Fórum da rede ex aequo

Assuntos Gerais => Apoio => Tópico iniciado por: icognita em 27.jul.2012, 18:50:22

Título: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: icognita em 27.jul.2012, 18:50:22
Sei que há problemas maiores, mas preciso de desabafar. Embora no meu caso seja uma preocupação, talvez uma obcessão...? Já alguma vez te sentiste incompleto? Ou pensaste que és a única pessoa do mundo que parece que não consegue encontrar alguém e namorar?

Tenho 22 anos, nunca namorei... Posso dar vários exemplos de pessoas que sei que nunca namoraram e que não são mais ou menos felizes por isso. "não aconteceu por que não calhou, não encontraste a pessoa certa..." as explicações do costume... A verdade é que desde criança me lembro que o meu grande sonho era namorar com alguém. Derretia-me a ver filmes com histórias de amor arrebatadoras. No meu diário, há constantes passagens " Tenho x anos e ainda não tenho namorado".

No ciclo, a nível social havia muita pressão para namorar era quase como um estatuto. Sei que não namorei porque houve alturas em que não quis, também namorar só por namorar não vale a pena certo? O facto de ver outras pessoas as sofrerem, também me colou de pé atrás e houve muitos momentos em que evitei aproximar-me de alguém.

Entretanto, descobri-me como bissexual, dou por mim a fantasiar uma relação com uma rapariga, outras vezes com um rapaz. Ganhei mais auto-estima e confiança. Apercebi-me que se aproximar posso conhecer mais pessoas e sinto-me melhor. No fundo acho que tenho medo de ficar sozinha ou de chegar ao fim da minha vida sem ter encontrado alguém que possa despertar o meu melhor e acima de tudo poder entregar-me a ela de corpo, alma e mente. Quando sou feliz tenho de me entregar completamante e aproveitar os momentos.

Acredito que o meu destino é encontrar alguém com que possa ser feliz e que o verdadeiro amor que nos arrebata, existe mesmo não é só coisas de filme. E se amamos estamos sujeitos a sofrer? Sim! Mas caimos, levantámos-nos e seguimos em frente! Magoados, mas mais forte! Que raio de mundo seria este sem amor? Esse amor dá-me forças e vontade de viver.

E ultimamente, não sei tornou-se um obcessão maior...  Porque parece algo impossível de acontecer ou que aconteça tarde de mais. Sinto-me bastante melhor comigo e quando saio à noite tenho esperança de conhecer alguém. É bastante fustrante ser bissexual e sentir que os meus sentimentos não são retribuídos da mesma forma. Ou que alguém está completamente encantado comigo e eu não sinto o mesmo. Mas pior que isso é sentir um vazio, que nem a família ou amigos podem preencher.

Gostava de enquanto jovem viver um grande amor. "Quem espera, desespera". Enfim e enquanto não acontece, como é que lido com esta paranóia?

Se alguém estiver numa situação parecida ou ter conselhos para partilhar estejam à vontade ;)
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: AdS em 27.jul.2012, 18:57:47
Compreendo perfeitamente a tua situação.. encontro-me na mesma!
Só há cerca de um ano é que aceitei a minha orientação sexual, mais ninguem sabe, e lido com isto sozinha desde o primeiro dia. Sinto que ninguem me compreende e que não posso falar acerca de tudo o que queria com os meus amigos.
Ultimamente penso muito sobre arranjar alguém, mas no sitio onde vivo só 1 ou 2 raparigas são lesbicas e não sinto empatia com nenhuma delas.. Sinto que a unica maneira de conhecer pessoas novas e de eventualmente começar uma relação é ir a reuniões ou a bares LGBT, mas nao o queria fazer, nao queria que fosse 'forçado', nao sei se entendem... Queria ser como as outras pessoas que se apaixonam, declaram-se e pronto, ou são correspondidas ou não.. Não queria ter que ter ainda em conta a barreira da orientação sexual... Enfim...
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Imaterial em 27.jul.2012, 19:41:01
Conheci várias pessoas na mesma situação, algumas que até a passaram mais tarde; eventualmente, encontraram (uma inclusive namorou com uma rapariga durante imenso tempo mas, como a relação se foi tornando venenosa, acabou e entretanto está a namorar com um  rapaz ^_^ )

Acho que o maior problema é a ânsia. Tem calma, hás-de encontrar alguém. É mais fácil quando estás a viver a tua vidinha :P
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Shitmydadsays em 27.jul.2012, 20:11:23
Não estás mesmo sozinha, não te preocupes. Também acho o mesmo, já disse a algumas pessoas e ninguém acredita em mim... vou acabar a provar que estavam errados, infelizmente.
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Abbie em 27.jul.2012, 21:52:34
Acho que o maior problema é a ânsia.

Concordo plenamente. Já passei pelo mesmo, mas era mais nova. Mas pensava nisso todos os dias! Achava que tinha algum problema, que nunca iria encontrar alguém. E encontrei, quando menos esperava. O melhor é não deixares isso preencher-te o pensamento na totalidade dos teus dias. Vive a tua vida com normalidade e nunca penses em ter alguém como sendo obrigação! :)
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: AdS em 27.jul.2012, 22:17:27
Não é fácil vermos os nossos amigos e as pessoas à nossa volta com os namorados e nós "encalhadas"! Acho que a ansiedade se deve a isso, não sei concordam...
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: 13 em 27.jul.2012, 23:28:27
Não é fácil vermos os nossos amigos e as pessoas à nossa volta com os namorados e nós "encalhadas"! Acho que a ansiedade se deve a isso, não sei concordam...

A inveja é uma coisa terrível ;D Mas por vezes é também aquilo que nos move, portanto está bem ;)

Há aquelas coisas típicas de se dizer, não há? Vais ver um dia... a pessoa certa... blá-blá-blá...

Mas entretanto é uma chatice. E portanto o que mais importa é sermos felizes. Se não formos felizes e não acreditarmos em nós, quem irá acreditar? Ok, esta também é uma coisa típica de se dizer, mas talvez um pouco menos lol E a esperança é uma coisa muito boa. Portanto, icognita, sê amiga da esperança, para que ela seja tua amiga também :)
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Imaterial em 28.jul.2012, 03:10:34
Não é fácil vermos os nossos amigos e as pessoas à nossa volta com os namorados e nós "encalhadas"! Acho que a ansiedade se deve a isso, não sei concordam...

Quantas vezes...

O importante é compreender que és um ser humano perfeitamente válido como solteira/o. Namoro não é vir alguém com a caneta verde fazer um visto sobre a vossa pessoa, é uma partilha que dois seres humanos aceitam fazer
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: paulosabino em 28.jul.2012, 18:12:01
(...)
E ultimamente, não sei tornou-se um obcessão maior...  Porque parece algo impossível de acontecer ou que aconteça tarde de mais. Sinto-me bastante melhor comigo e quando saio à noite tenho esperança de conhecer alguém. É bastante fustrante ser bissexual e sentir que os meus sentimentos não são retribuídos da mesma forma. Ou que alguém está completamente encantado comigo e eu não sinto o mesmo. Mas pior que isso é sentir um vazio, que nem a família ou amigos podem preencher.
Cada um sabe de si e eu sei de mim e mais facilmente dava uma oportunidade a esse alguém completamento encantado comigo, do que insistiria em "perseguir" quem não retribui o mesmo interesse.

Talvez todos tenhamos lido vezes demais a história da gata borralheira, por vezes nem tudo é à primeira vista, pode até tudo começar com uma discussão. Por vezes não é obvio que certa pessoa pode ser interessante, mas se não lhe dermos uma oportunidade também nunca sabemos. Dessa mesma forma, quem não nos dá oportunidade também fica sem saber se valemos a pena. Com isto não digo que por não termos ninguém devemos avançar com o primeiro disponível, mas se é importante para alguém namorar, encontrar companhia, então não há grande margem para descartar possibilidades que só sabemos se valem a pena, tentando, pelo menos saber mais sobre a pessoa.
 
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: lxmartini em 28.jul.2012, 20:08:19
Concordo que o maior problema é a ânsia.
E junto a isso a falta de confiança ou negativismo.

Já tive uma época do género. Quando abandonei todas essas características... tudo mudou. Continuo solteiro, mas propostas não faltaram.
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: paxaetherna em 28.jul.2012, 22:34:30
Também eu durante muito tempo me preocupei e sofri por pensar que nunca arranjaria alguém na minha vida para amar. Sempre pensei que nunca alguém seria capaz de me amar, ou que eu mesmo fosse capaz de amar alguém. Até hoje ainda nunca me apaixonei por alguém e (acho que) ninguém se apaixonou por mim. Mas mais do que sofrer por pensar que nunca iria arranjar namoros, eu tenho é sofrido por não ter sequer amigos, estar sozinho por muito tempo, e mais, nunca sequer tive colegas próximos (ao nível que eu gostaria) num contexto escolar e por nunca ter recebido amor ou carinho da parte dos pais. A culpa é minha em parte, eu sei, mas atribuo a culpa é a factores externos que contribuíram para que eu fosse excessivamente tímido, tivesse estados depressivos, pouca auto-estima, uma certa inaptidão social, e alguns outros estados psicológicos negativos. Mas surpreendentemente, ao longo dos últimos meses, e à medida que me fui aceitando e assumindo a mim mesmo, melhorei bastante psicologicamente para o qual contribuíram algumas pessoas. Mas enfim, tudo isto para dizer que neste momento me encontro num estado total de apatia em que me resignei a aceitar as condições que possuo, e que já não me preocupo mais por não ter amor na minha vida, amigos e por conseguinte também já não me preocupo por não vir a encontrar o amor; neste momento, projecto a minha vida futura tendo em conta a solidão que vou ter que viver. Esperanças? Já as tive e tudo continua na mesma ao longo de vários anos. O que posso dizer a quem se sinta mal por não ter encontrado o amor é que aprenda a valorizar-se a si mesmo e tente não se preocupar por causa disso.
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: JDelgado em 30.jul.2012, 02:14:14
Eu também sinto o mesmo. Tenho 20 anos e nunca namorei ninguém. É triste. E tal como o paxaetherna, também nunca tive grandes amizades. Conheço muita gente, convivo de vez em quando, mas não conheço ninguém com quem possa ter uma conversa 100% honesta em relação a temas mais íntimos. Acho que não existe ninguém neste mundo que me considera como seu melhor amigo. Mas eu gosto de pensar que isto vai mudar em breve. É uma seca não ter ninguém para amar, dar beijinhos e acariciar... Resta-nos esperar e, para alguns, melhorar as competências sociais.

Eu por acaso estou um bocado como tu, e concordo com tigo, as vezes faz falta alguém procimo com quer conversar
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: ciclonee em 31.jul.2012, 00:00:30
Eu revejo-me completamente neste tópico... Sou uma pessoa absolutamente normal, com um bom trabalho, muitos amigos e apaixonada pela vida... Mas por razoes q me ultrapassam nunca encontrei alguém q me interessasse o suficiente para namorar e ter algo duradouro. Acho q sobretudo se deve por conhecer pouco pessoal lgbt e por n passar quase tempo nenhum na net ou em espaços gay friendly. Sinceramente, acredito q qd tiver de ser vou encontrar a pessoa certa mas as vezes parece q esse dia nunca mais vai chegar.
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Lena em 15.jan.2013, 02:53:52
É complicado. Também já estive assim - e continuo um pouco (a relação mais longa que tive foi de 2 anos e todas as outras, mais 2, não foram propriamente namoro) - mas isso é um assunto que não deverias pensar muito, que nenhum(a) de nós devia. A vida parece ser movida apenas pelo amor mas há muitos mais assuntos para tratarmos e para nos interessar-mos.

Neste mundo imenso haverá alguém que sirva para cada um de nós, agora a probabilidade de saberem ser românticos ou corajosos para fazer o que vemos nos filmes é que pode ser escasso ou quase irreal.

Seguir a vida, fazer-se o que se tem a fazer relativamente à faculdade e trabalho, manter os bons amigos e sair à noite. Para mim este é o seguimento que se deve ter até aos nossos 30 anitos enquanto não se tem uma relação duradoura ou verdadeira :b

Enquanto solteiros estaremos sempre mais à vontade com o que desejamos fazer por isso devemos sempre tirar o bom partido disso apesar de estar numa relação e sabermos que somos desejados é muito bom! Quando pedimos de mais ou exigimos coisas que também não conseguimos dar acabamos por perder tudo por isso.

Vivam a vida e preocupem-se com os pequenos pormenores depois! :)
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Endovélico em 15.jan.2013, 14:46:37
É complicado. Também já estive assim - e continuo um pouco (a relação mais longa que tive foi de 2 anos e todas as outras, mais 2, não foram propriamente namoro) - mas isso é um assunto que não deverias pensar muito, que nenhum(a) de nós devia. A vida parece ser movida apenas pelo amor mas há muitos mais assuntos para tratarmos e para nos interessar-mos.

Neste mundo imenso haverá alguém que sirva para cada um de nós, agora a probabilidade de saberem ser românticos ou corajosos para fazer o que vemos nos filmes é que pode ser escasso ou quase irreal.

Seguir a vida, fazer-se o que se tem a fazer relativamente à faculdade e trabalho, manter os bons amigos e sair à noite. Para mim este é o seguimento que se deve ter até aos nossos 30 anitos enquanto não se tem uma relação duradoura ou verdadeira :b

Enquanto solteiros estaremos sempre mais à vontade com o que desejamos fazer por isso devemos sempre tirar o bom partido disso apesar de estar numa relação e sabermos que somos desejados é muito bom! Quando pedimos de mais ou exigimos coisas que também não conseguimos dar acabamos por perder tudo por isso.

Vivam a vida e preocupem-se com os pequenos pormenores depois! :)

Muito bem dito!
Os potênciais parceiros vão aparecendo. Mas se uma pessoa fica a torturar-se sobre não ter alguém pode perder muitas coisas boas.
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: JoanaWildy em 06.fev.2013, 22:22:55
Há alturas na vida que pensamos mais nesse assunto, que parece que o coração mexe connosco a perguntar se não cabia mais alguém especial lá dentro, a cabeça começa a funcionar a mil com várias perguntas e começamos a sentir que há algo que está em falta.

Isso é natural que aconteça. E como muitos já disseram aqui, o pior é enfrentar a ânsia da espera, da incógnita, do medo e do futuro.

No meu ver, o melhor é quando isso acontecer, tentar não pensar muito nisso, levar a vida naturalmente, quando tiver que aparecer alguém especial, esse alguém aparecerá e muitas vezes (talvez a maioria) quando menos se espera.

Eu por experiência posso dizer-te que não tive muitos relacionamentos e passei um pouco por aquilo que dizes, muitas das perguntas que colocas-te também me fiz a mim mesma. Depois também tive a pressão de pessoas ao meu redor com esse assunto "Ah e quando é que vais encontrar alguém?","não te apaixonas?","Cá para mim vais ficar para tia"...
Tudo isso junto não ajudou mas encarei para mim mesma que um dia iria encontrar alguém e deixei-me levar, tentar viver sem pensar muito nisso, resistindo a pressões e medos. E cá estou eu, neste momento tenho um relacionamento que dura há mais de 2 anos e meio, sou muito feliz, não estava à espera, não procurei e aconteceu. Se é para sempre? Eu quero mas é tudo incerto, não penso nisso. Vivo dia-a-dia.

Estou certa que também te acontecerá o mesmo, seja que idade for  ;)
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Ana Raquel em 10.fev.2013, 19:37:07
Sei que há problemas maiores, mas preciso de desabafar. Embora no meu caso seja uma preocupação, talvez uma obcessão...? Já alguma vez te sentiste incompleto? Ou pensaste que és a única pessoa do mundo que parece que não consegue encontrar alguém e namorar?

Tenho 22 anos, nunca namorei... Posso dar vários exemplos de pessoas que sei que nunca namoraram e que não são mais ou menos felizes por isso. "não aconteceu por que não calhou, não encontraste a pessoa certa..." as explicações do costume... A verdade é que desde criança me lembro que o meu grande sonho era namorar com alguém. Derretia-me a ver filmes com histórias de amor arrebatadoras. No meu diário, há constantes passagens " Tenho x anos e ainda não tenho namorado".

No ciclo, a nível social havia muita pressão para namorar era quase como um estatuto. Sei que não namorei porque houve alturas em que não quis, também namorar só por namorar não vale a pena certo? O facto de ver outras pessoas as sofrerem, também me colou de pé atrás e houve muitos momentos em que evitei aproximar-me de alguém.

Entretanto, descobri-me como bissexual, dou por mim a fantasiar uma relação com uma rapariga, outras vezes com um rapaz. Ganhei mais auto-estima e confiança. Apercebi-me que se aproximar posso conhecer mais pessoas e sinto-me melhor. No fundo acho que tenho medo de ficar sozinha ou de chegar ao fim da minha vida sem ter encontrado alguém que possa despertar o meu melhor e acima de tudo poder entregar-me a ela de corpo, alma e mente. Quando sou feliz tenho de me entregar completamante e aproveitar os momentos.

Acredito que o meu destino é encontrar alguém com que possa ser feliz e que o verdadeiro amor que nos arrebata, existe mesmo não é só coisas de filme. E se amamos estamos sujeitos a sofrer? Sim! Mas caimos, levantámos-nos e seguimos em frente! Magoados, mas mais forte! Que raio de mundo seria este sem amor? Esse amor dá-me forças e vontade de viver.

E ultimamente, não sei tornou-se um obcessão maior...  Porque parece algo impossível de acontecer ou que aconteça tarde de mais. Sinto-me bastante melhor comigo e quando saio à noite tenho esperança de conhecer alguém. É bastante fustrante ser bissexual e sentir que os meus sentimentos não são retribuídos da mesma forma. Ou que alguém está completamente encantado comigo e eu não sinto o mesmo. Mas pior que isso é sentir um vazio, que nem a família ou amigos podem preencher.

Gostava de enquanto jovem viver um grande amor. "Quem espera, desespera". Enfim e enquanto não acontece, como é que lido com esta paranóia?

Se alguém estiver numa situação parecida ou ter conselhos para partilhar estejam à vontade ;)

Isto é assustador, o meu espelho fala...  :o
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: castlox em 22.fev.2013, 12:38:40
acho q o importante é não pensares mto no assunto, nem deixares q se transforme numa obsessão. arranja maneira de descontraír, de relaxar e quando saires à noite tenta nao pensar mto no assunto pq em vez de te estares a divertir, tás ocupada a ver se anda alguém interessante por aí. e quando menos esperares vais ver q vais encontrar alguém!

e é normal ter esse tipo de pensamentos, principalmente quando nunca tiveste alguém, no entanto isso não significa que vá ser sempre assim. és nova, vais ver que ainda vais viver mtos amores e desamores!

e não te esqueças que toda a gente é diferente. há quem comece a namorar mais cedo e há quem comece a namorar mais tarde  :)
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: drecas em 24.fev.2013, 08:52:29
Está frase ui é algo que penso constantemente...

Hoje em dia com o que se lê parece me cada vez mais dificil conseguir poder confiar em alguém e infelizmente e sei que é generalizando um pouco maior parte das pessoas com a minha orientação sexual na generalidade conhece-se na noite ou através de sites. Sitios noturnos onde possam estar, implicam eu ter paciencia para musica aos altos gritos, coisa que em eu não frequento porque não gosto do ambiente e nos sites como não coloco fotos malucas dou-me mal lol.

Infelizmente nos homens o que os atrai quase sempre são os corpos, se uma pessoa tem um pneuzinho pronto já não é interessante, levando as pessoas a esquecerem que o tempo passa e todos nós nos deterioramos, enfim dai eu pensar que nunca na vida va namorar xD
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Endovélico em 24.fev.2013, 15:43:40
Está frase ui é algo que penso constantemente...

Hoje em dia com o que se lê parece me cada vez mais dificil conseguir poder confiar em alguém e infelizmente e sei que é generalizando um pouco maior parte das pessoas com a minha orientação sexual na generalidade conhece-se na noite ou através de sites. Sitios noturnos onde possam estar, implicam eu ter paciencia para musica aos altos gritos, coisa que em eu não frequento porque não gosto do ambiente e nos sites como não coloco fotos malucas dou-me mal lol.

Infelizmente nos homens o que os atrai quase sempre são os corpos, se uma pessoa tem um pneuzinho pronto já não é interessante, levando as pessoas a esquecerem que o tempo passa e todos nós nos deterioramos, enfim dai eu pensar que nunca na vida va namorar xD

Eu também costumava pensar assim, não me encaixava no mundo gay.
Mas eu já namorei 3 vezes e nunca conheci ninguém na noite, muito menos em sites.
As reuniões da Rede são uma boa alternativa :)
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Donald em 24.fev.2013, 15:58:14
Está frase ui é algo que penso constantemente...

Hoje em dia com o que se lê parece me cada vez mais dificil conseguir poder confiar em alguém e infelizmente e sei que é generalizando um pouco maior parte das pessoas com a minha orientação sexual na generalidade conhece-se na noite ou através de sites. Sitios noturnos onde possam estar, implicam eu ter paciencia para musica aos altos gritos, coisa que em eu não frequento porque não gosto do ambiente e nos sites como não coloco fotos malucas dou-me mal lol.

Infelizmente nos homens o que os atrai quase sempre são os corpos, se uma pessoa tem um pneuzinho pronto já não é interessante, levando as pessoas a esquecerem que o tempo passa e todos nós nos deterioramos, enfim dai eu pensar que nunca na vida va namorar xD
A vermelho: é verdade, muito verdade. É difícil estabelecer contacto com outras pessoas com a mesma orientação sexual, a não ser que se sujeite a esse tipo de meios. E mesmo assim, estabelecer uma relação estável é uma raridade, na minha opinião.
A amarelo: uma vez mais, volto a concordar contigo. Foto de cara/de perfil/whatever, para muitos, parece não chegar. Precisam de ver mais, como se as pessoas que utilizam esses recursos (sites, aplicações, ...) estivessem num catálogo, tomando decisões sobre o que escolher.
A verde: quem diz "pneu", diz tantas outras coisas. A aparência é o cartão de visita: "se é assim, não posso namorar com ele", ... Assemelha-se a uma competição sobre quem tem a melhor aparência. E pode ser um cliché, mas o que conta é personalidade. Pode ser lindo de morrer, mas não tendo personalidade e/ou atitudes negativas, vale pouco. É uma beleza superficial que, tal como referiste, vai, no futuro, deteorizar-se. O que fica e o que importa, no final de contas, é a personalidade e atitudes perante situações na vida.
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Pedro20_prt em 02.mar.2013, 18:44:51
É parvoíce... Tens 22 anos como podes ter um pensamento tão derrotista? Há tanta gente que não conheces, tanto para descobrir... não penses nisso!

Ainda por cima sendo bissexual tens o dobro das possibilidades :P
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: benru em 03.mar.2013, 03:07:04
Entendo-te muito bem.
Esse é o meu pensamento diário... que serei encalhado para sempre.
Mas depois penso também que não vale a pena estar a antecipar essas coisas e atribuir demasiada importância.
Enquanto estivermos encalhados mas felizes a coisa dá-se.

Mas como não podemos prever o futuro, e também como a minha avó diz: "todo o tacho tem uma tampa" é manter um pensamento positivo :D
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Grass em 03.mar.2013, 12:59:46
Entendo-te muito bem.
Esse é o meu pensamento diário... que serei encalhado para sempre.
Mas depois penso também que não vale a pena estar a antecipar essas coisas e atribuir demasiada importância.
Enquanto estivermos encalhados mas felizes a coisa dá-se.

