy fight with him, slapping the child in the head until he cried or wet himself. She said that on one occasion Paris slammed the child against a wall because he was vomiting.

The court was told there had been a history of abuse by Paris. Prosecutor Jalal Harb said that in 2002, the Florida Department of Children & Families placed the child in protective custody after he had been admitted to the hospital several times for vomiting.

He was returned to his parents Dec. 14. A month later he went into a coma and was rushed to hospital.  Six days later he was removed from life support and died.  An autopsy showed there was swelling on both sides of his brain.

"He was trying to teach him how to fight,'' Nysheerah Paris' sister, Shanita Powell told the court. "He was concerned that the child might be gay.''

Following the child's death Tampa police Detective Anthony Zambito thought there was something suspicious. He testified that he questioned both parents closely at the hospital. But it wasn't until investigators questioned them separately Feb. 1 that the boy's mother talked about the abuse.

Paris was charged with capital murder and Nysheerah Paris was charged with felony child neglect and faces a maximum of 15 years in prison

Sitio: http://www.365gay.com/newscon05/07/071405childMurd.htm

 :wor :wor :wo
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 20.jul.2005, 10:11:56
Não há palavras. :(
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: lost.passenger em 20.jul.2005, 13:20:31
[smiley=semfala.gif] incrivel.. [smiley=nao.gif] [smiley=nao.gif]
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: HLuso em 20.jul.2005, 13:42:20
até me engasguei com isto...

Que Deus perdoe esse maldito...


Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Azuth em 22.jul.2005, 20:20:57
Vatican Paper Condemns Canada Gay Marriage

http://www.nytimes.com/aponline/international/AP-Vatican-Gay-
Marriage.html?           

By THE ASSOCIATED PRESS
Published: July 21, 2005
Filed at 3:10 p.m. ET

VATICAN CITY (AP) -- The Vatican newspaper on Thursday attacked
Canada's legalization of gay marriage, calling it a distortion of
God's plan for the family.

Canada became the fourth nation to grant full legal rights to same-
sex couples when the Supreme Court's chief justice signed legislation
Wednesday.

''The distortion of God's plan for the family continues,'' said
L'Osservatore Romano, the Vatican daily. ''In Canada, homosexual
unions have become equal to marriage.''

The Roman Catholic Church in Canada, in line with the Vatican's
worldwide policy, vigorously opposed the legislation. The
Netherlands, Belgium and Spain also allow gay marriage nationwide.

Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Azuth em 22.jul.2005, 20:26:15
Report: Iran Gay Teens Executed 
by 365Gay.com Newscenter Staff

Posted: July 21, 2005  11:00 am ET
http://www.365gay.com/newscon05/07/072105iran.htm



(London) Two teenagers have been executed after a religious court
found them them guilty of homosexuality according to  pro-Democracy
groups.

The Iranian Students News Agency reports that the executions took
place on July 19 in the northeastern city of Mashhad.

One teen, ISNA says was 18, the other was a minor, believed to be 16
or 17. The organization ran a picture of what it said was the
execution on its Web site.

The English language Iran In Focus also reported the executions,
saying the teens were hanged in public in the city square. It quotes
sources as saying the teens were executed for having sex with another
minor but this could not be confirmed. The report does not name the
victim. Under Sharia law the victim of a sexual assault must also be
executed.

Both news services say that prior to their execution, the teenagers
were held in prison for 14 months, severely beaten and given the lash
228 times.

A report of the executions was also carried on the website of the
respected democratic opposition movement, The National Council of
Resistance Of Iran.

Ruhollah Rezazadeh, the lawyer for the younger teen reportedly had
appealed the death sentence but the Supreme Court in Tehran ordered
him to be hanged.

Under the Iranian penal code, girls as young as nine and boys as
young as 15 can be hanged.

Three other young gay Iranians are reportedly being hunted by police,
but they are said to have gone into hiding and cannot be found. If
caught, they would also face execution.

The British LGBT rights group OutRage has called for sanctions
against Iran. The organization has called for western states to break
off diplomatic relations, impose trade sanctions and treat Iran as "a
pariah state". 

"This is just the latest barbarity by the Islamo-fascists in Iran,"
said OutRage spokesperson Peter Tatchell.

"The entire country is a gigantic prison, with Islamic rule sustained
by detention without trial, torture and state-sanctioned murder.

"According to Iranian human rights campaigners, over 4,000 lesbians
and gay men have been executed since the Ayatollahs seized power in
1979," said Tatchell.

Iran In Focus reports that members of Iran's parliament are
applauding the court for carrying out the death sentence on the teens.

"These individuals were corrupt. Their sentence was carried out with
the approval of the judiciary and it served them right," the
publication quotes Ali Asgari, a member of the Majlis Party Legal
Affairs Committee.

At least three men have been sentenced over the past month to death
by stoning in Nigeria which also follows Sharia law in several
provinces. (story)

In March a gay couple was beheaded in a public execution in Saudi
Arabia. (story)  The pair had been convicted of killing a blackmailer
who had threatened to expose them to authorities. Hundreds of other
gays have been rounded up by Saudi authorities in recent months.
(story)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Azuth em 22.jul.2005, 20:30:11
July 19



NIGERIA:

More Nigerian Gays on Death Row 2 more men have been sentenced to death by stoning under Islamic law in Nigeria for sodomy; less than a week after the United Nations criticized the African nation for putting a gay man to death under the same
process.

Police say the two men in the latest case were arrested while having sex in a public washroom. Prosecutors were unable to provide any witnesses in court, so the judge ruled that they had until August 3 to come up with some corroborating evidence of the crime. Until then the men remain in prison. Under western legal process the failure to provide evidence would have prompted the court to dismiss the case.

12 of Nigerias northern states use Sharia codes for their courtrooms. Under Islamic law, gay sex is punishable by death. Press reports say that more than a dozen people sit on death row for the crime of sodomy in Nigeria.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Wolf em 23.jul.2005, 00:33:28
 :'( [smiley=preocupado.gif] [smiley=choro.gif] :wor
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: girl_lx em 25.jul.2005, 12:15:06
Bem acabei de ler um jornal e no meio de tanta noticia a que mais me chocou foi uma que nao acupa se nao uma linha.

Pois é, estou completamente desiludida, se o que li e veridico, um das actrizes que eu mais gostava desceu na minha consideração em grande escala.

Então não e que no "Correio da Manhã" nas paginas finais, vem la a dizer que a Nicole Kidman recusou entrar num filme por a personagem que iria entrepretar daria um beijo noutra mulher, alegando que ela foi para o mundo da representação para poder beijar muito homens, não era para ir beijar mulheres.

Sinceramente se isto e verdade e uma grande desilução, uma actriz comn tanto talento recusar um papel por este beijar outra mulher, sinceramente...!   
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Hain em 25.jul.2005, 15:19:18
 A Nicole Kidman beijou uma mulher no filme "The Hours".
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: gajuh_maluko em 25.jul.2005, 16:30:30
.. de certa forma ate se compreende k ela tenha esta atitude.. a sociedade tem muita dificuldade de distinguir a ficção da realidade e inevitavelmente sempre que um actor ou uma actriz desempenha um papel de alguem k mantem um relacionamento homossexual no filme A B ou C ... surgem os boatos na vida real...

.. ela pode simplesmente nao kerer este tipo de boatos a volta dela...  :-\

.. nao estou desta forma a defende-la nem a dizer k ela tem razao em agir assim.. pk simplesmente n tenho motivo algum para o fazer.. estou simplesmente a analisar a situaçao ;)

 :-* :-* :-* :-* :-* :-* :-* :-* :-*
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: girl_lx em 25.jul.2005, 16:40:01
Pois e verdade não me lembrava que ela ja beijo uma mulher num filme, mas nao se esqueção que no filme as horas ela estava muito bem caracterizada nem parecia a mesma ate o naris parecia de outra pessoa, e assim ja era mais dificil ser ciado um boato sobrea  vida real dela, como se calhar mesmo assim teve problemas desses não quer mais ter papeis de cariz homossexuais... mas de qualquer das formas nao era pra dizer uma coisa dessas inda por cima depois de ja ter feio uma personagem que supostamente e lesbica
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: gajuh_maluko em 25.jul.2005, 16:45:47
era mais dificil ser ciado um boato sobrea  vida real dela, como se calhar mesmo assim teve problemas desses não quer mais ter papeis de cariz homossexuais... mas de qualquer das formas nao era pra dizer uma coisa dessas inda por cima depois de ja ter feio uma personagem que supostamente e lesbica

pois.. pode ter acontecido.. e ela n ker k se repita..  :-\ :-\ :-\

..lembrei-me agora de uma coisa.. ?? e DUPLOS? ... e uma comparaçao estupida... mas... se são usados para fazer cenas mais arriscadas que os actores se recusam a fazer.. não podiam ser usados neste caso?? ja k lhe repugna tanto a ideia de beijar uma mulher.. era 1 alternativa...  :-X :-\
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: girl_lx em 25.jul.2005, 16:54:05
Pois mas nesse caso memso que nao se sugeita-se a beijar uma mulher, estava sugeita a levar a mesma com os boatos
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: gajuh_maluko em 25.jul.2005, 17:03:47
Pois mas nesse caso memso que nao se sugeita-se a beijar uma mulher, estava sugeita a levar a mesma com os boatos

.. pois.. mas n sabemos kual a verdadeira razao k a levou a recusar o filme.. se e por ter nojo d ebeijar outra mulher.. se e mesmo pelos boatos..

resta-nos atirar hipoteses ao ar.. ;)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 25.jul.2005, 18:18:31
Não sabemos sequer que o é dito no jornal é verdade...
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: BrownBunny em 25.jul.2005, 18:53:25
Leiam esta porcaria e revoltem-se. Mandem cartas de protesto ao 1º de Janeiro e exijam um pedido de desculpas pela discriminação presente no artigo por parte do sr dr Levi Guerra, e temos nós médicos destes.


