rede ex aequo

Olá Visitante29.mai.2022, 03:02:31

Sondagem

Deverá a transexualidade ser considerada uma doença?

Sim
16 (10.3%)
Talvez
14 (9%)
Não
105 (67.7%)
Não sei
20 (12.9%)

Votos totais: 116

Autor Tópico: Deverá a transexualidade ser considerada uma doença?  (Lida 43708 vezes)

 
Deverá a transexualidade ser considerada uma doença?
#0

Offline centro_da_gravidad

  • *****
  • Membro Ultra
  • Banido
  • Género: Masculino
  • Maçã Gravitacional!
    • Alforreca Empalhada
Após tantos topicos explorados sobre a transexualidade decidi expor uma duvida!

Todos concordam que a transexualidade é uma disforia de genero, no entanto dever-se-ia considerá-la como uma doença? Quando me refiro a doença não quero que se use o termo como algo horrivel e hediondo mas sim como algo que está errado e deve ser corrigido!

Espero pelas opiniões dos outros users antes de exprimir a minha, de forma ao debate manter-se calmo, pelo menos inicialmente! :)
    Ninguém consegue escapar ao efeito da gravidade!
    Se a gravidade fosse um estado de alma eu era uma maçã!
    Novo centro gravitacional - O meu umbigo!

    Deverá a transexualidade ser considerada uma doença?
    #1

    Offline corema

    • *****
    • Membro Elite
    • Género: Feminino
    Como algo que está errado e deve ser corrigido queres dizer o quê? O corpo é errado e deve ser modificado?

      Deverá a transexualidade ser considerada uma doença?
      #2

      Offline centro_da_gravidad

      • *****
      • Membro Ultra
      • Banido
      • Género: Masculino
      • Maçã Gravitacional!
        • Alforreca Empalhada
      Como algo que está errado e deve ser corrigido queres dizer o quê? O corpo é errado e deve ser modificado?

      Sim! Enquanto que na homossexualidade não existe uma necessidade de readaptação corporal, visto que a única coisa fora da norma são os sentimentos, que não são um factor condicionante a nivel fisico, na transexualidade existe uma necessidade de fazer uma readaptação corporal, ou seja a transexualidade não é algo com que se possa viver em plenitude sem que haja uma reconstrução!

        Ninguém consegue escapar ao efeito da gravidade!
        Se a gravidade fosse um estado de alma eu era uma maçã!
        Novo centro gravitacional - O meu umbigo!

        Deverá a transexualidade ser considerada uma doença?
        #3

        Offline Girl Blue

        • *****
        • Membro Ultra
        • Género: Feminino
        • My name is Blue... Girl Blue!
        Estava aqui a tentar lembrar-me de um comentário que ouvi num documentário há uns tempos sobre o assunto... mas era algo do género de "nascer no corpo errado". Doença? Não sei... talvez... mas acho que é capaz de haver outra definição melhor...

        Aparte: este tópico fez-me lembrar uma pergunta (estupida) que tinha a mania de fazer a mim mesma há uns tempos atrás: será que existe alguém que pretenda mudar de sexo para amar alguém do mesmo sexo?
          "Não é contra os filhos que os pais se viram, é contra a sociedade. Só temos medo que sofram discriminação. Eu só quero que sejas feliz."
          A minha mãe

          Deverá a transexualidade ser considerada uma doença?
          #4

          Offline Topolino

          • *****
          • Membro Elite
          • Género: Masculino
          • Knowledge is the antidote to fear. Ralph Emerson
            • rede ex aequo
          Transtorno da Identidade de Género ou Disforia de Género: trata-se de uma incompatibilidade entre o sexo anatómico e a identidade de género (DSM IV - Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders IV);
          Desejo declarado de ser, desejo de viver ou ser tratado como alguém do sexo oposto, ou a convicção de ter os sentimentos e reacções típicos do sexo oposto e de reconhecimento precoce. Causa sofrimento clinicamente significativo ou prejuízo no funcionamento social/ocupacional/outras áreas importantes da sua vida, que pode levar a auto-mutilação e suicídio; Frequência de masturbações é baixa (ou assumem posturas do sexo oposto) e baixo nº de relacionamentos heterossexuais; Impulso sexual baixo; Tentativas sem sucesso de mudar os seus desejos e sentimentos de culpa.

