rede ex aequo

Olá Visitante29.mai.2022, 04:00:35

Autor Tópico: Agenda Cultural  (Lida 76910 vezes)

 
Agenda Cultural
#40

Offline joramos

  • ***
  • Membro Total
  • Género: Masculino
  • ...
olás... a tod@s

tenho dois bilhetes para oferecer para o concerto desta noite na casas das artes se alguém quiser é só dizer...

20 MAIO | SEXTA-FEIRA
grande auditório | 22H00
MICAH P. HINSON (EUA)
5 Euros (preço único)
Amor e perda, são os predicados maiores de Micah P. Hinson, cantor e compositor nascido em Memphis, que pela primeira vez pisa o nosso solo. Este texano transporta consigo um dos melhores álbuns de 2005, fortemente elogiado pela crítica, “Micah P. Hinson and the Gospel of Progress”.
www.micahphinson.com

abraços a tod@s...
    mãe, cada palavra que me ensinaste repete mil vezes o teu nome - José Luís Peixoto

    Adriana Calcanhotto
    #41

    Offline Phoenix

    • *****
    • Membro Elite
    • Género: Masculino
    • Non ducor, duco
    Adriana Calcanhotto
    25 de Junho de 2005 às 22h00 no Pavilhão Multiusos de Guimarães

    A artista brasileira Adriana Calcanhotto actuará no Multiusos de Guimarães no dia 25 de Junho.

    Adriana Calcanhotto é a recordista de vendas da Música Popular Brasileira em toda a Europa.

    Com o seu novo álbum «Partimpim» promete voltar a lotar os seus espectáculos em Portugal.

    O espectáculo que será apresentado no Multiusos de Guimarães incluirá temas como «Vambora», «Devolva-me», «Cariocas», «Senhas» e o grande êxito de momento «Fico assim sem você» air play nas principais rádios da Europa...

    «Marítimo» (1998), «Público» (2000), «Cantada» (2002) e «Adriana Partimpim» (2004) são os mais recentes trabalhos desta artista brasileira nascida em 1965 em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul.

    O primeiro álbum de Calcanhotto, intitulado «Enguiço», surgiu em 1990 e revelou o gosto da cantora pelos ritmos MPB, especialmente no tema «Nunca».

    O disco incluiu também êxitos como «Sonorífera Ilha», um original dos Titãs, bem como «Caminhoneiro», de Roberto Carlos, e «Naquela Estação», o grande tema do registo, da autoria de Ronaldo Bastos.

    Na carreira de Calcanhotto assinalem-se ainda colaborações do poeta Augusto de Campos, Marisa Monte e de Chico Buarque, autor do tema «Morro Dois Irmãos», que a cantora interpretou como uma verdadeira artista MPB, e que não se restringe apenas ao campo da música pop.
          

      Wim Mertens estreia novo álbum na Casa das Artes
      #42

      Offline Phoenix

      • *****
      • Membro Elite
      • Género: Masculino
      • Non ducor, duco
      Wim Mertens estreia novo álbum na Casa das Artes

      Wim Mertins regressa à Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão

      15 JUN | grande auditório
      WIM MERTENS (BÉLGICA)
      Solo piano
      Quarta (22h00)
      15 Euros (preço único)
      www.wimmertens.com

      Estreia em Portugal ao vivo do novo trabalho de Wim Mertens, “Un Respiro”. O pianista belga, que esgotou o grande auditório da Casa das Artes em Dezembro de 2002, é um dos nomes cimeiros na arte da composição. Na aurora dos seus 25 anos de carreira (1980-2005), Wim Mertens convida-nos para uma viagem pela percepção orquestral. “Un Respiro” traz-nos 10 novas composições, muitas delas faixas rítmicas para dois pianos e duas vozes e todas elas tocadas pelo próprio compositor. Ao vivo, com este novo projecto, poderemos ouvir a paixão de Mertens pela voz, que apresenta não como um instrumento, mas como guia para o piano, procurando sempre e apenas a expressão pura. “Un Respiro” é o sexto álbum de estúdio de Mertens como pianista/cantor a solo. Através deste seu novo trabalho, podemos sentir como, actualmente, o processo de composição pode estar fortemente associado à própria performance; tal como a performance e o acto de cantar/tocar são inseparáveis e acabam por criar um único evento.

