rede ex aequo

Olá Visitante23.out.2021, 14:32:52

Autor Tópico: Katja Nyberg e Gro Hammerseng  (Lida 38997 vezes)

 
Katja Nyberg e Gro Hammerseng
#80

Offline Iria

  • *****
  • Associad@ Honorári@
  • Membro Sénior
  • Género: Feminino
 :)

*abraço*

E força aí... É triste mas não há que baixar os braços. Nem que só tenhamos de os levantar para atirar uns tomates podres. lol

Mas olha que se eu tivesse uns milhões para gastar, punha as meninas, raparigas e mulheres todas de Portugal a praticar desporto. lol Criavam-se umas ligas e vamos lá correr e brincar e ser pagas e cotadas e aceitadas socialmente por isso.

Dito isto, vão-me lá fazer o Euromilhões se faz favor. :P
    "Yes, yes, objectification. Yes, yes, sexism. Yes, yes, violence. I know, I know and I totally agree. All those things are bad. Very bad. In fact, they're wrong. I frown on them with the scowl of a 1000 women's studies majors. That said, ohmyfreakinggodhowawesomewasthat?!" - Dorothy Snarker

    Katja Nyberg e Gro Hammerseng
    #81

    Marley

    • Visitante
    Mas olha que se eu tivesse uns milhões para gastar, punha as meninas, raparigas e mulheres todas de Portugal a praticar desporto. lol Criavam-se umas ligas e vamos lá correr e brincar e ser pagas e cotadas e aceitadas socialmente por isso.

    Sim :)
    Porque são precisos exemplos destes em Portugal..
    Exemplos para as mulheres, para a comunidade lgbt e acima de tudo para sociedade portuguesa em geral.
     :up

      Katja Nyberg e Gro Hammerseng
      #82

      Offline Iria

      • *****
      • Associad@ Honorári@
      • Membro Sénior
      • Género: Feminino
      E 3 meses passaram... e a saga do andebol continua. ;D

      Em notícias (semi) recentes, o Campeonato Europeu de Andebol de Praia ocorreu de 23 a 28 de Junho de 2009 na cidade norueguesa de Larvik, uns centímetros abaixo de Oslo (no meu Google Terra). Larvik! Onde a Katja jogou durante 7 anos. :up

      Presente esteve a equipa da Noruega, que... vou já "spoilar"... ficou em 2º lugar. A Itália ganhou-lhes na final. :) Acontece... :P Mas antes de falar da fantástica equipa norueguesa... Há que mencionar o jogo de demonstração que ocorreu no 1º dia.

      Equipa 1 -> Vencedoras da medalha de ouro dos Jogos Olímpicos de 2008:
      Katrine Lunde Haraldsen, Kristine Lunde, Gro Hammerseng, Katja Nyberg, Karoline Dyhre Breivang, Ragnhild Aamodt, Kari Mette Johansen, Tonje Nøstvold e Marit Malm Frafjord.
      Equipa 2 -> Campeãs Mundiais de 1999 (Noruega  ;) ):
      Susann Goksør Bjerkrheim, Else Marthe Sørlie Lybekk (também campeã olímpica de 2008), Heidi Tjugum, Jeanette Nilsen, Tonje Larsen (também campeã olímpica de 2008), Trine Haltvik, Mette Davidsen, Elisabeth Hilmo, Kristine Duvholt Havnås, Sahra Hausmann e Birgitte Sættem Jomaas.

      Algumas jogadoras não jogaram. A Katja ainda está em recuperação do seu joelho, a Kristine não sei o que tem, e uma até estava grávida. lol Mas ainda bem que estiveram lá presentes, foi muito bom vê-las ali todas juntas...

      E sem mais demoras, aqui estão algumas fotos.





      O jogo foi óptimo. Basicamente as veteranas limparam o sebo às "novas". lol A Gro deu uma entrevistazinha a seguir... aqui. (youtube video com legendas em port)

      Depois do jogo, homenagearam a sua ex-treinadora, Marit Breivik. :)



      Quanto à equipa de andebol norueguesa e o Campeonato... só tenho uma coisa a dizer...



      nº3, Anja Edin...



      nº13, Marit Malm Frafjord



      nº11,  Iselin Ryvoll Klev



      nº7, Arnhild Holmlimo                                                          Anja aplaude...



      O público sofre.... mas gosta.