          O uso de um diagnóstico formal é sempre importante para se fornecer ajuda, promover a cobertura de planos de saúde e pesquisas para oferecer tratamentos cirúrgicos mais efectivos. Meyer (citado por Athayde in ATHAYDE, Amanda V. Luna de. Transexualismo Masculino. «Arq Bras Endocrinol Metab» ISSN 0004-2730 . 45:4 (2001) pp. 407-414)

          Uma vez que entre a saúde mental dos transexuais existe várias variações (devido a própria confusão que surge, assim como ao preconceito que existe e falta de informação), desde psicoses à total normalidade psíquica, é importante a transexualidade estar nas recomendações da DSM IV, para um diagnóstico correcto.


            Combater a desinformação é conquistar a liberdade.

            Deverá a transexualidade ser considerada uma doença?
            #5

            Offline centro_da_gravidad

            • *****
            • Membro Ultra
            • Banido
            • Género: Masculino
            • Maçã Gravitacional!
              • Alforreca Empalhada

            O corpo aparece em duas dimensões - uma em que proporciona o reconhecimento imediato por parte dos outros como membros do sexo associado ao papel de género em que vivemos (ou queremos viver), e outra para nós próprios - se nos sentimos bem nele, ou não. As duas dimensões andam juntas em muitos casos de transsexualidade, mas nem sempre.


            Tens toda a razão no que dizes, mas quando eu me referia a uma readaptação corporal talvez não me tenha exprimido da melhor forma, visto que não queria apenas focar as pessoas que fazem terapia hormonal ou cirurgias, mas tambem as pessoas que decidem personificar um género que não o seu género biológico!
            Ao nascermos com determinado género biológico é esse género que nos torna identificaveis aos olhos da sociedade, no entanto se o nosso género psicologico não está em sintonia com o nosso género biologico será necessario fazer em certo ponto, de forma a uma melhor vivência, algum tipo de reconstrução pessoal, seja por cirurgias ou apenas personificando o género oposto através dos elementos que caracterizam cada um dos géneros!
            A meu ver, creio que esta necessidade resulta de uma doença, visto que não seria suposto haver um antagonismo entre o genero biologico e o psicologico, mas sim uma sintonia, por isso deveriam ser feitas pesquisas de forma a impedir que mais pessoas sofressem deste problema, que é sem duvida nenhuma causador de grande sofrimento a nivel pessoal e a todos os outros niveis!
              Ninguém consegue escapar ao efeito da gravidade!
              Se a gravidade fosse um estado de alma eu era uma maçã!
              Novo centro gravitacional - O meu umbigo!

              Deverá a transexualidade ser considerada uma doença?
              #6

              Offline centro_da_gravidad

              • *****
              • Membro Ultra
              • Banido
              • Género: Masculino
              • Maçã Gravitacional!
                • Alforreca Empalhada

              Dizer que uma pessoa transsexual é doente (caso em que o lógico eram "curarem-nos" desse "desejo" doentio)... não é culpar a vítima em vez dos agressores?

              Aqui está onde eu não queria chegar, dizer-se que uma pessoa transexual é doente não tem como objectivo curar a vontade dessa pessoa de mudar de género, porque na realidade a forma de curar a doença é mesmo com a mudança de genero. Dizer-se que uma pessoa transexual é doente é assumir que existe algum passo na evolução gestacional do inidividuo que esta incorrecto e leva à existencia de um antagonismo entre generos psicologicos e fisicos!
                Ninguém consegue escapar ao efeito da gravidade!
                Se a gravidade fosse um estado de alma eu era uma maçã!
                Novo centro gravitacional - O meu umbigo!

                Deverá a transexualidade ser considerada uma doença?
                #7

                Offline centro_da_gravidad

                • *****
                • Membro Ultra
                • Banido
                • Género: Masculino
                • Maçã Gravitacional!
                  • Alforreca Empalhada
                Uau...

