rede ex aequo

Olá Visitante25.jul.2021, 17:31:00

Autor Tópico: Novo acordo ortográfico  (Lida 77430 vezes)

 
Bom Português
#20

Offline Videl

  • *****
  • Membro Ultra
  • Género: Feminino
  • Some place where no-1 calls it wrong
    • Blog
A verdade é que, independentemente dos motivos ou das razões (ou não) para modificar a ortografia, as pessoas criam uma relação afectiva com a grafia das palavras, e não há nada a fazer  ;D daí tudo isto ser tão controverso :P
    "-Lesbian?? You think I´m a lesbian? (...)
    - Well, u´re a girl in love with a girl, aren´t u?
    - No! I´m Paulie, in love with Tory!!!Remember?And Tory is, she IS in love with me, because I´m hers, and she´s mine,and neither of us are lesbians!!" - Lost and Delirious

    Bom Português
    #21

    What is in a name?

    • Visitante
    (...) depois tens o 'mantem'(=mantêm)

    Se bem que, quando o Acordo Ortográfico, essa aberração, entrar em vigor no nosso país, esse e muitos outros pormenores importantes vão para o galheiro, sem apelo nem agravo...

    Não, não é este caso que muda, o que muda é este:
    lêem querem que passe para leem
    ou vêem para veem.

    ou seja, a marcação óbvia de que se lê [lê-ãe] desaparece, se a ortografia mudar poder-se-ia ler [lé-ãe] ou [lı-ãe], talvez até [li-ãe].

    vêm e têm mantêm-se ;)

    Também não curto este acordo.

    E as formas verbais do passado, como "entrámos" e outras que tais, que perdem o acento obrigatório? E "humidade", ficará ou não com o H inicial? Que dizer das consoantes mudas? Será assim tão ótimo quanto isso? Mais ainda, que fazer com a preposição "para" e o verbo "pára" quando este perder o acento? Pergunte-se o mesmo em relação à contracção entre a preposição "por" e o artigo definido "o", isto é, "pelo", e o substantivo "pêlo", em risco de perder o seu acento circunflexo... Céus.
    « Última modificação: 7 de Março de 2008 por What is in a name? »

      Bom Português
      #22

      Offline τοRoyalSizeΚΞ

      • *****
      • Orador(a)
      • Membro Vintage
      • Género: Masculino
      (...) depois tens o 'mantem'(=mantêm)

      Se bem que, quando o Acordo Ortográfico, essa aberração, entrar em vigor no nosso país, esse e muitos outros pormenores importantes vão para o galheiro, sem apelo nem agravo...

      Não, não é este caso que muda, o que muda é este:
      lêem querem que passe para leem
      ou vêem para veem.

      ou seja, a marcação óbvia de que se lê [lê-ãe] desaparece, se a ortografia mudar poder-se-ia ler [lé-ãe] ou [lı-ãe], talvez até [li-ãe].

      vêm e têm mantêm-se ;)

      Também não curto este acordo.

      E as formas verbais do passado, como "entrámos" e outras que tais, que perdem o acento obrigatório? E "humidade", ficará ou não com o H inicial? Que dizer das consoantes mudas? Será assim tão ótimo quanto isso? Mais ainda, que fazer com a preposição "para" e o verbo "pára" quando este perder o acento? Pergunte-se o mesmo em relação à contracção entre a preposição "por" e o artigo definido "o", isto é, "pelo", e o substantivo "pêlo", em risco de perder o seu acento circunflexo... Céus.

      It makes me so sad :(

        Bom Português
        #23

        What is in a name?

        • Visitante
        (...) depois tens o 'mantem'(=mantêm)

        Se bem que, quando o Acordo Ortográfico, essa aberração, entrar em vigor no nosso país, esse e muitos outros pormenores importantes vão para o galheiro, sem apelo nem agravo...

        Não, não é este caso que muda, o que muda é este:
        lêem querem que passe para leem
        ou vêem para veem.

        ou seja, a marcação óbvia de que se lê [lê-ãe] desaparece, se a ortografia mudar poder-se-ia ler [lé-ãe] ou [lı-ãe], talvez até [li-ãe].

        vêm e têm mantêm-se ;)

        Também não curto este acordo.

