rede ex aequo

Olá Visitante19.out.2021, 18:44:08

Autor Tópico: Preciso mesmo de desabafar  (Lida 8137 vezes)

 
Preciso mesmo de desabafar
#0

Offline _Pipoca_

  • *****
  • Membro Ultra
  • Género: Feminino
Boa noite,

Desculpem o desabafo, mas preciso mesmo de deitar cá para fora o que estou a sentir.

A minha vida nunca foi muito fácil, e pior ficou quando aos 15 anos (2004) comecei a ter ataques de pânico e ansiedade.
Não foi nada fácil, foram muitos anos a viver com isto.
Em finais de 2014, voltei a ter uma recaída e senti -me perdida de novo, mas tive ajuda de uma psicóloga.
Em Fevereiro de 2015, conheci uma pessoa que ia mudar a minha vida.
Ela vivia em Lisboa, e eu nem era capaz de sair da minha zona de conforto (Leiria) e ela fez com que conseguisse, mudei-me para lá nesse mesmo ano em Setembro e fui morar sozinha num quarto.
Nunca pensei na minha vida conseguir tal coisa.
Namorámos durante 2 anos e tal e a nossa relação acabou no dia 19 de dezembro.
Fiquei desempregada em Novembro e foi difícil de arranjar trabalho, a minha ex disse para eu ir viver com ela para Lisboa, porque eu estava perto de Sintra e não iria conseguir pagar o quarto.
Mas nesse dia 19 de Dezembro, acabou :( ela disse que não me queria la em casa assim (desemprego).
Tive que voltar para Leiria, para juntos dos meus pais, sei que eles gostam muito de mim, mas eu não consigo estar aqui. Só quero voltar, parece que voltar a Leiria foi como voltar atrás no tempo e eu nesta cidade não tenho boas recordações, sinto um sufoco estar aqui.
Neste momento sinto-me perdida, ainda por cima nao tenho com quem falar. Perdi a pessoa que gostava, perdi metade de mim.
Todos os dias choro, não sei que fazer, não sei mesmo. Estou numa tristeza profunda e numa ansiedade que não desejo a ninguém.
Não queria ter de novo uma recaída, uma vez que conquistei tanta coisa nestes anos.

Desculpem o longo desabafo :(

    Preciso mesmo de desabafar
    #1

    Offline codename:none

    • *****
    • núcleo lgbti braga
    • Membro Ultra
    • Género: Feminino
    • "You'll never walk alone"
    Olá, Pipoca.
    Não é fácil ler o que escreveste e mais difícil ainda deve ser ter que viver com isso.
    Acredito que acabaram por razões fortes, porque sendo uma relação de dois anos não terá sido fácil para ninguém. Voltar a viver com os pais depois de termos estado fora é sempre duro e parece sempre que demos 10 passos atrás. E neste momento tudo parece pior porque acabaste uma relação duradoura e, da mesma forma que a tua vida mudou quando a começaste, voltou a mudar quando a acabaste.
    No entanto, há uma coisa que é preciso entender nesta fase e será isso que te vai ajudar daqui para a frente: uma porta fecha, outra abre-se. A tua relação era uma grande parte de ti, da tua vida, mas não era tudo. Há outras coisas para as quais vais ter que (re)aprender a viver e, mesmo que seja duro e demore algum tempo, será isso que te vai ajudar.
    Não estás sozinha, tens-nos a todos aqui. Estamos cá para te ouvir, para te ajudar a seguir um novo caminho e um longe da pessoa que te mudou a vida duas vezes. Porque a vida é tua e és tu que decides como a viver! Não é a tua ex, não são os teus pais; és tu.
    Se for preciso qualquer coisa, está à vontade :) muita força!
      Somos de Braga, deixamos a porta aberta!
      O núcleo da rede ex aequo de Braga já abriu! Para saber mais sobre o que andamos a tramar, explora o fórum ou manda MP :)

