Fórum da rede ex aequo

Assuntos Gerais => Geral => Tópico iniciado por: pinkie em 01.set.2009, 13:52:16

Título: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: pinkie em 01.set.2009, 13:52:16
"Acabei agora mesmo de cantar e tocar guitarra para os vizinhos. Tudo muito bem, cantas lindamente, come uma queijadinha, bla, blá, blá.....Até que se vira um vizinho meu e diz: Só bati uma vez á minha filha quando ela era muito pequena (a rapariga tem agora 4 anos) e só volto a fazê-lo daqui a uns anos quando ela me disser "Vou te apresentar o meu namorado, Chama-se Catarina." Nisto desata tudo a rir... E dpois alguém comentou: "Sabes que as mulheres se entendem umas ás outras... Agora também é moda!" Vira-se o meu pai: "Era pior se ela se ela dissesse :" Vou te apresentar o meu namorado, Chama-se João, mas dantes chamava-se Catarina!". Mais risadas! E eu com o orgulho gay ao pulso...
Fui-me logo embora... Como se eu tivesse acordado uma bela manhã e tivessem pensado: "Vou gostar de raparigas! É moda! Yay!" Sinceramente... Bater na filha por isso... Tá bem que isto se diz naquele tom de gozo, mas fogo... as pessoas andam mesmo desinformadas! Como se fosse uma escolha, uma moda, algo ruim... :("

Excerto do meu blog

Não consigo entender esta gente... Eu sabia que havia gente assim, mas não esperava nada ouvir aquilo ali e naquele momento... Vindo do meu PAI e de gente que eu conheço... Será que a ignorância está assim tão generalizada? Está bem que isto se disse tudo com tom de brincadeira, mas mesmo assim... As piadas podiam ter sido sobre loiras ou outra coisa qualquer... mas mesmo assim custa ouvir estas coisas e não poder fazer nada para mudar a mentalidade das pessoas em geral! É daquelas coisas que se diz em tom de gozo, mas que quase sempre é mais do que uma piada. Se eles estivessem minimamente informados talvez não fizessem essas piadas...

Partilhem ai as vossas histórias e digam o que acham.

Acho que ainda não havia um tópico deste, há o da situação mais engraçada, mas da mais triste acho que não! Se houver peço desculpa á moderação e juntem os tópicos :P
Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: MT em 01.set.2009, 23:13:10
ate agora a minha pior situaçao, foi desde qe o meu pai descubriu qe eu era.
desde de março que nao nos falamos, e eu vou estudar pra fora e continuo sem falar..
ele qer sempre saber de mim, mas perg a minha mae, nunca da o braço a torcer, mas eu tb nao dou, pois nao cometi nenhum crime.. e o qe ele me disse na cara magoou.me imenso..
Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: mig em 01.set.2009, 23:22:00

A minha situaçao mais triste, foi levar com o tal balde de agua gelada . De resto, apenas aqeles comentarios de quem nao tem uma actualizaçao de mentalidade.
Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: Incandessence em 02.set.2009, 11:26:04
Aquela que um dia amei e que um dia me deu carinho e amor,falar mal de mim a outras pessoas...e é uma situação chata visto não morarmos longe e então se as noticias se espalham possivelmente terei que ir morar para longe...
Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: Hélder em 02.set.2009, 13:28:35
Ouvir a minha mãe a gozar os gays.... >:(
Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: MT em 02.set.2009, 18:02:23
apesar daqela qe ja contei, tenho outra..
antes de a minha melhor amiga saber qe eu era (ex amiga) ela era execelente pa mim, quando soube mudou, conseguia aceitar todos os homossexuais, mas chegava a mim e ela n era capaz.. nem foi capaz de mo dizer na cara...
Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: JDelgado em 03.set.2009, 02:35:00
Ouvir a minha mãe a gozar os gays.... >:(
tambem me acontece o mesmo
Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: mike J em 29.abr.2010, 17:33:37
Foi estar num corredor da escola todo cheio de pessoas à hora do intervalo e aparecer-me um grupo de estúpidos a gozarem comigo e a me perguntarem se eu "gostava de fazer......, ou se gostava mais que me fizessem.......", toda a gente que estava perto de mim no corredor da escola começou a rir >:(
Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: rmiguel em 29.abr.2010, 17:38:18
Ouvir a minha mãe a gozar os gays.... >:(
tambem me acontece o mesmo

Já somos três. Diz que o casamento homossexual é uma piada  >:( Recebeu esta homofobia cortesia dos meus avós e do meio rural aonde foi criada, que é que se há-de fazer...
Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: _Margot_ em 29.abr.2010, 18:12:49
Foi estar num corredor da escola todo cheio de pessoas à hora do intervalo e aparecer-me um grupo de estúpidos a gozarem comigo e a me perguntarem se eu "gostava de fazer......, ou se gostava mais que me fizessem.......", toda a gente que estava perto de mim no corredor da escola começou a rir >:(

Podes sempre responder "isso contribui para a tua felicidade? tens alguma coisa a ver com isso?"
Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: Akumu-San em 29.abr.2010, 18:25:29
A minha mãe falar mal do ppl LGBT, apesar de ter casado com um homossexual...
Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: portoboy em 04.mai.2011, 17:49:25
Ouvir amigas minhas, e amigos ( os que ainda nao sabem) e até o rapaz da minha turma por quem tenho uma paixoneta a gozar com os gays e quando momentos antes pensamos que até vai ser na boa contar-lhes, e acharmos que tem boa opinao e ouvimos aquilo, isso é que magoa acima de tudo !  :-X :-X
Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: SoWhat em 04.mai.2011, 20:05:32
Ouvir o meu pai usar termos prejorativos, dizer que a morte do Carlos Castro foi bem feita para não ser assim, tentar "incutir-me" a heterossexualidade apesar de saber da minha orientação sexual.