Mas como não podemos prever o futuro, e também como a minha avó diz: "todo o tacho tem uma tampa" é manter um pensamento positivo :D

Tampa procura-se  ;D
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: benru em 03.mar.2013, 17:23:10
Entendo-te muito bem.
Esse é o meu pensamento diário... que serei encalhado para sempre.
Mas depois penso também que não vale a pena estar a antecipar essas coisas e atribuir demasiada importância.
Enquanto estivermos encalhados mas felizes a coisa dá-se.

Mas como não podemos prever o futuro, e também como a minha avó diz: "todo o tacho tem uma tampa" é manter um pensamento positivo :D

Tampa procura-se  ;D

Exacto, é mesmo isso :D eheheh
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: TheWeirdOne em 03.mar.2013, 22:29:10
Entendo-te muito bem.
Esse é o meu pensamento diário... que serei encalhado para sempre.
Mas depois penso também que não vale a pena estar a antecipar essas coisas e atribuir demasiada importância.
Enquanto estivermos encalhados mas felizes a coisa dá-se.

Mas como não podemos prever o futuro, e também como a minha avó diz: "todo o tacho tem uma tampa" é manter um pensamento positivo :D

Tampa procura-se  ;D

Exacto, é mesmo isso :D eheheh

Acho que é melhor eu procurar um tacho lol já há demasiada gente à procura de tampas :P
Se eu disser que quero uma tampa, o Universo pode interpretar mal e eu ainda acabo por levar umas quantas tampas :D (tampa noutro sentido, claro...)
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Grass em 03.mar.2013, 23:02:33
ahahahhahahaah  ;D
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Rsprita em 07.mai.2013, 11:51:31
Olá Rita (:


Primeiro que tudo, tens o meu apoio! ((:

Seguidamente, entendo o que escreves, mas é como tudo na vida... Tudo tem o seu momento.

Por exemplo, eu estive numa relação durante 2anos e meio, a quase dois anos que acabou e desde então não tive mais relação nenhuma. Não porque não quisesse, mas porque não apareceu ninguém que despertasse interesse.

Alguém se identificará contigo e tu com ela.

Abraço  ;)
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Pink Elephant! em 07.mai.2013, 17:18:44
Não conheço ninguém homosexual, estou a começar a vida de novo e tenho muito medo de nunca vir a ter uma namorada... Porque vamos ser reais, nao andam prai aos pontapés.

Ahahahah ler esta frase e ver que moras em Lisboa é irónico.. Elas andam aí aos pontapés sim!! Vai dar uma volta à baixa, bebe um cafézinho no browns e abre bem os olhos menina x) Nem vou falar de saídas à noite, porque discotecas não são propriamente o lugar onde se encontra a mulher da nossa vida lol mas que há gays aos pontapés em Lisboa?! HÁ!!!

entendo o que escreves, mas é como tudo na vida... Tudo tem o seu momento.

(...) Alguém se identificará contigo e tu com ela.

É isso mesmo! Esperar demasiado só prejudica. Procurar incansavelmente o amor verdadeiro é terrível porque quando procuras acabas por te contentar com aquilo que aparece. E podes estar a perder a oportunidade de encontrar o verdadeiro amor! Esse aparece quando menos esperas, da maneira que menos esperas  :D

Eu estou solteira há quase 3 anos e não estou minimamente preocupada, porque em primeiro lugar amo-me a mim própria! E é reciproco  lol e sou feliz assim! E como sou feliz a 100% um dia vou deixar a pessoa certa entrar na minha vida  [smiley=feliz.gif]
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Rsprita em 07.mai.2013, 17:43:04
Pink Elephant, tens razão, em Lisboa o que não falta é meninas lésbicas e no brown's credo, ao pontapé!
Por falar nisso já não vou lá a tanto tempo, tenho saudades daquele belo café xD

Sim, novamente concordo contigo, há que nos amarmos, estarmos bem nós mesmo. E quando te aceitares e gostares de ti, oh aí tudo é glicodoce  :D

Tambem sou feliz,mas por vezes dá uma saudade de ter um miminho  ;)

E ilikemiguel, a vida é construída de riscos, felicidades, experiências.... E por aí, assim crescemos, e coisas ficam para recordar, umas boas,outras más. Mas aprendemos de qualquer forma!
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: ilikemiguel em 07.mai.2013, 17:45:08
E ilikemiguel, a vida é construída de riscos, felicidades, experiências.... E por aí, assim crescemos, e coisas ficam para recordar, umas boas,outras más. Mas aprendemos de qualquer forma!


sim :-)
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: unforgiving em 11.mai.2013, 23:32:55
Também tenho essa sensação.

Namorei quase 6 anos, e estou só há quase 1. Sinto que não vou gostar de ninguém. É estranho...
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: andredunnowat2do em 11.mai.2013, 23:46:17
Bom, comigo, sinto algo assim, porque sou mais novo, mas alguns rapazes vieram ter comigo para terem apenas sexo. E não digo que, para eles, seja mau, obviamente! Só que eu sou aquele miúdo naive à espera da princesa ou do príncipe encantado... e sinto-me mal. Atraio pessoas com quem não me ligo.
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Grass em 12.mai.2013, 18:41:50
Sou um bocadinho assim também  :)
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: mau_feitio em 13.mai.2013, 13:39:33
Pois eu já há uns 8 anos que me assumi,e desde então apercebi-me que foi a melhor coisa que eu fiz ate agora :)
Mas sinceramente eu cansei-me de verdade de conhecer alguém,começar a gostar dessa pessoa,deixar que conheça partes de mim que mais ninguém conhece...enfim deixar que uma pessoa mulher me conheça por completo,melhor que a minha própria família ou amigos de há muitos anos,para no final descobrir que as coisas não eram nada do que pareciam ser  >:(
Mas todas essas experiências ensinaram-me que tudo na vida tem o seu tempo...temos é que ter paciência,calma e sabermos esperar o momento oportuno,porque tudo aquilo que de alguma forma é forçado ou pressionado a acontecer acaba sempre por dar mal resultado
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: joapedro23 em 18.mai.2013, 22:25:52
Sei que há problemas maiores, mas preciso de desabafar. Embora no meu caso seja uma preocupação, talvez uma obcessão...? Já alguma vez te sentiste incompleto? Ou pensaste que és a única pessoa do mundo que parece que não consegue encontrar alguém e namorar?

Tenho 22 anos, nunca namorei... Posso dar vários exemplos de pessoas que sei que nunca namoraram e que não são mais ou menos felizes por isso. "não aconteceu por que não calhou, não encontraste a pessoa certa..." as explicações do costume... A verdade é que desde criança me lembro que o meu grande sonho era namorar com alguém. Derretia-me a ver filmes com histórias de amor arrebatadoras. No meu diário, há constantes passagens " Tenho x anos e ainda não tenho namorado".

No ciclo, a nível social havia muita pressão para namorar era quase como um estatuto. Sei que não namorei porque houve alturas em que não quis, também namorar só por namorar não vale a pena certo? O facto de ver outras pessoas as sofrerem, também me colou de pé atrás e houve muitos momentos em que evitei aproximar-me de alguém.

Entretanto, descobri-me como bissexual, dou por mim a fantasiar uma relação com uma rapariga, outras vezes com um rapaz. Ganhei mais auto-estima e confiança. Apercebi-me que se aproximar posso conhecer mais pessoas e sinto-me melhor. No fundo acho que tenho medo de ficar sozinha ou de chegar ao fim da minha vida sem ter encontrado alguém que possa despertar o meu melhor e acima de tudo poder entregar-me a ela de corpo, alma e mente. Quando sou feliz tenho de me entregar completamante e aproveitar os momentos.

Acredito que o meu destino é encontrar alguém com que possa ser feliz e que o verdadeiro amor que nos arrebata, existe mesmo não é só coisas de filme. E se amamos estamos sujeitos a sofrer? Sim! Mas caimos, levantámos-nos e seguimos em frente! Magoados, mas mais forte! Que raio de mundo seria este sem amor? Esse amor dá-me forças e vontade de viver.

E ultimamente, não sei tornou-se um obcessão maior...  Porque parece algo impossível de acontecer ou que aconteça tarde de mais. Sinto-me bastante melhor comigo e quando saio à noite tenho esperança de conhecer alguém. É bastante fustrante ser bissexual e sentir que os meus sentimentos não são retribuídos da mesma forma. Ou que alguém está completamente encantado comigo e eu não sinto o mesmo. Mas pior que isso é sentir um vazio, que nem a família ou amigos podem preencher.

Gostava de enquanto jovem viver um grande amor. "Quem espera, desespera". Enfim e enquanto não acontece, como é que lido com esta paranóia?

Se alguém estiver numa situação parecida ou ter conselhos para partilhar estejam à vontade ;)



Como é que estás agora passado quase um ano?
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: theone111 em 19.mai.2013, 02:37:31
Aproveitem lá a vossa vida, experimentem coisas novas! E, quando encontrarem alguém que vos deixa vermelhos como um tomate (no bom sentido), atirem-se! :) O maior erro é ignorar a oportunidade de errar.

Não podia ignorar a oportunidade de citar tais sábias palavras... Todos os meus arrependimentos passados são precisamente de "potenciais erros" que não concretizei.

Voltando ao tópico, revejo-me na maioria do publicado. Em terras albicastrences é tudo mais complicado que as pessoas escondem-se muito ???

Devíamos organizar um encontro... Aparentemente somos as "pampas" e "panelas" uns dos outros  ;D
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: CineLorde em 19.mai.2013, 14:19:01
Eu gostava de namorar, mas sinto que ainda não estou preparado. Queria ter mais confiança em mim antes de iniciar uma relação. Nesta fase da minha vida, eu quero criar amizades.
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: JoanaBanana em 29.mai.2013, 21:46:31
Pink Elephant, tens razão, em Lisboa o que não falta é meninas lésbicas e no brown's credo, ao pontapé!
Por falar nisso já não vou lá a tanto tempo, tenho saudades daquele belo café xD

Nem todas as pessoas tem jeitinho para aquela sedução momentânea de olhares e daquela primeira aproximação  :P

Spoiler (clica para mostrar/esconder)
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Bolívar em 29.mai.2013, 23:51:29
            Ola a todos. Teria muito a dizer sobre este tópico e tentarei ser breve. Posso dizer que já me apaixonei algumas vezes, sendo que quando mais novo por raparigas, e agora por ultimo por um rapaz. A paixão mais arrebatadora foi por este rapaz, o que me fez perceber que talvez seja mais homossexual do que bissexual. Em teoria penso que as minhas paixões por raparigas foram reais, nunca correspondidas, mas eram uma idealização do que a minha família e grupo de amigos queria induzir em mim. A sociedade em que estava inserido influencio na minha prospectiva essa paixões.
           Quando tive a oportunidade de sair desse grupo, e já ciente que me sentia atraído por rapazes, permiti-me uma vivência diferente o que levou a visse as coisas de forma diferente. Voltei a apaixonar-me por raparigas, novamente não correspondido, até que comecei aos poucos a sentir-me mais aproximação por rapazes ate que culminou com uma paixão impossível por um hetero, da qual já falei noutro tópico. Isto tudo para dizer que vive anos de paixões não correspondidas, desilusões consecutivas que foram tornando tudo mais complicado, e fizeram-me ficar mais fechado. Muitas vezes pensei que ficaria sozinho para sempre, que a culpa era minha, e até foi perdendo a auto-estima.
            Mesmo com todos estes pontos negativos acabei fazendo amigos gays, que me ajudaram e forma apoio, sendo que acabei me envolvendo numa amizade colorida com um deles. Foi algo bem pensado e consentido e que me ajudou a aclarar ideias e ajudou a gostar um pouco mais de mim. Hoje em dia sei que por vezes estou em baixo e os pensamentos negativos me rondam. Sofro por vezes com o passar do tempo e nada acontecer, e sofro com o afastar por motivos de trabalhos dos meus amigos e apoio, mas mesmo assim sei que quando tiver de acontecer e quando tiver que encontrar alguém ira acontecer. Acredito agora que não sou perfeito mas tenho minhas qualidades e que consigo fazer alguém feliz, e por isso espero que me apareça, não um príncipe, mas um ser humano, com defeitos e virtudes que me completara. Todos os dias luto contra a desilusão, contra a solidão e contra pressão de estar sozinho, e cada dia saio vencedor.
                  Espero que estas palavras possam ajudar a dar conforto a alguém, e quero que saibam que estamos aqui juntos na mesma luta.
                          :) Abraço a todos os que tiveram a paciência de ler este blablabla, e desculpem alguma falha de português.
 
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: castlox em 30.mai.2013, 20:13:01
Pink Elephant, tens razão, em Lisboa o que não falta é meninas lésbicas e no brown's credo, ao pontapé!
Por falar nisso já não vou lá a tanto tempo, tenho saudades daquele belo café xD

Nem todas as pessoas tem jeitinho para aquela sedução momentânea de olhares e daquela primeira aproximação  :P

Spoiler (clica para mostrar/esconder)

Não podes complicar as coisas. n existe nada em "concreto" q possas fazer, tipo: olhar duas vezes e piscar três vezes os olhos. lol 

tens q encarar as coisas com naturalidade. se estiveres interessada em alguém,  podes sempre pedir o número. um não tens sempre garantido, mas tb podes ter a sorte de teres um sim e de "sacares" um número.  :)
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: JoanaBanana em 30.mai.2013, 21:56:38
Pink Elephant, tens razão, em Lisboa o que não falta é meninas lésbicas e no brown's credo, ao pontapé!
Por falar nisso já não vou lá a tanto tempo, tenho saudades daquele belo café xD

Nem todas as pessoas tem jeitinho para aquela sedução momentânea de olhares e daquela primeira aproximação  :P

Spoiler (clica para mostrar/esconder)

Não podes complicar as coisas. n existe nada em "concreto" q possas fazer, tipo: olhar duas vezes e piscar três vezes os olhos. lol 

tens q encarar as coisas com naturalidade. se estiveres interessada em alguém,  podes sempre pedir o número. um não tens sempre garantido, mas tb podes ter a sorte de teres um sim e de "sacares" um número.  :)


Esse passo para mim é uma coisa complexa. Acho que ficaria a pensar que a rapariga me ia achar alguém estranho por pedir o número.
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: castlox em 30.mai.2013, 23:23:45
Pink Elephant, tens razão, em Lisboa o que não falta é meninas lésbicas e no brown's credo, ao pontapé!
Por falar nisso já não vou lá a tanto tempo, tenho saudades daquele belo café xD

Nem todas as pessoas tem jeitinho para aquela sedução momentânea de olhares e daquela primeira aproximação  :P

Spoiler (clica para mostrar/esconder)

Não podes complicar as coisas. n existe nada em "concreto" q possas fazer, tipo: olhar duas vezes e piscar três vezes os olhos. lol 

tens q encarar as coisas com naturalidade. se estiveres interessada em alguém,  podes sempre pedir o número. um não tens sempre garantido, mas tb podes ter a sorte de teres um sim e de "sacares" um número.  :)


Esse passo para mim é uma coisa complexa. Acho que ficaria a pensar que a rapariga me ia achar alguém estranho por pedir o número.

Eu não estou a dizer que é uma coisa fácil de se fazer. Claro que não vais pedir aleatóriamente de um momento para o outro, mas se começares a frequentar um local e até achas piada alguém que costuma frequentar o espaço... podes começar por dizer boa tarde. a partir daí podes sempre tentar meter conversa ou pedir o número. e lá está, se ela achar estranho, pensa: "vou conviver com ela? não." até podes passar por ela na rua, mas se já não tinham nada e não... não há nada que vás quebrar.
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: patricia22 em 28.jun.2013, 15:29:21
Identifico-me pois ás vezes penso que vou ficar sozinha para o resto da vida, nao é que nao tenha tido namorados, mas gosto mais de mulheres e ai o amor nao me assiste e ás vezes penso que vergonha com 24 anos e nc tive uma namorada nem nd :(
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Divergent em 02.jul.2013, 02:38:27
Eu também penso que nunca vou namorar. Porque sou horrível. Sou demasiado horrível para que alguém goste de mim. Em primeiro lugar tenho que gostar de mim próprio, mas acho que estou muito longe disso. É triste.
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: natacha em 13.jul.2013, 22:25:41
Identifico-me pois ás vezes penso que vou ficar sozinha para o resto da vida, nao é que nao tenha tido namorados, mas gosto mais de mulheres e ai o amor nao me assiste e ás vezes penso que vergonha com 24 anos e nc tive uma namorada nem nd :(

Tu não és a única  patricia22 eu já tanho 25 anos e nunca tive namorada  :(
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: theone111 em 15.jul.2013, 00:55:13
Eu também penso que nunca vou namorar. Porque sou horrível. Sou demasiado horrível para que alguém goste de mim. Em primeiro lugar tenho que gostar de mim próprio, mas acho que estou muito longe disso. É triste.

Apaixona-te por ti próprio. Acredita que isso vai MUDAR a tua vida.

Spoiler (clica para mostrar/esconder)
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Saiga em 15.jul.2013, 21:22:53
penso o mesmo...sou a confusao em pessoa! ja magoei muito quem nao devia e nao me quero habilitar a repetir a dose...por isso acho que vou ser mae solteira xD
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: nevertoolatetobehappy em 15.jul.2013, 23:20:39
Eu também penso que nunca vou namorar. Porque sou horrível. Sou demasiado horrível para que alguém goste de mim. Em primeiro lugar tenho que gostar de mim próprio, mas acho que estou muito longe disso. É triste.

Apaixona-te por ti próprio. Acredita que isso vai MUDAR a tua vida.

Spoiler (clica para mostrar/esconder)

Faço tuas a minhas palavras. Neste momento aceito-me perfeitamente e também estou apaixonado por mim. Esta mudança de atitude, aliada a acreditar de para os outros gostarem de mim preciso de estar bem comigo e não me isolar, teve um efeito profundamente transmutador na minha vida.

Divergent, luta primeiro por te aceitar, aceita-te nas tuas imperfeições e corrige-as, valoriza as diferenças que tens para com os outros. A mudança tem que vir de dentro para fora, em pequenos mas mensuráveis passos, para minimizar frustrações e conseguires progredir.
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: oPortuense em 20.jul.2013, 23:37:31
Identifico-me pois ás vezes penso que vou ficar sozinha para o resto da vida, nao é que nao tenha tido namorados, mas gosto mais de mulheres e ai o amor nao me assiste e ás vezes penso que vergonha com 24 anos e nc tive uma namorada nem nd :(
Sinto-me da mesma maneira :-\
Não me posso queixar com a falta de raparigas, mas o que queria agora era ter uma relação com um rapaz. Parece que o amor não mora para os meus lados...
Ainda sou novo, mas sinto que tão cedo não vou encontrar alguém que me faça sentir especial. Não é que seja impaciente ou pessimista, é mesmo porque vejo outros casais apaixonados e quero o mesmo para mim, à minha maneira.
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Violator em 20.jul.2013, 23:49:05
Sinceramente, eu também penso que nunca na vida vou namorar. Acho que ninguém iria gostar de mim, visto que eu me odeio profundamente. Eu não gosto (mesmo) de nada em mim. E sinto-me tão mal comigo próprio que já nem me consigo relacionar com as pessoas em condições.
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Yuk em 31.jul.2013, 19:39:03
Infelizmente ou felizmente hoje em dia ainda existe uma percentagem de pessoas que estão solteiras. Umas por preferência e outras porque simplesmente aconteceu.
Acho que o namoro é uma coisa perfeitamente saudável só que por vezes com o término de algumas relações como sabemos "existem fins trágicos" e cada vez mais se vê isso.  :-X
Um dos problemas que observo a meu redor é a falta de "sacrifício" por ambas as partes ou por uma parte para que as coisas durem!
Evidentemente que não estou a querer dizer que devemos estar com a outra pessoa porque "sentimos pena" ou "coitadinha/o" até porque esses são os piores sentimentos a sentir por alguém e infelizmente ainda acontece. Acredito que muita gente ainda esteja com o parceiro/a por ser "pressionada/o"  a ficar o que não é correcto  :-X. Mas, se existe casamentos a durarem a vida inteira porque é que um namoro não pode durar? O casamento é um rito de passagem simplesmente, e o namoro acaba por ser a fase de descobrimento e que a meu ver se as duas pessoas quiserem nunca perde a "graça".
Todos nós sabemos que alguns amores são cruciais e que embora o tempo passe não se esquece e se nós ainda gostarmos da pessoa porque não tentar? Mesmo que tivesse magoado bastante essa mesma pessoa e estando consciente que não é um pedido de desculpas que fazem as coisas passar é preciso tentar, insistir. Se é isso que tu queres porque não voltas atrás? Porque não te esforças arduamente? Nunca perdes tempo, só o ganhas.
Pensem nisso  ;D.
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Rodnelon em 02.ago.2013, 02:10:47
Eu também tenho dificuldade em confiar nas pessoas, em acreditar no que me dizem, e só isso já impede de ter muitas amizades, quanto mais namoros... Namorei uma vez e era muito novo, nem contou xD
Pior é olhar à volta, até na televisão, e ver as pessoas a contarem histórias de amor inacreditáveis... e eu aqui, sozinho :/ Eu tento falar com as pessoas, tento arranjar alguém, mas depois de falhar tantas vezes começas a pensar que o problema é teu e que nunca vais sair daqui...
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: ric55 em 03.ago.2013, 00:25:06
Eu também tenho dificuldade em confiar nas pessoas, em acreditar no que me dizem, e só isso já impede de ter muitas amizades, quanto mais namoros... Namorei uma vez e era muito novo, nem contou xD
Pior é olhar à volta, até na televisão, e ver as pessoas a contarem histórias de amor inacreditáveis... e eu aqui, sozinho :/ Eu tento falar com as pessoas, tento arranjar alguém, mas depois de falhar tantas vezes começas a pensar que o problema é teu e que nunca vais sair daqui...

Ainda és tãoo novo xD O meu primeiro e único namoro foi aos 18 anos. Com o tempo aprenderás (e aprenderemos) a decidir em quem confiar e verás também que as coisas boas aparecerão.
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Gypsy em 03.ago.2013, 17:31:28
Passei uma adolescência relativamente reprimida no que toca à sexualidade. Talvez por isso, tenha fingido umas paixões por raparigas que (chego agora a essa conclusão) não passavam de mentiras a mim mesmo. Com a ida para a faculdade, e a mudança para Lisboa, tudo mudou. Passado algum tempo acabei por me deixar levar por uma paixão completamente devastadora por um rapaz. Com uma intensidade tal que quase parece ter sido uma forma de compensar tantos anos que passei sozinho, na minha adolescência, sem sonhar sequer em ter coragem de ter alguma coisa com um rapaz. Esta história, apesar de intensa, foi a coisa mais adorável à face da terra. A questão é que ele estava na altura (e talvez ainda esteja agora) numa situação como a minha: à descoberta, sem saber muito bem aquilo que quer. A verdade é que ficámos os dois perdidamente apaixonados um pelo outro mas não conseguimos avançar com nada por termos medo, acima de tudo. E até porque estudávamos na mesma escola e estávamos a um passo de ser oficialmente "descobertos". Preferimos assim abdicar de sermos felizes em vez de termos coragem de enfrentar, hipoteticamente, alguma coisa. Fomos os dois cobardes.

