Fórum da rede ex aequo

Assuntos Gerais => Geral => Tópico iniciado por: Lio em 01.jun.2017, 13:51:21

Título: Profilaxia pré-exposição (PrEP)
Enviado por: Lio em 01.jun.2017, 13:51:21
Levamos tanto tempo a lutar para não sermos grupo de risco e agora ninguém se importa que sejamos colocados como grupo de risco para acesso as estes medicamentos?

Parece que afinal sempre tiveram razão.
Os homossexuais são o grupo que contrai mais ists, incluindo HIV, em comparação com os heterossexuais neste momento, talvez devido às aplicações como o grindr.
Sei isto por conhecer pessoas que trabalham na área dos testes às ISTs e quem aparece  cada vez mais com ISTs são os gays, de forma assustadora. O que se passa? Já ninguém se protege porque acham que tudo se cura, mas os vírus ficam cada vez mais fortes, como por ex a gonorreia e qualquer dia já não tem cura como já foi noticiado, se as pessoas não se controlarem.

Na minha opinião, a vantagem nestes medicamentos é ilusória, pois mesmo que impeça o HIV, o que preservativo já faz sem danos colaterais, este medicamento terá efeitos secundários no corpo, e será uma porta aberta para todas as outras ISTs como a sífilis, clamída, gonorreia, herpes, HPV etc.
Acho por isso mais perigoso do que seguro.
Título: Re: Profilaxia pré-exposição (PrEP)
Enviado por: Cristina Lemos em 01.jun.2017, 16:02:07
Estou um pouco por fora do assunto dessa Profilaxia pré-exposição mas quanto à parte do preservativo acho simples de explicar.
Não acho que seja por acharem que tudo tem cura. Muita gente não faz testes regulares, muita gente acredita que está "limpo" pq confia nos seus parceiros e esquece que às vezes as pessoas mentem ou não sabem que estão infetadas.
E tem outra, ainda existe a mentalidade de que o preservativo é só para prevenir a gravidez e que as doenças sexuais só se transmitem se pelo sexo "penis-vagina" ou tipicamente heterossexual (já vi quem acreditasse seriamente nisso). Ou seja, temos ainda muita ignorância, temos uma educação sexual que nem sempre abrange o sexo homossexual e que quando abrange, esquece o sexo lésbico (pq troca de fluidos é troca de fluidos e as doenças estão lá para quem quiser apanhar).

Usem proteção crianças e façam testes regulares...
Título: Re: Profilaxia pré-exposição (PrEP)
Enviado por: carolinalg em 01.jun.2017, 16:20:36

Responder
Estou um pouco por fora do assunto dessa Profilaxia pré-exposição

Também eu!... Aliás, nem sei o que é uma PrEP... :/

Responder
...temos ainda muita ignorância, temos uma educação sexual que nem sempre abrange o sexo homossexual e que quando abrange, esquece o sexo lésbico (pq troca de fluidos é troca de fluidos e as doenças estão lá para quem as quiser apanhar).

