Assuntos Gerais > Geral

Contos gay

<< < (11/11)

hal:

--- Citação de: unaghi em 21 de Junho de 2008 ---Mas gostaste do conto ? Eu n tou mt  habituada a escrever histórias destas, estou habituada é fazer contos para trabalhos e coisas assim, e nesses recebo mts elogios dos profs e colegas, deste género é k é a 1ª vez ... :-\ :D

--- Fim de Citação ---


para começar pareceu-me bem  ;)

unaghi:


para começar pareceu-me bem  ;)
[/quote]

Obrigada  ;D

extremelyalive:
GABRIEL E O ANJO (excerto do meu livro)

O Anjo olhou Gabriel com um olhar de outro mundo, um olhar momentâneo, de um momento infinito, petrificado, inacabável. Gabriel sentiu-se tentado, desejado pelos confins de um coração que não era o seu e amou-o pela boca. Saiu-lhe um beijo pelos lábios que desejou nunca ter demorado. O Anjo e Gabriel eram um e um só, as suas bocas uniam-nos e os seus olhos abraçavam-se com uma força dourada. Gabriel sentiu um choque na garganta e, involuntariamente, lançou uma lágrima à terra, puxou-se para trás, revirou os olhos, sentia uma dor que nunca antes tinha sentido, congelou-lhe o cérebro, queimou-lhe as mãos, matou-lhe a voz. O Anjo abraçou-o, Gabriel morria de amor. A dor acalmou-se e Gabriel recuperou a visão. Deixava cair lágrimas que não eram suas. É isto que se sente quando a perfeição nos invade, perguntou Gabriel, beijando levemente a alma do Anjo.

Navegação

[0] Índice de mensagens

[*] Página anterior

Ir para versão completa