      E pronto, era só isso.

      Mais fotos aqui e aqui.

      Possivelmente desta vez exagerei mesmo nas fotos. :-X Peço desculpa...
        "Yes, yes, objectification. Yes, yes, sexism. Yes, yes, violence. I know, I know and I totally agree. All those things are bad. Very bad. In fact, they're wrong. I frown on them with the scowl of a 1000 women's studies majors. That said, ohmyfreakinggodhowawesomewasthat?!" - Dorothy Snarker

        Katja Nyberg e Gro Hammerseng
        #83

        Offline :-)

        • **
        • Membro Júnior
        Quando se trata de informação nada é demais!! bom .. só espero ver a Gro Hammerseng a katja Nyberg .. a "Linka" .. Marit Malm... & companhia a brilhar no europeu em 2010 na Dinamarca e na Noruega..(caso nao estejam lesionadas.. com a maré de azar que por ali anda!!) estou a pensar ir assistir aos jogos da Noruega pois ,será esta a última oportunidade de ver a equipa sensação dos Olímpicos... é a minha paixão.. o meu desporto... enfim vou torrar os meus cêntimos nesta viagem !!  Tudo por um sonho!!

        ps: obrigada a todos aqueles que vão colocando informação sobre os jogos do Ikast ..Fotos.. etc etc...


            xizão!
          "What the world needs now is love sweet love,
          Its the only thing that there's just too little of,
          What the world needs now is love sweet love,
          No, not just for some but for everyone"

          Katja Nyberg e Gro Hammerseng
          #84

          Offline Iria

          • *****
          • Associad@ Honorári@
          • Membro Sénior
          • Género: Feminino
          Bom, é difícil endereçar-te uma resposta, porque não tens nome... lol

          Mas vejo que és grande fã também. :D Também frequentas o Gro Hammerseng Fan Forum? É o melhor local para obter tudo sobre a Katja, a Gro, os jogos da GuldBageren League e os jogos da equipa nacional da Noruega. E ainda tem mais umas coisinhas, tudo o que envolva andebol feminino. Informação ali não falta. :)

          Como eu já estava com saudades de postar aqui, aqui vai...

          O campeonato dinamarquês de andebol feminino 2009/2010 já começou. A equipa da Gro, o FC Midtjylland (FCM), fez o seu primeiro jogo no dia 2 de Setembro e ainda não tive oportunidade de o ver. Mas sei que perderam por 21-27.

          Deixo aqui o CALENDÁRIO da GuldBageren League para quem queira seguir!
          Penso que o calendário dos jogos da Liga dos Campeões que a Eurosport 1 e 2 costumam transmitir, ainda não saiu.

          Como sabem, a Katja está em fase de recuperação do seu joelho. Podem ver aqui uma entrevista dela do dia 10 de Setembro a falar sobre isso, e como está a correr, e quando volta.  :up

          Entretanto, ela limita-se a apoiar a equipa do lado de fora, trabalho também MUITO importante. [smiley=martelo.gif] Então até Janeiro, teremos de nos habituar a vê-la assim:


            "Yes, yes, objectification. Yes, yes, sexism. Yes, yes, violence. I know, I know and I totally agree. All those things are bad. Very bad. In fact, they're wrong. I frown on them with the scowl of a 1000 women's studies majors. That said, ohmyfreakinggodhowawesomewasthat?!" - Dorothy Snarker

            Katja Nyberg e Gro Hammerseng
            #85

            Offline Iria

            • *****
            • Associad@ Honorári@
            • Membro Sénior
            • Género: Feminino
            Visto termos participado no Sábado passado no Dia Mundial da Erradicação da Pobreza, achei esta história apropriada...

            ...e quis partilhá-la.



            Tradução do norueguês para o inglês: Absent
            Tradução do inglês para o português: Iria

            Os direitos de autor pertencem a Dagbladet/Magasinet.

            Publicado no dia 25 de Fevereiro de 2006.

            Video desta reportagem. Ou reportagem deste artigo... É uma delas. :P
            http://plan-01.kongsbergnett.no/video/grofilm.swf



            O Plano da Gro


            Na Zâmbia existe uma geração a crescer sem os pais.

            Gro Hammerseng (26) conheceu Maggie (11). A estrela de andebol está ansiosa por um dia vir a ser mãe.