                E não se pode dizer o mesmo acerca da homossexualidade? Não deveriam a tua identidade e expressão de género (da qual a orientação sexual faz parte) estar "alinhadas" com o teu sexo biológico? A heterossexualidade não é maioritária, e não foste tu condicionado para seres  heterossexual (há alguém que tenha sido educado para a homossexualidade)? Não terás tido algum passo "anormal" na tua evolução "gestacional" ou social para te tornares algo fora da norma - homossexual? Do ponto de vista da psicologia evolutiva, faz a homossexualidade sentido, quando não conduz à reprodução, que é o objectivo natural do sexo? Não fizeste algum tipo de reconstrução pessoal para passares a sentir a tua homossexualidade como legítima, e não uma doença ou algo de errado?
                Não sofreste, e não irás sofrer, por viveres numa sociedade homofóbica?

                Não, creio que não se pode dizer. porque uma pessoa homossexual simplesmente tem de se comportar como homossexual [a niveis emocionais e afectivos claro, nao digo que exista um padrao de comportamento homossexual] enquanto que uma pessoa transexual nasce de uma forma para se comportar de outra [aqui falando em relação de identidade de género!].
                Se eliminarmos todo o preconceito do mundo uma pessoa homossexual não vai desejar tornar-se heterossexual, mas uma pessoa trans, mesmo sem o preconceito, vai desejar que hajam mudanças! Porque não evitar todo o choque envolvido em constatarmos que temos dois generos que não estao em harmonia? Não considero que isto seja uma demonstração de transfobia ou qualquer evidencia de um desejo da evolução da ciencia para transformar as pessoas em individuos normalizados!

                Em relação às lobotomias, ja disse que considero que ser trans seja uma doença que numa fase out utero deva ser tratada atraves de possibilitar ao individuo ser do genero com que se identifica psicologicamente, em relação ao resto se tivesse a solução certamente que estaria a trabalhar nela! :)
                  Ninguém consegue escapar ao efeito da gravidade!
                  Se a gravidade fosse um estado de alma eu era uma maçã!
                  Novo centro gravitacional - O meu umbigo!

                  Deverá a transexualidade ser considerada uma doença?
                  #8

                  Offline bluejazz

                  • *****
                  • Associad@ Honorári@
                  • Membro Vintage
                  • Género: Feminino
                    • Homofobia
                  Acho que há aqui duas linhas de pensamento diferente e por isso é que não se ajustam. Por um lado uma que fala da avaliação pela norma maioritária (como é que a maioria das pessoas são e como se espera, por isso, que todas sejam) e outra que fala de qual é o critério para se considerar uma doença ou não (com base que há pessoas que passam mal, por não se sentirem bem no corpo com que nasceram). Uma, parece-me, fala da categoria da normalização como se doença implique uma "anormalidade" ("não é suposto ser-se assim para ser funcional") e outra na perspectiva se há necessidade de intervenção por algo intrínseco, se há sintomas de mal-estar, se há necessidade de intervenção a algum nível da área da saúde, devido a essa rejeição do corpo que se tem, rejeição essa que se julga ser inata. E com este resumo não estou a apresentar a minha opinião pessoal, mas aquilo que me parece tem sido argumentado nos últimos posts.

                  Responder
                  A transsexualidade é acerca do papel de género que ocupamos na sociedade. Só são reconhecidos dois, homem ou mulher, ambos fruto das convenções culturais muito mais do que alguma vez seriam da biologia, e, por razões que são diferentes de pessoa para pessoa, há os que se sentem melhor vivendo no papel de género que a sociedade faz corresponder ao sexo atribuído ao nascimento (cissexuais), e há os que se sentem melhor vivendo no oposto (transsexuais).

                  Nas definições que tenho lido a isto refere-se o transgenerismo e a transexualidade seria um caso em particular ligeiramente diferenciado. Esta definição dá-me ideia que recusa o reconhecimento ou validação de frases como por exemplo a que li hoje do Lucas Silveira que diz que sente que falta o pénis - como se fosse suposto ter nascido assim - (mesmo que tenha optado por não fazer mudanças se não a remoção dos seios). Ou seja, a definição clássica tem sido que há um desajuste com o corpo (e isto aconteceria sempre, em qualquer contexto sócio-cultural) e não que há uma necessidade de ajuste do corpo para se adequar aos modelos convencionais e assim poder ser-se melhor/mais facilmente o género psicológico que se é (ou seja sentir-se melhor). Neste último caso seria válido dizer que se passasse a existir a aceitação dos comportamentos de género, independentemente do corpo que os manifesta, muitos transexuais deixariam imediatamente de ter desejo de alterar o seu corpo? Este é um dos pontos que nunca vi claramente assente nos debates que leio sobre o que é a transexualidade. Encontra-se constantemente visões e definições diferentes.
                    "I cannot be, as Bourdieu suggests, a fish in water that 'does not feel the weight of the water, and takes the world about itself for granted'" - Felly Simmonds

