rede ex aequo

Olá Visitante13.ago.2022, 01:32:08

Autor Tópico: Cuidar de mãe ou pai ou namorado/a doente e deixar tudo?  (Lida 7446 vezes)

 
Cuidar de mãe ou pai ou namorado/a doente e deixar tudo?
#0

Offline Elizabeth Siddal

  • ***
  • Membro Total
  • Género: Feminino
Olá,

A questão que coloco não é agradável mas dá que pensar. Ocorreu-me quando tive conhecimento de um rapaz de 19 anos que deixou a Faculdade para tomar conta da mãe que tem um cancro e que, provavelmente, vai morrer. Ela está separada do marido e tem uma outra filha que continua a trabalhar e por isso só o filho é que está a tomar conta da mãe. A minha questão é: imaginam-se a deixar tudo para tomar conta do vosso pai ou da vossa mãe ou do vosso/a namorado/a se um deles adoecer? O que acham que é preciso ter para suportar essa situação? Espírito de sacrifício? Sentido de obrigação? Acham que nem todas as pessoas são capazes de fazer isso? Muito menos quando são ainda tão novas e estão a viver os seus melhores anos? Acham que seriam capazes?

Enfim, comentem...
« Última modificação: 6 de Março de 2012 por Elizabeth Siddal »

    Cuidar de mãe ou pai ou namorado/a doente e deixar tudo?
    #1

    Offline Boreas

    • *****
    • Moderação Sénior
    • Membro Vintage
    • Género: Masculino
    • "Tu és rato!"
    Tendo em conta que me vi posto nessa situação ao longo dos últimos dois anos, infelizmente sem o melhor dos desfechos, pode dizer que me imagino e fui capaz.

    Em relação ao resto das perguntas...podia fazer um discurso muito motivador e altruísta, mas sinceramente sou da opinião que só quando nos vemos envolvidos na situação é que sabemos como reagimos e o que é que nos motiva.
    No meu caso foi tentar mostrar, pela última vez, que era possível ver o lado positivo das coisas e ser feliz... e, mais uma vez falhei.
      Just live!!! WILL POWER HOPE COMPASSION LOVE

      Cuidar de mãe ou pai ou namorado/a doente e deixar tudo?
      #2

      Offline bantray

      • *
      • Novo Membro
      • Género: Masculino
      • Performing Artist
      Olá Elizabeth Siddal,

      Sabes ainda este fim-de-semana pensei sobre isto. E tal como o Boreas disse não vou colocar-me com um discurso motivador ou altruísta... mas enfim, eu penso que não conseguiria. Não sei... mas talvez eu optasse por ter alguém de confiança em casa ajuda-los e ia mantendo a minha vida, mas com uma atenção redobrada. Estaria muito atento... mas bem, só quando estamos nessas situações é que sabemos... mas já agora para quem estiver a ler e estiver nesta situação: FORÇA! :)

      Beijos a tod@s.
        bantray

        Cuidar de mãe ou pai ou namorado/a doente e deixar tudo?
        #3

        Everlasting

        • Visitante
        Eu fazia-o, claro, sem pensar duas vezes porque coloco a família à frente de tudo. Mas não sei se o faria a tempo inteiro somente porque ninguém vive do ar. Se tivesse de trabalhar, trabalhava e tentava conciliar ao máximo. Mas nunca abandonaria alguém da minha família, nunca.

          Cuidar de mãe ou pai ou namorado/a doente e deixar tudo?
          #4

          Offline Elizabeth Siddal

          • ***
          • Membro Total
          • Género: Feminino
          Tendo em conta que me vi posto nessa situação ao longo dos últimos dois anos, infelizmente sem o melhor dos desfechos, pode dizer que me imagino e fui capaz.

          Em relação ao resto das perguntas...podia fazer um discurso muito motivador e altruísta, mas sinceramente sou da opinião que só quando nos vemos envolvidos na situação é que sabemos como reagimos e o que é que nos motiva.
          No meu caso foi tentar mostrar, pela última vez, que era possível ver o lado positivo das coisas e ser feliz... e, mais uma vez falhei.

