Fórum da rede ex aequo

Assuntos Gerais => Apoio => Apoio Não-LGBT => Tópico iniciado por: Marianaxv em 31.out.2014, 20:44:38

Título: Viciada em inalar gás
Enviado por: Marianaxv em 31.out.2014, 20:44:38
Boa noite,

Mudei-me à pouco tempo para um quarto alugado, partilhando a casa com mais duas raparigas. E um certo dia chego a casa e vejo uma delas deitada em cima do fogão da cozinha, eu mais a outra rapariga brincamos com a situação por acharmos que ela era sonâmbula! O tempo passou e à conversa com amigos antigos dela foi-nos dito que ela inalava o gás e por isso desmaiava em cima do fogão , esses amigos achavam que ela já tinha parado porque já teve ajuda psicológica e tudo.. Pelos vistos não parou! Falamos com ela e ela não sabe o porquê de fazer isso, eu acho estranho porque para tudo há uma razão ou pelo menos quase tudo. Agora mesmo cheguei a casa e apanhei-a a inalar o gás, estava um cheiro enorme por toda a casa. Chamamos ambulância e ela foi levada porque é dado como um suicídio, estamos no hospital à espera de resultados e resolvi aproveitar o tempo e pesquisar sobre o assunto.

Eu quero que vocês me ajudem com opiniões! o que fazer e porque será que ela o faz.. Conhecem algum caso idêntico ou igual?  Já passaram por o mesmo ou continuam a passar ? Quem quiser manter o anonimato por favor que me mande mensagem privada, és mesmo muito importante!

Obrigada a todos!!!!!!
Título: Re: Viciada em inalar gás
Enviado por: Kuro em 31.out.2014, 22:36:42
Bem a minha formação não é na área da psiquitria nem da psicologia, mas a minha opinião enquanto clínico é de que essa rapariga precisava de tratamento psiquiátrico intensivo. Há claramente um transtorno qualquer. Isto para não falar de que ela está a colocar não só a vida dela em risco, mas a vossa também.
Título: Re: Viciada em inalar gás
Enviado por: Marianaxv em 31.out.2014, 23:32:57
Bem a minha formação não é na área da psiquitria nem da psicologia, mas a minha opinião enquanto clínico é de que essa rapariga precisava de tratamento psiquiátrico intensivo. Há claramente um transtorno qualquer. Isto para não falar de que ela está a colocar não só a vida dela em risco, mas a vossa também.


Ela não quer ajuda... a propria mãe não quer saber, ela não tem amor à própria vida nem a de quem mora com ela. Simplesmente não quer saber se morre ou não. Nos as duas tentamos ajudar mas se ela não quer ajuda não podemos continuar a morar com uma pessoa assim, pela nossa própria segurança
Título: Re: Viciada em inalar gás
Enviado por: Kuro em 01.nov.2014, 01:22:47
Pois não, é muito perigoso para vocês. Não vejo outra hipótese sem ser internamento compulsivo mas isso requer autorização dos pais penso eu :(
Título: Re: Viciada em inalar gás
Enviado por: searching_the_love em 01.nov.2014, 19:02:11
Sem dúvida que vocês têm de impôr limites, pela saúde de todos, porque é o seguinte, não é só risco de incêndio, é risco de vocês morrerem asfixiadas, porque o gás é das poucas coisas que uma pessoa pode morrer sem se dar conta, porque o corpo humano, quando estão a dormir, não reage, porque os pulmões continuam a absorver algum oxigénio (mas não o suficiente), enquanto se vão asfixiando.

A outra solução é cortar o gás e arranjarem um fogão eléctrico, assim ela não tem como se viciar, ao não ter gás em casa, ela das duas uma, ou fica e habitua-se ou muda-se para uma casa com gás. Seria uma solução rápida e que assim vocês não estariam em risco (peço desculpa estar a pôr medo, mas eu não conseguiria dormir sabendo que alguém andava a abrir o gás dessa maneira).

Aconselho a fazerem isso, se não se sentem bem em dizer que se vá embora (pode ser agressivo e não ajudar em nada) então cortem o mal pela raíz, cortem o gás mesmo.
Isso e por enquanto durmam de janela aberta e arranjem-lhe ajuda psiquiátrica.
Título: Re: Viciada em inalar gás
Enviado por: Stabilo em 01.nov.2014, 19:08:46
Essa rapariga precisava de tratamento psiquiátrico intensivo. Há claramente um transtorno qualquer. Isto para não falar de que ela está a colocar não só a vida dela em risco, mas a vossa também.

Sim, o mais breve possível, essa rapariga precisa de ajuda.