      CASA DAS ARTES DE VILA NOVA DE FAMALICÃO
      Parque de Sinçães – Tel. 252 371297
      E-mail: casadasartes@cm-vnfamalicao.pt
            

        O mover do Ser
        #43

        Offline Phoenix

        • *****
        • Membro Elite
        • Género: Masculino
        • Non ducor, duco
        O mover do Ser

        Teatro Académico Gil Vicente /14 de junho/ 21h30

        O mover do ser surge com a intenção de consciencializar a sociedade civil relativamente a uma dicotomia presente no mundo contemporâneo: o Ser (individualidade) e o mover (sociedade)
        Tudo o que somos, tudo o que queremos Ser, transforma-se numa produção em série, imposta por uma fábrica que se chama sociedade.
        O mover do ser é apresentado mecanicamente, escondendo assim, os mais diversos sentidos da vida e o que nos distingue como individualidades.
        Por isso, tal como refere Vergílio Ferreira na sua obra Aparição, muitas vezes pesa-nos como uma “pata de violência a realidade que somos”.
        Quantas vezes os nossos gestos, as nossas palavras, não são a “pata de violência” que originam a segregação de certas identidades e determinados desejos de mover.
        Entretanto apesar desta denúncia social, constrói-se uma alternativa fundada na ideia de igualdade, diversidade e a riqueza que estas contribuem para a humanidade.


        Produção:
        Onigma Semper – Colectivo de Intervenção Social
         
         
        Ficha Técnica e Artística

        Concepção Colectiva
        Coreografia e interpretação
        Edmundo Santos, Andreia Morado, Cláudia Afonso, e Liliana
        Música Original interpretada ao Vivo
        Jorge Correia, Pedro Almodôvar, Rui Roque, Sandra Meda e Nuno Pinto
        Cenografia e Figurinos
        Edmundo Santos e Lara Henriques
        Voz
        Andreia Morado
        Texto e Dramaturgia
        Jorge Fragoso e Edmundo Santos
        Design e multimédia
        Miguel Bastos e Rui Nunes


        Organização:
        Não Te Prives – Grupo de Defesa dos Direitos Sexuais
        Associação Académica de Coimbra - Pelouro de Intervenção Cívica
        Onigma Semper – Colectivo de Intervenção Social

        Apoios:
        Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra
        Instituto Superior Miguel Torga
        Escola Secundária Avelar Brotero
        Teatro Académico Gil Vicente
        Acção Jovem para a paz
              

          Festival Ilha do Ermal
          #44

          Offline Phoenix

          • *****
          • Membro Elite
          • Género: Masculino
          • Non ducor, duco
          Festival Ilha do Ermal
          24, 25 e 26 de Junho 2005
          Vieira do Minho


          24 de JUNHO

          Blasted Mechanism

          www.blastedmechanism.com

          Clawfinger

          www.clawfinger.net

          Grave

          www.grave.se

          Unleashed

          www.unleashed.se



          25 de JUNHO

          One Love High Pawa (Soundsystem)

          www.onelovehp.com

          The Wailers

          www.wailers.com

          John Buttler Trio

          www.johnbutlertrio.com

          I – Jahman




          26 de JUNHO

          Beck

          www.beck.com

          Da Weasel

          www.daweaselonline.com

          The Gift

          www.thegift.pt

          The Secret Machines

          www.thesecretmachines.com



          Entrada:

          PREÇO: 25 Euros (Bilhete 1 dia)
          45 Euros (Passe de 3 dias)
          *Com campismo gratuito*
          Mediante a apresentação do bilhete de 3 dias.

          Recinto: Vieira do Minho (Ilha do Ermal)

          Os passes de três dias devem ser trocados, à entrada do recinto, por pulseiras para permitir a livre circulação no recinto/campismo.

          Os portadores de bilhetes de um dia, uma vez fora do recinto, não podem voltar a entrar.

          Postos de venda:
          Rede de Caixas Automáticas Multibanco, Ticketline (Reservas:+351 210036300) e Fnac, Abep, Alvalade, www.ticketline.pt www.breakpoint.es (Espanha), Estações da CP (www.musicardcp.com) e nas bilheteiras do festival.
          « Última modificação: 2 de Junho de 2005 por Phoenix »
                

            Agenda Cultural
            #45

            ~ Sinistrous ~

            • Visitante
            K seca.... Acho k já lá vão os bons tempos em k a maioria das Bandas do Ermal eram de METAL  [smiley=desconfortavel.gif].... Nem seker um úniko dia dedicado a Metal  _________ >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:( >:(.