        E as formas verbais do passado, como "entrámos" e outras que tais, que perdem o acento obrigatório? E "humidade", ficará ou não com o H inicial? Que dizer das consoantes mudas? Será assim tão ótimo quanto isso? Mais ainda, que fazer com a preposição "para" e o verbo "pára" quando este perder o acento? Pergunte-se o mesmo em relação à contracção entre a preposição "por" e o artigo definido "o", isto é, "pelo", e o substantivo "pêlo", em risco de perder o seu acento circunflexo... Céus.

        It makes me so sad :(

        A mim faz-me sentir que estão em vias de arruinar o meu instrumento de trabalho, a matéria-prima da minha arte... Que raiva...

          Bom Português
          #24

          Offline Arms

          • *****
          • Membro Vintage
          • Género: Masculino
            • Reflection
          Hoje li sobre o novo acordo ortográfico da língua portuguesa, que entrará em vigor ainda este ano e que passará a ser considerado a forma correcta da escrita portuguesa a partir de 2014. E estive em conversa com a minha melhor amiga acreca disso (que é professora de Português) ainda hoje. Eu sinceramente não consigo interiorizar estas novas alterações (que podem ver aqui) nem o facto de passar a escrever incorrectamente. Não consigo interiorizar a supressão das letras mudas, como por exemplo, acto->ato. Acho uma mutilação da língua Portuguesa. Mas os tempos mudam e os políticos cometem erros... Uns aceitam, outros não. Mas, como diz a minha melhor amiga: "Vamos passar todos a escrever mal Português, apesar de ser o Português correcto." e "Andei a tentar corrigir tanta gente e ensiná-los a escrever correctamente para ter que passar a dizer-lhes que tudo o que lhes ensinei está errado." Enfim, assim dita o progresso.

            Se dependes unicamente dos outros para seres feliz prepara-te para ficares desiludido.
            Instead of telling people to plan ahead, we should tell them to plan to be surprised.

            Bom Português
            #25

            Offline Mr Unchained

            • *****
            • Membro Vintage
            • Género: Masculino
            • Cada passo segue um ritmo!
            Hoje li sobre o novo acordo ortográfico da língua portuguesa, que entrará em vigor ainda este ano e que passará a ser considerado a forma correcta da escrita portuguesa a partir de 2014. E estive em conversa com a minha melhor amiga acreca disso (que é professora de Português) ainda hoje. Eu sinceramente não consigo interiorizar estas novas alterações (que podem ver aqui) nem o facto de passar a escrever incorrectamente. Não consigo interiorizar a supressão das letras mudas, como por exemplo, acto->ato. Acho uma mutilação da língua Portuguesa. Mas os tempos mudam e os políticos cometem erros... Uns aceitam, outros não. Mas, como diz a minha melhor amiga: "Vamos passar todos a escrever mal Português, apesar de ser o Português correcto." e "Andei a tentar corrigir tanta gente e ensiná-los a escrever correctamente para ter que passar a dizer-lhes que tudo o que lhes ensinei está errado." Enfim, assim dita o progresso.




            É parece qe vamos comecar a escrever o português do brasil, qe diga-se de passagem qe se torna feio, a nossa lingua é a mais dificil e a mais linda e em vez de ser conservada, nao, é destruida.

            É cmo se na Inglaterra se comecasse a falar o americano (nada a ver, mas tem as suas diferenças e semelhanças xD). Qe horror.
            Eu acho muito mau alterarem demasiado as regras.
              Dá um passo a seguir ao outro sem medos, se tropeçares e caires, podes levantar e aprender andar melhor :)

              Bom Português
              #26

              Offline David Erif

              • *****
              • Associad@
              • Membro Ultra
              • Género: Masculino
              De resto, quanto ao uso da preposição "de" em conjunto com um verbo no modo infinitivo, se este for reflexivo, parece ser mais adequado optar pela ênclise, ou seja, neste caso, colocar o pronome depois do verbo "dirigir". Porém, certos auxiliares, como "ter de", "acabar de", entre outros, também permitem a próclise, isto é, a colocação do pronome antes do verbo, como em: "você vai ter de se dirigir àquela porta"; "o utente acabou de se dirigir à porta 23".