A minha mãe perguntar-me se tinha alguém e eu disse a verdade, "não". Virar-se e dizer "eu quero é que tu sejas PROFISSIONALMENTE FELIZ"

Uma das poucas pessoas que sabia não saber ficar calada.

A minha avó paterna dizer que preferia ter um neto ladrão.

etc, etc...

Por tudo isso:

Obrigadinho aí amigalhaços!
Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: Back Room em 06.mai.2011, 05:02:29
Ouvir o meu pai usar termos prejorativos, dizer que a morte do Carlos Castro foi bem feita para não ser assim, tentar "incutir-me" a heterossexualidade apesar de saber da minha orientação sexual.

A minha mãe perguntar-me se tinha alguém e eu disse a verdade, "não". Virar-se e dizer "eu quero é que tu sejas PROFISSIONALMENTE FELIZ"

Uma das poucas pessoas que sabia não saber ficar calada.

A minha avó paterna dizer que preferia ter um neto ladrão.

etc, etc...

Por tudo isso:

Obrigadinho aí amigalhaços!


Força pá!  

Sabes que no fundo gostam de ti da mesma forma, se tivessem que dar a vida deles por ti davam na mesma, é só que racionalmente é um assunto que lhes faz confusão.
É provável que vás ter que aprender a viver com isso, infelizmente.

Abraço!
 :up
Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: MRPEC em 06.mai.2011, 12:29:55
Foi estar na praia com um rapaz por quem tinha uma paixoneta, beijamos-nos e uma senhora passou viu, e começou a agredir-nos verbalmente com palavrões da pior espécie  :-\

Quanto à familia e amigos, familia grande parte aceita, e quem não aceita, penso que já tem uma mentalidade mais aberta apesar de me dizerem que não querem nunca que eu apresente ninguem.

Mas a minha madrinha diz que preferia ter um filho drogado, ladrão ou uma filha prostituta do que um afilhado/sobrinho gay. No entanto já noto uma pequena diferenca nela para melhor.
Quantos aos amigos e conhecidos, felizmente tenho a sorte de todos me aceitarem... Os que não me aceitavam inicialmente agora já aceitam mais.

Mas isto aos amigos, turma etc, porque de outras turmas etc, alguns mandavam umas quantas boquinhas, mas despreza e nem respondia e comecaram então a eles tb me ignorar...

Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: SoWhat em 06.mai.2011, 14:17:54
Ouvir o meu pai usar termos prejorativos, dizer que a morte do Carlos Castro foi bem feita para não ser assim, tentar "incutir-me" a heterossexualidade apesar de saber da minha orientação sexual.

A minha mãe perguntar-me se tinha alguém e eu disse a verdade, "não". Virar-se e dizer "eu quero é que tu sejas PROFISSIONALMENTE FELIZ"

Uma das poucas pessoas que sabia não saber ficar calada.

A minha avó paterna dizer que preferia ter um neto ladrão.

etc, etc...

Por tudo isso:

Obrigadinho aí amigalhaços!


Força pá!  

Sabes que no fundo gostam de ti da mesma forma, se tivessem que dar a vida deles por ti davam na mesma, é só que racionalmente é um assunto que lhes faz confusão.
É provável que vás ter que aprender a viver com isso, infelizmente.

Abraço!
 :up

Sei disso, mas custa sempre.

Obrigado  :)
Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: AlexC em 07.mai.2011, 21:42:49
Ouvir a educação anti-gay que é aqui praticada em casa, ouvir as minhas amigas a dizerem que é nojento... Ter que guardar segredo!
Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: Draco em 21.dez.2011, 05:40:50
Pouquíssimos dias depois de ter contado aos meus pais sobre a minha orientação sexual, numa conversa com uns amigos dos meus pais, surgiu o tema da homossexualidade . E, basicamente, disseram as asneiradas acéfalas e preconceituosas do costume, mas em frente aos meus pais. Foi triste, porque mesmo sabendo que não sou nada daquilo que eles disseram sobre os LGBTs, acaba sempre por me "afectar", e foi quase como que uma "humilhação" em frente aos meus pais. Mas, por outro lado, foi bom, a cumplicidade entre o meu olhar e o olhar dos meus pais, do tipo: "ok agora percebemos um pouco do que é que ele e outros passam a vida toda, a ouvir estas coisas, a ouvirem barbaridades que não correspondem à realidade, e manterem a calma.".

Outra foi com um (ex) grande amigo, que era (e ainda é) muito homofóbico e preconceituoso. Na altura estavamos a discutir ideias para um trabalho de grupo e passou um rapaz bastante efeminado (que não sei se era gay ou não), e ele mudou logo o assunto para o tema da homossexualidade e começou a "destratar" e a falar mal dos gays e a dizer que nunca na vida escolheria isso (mesmo apesar de ouvir milhentas vezes que não se escolhe, não é uma opção, é uma orientação sexual) e se conhecesse alguém assim (I'm a discreet person, what can I do? ::) :devil lol ) que deixaria de falar e que era capaz de bater nessa pessoa, porque era nojento e não queria que se andassem a atirar a ele (LGBTs são pessoas promíscuas e "atiram-se" a tudo que se mexa, são seres nojentos e repugnates, bem, alguns até são, tal como alguns heteros não disse nada :devil) e depois começou a dizer coisas mesmo muito ofensivas e chamar todos os nomes possíveis e imaginários. Eu já estava no modo "deixa falar e respira" mas ele não parava de falar mal das pessoas até que pensei "basta", e só lhe disse:
"Há quanto tempo nos conhecemos?"
"x anos."
"E achas que eu sou alguma coisa dessas que descreveste?"
"Claro que não. Mas eu estou a falar dos gays..."
"Olá."  :devil
(Momento "choque". :o :devil lol )
Calou-se e fizemos o que tinhamos a fazer para o trabalho. :devil lol
No fim virou-se para mim e:
"Desiludiste-me muito. Tinha-te como irmão e pensava que eras um homem mas afinal és como eles. O meu respeito por ti continua mas nunca mais fales para mim."
"Obrigado. Sou mais homem do que tu alguma vez serás. A desilusão é mútua e não stresses que não voltaremos a falar um com o outro nesta vida."
E assim foi... e será. No princípio custou mas agora penso "ainda bem, não preciso desse tipo de pessoas na minha vida."
Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: alexa87 em 21.dez.2011, 12:14:37
Pouquíssimos dias depois de ter contado aos meus pais sobre a minha orientação sexual, numa conversa com uns amigos dos meus pais, surgiu o tema da homossexualidade . E, basicamente, disseram as asneiradas acéfalas e preconceituosas do costume, mas em frente aos meus pais. Foi triste, porque mesmo sabendo que não sou nada daquilo que eles disseram sobre os LGBTs, acaba sempre por me "afectar", e foi quase como que uma "humilhação" em frente aos meus pais. Mas, por outro lado, foi bom, a cumplicidade entre o meu olhar e o olhar dos meus pais, do tipo: "ok agora percebemos um pouco do que é que ele e outros passam a vida toda, a ouvir estas coisas, a ouvirem barbaridades que não correspondem à realidade, e manterem a calma.".