            Um dia, Gro Hammerseng talvez queira adoptar uma criança. A estrela de andebol ficou comovida quando conheceu a Maggie na Zâmbia.


            Escrito por: Ingvild Weeda Tennfjord
            Fotógrafo: Alf Berg

            GRO NUMA EQUIPA NOVA

            - Isto provoca-me uma dor no estômago. Sinto-me tão mal por não ter trazido uma boneca. A melhor jogadora de andebol da Noruega, Gro Hammerseng, limpa os olhos e tenta conter as lágrimas. O vento é quente. Sopra por infinitos campos verdejantes e cheira a terra vermelha. Ela caminha para fora da aldeia, que consiste em quatro barracas redondas de barro com telhados de palha. Dão abrigo a mais pobreza do que ela alguma vez imaginou. A Gro já leu sobre a epidemia VIH que atormenta a Zâmbia. Ela sabe que 1 em cada 3 adultos que ela cumprimenta tem VIH ou SIDA. E que quando eles morrerem, deixam para trás uma geração de órfãos que ninguém sabe quem cuidará deles. Os trabalhadores voluntários falam da geração perdida. Agora, trabalham intensamente para impedir que se tornem duas gerações perdidas. Mas é impossível preparar alguém para o encontro com estas crianças. Números e estatísticas são uma coisa. Pessoas, são algo completamente diferente.


            (right-click e "ver imagem" para ver uma versão maior)

            APOIO: Ninguém sabe o que virá a acontecer com Maggie, que está infectada com o VIH, quando o pai dela morrer. Ela perdeu a vista há cerca de um ano, e mal consegue andar por ela própria. Sabe bem dar a mão à Gro Hammerseng.

            COMO A MAGGIE, por exemplo. Ela tem 11 anos e está infectada com o VIH. A mãe dela já morreu. O pai dela testou positivo. Há um ano perdeu a visão. Provavelmente foi uma infecção ocular normal, mas a doença faz com que se torne impossível, para o pequeno corpo, lutar contra a infecção. Agora, está a mostrar à Gro onde ela mora. A Maggie tropeça em frente. Ela toca de leve com a palma da mão na palha ao longo da estrada, e deixa que a guie para casa. Ela pára, pergunta-se e procura. Que hipótese tem ela de conseguir sobreviver por si só? Quem a protegerá? Dar-lhe-á de comer, e tomará conta dela?

            - É difícil não chorar. Ela é apenas uma criança, diz a Gro.


            (right-click e "ver imagem" para ver uma versão maior)

            SENTIR: A Maggie passa a mão por entre o cabelo da Gro. Ela é estranha, tão alta e com cabelo tão engraçado.

            O PLANO é prepararem-se para outra angariação de fundos. Um dos sítios onde trabalham vivamente é na zona rural da Zâmbia, perto da capital Lusaka. Agora, trabalham em 62 países e têm 97000 patrocinadores na Noruega que enviam dinheiro todos os meses. A Gro Hammerseng é uma de várias caras conhecidas que irão atrair telespectadores à angariação de fundos na TV, no próximo Sábado.

            - Quando me pediram para participar, quis logo fazê-lo. Algo dentro de mim disse-me para o fazer. É uma maneira positiva de passar o teu tempo, e senti que seria gratificante expandir um pouco os meus horizontes.

            - É mais difícil do que pensaste que seria?

            - Não fazia ideia de como iria reagir. Mas sou uma pessoa emocional. Não me importo se as pessoas vêem que sou emotiva. As crianças são tão indefesas. É suposto tomarem conta delas.


            (right-click e "ver imagem" para ver uma versão maior)

            Divertimento e jogos: As crianças juntam-se e vão atrás da Gro como se fossem a sua cauda. A esperança, é que os mais novos deles tenham hipótese de ter um futuro. Se conseguirem acesso à medicação, grande parte do problema será resolvido.

            ELA SENTA-SE na cama da Maggie. Na barraca de barro há espaço para uma pequena mesa e um cordel para secar roupa molhada. A Maggie mostra os seus brinquedos. Uma lata de vaselina, um tubo de cola de sapato, uma colher e uma tigela.

            Ela costumava ir à escola, mas depois de ter perdido a visão, deixaram de a poder ensinar. Ela é a única da sua idade que não vai à escola.

            - Tenho muitas saudades da escola. Queres que cante uma música que aprendi lá?