Desde essa altura entrei num período muito triste da minha vida. Isolei-me até dos próprios amigos e, claro, senti-me sozinho.
Penso todos os dias nele, choro muitas vezes com flashes de tudo o que aconteceu. E o principal pensamento que tenho vai muito ao encontro deste tópico: de facto, acho que depois disto nunca mais vou conseguir namorar. Se nem nesta situação (em que estive apaixonado como nunca antes) consegui ter coragem para avançar, nunca mais na vida vou conseguir ter um relacionamento com alguém. Porque estou seguro de que nunca mais me vou voltar a apaixonar assim. Por ninguém. E, inclusive, desde que terminei a relação com ele e preferimos afastarmos-nos um do outro, tentei até conhecer um ou outro rapaz. Mas acabo por sempre por me desiludir, ou talvez exijo demasiado das pessoas. Parece que falta sempre alguma coisa.

É tramado.
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: rk em 05.ago.2013, 02:41:38
Passei uma adolescência relativamente reprimida no que toca à sexualidade. Talvez por isso, tenha fingido umas paixões por raparigas que (chego agora a essa conclusão) não passavam de mentiras a mim mesmo. Com a ida para a faculdade, e a mudança para Lisboa, tudo mudou. Passado algum tempo acabei por me deixar levar por uma paixão completamente devastadora por um rapaz. Com uma intensidade tal que quase parece ter sido uma forma de compensar tantos anos que passei sozinho, na minha adolescência, sem sonhar sequer em ter coragem de ter alguma coisa com um rapaz. Esta história, apesar de intensa, foi a coisa mais adorável à face da terra. A questão é que ele estava na altura (e talvez ainda esteja agora) numa situação como a minha: à descoberta, sem saber muito bem aquilo que quer. A verdade é que ficámos os dois perdidamente apaixonados um pelo outro mas não conseguimos avançar com nada por termos medo, acima de tudo. E até porque estudávamos na mesma escola e estávamos a um passo de ser oficialmente "descobertos". Preferimos assim abdicar de sermos felizes em vez de termos coragem de enfrentar, hipoteticamente, alguma coisa. Fomos os dois cobardes.

Desde essa altura entrei num período muito triste da minha vida. Isolei-me até dos próprios amigos e, claro, senti-me sozinho.
Penso todos os dias nele, choro muitas vezes com flashes de tudo o que aconteceu. E o principal pensamento que tenho vai muito ao encontro deste tópico: de facto, acho que depois disto nunca mais vou conseguir namorar. Se nem nesta situação (em que estive apaixonado como nunca antes) consegui ter coragem para avançar, nunca mais na vida vou conseguir ter um relacionamento com alguém. Porque estou seguro de que nunca mais me vou voltar a apaixonar assim. Por ninguém. E, inclusive, desde que terminei a relação com ele e preferimos afastarmos-nos um do outro, tentei até conhecer um ou outro rapaz. Mas acabo por sempre por me desiludir, ou talvez exijo demasiado das pessoas. Parece que falta sempre alguma coisa.

É tramado.
E porque nao voltarem a falar e tentarem uma relacao mesmo que nao seja assumida "para o exterior"? Se o medo da sociedade ainda vos preocupa, podem seguir com a vossa vida a mesma, nao e obrigatorio que informem toda a gente do vosso namoro/relacao. E sempre era uma maneira de se aceitarem melhor e irem descobrindo o que ha para descobrir.. E que senao vai cada um estar no seu estado depressivo e a pensar "e se.." E vida ha so uma, mais vale tentar do que ficar a pensar no q podia ter acontecido.
Nao tiveste coragem na altura, mas ainda vais a tempo de resolver isso ;)
Uma sugestao: copos
É incrivel o que o alcool faz a timidez.
 In vino veritas :P
Good luck
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: figth em 05.ago.2013, 03:01:39
Passei uma adolescência relativamente reprimida no que toca à sexualidade. Talvez por isso, tenha fingido umas paixões por raparigas que (chego agora a essa conclusão) não passavam de mentiras a mim mesmo. Com a ida para a faculdade, e a mudança para Lisboa, tudo mudou. Passado algum tempo acabei por me deixar levar por uma paixão completamente devastadora por um rapaz. Com uma intensidade tal que quase parece ter sido uma forma de compensar tantos anos que passei sozinho, na minha adolescência, sem sonhar sequer em ter coragem de ter alguma coisa com um rapaz. Esta história, apesar de intensa, foi a coisa mais adorável à face da terra. A questão é que ele estava na altura (e talvez ainda esteja agora) numa situação como a minha: à descoberta, sem saber muito bem aquilo que quer. A verdade é que ficámos os dois perdidamente apaixonados um pelo outro mas não conseguimos avançar com nada por termos medo, acima de tudo. E até porque estudávamos na mesma escola e estávamos a um passo de ser oficialmente "descobertos". Preferimos assim abdicar de sermos felizes em vez de termos coragem de enfrentar, hipoteticamente, alguma coisa. Fomos os dois cobardes.

Desde essa altura entrei num período muito triste da minha vida. Isolei-me até dos próprios amigos e, claro, senti-me sozinho.
Penso todos os dias nele, choro muitas vezes com flashes de tudo o que aconteceu. E o principal pensamento que tenho vai muito ao encontro deste tópico: de facto, acho que depois disto nunca mais vou conseguir namorar. Se nem nesta situação (em que estive apaixonado como nunca antes) consegui ter coragem para avançar, nunca mais na vida vou conseguir ter um relacionamento com alguém. Porque estou seguro de que nunca mais me vou voltar a apaixonar assim. Por ninguém. E, inclusive, desde que terminei a relação com ele e preferimos afastarmos-nos um do outro, tentei até conhecer um ou outro rapaz. Mas acabo por sempre por me desiludir, ou talvez exijo demasiado das pessoas. Parece que falta sempre alguma coisa.

É tramado.
E porque nao voltarem a falar e tentarem uma relacao mesmo que nao seja assumida "para o exterior"? Se o medo da sociedade ainda vos preocupa, podem seguir com a vossa vida a mesma, nao e obrigatorio que informem toda a gente do vosso namoro/relacao. E sempre era uma maneira de se aceitarem melhor e irem descobrindo o que ha para descobrir.. E que senao vai cada um estar no seu estado depressivo e a pensar "e se.." E vida ha so uma, mais vale tentar do que ficar a pensar no q podia ter acontecido.
Nao tiveste coragem na altura, mas ainda vais a tempo de resolver isso ;)
Uma sugestao: copos
É incrivel o que o alcool faz a timidez.
 In vino veritas :P
Good luck

até fiquei emocionada ao ler.. juro
olha... eu segui o meu coração e nao foi nesta esta a ser facil.. mas manteve-se pela parte dela 2 anos uma relação escondida. nao é impossivel... e se estas perdidamente apaixonado. faz um favor a ti proprio e nao deixes perder isso. podem ate fingir nao se conhecer q seja mas o teu coraçao e tu como pessoa como individuo precisas de saber o que é amar e ser amado ate teres tanta certeza como eu tenho hoje q nao somos nos que tamos errados mas eles... e has-de sentir tanto orgulho em ti em saberes q es uma pessoa de sucesso e que ves-te feliz apaixonado e vais perceber por um momento q o que outros pensam nao é assim tao importante e comentarios q se ouçam entram por um lado e saem pelo outro. tudo uma questao de tempo de adaptaçao mas sabe tao mais melhor bom gostoso lol quando temos aquela pessoa ao nosso lado. nao percas isso pf
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Lena em 05.set.2013, 00:13:22
Acreditem que a partir do momento que conseguirem "transpirar" confiança e alegria encontrarão resultados.

Namorar ou ter uma relação não deve estar como vossa primeira prioridade, mas sim as amizades e o que querem para o vosso futuro. Se virem bem, a maior parte dos casais que estão juntos à imenso tempo começaram como amigos, ou mesmo melhores amigos, e é isso que deve fazer a parte maior da relação e isso tudo. Por tempo também pensei que nunca iria ter ninguém mas o que penso agora é que, na realidade, quando as coisas não resultam, é porque o destino nos está a guardar para alguém melhor, ou para alguém que realmente poderá fazer diferença na nossa vida e nós na dela(e). Tendo em conta que existe tantas pessoas neste mundo, é impossível não termos alguém para nós. Basta seguirmos a vida, como nós queremos e fazer-mos o que gostamos que eventualmente algo mudará :)

Penso que todos nós já teve problemas no passado, ou encontra-se neste momento em alguma confusão.. mas não deixem que isso vos prejudique no dia de hoje. O passado já não se pode mudar, apenas podemos viver nele pelas nossas memórias. Agora o importante é agarrarmos as rédeas da nossa vida e percorrer as corridas que desejamos e fazermos o que queremos - desde que não seja a prejudicar a vida a outros :b . Aceitar as vivências passadas como experiências e sinais de atenção faz-nos subir, cada vez mais, os degraus do nosso tempo. Manter o queixo erguido e sorrir é outra maneira de abrir novas portas.

Não ter alguém não indica ser-se infeliz ou não ter propósito. É só mais um factor que temos na "lista de coisas a fazer" durante a vida de cada um :)

ps. Não estou a dizer que é mau termos um companheiro! É bom, e importante.. mas há sempre mais coisas em que devemos pensar para além disso, e de nós próprios. 
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: nevertoolatetobehappy em 05.set.2013, 00:19:13
Acreditem que a partir do momento que conseguirem "transpirar" confiança e alegria encontrarão resultados.

Namorar ou ter uma relação não deve estar como vossa primeira prioridade, mas sim as amizades e o que querem para o vosso futuro. Se virem bem, a maior parte dos casais que estão juntos à imenso tempo começaram como amigos, ou mesmo melhores amigos, e é isso que deve fazer a parte maior da relação e isso tudo. Por tempo também pensei que nunca iria ter ninguém mas o que penso agora é que, na realidade, quando as coisas não resultam, é porque o destino nos está a guardar para alguém melhor, ou para alguém que realmente poderá fazer diferença na nossa vida e nós na dela(e). Tendo em conta que existe tantas pessoas neste mundo, é impossível não termos alguém para nós. Basta seguirmos a vida, como nós queremos e fazer-mos o que gostamos que eventualmente algo mudará :)

Penso que todos nós já teve problemas no passado, ou encontra-se neste momento em alguma confusão.. mas não deixem que isso vos prejudique no dia de hoje. O passado já não se pode mudar, apenas podemos viver nele pelas nossas memórias. Agora o importante é agarrarmos as rédeas da nossa vida e percorrer as corridas que desejamos e fazermos o que queremos - desde que não seja a prejudicar a vida a outros :b . Aceitar as vivências passadas como experiências e sinais de atenção faz-nos subir, cada vez mais, os degraus do nosso tempo. Manter o queixo erguido e sorrir é outra maneira de abrir novas portas.

Não ter alguém não indica ser-se infeliz ou não ter propósito. É só mais um factor que temos na "lista de coisas a fazer" durante a vida de cada um :)

ps. Não estou a dizer que é mau termos um companheiro! É bom, e importante.. mas há sempre mais coisas em que devemos pensar para além disso, e de nós próprios.

Não podia ter dito melhor. :)
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: V24 em 05.out.2013, 11:59:08
Identifico-me pois ás vezes penso que vou ficar sozinha para o resto da vida, nao é que nao tenha tido namorados, mas gosto mais de mulheres e ai o amor nao me assiste e ás vezes penso que vergonha com 24 anos e nc tive uma namorada nem nd :(

Mais uma para o clube. Nunca tive namorada com 24 anos.
Não sou anti-social ( bem tenho dias :-X) e ainda não aconteceu xD

As pessoas têm vontade de me bater porque às vezes digo que vou morrer sozinha devorada pelos meus cães ou algo no género. ;D ;D
(Ignorem o humor negro s.f.f.)
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: natacha em 06.out.2013, 05:16:44
Identifico-me pois ás vezes penso que vou ficar sozinha para o resto da vida, nao é que nao tenha tido namorados, mas gosto mais de mulheres e ai o amor nao me assiste e ás vezes penso que vergonha com 24 anos e nc tive uma namorada nem nd :(

Mais uma para o clube. Nunca tive namorada com 24 anos.
Não sou anti-social ( bem tenho dias :-X) e ainda não aconteceu xD

As pessoas têm vontade de me bater porque às vezes digo que vou morrer sozinha devorada pelos meus cães ou algo no género. ;D ;D
(Ignorem o humor negro s.f.f.)
Mais uma tambem.... Eu tambem nunca tive namorada com 25 anos  :(
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: BrunoMCP em 06.out.2013, 20:17:48
É preciso atirarem-se de cabeça ;P
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: mau_feitio em 06.out.2013, 22:48:44
hoje é um desses dias >:(
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: V24 em 07.out.2013, 16:43:25
É preciso atirarem-se de cabeça ;P

Se partirmos a cabeça é que é pior ;D
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: cosjo em 29.nov.2013, 20:10:50
Não quero dar numa de Maia e tentar prever o futuro, mas a verdade é que há dias em que me parece que isto é o mais certo. Nunca hei-de namorar! Não faço por conhecer rapazes homossexuais porque penso que não devemos procurar pessoas, já que isso implica que espere alguma coisa delas, mas antes deixar que os nossos caminhos se cruzem naturalmente. Conheço alguns rapazes gays mas somos amigos e parece-me que vamos ser sempre só amigos. A atracção pelos rapazes de quem gostei precedeu sempre o conhecê-los e por isso é que gostei de um hetero durante mais de um ano. Agora gosto de um rapaz gay e cortejei-o como gostaria de o ser, mas ele não gosta de mim e isso deixa-me bastante frustrado...
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: HigherThanMe em 29.nov.2013, 21:21:46
Parece-me que, no mundo lgbt, quanto mais lata e desinibição melhor. Problem is eu não sou assim quando fico interessada a sério em alguém, só com quem me é indiferente. A regra é: quanto mais gosto, menos me abro e convivo com.

Para além disso:
1 - Idealizo muito e depois perco completamento o interesse (vivo as coisas na cabeça, sou muito de amores platónicos e "romanceados");
2 - Posso dizer que tenho uns gostos estranhos e incomuns, infelizmente, e dificulta muito;
3- Fico extremamente insegura e sem saber o que fazer perante uma rapariga pouco óbvia,cuja orientação sexual não sei ("Faço, não faço?" e acabo sempre por não fazer);
4 - Sendo sincera, acho que nunca vou ter coragem de beijar/demonstrar claramente os meus sentimentos. Acontece que ficamos ambas inseguras e eu apercebo-me disso, mas não faço nada e as relações não evoluem. Depois tenho aquele sentimento estranho de: gostava de ver evolução, mas ao mesmo tempo gosto desta "coisa" de química evidente e insegura, deste meio-termo...
5 - Plus, normalmente quando gosto de uma rapariga x com quem não estou diariamente, não arranjo maneira de conseguir passar mais tempo com ela; ou, quando gosto mesmo de uma que conheço, afasto-me ligeiramente - sinto que muitas vezes demonstro o contrário do que sinto para não levantar suspeitas(AINDA QUE SEJA PRECISAMENTE ISSO QUE QUERO) e costumo afastar-me de pessoas que demonstram carinho súbito, sem eu fazer nada em troca. Eu sei, é uma coisa de quem é altamente inseguro. E fico a pensar na simpatia daquela pessoa, que fixe que ela é e bláblá e sonho e sonho e apercebo-me que, quando acordo, estou completamente afastada dela, quando na verdade ela habita a minha mente!
6 - Resumindo, algumas amigas acham que sou "fria" e "corajosa", tipo aquela que está sempre lá para ajudar os outros e que nunca precisa de ajuda. Acho isto muito triste pq é o oposto do que eu sou: extramente sensível e carinhosa, só que não consigo demonstrá-lo... Afasto-me de quem fica muito próximo. Um exemplo simples dos que comecei a detetar em mim é: quando alguém está a falar comigo e se aproxima ou mostra interesse, eu afasto-me e fico super nervosa e só me quero pirar dali e apartir daquele momento fico super awkward cada vez que tenho que falar com essa pessoa de novo.

Com os rapazes, multipliquem isto que vos disse por 1000.  ???

Por isso, não acho que vá namorar pelo menos tão cedo  :'( Tenho a perfeita noção que isso acontece tudo por causa do meu pensamento derrotista e assim como ele é... Quando eu meto uma coisa na cabeça, faço-a. O problema é mesmo meter alguma coisa na cabeça.  :-X :-X

Ok e vou admitir finalmente uma coisa que penso constantemente: gosto de raparigas mais femininas ou não muito masculinizadas, mas eu sou (e nem sempre o aparento) envergonhada e sensível e isso tudo e acho que só vão gostar de mim as mais masculinas. Perdoem-me a estupidez, mas precisava de dizer isto já há muito tempo  :-[

Spoiler (clica para mostrar/esconder)
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Nutopia em 29.nov.2013, 22:02:38
Parece-me que, no mundo lgbt, quanto mais lata e desinibição melhor. Problem is eu não sou assim quando fico interessada a sério em alguém, só com quem me é indiferente. A regra é: quanto mais gosto, menos me abro e convivo com.

Para além disso:
1 - Idealizo muito e depois perco completamento o interesse (vivo as coisas na cabeça, sou muito de amores platónicos e "romanceados");
2 - Posso dizer que tenho uns gostos estranhos e incomuns, infelizmente, e dificulta muito;
3- Fico extremamente insegura e sem saber o que fazer perante uma rapariga pouco óbvia,cuja orientação sexual não sei ("Faço, não faço?" e acabo sempre por não fazer);
4 - Sendo sincera, acho que nunca vou ter coragem de beijar/demonstrar claramente os meus sentimentos. Acontece que ficamos ambas inseguras e eu apercebo-me disso, mas não faço nada e as relações não evoluem. Depois tenho aquele sentimento estranho de: gostava de ver evolução, mas ao mesmo tempo gosto desta "coisa" de química evidente e insegura, deste meio-termo...
5 - Plus, normalmente quando gosto de uma rapariga x com quem não estou diariamente, não arranjo maneira de conseguir passar mais tempo com ela; ou, quando gosto mesmo de uma que conheço, afasto-me ligeiramente - sinto que muitas vezes demonstro o contrário do que sinto para não levantar suspeitas(AINDA QUE SEJA PRECISAMENTE ISSO QUE QUERO) e costumo afastar-me de pessoas que demonstram carinho súbito, sem eu fazer nada em troca. Eu sei, é uma coisa de quem é altamente inseguro. E fico a pensar na simpatia daquela pessoa, que fixe que ela é e bláblá e sonho e sonho e apercebo-me que, quando acordo, estou completamente afastada dela, quando na verdade ela habita a minha mente!
6 - Resumindo, algumas amigas acham que sou "fria" e "corajosa", tipo aquela que está sempre lá para ajudar os outros e que nunca precisa de ajuda. Acho isto muito triste pq é o oposto do que eu sou: extramente sensível e carinhosa, só que não consigo demonstrá-lo... Afasto-me de quem fica muito próximo. Um exemplo simples dos que comecei a detetar em mim é: quando alguém está a falar comigo e se aproxima ou mostra interesse, eu afasto-me e fico super nervosa e só me quero pirar dali e apartir daquele momento fico super awkward cada vez que tenho que falar com essa pessoa de novo.

Com os rapazes, multipliquem isto que vos disse por 1000.  ???

Por isso, não acho que vá namorar pelo menos tão cedo  :'( Tenho a perfeita noção que isso acontece tudo por causa do meu pensamento derrotista e assim como ele é... Quando eu meto uma coisa na cabeça, faço-a. O problema é mesmo meter alguma coisa na cabeça.  :-X :-X

Ok e vou admitir finalmente uma coisa que penso constantemente: gosto de raparigas mais femininas ou não muito masculinizadas, mas eu sou (e nem sempre o aparento) envergonhada e sensível e isso tudo e acho que só vão gostar de mim as mais masculinas. Perdoem-me a estupidez, mas precisava de dizer isto já há muito tempo  :-[

Spoiler (clica para mostrar/esconder)

Boa noite HigherThanMe,

após ler os teus "dizeres" recuei no Tempo e assisti a uma descrição q.b. de mim;
não poderia assistir, invisivelmente, a tal.

Quanto à minha vivência o que te poderei "deixar", como testemunho, é que tais particularidades da minha pessoa nunca se dissiparam, aliás ainda fazem (bem) parte do meu Ser, contudo a intensidade ao contactar com a esfera real de sentires, de uma forma ávida, com o nutrir de sentimentos esplendorosos associados à "tal" pessoa que te completa, todos esses percalços vão, a seu tempo, desaparecendo.

Acima de tudo, considero que a "transparência" pelos sentires (receios vs dúvidas) devem fazer parte, sempre,  do diálogo a duas/dois; trata-se da melhor forma para entender o timing pessoal e que permitirá a entrega, total.

Boa sorte! ;)
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Cra_19 em 29.nov.2013, 22:25:39
Não quero dar numa de Maia e tentar prever o futuro, mas a verdade é que há dias em que me parece que isto é o mais certo. Nunca hei-de namorar! Não faço por conhecer rapazes homossexuais porque penso que não devemos procurar pessoas, já que isso implica que espere alguma coisa delas, mas antes deixar que os nossos caminhos se cruzem

Estou na mesma situação que tu. Não gosto de meter conversa com pessoas que não conheço, porque não tenho jeito e porque acho estranho, parece que andas à pesca de gajo. A cena é que isso, aliado ao facto de não ser assumido faz com que eu cada vez mais ache que nunca irei realmente namorar. Já tive relacionamentos, mas nunca senti uma ligação com raparigas, e com rapazes é difícil porque não sou de meter conversa. E é por isso que acho que nunca vou encontrar alguém por quem me possa realmente apaixonar.
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Stillness em 29.nov.2013, 23:15:01
Parece-me que, no mundo lgbt, quanto mais lata e desinibição melhor. Problem is eu não sou assim quando fico interessada a sério em alguém, só com quem me é indiferente. A regra é: quanto mais gosto, menos me abro e convivo com.

Para além disso:
1 - Idealizo muito e depois perco completamento o interesse (vivo as coisas na cabeça, sou muito de amores platónicos e "romanceados");
2 - Posso dizer que tenho uns gostos estranhos e incomuns, infelizmente, e dificulta muito;
3- Fico extremamente insegura e sem saber o que fazer perante uma rapariga pouco óbvia,cuja orientação sexual não sei ("Faço, não faço?" e acabo sempre por não fazer);
4 - Sendo sincera, acho que nunca vou ter coragem de beijar/demonstrar claramente os meus sentimentos. Acontece que ficamos ambas inseguras e eu apercebo-me disso, mas não faço nada e as relações não evoluem. Depois tenho aquele sentimento estranho de: gostava de ver evolução, mas ao mesmo tempo gosto desta "coisa" de química evidente e insegura, deste meio-termo...
5 - Plus, normalmente quando gosto de uma rapariga x com quem não estou diariamente, não arranjo maneira de conseguir passar mais tempo com ela; ou, quando gosto mesmo de uma que conheço, afasto-me ligeiramente - sinto que muitas vezes demonstro o contrário do que sinto para não levantar suspeitas(AINDA QUE SEJA PRECISAMENTE ISSO QUE QUERO) e costumo afastar-me de pessoas que demonstram carinho súbito, sem eu fazer nada em troca. Eu sei, é uma coisa de quem é altamente inseguro. E fico a pensar na simpatia daquela pessoa, que fixe que ela é e bláblá e sonho e sonho e apercebo-me que, quando acordo, estou completamente afastada dela, quando na verdade ela habita a minha mente!
6 - Resumindo, algumas amigas acham que sou "fria" e "corajosa", tipo aquela que está sempre lá para ajudar os outros e que nunca precisa de ajuda. Acho isto muito triste pq é o oposto do que eu sou: extramente sensível e carinhosa, só que não consigo demonstrá-lo... Afasto-me de quem fica muito próximo. Um exemplo simples dos que comecei a detetar em mim é: quando alguém está a falar comigo e se aproxima ou mostra interesse, eu afasto-me e fico super nervosa e só me quero pirar dali e apartir daquele momento fico super awkward cada vez que tenho que falar com essa pessoa de novo.

