rede ex aequo

Olá Visitante26.jun.2022, 12:58:10

Sondagem

Em que partido pensas votar?

CDS-PP
7 (10.1%)
PSD
2 (2.9%)
PS
19 (27.5%)
CDU (PCP + PEV)
3 (4.3%)
BE
23 (33.3%)
Outros partidos
4 (5.8%)
Voto branco
5 (7.2%)
Voto nulo
2 (2.9%)
Não voto
4 (5.8%)

Votos totais: 59

Autor Tópico: Legislativas 2011  (Lida 29950 vezes)

 
Legislativas 2011
#80

Offline Miguel★

  • *****
  • Membro Elite
  • Género: Masculino
  • Sonhador apaixonado
    • A Minha Intensa Paixão
Estou muito desiludido com o povo português. Meteu na cabeça que Sócrates era isto e era aquilo e votou no farsante que é o Passos Coelho. É pena. Ainda não é desta que isto vai andar para a frente.

Legislativas 2011
#81

Offline Shitmydadsays

  • ***
  • Membro Total
Estou muito desiludido com o povo português. Meteu na cabeça que Sócrates era isto e era aquilo e votou no farsante que é o Passos Coelho. É pena. Ainda não é desta que isto vai andar para a frente.

Meteu na cabeça?

    Legislativas 2011
    #82

    Offline forjaz

    • ***
    • Membro Total
    • Género: Masculino
    • Quoniam unicum non iterabile.
    Pessoalmente acho interessante que ainda sem ter encetado funções já o novo Primeiro Ministro seja mau aos olhos de alguns opinantes.
    São as obras que classificam as pessoas. Se é certo que el ainda as não tem boas que o recomendem, também as não tem más que o tornem recusável.
    Talves seja já uma doença do nosso povo dizer mal de tudo e de todos e olhar sempre com desconfiança para o que é novo e se agarre a velhas tradições, por mais nefastas que sejam e a dogmas por mais obsuletos e desacreditados que se tenha provado serem.
    Será melhor esperar para ver. Pior do que se estava não se deve ficar, portanto...
      Forja de Vulcano

      Legislativas 2011
      #83

      Offline Adónis

      • ****
      • Membro Sénior
      Impressionante a queda do BE. Provavelmente deveu-se a transferência de voto útil para o PS. A mim agrada-me que os pequenos partidos de Direita e Esquerda cresçam. Deveriam ter tido ainda mais votos. Este sistema de alternância PS/PSD no poder só tem levado a tacho e jobs for the boys. Na maioria dos países europeus desenvolvidos os governos são todos de coligação e pode haver 7, 8 ou 9 partidos diferentes no parlamento. Até tenho pena que pequenos partidos como o MPT, o PAN ou o MEP não tenham eleito deputados. Espero que o BE não termine, pois faz falta à nossa democracia.

        Legislativas 2011
        #84

        Offline tal-go

        • *****
        • Membro Ultra
        • Género: Masculino
        • Um sonho...o Mundo.
        Não acho que tenha sido assim tão impressionante.
        O BE não é um partido que mostre um conjunto de ideias totalmente claras. Vai falando às pessoas sobre um pouco de tudo, mas não mostra verdadeiramente aquilo por onde se rege. Ou seja, falam um pouco de medidas em forma separada um pouco para ir agradando a todos os que se identificam com a ideologia de esquerda, seja o que isso for, para um público descontente, jovem e urbano.
        Por isso, muitos dos que votaram BE em 2009 tenham ficado tão desiludidos que agora nem foram votar. Mais do que transferências de votos, eu acredito-me mais em abstenções do público que geralmente vota A ou B. Muitos que votam PS votaram branco, nulo ou abstiveram-se, face à 2ª semana de campanha que correu muito mal a Sócrates e em que Passos Coelho ia sendo apresentado como o salvador e o ganhador. Isto mexeu com alguns indecisos, mas foi principalmente fundamental para uma grande mobilização dos que votam PSD e abstiveram-se em 2009 e uma desmobilização do PS cujos eleitores viram a "batalha" como perdida.

        Acho que aquilo que faz falta a Portugal é um partido social-democrata, na mais restrita aplicação desse termo.
        Talvez Sá Carneiro tenha sido o homem que tenha conduzido o PPD-PSD a essa ideologia mas, por razões óbvias, o seu plano ficou por concretizar. O actual PSD não é mais que um conjunto de neo-liberais que acham que o Estado não deve interferir em coisa alguma e que os sistemas sociais/colectivos de nada valem. Isso não é social-democracia.