Outra foi com um (ex) grande amigo, que era (e ainda é) muito homofóbico e preconceituoso. Na altura estavamos a discutir ideias para um trabalho de grupo e passou um rapaz bastante efeminado (que não sei se era gay ou não), e ele mudou logo o assunto para o tema da homossexualidade e começou a "destratar" e a falar mal dos gays e a dizer que nunca na vida escolheria isso (mesmo apesar de ouvir milhentas vezes que não se escolhe, não é uma opção, é uma orientação sexual) e se conhecesse alguém assim (I'm a discreet person, what can I do? ::) :devil lol ) que deixaria de falar e que era capaz de bater nessa pessoa, porque era nojento e não queria que se andassem a atirar a ele (LGBTs são pessoas promíscuas e "atiram-se" a tudo que se mexa, são seres nojentos e repugnates, bem, alguns até são, tal como alguns heteros não disse nada :devil) e depois começou a dizer coisas mesmo muito ofensivas e chamar todos os nomes possíveis e imaginários. Eu já estava no modo "deixa falar e respira" mas ele não parava de falar mal das pessoas até que pensei "basta", e só lhe disse:
"Há quanto tempo nos conhecemos?"
"x anos."
"E achas que eu sou alguma coisa dessas que descreveste?"
"Claro que não. Mas eu estou a falar dos gays..."
"Olá."  :devil
(Momento "choque". :o :devil lol )
Calou-se e fizemos o que tinhamos a fazer para o trabalho. :devil lol
No fim virou-se para mim e:
"Desiludiste-me muito. Tinha-te como irmão e pensava que eras um homem mas afinal és como eles. O meu respeito por ti continua mas nunca mais fales para mim."
"Obrigado. Sou mais homem do que tu alguma vez serás. A desilusão é mútua e não stresses que não voltaremos a falar um com o outro nesta vida."
E assim foi... e será. No princípio custou mas agora penso "ainda bem, não preciso desse tipo de pessoas na minha vida."


WOW

Para mim a pior situação que vivi foi depois de ter assumido para os meus pais a minha orientação sexual foi a minha mãe ter-se virado para mim e dito: Sabes que o teu pai está muito triste e desapontado.

No momento aquilo magoou-me mas eu vejo as coisas assim, o desapontamento do meu pai acontece em relação a uma coisa que eu não controlo e que eu sou acabei por não ficar tão magoada no final.

Eu vejo a minha família como a minha base mas, foi aquela com que eu calhei, não a escolhi. A familia que eu vou criar para o meu futuro é da minha responsabilidade. Eu é que a vou construir. E essa vai ser com a pessoa que eu amar, com todas as coisas boas e coisas más mas vai ser sem fingimento, sem mentira. Porque isso sim é que me deixaria triste, incompleta, desiludida.

Obrigado pelos testemunhos. Sabe tão bem saber que não estou sozinha.
Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: Ticas: em 21.dez.2011, 12:32:38
Parabéns pela coragem que tiveste, Draco.  :) Achei curioso ele dizer que continuava a ter "respeito" por ti, mas não querer falar mais contigo. Como ficamos então?  lol
Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: Draco em 21.dez.2011, 23:23:24
Grrr eu ando há meses a tentar não criar off topics. :-X lol

Obrigado. :)

Ticas, não achei que fosse coragem e para explicar o "respeito" tinha de escrever uma trilogia de livros, no mínimo.  lol
Não me vou expor mas para muitas pessoas eu fui/sou um herói e um ídolo, o "respeito" vem daí... Para eu considerar alguém como amigo é preciso MUITO, e para considerar alguém de "Grande Amigo", MUITO MAIS é preciso. Como já disse sou uma pessoa intensa (a dizer tantas vezes vou deixar de o ser lol ) e vou muito "abaixo da superfície" por isso quando crio laços de amizade, são mesmo muito fortes: quase que "leio" a pessoa sem ela ter de falar seja o que for... "mas isso agora não interessa nada" lol
Ele disse-me aquilo porque continua a respeitar-me (e eu a ele), sabe quem sou, mas também sabe a limitação dele (homofobia/preconceito acentuado) e sabe que as coisas não seriam compatíveis, por isso preferiu o "afastamento". E eu também. Para não "estragar" as experiências/aprendizagens de vida comuns, "deixamos ir o que tinha de ir". Cada "coisa/pessoa" tem o seu papel na vida de alguém: esse papel nem sempre é para sempre, a memória/experiência/aprendizagem fica mas o "agente" pode não ficar. E nós "respeitamos" isso.
Não deves ter percebido nada, mas paciência, os sentimentos não são para explicar, são para sentir e viver. E eu sou uma pessoa complexamente simples  :devil ;) lol (e felizmente não sou o único :)) para estar a explicar as coisas.
Basicamente o "respeito" significa que não fomos "grandes amigos" por acaso. :)

Draco tenta evitar o off topic puro e por isso:

A situação triste foi mesmo triste.
Mas já passou. :) lol
Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: x3na em 03.jan.2012, 23:58:47
Ouvir a educação anti-gay que é aqui praticada em casa, ouvir as minhas amigas a dizerem que é nojento... Ter que guardar segredo!

