Outras Conversas > Atualidades, Política e Sociedade

Capitalismo

<< < (22/23) > >>

strings:
O capitalismo não está programado para ter crises. O que está programado para ter crises é o sistema de moeda fiduciária.

Diotima:
Bem, em primeiro o capitalismo não está programado... E depois acho que se confia demasiado na lei da oferta e da procura. Por exemplo, o mercado de emprego também é "regulado" pela lei da oferta e da procura. Só que quando a oferta de emprego é pouca tens pessoas que passam mal. Não são produtos, não são números, são pessoas. É o que Marx chamou de exército de desempregados. Por outro lado tens o mercado da energia. Nos anos 70 houve uma crise petrolífera e o gasoleo/gasolina tiveram de ser racionados. Actualmente tens preços altíssimos dos combustíveis. Ora, a economia assenta nos combustíveis! Transporte de produtos, agricultura, pescas, todos sofrem! Tens ainda as grandes empresas como a sonae ou o pingo doce que têm preços baixos as custas dos produtores! Marx também previa que as pequenas empresas iam ser "engolidas" pelas grandes e que os pequenos empresários iam mais tarde ou mais cedo trabalhar por conta doutrém. Mas não há emprego! Não te parece que todas estas questões são falhas do capitalismo que conduzem a crises neste sistema?

strings:

--- Citação de: Diotima em 29 de Março de 2013 ---Bem, em primeiro o capitalismo não está programado... E depois acho que se confia demasiado na lei da oferta e da procura. Por exemplo, o mercado de emprego também é "regulado" pela lei da oferta e da procura. Só que quando a oferta de emprego é pouca tens pessoas que passam mal. Não são produtos, não são números, são pessoas. É o que Marx chamou de exército de desempregados. Por outro lado tens o mercado da energia. Nos anos 70 houve uma crise petrolífera e o gasoleo/gasolina tiveram de ser racionados. Actualmente tens preços altíssimos dos combustíveis. Ora, a economia assenta nos combustíveis! Transporte de produtos, agricultura, pescas, todos sofrem! Tens ainda as grandes empresas como a sonae ou o pingo doce que têm preços baixos as custas dos produtores! Marx também previa que as pequenas empresas iam ser "engolidas" pelas grandes e que os pequenos empresários iam mais tarde ou mais cedo trabalhar por conta doutrém. Mas não há emprego! Não te parece que todas estas questões são falhas do capitalismo que conduzem a crises neste sistema?

--- Fim de Citação ---

São falhas do sistema económico que nós temos, e que foi o Marx que baptizou de capitalismo. Não são falhas inerentes do sistema de livre mercado, que não tem nada a ver com a captura de regulação ou os bancos centrais.

Diotima:
Podes-me explicar a diferença? Isto é, queres dizer que se o mercado fosse inteiramente livre e não houvesse qualquer tipo de regulamentação essas falhas não existiriam?

strings:

--- Citação de: Diotima em 30 de Março de 2013 ---Podes-me explicar a diferença? Isto é, queres dizer que se o mercado fosse inteiramente livre e não houvesse qualquer tipo de regulamentação essas falhas não existiriam?

--- Fim de Citação ---

Demoraria algum tempo a explicar em pormenor, mas basicamente o ciclo de 'ups and downs' do nosso sistema económico depende de um sistema monetário, inerentemente fraudulento, cuja coordenação entre poupanças e investimentos é arbitrária, por ser definida por bancos centrais cujos cálculos e estimativas se pretendem basear em informação tácita, descentralizada e em perpétua mudança. Estas políticas levam, durante os tempos de bonança económica, ao investimento excessivo nos sectores da economia mais dependentes do valor das taxas de juro, por funcionarem a longo prazo (tal como a construção civil), iludido por uma taxa de juro que não reflecte o real valor das poupanças disponíveis para esse investimento. Após rebentar a bolha é necessário um doloroso processo de reestruturação da  economia, que passa pelo desemprego, à medida que os sectores inflaccionados são forçosamente delapidados. Isto, claro, quando se deixa que o processo de correção ocorra, daí todos conhecerem a depressão que se seguiu ao crash de 1929, mas não a que se seguiu ao crash de 1921.

Navegação

[0] Índice de mensagens

[#] Página seguinte

[*] Página anterior

Ir para versão completa