          Legislativas 2011
          #85

          Offline Adónis

          • ****
          • Membro Sénior
          Não acho que tenha sido assim tão impressionante.
          O BE não é um partido que mostre um conjunto de ideias totalmente claras. Vai falando às pessoas sobre um pouco de tudo, mas não mostra verdadeiramente aquilo por onde se rege. Ou seja, falam um pouco de medidas em forma separada um pouco para ir agradando a todos os que se identificam com a ideologia de esquerda, seja o que isso for, para um público descontente, jovem e urbano.
          Por isso, muitos dos que votaram BE em 2009 tenham ficado tão desiludidos que agora nem foram votar. Mais do que transferências de votos, eu acredito-me mais em abstenções do público que geralmente vota A ou B. Muitos que votam PS votaram branco, nulo ou abstiveram-se, face à 2ª semana de campanha que correu muito mal a Sócrates e em que Passos Coelho ia sendo apresentado como o salvador e o ganhador. Isto mexeu com alguns indecisos, mas foi principalmente fundamental para uma grande mobilização dos que votam PSD e abstiveram-se em 2009 e uma desmobilização do PS cujos eleitores viram a "batalha" como perdida.

          Acho que aquilo que faz falta a Portugal é um partido social-democrata, na mais restrita aplicação desse termo.
          Talvez Sá Carneiro tenha sido o homem que tenha conduzido o PPD-PSD a essa ideologia mas, por razões óbvias, o seu plano ficou por concretizar. O actual PSD não é mais que um conjunto de neo-liberais que acham que o Estado não deve interferir em coisa alguma e que os sistemas sociais/colectivos de nada valem. Isso não é social-democracia.

          O BE tem dois caminhos. Ou se assume como partido de extrema-esquerda trotskista, e definha, ou vira para um caminho menos extremista, capta parte do eleitorado do PS e transforma-se num partido de Esquerda, deixando o extremo do espectro partidário para o PCP ou para o MRPP. Se for inteligente, o BE começa a trabalhar para captar parte do eleitorado e algumas individualidades do PS, da ala Manuel Alegre, e talvez nas próximas eleições consiga voltar a ficar perto dos 10%. Com a aplicação do plano da troika a esquerda só não vencerá daqui a 4 anos se não quiser. O PS arranja um novo líder carismático, e capta o centrão, encostando o PSD de novo aos 30%, e por sua vez o BE muda por dentro e recupera, e assim teremos um governo de coligação PS+BE.

          Este deve ser o futuro, crescimento de pequenos partidos, emagrecimento do PS e do PSD, e até aparecimento de novos partidos com acesso ao Parlamento. As democracias mais maduras da Europa do Norte funcionam assim ;)

          Quanto a uma verdadeira social-democracia, não me lembro que alguma vez tenha existido em Portugal  :-\

            Legislativas 2011
            #86

            Offline Miguel★

            • *****
            • Membro Elite
            • Género: Masculino
            • Sonhador apaixonado
              • A Minha Intensa Paixão
            Estou muito desiludido com o povo português. Meteu na cabeça que Sócrates era isto e era aquilo e votou no farsante que é o Passos Coelho. É pena. Ainda não é desta que isto vai andar para a frente.

            Meteu na cabeça?

            Pronto! Não leves a mal, mas parece que és mais um desses portugueses que cai em tudo o que lê e ouve. Cada cabeça precisa de pensar por si. Do tipo, ser autónomo... E realmente ninguém meteu nada na cabeça. Foi-lhes metido. Com esta campanha suja, imunda até, contra o antigo líder do PS, eu nem sei como aquele partido conseguiu mais de 1.5 milhão de votos nas Eleições. Os portugueses sofrem de um grave problema. Esquecem-se rapidamente do que os outros fazem de bom. Quando os outros erram ficam logo obcecados com esses erros e praticamente não deixam ninguém trabalhar. Este Governo socialista foi provavelmente o mais pressionado de sempre, quer pela Oposição, quer pela Comunicação Social, quer pelo povo em geral. Em parte, as coisas descarrilaram por causa desta Opinião Pública infundada e precipitada. Perdi o respeito pelos portugueses. Querem facilidades, mas isto não é a Noruega nem o Reino Unido. Aprendam a viver com o que têm e serão mais felizes. Todos os países da zona Euro passaram por uma crise economico-financeira. Infelizmente a batata quente encontra-se agora em Portugal. Mas com este desânimo todo da população, que só se sabe queixar em vez de enfrentar os problemas, não vamos muito longe.