      Preciso mesmo de desabafar
      #2

      Offline _Pipoca_

      • *****
      • Membro Ultra
      • Género: Feminino
      Olá, Pipoca.
      Não é fácil ler o que escreveste e mais difícil ainda deve ser ter que viver com isso.
      Acredito que acabaram por razões fortes, porque sendo uma relação de dois anos não terá sido fácil para ninguém. Voltar a viver com os pais depois de termos estado fora é sempre duro e parece sempre que demos 10 passos atrás. E neste momento tudo parece pior porque acabaste uma relação duradoura e, da mesma forma que a tua vida mudou quando a começaste, voltou a mudar quando a acabaste.
      No entanto, há uma coisa que é preciso entender nesta fase e será isso que te vai ajudar daqui para a frente: uma porta fecha, outra abre-se. A tua relação era uma grande parte de ti, da tua vida, mas não era tudo. Há outras coisas para as quais vais ter que (re)aprender a viver e, mesmo que seja duro e demore algum tempo, será isso que te vai ajudar.
      Não estás sozinha, tens-nos a todos aqui. Estamos cá para te ouvir, para te ajudar a seguir um novo caminho e um longe da pessoa que te mudou a vida duas vezes. Porque a vida é tua e és tu que decides como a viver! Não é a tua ex, não são os teus pais; és tu.
      Se for preciso qualquer coisa, está à vontade :) muita força!

      Obrigada, mas não está a ser nada fácil, tenho esperança de voltar para lá, mas longe dela.
      Parece que neste momento não tenho forças para nada.
      Queria pensar mais em mim neste momento, mas está mesmo complicado.

        Preciso mesmo de desabafar
        #3

        Offline codename:none

        • *****
        • núcleo lgbti braga
        • Membro Ultra
        • Género: Feminino
        • "You'll never walk alone"
        Esta primeira fase vai ser muito complicada, especialmente estando desempregada. Acabas a pensar só nisso, o que não é benéfico. Mas tu tens forças, disso não duvides! A maior força é a força de vontade :) encontras essa e as outras seguem atrás.
          Somos de Braga, deixamos a porta aberta!
          O núcleo da rede ex aequo de Braga já abriu! Para saber mais sobre o que andamos a tramar, explora o fórum ou manda MP :)

          Preciso mesmo de desabafar
          #4

          Offline _Pipoca_

          • *****
          • Membro Ultra
          • Género: Feminino
          Esta primeira fase vai ser muito complicada, especialmente estando desempregada. Acabas a pensar só nisso, o que não é benéfico. Mas tu tens forças, disso não duvides! A maior força é a força de vontade :) encontras essa e as outras seguem atrás.

          Assim espero

            Preciso mesmo de desabafar
            #5

            Offline Atomic

            • *****
            • Membro Ultra
            • Género: Masculino
            • Everything changes when you grow old...
              • Somos Blergh
            Acho que tenho muito pouco a juntar ao que a codename já disse, estas situações são complicadas, principalmente tendo em conta que é algo que acabou de acontecer :/

            Acho que por agora seria positivo focares-te em ti mesma, reestablecer contactos que poderás ter deixado cair enquanto estavas na tua relação (às vezes com a falta de tempo uma pessoa afasta-se de um monte de pessoas importantes), tenta procurar emprego, a taxa de desemprego anda a baixar por isso pode ser que tenhas sorte com isso.

            Vou só reforçar o que a codename disse sobre o apoio, espero que nunca sintas que não tens alguém com quem partilhar os teus problemas, porque estamos nós aqui sempre para te ouvir e ajudar como for possível!

            Preciso mesmo de desabafar
            #6

            Offline _Pipoca_

            • *****
            • Membro Ultra
            • Género: Feminino
            a taxa de desemprego anda a baixar por isso pode ser que tenhas sorte com isso.

            Não acredites muito nisso, é tudo falso, eles só querem nos tapar os olhos.

            Assim espero

              Preciso mesmo de desabafar
              #7

              Offline Pigmeu

              • *
              • Novo Membro
              • Género: Feminino
              Olá Pipoca,
              São nessas fases menos boas que os amigos  (e família) são fulcrais. São eles que nos acompanham a vida toda e estão lá para nos ajudar a levantar. Rodeia-te de boas pessoas.
              Alguém de quem gosto muito também sofre de ataques de ansiedade e então li algumas coisas sobre o assunto para a tentar ajudar. Criar uma lista de pequenas coisas que podes fazer e controlar pode fazer-te sentir melhor, menos perdida e com a sensação de que estás no controlo. Uma lista de pequenas vitórias e desafios diários. Por exemplo, desabafares aqui foi um óptimo passo, conta como vitória:)
              Foca-te na procura de emprego, vê o que podes fazer para enriquecer o teu currículo. Ocupas a mente e trabalhas para o teu futuro, simultaneamente. Faz algo que gostes. E o mais importante de tudo: acredita em ti.
              Isto agora parece-te tudo confuso, mas a vida é como um puzzle. Ao longo do tempo vamos ganhando peças e se não formos tentando encaixar tudo, nunca veremos o desenho inteiro.
              Qualquer coisa, estamos todos aqui.
                "Nós somos do tecido de que são feitos os sonhos."
                William Shakespeare