AlexC, Nao tens culpa...Infelizmente todos fomos educados para sermos hetero, mas somos o que nós somos e só temos de nos sentir seguros de nós mesmos e seguir em frente. Segue o que sentes. Ignora o que a sociedade te diz, pois ela só quer "converter" as pessoas à heterossexualidade .
Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: Dumb:) em 04.jan.2012, 19:28:12
Pouquíssimos dias depois de ter contado aos meus pais sobre a minha orientação sexual, numa conversa com uns amigos dos meus pais, surgiu o tema da homossexualidade . E, basicamente, disseram as asneiradas acéfalas e preconceituosas do costume, mas em frente aos meus pais. Foi triste, porque mesmo sabendo que não sou nada daquilo que eles disseram sobre os LGBTs, acaba sempre por me "afectar", e foi quase como que uma "humilhação" em frente aos meus pais. Mas, por outro lado, foi bom, a cumplicidade entre o meu olhar e o olhar dos meus pais, do tipo: "ok agora percebemos um pouco do que é que ele e outros passam a vida toda, a ouvir estas coisas, a ouvirem barbaridades que não correspondem à realidade, e manterem a calma.".

Outra foi com um (ex) grande amigo, que era (e ainda é) muito homofóbico e preconceituoso. Na altura estavamos a discutir ideias para um trabalho de grupo e passou um rapaz bastante efeminado (que não sei se era gay ou não), e ele mudou logo o assunto para o tema da homossexualidade e começou a "destratar" e a falar mal dos gays e a dizer que nunca na vida escolheria isso (mesmo apesar de ouvir milhentas vezes que não se escolhe, não é uma opção, é uma orientação sexual) e se conhecesse alguém assim (I'm a discreet person, what can I do? ::) :devil lol ) que deixaria de falar e que era capaz de bater nessa pessoa, porque era nojento e não queria que se andassem a atirar a ele (LGBTs são pessoas promíscuas e "atiram-se" a tudo que se mexa, são seres nojentos e repugnates, bem, alguns até são, tal como alguns heteros não disse nada :devil) e depois começou a dizer coisas mesmo muito ofensivas e chamar todos os nomes possíveis e imaginários. Eu já estava no modo "deixa falar e respira" mas ele não parava de falar mal das pessoas até que pensei "basta", e só lhe disse:
"Há quanto tempo nos conhecemos?"
"x anos."
"E achas que eu sou alguma coisa dessas que descreveste?"
"Claro que não. Mas eu estou a falar dos gays..."
"Olá."  :devil
(Momento "choque". :o :devil lol )
Calou-se e fizemos o que tinhamos a fazer para o trabalho. :devil lol
No fim virou-se para mim e:
"Desiludiste-me muito. Tinha-te como irmão e pensava que eras um homem mas afinal és como eles. O meu respeito por ti continua mas nunca mais fales para mim."
"Obrigado. Sou mais homem do que tu alguma vez serás. A desilusão é mútua e não stresses que não voltaremos a falar um com o outro nesta vida."
E assim foi... e será. No princípio custou mas agora penso "ainda bem, não preciso desse tipo de pessoas na minha vida."

Grande Homem!!! sm senhor ;)
Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: Navegante em 06.jan.2012, 12:01:45
Bem, estar apaixonada por uma rapariga que me via como uma rival porque o rapaz por quem estava apaixonada já tinha gostado de mim não foi nada divertido. Mas mesmo nada. [smiley=nao.gif]
Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: Xaman em 08.jan.2012, 03:55:00
Acho que nunca tive nenhuma situação triste pelo facto de ser Gay, tirando algumas coisas, que hipoteticamente já achei que fosse triste, no entanto desde que estou ligado ao xamanismo, deixei de ter essa realidade para mim como triste, aceitando apenas como uma parte boa de aprender, refiro-me a algum tipo de preconceito de que já fui alvo. Portanto, sendo assim não acho relevante relatar as minhas "tristes" situações relacionadas com a minha homossexualidade.
Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: AnaaaEu em 19.jan.2012, 19:39:35
Bem, a minha mãe recusa-se pura e simplesmente a tocar no tema. Sempre que sai alguma coisa da minha boca, que tenha a ver com o assunto, para ela parece que, de repente, eu deixei de existir, já não estou a falar com ela.

Antes de contar aos meus amigos, durante um almoço, começá-mos a discutir o tema e o meu melhor amigo disse que "respeitava mas não aceitava" e que os bissexuais eram aqueles que não se conseguiam decidir.
Felizmente a situação mudou bastante rápido mas na altura fiquei muito triste. Agora já posso falar com ele na boa :) Aliás, é uma das únicas pessoas com quem eu me sinto mesmo à vontade para falar :)

Na minha turma é dizer mal a toda a hora mas não considero isso triste para mim mas sim para eles...tanta ignorância.
Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: Ace_of_Spades em 19.jan.2012, 19:51:29
Diria que nunca tive um momento especial mas vários momentos que me deixam mesmo abalados.

Quando conversei com a minha mãe sobre o assunto (apesar de não lhe assegurar de que efectivamente o era) desatou a chorar, obviamente. Volta e meia ainda já me pergunta (oiçam bem) se "já mudei de "ideias"... Ainda por cima numa viagem para a terrinha (praticamente do nada) começa a dizer que o quando o resto da família souber "é que vai ser bonito". Isto entre outros comentários que me tentam constantemente abalar ou "demonizar". Ao menos isto passou com o tempo (cerca de 2 meses) e nunca mais toquei no assunto.