Com os rapazes, multipliquem isto que vos disse por 1000.  ???

Por isso, não acho que vá namorar pelo menos tão cedo  :'( Tenho a perfeita noção que isso acontece tudo por causa do meu pensamento derrotista e assim como ele é... Quando eu meto uma coisa na cabeça, faço-a. O problema é mesmo meter alguma coisa na cabeça.  :-X :-X

Ok e vou admitir finalmente uma coisa que penso constantemente: gosto de raparigas mais femininas ou não muito masculinizadas, mas eu sou (e nem sempre o aparento) envergonhada e sensível e isso tudo e acho que só vão gostar de mim as mais masculinas. Perdoem-me a estupidez, mas precisava de dizer isto já há muito tempo  :-[

Spoiler (clica para mostrar/esconder)


WOW
Isto é mesmo aquilo que eu sinto, mas que nunca conseguiria transpor para palavras como tu o fizeste.
E encontro-me na situação que tu tão bem descreveste em '5'.

Responder
sou muito exigente e auto-crítica e acabo por achar os outros espetaculares e inalcançáveis.
Tal e qual. É mesmo o termo perfeito para descrever a forma como olho para certas raparigas. Há uma comparação constante e um medo enorme de mostrar o verdadeiro 'eu', como se isso fosse repelir qualquer um que se queira aproximar.
No entanto, sou capaz de deixar uma primeira impressão muito boa a quem quer que fale comigo; só não consigo é mantê-la exactamente por essas razões  :-\
Título: Pode parecer parvoíce, mas ás vezes acho que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Diotima em 29.nov.2013, 23:19:17
Mais uma a identificar-se com as tuas palavras. Sem tirar nem pôr.
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Yahiza em 30.nov.2013, 00:05:33
Talvez não precisemos de alguém para nos mostrarmos de fortes, mas sim de alguém que nos deixe revelar as nossas fraquezas.
Acho que no momento em que nos damos realmente a conhecer a alguém, nos apercebemos do quanto essa pessoa pode ser igual a nós.
Cada um vive com as suas máscaras, que nos protegem, mas são também aquelas que nos impedem de mostrar aquilo que realmente somos.

Também sou muito insegura e raramente me consigo expressar exactamente como eu quero. Depois fico no meu mundo e acabo por perder oportunidades de me dar a conhecer, sem medos, sem inseguranças...
É tramado...  :-\
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: HigherThanMe em 30.nov.2013, 00:19:33
Nutopia, obrigada pelas palavras!
É bom saber que não sou a única a experimentar estas sensações. Já não me sinto tão anormal, vá  :)

Stillness, o ponto 5 é um dos mais frustantes para mim porque me afasto das pessoas de quem gosto para não dar nas vistas ou parecer "estranha" (aquele medo da rejeição ou de sei lá bem o quê e que é altamente revoltante, por sinal) e acabo por ser ainda mais distante do que as amigas ou simplesmente conhecidas hetero. Depois, fico como que em outro patamar a observar e a pensar "Bem, a x que é hetero até a provoca e tal também posso fazer isso na brincadeira". Inexplicavelmente cíclico é o que vem a seguir "Oh! Não sou capaz. Só eu é que não o consigo fazer" e ainda não consegui chegar à fase de avançar isso. Enfim, é horrível admitir. Pode ser que a partir de agora seja sempre a melhorar.

Boa sorte para todos!
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Sm1le em 30.nov.2013, 21:24:27
Já tive uma relação que durou 5 anos... Foi o melhor que houve, e o pior que podia ter acontecido.

Neste momento não penso nisso, e nem sequer procuro nada... O que tiver de acontecer, acontecerá.
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: gaymen em 01.dez.2013, 21:54:18
Parvoíce??

Quanto a mim não é....nunca namorei e não o vou fazer, pelo menos como é normal aquilo que se chama de namoro....

Não estou com cabeça nenhuma para me enfiar numa relação em que certas coisas são consideradas normais, mas que para mim são irrevogáveis simplesmente...

Claro está, o tipo de namoro que pretendo é impensável....por todos os motivos....nem todos temos pessoas ao nosso lado que nos apoiem e "aceitem", não é verdade?

Ás vezes penso que nem todos foram talhados para ter relações conjugais....não sei
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Cra_19 em 06.dez.2013, 00:28:03
Parvoíce??

Quanto a mim não é....nunca namorei e não o vou fazer, pelo menos como é normal aquilo que se chama de namoro....

Não estou com cabeça nenhuma para me enfiar numa relação em que certas coisas são consideradas normais, mas que para mim são irrevogáveis simplesmente...

Claro está, o tipo de namoro que pretendo é impensável....por todos os motivos....nem todos temos pessoas ao nosso lado que nos apoiem e "aceitem", não é verdade?

Ás vezes penso que nem todos foram talhados para ter relações conjugais....não sei

Nunca digas nunca. Até à uns meses atrás pensava mais ou menos como tu. Mas as situações mudam, bem como a nossa maneira de pensar.

E com isto não tou a dizer que vais mudar, só me apeteceu comentar. :)
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Di HF em 06.dez.2013, 03:31:02
Já falei da minha relação um pouco por todo o fórum, mas voltarei a falar aqui.

Passei anos e anos da minha vida a pensar que nunca iria namorar. A minha primeira relação foi à distância, por mais que eu goste de chamar relação, havia muita coisa que não era digna de relação porque só nos víamos de dois em dois meses e por pouco tempo. Depois dessa relação terminar, tive a certeza que jamais teria nenhuma e a verdade é que durante muito tempo não tive. Achava que não merecia ninguém, achava que não era digna de uma relação, só os outros eram. Ia gostando de alguém, mas talvez não fosse o suficiente, ou então o destino não estava assim traçado.
Aos 20 consegui ter uma relação, uma verdadeira relação. Lutei imenso por ela, fiz tudo que estava ao meu alcance e agora sou feliz. Por isso, se eu namoro depois de tudo que pensei e passei, toda a gente pode namorar, desde que lute por isso. Seja aos 10, aos 20, aos 30, aos 40 ou ainda mais, acredito que toda a gente tem uma hipótese de ser feliz.

Às vezes para as coisas acontecerem, temos que quebrar barreiras, deixar preconceitos de lado (ex: ir atrás de alguém homossexual), basta sermos nós mesmos.
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Cra_19 em 20.dez.2013, 16:07:14
Já namorei não gostei. Senti-me controlada, manipulada. Demasiadas cedências.
Agora como quero, visto como quero, se me apetecer andar de camisa e blazer ou maquilhada para cabaret ando...faço tudo o que quero.
Preciso do meu espaço, do meu silêncio. De alguém que tome decisões, que não empurre para mim. E esse alguém sou eu.
Vai se fazendo tudo devagarinho. Eu e só eu é o que digo.
Relações é ilusão. Coisa de filme. Enjoei.

Mas isso depende da pessoa com quem tens uma relação. Há pessoas controladoras mas felizmente também há pessoas com quem consegues ter uma relação e manter o teu espaço e liberdade. Só tens de encontrar alguém assim. :)
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: _ricardo_ em 21.dez.2013, 20:15:05
Não quero dar numa de Maia e tentar prever o futuro, mas a verdade é que há dias em que me parece que isto é o mais certo. Nunca hei-de namorar! Não faço por conhecer rapazes homossexuais porque penso que não devemos procurar pessoas, já que isso implica que espere alguma coisa delas, mas antes deixar que os nossos caminhos se cruzem
Estou na mesma situação que tu. Não gosto de meter conversa com pessoas que não conheço, porque não tenho jeito e porque acho estranho, parece que andas à pesca de gajo. A cena é que isso, aliado ao facto de não ser assumido faz com que eu cada vez mais ache que nunca irei realmente namorar. Já tive relacionamentos, mas nunca senti uma ligação com raparigas, e com rapazes é difícil porque não sou de meter conversa. E é por isso que acho que nunca vou encontrar alguém por quem me possa realmente apaixonar.

Quase que podia ter sido eu a escrever isto...
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: gaymen em 22.dez.2013, 22:32:05
Sou mais um com esse pensamento.

No entanto, eu sei a resposta para isso. Nunca namorei com ninguém mesmo, logo, torna-se dificil para mim com 27 anos começar uma relação!
Depois, o medo inevitável que alguém venha a descobrir e, com uma pessoa a nosso lado, nunca se sabe....para além disso, o pavor inerente de ser e estar com outro gajo....

O medo repele-me....nem sei onde ir para estar no meio de gajos gays etc...
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: nevertoolatetobehappy em 22.dez.2013, 22:47:27
Sou mais um com esse pensamento.

No entanto, eu sei a resposta para isso. Nunca namorei com ninguém mesmo, logo, torna-se dificil para mim com 27 anos começar uma relação!
Depois, o medo inevitável que alguém venha a descobrir e, com uma pessoa a nosso lado, nunca se sabe....para além disso, o pavor inerente de ser e estar com outro gajo....

O medo repele-me....nem sei onde ir para estar no meio de gajos gays etc...

É importante primeiro aceitarmos quem somos, gostarmos de nós mesmos e não nos rotularmos ou compararmos com os outros. Tu és único, tens o teu percurso de vida, que te enriqueceu em mil e uma maneiras. Aproveita a experiência de vida que tens e o que aprendeste para passada a fase de auto-aceitação, incluindo o passado, de começares a integrar-te em grupos, passo a passo, pessoa a pessoa. Acho que não devias pensar em que ninguém te vai aceitar, pois o mundo é muito vasto, com muitas pessoas diferentes, e irás certamente encontrar quem não te julgue e eu estou em crer que será a maioria. Há casos de quem se assume com 50, 60 anos e que continua a sua vida, pois sabe que para sermos felizes com os outros precisamos de primeiro sermos felizes connosco. O medo vai desaparecer com o tempo - se olhares como um processo gradual acho que será mais reconfortante. Não te esqueças, it gets better . :)
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: gaymen em 22.dez.2013, 22:54:01
Ya, eu sei e acredito nisso também. No entanto, quando a tua família é tão vasta e demais sociedade envolvente em geral, como verei as coisas a melhorar??

Só mudando de casa, de região e tal....mas sem meios financeiros, não me parece!!!

Depois, o ser por inteiro com alguém, seja namorado ou irmã ainda não é para agora. Logo, falta algo, falta compreensão, entendimento e amizade incondicional por parte dos outros que me interessam realmente.
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: nevertoolatetobehappy em 22.dez.2013, 22:59:22
Ya, eu sei e acredito nisso também. No entanto, quando a tua família é tão vasta e demais sociedade envolvente em geral, como verei as coisas a melhorar??

Só mudando de casa, de região e tal....mas sem meios financeiros, não me parece!!!

Depois, o ser por inteiro com alguém, seja namorado ou irmã ainda não é para agora. Logo, falta algo, falta compreensão, entendimento e amizade incondicional por parte dos outros que me interessam realmente.

Começa a alterar pequenas coisas para ganhares força, depois passa para as grandes. Acho que sendo assim devias fortalecer laços de amizade e dar tempo a ti mesmo para te descobrires e avançares para uma relação quando te sentires preparado. Um passo de cada vez. ;)
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: gaymen em 22.dez.2013, 23:10:12
Pequenas coisas, tais como???

Tenho feito de tudo e mais alguma coisa, disso eu sei. Só falta mesmo o eu assumir-me...Mas isso vai de certeza absoluta causar um reboliço gigante para o qual acredito não estar preparado para enfrentar, tais como aquelas perguntas parvas e ofensivas. A desilusão e vergonha vão aparecer de certeza.

Tenho mandado indirectas, quase directas. Já dei a entender várias vezes, mas quando se quer ser cego, não se vê...Criar amizades?? Sim, mas sendo do meio gay, porque quem conheço nem vai à bola com a situação.

A nível de me sentir preparado?? Já estive mesmo para contar a uma pessoa. A única que realmente me interessa contar. Mas depois penso. Em que é que isso vai alterar????
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: nevertoolatetobehappy em 22.dez.2013, 23:27:47
Pequenas coisas, tais como???

Tenho feito de tudo e mais alguma coisa, disso eu sei. Só falta mesmo o eu assumir-me...Mas isso vai de certeza absoluta causar um reboliço gigante para o qual acredito não estar preparado para enfrentar, tais como aquelas perguntas parvas e ofensivas. A desilusão e vergonha vão aparecer de certeza.

Tenho mandado indirectas, quase directas. Já dei a entender várias vezes, mas quando se quer ser cego, não se vê...Criar amizades?? Sim, mas sendo do meio gay, porque quem conheço nem vai à bola com a situação.

A nível de me sentir preparado?? Já estive mesmo para contar a uma pessoa. A única que realmente me interessa contar. Mas depois penso. Em que é que isso vai alterar????

Quando disse pequenas coisas estava a falar de em vez de dares um passo gigante, ires dando passos de bebé. Por exemplo, em vez de se tentar assumir aos outros, em ambientes menos inclusivos, devemos procurar ter bases de apoio de quem nos aceitou como somos, como amigos por exemplo, começando assim num cenário menos "complicado". Neste momento parece-me que precisas de te aceitar, de estares bem contigo, e para isso acontecer tens que acreditar em ti - não te forces a dar esse passo se não tiveres seguro de que o queres fazer e/ou estás preparado. A desilusão e vergonha são alguns sentimentos possíveis, sim, mas normalmente se tivermos alguém de confiança com quem desabafar (ex: grupos locais), o processo é mais positivo. Quanto a contares, acho que não iria alterar nada em quem és, mas dar-te-ia esperança para futuros coming out, caso fosses bem aceite.
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Ertyuio em 23.dez.2013, 13:29:49
Pequenas coisas, tais como???

Tenho feito de tudo e mais alguma coisa, disso eu sei. Só falta mesmo o eu assumir-me...Mas isso vai de certeza absoluta causar um reboliço gigante para o qual acredito não estar preparado para enfrentar, tais como aquelas perguntas parvas e ofensivas. A desilusão e vergonha vão aparecer de certeza.

Tenho mandado indirectas, quase directas. Já dei a entender várias vezes, mas quando se quer ser cego, não se vê...Criar amizades?? Sim, mas sendo do meio gay, porque quem conheço nem vai à bola com a situação.

A nível de me sentir preparado?? Já estive mesmo para contar a uma pessoa. A única que realmente me interessa contar. Mas depois penso. Em que é que isso vai alterar????

Quando disse pequenas coisas estava a falar de em vez de dares um passo gigante, ires dando passos de bebé. Por exemplo, em vez de se tentar assumir aos outros, em ambientes menos inclusivos, devemos procurar ter bases de apoio de quem nos aceitou como somos, como amigos por exemplo, começando assim num cenário menos "complicado". Neste momento parece-me que precisas de te aceitar, de estares bem contigo, e para isso acontecer tens que acreditar em ti - não te forces a dar esse passo se não tiveres seguro de que o queres fazer e/ou estás preparado. A desilusão e vergonha são alguns sentimentos possíveis, sim, mas normalmente se tivermos alguém de confiança com quem desabafar (ex: grupos locais), o processo é mais positivo. Quanto a contares, acho que não iria alterar nada em quem és, mas dar-te-ia esperança para futuros coming out, caso fosses bem aceite.
Concordo! Também estive muito tempo assim, tinha medo e achava que não haveria forma de mudar isso. Em primeiro lugar tens que te aceitar como és, mas procura alguém, nem que seja apenas um amigo, e conta-lhe. Vais ver que vai fazer toda a diferença e com o tempo, quase sem te aperceberes, esse medo que tinhas irá desaparecendo.

Também não sou muito mais velha que tu. Tenho 28 anos e só há pouco mais de um ano fiz o meu coming out para um amigo meu. Eu até achava que ele ia aceitar na boa, mas tinha medo. Acabei por entender depois que o meu medo era principalmente porque o facto de contar a alguém, seria como dar um passo sem retorno... A partir desse momento, estava assumir-me realmente!

Claro que depois foi um pouco estranho para mim, estar com ele e ele saber de mim, mas agora, um ano depois, sinto-me muito mais confiante e a verdade é que já não sinto esse medo. Claro que há sempre receios e medo de rejeição, mas ajuda muito o poder exteriorizar o que sentimos, nem que seja apenas para um amigo.
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Sofia00 em 23.dez.2013, 15:04:30
Sou mais um com esse pensamento.

No entanto, eu sei a resposta para isso. Nunca namorei com ninguém mesmo, logo, torna-se dificil para mim com 27 anos começar uma relação!
Depois, o medo inevitável que alguém venha a descobrir e, com uma pessoa a nosso lado, nunca se sabe....para além disso, o pavor inerente de ser e estar com outro gajo....

O medo repele-me....nem sei onde ir para estar no meio de gajos gays etc...

É importante primeiro aceitarmos quem somos, gostarmos de nós mesmos e não nos rotularmos ou compararmos com os outros. Tu és único, tens o teu percurso de vida, que te enriqueceu em mil e uma maneiras. Aproveita a experiência de vida que tens e o que aprendeste para passada a fase de auto-aceitação, incluindo o passado, de começares a integrar-te em grupos, passo a passo, pessoa a pessoa. Acho que não devias pensar em que ninguém te vai aceitar, pois o mundo é muito vasto, com muitas pessoas diferentes, e irás certamente encontrar quem não te julgue e eu estou em crer que será a maioria. Há casos de quem se assume com 50, 60 anos e que continua a sua vida, pois sabe que para sermos felizes com os outros precisamos de primeiro sermos felizes connosco. O medo vai desaparecer com o tempo - se olhares como um processo gradual acho que será mais reconfortante. Não te esqueças, it gets better . :)

Totalmente de acordo! Ainda há uns dias saí de uma relação(? sinceramente nem sei bem se o era) com uma rapariga com quem tinha demonstrações de afecto em público frequentemente, acabei por enfrentar muitos dos meus medos por ela e no final ela apenas brincou com os meus sentimentos.
Eu não me sentia minimamente preparada para tal exposição pública, não por vergonha do que sou, porque no fundo sempre estive consciente do que sentia e já tinha tido outras relações com pessoas do mesmo sexo, mas porque não é da minha índole faze-lo, nem me sentia à vontade quando o fazia com pessoas do sexo oposto.
Conclusão, eu deixei de ser quem eu era, comecei a beber mais, a fumar, baixei as notas, mil e uma coisas que me afastavam mais de mim mesma e do que eu quero. A pessoa que fica ao nosso lado deve apoiar-nos, conhecer-nos e aceitar quem somos, para isso, é necessário nós estarmos bem connosco próprios primeiro! Senão só nos vamos prejudicar em relações pouco saudáveis que só nos vão deixar más recordações.
Amar é diferente de estar com alguém porque temos a necesidade de nos sentir amados, se soubermos esperar vamos encontrar a pessoa ideal, ela surge quando menos esperarmos com a certeza de que toda a espera valeu a pena.
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: _ricardo_ em 23.dez.2013, 15:05:16
Pequenas coisas, tais como???

Tenho feito de tudo e mais alguma coisa, disso eu sei. Só falta mesmo o eu assumir-me...Mas isso vai de certeza absoluta causar um reboliço gigante para o qual acredito não estar preparado para enfrentar, tais como aquelas perguntas parvas e ofensivas. A desilusão e vergonha vão aparecer de certeza.

Tenho mandado indirectas, quase directas. Já dei a entender várias vezes, mas quando se quer ser cego, não se vê...Criar amizades?? Sim, mas sendo do meio gay, porque quem conheço nem vai à bola com a situação.

A nível de me sentir preparado?? Já estive mesmo para contar a uma pessoa. A única que realmente me interessa contar. Mas depois penso. Em que é que isso vai alterar????

Pode parecer que não altera, mas acredita que sim. Se essa pessoa for alguém com quem realmente te identificas, alguém realmente importante na tua vida, faz toda a diferença dizeres a essa pessoa; com os amigos mais próximos a quem me assumi, o meu coming out só serviu para fortalecer ainda mais a relação que já tínhamos até aí. Por outro lado, foi como se me tirassem um peso de cima, deu-me mais confiança e segurança. Não quero com isto dizer que o simples facto de contares a alguém vai mudar completamente a tua vida da noite para o dia, eu próprio ainda estou muito longe de onde quero vir a estar nesse aspecto. Mas como já disseram, estes pequenos passos todos somados vão acabar por fazer diferença :)

Depois tens sempre este fórum, com pessoas que te compreendem e sempre dispostas a ajudar, pelo que acabas por nunca estar realmente sozinho :)
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: sandy_90 em 28.dez.2013, 16:55:43
Pretty sure that it will never happen... 

[smiley=desconfortavel.gif]
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: dre_o em 29.dez.2013, 00:32:55
"Eu e os meus 40 gatos" , já o outro dizia.
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Geez em 01.jan.2014, 14:59:23
Amar é diferente de estar com alguém porque temos a necesidade de nos sentir amados, se soubermos esperar vamos encontrar a pessoa ideal, ela surge quando menos esperarmos com a certeza de que toda a espera valeu a pena.

Falou e disse.
Não poderia estar mais de acordo! :)
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: dre_o em 04.jan.2014, 01:12:30
Cada dia que passa, apercebo-me que não é um namorado que quero mas sim companhia.

Não quero um "rótulo". Apenas quero sentir-me amado e amar, como outrora fiz e não havia nenhum rótulo.
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: _ricardo_ em 04.jan.2014, 01:49:52
Cada dia que passa, apercebo-me que não é um namorado que quero mas sim companhia.

Não quero um "rótulo". Apenas quero sentir-me amado e amar, como outrora fiz e não havia nenhum rótulo.

Acho que no fundo resume-se tudo precisamente ao que disseste. Se durante a nossa vida não amarmos, se não dermos algo de nós, então qual é o sentido disto?
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: dre_o em 04.jan.2014, 13:08:32
Cada dia que passa, apercebo-me que não é um namorado que quero mas sim companhia.

Não quero um "rótulo". Apenas quero sentir-me amado e amar, como outrora fiz e não havia nenhum rótulo.

Acho que no fundo resume-se tudo precisamente ao que disseste. Se durante a nossa vida não amarmos, se não dermos algo de nós, então qual é o sentido disto?

Exactly.
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Excidium em 08.jan.2014, 22:49:25
Eu também me apercebi que era talvez a vontade de partilhar mais do que aquelas coisas de amigos que me motivava na procura de um namorado. E por isso (e para além das tentativas falhadas que fiz para conhecer pessoas), desisti. Se vier vem, se não, fico solteiro  8-). Estou fartíssimo de me esforçar para nada ...
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: dre_o em 08.jan.2014, 22:59:02
Eu também me apercebi que era talvez a vontade de partilhar mais do que aquelas coisas de amigos que me motivava na procura de um namorado. E por isso (e para além das tentativas falhadas que fiz para conhecer pessoas), desisti. Se vier vem, se não, fico solteiro  8-). Estou fartíssimo de me esforçar para nada ...