Piedra de Toque
Levi Guerra*

Vargas Llosa é Prémio Nobel da literatura. Escreve ao Domingo no El País que é um diário independente da vizinha Espanha a que recorro com alguma regularidade dentro da informação internacional que me esforço por acompanhar. Piedra de Toque é o título da sua rubrica. Não é que me sai em 26 de Junho passado com uma crónica sobre El matrimonio gay?!!! Defendendo-o como um sinal de maturidade política da sociedade espanhola. Disse ser um acto de justiça, “que reconoce el derecho de los ciudadanos a eligir su opcion sexual en ejercício de su soberania,… y que reconoce a las parejas homosexuales el derecho de unir-se y formar una familia y tener descendencia...y constitye un gran avanço hacia la lenta, irreversible acceptación por el conjunto de la sociedad – por la gran mayoria al menos- de la homosexualidad como una manifestación perfectamente natural y legitima de la diversidad humana…en …seres humanos normales e corrientes cuya opcion sexual debe ser aceptada y reconocida como perfectamente legítima por el conjunto da sociedad”…E conclui:” No tiene sentido atacar a un Gobierno por … haber hecho avanzar, con esta ley, la democratización y modernizatión de la sociedad española.
Em tudo o que vou dizer daqui para a frente, não me move agitar qualquer bandeira religiosa ou ideológica. , muito menos o que Llosa designa por “siglos de ignorância, estupidez, oscurantisnmo dogmático e retorcidos fantasmas del inconsciente que satanizaran a homosexualidade designando-a por anormal…
Remeto-me à minha condição de médico, de homem da biologia que ensinei, de cidadão que é pai e avô, e que continua no contacto regular duma actividade médica que, apesar da idade, persiste estimulante. E olho o mundo, como é e como foi, e reflicto no como virá a ser, sem pretender ser profeta que para tal não tenho missão. Há no reino animal e vegetal reproduções assexuadas, e fases até assexuadas alternando com fases sexuadas. Não vejo, nunca vi, galos galarem galos, vacas ou éguas entreterem-se em jogos de sexualidade, a masturbação é possível nos cavalos de raça mas os criadores abatem-nos porque deles não esperam “campeões”, e não é querer dizer que igual conotação haja a dar à masturbação no homem que creio, no entanto, não dever ser eleita como acto de saúde recomendado qual exercício biológico como quem activa membros por activar, por exemplo os braços com os vai e vem duns quaisquer alteres. E viram-se carneiros a montarem carneiros, ou bois a montarem bois, ou coelhos a cobrirem coelhos, ou leões a leões, ou cães a cães, ou, ou, ou, ou macacos em jogos eróticos com macacos, e macacas com macacas?
Não, no reino dos seres vivos mais diferenciados a homosexualidade não existe nessas espécies tal como se quer defender como normal se isso se passa entre homens, ou entre mulheres.
A antrolopogia é a ciência que estuda especificamente o homem e a mulher. Que tribus aí se descobriram já onde se tenha praticado a homosexualidade? E nos haréns? Aí sempre houve mulheres de sobra, não “aproveitadas”, e foi que se entretiveram em jogos homosexuais entre si para seu gáudio e forma de estar? Nunca ouvi tal. E houve aí, nas civilizações que nos precederam, haréns de homens? Onde califas “machos” tivessem preferido homens a mulheres para os seus “deleites” eróticos? Onde?
Então, diga-me, o senhor Llosa, e outros Llosas onde é que está a “naturalidade” da homosexualidade no homem normal!!!
Ah! Mas eu, mesmo sem ser psiquiatra, e sobretudo porque não sou psiquiatra, aprendi da Medicina, do treino médico que me foi dado e do que a prática me ensinou, que a homosexualidade é um “desvio” de comportamento, é um estado de doença comportamental. E não vejo sumidades de sexólogos a defenderem que a homosexualidade deva ser instalada como uma forma normal do existir social do homem, e até instada. Os psiquiatras, que bem sabem que não tive nunca nenhum acto de menor consideração para com eles, sabem , e direi, sabemos, que perante um seu doente que se lhes vai queixar das suas tendências homosexuais evitam naturalmente rotulá-los de doentes, mas antes ajudá-los a tentarem identificarem donde terá vindo, ou quando terá surgido, tal tendência, e apaziguam-nos, e não me parece que não tentem, até onde se imponha a prudência e o realismo clínico da situação, estimulá-los a preferirem a heterosexualidade. Dir-me-ão, por certo, que isso já se não faz muito, porque não dá sucesso, o mesmo é dizer que é incurável. Seja isso, não discuto, como não discuto a incurabilidade doutras doenças. Mas o que não deixo é de dizer que a homosexualidade é uma doença do foro psiquiátrico.
Ora valha-me Deus, eu não sou contra nenhum doente, nem me repugna nenhuma doença, como a lepra que tratei em África, ou a sífilis, ou o cancro mole –com toda a conotação social negativa que arrastavam- ou agora a SIDA que só não trato porque não sigo o desenvolvimento rápido das terapêuticas específicas de aplicação só Hospitalar.
Sou, por isso, um homem da Biologia, essencialmente médico, e que nunca desrespeitei nenhum doente em circunstancia nenhuma da minha vida profissional. Tratei homosexuais com doenças do foro onde mais me especializei, e nunca os discriminei. Houve professores homosexuais a que convidei para darem certas aulas ou fazerem conferências em áreas científicas que nada tinham com a sua doença homosexual, como convidei outros que eram bronquíticos, ou que eram mancos, ou com defeitos motores ocasionados, por exemplo, pela paralisia infantil,ou que sofriam do coração, do fígado ou dos olhos. O que é doença é doença. Quem é doente procura legitimamente auxílio médico e recorre, se necessário, à solidariedade social que os deve apoiar. Não os homosexuais? Ah! Se quiséssemos explorar este capítulo, onde chegaríamos? Não vou por aí.
Não venha o Senhor Llosa , ou outros Prémios Nóbeis quaisquer –e que hoje já tão desacreditados estão…- defender que se dê aos pares homosexuais os mesmos estatutos que à Família donde eu nasci, e penso que ele também, com um Pai e uma Mãe. E isso porque biologicamente não podem ser pai e mãe, sendo do mesno sexo, a não ser como produtos duma qualquer quimérica e ameaçadora “clonagem”, ou serem esses seus filhos, filhos adoptados doutros pelos homosexuais. Como pode vir o senhor Llosa falar que esta denúncia e reprovação antropológica que aqui trago é “obscurantismo dogmático”, “fantasias retorcidas do inconsciente”, “ignorância” ? Sou mais homem de Biologia que ele alguma vez foi! Sou, pelo menos, de opinião contrária à sua. A vós, leitores, o juízo.

*Médico e Professor Universitário
Escreve, semanalmente, no JANEIRO aos dmingos
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 25.jul.2005, 18:56:02
Vou divulgar às outras associações LGBT, mas primeiro queria saber se há link directo para a notícia online.

Já encontrei:

http://www.oprimeirodejaneiro.pt/?op=artigo&sec=9bf31c7ff062936a96d3c8bd1f8f2ff3&subsec=&id=b69138debb4f03789503deed1d546576

Por norma indiquem sempre o link directo da fonte da notícia. É um boa e justa prática de referência. :)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: gajuh_maluko em 25.jul.2005, 19:36:36
k estupidez... como e k possivel k nos dias de hoje ainda se escrevam coisas destas ??  >:( >:( >:(

opa.. a ignorancia e um facto.. e bem verdade...  >:( >:( >:(
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: barthez em 25.jul.2005, 20:28:13
é incrível como o senhor q se diz tão sabido não saiba da homossexualidade nos animais e da homossexualidade na História (romanos, gregos, p não dar mais exemplos)!!! bem só me dá vontade de rir sinceramente... (q é p não chorar... :-X)

enfim... ele terá resposta :devil :P :P
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: nakedboy em 26.jul.2005, 02:11:16
Vou entrar em contacto com um jornalista meu conhecido do Janeiro para que ele publique a resposta a esse senhor.
Depois publicarei aqui o meu texto ;)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: cacao em 26.jul.2005, 09:04:03
Eu também já escrevi a minha resposta para o dito jornal. Aconselho todos a fazerem o mesmo, e mostrarem indignação por tais palavras!

Poderão fazê-lo para:

Redacção e Direcção de Produção
Rua Coelho Neto, 65 - 4000 PORTO
Telef: 220 109 100 Fax: 225 103 291
geral@oprimeirodejaneiro.pt
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: blink em 27.jul.2005, 00:45:55
Este fim de semana a revista xis fazia tema da capa Ser Homossexual.
Tem uma nota introdutória de Laurinda Alves, depois a reportagem da homossexualidade, com a opinião da jornalista que a fez, dois testemunhos e ainda uma entrevista à psicóloga Gabriela Moita (Estes Difíceis Amores na RTPN). Em relação à história de "os bois não montarem bois, nem macacos fazerem macacadas com outros macacos",  a reportagem fala que a homossexualidade não é algo do presente, mas algo de sempre, pelo que a homossexualidade na natureza é a prova disso.