              Ênclise, próclise…  :-X Tive que ir consultar outra vez o livro da gramática porque termos desses já há muito que fizeram as malas e foram-se da minha memória. Ou então nunca mos apresentaram convenientemente.  lol


              ….Não consigo interiorizar a supressão das letras mudas, como por exemplo, acto->ato. Acho uma mutilação da língua Portuguesa.

              É parece qe vamos comecar a escrever o português do brasil, qe diga-se de passagem qe se torna feio, a nossa lingua é a mais dificil e a mais linda e em vez de ser conservada, nao, é destruida.
              [smiley=desconfortavel.gif]
              Vocês têm noção de que mais do que uma opinião vossa, esses também são um ponto de vista que pecam pela arrogância, não têm?
              A alteração de palavras em princípio não deve alterar a expressão escrita de ninguém, com certeza terão noção disso.
              Por outro lado, poderá parecer estranho ao início essa conversão linguística de certos e determinados termos, mas segundo essa lógica também foi a conversão do escudo para o euro e afinal de contas não foi nenhuma tragédia.
              Vamos lá a ser lógicos.

              Não, a primeira não está correcta. É como o velho: "eu devia de ir", só me apetece bater-lhes!
              :) Então de certeza que te deves aperceber da quantidade de erros que comentem muitos bom escritores portugueses  lol
                A Amizade é uma Força que altera o Mundo

                Bom Português
                #27

                Offline τοRoyalSizeΚΞ

                • *****
                • Orador(a)
                • Membro Vintage
                • Género: Masculino
                Não, a primeira não está correcta. É como o velho: "eu devia de ir", só me apetece bater-lhes!
                :) Então de certeza que te deves aperceber da quantidade de erros que comentem muitos bom escritores portugueses  lol

                Não, não leio mũito :P

                  Bom Português
                  #28

                  Offline Mr Unchained

                  • *****
                  • Membro Vintage
                  • Género: Masculino
                  • Cada passo segue um ritmo!
                  Ênclise, próclise…  :-X Tive que ir consultar outra vez o livro da gramática porque termos desses já há muito que fizeram as malas e foram-se da minha memória. Ou então nunca mos apresentaram convenientemente.  lol


                  ….Não consigo interiorizar a supressão das letras mudas, como por exemplo, acto->ato. Acho uma mutilação da língua Portuguesa.

                  É parece qe vamos comecar a escrever o português do brasil, qe diga-se de passagem qe se torna feio, a nossa lingua é a mais dificil e a mais linda e em vez de ser conservada, nao, é destruida.
                  [smiley=desconfortavel.gif]
                  Vocês têm noção de que mais do que uma opinião vossa, esses também são um ponto de vista que pecam pela arrogância, não têm?
                  A alteração de palavras em princípio não deve alterar a expressão escrita de ninguém, com certeza terão noção disso.
                  Por outro lado, poderá parecer estranho ao início essa conversão linguística de certos e determinados termos, mas segundo essa lógica também foi a conversão do escudo para o euro e afinal de contas não foi nenhuma tragédia.
                  Vamos lá a ser lógicos.


                  Não é nenhuma tragédia, mas andámos a aprender o português dito correcto e hoje a minha professora deu uma aula só sobre o novo acordo para nos mostrar já as novas cenas, o qe é muito mau, qer dizer andámos aprender coisas qe nao sao faceis e qe ainda muita gente erra, como na acentuação, não é arrogancia, se os proprios professores de português não gostaram nada desse acordo e dizem qe pode ser um atentado à nossa língua, nós qe falamos e escrevemos português tambem temos opinião ou não? Cada um tem a sua, há pessoas qe ate podem gostar.
                    Dá um passo a seguir ao outro sem medos, se tropeçares e caires, podes levantar e aprender andar melhor :)

                    Bom Português
                    #29

                    Offline David Erif

                    • *****
                    • Associad@
                    • Membro Ultra
                    • Género: Masculino
                    Comentário do Rui Zink.
                    http://ultimahora.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1323105

                     lol
                    É giro e engraçado o comentário do Rui Zink. Mas no fundo, não nos diz qual a sua opinião. Texto engraçado mas sem substância. [smiley=desconfortavel.gif]


                    Não, não leio mũito :P


                     lol
                    RoyalSizeCX apresento-te - um livro! Utiliza-se virando as páginas...