            José Sócrates, como primeiro-ministro, teve altos e baixos. Cometeu erros, mas foi uma pessoa que deu atenção às classes sociais mais desfavorecidas assim como às minorias. Em matéria social, foi o melhor primeiro-ministro de que me lembro. São políticos assim, com mente aberta, que Portugal precisa para abrir horizontes.
            « Última modificação: 9 de Junho de 2011 por JM Star »

              Legislativas 2011
              #87

              Offline Shitmydadsays

              • ***
              • Membro Total
              JM Star, eu ia ter o trabalho de te responder, mas acho que a melhor resposta a tais afirmações é deixar-te ficar quieto.
              Boa sorte no mundo, a sério.

                Legislativas 2011
                #88

                Offline forjaz

                • ***
                • Membro Total
                • Género: Masculino
                • Quoniam unicum non iterabile.


                 Aprendam a viver com o que têm e serão mais felizes. Todos os países da zona Euro passaram por uma crise economico-financeira. Infelizmente a batata quente encontra-se agora em Portugal. Mas com este desânimo todo da população, que só se sabe queixar em vez de enfrentar os problemas, não vamos muito longe.
                 
                [/quote]

                Curiosamente, foi Sócrates quem criou a ideia de que Portugal era o melhor dos mundos possiveis, foi ele quem anunciou o novo Éden português.
                Quem não se recorda dos discursos em que foi dito que Portugal foi o último a entrar na crise e seria o primeiro a sair dela? Quem não se se lembra da invocação de estudos e análises em que já era provada a retoma da economia? E a genuina indignação com que eram vilipendiados os que de todos os sectores diziam que o País caía a pique? Quem disse que os sucessivos PEC's era a soluçã e que Portugal não precisava da ajuda externa e depois a apresentou como sendo uma medida genial de uma mente previligiada?

                Enfim, será de pensar uma de duas coisas: o Sr. Eng. Sócrates sabia da situação e iludia a realidade, ou a ignorava. Fosse como fosse, o prejuizo foi o que se viu.
                Portanto, sendo certo que os Portugueses vivem num nivel superior às reais possibilidades do País e que esperam do Estado tudo o que devem e não devem esperar, foi porque muitos e o Sr. Eng. Sócrates mais que ninguém, lhes inculcou a ideia que isso era possivel.
                  Forja de Vulcano

                  Legislativas 2011
                  #89

                  Offline Miguel★

                  • *****
                  • Membro Elite
                  • Género: Masculino
                  • Sonhador apaixonado
                    • A Minha Intensa Paixão
                  Shitmydadsays não respondes porque não há nada a responder. Um facto não pode ser contestado. Eu estou quieto e calmo, a afirmar verdades. Os portugueses queixam-se demais. Chega a enjoar. Eu vivo cá e sei o que digo. É mais fácil pôr as culpas num primeiro-ministro. É sempre mais fácil culpar os outros, por tudo e por nada. Isso é de gente fraca, sem garra. E constato isso através dos comentários às notícias no Facebook. A lenga-lenga é sempre a mesma. Se não gostas do que digo não há nada que eu possa fazer. Portugal não é nem nunca vai ser o país da Europa mais desenvolvido. A população precisa de meter na cabeça que não pode viver à rica. Boa sorte para ti também.
                  « Última modificação: 15 de Junho de 2011 por JM Star »

                    Legislativas 2011
                    #90

                    Offline Filipeteatro

                    • ***
                    • Membro Total
                    • Género: Masculino
                    • só tenho uma vida e é esta que quero viver!!
                    Shitmydadsays não respondes porque não há nada a responder. Um facto não pode ser contestado. Eu estou quieto e calmo, a afirmar verdades. Os portugueses queixam-se demais. Chega a enjoar. Eu vivo cá e sei o que digo. É mais fácil pôr as culpas num primeiro-ministro. É sempre mais fácil culpar os outros, por tudo e por nada. Isso é de gente fraca, sem garra. E constato isso através dos comentários às notícias no Facebook. A lenga-lenga é sempre a mesma. Se não gostas do que digo não há nada que eu possa fazer. Portugal não é nem nunca vai ser o país da Europa mais desenvolvido. O população precisa de meter na cabeça que não pode viver à rica. Boa sorte para ti também.

                    nem mais ... o português tem de deixar os maus hábitos e ser consciente!!!

                      Legislativas 2011
                      #91

                      Offline Adónis

                      • ****
                      • Membro Sénior
                      Shitmydadsays não respondes porque não há nada a responder. Um facto não pode ser contestado. Eu estou quieto e calmo, a afirmar verdades. Os portugueses queixam-se demais. Chega a enjoar. Eu vivo cá e sei o que digo. É mais fácil pôr as culpas num primeiro-ministro. É sempre mais fácil culpar os outros, por tudo e por nada. Isso é de gente fraca, sem garra. E constato isso através dos comentários às notícias no Facebook. A lenga-lenga é sempre a mesma. Se não gostas do que digo não há nada que eu possa fazer. Portugal não é nem nunca vai ser o país da Europa mais desenvolvido. O população precisa de meter na cabeça que não pode viver à rica. Boa sorte para ti também.