Se tiverem oportunidade de ler, leiam pq vale mesmo a pena.
 ;)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: nakedboy em 29.jul.2005, 22:29:53
Eu fiquei parvo, doente com este mail que acabei de receber do GRIP >:( :o
(http://www.forum-nacional.net/~fn/actividades/cartaz_familia.jpg)
Idiotas!!!!!!! [smiley=chicote.gif] [smiley=chicote.gif] [smiley=muro.gif] (http://www.cinestesia.com/phpBB2/images/smiles/icon_evil.gif)(http://www.cinestesia.com/phpBB2/images/smiles/ForumLove.gif)(http://www.cinestesia.com/phpBB2/images/smiles/curse.gif)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Ange em 29.jul.2005, 22:48:45

Reparem só numa coisa... uma pequena coisa engraçada neste poster. Já viram bem a imagem? Acho que hoje em dia, só de pessoas habitantes numa zona (muito) rural (mas estupidamente rural) é que se poderia esperar uma postura como a da imagem. São, assumidamente, fascistas, e até creio que possamos ter diferentes ideologias ou modos de ver as coisas... mas isto é chamar o absurdo extremista à vida. E isso assusta-me.
Deste modo, só posso considerar que a Frente Nacional é contra as famílias monoparentais, reconstruidas, e todas as outras formalidades. Oh, e aquelas famílias com apenas um filho, dois no máximo? ppfff... a ideia aqui é retroceder. Isto já me irrita, porém, vendo este belo exemplar que quer atacar precisamente as famílias homossexuais, e todos os homossexuais em geral, fico revoltada.
Vou começar a preparar-me para contra-informar quem me rodeia (especialmente os meus pais)... e no geral, quero saber como será a adesão ao movimento...
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: mIsS em 29.jul.2005, 23:04:17
Este fim de semana a revista xis fazia tema da capa Ser Homossexual.
Tem uma nota introdutória de Laurinda Alves, depois a reportagem da homossexualidade, com a opinião da jornalista que a fez, dois testemunhos e ainda uma entrevista à psicóloga Gabriela Moita (Estes Difíceis Amores na RTPN). Em relação à história de "os bois não montarem bois, nem macacos fazerem macacadas com outros macacos",  a reportagem fala que a homossexualidade não é algo do presente, mas algo de sempre, pelo que a homossexualidade na natureza é a prova disso.

Se tiverem oportunidade de ler, leiam pq vale mesmo a pena.
 ;)

Será que alguém consegue arranjar esse artigo e pô-lo aqui?
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: nakedboy em 29.jul.2005, 23:06:05
Reparei nisso mesmo quando o recebi >:(

Também vai haver uma manif igual na Bélgica no mesmo dia.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: girl_lx em 29.jul.2005, 23:44:16
Bem saiu um artigo na revista "ANA" sobre as personagem Lgbt, onde falam um pouco como as coisas tem evoluido na televisao portuguesa e como um assunto que ate bem pouco tempo era tabu e proibido na nossa tv, hoje começa a tornar-se uma coisa banal, e muito comum, com cada vez mais persoangens lgbt nas novelas de horario nobre.
Esse mesmo artigo e comentado por uma psicologa, e sinceramente fiquei chocada com uma frase que ela diz ("...a homossexualidade como uma escolha pessoal que cada um faz...")
Sinceramente, a homossexualidade uma escolha...!  :-X lol lol lol   se fosse uma escolha dificilmente alguem a escolhia

Para quem estiver enteressado em ler o artigo, a revista e a "ANA" n.º 426 de 27/7 a 2/8
Quem não tiver enteressado em comprar a revista mas quiser ler o artigo, entre em contacto comigo.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 30.jul.2005, 17:58:25
Se quiserem, pode-se pedir para colocar no servidor da rede ex aequo (escrevam para rede@ex-aequo.web.pt). Basta que alguém possa digitalizar o artigo.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: v em 31.jul.2005, 12:07:22
Eu fiquei parvo, doente com este mail que acabei de receber do GRIP >:( :o
([url]http://www.forum-nacional.net/~fn/actividades/cartaz_familia.jpg[/url])
Idiotas!!!!!!! [smiley=chicote.gif] [smiley=chicote.gif] [smiley=muro.gif] ([url]http://www.cinestesia.com/phpBB2/images/smiles/icon_evil.gif[/url])([url]http://www.cinestesia.com/phpBB2/images/smiles/ForumLove.gif[/url])([url]http://www.cinestesia.com/phpBB2/images/smiles/curse.gif[/url])




Eu nem quero acreditar nisto...  :o ... metem tudo no mesmo saco! E como a Menina de Preto diz, essa imagem... que irritante.
Obrigada pela informação nakedboy. **
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Phoenix em 31.jul.2005, 12:20:03
E o mais assustador é saber que alguns homossexuais são associados e apoiam alguns moviventos da FN!  [smiley=estrelas.gif]
Antes de apoiar uma associação, movimento, partido político, etc., as pessoas deveriam ao menos dar-se o trabalho de saber quem são e quais os seus objectivos.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Pink_Dream em 31.jul.2005, 13:16:53
Precisamos de gente bem formada para ir em frente, precisamos de unir forças com uma mesma certeza para rumar a porto seguro! =)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: girl_lx em 01.ago.2005, 11:12:45

Esse mesmo artigo e comentado por uma psicologa, e sinceramente fiquei chocada com uma frase que ela diz ("...a homossexualidade como uma escolha pessoal que cada um faz...")
Sinceramente, a homossexualidade uma escolha...!  :-X lol lol lol   se fosse uma escolha dificilmente alguem a escolheria

Sei que este não e o sitio indicado para falar deste assunto, mas como este assunto esta incluido numa noticia que eu aqui postei vou mais uma vez, tocar nele como ja fizeram noutros tópicos.
Bem como e sabido ainda muita gente utiliza o termo "opção" para se referir a orientação sexual, e isso ate nem acho muito grave, agora o que e grave e não e normal e uma PSICOLOGA dizer que a homossexualidade e uma escolha pessoal  :-X :-X :-\ :-\ :'( ??? ( onde e que esta gente se anda a formar, so pode ser num sitio que eu cá sei  lol :devil)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: nakedboy em 01.ago.2005, 11:44:04
Casamentos gay - Juiz das Canárias bloqueia uniões

Um juiz do arquipélago espanhol das Canárias paralisou os procedimentos de três matrimónios de casais homossexuais, por manifestar dúvidas sobre a constitucionalidade destas uniões. É a segunda vez que um magistrado do país vizinho toma esta decisão desde que foi aprovada, no passado dia 4 de Julho, a lei que legaliza estas ligações, fortemente contestada pela Igreja e pela oposição de direita. A Constituição espanhola prevê apenas o casamento "entre homem e mulher", enquanto o novo diploma não estabelece distinções entre os contraentes "do mesmo sexo ou de sexos diferentes".Desde a entrada em vigor da lei, dezenas de homossexuais jádesencadearam os procedimentos matrimoniais, incluindo o vereador socialista de Madrid, Pedro Zerolo

http://dn.sapo.pt/2005/08/01/sociedade/casamentos_juiz_canarias_bloqueia_un.html
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Sacerdotisa em 02.ago.2005, 23:31:15
 [smiley=semfala.gif] [smiley=semfala.gif] [smiley=semfala.gif] [smiley=semfala.gif] estou chocada com acções/ publicações do partido político, do sr dr Levi Guerra, do senhor juíz das Canárias...

(enfim)... *sacer grita*
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Sacerdotisa em 05.ago.2005, 21:50:22

Hoje no Correio da Manhã (edição nº 9568) mais concretamente na revista "Correio Tv" vem o seguinte tema:

      "Homossexualidade floresce nas novelas portuguesas"
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: ur_brokenDoll em 05.ago.2005, 23:07:12
Hoje veio esta notícia no Diário Digital

"Mais de 120 homossexuais candidatam-se a programa da SIC

Mais de 120 homossexuais, de Norte a Sul do País, compareceram ao casting da SIC para o programa «Queer eye for the straight guy», cujo modelo português estreará em Setembro.

De acordo com o Jornal de Notícias desta sexta-feira, os cinco eleitos já estão escolhidos, mas a estação de Carnaxide não confirma os nomes.
Miguel Manaças, principal responsável pelo casting, precisou que a maioria dos concorrentes está na casa dos 30 e que foram poucos os que vieram por engano, pois conhecem bem o programa original americano e apresentam o perfil desejado na área da decoração, moda, maquilhagem e culinária.

Nos EUA, onde «Queer eye for the straight guy» estreou em 2003 e continua em exibição, os concorrentes têm por missão transformar heterossexuais rudes em «homens mais polidos»."


Alguém aqui do fórum??? :devil :devil :devil
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: v em 06.ago.2005, 11:45:14
Correio da Manhã

Correio TV   
2005-08-05 - 00:00:00

Nova temática nas novelas
Homossexualidade invade ecrã



As três novelas de maior audiência em Portugal incluem personagens homossexuais. Os autores justificam a aposta com a evolução social do País.

   
Pela primeira vez em Portugal, a homossexualidade é focada em diferentes programas de televisão e no mesmo período temporal. E logo nos programas diários mais vistos na actualidade. São, nem mais, nem menos, três as novelas que dominam os rankings de audiências: ‘Ninguém Como Tu’, ‘Mundo Meu’ e ‘Morangos com Açúcar’. A homossexualidade parece estar cada vez mais no centro das atenções do mundo televisivo e tudo indica tratar-se de uma aposta de sucesso. E até as mulheres já são metidas ao barulho com o lesbianismo a entrar nos guiões nacionais.

Alexandre e João, em ‘Ninguém Como Tu’, Miguel Ângelo, em ‘Mundo Meu’, e Liliana, em ‘Morangos Com Açucar’, foram as personagens escolhidas para representar as vivências da homossexualidade. Curiosamente, todas as novelas em que participam integram a grelha de programação da TVI.

Na Casa da Criação entende-se a harmonia temática entre novelas como uma mera coincidência. Inês Gomes, coordenadora de ‘Morangos com Açúcar’, disse à Correio TV que este era um tema que já havia sido “considerado há bastante tempo” e que foi agora incluído “por uma questão de oportunidade”. João Matos, o coordenador de ‘Mundo Meu’, considera que as novelas da Casa da Criação sempre tiveram “a preocupação de abordar a questão da orientação sexual.”