A minha mãe voltou ao "ataque" com a morte do Carlos Castro e de como era bem "feita ter morrido", que nunca gostou dele e outra meia dúzia de coisas. Praticamente, a tentar defender o que o matou e as atitudes macabras dele. E quando estive na faculdade ainda ouvi outro comentário no gozo do mesmo assunto. Que país lastimável que dá prioridades à orientação sexual de uma pessoa sobre um homicídio violento. Ao menos o assunto acabou por abalar já que quando a homossexualidade é tema de qualquer assunto na televisão nacional apetece-me esconder num buraco em prol de ouvir a m*rda que os outros dizem (perdoem o disfemismo...)
Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: alexa87 em 20.jan.2012, 10:17:56
Bem, a minha mãe recusa-se pura e simplesmente a tocar no tema. Sempre que sai alguma coisa da minha boca, que tenha a ver com o assunto, para ela parece que, de repente, eu deixei de existir, já não estou a falar com ela.

Antes de contar aos meus amigos, durante um almoço, começá-mos a discutir o tema e o meu melhor amigo disse que "respeitava mas não aceitava" e que os bissexuais eram aqueles que não se conseguiam decidir.
Felizmente a situação mudou bastante rápido mas na altura fiquei muito triste. Agora já posso falar com ele na boa :) Aliás, é uma das únicas pessoas com quem eu me sinto mesmo à vontade para falar :)

Na minha turma é dizer mal a toda a hora mas não considero isso triste para mim mas sim para eles...tanta ignorância.

FOrça...=)
Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: Buwayh em 20.jan.2012, 12:13:44
Nunca passei por nenhuma situação desagradável por ser homossexual, mas fui discriminado na escola por acharem que era homossexual. Nessa altura eu ainda não tinha despertado para a minha sexualidade, por isso acho que não passei pelo que passei por ser homossexual, porque se fosse heterossexual teria passado exactamente pelo mesmo.

Enquanto homossexual sinto-me desconfortável quando oiço comentários desagradáveis e ignorantes sobre os homossexuais, mesmo quando não são directamente dirigidos a mim. Por exemplo, os meus avós têm o hábito de insultar ou de proferir frases infelizes quando vêem um homossexual ou um suposto homossexual na televisão. Apesar de nunca lhes ter contado que também o era, tento esclarecê-los e chamá-los à atenção quando acho que ultrapassam os limites, mas é inútil, porque, se for preciso, voltam a dizer o mesmo minutos depois.
Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: __Miguel_ em 20.jan.2012, 22:03:37
Uma ou duas achegas:

- Ouvir o meu pai dizer "O que os pa******** merecem é um ferro em brasa pelo c* acima", e sobretudo não se retratar dessa afirmação depois de saber da minha orientação;
- A minha mãe chamar-me de ladrão por usar dinheiro que ela me deu para carregar o meu telemóvel, que usava para mandar mensagens e falar com o meu (à altura) namorado, e, novamente, nunca se retratar da afirmação;
- A minha mãe (é tema recorrente, vou só dar mais este exemplo) obrigar-me a não contar ao meu irmão, basicamente querer que eu seja celibatário toda a vida, e fazer de conta que 3 anos da minha vida nunca aconteceram (desde que lhe contei até que o assunto "morreu" nas conversas e nas entrelinhas lá em casa);
- Uma ex amiga minha, que não soube ficar calada e fez chegar ao conhecimento do meu pai que eu namorava;
- Uma antiga conhecida ficar cara de pau quando soube, e logo a seguir dizer à minha "fag hag" que não me queria mais lá em casa;
- Uma colega, que aparentemente "não tinha nada contra", dizer para eu não fazer tantas referências a gajos;
- Os inúmeros episódios de ser gozado na escola, ainda antes de saber da minha orientação (se bem que, no Secundário, tive a lata de lhes fazer frente, e depois de uma certa aula de Educação Física em que passei toda a aula a atirar-me descaradamente a um colega que mandava piadas, nunca mais disseram nada lol);
- Um episódio um bocado traumático numa festa de anos de um colega, em que, no passeio desde o sítio onde jantámos até ao cinema, outro colega achou piada usar o meu guarda-chuva para fazer de conta que me queria penetrar, e que acabou comigo a dar-lhe com o guarda-chuva, a desancar verbalmente o meu colega que fazia anos, a atravessar a cidade inteira à noite (no Inverno, e foi há tipo 12 ou 13 anos atrás) para ir para casa e a chorar durante mais de uma hora.

Oh well, histórias. Não espanta que eu não queira ter nada a ver nem com a cidade onde cresci, nem com os meus antigos colegas de universidade, nem com os meus pais, e que hoje esteja na outra ponta do país a viver sozinho, right? :P

Cumps.

Miguel
Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: MP em 21.jan.2012, 01:45:37
Ouvir o meu pai dizer que preferia que eu chegasse grávida a casa ou que fosse prostituta, do que fosse lésbica..
Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: JDelgado em 22.jan.2012, 16:08:20
Esta historia foi me contada por um amigo meu, que é no minimo ridcula

Houve uma vez que ele estava com o namorado num bar/cafe numa esplanada na rua que o bar/cafe , que fica em Vila Franca de Xira e que ate estavam um bocado abrasados, pois passa uma senhora de idade na rua e ve, e não é que apresenta duas quixas na policia, por ofensa a integridade moral e por estarem crianças ao pe.
Entretanto ele foi chamado para se apresentar a GNR, onde a única reacção dos guardas foi rirem-se da situação e disseram que aqulo não tem ponta por onde se pegue, logo não há razões para preocupações
Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: Boreas em 22.jan.2012, 16:36:00
Esta historia foi me contada por um amigo meu, que é no minimo ridcula

Houve uma vez que ele estava com o namorado num bar/cafe numa esplanada na rua que o bar/cafe , que fica em Vila Franca de Xira e que ate estavam um bocado abrasados, pois passa uma senhora de idade na rua e ve, e não é que apresenta duas quixas na policia, por ofensa a integridade moral e por estarem crianças ao pe.
Entretanto ele foi chamado para se apresentar a GNR, onde a única reacção dos guardas foi rirem-se da situação e disseram que aqulo não tem ponta por onde se pegue, logo não há razões para preocupações