                    Deverá a transexualidade ser considerada uma doença?
                    #9

                    Offline centro_da_gravidad

                    • *****
                    • Membro Ultra
                    • Banido
                    • Género: Masculino
                    • Maçã Gravitacional!
                      • Alforreca Empalhada
                    [E, sim, estás a ser fóbico. Quem és tu para julgar que não consigo ser feliz? Quem és tu para achar que, apesar dos obstáculos que uma sociedade transfóbica e/ou que não se preocupa minimamente com as necessidades das pessoas transsexuais me vai colocando no caminho, a minha vida não vale a pena? Aliás, por todas as dificuldades que temos de ultrapassar para ter acesso aos mesmos direitos que tu, não seremos até pessoas mais fortes?
                    Gosto de mim, e da felicidade que vou conquistando no dia-a-dia, sabendo que tive de a ganhar, e que não me aterrou no colo! Dispenso de todo que me queiras ajudar apagando a minha identidade antes sequer de ter hipótese de a manifestar (e será que já existia sequer nessa altura?)!

                    E continuo espantada que tu, que, de acordo com o teu raciocínio "biológico", e que devias ter "nascido" para ser heterossexual (não estás também em desarmonia com o teu género?), e que tiveste (e tens) de viver com o preconceito, consigas ter este discurso.

                    Mas eu estou a julgar que não consegues ser feliz? Se eu em algum ponto do meu discurso exprimi esse julgamento retiro-o, simplesmente defendo o meu ponto de vista porque já tive a oportunidade de conversar com outros T's que me disseram que se pudessem escolher tinham escolhido nascer com o genero biologico em comunhao com o psicologico!

                    Acho que continuas a insistir num ponto que não tem comparação, a homossexualidade é incrivelmente distinta da transexualidade e fazer paralelismos, a meu ver, é erróneo.
                    Não sei em que estudo cientifico viste que não havia nenhuma razão evolutiva para existir a homossexualidade, porque a minha curiosidade cientifica é grande e gostaria de ter acesso a esse estudo, mas desde ja respondo que nao estou em desarmonia com o meu genero, porque a identidade de genero é totalmente diferente da orientação sexual, e eu enquanto homossexual, se vivesse numa bolha isolada da sociedade não precisaria de tomar nenhuma atitude de mudança para me sentir bem comigo mesmo enquanto que um T precisaria!

                    Continuo a achar que não tenho um discurso fóbico porque não estou a falar de doença, como referi no inicio, como algo negativo, simplesmente como uma desarmonia que existe, se é que me faço entender!
                      Ninguém consegue escapar ao efeito da gravidade!
                      Se a gravidade fosse um estado de alma eu era uma maçã!
                      Novo centro gravitacional - O meu umbigo!

                      Deverá a transexualidade ser considerada uma doença?
                      #10

                      Offline centro_da_gravidad

                      • *****
                      • Membro Ultra
                      • Banido
                      • Género: Masculino
                      • Maçã Gravitacional!
                        • Alforreca Empalhada
                      Acho que há aqui duas linhas de pensamento diferente e por isso é que não se ajustam. Por um lado uma que fala da avaliação pela norma maioritária (como é que a maioria das pessoas são e como se espera, por isso, que todas sejam) e outra que fala de qual é o critério para se considerar uma doença ou não (com base que há pessoas que passam mal, por não se sentirem bem no corpo com que nasceram). Uma, parece-me, fala da categoria da normalização como se doença implique uma "anormalidade" ("não é suposto ser-se assim para ser funcional") e outra na perspectiva se há necessidade de intervenção por algo intrínseco, se há sintomas de mal-estar, se há necessidade de intervenção a algum nível da área da saúde, devido a essa rejeição do corpo que se tem, rejeição essa que se julga ser inata. E com este resumo não estou a apresentar a minha opinião pessoal, mas aquilo que me parece tem sido argumentado nos últimos posts.