A novela dá assim um passo lógico no tratamento do tema. No entanto, na apresentação pública de ‘Mundo Meu’ não foi referida qualquer incursão da personagem de Miguel Ângelo pela homossexualidade. E é de conhecimento público o facto da TVI acompanhar de perto as gravações das novelas, tendo José Eduardo Moniz poder de decisão nas alterações produzidas.

Se a homossexualidade é agora mais explorada que no passado, isso deve-se, na opinião de João Matos, ao facto de “Portugal estar a sair do armário.” Rui Vilhena, o autor de ‘Ninguém Como Tu’, concorda com esse aspecto: “Estamos a falar de uma novela moderna e contemporânea, e para que exista uma identificação com o público, a novela tem de ser um espelho da sociedade.” O argumentista considera que escrever uma história urbana sem homossexuais não faz grande sentido nos tempos que correm. “É como escrever um policial sem crime”, afirma.

Quando se decide abordar um tema tão polémico quanto este, todo o cuidado é pouco. Apesar da distância temporal, a celeuma criada no Brasil pelo romance lésbico entre a Rafaela e a Leila de ‘Torre de Babel’ ainda se encontra bem fresca na memória de todos. A Igreja não aceitou a ousadia artística das actrizes Christiane Torloni e Sílvia Pfeiffer, considerou-a uma afronta à moral e aos bons costumes, e conduziu o público brasileiro a um boicote que se revelou fatal para as audiências da novela. O argumentista Sílvio Abreu acabou por reescrever o guião e decretar o falecimento do casal na explosão de um centro comercial.

Mas os autores das novelas nacionais não temem a reacção do público português. Até porque essa questão é tida em conta durante o processo de escrita do guião. Rui Vilhena explica: “Chocar as pessoas pode virar o público contra nós. E eu não quero chocar o público porque assim não alcançarei o meu objectivo, que é fazer as pessoas reflectir sobre aquilo que estão a ver.” Daí que não esteja previsto qualquer referência explícita a práticas homossexuais. Tudo será “induzido através das emoções e dos sentimentos.”

Em ‘Morangos com Açúcar’ também se optou por não aprofundar muito a coisa e tudo acabou por se limitar a uma paixão não correspondida de Liliana por Ana Luísa. Inês Gomes confessa que o episódio se tratou de uma simples forma de introduzir o tema na novela. “Tínhamos de começar por algum lado”, afirma enquanto deixa no ar a possibilidade de ir mais longe no futuro.

Mas esta não é a primeira vez que uma portuguesa interpreta uma lésbica. Há pouco menos de um ano, Maria João Bastos desempenhou esse papel na produção luso-brasileira ‘O Segredo’.

A televisão é muitas vezes encarada como um instrumento de influência social. João Matos acredita que as novelas ajudam a quebrar tabus mas contrapõe com a necessidade de existir um factor social que favoreça o tratamento de determinados assuntos. “Acho que as novelas contribuem mas não são a carruagem”, considera o elemento da Casa da Criação.

Já Inês Gomes e Rui Vilhena demonstram maior convicção. A coordenadora de ‘Morangos com Açúcar’ acha que as novelas “são uma forma de chegar a todas as pessoas” e assume “uma natural ambição de quebrar os constrangimentos sociais existentes.” Já o argumentista luso-brasileiro resume a sua opinião na velha máxima de Gabriel Garcia Marquez: “Uma novela pode fazer mais pelo meu povo do que um livro meu!” Rui Vilhena acredita que as novelas têm “um papel impulsionador” na sociedade e que “ajudam a alterar os hábitos quotidianos”, mas considera ser necessário tratar os assuntos de forma a não afastar o público a que se dirigem.

Em ‘Ninguém Como Tu’, João é rejeitado por um bailarino para mais tarde se vir a envolver com um engenheiro civil, algo que escapa ao retrato comum que costuma ser feito do homossexual. O autor assume a tentativa de fugir ao estereótipo comum: “Não há originalidade nem representa a sociedade em que nos inserimos, acabando também por não funcionar o lado didáctico da história.” Rui Vilhena dá muita importância a este lado didáctico da novela e afirma que temas polémicos, como a homossexualidade, são os melhores para explorar essa vertente. João Matos também dá muita importância à forma como os assuntos são abordados pela televisão e resume numa simples frase aquela que deve ser a atitude dos guionistas: “Os temas existem e podem ser abordados, mas deve haver sempre uma responsabilidade, da parte de quem escreve, para ir ao fundo da questão sem criar qualquer juízo de valor.”

A homossexualidade assume, indiscutivelmente, um papel cada vez mais importante no mundo da televisão. Nos Estados Unidos da América são várias as séries que giram em torno de protagonistas homossexuais e existem já três canais exclusivamente dedicados a esta franja social. Rui Vilhena diz que Portugal está “cada vez mais perto de ver séries nacionais protagonizadas por homossexuais” e João Matos concorda que a tendência americana já começa a influenciar os portugueses.

OUSADIA VEM DOS ESTADOS UNIDOS

Nos EUA, apesar do rigoroso controlo a que são submetidos os conteúdos televisivos, a homossexualidade é abordada de uma forma mais aberta do que em Portugal ou no Brasil. Exemplo disso é a aclamada série ‘Sete Palmos de Terra’ - cuja quarta temporada foi emitida recentemente pela 2: - onde os actores Michael Hall e Matthew St. Patrick, dois dos protagonistas, encarnam um casal de homossexuais. Nesta produção da HBO, as cenas íntimas de David (Hall) e Keith (St. Patrick) são mostradas sem pudor.

Tão ousada como ‘Sete Palmos de Terra’ é ‘Diferentes como Nós’. Emitida este ano pela 2:, a série retrata o quotidiano de um grupo de amigos composto por ‘gays’ e lésbicas. A ‘sitcom’ ‘Will & Grace’ - que a TVI transmitiu - trata o tema de uma forma mais suave. O enredo gira em torno da decoradora nova-iorquina Grace (Debra Messing) e do seu melhor amigo Will (Eric McCormack), um homossexual carismático e extrovertido. As instáveis relações da dupla de protagonistas com os homens são o principal tema desta popular série de humor.

TELENOVELA 'NINGUÉM COMO TU'


João (Frederico Barata) anda à descoberta da sua sexualidade e Alexandre (Joaquim Horta) é homossexual assumido.

TELENOVELA 'MUNDO MEU'

Miguel Ângelo (Pedro Górgia) enfrenta dificuldades de relacionamento íntimo com uma namorada e confronta-se com dúvidas relativamente à sua orientação sexual.

TELENOVELA 'MORANGOS COM AÇÚCAR'


Liliana (Maria Sampaio) fez uma tentativa calculada para se relacionar amorosamente com a amiga Ana Luísa, mas esta, que está apaixonada por Simão, rejeita.

Nuno Tadeu

Fonte: Correio da Manhã (http://www.correiomanha.pt/noticia.asp?id=169053&p=22&idselect=17&idCanal=17) online.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: candy cane em 07.ago.2005, 13:11:20
Onde viste essa noticia Web_boss?
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Web_boss em 07.ago.2005, 19:36:07
Nas noticias do www.portugalgay.pt
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: v em 11.ago.2005, 12:47:06
Ainda não começou e já dá que falar:

TV & Media   
2005-08-11 - 00:00:00
SIC - Manuel Fonseca apresenta aposta para grelha de Setembro

Cinco gays invadem televisão

São cinco homens decididos, modernos, cada um especialista na sua área, e prometem transformar os ‘sapos’ que por aí vagueiam em verdadeiros príncipes encantados. ‘Esquadrão G – Não és Homem Não és Nada’ é o novo ‘reality fiction’ da SIC para o horário nobre, produzido pela Valentim de Carvalho, com estreia marcada para Setembro.

   
O programa é baseado no formato americano ‘A Queer Eye for a Straight Guy’ – emitido pela NBC – e a fórmula para o sucesso muito simples: cinco homens, assumidamente ‘gays’, transformarão, semanalmente, um pacato heterossexual no homem de sonho de todas as mulheres. É um formato familiar, sem apresentadores e a condução do programa caberá aos cinco elementos, seleccionados conforme a área da sua especialidade: imagem, moda, ‘gourmet’, lazer e decoração.

“O objectivo do programa é mudar a aparência exterior dos candidatos e melhorar a auto-estima”, referiu o director de programas de Carnaxide, Manuel Fonseca, acrescentando que o ‘Esquadrão G’ é um formato “emotivo”.

“A televisão é um campo de espectáculos e emoções. Os candidatos terão uma história emocional e vamos acompanhar a mudança de visual junto dos seus amigos e familiares”, adiantou Manuel Fonseca. Mariana Freitas, produtora da Valentim de Carvalho, explicou que “centenas de homens candidataram--se ao ‘casting’” e a selecção dos 13 ‘magníficos’ ainda não está concluída. No entanto, o concorrente ideal “não pode ser neutro ou ‘clean’ (limpo)”.

Em cada programa, os especialistas revolucionarão radicalmente o visual, roupa, casa e ‘hobbies’ dos candidatos, apenas possível graças a uma rede de patrocinadores, cujos nomes ou valores não foram adiantados por Manuel Fonseca.

“O orçamento para cada programa é contido, de acordo com a situação do País. É muito mais barato do que um TGV ou um aeroporto da OTA”, brincou o responsável da SIC para fugir à pergunta.