                      A verdade é que o último Governo fez um esforço enorme para que os portugueses criassem empresas. Ainda há muito a fazer, mas nunca houve tantas condições para a criação de novos negócios como nos últimos anos. Portugal nunca foi um verdadeiro país capitalista ao estilo da Alemanha, da França, da Itália ou do Reino Unido, por mil e uma razões. Sempre houve mecanismos que impediam a ascensão social e classes protegidas. O PS cometeu imensas asneiras, mas ainda assim tem sido o partido que mais combateu as diferenças sociais e que pôs mais termo às regalias dos «protegidos». A Direita portuguesa é uma anedota, sem ideologia e que só serve para salvaguardar certos interesses. O PS bem se esforçou, mas os portugueses não corresponderam a esse esforço e continuaram a não querer criar negócios e exportar. Criticam o Sócrates, mas a realidade do quotidiano mostra apenas que o maior culpado de tudo isto é acima de tudo o povo português. E não há ninguém que diga isto, cai mal, é mais fácil arranjar um bode expiatório, neste caso José Sócrates.


                      PS: e a questão dos direitos LGBT demonstrou muita coragem. O típico do político português seria continuar a adiar eternamente a questão. José Sócrates quebrou a tradição.
                      « Última modificação: 9 de Junho de 2011 por Adónis »

                        Legislativas 2011
                        #92

                        Offline Shitmydadsays

                        • ***
                        • Membro Total
                        Acredita que tinha resposta para todas as barbaridades que já para aí disseste, mas pela primeira vez vejo o caso de alguém que parece tão "afogado" numa percepção errada que nem me vou dar ao trabalho de discutir contigo, muito menos por escrito, tenho melhores coisas para fazer com o meu tempo.

                        Agora tem muito cuidado com as afirmações que fazes sobre as pessoas, não me conheces, não podias estar mais errado, o teu maior erro comigo seria incluir-me com a maioria dos portugueses.

                        Todas as tuas informações são refutadas pela nossa actualidade.
                        Contra factos não há argumentos, o país nunca esteve tão mal no passado recente, é culpa de uma crise mundial, mas só em parte, todos os outros estragos foram feitos pelos últimos anos de governação, principalmente pelos últimos seis.

                        Podem vir com, "ah mas o outro não fazia melhor", não interessa... foi o PS que lá esteve e cometeu erro atrás de erro, ignorou a situação, endividou o país até ao tutano e não equilibrou os cortes que impôs às pessoas com cortes na sua própria casa.

                        Seria engraçado viver nesse teu mundo de optimismo, mas isso significaria ser "tapado"... para mim o pior cego é aquele que não quer ver, e prefiro ser revolucionário mas realista.

                          Legislativas 2011
                          #93

                          Offline Wanted

                          • *****
                          • Membro Elite
                          • Género: Feminino
                          • dont become a monster,in order to defeat a monster
                          Pessoal, como é possível atribuirmos a culpa da desgraça do nosso país apenas a uma pessoa, distintamente chamada de Sr. Eng, José socrates?

                          Jamais podemos deitar a culpa a este homem, que mais nao fez da vida senão tentar governar um país, infligido por outros, massacrado no passado, e agora no presente. Começo a rir cada vez que vejo um debate, porque as propostas governamentais nao são discutidas, mas sim a cor das gravatas, e os passos em falso que os rivais dão. Mas que governo circense é este?

                          os próprios portugueses são calões e preguisosos. De onde vem os 41% de abstenção? de onde vem aquela percentagem astronómica do desemprego? Desempregados esses, nos quais muitos deles estão no desemprego à anos ( muitos deles da nossa idade) porque para estarem a trabalhar ou a ganhar o mesmo que no desemprego, preferem estar em casa de c* sentado durante 3 anos...depois procura-se trabalho, e nao há, porque o curriculo nao o permite, porque nao tem experiência.

                          Depois atribuimos a culpa a um desempregado de 50 anos, que trabalha na mesma empresa da qual foi despedido, a 30 anos, por procurar trabalho, ou um subsidio ao qual muitas vezes nao tem direito.

                          Desde que o PSD ganhou as eleições a unica palavra sonante que se houve é : PRIVATIZAÇÕES. a economia não e mais importante do que a RTP, que é uma televisão do estado...privatizar para quê? para dar lucro??