            PS.   Já agora, é Ermal e não Hermal  ;D

              Agenda Cultural
              #46

              Offline Phoenix

              • *****
              • Membro Elite
              • Género: Masculino
              • Non ducor, duco
              PS.   Já agora, é Ermal e não Hermal  ;D
              Ups.  :-X
              Para não ficar muito mal, vou justificar o erro porque não sou de cá!  :P
              Thanks!  ;)
                    

                Agenda Cultural
                #47

                Offline nrg

                • ****
                • Membro Sénior
                • Género: Masculino
                  • nrg sounds like..


                  "Às vezes o Amor confunde-se com o Ódio, e não há ninguém que nos possa apontar a diferença. Não me odeies, Irmão"

                  in Encontro de Amor num País em Guerra.

                  Agenda Cultural
                  #48

                  Offline nrg

                  • ****
                  • Membro Sénior
                  • Género: Masculino
                    • nrg sounds like..


                    "Às vezes o Amor confunde-se com o Ódio, e não há ninguém que nos possa apontar a diferença. Não me odeies, Irmão"

                    in Encontro de Amor num País em Guerra.

                    PATRICIA BARBER
                    #49

                    Offline Phoenix

                    • *****
                    • Membro Elite
                    • Género: Masculino
                    • Non ducor, duco
                    PATRICIA BARBER
                    Quarta dia 13 ás 22h00

                    Concerto único em Portugal de uma das mais conhecidas vozes do Jazz actual: Patrícia Barber. Uma excelente pianista também, mas sobretudo grande letrista, com uma carga irónica, cheia de humor. Com uma projecção internacional comparável a Diana Krall, Barber apresentará em Famalicão o seu novo álbum, "Live - A Fortnight in France", com o rótulo de qualidade Blue Note.


                    Casa das Artes
                    Parque de Sinçães - Vila Nova de Famalicão

                          

                      Dulce Pontes
                      #50

                      Offline Phoenix

                      • *****
                      • Membro Elite
                      • Género: Masculino
                      • Non ducor, duco

                      Quinta-feira - 28/Julho/2005 às 21:30h
                      Praça de Touros da Póvoa do Varzim
                            

                        Put on your red shoes and dance...
                        #51

                        Offline Legowelt

                        • *
                        • Novo Membro
                        • Género: Masculino
                        [/img],


                        Twilight Tango

                        Festa Italo Electro Disco Underground Classics :
                         
                          dos anos 80's, 90's ao Electro mais recente e menos comercial, com algumas coisas estranhas pelo meio que toda gente conhece...
                        , basicamente para quem se quer divertir sem preconceitos musicais...

                        no Metamorphose, Rua do Raio, Braga

                        29 de Julho

                        « Última modificação: 21 de Julho de 2005 por Legowelt »
                          some people think that every fuckin thing that happens to them is a sign from the Universe

                          XXII FEIRA DE ARTESANATO E GASTRONOMIA
                          #52

                          Offline Phoenix

                          • *****
                          • Membro Elite
                          • Género: Masculino
                          • Non ducor, duco

                          02 | Sexta
                          DIA DO MINHO
                          17h00 Inauguração - Grupo de Bombos da Ordem (Lousada)
                          18h30 Verde de Honra - Vinho "1205 - D. Sancho I" da Frutivinhos - Cooperativa Agrícola de Vila Nova de Famalicão
                          21h30 Grupo Folclórico de Tregosa (Barcelos) 
                          22h30 Grupo Musical BSM (Vila Nova de Famalicão)
                           
                          03 I Sábado
                          DIA DO ALENTEJO COM NOITE DANÇANTE
                          16h30 Rancho Coral da Casa do Povo de Serpa - Grupo "Os Chocalheiros de Ficalho" (Vila Verde de Ficalho - Serpa)
                          18h00 Rancho Coral da Casa do Povo de Serpa
                          21h00 Grupo de Música Tradicional "Os Alentejanos" (Serpa)
                          23h00 Danças de Salão pela Associação Distrital de Dança Desportiva de Braga