                    Spoiler (clica para mostrar/esconder)
                      A Amizade é uma Força que altera o Mundo

                      Bom Português
                      #30

                      Offline Arms

                      • *****
                      • Membro Vintage
                      • Género: Masculino
                        • Reflection
                      [smiley=desconfortavel.gif]
                      Vocês têm noção de que mais do que uma opinião vossa, esses também são um ponto de vista que pecam pela arrogância, não têm?

                      Completamente. Nem nunca o neguei. Reservo-me o direito de ter uma opinião pessoal intolerante sobre este assunto. Apesar de ter perfeita noção de estar a ser inflexível e arrogante. Pessoalmente não vejo motivos para que seja necessário uma alteração na ortografia actual. Concordo com algumas alterações mas não todas.

                      A alteração de palavras em princípio não deve alterar a expressão escrita de ninguém, com certeza terão noção disso.
                      Por outro lado, poderá parecer estranho ao início essa conversão linguística de certos e determinados termos, mas segundo essa lógica também foi a conversão do escudo para o euro e afinal de contas não foi nenhuma tragédia.
                      Vamos lá a ser lógicos.

                      Tens consciência de que existe uma grande diferença entre uma identidade monetária de um país e a sua identidade linguística, não tens? Além disso, a minha opinião não irá impedir a "conversão". Entrou em vigor em Janeiro de 2008 e o processo de alteração irá concluír em 2014!

                      Mas, tal como não concordei com o Euro, não concordo com a nova reforma. Além disso, na minha opinião o Euro trouxe algumas tragédias sim. Vejamos como será com a nossa nova língua. Enfim, como efeito, pelo menos já não posso queixar-me que os jovens escrevem mal. Agora passámos todos a escrever mal desde que o protocolo foi aprovado. lol lol
                        Se dependes unicamente dos outros para seres feliz prepara-te para ficares desiludido.
                        Instead of telling people to plan ahead, we should tell them to plan to be surprised.

                        Bom Português
                        #31

                        Offline David Erif

                        • *****
                        • Associad@
                        • Membro Ultra
                        • Género: Masculino
                        Não é nenhuma tragédia, mas andámos a aprender o português dito correcto e hoje a minha professora deu uma aula só sobre o novo acordo para nos mostrar já as novas cenas, o qe é muito mau, qer dizer andámos aprender coisas qe nao sao faceis e qe ainda muita gente erra, como na acentuação, não é arrogancia, se os proprios professores de português não gostaram nada desse acordo e dizem qe pode ser um atentado à nossa língua, nós qe falamos e escrevemos português tambem temos opinião ou não? Cada um tem a sua, há pessoas qe ate podem gostar.

                        O "português correcto" de agora vai ter simplesmente umas alterações. Nada é imutável Unchained. À cem anos atrás escrevia-se de uma formas, à cinquenta de outra, hoje escreve-se de uma maneira e daqui a outros 50 anos o mais provável é que iremos ter ainda mais diferenças.

                        Todos têm o direito á sua opinião, com certeza, mas uma coisa é certa, este acordo vai de encontro a um acerto feito tendo em vista um bem comum e a contínua união entre todos os país de expressão portuguesa, portanto não vejo qual o sentido critico que se possa pegar por aí.
                        Quanto à opinião dos professores de português, não te esqueças que eles são pessoas comuns como todas as outras e não é por terem decorado a gramática que a sua opinião tem mais validade que a de qualquer outra pessoa.
                          A Amizade é uma Força que altera o Mundo

                          Bom Português
                          #32

                          Offline David Erif

                          • *****
                          • Associad@
                          • Membro Ultra
                          • Género: Masculino
                          Tens consciência de que existe uma grande diferença entre uma identidade monetária de um país e a sua identidade linguística, não tens?

                          Era uma analogia arms! De como o "estranho" passa a ser "hábito" com o passar do tempo. Não era bem uma comparação, rapaz! Então não se vê logo?!!  :)

                          Completamente. Nem nunca o neguei. Reservo-me o direito de ter uma opinião pessoal intolerante sobre este assunto. Apesar de ter perfeita noção de estar a ser inflexível e arrogante. Pessoalmente não vejo motivos para que seja necessário uma alteração na ortografia actual. Concordo com algumas alterações mas não todas.

