rede ex aequo

Olá Visitante22.abr.2021, 11:59:36

Autor Tópico: Castle  (Lida 988 vezes)

 
Castle
#0

Offline BrokenAngel

  • *****
  • Membro Ultra
  • ---AloneAgain---
    • Silent Words in the Darkness
Comecei a ver por ser com o Nathan Filion do Firefly.... (e outras coisas do Joss Whedon)... No início, não liguei muito... e não achava a Stana Katic nada de mais...

Agora não consigo parar de ver... acho-a LINDA! (e não faz muito o meu estilo...) Então na 4ª temporada, acho que os meus olhos brilhavam cada vez que ela aparecia no ecrã... a voz.... tudo....

(e depois perco horas no youtube a ver clips dela.....)
    E quando o futuro não está nas nossas mãos? Deixamo-nos ir? Tentamos ser donos? Resignamo-nos?

    Silent Words in the Darkness 

    Castle
    #1

    Offline Templarius

    • *****
    • núcleo lgbti braga
    • Membro Vintage
    • Género: Masculino
    • *water and ice*
    Eu comecei a ver a série porque a mãe do Castle, Martha Rodgers (protagonizado pela atriz Susan Sullivan) é uma das personagens principais da minha série vintage favorita, Falcon Crest. :P

    A título de curiosidade, esta atriz também fez a série Dharma&Greg, era a mãe do Greg, a Kitty Montgomery. :)
    « Última modificação: 15 de Setembro de 2016 por Templarius »


      Castle
      #2

      Offline ÉssePê

      • *****
      • Membro Ultra
      • Género: Feminino
      • As pessoas não mudam. Revelam-se.
        • My Dream's ♥
      A meu ver, uma das melhores séries de sempre! Gostei tanto :)
        "Às vezes ouço passar o vento, e só de ouvir o vento passar, vale a pena ter nascido."

        Castle
        #3

        Offline ÉssePê

        • *****
        • Membro Ultra
        • Género: Feminino
        • As pessoas não mudam. Revelam-se.
          • My Dream's ♥
        Já agora, sugiro a série The Rookie, que tem como protagonista Nathan Fillion e que por acaso aborda a homossexualidade na LAPD. Adoro a série!


        Enviado do meu iPhone 11 usando o Tapatalk
          "Às vezes ouço passar o vento, e só de ouvir o vento passar, vale a pena ter nascido."