rede ex aequo

Olá Visitante20.jun.2021, 13:24:47

Sondagem

Sofres de alguma doença/distúrbio mental?

Distúrbios alimentares (anorexia, bulimia, etc)
7 (9.7%)
Esquizofrenia
4 (5.6%)
Depressão
15 (20.8%)
Transtorno Bipolar (Bipolaridade)
5 (6.9%)
Perturbações da ansiedade (insónia, ataques de pânico, fobia social, agorafobia, fobias, TOC, etc)
24 (33.3%)
Autismo
1 (1.4%)
Demência
0 (0%)
Epilepsia
0 (0%)
Atraso mental
0 (0%)
Transtornos de personalidade (anti-social, paranóide, obsessivo-compulsiva, esquizóide, etc)
13 (18.1%)
Outro/as. (Quais?)
3 (4.2%)

Votos totais: 37

Autor Tópico: Doenças mentais  (Lida 13265 vezes)

 
Doenças mentais
#0

Offline Spektrum

  • *****
  • Membro Vintage
  • Género: Feminino
  • [P]oiesis.
Crio este tópico com o intuito de debater e desmitificar as várias doenças mentais. Bem como permitir a partilha de experiências e vivências por parte dos portadores das doenças ou por parte dos familiares, amigos e outras pessoas que puderam lidar de perto com a doença.

Não somos assim tão poucos quanto se pensa, pois são doenças que infelizmente se tornam mais comuns na nossa sociedade. As que têm incidência mais elevada são os distrúrbios alimentares, a depressão e as perturbações da ansiedade, tendo as outras doenças percentagens de incidência mais baixas mas não menos significativas. Apesar da aceitação e compreensão da sociedade relativamente a estas doenças ter vindo a aumentar, ainda há muita gente que acha que os doentes mentais são "malucos", "deficientes, "incapazes", "fracos", "atrasados", "perversos", entre muitas outras ofensas que ouvimos dizer por aí...

Há imensos casos de jovens que sofrem bullying, outros são severamente criticados e gozados, excluídos e postos de parte na escola e no trabalho. Menosprezam as nossas capacidades tendo por base um rótulo e preconceito do senso-comum. É como dizerem que uma pessoa que fracturou uma perna não pode voltar a correr, ou se o fizer, será sempre lentamente e não terá o rendimento considerado normal. Da mesma forma dizem que quem teve um esgotamento nervoso fica incapaz, não é apto para trabalhar ou ter cargos com responsabilidades. Da mesma forma que quem fractura uma perna, com fisioterapia e medicação adequada, pode voltar à sua rotina normal e obter o mesmo rendimento ou até superior ao de antes, quem tem, por exemplo, depressão, pode com psicoterapia e medicação adequada, voltar à sua rotina normal e obter os mesmos resultados ou até um melhor rendimento no seu percurso escolar e curricular.

Há uma enorme percentagem de depressão e distúrbios alimentares nos jovens homossexuais, sendo uma repercursão da sua exclusão por parte da sociedade, bullying, isolamento, assédio/abuso sexual, maus resultados escolares, diminuição da auto-estima, etc. Logo, acho que é um excelente tema para ser debatido aqui no fórum e nas reuniões dos grupos locais. (Ainda) Há muitas questões que necessitam de ser esclarecidas...
    “Always be a poet, even in prose.”
    ― Charles Baudelaire

    Doenças mentais
    #1

    APC

    • Visitante
    Não tenho doenças mentais, pelo menos que saiba. Há um subtil histórico na minha família, mas não é nada do outro mundo. Tenho alguns transtornos obcessivos-compulsivos, mas num estado muito ligeiro, não contando nem sequer como doença. Tenho alguma panca com as simetrias e os sítios das coisas, com a higiene... Cenas desse género. Mas tanto quanto sei é mais comum do que o que se pensa.  ;)

      Doenças mentais
      #2

      Offline Spektrum

      • *****
      • Membro Vintage
      • Género: Feminino
      • [P]oiesis.
      Há que saber que o transtorno obsessivo-compulsivo (TOC) é diferente do transtorno de personalidade obsessivo-compulsiva, o primeiro é um distúrbio de ansiedade, logo é ocasional e mais "crítico", enquanto que o segundo é persistente, duradouro e menos grave.

      citando a wikipédia (fonte não muito fiável, mas pronto, foi o mais simples de compreender que encontrei):
      O Transtorno de personalidade obsessivo-compulsivo (anancástica) é um transtorno de personalidade caracterizado por um constante sentimento de dúvida, perfeccionismo, escrupulosidade, verificações, e preocupação com pormenores, obstinação, prudência e rigidez excessivas com raizes na infância e que persiste na idade adulta. O transtorno pode ser acompanhando de pensamentos ou de impulsos repetitivos e intrusivos. Se diferencia do transtorno obsessivo-compulsivo por ser mais duradouro porém menos grave.
        “Always be a poet, even in prose.”
        ― Charles Baudelaire