                          o problema da politica e seja de que partido for, é parecer bem para a população. Eu não. eu quero um partido que consiga gerir um pais forte, com uma ecnonomia forte...sabem porquê...porque quero ganhar o meu ordenado de acordo com aquilo de trabalho...sim, porque eu nao fico em casa a receber subsidios e a ver as tardes da júlia.

                          desculpem-me a frieza, mas a politica muitas vezes também é o que nos vai na alma...
                            "...as grandes ideias surgem da observação dos pequenos pormenores."

                            Legislativas 2011
                            #94

                            Offline strings

                            • ***
                            • Membro Total
                            • Género: Masculino
                            • Don't tread on me
                            Desde que o PSD ganhou as eleições a unica palavra sonante que se houve é : PRIVATIZAÇÕES. a economia não e mais importante do que a RTP, que é uma televisão do estado...privatizar para quê? para dar lucro??

                            Acho que os Portugueses precisam de uma 'wake up call' no que diz respeito ao sector empresarial do Estado. A RTP em particular é um antro de abusos absolutamente abomináveis no que diz respeito à carteira do contribuinte: têm o mesmo número de técnicos de teleponto que a TVI em todos os seus funcionários. Não se justifica um orçamento de mais de 100 milhões de euros para a RTP Memória se pôr a dar a Amália e as séries dos anos 80 que eu posso ir ver ao YouTube, nem os outros canais das ilhas e internacionais que ainda por cima são de uma execução execrável sob o ponto de vista jornalístico.

                            O mais giro é que quem se opõe à privatização da RTP de punho cerrado são a SIC e a TVI: gostam muito da isenção parcial de publicidade pela qual a RTP se rege (o que os obriga a ir buscar mais aos nossos bolsos), e que deixa aos privados lucros mais chorudos nesse sector. O Paulo Portas veio dizer que a saturação do mercado publicitário impossibilita a privatização da RTP, mas tudo o que uma privatização faria (com a consequente abertura ao investimento publicitário) seria obrigar a publicidade a fazer escolhas quanto à sua distribuição - pensemos em Darwinismo dos média. Nesse cenário, ou a RTP corta as gorduras (que são imensas e extraordinárias: o Jorge Gabriel não precisa de ganhar 650€ por dia a fazer aquelas palhaçadas de manhã, à custa da população activa) e prova que tem valor suficiente para competir no mesmo plano com a SIC ou a TVI, ou vai ao fundo. Ou talvez uma das outras duas vá ao fundo, não sei. Quem diz que certos serviços públicos têm de ser mantidos na sua condição e gerência actual por serem 'estratégicos' e necessários para a população ignora que quem determina isso no mercado é, precisamente, a população de consumidores, e que muitas vezes determinam uma coisa bem diferente do que os políticos põem na sua boca colectiva.

                            Claro que o que não vale mesmo a pena é privatizar para depois se aplicarem licensas de exclusividade, subsídios e tudo o mais. Foi assim que se fez a pseudo-privatização dos caminhos ferroviários em Inglaterra.

                              Legislativas 2011
                              #95

                              Offline tal-go

                              • *****
                              • Membro Ultra
                              • Género: Masculino
                              • Um sonho...o Mundo.
                              Claro que o que não vale mesmo a pena é privatizar para depois se aplicarem licensas de exclusividade, subsídios e tudo o mais. Foi assim que se fez a pseudo-privatização dos caminhos ferroviários em Inglaterra.
                              Ir tão longe para quê? Aqui no nosso país temos a feliz palhaçada que foi o desmantelamento da Rodoviária Nacional e a sua divisão em feudos de exclusividade onde só pode operar uma empresa mediante uma licença...de exclusividade.

                              Depois as empresas foram sendo adquiridas por multinacionais e chegámos à situação de hoje, pior que a aquela que existia quando a RN existia. Oferta desconexa, desencontrada, minguada e com autocarros tão ou mais velhos que aqueles que a RN possuía (construídos em Portugal, ao contrário destes que as multinacionais nos impingem).

                                Legislativas 2011
                                #96

                                Offline forjaz

                                • ***
                                • Membro Total
                                • Género: Masculino
                                • Quoniam unicum non iterabile.
                                Depois as empresas foram sendo adquiridas por multinacionais e chegámos à situação de hoje, pior que a aquela que existia quando a RN existia. Oferta desconexa, desencontrada, minguada e com autocarros tão ou mais velhos que aqueles que a RN possuía (construídos em Portugal, ao contrário destes que as multinacionais nos impingem).