Não serás solteiro para sempre  :)

Às vezes parece que já conhecemos quem havia para conhecer e que estagnamos... mas há sempre mais pessoas. Há sempre alguém que está disposto a aceitar-nos e realmente a nutrir algo por nós.
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: mau_feitio em 09.jan.2014, 00:14:25
É parvoíce,mas cada vez mais acredito ser verdade  :( Não estou a dizer que não tenho conhecido pessoas interessantes(até tenho),mas o problema é que há sempre qualquer coisa que estraga tudo. Esse conjunto de situações está a levar-me a ficar cada vez mais distante de me relacionar com as pessoas  [smiley=muro.gif]
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: nevertoolatetobehappy em 09.jan.2014, 00:31:18
Eu também me apercebi que era talvez a vontade de partilhar mais do que aquelas coisas de amigos que me motivava na procura de um namorado. E por isso (e para além das tentativas falhadas que fiz para conhecer pessoas), desisti. Se vier vem, se não, fico solteiro  8-). Estou fartíssimo de me esforçar para nada ...

A vida resume-se à partilha de momentos, pelo menos para mim. Partilhar a felicidade com quem nos compreende e aceita tal e qual como somos, é uma das melhores coisas, senão mesmo a melhor, que podemos viver.
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Dééé em 09.jan.2014, 19:04:10
Não acho que seja nenhuma parvoíce esse sentimento, existem muitas pessoas a pensarem e sentirem exatamente o mesmo.
Uns admitem isso e outros não, simples assim ;)

Quanto ao facto de teres a idade que tens e nunca teres tido um relacionamento não te preocupes também nunca tive um relacionamento, mas não é por esse motivo que nunca tive situações agradáveis e que me fizeram muito feliz enquanto duraram.
Muitas vezes penso, se ainda não aconteceu é porque não tinha de acontecer e lá há-de chegar a altura de tal acontecer  ;)
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: tomasbarao em 12.jan.2014, 13:32:59
Acho que o maior problema é a ânsia. Tem calma, hás-de encontrar alguém. É mais fácil quando estás a viver a tua vidinha :P

Eu só encontrei quando deixei de procurar. :)

Quando percebi que podia não encontrar essa pessoa tão cedo, podia ainda demorar muito, e aprendi a "conformar-me" com isso. Sei que não é bom conformarmo-nos... mas foi assim que aprendi a dar valor aos amigos, às pessoas de quem gosto, a passar tempo com elas, independentemente de namoro ou não. Deixei de procurar, guardei a impaciência numa gavetinha fechada. E acabou por aparecer.
"O que resiste, persiste". Quando tentamos com muita força contrariar uma situação, por vezes só estamos a bloqueá-la mais. Às vezes a melhor forma é deixar que a situação se resolva a si própria.
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: dre_o em 12.jan.2014, 15:08:07
Acho que o maior problema é a ânsia. Tem calma, hás-de encontrar alguém. É mais fácil quando estás a viver a tua vidinha :P

Eu só encontrei quando deixei de procurar. :)

Quando percebi que podia não encontrar essa pessoa tão cedo, podia ainda demorar muito, e aprendi a "conformar-me" com isso. Sei que não é bom conformarmo-nos... mas foi assim que aprendi a dar valor aos amigos, às pessoas de quem gosto, a passar tempo com elas, independentemente de namoro ou não. Deixei de procurar, guardei a impaciência numa gavetinha fechada. E acabou por aparecer.
"O que resiste, persiste". Quando tentamos com muita força contrariar uma situação, por vezes só estamos a bloqueá-la mais. Às vezes a melhor forma é deixar que a situação se resolva a si própria.

Cada vez mais acredito nisso.

Um grande amigo, (obrigado lautrèamont!  ;D), deu-me tanto na cabeça e tantos conselhos em relação a isto e é tão verdade.
Procurar um(a) namorad@, é algo... tão pouco natural!

Isso sim é "anti-natura".  :P (Sem ofensas!!)

Digo isto no sentido de, acho que o namoro é algo que não se procura. É algo que é descoberto assim por acaso mesmo, é uma consequência da vida, dos nossos actos para com alguém, dos nossos sentimentos!
Quando tiver que acontecer, acontecerá!

Um namoro "forçado" nunca será um namoro verdadeiro.

Sou totalmente a favor de conhecer pessoas, estabelecer relações, mas cada vez mais, sem expectativas de namorar. Acho que é daqueles poucos assuntos em que devemos realmente deixar o coração guiar e não a cabeça!
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: mau_feitio em 12.jan.2014, 15:17:34
Acho que o maior problema é a ânsia. Tem calma, hás-de encontrar alguém. É mais fácil quando estás a viver a tua vidinha :P

Eu só encontrei quando deixei de procurar. :)

Quando percebi que podia não encontrar essa pessoa tão cedo, podia ainda demorar muito, e aprendi a "conformar-me" com isso. Sei que não é bom conformarmo-nos... mas foi assim que aprendi a dar valor aos amigos, às pessoas de quem gosto, a passar tempo com elas, independentemente de namoro ou não. Deixei de procurar, guardei a impaciência numa gavetinha fechada. E acabou por aparecer.
"O que resiste, persiste". Quando tentamos com muita força contrariar uma situação, por vezes só estamos a bloqueá-la mais. Às vezes a melhor forma é deixar que a situação se resolva a si própria.

Cada vez mais acredito nisso.

Um grande amigo, (obrigado lautrèamont!  ;D), deu-me tanto na cabeça e tantos conselhos em relação a isto e é tão verdade.
Procurar um(a) namorad@, é algo... tão pouco natural!

Isso sim é "anti-natura".  :P (Sem ofensas!!)

Digo isto no sentido de, acho que o namoro é algo que não se procura. É algo que é descoberto assim por acaso mesmo, é uma consequência da vida, dos nossos actos para com alguém, dos nossos sentimentos!
Quando tiver que acontecer, acontecerá!

Um namoro "forçado" nunca será um namoro verdadeiro.

Sou totalmente a favor de conhecer pessoas, estabelecer relações, mas cada vez mais, sem expectativas de namorar. Acho que é daqueles poucos assuntos em que devemos realmente deixar o coração guiar e não a cabeça!

x2,sem a parte do lautrèamont me dar na cabeça como é óbvo ;D
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: pink panther em 15.jan.2014, 21:25:22
http://www.youtube.com/watch?v=HqxMXlqCFZw&feature=share&list=RDlIyJb8GlboY&index=6
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: tomasbarao em 18.jan.2014, 05:59:32
Lindo, pink panther.   :)  Obrigado.
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Odra em 23.jan.2014, 22:07:53
às vezes também me sinto assim, mas como diz o ditado, mais vale só que mal acompanhado!
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: V24 em 24.jan.2014, 11:30:23
às vezes também me sinto assim, mas como diz o ditado, mais vale só que mal acompanhado!

Nem sabes a razão que tens ;D Quando forçamos dá asneira e das grandes
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: dre_o em 24.jan.2014, 15:02:14
às vezes também me sinto assim, mas como diz o ditado, mais vale só que mal acompanhado!

Nem sabes a razão que tens ;D Quando forçamos dá asneira e das grandes

x2

Forçar é asneira certa :P

Things must run their course. ^^
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: HigherThanMe em 12.fev.2014, 00:52:17
Não acho verdadeiramente que nunca vá namorar, mas acho que isso provavelmente não acontecerá num futuro próximo. Porquê? Não é que não seja extrovertida, simpática e etc. e tal, o problema continua a ser o mesmo - sou demasiado exigente e idealista, o que torna muito difícil encontrar uma pessoa que me agrade totalmente, com quem tenha química e que preencha os padrões do que acho ser "natural" (genuinidade, profundidade, unicidade, presença). Sei lá, nem consigo explicar por palavras... Normalmente, o que me acontece é ficar obcecada por qualidades, por exemplo gosto de x que é muito extrovertida, de y que é aventureira, de z que é linda de morrer, e depois passa-me (e quando digo obcecada quero dizer OBCECADA). Não sou stalkar nem nada, aliás acredito que a pessoa possa nem se aperceber porque continuo, como sempre, a fazer filmes na minha cabeça. A maioria dos dos sentimentos são pensados. Tenho uma dualidade paradoxal muito grande - tanto sou extrovertida, como introvertida; num minuto, interessa-me, no outro, não. Sou desconfiada, coisa que tenho vindo a desenvolver com a tendência para a falsidade social social que vivemos... Às vezes, o mundo desinteressa-me. Afasto quem gosta de mim porque não consigo arranjar química, nunca gosto de quem gosta de mim e tenho pena, da pessoa e de mim porque também sofro - afinal, não é que não quisesse gostar dela, só não aconteceu. E pronto, acho que já expliquei bem a dificuldade que é encontrar alguém de quem goste verdadeiramente, aliado à necessidade de ser mútuo... Ah! Nisto tudo falo de de a sério. Não me passa passa cabeça namorar com alguém sem amar mesmo. Simplesmente, não dá, mas não tenho nada contra, até acho bastante piada às minhas amigas dos 1001 "namorados". É, sou demasiado complicada, I know.
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: dre_o em 12.fev.2014, 00:55:57
Não acho verdadeiramente que nunca vá namorar, mas acho que isso provavelmente não acontecerá num futuro próximo. Porquê? Não é que não seja extrovertida, simpática e etc. e tal, o problema continua a ser o mesmo - sou demasiado exigente e idealista, o que torna muito difícil encontrar uma pessoa que me agrade totalmente, com quem tenha química e que preencha os padrões do que acho ser "natural". Sei lá, nem consigo explicar por palavras... Normalmente, o que me acontece é ficar obcecada por qualidades, por exemplo gosto de x que é muito extrovertida, de y que é aventureira, de z que é linda de morrer, e depois passa-me (e quando digo obcecada quero dizer OBCECADA). Não sou stalkar nem nada, aliás acredito que a pessoa possa nem se aperceber porque continuo, como sempre, a fazer filmes na minha cabeça. A maioria dos dos sentimentos são pensados. Tenho uma dualidade paradoxal muito grande - tanto sou extrovertida, como introvertida; num minuto, interessa-me, no outro, não. Sou desconfiada, coisa que tenho vindo a desenvolver com a tendência para a falsidade social social que vivemos... Às vezes, o mundo desinteressa-me. Afasto quem gosta de mim porque não consigo arranjar química, nunca gosto de quem gosta de mim e tenho pena, da pessoa e de mim porque também sofro - afinal, não é que não quisesse gostar dela, só não aconteceu. E pronto, acho que já expliquei bem a dificuldade que é encontrar alguém de que que verdadeiramente, aliado à necessidade de ser mútuo... Ah! Nisto tudo falo de de a sério. Não me passa passa cabeça namorar com alguém sem amar mesmo. Simplesmente, não dá, mas não tenho nada contra, até acho bastante piada às minhas amigas dos 1001 "namorados". É, sou demasiado complicada, I know.

Entendo a amargura das tuas palavras. Sinto, percebo o que dizes.
O mundo desinteressa-me. Indeed.

Mas a nossa complicação permite-nos encontrar alguém genuinamente para nós, certo?
Todos nós temos o nosso quê de complicação. E sei que um dia alguém fará com que esse quê seja apenas um pequeno detalhe num mundo onde actualmente esse quê é tudo aquilo que nos impede de atingir esse patamar de felicidade.

Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: HigherThanMe em 12.fev.2014, 01:01:45
Não acho verdadeiramente que nunca vá namorar, mas acho que isso provavelmente não acontecerá num futuro próximo. Porquê? Não é que não seja extrovertida, simpática e etc. e tal, o problema continua a ser o mesmo - sou demasiado exigente e idealista, o que torna muito difícil encontrar uma pessoa que me agrade totalmente, com quem tenha química e que preencha os padrões do que acho ser "natural". Sei lá, nem consigo explicar por palavras... Normalmente, o que me acontece é ficar obcecada por qualidades, por exemplo gosto de x que é muito extrovertida, de y que é aventureira, de z que é linda de morrer, e depois passa-me (e quando digo obcecada quero dizer OBCECADA). Não sou stalkar nem nada, aliás acredito que a pessoa possa nem se aperceber porque continuo, como sempre, a fazer filmes na minha cabeça. A maioria dos dos sentimentos são pensados. Tenho uma dualidade paradoxal muito grande - tanto sou extrovertida, como introvertida; num minuto, interessa-me, no outro, não. Sou desconfiada, coisa que tenho vindo a desenvolver com a tendência para a falsidade social social que vivemos... Às vezes, o mundo desinteressa-me. Afasto quem gosta de mim porque não consigo arranjar química, nunca gosto de quem gosta de mim e tenho pena, da pessoa e de mim porque também sofro - afinal, não é que não quisesse gostar dela, só não aconteceu. E pronto, acho que já expliquei bem a dificuldade que é encontrar alguém de que que verdadeiramente, aliado à necessidade de ser mútuo... Ah! Nisto tudo falo de de a sério. Não me passa passa cabeça namorar com alguém sem amar mesmo. Simplesmente, não dá, mas não tenho nada contra, até acho bastante piada às minhas amigas dos 1001 "namorados". É, sou demasiado complicada, I know.

Entendo a amargura das tuas palavras. Sinto, percebo o que dizes.
O mundo desinteressa-me. Indeed.

Mas a nossa complicação permite-nos encontrar alguém genuinamente para nós, certo?
Todos nós temos o nosso quê de complicação. E sei que um dia alguém fará com que esse quê seja apenas um pequeno detalhe num mundo onde actualmente esse quê é tudo aquilo que nos impede de atingir esse patamar de felicidade.

Vá lá, ao menos já sabemos o que temos que melhorar/trabalhar. Assim o espero, ErXdan, é exatamente essa a minha esperança, que espero não seja muito otimista para de facto acontecer.
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: dre_o em 12.fev.2014, 01:06:29
O nosso maior problema: pensar.

Pensar é tipicamente acre-doce. Podemos pensar em ser felizes: não o sendo, é a maior amargura que podemos sentir.
Conseguimos imaginar o que é sentir a felicidade. Mas sentimos a amargura de que imaginar é diferente de viver.

Mas afinal o que podemos nós fazer? Pensar ou deixar passar?
É um conflito eterno na nossa mente. Afinal: somos animais racionais, para o nosso bem... e para o nosso mal.
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: HigherThanMe em 12.fev.2014, 01:13:12
O nosso maior problema: pensar.

Pensar é tipicamente acre-doce. Podemos pensar em ser felizes: não o sendo, é a maior amargura que podemos sentir.
Conseguimos imaginar o que é sentir a felicidade. Mas sentimos a amargura de que imaginar é diferente de viver.

Mas afinal o que podemos nós fazer? Pensar ou deixar passar?
É um conflito eterno na nossa mente. Afinal: somos animais racionais, para o nosso bem... e para o nosso mal.
Quase que verti uma lágrima a ler o teu texto  :D Concordo a 1000% e gostei do tom de escrita!
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: alex7 em 15.fev.2014, 05:29:02
Olá a todos.

É primeira vez que participo num fórum desta natureza.

Li alguns 'posts' aqui colocados e todos de gente nova. Não li nem uma palavra de um pai ou de uma mãe. Fiquei desiludida, confesso.

Percebi muitas das vossas preocupações, dos vossos anseios, dos vossos medos e receios. Senti as vossas dúvidas e chorei as vossas lágrimas.

Sou MÃE de um jovem como muitos de vocês. Adoro o meu filho.

Tenho orgulho em ser sua mãe, porque é um jovem bem formado, educado, inteligente, mas também muito reservado quanto à sua intimidade.

Sinceramente, não levem a mal, mas muitos dramatizam a vossa existência.

Não o façam. Vocês não são diferentes.

São pessoas como todas as outras. São jovens. Vivam. 'Saboreiem' as pequenas coisas da vida.

Acham que os heterossexuais não têm dúvidas? Claro que sim.

Mas entendo-vos, porque sei que a sociedade ainda tem um longo caminho a fazer até vos perceber, até deixar de discriminar.

A 'missiva' já vai longa... queria apenas deixar este desabafo e dizer-vos que teria todo o gosto em falar convosco, em ajudar-vos... de algum modo contribuir para que mantenham sempre a autoestima em alta.

Tenho alguns anos de psicologia, mas não sou psicóloga. Sou apenas uma mãe, preocupada e atenta, mas imperfeita, claro.

Gostava de vos deixar palavras de alento, mas também de 'aprender' convosco.

Sejam felizes, por favor. A juventude passa depressa. Não se tornem adultos deprimidos e reprimidos ;)




Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Fábio de Almeida em 15.fev.2014, 13:09:38
Sinceramente, não levem a mal, mas muitos dramatizam a vossa existência.

Não o façam. Vocês não são diferentes.

São pessoas como todas as outras. São jovens. Vivam. 'Saboreiem' as pequenas coisas da vida.

Sejam felizes, por favor. A juventude passa depressa. Não se tornem adultos deprimidos e reprimidos ;)

Sábias palavras! Sem tirar, nem pôr.
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Wolf em 17.fev.2014, 07:43:08
Obrigado pelas palavras e pela intenção, mas..

Sinceramente, não levem a mal, mas muitos dramatizam a vossa existência.

Diga-me isto nos olhos da próxima vez que eu for ameaçado com violência. Da próxima vez que me tratarem por p******** e me disserem que não tenho direito a ter uma família. Da próxima vez que for vítima de bullying. Da próxima vez que me sentir inseguro na rua e tiver medo de exprimir os meus afectos e ser verdadeiro com as pessoas à minha volta. Da próxima vez que ler as notícias de todas as pessoas como eu que são mortas, perseguidas e mal tratadas todos os dias pelo mundo fora. Da próxima vez que me sentir estereotipado, gozado e silenciado na minha vida.

Não se tornem adultos deprimidos e reprimidos

Talvez a solução seja a inversa, dizer antes "aos adultos" para não nos deprimirem e reprimirem a nós.

Nesse tom, fica a parecer que a culpa é nossa, que nos vitimizamos e que o nosso sofrimento e luta são patetas. Que se fingirmos que está tudo bem as coisas mudam. Não a conheço, e aprecio que se identifique como aliada, mas não se esqueça que colocarmo-nos no lugar dos outros nunca é assim tão simples.
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: tomasbarao em 17.fev.2014, 07:51:40
Sinceramente, não levem a mal, mas muitos dramatizam a vossa existência.

Diga-me isto nos olhos da próxima vez que eu for ameaçado com violência. Da próxima vez que for vítima de bullying. Da próxima vez que me sentir inseguro na rua e tiver medo de exprimir os meus afectos e ser verdadeiro com as pessoas à minha volta. Da próxima vez que ler as notícias de todas as pessoas como eu que são mortas, perseguidas e mal tratadas todos os dias pelo mundo fora. Da próxima vez que me sentir estereotipado, gozado e silenciado na minha vida.

Estava com dificuldade em perceber essa frase da alex7, mas agora ocorreu-me que se calhar não foi isso que quis dizer, Wolf. Se calhar ela queria dizer que muita gente dramatiza o facto de existirmos, nós pessoas lgbt, quando a nossa existência devia ser algo natural e integrado no resto da sociedade. Não foi isso, alex7?

Não se tornem adultos deprimidos e reprimidos

Talvez a solução seja a inversa, é dizer "aos adultos" para não nos deprimirem e reprimirem a nós.

Acho que nisso a "culpa" é sempre das duas partes. Quando eu sofri de bullying, consegui ultrapassar a situação mudando-me a mim — não a essência do que eu sou, mas a forma como via e lidava com o bullying. E mudando essa parte de mim (fortalecendo-a), as agressões pararam de vez. Foi uma coisa muito "da noite para o dia" (de um ano de escola para o outro), mas deu-me consciência de que às vezes a solução de muitos problemas está em nós e não o reconhecemos. We have the power.  :P

Claro que a sociedade vive muito inundada no cinzentismo do que é ser-se adulto, e isso não é nada bom para ninguém. Mas cabe-nos a nós tentar escapar. :)
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Maped em 16.mar.2014, 20:23:07
[url]http://www.youtube.com/watch?v=HqxMXlqCFZw&feature=share&list=RDlIyJb8GlboY&index=6[/url]


pinkpanther,

Gosto mais desta:

http://youtu.be/2kBiVLmDZoc (http://youtu.be/2kBiVLmDZoc)

 ;)
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: icognita em 20.mar.2014, 12:31:37
Sei que há problemas maiores, mas preciso de desabafar. Embora no meu caso seja uma preocupação, talvez uma obcessão...? Já alguma vez te sentiste incompleto? Ou pensaste que és a única pessoa do mundo que parece que não consegue encontrar alguém e namorar?

Tenho 22 anos, nunca namorei... Posso dar vários exemplos de pessoas que sei que nunca namoraram e que não são mais ou menos felizes por isso. "não aconteceu por que não calhou, não encontraste a pessoa certa..." as explicações do costume... A verdade é que desde criança me lembro que o meu grande sonho era namorar com alguém. Derretia-me a ver filmes com histórias de amor arrebatadoras. No meu diário, há constantes passagens " Tenho x anos e ainda não tenho namorado".

No ciclo, a nível social havia muita pressão para namorar era quase como um estatuto. Sei que não namorei porque houve alturas em que não quis, também namorar só por namorar não vale a pena certo? O facto de ver outras pessoas as sofrerem, também me colou de pé atrás e houve muitos momentos em que evitei aproximar-me de alguém.

Entretanto, descobri-me como bissexual, dou por mim a fantasiar uma relação com uma rapariga, outras vezes com um rapaz. Ganhei mais auto-estima e confiança. Apercebi-me que se aproximar posso conhecer mais pessoas e sinto-me melhor. No fundo acho que tenho medo de ficar sozinha ou de chegar ao fim da minha vida sem ter encontrado alguém que possa despertar o meu melhor e acima de tudo poder entregar-me a ela de corpo, alma e mente. Quando sou feliz tenho de me entregar completamante e aproveitar os momentos.

Acredito que o meu destino é encontrar alguém com que possa ser feliz e que o verdadeiro amor que nos arrebata, existe mesmo não é só coisas de filme. E se amamos estamos sujeitos a sofrer? Sim! Mas caimos, levantámos-nos e seguimos em frente! Magoados, mas mais forte! Que raio de mundo seria este sem amor? Esse amor dá-me forças e vontade de viver.

E ultimamente, não sei tornou-se um obcessão maior...  Porque parece algo impossível de acontecer ou que aconteça tarde de mais. Sinto-me bastante melhor comigo e quando saio à noite tenho esperança de conhecer alguém. É bastante fustrante ser bissexual e sentir que os meus sentimentos não são retribuídos da mesma forma. Ou que alguém está completamente encantado comigo e eu não sinto o mesmo. Mas pior que isso é sentir um vazio, que nem a família ou amigos podem preencher.

Gostava de enquanto jovem viver um grande amor. "Quem espera, desespera". Enfim e enquanto não acontece, como é que lido com esta paranóia?

Se alguém estiver numa situação parecida ou ter conselhos para partilhar estejam à vontade ;)



Como é que estás agora passado quase um ano?