                          Intolerante... a roçar o xenofobismo. Atenção aí.
                          « Última modificação: 1 de Abril de 2008 por David Erif »
                            A Amizade é uma Força que altera o Mundo

                            Bom Português
                            #33

                            Offline τοRoyalSizeΚΞ

                            • *****
                            • Orador(a)
                            • Membro Vintage
                            • Género: Masculino
                            Não, não leio mũito :P


                             lol
                            RoyalSizeCX apresento-te - um livro! Utiliza-se virando as páginas...


                            lolololol lol

                            Pois eu sou a favor de um acordo ortográfico da língua portuguesa, simplesmente não deste...deveriam era ter-me chamado para resolver isto...aí é que era! Iam ver o que era um escrita lindíssima, ainda mais que a presente :D

                              Bom Português
                              #34

                              Offline Azula

                              • *****
                              • Associad@
                              • Membro Elite
                              • Género: Feminino
                              • Voluntary Simplicity
                                • Hábitos Alimentares e Sexualidade
                              Tens consciência de que existe uma grande diferença entre uma identidade monetária de um país e a sua identidade linguística, não tens?

                              Era uma analogia arms! De como o "estranho" passa a ser "hábito" com o passar do tempo. Não era bem uma comparação, rapaz! Então não se vê logo?!!  :)

                              Completamente. Nem nunca o neguei. Reservo-me o direito de ter uma opinião pessoal intolerante sobre este assunto. Apesar de ter perfeita noção de estar a ser inflexível e arrogante. Pessoalmente não vejo motivos para que seja necessário uma alteração na ortografia actual. Concordo com algumas alterações mas não todas.

                              Intolerante... a roçar o xenofobismo. Atenção aí.

                              Considero que estás a ser insensato. O acordo ortográfico pode "aproximar" as comunidades que falam a Língua Portuguesa, sim, assim como trazer outros benefícios, quiçá.

                              Contudo, defender e apelar à conservação de uma Língua, tal como se a conhece, não tem nada a ver com xenofobia nem intolerância nem arrogância e sinceramente não sei onde é que vês isso no discurso do Arms.

                               Estamos a falar da nossa Língua, da nossa expressão, de uma "beleza" que nos é muito querida e estimada. Não defendo a tradição, mas defendo a tradição que é boa e, considerando a nossa Língua uma das mais belas, também não me sinto confortável em abdicar dela tal como a conheço.

                              Quanto muito defender a nossa identidade cultural, neste sentido, faz de nós conservadores. Espero sinceramente que compreendas o que quero dizer para não fazeres interpretações tão dramáticas e depreciativas.
                              « Última modificação: 1 de Abril de 2008 por Azula »
                                Acreditas no trabalho da rede ex aequo e queres participar activamente na vida da associação? Torna-te sóci@! ;-) Consulta http://www.rea.pt/inscricao.htm

                                A finalidade humana deveria ser a de amar a Vida - todos os problemas se extinguiriam se admitíssemos esta realidade.

                                Bom Português
                                #35

                                Offline David Erif

                                • *****
                                • Associad@
                                • Membro Ultra
                                • Género: Masculino
                                Considero que estás a ser insensato. O acordo ortográfico pode "aproximar" as comunidades que falam a Língua Portuguesa, sim, assim como trazer outros benefícios, quiçá.

                                Contudo, defender e apelar à conservação de uma Língua, tal como se a conhece, não tem nada a ver com xenofobia nem intolerância nem arrogância e sinceramente não sei onde é que vês isso no discurso do Arms.

                                 Estamos a falar da nossa Língua, da nossa expressão, de uma "beleza" que nos é muito querida e estimada. Não defendo a tradição, mas defendo a tradição que é boa e, considerando a nossa Língua uma das mais belas, também não me sinto confortável em abdicar dela tal como a conheço.

                                Quanto muito defender a nossa identidade cultural, neste sentido, faz de nós conservadores. Espero sinceramente que compreendas o que quero dizer para não fazeres interpretações tão dramáticas e depreciativas.