Pelo lado positivo é bom ver uma boa reação e de normalidade por parte das forças de segurança  :)
Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: Aerys II em 22.jan.2012, 16:43:40
Esta historia foi me contada por um amigo meu, que é no minimo ridcula

Houve uma vez que ele estava com o namorado num bar/cafe numa esplanada na rua que o bar/cafe , que fica em Vila Franca de Xira e que ate estavam um bocado abrasados, pois passa uma senhora de idade na rua e ve, e não é que apresenta duas quixas na policia, por ofensa a integridade moral e por estarem crianças ao pe.
Entretanto ele foi chamado para se apresentar a GNR, onde a única reacção dos guardas foi rirem-se da situação e disseram que aqulo não tem ponta por onde se pegue, logo não há razões para preocupações

 lol
Admito que achei esta situação mais humorística do que triste, pela feliz atitude dos militares.
Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: Buwayh em 22.jan.2012, 16:48:39
Esta historia foi me contada por um amigo meu, que é no minimo ridcula

Houve uma vez que ele estava com o namorado num bar/cafe numa esplanada na rua que o bar/cafe , que fica em Vila Franca de Xira e que ate estavam um bocado abrasados, pois passa uma senhora de idade na rua e ve, e não é que apresenta duas quixas na policia, por ofensa a integridade moral e por estarem crianças ao pe.
Entretanto ele foi chamado para se apresentar a GNR, onde a única reacção dos guardas foi rirem-se da situação e disseram que aqulo não tem ponta por onde se pegue, logo não há razões para preocupações

 lol
Admito que achei esta situação mais humorística do que triste, pela feliz atitude dos militares.

No final, o "bem" venceu o "mal". ;D
Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: JDelgado em 22.jan.2012, 16:52:11
Eu também achei a situação um bocado cómica e até tive na duvida  se colocava aqui o ou no tópico das coisas engraçadas. e a acção dos militares foi bastante boa
Isto é para se ver até onde vaio ridículo das pessoas

Sinceramente as vezes faz-me um bocado confusão este tipo de mentalidades, é que simplesmente não faz sentido
Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: david2011 em 22.jan.2012, 23:02:29
De facto, a sociedade tem o triste hábito de se intrujar na vida alheia e tentar-se imiscuir nas mentes dos que não compreende e faz por não compreender. Sou bissexual, não assumido. Há uns tempos tive um descuido com um rapaz no que toca ao uso de protecção então falei com o meu pai e fui fazer exames e tudo (disse-lhe que tinha sido com uma rapariga) por sorte, estava e estou sem nenhuma DST, o meu pai ficou furioso, mas lá fez por entender. O mais cómico da situação foi ele ter dito, e peço desculpa dizer isto de uma maneira tão superficialmente mal educada, mas as palavras dele foram "deixa lá isso, era bem pior do que se fosses um desses panisgas que apanham no r***" eu fiquei com cara de parvo a pensar "LOL ai se tu soubesses o que eu sei .."
Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: Di HF em 23.jan.2012, 00:29:18
Uma bastante triste foi quando tinha a família da rapariga que gosto constantemente atrás de mim. Ameaçaram-me em todos os sentidos. Ameaçaram-me de violência física, de falarem e baterem à minha família, fazer porcaria ao meu carro. Queriam-me denunciar por amar uma rapariga de 14 anos, eu tinha 18.
Por palavras deles "Se um fosse um gajo ainda se perdoava, mas uma gaja..."
Fizeram-me várias coisas, mas felizmente nunca nada que me afetasse fisicamente. Se me levassem mesmo à policia o máximo que poderiam fazer era... nada? Nunca tive nada com ela.
Enfim, bons meses que sofri por causa disso. Até com a família duma amiga minha falaram para me ameaçarem ainda mais. Cobardes!
Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: MP em 23.jan.2012, 22:49:24
Acho que foi a reação do meu pai... e a reação que ainda continua a ter.
Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: Sandra M. Lopes em 23.jan.2012, 23:07:53
Eu tenho uma teoria de que a homofobia é mais forte nas pessoas que têm justamente dúvidas sobre a sua orientação sexual, e que por isso têm reacções mais "violentas" do que a maioria, temendo ser "classificadas" da mesma forma.

Só comecei a pensar nisto ao ver na 'net montes de "machões" que se assumem heterossexuais mas que depois não têm problema nenhum em terem relações com outros homens... desde que sejam eles os activos. Há uma velha teoria, dos tempos da ditadura, que o verdadeiro "macho" pode ter relações com mulheres ou homens, desde que seja ele o activo. É estranho (pelo menos para mim é estranho!) mas é verdade. Essa mentalidade não se perdeu completamente, mas agora é "disfarçada" por causa do eventual receio de uma classificação de pelo menos bissexual...

Enfim, eu sou crossdresser MtF (e só gosto de mulheres!) e não tenho nenhuma "situação triste" para contar — só a minha mulher é que sabe que sou crossdresser, e ela aceita que assim seja, desde que não saia de casa. O resto dos meus familiares e amigos provavelmente suicidar-se-ia (ou tentar-me-iam assassinar) se soubessem, por isso mantenho o segredo.
Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: piri em 24.jan.2012, 12:23:39
A situação que descrevem, Di HF e Miss Pum, é a reacção actual dos meus pais a minha namorada, eles fazem de tudo para ela se sentir mal em minha casa e eu não sou assumida  :-X
Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: Lambuças em 29.jan.2012, 11:05:29
Não tive situações tristes.......sou forte demais para isso.
Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: Frozzen em 29.jan.2012, 13:45:08
Acho que foi a reação do meu pai... e a reação que ainda continua a ter.