                Preciso mesmo de desabafar
                #8

                Offline _Pipoca_

                • *****
                • Membro Ultra
                • Género: Feminino
                Olá Pipoca,
                São nessas fases menos boas que os amigos  (e família) são fulcrais. São eles que nos acompanham a vida toda e estão lá para nos ajudar a levantar. Rodeia-te de boas pessoas.
                Alguém de quem gosto muito também sofre de ataques de ansiedade e então li algumas coisas sobre o assunto para a tentar ajudar. Criar uma lista de pequenas coisas que podes fazer e controlar pode fazer-te sentir melhor, menos perdida e com a sensação de que estás no controlo. Uma lista de pequenas vitórias e desafios diários. Por exemplo, desabafares aqui foi um óptimo passo, conta como vitória:)
                Foca-te na procura de emprego, vê o que podes fazer para enriquecer o teu currículo. Ocupas a mente e trabalhas para o teu futuro, simultaneamente. Faz algo que gostes. E o mais importante de tudo: acredita em ti.
                Isto agora parece-te tudo confuso, mas a vida é como um puzzle. Ao longo do tempo vamos ganhando peças e se não formos tentando encaixar tudo, nunca veremos o desenho inteiro.
                Qualquer coisa, estamos todos aqui.

                Muito obrigada. Cada palavra ajuda!
                Neste momento sinto-me sem chão, mas sei que é perfeitamente normal.
                A minha cabeça e o meu coração neste momento andam numa luta descontrolada.
                Sei que a família é a coisa mais importante que temos, mas eu infelizmente neste momento não consigo ser feliz aqui com eles, pode parecer injusto isto que disse, mas é o que sinto agora, não quer dizer que mais tarde isso não mude.
                O meu novo eu, estava a começar la, e não quero deixar a isso a meio

                  Preciso mesmo de desabafar
                  #9

                  Offline Pigmeu

                  • *
                  • Novo Membro
                  • Género: Feminino
                  Olá Pipoca,
                  São nessas fases menos boas que os amigos  (e família) são fulcrais. São eles que nos acompanham a vida toda e estão lá para nos ajudar a levantar. Rodeia-te de boas pessoas.
                  Alguém de quem gosto muito também sofre de ataques de ansiedade e então li algumas coisas sobre o assunto para a tentar ajudar. Criar uma lista de pequenas coisas que podes fazer e controlar pode fazer-te sentir melhor, menos perdida e com a sensação de que estás no controlo. Uma lista de pequenas vitórias e desafios diários. Por exemplo, desabafares aqui foi um óptimo passo, conta como vitória:)
                  Foca-te na procura de emprego, vê o que podes fazer para enriquecer o teu currículo. Ocupas a mente e trabalhas para o teu futuro, simultaneamente. Faz algo que gostes. E o mais importante de tudo: acredita em ti.
                  Isto agora parece-te tudo confuso, mas a vida é como um puzzle. Ao longo do tempo vamos ganhando peças e se não formos tentando encaixar tudo, nunca veremos o desenho inteiro.
                  Qualquer coisa, estamos todos aqui.

                  Muito obrigada. Cada palavra ajuda!
                  Neste momento sinto-me sem chão, mas sei que é perfeitamente normal.
                  A minha cabeça e o meu coração neste momento andam numa luta descontrolada.
                  Sei que a família é a coisa mais importante que temos, mas eu infelizmente neste momento não consigo ser feliz aqui com eles, pode parecer injusto isto que disse, mas é o que sinto agora, não quer dizer que mais tarde isso não mude.
                  O meu novo eu, estava a começar la, e não quero deixar a isso a meio

                  É perfeitamente natural quereres o teu espaço, só não te deixes desanimar por uma situação temporária.
                  O nosso coração é como uma criança. Às vezes tem de ir para um canto virado para a parede de castigo :P
                    "Nós somos do tecido de que são feitos os sonhos."
                    William Shakespeare