                                Tens um acerto gramatical em mãos. A razão do mesmo é fundamentada em beneficios pollitico-sociais e culturais, e é feito no sentido de manter a proximidade entre os países losófonos.
                                Ora, sabendo isso. Sabendo também que muitas das novas palavras irão igualar-se a termos já usados do brasil e dizer que o novo acerto gramatical é uma "mutilação à lingua portuguesa e que vamos passar todos a escrever mal português", é levantar uma opinião que dá a entender que o nosso português é que é o correcto ou mesmo superior.
                                Chama-lhe conservadorismo se quiseres mas tem atenção que os americanos também definem assim a sua presunção nacionalista.

                                Mas então também podes perspectivar as coisas de outra forma. Põe-te no lugar, por exemplo, de um brasileiro, como alguns dos frequentam este fórum. O que pensarias?

                                O que não estou a fazer Azula, como já vi que pensaste, é estar a chamar o Arms ou quem quer que seja de xenófobo ou de intolerante, porque aliás esta conversa já nós tivemos pessoalmente e eu sei como é que ele pensa.
                                É apenas uma chamada de atenção para que considere todos os factores em conta ao perspectivar o caso e para que o seu comententário não fique a valer só por si mesmo sem num ponto de vista contrário que dê uma visão equilibrada ao caso.

                                O teu comentário surge como defesa a algo ou a alguém porque presumiste que eu o estou a atacar ou a denegrir de algum modo. Exacto, como se eu tivesse algum interesse nisso. Come on....
                                funny thing... Acho que passei a estar estagmatizado  :)
                                  A Amizade é uma Força que altera o Mundo

                                  Bom Português
                                  #36

                                  Offline Azula

                                  • *****
                                  • Associad@
                                  • Membro Elite
                                  • Género: Feminino
                                  • Voluntary Simplicity
                                    • Hábitos Alimentares e Sexualidade
                                  (...) dizer que o novo acerto gramatical é uma "mutilação à lingua portuguesa e que vamos passar todos a escrever mal português", é levantar uma opinião que dá a entender que o nosso português é que é o correcto ou mesmo superior.

                                  Não, é expressar descontentamento relativamente à perda de um pouco de identidade. Existe o português de Portugal e o português do Brasil e estou certa de que a opinião do Arms, assim como a minha, não é pautada pelo desejo de destruir o PT brasileiro, mas sim preservar o PT de Portugal. Falamos de relativismo, não de "arianismo".

                                  Chama-lhe conservadorismo se quiseres mas tem atenção que os americanos também definem assim a sua presunção nacionalista.

                                  Isso era suposto suscitar exactamente o quê neste debate? A carapuça não me serve, não sou nacionalista nem americana.

                                  Mas então também podes perspectivar as coisas de outra forma. Põe-te no lugar, por exemplo, de um brasileiro, como alguns dos frequentam este fórum. O que pensarias?

                                  Não preciso de me colocar no lugar de um brasileiro porque não estou de todo a denegrir ninguém. A afirmação do Arms poderá ter soado um tanto provocatória, mas a intenção não foi, parece-me, a depreciação do português do Brasil. Eu falo e escrevo português de Portugal e gostaria de assim continuar, assim como estou certa de que os brasileiros também gostam do seu português.

                                  O que não estou a fazer Azula, como já vi que pensaste, é estar a chamar o Arms ou quem quer que seja de xenófobo ou de intolerante, porque aliás esta conversa já nós tivemos pessoalmente e eu sei como é que ele pensa.

                                  David, eu não uso as palavras sem intenção, tu usas?  Escreveste exactamente "intolerante, a roçar o xenofobismo". Então não querias dizer nada disso? Simplesmente atiraste palavras para o ar? Não vejo chamada nenhuma de atenção aí, o que normalmente é feito de um modo correcto e incitando ao diálogo, pelo contrário vejo que lhe apontaste o dedo sem sequer o tentares compreender. Isso não é, de todo, uma chamada de atenção, é um julgamento precipitado.