          Olá Boreas,

          Eu penso que é muito importante dar conforto a uma pessoa que amamos e que está doente, lembra-te que há milhares de pessoas que estão doentes e estão sós, sem esse calor humano, sem amor, sem alguém (próximo) que cuide delas. Talvez não tenha sido possível ser feliz apesar da doença, mas lembra-te que estiveste presente e que deste conforto e calor humano e que foste corajoso por teres estado presente.

          Everlasting,

          Se uma pessoa se quer dedicar exclusivamente a cuidar de um familiar (pai/mãe/esposo/esposa/filho/filha) pode pedir baixa por apoio a 3ª pessoa (não sei se é assim que se chama). ;)

            Cuidar de mãe ou pai ou namorado/a doente e deixar tudo?
            #5

            Everlasting

            • Visitante
            Everlasting,

            Se uma pessoa se quer dedicar exclusivamente a cuidar de um familiar (pai/mãe/esposo/esposa/filho/filha) pode pedir baixa por apoio a 3ª pessoa (não sei se é assim que se chama). ;)

            Verdade, mas agora pensa numa pessoa que estuda e trabalha em regime de part-time para ajudar ao máximo nas despesas pessoais? Seria possível dedicar-se totalmente aos cuidados de um familiar, sem emprego a termo certo?

            Lá está, repito que nunca deixaria um familiar de parte, mas há situações que se devem de ter em conta aquando da tomada de decisões.

              Cuidar de mãe ou pai ou namorado/a doente e deixar tudo?
              #6

              Offline loc@

              • *****
              • Membro Ultra
              • Género: Feminino
              • hakuna matata
              eu nessas coisas lamento mas sou muito preto no branco...seja familiar/amigo/namorado(a) eu largava mesmo tudo e durante o período necessário vivia em função da pessoa..sim é preciso algum espírito de sacrifício mas quando se gosta e se quer bem a alguém nem se pensa duas vezes em estar ao lado dela..
                "i like women and i love getting high"

                Cuidar de mãe ou pai ou namorado/a doente e deixar tudo?
                #7

                Offline Spektrum

                • *****
                • Membro Vintage
                • Género: Feminino
                • [P]oiesis.
                Sim, já o fiz, faço e fá-lo-ei outra vez, se necessário. Se morrer nos meus braços, saberei que estive com el@ até ao fim...
                  “Always be a poet, even in prose.”
                  ― Charles Baudelaire

                  Cuidar de mãe ou pai ou namorado/a doente e deixar tudo?
                  #8

                  ~NoMore !

                  • Visitante
                  Sim, já o fiz, faço e fá-lo-ei outra vez, se necessário. Se morrer nos meus braços, saberei que estive com el@ até ao fim...

                  Totalmente de acordo.
                  Eu ate por o meu cao o fiz. Deixei de assistir às aulas para medica-lo e poder estar 24h com ele caso ele tivesse algum ataque de coração, eu estar em casa...
                  Ele faleceu, faleceu nos meus braços... !
                  Se fiz pelo meu amigo de 4 patas, certamente faria isso pelos meus pais/irmao/namorad@...

                  Não acho que seja uma obrigação, alias, nao se trata de obrigação, mas sim proporcionar ajuda quando mais precisam de nos. Se nao formos nos a tratar dos nossos, quem tratará?!

                     

                    Tópicos relacionados

                      Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
                    9 Respostas
                    15345 Visualizações
                    Última mensagem 11 de Outubro de 2008
                    por Rovisco
                    82 Respostas
                    40191 Visualizações
                    Última mensagem 24 de Agosto de 2013
                    por Cardo
                    34 Respostas
                    10066 Visualizações
                    Última mensagem 5 de Março de 2008
                    por Livre-Mente
                    2 Respostas
                    2780 Visualizações
                    Última mensagem 20 de Abril de 2009
                    por Yawp
                    4 Respostas
                    2047 Visualizações
                    Última mensagem 23 de Agosto de 2016
                    por origo