                                Curiosamente, eu que moro no interior, constato precisamente o contrário. A minha terra tinha desde há muitas décadas (logo após a extinção do serviços de diligencias e da mala-posta) uma estação de camionagem bastante movimentada que ligava a vila às principais cidades e desde muito cedo à capital. Em 75 a empresa de que esta era filial, foi engolida pela RN que ao que parece "remodelou" tudo.
                                Pessoalmente lembro-me da miséria que eram os autocarros que faziam as carreiras regulares locais, bem como os que faziam os transports escolares.
                                Depois que a RN se desmembrou, é certo que a vila perdeu a estação, que até actualmente estava mal situada e já não respondia, mas a nivel de qualidade os transportes melhoraram a olhos visto. Hoje os alunos são transportados em autocarros melhores que os que a RN trazia antes nos expressos de longo curso.
                                Portanto, neste aspecto, se noutros e por várias razões não fosse adepto da privatização da economia, teria de me render ás evidencias.
                                Claro que a televisão é assunto que fia mais fino...
                                Seja, embora, um saco sem fundo de dinheiro dos contribuintes, não escapa às tentativas de meter a colher num meio tão poderoso e eficaz de propaganda por parte de quem detem o poder.
                                É certo que os tempos hoje são outros, mas quando foi da Revolução dos Cravos, em que a liberdade foi cantada e decantada até à nausea (na teoria, claro), a televisão foi mais manipulada que nunca. No tempo da Pide os homenzinhos do lápis azul cortavam e pronto, que preenchessem o tempo com modinhas, romarias e feiras de gado, competentemente cobertas pelo Eng. Sousa Veloso.
                                Depois do 25 do 4, os senhores que se sabe, chegavam à redacção com as noticias cozinhadas que os pivots de serviço papaguevam.
                                Ainda hoje lá há na estação gente desse tempo que se opôs a tais abusos.
                                Certo é que, pelo tempo fora, ainda que menos descaradamente, as intromissões continuaram.
                                Ora, se é para isto que se quer uma televisão estatal e se chama a isto serviço público, estamos conversados.
                                  Forja de Vulcano

                                  Legislativas 2011
                                  #97

                                  Offline Miguel★

                                  • *****
                                  • Membro Elite
                                  • Género: Masculino
                                  • Sonhador apaixonado
                                    • A Minha Intensa Paixão
                                  Acredita que tinha resposta para todas as barbaridades que já para aí disseste, mas pela primeira vez vejo o caso de alguém que parece tão "afogado" numa percepção errada que nem me vou dar ao trabalho de discutir contigo, muito menos por escrito, tenho melhores coisas para fazer com o meu tempo.

                                  Agora tem muito cuidado com as afirmações que fazes sobre as pessoas, não me conheces, não podias estar mais errado, o teu maior erro comigo seria incluir-me com a maioria dos portugueses.

                                  Todas as tuas informações são refutadas pela nossa actualidade.
                                  Contra factos não há argumentos, o país nunca esteve tão mal no passado recente, é culpa de uma crise mundial, mas só em parte, todos os outros estragos foram feitos pelos últimos anos de governação, principalmente pelos últimos seis.

                                  Podem vir com, "ah mas o outro não fazia melhor", não interessa... foi o PS que lá esteve e cometeu erro atrás de erro, ignorou a situação, endividou o país até ao tutano e não equilibrou os cortes que impôs às pessoas com cortes na sua própria casa.

                                  Seria engraçado viver nesse teu mundo de optimismo, mas isso significaria ser "tapado"... para mim o pior cego é aquele que não quer ver, e prefiro ser revolucionário mas realista.

                                  Irónico falares em barbaridades. Foi o Governo do PSD em 2004 (incompetente até dizer chega) que foi mandado abaixo por um Presidente da República!!! Não vi isso acontecer com um governo socialista. Mede as tuas palavras e pensa antes de escreveres.  Dizer que "o país nunca esteve tão mal no passado recente, é culpa de uma crise mundial, mas só em parte, todos os outros estragos foram feitos pelos últimos anos de governação, principalmente pelos últimos seis" não foi muito inteligente. Não ouvi nenhum polítólogo ou comentador dizer que os 6 anos de governação do Sócrates fizeram só "estragos". Quem sabe, sabe. Foi o Sócrates que em 2005 retirou o teu país da fossa depois de um governo PSD/CDS completamente desastroso. Típico de portugueses cuspir no prato onde comeram. E vamos voltar ao mesmo que na década passada com este governo. Mal posso esperar para ver estes portugueses começarem a falar mal do Passos Coelho. Verdade seja dita: português que é português nunca está contente com nada. E qual optimismo? Então eu estou a dizer-te que os portugueses não devem viver à rica e que devem aprender a viver com o que têm e tu falas-me em optimismo? Tu leste bem a minha resposta?