OS CINCO

“Eles estão a chegar”, anunciou uma voz pouco antes dos cinco especialistas irromperem pela sala de conferências e arrebatarem a atenção dos ‘flashes’. O ‘Esquadrão’ quer levar os homens portugueses a “descobrirem o seu factor G” e, sem temerem julgamentos, prometem mudar mentalidades. Paulo Piteira é o ‘expert’ em decoração e promete destruir todas as peças de mobiliário fora de moda. Pedro Crispim, o especialista do lazer, é audacioso e deseja transformar os candidatos em “génios” no ‘bom viver’. Jorge de Campos, conhecedor da boa cozinha, ensinará regras de etiqueta e como preparar manjares. João Ribeiro, especialista de moda, ameaçou “destruir todos os trapos” que encontrar. Por fim, “não haverá bigode ou barba” que resista às tesouras de Óscar Reis, responsável pela imagem.


DECORAÇÃO

Nome: Paulo Piteira
Idade: 27 anos
Naturalidade: Lisboa
Signo: Sagitário

LAZER

Nome: Pedro Crispim
Idade: 26 anos
Naturalidade: Évora
Signo: Escorpião

'GOURMET'

Nome: Jorge de Campos
Idade: 34 anos
Naturalidade: Lisboa
Signo: Sagitário

MODA

Nome: João Ribeiro
Idade: 44 anos
Naturalidade: Luanda
Signo: Gémeos

IMAGEM

Nome: Óscar Reis
Idade: 26 anos
Naturalidade: Lisboa
Signo: Virgem


Correio da Manhã, edição online.  Gonçalo Curião
http://www.correiomanha.pt/noticia.asp?id=169930&idselect=92&idCanal=92&p=94
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Moss Deb em 11.ago.2005, 16:24:13

Hum... Vamos esperar pelo resultado... mas espero que esses 5 magníficos não sejam um reforço da imagem estereotipada que a sociedade, na sua maioria, possui! :-\
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: oziris em 11.ago.2005, 16:30:06

Hum... Vamos esperar pelo resultado... mas espero que esses 5 magníficos não sejam um reforço da imagem estereotipada que a sociedade, na sua maioria, possui! :-\

Concordo contigo sky, não será mais uma maneira da homofobia crescer?
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: barthez em 12.ago.2005, 00:47:16
calma oziris vejamos primeiro para comentar... ;)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: oziris em 12.ago.2005, 01:06:36
calma oziris vejamos primeiro para comentar... ;)

Tens razão... é a minha impulsividade a falar... ;)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: ur_brokenDoll em 12.ago.2005, 20:01:45
Hoje veio esta notícia no Diário de Notícias online:

'Gays' têm poder de compra mas não são trunfo comercial
Marcas podem usar nicho 'gay' mas para mostrar que são modernas e tolerantes
 
revolução? Paulo Piteira, Jorge Correia de Campos, João Ribeiro, Óscar Reis e Pedro Crispim prometem mudar a imagem dos portugueses 
 
O programa tem três patrocinadores e nenhum anunciante recusou presença nos intervalos 
Os homossexuais têm poder de compra, são exigentes e sofisticados, mas, em Portugal, ainda não estão na mira dos anunciantes televisivos. Mas também não os afastam. O novo programa da SIC, em que cinco gays vão mudar a vida de um heterossexual, não representa, por isso, um novo filão para os anunciantes - ao contrário de outros países onde foi exibido.

Fernando Cruz, director comercial da estação, considera que o sucesso da versão nacional de Queer Eye for the Straight Guy "vai depender muito das audiências", mas à partida, por ser um programa de prime time, "tem afinidade com públicos- alvo que nesse horário estão em televisão, como as donas de casa", explicou ao DN. "A parte gay do programa tem a ver com a sensibilidade para determinadas áreas", sublinha. Por isso, "mesmo que houvesse um mercado, não seria este programa que iria atrair" anunciantes para este target, considera.

Para João Carlos Oliveira, presidente da agência Bates - Red Cell, "não haverá ninguém que se posicione com oferta para homossexuais, para isso tem de se cruzar a abertura da sociedade e haver mercado". Além disso, os homossexuais "não são todos iguais, não são unos do ponto de vista da personalidade, a sua opção sexual não os torna unos", considera. Por isso, "não há massa crítica que justifique a segmentação a esse nível".

progressista. Há, no entanto, outra situação a considerar e João Carlos Oliveira recorda-se de um exemplo holandês. Um construtor automóvel dirigiu a campanha de um modelo específico ao público homossexual. O objectivo não foi vender carros a este segmento, foi "mostrar que é uma marca moderna, tolerante, progressista, jovem, open mind". Pode utilizar-se este nicho de mercado "como instrumento para afirmar a marca", considera. Em Portugal "isto é novo, tal como as campanhas direccionadas para seniores, por exemplo".

Hélder Costa, director executivo da Open Mind, uma empresa que faz assessoria de comunicação, gestão de imagem e soft sponsoring (colocação de produtos em programas de televisão), "está a trabalhar" a vertente publicitária da versão lusa de Queer Eye for the Straight Guy. Confessa que "é complicado", até porque o programa ainda não começou, mas é um desafio "tentar vender o conceito numa perspectiva diferente".

especialistas. O "gancho" para a "diferença" é que os cinco homossexuais que fazem o programa são especialistas nas suas áreas "têm uma forma de vestir sóbria, vão buscar o que é irreverente, diferente" mas "vão comunicar para toda a população". O facto de serem gays numa sociedade tradicional "não será prejudicial para o produto" que "será integrado numa situação o mais natural possível, utilizado - e bem utilizado - por um heterossexual".

Manuel Barata Simões, da Associação Portuguesa de Anunciantes, considera que este é um público-alvo "com potencial de expansão interessante, marcado pelo forte poder de compra".

Para já, o programa da SIC tem assegurados três patrocinadores e a venda dos espaços publicitários adjacentes não está a ser prejudicada. "Até ao momento, não tive ninguém a dizer que não queria" anunciar no intervalo do programa, diz o director comercial da SIC. Fernando Cruz considera que, "embora Portugal seja um país conservador, não é politicamente correcto assumir essa posição".

estrela. Nos Estados Unidos, Queer Eye for the Straight Guy conseguiu grandes contratos de publicidade com empresas a direccionar produtos específicos para homossexuais, como a marca de cosméticos L'Oréal ou a agência de viagens online Orbitz. O conselheiro de imagem da versão americana do programa, Kyan Douglas, tornou-se o especialista da marca francesa, aparecendo em todas as campanhas, dirigindo-se não só a homens como também a mulheres. "O mercado gay é muito importante para a L'Oréal e o sucesso junto de homossexuais é uma prioridade para nós", disse Rob Robillard, responsável pelo marketing da empresa
.

Pois é, parece q em Portugal e para variar, as empresas ainda não se aperceberam da importância dos homossexuais nos mercados :-\
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: gajuh_maluko em 13.ago.2005, 00:15:33
Esta semana Ate na revista "maria" ( :o :o :o :-X )

/me nao resistiu a dar uma espreitadela na revista da mama.... :P  ;D ;D ::) :-X :-X :-X

.. um artigo sobre homossexualidade... em k se referiam as novelas em exibiçao.. e conselhos para os pais k se deparem com uma situaçao destas...   ;D

.. a mama leu.. sera k aprendeu??  ;D ;D ;D ::) ::) ::)

... amanha se tiver paciencia ponho aki um excerto do artigo...  ::) ::)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: onagev em 13.ago.2005, 07:11:11
 Em relação ao  'Queer Eye..'., será que o titulo será traduzido para português?  lol lol hummmm, eu acho que ia ter muita piada, para além do facto de tornar mais explícito o conteúdo do programa (para toda a gente!)  :devil

 Eu já vi o original e não me agradou muito, os cinco parece que foram escolhidos a dedo para serem o mais 'gay típico' que toda a gente reconhece (e não queer), e sinceramente os temas que abordam  :P (moda!? gourmet!?) oh la la!, não me identifico muito com eles. Transmite um conceito de vida 'gay' consumista (ok, gay é sabido que é consumista, mas...) e um bocado frívolo. ::)

 Mudando dramáticamente de assunto e voltando à manifestação salazarenta do frente nacional  [smiley=chicote.gif], chiça penico!  [smiley=muro.gif] [smiley=muro.gif]  [smiley=morto.gif] É preciso ser muito influenciável para conseguir meter aquilo tudo no mesmo saco, e estar mesmo fora da realidade!  [smiley=dormindo.gif] [smiley=dormindo.gif] [smiley=nao.gif]

 O que pretendem com esta manifestação é fazerem publicidade a si próprios, e mostrarem-se ordeiros e pacíficos  :P (c'est pas facile ça!) para indrominar  [smiley=hipnotizado.gif] mais uns quantos ingénuos para as suas fileiras, e dar uma bela imagem aos media.  [smiley=semfala.gif]
 O que deve fazer o movimento LGBT? Ficar a vê-los passar? Reagir na mesma base? Esperar que a poeira assente? Não fazer nada? :wor  [smiley=preocupado.gif]
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: nakedboy em 13.ago.2005, 11:20:55
Em relação ao  'Queer Eye..'., será que o titulo será traduzido para português?  lol lol hummmm, eu acho que ia ter muita piada, para além do facto de tornar mais explícito o conteúdo do programa (para toda a gente!)  :devil


Vai-se chamar Esquadrão G - não és homem, não és nada.
Podes ver o tópico sobre o programa na SIC aqui: http://www.ex-aequo.web.pt/forum/index.php?topic=5185.0
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: nakedboy em 19.ago.2005, 14:28:20
CCJ aprova punições para atos de discriminação sexual
A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) aprovou na quarta-feira (3) o substitutivo do deputado Luciano Zica (PT-SP) ao Projeto de Lei 5003/01, da deputada Iara Bernardi (PT-SP), que estabelece punições para atos de discriminação sexual.
O texto aprovado prevê pena de prisão de dois a cinco anos ao empregador que demitir um funcionário devido a sua orientação sexual (heterossexualidade, bissexualidade ou homossexualidade) ou identidade de gênero (transexuais e travestis). Entre as penas previstas, está também a de reclusão de três a cinco anos àqueles que prejudicarem os homossexuais, travestis e transexuais em processos de seleção educacional ou promoção profissional.
Já o servidor público poderá perder seu cargo em caso de discriminação sexual. Ele poderá ainda deixar de ter acesso a créditos concedidos pelo poder público e por suas instituições financeiras.