Estou melhor:) Finalmente concretizei o desejo de namorar com alguém. Conheci um rapaz e começamos a namorar. Esqueci os medos e atirei-me de cabeça. Aprendi muita coisa e não me arrependo. Infelizmente não resultou. Queríamos coisas diferentes. Mas valeu a pena conhecer essa pessoa, porque descobri muita coisa sobre mim e ela. E também sobre relações. Se não erramos, como é que aprendemos? E apesar do final pouco feliz, o fim desta relação deu-me ânimo e força para seguir em frente e ainda mais desejo de descobrir a pessoa certa. Agora estou a seguir em frente e vou levar as coisas com mais calma.
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: V24 em 24.mar.2014, 20:42:43
Acho que nunca na vida vou VOLTAR a namorar...a sério.
Só me aparece gente marada pela frente -.- E depois ou há química ou não.
Quer dizer...há uma pessoa...e até podemos envolver-nos, mas nunca teremos uma relação.
Mas isso até é fixe. A última que tive vacinou-me para a vida...uuuh
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Odra em 24.mar.2014, 22:29:01
É importante não confundir os diferentes tipos de solidão!
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: boatbehind em 07.abr.2014, 09:53:26
Ao longo dos ultimos 2/3 anos aprendi sobretudo que se eu me aceitar como sou, e falo a todos os niveis, a vida flui de forma diferente.
Acho que quando estamos de boa com a vida, quando aceitamos aquilo que ela nos dá e compreendemos que nós somos os principais atores para nos fazermos felizes, que a nossa felicidade depende apenas de nós, sorrimos de forma diferente para a vida.
Foi isso que aconteceu comigo, começei a valorizar muito mais o tentar fazer-me feliz, e fui surpreendida várias vezes pelo que a vida me deu...
É certo que a felicidade só é real quando partilhada, mas também isso parte do principio que nós somos os únicos e os principais a dever implementa-la em nós!
Este é a minha de dizer que quanto menos procuras mais encontras, quanto mais dás para a vida mais recebes, quanto mais sorrires mais a vida te vai dar motivos para sorrir
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Cau33 em 15.abr.2014, 14:47:37
Não é parvoíce, ao que parece muita gente pensa da mesma maneira. Ve-se isso só pela quantidade de respostas ao post..

E eu não sou excepção!
Sinceramente penso que não fui feita para isso, que a vida me quer para outros feitos.

Spoiler (clica para mostrar/esconder)
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Imaterial em 22.jun.2014, 10:39:00
A quantidade de gente que pensa isso não se traduz em quantidade de gente a quem isso acontece.
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: portugaisptfr em 22.jun.2014, 10:59:37
Ja tive as minhas curtes/namoros (menos de uma mão cheia) e o meu namoro mais longo durou 1 mês e desde aí, á cerca de 6 anos que nunca tive mais nenhuma relação.

Mais me convenço que nunca mais vou namorar na vida (nunca se pode dizer nunca mas...) para além de que as pessoas nao se interessam por mim por vários factores.

Começo a achar que nasci para "tio" mesmo.

Tenho 23 anos e pelo o andar da carruagem vou morrer sozinho :(

Desculpem o desabafo...
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: s.fe em 22.jun.2014, 12:49:43
Ja tive as minhas curtes/namoros (menos de uma mão cheia) e o meu namoro mais longo durou 1 mês e desde aí, á cerca de 6 anos que nunca tive mais nenhuma relação.

Mais me convenço que nunca mais vou namorar na vida (nunca se pode dizer nunca mas...) para além de que as pessoas nao se interessam por mim por vários factores.

Começo a achar que nasci para "tio" mesmo.

Tenho 23 anos e pelo o andar da carruagem vou morrer sozinho :(

Desculpem o desabafo...

Sinto exactamente o mesmo. Não me acho uma pessoa desinteressante. Mas não sou nenhum modelo. E às vezes penso que as pessoas gostam de pessoas bonitas exteriormente. Tratam as pessoas como se fosse algum "Óscar" que possam ostentar. Que é feito do carinho? :(
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: newbie em 22.jun.2014, 15:03:25
Nunca porque é muito difícil encontrar alguém que me motive a sair da shell, que me pareça interessante e que me ache interessante, sem ser nun modo friendly  >:( :(
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Anthe em 22.jun.2014, 20:54:36
Não li grande parte do tópico, mas queria apenas dizer isto:

Eu tenho simplesmente dificuldade em conhecer pessoas com quem passar tempo. Acredito que se conseguisse passar tempo com mais pessoas, conseguiria finalmente arranjar um namorado/a, mas infelizmente cada vez menos sorte tenho em sequer ter alguem com quem passar tempo. Lembrem-se que primeiro de tudo vem o conhecer e passar tempo com amigos, e só depois o namoro. Amigos é o 1o passo para tudo.
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Gypsy em 23.jun.2014, 19:40:46
Confesso que já desisti de viver em função disso.
Sou um bocadinho pessimista quanto a relações, mas prefiro focar-me nas relações de amizade do que em conhecer alguém já com o propósito de levar para a cama uns tempos depois. O mundo não acaba amanhã...
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: s.fe em 30.jun.2014, 09:29:47
Confesso que já desisti de viver em função disso.
Sou um bocadinho pessimista quanto a relações, mas prefiro focar-me nas relações de amizade do que em conhecer alguém já com o propósito de levar para a cama uns tempos depois. O mundo não acaba amanhã...

Às vezes as melhores paixões surgem no seio dos nossos amigos. Pessoas que nunca imaginámos ter algum tipo de relação para além de amizade. :)
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Caty Elric em 02.jul.2014, 02:05:26
Desde os meus 10 anos que digo nunca vou ter namorado apesar de ter tentado e tals procurar.
Tou com 19 anos e nunca amei e nem sei o que e ser amada mas sei o que sao relacoes amorosas e tudo mais.
E eu acredito que o meu fim n e com alguem mas sim sozinha por isso agarro-me a familia sao os unicos que tenho.
Nao creio que exista alguem para mim eu nasci para ficar sozinha, sei que alguem seria incapaz de me amar.
Pedir o impossivel nao posso, ja realizei o impossivel mas este nao da simplesmente.
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: sleepthrough em 20.jul.2014, 18:17:17
Para além de me sentir triste por nunca ter namorado, sinto-me triste porque não gosto de ninguém... Andei tanto tempo "à procura" de namorado (via se era giro, se tínhamos os mesmos interesses, etc) até que me cansei disso (principalmente pela falta de sucesso). Não procurando por ninguém, senti-me sem pressão para ser eu mesma e comecei a fazer mais amigos (aliás, essencialmente amigas) e comecei a sentir-me confusa em relação ao que sinto... e neste momento não sei o que sinto, nem por quem sinto...   :-\ Não sei se sinto ou se apenas quero sentir. Uau, escrevendo ainda vejo melhor a confusão que para aqui vai... :-[ No fundo, gostaria de sentir algo por alguém, mesmo que não fosse correspondido, só para saber que tenho dentro de mim a capacidade de amar alguém (e conseguir perceber o que é amar)...
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Soulmate em 20.jul.2014, 18:45:26
Para além de me sentir triste por nunca ter namorado, sinto-me triste porque não gosto de ninguém... Andei tanto tempo "à procura" de namorado (via se era giro, se tínhamos os mesmos interesses, etc) até que me cansei disso (principalmente pela falta de sucesso). Não procurando por ninguém, senti-me sem pressão para ser eu mesma e comecei a fazer mais amigos (aliás, essencialmente amigas) e comecei a sentir-me confusa em relação ao que sinto... e neste momento não sei o que sinto, nem por quem sinto...   :-\ Não sei se sinto ou se apenas quero sentir. Uau, escrevendo ainda vejo melhor a confusão que para aqui vai... :-[ No fundo, gostaria de sentir algo por alguém, mesmo que não fosse correspondido, só para saber que tenho dentro de mim a capacidade de amar alguém (e conseguir perceber o que é amar)...

Olá  ;)!
Se até agora não conseguiste gostar de ninguém isso pode dever-se a a alguns motivos tais como: Podes simplesmente ser uma pessoa "despegada" e simplesmente podes não dar oportunidade para conheceres melhor a outra parte. Ou simplesmente, podes também ser alguém extremamente retraído/a e tens medo de te aproximar. E se não te aproximas não podes descobrir nada sobre a outra pessoa. Contudo, pode também ser motivo o facto de ainda não ter aparecido alguém que te suscite o verdadeiro interesse e se não tens interesse também não vais sentir a mínima vontade de partir à descoberta. O melhor a fazer neste tipo de situações é não pensar muito nisto. Apesar de que se torna inevitável uma vez, que todos nós precisamos de afecto e de carinho. E, aliás o que mais se pode pedir nesta nesta vida se não alguém na qual possamos ter a oportunidade de contar o nosso dia à dia? Pois. A verdade é que todos nós precisamos de amor e ninguém vive sem ele. Mas, o amor aparece quando simplesmente tem que aparecer. Tenhas tu, 10, 15, 20 ou até 30 anos. Não é algo que acho que se deva procurar, mas sim uma questão de sorte. Eu pelo menos, encaro o amor como uma questão de sorte. Pode bater à nossa porta, ou simplesmente podemos descartar-lo. Infelizmente, também são poucas as pessoas que o sabem sentir, e poucas também são as pessoas "boas" e com boas intenções. É também importante realçar que não se deve generalizar. Porque afinal, o que não falta por aí são as pessoas. E não é o amor que é mau. Mas, sim as pessoas. São as pessoas que tornam as coisas más. Não todas, é claro.
Continua a fazer o que tens feito. Sair. Conhecer novas pessoas. Fazer amigos. Conhecer novas coisas e novas sensações. Algo virá, com o seu devido tempo e com certeza que irás "agarrar" isso!  :)

P.S -» Nunca te esqueças que antes de gostares de alguém, tens que gostar de ti primeiro. Se não gostas de ti, quem gostará? :D

Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Yrneh em 20.jul.2014, 20:51:06
Eu também penso que nunca na vida vou namorar, e tendo já 18 anos este assunto começa-me a assustar.
Tento me esforçar (ou talvez não) para encontrar alguém, mas sendo eu uma pessoa reservada as pessoas tendem em "afastar-se" de mim, ou melhor dizendo, desinteressar-se de mim.
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Soulmate em 20.jul.2014, 21:39:28
Eu também penso que nunca na vida vou namorar, e tendo já 18 anos este assunto começa-me a assustar.
Tento me esforçar (ou talvez não) para encontrar alguém, mas sendo eu uma pessoa reservada as pessoas tendem em "afastar-se" de mim, ou melhor dizendo, desinteressar-se de mim.
Olá  :D!
O facto de seres reservado não é uma coisa anormal e aliás pode ser moldável. Basta quereres.  ;)
Acho que se conheceres alguém que "puxe" por ti, rapidamente te sentes mais à vontade para partires à descoberta da outra pessoa também. Tudo isso depende da ligação que tenhas com a outra parte e também do modo como a outra pessoa procede.
Não penses muito nisso. Tudo chega, a seu tempo e quando tiver que ser. Enquanto isso vai treinando os teus "aspectos" que te impeçam ou tornam mais difícil a tua relação com os outros. O medo. A insegurança. A timidez e mesmo até o facto de seres uma pessoa reservada. Ás vezes temos que nos moldar, para ficarmos melhores connosco e com os outros.  [smiley=sim.gif]
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: sleepthrough em 20.jul.2014, 23:58:52
Obrigada Soulmate! Ya eu tento não pensar e usar mais o coração, digamos assim, mas há dias em que a cabeça não pára e dói cá dentro.. Por acaso acho q sou uma pessoa "despegada", por isso acho q pode ser uma das razões. Mas parece que ao mesmo tempo em que fico triste por estar sozinha também não me apetece ter ninguém... E também acho que se gostasse de alguém não ia ter coragem de.. "avançar"... enfim!
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: newbie em 21.jul.2014, 00:45:13
Para além de me sentir triste por nunca ter namorado, sinto-me triste porque não gosto de ninguém... Andei tanto tempo "à procura" de namorado (via se era giro, se tínhamos os mesmos interesses, etc) até que me cansei disso (principalmente pela falta de sucesso). Não procurando por ninguém, senti-me sem pressão para ser eu mesma e comecei a fazer mais amigos (aliás, essencialmente amigas) e comecei a sentir-me confusa em relação ao que sinto... e neste momento não sei o que sinto, nem por quem sinto...   :-\ Não sei se sinto ou se apenas quero sentir. Uau, escrevendo ainda vejo melhor a confusão que para aqui vai... :-[ No fundo, gostaria de sentir algo por alguém, mesmo que não fosse correspondido, só para saber que tenho dentro de mim a capacidade de amar alguém (e conseguir perceber o que é amar)...

Sinto o mesmo que tu. Esta confusão... Não é que tenha pressa de saber ou queira respostas exatas, enquandrar-me em padrões, mas incomoda, principalmente quando tudo parece correr mal. A sensação de dúvida comigo própria é a pior de todas, não conseguir saber se é interesse/amizade... Antes também andava com "régua e esquadro" à procura de um amor. Deixei-me disso e tudo continua igual. Já me interessei por alguém, mas acaba por desaparecer quando há reciprocidade. O problema é que cada vez idealizo mais a ideia de uma relação, um romance.
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Yrneh em 21.jul.2014, 00:55:39
Eu também penso que nunca na vida vou namorar, e tendo já 18 anos este assunto começa-me a assustar.
Tento me esforçar (ou talvez não) para encontrar alguém, mas sendo eu uma pessoa reservada as pessoas tendem em "afastar-se" de mim, ou melhor dizendo, desinteressar-se de mim.
Olá  :D!
O facto de seres reservado não é uma coisa anormal e aliás pode ser moldável. Basta quereres.  ;)
Acho que se conheceres alguém que "puxe" por ti, rapidamente te sentes mais à vontade para partires à descoberta da outra pessoa também. Tudo isso depende da ligação que tenhas com a outra parte e também do modo como a outra pessoa procede.
Não penses muito nisso. Tudo chega, a seu tempo e quando tiver que ser. Enquanto isso vai treinando os teus "aspectos" que te impeçam ou tornam mais difícil a tua relação com os outros. O medo. A insegurança. A timidez e mesmo até o facto de seres uma pessoa reservada. Ás vezes temos que nos moldar, para ficarmos melhores connosco e com os outros.  [smiley=sim.gif]

Querer, quero. Mas não consigo...
Espero que com o tempo isto mude...
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: sleepthrough em 21.jul.2014, 12:24:05
Newbie
exato era mesmo isso  - andava de "régua e esquadro"!!! E agora parece que, deixando de andar à procura, não tenho tanto interesse em rapazes e acho que tenho tendência a achar raparigas mais interessantes, mas se calhar é apenas por amizade porque não gosto (gostar gostar) de nenhuma... E ao mesmo tempo que sinto que poderia gostar de toda a gente (rapazes e raparigas) sinto que não consigo gostar de ninguém.
E também não me interessa enquadrar-me em nada, não quero "labels" queria apenas saber o q sinto...
Eu há tempos andava mt mt perdida pq não sabia se sentia interesse por uma rapariga, mas como também não conseguia perceber se ela estaria interessada em mim era muito cansativo tê-la na cabeça e portanto tentei esquecer. Como deixei de a ver tantas vezes (também comecei a evitá-la um bocado) foi mais fácil, mas ainda a vejo de vez em quando e parece que não fico indiferente. Não sei...

Yrneh
Eu era muito reservada e tímida e ainda sou um bocado quando estou em grupos com pessoas que não conheço ou em que apenas conheço uma pessoa (tipo grupos a partir de 4-5 pessoas). Algo que me ajudou no one-on-one foi aceitar que eu não vou agradar a toda a gente. O meu problema era arranjar coisas interessantes para dizer, para que as pessoas gostassem de mim, acho que é o que acontece com o pessoal tímido (que quer deixar de ser) porque pomos demasiada importância naquilo que vamos dizer e achamos que nos vão julgar por tudo o que dizemos. Então, aceitando que nós somos como somos, mais brincalhões ou menos, mais sérios ou menos, deixemo-nos vir cá para fora... quem gostar gosta, quem não gostar não gosta. Por exemplo, eu gosto de humor negro mas há-de haver gente que acha que digo piadas de mau gosto... paciência. A verdade é que encontrei gente que gosta de mim como sou :) Preocupava-me com causar um boa primeira impressão, mas no fundo é preciso convivência para de facto conhecer uma pessoa portanto, desde que não se falte ao respeito a ninguém não há grandes razões para não gostarem de nós à primeira vista ;) Para além disso, como sou um pouco calada em grupos grandes, para não dar ar de que "estou de trombas" ou chateada, mesmo que não fale muito, ouço o que as pessoas dizem nas suas conversas entre si e rio-me ou sorrio, porque acho que isso dá logo um ar de simpatia. E se estiveres num grupo porreiro as pessoas fazem-te perguntas a ti, o que torna as coisas mais fáceis :)
No fundo, tento pensar: se eu acho que até sou uma pessoa simpática, interessante e divertida, porque é que os outros não haveriam de achar?
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Soulmate em 21.jul.2014, 17:21:27
Eu também penso que nunca na vida vou namorar, e tendo já 18 anos este assunto começa-me a assustar.
Tento me esforçar (ou talvez não) para encontrar alguém, mas sendo eu uma pessoa reservada as pessoas tendem em "afastar-se" de mim, ou melhor dizendo, desinteressar-se de mim.
Olá  :D!
O facto de seres reservado não é uma coisa anormal e aliás pode ser moldável. Basta quereres.  ;)
Acho que se conheceres alguém que "puxe" por ti, rapidamente te sentes mais à vontade para partires à descoberta da outra pessoa também. Tudo isso depende da ligação que tenhas com a outra parte e também do modo como a outra pessoa procede.
Não penses muito nisso. Tudo chega, a seu tempo e quando tiver que ser. Enquanto isso vai treinando os teus "aspectos" que te impeçam ou tornam mais difícil a tua relação com os outros. O medo. A insegurança. A timidez e mesmo até o facto de seres uma pessoa reservada. Ás vezes temos que nos moldar, para ficarmos melhores connosco e com os outros.  [smiley=sim.gif]

Querer, quero. Mas não consigo...
Espero que com o tempo isto mude...

Sabes, não podes dizer que não consegues se ainda não tentaste. Primeiro tem que existir vontade "para...." e depois vê-se o que acontece. Evidentemente que não é algo que se transforma de um dia para o outro, mas é claro que com paciência se consegue chegar lá.   ;)
Contudo, se algum dia quiseres falar melhor sobre isto, ou se não tiveres alguém com quem conversar relativamente a este assunto ou qualquer outro, não hesites. Manda MP, quando quiseres.  :) [smiley=sim.gif]
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Yrneh em 21.jul.2014, 17:52:53
sleepthrough & Soulmate

Eu só consigo ter uma conversa interessante quando estou só com uma pessoa ou duas. Quando são em grupo, tenho dificuldade em acompanhar a conversa porque estou mentalmente a preparar e a julgar o que devo dizer e/ou não dizer a acabo por me perder...
Os temas de conversa também não ajudam e odeio que me façam perguntas.
Mas acredito (tento acreditar) que isto vá mudar, porque há uns anos atrás era pior.
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: sleepthrough em 21.jul.2014, 19:28:37
Yrneh

Sim acredita que vai mudar :) Tens 18 não é? Eu neste momento tenho 21 e foi tipo aos 20 que senti a grande mudança de personalidade (em termos de timidez). Eu sou completamente diferente do que era há um ou dois anos atrás. Não sei se vais para a faculdade mas se fores é uma ótima oportunidade, porque toda a gente (ou a maioria pelo menos) está no mesmo ponto de partida: não conhecem ninguém. Eu confesso que nos primeiros dois anos agarrei-me mt a uma amiga minha com quem fui para a faculdade, mas no terceiro ano, começámos a não ter aulas nenhumas juntas, por isso no iníco do ano respirei fundo e libertei-me de pressões. Não me interessava o que achavam de mim, se me achavam estranha, totó, fixe, esquista, whatever, eu gostava de mim e falava sem pressão. Acho que a palavra chave é confiança.
 Se consegues conversar com uma ou duas pessoas aposta nessas saídas, vai fazendo alguns amigos :) Eu grupos grandes também ainda me fazem confusão por isso tento ir sorrindo ("sorrir e acenar, rapazes" xD ), porque acho que um bom sorriso é muito simpático e amigável e, se der acabo a conversar com uma ou duas pessoas sobre algum tema interessante, se não, fica para a próxima saída :)

P.S. Não sei se devia dizer isto, porque não quero incitar a grandes bebedeiras (por favor, moderação sempre!!!), mas confesso que um copito ou dois de sangria também me ajuda a desenrolar a conversa ou, pelo menos a mandar umas piadas :P
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Yrneh em 22.jul.2014, 01:56:39
sleepthrough

É muita pressão familiar, estou farto de ouvir os meus pais e irmãos a dizer que devo ser mais "outgoing" estando eu fartíssimo de saber isso! E eles nada contribuem para isso, sendo os próprios a rebaixarem-me.
Mas pronto, há dias que estou confiante e outros em que estou realmente em baixo e completamente perdido.
P.s: Adoro sangria. :P
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: sleepthrough em 22.jul.2014, 12:25:34
Yrneh

Pois, eu também tinha a pressão familiar, sempre que recebia um convite para uma festa de anos por exemplo tinha a minha mãe a dizer "anda lá, vai que é para conheceres gente" mas se eu só conhecia uma pessoa (o aniversariante) nem pensar, não conseguia. Diziam-me que se eu não fosse depois ia arrepender-me de não ter ido, mas sinceramente acho que não me arrependo de não ter ido a essas festas - eu sei que ia passar um mau bocado porque ia andar envergonhada a festa toda. Acho que se tem de arranjar um equilíbrio entre ir saindo da zona de conforto, mas também não nos pormos em situações que são unicamente chatas. Acho que primeiro tem de partir de nós relaxar e só depois conseguimos apreciar estas situações sociais :)

É com tempo e acho que é melhor "baby steps" do que metermo-nos em situações extremamente desconfortáveis. Acho que devemos ir fazendo aquilo com que estamos confortáveis, mas ir aumentando a dificuldade. Mas há quem discorde e ache que é melhor dar grandes saltos. Depende das pessoas.
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Caty Elric em 28.jul.2014, 03:53:04
Os meus pais reclamam ke nunca tive namorado e que nao estou intressada e ja devia ter namorado.
Familia de longe e tudo irritam-me eu sinceramente acredito que nunca vou namorar.
Nunca encontrei o tal nunca amei e acho que sou demasiado egoista para gostar de alguem.
DIzem que sou infantil e que ainda sou crianca... mas nao entendo.
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Nightmare em 28.jul.2014, 14:16:19
Em relação ao título do tópico às vezes penso nisso. Tive uma enorme paixão há uns tempos mas entretanto deixei de gostar dessa pessoa e parece que não há ninguém que substitua o amor que senti. Nem me imagino com ninguém nem tenho vontade de me apaixonar mas estou à espera da pessoa certa. Uma pessoa que eu pense para mim mesmo "onde é que estiveste até agora?"
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: sandy_90 em 31.jul.2014, 21:31:46
Bem , já sabia que não era a única, mas daí a sermos tantos....

Ora, com 24 anos, estive numa relação de dois anos. "Uau, isso é bué!" Mas falta referir que tinha 14 anos...
Acabámos porque essa pessoa deixou de estudar, e eu queria concentrar-me nos estudos, para acabar o 12º com boa média.

Fui para a faculdade e era casa-aulas-casa. Tinha toda a liberdade para sair à noite (e em Coimbra, a noite estudantil é boa, pelo que me dizem!), mas em 5 anos de faculdade fui três noites às conhecidas Latada e/ou Queima e saí outras tantas vezes em tempo normal de aulas. Porquê? Porque tinha de me concentrar nos estudos.

Costumava pensar: quando trabalhar vou ter tempo para essas coisas!
Mas agora trabalho, e até estou longe da família, pelo que poderia sair e cenas assim... mas simplesmente não é o meu estilo.

Paixões? Estive apaixonada durante a faculdade, mas nunca deu em nada (não tinha tempo, lembram-se?). Depois disso, um ou outro interesse, mas nenhum factor uau.