Concordo com a parte da ignorância! A Educação Sexual nas escolas ainda é muito redutora... Sei que as poucas pessoas que querem mudar isso são gozadas e não-tidas em consideração.
Falando de ignorância por mim mesma, muito antes de estar com alguém pela primeira vez, não tinha ideia de que a troca de fluidos em relações entre mulheres poderia transmitir doenças. Mas ao longo do tempo, fui-me informando e ganhando interesse pela educação sexual e por tudo o que esta abrange - saúde, relacionamentos, identidades, expressões, etc.
As pessoas devem informar-se, pela sua saúde e pela das que se envolvem com elas! =)
Título: Re: Profilaxia pré-exposição (PrEP)
Enviado por: Lio em 01.jun.2017, 19:44:34
Já houve um rapaz homossexual de 17 anos que me disse que não estava preocupado porque tirando o HIV tudo o resto tinha cura, portanto só se precavia contra o HIV no sexo anal. Com este medicamento, já não precisa mais...E já ouvi outro rapaz homossexual com 20 e pouco tb a dizer que com este medicamento podia fazer sexo sem preservativo, e era por isso que ele defendia tanto o acesso ao mesmo...
Título: Re: Profilaxia pré-exposição (PrEP)
Enviado por: Cristina Lemos em 01.jun.2017, 21:14:02
E as hepatites? Herpes? E tantas outras. Têm tratamento?
Aliás, o facto de existir tratamento não garante que este seja eficaz. Eu não sei onde esta gente anda com o juízo... é mais fácil, e mais eficaz, prevenir do que remediar! E nem custa muito, os preservativos não são tão caros ou incomodos.
Título: Re: Profilaxia pré-exposição (PrEP)
Enviado por: dinismapper em 09.jun.2017, 18:52:25
    Hepatite A e B têm vacinas para ficares já imunizada, para a Hepatite A  é importante repouso e beber muita água.
    Enquanto à Hepatite B, a infeção aguda de hepatite B geralmente não necessita de tratamento, só 1% dos casos é que é necessário usar anti virais. Enquanto que nos casos de hepatite B crónica, o tratamento pode ser necessário para diminuir o risco de cirrose e cancro do fígado. São candidatos a terapia as pessoas infetadas com níveis persistentemente elevados de vestígios do vírus da hepatite B. O tratamento tem a duração de seis meses a um ano, dependendo da medicação e da constituição genética da célua, atençãonenhum dos medicamentos disponíveis para hepatite B crónica elimine a infeção, têm a capacidade de impedir a replicação do vírus, minimizando assim as lesões no fígado.
    Também ter cuidado com as Hepatites C e D, o virus da hepatite D é depende da presença do vírus da hepatite B, por isso se tomarem a vacina da hepatite B, estão-se a proteger, teoricamente, também da hepatite D. A hepatite C induz infecção crónica em 50% a 80% dos indivíduos infectados e não existe vacina contra, só se recomenda vacinar-se contra a A e a B. Existe medicação contra a hepatite C, mas tal como na hepatite B crónica, os medicamentos disponíveis para a hepatite C crónica têm apenas a capacidade de impedir a replicação do vírus, minimizando assim as lesões no fígado, por isso é essencial atacar a infeção enquanto seja aguda, caso que a hepatite C cause cirrose, o melhor a fazer é um transplante de fígado (ai o doente já porta infeção crónica).
    O herpes não tem tratamento definitivo nem vacina disponível, por isso protege-te se efectuares relações amorosas com pessoas portadoras do vírus do herpes labial, genital ou zóster


     Espero ter tirado todas as dúvidas  :) :)
Título: Re: Profilaxia pré-exposição (PrEP)
Enviado por: pether em 22.jun.2017, 17:50:38
Como homem gay percebo o não querem usar preservativo porque retira parte do prazer.

Mas isso não é motivo para colocar a saúde em risco. Como dito, é tão mais fácil prevenir... Alem disso, os preservativos são grátis nos centros de saúde, e para quem sai à noite, há preservativos em muitas discotecas.

Muitas vezes nem se trata de ignorância mas sim de irresponsabilidade. E isso é muito mais triste do que ignorância.
Título: Re: Profilaxia pré-exposição (PrEP)
Enviado por: Odraude em 18.jan.2018, 14:20:21
Muitas vezes nem se trata de ignorância mas sim de irresponsabilidade. E isso é muito mais triste do que ignorância.
Concordo a 100%! Hoje em dia, não se pode dizer que é por falta de informação.

Este tipo de medicamentos pré-exposição, pelo que li, foram desenvolvidos para: casais serodiscordantes em que o homem é portador e a mulher não, e pretendem ter filhos; Para vítimas de abuso sexual ou de coerção ou que sejam incapazes que convencer os seus parceiros a usar preservativo.

A partir do momento em que está facilmente disponível, vão sempre existir utilizações indevidas. Estas pessoas terão de lidar com as consequências disso, infelizmente.