                          04 I Domingo
                          DOMINGO MEDIEVAL
                          16h00 Animação de Rua pelos alunos da Escola Profissional CIOR (Vila Nova de Famalicão)
                          17h30 Música medieval ibérica, árabe e sefardita + dança do ventre pelo "Eduardo Ramos Ensemble Moçarabe" (Silves)
                          21h00 Teatro: "O Foral de D.Sancho I e o seu Tempo" pela Associação Teatro Construção (Vila Nova de Famalicão)
                          22h00 Tuna da Escola Secundária Camilo Castelo Branco (Vila Nova de Famalicão)

                          05 I Segunda
                          NOITE DE BAILE
                          21h30 Orquestra de Cavaquinhos do Liberdade Futebol Clube (Vila Nova de Famalicão)
                          22h15 Grupo Alvorada Musical (Vila Nova de Famalicão)

                          06 I Terça
                          DIA SÉNIOR
                          16h00 "Chuva de Estrelas" Sénior
                          21h30 Noite de Fado: Joaquim Macedo e Adelina Rodrigues (Vila Nova de Famalicão)

                          07 I Quarta
                          NOITE DA NOSTALGIA
                          21h30 José Cid e o Quinteto

                          08 I Quinta
                          NOITE POP-ROCK
                          21h00 Banda Osmosis (Vila Nova de Famalicão)
                          22h00 Grupo Brigada Musical (Vila Nova de Famalicão)

                          09 I Sexta
                          NOITE LATINO-GALAICA
                          21H30 Ballet Español de Arte Flamenco "Raíces" (Vigo)
                          23H00 Orquestra Cubana "Los Crazy de La Salsa"

                          10 I Sábado
                          DIA DAS TRADIÇÕES
                          16h00 Associação Grupo de Caretos de Podence (Macedo de Cavaleiros)
                          17h30 Grupo de Cantares Tradicionais de Gondifelos (Vila Nova de Famalicão)
                          19h00 Associação Grupo de Caretos de Podence
                          21h30 Grupo "Trovas ao Vento" (Guimarães)

                          11 I Domingo
                          DOMINGO POPULAR
                          16h00 Cantares ao Desafio pela Associação Popular de Cantares ao Desafio de Vila Nova de Famalicão
                          17h00 Grupo Folclórico de Nine (Vila Nova de Famalicão)
                          20h00 Maria do Sameiro (Vila Nova de Famalicão)
                          21h15 Luís Fronteira e suas bailarinas (Vila Nova de Famalicão)
                                

                            Agenda Cultural
                            #53

                            Offline Phoenix

                            • *****
                            • Membro Elite
                            • Género: Masculino
                            • Non ducor, duco
                            PROGRAMA

                            CONTOS DE DUAS CARAS - CONTOS MUSICADOS
                            21 de Setembro | quarta | café-concerto | 21.30

                            DUQUES E CENAS - A ESTÁTUA DE AFONSO PROCÓPIO
                            25 de Setembro | domingo | grande auditório | 16.00

                            DIDÁXIS - AUTO DA BARCA DO INFERNO
                            28 de Setembro | quarta | Centro de Estudos Camilianos | 15.30

                            ARCA - A COMÉDIA DOS ENGANOS
                            30 de Setembro | sexta | grande auditório | 21.30

                            GRECULEME - UM MÉDICO À RASCA
                            1 de Outubro | sábado | Centro de Estudos Camilianos | 21.30

                            CIOR - FELIZMENTE HÁ LUAR
                            1 de Outubro | sábado | grande auditório | 21.30

                            TEATRO NA HORA - O MANDARIM FI-XU
                            2 de Outubro | domingo | grande auditório | 15.30

                            ADC - ASSOCIAÇÃO CULTURAL DE ARNOSO SANTA EULÁLIA - O CÓDIGO DÁ VINTE
                            2 de Outubro | domingo | grande auditório | 21.30

                            TELA - A INVENÇÃO DO AMOR
                            2 de Outubro | domingo | pequeno auditório | 22.00

                            fonte: http://www.cm-vnfamalicao.pt/teatroamador.php
                                  

                              Agenda Cultural
                              #54

                              Offline Numb

                              • *
                              • Novo Membro
                              • Género: Feminino
                                [smiley=sim.gif] :up
                              « Última modificação: 15 de Novembro de 2006 por *d-.-b* »
                                "Sê calmo. Aceita. E a vida inteira se reverá em ti como numa fracção do ser que não estava a mais e realizou em si a perfeição." - Vergílio Ferreira