                      Bom resumo! ;)
                      Bastante bem resumido realmente! :)
                        Ninguém consegue escapar ao efeito da gravidade!
                        Se a gravidade fosse um estado de alma eu era uma maçã!
                        Novo centro gravitacional - O meu umbigo!

                        Deverá a transexualidade ser considerada uma doença?
                        #11

                        Offline David Erif

                        • *****
                        • Associad@
                        • Membro Ultra
                        • Género: Masculino
                        Centro, desculpa mas falho em ver qual a tua necessidade de explorar este assunto exposto na forma como se encontra. Não sou T mas lá por não me sentir afectado isso não quer dizer que não consiga ver o quanto inadequada é a tua pergunta.
                        Abordar o tema da transexualidade em todas as suas variantes é louvável mas submete-la a um escrutínio de opinião sobre se a mesma deverá ser considerada uma doença imagino que deverá trazer um certo incómodo para grande parte dos T que participem neste fórum.
                        Se fosse criado um tópico com a mesma pergunta relativamente à homossexualidade tal abordagem seria com certeza considerada pela maioria, obsoleta ou imprópria.
                        A transexualidade faz parte de um grupo minoritário mas este não é um fórum separatista e incorremos todos num mesmo sentido de paridade. Julgo que há melhores formas de combater a desinformação sem que seja preciso que se esteja a considerar relegar a transexualidade para o campo das doenças ou sem que seja preciso obrigar os T a virem defender-se dizendo que não, não são de facto doentes. Para esse tipo de marginalização já existem outros fóruns.

                        Continuo a achar que não tenho um discurso fóbico porque não estou a falar de doença, como referi no inicio, como algo negativo, simplesmente como uma desarmonia que existe, se é que me faço entender!

                        Eu sei Centro :) Eu percebi, mas o termo não deixa de ser negativo e é muito mau estares a usá-lo. Repara bem, prespectiva a frase com o teu nome - "Deverá o Centro da Gravidade ser considerado doente?"  :( é um pouco constragedor não é?

                        Doente implica ser-se Enfermo e a transexualidade, tal como a homossexualidade não te torna nem mais nem menos capaz em termos físicos ou psicológicos em relação a ninguém. Não é resultante de nenhum vírus ou de nenhuma deficiência patológica nem é exposta a nenhum tipo de cura. O processo cirúrgico de mudança de sexo, para aqueles que o decidem fazer, chama-se correctamente Cirurgia de Redesignação Sexual e é feito como uma forma de correcção física, não de cura.

                        Em Portugal todo o trans que decida submeter-se ao processo de mudança de sexo comparticipado pelo Estado, mesmo que não seja por completo, tem que posto sob avaliação psiquiátrica para se determinar se de facto a pessoa em questão é mesmo um Trans ou se sofre de um transtorno mental, tal como esquizofrenia. Se for o caso deixa de ser considerado como um trans e passa a enquadrar o quadro de doenças mentais, das quais a transexualidade não faz parte.
                        Mas mesmo assim, digo-te já que uma das maiores causas de luta do movimento activista T dos últimos anos passa precisamente pela reivindicação da atenuação (ou extinção) dessa avaliação psicológica que actualmente é extremamente demorada.

                        A transexualidade é abordada clinicamente como uma Condição, não como uma Doença. Logo, se nem os Trans nem os Especialistas a consideram como tal, que direito temos nós de considera-la assim?

                        O menino sempre foi e continua a ser um radical  :) Sempre envolvido em polémica e controvérsia.
                        Espero ao menos que tenhas ficado um pouco mais elucidado
                        Um abraço  :)
                        « Última modificação: 13 de Fevereiro de 2008 por David Erif »
                          A Amizade é uma Força que altera o Mundo

                          Deverá a transexualidade ser considerada uma doença?
                          #12

                          Offline centro_da_gravidad

                          • *****
                          • Membro Ultra
                          • Banido
                          • Género: Masculino
                          • Maçã Gravitacional!
                            • Alforreca Empalhada
                          Desculpa David, mas não criei este tópico com vertentes radicalistas ou de controvérsia, somente com o intuito de esclarecer uma duvida que tenho e pedir as opinioes de terceiros, algo que tem sido feito de forma bastante agradavel!  ;) [não precisa de estar com a sua preocupação habitual *]

                          Concordo contigo em certos pontos, e sei o quao desconfortavel pode ser para os T's este topico, mas nao acredito que nao tentar ver as nossas duvidas esclarecidas por "piedade" aos outros seja a melhor forma de actuar!