Beijos em público
De acordo com o substitutivo, quem proibir que esses cidadãos se beijem ou se abracem em local público ou privado poderá ser condenado a pena de dois a cinco anos de prisão. O relator destaca que a existência de punições a quem praticar atos de discriminação fará com que o País, no futuro, tenha um clima de respeito e de aceitação das diferenças.
As propostas seguem para discussão e votação em Plenário.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: v em 19.ago.2005, 15:54:52
CCJ aprova punições para atos de discriminação sexual
A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) aprovou na quarta-feira (3) o substitutivo do deputado Luciano Zica (PT-SP) ao Projeto de Lei 5003/01, da deputada Iara Bernardi (PT-SP), que estabelece punições para atos de discriminação sexual.
O texto aprovado prevê pena de prisão de dois a cinco anos ao empregador que demitir um funcionário devido a sua orientação sexual (heterossexualidade, bissexualidade ou homossexualidade) ou identidade de gênero (transexuais e travestis). Entre as penas previstas, está também a de reclusão de três a cinco anos àqueles que prejudicarem os homossexuais, travestis e transexuais em processos de seleção educacional ou promoção profissional.
Já o servidor público poderá perder seu cargo em caso de discriminação sexual. Ele poderá ainda deixar de ter acesso a créditos concedidos pelo poder público e por suas instituições financeiras.

Beijos em público
De acordo com o substitutivo, quem proibir que esses cidadãos se beijem ou se abracem em local público ou privado poderá ser condenado a pena de dois a cinco anos de prisão. O relator destaca que a existência de punições a quem praticar atos de discriminação fará com que o País, no futuro, tenha um clima de respeito e de aceitação das diferenças.
As propostas seguem para discussão e votação em Plenário.


Desculpa a pergunta, mas essa notícia é de Portugal, ou do Brasil?
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Phoenix em 19.ago.2005, 16:01:02
o nakedboy esqueceu de referir mas a noticia é mesmo do Brasil.  ;D

fonte: http://www.gaybrasil.com.br/notas.asp?Categoria=Radar&Codigo=2268
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: candy cane em 19.ago.2005, 16:03:29
Não sei se poderá ser considerada uma noticia LGBT, mas quem está minimamente informado sobre o hip hop sabe que a homofobia e o sexismo são coisas "normais", por isso é de salutar uma atitude destas.

(http://www.dr.dk/musik/urban/artikler/billeder/Kanye%20West/kanye_west_2.jpg)

Kanye West Calls for End to Gay Bashing

NEW YORK - Kanye West says "gay" has become an antonym to hip-hop — and that it needs to be stopped. During an interview for an MTV special, the 27-year-old rapper launched into a discussion about hip-hop and homosexuality while talking about "Hey Mama," a song on his upcoming album, "Late Registration."
ADVERTISEMENT

West says that when he was young, people would call him a "mama's boy."

"And what happened was, it made me kind of homophobic, 'cause it's like I would go back and question myself," West says on the show, "All Eyes on Kanye West," set to air Thursday night (10:30 p.m. ET).

West says he changed his ways, though, when he learned one of his cousins was gay.

"It was kind of like a turning point when I was like, `Yo, this is my cousin. I love him and I've been discriminating against gays.'"

West says hip-hop was always about "speaking your mind and about breaking down barriers, but everyone in hip-hop discriminates against gay people." He adds that in slang, gay is "the opposite, the exact opposite word of hip-hop."

Kanye's message: "Not just hip-hop, but America just discriminates. And I wanna just, to come on TV and just tell my rappers, just tell my friends, `Yo, stop it.'"

West, whose debut disc "The College Dropout" won a Grammy for best rap album, will see his second record in stores on Aug. 30.

Fonte: http://news.yahoo.com/s/ap/20050818/ap_en_mu/people_kanye_west
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: nakedboy em 19.ago.2005, 16:24:46
o nakedboy esqueceu de referir mas a noticia é mesmo do Brasil.  ;D

fonte: [url]http://www.gaybrasil.com.br/notas.asp?Categoria=Radar&Codigo=2268[/url]

É do Brasil, sim.
Como recebi por e-mail, não sabia o link :-\
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Maniuk em 19.ago.2005, 16:31:46
CCJ aprova punições para atos de discriminação sexual
A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) aprovou na quarta-feira (3) o substitutivo do deputado Luciano Zica (PT-SP) ao Projeto de Lei 5003/01, da deputada Iara Bernardi (PT-SP), que estabelece punições para atos de discriminação sexual.
O texto aprovado prevê pena de prisão de dois a cinco anos ao empregador que demitir um funcionário devido a sua orientação sexual (heterossexualidade, bissexualidade ou homossexualidade) ou identidade de gênero (transexuais e travestis). Entre as penas previstas, está também a de reclusão de três a cinco anos àqueles que prejudicarem os homossexuais, travestis e transexuais em processos de seleção educacional ou promoção profissional.
Já o servidor público poderá perder seu cargo em caso de discriminação sexual. Ele poderá ainda deixar de ter acesso a créditos concedidos pelo poder público e por suas instituições financeiras.

Beijos em público
De acordo com o substitutivo, quem proibir que esses cidadãos se beijem ou se abracem em local público ou privado poderá ser condenado a pena de dois a cinco anos de prisão. O relator destaca que a existência de punições a quem praticar atos de discriminação fará com que o País, no futuro, tenha um clima de respeito e de aceitação das diferenças.
As propostas seguem para discussão e votação em Plenário.

Vamos enviar isto a alguem de portugal :'(
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: gajuh_maluko em 19.ago.2005, 16:36:19
CCJ aprova punições para atos de discriminação sexual
A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) aprovou na quarta-feira (3) o substitutivo do deputado Luciano Zica (PT-SP) ao Projeto de Lei 5003/01, da deputada Iara Bernardi (PT-SP), que estabelece punições para atos de discriminação sexual.
O texto aprovado prevê pena de prisão de dois a cinco anos ao empregador que demitir um funcionário devido a sua orientação sexual (heterossexualidade, bissexualidade ou homossexualidade) ou identidade de gênero (transexuais e travestis). Entre as penas previstas, está também a de reclusão de três a cinco anos àqueles que prejudicarem os homossexuais, travestis e transexuais em processos de seleção educacional ou promoção profissional.
Já o servidor público poderá perder seu cargo em caso de discriminação sexual. Ele poderá ainda deixar de ter acesso a créditos concedidos pelo poder público e por suas instituições financeiras.

Beijos em público
De acordo com o substitutivo, quem proibir que esses cidadãos se beijem ou se abracem em local público ou privado poderá ser condenado a pena de dois a cinco anos de prisão. O relator destaca que a existência de punições a quem praticar atos de discriminação fará com que o País, no futuro, tenha um clima de respeito e de aceitação das diferenças.
As propostas seguem para discussão e votação em Plenário.

Vamos enviar isto a alguem de portugal :'(

era bem...  :-\ :-\ :-\ :-\

podia ser k as coisas melhorassem um pouco ker a nivel de empregos ker a nivel de mentalidades.. como estava na lei.. era crime discriminar.. e as pessoas iam-se habituando...  :-\ :-\ :-\
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Maniuk em 19.ago.2005, 17:08:53
Realmente com umas leis assim as coisas seriam mais faceis nao? :'(

Num café ainda podemos ser expulsos por manifestação em público de afecto? ???
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: gajuh_maluko em 19.ago.2005, 17:11:20
Realmente com umas leis assim as coisas seriam mais faceis nao? :'(

Num café ainda podemos ser expulsos por manifestação em público de afecto? ???

admira-te que te "convidem a sair" por estares a incomodar os outros clientes...  :-\ :-\ :-\ :-\


Com essas leis a aceitação seria muito maior... pelo menos as pessoas teriam de "comer e calar" e acabariam por se resignar.. :-\
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: v em 19.ago.2005, 17:58:42
Se bem que... mais depressa em Portugal vos falam pelas costas do que vos confrontam directamente.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: barthez em 19.ago.2005, 19:09:22
bolas... tava a pensar q era em portugal :P mas a gente há-de chegar lá! ;)


de qq modo n se esqueçam q já tá na constituição q n nos podem discriminar... por isso n é assim tão linear proibirem-nos de nos beijarmos em público! :P
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Emanem em 19.ago.2005, 19:43:09

Pessoal, já sabem da novidade?!!

Um rapaz assume que é GAY no passatempo da SIC/Alma Gémea!

in 24horas

"Na última paragem do camião, um rapaz falou da sua paixão pelo João. As imagens passam hoje na SIC, mas ele avança ao 24horas que fez a declaração "para ir contra o preconceito""

"O que lhe interessae é o que sente por João, que conheceu na associação de lésbicas e homosexuais, REDE EX-AEQUO"

 :D
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Emanem em 19.ago.2005, 19:50:07
"Amo-o completamente"
frase de Rui Pires no Jornal 24horas.


O passatempo "Alma Gémea", que a SIC está a promover com o apoio do 24horas, levou Rui Pires, de 17 anos, a assumir na televisão que é homossexual. Na quarta feira, entrou no camião instalado na Praça do Saldanha, em Lisboa, e fez uma declaração de amor ao João. "É um bocado para ir contra o preconceito. O fundamental não é só mostrar o meu amor ao João, mas também ver se a homossexualidade deixa de ser um tabu", justifica o jovem ao 24horas.