                                  Deixa esse bode expiatório. E depois não queres que eu te compare à massa mas ages como ela. Assim não dá, rapaz. lol O problema não era o PS nem Sócrates. O problema é a mentalidade do teu povo, que por acaso também é o meu.

                                  Shitmydadsays não respondes porque não há nada a responder. Um facto não pode ser contestado. Eu estou quieto e calmo, a afirmar verdades. Os portugueses queixam-se demais. Chega a enjoar. Eu vivo cá e sei o que digo. É mais fácil pôr as culpas num primeiro-ministro. É sempre mais fácil culpar os outros, por tudo e por nada. Isso é de gente fraca, sem garra. E constato isso através dos comentários às notícias no Facebook. A lenga-lenga é sempre a mesma. Se não gostas do que digo não há nada que eu possa fazer. Portugal não é nem nunca vai ser o país da Europa mais desenvolvido. O população precisa de meter na cabeça que não pode viver à rica. Boa sorte para ti também.

                                  A verdade é que o último Governo fez um esforço enorme para que os portugueses criassem empresas. Ainda há muito a fazer, mas nunca houve tantas condições para a criação de novos negócios como nos últimos anos. Portugal nunca foi um verdadeiro país capitalista ao estilo da Alemanha, da França, da Itália ou do Reino Unido, por mil e uma razões. Sempre houve mecanismos que impediam a ascensão social e classes protegidas. O PS cometeu imensas asneiras, mas ainda assim tem sido o partido que mais combateu as diferenças sociais e que pôs mais termo às regalias dos «protegidos». A Direita portuguesa é uma anedota, sem ideologia e que só serve para salvaguardar certos interesses. O PS bem se esforçou, mas os portugueses não corresponderam a esse esforço e continuaram a não querer criar negócios e exportar. Criticam o Sócrates, mas a realidade do quotidiano mostra apenas que o maior culpado de tudo isto é acima de tudo o povo português. E não há ninguém que diga isto, cai mal, é mais fácil arranjar um bode expiatório, neste caso José Sócrates.


                                  PS: e a questão dos direitos LGBT demonstrou muita coragem. O típico do político português seria continuar a adiar eternamente a questão. José Sócrates quebrou a tradição.

                                  Nem mais. Este governo foi muito bom em matéria social como eu referi. Esteve do lado dos mais fracos e das minorias. Isso é de louvar.
                                  Tens toda a razão em relação à Direita. Eu não sou comunista nem radical de Esquerda mas a a Direita portuguesa (não como as lá de fora) é oca. Se fosse uma pessoa não teria personalidade.
                                  Dizes bem, o PS tentou mas o trabalhar não lá muito o forte do nosso povo. O subsídio de desemprego sabe bem. Se as empresas não investem não se criam postos de trabalho e não se exporta mais. O problema é esse. Não compreendo porque é que os nossos conterrâneos passavam a vida a maldizer o Sócrates, quando eram eles que se tinham que fazer à vida. Eu sou do lema "falar menos e fazer mais".
                                  « Última modificação: 15 de Junho de 2011 por JM Star »

                                    Legislativas 2011
                                    #98

                                    Offline Shitmydadsays

                                    • ***
                                    • Membro Total
                                    Bem JM Star, tu bates recordes a sério, nunca vi.

                                    Eu leio as tuas palavras e fico a tentar decifrar se estás a gozar ou a falar a sério.
                                    Boa sorte na vida, deves ir longe... mas deves mesmo, já deves ter o nome na JS à espera que te venham bater à porta.
                                    Já eu não só "boy" de ninguém, penso por mim e penso muito, até li os programas dos governos (vejam lá tamanha estupidez), vi os debates todos e coloquei a minha cruz depois de alguma reflexão... vejam lá tamanho anormal que eu sou.

                                    Assim não dá? Isso digo-te eu.

                                      Legislativas 2011
                                      #99

                                      Offline tal-go

                                      • *****
                                      • Membro Ultra
                                      • Género: Masculino
                                      • Um sonho...o Mundo.
                                      mas a nivel de qualidade os transportes melhoraram a olhos visto. Hoje os alunos são transportados em autocarros melhores que os que a RN trazia antes nos expressos de longo curso.