                          Continuo a bater no mesmo ponto, teimoso eu sei, que não estou a dizer que uma pessoa T é mentalmente doente e que precisa de tirar essa ideia da cabeça, simplesmente indago até que ponto a transexualidade não é uma condição, como tu dizes, que é devida a algum erro na gestação!

                          Existem imensos sindromes, relacionados por exemplo com um numero aberrante de cromossomas, que não afectam em termos fisicos e psicologicos as pessoas, mas não deixam de ser caracterizados como doenças!


                          A titulo de curiosidade, uma vez vi um programa onde diziam que apos terem feitos autopsias a diversos T's, descobriram que estes tinham uma zona no cerebro de dimensoes inferiores aos hetero e homossexuais! :)
                          « Última modificação: 12 de Fevereiro de 2008 por centro_da_gravidad »
                            Ninguém consegue escapar ao efeito da gravidade!
                            Se a gravidade fosse um estado de alma eu era uma maçã!
                            Novo centro gravitacional - O meu umbigo!

                            Deverá a transexualidade ser considerada uma doença?
                            #13

                            Offline corema

                            • *****
                            • Membro Elite
                            • Género: Feminino

                            Concordo contigo em certos pontos, e sei o quao desconfortavel pode ser para os T's este topico, mas nao acredito que nao tentar ver as nossas duvidas esclarecidas por "piedade" aos outros seja a melhor forma de actuar!


                            Eu também tenho dúvidas em relação à transexualidade, como tenho em relação à maioria das coisas que sobre as quais sei pouco. Mas para debater um assunto sobre o qual temos dúvidas não temos de o introduzir assim. Colocando uma pergunta que remete imediatamente para uma perspectiva depreciativa...


                            Existem imensos sindromes, relacionados por exemplo com um numero aberrante de cromossomas, que não afectam em termos fisicos e psicologicos as pessoas, mas não deixam de ser caracterizados como doenças!


                            Existem vários síndromes relacionados com um número aberrante de cromossomas que, afectam em termos físicos e/ ou psicológicos as pessoas e são considerados doenças. Conheces algum que não afecte nada e não seja uma doença?


                            A titulo de curiosidade, uma vez vi um programa onde diziam que apos terem feitos autopsias a diversos T's, descobriram que estes tinham uma zona no cerebro de dimensoes inferiores aos hetero e homossexuais! :)


                            Isso não significa que seja mau ou que seja uma doença. Significa apenas que é diferente. Uma espécie viva possui variação, é nessa variação que reside uma das maiores vantagens em termos competitivos. Há variações que tendem a ser predominantes em periodos de tempo e espaço pelas mais diversas razões, como por exemplo a aceitação pelos outros indivíduos da mesma espécie.

                            Há vários cientistas empenhados em descobrir uma base genética para a homossexualidade e alguns deles têm feito progressos interessantes. Se realmente conseguirem encontrar alguma característica genética exclusiva dos homossexuais será considerada uma doença? 

                            Se os médicos e cientistas não consideram uma doença é porque não deve mesmo ser. 

                              Deverá a transexualidade ser considerada uma doença?
                              #14

                              Offline jackie

                              • ***
                              • Membro Total
                              • Género: Masculino
                              Há vários cientistas empenhados em descobrir uma base genética para a homossexualidade e alguns deles têm feito progressos interessantes. Se realmente conseguirem encontrar alguma característica genética exclusiva dos homossexuais será considerada uma doença? 

                              Desde que não haja implicações na saúde física e mental, claro q nao vai ser considerado uma doença! Apenas uma variaçao genética (alelo) menos comum para o carácter da sexualidade.

                              Ter sangue O+ nao é doença nenhuma, e no entanto é muito raro.