        Doenças mentais
        #3

        Unknown93

        • Visitante
        Não sei se a minha questão vai ser bem interpretada, nem sequer sei bem como a colocar ou partilhar aquilo que penso. A verdade é que nem sempre sei distinguir uma "má pessoa" de uma pessoa doente. Por exemplo, conheço alguém com atitudes que não valem nada, que trata mal os outros, é egocêntrico, tem a mania da perseguição, faz birras de criança pelas mais pequenas coisas e precisa que todo o mundo gire à sua volta. E a questão é: é personalidade ou pode ser doença?

          Doenças mentais
          #4

          padfoot

          • Visitante
          Não sei se a minha questão vai ser bem interpretada, nem sequer sei bem como a colocar ou partilhar aquilo que penso. A verdade é que nem sempre sei distinguir uma "má pessoa" de uma pessoa doente. Por exemplo, conheço alguém com atitudes que não valem nada, que trata mal os outros, é egocêntrico, tem a mania da perseguição, faz birras de criança pelas mais pequenas coisas e precisa que todo o mundo gire à sua volta. E a questão é: é personalidade ou pode ser doença?


          Cá para mim isso chama-se carência. Pessoas assim não estão felizes, há um espaço qualquer que não está preenchido, por isso ficam frustradas mais depressa.

          Quanto ao assunto do tópico, não conheço ninguém da minha família, mesmo da mais alargada, que sofra de alguma doença mental. Já eu fui diagnosticada em 2009 com TOC (transtorno obsessivo-compulsivo), e desde essa altura que, com alguma medicação nas alturas em que me sinto mais ansiosa, tenho conseguido controlar bem os meus impulsos. Estou muito, mas muito melhor. A grande anedota em tudo isto é que toda a gente à minha volta prefere tratar o TOC como um conjunto de "manias" e não encará-lo como a doença que é, e aceitar que, por vezes, revela sintomas difíceis de esconder para quem sofre com ela.

            Doenças Mentais
            #5

            Diotima

            • Visitante
            Eu tenho uma doença mental e a primeira vez que fui pedir à médica do centro de saúde para me encaminhar para uma consulta da especialidade ela disse-me "Quando a gente os quer mandar para as consultas eles (os malucos) não querem ir! Você não tem nada." Quase chorei. Vindo de uma médica de família!

              Doenças Mentais
              #6

              Offline Spektrum

              • *****
              • Membro Vintage
              • Género: Feminino
              • [P]oiesis.
              Eu tenho uma doença mental e a primeira vez que fui pedir à médica do centro de saúde para me encaminhar para uma consulta da especialidade ela disse-me "Quando a gente os quer mandar para as consultas eles (os malucos) não querem ir! Você não tem nada." Quase chorei. Vindo de uma médica de família!

              Reconhecer a doença é um passo muito importante! E pedir ajuda também o é. É necessário muita motivação e coragem para tal.
              Se o teu médico te disse isso, e se discordas da decisão/atitude dele, procura outra opinião profissional. Podes sempre tentar arranjar uma consulta diretamente na especialidade, seja no sector público (torna-se mais complicado) ou privado.

              Espero que a situação tenha melhorado ;)
                “Always be a poet, even in prose.”
                ― Charles Baudelaire

                O que acontece depois da morte?
                #7

                Diotima

                • Visitante
                Sim, melhorou dentro do possível (o pior são as recaidas). Entretanto fui atendida por outra médica no centro de saúde que me encaminhou para a consultas de psiquiatria. Nas consultas de psiquiatria tenho sido bem atendida embora as vezes pense que aquilo só serve para passar receitas. Foi-me diagnosticada uma doença (que prefiro não dizer qual é) e no fundo provou-se que havia uma razão para o meu mal-estar. A outra médica é que foi uma ignorante o que é grave pois são os médicos de família que encaminham os doentes para as consultas da especialidade...
                « Última modificação: 21 de Março de 2013 por Diotima »

                  Doenças mentais
                  #8

                  Offline Spektrum

                  • *****
                  • Membro Vintage
                  • Género: Feminino
                  • [P]oiesis.
                  Recair (também) faz parte, não desanimes! Cumpre as orientações da psiquiatra e faz a medicação sempre certinha. Se o fizeres, a caminhada torna-se menos dolorosa. ;)

                  Quanto aos médicos (de família), de facto é lamentável. Mas nem sempre temos os melhores profissionais a atender-nos. O médico é como outro profissional qualquer, nem sempre tens bons professores, há sempre algum que não é tão bom; no sector da saúde acaba por acontecer o mesmo.
                  O importante é sentires-te bem com o teu médico de família, se achas que ela não é a mais adequada, aconselho-te a mudar, pois é essencial uma boa relação/comunicação médico-doente para a saúde do mesmo.