                                      Mal do mundo se em muitas situações se fizessem transportar em carros piores do que aqueles que a RN possuía. O mundo evoului e a indústria automóvel também.
                                      O que é a realidade é que as empresas que ficaram com a RN têm nas estradas Portuguesas veículos de 1985, 1987 e 1992 (importados ou relocalizados de concessões no estrangeiro que já não aceitam tais veículos) com bastante frequência.
                                      A RN, por seu turno, na maioria do seu serviço, tinha nos seus serviços urbanos autocarros dos anos 80 (e alguns de 90) e nos interurbanos veículos dos anos 70 e 80, embora esses veículos montados em Portugal fossem um tanto ou quanto desactualizados face ao que se fazia no estrangeiro na mesma altura. Muitos desses veículos ainda circulam nas nossas estradas, mesmo na Vimeca ou em algumas carreiras da TST.

                                      Relativo à qualidade, além dos próprios veículos serem iguais ou da mesma geração - com excepção de alguns casos - a qualidade do serviço prestado às populações foi decaindo ao longo dos anos com sucessivas supressões de horários, desmesurados aumentos no tarifário e especialmente nas assinaturas mensais e o fim da ofertas combinadas entre as distintas "redes" da RN. Torna-se utópico hoje em dia ir de Nisa ao Fundão combinando a RA e a RBI, coisa que no tempo da RN era possível em termos de horário (a oferta combinada) e com um tarifário que não penaliza o transbordo (bilhete com o número de km do percurso total e não um bilhete de Nisa a C.Branco e outro daí ao Fundão).

                                      Por isso não é mentira quando digo que todo o processo de privatização foi vergonhoso para o Estado Português e mau para as populações.
                                      Não foram exigidas nem contrapartidas aos privados nem obrigações de serviço público. Não foram estabelecidos horários nem ofertas combinadas nem nenhuma estratégia de reforçar o papel do transporte público. Foi apenas e só o entregar do maior operador de transporte de passageiros e mercadorias às mãos do privados, não obstante de ser o IMTT a vistoriar todas as concessões, a não permitir concorrência directa e a definir um tecto máximo na bilhética. De resto...são livres para tudo. Na área de Lisboa e Setúbal, as empresas que comprassem partes da RN estariam apenas obrigadas a uma coisa: aceitar o passe social, pelo menos, nas carreiras da antiga rede da RN.

                                      Assim, para acabar com a RN, aconteceu:
                                      A Vimeca conseguiu o monopólio dos transportes na Amadora e Oeiras e mais tarde em Sintra e Cascais.
                                      A Barraqueiro tem o monopólio da maioria do Oeste e uma grande parte de Loures, Odivelas, Caneças, Bucelas, Almada, Montijo e Seixal ao que se juntou o Algarve, o Alentejo, Setúbal, Palmela e Sesimbra em fases posteriores, não admitindo a entrada da Vimeca no território de Caneças ou Odivelas à excepção das carreiras que existiam no tempo da RN. É utópico hoje em dia pensar-se em ir da Amadora a Odivelas em transporte público, porque ele não existe devido a estas guerras entre empresas.
                                      A Arriva foi entrando no Norte comendo empresa pequena em empresa pequena, tendo já uma dimensão enorme.
                                      E a Transdev domina em grande parte do Douro Litoral e Braga. Tem uma forte presença em todas as Beiras, não actuando ainda em monopólio porque ainda consegue ter duas ou três rivais de média dimensão...até quando?

                                      E mais. O fim de milhares de linhas de caminho de ferro em 1990 não foi inocente. O governo da altura sabia muito bem com que linhas se cosia.
                                      Cessando a exploração ferroviária, a CP asseguraria durante um curto período de tempo o transporte ferroviário findo o qual a RN ficaria com as concessões.
                                      Mas como a privatização da RN já estava em mente, o espectáculo já estava montado! Eliminava-se o principal concorrente da rodovia de passageiros, que era o comboio, e todas as concessões de transporte público naquelas regiões ficariam nas mãos desses tais privados após o desmembramento da RN.

                                         

                                        Tópicos relacionados

                                          Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
                                        105 Respostas
                                        19461 Visualizações
                                        Última mensagem 22 de Fevereiro de 2011
                                        por icognita
                                        13 Respostas
                                        4208 Visualizações
                                        Última mensagem 22 de Maio de 2011
                                        por Maped
                                        1 Respostas
                                        1577 Visualizações
                                        Última mensagem 28 de Maio de 2011
                                        por Templarius
                                        0 Respostas
                                        2384 Visualizações
                                        Última mensagem 27 de Março de 2011
                                        por filipepaulo
                                        16 Respostas
                                        4249 Visualizações
                                        Última mensagem 25 de Novembro de 2015
                                        por carolinalg