                                  Come on.
                                  « Última modificação: 2 de Abril de 2008 por Azula »
                                    Acreditas no trabalho da rede ex aequo e queres participar activamente na vida da associação? Torna-te sóci@! ;-) Consulta http://www.rea.pt/inscricao.htm

                                    A finalidade humana deveria ser a de amar a Vida - todos os problemas se extinguiriam se admitíssemos esta realidade.

                                    Bom Português
                                    #37

                                    What is in a name?

                                    • Visitante
                                    Eu acho pertinente lembrar que, independentemente de se concordar ou não com o Acordo Ortográfico, os maiores problemas de entendimento e/ou de distanciação entre as diferentes variantes da língua portuguesa nem está na ortografia. Até hoje, pelo menos entre os cidadãos lusófonos, creio que um falante de Português Europeu conseguia perceber quando é que um fato no Brasil era uma peça de vestuário ou um acontecimento verídico, a partir do contexto. Para um falante de Português do Brasil, também não deve haver grande dificuldade em perceber o que aqui em Portugal queremos dizer com "frequência" mesmo que falte o trema com que está habituado a ler a palavra. Por isso mesmo, suponho que a conversão, para ambos os lados, seja até fácil, mesmo que estranha (eu sou um dos tais que não se sentem confortáveis com a perda das consoantes mudas, etc.). É um pouco como acontece com os anglófonos. Apesar da distância geográfica entre os diferentes falantes, não parecem existir grandes problemas de entendimento mútuo. Com a diferença que os britânicos nunca tiveram que deixar de escrever "centre", "trousers", "favourite" ou "cab", nem os americanos tiveram que abdicar dos seus "center", "pants", "favorite" ou "taxi". E todos nós, cidadãos do mundo, aprendemos as diferenças entre o Inglês Britânico e o Inglês Americano desde o início da nossa educação nas línguas estrangeiras.

                                    O que pode, na minha modesta opinião, estar a ser um entrave a uma verdadeira unificação da língua portuguesa são sobretudo questões de sintaxe e, no fundo, de estilo. Vejamos o dilema de uma pessoa não-lusófona que pretende aprender a língua portuguesa. Por qual das normas optará? Usar a próclise em quase todos os casos (como na variante brasileira: "que se limitou"; "se acabou"; "ele se fará"), ou optar por uma norma em que existe próclise, ênclise e até mesóclise (na variante europeia: "que se limitou"; "acabou-se"; "ele far-se-á")? Irá preferir usar o gerúndio, como em terras de Vera Cruz, ou optará por aprender conjugações perifrásticas, como é bastante comum no nosso rectângulo? E como se dirigir à segunda pessoa, num ambiente informal? Com "você" ou "tu"?

                                    Essas questões não serão abrangidas pelo novo Acordo, e de facto seria complexo (digo eu, impossível; e será sequer desejável?) tentar normalizar algo tão subjectivo como um estilo de escrita e de fala. O modo como se opta por construir uma frase diz muito mais de um povo e da sua cultura do que a mera ortografia, e como tal seria uma empresa muito árdua tentar criar uma única norma a esse nível. Mas se assim é, os objectivos que o Acordo Ortográfico pretende atingir parecem sair furados: unir a língua portuguesa, aumentar a compreensão mútua, fomentar a difusão do Português no mundo, afirmar o valor da Lusofonia como identidade colectiva num mundo globalizado, entre outros. Ou talvez não, se se investir numa verdadeira compreensão das várias variantes da língua como sabores distintos mas igualmente interessantes de um mesmo corpo linguístico. E nesse caso, uma vez mais, fica a pergunta: afinal qual era mesmo a utilidade do Acordo Ortográfico?
                                    « Última modificação: 2 de Abril de 2008 por What is in a name? »

                                      Bom Português
                                      #38

                                      Offline David Erif

                                      • *****
                                      • Associad@
                                      • Membro Ultra
                                      • Género: Masculino
                                      Estava desatento, só reparei agora nisto.

                                      Eu não vejo a negação a este acerto gramatical como uma preservação do Português de Pt. Não o vejo como algo intocável. Tu vês?
                                      Não sei se sabes mas o próprio português que escreves já é produto de um outro acerto realizado ainda à menos de 40-50 anos, se não estou em erro. E esse um produto de outro e de outro e mais outro.

