Assuntos Gerais > Pais, Familiares e Amigos

A minha mãe / meu pai é LGBT. E agora?

(1/17) > >>

Scorpio_Angel:

Tópico de dúvidas e de apoio para quem tem pais / pessoas responsáveis LGBT.

Scorpio_Angel:


Vou colocar aqui uma dúvida (de alguém que não está inscrita no fórum, mas que gostaria de saber as vossas opiniões):

Tenho uma mãe que é lésbica.
Eu não tenho problema nenhum - só quero que ela seja feliz. Mas os meus avós dizem-me que não devo contar a ninguém. Eu tenho amigas na escola a quem gostava de contar e até já contei a uma prima, mas agora não sei o que fazer. Será que os meus avós têm razão?

petala:

--- Citação de: Scorpio_Angel em 3 de Março de 2006 ---

Vou colocar aqui uma dúvida (de alguém que não está inscrita no fórum, mas que gostaria de saber as vossas opiniões):

Tenho uma mãe que é lésbica.
Eu não tenho problema nenhum - só quero que ela seja feliz. Mas os meus avós dizem-me que não devo contar a ninguém. Eu tenho amigas na escola a quem gostava de contar e até já contei a uma prima, mas agora não sei o que fazer. Será que os meus avós têm razão?



--- Fim de Citação ---
Sim,acho k tem razao sim,mas claro depende do pk...Mas isso deves tu perguntar...Ainda bem k nao desprezas-te a tua mae só por ela ser lésb,pois isso em nd muda o amor k ela decerteza tem por ti...Infelizmente nem td a gente é como tu a aceitarem tao bem  :-*

EYre:
Hum... eu penso que os avós têm que aprender a lidar melhor com a situação, sob pena de melindrarem a criança com as suas dificuldades de aceitação. Acho que pode ser complicado para os avós que as pessoas mais próximas e os conhecidos fiquem a par da situação mas eles deviam ter uma atitude firme de defesa da filha. Essa é também a melhor forma de construir um muro contra eventuais comentários homofóbicos. Se não há firmeza da parte deles poderão ficar mais vulneráveis a esses comentários.

Quanto à criança, acho que por um lado deve lidar com a situação com toda a naturalidade com que as crianças encaram as situações e que deve descobrir por si própria se é mais positivo esconder ou revelar. O que pode acontecer é ouvir alguns comentários menos favoráveis da parte de coleguinhas - mas com esses ela saberá como lidar - ou, menos provável, da parte de adultos que não tenham atenção aos sentimentos da criança e sejam particularmente crueis.

Não sei, acho que se deve explicar á criança que os riscos que corre e deixar que seja ela a decidir e a testar o que quer fazer. acho que as crianças conseguem ser particularmente firmes no que toca à defesa dos seus, e talvez a criança tenha a firmeza que os avós não parecem ter.

Em todo o caso há que olhar tb aos possíveis conflitos com os avós, se eles forem muito intolerantes e muitos importantes para a criança.

PS: eu não sei se isto é para ser lido mesmo por uma criança porque se for a linguagem talvez não seja a mais apropriada e tem que ser traduzido por miúdos. ;)

reguila:
Contar ou não contar!? Eis o dilema...

Se a minha mãe fosse lésbica e não quisesse que se soubesse respeitava, agora se ela não se importasse e não vendo eu mal nenhum nisso teria o mesmo orgulho de falar sobre as coisas da vida dela que teria caso ela fosse heteró... não sei se isto responde!

Navegação

[0] Índice de mensagens

[#] Página seguinte

Ir para versão completa