[size=8]Grande Rui!!!![/size]  :up :up :up :up :up [smiley=feliz.gif] [smiley=feliz.gif]
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: gajuh_maluko em 19.ago.2005, 19:57:18
"Amo-o completamente"
frase de Rui Pires no Jornal 24horas.


O passatempo "Alma Gémea", que a SIC está a promover com o apoio do 24horas, levou Rui Pires, de 17 anos, a assumir na televisão que é homossexual. Na quarta feira, entrou no camião instalado na Praça do Saldanha, em Lisboa, e fez uma declaração de amor ao João. "É um bocado para ir contra o preconceito. O fundamental não é só mostrar o meu amor ao João, mas também ver se a homossexualidade deixa de ser um tabu", justifica o jovem ao 24horas.

[size=8]Grande Rui!!!![/size]  :up :up :up :up :up [smiley=feliz.gif] [smiley=feliz.gif]


parabens..!  :D :D ;)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: temporary_user em 19.ago.2005, 22:21:15
[size=8]Grande Rui!!!![/size]  :up :up :up :up :up [smiley=feliz.gif] [smiley=feliz.gif]

 [smiley=sim.gif] :up
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: candy cane em 19.ago.2005, 22:37:24
O Rui é um membro aqui do fórum, neste momento está ausente por não ter computador em casa. Como o nome dele foi aqui postado não me sinto no direito de dizer o nick, se ele quiser mais tarde vem cá dizer que foi ele.
Sinto-me muito orgulhosa do meu amigo  ;D :up
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: nakedboy em 21.ago.2005, 00:50:40
CARTA ABERTA AOS CANDIDATOS ÀS ELEIÇÕES AUTÁRQUICAS DO PORTO
Exmos(as). Senhores(as)
Como saberão, a última revisão constitucional levou a uma alteração do art. 13º (Princípio da Igualdade) da Constituição da República Portuguesa. Este artigo enumera as razões pelas quais "ninguém pode ser privilegiado, beneficiado, prejudicado, privado de qualquer direito ou isento de qualquer dever (...)" e passou agora a incluir a orientação sexual. Esta inclusão, votada por todos os partidos do espectro político com representação parlamentar, implica a necessidade de lutar activamente contra a discriminação baseada na orientação sexual, que continua a existir na sociedade e na própria lei.
Nesse sentido, o GRIP – Grupo de Reflexão e Intervenção do Porto da Associação ILGA Portugal – vem, por este meio, junto de S. Exa. procurar conhecer a posição e propostas que apresenta na sua candidatura para as próximas eleições autárquicas de 2005, sobre as mais prementes questões que envolvem os direitos de lésbicas, gays, bissexuais e transgéneros (LGBT).
O GRIP é um grupo de interesse integrado na Associação ILGA Portugal, que se pretende constituir como uma resposta de âmbito local para as questões LGBT a partir da cidade do Porto.
Entendendo que o nível de desenvolvimento de uma cidade também se avalia pelo grau de reconhecimento da sua diversidade, consideramos urgente a criação de condições, junto da população, para uma vivência mais saudável dessa pluralidade e da orientação sexual e identidade de género de cada indivíduo.
Assumindo o estatuto de segunda cidade do país, consideramos que o Porto deve procurar representar o mesmo espírito de abertura e acolhimento de outras cidades europeias, tal como se esforçou por manifestar durante o evento da capital europeia da cultura, em 2001.
De acordo com o que perspectivamos ser um bom caminho nesse sentido, consideramos fundamental:
- a criação de um centro comunitário ou de um espaço de atendimento e aconselhamento, pela defesa dos direitos da população lgbt contra qualquer discriminação em função da orientação sexual ou identidade de género;
- a parceria da Câmara Municipal do Porto com as Associações LGBT nos projectos de sensibilização da população no combate à homofobia;
- a responsabilização e acompanhamento da autarquia no cumprimento do processo de reconhecimento das uniões de facto de casais homossexuais;
- a promoção de iniciativas na área da educação sexual, junto das escolas da cidade do Porto, que permitam uma maior abertura das futuras gerações à diversidade, combatendo as limitações atentatórias da autodeterminação sexual e promovendo o livre desenvolvimento da personalidade do indivíduo;
- reforçar a protecção dos cidadãos contra a violência homofóbica.

Desta forma, consideramos pertinente apurar quais as propostas que apresenta nesta candidatura, para as eleições autárquicas no Porto, em relação às questões LGBT, sabendo de antemão que se trata de um assunto de grande interesse para muitos munícipes da cidade do Porto. Como tal, a sua resposta será publicitada, nomeadamente junto dos meios de comunicação social, assim como as respostas dos restantes candidatos às eleições autárquicas do Porto de 2005.
Gratos pela colaboração neste assunto, com os melhores cumprimentos,
GRIP – Grupo de Reflexão e Intervenção do Porto
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: [DaRk_AnGeL] em 27.ago.2005, 00:23:26
Vejam bem isto!Isto n se admite!  :o

O projecto GayRussia.Ru recebeu uma mensagem urgente da Persian Gay and Lesbian Organisation indicando que há indícios fortes do Irão sobre novas execuções públicas de homossexuais. Ahmad Choka e Farbob Mosta'ar serão executados no Irão no dia 27 de Agosto de 2005 na praça central de Arak. Foram presos três meses antes.

A organização pérsia apela a todas as organizações de direitos humanos, activistas e público em geral que façam todos os possíveis para evitar estas execuções. Estes dois homens dependem exclusivamente da ajuda internacional e caso esta não seja eficaz terão apenas mais 15 dias de vida.

Neste momento o projecto GayRussia.Ru está a tentar verificar esta informação através de outras fontes, mas apela a todos que tentem descobrir o que se passa no Irão o mais rapidamente possível mas se as investigações durarem mais de duas semanas pode ser tarde para fazer o que quer que seja.


Beijos pa todos/as

Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: ur_brokenDoll em 27.ago.2005, 00:28:42
É hoje!! Coitados dos desgraçados! Nem quero pensar se fosse comigo, este país também não é lá grande coisa mas ao menos aqui já não corremos esse risco. É uma pena que situações destas continuem a ocorrer em pleno século XXI, o desrespeito pelos direitos humanos é assustador [smiley=confuso.gif] [smiley=nao.gif] >:( >:(
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: jamie em 27.ago.2005, 00:30:41
É hoje!! Coitados dos desgraçados! Nem quero pensar se fosse comigo, este país também não é lá grande coisa mas ao menos aqui já não corremos esse risco. É uma pena que situações destas continuem a ocorrer em pleno século XXI, o desrespeito pelos direitos humanos é assustador [smiley=confuso.gif] [smiley=nao.gif] >:( >:(

Agree, mas isto n é uma situação exclusiva da homosexualidade, o que fazem com as mulheres à séculos é tão pior como! Ou até pior!
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: [DaRk_AnGeL] em 27.ago.2005, 00:35:29
Infelizmente ainda existem culturas assim,que não evoluem nem ao q parece irão evoluir!  >:(

kisses
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Whisper em 27.ago.2005, 02:05:38
Faz-me impressão como existem culturas ainda tão atrasadas num mundo como o nosso. Em casos destes que realmente importam os americanos não se metem, não tem interesse lá ne? Não tem o petroleo nem nada.... gente mete noju!
Olha já agora se conseguires encontrar noticia sobre o que aconteceu hoje posta aqui que gostava de saber como tudo ficou =|.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: [DaRk_AnGeL] em 27.ago.2005, 17:25:47
Oi,
tenho andado á procura da noticia sobre a execução,e não vejo nada,nem mm nas noticias nos jornais!

vou continuar a procurar
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: leopardinho em 27.ago.2005, 21:43:54
olá

eu também acho horrível este caso dos dois iranianos que vão ser executados.  :'( :'( :'(  A Amnistia Internacional está a fazer as maiores pressões para mudar a lei daquele governo, mas como já se disse aqui as coisas são escandalosamente díficeis e muitas vezes os governos capazes de fazer alguma pressão directa (os EUA novamente), só fazem alguma coisa quando têm interesse (ex: petróleo e mais petróleo)! Presentemente no Irão a tortura seguida de pena de morte é aplicada também a menores por uma série de crimes ou acções que claramente não são crime, neste caso, a prática homosexual. Independentemente do crime, a pena de morte para mim não resolve nada, existem outras formas mais civilizades de resolver estas situações. A tortura então é uma atitude super medievel que nunca hei-de concordar. O que a Amnistia está a pedir de momento ao governo iraniano é que ao menos pare com a barbaridade de torturar e executar menores de idade.  :( :( Claro que a atitude contra as mulheres, a homofobia e pena de morte são coisas completamente erradas também e a AI luta para acabar com isto também. Esperemos que a atitude do governo iraniano mude e rapidamente pois em pleno séc XXI isto é inadmissível !   >:( >:( >:( >:(

PS:Os EUA também têm pena de morte ....  >:( >:( >:( >:(
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: x-pressiongirl em 28.ago.2005, 15:19:31
Nakedboy, não me apercebi que a caixa de msgs estava cheia. Obrigada pelo alerta, já a esvaziei. ;-)
Relativamente a essa situação no Irão, também não encontrei nada no site internacional da amnistia.
Contudo, há novos desenvolvimentos da noticia sobre a manifestação contra "o lóbi gay, a pedofilia e a adpção de crianças por homossexuais":

http://www.frente-nacional.org/

http://www.pnr.pt/manifestacoes.html

http://www.causaidentitaria.org

(3 diferentes sites, o mesmo grupinho)
(http://www.forum-nacional.net/~fn/actividades/cartaz_familia.jpg)
Pelo que vi no site, ainda não têm definido o local onde irá decorrer tal manifestaçao. É absolutamente descabida e perigosa a associação que esta escumalha faz entre gay=pedófilo.
É lógico que o caso Casa Pia nos enoja de igual forma e que também nós queremos que sejam punidos os culpados. Da mesma forma enojam-nos heterossexuais que abusam, seja de menores, seja de maiores de idade.
Vejam os links e tentem perceber a perversidade e o alcance de estupidez que os artigos nos transmitem.

saudações x-pressivas,  :-*

x-pressiongirl  8)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: gajuh_maluko em 28.ago.2005, 15:27:02
so podem estar a GOZAR!!1  :o :o :o :o :o >:( >:( >:(

peço desculpa mas tenho de meter aqui alguns excertos..