Mas ele já sabe de ti e continua a fazer isso?:S...
Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: XpAraujo em 02.fev.2012, 14:58:39
Felizmente, nunca sofri preconceito ou alguma coisa do tipo.
Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: Xaman em 03.fev.2012, 12:35:55
Como todos sabem, se não sabem passam a saber, eu sou um "bear" sou gordo e peludo, ou seja, totalmente o oposto do estereotipo que a sociedade criou da comunidade LGBT.

A situação mais triste, que até foi mais do que uma, deveu-se quando eu estava num relacionamento com um rapaz, super interessante, pelo menos ao nivel fisico, moreno, olhos meio acastanhados/esverdeados, corpo sem pelo, definido, ou seja, o estereotipo de um LGBT perante a sociedade actual.

Tinhamos fotos  no facebook, e por diversas vezes houve gente pertencente à comunidade (preconceito existente dentro da propria comunidade  :'() que me perguntou se eu tinha muito dinheiro, ou seja, se era rico...
Spoiler (clica para mostrar/esconder)
, quando respondi que não, houve pessoas que me disseram: Quanto pagaste a ele, para ele estar contigo?
Já quando saia com ele, por exemplo no Trumps, reparava nos olhares das pessoas perante ele de "desejo" e depois quando me viam com ele, os olhares mudavam para "nojo"(?)...

Já fui vitima de preconceito por pessoas Heterosexuais, com ameaças físicas e verbais, mas nenhuma me tocou tanto como este tipo de situação que relatei.
Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: thinker989 em 04.fev.2012, 16:53:03
Como todos sabem, se não sabem passam a saber, eu sou um "bear" sou gordo e peludo, ou seja, totalmente o oposto do estereotipo que a sociedade criou da comunidade LGBT.

A situação mais triste, que até foi mais do que uma, deveu-se quando eu estava num relacionamento com um rapaz, super interessante, pelo menos ao nivel fisico, moreno, olhos meio acastanhados/esverdeados, corpo sem pelo, definido, ou seja, o estereotipo de um LGBT perante a sociedade actual.

Tinhamos fotos  no facebook, e por diversas vezes houve gente pertencente à comunidade (preconceito existente dentro da propria comunidade  :'() que me perguntou se eu tinha muito dinheiro, ou seja, se era rico...
Spoiler (clica para mostrar/esconder)
, quando respondi que não, houve pessoas que me disseram: Quanto pagaste a ele, para ele estar contigo?
Já quando saia com ele, por exemplo no Trumps, reparava nos olhares das pessoas perante ele de "desejo" e depois quando me viam com ele, os olhares mudavam para "nojo"(?)...

Já fui vitima de preconceito por pessoas Heterosexuais, com ameaças físicas e verbais, mas nenhuma me tocou tanto como este tipo de situação que relatei.
Há gente mesmo estúpida, é só inveja não ligues.  >:(
Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: Xaman em 05.fev.2012, 16:38:34
Como todos sabem, se não sabem passam a saber, eu sou um "bear" sou gordo e peludo, ou seja, totalmente o oposto do estereotipo que a sociedade criou da comunidade LGBT.

A situação mais triste, que até foi mais do que uma, deveu-se quando eu estava num relacionamento com um rapaz, super interessante, pelo menos ao nivel fisico, moreno, olhos meio acastanhados/esverdeados, corpo sem pelo, definido, ou seja, o estereotipo de um LGBT perante a sociedade actual.

Tinhamos fotos  no facebook, e por diversas vezes houve gente pertencente à comunidade (preconceito existente dentro da propria comunidade  :'() que me perguntou se eu tinha muito dinheiro, ou seja, se era rico...
Spoiler (clica para mostrar/esconder)
, quando respondi que não, houve pessoas que me disseram: Quanto pagaste a ele, para ele estar contigo?
Já quando saia com ele, por exemplo no Trumps, reparava nos olhares das pessoas perante ele de "desejo" e depois quando me viam com ele, os olhares mudavam para "nojo"(?)...

Já fui vitima de preconceito por pessoas Heterosexuais, com ameaças físicas e verbais, mas nenhuma me tocou tanto como este tipo de situação que relatei.
Há gente mesmo estúpida, é só inveja não ligues.  >:(

Eu não ligo, sei mesmo que é inveja, e pessoas que se acham muito importantes e com a mania que são bons, mas não passam de uns tristes.
Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: Domino em 05.fev.2012, 16:56:56
Infelizmente existe muita gente que precisa de se ver ao espelho antes de falar dos outros >:( o importante é não lhes dar conversa e manter-mo-nos fortes ;)
Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: 1213451 em 05.fev.2012, 17:35:48
Infelizmente existe muita gente que precisa de se ver ao espelho antes de falar dos outros >:( o importante é não lhes dar conversa e manter-mo-nos fortes ;)


Concordo domino :) existe pessoas que nem vale a pena perder algum tempo com elas. Seria um total disperdicio
Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: Domino em 05.fev.2012, 18:15:41
Infelizmente existe muita gente que precisa de se ver ao espelho antes de falar dos outros >:( o importante é não lhes dar conversa e manter-mo-nos fortes ;)


Concordo domino :) existe pessoas que nem vale a pena perder algum tempo com elas. Seria um total disperdicio

felizmente nunca estive numa situação dessas por ser LGBTS mas sim por outras razões e essas pessoas so querem atenção e não sabem como a conseguir de outra forma. seria de esperar que se deixassem dessas coisas quando tem certas idades mas não... -.-'
Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: 1213451 em 05.fev.2012, 18:27:22
Infelizmente existe muita gente que precisa de se ver ao espelho antes de falar dos outros >:( o importante é não lhes dar conversa e manter-mo-nos fortes ;)


Concordo domino :) existe pessoas que nem vale a pena perder algum tempo com elas. Seria um total disperdicio

felizmente nunca estive numa situação dessas por ser LGBTS mas sim por outras razões e essas pessoas so querem atenção e não sabem como a conseguir de outra forma. seria de esperar que se deixassem dessas coisas quando tem certas idades mas não... -.-'

Infelizmente, idade não é sinonimo de adulto. São as aprendizagens ao longo de uma vida, que nos dão mais ou menos capacidade para deixermos de ser hipócritas, mal formados ou mesmo inocentes (falando em relação a este caso).