                                Agenda Cultural
                                #55

                                Offline Phoenix

                                • *****
                                • Membro Elite
                                • Género: Masculino
                                • Non ducor, duco
                                      

                                  Agenda Cultural
                                  #56

                                  Offline Phoenix

                                  • *****
                                  • Membro Elite
                                  • Género: Masculino
                                  • Non ducor, duco
                                  Agenda cultural de Famalicão disponível em: http://www.cm-vnfamalicao.pt/cultura/agendacultural.php

                                  Com principais destaques para:

                                  12.QUINTA-FEIRA

                                  21h30 | casa das artes - pequeno auditório
                                  NOITES DO CINECLUBE | Programação: Cineclube de Joane
                                  Os últimos dias (Last days) de Gus Van Sant (EUA, 2005)  ::)
                                  Last Days é um filme sobre as últimas horas da estrela rock, Kurt Cobain, líder dos Nirvana. É um filme dedicado ao maior ícone do movimento grunge. É uma meditação de Gus Van Sant sobre os demónios interiores que atormentam o jovem músico, mas perturbado, nas últimas horas da sua existência. Blake (Michael Pitt) é um artista introspectivo, prostrado pelo peso do sucesso, que o conduziu a uma solidão sem fim.
                                  FICHA TÉCNICA
                                  Realização Gus Van Sant
                                  Interpretação Michael Pitt, Lukas Haas, Asia Argento, Scott Green, Nicole Vicius, Ricky Jay, Ryan Orion, Harmony Korine, Kim Gordon
                                  Produção Dany Wolf
                                  Género Drama
                                  Distribuição Atalanta filmes
                                  Duração 97'
                                  Página oficial www.madragoafilmes.pt/osultimosdias


                                  14.SÁBADO

                                  14h30 | auditório da biblioteca municipal camilo castelo branco
                                  CINEMA "A Selva"
                                  Baseado no livro "A Selva" de Ferreira de Castro
                                  FICHA TÉCNICA
                                  Realizador Leonel Vieira
                                  Intérpretes Diogo Morgado, Maitê Proença, Karra Elejalde, Chico Diaz
                                  Argumento Izaías Almada e João Nunes
                                  Produção Paulo Trancoso e Costa do Castelo Filmes
                                  Duração 104 minutos,
                                  Classificação M/16 anos, falado em português

                                  22h00 | casa das artes - café concerto
                                  MÚSICA ALTERNATIVA
                                  GOD IS AN ASTRONAUT (irl) + LINDA MARTINI (pt)
                                  Entrada 5 euros
                                  God Is An Astronaut são uma das mais promissoras bandas vindas da Irlanda nos últimos anos. Com provas dadas não só no seu país natal mas também em países como a Alemanha, França e Espanha, onde têm efectuado tours esgotadas. Aliado à grande carga emocional dos temas instrumentais, os concertos têm verdadeiros momentos de catarse, com a exibição de pequenas metragens, que acompanham todos os temas.
                                  Linda Martini "No princípio existiu a urgência punk e o espírito "faz tu mesmo". Em 2003 celebraram as cinzas e na sombra da cidade, por entre viagens suburbanas", reclamam os Linda Martini. Trouxeram três guitarras, baixo, bateria, voz, samples, melódica, harmónica e o que mais ditou a ocasião. Única premissa na casa de partida: suar e cantar em português. Porque sim. A primeira maqueta foi gravada algures entre 2004 e 2005. A descobrir. Distraidamente…
                                  « Última modificação: 6 de Janeiro de 2006 por Phoenix »
                                        

                                    Broadway, Disney e Gentle sobem ao palco da Casa das Artes
                                    #57

                                    Offline Phoenix

                                    • *****
                                    • Membro Elite
                                    • Género: Masculino
                                    • Non ducor, duco
                                    Broadway, Disney e Gentle sobem ao palco da Casa das Artes


                                    Com direcção musical de Artur Guimarães, estreia na próxima quinta-feira, dia 19 de Janeiro, no grande auditório da Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão, o espectáculo “Musicais.com”: uma volta ao mundo pelo teatro musical numa versão em concerto de temas da Broadway e da Disney. Ficará em cena até dia 21 de Janeiro, sábado, sempre às 22h00.