Alertamos para o perigo que seria consentir a adopção de crianças por parte de parelhas de homossexuais, normalmente mais preocupados com as operações de mudança de sexo ou com a roupa de travesti que vão usar no próximo desfile gay, no seguimento da permissão dada pelo governo espanhol para que duas pessoas do mesmo sexo passem a ter os mesmos direitos que os casais normais, e depois da manifestação em Madrid em que 1 milhão de espanhóis disseram «Não ao casamento e adopção de crianças por parelhas homossexuais», achamos que o governo português, depois de anunciar que o Serdezelo da Opus Gay vai integrar a lista do PS para as eleições autárquicas -- pelo facto de... ser gay! -- prepara-se para ceder igualmente aos poderes obscuros (ou talvez não) do «lobby gay


Parelhas?  :o mas somos burros a puxar carroças ou que??

roupas? manif gays?  :o :o

Figurinhas que «saíram do armário» para mostrar a sua influência, nomeadamente na política e nos Media (contam neste momento com dois programas de televisão que promovem a lavagem cerebral), tentando dar um ar «natural» àquilo que a natureza definiu como não-natural. O tal Serdezelo já o tinha avisado, a propósito do lançamento do canal com conteúdos pornográficos homossexuais, quando, em declarações ao Correio da Manhã de 17/03/2005, disse que «a pornografia funciona como uma ajuda na estruturação da identidade sexual dos jovens de 14-15 anos». Pornografia... ou pedofilia?! Promover a homossexualidade «nos jovens de 14-15 anos»?! Até quando é que você vai continuar calado a assistir à derrocada da nossa sociedade?

 :o :o :o :o :o :o :o :o :o :o :o :o

figurinhas? lavagem cerebral?

 >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:(
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: leopardinho em 28.ago.2005, 17:57:03
Relativamente a essa situação no Irão, também não encontrei nada no site internacional da amnistia.


Clica aqui  ;) :
http://web.amnesty.org/pages/irn-090205-action-eng
x-pressiongirl, podes enviar uma carta directamente para o governo iraniano de modo a seres mais uma pessoa a protestar. Os números fazem grandes diferenças.  ;) ;) ;)  :up
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Wolf em 28.ago.2005, 21:47:17
em relação à manif desse partido inconstitucional.

Acho que deveríamos fazer uma contra-manif. è Off-topic, mas acho k é importante e uma ideia a aprofundar.

gente estúpida e ignorante deve ser travada.

(estou ligeiramente irritado..)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: nakedboy em 28.ago.2005, 23:35:33
Também concordo. Parece-me que algumas organizações estão a planear isso mesmo.
Não sei se poderei ir, adoraria, mas parece-me que vai ser incompatível com a campanha :'(
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Ange em 28.ago.2005, 23:49:50
Diz 17 não deverei estar em Lisboa.
Eu vou agir de algum modo, dê por onde der.

Tudo menos ficar de braços cruzados. Tenho agora uns dias para ser imaginativa...
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Wolf em 29.ago.2005, 03:25:04
podíamos mesmo, sem sermos violentos:

fazer uma manif, à mesma hora.

ou

aparecer na manif deles a mandar balões de àgua, (tomates...) e a fazer barulho.

é só uma ideia.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Azorean em 29.ago.2005, 09:13:22
mandar cenas?! epá isso nao.. isso é descer ao nivel deles! podiamos levar cartazes e bandeiras e outras coisas e sentarmo-nos em frente á AR enqt os outros palhaços estão seja lá por onde aos berros!
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: candy cane em 29.ago.2005, 11:23:24
aparecer na manif deles a mandar balões de àgua, (tomates...) e a fazer barulho.

Isso não é, de todo, uma boa ideia. A violência é para os ignorantes, descer ao nivel deles nunca!  [smiley=nao.gif]


Contem comigo!
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: blueboy em 29.ago.2005, 12:51:37
PORQUÊ O ÓDIO?

 :'(  :'(  :'(  :'(  :'(  :'(  :'(  :'(  :'(  :'(  :'(  :'(  :'(  :'(  :'(  :'(  :'(
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Scorpio_Angel em 29.ago.2005, 14:05:04
 >:( As fobias são realmente perigosas...  :-\


Neo Nazis Try To Disrupt Manchester Gay Pride
by Peter Moore 365Gay.com, London Bureau

Posted: August 29, 2005  12:01 am ET

(Manchester, England) Hooded members of the Neo Nazi National Front demonstrated at Manchester's gay Pride parade on the weekend.

The group had warned that hundreds of its members would show up for the protest - but only a handful were visible.  Nevertheless, police were prepared.

Dozens of police were on hand in Exchange Square as the parade marched by, and more police officers were on standby in nearby streets if needed.

Marchers booed the protestors.  "Off our streets, Nazi scum," the marchers yelled.

A peaceful counter demonstration was mounted by the group Manchester Unite Against Fascism.

Police only report small skirmishes. 

When one of the Neo Nazis dropped a banner denouncing gays a bystander set it on fire.  Police said there were no arrests.

David John Copeland, the man who set off a nail bomb in the Admiral Duncan pub, a London gay bar, in 1999 was a member of the National Front.  The blast killed three people and injured dozens of others.

Despite the protest more than 200,000 people enjoyed Manchester Pride.  One of the highlights of the parade were contingents from the British army, navy and air force. (story)

The military used the Pride festival to encourage gays to enlist in the services.


©365Gay.com 2005
http://www.365gay.com/newscon05/08/082905manchester.htm
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Ange em 29.ago.2005, 14:26:30

Dia 17 estarei em Braga vestida com as cores da bandeira... e a ver as reacções dos familiares do meu afilhado. Por certo os meios de comunicação terão algum peso na passagem de informação.

Confesso-vos que não estou nada feliz com isto. Muito pelo contrário... as associações à homossexualidade são ridiculas.
Eu vou ter que agir de algum modo, nem que seja com um manifesto.

/me zangada
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: alis volat em 29.ago.2005, 14:42:58
Não compreendo como ainda pode haver quem partilhe destas ideologias..

"Si admito que hay de uno a dos millones de homosexuales eso significa que un 7 u 8% de los hombres son homosexuales. Y si la situación no cambia, significa que nuestro pueblo será infectado por esta enfermedad contagiosa... "

"La homosexualidad hace encallar todo rendimiento, destruye todo sistema basado en el rendimiento. Y a esto se añade el hecho de que un homosexual es un hombre radicalmente enfermo en el plano psíquico. Es débil y se muestra flojo en todos los casos decisivos..."

"Hay que abatir esta peste mediante la muerte"  - Adolf Hitler

Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: nakedboy em 29.ago.2005, 15:18:55
podíamos mesmo, sem sermos violentos:

fazer uma manif, à mesma hora.

ou

aparecer na manif deles a mandar balões de àgua, (tomates...) e a fazer barulho.

é só uma ideia.

Desculpa Wolf, mas sou contra esse tipo de contra-manifestação. É descermos ao nível deles como já foi aqui dito...
A contra-manif ideal seria uma marcha silenciosa com cartazes à mesma hora da deles no mesmo local ??? e mostrar bem o nosso orgulho [smiley=orgulhoso.gif]
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: Wolf em 29.ago.2005, 16:32:05
pronto pronto ok.

a ideia não foi das mais felizes. eu ando ligeiramente irritado com tudo isto.  :-\ enfim.

então vá, silenciosa ou não, tem de se combinar.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 30.ago.2005, 11:06:15
Parece que de repente "acordaram" para isto... Se se proecupassem com os verdadeiros problemas que são a corrupção, a pobreza e a injustiça, em vez de tentar destruir a felicidade dos outros (e aqui incluo mesmo toda a gente que directa ou indirecta usufrui do amor, do trabalho ou da companhia de pessoas LGBT).

O mais curioso é estes extremismos homofóbicos, racistas e xenófobos num país naturalmente mestiço, multicultural e multiracial. Os "brandos costumes" é um lindo mito.
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: candy cane em 01.set.2005, 11:33:15
(http://www.christianpost.com/upload_static/society/society_904_0.jpg)

An evangelical Christian group that regularly demonstrates at LGBT events is blaming gays for hurricane Katrina.

Repent America says that God "destroyed" New Orleans because of Southern Decadence, the gay festival that was to have taken place in the city over the Labor Day weekend.

"Southern Decadence" has a history of filling the French Quarters section of the city with drunken homosexuals engaging in sex acts in the public streets and bars" Repent America director Michael Marcavage said in a statement Wednesday.


Link: Noticias (http://news.google.com/news?hl=en&hs=VDx&lr=&client=opera&rls=en&tab=wn&ie=ISO-8859-1&ncl=http://www.michnews.com/artman/publish/article_9292.shtml)

Repent America (http://www.repentamerica.com/index.htm)
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: bluejazz em 01.set.2005, 13:49:36
Oh deus... e já agora o culpa do Benfica perder, quando perde, também é nossa porque há gays benfiquistas. :-X

Sorry, deixem-lá fazer um comentário destes só para get it all out...
Título: Re: Notícias LGBT
Enviado por: tuixt em 01.set.2005, 13:53:59