                                      Mas uma coisa é certa, o acerto em princípio irá para a frente apesar de opiniões contrárias.
                                      A minha é a favor, sobretudo entendo em conta os objectivos políticos que o desencadearam.

                                      “Arianismos”, azula??? Eu diria incompreensão pelo princípio que moveu a iniciativa deste acerto e um certo preconceito pelo mesmo. És pelas distinções gramaticais? Eu não.
                                      Também sou português e livremente abro mão de qualquer modelo de escrita actual que uso se isso possibilitar uma aproximação cultural com povos “ditos”, nossos irmãos. E não acho que isso seja perder a identidade cultural porque a mesma não se reflecte somente na expressão escrita.
                                      Achas que estás assumir uma postura de conservadorismo ao condenar o acerto? Eu acho que se te negas a abrir mão de se alterarem simples termos gramáticos, sabendo dos prós que isso implica, direi que és também sim, nacionalista, assumindo uma postura individualista de não mistura linguistíco-gramatical.

                                      David, eu não uso as palavras sem intenção, tu usas?  Escreveste exactamente "intolerante, a roçar o xenofobismo". Então não querias dizer nada disso? Simplesmente atiraste palavras para o ar? Não vejo chamada nenhuma de atenção aí, o que normalmente é feito de um modo correcto e incitando ao diálogo, pelo contrário vejo que lhe apontaste o dedo sem sequer o tentares compreender. Isso não é, de todo, uma chamada de atenção, é um julgamento precipitado.

                                      "Intolerante", pescando uma palavra do Arms´. E “roçando o xenofobismo. Atenção!”  por razoes já ditas.
                                      “roçando” não é o mesmo que acusar alguém de ser Xenófobo. Tu é que estás a interpretar como tal. Fazendo, tal como dizes, “um julgamento precipitado”.
                                      Se eu o tivesse a acusar de ser xenófobo ou o tivesse a atacar, não utilizaria tal discurso, podes bem ter a certeza.
                                      « Última modificação: 2 de Abril de 2008 por David Erif »
                                        A Amizade é uma Força que altera o Mundo

                                        Bom Português
                                        #39

                                        Offline David Erif

                                        • *****
                                        • Associad@
                                        • Membro Ultra
                                        • Género: Masculino
                                        O modo como se opta por construir uma frase diz muito mais de um povo e da sua cultura do que a mera ortografia, e como tal seria uma empresa muito árdua tentar criar uma única norma a esse nível. Mas se assim é, os objectivos que o Acordo Ortográfico pretende atingir parecem sair furados: unir a língua portuguesa, aumentar a compreensão mútua, fomentar a difusão do Português no mundo, afirmar o valor da Lusofonia como identidade colectiva num mundo globalizado, entre outros. Ou talvez não, se se investir numa verdadeira compreensão das várias variantes da língua como sabores distintos mas igualmente interessantes de um mesmo corpo linguístico. E nesse caso, uma vez mais, fica a pergunta: afinal qual era mesmo a utilidade do Acordo Ortográfico?

                                        Sim, o modo de construir uma frase diz muito mais de um povo que a mera ortografia. Estou em pleno acordo. A expressão escrita é algo distinto à ortografia. Mas se um acerto a nível ortográfico servir para atenuar qualquer tipo de diferenças gramaticias que existam, mesmo sem as exinguir por completo, eu pergunto, porque não faze-lo? As respostas à sua utildade já as deste.
                                        « Última modificação: 2 de Abril de 2008 por David Erif »
                                          A Amizade é uma Força que altera o Mundo

                                           

                                          Tópicos relacionados

                                            Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
                                          266 Respostas
                                          50025 Visualizações
                                          Última mensagem 3 de Abril
                                          por jxjx00
                                          47 Respostas
                                          14425 Visualizações
                                          Última mensagem 1 de Maio de 2005
                                          por bluejazz
                                          47 Respostas
                                          15678 Visualizações
                                          Última mensagem 6 de Novembro de 2013
                                          por blueboy
                                          3 Respostas
                                          2782 Visualizações
                                          Última mensagem 10 de Novembro de 2010
                                          por Jpbrasileiro
                                          2 Respostas
                                          2001 Visualizações
                                          Última mensagem 28 de Junho de 2011
                                          por forjaz