                                    No último dia do “Musicais.com”, sábado, 21 de Janeiro, depois do espectáculo, por volta das 23h30, no café-concerto, é a vez dos Jennifer Gentle, uma dupla de italianos obcecados pelos Pink Floyd, mostrarem o que valem. Juntos já gravaram três discos e vêm a Portugal em estreia absoluta e data única para nos apresentar “Valende”, o mais recente registo. Ao vivo, criam um clima complexo e intimista, por vezes sónico, por vezes psicadélico, mas sempre com uma personalidade original. De salientar ainda, como mais valia, sobretudo para quem não conhece o projecto, que dois dos frutos gerados em Itália pelos Jennifer Gentle são editados pela Subpop Records, selo de Seattle que fez história nos anos 90.

                                    “Musicais.com” para todas as idades

                                    Um elenco, uma orquestra e um corpo de baile enchem o palco com diversas “performances” que retratam os musicais de sempre num cenário envolvente, bem ao estilo nova-iorquino. É essa a proposta de “Musicais.com”, que não tem tempo nem idade e destina-se a todas as gerações. “West Side Story”, “Miss Saigon”, “Scents of Light”, “Cats”, “Fame”, “Chicago”, “Copacabana”, “OFantasma da Ópera”, entre outros, são alguns dos musicais que podemos conhecer… Ou recordar… Premiando também os mais novos com grandes êxitos da Disney: “O Rei Leão”, “Aladino” e “A Bela e o Monstro”. Seja a emoção de um dueto, a carga dramática de um solo, o ritmo da dança ou a espectacularidade de um tema em “ensemble”, o objectivo é fazer música de qualidade e leva-la a todo o público, sem preconceitos.

                                    Engenho das Ideias
                                    MUSICAIS.COM
                                    19 a 21 JANEIRO | quinta a sábado | 22.00 | grande auditório
                                    Entrada: 10 euros
                                    Direcção Musical Artur Guimarães
                                    Uma volta ao mundo pelo teatro musical numa versão em concerto de temas da Broadway e da Disney. Um elenco, uma orquestra e um corpo de baile enchem o palco com diversas “performances” que retratam os musicais de sempre num cenário envolvente, bem ao estilo nova-iorquino. “Musicais.com” não tem tempo nem idade e destina-se a todas as gerações. “West Side Story”, “Miss Saigon”, “Scents of Light”, “Cats”, “Fame”, “Chicago”, “Copacabana”, “OFantasma da Ópera”, entre outros, são alguns dos musicais que podemos conhecer… Ou recordar… Premiando também os mais novos com grandes êxitos da Disney: “O Rei Leão”, “Aladino” e “A Bela e o Monstro”. Seja a emoção de um dueto, a carga dramática de um solo, o ritmo da dança ou a espectacularidade de um tema em “ensemble”, o objectivo é fazer música de qualidade e leva-la a todo o público, sem preconceitos.

                                    “Valende”
                                    JENNIFER GENTLE (it)
                                    21 JANEIRO | sábado | 23.30 | café-concerto
                                    Entrada: 5 euros
                                    Uma dupla de italianos obcecados pelos Pink Floyd, que juntos já gravaram três discos. Vêm a Portugal em estreia absoluta e data única para nos apresentar “Valende”, o mais recente registo. Ao vivo, criam um clima complexo e intimista, por vezes sónico, por vezes psicadélico, mas sempre com uma personalidade original. De salientar ainda, como mais valia, sobretudo para quem não conhece o projecto, que dois dos frutos gerados em Itália pelos Jennifer Gentle são editados pela Subpop Records, selo de Seattle que fez história nos anos 90.
                                    www.jennifergentle.it
                                    www.subpop.com

                                    CASA DAS ARTES DE VILA NOVA DE FAMALICÃO
                                    Parque de Sinçães – Tel. 252 371297
                                    E-mail: casadasartes@cm-vnfamalicao.pt
                                    Blog: www.casadasartes.blogspot.com
                                    « Última modificação: 20 de Janeiro de 2006 por Phoenix »
                                          

                                      Agenda Cultural
                                      #58

                                      Offline Jóni

                                      • ***
                                      • Membro Total
                                      • Género: Masculino
                                        • Lisboa-Braga
                                      Este é o meu corpo, exposição colectiva no Museu dos Biscaínhos

                                      Ponto de partida: o “corpo-estrutura” é imagem, e dela se faz parecer o que entendermos quando sendo seu dono e senhor. o corpo não passa de um suporte a intervenções que identificam o seu proprietário, ajuda-nos a levantar questões ou dar soluções às novas inquietudes onde a arte agora se faz passar. É aqui tentaremos desenvolver, levantar questões e problemáticas que a arte de hoje depara quando utiliza o corpo como “suporte”