                  Cumprimentos :up
                    “Always be a poet, even in prose.”
                    ― Charles Baudelaire

                    Doenças mentais
                    #9

                    Diotima

                    • Visitante
                    Eu na verdade não tenho médico de família, sou uma dos milhares de portugueses que não têm. No centro de saúde ás vezes sou atendida por um médico, as vezes por outro. Mas essa foi a minha sorte. De resto sim, faço tudo direitinho. :)

                      Doenças mentais
                      #10

                      Offline Forbidden

                      • *****
                      • Membro Ultra
                      • Género: Masculino
                      Eu tenho depressao e e uma porcaria. E acho que tambem tenho qualquer coisa relacionada com ansiedade. A questão e que eu ja me sinto deste modo ha tanto tempo que ja faz parte de mim. Ja nao sei nao ser assim. Talvez eu seja uma pessoa deprimida, mesmo. Talvez nao consiga ser feliz, tenha uma incapacidade no cerebro ou assim. Eu estou a tomar um antidepressivo, que da simultaneamente para a depressao e ansiedade, e apesar de me sentir mais calmo e estavel, nao me sinto feliz. E nao consigo chorar, o que e estupido, porque isso nao me impede de estar triste e desesoerado. Simplesmente nao o consigo expressar. Acho que esperava demais da medicaçao. Nao sei, e a segunda vez que estou a tomar antidepressivos, e da primeira vez notei uma melhoria quase imediata, e sentia-me muito melhor. Mas isso foi ha 1 ano atras. Desta vez isso nao aconteceu. Nao sei, ando simplesmente a deriva. No mes passado tentei o suicidio, foi a ocasiao em que estive mais proximo de o fazer, e como nao consigo excecuta-lo, resolvi deixar isso de parte e tentar viver. E e isso que estou a fazer, ainda que sem grande sucesso. Vou tentar, ate onde der.

                        Doenças mentais
                        #11

                        Diotima

                        • Visitante
                        Ola Forbidden. Eu também não consigo chorar. Houve uma época em que chorava muito, agora não consigo expressar emoções. Ou melhor, acho que nem as sinto. Eu também me questiono se eu sou assim, se é a minha personalidade ou se é a doença. É difícil delimitar a fronteira entre o que somos e o que a doença é. Quanto aos antidepressivos já li algures que por vezes demoram meses a fazer efeito até uma pessoa se sentir melhor. Mas não esperes demasiado dos medicamentos: ajudam a melhorar a sintomatologia mas não curam. Força aí. Coragem :) .

                          Doenças mentais
                          #12

                          Offline Joker

                          • *****
                          • Membro Elite
                          • Género: Masculino
                          Eu tenho depressao e e uma porcaria. E acho que tambem tenho qualquer coisa relacionada com ansiedade. A questão e que eu ja me sinto deste modo ha tanto tempo que ja faz parte de mim. Ja nao sei nao ser assim. Talvez eu seja uma pessoa deprimida, mesmo. Talvez nao consiga ser feliz, tenha uma incapacidade no cerebro ou assim. Eu estou a tomar um antidepressivo, que da simultaneamente para a depressao e ansiedade, e apesar de me sentir mais calmo e estavel, nao me sinto feliz. E nao consigo chorar, o que e estupido, porque isso nao me impede de estar triste e desesoerado. Simplesmente nao o consigo expressar. Acho que esperava demais da medicaçao. Nao sei, e a segunda vez que estou a tomar antidepressivos, e da primeira vez notei uma melhoria quase imediata, e sentia-me muito melhor. Mas isso foi ha 1 ano atras. Desta vez isso nao aconteceu. Nao sei, ando simplesmente a deriva. No mes passado tentei o suicidio, foi a ocasiao em que estive mais proximo de o fazer, e como nao consigo excecuta-lo, resolvi deixar isso de parte e tentar viver. E e isso que estou a fazer, ainda que sem grande sucesso. Vou tentar, ate onde der.
                          Estás a fazer que medicação, se posso perguntar?
                            That's all.

                            Doenças mentais
                            #13

                            Offline Forbidden

                            • *****
                            • Membro Ultra
                            • Género: Masculino
                            Ola Forbidden. Eu também não consigo chorar. Houve uma época em que chorava muito, agora não consigo expressar emoções. Ou melhor, acho que nem as sinto. Eu também me questiono se eu sou assim, se é a minha personalidade ou se é a doença. É difícil delimitar a fronteira entre o que somos e o que a doença é. Quanto aos antidepressivos já li algures que por vezes demoram meses a fazer efeito até uma pessoa se sentir melhor. Mas não esperes demasiado dos medicamentos: ajudam a melhorar a sintomatologia mas não curam. Força aí. Coragem :) .