                              Apenas poderia ser considerado uma variaçao genética inviável devido à descontinuidade que traria à espécie, resultando na sua extinção. Mas felizmente só afecta a minoria ^^'
                                Although what you are about to see is a work of fiction,it should nevertheless be played at maximum volume

                                Deverá a transexualidade ser considerada uma doença?
                                #15

                                Offline David Erif

                                • *****
                                • Associad@
                                • Membro Ultra
                                • Género: Masculino
                                Centro, eu gosto muito, muito de ti e é por isso que me está a custar imenso ver-te seguir essa linha de pensamento.

                                O que é que é para ti afinal um erro na gestação? Medita nessa afirmação que acabaste de fazer. E não quero que me respondas. Quero apenas que analises o que entendes por “erro” porque muito dessa introspecção estão dependentes diversos pontos de conclusão. Se chegares à conclusão de que “erro” é aquilo que é diferente então estás a por em causa a tua própria condição.

                                Não sei se te estás a aperceber mas estás a equiparar transexualidade a uma má formação de feto e a uma deficiência genética sem grande ponto de validade e isso é, como podes calcular, ofensivo.

                                A titulo de curiosidade, uma vez vi um programa onde diziam que apos terem feitos autopsias a diversos T's, descobriram que estes tinham uma zona no cerebro de dimensoes inferiores aos hetero e homossexuais! :)

                                E eu já vi programas a validarem a inferioridade intelectual dos povos africanos, a exaltarem o tamanho do cérebro masculino como superior em tamanho ao feminino e outras barbaridades do género. Até a aplaudirem os feitos de um porco a saltar de um arco em chamas.
                                Isso não quer dizer que eu concorde ou aplaude tudo o que dizem só porque aparece na televisão.
                                  A Amizade é uma Força que altera o Mundo

                                  Deverá a transexualidade ser considerada uma doença?
                                  #16

                                  Offline centro_da_gravidad

                                  • *****
                                  • Membro Ultra
                                  • Banido
                                  • Género: Masculino
                                  • Maçã Gravitacional!
                                    • Alforreca Empalhada
                                  Não tem muito a haver com o que disseste. E porquê um smile depois de dizeres que uma zona do cérebro era menor nas pessoas transsexuais?...

                                  Porque era um dado a titulo de curiosidade e que não estava relacionado directamente com o assunto, e achei que era interessante!

                                  Com todo o meu respeito, mas acho que começas a ver fobia onde ela não existe!
                                    Ninguém consegue escapar ao efeito da gravidade!
                                    Se a gravidade fosse um estado de alma eu era uma maçã!
                                    Novo centro gravitacional - O meu umbigo!

                                    Deverá a transexualidade ser considerada uma doença?
                                    #17

                                    Offline centro_da_gravidad

                                    • *****
                                    • Membro Ultra
                                    • Banido
                                    • Género: Masculino
                                    • Maçã Gravitacional!
                                      • Alforreca Empalhada

                                    Olá, David Eriff, obrigada pela intervenção, mas don't worry, I can handle it ;)

                                    Errr...u can handle it? Mas isto agora tornou-se sem um perceber um "eu contra os T's" ?  Uma pessoa tem uma duvida, explica uma linha de raciocinio e pimba, é logo visto como o super fobico que odeia todas as pessoas! Talvez seja melhor da proxima ficar calado e não pedir informação!  :-X
                                      Ninguém consegue escapar ao efeito da gravidade!
                                      Se a gravidade fosse um estado de alma eu era uma maçã!
                                      Novo centro gravitacional - O meu umbigo!

                                      Deverá a transexualidade ser considerada uma doença?
                                      #18

                                      Offline centro_da_gravidad

                                      • *****
                                      • Membro Ultra
                                      • Banido
                                      • Género: Masculino
                                      • Maçã Gravitacional!
                                        • Alforreca Empalhada
                                      Centro, eu gosto muito, muito de ti e é por isso que me está a custar imenso ver-te seguir essa linha de pensamento.

                                      O que é que é para ti afinal um erro na gestação? Medita nessa afirmação que acabaste de fazer. E não quero que me respondas. Quero apenas que analises o que entendes por “erro” porque muito dessa introspecção estão dependentes diversos pontos de conclusão. Se chegares à conclusão de que “erro” é aquilo que é diferente então estás a por em causa a tua própria condição.