            A Maggie começa a cantar. A cantiga é sobre a importância em ser obediente e trabalhar. A voz da criança ergue-se e ouve-se até de fora da barraca de barro. Ela não vê a equipa de televisão, nem o microfone por cima da sua cabeça. Não vê o olhar preocupado do seu pai e as vezes que ele passa a mão na sua testa. Ela apenas canta. É lindo. A Gro chora. Mas a Maggie começa a rir. Ela ri de leve, até não se conter, antes de se deitar para trás com um ataque de risa. Pensar na dor e no sofrimento é apenas para aqueles que têm dinheiro e comida na mesa. Ela agarra na mão da Gro e quer mostrar-lhe a casa da avó dela. Enquanto caminham pela colina abaixo, a Maggie diz.

            - Esqueceste-te de fechar a porta.

            Vivem 11 milhões de pessoas na Zâmbia. Mas o país é enorme, duas vezes e meia maior que a Noruega, e as pessoas vivem espalhadas.

            A EPIDEMIA DA SIDA controla por completo a Zâmbia. O país está a passar por um bom crescimento económico. Têm uma democracia em funcionamento, e recentemente a sua dívida pública foi perdoada. Então por que não é o país capaz de se erguer pelo seu próprio pé? A esperança média de vida é de 37 anos. Um em cada três adultos estão infectados. As crianças que deixam para trás, normalmente ficam sem capacidades legais, e a estrutura familiar básica está a quebrar-se. As famílias numerosas não conseguem cuidar de todas as novas crianças que precisam de quem cuide delas. Há falta de medicina no país e, provavelmente o mais importante, falta de informação. Ainda se acredita  frequentemente no mito de que é possível livrarem-se da infecção ou serem curados, tendo sexo com uma pessoa virgem – ou uma criança.

            - A violação sexual de crianças, até crianças de 1 ano de idade, é um grande problema. Se o violador é descoberto, podem ser linchados ou serem expulsos da aldeia. É por isso que muitos desaparecem após a agressão. Se alguma vez forem apanhados, as punições são ridículas. Alguns têm uma pena de meses. Talvez um ano na prisão, diz Mwape Mulumbi, o trabalhador da PLAN local.

            Ela está a trabalhar para assegurar a educação das crianças, medicina e uma sociedade local que funcione. Encorajar as pessoas a serem testadas faz também parte do trabalho. Patricia Lamba é responsável pela área rural de Masambuka. Ela acredita que fornecer informação é uma das suas tarefas mais importantes.

            - Muitos têm medo de fazer o teste. Tornam-se estigmatizados se testarem positivo, são alvo de comentários e as pessoas apontam para eles. Mas estamos a assistir a uma diminuição do tabu em torno do assunto. Temos de nos livrar dos mitos, diz ela.

            A GRO TIROU a sua pulseira, e colocou-a no pequeno braço da Maggie. É demasiado grande, mas ela pode vir a usá-la quando crescer, se vier a crescer.

            “És tão grande como uma árvore. Espero que eu me torne alta.”


            (right-click e "ver imagem" para ver uma versão maior)

            Sorrisos: Sempre que o flash dispara, as crianças gritam de alegria.

            - Quero crianças dentro de uns anos.

            - Gostarias de adoptar?

            - Sim, isso sempre foi uma opção para mim. Tenho uma irmã adoptiva da Coreia do Sul, e estou muito contente por ter três irmãos. Mas talvez fique feliz com duas crianças.

            - Achas que a adopção é uma solução de emergência para aqueles que não conseguem ter crianças por si próprios?

            - Talvez para alguns, mas não para mim. Penso que é perfeito.

            O plano é tornar-se uma patrocinadora primeiro. E depois ter um cão, juntamente com a sua namorada Katja Nyberg. Ela está aqui como companheira de viagem. Mais longe do que isso, a Gro não quer planear.

            - Não é algo de rotina, ter crianças. Todos falam como se fosse, mas não é. (posso ter falhado na interpretação desta frase…)

            NA ZÂMBIA, ver os próprios filhos crescer também não é uma rotina. O pai da Maggie espera e teme pelo futuro.

            - Do que tenho mais medo é que ela fique sozinha. Estou muito preocupado.

            A Maggie provavelmente ficou infectada através dos seus pais. O pai hesita em falar sobre a sua condição VIH. É mais fácil fingir que não se sabe, do que enfrentar a comunidade local.