Quero acreditar que apesar de muita maldade neste mundo, existe muita mais bondade :) e mais... Já li, aqui neste forum, que quem realmente é nosso amigo, não nos julga e quando o faz é de uma maneira construtiva.

Todos nós temos telhados de vidro, pena, pensarmos que só os outros o têm ;)

Devemos, lutar, pela nossa felicidade e sim domino é duro, mas a verdade? É que o ser humano é um animal que tem uma inteligencia limitada (sem querer ofender a minha própria espécie)
Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: aliceinpsycholand em 06.fev.2012, 06:54:30
a pior situação foi quando saí do armário, meu pai pensava eu.. que nunca ia aceitar e a minha mae seria a única pessoa que podia contar, mas foi o oposto. A minha mae ficou calada e no dia seguinte deu-me a sua bíblia que tanto estimava e disse: - lê isto e depois vê-se... e passou 1 ano e meio e nunca mais falamos.
Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: 1213451 em 06.fev.2012, 07:05:42
a pior situação foi quando saí do armário, meu pai pensava eu.. que nunca ia aceitar e a minha mae seria a única pessoa que podia contar, mas foi o oposto. A minha mae ficou calada e no dia seguinte deu-me a sua bíblia que tanto estimava e disse: - lê isto e depois vê-se... e passou 1 ano e meio e nunca mais falamos.

São situações destas que nos deixam a pensar :-\ mas que existem e é uma realidade bastante dura. Infelizmente ainda há pais que têm pouco abertura para uma situação destas.

Mas não desanimes :P dá tempo ao tempo  :-*
Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: Domino em 06.fev.2012, 15:36:09
a pior situação foi quando saí do armário, meu pai pensava eu.. que nunca ia aceitar e a minha mae seria a única pessoa que podia contar, mas foi o oposto. A minha mae ficou calada e no dia seguinte deu-me a sua bíblia que tanto estimava e disse: - lê isto e depois vê-se... e passou 1 ano e meio e nunca mais falamos.

tive amigas com o mesmo problema... ate ao psicologo chegaram a ir (a mando dos pais). mas é como diz 1213451, não desanimes ;) o importante e seres como és e vais ver que tens mais gente a apoiar-te que o contrario ;D
Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: Buwayh em 06.fev.2012, 15:47:24
a pior situação foi quando saí do armário, meu pai pensava eu.. que nunca ia aceitar e a minha mae seria a única pessoa que podia contar, mas foi o oposto. A minha mae ficou calada e no dia seguinte deu-me a sua bíblia que tanto estimava e disse: - lê isto e depois vê-se... e passou 1 ano e meio e nunca mais falamos.

Diz à tua mãe que o conteúdo da Bíblia foi manipulado e que a homossexualidade não é condenada nas escrituras originais. :P
Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: alexa87 em 06.fev.2012, 19:18:19
Infelizmente existe muita gente que precisa de se ver ao espelho antes de falar dos outros >:( o importante é não lhes dar conversa e manter-mo-nos fortes ;)


Concordo domino :) existe pessoas que nem vale a pena perder algum tempo com elas. Seria um total disperdicio

felizmente nunca estive numa situação dessas por ser LGBTS mas sim por outras razões e essas pessoas so querem atenção e não sabem como a conseguir de outra forma. seria de esperar que se deixassem dessas coisas quando tem certas idades mas não... -.-'

Infelizmente, idade não é sinonimo de adulto. São as aprendizagens ao longo de uma vida, que nos dão mais ou menos capacidade para deixermos de ser hipócritas, mal formados ou mesmo inocentes (falando em relação a este caso).

Quero acreditar que apesar de muita maldade neste mundo, existe muita mais bondade :) e mais... Já li, aqui neste forum, que quem realmente é nosso amigo, não nos julga e quando o faz é de uma maneira construtiva.

Todos nós temos telhados de vidro, pena, pensarmos que só os outros o têm ;)

Devemos, lutar, pela nossa felicidade e sim domino é duro, mas a verdade? É que o ser humano é um animal que tem uma inteligencia limitada (sem querer ofender a minha própria espécie)

Ser humano e ser feliz é a maior verdade de todas independentemente do que possam dizer de nós ou para nós. Aqui o estereótipo ultrapassa a orientação sexual e passa a ser do bonito e feio. Esquece-se a pessoa para se pôr o físico acima de tudo. Há pessoas que têm essa prioridade. Mas não nos podemos esquecer que a verdadeira beleza não se vê, está debaixo da pele, no coração de cada um.

Força
Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: Domino em 06.fev.2012, 19:51:37
a pior situação foi quando saí do armário, meu pai pensava eu.. que nunca ia aceitar e a minha mae seria a única pessoa que podia contar, mas foi o oposto. A minha mae ficou calada e no dia seguinte deu-me a sua bíblia que tanto estimava e disse: - lê isto e depois vê-se... e passou 1 ano e meio e nunca mais falamos.

Diz à tua mãe que o conteúdo da Bíblia foi manipulado e que a homossexualidade não é condenada nas escrituras originais. :P

agreed ;) para não dizer que (tal como todos os textos) esta aberto a varias interpretações :)
Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: iNuno em 10.fev.2012, 23:52:26
Ser acordado as 7 da manha com a minha mãe a gritar "O que é isto??". Estava com  o meu telemovel na mão e viu uma mensagem do meu ex. Chamou-me todos os nomes e mais algum e pôs-me fora de casa. Acabei por voltar mas nem ela me aceita, nem eu consigo esquecer.
Título: Re: A situação mais triste que já tive por ser LGBTS
Enviado por: kustom em 15.fev.2012, 03:22:33
Todo o tempo de escola desde o 5º até ao 9º ano.