                                      Não sei se te estás a aperceber mas estás a equiparar transexualidade a uma má formação de feto e a uma deficiência genética sem grande ponto de validade e isso é, como podes calcular, ofensivo.

                                      Desculpa David, mas eu não consigo perceber de todo qual é o grande problema com esta linha de pensamento, percebo que possa ser incomoda para alguns mas como ja referi, ja discuti com T's acerca deste assunto e alguns deles assumem que realmente pode ser um defeito genetico!
                                      Vamos lá a ver, a homossexualidade tambem pode ser considerada um defeito genetico, ou um erro genetico, usando o teu termo, mas vamos analisar o que é um erro! Erro é o que é diferente, é o que sai da norma? Não, não é, ser-se homossexual não é pertencer-se à maioria mas para mim não é um erro genético e porque? Porque não invalida em nenhum momento da tua vida a tua existencia, se não existisse preconceito claro! É algo como ter olhos azuis, ou verdes, ou castanhos!
                                      Agora ser-se T! Ser-se T implica logo que haja um antagonismo entre dois generos, o psiquico e o fisico, o que leva a que haja sofrimento por parte da pessoa, mesmo sem o factor preconceito, porque implica um periodo de rejeição do corpo e muitas sujeitar-se a operações complicadas! Não é como ser-se homossexual, onde tu andas com a tua vida sem teres de proceder a nenhuma mudança, isto pensando que nao existe preconceito, enquanto os T's necessitam de fazer mudanças para serem felizes!
                                      Não vejo que seja tão horrivel assim pensar que se houvesse maneira, era bom que todas as pessoas nascessem com o seu genero biologico igual ao psiquico, porque não é para que toda a gente seja igual à norma não, é que qual é o sentido de alguem nascer fora da norma só para sofrer imenso para voltar para dentro dela? Isso é que não entendo, porque os homossexuais nascem fora da norma e continuam fora dela! Os T's a certa altura deixam de ser T's e passam a ser homens e mulheres na sua totalidade! [não estou a querer apontar com isto o dedo aos T's que querem ficar iguais à norma, só para evitar ja possiveis confusoes!]

                                      Pessoalmente, acho que ser T é exactamente como ser albino, nao existe mal nenhum, mas se fosse possivel evitar essa condição não era melhor?
                                        Ninguém consegue escapar ao efeito da gravidade!
                                        Se a gravidade fosse um estado de alma eu era uma maçã!
                                        Novo centro gravitacional - O meu umbigo!

                                        Deverá a transexualidade ser considerada uma doença?
                                        #19

                                        Offline corema

                                        • *****
                                        • Membro Elite
                                        • Género: Feminino
                                        [quote author=centro_da_gravidad link=topic=13279.msg644872#msg644872 date=1202896357

                                        Pessoalmente, acho que ser T é exactamente como ser albino, nao existe mal nenhum, mas se fosse possivel evitar essa condição não era melhor?

                                        [/quote]

                                        Não é uma questão de achar! O albinismo é uma doença, a transexualidade não. Não tem absolutamente nada a ver uma coisa com a outra. O albinismo não é apenas ser diferente em termos de aspecto, é uma doença genética que provoca uma série de complicações a nível fisiológico, além do que se vê. Em casos extremos os albinos podem por exemplo ficar cegos ou amblíopes, desenvolver cancros de pele e muitos outros problemas de saúde.

                                           

                                          Tópicos relacionados

                                            Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
                                          15 Respostas
                                          7813 Visualizações
                                          Última mensagem 16 de Setembro de 2007
                                          por Thumbnail
                                          29 Respostas
                                          8650 Visualizações
                                          Última mensagem 30 de Outubro de 2019
                                          por sleepy_heart
                                          5 Respostas
                                          3656 Visualizações
                                          Última mensagem 10 de Janeiro de 2011
                                          por klaeman
                                          4 Respostas
                                          1995 Visualizações
                                          Última mensagem 20 de Novembro de 2013
                                          por natacha
                                          0 Respostas
                                          8523 Visualizações
                                          Última mensagem 30 de Maio de 2018
                                          por marimagog