            - Gostava de encontrar trabalho noutro lugar, mas não posso ir para lado nenhum. Sonho em semear milho, para que possa ter comida suficiente para dar à minha filha. E depois quero construir uma casa, onde ela possa viver quando eu partir.

            UMA CASA, foi essa a herança que a Carol e os seus 3 irmãos receberam quando os seus pais morreram. Agora, a rapariga de 17 anos é quem sustenta e é responsável por dar de comer, vestir, medicamentos e dar educação aos seus 3 irmãos mais novos. Edith, a mais nova, tem nove anos e está infectada. De imediato, vemos que há algo de errado. Tem os olhos vidrados. É como se tivesse uma membrana sobre os seus olhos. Ela sofre de infecções de malária que parecem nunca ir embora. Constipações e vírus, ela apanha tudo. O corpo já não tem um sistema imunológico que dê luta. É a sua irmã mais velha que a leva ao hospital. A rapariga de 17 anos está séria. A responsabilidade é demasiado grande para alguém da sua idade.

            - Tenho de tomar conta deles e pensar como um adulto. Tenho de pensar em como vamos arranjar comida.

            - Tens medo?

            - Eu penso muito, mas não tenho medo. Porque mesmo com medo, ainda tenho de dar de comer aos meus irmãos. Eu rezo. É quando me sinto forte.

            AS CRIANÇAS aperaltaram-se. Estão concentradas e um pouco nervosas. A pequena sala de estar está cheia de convidados. À volta da casa, todas as crianças da zona juntaram-se. Correm como se fossem uma cauda, atrás da Gro. Ela inclina a cabeça para trás e ri, enquanto as crianças se penduram nos seus braços e pernas e gritam de alegria. Então o que pode ser feito pela pequena família? A Carol deixou a escola, mas espera que os mais novos ainda tenham hipótese de ir. Se conseguirem acesso à medicação, grande parte do problema será resolvido. Uma vaca, talvez. Ninguém sonha em luxos.

            - A Edith tem de comer muito porque está doente. Mas na maior parte das vezes não temos nada que comer.

            - O que fazem então?

            - Às vezes, quando se torna muito difícil, sentamo-nos num círculo e falamos dos nossos pais. Pensamos que a vida teria sido mais fácil se eles estivessem vivos.

            No carro, o ar está fresco. A Gro senta-se e diz adeus com a mão às crianças empolgadas antes de partir. Para longe dos olhos vidrados da Edith e da disposição nervosa de inadequação. Mas na aldeia seguinte há novas famílias. Não acaba, o número de crianças que se tornam chefes de família de um dia para o outro.

            A GRACE TEM 47 ANOS e toma conta de 6 crianças. Não são todas dela. Um sobrinho veio até ela quando os seus pais morreram. A sua neta de 2 anos está a brincar no seu colo. Está cada vez mais fraca mas os medicamentos estão a fazê-la ficar melhor, apesar de tudo. O que vai acontecer quando ela morrer? A sua filha mais velha, a Purity, tem apenas 17 anos. Ela não pode dar de comer e vesti-los a todos. A Grace tem como objectivo ficar viva o maior tempo possível.

            - Se eu morrer agora, as crianças irão sofrer. Estou muito preocupada. A família depende da terra de cultivo. Mas eu não consigo fazê-lo mais. As crianças são novas. É difícil sobreviverem.

            - Como se sente?

            - Já não tenho energia. O telhado precisa de ser arranjado, mas a ajuda está a 30 quilómetros de distância. Não tenho força para ir buscar ajuda.

            Esta família já faz parte do programa da PLAN. Têm 12 cabras e milho para cultivar. Têm uma casa pequena e algo para comer. Mas o medo é o mesmo para todos os pais – deixar as suas crianças desprotegidas.

            De volta à aldeia da Maggie. Ela está a saltar atrás da Gro, no campo de milho.

            Elas riem-se e riem-se sempre que a Gro sopra um pouco de vento na cara da Maggie. A Maggie ouve o som do clique do fotógrafo. “Clique”, “clique”, “clique”. Ela tenta agarrar o som como se fosse uma borboleta, antes de querer subir para os braços da Gro.

            - És tão grande como uma árvore, ela grita.