Bem, agora tenho de trabalhar para juntar dinheiro, e procurar por um trabalho na minha área. Mas mesmo que não tivesse nada que fazer, não iria sair à procura...

Acho que é um problema comum: Não procuramos aquilo que queremos, mas depois admiramo-nos quando não o encontramos...

Resumindo - > Acho que nunca vou ter qualquer tipo de relação para além de amizades (de longa data, porque até as novas só as que encontro no trabalho!)

 :-\  ??? [smiley=desconfortavel.gif]
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: rumple92 em 01.ago.2014, 02:04:04
sinto exactamente o mesmo. que tenho expectativas muito altas, mas porque quem me poderei interessar, muito dificilmente me irá achar interessante, ou outro problema irá surgir. bem, acho que estou destinado a ser solteiro!
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: V24 em 01.ago.2014, 11:59:17
Duvido que volte a ter uma relação...percebo bem a sensação. Não vou atrás de ninguém isso é certo. Pelo que não vai acontecer. Amigos sempre tive bastantes aqui e ali. E tornam a vida mais agradável
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Ertyuio em 02.ago.2014, 12:09:41
Eu cada vez tenho mais a certeza disso e já estou numa de "nem quero saber"!  :wor
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: danielfbento em 04.ago.2014, 19:22:10
Olá,

Não que seja exactamente o tópico, mas acabo a ter uma sensação parecida.

Como indivíduo que tem uma definição de género não comum e uma orientação não maioritária, por vezes acho que as relações ficaram sempre muito longe de mim.
Apaixonei-me bastante por uma rapariga há alguns anos, namoramos, terminamos, ainda gosto... mas esta situação acabou a ser mais um factor para nos afastarmos, dado que é quase como dar à pessoa uma carta de não confiança. Pelo que neste momento penso que a minha capacidade de ter expectativa sobre uma futura relação mais séria são muito baixas.

Tenho bastantes amigos, felizmente. Muitos que sabem desta situação e que me ajudam. Pelo menos, como já foi dito, vão animando os dias...
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: MikyMiky em 11.ago.2014, 15:55:40
Ás vezes também penso que será difícil vir a namorar...
Mas há milhões de gays espalhados pelo mundo, de certeza que existe uns quantos que dariam boas historias românticas, o problema está é em encontra-los!

Mas ás vezes penso que é o destino que faz as pessoas se cruzarem, tudo tem um objectivo, existe coincidências mas muitas delas são já destinadas, mas já iria entrar num caminho diferente sobe o tema... Mas nunca vos aconteceu, irem sair com amigos, não queriam ir, mas foram e só por acaso nessa noite conheceram uma nova pessoa e essa nova pessoa não entrou na tua vida? A mim nao me aconteceu, mas já vi acontecer, e isso aconteceu por causa do destino, estava destinado a pessoa a sair com os amigos pra conhecer a tal pessoa... Vocês podem dizer: À podia não ter ido!   :P Mas a questão aqui é que o destino já sabia que tu ias, porque sabe o futuro, é por isso que muitas vezes temos deja vu...  Pensamos que temos livro arbítrio, pensamos nós, mas na realidade nossa vida é conduzida por uma linha, que claro, tem vários caminhos... Mas também há outra situações pelo meio, existe realmente azar e sorte... E basicamente, misturar: Sorte / Azar - Destino / Coincidência - Livre arbritrio e deja vu... É uma coisa que esquece...  ::)

Parece off topico, mas não, porque são essas coisas de que falei em cima que têm influencia na nossa vida, e é isso que decide se namoramos ou não, se teremos bom trabalho ou não, se teremos isto ou aquilo... Mesmo que estejas na m***** há algo que te ajuda a levantar, e  isso acontece simplesmente porque o teu destino não é acabar assim... Mas também é verdade que o meu destino ou de alguns quantos, pode reservar um destino com pouco amor ou quase nada... Será frustrante, mas não podemos sofrer sem saber o futuro... Vive-se, observa-se, aproveita-se e no fim podes ter aquilo que querias...

Asta!
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: PatriciaGG em 01.set.2014, 03:02:31
Ja namorei antes pensava que nunca iria entretanto  conheci a mulher que pensava que era para a vida pelos vistos tava enganada, agora so penso que   o mais provavel é nunca mais encontrar alguem
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: drecas em 01.set.2014, 07:47:05
Eu com o passar do tempo já desisti... Já me mentalizei forever alone
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: filsim em 01.set.2014, 14:08:45
http://www.precisavaescrever.com.br/vida-de-solteiro/ interessante :)
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: icognita em 02.set.2014, 00:18:32
[url]http://www.precisavaescrever.com.br/vida-de-solteiro/[/url] interessante :)


Já tinha visto um texto parecido, devíamos de encarar todos a vida de solteiro dessa perspectiva:)
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: lain1989 em 04.set.2014, 15:26:46
Eu com o passar do tempo já desisti... Já me mentalizei forever alone
n te mentalizes dissso drecas vais ver que acaba por acontecer, embora eu tambem tenha difiuldade em acreditar no mesmo em relaçao a mim mesma....
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: caires em 05.set.2014, 22:08:01
Namorar para quê? Para nos desiludirmos?

Estou solteiro há um ano, começo a sentir-me sozinho... mas... pelo menos não me desiludo. Eu ainda sou daqueles em que acredita num amor para a vida. Mas isso já não existe, infelizmente! Nos dias de hoje usa-se a descarta-se!

É a triste realidade. Agora se vier um homem que me ame, que prove e que lute. Cansei de dar oportunidades a quem as descarta. :)
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: FilipeVS em 06.set.2014, 02:07:57
caires, de facto é verdade - isso acontece. E é porque amamos, que sofremos. Acontece com toda a humanidade.

Eu também sempre idealizei um amor que dure a vida inteira - com qualidades e defeitos, altos e baixos, sorrisos e lágrimas. No fim, resta o amor que existe entre os dois. Não creio que sou sonhador, visto que toda a história da humanidade tem sido uma busca disto - e basta ver a maior parte da literatura, cinema, ou qualquer meio artístico, que retrata isto bem.

Não desesperes - na hora exacta, da maneira até mais absurda, pode aparecer a pessoa correcta. Perdoa-me por ser um "geek" da história, e usar uma analogia aqui: o Bismarck costumava dizer que quando tomava decisões, fazia-o ao "ouvir os passos de Deus, que soavam por entre os eventos". Pois bem, também nós temos que ouvir esses tais "passos de Deus" através dos acontecimentos da nossa vida. Não podemos é ficar inertes. Temos que lutar pelo que queremos - e mais ainda por quem amamos (ou por quem nos apaixonámos). A guerra é assim mesmo, ganhamos ou perdemos. Mas temos sempre que nos levantar e continuar.

Apesar de nunca ter namorado... e andar à procura dessa pessoa com quem eu me gostava de configurar, e construir algo decente - creio que não é impossível. É dificil, mas não impossível.

Não te chateio mais, caires.
Cumprimentos!
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: senhorcolcheia em 08.set.2014, 22:11:42
E eu idealizava um príncipe encantado que me defenderia de tudo e de todos. Sou mesmo crominho!!

Realmente noto que ninguém me aprecia pois a minha horribilidade é extremamente visível. E o que eu faço para ultrapassar: invento altas teorias desculpando que eu sou o melhor e impossível de ser apreciado por gente inferior. No fundo é inveja, aliás a inveja domina-me em tudo.
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: caires em 08.set.2014, 22:24:04
caires, de facto é verdade - isso acontece. E é porque amamos, que sofremos. Acontece com toda a humanidade.

Eu também sempre idealizei um amor que dure a vida inteira - com qualidades e defeitos, altos e baixos, sorrisos e lágrimas. No fim, resta o amor que existe entre os dois. Não creio que sou sonhador, visto que toda a história da humanidade tem sido uma busca disto - e basta ver a maior parte da literatura, cinema, ou qualquer meio artístico, que retrata isto bem.

Não desesperes - na hora exacta, da maneira até mais absurda, pode aparecer a pessoa correcta. Perdoa-me por ser um "geek" da história, e usar uma analogia aqui: o Bismarck costumava dizer que quando tomava decisões, fazia-o ao "ouvir os passos de Deus, que soavam por entre os eventos". Pois bem, também nós temos que ouvir esses tais "passos de Deus" através dos acontecimentos da nossa vida. Não podemos é ficar inertes. Temos que lutar pelo que queremos - e mais ainda por quem amamos (ou por quem nos apaixonámos). A guerra é assim mesmo, ganhamos ou perdemos. Mas temos sempre que nos levantar e continuar.

Apesar de nunca ter namorado... e andar à procura dessa pessoa com quem eu me gostava de configurar, e construir algo decente - creio que não é impossível. É dificil, mas não impossível.

Não te chateio mais, caires.
Cumprimentos!

Não chateias nada, Filipe!

Mas não sou religioso, ou seja, essas frases não me fizeram muito efeito. xD Mas entendi o que quiseste dizer.

É verdade que já não tenho esperança. Tenho dentro de mim um 'coração' muito desiludido. Eu sou de apaixonar-me facilmente e admira-me nunca mais me ter apaixonado desde há um ano... e, aliás, até acho que não me apaixonei a sério, apenas deixei-me levar pela minha carência e por uma paixão pontual. Amor, verdadeiro amor, só tive um e ainda hoje imagino um futuro para nós. O que será muito difícil... porque a relação terminou de uma forma abrupta e acabou por ficar tudo mal resolvido.

Enfim. Costumo dizer que nunca se esquece quem se ama, essas pessoas apenas perdem importância na nossa vida. Mas o amor por elas permanecerá para sempre.
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: quiquo em 18.set.2014, 02:33:19
  Uma pequena reflexão ás 2h da manhã  :P

  Acerca do título do tópico recordei-me de várias pessoas que conheci (de diversas faixas etárias) e que me confessaram que queriam ou estavam à espera de "um príncipe/princesa encantad@s" (uma força de expressão para simbolizar uma relação entre almas gémeas). Lembro-me de uma rapariga que me disse essa frase tal e qual e, na altura, respondi-lhe: "Tu para teres um príncipe encantado precisavas de ser uma princesa encantada."  lol
  Levei com várias pessoas em cima por dizer isso mas a verdade é que as pessoas geralmente têm expetativas muito altas e irrealistas das relações românticas e, quanta mais altas são, maior é a queda/desilusão.
  Muitas vezes procuramos relações/pares perfeitos quando as nossas vidas pessoais não tem qualquer equilíbrio; parece que quanto piores estamos mais queremos um relacionamento que nos salve. Felizmente existe a máxima: "mais vale estar mal sozinho do que estar mal E acompanhado" que, na minha opinião, nos diz para não olharmos para as relações românticas como uma solução para a nossa vida e solidão (um sentimento que sentimos independentemente de estarmos ou não sós; podemos senti-la rodeada de família ou amigos).
  As relações são fonte de aprendizagem e, claro, prazer; mas uma relação é como uma planta, dá trabalho e tem vantagens e desvantagens (como tudo na vida).
  Voltando ao tópico: "o amor não se procura, encontra-se". Acredito nesta expressão popular pela minha experiência pessoal e pelas histórias de amor que conheço. Até podem achar que nunca vão namorar: conheço muitas pessoas que já pensaram assim e que hoje são felizes em relacionamentos. Não vale a pena uma busca incessante e forçada, não vale a pena precipitarmo-nos para relações sem estrutura, acontece quando tiver de acontecer, se calhar este não é o momento certo para isso. Uma coisa é certa: "o amor encontra-se", mas não é ficando fechado a sete-chaves em casa! O "amor encontra-se" quando queremos abrir o nosso coração ao mundo, quando queremos conhecer novos horizontes, quando estamos a fazer novas amizades, a aprender, a experimentar coisas novas. É quando queremos abraçar a vida que ela vem e nos abraça de volta e nós aceitamos o outro, não por aquilo que queremos que seja, mas por quem ele é, pela sua vulnerabilidade e autenticidade, porque queremos vê-lo feliz e ser feliz com ele  :) E são esses momentos que nós temos de agarrar!

Há pouco tempo descobri amor onde não esperava encontrar (ou ele descobriu-me  lol), numa altura em que estava disponível para o mundo entrar.
"Deixa o mundo girar para o lado que quer, não o podes parar nem tens nada a perder" - Pólo Norte
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: searching_the_love em 19.set.2014, 18:54:14
O Quiquo disse muitas das coisas que penso. Acho que acabamos pior quando vamos à procura, que sermos pacientes e ver o que acontece. Isto porque quando procuramos/queremos, estamos bem mais ansiosos e quando vemos alguém que gostamos e não dá em nada, parece que desaba tudo e ficamos com a impressão que vai ser dificil encontrar alguém como aquele que parecia "o tal" (estou a passar por isso).

A parte chata é mesmo quando somos introvertidos e não temos tantos amigos no mundos onde sabemos que podemos encontrar pessoas interessantes e diga-se de passagem, nos sites de engates/profiles/etc, pode conhecer muitas pessoas, mas encontras tanta treta e tanto pessoal que não se enquadra contigo, nem sequer para uma amizade que essa sensação se amplifica x1000.

Depois por experiência própria, acho que quem já amou e teve de acabar com a relação, encontrar a seguir alguém é muuuuuuuuuuuuuuuuuuito mais dificil, mas muito menos. Pelo menos é o que me está a acontecer e por conhecer várias pessoas na mesma situação. Exactamente pelas expectativas, quando começas num primeiro namoro/relação, está muito em auto-descoberta, daquilo que gostas e não gostas, quando acabas essa primeira relação, estando mais maduro mentalmente, agora sabes bem o que gostas e queres realmente ter isso na tua vida e aí é que se torna dificil, as expectativas passam de 10% a 200% e então é tudo mais dificil...

Isso e encontrar montes de palermas que ou não sabem o que querem, ou estão ali a arrastar-se ou só querem o de sempre: sexo. E não são capazes de ser directos. Isso também não ajuda nada.
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: drecas em 20.set.2014, 16:53:55
Nunca namorei, não vejo tal a acontecer num futuro nem próximo nem distante... Sempre que conheço alguém so sabem falar sobre sexo e afins e outras coisas que não entendo porque querem saber tais coisas...

enfim continuarei a aguardar por alguém sempre e melhor que uma pessoa se render ao pensamento de acabar sozinho
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: c_paty em 20.set.2014, 18:00:40
Nunca namorei, não vejo tal a acontecer num futuro nem próximo nem distante... Sempre que conheço alguém so sabem falar sobre sexo e afins e outras coisas que não entendo porque querem saber tais coisas...

enfim continuarei a aguardar por alguém sempre e melhor que uma pessoa se render ao pensamento de acabar sozinho

Drecas como te entendo....penso exatamente como tu...e eu pensava que era a única a pensar assim, as vezes ate me dou comigo a pensar, não serei deste século
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Caty Elric em 08.nov.2014, 20:48:39
Nunca namorei, não vejo tal a acontecer num futuro nem próximo nem distante... Sempre que conheço alguém so sabem falar sobre sexo e afins e outras coisas que não entendo porque querem saber tais coisas...

enfim continuarei a aguardar por alguém sempre e melhor que uma pessoa se render ao pensamento de acabar sozinho

Penso como tu mas a uns meses apaixonei-me por um rapaz...
E esse rapaz nao sente o mesmo por mim e so quer amizade e hoje estou a tenta-lo esquecer e nao sei como o fazer porque olho para outros homens e fico arr nao me intressa eu quero e ele.
Depois sinto saudades e essas coisas e ele nao... Nao tem sido facil viver assim... Perferia nunca me ter apaixonado isto para mim é so sofrimento nao quero estar assim, por isso que eu nao gosto de amor sofro sempre...
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Devil_In_I em 03.fev.2015, 21:07:14
Hey people!

É o meu primeiro post neste fórum, por isso nem sei bem por onde começar. Mas basicamente, gostava de partilhar a minha situação convosco e obter algumas dicas!

Tenho 26 anos e percebi que sou gay já há uns largos anos. Contudo, apenas 3 amigos meus sabem da minha orientação.

Nunca tive nenhum relacionamento, apesar de ter tido já algumas paixões. Contudo, a dificuldade em perceber se essa pessoa era ou não homossexual e o meu receio em contar a minha orientação vão-me fazendo desistir.

Algum conselho da parte de quem tenha passado o mesmo? Ter uma abordagem diferente à pessoa por quem me sinta atraído?
Frequentar bares gay? Vivo no interior, e agora com o trabalho é-me difícil ir para bares ou discotecas, se bem que vou mantendo pequenas saídas ao café com alguns amigos.

Não sei se estou a ser egoísta, mas não vou desistir de procurar o amor. Só que às vezes fico a pensar que com o passar dos anos é cada vez mais complicado.

Muito obrigado pela ajuda!
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Olimpus em 14.fev.2015, 16:56:26
Identifico-me com algumas coisas do teu post.

Não percebi o que queres dizer com o ser egoísta, podee explicar?
Sent from my RM-1045_1011 using Tapatalk
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Devil_In_I em 16.fev.2015, 17:40:55
Identifico-me com algumas coisas do teu post.

Não percebi o que queres dizer com o ser egoísta, podee explicar?
Sent from my RM-1045_1011 using Tapatalk

Olimpus se calhar não era egoísta o termo...mas o que eu qeria dizer era que se calhar tava a dar demasiada importância ao querer encontrar alguém :) e que não deveria preocupar-me tanto com isso. Mas, pelo menos, a vinda para este fórum fez-me ver que existem mais pessoas na minha situação :)
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Aries em 16.fev.2015, 22:38:45
... também não queiras ... lol
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Caty Elric em 19.fev.2015, 13:04:37
Sim acho mesmo que nunca vou namorar quando alguem me pergunta se ja namorei digo nao ficam sempre em choque desde quando uma rapariga com 20 anos nunca namorou... so eu e algumas raras...
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: AltGr em 23.fev.2015, 01:13:47
Não és a única, de todo. Posso dizer te que tive poucos relacionamentos, e desde o último, isolei me um pouco, fechei o coração. Isto porque uma pessoa chega a uma fase da vida em acha que não vai conseguir tolerar a dor, mágoa, tudo que poderá resultar de uma possível relação.

Eu também era assim, pensava muito, mas isto é algo que não dá para pensar, ou imaginar em concreto. Acontece.
Podes conhecer alguém hoje, amanhã, que te pode virar a vida totalmente. Coisas inesperadas, o amor, a paixão, é tudo espontâneo. Quando menos esperamos, lá estamos com uma crush daquelas.

Cruzares o olhar com alguém que te cativa de imediato, não dá para adivinhar que tal irá acontecer.

Com o tempo, aprendi que não vale a pena pensarmos muito nisso (apesar da pressão toda que existe, principalmente da família, e quando arranjas alguém? Como é possível não namorares?) pressões típicas, mas em relação a isso é não dar importância. É o melhor a fazer, pelo bem da nossa sanidade mental  ;)

O importante somos nós, o que sentimos, o que queremos. Se estamos sozinhos é porque ainda não encontramos aquela que irá virar o nosso mundo do avesso, sem pedir licença  ;)

Quando acontecer, acontecerá. É sair, divertirmo-nos com os nossos, e deixar a vida seguir.
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: sleepthrough em 23.fev.2015, 22:03:12
Não és a única, de todo. Posso dizer te que tive poucos relacionamentos, e desde o último, isolei me um pouco, fechei o coração. Isto porque uma pessoa chega a uma fase da vida em acha que não vai conseguir tolerar a dor, mágoa, tudo que poderá resultar de uma possível relação.

Eu também era assim, pensava muito, mas isto é algo que não dá para pensar, ou imaginar em concreto. Acontece.
Podes conhecer alguém hoje, amanhã, que te pode virar a vida totalmente. Coisas inesperadas, o amor, a paixão, é tudo espontâneo. Quando menos esperamos, lá estamos com uma crush daquelas.

Cruzares o olhar com alguém que te cativa de imediato, não dá para adivinhar que tal irá acontecer.

Com o tempo, aprendi que não vale a pena pensarmos muito nisso (apesar da pressão toda que existe, principalmente da família, e quando arranjas alguém? Como é possível não namorares?) pressões típicas, mas em relação a isso é não dar importância. É o melhor a fazer, pelo bem da nossa sanidade mental  ;)

O importante somos nós, o que sentimos, o que queremos. Se estamos sozinhos é porque ainda não encontramos aquela que irá virar o nosso mundo do avesso, sem pedir licença  ;)

Quando acontecer, acontecerá. É sair, divertirmo-nos com os nossos, e deixar a vida seguir.

Uau, estava a ter um dia um bocado mau, mas com estas palavras fiquei bem disposta, muito bom :)
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: AltGr em 23.fev.2015, 22:06:49
Não és a única, de todo. Posso dizer te que tive poucos relacionamentos, e desde o último, isolei me um pouco, fechei o coração. Isto porque uma pessoa chega a uma fase da vida em acha que não vai conseguir tolerar a dor, mágoa, tudo que poderá resultar de uma possível relação.

Eu também era assim, pensava muito, mas isto é algo que não dá para pensar, ou imaginar em concreto. Acontece.
Podes conhecer alguém hoje, amanhã, que te pode virar a vida totalmente. Coisas inesperadas, o amor, a paixão, é tudo espontâneo. Quando menos esperamos, lá estamos com uma crush daquelas.

Cruzares o olhar com alguém que te cativa de imediato, não dá para adivinhar que tal irá acontecer.

Com o tempo, aprendi que não vale a pena pensarmos muito nisso (apesar da pressão toda que existe, principalmente da família, e quando arranjas alguém? Como é possível não namorares?) pressões típicas, mas em relação a isso é não dar importância. É o melhor a fazer, pelo bem da nossa sanidade mental  ;)

O importante somos nós, o que sentimos, o que queremos. Se estamos sozinhos é porque ainda não encontramos aquela que irá virar o nosso mundo do avesso, sem pedir licença  ;)

Quando acontecer, acontecerá. É sair, divertirmo-nos com os nossos, e deixar a vida seguir.

Uau, estava a ter um dia um bocado mau, mas com estas palavras fiquei bem disposta, muito bom :)

Ainda bem que ajudei a ficares bem  ;) não deixes que um mau dia te 'deite' abaixo!  :)
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: sleepthrough em 23.fev.2015, 22:22:45
Não és a única, de todo. Posso dizer te que tive poucos relacionamentos, e desde o último, isolei me um pouco, fechei o coração. Isto porque uma pessoa chega a uma fase da vida em acha que não vai conseguir tolerar a dor, mágoa, tudo que poderá resultar de uma possível relação.

Eu também era assim, pensava muito, mas isto é algo que não dá para pensar, ou imaginar em concreto. Acontece.
Podes conhecer alguém hoje, amanhã, que te pode virar a vida totalmente. Coisas inesperadas, o amor, a paixão, é tudo espontâneo. Quando menos esperamos, lá estamos com uma crush daquelas.

Cruzares o olhar com alguém que te cativa de imediato, não dá para adivinhar que tal irá acontecer.

Com o tempo, aprendi que não vale a pena pensarmos muito nisso (apesar da pressão toda que existe, principalmente da família, e quando arranjas alguém? Como é possível não namorares?) pressões típicas, mas em relação a isso é não dar importância. É o melhor a fazer, pelo bem da nossa sanidade mental  ;)

O importante somos nós, o que sentimos, o que queremos. Se estamos sozinhos é porque ainda não encontramos aquela que irá virar o nosso mundo do avesso, sem pedir licença  ;)

Quando acontecer, acontecerá. É sair, divertirmo-nos com os nossos, e deixar a vida seguir.