                    Preciso mesmo de desabafar
                    #10

                    Offline _Pipoca_

                    • *****
                    • Membro Ultra
                    • Género: Feminino
                    Olá Pipoca,
                    São nessas fases menos boas que os amigos  (e família) são fulcrais. São eles que nos acompanham a vida toda e estão lá para nos ajudar a levantar. Rodeia-te de boas pessoas.
                    Alguém de quem gosto muito também sofre de ataques de ansiedade e então li algumas coisas sobre o assunto para a tentar ajudar. Criar uma lista de pequenas coisas que podes fazer e controlar pode fazer-te sentir melhor, menos perdida e com a sensação de que estás no controlo. Uma lista de pequenas vitórias e desafios diários. Por exemplo, desabafares aqui foi um óptimo passo, conta como vitória:)
                    Foca-te na procura de emprego, vê o que podes fazer para enriquecer o teu currículo. Ocupas a mente e trabalhas para o teu futuro, simultaneamente. Faz algo que gostes. E o mais importante de tudo: acredita em ti.
                    Isto agora parece-te tudo confuso, mas a vida é como um puzzle. Ao longo do tempo vamos ganhando peças e se não formos tentando encaixar tudo, nunca veremos o desenho inteiro.
                    Qualquer coisa, estamos todos aqui.

                    Muito obrigada. Cada palavra ajuda!
                    Neste momento sinto-me sem chão, mas sei que é perfeitamente normal.
                    A minha cabeça e o meu coração neste momento andam numa luta descontrolada.
                    Sei que a família é a coisa mais importante que temos, mas eu infelizmente neste momento não consigo ser feliz aqui com eles, pode parecer injusto isto que disse, mas é o que sinto agora, não quer dizer que mais tarde isso não mude.
                    O meu novo eu, estava a começar la, e não quero deixar a isso a meio

                    É perfeitamente natural quereres o teu espaço, só não te deixes desanimar por uma situação temporária.
                    O nosso coração é como uma criança. Às vezes tem de ir para um canto virado para a parede de castigo :P

                    Mesmo! E mesmo assim ás vezes não chega

                      Preciso mesmo de desabafar
                      #11

                      Bc

                      • Visitante
                      OLá Pipoca.
                      Nessa fase menos boa da tua vida, tudo parece desabar a teus pés, lidar com a perda e fazer o respetivo "luto" é uma coisa que é pessoal, pode demorar muito ou pouco tempo.
                      Estares desempregada fazcom que a tua mente esteja sempre disponivel para pensar no quao mal te sentes.
                      Não temas, cada dia vai doer menos, levanta a cabeça e luta por ti e pelo teu bem estar. Mima-te, distrai.te, sai à rua, vai ter com os amigos, faz voluntariado, passeia. ou simplesmente senta-te no sofá a ver um filme que te desligue um pouco a cabeça.
                      Lembra-te sempre, por mais negro que seja o panorama, existe sempre uma luzinha a espreitar. A nossa sorte é construida por nós.
                      Espero ter ajudado:)
                      Bêcê

                        Preciso mesmo de desabafar
                        #12

                        Offline unfold

                        • ***
                        • Membro Total
                        Isto é um pouco off-topic, mas não tenho tópicos "adequados" onde ainda permitam escrever, porque não podemos ser os últimos a responder e responder novamente.




                        Não tenho direito nenhum de saber o que aconteceu nas cabeças dos outros, mas tenho todo o direito (e dever) de saber o que aconteceu na minha.
                          Dress code: lealdade.
                          Se as minhas derrotas tiverem o cunho da minha verdade, nunca foram derrotas: foram sempre vitórias do princípio ao fim.

                           

                          Tópicos relacionados

                            Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
                          836 Respostas
                          146031 Visualizações
                          Última mensagem 16 de Março de 2014
                          por Ertyuio
                          218 Respostas
                          71232 Visualizações
                          Última mensagem 26 de Abril de 2016
                          por anasofiacsilva
                          3 Respostas
                          2244 Visualizações
                          Última mensagem 28 de Setembro de 2008
                          por corema
                          32 Respostas
                          6857 Visualizações
                          Última mensagem 1 de Junho de 2013
                          por recomeçardenovo
                          3 Respostas
                          1628 Visualizações
                          Última mensagem 15 de Agosto de 2014
                          por senhorcolcheia