            - Também quero isso. Espero que eu me torne alta. E espero poder continuar a ajudar a avó a lavar os pratos, apesar de não conseguir ver.


            (right-click e "ver imagem" para ver uma versão maior)

            Uma pequena esperança: Espero poder continuar a ajudar a avó a lavar os pratos, apesar de não conseguir ver, diz a Maggie. A visita da Noruega acabou por esta vez.
            Agora o que resta é ter esperança.



            E de um artigo relacionado com este...




            « Última modificação: 23 de Outubro de 2009 por Iria »
              "Yes, yes, objectification. Yes, yes, sexism. Yes, yes, violence. I know, I know and I totally agree. All those things are bad. Very bad. In fact, they're wrong. I frown on them with the scowl of a 1000 women's studies majors. That said, ohmyfreakinggodhowawesomewasthat?!" - Dorothy Snarker

              Katja Nyberg e Gro Hammerseng
              #86

              Offline Iria

              • *****
              • Associad@ Honorári@
              • Membro Sénior
              • Género: Feminino
              Um pequeno NEWS FLASH!...

              24 de Outubro 2009 - Gro vende relógios Inex.


              Mais fotos e em maior qualidade, http://www.spicas.com/feras/Inex-sep09/Inex-sep09.html .
              Artigo do Afterellen, http://www.afterellen.com/blog/dorothysnarker/gro-hammerseng-pitches-watches-and-we-pitch-other-lesbians-or-ad-campaigns .

              29 de Outubro 2009 - Katja regressa! Gro apresenta o seu novo look.


              Mais fotos do jogo, http://www.flickr.com/photos/26519626@N02/sets/72157622567822511/.
              8 jogos na liga dinamarquesa, perderam os 2 primeiros e têm ganho desde então! Estão em 2º no campeonato.

              Katja regressa aos jogos... Que saudade!! Minha, dela e de toda a gente. lol
              A mulher entra aos 16 mins da 1ª parte e parece um furacão! Que vontaaaaade ela tinha...
              Já me tinha esquecido como ela era tão rápida. Ela é enorme! Penso que não há ninguém mais alta que ela na equipa, e na liga dinamarquesa não sei. Ela tem 1,83m. Bem constituída. E corre com uma leveza que parece um passarinho. É impressionante!

              Os seus passes maravilha, as suas fintas, a sua rapidez...Aaaaaaaaaah! O andebol é tão monótono quando ela não joga! Ok, talvez esteja a exagerar um pouquinho, mas bolas... Que saudade. ;D

              Sinto que é um privilégio poder vê-la a jogar... Quer na tv/pc, quer ao vivo. Portanto, deixem-me aproveitar que nada dura para sempre...
              « Última modificação: 2 de Novembro de 2009 por Iria »
                "Yes, yes, objectification. Yes, yes, sexism. Yes, yes, violence. I know, I know and I totally agree. All those things are bad. Very bad. In fact, they're wrong. I frown on them with the scowl of a 1000 women's studies majors. That said, ohmyfreakinggodhowawesomewasthat?!" - Dorothy Snarker

                Katja Nyberg e Gro Hammerseng
                #87

                Offline :-)

                • **
                • Membro Júnior
                "SEM NOME"  PARECE- ME UM BOM NOME!! 

                Bom ... é com GRANDE entusiasmo que leio o teu post... Não sabia que a katja Nyberg já tinha voltado a jogar!!!! Ganhei o dia!!! sou grande fã de andebol, do Ikast e Viborg.. Vejo sempre as grandes competições.. como cá temos um campeonato pouco entusiamante (infelizmente)... porque não ver a elite? Este bichinho vai morrer comigo.. fui jogadora em miúda e agora ensino !!!
                Quanto ao forum da gro.. nao consigo aceder, nao sei porquê!!! nao recebi nenhuma resposta a aceitar o meu registro... tenho de ver isso melhor!!
                os jogos que vou vendo.. alguns no site da EHF, eurosport.. etc etc.. tenho mesmo pena de nao conseguir entar no forum dela.. enerva me até!!!
                quanto às notícias da Gro... como é obvio.. venho sempre a este forum.. ler os teus comentários!!!

                 xizão!!
                ps: vai colocando notícias se puderes, que eu vou lendo toda entusiasmada!! :P

                  "What the world needs now is love sweet love,
                  Its the only thing that there's just too little of,
                  What the world needs now is love sweet love,
                  No, not just for some but for everyone"

                  Katja Nyberg e Gro Hammerseng
                  #88

                  Offline deby

                  • *
                  • Novo Membro
                  iria
                  desculpa se te mandei uma mensagem pessoal mas ainda ando me batendo para entrar em contato com vcs do forum,porfavor paciencia comingo ,sou do brasil e adoro a jogadora katja ,a acho melhor que gro ,veloz ,forte e de um passe impecavel sem falar no arremeço,pela as contuções.abrigada pelo forum assim sei um pouco mas delas.
                  conheço o forum da gro mas o idioma não ajuda muito .mas uma vez muito obrigada.