                                      blog da expo
                                      http://www.esteeomeucorpo.blogspot.com/
                                        lisboa-braga.blogspot.com

                                        Inês Pedrosa em Braga amanhã às 18.00horas
                                        #59

                                        Offline Phoenix

                                        • *****
                                        • Membro Elite
                                        • Género: Masculino
                                        • Non ducor, duco
                                        Dia 17 de Fevereiro (sexta-feira), pelas 18.00horas

                                        Na Casa do Rolão-Livraria 100.ª Página-Av.ª Central-Braga

                                        Do Grande e do Pequeno Amor

                                        Apresentação do livro Do Grande e do Pequeno Amor, de Inês Pedrosa e Jorge
                                        Colombo,

                                        editado pelas Publicações Dom Quixote.

                                        A autora Inês Pedrosa estará presente para uma sessão de autógrafos.

                                        Para quem não sabe quem é Inês Pedrosa, deixo aqui um Crónica do Jornal Expresso de 02 de Julho 2005.

                                        Jornal Expresso | Crónica Feminina
                                        Sábado, 2 de Julho de 2005

                                        por Inês Pedrosa

                                        A melhor estratégia

                                        «(…) Who goes to bed with what/
                                        Is unimportant. Feelings are important./
                                        Mostly I think of feelings, they fill up my life/
                                        Like the wind, like tumbling clouds/
                                        In a sky full of clouds, clouds upon clouds.»
                                        ( John Ashbery)

                                        A melhor estratégia é não ter estratégia. Quando a estratégia é postiça em relação à mensagem que se pretende transmitir, acaba por estalar, como verniz velho ­ e, o que é pior, acaba por corromper a própria mensagem, porque o público-alvo acaba por se sentir enganado.

                                        Isto é válido para públicos compostos por um ser humano como para multidões: para dar um exemplo corriqueiro, se o Joãozinho se apaixona por nós porque soubemos fazer de conta que éramos umas vampes indiferentes como a Mariazinha por quem ele se embeiçou antes, vai fartar-se de nós no dia em que descobrir que somos umas fogosas apaixonadas. Se formos um bocadinho inteligentes, acabaremos por descortinar que o Joãozinho é apenas uma fruste perda de tempo: afinal, quem quer amar alguém que não sabe amar perdidamente? Estratégias leva-as o vento, e o que fica, de uma maneira ou de outra, é o resíduo da nossa verdade.  Ninguém aguenta sentir-se enganado; qualquer verdade ingrata é pior do que uma mentira grata, e a mentira, neste país em forma de mesa de repasto, tem a pernita curta.



                                        Quando me convidaram para apadrinhar a Marcha Gay e Lésbica deste ano, logo uma sequência de vozes familiares e amigas se ergueram para me dizer uma destas três coisas, ou todas elas: a) que uma marcha é uma má estratégia de defesa de direitos porque expõe muito as pessoas; b) que aparecer ao lado «deles» (suponho que queriam dizer «essa gente diferente e de maus costumes») prejudicaria a minha «imagem»; c) que ao Rui Zink não faria mal, porque é homem, mas que, sendo eu mulher, tinha que pensar na minha «reputação».

                                        No fundo, não é de espantar: a Marcha ocorreu no fim da mesma semana em que múltiplas e supostamente democráticas vozes vieram dizer que o direito à greve fenece quando a dita greve prejudica «os mais fracos» no caso, os estudantes. Estabeleceu-se mesmo uma nova noção de «serviços mínimos» que abrange os exames. Pergunto: se os estudantes fizerem exames uma semana mais tarde, já esqueceram a matéria toda? Alguma greve alguma vez prejudicou apenas «os mais fortes»? Para que serve uma greve que não prejudica ninguém? Claro: se o governo que assim se move contra o direito à greve fosse assumidamente de direita, já estaria o povo todo, comentadores incluídos, a bradar que o fascismo  estava de regresso. Como se trata de um governo do Partido Socialista, arranjam-se milhares de justificações. O meu irmão costuma dizer que «só justifica quem perde». Considera-se que uma Marcha é uma alegria popular se for para dançar o vira ou para clamar por abstracções, como a «Paz». Mas se for para lutar por direitos ­ como esse, tão concreto, tão constitucional, do casamento civil entre pessoas que se amam, independentemente do sexo ­  já é uma pouca-vergonha. Incomoda, porque aparecem sempre uns travestis emplumados. As heterossexuais nuas que surgem nos desfiles de carnaval são consideradas espectáculo de família.