                            Obrigado pela resposta ;)

                            Estás a fazer que medicação, se posso perguntar?

                            Citalopram Actavis

                              Doenças mentais
                              #14

                              Diotima

                              • Visitante
                              Uma rectificação: eu disse que os medicamentos não curam mas acrescento agora que isso só acontece na depressão major. Julgo que nas depressões mais leves podem curar. Mas corrijam-me se estiver enganada.

                                Doenças mentais
                                #15

                                PsyGirl_Av

                                • Visitante
                                Enquanto profissional da área, encaro os psicofármacos como um auxilio à psicoterapia. Embora, como disse a Diotima, eles não curem, acabam por ser essenciais em casos mais críticos, onde existe um elevado prejuízo na vida do sujeito. Muitas das vezes, casos de Ansiedade e Depressão têm esquemas disfuncionais de base, construtos estáveis e que necessitam de ser trabalhados, o problema é que este processo é, por norma, muito moroso. Desta forma, a medicação atenua, de forma fisiológica, os sintomas, ao exercer uma acção ao nível da química cerebral.
                                Outra questão importante remete para a dita adição à medicação, com o consequente medo de nunca a conseguir largar. Embora se saiba que tal ocorre, uma vez que com o retirar da medicação o seu efeito termina a curto prazo, daí advém a necessidade de aproveitar o período de toma dos psicofármacos para trabalhar a nível mais psicológico - esta terapia combinada é, segundo diversos estudos, a mais eficaz.
                                Claro que não podemos esquecer que existem perturbações (é uma palavra forte, eu sei, mas trata-se, somente, de um vocábulo - o rótulo negativo não tem de ser aplicado) que necessitam de uma terapia baseada na medicação, uma vez que, sem esta, os sintomas surgem - como é o caso da Esquizofrenia, por exemplo.

                                  Doenças mentais
                                  #16

                                  Offline Marilyn

                                  • *****
                                  • Membro Elite
                                  • Género: Feminino
                                  • Second best
                                  Estás a fazer que medicação, se posso perguntar?

                                  Citalopram Actavis
                                  [/quote]
                                  Ah, também já tomei isso, mas nunca senti nada.

                                  Diotima, num tópico disseste que foste ao centro de saúde e foste mal atendida pela médica. E depois como é que foste encaminhada para o outro especialista que te ajudou? Ia perguntar isto por mp, mas a caixa está cheia. Obrigada pela colaboração
                                  « Última modificação: 23 de Abril de 2013 por Marilyn »

                                    Doenças mentais
                                    #17

                                    Offline Forbidden

                                    • *****
                                    • Membro Ultra
                                    • Género: Masculino

                                    Ah, também já tomei isso, mas nunca senti nada.


                                    Como assim? Nao sentiste nenhum efeito, por mais pequeno que fosse?


                                      Doenças mentais
                                      #18

                                      Offline Marilyn

                                      • *****
                                      • Membro Elite
                                      • Género: Feminino
                                      • Second best

                                      Ah, também já tomei isso, mas nunca senti nada.


                                      Como assim? Nao sentiste nenhum efeito, por mais pequeno que fosse?
                                      Precisamente, nada, nem bom nem mau, nem quando tomava nem quando deixei de tomar subitamente (mas também não tomei durante muito tempo, se calhar é por isso)

                                      Doenças mentais
                                      #19

                                      Offline Forbidden

                                      • *****
                                      • Membro Ultra
                                      • Género: Masculino

                                      Ah, também já tomei isso, mas nunca senti nada.


                                      Como assim? Nao sentiste nenhum efeito, por mais pequeno que fosse?
                                      Precisamente, nada, nem bom nem mau, nem quando tomava nem quando deixei de tomar subitamente (mas também não tomei durante muito tempo, se calhar é por isso)

                                      Pois, secalhar precisavas de tomar mais tempo, ou simplesmente nao era o mais indicado para o teu problema... ;)

                                         

                                        Tópicos relacionados

                                          Assunto / Iniciado por Respostas Última mensagem
                                        Doenças Terminais

                                        Iniciado por Di « 1 2 3 » Saúde e Bem-estar

                                        47 Respostas
                                        19201 Visualizações
                                        Última mensagem 9 de Novembro de 2010
                                        por Bc
                                        44 Respostas
                                        15305 Visualizações
                                        Última mensagem 5 de Setembro de 2008
                                        por deepsoul
                                        0 Respostas
                                        5888 Visualizações
                                        Última mensagem 8 de Março de 2018
                                        por lain1989