Uau, estava a ter um dia um bocado mau, mas com estas palavras fiquei bem disposta, muito bom :)

Ainda bem que ajudei a ficares bem  ;) não deixes que um mau dia te 'deite' abaixo!  :)

Sim :) foi como já vi escrito: it's a bad day, not a bad life :)
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: AltGr em 23.fev.2015, 22:29:30
Não és a única, de todo. Posso dizer te que tive poucos relacionamentos, e desde o último, isolei me um pouco, fechei o coração. Isto porque uma pessoa chega a uma fase da vida em acha que não vai conseguir tolerar a dor, mágoa, tudo que poderá resultar de uma possível relação.

Eu também era assim, pensava muito, mas isto é algo que não dá para pensar, ou imaginar em concreto. Acontece.
Podes conhecer alguém hoje, amanhã, que te pode virar a vida totalmente. Coisas inesperadas, o amor, a paixão, é tudo espontâneo. Quando menos esperamos, lá estamos com uma crush daquelas.

Cruzares o olhar com alguém que te cativa de imediato, não dá para adivinhar que tal irá acontecer.

Com o tempo, aprendi que não vale a pena pensarmos muito nisso (apesar da pressão toda que existe, principalmente da família, e quando arranjas alguém? Como é possível não namorares?) pressões típicas, mas em relação a isso é não dar importância. É o melhor a fazer, pelo bem da nossa sanidade mental  ;)

O importante somos nós, o que sentimos, o que queremos. Se estamos sozinhos é porque ainda não encontramos aquela que irá virar o nosso mundo do avesso, sem pedir licença  ;)

Quando acontecer, acontecerá. É sair, divertirmo-nos com os nossos, e deixar a vida seguir.

Uau, estava a ter um dia um bocado mau, mas com estas palavras fiquei bem disposta, muito bom :)

Ainda bem que ajudei a ficares bem  ;) não deixes que um mau dia te 'deite' abaixo!  :)

Sim :) foi como já vi escrito: it's a bad day, not a bad life :)

Exactamente  :D agora disseste tudo!!
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Caty Elric em 24.fev.2015, 13:03:12
Não és a única, de todo. Posso dizer te que tive poucos relacionamentos, e desde o último, isolei me um pouco, fechei o coração. Isto porque uma pessoa chega a uma fase da vida em acha que não vai conseguir tolerar a dor, mágoa, tudo que poderá resultar de uma possível relação.

Eu também era assim, pensava muito, mas isto é algo que não dá para pensar, ou imaginar em concreto. Acontece.
Podes conhecer alguém hoje, amanhã, que te pode virar a vida totalmente. Coisas inesperadas, o amor, a paixão, é tudo espontâneo. Quando menos esperamos, lá estamos com uma crush daquelas.

Cruzares o olhar com alguém que te cativa de imediato, não dá para adivinhar que tal irá acontecer.

Com o tempo, aprendi que não vale a pena pensarmos muito nisso (apesar da pressão toda que existe, principalmente da família, e quando arranjas alguém? Como é possível não namorares?) pressões típicas, mas em relação a isso é não dar importância. É o melhor a fazer, pelo bem da nossa sanidade mental  ;)

O importante somos nós, o que sentimos, o que queremos. Se estamos sozinhos é porque ainda não encontramos aquela que irá virar o nosso mundo do avesso, sem pedir licença  ;)

Quando acontecer, acontecerá. É sair, divertirmo-nos com os nossos, e deixar a vida seguir.

Uau, estava a ter um dia um bocado mau, mas com estas palavras fiquei bem disposta, muito bom :)

Ainda bem que ajudei a ficares bem  ;) não deixes que um mau dia te 'deite' abaixo!  :)

Sim :) foi como já vi escrito: it's a bad day, not a bad life :)

Exactamente  :D agora disseste tudo!!

Sinto que ja encontrei a pessoa mas essa pessoa nao me quer...
E o vazio, a dor que sinto todos os dias  o tentar esquecer e nao conseguir...
Nao queria nada deixar de ser amigo dele por causa disso, ele e importante para mim... Desde que entrou na minha vida que nao quero que saia e nao queria acabar com esta amizade so porque eu estou apaixonada, porque o amo porque queria partilhar a vida com ele... Mas ele nao quer...
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: AltGr em 24.fev.2015, 13:35:17
Não és a única, de todo. Posso dizer te que tive poucos relacionamentos, e desde o último, isolei me um pouco, fechei o coração. Isto porque uma pessoa chega a uma fase da vida em acha que não vai conseguir tolerar a dor, mágoa, tudo que poderá resultar de uma possível relação.

Eu também era assim, pensava muito, mas isto é algo que não dá para pensar, ou imaginar em concreto. Acontece.
Podes conhecer alguém hoje, amanhã, que te pode virar a vida totalmente. Coisas inesperadas, o amor, a paixão, é tudo espontâneo. Quando menos esperamos, lá estamos com uma crush daquelas.

Cruzares o olhar com alguém que te cativa de imediato, não dá para adivinhar que tal irá acontecer.

Com o tempo, aprendi que não vale a pena pensarmos muito nisso (apesar da pressão toda que existe, principalmente da família, e quando arranjas alguém? Como é possível não namorares?) pressões típicas, mas em relação a isso é não dar importância. É o melhor a fazer, pelo bem da nossa sanidade mental  ;)

O importante somos nós, o que sentimos, o que queremos. Se estamos sozinhos é porque ainda não encontramos aquela que irá virar o nosso mundo do avesso, sem pedir licença  ;)

Quando acontecer, acontecerá. É sair, divertirmo-nos com os nossos, e deixar a vida seguir.

Uau, estava a ter um dia um bocado mau, mas com estas palavras fiquei bem disposta, muito bom :)

Ainda bem que ajudei a ficares bem  ;) não deixes que um mau dia te 'deite' abaixo!  :)

Sim :) foi como já vi escrito: it's a bad day, not a bad life :)

Exactamente  :D agora disseste tudo!!

Sinto que ja encontrei a pessoa mas essa pessoa nao me quer...
E o vazio, a dor que sinto todos os dias  o tentar esquecer e nao conseguir...
Nao queria nada deixar de ser amigo dele por causa disso, ele e importante para mim... Desde que entrou na minha vida que nao quero que saia e nao queria acabar com esta amizade so porque eu estou apaixonada, porque o amo porque queria partilhar a vida com ele... Mas ele nao quer...

Quando se gosta assim, é bem díficil conseguir superar e seguir em frente. Mas com o tempo acabarás por conseguir..
Mas já tiveste uma conversa com ele? Ele já te disse claramente de que não está interessado?
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: sleepthrough em 24.fev.2015, 13:43:37
Não és a única, de todo. Posso dizer te que tive poucos relacionamentos, e desde o último, isolei me um pouco, fechei o coração. Isto porque uma pessoa chega a uma fase da vida em acha que não vai conseguir tolerar a dor, mágoa, tudo que poderá resultar de uma possível relação.

Eu também era assim, pensava muito, mas isto é algo que não dá para pensar, ou imaginar em concreto. Acontece.
Podes conhecer alguém hoje, amanhã, que te pode virar a vida totalmente. Coisas inesperadas, o amor, a paixão, é tudo espontâneo. Quando menos esperamos, lá estamos com uma crush daquelas.

Cruzares o olhar com alguém que te cativa de imediato, não dá para adivinhar que tal irá acontecer.

Com o tempo, aprendi que não vale a pena pensarmos muito nisso (apesar da pressão toda que existe, principalmente da família, e quando arranjas alguém? Como é possível não namorares?) pressões típicas, mas em relação a isso é não dar importância. É o melhor a fazer, pelo bem da nossa sanidade mental  ;)

O importante somos nós, o que sentimos, o que queremos. Se estamos sozinhos é porque ainda não encontramos aquela que irá virar o nosso mundo do avesso, sem pedir licença  ;)

Quando acontecer, acontecerá. É sair, divertirmo-nos com os nossos, e deixar a vida seguir.

Uau, estava a ter um dia um bocado mau, mas com estas palavras fiquei bem disposta, muito bom :)

Ainda bem que ajudei a ficares bem  ;) não deixes que um mau dia te 'deite' abaixo!  :)

Sim :) foi como já vi escrito: it's a bad day, not a bad life :)

Exactamente  :D agora disseste tudo!!

Sinto que ja encontrei a pessoa mas essa pessoa nao me quer...
E o vazio, a dor que sinto todos os dias  o tentar esquecer e nao conseguir...
Nao queria nada deixar de ser amigo dele por causa disso, ele e importante para mim... Desde que entrou na minha vida que nao quero que saia e nao queria acabar com esta amizade so porque eu estou apaixonada, porque o amo porque queria partilhar a vida com ele... Mas ele nao quer...

Quando se gosta assim, é bem díficil conseguir superar e seguir em frente. Mas com o tempo acabarás por conseguir..
Mas já tiveste uma conversa com ele? Ele já te disse claramente de que não está interessado?
Eu acho q a única maneira d esquecer alguém é cortar c essa pessoa. Por quanto tempo for necessário até s deixar d estar apaixonada. Custa imenso claro (nunca passei por isso mas imagino q sim) mas acho q so assim s pode seguir c a vida e nao estar todos os dias a lembrar q a pessoa q s ama nao nos ama d volta e ficar a sofrer.  Passado um tempo quando passar a paixão poderá ser possível voltar a ser amiga dessa pessoa sem sofrer :) por isso é q tb acho q por exemplo quando s termina uma relação s tem mesmo d cortar c essa pessoa, para mim n faz sentido "ficar-s amigo do ex" pelo menos não logo, pq temos d nos habituar a viver a nossa vida sem essa pessoa. Mas isto é o meu pensamento racional... Quando o emocional s mistura é difícil :/
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: AltGr em 24.fev.2015, 13:48:27
Não és a única, de todo. Posso dizer te que tive poucos relacionamentos, e desde o último, isolei me um pouco, fechei o coração. Isto porque uma pessoa chega a uma fase da vida em acha que não vai conseguir tolerar a dor, mágoa, tudo que poderá resultar de uma possível relação.

Eu também era assim, pensava muito, mas isto é algo que não dá para pensar, ou imaginar em concreto. Acontece.
Podes conhecer alguém hoje, amanhã, que te pode virar a vida totalmente. Coisas inesperadas, o amor, a paixão, é tudo espontâneo. Quando menos esperamos, lá estamos com uma crush daquelas.

Cruzares o olhar com alguém que te cativa de imediato, não dá para adivinhar que tal irá acontecer.

Com o tempo, aprendi que não vale a pena pensarmos muito nisso (apesar da pressão toda que existe, principalmente da família, e quando arranjas alguém? Como é possível não namorares?) pressões típicas, mas em relação a isso é não dar importância. É o melhor a fazer, pelo bem da nossa sanidade mental  ;)

O importante somos nós, o que sentimos, o que queremos. Se estamos sozinhos é porque ainda não encontramos aquela que irá virar o nosso mundo do avesso, sem pedir licença  ;)

Quando acontecer, acontecerá. É sair, divertirmo-nos com os nossos, e deixar a vida seguir.

Uau, estava a ter um dia um bocado mau, mas com estas palavras fiquei bem disposta, muito bom :)

Ainda bem que ajudei a ficares bem  ;) não deixes que um mau dia te 'deite' abaixo!  :)

Sim :) foi como já vi escrito: it's a bad day, not a bad life :)

Exactamente  :D agora disseste tudo!!

Sinto que ja encontrei a pessoa mas essa pessoa nao me quer...
E o vazio, a dor que sinto todos os dias  o tentar esquecer e nao conseguir...
Nao queria nada deixar de ser amigo dele por causa disso, ele e importante para mim... Desde que entrou na minha vida que nao quero que saia e nao queria acabar com esta amizade so porque eu estou apaixonada, porque o amo porque queria partilhar a vida com ele... Mas ele nao quer...

Quando se gosta assim, é bem díficil conseguir superar e seguir em frente. Mas com o tempo acabarás por conseguir..
Mas já tiveste uma conversa com ele? Ele já te disse claramente de que não está interessado?
Eu acho q a única maneira d esquecer alguém é cortar c essa pessoa. Por quanto tempo for necessário até s deixar d estar apaixonada. Custa imenso claro (nunca passei por isso mas imagino q sim) mas acho q so assim s pode seguir c a vida e nao estar todos os dias a lembrar q a pessoa q s ama nao nos ama d volta e ficar a sofrer.  Passado um tempo quando passar a paixão poderá ser possível voltar a ser amiga dessa pessoa sem sofrer :) por isso é q tb acho q por exemplo quando s termina uma relação s tem mesmo d cortar c essa pessoa, para mim n faz sentido "ficar-s amigo do ex" pelo menos não logo, pq temos d nos habituar a viver a nossa vida sem essa pessoa. Mas isto é o meu pensamento racional... Quando o emocional s mistura é difícil :/

Tens toda a razão. Quando há sentimentos mesmo a sério, é difícil, mas sim o caminho é cortar relações por mais que custe (custa imenso mesmo), mas resulta. Lá está, o tempo a tudo ajuda.. quando tudo realmente, tiver passado, uma possível. Haverá sempre um carinho, mas nada mais  ;)
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: miss_g em 24.fev.2015, 15:01:04
De acordo com o q estavam a falar anteriormente.. As coisas são mt subjetivas.. Posso falar por mim.
 namorei 3 anos aa coisas acabaram mt mal sai mt magoada mas passado um ano de nao falar c mha ex hoje posso dizer q conseguimos estar juntas com uma relação de amizade :)
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: AltGr em 24.fev.2015, 15:04:37
De acordo com o q estavam a falar anteriormente.. As coisas são mt subjetivas.. Posso falar por mim.
 namorei 3 anos aa coisas acabaram mt mal sai mt magoada mas passado um ano de nao falar c mha ex hoje posso dizer q conseguimos estar juntas com uma relação de amizade :)

uma prova de como é possível superar uma ex relação :)
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: diabo_a_quatro em 16.fev.2016, 10:48:17
Quanto ao tópico acho que essa situação, no meu caso, se tem prolongado porque devo ser tão boa amiga que ninguém me quer como namorada. E depois há este texto que é um dos mais lindos que li até hoje e que espero que vos faça sentir bem de alguma forma:

Talvez nem seja tanto uma dúvida, talvez seja um medo de que na hora em que acontecer ela simplesmente não saiba lidar. Ela ainda não aprendeu a lidar com algumas coisas.

Com a saudade, por exemplo.

Ela assiste sempre aos mesmos filmes e chora em todas as cenas que já sabe até de cor. Às vezes sonha os mesmos sonhos com um sorriso que ela insiste em tentar apagar da memória, ela quer o diferente e porque não uma nova história?

Ela acha que ninguém liga e prefere fazer-se de forte, foge de sentir, mas na verdade ela queria um pouco mais, só para provar para ela mesmo que sentir é coisa de gente de sorte.

Ela ainda sonha, ainda. E tem medo de acordar do nada, tem medo do susto e de olhar em volta e ver que amor, para ela – só para ela – não é uma coisa tão linda.

Ela sente-se só, às vezes é inevitável, aí ela agarra-se ao travesseiro e pensa que só precisa de um abraço; outras vezes não quer ver ninguém, chega a pensar que sozinha ela se vira melhor, mas isso dura no máximo uma hora, outra história que ela sabe de cor.

Às vezes, poucas vezes, ela chega a sentir-se invisível.

Eu vejo daqui aqueles olhos cansados e, nessa hora, dá vontade de a esconder num abraço, de sorrir e de lhe dizer:

Menina, tu és incrível!

(Patrícia Lemos)
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Puca em 17.fev.2016, 15:57:05
Gostei do texto. Penso que todos terão a sua oportunidade muitas vezes quando menos se espera :)
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: diabo_a_quatro em 17.fev.2016, 17:17:12
Sim, é bem verdade. Já namorei. Só depois entendi que o tópico era relativo mesmo ao "nunca". Mas bem  ::)
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: carolinalg em 17.fev.2016, 20:05:03
Pah, desculpem lá se digo de forma direta, mas...

As coisas que tiverem de acontecer, acontecem sem pressão do tempo e do espaço. Apaixonar-se é algo que, quando surge, surge de forma natural. Pressionar-se ou pressionar outros a buscarem desesperadamente alguém é absurdo.

Há pessoas que vivem felizes para sempre solteiras. Outras, encontram o amor e são felizes.
Há casos e casos.

Mas independentemente do que estejamos para aqui a falar, acho que o essencial é isto:

ANTES DE AMARES ALGUÉM, AMA-TE.
ANTES DE ESTARES COM ALGUÉM, APRENDE A ESTARES SOMENTE NA PRESENÇA/COMPANHIA DE TI PRÓPRIO.


 :) ;)
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: diabo_a_quatro em 17.fev.2016, 21:46:24
Penso exactamente o mesmo, Carolina  ;) O texto a mim transmite-me coisas boas mas claro que pode ser interpretado de várias formas :D
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Puca em 18.fev.2016, 10:42:28
bem verdade :), conhecermo-nos a nos primeiro.
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Bc em 18.fev.2016, 14:53:51
Se estamos sós é porque precisamos de aprender a gostar de nós...a ter um relação connosco proprios. :) como diz a carolinalg o que tiver que acontecer acontece...:)
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: diabo_a_quatro em 18.fev.2016, 18:17:12
Mas podemos estar sós e já termos aprendido a gostar de nós, não? Acho que podemos ter auto-estima na mesma e valorizarmo-nos e gostarmos de tudo o que fazemos no dia-a-dia na mesma. Ou por estarmos sós precisamos de estar a aprender o que quer que seja? Aliás, acho até que vamos sempre aprendendo acerca de tudo ao longo da vida... mas não me parece que haja algo diferente em estarmos sozinhos ou não. As pessoas vão-se construindo e ao longo da vida vão sempre tendo "objectivos" diferentes e evoluindo.
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Puca em 19.fev.2016, 09:58:37
bem verdade, estamos smp a aprender connosco seja sozinhos ou não
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Bc em 19.fev.2016, 14:08:50
Mas podemos estar sós e já termos aprendido a gostar de nós, não? Acho que podemos ter auto-estima na mesma e valorizarmo-nos e gostarmos de tudo o que fazemos no dia-a-dia na mesma. Ou por estarmos sós precisamos de estar a aprender o que quer que seja? Aliás, acho até que vamos sempre aprendendo acerca de tudo ao longo da vida... mas não me parece que haja algo diferente em estarmos sozinhos ou não. As pessoas vão-se construindo e ao longo da vida vão sempre tendo "objectivos" diferentes e evoluindo.

Visto por esse prisma também tens razão.....uma vez amando.nos a nós próprios estaremos receptivos a alguem....mas esse alguem tem que encaixar bem na nossa pessoa por inteiro....podemos ter aprendido a estar sozinhos mas também é preciso esse alguém existir....e sim tudo é uma aprendizagem...
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: carolinalg em 19.fev.2016, 17:44:46
Mas podemos estar sós e já termos aprendido a gostar de nós, não? Acho que podemos ter auto-estima na mesma e valorizarmo-nos e gostarmos de tudo o que fazemos no dia-a-dia na mesma. Ou por estarmos sós precisamos de estar a aprender o que quer que seja? Aliás, acho até que vamos sempre aprendendo acerca de tudo ao longo da vida... mas não me parece que haja algo diferente em estarmos sozinhos ou não. As pessoas vão-se construindo e ao longo da vida vão sempre tendo "objectivos" diferentes e evoluindo.

Visto por esse prisma também tens razão.....uma vez amando.nos a nós próprios estaremos receptivos a alguem....mas esse alguem tem que encaixar bem na nossa pessoa por inteiro....podemos ter aprendido a estar sozinhos mas também é preciso esse alguém existir....e sim tudo é uma aprendizagem...


Isso!
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: Pedroacn96 em 11.ago.2017, 23:33:15
Olá. Eu às vezes também fico angustiado pois reparo que os meus amigos heteros tiveram experiências dos primeiros namoros e primeiros beijos enquanto adolescentes, e eu aqui com 20 anos, a deprimir porque acho bastante improvável que alguém de que goste goste de mim também. Pelo menos que eu saiba, acho que nunca ninguém se interessou por mim, e eu também dificilmente me apaixono, por isso penso que as minhas hipóteses são reduzidas. Para além disso os meus amigos são todos heteros. Alguém que se sinta como eu?
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: سامانتا em 19.fev.2018, 23:33:23
Olá. Eu às vezes também fico angustiado pois reparo que os meus amigos heteros tiveram experiências dos primeiros namoros e primeiros beijos enquanto adolescentes, e eu aqui com 20 anos, a deprimir porque acho bastante improvável que alguém de que goste goste de mim também. Pelo menos que eu saiba, acho que nunca ninguém se interessou por mim, e eu também dificilmente me apaixono, por isso penso que as minhas hipóteses são reduzidas. Para além disso os meus amigos são todos heteros. Alguém que se sinta como eu?

Pedro, lamento que a pressão social te faça entrar nesse estado. Já estive aí e sei que é lixado. Não há resposta que possamos dar que deixe as pessoas satisfeitas então algo tem tem que estar errado connosco, não é? Temos que ter amizades, temos que ter namoros, temos que ter isto e aquilo... Mas não é. Se as tivermos que seja porque faz sentido e queremos fazer esse caminho em conjunto, não para encher quotas sociais e emocionais.

E para não parecer que estou a falar sem saber o que estás a passar, também partilho contigo que tenho 26 anos e há cerca de 5 anos que não me envolvo com alguém (seja de que forma). E antes dessa vez foram outros 5 ou 6 anos. Não te conto isto para te assustar (lol) mas realmente sei como é complicado, mesmo que faça parte da nossa maneira de ser. Só porque me dou bem na escuridão não quero dizer que queira estar sempre às escuras - e por vezes é assustador. Mas realmente tenho percebido que se tiver luz em mim e noutras áreas da minha vida (não tanto ligadas ao lado emocional), acabo sempre por ter uma vela acesa para me orientar. Então é nisso que tento me focar. Sei que pode parecer idiota mas aconselho-te a pensares o que é que te faz bem ou feliz ou preenchido e que não envolva relacionamentos seja de que tipo for. Se conseguires chegar ao ponto em que isso é uma constante na vida, tudo o resto vem por acréscimo e se não vier ou demorar a chegar estamos demasiado bem para que os dias maus sejam horríveis. Eu ainda não consegui (acho que a mim passa por ter um trabalho que eu goste mas isso são outros assuntos!) mas já tive uma ideia do que é isso acontecer. Espero que encontres esse equilíbrio de necessidades!  :)
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: BrunoMCP em 21.fev.2018, 22:48:39
Olá. Eu às vezes também fico angustiado pois reparo que os meus amigos heteros tiveram experiências dos primeiros namoros e primeiros beijos enquanto adolescentes, e eu aqui com 20 anos, a deprimir porque acho bastante improvável que alguém de que goste goste de mim também. Pelo menos que eu saiba, acho que nunca ninguém se interessou por mim, e eu também dificilmente me apaixono, por isso penso que as minhas hipóteses são reduzidas. Para além disso os meus amigos são todos heteros. Alguém que se sinta como eu?
Acrescentando à resposta da سامانتا, diria algo mais simples: muita gente começou a sua vida afetivo-sexual muito mais tarde que aos 20 anos e tudo correu bem depois. Entendo o que sentes, mas não tenhas pressa  8-)
Título: Re: Pode parecer parvoíce, mas às vezes penso que nunca na vida vou namorar...
Enviado por: carolinalg em 22.fev.2018, 13:55:02
Tem calma. Quando tiver de acontecer, acontece =)