                                        Porque é que um transexual incomoda tanta gente? A mim, o que me incomoda é que Portugal seja ainda tão pouco exibido, tão cheio de entrementes, bichanices covardes, esquemas ocultos... enfim, estratégias. E lá fui marchar.



                                        Pude assim verificar in loco que as plumas e pailletes que tanto perturbam o sossego familiar das famílias ditas tradicionais se resumiam, numa marcha de quinhentos seres humanos, a meia dúzia de pessoas. Aproveitam o pretexto para ter os seus cinco minutos de glória e promover os seus shows. Tomar os travestis como paradigma homossexual é tão disparatado como considerar o Avelino Ferreira Torres da Quinta das Celebridades como modelo dos autarcas portugueses. Parecem sempre muitas, estas figuras folclóricas, nas televisões, porque é sobre elas que as câmaras caem ­ e evidentemente que entrevistar travestis sobre o casamento ou a adopção por homossexuais só serve para assustar a população e criar mais homofobia. Pude também verificar que, se há ainda pouca gente para marchar por estes temas de direitos humanos, há muita gente disposta a engrossar a marcha dos voyeurs, seguindo o cortejo, no recato do passeio, de câmara em punho, avenida abaixo. Com tristeza verifiquei ainda a total ausência das figuras gradas da política. Não estranhei a ausência do Presidente da Câmara  até porque, como Rui Zink explicou à SIC, ninguém sabe quem é actualmente o Presidente da Câmara de Lisboa. Mas onde se meteram, nesta tarde de luta pela não discriminação, todos os estrénuos democratas do país?



                                        Outras vozes, um pouco mais elásticas, aconselharam-me a que discursasse sempre e só a favor do casamento e nunca a favor da adopção ­ porque esse é terreno estrategicamente minado: «Que se casem, está bem, mas que adoptem crianças já não me parece bem porque as crianças ficam marcadas...». Este discurso é igual, no tom e no conteúdo, àquele outro que reza assim: «Eu não sou racista, mas não gostava que a minha filha se casasse com um negro, porque os filhos deles iriam ser discriminados...». Quantas crianças vivem só com a mãe? E aquelas ­ as da Casa Pia, por exemplo ­ que nunca conheceram pai nem mãe?  E as Vanessas e Joanas que são brutalizadas e mortas pelos pais? Normalmente, os homossexuais e lésbicas têm irmãos heterossexuais ­ o que prova que a orientação sexual não depende da educação. Se a adopção por casais do mesmo sexo estivesse instituída, as crianças não se sentiriam discriminadas por terem uma família «diferente». Claro que não se pode entregar uma criança de ânimo leve ­ mas são os valores e o estilo de vida dos adoptantes o que interessa, não a sua orientação sexual.

                                        Pensem. Se todos fizéssemos um esforço por pensar clara e livremente, libertando-nos do peso fatídico das ideias feitas, Portugal seria um outro país ­ muito mais justo, e tão belo como a Avenida da Liberdade, cheia de gente unida pelo direito ao Amor, numa tarde de sol e vento.

                                        fonte: http://portugalgay.pt/politica/portugalgay62a.asp
                                        « Última modificação: 16 de Fevereiro de 2006 por Phoenix »
                                              

                                           

                                          Tópicos relacionados

                                            Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
                                          37 Respostas
                                          18061 Visualizações
                                          Última mensagem 4 de Janeiro de 2018
                                          por سامانتا
                                          Agenda Cultural de Lisboa

                                          Iniciado por cacao « 1 2 ... 24 25 » Lisboa

                                          487 Respostas
                                          89219 Visualizações
                                          Última mensagem 29 de Setembro de 2014
                                          por Sappho
                                          10 Respostas
                                          11779 Visualizações
                                          Última mensagem 25 de Novembro de 2008
                                          por Sueca
                                          4 Respostas
                                          5429 Visualizações
                                          Última mensagem 21 de Setembro de 2013
                                          por Organismo
                                          13 Respostas
                                          4758 Visualizações
                                          Última mensagem 31 de Outubro de 2017
                                          por AnniePie