                    Katja Nyberg e Gro Hammerseng
                    #89

                    Offline dummie

                    • *****
                    • Membro Vintage
                    • Género: Feminino
                    Bom, este tópico está um bocado "atrasado", visto que elas as duas já não estão juntas e que a Gro vai ter um bébé com a tal nº 3, Anja Edin  ;)


                    Spoiler (clica para mostrar/esconder)

                    Retirado do site AE.
                    Separação: http://www.afterellen.com/people/2010/8/gro-hammerseng-and-katja-nyberg-split-up

                    Gravidez: http://www.afterellen.com/column/morning-brew/8-3-2011


                      They say you find love in every corner... Well, my life must be a circle!

                      Katja Nyberg e Gro Hammerseng
                      #90

                      Offline Jennylove

                      • *
                      • Novo Membro
                      Bom, este tópico está um bocado "atrasado", visto que elas as duas já não estão juntas e que a Gro vai ter um bébé com a tal nº 3, Anja Edin  ;)


                      Spoiler (clica para mostrar/esconder)

                      Retirado do site AE.
                      Separação: http://www.afterellen.com/people/2010/8/gro-hammerseng-and-katja-nyberg-split-up

                      Gravidez: http://www.afterellen.com/column/morning-brew/8-3-2011


                      E tb a Rikke Skov q foi citada como esposa da Lotte, da Dinamarca, tb não estão mais juntas!

                      Bjos!

                        Katja Nyberg e Gro Hammerseng
                        #91

                        x3na

                        • Visitante
                        Só eu é que não vejo essas séries! :-)
                        não tenho muita paciência.

                          Katja Nyberg e Gro Hammerseng
                          #92

                          Malibu

                          • Visitante
                          Só eu é que não vejo essas séries! :-)
                          não tenho muita paciência.

                          Não é uma série, x3na. É a vida real.  lol :P

                            Katja Nyberg e Gro Hammerseng
                            #93

                            x3na

                            • Visitante
                            Só eu é que não vejo essas séries! :-)
                            não tenho muita paciência.

                            Não é uma série, x3na. É a vida real.  lol :P
                            um programa de vida real? Eu não costumo ver, muitos menos cenas lgb. Quero dizer, vejo mas não muito.

                              Katja Nyberg e Gro Hammerseng
                              #94

                              Malibu

                              • Visitante
                              Só eu é que não vejo essas séries! :-)
                              não tenho muita paciência.

                              Não é uma série, x3na. É a vida real.  lol :P
                              um programa de vida real? Eu não costumo ver, muitos menos cenas lgb. Quero dizer, vejo mas não muito.

                              Não. Nada de programas ou séries do género (que eu também não costumo ver, deixa lá). É uma situação da vida real. As pessoas mencionadas no título do tópico são duas jogadoras da equipa de andebol da Noruega que namoraram. Como podes comprovar neste tópico, foram e são fonte de admiração/curiosidade para algumas pessoas. Não é o meu caso portanto apenas posso esclarecer-te relativamente a algo básico e não posso aprofundar mais sobre o assunto. No primeiro post tens alguma informação sobre elas.  :)

                                Katja Nyberg e Gro Hammerseng
                                #95

                                Offline Jennylove

                                • *
                                • Novo Membro
                                hahahahahahaha

                                Gente não é serie nem realit show....
                                São jogadoras de Handebol da Noruega e da Dinamarca!!!!
                                O tópico é sobre elas...

                                Eu só atualizei sobre a jogadora da Dinamarca Rikke Skov, pq foi falado dela aqui...
                                Eu gosto muito dela, tb não sei muita coisa, mais se alguém souber e quiser atualizar o topico seria legal!


                                Beijos a todos!!!!